SlideShare uma empresa Scribd logo
O principezinho - resumo
Antoine

de
Saint
Exupéry
foi
um
escritor, ilustrador e piloto francês, conhecido
pela autoria do livro “O Principezinho”.
Nasceu em Lyon a 29 de junho de 1900 e morreu no
Mar Mediterrâneo a 31 de Julho em 1944.
Era o terceiro filho do conde Saint-Exupéry e
da condessa Marie Foscolombe. Foi educado no
colégio jesuíta Notre Dame de Saint Croix.
Depois, estudou no colégio de maristas, em
Friburgo, na Suíça. Entrou para o serviço
militar,
na
aviação,
depois
de
ter
sido
reprovado para a Escola Naval.
Tornou-se piloto civil e subtenente da reserva. Atuou também como
piloto de linha. Foi cabo militar no sul de Marrocos, negociando com
pilotos detidos nos acidentes ocorridos naquele local.
Antoine de Saint-Exupéry escreveu em jornais e revistas franceses.
Assuntos como a guerra civil e a ocupação alemã da França foram temas
recorrentes nos seus textos.
O seu livro mais famoso é “O Principezinho”, cuja obra é rica em
simbolismo, com personagens como a serpente, a rosa, o adulto solitário
e a raposa.
Antoine de Saint Exupéry morreu num acidente de avião, em 31 de julho
de 1944, provavelmente, perto da baía de Carqueiranne, em Toulon. O seu
corpo não foi identificado.
Esta é a história de um pequeno príncipe que vive
num minúsculo planeta. Aqui, passa o seu tempo a
cuidar de três vulcões e da sua rosa.
Certo dia, ele toma uma decisão: abandonar a flor
que ama, porque se sente cansado da sua vaidade.
Parte então à descoberta do mundo que o rodeia.
Durante a sua viagem, vai conhecendo diferentes
planetas onde contacta com personagens bizarras,
até que alcança a Terra, o mais incompreensível
dos planetas.
Em todos eles confronta-se com o egoísmo, e o planeta Terra não é
exceção. Aqui, os seus habitantes mostram-se sempre muito apressados
sem nunca saber qual o caminho para onde querem ir. E, num lugar
desértico, conhece o aviador e fica a conhecer o significado da
palavra "cativar".
Depois de tudo conhecer decide voltar para o seu planeta com saudades
da sua flor.
A história inicia-se no deserto do Sahara onde o piloto conhece o
Principezinho. Este pede-lhe que desenhe uma ovelha para que coma a
erva do seu planeta de forma a que a flor não morra sufocada.

O piloto desenhou uma…

…desenhou outra

…e mais outra.
A partir desse momento, desenrola-se uma linda história, onde o
Principezinho nos fala das suas origens e da sua viagem em que conhece
vários planetas.
1º Planeta

O Principezinho passa por 7 planetas. O
primeiro deles é o 325, habitado por um rei.
Sozinho, único habitante de seu mundo, o rei
governava tudo à sua volta.

«– Ah! Cá temos um súbdito! – exclamou o rei mal avistou
o principezinho. »
O Principezinho não gostou do Rei porque
era um monarca absoluto e só gostava de dar
ordens.

2º Planeta

O 2º planeta (o 326) era
habitado por um vaidoso.
O Principezinho fica pouco tempo ali, pois
rapidamente
se
aborrece
com
a
constante
necessidade que o habitante do planeta das
vaidades sentia em ser aplaudido, admirado.
O vaidoso não respondia a perguntas e só queria
receber elogios.
3º Planeta

Este era habitado por um bêbado, que
bebia para esquecer que tinha vergonha
de
beber.
Sozinho,
a
sua
única
companhia era a bebida.
Uma vez mais, o Principezinho segue
viagem, deixando para trás o bêbado
entregue ao seu vício.

4º Planeta
O planeta seguinte era habitado por um
empresário, que não tinha tempo para
conversas. Estava muito ocupado a contar
o número de estrelas que possuía. Era a
posse das estrelas que o tornava rico.
O Principezinho decidiu partir outra vez
porque, afinal, o homem de negócios só
queria ser rico para guardar o dinheiro
numa gaveta.
5º Planeta

O quinto planeta era habitado por
um acendedor do único lampião que
ocupava aquele mísero mundo.
O
habitante
do
lugar
era
responsável
por
cumprir
um
regulamento: ali, os minutos eram
dias e a cada sessenta segundos, o
lampião devia ser apagado e aceso.
Este foi o habitante com quem o
Principezinho mais simpatizou. No
entanto, seu mundo era pequeno
demais e não havia espaço para
dois.
6º Planeta

O sexto planeta era o maior de todos
e habitado por um geógrafo. A sua
função era registar as descrições
feitas por exploradores.
Apesar da sua função, o geógrafo não
sabia dizer quantos oceanos, rios ou
vulcões havia no seu planeta.
Mas
é
graças
às
suas
indicações, que o Pequeno Príncipe
chega à Terra.
7º Planeta
No Planeta Terra, o Principezinho
conheceu o aviador, a serpente, a
raposa,
o
agulheiro
e
o
comerciante. Ele gostou da Terra e
dos conselhos do aviador e da
raposa por causa da amizade , mas
achou que os homens estavam sempre
muito ocupados, sem razão, e assim,
voltou para a sua flor.
Algumas das frases mais apelativas da história
«Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que
cativas.»
«O essencial é invisível aos olhos, e só se pode ver com
o coração.»
«É loucura odiar todas as rosas porque uma te
espetou.»
«Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante.»
«O amor verdadeiro começa lá onde não se espera mais nada em troca.»

Em todas as frases destaca-se, mais do que tudo, a
importância da amizade e do amor. Nada na vida fará sentido
se não valorizarmos estes dois sentimentos.
Principal mensagem do livro
Devemos sempre dar valor às verdadeiras amizades. Para
tal, não é necessário abandoná-las (como o principezinho fez
com a flor) para sentirmos a sua falta. Pelo contrário, para
que as verdadeiras amizades se construam e se tornem cada
vez mais fortes é fundamental cuidar diariamente delas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Texto dramático - características
Texto dramático - característicasTexto dramático - características
Texto dramático - características
Lurdes Augusto
 
Historia do principezinho
Historia do principezinhoHistoria do principezinho
Historia do principezinho
Maria José Ramalho
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
Ana Arminda Moreira
 
O principezinho.docx resumo2
O principezinho.docx resumo2O principezinho.docx resumo2
O principezinho.docx resumo2
Elisa Dias
 
"Saga", de Sophia de Mello Breyner
"Saga", de Sophia de Mello Breyner "Saga", de Sophia de Mello Breyner
"Saga", de Sophia de Mello Breyner
inessalgado
 
O principezinho mariana nunes
O principezinho   mariana nunesO principezinho   mariana nunes
O principezinho mariana nunes
fantas45
 
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - PrimaveraO Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
Margarida Santos
 
Pedro alecrim resumos.
Pedro alecrim   resumos.Pedro alecrim   resumos.
Pedro alecrim resumos.
manuela016
 
O meu pé de laranja lima
O meu pé de laranja limaO meu pé de laranja lima
O meu pé de laranja lima
Margarida Lobo
 
Resumo da obra
Resumo da obraResumo da obra
Resumo da obra
manuela016
 
A viúva e o papagaio
A viúva e o papagaioA viúva e o papagaio
A viúva e o papagaio
David Costa DC
 
Retrato físico e psicológico
Retrato físico e psicológico Retrato físico e psicológico
Retrato físico e psicológico
João Manuel
 
Resumo a saga
Resumo a sagaResumo a saga
Resumo a saga
maria clara veronico
 
Nomes coletivos.doc
Nomes coletivos.docNomes coletivos.doc
Nomes coletivos.doc
Elza Melo
 
O principezinho rodrigo cordeiro
O principezinho   rodrigo cordeiroO principezinho   rodrigo cordeiro
O principezinho rodrigo cordeiro
fantas45
 
Descrição física e psicológica
Descrição física e psicológicaDescrição física e psicológica
Descrição física e psicológica
Ensinar Português Andaluzia
 
A herança muçulmana em portugal
A herança muçulmana em portugalA herança muçulmana em portugal
A herança muçulmana em portugal
Luisa Jesus
 
O Rapaz e o Robô de Luísa Ducla Soares- Apresentação
O Rapaz e o Robô de Luísa Ducla Soares- ApresentaçãoO Rapaz e o Robô de Luísa Ducla Soares- Apresentação
O Rapaz e o Robô de Luísa Ducla Soares- Apresentação
Clarisse Barreto
 
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
Graça Moutinho
 
A Aia
A AiaA Aia
A Aia
Vanda Mata
 

Mais procurados (20)

Texto dramático - características
Texto dramático - característicasTexto dramático - características
Texto dramático - características
 
Historia do principezinho
Historia do principezinhoHistoria do principezinho
Historia do principezinho
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
O principezinho.docx resumo2
O principezinho.docx resumo2O principezinho.docx resumo2
O principezinho.docx resumo2
 
"Saga", de Sophia de Mello Breyner
"Saga", de Sophia de Mello Breyner "Saga", de Sophia de Mello Breyner
"Saga", de Sophia de Mello Breyner
 
O principezinho mariana nunes
O principezinho   mariana nunesO principezinho   mariana nunes
O principezinho mariana nunes
 
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - PrimaveraO Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
 
Pedro alecrim resumos.
Pedro alecrim   resumos.Pedro alecrim   resumos.
Pedro alecrim resumos.
 
O meu pé de laranja lima
O meu pé de laranja limaO meu pé de laranja lima
O meu pé de laranja lima
 
Resumo da obra
Resumo da obraResumo da obra
Resumo da obra
 
A viúva e o papagaio
A viúva e o papagaioA viúva e o papagaio
A viúva e o papagaio
 
Retrato físico e psicológico
Retrato físico e psicológico Retrato físico e psicológico
Retrato físico e psicológico
 
Resumo a saga
Resumo a sagaResumo a saga
Resumo a saga
 
Nomes coletivos.doc
Nomes coletivos.docNomes coletivos.doc
Nomes coletivos.doc
 
O principezinho rodrigo cordeiro
O principezinho   rodrigo cordeiroO principezinho   rodrigo cordeiro
O principezinho rodrigo cordeiro
 
Descrição física e psicológica
Descrição física e psicológicaDescrição física e psicológica
Descrição física e psicológica
 
A herança muçulmana em portugal
A herança muçulmana em portugalA herança muçulmana em portugal
A herança muçulmana em portugal
 
O Rapaz e o Robô de Luísa Ducla Soares- Apresentação
O Rapaz e o Robô de Luísa Ducla Soares- ApresentaçãoO Rapaz e o Robô de Luísa Ducla Soares- Apresentação
O Rapaz e o Robô de Luísa Ducla Soares- Apresentação
 
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
 
A Aia
A AiaA Aia
A Aia
 

Destaque

Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
Gabriela Gomes
 
Doc 11 resumo do principezinho
Doc 11  resumo do principezinhoDoc 11  resumo do principezinho
Doc 11 resumo do principezinho
helena frança
 
Guião de leitura "O principezinho"
Guião de leitura "O principezinho"Guião de leitura "O principezinho"
Guião de leitura "O principezinho"
Grupo300estreito
 
PortefóLio
PortefóLioPortefóLio
PortefóLio1
PortefóLio1PortefóLio1
Faça Lá Um Poema! 2010
Faça Lá Um Poema! 2010Faça Lá Um Poema! 2010
Faça Lá Um Poema! 2010
Isabel DA COSTA
 
Livrinho Jogando e escrevendo poemas
Livrinho Jogando e escrevendo poemasLivrinho Jogando e escrevendo poemas
Livrinho Jogando e escrevendo poemas
Aline França Russo
 
Poesias de inverno
Poesias de invernoPoesias de inverno
Poesias de inverno
labeques
 
Atividades poemas sobre o inverno 1º ciclo
Atividades poemas sobre o inverno   1º cicloAtividades poemas sobre o inverno   1º ciclo
Atividades poemas sobre o inverno 1º ciclo
sofiasimao
 
Planificação
PlanificaçãoPlanificação
Planificação
Risoleta Montez
 

Destaque (10)

Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
 
Doc 11 resumo do principezinho
Doc 11  resumo do principezinhoDoc 11  resumo do principezinho
Doc 11 resumo do principezinho
 
Guião de leitura "O principezinho"
Guião de leitura "O principezinho"Guião de leitura "O principezinho"
Guião de leitura "O principezinho"
 
PortefóLio
PortefóLioPortefóLio
PortefóLio
 
PortefóLio1
PortefóLio1PortefóLio1
PortefóLio1
 
Faça Lá Um Poema! 2010
Faça Lá Um Poema! 2010Faça Lá Um Poema! 2010
Faça Lá Um Poema! 2010
 
Livrinho Jogando e escrevendo poemas
Livrinho Jogando e escrevendo poemasLivrinho Jogando e escrevendo poemas
Livrinho Jogando e escrevendo poemas
 
Poesias de inverno
Poesias de invernoPoesias de inverno
Poesias de inverno
 
Atividades poemas sobre o inverno 1º ciclo
Atividades poemas sobre o inverno   1º cicloAtividades poemas sobre o inverno   1º ciclo
Atividades poemas sobre o inverno 1º ciclo
 
Planificação
PlanificaçãoPlanificação
Planificação
 

Semelhante a O principezinho - resumo

Portefólio modificado
Portefólio modificadoPortefólio modificado
Portefólio modificado
VANIAANAFREITAS
 
PortefóLio
PortefóLioPortefóLio
Andreia
AndreiaAndreia
O principezinho mariana macedo
O principezinho   mariana macedoO principezinho   mariana macedo
O principezinho mariana macedo
fantas45
 
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy   Juliana RamiresAntoine De Saint ExupéRy   Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
guest6657ee
 
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy   Juliana RamiresAntoine De Saint ExupéRy   Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
Juliana Ramires
 
O principezinho
O principezinhoO principezinho
O principezinho
serra1979
 
O principezinho jl
O principezinho jlO principezinho jl
O principezinho jl
João Lima
 
O pequeno príncipe
O pequeno príncipeO pequeno príncipe
O pequeno príncipe
Silvia Fernandes
 
O principezinho mariana guia
O principezinho   mariana guiaO principezinho   mariana guia
O principezinho mariana guia
fantas45
 
O principezinho
O principezinhoO principezinho
O principezinho
Luísa Marques
 
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel TournierSexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
liofer21
 
No ano de 1866 o mundo é abalado por um acontecimento fantástico
No ano de 1866 o mundo é abalado por um acontecimento fantásticoNo ano de 1866 o mundo é abalado por um acontecimento fantástico
No ano de 1866 o mundo é abalado por um acontecimento fantástico
Katiucia Kat Alencar
 
Historia do principezinho_isabel_d
Historia do principezinho_isabel_dHistoria do principezinho_isabel_d
Historia do principezinho_isabel_d
didimartins
 
A partir de 6 de Dezembro
A partir de 6 de DezembroA partir de 6 de Dezembro
A partir de 6 de Dezembro
José A. Moreno
 
O principezinho
O principezinhoO principezinho
O principezinho
Biblioteia
 
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel TournierSexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
liofer21
 
O Principezinho
O PrincipezinhoO Principezinho
O Principezinho
mzita
 
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
Silvana Silva
 
O principezinho
O principezinhoO principezinho
O principezinho
maria.antonia
 

Semelhante a O principezinho - resumo (20)

Portefólio modificado
Portefólio modificadoPortefólio modificado
Portefólio modificado
 
PortefóLio
PortefóLioPortefóLio
PortefóLio
 
Andreia
AndreiaAndreia
Andreia
 
O principezinho mariana macedo
O principezinho   mariana macedoO principezinho   mariana macedo
O principezinho mariana macedo
 
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy   Juliana RamiresAntoine De Saint ExupéRy   Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
 
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy   Juliana RamiresAntoine De Saint ExupéRy   Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
 
O principezinho
O principezinhoO principezinho
O principezinho
 
O principezinho jl
O principezinho jlO principezinho jl
O principezinho jl
 
O pequeno príncipe
O pequeno príncipeO pequeno príncipe
O pequeno príncipe
 
O principezinho mariana guia
O principezinho   mariana guiaO principezinho   mariana guia
O principezinho mariana guia
 
O principezinho
O principezinhoO principezinho
O principezinho
 
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel TournierSexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
 
No ano de 1866 o mundo é abalado por um acontecimento fantástico
No ano de 1866 o mundo é abalado por um acontecimento fantásticoNo ano de 1866 o mundo é abalado por um acontecimento fantástico
No ano de 1866 o mundo é abalado por um acontecimento fantástico
 
Historia do principezinho_isabel_d
Historia do principezinho_isabel_dHistoria do principezinho_isabel_d
Historia do principezinho_isabel_d
 
A partir de 6 de Dezembro
A partir de 6 de DezembroA partir de 6 de Dezembro
A partir de 6 de Dezembro
 
O principezinho
O principezinhoO principezinho
O principezinho
 
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel TournierSexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
 
O Principezinho
O PrincipezinhoO Principezinho
O Principezinho
 
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
 
O principezinho
O principezinhoO principezinho
O principezinho
 

Mais de sofiasimao

15 a arte e a mentalidade barrocas
15   a arte e a mentalidade barrocas15   a arte e a mentalidade barrocas
15 a arte e a mentalidade barrocas
sofiasimao
 
4 o mundo industrializado no século xix
4   o mundo industrializado no século xix4   o mundo industrializado no século xix
4 o mundo industrializado no século xix
sofiasimao
 
2 industrialização dos eua e do japão
2   industrialização dos eua e do japão2   industrialização dos eua e do japão
2 industrialização dos eua e do japão
sofiasimao
 
O ombro de cláudia
O ombro de cláudiaO ombro de cláudia
O ombro de cláudia
sofiasimao
 
Ficha de avaliação 4.doc correção
Ficha de avaliação 4.doc   correçãoFicha de avaliação 4.doc   correção
Ficha de avaliação 4.doc correção
sofiasimao
 
Ficha de trabalho a vida a bordo de uma nau
Ficha de trabalho a vida a bordo de uma nauFicha de trabalho a vida a bordo de uma nau
Ficha de trabalho a vida a bordo de uma nau
sofiasimao
 
Correção da Ficha de avaliação 2
Correção da Ficha de avaliação 2 Correção da Ficha de avaliação 2
Correção da Ficha de avaliação 2
sofiasimao
 
Correção da Ficha de avaliação 2
Correção da Ficha de avaliação 2   Correção da Ficha de avaliação 2
Correção da Ficha de avaliação 2
sofiasimao
 
Correção da Ficha de Avaliação 2
Correção da Ficha de Avaliação 2Correção da Ficha de Avaliação 2
Correção da Ficha de Avaliação 2
sofiasimao
 
Correção da Ficha de Avalição 2
Correção da Ficha de Avalição 2Correção da Ficha de Avalição 2
Correção da Ficha de Avalição 2
sofiasimao
 
Iberica seca, humida trabalho da patrícia - 5º j
Iberica seca, humida   trabalho da patrícia - 5º jIberica seca, humida   trabalho da patrícia - 5º j
Iberica seca, humida trabalho da patrícia - 5º j
sofiasimao
 
Vegetação p. ibérica trabalho rodrigo
Vegetação p. ibérica   trabalho rodrigoVegetação p. ibérica   trabalho rodrigo
Vegetação p. ibérica trabalho rodrigo
sofiasimao
 
Panfleto da Rute
Panfleto da RutePanfleto da Rute
Panfleto da Rute
sofiasimao
 
Panfleto do Luís Magalhães, Pedro Neto e Rui Silva
Panfleto do Luís Magalhães, Pedro Neto e Rui SilvaPanfleto do Luís Magalhães, Pedro Neto e Rui Silva
Panfleto do Luís Magalhães, Pedro Neto e Rui Silva
sofiasimao
 
Panfleto da Paula leite
Panfleto da Paula leitePanfleto da Paula leite
Panfleto da Paula leite
sofiasimao
 
Panfleto da Micaela Magalhães
Panfleto da Micaela MagalhãesPanfleto da Micaela Magalhães
Panfleto da Micaela Magalhães
sofiasimao
 
Panfleto da Marta Freire
Panfleto da Marta FreirePanfleto da Marta Freire
Panfleto da Marta Freire
sofiasimao
 
Panfleto da Flávia Carvalho e da Vânia Miranda
Panfleto da Flávia Carvalho e da Vânia MirandaPanfleto da Flávia Carvalho e da Vânia Miranda
Panfleto da Flávia Carvalho e da Vânia Miranda
sofiasimao
 
Panfleto da Andreia Barbosa, Filipa Cunha e Leonel Santos
Panfleto da Andreia Barbosa, Filipa Cunha e Leonel Santos Panfleto da Andreia Barbosa, Filipa Cunha e Leonel Santos
Panfleto da Andreia Barbosa, Filipa Cunha e Leonel Santos
sofiasimao
 
Panfleto do Bruno Dias, Everton Santos e Fábio Silva
Panfleto do Bruno Dias, Everton Santos e Fábio SilvaPanfleto do Bruno Dias, Everton Santos e Fábio Silva
Panfleto do Bruno Dias, Everton Santos e Fábio Silva
sofiasimao
 

Mais de sofiasimao (20)

15 a arte e a mentalidade barrocas
15   a arte e a mentalidade barrocas15   a arte e a mentalidade barrocas
15 a arte e a mentalidade barrocas
 
4 o mundo industrializado no século xix
4   o mundo industrializado no século xix4   o mundo industrializado no século xix
4 o mundo industrializado no século xix
 
2 industrialização dos eua e do japão
2   industrialização dos eua e do japão2   industrialização dos eua e do japão
2 industrialização dos eua e do japão
 
O ombro de cláudia
O ombro de cláudiaO ombro de cláudia
O ombro de cláudia
 
Ficha de avaliação 4.doc correção
Ficha de avaliação 4.doc   correçãoFicha de avaliação 4.doc   correção
Ficha de avaliação 4.doc correção
 
Ficha de trabalho a vida a bordo de uma nau
Ficha de trabalho a vida a bordo de uma nauFicha de trabalho a vida a bordo de uma nau
Ficha de trabalho a vida a bordo de uma nau
 
Correção da Ficha de avaliação 2
Correção da Ficha de avaliação 2 Correção da Ficha de avaliação 2
Correção da Ficha de avaliação 2
 
Correção da Ficha de avaliação 2
Correção da Ficha de avaliação 2   Correção da Ficha de avaliação 2
Correção da Ficha de avaliação 2
 
Correção da Ficha de Avaliação 2
Correção da Ficha de Avaliação 2Correção da Ficha de Avaliação 2
Correção da Ficha de Avaliação 2
 
Correção da Ficha de Avalição 2
Correção da Ficha de Avalição 2Correção da Ficha de Avalição 2
Correção da Ficha de Avalição 2
 
Iberica seca, humida trabalho da patrícia - 5º j
Iberica seca, humida   trabalho da patrícia - 5º jIberica seca, humida   trabalho da patrícia - 5º j
Iberica seca, humida trabalho da patrícia - 5º j
 
Vegetação p. ibérica trabalho rodrigo
Vegetação p. ibérica   trabalho rodrigoVegetação p. ibérica   trabalho rodrigo
Vegetação p. ibérica trabalho rodrigo
 
Panfleto da Rute
Panfleto da RutePanfleto da Rute
Panfleto da Rute
 
Panfleto do Luís Magalhães, Pedro Neto e Rui Silva
Panfleto do Luís Magalhães, Pedro Neto e Rui SilvaPanfleto do Luís Magalhães, Pedro Neto e Rui Silva
Panfleto do Luís Magalhães, Pedro Neto e Rui Silva
 
Panfleto da Paula leite
Panfleto da Paula leitePanfleto da Paula leite
Panfleto da Paula leite
 
Panfleto da Micaela Magalhães
Panfleto da Micaela MagalhãesPanfleto da Micaela Magalhães
Panfleto da Micaela Magalhães
 
Panfleto da Marta Freire
Panfleto da Marta FreirePanfleto da Marta Freire
Panfleto da Marta Freire
 
Panfleto da Flávia Carvalho e da Vânia Miranda
Panfleto da Flávia Carvalho e da Vânia MirandaPanfleto da Flávia Carvalho e da Vânia Miranda
Panfleto da Flávia Carvalho e da Vânia Miranda
 
Panfleto da Andreia Barbosa, Filipa Cunha e Leonel Santos
Panfleto da Andreia Barbosa, Filipa Cunha e Leonel Santos Panfleto da Andreia Barbosa, Filipa Cunha e Leonel Santos
Panfleto da Andreia Barbosa, Filipa Cunha e Leonel Santos
 
Panfleto do Bruno Dias, Everton Santos e Fábio Silva
Panfleto do Bruno Dias, Everton Santos e Fábio SilvaPanfleto do Bruno Dias, Everton Santos e Fábio Silva
Panfleto do Bruno Dias, Everton Santos e Fábio Silva
 

Último

Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 

O principezinho - resumo

  • 2. Antoine de Saint Exupéry foi um escritor, ilustrador e piloto francês, conhecido pela autoria do livro “O Principezinho”. Nasceu em Lyon a 29 de junho de 1900 e morreu no Mar Mediterrâneo a 31 de Julho em 1944. Era o terceiro filho do conde Saint-Exupéry e da condessa Marie Foscolombe. Foi educado no colégio jesuíta Notre Dame de Saint Croix. Depois, estudou no colégio de maristas, em Friburgo, na Suíça. Entrou para o serviço militar, na aviação, depois de ter sido reprovado para a Escola Naval. Tornou-se piloto civil e subtenente da reserva. Atuou também como piloto de linha. Foi cabo militar no sul de Marrocos, negociando com pilotos detidos nos acidentes ocorridos naquele local. Antoine de Saint-Exupéry escreveu em jornais e revistas franceses. Assuntos como a guerra civil e a ocupação alemã da França foram temas recorrentes nos seus textos. O seu livro mais famoso é “O Principezinho”, cuja obra é rica em simbolismo, com personagens como a serpente, a rosa, o adulto solitário e a raposa. Antoine de Saint Exupéry morreu num acidente de avião, em 31 de julho de 1944, provavelmente, perto da baía de Carqueiranne, em Toulon. O seu corpo não foi identificado.
  • 3. Esta é a história de um pequeno príncipe que vive num minúsculo planeta. Aqui, passa o seu tempo a cuidar de três vulcões e da sua rosa. Certo dia, ele toma uma decisão: abandonar a flor que ama, porque se sente cansado da sua vaidade. Parte então à descoberta do mundo que o rodeia. Durante a sua viagem, vai conhecendo diferentes planetas onde contacta com personagens bizarras, até que alcança a Terra, o mais incompreensível dos planetas. Em todos eles confronta-se com o egoísmo, e o planeta Terra não é exceção. Aqui, os seus habitantes mostram-se sempre muito apressados sem nunca saber qual o caminho para onde querem ir. E, num lugar desértico, conhece o aviador e fica a conhecer o significado da palavra "cativar". Depois de tudo conhecer decide voltar para o seu planeta com saudades da sua flor.
  • 4. A história inicia-se no deserto do Sahara onde o piloto conhece o Principezinho. Este pede-lhe que desenhe uma ovelha para que coma a erva do seu planeta de forma a que a flor não morra sufocada. O piloto desenhou uma… …desenhou outra …e mais outra. A partir desse momento, desenrola-se uma linda história, onde o Principezinho nos fala das suas origens e da sua viagem em que conhece vários planetas.
  • 5. 1º Planeta O Principezinho passa por 7 planetas. O primeiro deles é o 325, habitado por um rei. Sozinho, único habitante de seu mundo, o rei governava tudo à sua volta. «– Ah! Cá temos um súbdito! – exclamou o rei mal avistou o principezinho. » O Principezinho não gostou do Rei porque era um monarca absoluto e só gostava de dar ordens. 2º Planeta O 2º planeta (o 326) era habitado por um vaidoso. O Principezinho fica pouco tempo ali, pois rapidamente se aborrece com a constante necessidade que o habitante do planeta das vaidades sentia em ser aplaudido, admirado. O vaidoso não respondia a perguntas e só queria receber elogios.
  • 6. 3º Planeta Este era habitado por um bêbado, que bebia para esquecer que tinha vergonha de beber. Sozinho, a sua única companhia era a bebida. Uma vez mais, o Principezinho segue viagem, deixando para trás o bêbado entregue ao seu vício. 4º Planeta O planeta seguinte era habitado por um empresário, que não tinha tempo para conversas. Estava muito ocupado a contar o número de estrelas que possuía. Era a posse das estrelas que o tornava rico. O Principezinho decidiu partir outra vez porque, afinal, o homem de negócios só queria ser rico para guardar o dinheiro numa gaveta.
  • 7. 5º Planeta O quinto planeta era habitado por um acendedor do único lampião que ocupava aquele mísero mundo. O habitante do lugar era responsável por cumprir um regulamento: ali, os minutos eram dias e a cada sessenta segundos, o lampião devia ser apagado e aceso. Este foi o habitante com quem o Principezinho mais simpatizou. No entanto, seu mundo era pequeno demais e não havia espaço para dois.
  • 8. 6º Planeta O sexto planeta era o maior de todos e habitado por um geógrafo. A sua função era registar as descrições feitas por exploradores. Apesar da sua função, o geógrafo não sabia dizer quantos oceanos, rios ou vulcões havia no seu planeta. Mas é graças às suas indicações, que o Pequeno Príncipe chega à Terra.
  • 9. 7º Planeta No Planeta Terra, o Principezinho conheceu o aviador, a serpente, a raposa, o agulheiro e o comerciante. Ele gostou da Terra e dos conselhos do aviador e da raposa por causa da amizade , mas achou que os homens estavam sempre muito ocupados, sem razão, e assim, voltou para a sua flor.
  • 10. Algumas das frases mais apelativas da história «Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.» «O essencial é invisível aos olhos, e só se pode ver com o coração.» «É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou.» «Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante.» «O amor verdadeiro começa lá onde não se espera mais nada em troca.» Em todas as frases destaca-se, mais do que tudo, a importância da amizade e do amor. Nada na vida fará sentido se não valorizarmos estes dois sentimentos.
  • 11. Principal mensagem do livro Devemos sempre dar valor às verdadeiras amizades. Para tal, não é necessário abandoná-las (como o principezinho fez com a flor) para sentirmos a sua falta. Pelo contrário, para que as verdadeiras amizades se construam e se tornem cada vez mais fortes é fundamental cuidar diariamente delas.