SlideShare uma empresa Scribd logo
CIEP 289 CECÍLIO BARBOSA
DA PAIXÃO
Roda Viva. Chico Buarque de
Holanda
“Em 64 a nação recebeu um tiro no peito. Um tiro que
matou a alma nacional, (...) Os personagens que
pareciam fazer parte da história do Brasil como nós
imaginávamos, esses personagens de repente
sumiram. Ou fora do poder, ou presos ou mortos. E em
seu lugar surgiram outros, que eu nunca tinha visto.
Idiotas que nem mereciam ser notados. (...) Aí veio a
percepção clara que o Brasil tinha mudado para
sempre. (...) Havia sido cometido um assassinato
político. Ali morreu um país, morreu uma liderança
popular, morreu um processo. (...) Não se matam
somente as pessoas, também se matam os países, os
processos históricos.(...)”
(Herbert de Souza – Betinho)
Agora, vamos analisar algumas
imagens construídas sobre a
ditadura civil-militar de 1964
“A caricatura foi publicada em um jornal de da grande imprensa (Correio
da Manhã – 17/05/1963), e sua mensagem implica a denúncia dos
supostos pendores autoritários de Goulart. Ele é caracterizado como um
camponês pobre que joga o seu trator contra um monte de pedras, os
obstáculos em seu caminho. As pedras que a máquina tente remover
são os dois partidos políticos mais importantes do bloco conservador e
liberal, PSD e UDN. As duas agremiações opunham-se aos projetos de
reforma agrária das esquerdas, bloqueando a aprovação no Congresso.
A expressão facial de Jango, juntamente com a presença do trator em
cena, conotam a alegada vocação autoritária do presidente. No entanto
o trator encontra-se parcialmente atolado na terra, o que sugere as
dificuldades encontradas por Jango em seu propósito.”
Análise extraída do livro: Jango e o Golpe de 1964 na caricatura de
Rodrigo Patto Sá Motta. Pag. 122.
A resposta conservadora. São
Paulo 19 de março de 1964
Marcha da Família
com Deus pela
Liberdade
Uma nova marcha?
Apesar de Você – Chico Buarque de
Holanda
As consequências
A Rede Globo e o golpe de
1964
DESAFIOOs trechos que melhor explicitam uma voz de determinação de luta contra a
ditadura militar no Brasil e uma motivação para esta luta são, respectivamente,
os de número:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Quadrinhos e Guerra Fria
Quadrinhos e Guerra FriaQuadrinhos e Guerra Fria
Quadrinhos e Guerra Fria
Helga Pôssas
 
História - Manifestações Culturais no Brasil durante a Ditadura
História - Manifestações Culturais no Brasil durante a DitaduraHistória - Manifestações Culturais no Brasil durante a Ditadura
História - Manifestações Culturais no Brasil durante a Ditadura
Adriana Andrade
 
Charges da Guerra Fria
Charges da Guerra FriaCharges da Guerra Fria
Charges da Guerra Fria
Elton Zanoni
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
flaviosa_
 
Utopia e barbarie trabalho definitivo de português
Utopia e barbarie   trabalho definitivo de portuguêsUtopia e barbarie   trabalho definitivo de português
Utopia e barbarie trabalho definitivo de português
Clara Canavarros
 
Manifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditaduraManifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditadura
dinicmax
 
Movimentos políticos na década 50
Movimentos políticos na década 50Movimentos políticos na década 50
Movimentos políticos na década 50
dinicmax
 
Guerra fria aula ppt 9º ano
Guerra fria aula ppt 9º anoGuerra fria aula ppt 9º ano
Guerra fria aula ppt 9º ano
Daniel Rocha Junior
 
Ditadura militar parte 6-6
Ditadura militar   parte 6-6Ditadura militar   parte 6-6
Ditadura militar parte 6-6
cemem
 
Golpe Militar de 64 - 2a versão
Golpe Militar de 64 - 2a versãoGolpe Militar de 64 - 2a versão
Golpe Militar de 64 - 2a versão
Alessandra Bourdot
 
Brasil o retorno a democracia
Brasil o retorno a democraciaBrasil o retorno a democracia
Brasil o retorno a democracia
Oswaldo Favero Favero
 
O terrorista de 1968
O terrorista de 1968O terrorista de 1968
O terrorista de 1968
HENRIQUE FIGUEIRO
 
O terrorista de 1968
O terrorista de 1968O terrorista de 1968
O terrorista de 1968
Hideumi Sekiguchi
 
O TERRORISTA DE 1968
O TERRORISTA DE 1968O TERRORISTA DE 1968
O TERRORISTA DE 1968
Isaura Miike
 
Golpe Militar de 64 - 1a versão
Golpe Militar de 64 - 1a versãoGolpe Militar de 64 - 1a versão
Golpe Militar de 64 - 1a versão
Alessandra Bourdot
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Nova ordem mundial - O mundo está cada vez menor
Nova ordem mundial - O mundo está cada vez menorNova ordem mundial - O mundo está cada vez menor
Nova ordem mundial - O mundo está cada vez menor
Gérley Adriano
 
O terrorista de 1968 (1)
O terrorista de 1968 (1)O terrorista de 1968 (1)
O terrorista de 1968!
O terrorista de 1968!O terrorista de 1968!
O terrorista de 1968!
Dilmene Rodrigues
 
3ão soc - mov operário
3ão   soc - mov operário3ão   soc - mov operário
3ão soc - mov operário
Milton JB Sobreiro
 

Mais procurados (20)

Quadrinhos e Guerra Fria
Quadrinhos e Guerra FriaQuadrinhos e Guerra Fria
Quadrinhos e Guerra Fria
 
História - Manifestações Culturais no Brasil durante a Ditadura
História - Manifestações Culturais no Brasil durante a DitaduraHistória - Manifestações Culturais no Brasil durante a Ditadura
História - Manifestações Culturais no Brasil durante a Ditadura
 
Charges da Guerra Fria
Charges da Guerra FriaCharges da Guerra Fria
Charges da Guerra Fria
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
Utopia e barbarie trabalho definitivo de português
Utopia e barbarie   trabalho definitivo de portuguêsUtopia e barbarie   trabalho definitivo de português
Utopia e barbarie trabalho definitivo de português
 
Manifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditaduraManifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditadura
 
Movimentos políticos na década 50
Movimentos políticos na década 50Movimentos políticos na década 50
Movimentos políticos na década 50
 
Guerra fria aula ppt 9º ano
Guerra fria aula ppt 9º anoGuerra fria aula ppt 9º ano
Guerra fria aula ppt 9º ano
 
Ditadura militar parte 6-6
Ditadura militar   parte 6-6Ditadura militar   parte 6-6
Ditadura militar parte 6-6
 
Golpe Militar de 64 - 2a versão
Golpe Militar de 64 - 2a versãoGolpe Militar de 64 - 2a versão
Golpe Militar de 64 - 2a versão
 
Brasil o retorno a democracia
Brasil o retorno a democraciaBrasil o retorno a democracia
Brasil o retorno a democracia
 
O terrorista de 1968
O terrorista de 1968O terrorista de 1968
O terrorista de 1968
 
O terrorista de 1968
O terrorista de 1968O terrorista de 1968
O terrorista de 1968
 
O TERRORISTA DE 1968
O TERRORISTA DE 1968O TERRORISTA DE 1968
O TERRORISTA DE 1968
 
Golpe Militar de 64 - 1a versão
Golpe Militar de 64 - 1a versãoGolpe Militar de 64 - 1a versão
Golpe Militar de 64 - 1a versão
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
Nova ordem mundial - O mundo está cada vez menor
Nova ordem mundial - O mundo está cada vez menorNova ordem mundial - O mundo está cada vez menor
Nova ordem mundial - O mundo está cada vez menor
 
O terrorista de 1968 (1)
O terrorista de 1968 (1)O terrorista de 1968 (1)
O terrorista de 1968 (1)
 
O terrorista de 1968!
O terrorista de 1968!O terrorista de 1968!
O terrorista de 1968!
 
3ão soc - mov operário
3ão   soc - mov operário3ão   soc - mov operário
3ão soc - mov operário
 

Destaque

50 anos do Golpe Militar
50 anos do Golpe Militar 50 anos do Golpe Militar
50 anos do Golpe Militar
Glauco Ricciele
 
Significado64
Significado64Significado64
Significado64
Davi Carvalho
 
Antecedentes do golpe de 1964
Antecedentes do golpe de 1964Antecedentes do golpe de 1964
Antecedentes do golpe de 1964
Bruna Camargo
 
Governo j anio. jango. golpe 64 disma
Governo j anio. jango. golpe 64  dismaGoverno j anio. jango. golpe 64  disma
Governo j anio. jango. golpe 64 disma
Dismael Sagás
 
Golpe de 1964 ppt
Golpe de 1964 pptGolpe de 1964 ppt
Golpe de 1964 ppt
Eraldo Fonseca
 
O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)
Edenilson Morais
 
O golpe de 1964
O golpe de 1964O golpe de 1964
O golpe de 1964
Edenilson Morais
 

Destaque (7)

50 anos do Golpe Militar
50 anos do Golpe Militar 50 anos do Golpe Militar
50 anos do Golpe Militar
 
Significado64
Significado64Significado64
Significado64
 
Antecedentes do golpe de 1964
Antecedentes do golpe de 1964Antecedentes do golpe de 1964
Antecedentes do golpe de 1964
 
Governo j anio. jango. golpe 64 disma
Governo j anio. jango. golpe 64  dismaGoverno j anio. jango. golpe 64  disma
Governo j anio. jango. golpe 64 disma
 
Golpe de 1964 ppt
Golpe de 1964 pptGolpe de 1964 ppt
Golpe de 1964 ppt
 
O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)
 
O golpe de 1964
O golpe de 1964O golpe de 1964
O golpe de 1964
 

Semelhante a Os 50 anos do golpe civil militar de 1964

Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
Lú Carvalho
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
Lú Carvalho
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
Kerol Brombal
 
Governo dutra
Governo dutraGoverno dutra
Governo dutra
Samuel Henriques
 
Ditadura militar parte 1-6
Ditadura militar   parte 1-6Ditadura militar   parte 1-6
Ditadura militar parte 1-6
cemem
 
A Nostalgia das Ossadas - autor Roberto Campos
A Nostalgia das Ossadas - autor Roberto CamposA Nostalgia das Ossadas - autor Roberto Campos
A Nostalgia das Ossadas - autor Roberto Campos
Vgl Araújo
 
Ditadura parte 2 (1)
Ditadura parte 2 (1)Ditadura parte 2 (1)
Ditadura parte 2 (1)
Rose Vital
 
Ditadura militar no brasil (1964 1985)
Ditadura militar no brasil (1964 1985)Ditadura militar no brasil (1964 1985)
Ditadura militar no brasil (1964 1985)
Jardel Berti
 
Prova 1º ano 4º bimestre hist
Prova 1º ano 4º bimestre histProva 1º ano 4º bimestre hist
Prova 1º ano 4º bimestre hist
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova 1º ano 4º bimestre hist
Prova 1º ano 4º bimestre histProva 1º ano 4º bimestre hist
Prova 1º ano 4º bimestre hist
Atividades Diversas Cláudia
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
Beatriz Damasceno
 
Ditadura militar parte 3-6
Ditadura militar   parte 3-6Ditadura militar   parte 3-6
Ditadura militar parte 3-6
cemem
 
Música popular brasileira
Música popular brasileiraMúsica popular brasileira
Música popular brasileira
Jose Humberto Rodrigues
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
Lú Carvalho
 
Ditadura militar no brasil
Ditadura militar no brasilDitadura militar no brasil
Ditadura militar no brasil
Jainny F.
 
Musica e ditadura
Musica e ditaduraMusica e ditadura
Musica e ditadura
Ailton Pinheiro Santos
 
22032114 lista-de-exericio-ii-com-gabarito
22032114 lista-de-exericio-ii-com-gabarito22032114 lista-de-exericio-ii-com-gabarito
22032114 lista-de-exericio-ii-com-gabarito
Nádia Preciso
 
A presença do comunismo internacional no brasil
A presença do comunismo internacional no brasilA presença do comunismo internacional no brasil
A presença do comunismo internacional no brasil
Isabel Silva
 
Período democrático
Período democráticoPeríodo democrático
Período democrático
Tatiana Rezende
 
Operacao retomada autor_marcelo_r_santos//PDF
Operacao retomada autor_marcelo_r_santos//PDFOperacao retomada autor_marcelo_r_santos//PDF
Operacao retomada autor_marcelo_r_santos//PDF
ELIAS OMEGA
 

Semelhante a Os 50 anos do golpe civil militar de 1964 (20)

Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Governo dutra
Governo dutraGoverno dutra
Governo dutra
 
Ditadura militar parte 1-6
Ditadura militar   parte 1-6Ditadura militar   parte 1-6
Ditadura militar parte 1-6
 
A Nostalgia das Ossadas - autor Roberto Campos
A Nostalgia das Ossadas - autor Roberto CamposA Nostalgia das Ossadas - autor Roberto Campos
A Nostalgia das Ossadas - autor Roberto Campos
 
Ditadura parte 2 (1)
Ditadura parte 2 (1)Ditadura parte 2 (1)
Ditadura parte 2 (1)
 
Ditadura militar no brasil (1964 1985)
Ditadura militar no brasil (1964 1985)Ditadura militar no brasil (1964 1985)
Ditadura militar no brasil (1964 1985)
 
Prova 1º ano 4º bimestre hist
Prova 1º ano 4º bimestre histProva 1º ano 4º bimestre hist
Prova 1º ano 4º bimestre hist
 
Prova 1º ano 4º bimestre hist
Prova 1º ano 4º bimestre histProva 1º ano 4º bimestre hist
Prova 1º ano 4º bimestre hist
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Ditadura militar parte 3-6
Ditadura militar   parte 3-6Ditadura militar   parte 3-6
Ditadura militar parte 3-6
 
Música popular brasileira
Música popular brasileiraMúsica popular brasileira
Música popular brasileira
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Ditadura militar no brasil
Ditadura militar no brasilDitadura militar no brasil
Ditadura militar no brasil
 
Musica e ditadura
Musica e ditaduraMusica e ditadura
Musica e ditadura
 
22032114 lista-de-exericio-ii-com-gabarito
22032114 lista-de-exericio-ii-com-gabarito22032114 lista-de-exericio-ii-com-gabarito
22032114 lista-de-exericio-ii-com-gabarito
 
A presença do comunismo internacional no brasil
A presença do comunismo internacional no brasilA presença do comunismo internacional no brasil
A presença do comunismo internacional no brasil
 
Período democrático
Período democráticoPeríodo democrático
Período democrático
 
Operacao retomada autor_marcelo_r_santos//PDF
Operacao retomada autor_marcelo_r_santos//PDFOperacao retomada autor_marcelo_r_santos//PDF
Operacao retomada autor_marcelo_r_santos//PDF
 

Mais de wsshist

Lemad dh usp_brasil uma historia dinamica_ilmar rohloff de mattos et alli_197...
Lemad dh usp_brasil uma historia dinamica_ilmar rohloff de mattos et alli_197...Lemad dh usp_brasil uma historia dinamica_ilmar rohloff de mattos et alli_197...
Lemad dh usp_brasil uma historia dinamica_ilmar rohloff de mattos et alli_197...
wsshist
 
Paleoantropologia para iniciantes
Paleoantropologia para iniciantesPaleoantropologia para iniciantes
Paleoantropologia para iniciantes
wsshist
 
Os sentidos no ensino de história
Os sentidos no ensino de históriaOs sentidos no ensino de história
Os sentidos no ensino de história
wsshist
 
Do antigo Oriente próximo a Roma
Do antigo Oriente próximo a RomaDo antigo Oriente próximo a Roma
Do antigo Oriente próximo a Roma
wsshist
 
Hades na ilíada. a formatação da morte no épico homérico
Hades na ilíada. a formatação da morte no épico homéricoHades na ilíada. a formatação da morte no épico homérico
Hades na ilíada. a formatação da morte no épico homérico
wsshist
 
Os índios antes do brasil carlos fausto
Os índios antes do brasil  carlos faustoOs índios antes do brasil  carlos fausto
Os índios antes do brasil carlos fausto
wsshist
 
Textos sobre educação e ensino.marx e engels
Textos sobre educação e ensino.marx e engelsTextos sobre educação e ensino.marx e engels
Textos sobre educação e ensino.marx e engels
wsshist
 
Educação. do liberalismo ao neoliberalismo
Educação. do liberalismo ao neoliberalismoEducação. do liberalismo ao neoliberalismo
Educação. do liberalismo ao neoliberalismo
wsshist
 
Invenções de adultos. mitos sobre a infância em para ler o pato donald e lolita
Invenções de adultos. mitos sobre a infância em para ler o pato donald e lolitaInvenções de adultos. mitos sobre a infância em para ler o pato donald e lolita
Invenções de adultos. mitos sobre a infância em para ler o pato donald e lolita
wsshist
 
Maus vol. 1 a história de um sobrevivente
Maus vol. 1   a história de um sobreviventeMaus vol. 1   a história de um sobrevivente
Maus vol. 1 a história de um sobrevivente
wsshist
 
Apresentação. Theodore de Bry - LAs Casas
Apresentação. Theodore de Bry - LAs CasasApresentação. Theodore de Bry - LAs Casas
Apresentação. Theodore de Bry - LAs Casas
wsshist
 
Trabalho 7º 8º ano
Trabalho 7º   8º anoTrabalho 7º   8º ano
Trabalho 7º 8º ano
wsshist
 

Mais de wsshist (12)

Lemad dh usp_brasil uma historia dinamica_ilmar rohloff de mattos et alli_197...
Lemad dh usp_brasil uma historia dinamica_ilmar rohloff de mattos et alli_197...Lemad dh usp_brasil uma historia dinamica_ilmar rohloff de mattos et alli_197...
Lemad dh usp_brasil uma historia dinamica_ilmar rohloff de mattos et alli_197...
 
Paleoantropologia para iniciantes
Paleoantropologia para iniciantesPaleoantropologia para iniciantes
Paleoantropologia para iniciantes
 
Os sentidos no ensino de história
Os sentidos no ensino de históriaOs sentidos no ensino de história
Os sentidos no ensino de história
 
Do antigo Oriente próximo a Roma
Do antigo Oriente próximo a RomaDo antigo Oriente próximo a Roma
Do antigo Oriente próximo a Roma
 
Hades na ilíada. a formatação da morte no épico homérico
Hades na ilíada. a formatação da morte no épico homéricoHades na ilíada. a formatação da morte no épico homérico
Hades na ilíada. a formatação da morte no épico homérico
 
Os índios antes do brasil carlos fausto
Os índios antes do brasil  carlos faustoOs índios antes do brasil  carlos fausto
Os índios antes do brasil carlos fausto
 
Textos sobre educação e ensino.marx e engels
Textos sobre educação e ensino.marx e engelsTextos sobre educação e ensino.marx e engels
Textos sobre educação e ensino.marx e engels
 
Educação. do liberalismo ao neoliberalismo
Educação. do liberalismo ao neoliberalismoEducação. do liberalismo ao neoliberalismo
Educação. do liberalismo ao neoliberalismo
 
Invenções de adultos. mitos sobre a infância em para ler o pato donald e lolita
Invenções de adultos. mitos sobre a infância em para ler o pato donald e lolitaInvenções de adultos. mitos sobre a infância em para ler o pato donald e lolita
Invenções de adultos. mitos sobre a infância em para ler o pato donald e lolita
 
Maus vol. 1 a história de um sobrevivente
Maus vol. 1   a história de um sobreviventeMaus vol. 1   a história de um sobrevivente
Maus vol. 1 a história de um sobrevivente
 
Apresentação. Theodore de Bry - LAs Casas
Apresentação. Theodore de Bry - LAs CasasApresentação. Theodore de Bry - LAs Casas
Apresentação. Theodore de Bry - LAs Casas
 
Trabalho 7º 8º ano
Trabalho 7º   8º anoTrabalho 7º   8º ano
Trabalho 7º 8º ano
 

Último

Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
MariaFatima425285
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Luana Neres
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
KeilianeOliveira3
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
kdn15710
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Luana Neres
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 

Último (20)

Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 

Os 50 anos do golpe civil militar de 1964

  • 1. CIEP 289 CECÍLIO BARBOSA DA PAIXÃO
  • 2.
  • 3. Roda Viva. Chico Buarque de Holanda
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7. “Em 64 a nação recebeu um tiro no peito. Um tiro que matou a alma nacional, (...) Os personagens que pareciam fazer parte da história do Brasil como nós imaginávamos, esses personagens de repente sumiram. Ou fora do poder, ou presos ou mortos. E em seu lugar surgiram outros, que eu nunca tinha visto. Idiotas que nem mereciam ser notados. (...) Aí veio a percepção clara que o Brasil tinha mudado para sempre. (...) Havia sido cometido um assassinato político. Ali morreu um país, morreu uma liderança popular, morreu um processo. (...) Não se matam somente as pessoas, também se matam os países, os processos históricos.(...)” (Herbert de Souza – Betinho)
  • 8.
  • 9. Agora, vamos analisar algumas imagens construídas sobre a ditadura civil-militar de 1964
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13. “A caricatura foi publicada em um jornal de da grande imprensa (Correio da Manhã – 17/05/1963), e sua mensagem implica a denúncia dos supostos pendores autoritários de Goulart. Ele é caracterizado como um camponês pobre que joga o seu trator contra um monte de pedras, os obstáculos em seu caminho. As pedras que a máquina tente remover são os dois partidos políticos mais importantes do bloco conservador e liberal, PSD e UDN. As duas agremiações opunham-se aos projetos de reforma agrária das esquerdas, bloqueando a aprovação no Congresso. A expressão facial de Jango, juntamente com a presença do trator em cena, conotam a alegada vocação autoritária do presidente. No entanto o trator encontra-se parcialmente atolado na terra, o que sugere as dificuldades encontradas por Jango em seu propósito.” Análise extraída do livro: Jango e o Golpe de 1964 na caricatura de Rodrigo Patto Sá Motta. Pag. 122.
  • 14. A resposta conservadora. São Paulo 19 de março de 1964 Marcha da Família com Deus pela Liberdade
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23. Apesar de Você – Chico Buarque de Holanda
  • 24.
  • 25.
  • 27. A Rede Globo e o golpe de 1964
  • 28.
  • 29. DESAFIOOs trechos que melhor explicitam uma voz de determinação de luta contra a ditadura militar no Brasil e uma motivação para esta luta são, respectivamente, os de número: