SlideShare uma empresa Scribd logo
Psicologia do
Desenvolvimento
César Oliveira
O desenvolvimento humano
 O que/Como/Quando muda?
 Estas são perguntas frequentes nas pesquisas sobre o
desenvolvimento, e são freqüentemente abordadas de
forma distintas pelas diferentes abordagens teóricas
que descrevem o desenvolvimento humano.
Interface com outras
disciplinas
 O desenvolvimento humano envolve o estudo
de variáveis afetivas, cognitivas, sociais e
biológicas em todo ciclo da vida.
 Desta forma faz interface com diversas áreas
do conhecimento como: a biologia,
antropologia, sociologia, educação, medicina
entre outras.
A delimitação conceitual do campo
da Psicologia do Desenvolvimento
 Necessidade de se delimitar esse campo de
atuação
 O que é específico da psicologia do
desenvolvimento humano?
 A especificidade da psicologia do desenvolvimento
humano está em estudar as variáveis externas e
internas aos indivíduos que levam à mudanças
no comportamento
 O que está em questão é o desenvolvimento
harmônico do indivíduo.
A delimitação conceitual do campo da
Psicologia do Desenvolvimento
 Todos os domínios são intercalados
 A influência progressiva entre os momentos
 O desenvolvimento inclui uma ampla gama de diferenças
individuais
 Como ocorrem?
 Inato e a experiência
 As características familiares, os efeitos de gênero, classe social,
raça e etnicidade e a presença ou ausência de incapacidade
física, mental ou emocional, todos afetam o modo como uma
pessoa desenvolve-se.
A delimitação conceitual do campo
da Psicologia do Desenvolvimento
 A experiência inicial é importante, mas as pessoas
podem ser extraordinariamente resilientes.
 O desenvolvimento continua por toda a vida.
 Foca o desenvolvimento dos indivíduos ao longo de
todo o ciclo vital.
 A noção de desenvolvimento está atrelada a um
contínuo de evolução.
 Essa evolução nem sempre é linear
 Todos tem igual importância
A delimitação conceitual do campo da
Psicologia do Desenvolvimento
 As pessoas ajudam a moldar seu próprio
desenvolvimento e influenciam as reações dos outros
em relação a elas:
 O balbucio do bebê
 O despertar da sexualidade no adolescente
 A decisão de aposentar-se
 Os contextos histórico e cultural influenciam fortemente o
desenvolvimento
 padrões contextuais específicos de uma cultura
 Eventos históricos, novas tecnologias, etc.
A delimitação conceitual do campo da
Psicologia do Desenvolvimento
 Em resumo, o desenvolvimento é (BALTES, 1987):
 É vitalício
 Está ligado ao que aconteceu e ao que irá acontecer
 Depende da história e do contexto
 Multidimensional e multidirecional
 Flexível e plástico
Aspectos individuais –
Maturação orgânica
 Aquelas ligadas à maturação orgânica do
indivíduo, às bases genéticas do
desenvolvimento.
 Recentemente, os processos inatos que
promovem o desenvolvimento humano voltaram
a ser discutidos por teóricos do desenvolvimento
humano (Cole & Cole, 2004).
Aspectos individuais –
Maturação orgânica
 O termo maturação não significa o mesmo
que crescimento.
 Crescimento refere-se a um tipo de mudança
passo a passo e pode ocorrer com ou sem
um processo maturacional adjacente.
Aspectos individuais –
Maturação orgânica
 O corpo de uma criança pode crescer porque a
sua dieta melhorou, ou pode crescer porque ela
está ficando mais velha.
 O primeiro não tem componente maturacional,
enquanto o segundo sim.
 O termo crescimento é uma descrição da
mudança, enquanto o conceito de maturação é
uma explicação da mudança.
Aspectos individuais –
Maturação orgânica
 Tanto nossos padrões comuns de
desenvolvimento quanto nossas tendências
comportamentais são parcial ou inteiramente
programadas pelos genes
 Ou influenciados por processos fisiológicos,
como as mudanças hormonais.
Aspectos individuais –
Maturação orgânica
A programação genética
 Estrutura poderosa afetando os padrões de
comportamento tanto individuais quanto
compartilhados.
Teorias biológicas mais importantes:
 A teoria maturacional de Gessel,
 Ênfase do ambiente/comportamento sobre o
componente genético
Aspectos individuais –
Maturação orgânica
 Teoria Maturacional (Arnold Gessel, 1925):
 Usada para descrever padrões sequenciais de
mudanças geneticamente programados.
 Difere de indivíduo para outro, mas a sequência
básica é essencialmente a mesma em todas as
crianças.
 Pode haver influências ambientais, mas como
gatilho, o caminho seguirá com pouca influência
direta dele.
Aspectos Individuais – O
Ambiente/Comportamento
 A influência do ambiente no desenvolvimento
 Abordagens sistêmicas
 Importância de se entender as diversas interações que
ocorrem nos múltiplos contextos em que o
desenvolvimento se dá.
 As mudanças no desenvolvimento são adaptativas,
sistemáticas e organizadas
 É preciso entender como as condições internas e
externas ao indivíduo afetam e promovem essas
mudanças.
E como seriam essas questões
na prática?
 https://www.youtube.com/watch?v=kKKW6Rl
QygM&feature=youtu.be
Aspectos do desenvolvimento
 Desenvolvimento físico
 Corpo e do cérebro, das capacidades sensórias, das
habilidades motoras e da saúde
 Desenvolvimento cognitivo
 Capacidades mentais, como aprendizagem
memória, linguagem, pensamento, julgamento moral
e criatividade
 Desenvolvimento psicossocial
 Personalidade e nos relacionamentos sociais
Períodos do ciclo vital
 Uma construção social
 Criança, adolescência, adultez, meia idade e
velhice.
 Comunidade Chippewa
 Infância: Até caminhar e até a puberdade
 Vida adulta: adolescência inclusa até o primeiro
neto.
 Após vida adulta: nascimento do primeiro bisneto
Influências do desenvolvimento
 Questões particulares
 Hereditariedade, ambiente e maturação
 Influências contextuais
 Família nuclear e extensa
 Condição socioeconômica e bairro
 Cultura e etnicidade
 Estratégias adaptativas distintas
Influências no desenvolvimento
 Influências normativas e não-normativas
 Experiência vivenciada pela maioria das pessoas
 Puberdade, eventos históricos e sociais
 Experiências particulares
 Períodos críticos e sensíveis
 Tempo específico para um determinado evento
 Biológico, cognitivo e psicossocial: qual o alcance?
ESTUDO DE CASO 1
 Um paciente, em sua fase aguda de AVC (fase que há maiores
chances de recuperação se houver terapêuticas disponíveis
para estimular as áreas afetadas), chegou ao centro de
reabilitação, sem conseguir se comunicar, para recuperação dos
movimentos perdidos do lado direito do corpo. Histórias prévias
do indivíduo retratam que ele era um artista e que era o principal
responsável pelo ensino das matérias escolares para seus
filhos. Visando buscar sua autonomia, a equipe decide que o
processo de sua reabilitação seria iniciado pela recuperação da
marcha, no entanto, após as primeiras sessões de fisioterapia,
percebe-se a baixa aderência do paciente as propostas
terapêuticas, não realizando os exercícios em casa e
demonstrando grande dificuldade em seguir as condutas
solicitadas.
ESTUDO DE CASO 2
 Paciente em pré-operatório de cirurgia bariátrica está internado
na enfermaria de cirúrgica visando perda de peso para
realização da cirurgia. Você está responsável por elaborar um
programa de exercícios para que possa exercitar-se ao longo da
internação, ajudando na perda de peso. Após uma semana, o
paciente refere dificuldades na manutenção dos exercícios e,
coincidentemente, para de perder peso. A equipe sinaliza para
você que suspeita da possibilidade do paciente estar saindo do
setor para se alimentar, burlando o cronograma estabelecido
pelo nutricionista. Em conversa com o paciente, ele relata para
você que tem sentido dores e que não se sente com energia
suficiente para praticar exercício, mas sempre mostra-se
colaborativo para as atividades conjuntas que você propõe. Que
tipo de intervenção e posturas você faria nesse caso?
A relação mente-corpo
 https://www.youtube.com/watch?v=FFIw85I0A
bk
Referências
 Biaggio, A. (1978). Psicologia do Desenvolvimento. Petrópolis:Vozes.
 Cole, M., & Cole, S. (2004). O Desenvolvimento da criança e do adolescente. (M. Lopes, Trad.).
Porto Alegre: Artmed
 Dessen, M. A., & Costa Júnior, A. L.(2006). A ciência do desenvolvimento humano: desafios para
pesquisa e para os programas de pós-graduação. In D. Colinvaux, L. B. Leite & D. Dell’Aglio (Orgs.),
Psicologia do Desenvolvimento: reflexões e práticas atuais (pp. 133-158). São Paulo: Casa do
Psicólogo.
 Mota, M.E. Psicologia do Desenvolvimento: uma perspectiva histórica. In Temas em Psicologia,
2005, v.13.
 Seidl de Moura, M. & Moncorvo, M. (2006). A Psicologia do Desenvolvimento no Brasil: tendências e
perspectivas. Em D. Colinvaux, L. Leite & D. DellÁglio (Orgs.). Psicologia do Desenvolvimento:
reflexões e práticas atuais (pp.115-132). São Paulo: Casa do Psicólogo.
 Winnicott, D.W. O ambiente e os processos de maturação: estudos sobre a teoria do
desenvolvimento emocional. Porto Alegre: Artmed, 1983c.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a O que é Desenvolvimento.pptx

Psicanalise
PsicanalisePsicanalise
Psicanalise
Mirlene Marinho
 
Atividade 2 envio de arquivo de texto tdic
Atividade 2 envio de arquivo de texto tdicAtividade 2 envio de arquivo de texto tdic
Atividade 2 envio de arquivo de texto tdic
Letícia Bueno
 
SeminÁrio Psicologia Do Desenvolvimento
SeminÁrio Psicologia Do DesenvolvimentoSeminÁrio Psicologia Do Desenvolvimento
SeminÁrio Psicologia Do Desenvolvimento
Mastro
 
Conceito de desenvolvimento2
Conceito de desenvolvimento2Conceito de desenvolvimento2
Conceito de desenvolvimento2
Rute Machado
 
Aud deficiencia auditiva_jose_dos_santos
Aud deficiencia auditiva_jose_dos_santosAud deficiencia auditiva_jose_dos_santos
Aud deficiencia auditiva_jose_dos_santos
Tiago Souza
 
Aula1
Aula1Aula1
Aula1
Professor
 
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptxAULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
AndreyLima16
 
3239 acompanhamentodecrianas-desenvolvimentoinfantil-manual
3239 acompanhamentodecrianas-desenvolvimentoinfantil-manual3239 acompanhamentodecrianas-desenvolvimentoinfantil-manual
3239 acompanhamentodecrianas-desenvolvimentoinfantil-manual
scatarina
 
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptxPSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
MarceloMonteiro213738
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
842203966
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
842203966
 
Curso psicologia do envelhecimento aula 1
Curso psicologia do envelhecimento   aula 1Curso psicologia do envelhecimento   aula 1
Curso psicologia do envelhecimento aula 1
Cuidar de Idosos
 
Trabalho de psicologia 2 a dois
Trabalho de psicologia 2 a doisTrabalho de psicologia 2 a dois
Trabalho de psicologia 2 a dois
Euclides Manjate
 
265326917 resumos-de-psicologia-do-desenvolvimento-do-adulto
265326917 resumos-de-psicologia-do-desenvolvimento-do-adulto265326917 resumos-de-psicologia-do-desenvolvimento-do-adulto
265326917 resumos-de-psicologia-do-desenvolvimento-do-adulto
Paula Jesus
 
Dsenvolvimento psicossocial do adulto jovem certo
Dsenvolvimento psicossocial do adulto jovem certoDsenvolvimento psicossocial do adulto jovem certo
Dsenvolvimento psicossocial do adulto jovem certo
Viviane Pasqualeto
 
Conceitos Da Teoria EconôMica
Conceitos Da Teoria EconôMicaConceitos Da Teoria EconôMica
Conceitos Da Teoria EconôMica
agemais
 
Conceitos Básicos
Conceitos BásicosConceitos Básicos
Conceitos Básicos
agemais
 
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
Paulo Robson
 
Psicologia da educação e desenvolvimento humano_aula.pptx
Psicologia da educação e desenvolvimento humano_aula.pptxPsicologia da educação e desenvolvimento humano_aula.pptx
Psicologia da educação e desenvolvimento humano_aula.pptx
LaryssaMendes17
 
Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
Van Der Häägen Brazil
 

Semelhante a O que é Desenvolvimento.pptx (20)

Psicanalise
PsicanalisePsicanalise
Psicanalise
 
Atividade 2 envio de arquivo de texto tdic
Atividade 2 envio de arquivo de texto tdicAtividade 2 envio de arquivo de texto tdic
Atividade 2 envio de arquivo de texto tdic
 
SeminÁrio Psicologia Do Desenvolvimento
SeminÁrio Psicologia Do DesenvolvimentoSeminÁrio Psicologia Do Desenvolvimento
SeminÁrio Psicologia Do Desenvolvimento
 
Conceito de desenvolvimento2
Conceito de desenvolvimento2Conceito de desenvolvimento2
Conceito de desenvolvimento2
 
Aud deficiencia auditiva_jose_dos_santos
Aud deficiencia auditiva_jose_dos_santosAud deficiencia auditiva_jose_dos_santos
Aud deficiencia auditiva_jose_dos_santos
 
Aula1
Aula1Aula1
Aula1
 
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptxAULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
 
3239 acompanhamentodecrianas-desenvolvimentoinfantil-manual
3239 acompanhamentodecrianas-desenvolvimentoinfantil-manual3239 acompanhamentodecrianas-desenvolvimentoinfantil-manual
3239 acompanhamentodecrianas-desenvolvimentoinfantil-manual
 
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptxPSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
Curso psicologia do envelhecimento aula 1
Curso psicologia do envelhecimento   aula 1Curso psicologia do envelhecimento   aula 1
Curso psicologia do envelhecimento aula 1
 
Trabalho de psicologia 2 a dois
Trabalho de psicologia 2 a doisTrabalho de psicologia 2 a dois
Trabalho de psicologia 2 a dois
 
265326917 resumos-de-psicologia-do-desenvolvimento-do-adulto
265326917 resumos-de-psicologia-do-desenvolvimento-do-adulto265326917 resumos-de-psicologia-do-desenvolvimento-do-adulto
265326917 resumos-de-psicologia-do-desenvolvimento-do-adulto
 
Dsenvolvimento psicossocial do adulto jovem certo
Dsenvolvimento psicossocial do adulto jovem certoDsenvolvimento psicossocial do adulto jovem certo
Dsenvolvimento psicossocial do adulto jovem certo
 
Conceitos Da Teoria EconôMica
Conceitos Da Teoria EconôMicaConceitos Da Teoria EconôMica
Conceitos Da Teoria EconôMica
 
Conceitos Básicos
Conceitos BásicosConceitos Básicos
Conceitos Básicos
 
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
 
Psicologia da educação e desenvolvimento humano_aula.pptx
Psicologia da educação e desenvolvimento humano_aula.pptxPsicologia da educação e desenvolvimento humano_aula.pptx
Psicologia da educação e desenvolvimento humano_aula.pptx
 
Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
 

O que é Desenvolvimento.pptx

  • 2. O desenvolvimento humano  O que/Como/Quando muda?  Estas são perguntas frequentes nas pesquisas sobre o desenvolvimento, e são freqüentemente abordadas de forma distintas pelas diferentes abordagens teóricas que descrevem o desenvolvimento humano.
  • 3. Interface com outras disciplinas  O desenvolvimento humano envolve o estudo de variáveis afetivas, cognitivas, sociais e biológicas em todo ciclo da vida.  Desta forma faz interface com diversas áreas do conhecimento como: a biologia, antropologia, sociologia, educação, medicina entre outras.
  • 4. A delimitação conceitual do campo da Psicologia do Desenvolvimento  Necessidade de se delimitar esse campo de atuação  O que é específico da psicologia do desenvolvimento humano?  A especificidade da psicologia do desenvolvimento humano está em estudar as variáveis externas e internas aos indivíduos que levam à mudanças no comportamento  O que está em questão é o desenvolvimento harmônico do indivíduo.
  • 5. A delimitação conceitual do campo da Psicologia do Desenvolvimento  Todos os domínios são intercalados  A influência progressiva entre os momentos  O desenvolvimento inclui uma ampla gama de diferenças individuais  Como ocorrem?  Inato e a experiência  As características familiares, os efeitos de gênero, classe social, raça e etnicidade e a presença ou ausência de incapacidade física, mental ou emocional, todos afetam o modo como uma pessoa desenvolve-se.
  • 6. A delimitação conceitual do campo da Psicologia do Desenvolvimento  A experiência inicial é importante, mas as pessoas podem ser extraordinariamente resilientes.  O desenvolvimento continua por toda a vida.  Foca o desenvolvimento dos indivíduos ao longo de todo o ciclo vital.  A noção de desenvolvimento está atrelada a um contínuo de evolução.  Essa evolução nem sempre é linear  Todos tem igual importância
  • 7. A delimitação conceitual do campo da Psicologia do Desenvolvimento  As pessoas ajudam a moldar seu próprio desenvolvimento e influenciam as reações dos outros em relação a elas:  O balbucio do bebê  O despertar da sexualidade no adolescente  A decisão de aposentar-se  Os contextos histórico e cultural influenciam fortemente o desenvolvimento  padrões contextuais específicos de uma cultura  Eventos históricos, novas tecnologias, etc.
  • 8. A delimitação conceitual do campo da Psicologia do Desenvolvimento  Em resumo, o desenvolvimento é (BALTES, 1987):  É vitalício  Está ligado ao que aconteceu e ao que irá acontecer  Depende da história e do contexto  Multidimensional e multidirecional  Flexível e plástico
  • 9. Aspectos individuais – Maturação orgânica  Aquelas ligadas à maturação orgânica do indivíduo, às bases genéticas do desenvolvimento.  Recentemente, os processos inatos que promovem o desenvolvimento humano voltaram a ser discutidos por teóricos do desenvolvimento humano (Cole & Cole, 2004).
  • 10. Aspectos individuais – Maturação orgânica  O termo maturação não significa o mesmo que crescimento.  Crescimento refere-se a um tipo de mudança passo a passo e pode ocorrer com ou sem um processo maturacional adjacente.
  • 11. Aspectos individuais – Maturação orgânica  O corpo de uma criança pode crescer porque a sua dieta melhorou, ou pode crescer porque ela está ficando mais velha.  O primeiro não tem componente maturacional, enquanto o segundo sim.  O termo crescimento é uma descrição da mudança, enquanto o conceito de maturação é uma explicação da mudança.
  • 12. Aspectos individuais – Maturação orgânica  Tanto nossos padrões comuns de desenvolvimento quanto nossas tendências comportamentais são parcial ou inteiramente programadas pelos genes  Ou influenciados por processos fisiológicos, como as mudanças hormonais.
  • 13. Aspectos individuais – Maturação orgânica A programação genética  Estrutura poderosa afetando os padrões de comportamento tanto individuais quanto compartilhados. Teorias biológicas mais importantes:  A teoria maturacional de Gessel,  Ênfase do ambiente/comportamento sobre o componente genético
  • 14. Aspectos individuais – Maturação orgânica  Teoria Maturacional (Arnold Gessel, 1925):  Usada para descrever padrões sequenciais de mudanças geneticamente programados.  Difere de indivíduo para outro, mas a sequência básica é essencialmente a mesma em todas as crianças.  Pode haver influências ambientais, mas como gatilho, o caminho seguirá com pouca influência direta dele.
  • 15. Aspectos Individuais – O Ambiente/Comportamento  A influência do ambiente no desenvolvimento  Abordagens sistêmicas  Importância de se entender as diversas interações que ocorrem nos múltiplos contextos em que o desenvolvimento se dá.  As mudanças no desenvolvimento são adaptativas, sistemáticas e organizadas  É preciso entender como as condições internas e externas ao indivíduo afetam e promovem essas mudanças.
  • 16. E como seriam essas questões na prática?  https://www.youtube.com/watch?v=kKKW6Rl QygM&feature=youtu.be
  • 17. Aspectos do desenvolvimento  Desenvolvimento físico  Corpo e do cérebro, das capacidades sensórias, das habilidades motoras e da saúde  Desenvolvimento cognitivo  Capacidades mentais, como aprendizagem memória, linguagem, pensamento, julgamento moral e criatividade  Desenvolvimento psicossocial  Personalidade e nos relacionamentos sociais
  • 18. Períodos do ciclo vital  Uma construção social  Criança, adolescência, adultez, meia idade e velhice.  Comunidade Chippewa  Infância: Até caminhar e até a puberdade  Vida adulta: adolescência inclusa até o primeiro neto.  Após vida adulta: nascimento do primeiro bisneto
  • 19. Influências do desenvolvimento  Questões particulares  Hereditariedade, ambiente e maturação  Influências contextuais  Família nuclear e extensa  Condição socioeconômica e bairro  Cultura e etnicidade  Estratégias adaptativas distintas
  • 20. Influências no desenvolvimento  Influências normativas e não-normativas  Experiência vivenciada pela maioria das pessoas  Puberdade, eventos históricos e sociais  Experiências particulares  Períodos críticos e sensíveis  Tempo específico para um determinado evento  Biológico, cognitivo e psicossocial: qual o alcance?
  • 21. ESTUDO DE CASO 1  Um paciente, em sua fase aguda de AVC (fase que há maiores chances de recuperação se houver terapêuticas disponíveis para estimular as áreas afetadas), chegou ao centro de reabilitação, sem conseguir se comunicar, para recuperação dos movimentos perdidos do lado direito do corpo. Histórias prévias do indivíduo retratam que ele era um artista e que era o principal responsável pelo ensino das matérias escolares para seus filhos. Visando buscar sua autonomia, a equipe decide que o processo de sua reabilitação seria iniciado pela recuperação da marcha, no entanto, após as primeiras sessões de fisioterapia, percebe-se a baixa aderência do paciente as propostas terapêuticas, não realizando os exercícios em casa e demonstrando grande dificuldade em seguir as condutas solicitadas.
  • 22. ESTUDO DE CASO 2  Paciente em pré-operatório de cirurgia bariátrica está internado na enfermaria de cirúrgica visando perda de peso para realização da cirurgia. Você está responsável por elaborar um programa de exercícios para que possa exercitar-se ao longo da internação, ajudando na perda de peso. Após uma semana, o paciente refere dificuldades na manutenção dos exercícios e, coincidentemente, para de perder peso. A equipe sinaliza para você que suspeita da possibilidade do paciente estar saindo do setor para se alimentar, burlando o cronograma estabelecido pelo nutricionista. Em conversa com o paciente, ele relata para você que tem sentido dores e que não se sente com energia suficiente para praticar exercício, mas sempre mostra-se colaborativo para as atividades conjuntas que você propõe. Que tipo de intervenção e posturas você faria nesse caso?
  • 23. A relação mente-corpo  https://www.youtube.com/watch?v=FFIw85I0A bk
  • 24. Referências  Biaggio, A. (1978). Psicologia do Desenvolvimento. Petrópolis:Vozes.  Cole, M., & Cole, S. (2004). O Desenvolvimento da criança e do adolescente. (M. Lopes, Trad.). Porto Alegre: Artmed  Dessen, M. A., & Costa Júnior, A. L.(2006). A ciência do desenvolvimento humano: desafios para pesquisa e para os programas de pós-graduação. In D. Colinvaux, L. B. Leite & D. Dell’Aglio (Orgs.), Psicologia do Desenvolvimento: reflexões e práticas atuais (pp. 133-158). São Paulo: Casa do Psicólogo.  Mota, M.E. Psicologia do Desenvolvimento: uma perspectiva histórica. In Temas em Psicologia, 2005, v.13.  Seidl de Moura, M. & Moncorvo, M. (2006). A Psicologia do Desenvolvimento no Brasil: tendências e perspectivas. Em D. Colinvaux, L. Leite & D. DellÁglio (Orgs.). Psicologia do Desenvolvimento: reflexões e práticas atuais (pp.115-132). São Paulo: Casa do Psicólogo.  Winnicott, D.W. O ambiente e os processos de maturação: estudos sobre a teoria do desenvolvimento emocional. Porto Alegre: Artmed, 1983c.