SlideShare uma empresa Scribd logo
AVALIAR, REGISTRAR E REFLETIR
AS PRÁTICAS DOCENTES E
DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA
NA EDUCAÇÃO INFANTIL.
Profª. Fabiana Aparecida Gomes
CMEI PRÍNCIPES E PRINCESAS
DINÂMICA
DO BARBANTE
QUEM É A CRIANÇA?
Sujeito histórico e de direitos que, nas interações,
relações e práticas cotidianas que vivencia, constrói sua
identidade pessoal e coletiva, brinca, imagina, fantasia,
deseja, aprende, observa, experimenta, narra, questiona
e constrói sentidos sobre a natureza e a sociedade,
produzindo cultura.
Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Infantil.
E para quem trabalhamos?
Para Crianças:
Que passam por um complexo processo de
desenvolvimento o qual temos que
compreender para conseguirmos atingir
nossos objetivos de adultos.
E os objetivos são, na maioria das vezes, nossos
e não das crianças.
Então temos um grande desafio
Que é o de compreender, conhecer e
reconhecer a criança como um ser
no mundo. Com natureza singular,
que possui características como ser
que sente e pensa o mundo de um
jeito próprio.
Para nos ajudar a teoria de Wallon
Enfatiza a plasticidade do cérebro, propondo,
assim, o estudo integrado do
desenvolvimento infantil, contemplando os
aspectos afetivos, motor e cognitivo. Para ele,
o desenvolvimento da inteligência depende
das experiências, ou seja, das interações
oferecidas pelo meio e do grau de apropriação
que o sujeito faz delas.
Isso quer dizer
que os aspectos físicos, as pessoas próximas, a
linguagem, bem como os conhecimentos
presentes na cultura contribuem efetivamente
para formar o contexto do desenvolvimento
infantil.
Todas as crianças podem aprender, mas não sob
qualquer condição. É preciso apoiá-las em suas
práticas, na organização de pequenos grupos, na
interação com os diferentes grupos por faixa
etária e no manuseio de diferentes materiais,
dentre outras coisas.
Daí a importância do planejamento
E este deve garantir experiências de interações e brincadeiras.
O planejamento pedagógico na Educação Infantil precisa ser discutido e
articulado aos
sujeitos que estão inseridos nestes ambientes coletivos de educação,
assim é imprescindível
trazer para a sala de aula, através dos planejamentos, as manifestações
que as crianças
expressam no seu dia-a-dia, a partir de seus balbucios, choros, falas,
gestos, desejos, hipóteses
e conhecimentos prévios, estes são de suma relevância para um trabalho
que respeite as
culturas infantis.
AHMAD, Laila Azize Souto - UFSM
Então chegamos ao ponto crucial
Se o professor é compromissado com sua
prática e planeja suas atividades pensando as
especificidades de sua turma, pensando todos
os alunos, e ao mesmo tempo cada um. Se ele
é estudioso, demonstrando sua competência
e interesse para resolver os problemas da
rotina. Ele deve utilizar como instrumento
diagnóstico a avaliação.
Que tipo de avaliação o desenho
representa?
E este, representa que tipo de escola?
Oficina 3  avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvimento da criança na educação infantil
E o que representa a avaliação na
Educação Infantil?
Ela representa a escuta sensível a observação
atenta, ou seja, o acompanhamento do
desenvolvimento da criança.
A avaliação nesta perspectiva é
formativa
Visto que busca avaliar as competências
adquiridas, sendo integradas, permitindo que
diversos conteúdos sejam envolvidos em uma
única avaliação. Tem característica mediadora e
dialógica, onde o educador pode diagnosticar o
raciocínio da criança e, dessa forma,
acompanhar o processo cognitivo, organizando
o conteúdo. Atuando como mediador,
encorajador e reorganizador do saber.
Referencial pedagógico de Palmas,p. 15
E o que dizem as Diretrizes Nacionais
sobre a avaliação?
As instituições de Educação Infantil devem criar
procedimentos para acompanhamento do
trabalho
pedagógico e para avaliação do
desenvolvimento das
crianças, sem objetivo de seleção, promoção ou
classificação,
garantindo:
 A observação crítica e criativa das atividades,
das brincadeiras e interações das crianças no
cotidiano;
 Utilização de múltiplos registros realizados
por adultos e crianças (relatórios, fotografias,
desenhos, álbuns etc.);
 A continuidade dos processos de aprendizagens
por meio da criação de estratégias adequadas
aos diferentes momentos de transição vividos
pela criança (transição casa/instituição de
Educação Infantil, transições no interior da
instituição, transição creche/pré-escola e
transição pré-escola/Ensino Fundamental);
Documentação específica que permita às
famílias conhecer o trabalho da instituição
junto às crianças e os processos de
desenvolvimento e aprendizagem da criança
na Educação Infantil;
 A não retenção das crianças na Educação
Infantil.
Vamos visualizar alguns recursos para
registro.
P
O
T
I
F
Ó
L
I
O
DOCUMENTAÇÃO
PARA AS FAMÍLIAS.
FICHA DE
AVALIAÇÃO
DOCUMENTAÇÃO
PARA AS FAMÍLIAS.
RELATÓRIO DESCRITIVO
SEMESTRAL
DOCUMENTAÇÃO
PARA AS FAMÍLIAS.
Fotografia
Desenho
OBRIGADA!
fabiana.supervisorapedagogica@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Organização do tempo e do espaço escolar
Organização do tempo e do espaço escolarOrganização do tempo e do espaço escolar
Organização do tempo e do espaço escolar
Thiago Cellin Duarte
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
Magda Marques
 
Coordenação pedagógica
Coordenação pedagógicaCoordenação pedagógica
Coordenação pedagógica
Grasiela Dourado
 
Saberes e práticas na ed. infantil
Saberes e práticas na ed. infantilSaberes e práticas na ed. infantil
Saberes e práticas na ed. infantil
VIROUCLIPTAQ
 
Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
Bia Bernardino
 
Planejamento Escolar
Planejamento EscolarPlanejamento Escolar
Planejamento Escolar
folilim
 
Rotina escolar
Rotina escolarRotina escolar
Rotina escolar
Anaí Peña
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
Magda Marques
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
carmemlima
 
Capacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Capacitação de educadores e cuidadores Educação InclusivaCapacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Capacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Secretaria de Educação e Cultura - SEMEC aAcari
 
Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2
Joao Balbi
 
Pauta
PautaPauta
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação Infantil
Luúh Reis
 
Educação Infantil
Educação InfantilEducação Infantil
Educação Infantil
Adriana Mércia
 
Rotina da educação infantil
Rotina da educação infantilRotina da educação infantil
Rotina da educação infantil
Dennyse Azevedo
 
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
Elizangela Quintela Miranda Costa
 
O uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantilO uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantil
Capacitações Pedagógicas
 
Apresentação planejamento e avaliação
Apresentação   planejamento e avaliaçãoApresentação   planejamento e avaliação
Apresentação planejamento e avaliação
Ana Lúcia M. Benício
 
Um pouquinho sobre Educação Infantil
Um pouquinho sobre Educação InfantilUm pouquinho sobre Educação Infantil
Um pouquinho sobre Educação Infantil
Lene Reis
 
Slides da reunião com professores
Slides da reunião com professoresSlides da reunião com professores
Slides da reunião com professores
driminas
 

Mais procurados (20)

Organização do tempo e do espaço escolar
Organização do tempo e do espaço escolarOrganização do tempo e do espaço escolar
Organização do tempo e do espaço escolar
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
 
Coordenação pedagógica
Coordenação pedagógicaCoordenação pedagógica
Coordenação pedagógica
 
Saberes e práticas na ed. infantil
Saberes e práticas na ed. infantilSaberes e práticas na ed. infantil
Saberes e práticas na ed. infantil
 
Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
 
Planejamento Escolar
Planejamento EscolarPlanejamento Escolar
Planejamento Escolar
 
Rotina escolar
Rotina escolarRotina escolar
Rotina escolar
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
 
Capacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Capacitação de educadores e cuidadores Educação InclusivaCapacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Capacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
 
Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2
 
Pauta
PautaPauta
Pauta
 
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação Infantil
 
Educação Infantil
Educação InfantilEducação Infantil
Educação Infantil
 
Rotina da educação infantil
Rotina da educação infantilRotina da educação infantil
Rotina da educação infantil
 
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
 
O uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantilO uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantil
 
Apresentação planejamento e avaliação
Apresentação   planejamento e avaliaçãoApresentação   planejamento e avaliação
Apresentação planejamento e avaliação
 
Um pouquinho sobre Educação Infantil
Um pouquinho sobre Educação InfantilUm pouquinho sobre Educação Infantil
Um pouquinho sobre Educação Infantil
 
Slides da reunião com professores
Slides da reunião com professoresSlides da reunião com professores
Slides da reunião com professores
 

Destaque

Jussara Hoffmann
Jussara HoffmannJussara Hoffmann
Jussara Hoffmann
Andrea Cortelazzi
 
Instrumentos e Recursos utilizados na Avaliação das Crianças na Educação Infa...
Instrumentos e Recursos utilizados na Avaliação das Crianças na Educação Infa...Instrumentos e Recursos utilizados na Avaliação das Crianças na Educação Infa...
Instrumentos e Recursos utilizados na Avaliação das Crianças na Educação Infa...
Claudinéia Barbosa
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantil
claudia_4051
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantil
SimoneHelenDrumond
 
Avaliação na Educação Infantil
Avaliação na Educação InfantilAvaliação na Educação Infantil
Avaliação na Educação Infantil
Ana Pierangeli
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
Edlauva Santos
 
Ficha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantilFicha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantil
keillacr
 
INSTRUMENTOS PARA APRIMORAMENTO DO TRABALHO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL
INSTRUMENTOS PARA APRIMORAMENTO DO TRABALHO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTILINSTRUMENTOS PARA APRIMORAMENTO DO TRABALHO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL
INSTRUMENTOS PARA APRIMORAMENTO DO TRABALHO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL
Maria Aparecida Ferreira de Oliveira e Souza
 
Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamental
Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamentalAvaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamental
Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamental
Anaí Peña
 
Avaliação trabalho do professor na educação infantil - Zilma de Oliveira (org)v1
Avaliação trabalho do professor na educação infantil - Zilma de Oliveira (org)v1Avaliação trabalho do professor na educação infantil - Zilma de Oliveira (org)v1
Avaliação trabalho do professor na educação infantil - Zilma de Oliveira (org)v1
vivianelima
 
PNAIC - Avaliação
PNAIC - AvaliaçãoPNAIC - Avaliação
PNAIC - Avaliação
ElieneDias
 
Fichas de Avaliação Ed. Infantil
Fichas de Avaliação  Ed. InfantilFichas de Avaliação  Ed. Infantil
Fichas de Avaliação Ed. Infantil
Alinemmoliveira
 
Ficha de avaliação
Ficha de avaliaçãoFicha de avaliação
Ficha de avaliação
Isa ...
 
Relatórios Educação Infantil
Relatórios Educação InfantilRelatórios Educação Infantil
Relatórios Educação Infantil
Melissa Oliveira
 
4. infâncias e suas linguagens
4. infâncias e suas linguagens4. infâncias e suas linguagens
4. infâncias e suas linguagens
Ulisses Vakirtzis
 
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO InfantilO Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
marlene_herter
 
Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2
SimoneHelenDrumond
 
Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
Edilania Batalha Batalha
 
Avaliação inicial na educação infantil
Avaliação inicial na educação infantilAvaliação inicial na educação infantil
Avaliação inicial na educação infantil
Meire Moura
 
Slide tipos de avaliação
Slide tipos de avaliaçãoSlide tipos de avaliação
Slide tipos de avaliação
Gisele Lopes
 

Destaque (20)

Jussara Hoffmann
Jussara HoffmannJussara Hoffmann
Jussara Hoffmann
 
Instrumentos e Recursos utilizados na Avaliação das Crianças na Educação Infa...
Instrumentos e Recursos utilizados na Avaliação das Crianças na Educação Infa...Instrumentos e Recursos utilizados na Avaliação das Crianças na Educação Infa...
Instrumentos e Recursos utilizados na Avaliação das Crianças na Educação Infa...
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantil
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantil
 
Avaliação na Educação Infantil
Avaliação na Educação InfantilAvaliação na Educação Infantil
Avaliação na Educação Infantil
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
 
Ficha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantilFicha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantil
 
INSTRUMENTOS PARA APRIMORAMENTO DO TRABALHO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL
INSTRUMENTOS PARA APRIMORAMENTO DO TRABALHO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTILINSTRUMENTOS PARA APRIMORAMENTO DO TRABALHO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL
INSTRUMENTOS PARA APRIMORAMENTO DO TRABALHO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamental
Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamentalAvaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamental
Avaliação da aprendizagem na educação infantil e 1o ano do ensino fundamental
 
Avaliação trabalho do professor na educação infantil - Zilma de Oliveira (org)v1
Avaliação trabalho do professor na educação infantil - Zilma de Oliveira (org)v1Avaliação trabalho do professor na educação infantil - Zilma de Oliveira (org)v1
Avaliação trabalho do professor na educação infantil - Zilma de Oliveira (org)v1
 
PNAIC - Avaliação
PNAIC - AvaliaçãoPNAIC - Avaliação
PNAIC - Avaliação
 
Fichas de Avaliação Ed. Infantil
Fichas de Avaliação  Ed. InfantilFichas de Avaliação  Ed. Infantil
Fichas de Avaliação Ed. Infantil
 
Ficha de avaliação
Ficha de avaliaçãoFicha de avaliação
Ficha de avaliação
 
Relatórios Educação Infantil
Relatórios Educação InfantilRelatórios Educação Infantil
Relatórios Educação Infantil
 
4. infâncias e suas linguagens
4. infâncias e suas linguagens4. infâncias e suas linguagens
4. infâncias e suas linguagens
 
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO InfantilO Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
 
Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2
 
Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
 
Avaliação inicial na educação infantil
Avaliação inicial na educação infantilAvaliação inicial na educação infantil
Avaliação inicial na educação infantil
 
Slide tipos de avaliação
Slide tipos de avaliaçãoSlide tipos de avaliação
Slide tipos de avaliação
 

Semelhante a Oficina 3 avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvimento da criança na educação infantil

Qual o significado da avaliação de crianças nas creches e pré-escolas Jussara...
Qual o significado da avaliação de crianças nas creches e pré-escolas Jussara...Qual o significado da avaliação de crianças nas creches e pré-escolas Jussara...
Qual o significado da avaliação de crianças nas creches e pré-escolas Jussara...
RYCSEIXAS2
 
Planejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantilPlanejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantil
Paula Spadoni
 
Indicadores de qualidade na educação infantil
Indicadores de qualidade na educação infantilIndicadores de qualidade na educação infantil
Indicadores de qualidade na educação infantil
jaqueegervasio
 
Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.
Elisa Maria Gomide
 
indicadoresdequalidadenaeducaoinfantil-120725212718-phpapp01.pptx
indicadoresdequalidadenaeducaoinfantil-120725212718-phpapp01.pptxindicadoresdequalidadenaeducaoinfantil-120725212718-phpapp01.pptx
indicadoresdequalidadenaeducaoinfantil-120725212718-phpapp01.pptx
ValquiriaFernandesOl2
 
Texto desenvolvimento infantil[1]
Texto desenvolvimento infantil[1]Texto desenvolvimento infantil[1]
Texto desenvolvimento infantil[1]
Ana Carreiro
 
Afetividade na primeira infância - a importância do desenvolvimento infantil....
Afetividade na primeira infância - a importância do desenvolvimento infantil....Afetividade na primeira infância - a importância do desenvolvimento infantil....
Afetividade na primeira infância - a importância do desenvolvimento infantil....
PatriciaDaSilvaMunho
 
Semana Pedagógica 2022.pptx
Semana Pedagógica 2022.pptxSemana Pedagógica 2022.pptx
Semana Pedagógica 2022.pptx
SocorroBrito12
 
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo UniãoEducação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
grupouniao
 
RCNEI.pdf
RCNEI.pdfRCNEI.pdf
RCNEI.pdf
karlliny martins
 
Planejamento Educação Infantil
Planejamento Educação InfantilPlanejamento Educação Infantil
Planejamento Educação Infantil
artemiselima
 
4 planejamento
4   planejamento4   planejamento
4 planejamento
Yona Rolc
 
Slide Pla..
Slide Pla..Slide Pla..
Slide Pla..
artemiselima
 
Oppi
OppiOppi
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos ultimos 15 de abril
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos   ultimos 15 de abrilProjeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos   ultimos 15 de abril
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos ultimos 15 de abril
Maria de lurdes valentim gerardo
 
As contribuicoes do_gestor_escolar_na_formacao_de_sua_equipe_e_no_ensino_apre...
As contribuicoes do_gestor_escolar_na_formacao_de_sua_equipe_e_no_ensino_apre...As contribuicoes do_gestor_escolar_na_formacao_de_sua_equipe_e_no_ensino_apre...
As contribuicoes do_gestor_escolar_na_formacao_de_sua_equipe_e_no_ensino_apre...
AFONSO ABREU ABREU
 
Unidade 3
Unidade 3Unidade 3
Unidade 3
guest3b31a4
 
Desenvolvimento da Psicomotricidade na Infância: Olhar sensível na prática ...
Desenvolvimento da Psicomotricidade na Infância:   Olhar sensível na prática ...Desenvolvimento da Psicomotricidade na Infância:   Olhar sensível na prática ...
Desenvolvimento da Psicomotricidade na Infância: Olhar sensível na prática ...
Claudinéia Barbosa
 
AAvaliacaonaEducacaoInfantil2013.pdf
AAvaliacaonaEducacaoInfantil2013.pdfAAvaliacaonaEducacaoInfantil2013.pdf
AAvaliacaonaEducacaoInfantil2013.pdf
PriscyllaSantos5
 
Projecto Curricular
Projecto CurricularProjecto Curricular
Projecto Curricular
Traquinas em Linha, lda
 

Semelhante a Oficina 3 avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvimento da criança na educação infantil (20)

Qual o significado da avaliação de crianças nas creches e pré-escolas Jussara...
Qual o significado da avaliação de crianças nas creches e pré-escolas Jussara...Qual o significado da avaliação de crianças nas creches e pré-escolas Jussara...
Qual o significado da avaliação de crianças nas creches e pré-escolas Jussara...
 
Planejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantilPlanejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantil
 
Indicadores de qualidade na educação infantil
Indicadores de qualidade na educação infantilIndicadores de qualidade na educação infantil
Indicadores de qualidade na educação infantil
 
Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.
 
indicadoresdequalidadenaeducaoinfantil-120725212718-phpapp01.pptx
indicadoresdequalidadenaeducaoinfantil-120725212718-phpapp01.pptxindicadoresdequalidadenaeducaoinfantil-120725212718-phpapp01.pptx
indicadoresdequalidadenaeducaoinfantil-120725212718-phpapp01.pptx
 
Texto desenvolvimento infantil[1]
Texto desenvolvimento infantil[1]Texto desenvolvimento infantil[1]
Texto desenvolvimento infantil[1]
 
Afetividade na primeira infância - a importância do desenvolvimento infantil....
Afetividade na primeira infância - a importância do desenvolvimento infantil....Afetividade na primeira infância - a importância do desenvolvimento infantil....
Afetividade na primeira infância - a importância do desenvolvimento infantil....
 
Semana Pedagógica 2022.pptx
Semana Pedagógica 2022.pptxSemana Pedagógica 2022.pptx
Semana Pedagógica 2022.pptx
 
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo UniãoEducação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
 
RCNEI.pdf
RCNEI.pdfRCNEI.pdf
RCNEI.pdf
 
Planejamento Educação Infantil
Planejamento Educação InfantilPlanejamento Educação Infantil
Planejamento Educação Infantil
 
4 planejamento
4   planejamento4   planejamento
4 planejamento
 
Slide Pla..
Slide Pla..Slide Pla..
Slide Pla..
 
Oppi
OppiOppi
Oppi
 
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos ultimos 15 de abril
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos   ultimos 15 de abrilProjeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos   ultimos 15 de abril
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos ultimos 15 de abril
 
As contribuicoes do_gestor_escolar_na_formacao_de_sua_equipe_e_no_ensino_apre...
As contribuicoes do_gestor_escolar_na_formacao_de_sua_equipe_e_no_ensino_apre...As contribuicoes do_gestor_escolar_na_formacao_de_sua_equipe_e_no_ensino_apre...
As contribuicoes do_gestor_escolar_na_formacao_de_sua_equipe_e_no_ensino_apre...
 
Unidade 3
Unidade 3Unidade 3
Unidade 3
 
Desenvolvimento da Psicomotricidade na Infância: Olhar sensível na prática ...
Desenvolvimento da Psicomotricidade na Infância:   Olhar sensível na prática ...Desenvolvimento da Psicomotricidade na Infância:   Olhar sensível na prática ...
Desenvolvimento da Psicomotricidade na Infância: Olhar sensível na prática ...
 
AAvaliacaonaEducacaoInfantil2013.pdf
AAvaliacaonaEducacaoInfantil2013.pdfAAvaliacaonaEducacaoInfantil2013.pdf
AAvaliacaonaEducacaoInfantil2013.pdf
 
Projecto Curricular
Projecto CurricularProjecto Curricular
Projecto Curricular
 

Último

Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 

Último (20)

Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 

Oficina 3 avaliar, registrar e refletir as práticas docentes e o desenvolvimento da criança na educação infantil

  • 1. AVALIAR, REGISTRAR E REFLETIR AS PRÁTICAS DOCENTES E DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Profª. Fabiana Aparecida Gomes CMEI PRÍNCIPES E PRINCESAS
  • 3. QUEM É A CRIANÇA? Sujeito histórico e de direitos que, nas interações, relações e práticas cotidianas que vivencia, constrói sua identidade pessoal e coletiva, brinca, imagina, fantasia, deseja, aprende, observa, experimenta, narra, questiona e constrói sentidos sobre a natureza e a sociedade, produzindo cultura. Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Infantil.
  • 4. E para quem trabalhamos?
  • 5. Para Crianças: Que passam por um complexo processo de desenvolvimento o qual temos que compreender para conseguirmos atingir nossos objetivos de adultos. E os objetivos são, na maioria das vezes, nossos e não das crianças.
  • 6. Então temos um grande desafio Que é o de compreender, conhecer e reconhecer a criança como um ser no mundo. Com natureza singular, que possui características como ser que sente e pensa o mundo de um jeito próprio.
  • 7. Para nos ajudar a teoria de Wallon Enfatiza a plasticidade do cérebro, propondo, assim, o estudo integrado do desenvolvimento infantil, contemplando os aspectos afetivos, motor e cognitivo. Para ele, o desenvolvimento da inteligência depende das experiências, ou seja, das interações oferecidas pelo meio e do grau de apropriação que o sujeito faz delas.
  • 8. Isso quer dizer que os aspectos físicos, as pessoas próximas, a linguagem, bem como os conhecimentos presentes na cultura contribuem efetivamente para formar o contexto do desenvolvimento infantil. Todas as crianças podem aprender, mas não sob qualquer condição. É preciso apoiá-las em suas práticas, na organização de pequenos grupos, na interação com os diferentes grupos por faixa etária e no manuseio de diferentes materiais, dentre outras coisas.
  • 9. Daí a importância do planejamento E este deve garantir experiências de interações e brincadeiras. O planejamento pedagógico na Educação Infantil precisa ser discutido e articulado aos sujeitos que estão inseridos nestes ambientes coletivos de educação, assim é imprescindível trazer para a sala de aula, através dos planejamentos, as manifestações que as crianças expressam no seu dia-a-dia, a partir de seus balbucios, choros, falas, gestos, desejos, hipóteses e conhecimentos prévios, estes são de suma relevância para um trabalho que respeite as culturas infantis. AHMAD, Laila Azize Souto - UFSM
  • 10. Então chegamos ao ponto crucial Se o professor é compromissado com sua prática e planeja suas atividades pensando as especificidades de sua turma, pensando todos os alunos, e ao mesmo tempo cada um. Se ele é estudioso, demonstrando sua competência e interesse para resolver os problemas da rotina. Ele deve utilizar como instrumento diagnóstico a avaliação.
  • 11. Que tipo de avaliação o desenho representa?
  • 12. E este, representa que tipo de escola?
  • 14. E o que representa a avaliação na Educação Infantil? Ela representa a escuta sensível a observação atenta, ou seja, o acompanhamento do desenvolvimento da criança.
  • 15. A avaliação nesta perspectiva é formativa Visto que busca avaliar as competências adquiridas, sendo integradas, permitindo que diversos conteúdos sejam envolvidos em uma única avaliação. Tem característica mediadora e dialógica, onde o educador pode diagnosticar o raciocínio da criança e, dessa forma, acompanhar o processo cognitivo, organizando o conteúdo. Atuando como mediador, encorajador e reorganizador do saber. Referencial pedagógico de Palmas,p. 15
  • 16. E o que dizem as Diretrizes Nacionais sobre a avaliação? As instituições de Educação Infantil devem criar procedimentos para acompanhamento do trabalho pedagógico e para avaliação do desenvolvimento das crianças, sem objetivo de seleção, promoção ou classificação, garantindo:
  • 17.  A observação crítica e criativa das atividades, das brincadeiras e interações das crianças no cotidiano;  Utilização de múltiplos registros realizados por adultos e crianças (relatórios, fotografias, desenhos, álbuns etc.);  A continuidade dos processos de aprendizagens por meio da criação de estratégias adequadas aos diferentes momentos de transição vividos pela criança (transição casa/instituição de Educação Infantil, transições no interior da instituição, transição creche/pré-escola e transição pré-escola/Ensino Fundamental);
  • 18. Documentação específica que permita às famílias conhecer o trabalho da instituição junto às crianças e os processos de desenvolvimento e aprendizagem da criança na Educação Infantil;  A não retenção das crianças na Educação Infantil.
  • 19. Vamos visualizar alguns recursos para registro.