SlideShare uma empresa Scribd logo
Lorredana Oliveira Pereira
   Opinião pública é o que geralmente se
    atribui à opinião geral de uma
    sociedade. É também designada por
    senso comum, em que se inserem as
    ideias consideradas corretas pela maior
    parte da sociedade.
   A notícia existe por meio de um processo de
    transformação: os Mídias transforma (molda) a notícia de
    acordo com as características pré-estabelecidas do
    suposto recetor. Este, o recetor, cria, em função de
    desejos, personalidades e credos, sua interpretação em
    relação ao fato noticiado. A opinião pública é criada a
    partir do agrupamento das interpretações dos recetores.
    Num sentido mais amplo, a opinião está ligada
    à crença na qual o indivíduo se baseia para criar
    conclusões e pontos de vista.
Quando falamos da influencia da comunicação de massas,
 ou os chamados Mídias sobre as crianças, referimo-nos
 essencialmente à televisão e, mais recentemente, à Internet.


Estamos acostumados a receber
informações diariamente de tudo que se
passa ao nosso redor e em todo mundo.
Assistimos notícias, anúncios, filmes, detalhes
de atores e celebridades, e assuntos gerais
que ocupam o tempo e nos isolam da
realidade. Toda essa comunicação nos
impõe um padrão de vida e felicidade a ser
alcançado, com objetivos e ideais muitas
vezes impossíveis para todos, mas diante a
televisão isso se torna possível.
   Ao ver televisão a população sente se muito
    mais com uma história que não é real , as
    novelas do que com o que se passa na nossa
    atualidade , pois perante isso mantêm se frias.
    A prova disso são telespectadores que se
    comovem em demasia com a morte de uma
    personagem, enquanto um desastre real em
    algum lugar do mundo passa por ouvintes
    inertes e ínsensíveis ao fato
   Por se tratar de diversas idades, com diferentes
    interesses procurando esses meios para suprir seus
    desejos momentâneos. Os meios de comunicação
    em massa é a principal ferramenta para a indústria
    do marketing, são neles que as propagandas, as
    campanhas publicitárias chegam ao público, a
    população. Dessa forma deve-se atentamente fazer
    uma pesquisa para que se possa saber em qual o
    tipo do meio de comunicação deve ser vinculada
    cada campanha, para que não ocorra o erro de
    vincular uma campanha que não atenda as
    perspectivas daquelas pessoas que têm acesso
    aquele meio de informação.
   Assim os indivíduos abdicam de sua liberdade pelos meios
    de comunicação e deixam-se ser controlados. Os
    principais responsáveis são, o governo e classes sócio-
    econômicas dominantes, tanto financeiramente como
    culturalmente, utilizando essas mídias de modo a
    manipular a sociedade. Tudo que ouvimos e vemos
    referente a moda, faz com que tornemos modelo dela,
    porque vivemos de acordo com o que a mídia expõe e a
    sociedade por sua vez aceita por ser algo novo, ou
    muitas vezes agradável aos nossos olhos, mesmo que não
    seja de acordo com o bom senso de anos atrás.
    Tornando muitas vezes os indivíduos apáticos sem senso-
    crítico, aceitando tudo que os meios de comunicação os
    impõe, não incentivando a reflexão e consequentemente
    a discussão de diversos assuntos.
   Duma maneira geral, pode dizer-se que o rumor é
    uma “noticia de ultima hora”
   – naquilo que esta tem de mobilizador e persuasivo –
    que atravessa uma
   organização através dos canais de comunicação
    informais, normalmente o
   “boca a orelha”.
    A opinião pública interna da empresa forma-se,
    assim, à base desse rumor, ou
   seja, dessa informação não oficial, do “diz-se”, do
    “consta”, do “disseram-me
   que”, a qual pode ter ou não a ver com a realidade
    objectiva
Opinião publica

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cp 5 ética_deontologia_reflexão_sílvia_f[1]
Cp 5 ética_deontologia_reflexão_sílvia_f[1]Cp 5 ética_deontologia_reflexão_sílvia_f[1]
Cp 5 ética_deontologia_reflexão_sílvia_f[1]
SILVIA G. FERNANDES
 
CLC 5
CLC 5CLC 5
C.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - TelemóveisC.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - Telemóveis
I.Braz Slideshares
 
Palestra - Cultura da Convergência
Palestra - Cultura da ConvergênciaPalestra - Cultura da Convergência
Palestra - Cultura da Convergência
Luiz Agner
 
Clc 6 10_12
Clc 6 10_12Clc 6 10_12
Clc 6 10_12
SILVIA G. FERNANDES
 
RVCC Secundário 3
RVCC Secundário 3RVCC Secundário 3
RVCC Secundário 3
João Lima
 
Reflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no cursoReflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no curso
juliaoliveira1965
 
CP 1 Fich. Trab. n.º 1 - Liberdade e Responsabilidade Pessoal (1).pdf
CP 1 Fich. Trab. n.º 1 - Liberdade e Responsabilidade Pessoal (1).pdfCP 1 Fich. Trab. n.º 1 - Liberdade e Responsabilidade Pessoal (1).pdf
CP 1 Fich. Trab. n.º 1 - Liberdade e Responsabilidade Pessoal (1).pdf
arodatos81
 
Rvcc – NíVel SecundáRio
Rvcc – NíVel SecundáRioRvcc – NíVel SecundáRio
Rvcc – NíVel SecundáRio
Anabela Luís
 
CLC 6
CLC 6CLC 6
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
joaokota
 
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJo
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJoMudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJo
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJo
mega
 
Ng5 Dr3 Marco
Ng5 Dr3 MarcoNg5 Dr3 Marco
Ng5 Dr3 Marco
mega
 
Cp 1 liberdade e responsablidade democráticas
Cp 1   liberdade e responsablidade democráticasCp 1   liberdade e responsablidade democráticas
Cp 1 liberdade e responsablidade democráticas
Adelino Carlos & Vieira
 
Dr 4 clc
Dr 4 clcDr 4 clc
Dr 4 clc
cattonia
 
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
I.Braz Slideshares
 
Tópicos importantes para evidenciar competências em cp
Tópicos importantes para evidenciar competências em cpTópicos importantes para evidenciar competências em cp
Tópicos importantes para evidenciar competências em cp
Lena Nabais
 
Cultura de Convergência
Cultura de ConvergênciaCultura de Convergência
Cultura de Convergência
Carmem Júlia
 
Equipamentos E Sistemas TéCnicos Stc
Equipamentos E Sistemas TéCnicos StcEquipamentos E Sistemas TéCnicos Stc
Equipamentos E Sistemas TéCnicos Stc
paulanapalma
 
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
I.Braz Slideshares
 

Mais procurados (20)

Cp 5 ética_deontologia_reflexão_sílvia_f[1]
Cp 5 ética_deontologia_reflexão_sílvia_f[1]Cp 5 ética_deontologia_reflexão_sílvia_f[1]
Cp 5 ética_deontologia_reflexão_sílvia_f[1]
 
CLC 5
CLC 5CLC 5
CLC 5
 
C.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - TelemóveisC.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - Telemóveis
 
Palestra - Cultura da Convergência
Palestra - Cultura da ConvergênciaPalestra - Cultura da Convergência
Palestra - Cultura da Convergência
 
Clc 6 10_12
Clc 6 10_12Clc 6 10_12
Clc 6 10_12
 
RVCC Secundário 3
RVCC Secundário 3RVCC Secundário 3
RVCC Secundário 3
 
Reflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no cursoReflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no curso
 
CP 1 Fich. Trab. n.º 1 - Liberdade e Responsabilidade Pessoal (1).pdf
CP 1 Fich. Trab. n.º 1 - Liberdade e Responsabilidade Pessoal (1).pdfCP 1 Fich. Trab. n.º 1 - Liberdade e Responsabilidade Pessoal (1).pdf
CP 1 Fich. Trab. n.º 1 - Liberdade e Responsabilidade Pessoal (1).pdf
 
Rvcc – NíVel SecundáRio
Rvcc – NíVel SecundáRioRvcc – NíVel SecundáRio
Rvcc – NíVel SecundáRio
 
CLC 6
CLC 6CLC 6
CLC 6
 
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
 
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJo
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJoMudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJo
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJo
 
Ng5 Dr3 Marco
Ng5 Dr3 MarcoNg5 Dr3 Marco
Ng5 Dr3 Marco
 
Cp 1 liberdade e responsablidade democráticas
Cp 1   liberdade e responsablidade democráticasCp 1   liberdade e responsablidade democráticas
Cp 1 liberdade e responsablidade democráticas
 
Dr 4 clc
Dr 4 clcDr 4 clc
Dr 4 clc
 
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
 
Tópicos importantes para evidenciar competências em cp
Tópicos importantes para evidenciar competências em cpTópicos importantes para evidenciar competências em cp
Tópicos importantes para evidenciar competências em cp
 
Cultura de Convergência
Cultura de ConvergênciaCultura de Convergência
Cultura de Convergência
 
Equipamentos E Sistemas TéCnicos Stc
Equipamentos E Sistemas TéCnicos StcEquipamentos E Sistemas TéCnicos Stc
Equipamentos E Sistemas TéCnicos Stc
 
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
 

Semelhante a Opinião publica

A influência dos mass media
A influência dos mass mediaA influência dos mass media
A influência dos mass media
Antonio Coelho
 
Fernanda maia silva _e_adelaide
Fernanda maia silva _e_adelaideFernanda maia silva _e_adelaide
Fernanda maia silva _e_adelaide
aventuradamoda
 
Manipulação na Publicidade
Manipulação na PublicidadeManipulação na Publicidade
Manipulação na Publicidade
complementoindirecto
 
O Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlica
O Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlicaO Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlica
O Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlica
crisviudes
 
Ecs opiniao publica
Ecs opiniao publicaEcs opiniao publica
Ecs opiniao publica
Maria João Ferreira
 
Audiência de Massas e Novas perspetivas- Teoria da Comunicação
Audiência de Massas e Novas perspetivas- Teoria da ComunicaçãoAudiência de Massas e Novas perspetivas- Teoria da Comunicação
Audiência de Massas e Novas perspetivas- Teoria da Comunicação
nanasimao
 
Tema 3 media
Tema 3   mediaTema 3   media
Tema 3 media
Cristina Muñoz
 
Imprensa e padrões de padronização
Imprensa e padrões de padronizaçãoImprensa e padrões de padronização
Imprensa e padrões de padronização
ALCIONE
 
Comunicação dirigida escrita
Comunicação dirigida escritaComunicação dirigida escrita
Comunicação dirigida escrita
Dragodragons
 
10 técnicas infalíveis para manipular a populaçã1
10 técnicas infalíveis para manipular a populaçã110 técnicas infalíveis para manipular a populaçã1
10 técnicas infalíveis para manipular a populaçã1
David Ferreira
 
Monografia - Teoria da Comunicação
Monografia - Teoria da ComunicaçãoMonografia - Teoria da Comunicação
Monografia - Teoria da Comunicação
Danone
 
Teorias do Jornalismo (4).ppt
Teorias do Jornalismo (4).pptTeorias do Jornalismo (4).ppt
Teorias do Jornalismo (4).ppt
GabrielFcchio
 
Cp ng3 dr4
Cp ng3 dr4 Cp ng3 dr4
Cp ng3 dr4
xavelhinha
 
Cp ng3 dr4 power point andreina e helio
Cp ng3 dr4 power point andreina e helio Cp ng3 dr4 power point andreina e helio
Cp ng3 dr4 power point andreina e helio
xavelhinha
 
Estrategias de manipulacao
Estrategias de manipulacaoEstrategias de manipulacao
Estrategias de manipulacao
Irzo Beckedorff
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - 1.2 Pensar além das aparências.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - 1.2 Pensar além das aparências.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - 1.2 Pensar além das aparências.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - 1.2 Pensar além das aparências.pptx
IsabellaGomes58
 
Alice e candida
Alice e candidaAlice e candida
Alice e candida
aventuradamoda
 
Violência e meios de comunicação na sociedade contemporânea
Violência e meios de comunicação na sociedade contemporâneaViolência e meios de comunicação na sociedade contemporânea
Violência e meios de comunicação na sociedade contemporânea
guestc0a037
 
Daniel- teorias da comunicação
Daniel- teorias da comunicaçãoDaniel- teorias da comunicação
Daniel- teorias da comunicação
Venelouis Polar
 
Os meios de comunicação e a vida cotidiana
Os meios de comunicação e a vida cotidianaOs meios de comunicação e a vida cotidiana
Os meios de comunicação e a vida cotidiana
Ana Régia Vasconcelos
 

Semelhante a Opinião publica (20)

A influência dos mass media
A influência dos mass mediaA influência dos mass media
A influência dos mass media
 
Fernanda maia silva _e_adelaide
Fernanda maia silva _e_adelaideFernanda maia silva _e_adelaide
Fernanda maia silva _e_adelaide
 
Manipulação na Publicidade
Manipulação na PublicidadeManipulação na Publicidade
Manipulação na Publicidade
 
O Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlica
O Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlicaO Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlica
O Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlica
 
Ecs opiniao publica
Ecs opiniao publicaEcs opiniao publica
Ecs opiniao publica
 
Audiência de Massas e Novas perspetivas- Teoria da Comunicação
Audiência de Massas e Novas perspetivas- Teoria da ComunicaçãoAudiência de Massas e Novas perspetivas- Teoria da Comunicação
Audiência de Massas e Novas perspetivas- Teoria da Comunicação
 
Tema 3 media
Tema 3   mediaTema 3   media
Tema 3 media
 
Imprensa e padrões de padronização
Imprensa e padrões de padronizaçãoImprensa e padrões de padronização
Imprensa e padrões de padronização
 
Comunicação dirigida escrita
Comunicação dirigida escritaComunicação dirigida escrita
Comunicação dirigida escrita
 
10 técnicas infalíveis para manipular a populaçã1
10 técnicas infalíveis para manipular a populaçã110 técnicas infalíveis para manipular a populaçã1
10 técnicas infalíveis para manipular a populaçã1
 
Monografia - Teoria da Comunicação
Monografia - Teoria da ComunicaçãoMonografia - Teoria da Comunicação
Monografia - Teoria da Comunicação
 
Teorias do Jornalismo (4).ppt
Teorias do Jornalismo (4).pptTeorias do Jornalismo (4).ppt
Teorias do Jornalismo (4).ppt
 
Cp ng3 dr4
Cp ng3 dr4 Cp ng3 dr4
Cp ng3 dr4
 
Cp ng3 dr4 power point andreina e helio
Cp ng3 dr4 power point andreina e helio Cp ng3 dr4 power point andreina e helio
Cp ng3 dr4 power point andreina e helio
 
Estrategias de manipulacao
Estrategias de manipulacaoEstrategias de manipulacao
Estrategias de manipulacao
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - 1.2 Pensar além das aparências.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - 1.2 Pensar além das aparências.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - 1.2 Pensar além das aparências.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - 1.2 Pensar além das aparências.pptx
 
Alice e candida
Alice e candidaAlice e candida
Alice e candida
 
Violência e meios de comunicação na sociedade contemporânea
Violência e meios de comunicação na sociedade contemporâneaViolência e meios de comunicação na sociedade contemporânea
Violência e meios de comunicação na sociedade contemporânea
 
Daniel- teorias da comunicação
Daniel- teorias da comunicaçãoDaniel- teorias da comunicação
Daniel- teorias da comunicação
 
Os meios de comunicação e a vida cotidiana
Os meios de comunicação e a vida cotidianaOs meios de comunicação e a vida cotidiana
Os meios de comunicação e a vida cotidiana
 

Mais de Lorredana Pereira

Onu
Onu Onu
palácio de mafra e palácio de versalhes
palácio de mafra e palácio de versalhespalácio de mafra e palácio de versalhes
palácio de mafra e palácio de versalhes
Lorredana Pereira
 
instrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação internainstrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação interna
Lorredana Pereira
 
Texto psicologia
Texto psicologiaTexto psicologia
Texto psicologia
Lorredana Pereira
 
Ginástica de solo
Ginástica de soloGinástica de solo
Ginástica de solo
Lorredana Pereira
 
padre antónio vieira
padre antónio vieirapadre antónio vieira
padre antónio vieira
Lorredana Pereira
 
instrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação internainstrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação interna
Lorredana Pereira
 
Trabalho de apresentação do módulo arquitetura
Trabalho de apresentação do módulo   arquiteturaTrabalho de apresentação do módulo   arquitetura
Trabalho de apresentação do módulo arquitetura
Lorredana Pereira
 
tipos_de_motivacao
tipos_de_motivacaotipos_de_motivacao
tipos_de_motivacao
Lorredana Pereira
 
Os anúncios
Os anúnciosOs anúncios
Os anúncios
Lorredana Pereira
 
La fura del baus
La fura del baus La fura del baus
La fura del baus
Lorredana Pereira
 
Estádio sensoriomotor psicologia,
Estádio sensoriomotor psicologia,Estádio sensoriomotor psicologia,
Estádio sensoriomotor psicologia,
Lorredana Pereira
 
psicologia forense
psicologia forensepsicologia forense
psicologia forense
Lorredana Pereira
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
Lorredana Pereira
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
Lorredana Pereira
 
Barroco português
Barroco portuguêsBarroco português
Barroco português
Lorredana Pereira
 
Escultura grega classica
Escultura grega classica Escultura grega classica
Escultura grega classica
Lorredana Pereira
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Lorredana Pereira
 
Voleibol (1)
Voleibol (1)Voleibol (1)
Voleibol (1)
Lorredana Pereira
 
Familia
FamiliaFamilia

Mais de Lorredana Pereira (20)

Onu
Onu Onu
Onu
 
palácio de mafra e palácio de versalhes
palácio de mafra e palácio de versalhespalácio de mafra e palácio de versalhes
palácio de mafra e palácio de versalhes
 
instrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação internainstrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação interna
 
Texto psicologia
Texto psicologiaTexto psicologia
Texto psicologia
 
Ginástica de solo
Ginástica de soloGinástica de solo
Ginástica de solo
 
padre antónio vieira
padre antónio vieirapadre antónio vieira
padre antónio vieira
 
instrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação internainstrumentos de comunicação interna
instrumentos de comunicação interna
 
Trabalho de apresentação do módulo arquitetura
Trabalho de apresentação do módulo   arquiteturaTrabalho de apresentação do módulo   arquitetura
Trabalho de apresentação do módulo arquitetura
 
tipos_de_motivacao
tipos_de_motivacaotipos_de_motivacao
tipos_de_motivacao
 
Os anúncios
Os anúnciosOs anúncios
Os anúncios
 
La fura del baus
La fura del baus La fura del baus
La fura del baus
 
Estádio sensoriomotor psicologia,
Estádio sensoriomotor psicologia,Estádio sensoriomotor psicologia,
Estádio sensoriomotor psicologia,
 
psicologia forense
psicologia forensepsicologia forense
psicologia forense
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
Barroco português
Barroco portuguêsBarroco português
Barroco português
 
Escultura grega classica
Escultura grega classica Escultura grega classica
Escultura grega classica
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Voleibol (1)
Voleibol (1)Voleibol (1)
Voleibol (1)
 
Familia
FamiliaFamilia
Familia
 

Opinião publica

  • 2. Opinião pública é o que geralmente se atribui à opinião geral de uma sociedade. É também designada por senso comum, em que se inserem as ideias consideradas corretas pela maior parte da sociedade.
  • 3. A notícia existe por meio de um processo de transformação: os Mídias transforma (molda) a notícia de acordo com as características pré-estabelecidas do suposto recetor. Este, o recetor, cria, em função de desejos, personalidades e credos, sua interpretação em relação ao fato noticiado. A opinião pública é criada a partir do agrupamento das interpretações dos recetores. Num sentido mais amplo, a opinião está ligada à crença na qual o indivíduo se baseia para criar conclusões e pontos de vista.
  • 4. Quando falamos da influencia da comunicação de massas, ou os chamados Mídias sobre as crianças, referimo-nos essencialmente à televisão e, mais recentemente, à Internet. Estamos acostumados a receber informações diariamente de tudo que se passa ao nosso redor e em todo mundo. Assistimos notícias, anúncios, filmes, detalhes de atores e celebridades, e assuntos gerais que ocupam o tempo e nos isolam da realidade. Toda essa comunicação nos impõe um padrão de vida e felicidade a ser alcançado, com objetivos e ideais muitas vezes impossíveis para todos, mas diante a televisão isso se torna possível.
  • 5. Ao ver televisão a população sente se muito mais com uma história que não é real , as novelas do que com o que se passa na nossa atualidade , pois perante isso mantêm se frias. A prova disso são telespectadores que se comovem em demasia com a morte de uma personagem, enquanto um desastre real em algum lugar do mundo passa por ouvintes inertes e ínsensíveis ao fato
  • 6. Por se tratar de diversas idades, com diferentes interesses procurando esses meios para suprir seus desejos momentâneos. Os meios de comunicação em massa é a principal ferramenta para a indústria do marketing, são neles que as propagandas, as campanhas publicitárias chegam ao público, a população. Dessa forma deve-se atentamente fazer uma pesquisa para que se possa saber em qual o tipo do meio de comunicação deve ser vinculada cada campanha, para que não ocorra o erro de vincular uma campanha que não atenda as perspectivas daquelas pessoas que têm acesso aquele meio de informação.
  • 7. Assim os indivíduos abdicam de sua liberdade pelos meios de comunicação e deixam-se ser controlados. Os principais responsáveis são, o governo e classes sócio- econômicas dominantes, tanto financeiramente como culturalmente, utilizando essas mídias de modo a manipular a sociedade. Tudo que ouvimos e vemos referente a moda, faz com que tornemos modelo dela, porque vivemos de acordo com o que a mídia expõe e a sociedade por sua vez aceita por ser algo novo, ou muitas vezes agradável aos nossos olhos, mesmo que não seja de acordo com o bom senso de anos atrás. Tornando muitas vezes os indivíduos apáticos sem senso- crítico, aceitando tudo que os meios de comunicação os impõe, não incentivando a reflexão e consequentemente a discussão de diversos assuntos.
  • 8. Duma maneira geral, pode dizer-se que o rumor é uma “noticia de ultima hora”  – naquilo que esta tem de mobilizador e persuasivo – que atravessa uma  organização através dos canais de comunicação informais, normalmente o  “boca a orelha”. A opinião pública interna da empresa forma-se, assim, à base desse rumor, ou  seja, dessa informação não oficial, do “diz-se”, do “consta”, do “disseram-me  que”, a qual pode ter ou não a ver com a realidade objectiva