SlideShare uma empresa Scribd logo
O Grilo Verde
Na horta do tio Manuel Liró
Um grilo espantoso apareceu.
Era tão invulgar,
Tão verde, verde, verde,
Que até sabia assobiar.
Os grilos vizinhos
Começaram a estranhar.
Espalharam a notícia…
Foram com ele falar.
Caso ele não quisesse mudar,
Teriam que o expulsar.
Ele era assim
E assim queria continuar.
Explicou as diferenças,
Mas ninguém o queria ouvir.
Por mais que insistissem,
Ele não ia mudar.
Pois era como era
E ninguém o podia impedir.
Os grilos pretos
Só o queriam prender
Na lura mais funda
Que conseguissem fazer…
O grilo diferente
Achava isto uma grande injustiça.
Preocupados com a sua reputação,
Os grilos pretos
Não queriam deixar de cricrilar.
E o grilo verde, verde,
Não queria parar de assobiar…
O tio Manuel Liró,
Como de costume,
Descansava à sombra duma oliveira,
Mas não conseguia dormir
Por causa da barulheira:
Os grilos pretos pulavam, saltavam,
E o grilo verde fintava, fugia,
Tudo numa grande correria.
O tio Manuel Liró, zangado, acordou
E incomodado com o barulho
Na enxada pegou.
Investigou pela horta
E no feijoal os encontrou.
Hesitante ficou, mas uma decisão
tomou:
guerra aos grilos, destruição total!
Numa couve, o grilo verde
Se camuflou
E ninguém o encontrou.
Os grilos pretos fugiram,
Mas o grilo verde ficou.
O tio Manuel Liró
À sombra da oliveira regressou.
Enquanto dormia a sua soneca,
Algo espantoso aconteceu:
O grilo verde,
Com asas cor de fogo ficou.
Voou, voou, voou,
E uma melodia assobiou,
Pousado no ramo da oliveira.
O tio Manuel Liró
Acordou e logo o chamou.
O grilo verde apareceu.
O tio Manuel abismado ficou
E logo o tentou apanhar
Para a todos o ir mostrar.
A subir e a voar,
O nosso grilo
Conseguiu escapar.
E, sem mais pensar,
Em direção ao céu voou
E às nuvens foi parar…
Gri, gri, gri, grá…
A nossa poesia
terminada está!
Versos dos alunos das turmas n.º 4 e n.º 6 da
E.B. da Chave, Gafanha da Nazaré.
Março de 2012 – À Conversa com … António
Mota
Imagens: Google
Apresentação
e fotografia:
Isabel Pinheiro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A galinha ruiva
A galinha ruivaA galinha ruiva
A galinha ruiva
Bertilia Madeira
 
O palhaco-tristoleto
O palhaco-tristoletoO palhaco-tristoleto
O palhaco-tristoleto
Silvares
 
Corpo humano e_casa
Corpo humano e_casaCorpo humano e_casa
Corpo humano e_casa
Acilu
 
Natal, história
Natal, históriaNatal, história
Natal, história
Paula Morgado
 
Bruxa mimi
Bruxa mimiBruxa mimi
Bruxa mimi
Ana Alho
 
Mais Lengalengas
Mais LengalengasMais Lengalengas
Mais Lengalengas
Luis Rolhas
 
Jogo das palavras do inverno
Jogo das palavras do invernoJogo das palavras do inverno
Jogo das palavras do inverno
Aldalu
 
O carnaval-na-floresta
O carnaval-na-florestaO carnaval-na-floresta
O carnaval-na-floresta
Guiomar Silva
 
Historia orelha de limao
Historia orelha de limaoHistoria orelha de limao
Historia orelha de limao
Célia Reis
 
O Patinho Feio
O Patinho FeioO Patinho Feio
O Patinho Feio
guesta03b6
 
A Lenda Dos Ovos De Pascoa
A Lenda Dos Ovos De PascoaA Lenda Dos Ovos De Pascoa
A Lenda Dos Ovos De Pascoa
gabifrias
 
O baile dos 3 porquinhos
O baile dos 3 porquinhosO baile dos 3 porquinhos
O baile dos 3 porquinhos
Danyela25
 
Historia " Os Nossos Amigos Animais"
Historia " Os Nossos Amigos Animais"Historia " Os Nossos Amigos Animais"
Historia " Os Nossos Amigos Animais"
bibdjosei
 
A velhinha que comeu os símbolos do natal
A velhinha que comeu os símbolos do natalA velhinha que comeu os símbolos do natal
A velhinha que comeu os símbolos do natal
Maria Sousa
 
A girafa que comia estrelas livro
A girafa que comia estrelas   livroA girafa que comia estrelas   livro
A girafa que comia estrelas livro
XanaGonalves5
 
Abelhinhas
Abelhinhas Abelhinhas
Abelhinhas
Iris Silva
 
O joão e o pé de feijão
O joão e o pé de feijãoO joão e o pé de feijão
O joão e o pé de feijão
Ana Grave
 
A Cigarra e a Formiga
A Cigarra e a FormigaA Cigarra e a Formiga
A Cigarra e a Formiga
mariaarabel
 
Poesias de inverno
Poesias de invernoPoesias de inverno
Poesias de inverno
labeques
 
A que sabe a lua actividades
A que sabe a lua actividadesA que sabe a lua actividades
A que sabe a lua actividades
Biblio Tecido
 

Mais procurados (20)

A galinha ruiva
A galinha ruivaA galinha ruiva
A galinha ruiva
 
O palhaco-tristoleto
O palhaco-tristoletoO palhaco-tristoleto
O palhaco-tristoleto
 
Corpo humano e_casa
Corpo humano e_casaCorpo humano e_casa
Corpo humano e_casa
 
Natal, história
Natal, históriaNatal, história
Natal, história
 
Bruxa mimi
Bruxa mimiBruxa mimi
Bruxa mimi
 
Mais Lengalengas
Mais LengalengasMais Lengalengas
Mais Lengalengas
 
Jogo das palavras do inverno
Jogo das palavras do invernoJogo das palavras do inverno
Jogo das palavras do inverno
 
O carnaval-na-floresta
O carnaval-na-florestaO carnaval-na-floresta
O carnaval-na-floresta
 
Historia orelha de limao
Historia orelha de limaoHistoria orelha de limao
Historia orelha de limao
 
O Patinho Feio
O Patinho FeioO Patinho Feio
O Patinho Feio
 
A Lenda Dos Ovos De Pascoa
A Lenda Dos Ovos De PascoaA Lenda Dos Ovos De Pascoa
A Lenda Dos Ovos De Pascoa
 
O baile dos 3 porquinhos
O baile dos 3 porquinhosO baile dos 3 porquinhos
O baile dos 3 porquinhos
 
Historia " Os Nossos Amigos Animais"
Historia " Os Nossos Amigos Animais"Historia " Os Nossos Amigos Animais"
Historia " Os Nossos Amigos Animais"
 
A velhinha que comeu os símbolos do natal
A velhinha que comeu os símbolos do natalA velhinha que comeu os símbolos do natal
A velhinha que comeu os símbolos do natal
 
A girafa que comia estrelas livro
A girafa que comia estrelas   livroA girafa que comia estrelas   livro
A girafa que comia estrelas livro
 
Abelhinhas
Abelhinhas Abelhinhas
Abelhinhas
 
O joão e o pé de feijão
O joão e o pé de feijãoO joão e o pé de feijão
O joão e o pé de feijão
 
A Cigarra e a Formiga
A Cigarra e a FormigaA Cigarra e a Formiga
A Cigarra e a Formiga
 
Poesias de inverno
Poesias de invernoPoesias de inverno
Poesias de inverno
 
A que sabe a lua actividades
A que sabe a lua actividadesA que sabe a lua actividades
A que sabe a lua actividades
 

Destaque

Lobisomem
LobisomemLobisomem
Uma aventura em africa
Uma aventura em africaUma aventura em africa
Uma aventura em africa
bibliotecadoscuriosos
 
O Estado Do Planeta Terra
 O  Estado Do  Planeta  Terra O  Estado Do  Planeta  Terra
O Estado Do Planeta Terra
anamelo
 
Sequencia didática
Sequencia didática Sequencia didática
Sequencia didática
Ronaldo Alboite
 
História do macaco
História do macacoHistória do macaco
História do macaco
mariaofeliaamoedo
 
A onça e o gambá
A onça e o gambáA onça e o gambá
A onça e o gambá
Taniaantunes
 
03 o macaco e a mola
03 o macaco e a mola03 o macaco e a mola
03 o macaco e a mola
luxlunae
 
Saci pererê
Saci pererêSaci pererê
Saci pererê
Dulcilene Figueiredo
 
Quem é o lobisomem
Quem é o lobisomemQuem é o lobisomem
Quem é o lobisomem
Dulcilene Figueiredo
 
A onça e o saci
A onça e o saciA onça e o saci
A onça e o saci
Dulcilene Figueiredo
 
O macaco e a mola
O macaco e a mola   O macaco e a mola
O macaco e a mola
Pathyciane Melo
 
Mariavaicomasoutras 1213289777601787-9
Mariavaicomasoutras 1213289777601787-9Mariavaicomasoutras 1213289777601787-9
Mariavaicomasoutras 1213289777601787-9
Anne Clea Lima
 
O segredo da onça pintada
O segredo da onça pintadaO segredo da onça pintada
O segredo da onça pintada
Sandrastos
 
Projeto 1 anos_a_b_c_d_e_f_e_g
Projeto 1 anos_a_b_c_d_e_f_e_gProjeto 1 anos_a_b_c_d_e_f_e_g
Projeto 1 anos_a_b_c_d_e_f_e_g
Taciana Rangel Silva
 
O macaco de rabo cortado
O macaco de rabo cortadoO macaco de rabo cortado
O macaco de rabo cortado
Maria Bragança
 
O macaco do rabo cortado
O macaco do rabo cortadoO macaco do rabo cortado
O macaco do rabo cortado
BBEBJB
 
Amostra da sequência didática do livro: O macaco e a mola - Sônia Junqueira
Amostra da sequência didática do livro: O macaco e a mola - Sônia JunqueiraAmostra da sequência didática do livro: O macaco e a mola - Sônia Junqueira
Amostra da sequência didática do livro: O macaco e a mola - Sônia Junqueira
Letras Mágicas
 

Destaque (20)

Lobisomem
LobisomemLobisomem
Lobisomem
 
Uma aventura em africa
Uma aventura em africaUma aventura em africa
Uma aventura em africa
 
O Estado Do Planeta Terra
 O  Estado Do  Planeta  Terra O  Estado Do  Planeta  Terra
O Estado Do Planeta Terra
 
MEDO? EU, HEM?
MEDO? EU, HEM?MEDO? EU, HEM?
MEDO? EU, HEM?
 
Sequencia didática
Sequencia didática Sequencia didática
Sequencia didática
 
História do macaco
História do macacoHistória do macaco
História do macaco
 
A onça e o gambá
A onça e o gambáA onça e o gambá
A onça e o gambá
 
03 o macaco e a mola
03 o macaco e a mola03 o macaco e a mola
03 o macaco e a mola
 
Saci pererê
Saci pererêSaci pererê
Saci pererê
 
Quem é o lobisomem
Quem é o lobisomemQuem é o lobisomem
Quem é o lobisomem
 
A onça e o saci
A onça e o saciA onça e o saci
A onça e o saci
 
Iara
IaraIara
Iara
 
O macaco e a mola
O macaco e a mola   O macaco e a mola
O macaco e a mola
 
Mariavaicomasoutras 1213289777601787-9
Mariavaicomasoutras 1213289777601787-9Mariavaicomasoutras 1213289777601787-9
Mariavaicomasoutras 1213289777601787-9
 
O segredo da onça pintada
O segredo da onça pintadaO segredo da onça pintada
O segredo da onça pintada
 
Vamos passear no bosque
Vamos passear no bosqueVamos passear no bosque
Vamos passear no bosque
 
Projeto 1 anos_a_b_c_d_e_f_e_g
Projeto 1 anos_a_b_c_d_e_f_e_gProjeto 1 anos_a_b_c_d_e_f_e_g
Projeto 1 anos_a_b_c_d_e_f_e_g
 
O macaco de rabo cortado
O macaco de rabo cortadoO macaco de rabo cortado
O macaco de rabo cortado
 
O macaco do rabo cortado
O macaco do rabo cortadoO macaco do rabo cortado
O macaco do rabo cortado
 
Amostra da sequência didática do livro: O macaco e a mola - Sônia Junqueira
Amostra da sequência didática do livro: O macaco e a mola - Sônia JunqueiraAmostra da sequência didática do livro: O macaco e a mola - Sônia Junqueira
Amostra da sequência didática do livro: O macaco e a mola - Sônia Junqueira
 

Mais de Isabel Pinheiro

Dia do mar - Isabel Pinheiro
Dia do mar - Isabel PinheiroDia do mar - Isabel Pinheiro
Dia do mar - Isabel Pinheiro
Isabel Pinheiro
 
Chocolate
ChocolateChocolate
Chocolate
Isabel Pinheiro
 
A castanha
A castanhaA castanha
A castanha
Isabel Pinheiro
 
Piet Mondrian
Piet MondrianPiet Mondrian
Piet Mondrian
Isabel Pinheiro
 
Plantas do herbario - saída de campo - Dia da Terra
Plantas do herbario -  saída de campo - Dia da TerraPlantas do herbario -  saída de campo - Dia da Terra
Plantas do herbario - saída de campo - Dia da Terra
Isabel Pinheiro
 
Gira Gira e o Sol 2010
Gira Gira e o Sol  2010Gira Gira e o Sol  2010
Gira Gira e o Sol 2010
Isabel Pinheiro
 
O leão e o rato - 2006
O leão e o rato - 2006O leão e o rato - 2006
O leão e o rato - 2006
Isabel Pinheiro
 
O rato do campo e o rato da cidade - 2006
O rato do campo e o rato da cidade - 2006O rato do campo e o rato da cidade - 2006
O rato do campo e o rato da cidade - 2006
Isabel Pinheiro
 
A rã e o boi - 2006
A rã e o boi - 2006A rã e o boi - 2006
A rã e o boi - 2006
Isabel Pinheiro
 
A lebre e a tartaruga - 2006
A lebre e a tartaruga - 2006A lebre e a tartaruga - 2006
A lebre e a tartaruga - 2006
Isabel Pinheiro
 
Charles Darwin ppt
Charles Darwin pptCharles Darwin ppt
Charles Darwin ppt
Isabel Pinheiro
 
A história duma flauta aventureira
A história duma flauta aventureiraA história duma flauta aventureira
A história duma flauta aventureira
Isabel Pinheiro
 
Fauna e flora - Dunas de S. Jacinto (AVEIRO)
Fauna e flora - Dunas de S. Jacinto (AVEIRO)Fauna e flora - Dunas de S. Jacinto (AVEIRO)
Fauna e flora - Dunas de S. Jacinto (AVEIRO)
Isabel Pinheiro
 
O cavalinho de pau do Menino Jesus
O cavalinho de pau do Menino JesusO cavalinho de pau do Menino Jesus
O cavalinho de pau do Menino Jesus
Isabel Pinheiro
 
História a várias mãos - Chave -2012-2013
História a várias mãos - Chave  -2012-2013História a várias mãos - Chave  -2012-2013
História a várias mãos - Chave -2012-2013
Isabel Pinheiro
 
Semana do ambiente isabel pinheiro
Semana do ambiente   isabel pinheiroSemana do ambiente   isabel pinheiro
Semana do ambiente isabel pinheiro
Isabel Pinheiro
 

Mais de Isabel Pinheiro (16)

Dia do mar - Isabel Pinheiro
Dia do mar - Isabel PinheiroDia do mar - Isabel Pinheiro
Dia do mar - Isabel Pinheiro
 
Chocolate
ChocolateChocolate
Chocolate
 
A castanha
A castanhaA castanha
A castanha
 
Piet Mondrian
Piet MondrianPiet Mondrian
Piet Mondrian
 
Plantas do herbario - saída de campo - Dia da Terra
Plantas do herbario -  saída de campo - Dia da TerraPlantas do herbario -  saída de campo - Dia da Terra
Plantas do herbario - saída de campo - Dia da Terra
 
Gira Gira e o Sol 2010
Gira Gira e o Sol  2010Gira Gira e o Sol  2010
Gira Gira e o Sol 2010
 
O leão e o rato - 2006
O leão e o rato - 2006O leão e o rato - 2006
O leão e o rato - 2006
 
O rato do campo e o rato da cidade - 2006
O rato do campo e o rato da cidade - 2006O rato do campo e o rato da cidade - 2006
O rato do campo e o rato da cidade - 2006
 
A rã e o boi - 2006
A rã e o boi - 2006A rã e o boi - 2006
A rã e o boi - 2006
 
A lebre e a tartaruga - 2006
A lebre e a tartaruga - 2006A lebre e a tartaruga - 2006
A lebre e a tartaruga - 2006
 
Charles Darwin ppt
Charles Darwin pptCharles Darwin ppt
Charles Darwin ppt
 
A história duma flauta aventureira
A história duma flauta aventureiraA história duma flauta aventureira
A história duma flauta aventureira
 
Fauna e flora - Dunas de S. Jacinto (AVEIRO)
Fauna e flora - Dunas de S. Jacinto (AVEIRO)Fauna e flora - Dunas de S. Jacinto (AVEIRO)
Fauna e flora - Dunas de S. Jacinto (AVEIRO)
 
O cavalinho de pau do Menino Jesus
O cavalinho de pau do Menino JesusO cavalinho de pau do Menino Jesus
O cavalinho de pau do Menino Jesus
 
História a várias mãos - Chave -2012-2013
História a várias mãos - Chave  -2012-2013História a várias mãos - Chave  -2012-2013
História a várias mãos - Chave -2012-2013
 
Semana do ambiente isabel pinheiro
Semana do ambiente   isabel pinheiroSemana do ambiente   isabel pinheiro
Semana do ambiente isabel pinheiro
 

O.grilo.verde.chave

  • 2. Na horta do tio Manuel Liró Um grilo espantoso apareceu. Era tão invulgar, Tão verde, verde, verde, Que até sabia assobiar.
  • 3. Os grilos vizinhos Começaram a estranhar. Espalharam a notícia… Foram com ele falar. Caso ele não quisesse mudar, Teriam que o expulsar.
  • 4. Ele era assim E assim queria continuar. Explicou as diferenças, Mas ninguém o queria ouvir. Por mais que insistissem, Ele não ia mudar. Pois era como era E ninguém o podia impedir.
  • 5. Os grilos pretos Só o queriam prender Na lura mais funda Que conseguissem fazer… O grilo diferente Achava isto uma grande injustiça. Preocupados com a sua reputação, Os grilos pretos Não queriam deixar de cricrilar. E o grilo verde, verde, Não queria parar de assobiar…
  • 6. O tio Manuel Liró, Como de costume, Descansava à sombra duma oliveira, Mas não conseguia dormir Por causa da barulheira: Os grilos pretos pulavam, saltavam, E o grilo verde fintava, fugia, Tudo numa grande correria.
  • 7. O tio Manuel Liró, zangado, acordou E incomodado com o barulho Na enxada pegou. Investigou pela horta E no feijoal os encontrou. Hesitante ficou, mas uma decisão tomou: guerra aos grilos, destruição total!
  • 8. Numa couve, o grilo verde Se camuflou E ninguém o encontrou. Os grilos pretos fugiram, Mas o grilo verde ficou. O tio Manuel Liró À sombra da oliveira regressou. Enquanto dormia a sua soneca, Algo espantoso aconteceu: O grilo verde, Com asas cor de fogo ficou.
  • 9. Voou, voou, voou, E uma melodia assobiou, Pousado no ramo da oliveira. O tio Manuel Liró Acordou e logo o chamou. O grilo verde apareceu. O tio Manuel abismado ficou E logo o tentou apanhar Para a todos o ir mostrar.
  • 10. A subir e a voar, O nosso grilo Conseguiu escapar. E, sem mais pensar, Em direção ao céu voou E às nuvens foi parar… Gri, gri, gri, grá… A nossa poesia terminada está!
  • 11. Versos dos alunos das turmas n.º 4 e n.º 6 da E.B. da Chave, Gafanha da Nazaré. Março de 2012 – À Conversa com … António Mota Imagens: Google Apresentação e fotografia: Isabel Pinheiro