SlideShare uma empresa Scribd logo
Depto. de
Biologia
Prof. Paulo
paulobhz@hotmail.com
Origem da Vida
1. Como os
seres vivos se
originam?
Origem da Vida
Origem da Vida
1) Como os seres vivos se originam?
BIOGÊNESE
ABIOGÊNESE
(Geração Espontânea)
X
Todos os seres vivos só
poderiam surgir a partir de
outros seres vivos pré-
existentes pela reprodução
Todos os seres vivos surgem a
partir da matéria sem vida
(matéria bruta), desde que
essa matéria bruta seja dotada
de uma força vital.
HIPÓTESES
Origem da Vida
1) Como os seres vivos se originam?
ABIOGÊNESE
(Geração Espontânea)
BIOGÊNESE
X
 (SÉC. IV. A. C.) Aristóteles
Propunha que a matéria bruta
poderia apresentar um
princípio ativo ou poder vital,
responsável por originar seres
vivos sob determinadas
condições.
Origem da Vida
1) Como os seres vivos se originam?
ABIOGÊNESE
(Geração Espontânea)
BIOGÊNESE
X
 (1648) Van Helmont
“Se você prensar uma peça de
roupa manchada de suor, junto
com um pouco de trigo em um
vaso aberto, após 21 dias o
odor muda e o fermento
transforma-se em ratos
adultos”.
Origem da Vida
1) Como os seres vivos se originam?
ABIOGÊNESE
(Geração Espontânea)
BIOGÊNESE
X
 (1648) Van Helmont
“Se você prensar uma peça de
roupa manchada de suor, junto
com um pouco de trigo em um
vaso aberto, após 21 dias o
odor muda e o fermento
transforma-se em ratos
adultos”.
Comprovou que larvas de
moscas que apareciam na
carne em decomposição, não
surgiam por geração
espontânea, mas sim, a partir
de ovos colocados naquele
meio por moscas adultas.
 (1660) Redi
Origem da Vida
1) Como os seres vivos se originam?
Origem da Vida
1) Como os seres vivos se originam?
ABIOGÊNESE
(Geração Espontânea)
BIOGÊNESE
X
 (1749) John Needham
Conseguiu “gerar”
microorganismos a partir de
um caldo nutritivo que continha
uma “força vital"
Refez os experimentos de
Needham, porém ferveu o
caldo nutritivo por mais tempo
e vedou o gargalo impedindo a
entrada de microorganismos.
Não observou crescimento de
nenhum ser vivo no caldo.
 (1766) Lázaro Spallanzani
Origem da Vida
1) Como os seres vivos se originam?
John Needham
Lázaro Spallanzani
Origem da Vida
1) Como os seres vivos se originam?
CONTESTAÇÕES DE J. NEEDHAM
Origem da Vida
1) Como os seres vivos se originam?
O EXPERIMENTO DE LOUIS PASTEUR
CONFIRMAÇÃO DA BIOGÊNESE
Experimento de Pasteur
Frasco pescoço de cisne
Origem da Vida
Experimento de Pasteur
Fervura do caldo nutritivo por longo tempo
Origem da Vida
Experimento de Pasteur
Partículas do ar ficam retidas no tubo
Origem da Vida
Experimento de Pasteur
Caldo nutritivo permanece estéril por longo tempo
Origem da Vida
Experimento de Pasteur
Quebra do gargalo do recipiente
Origem da Vida
AR
MICROORGANISMOS
Experimento de Pasteur
Proliferação de microrganismos
Origem da Vida
2. Como surgiu
o primeiro ser
vivo no
planeta?
- Criação Divina
- Panspermia (Origem Extraterrestre)
- Evolução Química (Oparin e Haldane)
Origem da Vida
Segundo Oparin, há cerca de 4,5 bilhões de anos o planeta Terra
apresentava um mar de rochas derretidas devido ao calor
irradiado das camadas mais profundas.
Além disso, muitos meteoros atingiam sua superfície,
aumentando ainda mais a temperatura e a massa do planeta.
A água que chegava, logo evaporava e se acumulava na
atmosfera, originando nuvens carregadas que precipitavam
formando as chuvas.
As descargas elétricas emitidas pelas violentas tempestades,
bem como a radiação ultravioleta proveniente do sol que
penetrava livremente na atmosfera, forneciam energia para que
as moléculas reagissem entre si, originando substâncias novas,
algumas delas orgânicas.
Hipótese de Oparin-Haldane
NH3
H2
H2O
CH4
Descargas elétricas
Muito calor
“As condições da Terra primitiva permitiram a
geração do primeiro ser vivo”
Raios UV
Formação de moléculas orgânicas
na atmosfera primitiva
Descargas elétricas
Raios UV
Reações químicas
Formaram-se
aminoácidos,
monossacarídeos,
nucleotídeos...
Hipótese de Oparin-Haldane
“As chuvas carregaram
essas moléculas para a
superfície e para os mares
primitivos ”
Oceanos Primitivos = Sopas orgânicas
FORMAÇÃO DE COACERVADOS
(primeiros seres vivos)
Água
Camada de
moléculas
de água
Moléculas
protéicas
Ocorrência de reações
químicas isoladas do meio
3. Experimentos que
apoiaram a teoria de
Oparin-Haldane
Experimento de Miller
NH3
H2
H2O
CH4
Presença de
aminoácidos
Experimento de Sidney Fox
Aminoácidos
Experimento de Sidney Fox
Pequenos
peptídios
Fervura
Outro experimento de Fox
Água salgada
e protéínas
Formação de
microsferas
4. Como os primeiros
seres vivos obtinham
energia?
Hipótese heterotrófica
Primeiros seres vivos Fermentação
- Diminuição da matéria orgânica
- Aumento de CO2 atmosférico
Fotossíntese
- Produção de matéria orgânica
- Produção de O2 para a atmosfera
Respiração
aeróbica MAIS ENERGIA
HIPÓTESE HETEROTRÓFICA
5. Surgimento
das células
eucarióticas
Teoria da Endosimbiose
(Margulis)
Bactéria anaeróbica
Célula eucariótica animal
Bactéria aeróbicas
Cianobactérias
Célula eucariótica vegetal
Fagocitose
Mitocôndrias
Mitocôndrias
Cloroplastos
TEORIA DA INVAGINAÇÃO
(ROBERTSON)
Procarioto ancestral
Crescimento
Invaginação da
membrana plasmática
Célula eucariótica
Organelas
membranosas
Carioteca
Exercícios
1) (ENEM 2012) Em certos locais, larvas de moscas, criadas em
arroz cozido, são utilizadas como iscas para pesca. Alguns
criadores, no entanto, acreditam que essas larvas surgem
espontaneamente do arroz cozido, tal como preconizado pela
teoria da geração espontânea.
Essa teoria começou a ser refutada pelos cientistas ainda no
século XVII, a partir dos estudos de Redi e Pasteur, que mostraram
experimentalmente que
(A) seres vivos podem ser criados em laboratório.
(B) a vida se originou no planeta a partir de microrganismos.
(C) o ser vivo é oriundo da reprodução de outro ser vivo pré-
existente.
(D) seres vermiformes e microrganismos são evolutivamente
aparentados.
(E) vermes e microrganismos são gerados pela matéria existente
nos cadáveres e nos caldos nutritivos, respectivamente.
2) (ENEM 2002) Na solução aquosa das substâncias orgânicas pré-bióticas
(antes da vida), a catálise produziu a síntese de moléculas complexas de
toda classe, inclusive proteínas e ácidos nucléicos. A natureza dos
catalisadores primitivos que agiam antes não é conhecida. É quase certo
que as argilas desempenharam papel importante: cadeias de aminoácidos
podem ser produzidas no tubo de ensaio mediante a presença de certos
tipos de argila. (...)
Mas o avanço verdadeiramente criativo - que pode, na realidade, ter
ocorrido apenas uma vez - ocorreu quando uma molécula de ácido
nucleico "aprendeu" a orientar a reunião de uma proteína, que, por sua
vez, ajudou a copiar o próprio ácido nucleico. Em outros termos, um ácido
nucleico serviu como modelo para a reunião de uma enzima que poderia
então auxiliar na produção de mais ácido nucleico. Com este
desenvolvimento apareceu o primeiro mecanismo potente de realização. A
vida tinha começado.
Adaptado de: LURIA, S.E. Vida: experiência inacabada. Belo Horizonte:
Editora Itatiaia; São Paulo: EDUSP, 1979.
Considere o esquema abaixo:
O "avanço verdadeiramente criativo" citado no texto deve ter ocorrido
no período (em bilhões de anos) compreendido aproximadamente entre
(A) 5,0 e 4,5. (B) 4,5 e 3,5.
(C) 3,5 e 2,0. (D) 2,0 e 1,5.
(E) 1,0 e 0,5.
3) (ENEM 2000) O gráfico abaixo representa a evolução da quantidade
de oxigênio na atmosfera no curso dos tempos geológicos. O número
100 sugere a quantidade atual de oxigênio na atmosfera, e os demais
valores indicam diferentes porcentagens dessa quantidade.
De acordo com o gráfico é correto afirmar que
(A) as primeiras formas de vida surgiram na ausência de O2.
(B) a atmosfera primitiva apresentava 1% de teor de oxigênio.
(C) após o início da fotossíntese, o teor de oxigênio na
atmosfera mantém-se estável.
(D) desde o Pré-cambriano, a atmosfera mantém os mesmos
níveis de teor de oxigênio.
(E) na escala evolutiva da vida, quando surgiram os anfíbios, o
teor de oxigênio atmosférico já se havia estabilizado.
6) (UFMG 2005) Observe esta figura:
É CORRETO afirmar que a presença de lagartas em espigas de
milho se deve
(A) ao processo de geração espontânea comum aos
invertebrados.
(B) à transformação dos grãos em lagartas.
(C) ao desenvolvimento de ovos depositados por borboletas.
(D) ao apodrecimento do sabugo e dos grãos.
7) (PUCSP) Na figura abaixo, temos representado um
aparelho projetado por Stanley Miller, no início da década de
1950. Por esse aparelho circulavam metano, amônia, vapor de
água e hidrogênio e, através de energia fornecida por
descarga elétrica, produtos de reações químicas como
aminoácidos, carboidratos e ácidos graxos eram coletados no
alçapão.
Através desse experimento, Miller testou a hipótese de que,
na atmosfera primitiva pela ação de raios,
(A) compostos orgânicos puderam se formar a partir de
moléculas simples.
(B) compostos inorgânicos puderam se formar a partir de
moléculas orgânicas.
(C) compostos inorgânicos e orgânicos puderam originar os
primeiros seres vivos.
(D) macromoléculas puderam se formar a partir de moléculas
orgânicas simples.
(E) coacervados puderam se formar a partir de moléculas
inorgânicas.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Origem da Vida , várias teorias sobre a origem da vida

www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vidawww.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vida
Patrícia Morais
 
www.TutoresDePlantao.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
 www.TutoresDePlantao.Com.Br -  Biologia – Origem da Vida www.TutoresDePlantao.Com.Br -  Biologia – Origem da Vida
www.TutoresDePlantao.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
Antônia Sampaio
 
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vida
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vidawww.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vida
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vida
Videoaulas De Biologia Apoio
 
(Power shrink) Origem Vida
(Power shrink)   Origem Vida(Power shrink)   Origem Vida
(Power shrink) Origem Vida
GiovaniBeijaFlor
 
(Power shrink) Origem da Vida
(Power shrink)   Origem da Vida(Power shrink)   Origem da Vida
(Power shrink) Origem da Vida
GiovaniBeijaFlor
 
Trabalho de biologia
Trabalho de biologiaTrabalho de biologia
Trabalho de biologia
adrielguitar
 
Teorias sobre-origem-da-vida-
Teorias sobre-origem-da-vida-Teorias sobre-origem-da-vida-
Teorias sobre-origem-da-vida-
profatatiana
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
URCA
 
A origem da vida
A origem da vidaA origem da vida
A origem da vida
César Milani
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
Brenno Miranda
 
A origem da vida (PRÉ)
A origem da vida (PRÉ)A origem da vida (PRÉ)
A origem da vida (PRÉ)
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da Vida
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da VidaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da Vida
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da Vida
Turma Olímpica
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
Jorge Figueirêdo
 
Aula origem da_vida
Aula origem da_vidaAula origem da_vida
Aula origem da_vida
edu.biologia
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
marianamanfroi
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vidawww.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
AulasEnsinoMedio
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
anacapelo
 
Origem da Vida.pptx
Origem da Vida.pptxOrigem da Vida.pptx
Origem da Vida.pptx
renatobothrops
 
ORIGEM DA VIDA- Biologia - Ensino Médio-
ORIGEM DA VIDA- Biologia - Ensino Médio-ORIGEM DA VIDA- Biologia - Ensino Médio-
ORIGEM DA VIDA- Biologia - Ensino Médio-
PAULOLERISSONCARDOSO1
 

Semelhante a Origem da Vida , várias teorias sobre a origem da vida (20)

www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vidawww.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vida
 
www.TutoresDePlantao.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
 www.TutoresDePlantao.Com.Br -  Biologia – Origem da Vida www.TutoresDePlantao.Com.Br -  Biologia – Origem da Vida
www.TutoresDePlantao.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
 
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vida
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vidawww.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vida
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vida
 
(Power shrink) Origem Vida
(Power shrink)   Origem Vida(Power shrink)   Origem Vida
(Power shrink) Origem Vida
 
(Power shrink) Origem da Vida
(Power shrink)   Origem da Vida(Power shrink)   Origem da Vida
(Power shrink) Origem da Vida
 
Trabalho de biologia
Trabalho de biologiaTrabalho de biologia
Trabalho de biologia
 
Teorias sobre-origem-da-vida-
Teorias sobre-origem-da-vida-Teorias sobre-origem-da-vida-
Teorias sobre-origem-da-vida-
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
A origem da vida
A origem da vidaA origem da vida
A origem da vida
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
A origem da vida (PRÉ)
A origem da vida (PRÉ)A origem da vida (PRÉ)
A origem da vida (PRÉ)
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da Vida
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da VidaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da Vida
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da Vida
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Aula origem da_vida
Aula origem da_vidaAula origem da_vida
Aula origem da_vida
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vidawww.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Origem da Vida.pptx
Origem da Vida.pptxOrigem da Vida.pptx
Origem da Vida.pptx
 
ORIGEM DA VIDA- Biologia - Ensino Médio-
ORIGEM DA VIDA- Biologia - Ensino Médio-ORIGEM DA VIDA- Biologia - Ensino Médio-
ORIGEM DA VIDA- Biologia - Ensino Médio-
 

Mais de LussandraMarquez

Biotecnologia e genética aula pronta para o Ensino Médio
Biotecnologia e genética aula pronta para o Ensino MédioBiotecnologia e genética aula pronta para o Ensino Médio
Biotecnologia e genética aula pronta para o Ensino Médio
LussandraMarquez
 
Bioquímica Celular slides sobre o tema de bioquímica
Bioquímica Celular slides sobre o tema de bioquímicaBioquímica Celular slides sobre o tema de bioquímica
Bioquímica Celular slides sobre o tema de bioquímica
LussandraMarquez
 
Classificação biológica dos seres vivos.pptx
Classificação biológica dos seres vivos.pptxClassificação biológica dos seres vivos.pptx
Classificação biológica dos seres vivos.pptx
LussandraMarquez
 
CENTRO DE MÍDIAS DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO SOBRE FOTOSSÍNTESE
CENTRO DE MÍDIAS DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO SOBRE FOTOSSÍNTESECENTRO DE MÍDIAS DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO SOBRE FOTOSSÍNTESE
CENTRO DE MÍDIAS DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO SOBRE FOTOSSÍNTESE
LussandraMarquez
 
A importância de racionar a água.ppt
A importância de racionar a água.pptA importância de racionar a água.ppt
A importância de racionar a água.ppt
LussandraMarquez
 
244183.pptx
244183.pptx244183.pptx
244183.pptx
LussandraMarquez
 
identidade e propósito.pptx
identidade e propósito.pptxidentidade e propósito.pptx
identidade e propósito.pptx
LussandraMarquez
 
Platelminto se Nematelmintos.ppt
Platelminto se Nematelmintos.pptPlatelminto se Nematelmintos.ppt
Platelminto se Nematelmintos.ppt
LussandraMarquez
 
Evolução Humana
Evolução HumanaEvolução Humana
Evolução Humana
LussandraMarquez
 
REPRODUÇÃO HUMANA.ppt
REPRODUÇÃO HUMANA.pptREPRODUÇÃO HUMANA.ppt
REPRODUÇÃO HUMANA.ppt
LussandraMarquez
 

Mais de LussandraMarquez (10)

Biotecnologia e genética aula pronta para o Ensino Médio
Biotecnologia e genética aula pronta para o Ensino MédioBiotecnologia e genética aula pronta para o Ensino Médio
Biotecnologia e genética aula pronta para o Ensino Médio
 
Bioquímica Celular slides sobre o tema de bioquímica
Bioquímica Celular slides sobre o tema de bioquímicaBioquímica Celular slides sobre o tema de bioquímica
Bioquímica Celular slides sobre o tema de bioquímica
 
Classificação biológica dos seres vivos.pptx
Classificação biológica dos seres vivos.pptxClassificação biológica dos seres vivos.pptx
Classificação biológica dos seres vivos.pptx
 
CENTRO DE MÍDIAS DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO SOBRE FOTOSSÍNTESE
CENTRO DE MÍDIAS DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO SOBRE FOTOSSÍNTESECENTRO DE MÍDIAS DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO SOBRE FOTOSSÍNTESE
CENTRO DE MÍDIAS DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO SOBRE FOTOSSÍNTESE
 
A importância de racionar a água.ppt
A importância de racionar a água.pptA importância de racionar a água.ppt
A importância de racionar a água.ppt
 
244183.pptx
244183.pptx244183.pptx
244183.pptx
 
identidade e propósito.pptx
identidade e propósito.pptxidentidade e propósito.pptx
identidade e propósito.pptx
 
Platelminto se Nematelmintos.ppt
Platelminto se Nematelmintos.pptPlatelminto se Nematelmintos.ppt
Platelminto se Nematelmintos.ppt
 
Evolução Humana
Evolução HumanaEvolução Humana
Evolução Humana
 
REPRODUÇÃO HUMANA.ppt
REPRODUÇÃO HUMANA.pptREPRODUÇÃO HUMANA.ppt
REPRODUÇÃO HUMANA.ppt
 

Último

Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 

Origem da Vida , várias teorias sobre a origem da vida

  • 2. 1. Como os seres vivos se originam? Origem da Vida
  • 3. Origem da Vida 1) Como os seres vivos se originam? BIOGÊNESE ABIOGÊNESE (Geração Espontânea) X Todos os seres vivos só poderiam surgir a partir de outros seres vivos pré- existentes pela reprodução Todos os seres vivos surgem a partir da matéria sem vida (matéria bruta), desde que essa matéria bruta seja dotada de uma força vital. HIPÓTESES
  • 4. Origem da Vida 1) Como os seres vivos se originam? ABIOGÊNESE (Geração Espontânea) BIOGÊNESE X  (SÉC. IV. A. C.) Aristóteles Propunha que a matéria bruta poderia apresentar um princípio ativo ou poder vital, responsável por originar seres vivos sob determinadas condições.
  • 5. Origem da Vida 1) Como os seres vivos se originam? ABIOGÊNESE (Geração Espontânea) BIOGÊNESE X  (1648) Van Helmont “Se você prensar uma peça de roupa manchada de suor, junto com um pouco de trigo em um vaso aberto, após 21 dias o odor muda e o fermento transforma-se em ratos adultos”.
  • 6. Origem da Vida 1) Como os seres vivos se originam? ABIOGÊNESE (Geração Espontânea) BIOGÊNESE X  (1648) Van Helmont “Se você prensar uma peça de roupa manchada de suor, junto com um pouco de trigo em um vaso aberto, após 21 dias o odor muda e o fermento transforma-se em ratos adultos”. Comprovou que larvas de moscas que apareciam na carne em decomposição, não surgiam por geração espontânea, mas sim, a partir de ovos colocados naquele meio por moscas adultas.  (1660) Redi
  • 7. Origem da Vida 1) Como os seres vivos se originam?
  • 8. Origem da Vida 1) Como os seres vivos se originam? ABIOGÊNESE (Geração Espontânea) BIOGÊNESE X  (1749) John Needham Conseguiu “gerar” microorganismos a partir de um caldo nutritivo que continha uma “força vital" Refez os experimentos de Needham, porém ferveu o caldo nutritivo por mais tempo e vedou o gargalo impedindo a entrada de microorganismos. Não observou crescimento de nenhum ser vivo no caldo.  (1766) Lázaro Spallanzani
  • 9. Origem da Vida 1) Como os seres vivos se originam? John Needham Lázaro Spallanzani
  • 10. Origem da Vida 1) Como os seres vivos se originam? CONTESTAÇÕES DE J. NEEDHAM
  • 11. Origem da Vida 1) Como os seres vivos se originam? O EXPERIMENTO DE LOUIS PASTEUR CONFIRMAÇÃO DA BIOGÊNESE
  • 12. Experimento de Pasteur Frasco pescoço de cisne Origem da Vida
  • 13. Experimento de Pasteur Fervura do caldo nutritivo por longo tempo Origem da Vida
  • 14. Experimento de Pasteur Partículas do ar ficam retidas no tubo Origem da Vida
  • 15. Experimento de Pasteur Caldo nutritivo permanece estéril por longo tempo Origem da Vida
  • 16. Experimento de Pasteur Quebra do gargalo do recipiente Origem da Vida AR MICROORGANISMOS
  • 17. Experimento de Pasteur Proliferação de microrganismos Origem da Vida
  • 18. 2. Como surgiu o primeiro ser vivo no planeta?
  • 19. - Criação Divina - Panspermia (Origem Extraterrestre) - Evolução Química (Oparin e Haldane) Origem da Vida
  • 20. Segundo Oparin, há cerca de 4,5 bilhões de anos o planeta Terra apresentava um mar de rochas derretidas devido ao calor irradiado das camadas mais profundas.
  • 21. Além disso, muitos meteoros atingiam sua superfície, aumentando ainda mais a temperatura e a massa do planeta.
  • 22. A água que chegava, logo evaporava e se acumulava na atmosfera, originando nuvens carregadas que precipitavam formando as chuvas.
  • 23. As descargas elétricas emitidas pelas violentas tempestades, bem como a radiação ultravioleta proveniente do sol que penetrava livremente na atmosfera, forneciam energia para que as moléculas reagissem entre si, originando substâncias novas, algumas delas orgânicas.
  • 24. Hipótese de Oparin-Haldane NH3 H2 H2O CH4 Descargas elétricas Muito calor “As condições da Terra primitiva permitiram a geração do primeiro ser vivo” Raios UV
  • 25. Formação de moléculas orgânicas na atmosfera primitiva Descargas elétricas Raios UV Reações químicas Formaram-se aminoácidos, monossacarídeos, nucleotídeos...
  • 26. Hipótese de Oparin-Haldane “As chuvas carregaram essas moléculas para a superfície e para os mares primitivos ” Oceanos Primitivos = Sopas orgânicas
  • 27. FORMAÇÃO DE COACERVADOS (primeiros seres vivos) Água Camada de moléculas de água Moléculas protéicas Ocorrência de reações químicas isoladas do meio
  • 28. 3. Experimentos que apoiaram a teoria de Oparin-Haldane
  • 30. Experimento de Sidney Fox Aminoácidos
  • 31. Experimento de Sidney Fox Pequenos peptídios
  • 32. Fervura Outro experimento de Fox Água salgada e protéínas Formação de microsferas
  • 33. 4. Como os primeiros seres vivos obtinham energia?
  • 34. Hipótese heterotrófica Primeiros seres vivos Fermentação - Diminuição da matéria orgânica - Aumento de CO2 atmosférico Fotossíntese - Produção de matéria orgânica - Produção de O2 para a atmosfera Respiração aeróbica MAIS ENERGIA HIPÓTESE HETEROTRÓFICA
  • 36. Teoria da Endosimbiose (Margulis) Bactéria anaeróbica Célula eucariótica animal Bactéria aeróbicas Cianobactérias Célula eucariótica vegetal Fagocitose Mitocôndrias Mitocôndrias Cloroplastos
  • 37. TEORIA DA INVAGINAÇÃO (ROBERTSON) Procarioto ancestral Crescimento Invaginação da membrana plasmática Célula eucariótica Organelas membranosas Carioteca
  • 39. 1) (ENEM 2012) Em certos locais, larvas de moscas, criadas em arroz cozido, são utilizadas como iscas para pesca. Alguns criadores, no entanto, acreditam que essas larvas surgem espontaneamente do arroz cozido, tal como preconizado pela teoria da geração espontânea. Essa teoria começou a ser refutada pelos cientistas ainda no século XVII, a partir dos estudos de Redi e Pasteur, que mostraram experimentalmente que (A) seres vivos podem ser criados em laboratório. (B) a vida se originou no planeta a partir de microrganismos. (C) o ser vivo é oriundo da reprodução de outro ser vivo pré- existente. (D) seres vermiformes e microrganismos são evolutivamente aparentados. (E) vermes e microrganismos são gerados pela matéria existente nos cadáveres e nos caldos nutritivos, respectivamente.
  • 40. 2) (ENEM 2002) Na solução aquosa das substâncias orgânicas pré-bióticas (antes da vida), a catálise produziu a síntese de moléculas complexas de toda classe, inclusive proteínas e ácidos nucléicos. A natureza dos catalisadores primitivos que agiam antes não é conhecida. É quase certo que as argilas desempenharam papel importante: cadeias de aminoácidos podem ser produzidas no tubo de ensaio mediante a presença de certos tipos de argila. (...) Mas o avanço verdadeiramente criativo - que pode, na realidade, ter ocorrido apenas uma vez - ocorreu quando uma molécula de ácido nucleico "aprendeu" a orientar a reunião de uma proteína, que, por sua vez, ajudou a copiar o próprio ácido nucleico. Em outros termos, um ácido nucleico serviu como modelo para a reunião de uma enzima que poderia então auxiliar na produção de mais ácido nucleico. Com este desenvolvimento apareceu o primeiro mecanismo potente de realização. A vida tinha começado. Adaptado de: LURIA, S.E. Vida: experiência inacabada. Belo Horizonte: Editora Itatiaia; São Paulo: EDUSP, 1979. Considere o esquema abaixo:
  • 41. O "avanço verdadeiramente criativo" citado no texto deve ter ocorrido no período (em bilhões de anos) compreendido aproximadamente entre (A) 5,0 e 4,5. (B) 4,5 e 3,5. (C) 3,5 e 2,0. (D) 2,0 e 1,5. (E) 1,0 e 0,5.
  • 42. 3) (ENEM 2000) O gráfico abaixo representa a evolução da quantidade de oxigênio na atmosfera no curso dos tempos geológicos. O número 100 sugere a quantidade atual de oxigênio na atmosfera, e os demais valores indicam diferentes porcentagens dessa quantidade.
  • 43. De acordo com o gráfico é correto afirmar que (A) as primeiras formas de vida surgiram na ausência de O2. (B) a atmosfera primitiva apresentava 1% de teor de oxigênio. (C) após o início da fotossíntese, o teor de oxigênio na atmosfera mantém-se estável. (D) desde o Pré-cambriano, a atmosfera mantém os mesmos níveis de teor de oxigênio. (E) na escala evolutiva da vida, quando surgiram os anfíbios, o teor de oxigênio atmosférico já se havia estabilizado.
  • 44. 6) (UFMG 2005) Observe esta figura: É CORRETO afirmar que a presença de lagartas em espigas de milho se deve (A) ao processo de geração espontânea comum aos invertebrados. (B) à transformação dos grãos em lagartas. (C) ao desenvolvimento de ovos depositados por borboletas. (D) ao apodrecimento do sabugo e dos grãos.
  • 45. 7) (PUCSP) Na figura abaixo, temos representado um aparelho projetado por Stanley Miller, no início da década de 1950. Por esse aparelho circulavam metano, amônia, vapor de água e hidrogênio e, através de energia fornecida por descarga elétrica, produtos de reações químicas como aminoácidos, carboidratos e ácidos graxos eram coletados no alçapão.
  • 46. Através desse experimento, Miller testou a hipótese de que, na atmosfera primitiva pela ação de raios, (A) compostos orgânicos puderam se formar a partir de moléculas simples. (B) compostos inorgânicos puderam se formar a partir de moléculas orgânicas. (C) compostos inorgânicos e orgânicos puderam originar os primeiros seres vivos. (D) macromoléculas puderam se formar a partir de moléculas orgânicas simples. (E) coacervados puderam se formar a partir de moléculas inorgânicas.