SlideShare uma empresa Scribd logo
O vestuário na Idade Média
Filipa Eusébio Victor 10ºB nº10
Hierarquia
A sociedade da idade média estava estratificada em ordens (posição social definida pelo
nascimento, sem mobilidade) e o que contava era o poder económico.
Era composta por três classes sociais:
Povo
Sendo a classe menos favorecida, o vestuário do povo era rudimentar e fabricado em
casa. Utilizava túnicas e “calças” justas ao corpo.
Era uma indumentária prática e feita de lã ou linho.
Nobreza
Os homens e as mulheres usavam mantos e capas como proteção contra o frio ou para
ostentação em cerimónias. Estas peças de vestuário tinham formas e tamanhos
diversificados, dependendo os materiais do estrato social a quem se destinavam.
A qualidade das roupas indicava a importância de quem as vestia.
A seda, os brocados e também o linho eram os têxteis utilizados pelos nobres.
Vestuário Feminino
Os vestidos eram compridos e justos ao corpo, com pequenos
decotes e bordados a ouro e pedras preciosas. Os bordados
seguiam motivos religiosos, florais e até animais.
Penteados: Usavam cabelo caído, com risco ao meio ou com
tranças. As mulheres da nobreza cobriam o cabelo com véus e
lenços.
Calçado: As senhoras da nobreza usavam sapatos com
plataformas (Chopines) de alturas que por vezes atingiam 30 cm.
Era tão difícil caminhar que precisavam da ajuda de 2 aias.
Vestuário Masculino
A moda eram roupas multicoloridas, feitas de dois tecidos contrastantes.
O homem possuía visual mais exuberante do que a mulher. Usava um manto ou xaile
longo, largo, sem mangas e aberto dos lados. Os botões e cintos eram ornamentados com
pedrarias. As meias eram longas, por vezes até à cintura.
Calçado: Os homens da nobreza usavam sapatos bicudos.
Clero
O clero usava vestidos escuros e compridos de lã, com capas igualmente escuras e
compridas; alguns andavam descalços e outros calçados com sapatos de couro. Possuíam
terços e adereços da sua religião. Cada clero vestia-se de acordo com a sua condição
financeira.
Peles
Todas as classes usavam peles, embora a
posição social determinasse a sua proveniência: os
mais ricos usavam marta, arminho, coelho, esquilo,
lebre e raposa; as classes populares usavam o
cordeiro e o cabrito.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder político2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder político
cattonia
 
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixes
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixesEstrutura do sermão de sto antónio aos peixes
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixes
beonline5
 
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º ano
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º anoAnálise da farsa de Inês Pereira - 10º ano
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º ano
Fatima Mendonca
 
O Antigo Regime
O Antigo RegimeO Antigo Regime
O Antigo Regime
cattonia
 
A pólis de atenas
A pólis de atenasA pólis de atenas
A pólis de atenas
Ana Barreiros
 
Loucos Anos 20
Loucos Anos 20Loucos Anos 20
Loucos Anos 20
Jorge Almeida
 
Lírica camoniana
Lírica camonianaLírica camoniana
Lírica camoniana
Helena Coutinho
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Gijasilvelitz 2
 
O gótico em portugal
O gótico em portugalO gótico em portugal
O gótico em portugal
Ana Barreiros
 
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial  módulo II- 10º ANOPaís rural e senhorial  módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
Carina Vale
 
Desenvolvimento Económico Séculos XI-XII
Desenvolvimento Económico Séculos XI-XIIDesenvolvimento Económico Séculos XI-XII
Desenvolvimento Económico Séculos XI-XII
Nelson Faustino
 
Conquista de ceuta
Conquista de ceutaConquista de ceuta
Conquista de ceuta
Susana Simões
 
02 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_202 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_2
Vítor Santos
 
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo JoaninoD. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
BarbaraSilveira9
 
As cantigas de amigo
As cantigas de amigoAs cantigas de amigo
As cantigas de amigo
Helena Coutinho
 
Cultura medieval
Cultura medievalCultura medieval
Cultura medieval
cattonia
 
Idade Ma
Idade MaIdade Ma
Idade Ma
João Lima
 
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralOs Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Dina Baptista
 
Cultura na idade média
Cultura na idade médiaCultura na idade média
Cultura na idade média
HCA_10I
 
Resumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º anoResumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º ano
jorgina8
 

Mais procurados (20)

2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder político2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder político
 
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixes
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixesEstrutura do sermão de sto antónio aos peixes
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixes
 
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º ano
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º anoAnálise da farsa de Inês Pereira - 10º ano
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º ano
 
O Antigo Regime
O Antigo RegimeO Antigo Regime
O Antigo Regime
 
A pólis de atenas
A pólis de atenasA pólis de atenas
A pólis de atenas
 
Loucos Anos 20
Loucos Anos 20Loucos Anos 20
Loucos Anos 20
 
Lírica camoniana
Lírica camonianaLírica camoniana
Lírica camoniana
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
 
O gótico em portugal
O gótico em portugalO gótico em portugal
O gótico em portugal
 
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial  módulo II- 10º ANOPaís rural e senhorial  módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
 
Desenvolvimento Económico Séculos XI-XII
Desenvolvimento Económico Séculos XI-XIIDesenvolvimento Económico Séculos XI-XII
Desenvolvimento Económico Séculos XI-XII
 
Conquista de ceuta
Conquista de ceutaConquista de ceuta
Conquista de ceuta
 
02 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_202 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_2
 
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo JoaninoD. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
 
As cantigas de amigo
As cantigas de amigoAs cantigas de amigo
As cantigas de amigo
 
Cultura medieval
Cultura medievalCultura medieval
Cultura medieval
 
Idade Ma
Idade MaIdade Ma
Idade Ma
 
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralOs Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel Central
 
Cultura na idade média
Cultura na idade médiaCultura na idade média
Cultura na idade média
 
Resumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º anoResumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º ano
 

Semelhante a O vestuário na Idade Média

Palestr vest pdf
Palestr vest pdfPalestr vest pdf
Palestr vest pdf
Filipe Silva
 
Vestuário na idade média
Vestuário na idade médiaVestuário na idade média
Vestuário na idade média
ricardo5023
 
Indumentária na Idade Média
Indumentária na Idade MédiaIndumentária na Idade Média
Indumentária na Idade Média
Karina Candiotto Lessa
 
Feira Solidária da Páscoa
Feira Solidária da PáscoaFeira Solidária da Páscoa
Feira Solidária da Páscoa
Celeste Ferreira
 
Sar sof joa_cata_moda_vestuario
Sar sof joa_cata_moda_vestuarioSar sof joa_cata_moda_vestuario
Sar sof joa_cata_moda_vestuario
cs
 
História do Vestuário na Antiguidade
História do Vestuário na Antiguidade História do Vestuário na Antiguidade
História do Vestuário na Antiguidade
Daniela Hinerasky
 
Moda Romana
Moda RomanaModa Romana
Moda Romana
guestf342e
 
Moda Através dos Séculos
Moda Através dos SéculosModa Através dos Séculos
Moda Através dos Séculos
Without Romeo blog
 
Trajesépocadescobrimentos
TrajesépocadescobrimentosTrajesépocadescobrimentos
Trajesépocadescobrimentos
Maria Gomes
 
Trajes renascentistas
Trajes renascentistasTrajes renascentistas
Trajes renascentistas
Raul Nunes
 
A vida quotidiana em Roma
 A vida quotidiana em Roma A vida quotidiana em Roma
A vida quotidiana em Roma
Carmo Sousa
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
Viviane Carvalho
 
A Evolução do Vestuário Feminino
A Evolução do Vestuário FemininoA Evolução do Vestuário Feminino
A Evolução do Vestuário Feminino
complementoindirecto
 
Pesquisa Histórica - Vestuário Masculino e Acessórios dos Séculos XIII, XIV e XV
Pesquisa Histórica - Vestuário Masculino e Acessórios dos Séculos XIII, XIV e XVPesquisa Histórica - Vestuário Masculino e Acessórios dos Séculos XIII, XIV e XV
Pesquisa Histórica - Vestuário Masculino e Acessórios dos Séculos XIII, XIV e XV
NicolasSantos70
 
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber Donizete
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber DonizeteDoutrinas, usos e costumes- Pr. Juber Donizete
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber Donizete
Juber Donizete Gonçalves
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
ProfessoresColeguium
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
ProfessoresColeguium
 
O VestuáRio Em Roma
O VestuáRio Em RomaO VestuáRio Em Roma
O VestuáRio Em Roma
Sílvia Mendonça
 
O VestuáRio Em Roma
O VestuáRio Em RomaO VestuáRio Em Roma
O VestuáRio Em Roma
Sílvia Mendonça
 
Pré Historia ao Oriente
Pré Historia ao OrientePré Historia ao Oriente
Pré Historia ao Oriente
Odair Tuono
 

Semelhante a O vestuário na Idade Média (20)

Palestr vest pdf
Palestr vest pdfPalestr vest pdf
Palestr vest pdf
 
Vestuário na idade média
Vestuário na idade médiaVestuário na idade média
Vestuário na idade média
 
Indumentária na Idade Média
Indumentária na Idade MédiaIndumentária na Idade Média
Indumentária na Idade Média
 
Feira Solidária da Páscoa
Feira Solidária da PáscoaFeira Solidária da Páscoa
Feira Solidária da Páscoa
 
Sar sof joa_cata_moda_vestuario
Sar sof joa_cata_moda_vestuarioSar sof joa_cata_moda_vestuario
Sar sof joa_cata_moda_vestuario
 
História do Vestuário na Antiguidade
História do Vestuário na Antiguidade História do Vestuário na Antiguidade
História do Vestuário na Antiguidade
 
Moda Romana
Moda RomanaModa Romana
Moda Romana
 
Moda Através dos Séculos
Moda Através dos SéculosModa Através dos Séculos
Moda Através dos Séculos
 
Trajesépocadescobrimentos
TrajesépocadescobrimentosTrajesépocadescobrimentos
Trajesépocadescobrimentos
 
Trajes renascentistas
Trajes renascentistasTrajes renascentistas
Trajes renascentistas
 
A vida quotidiana em Roma
 A vida quotidiana em Roma A vida quotidiana em Roma
A vida quotidiana em Roma
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
 
A Evolução do Vestuário Feminino
A Evolução do Vestuário FemininoA Evolução do Vestuário Feminino
A Evolução do Vestuário Feminino
 
Pesquisa Histórica - Vestuário Masculino e Acessórios dos Séculos XIII, XIV e XV
Pesquisa Histórica - Vestuário Masculino e Acessórios dos Séculos XIII, XIV e XVPesquisa Histórica - Vestuário Masculino e Acessórios dos Séculos XIII, XIV e XV
Pesquisa Histórica - Vestuário Masculino e Acessórios dos Séculos XIII, XIV e XV
 
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber Donizete
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber DonizeteDoutrinas, usos e costumes- Pr. Juber Donizete
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber Donizete
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
O VestuáRio Em Roma
O VestuáRio Em RomaO VestuáRio Em Roma
O VestuáRio Em Roma
 
O VestuáRio Em Roma
O VestuáRio Em RomaO VestuáRio Em Roma
O VestuáRio Em Roma
 
Pré Historia ao Oriente
Pré Historia ao OrientePré Historia ao Oriente
Pré Historia ao Oriente
 

Último

cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 

Último (20)

cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 

O vestuário na Idade Média

  • 1. O vestuário na Idade Média Filipa Eusébio Victor 10ºB nº10
  • 2. Hierarquia A sociedade da idade média estava estratificada em ordens (posição social definida pelo nascimento, sem mobilidade) e o que contava era o poder económico. Era composta por três classes sociais:
  • 3. Povo Sendo a classe menos favorecida, o vestuário do povo era rudimentar e fabricado em casa. Utilizava túnicas e “calças” justas ao corpo. Era uma indumentária prática e feita de lã ou linho.
  • 4. Nobreza Os homens e as mulheres usavam mantos e capas como proteção contra o frio ou para ostentação em cerimónias. Estas peças de vestuário tinham formas e tamanhos diversificados, dependendo os materiais do estrato social a quem se destinavam. A qualidade das roupas indicava a importância de quem as vestia. A seda, os brocados e também o linho eram os têxteis utilizados pelos nobres.
  • 5. Vestuário Feminino Os vestidos eram compridos e justos ao corpo, com pequenos decotes e bordados a ouro e pedras preciosas. Os bordados seguiam motivos religiosos, florais e até animais. Penteados: Usavam cabelo caído, com risco ao meio ou com tranças. As mulheres da nobreza cobriam o cabelo com véus e lenços. Calçado: As senhoras da nobreza usavam sapatos com plataformas (Chopines) de alturas que por vezes atingiam 30 cm. Era tão difícil caminhar que precisavam da ajuda de 2 aias.
  • 6.
  • 7. Vestuário Masculino A moda eram roupas multicoloridas, feitas de dois tecidos contrastantes. O homem possuía visual mais exuberante do que a mulher. Usava um manto ou xaile longo, largo, sem mangas e aberto dos lados. Os botões e cintos eram ornamentados com pedrarias. As meias eram longas, por vezes até à cintura. Calçado: Os homens da nobreza usavam sapatos bicudos.
  • 8. Clero O clero usava vestidos escuros e compridos de lã, com capas igualmente escuras e compridas; alguns andavam descalços e outros calçados com sapatos de couro. Possuíam terços e adereços da sua religião. Cada clero vestia-se de acordo com a sua condição financeira.
  • 9. Peles Todas as classes usavam peles, embora a posição social determinasse a sua proveniência: os mais ricos usavam marta, arminho, coelho, esquilo, lebre e raposa; as classes populares usavam o cordeiro e o cabrito.