SlideShare uma empresa Scribd logo
Práticas e modelos A.A. das BE - DREN - T6


        O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares:
           metodologias de operacionalização (Workshop)
Fórum 1
 Fórum 1



                    ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação

Enunciados:

1 - Foi recolhida informação dos departamentos sobre a colecção da BE.
Descritivo
    o Os departamentos analisaram a colecção da BE e apresentaram uma proposta
       de aquisição de títulos fundamentais para os vários grupos disciplinares.
    o Depois de consultarem o Catálogo Informatizado da BE, os vários
       departamentos apresentaram uma listagem de todos os documentos
       necessários à concretização dos programas das suas disciplinas.
    o Foram feitos questionários aos docentes dos vários departamentos sobre a
       PDC da BE. A análise aos resultados dos inquéritos permitiu proceder ao
       desbaste da colecção e à aquisição de obras de estudo obrigatório.
    o Os docentes responsáveis pelas ACND reuniram com o professor bibliotecário
       e os coordenadores de departamento e chegaram a um entendimento sobre as
       algumas obras a adquirir no presente ano lectivo.

2 - A BE promove sistematicamente mecanismos de avaliação cujos resultados
são utilizados na planificação do trabalho.
Avaliativo

3 - Iniciativa de um projecto (parceria com a Câmara Municipal) de âmbito
nacional.
Descritivo
   o No âmbito do Projecto “Gaia a Escrever” a BE estabeleceu uma parceria com a
       Câmara Municipal, que possibilitará a publicação do livro de contos dos alunos
       da ESAS-Gaia.
   o A BE estabeleceu uma parceria com a Câmara Municipal para a aquisição de
       obras necessárias ao projecto “É tempo de Ler!” A escolha dos documentos
       será feita a pensar essencialmente nos adultos do CNO e população
       desempregada de V. N. Gaia.
   o A BE estabeleceu uma parceria com a Câmara Municipal para realizar o
       projecto “À Sombra dos Dias”. A ideia é criar um espaço de leitura exterior à
       biblioteca. Para tal, a Câmara Municipal compromete-se a financiar o mobiliário
       de jardim que será colocado junto à japoneira do jardim da biblioteca. No final
       do ano serão divulgadas as obras mais requisitadas para leitura neste espaço.




     O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Workshop)
                 Fórum 1 - ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação
Práticas e modelos A.A. das BE - DREN - T6

4 - Aproximação estimulante às famílias e seu envolvimento no projecto da BE,
com o projecto “Leituras em família”.
Descritivo
    o A BE lançou o projecto “Leituras em família”. Os Encarregados de Educação e
       familiares dos alunos são convidados a inscreverem-se como sócios da
       biblioteca (Amigos da BE). Mediante o pagamento de uma quota simbólica, os
       Amigos da biblioteca podem requisitar livros e material não livro por um período
       de oito dias renováveis. Uma condição: por cada DVD requisitado têm de
       requisitar um livro. Está também prevista a realização mensal de encontros de
       leitura na sala multidisciplinar, com a presença dos amigos da BE.
    o Dado o sucesso do projecto “Leituras em família”, este ano a actividade será
       realizada a pensar essencialmente nos alunos estrangeiros da nossa escola.
       Será feito um questionário aos referidos alunos, para que a BE conheça as
       suas obras preferidas. Os vários Consulados já garantiram uma verba para a
       aquisição de algumas dezenas de obras estrangeiras, escritas em português.

5 - Horário da BE cobre todo o tempo de abertura da escola.
Descritivo
    o O horário da BE cobre também o período do dia a que corresponde uma maior
       procura dos alunos, isto é, hora do almoço.
    o A BE continua aberta nos períodos de pausas lectivas – Natal, Carnaval e
       Páscoa.

6 - A actualização do material informático não corresponde às necessidades
dos utilizadores (professores, alunos).
Descritivo
   o O software da BE não permite a produção de podcasts essenciais para a
       divulgação de passagens de obras recentemente adquiridas pela BE.
   o Alguns CD e DVD da BE têm sido muito utilizados e, por isso, não se
       encontram em perfeito estado de conservação. A BE precisa de adquirir
       urgentemente o hardware que permita realizar cópias legais deste material.

7 - A BE disponibiliza guiões de pesquisa baseados no modelo Big6.
Descritivo
    o A BE disponibiliza no seu blogue guiões de pesquisa em vários formatos
       digitais. Os utilizadores da biblioteca podem consultar e descarregar ficheiros
       em PDF, WORD, Excel e PPT. No início do ano lectivo estes guiões de
       pesquisa são apresentados às turmas dos sétimos e décimos anos, bem como
       aos professores da Área de Projecto e outros interessados. Além disso, o
       Canal de vídeo da BE exemplifica a forma de pesquisar na biblioteca os
       conteúdos das principais disciplinas e áreas do conhecimento.
    o Os guiões de pesquisa foram produzidos em colaboração com alunos e
       professores. Foram simuladas situações concretas de pesquisa que estão
       registadas em vídeo.




     O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Workshop)
                 Fórum 1 - ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

I passos-cp
I passos-cpI passos-cp
I passos-cp
maria cancela
 
Re s+¡n-2011-2012-mabe-santiago-.ppt- - c+¦pia
 Re s+¡n-2011-2012-mabe-santiago-.ppt- - c+¦pia Re s+¡n-2011-2012-mabe-santiago-.ppt- - c+¦pia
Re s+¡n-2011-2012-mabe-santiago-.ppt- - c+¦pia
maria cancela
 
Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO
Distinguir DescriçãO De AvaliaçãODistinguir DescriçãO De AvaliaçãO
Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO
Cláudia Almendra
 
O Modelo de Auto Avaliação(Workshop)
O Modelo de Auto Avaliação(Workshop)O Modelo de Auto Avaliação(Workshop)
O Modelo de Auto Avaliação(Workshop)
Emília Firmino
 
Workshop Sessao7
Workshop Sessao7Workshop Sessao7
Workshop Sessao7
sandrinhalopes
 
Tabela 1 27_10
Tabela 1 27_10Tabela 1 27_10
Tabela 1 27_10
antoniopadeira
 
Sant ppt-cp-nov-2013
Sant ppt-cp-nov-2013Sant ppt-cp-nov-2013
Sant ppt-cp-nov-2013
maria cancela
 
A Biblioteca Escolar
A Biblioteca EscolarA Biblioteca Escolar
A Biblioteca Escolar
Madalena Joaninho
 
SessãO 8 FóRum 1
SessãO 8   FóRum 1SessãO 8   FóRum 1
SessãO 8 FóRum 1
Cristina Calado
 
MABE - relatório 2010
MABE - relatório 2010MABE - relatório 2010
MABE - relatório 2010
maria cancela
 
Actividade 1
Actividade 1Actividade 1
Actividade 1
Isabel Martins
 
Apresentação be final de ano
Apresentação be   final de anoApresentação be   final de ano
Apresentação be final de ano
papacas
 
Distinção entre enunciados descritivos e avaliativos
Distinção entre enunciados descritivos e avaliativosDistinção entre enunciados descritivos e avaliativos
Distinção entre enunciados descritivos e avaliativos
Escola D.Inês de Castro
 
Plano Biblioteca Escolar 07 08
Plano Biblioteca Escolar  07 08Plano Biblioteca Escolar  07 08
Plano Biblioteca Escolar 07 08
guestdb6d52
 
Instituto Nun'Alvres PlanodeMelhoria2013.14
Instituto Nun'Alvres PlanodeMelhoria2013.14Instituto Nun'Alvres PlanodeMelhoria2013.14
Instituto Nun'Alvres PlanodeMelhoria2013.14
INAbiblioteca
 
Paa be 2010-2011 agrup.perafita
Paa be 2010-2011 agrup.perafitaPaa be 2010-2011 agrup.perafita
Paa be 2010-2011 agrup.perafita
bibliotecaperafita
 

Mais procurados (16)

I passos-cp
I passos-cpI passos-cp
I passos-cp
 
Re s+¡n-2011-2012-mabe-santiago-.ppt- - c+¦pia
 Re s+¡n-2011-2012-mabe-santiago-.ppt- - c+¦pia Re s+¡n-2011-2012-mabe-santiago-.ppt- - c+¦pia
Re s+¡n-2011-2012-mabe-santiago-.ppt- - c+¦pia
 
Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO
Distinguir DescriçãO De AvaliaçãODistinguir DescriçãO De AvaliaçãO
Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO
 
O Modelo de Auto Avaliação(Workshop)
O Modelo de Auto Avaliação(Workshop)O Modelo de Auto Avaliação(Workshop)
O Modelo de Auto Avaliação(Workshop)
 
Workshop Sessao7
Workshop Sessao7Workshop Sessao7
Workshop Sessao7
 
Tabela 1 27_10
Tabela 1 27_10Tabela 1 27_10
Tabela 1 27_10
 
Sant ppt-cp-nov-2013
Sant ppt-cp-nov-2013Sant ppt-cp-nov-2013
Sant ppt-cp-nov-2013
 
A Biblioteca Escolar
A Biblioteca EscolarA Biblioteca Escolar
A Biblioteca Escolar
 
SessãO 8 FóRum 1
SessãO 8   FóRum 1SessãO 8   FóRum 1
SessãO 8 FóRum 1
 
MABE - relatório 2010
MABE - relatório 2010MABE - relatório 2010
MABE - relatório 2010
 
Actividade 1
Actividade 1Actividade 1
Actividade 1
 
Apresentação be final de ano
Apresentação be   final de anoApresentação be   final de ano
Apresentação be final de ano
 
Distinção entre enunciados descritivos e avaliativos
Distinção entre enunciados descritivos e avaliativosDistinção entre enunciados descritivos e avaliativos
Distinção entre enunciados descritivos e avaliativos
 
Plano Biblioteca Escolar 07 08
Plano Biblioteca Escolar  07 08Plano Biblioteca Escolar  07 08
Plano Biblioteca Escolar 07 08
 
Instituto Nun'Alvres PlanodeMelhoria2013.14
Instituto Nun'Alvres PlanodeMelhoria2013.14Instituto Nun'Alvres PlanodeMelhoria2013.14
Instituto Nun'Alvres PlanodeMelhoria2013.14
 
Paa be 2010-2011 agrup.perafita
Paa be 2010-2011 agrup.perafitaPaa be 2010-2011 agrup.perafita
Paa be 2010-2011 agrup.perafita
 

Destaque

Apresentação do MABE
Apresentação do MABEApresentação do MABE
Apresentação do MABE
Mariana Oliveira
 
Apresentação doMABE
Apresentação doMABEApresentação doMABE
Apresentação doMABE
Mariana Oliveira
 
Australia
AustraliaAustralia
Australia
Mariana Oliveira
 
Apresentacao resumo mabe_2012
Apresentacao resumo mabe_2012Apresentacao resumo mabe_2012
Apresentacao resumo mabe_2012
Mariana Oliveira
 
Apresentação do MABE
Apresentação do MABEApresentação do MABE
Apresentação do MABE
Mariana Oliveira
 
Sessão5 tarefa1
Sessão5 tarefa1Sessão5 tarefa1
Sessão5 tarefa1
Mariana Oliveira
 
Acordo Ortográfico
Acordo OrtográficoAcordo Ortográfico
Acordo Ortográfico
Mariana Oliveira
 
Anexo 1 apresentação aos professores sobre a literacia da informação
Anexo 1 apresentação aos professores sobre a literacia da informaçãoAnexo 1 apresentação aos professores sobre a literacia da informação
Anexo 1 apresentação aos professores sobre a literacia da informação
joanaassuncao
 
CartãO
CartãOCartãO
CartãO
guestcf84498
 
Ópera Carla Caramujo
Ópera Carla CaramujoÓpera Carla Caramujo
Ópera Carla Caramujo
José Marques da Silva
 
Tarefa 4
Tarefa 4Tarefa 4
ComentáRio SessãO 3
ComentáRio  SessãO 3ComentáRio  SessãO 3
ComentáRio SessãO 3
isabelflosa
 
403
403403
Guia Da Unidade Mabe Escola T2 Nov09
Guia Da Unidade Mabe Escola T2 Nov09Guia Da Unidade Mabe Escola T2 Nov09
Guia Da Unidade Mabe Escola T2 Nov09
claudinapires
 
13
1313
Paisajes De Cuba
Paisajes De CubaPaisajes De Cuba
Paisajes De Cuba
PAULINA RODRIGUEZ ABARCA
 
Outdoor
OutdoorOutdoor
Outdoor
guest75dd80
 
Mouse
MouseMouse
Bfonseca
BfonsecaBfonseca
Bfonseca
guestbbb7bf
 
O Malandro E O Diabo
O Malandro E O DiaboO Malandro E O Diabo
O Malandro E O Diabo
Sanclé Porchéra
 

Destaque (20)

Apresentação do MABE
Apresentação do MABEApresentação do MABE
Apresentação do MABE
 
Apresentação doMABE
Apresentação doMABEApresentação doMABE
Apresentação doMABE
 
Australia
AustraliaAustralia
Australia
 
Apresentacao resumo mabe_2012
Apresentacao resumo mabe_2012Apresentacao resumo mabe_2012
Apresentacao resumo mabe_2012
 
Apresentação do MABE
Apresentação do MABEApresentação do MABE
Apresentação do MABE
 
Sessão5 tarefa1
Sessão5 tarefa1Sessão5 tarefa1
Sessão5 tarefa1
 
Acordo Ortográfico
Acordo OrtográficoAcordo Ortográfico
Acordo Ortográfico
 
Anexo 1 apresentação aos professores sobre a literacia da informação
Anexo 1 apresentação aos professores sobre a literacia da informaçãoAnexo 1 apresentação aos professores sobre a literacia da informação
Anexo 1 apresentação aos professores sobre a literacia da informação
 
CartãO
CartãOCartãO
CartãO
 
Ópera Carla Caramujo
Ópera Carla CaramujoÓpera Carla Caramujo
Ópera Carla Caramujo
 
Tarefa 4
Tarefa 4Tarefa 4
Tarefa 4
 
ComentáRio SessãO 3
ComentáRio  SessãO 3ComentáRio  SessãO 3
ComentáRio SessãO 3
 
403
403403
403
 
Guia Da Unidade Mabe Escola T2 Nov09
Guia Da Unidade Mabe Escola T2 Nov09Guia Da Unidade Mabe Escola T2 Nov09
Guia Da Unidade Mabe Escola T2 Nov09
 
13
1313
13
 
Paisajes De Cuba
Paisajes De CubaPaisajes De Cuba
Paisajes De Cuba
 
Outdoor
OutdoorOutdoor
Outdoor
 
Mouse
MouseMouse
Mouse
 
Bfonseca
BfonsecaBfonseca
Bfonseca
 
O Malandro E O Diabo
O Malandro E O DiaboO Malandro E O Diabo
O Malandro E O Diabo
 

Semelhante a O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Workshop) - ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação

SessãO 8 FóRum 1
SessãO 8   FóRum 1SessãO 8   FóRum 1
SessãO 8 FóRum 1
Cristina Calado
 
Descrição - Avaliação
Descrição - AvaliaçãoDescrição - Avaliação
Descrição - Avaliação
rosarioduarte
 
Sessao8parte1
Sessao8parte1Sessao8parte1
Sessao8parte1
lenacaroca
 
Auto-avaliação BE - Diagnóstico e Plano de Acção
Auto-avaliação BE - Diagnóstico e Plano de AcçãoAuto-avaliação BE - Diagnóstico e Plano de Acção
Auto-avaliação BE - Diagnóstico e Plano de Acção
guest0462827d
 
A BE na rota do currículo
A BE na rota do currículoA BE na rota do currículo
A BE na rota do currículo
António Pires
 
Tarefa 1 SessãO8
Tarefa 1   SessãO8Tarefa 1   SessãO8
Tarefa 1 SessãO8
rapscasg
 
Regulamento das bibliotecas
Regulamento das bibliotecasRegulamento das bibliotecas
Regulamento das bibliotecas
Biblioteca Vila d'Este
 
Enunciados
EnunciadosEnunciados
Enunciados
Gloria Lopes
 
Plano de acção ave leça-santa cruz do bispo
Plano de acção ave leça-santa cruz do bispoPlano de acção ave leça-santa cruz do bispo
Plano de acção ave leça-santa cruz do bispo
Biblioleca
 
Tarefa 7
Tarefa 7Tarefa 7
O Modelo De Auto Avaliacao Sessao 7
O Modelo De Auto Avaliacao Sessao 7O Modelo De Auto Avaliacao Sessao 7
O Modelo De Auto Avaliacao Sessao 7
andretti26
 
MAFSessao5 Tarefa
MAFSessao5 TarefaMAFSessao5 Tarefa
MAFSessao5 Tarefa
ameliafig
 
SessãO 8
SessãO 8SessãO 8
SessãO 8
Celia Ganhao
 
SessãO 8
SessãO 8SessãO 8
SessãO 8
Celia Ganhao
 
Análise E Comentário Critico Aos Relatórios De Avaliação Externa I G E
Análise E Comentário  Critico Aos Relatórios De Avaliação Externa  I G EAnálise E Comentário  Critico Aos Relatórios De Avaliação Externa  I G E
Análise E Comentário Critico Aos Relatórios De Avaliação Externa I G E
Celia Ganhao
 
1ª Tarefa
1ª Tarefa1ª Tarefa
1ª Tarefa
becrepombais
 
7ª Semana 1ª Tarefa Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO
7ª Semana   1ª Tarefa   Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO7ª Semana   1ª Tarefa   Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO
7ª Semana 1ª Tarefa Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO
becrepombais
 
Paa be 20172018
Paa be 20172018 Paa be 20172018
Paa be 20172018
EquipaBiblioteca
 
1ª Tarefa - 7ª Sessão
1ª Tarefa - 7ª Sessão1ª Tarefa - 7ª Sessão
1ª Tarefa - 7ª Sessão
mizedomingues
 
Planificação sessão 5
Planificação sessão 5Planificação sessão 5
Planificação sessão 5
manuela203
 

Semelhante a O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Workshop) - ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação (20)

SessãO 8 FóRum 1
SessãO 8   FóRum 1SessãO 8   FóRum 1
SessãO 8 FóRum 1
 
Descrição - Avaliação
Descrição - AvaliaçãoDescrição - Avaliação
Descrição - Avaliação
 
Sessao8parte1
Sessao8parte1Sessao8parte1
Sessao8parte1
 
Auto-avaliação BE - Diagnóstico e Plano de Acção
Auto-avaliação BE - Diagnóstico e Plano de AcçãoAuto-avaliação BE - Diagnóstico e Plano de Acção
Auto-avaliação BE - Diagnóstico e Plano de Acção
 
A BE na rota do currículo
A BE na rota do currículoA BE na rota do currículo
A BE na rota do currículo
 
Tarefa 1 SessãO8
Tarefa 1   SessãO8Tarefa 1   SessãO8
Tarefa 1 SessãO8
 
Regulamento das bibliotecas
Regulamento das bibliotecasRegulamento das bibliotecas
Regulamento das bibliotecas
 
Enunciados
EnunciadosEnunciados
Enunciados
 
Plano de acção ave leça-santa cruz do bispo
Plano de acção ave leça-santa cruz do bispoPlano de acção ave leça-santa cruz do bispo
Plano de acção ave leça-santa cruz do bispo
 
Tarefa 7
Tarefa 7Tarefa 7
Tarefa 7
 
O Modelo De Auto Avaliacao Sessao 7
O Modelo De Auto Avaliacao Sessao 7O Modelo De Auto Avaliacao Sessao 7
O Modelo De Auto Avaliacao Sessao 7
 
MAFSessao5 Tarefa
MAFSessao5 TarefaMAFSessao5 Tarefa
MAFSessao5 Tarefa
 
SessãO 8
SessãO 8SessãO 8
SessãO 8
 
SessãO 8
SessãO 8SessãO 8
SessãO 8
 
Análise E Comentário Critico Aos Relatórios De Avaliação Externa I G E
Análise E Comentário  Critico Aos Relatórios De Avaliação Externa  I G EAnálise E Comentário  Critico Aos Relatórios De Avaliação Externa  I G E
Análise E Comentário Critico Aos Relatórios De Avaliação Externa I G E
 
1ª Tarefa
1ª Tarefa1ª Tarefa
1ª Tarefa
 
7ª Semana 1ª Tarefa Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO
7ª Semana   1ª Tarefa   Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO7ª Semana   1ª Tarefa   Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO
7ª Semana 1ª Tarefa Distinguir DescriçãO De AvaliaçãO
 
Paa be 20172018
Paa be 20172018 Paa be 20172018
Paa be 20172018
 
1ª Tarefa - 7ª Sessão
1ª Tarefa - 7ª Sessão1ª Tarefa - 7ª Sessão
1ª Tarefa - 7ª Sessão
 
Planificação sessão 5
Planificação sessão 5Planificação sessão 5
Planificação sessão 5
 

Mais de Almerindo de Pinho

8 b quadras
8 b quadras8 b quadras
8 b quadras
Almerindo de Pinho
 
NOVIDADES DA BE - ESAS
NOVIDADES DA BE - ESASNOVIDADES DA BE - ESAS
NOVIDADES DA BE - ESAS
Almerindo de Pinho
 
ALIMENTAÇÃO NO MUNDO
ALIMENTAÇÃO NO MUNDOALIMENTAÇÃO NO MUNDO
ALIMENTAÇÃO NO MUNDO
Almerindo de Pinho
 
RESPOSTAS AOS QUESTIONÁRIOS DA BE - ALUNOS, PROFESSORES E EE
RESPOSTAS AOS QUESTIONÁRIOS DA BE - ALUNOS, PROFESSORES E EERESPOSTAS AOS QUESTIONÁRIOS DA BE - ALUNOS, PROFESSORES E EE
RESPOSTAS AOS QUESTIONÁRIOS DA BE - ALUNOS, PROFESSORES E EE
Almerindo de Pinho
 
5 Domínio de formação - Partilha de conteúdos (de 7 a 13 de maio)
5 Domínio de formação - Partilha de conteúdos (de 7 a 13 de maio) 5 Domínio de formação - Partilha de conteúdos (de 7 a 13 de maio)
5 Domínio de formação - Partilha de conteúdos (de 7 a 13 de maio)
Almerindo de Pinho
 
CONCURSO DE POESIA INTERESCOLAS DE VILA NOVA DE GAIA 2011 / 12
CONCURSO DE POESIA INTERESCOLAS DE VILA NOVA DE GAIA 2011 / 12CONCURSO DE POESIA INTERESCOLAS DE VILA NOVA DE GAIA 2011 / 12
CONCURSO DE POESIA INTERESCOLAS DE VILA NOVA DE GAIA 2011 / 12
Almerindo de Pinho
 
Social bookmarking
Social bookmarkingSocial bookmarking
Social bookmarking
Almerindo de Pinho
 
Livros adquiridos no âmbito das atividades do PNL 2011-12 e outras novidades
Livros adquiridos no âmbito das atividades do PNL 2011-12 e outras novidadesLivros adquiridos no âmbito das atividades do PNL 2011-12 e outras novidades
Livros adquiridos no âmbito das atividades do PNL 2011-12 e outras novidades
Almerindo de Pinho
 
Minorcas
MinorcasMinorcas
AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESAS-GAIA / ANO LETIVO 2011-2012
AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESAS-GAIA / ANO  LETIVO 2011-2012AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESAS-GAIA / ANO  LETIVO 2011-2012
AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESAS-GAIA / ANO LETIVO 2011-2012
Almerindo de Pinho
 
Imagens microscópicas
Imagens microscópicasImagens microscópicas
Imagens microscópicas
Almerindo de Pinho
 
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte II
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte IICAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte II
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte II
Almerindo de Pinho
 
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte I
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte ICAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte I
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte I
Almerindo de Pinho
 
Guia do Utilizador da Biblioteca da Escola Secundária António Sérgio - V. N. ...
Guia do Utilizador da Biblioteca da Escola Secundária António Sérgio - V. N. ...Guia do Utilizador da Biblioteca da Escola Secundária António Sérgio - V. N. ...
Guia do Utilizador da Biblioteca da Escola Secundária António Sérgio - V. N. ...
Almerindo de Pinho
 
Beldades Microscópicas
Beldades MicroscópicasBeldades Microscópicas
Beldades Microscópicas
Almerindo de Pinho
 
Semana da Leitura 2011
Semana da Leitura 2011Semana da Leitura 2011
Semana da Leitura 2011
Almerindo de Pinho
 
Semana da Leitura 2011
Semana da Leitura 2011Semana da Leitura 2011
Semana da Leitura 2011
Almerindo de Pinho
 
Ponte de Encontro - Safari Fotográfico realizado no dia 12 de Fevereiro de 2011
Ponte de Encontro - Safari Fotográfico realizado no dia 12 de Fevereiro de 2011Ponte de Encontro - Safari Fotográfico realizado no dia 12 de Fevereiro de 2011
Ponte de Encontro - Safari Fotográfico realizado no dia 12 de Fevereiro de 2011
Almerindo de Pinho
 

Mais de Almerindo de Pinho (20)

8 b quadras
8 b quadras8 b quadras
8 b quadras
 
NOVIDADES DA BE - ESAS
NOVIDADES DA BE - ESASNOVIDADES DA BE - ESAS
NOVIDADES DA BE - ESAS
 
ALIMENTAÇÃO NO MUNDO
ALIMENTAÇÃO NO MUNDOALIMENTAÇÃO NO MUNDO
ALIMENTAÇÃO NO MUNDO
 
RESPOSTAS AOS QUESTIONÁRIOS DA BE - ALUNOS, PROFESSORES E EE
RESPOSTAS AOS QUESTIONÁRIOS DA BE - ALUNOS, PROFESSORES E EERESPOSTAS AOS QUESTIONÁRIOS DA BE - ALUNOS, PROFESSORES E EE
RESPOSTAS AOS QUESTIONÁRIOS DA BE - ALUNOS, PROFESSORES E EE
 
5 Domínio de formação - Partilha de conteúdos (de 7 a 13 de maio)
5 Domínio de formação - Partilha de conteúdos (de 7 a 13 de maio) 5 Domínio de formação - Partilha de conteúdos (de 7 a 13 de maio)
5 Domínio de formação - Partilha de conteúdos (de 7 a 13 de maio)
 
CONCURSO DE POESIA INTERESCOLAS DE VILA NOVA DE GAIA 2011 / 12
CONCURSO DE POESIA INTERESCOLAS DE VILA NOVA DE GAIA 2011 / 12CONCURSO DE POESIA INTERESCOLAS DE VILA NOVA DE GAIA 2011 / 12
CONCURSO DE POESIA INTERESCOLAS DE VILA NOVA DE GAIA 2011 / 12
 
Social bookmarking
Social bookmarkingSocial bookmarking
Social bookmarking
 
Livros adquiridos no âmbito das atividades do PNL 2011-12 e outras novidades
Livros adquiridos no âmbito das atividades do PNL 2011-12 e outras novidadesLivros adquiridos no âmbito das atividades do PNL 2011-12 e outras novidades
Livros adquiridos no âmbito das atividades do PNL 2011-12 e outras novidades
 
Minorcas
MinorcasMinorcas
Minorcas
 
AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESAS-GAIA / ANO LETIVO 2011-2012
AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESAS-GAIA / ANO  LETIVO 2011-2012AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESAS-GAIA / ANO  LETIVO 2011-2012
AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESAS-GAIA / ANO LETIVO 2011-2012
 
Imagens microscópicas
Imagens microscópicasImagens microscópicas
Imagens microscópicas
 
A VIDA
A VIDAA VIDA
A VIDA
 
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte II
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte IICAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte II
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte II
 
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte I
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte ICAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte I
CAMÕES visto pelos alunos do 9º E - Parte I
 
LA CIGALE ET LA FOURMI
LA CIGALE ET LA FOURMILA CIGALE ET LA FOURMI
LA CIGALE ET LA FOURMI
 
Guia do Utilizador da Biblioteca da Escola Secundária António Sérgio - V. N. ...
Guia do Utilizador da Biblioteca da Escola Secundária António Sérgio - V. N. ...Guia do Utilizador da Biblioteca da Escola Secundária António Sérgio - V. N. ...
Guia do Utilizador da Biblioteca da Escola Secundária António Sérgio - V. N. ...
 
Beldades Microscópicas
Beldades MicroscópicasBeldades Microscópicas
Beldades Microscópicas
 
Semana da Leitura 2011
Semana da Leitura 2011Semana da Leitura 2011
Semana da Leitura 2011
 
Semana da Leitura 2011
Semana da Leitura 2011Semana da Leitura 2011
Semana da Leitura 2011
 
Ponte de Encontro - Safari Fotográfico realizado no dia 12 de Fevereiro de 2011
Ponte de Encontro - Safari Fotográfico realizado no dia 12 de Fevereiro de 2011Ponte de Encontro - Safari Fotográfico realizado no dia 12 de Fevereiro de 2011
Ponte de Encontro - Safari Fotográfico realizado no dia 12 de Fevereiro de 2011
 

Último

Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 

Último (20)

Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 

O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Workshop) - ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação

  • 1. Práticas e modelos A.A. das BE - DREN - T6 O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Workshop) Fórum 1 Fórum 1 ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação Enunciados: 1 - Foi recolhida informação dos departamentos sobre a colecção da BE. Descritivo o Os departamentos analisaram a colecção da BE e apresentaram uma proposta de aquisição de títulos fundamentais para os vários grupos disciplinares. o Depois de consultarem o Catálogo Informatizado da BE, os vários departamentos apresentaram uma listagem de todos os documentos necessários à concretização dos programas das suas disciplinas. o Foram feitos questionários aos docentes dos vários departamentos sobre a PDC da BE. A análise aos resultados dos inquéritos permitiu proceder ao desbaste da colecção e à aquisição de obras de estudo obrigatório. o Os docentes responsáveis pelas ACND reuniram com o professor bibliotecário e os coordenadores de departamento e chegaram a um entendimento sobre as algumas obras a adquirir no presente ano lectivo. 2 - A BE promove sistematicamente mecanismos de avaliação cujos resultados são utilizados na planificação do trabalho. Avaliativo 3 - Iniciativa de um projecto (parceria com a Câmara Municipal) de âmbito nacional. Descritivo o No âmbito do Projecto “Gaia a Escrever” a BE estabeleceu uma parceria com a Câmara Municipal, que possibilitará a publicação do livro de contos dos alunos da ESAS-Gaia. o A BE estabeleceu uma parceria com a Câmara Municipal para a aquisição de obras necessárias ao projecto “É tempo de Ler!” A escolha dos documentos será feita a pensar essencialmente nos adultos do CNO e população desempregada de V. N. Gaia. o A BE estabeleceu uma parceria com a Câmara Municipal para realizar o projecto “À Sombra dos Dias”. A ideia é criar um espaço de leitura exterior à biblioteca. Para tal, a Câmara Municipal compromete-se a financiar o mobiliário de jardim que será colocado junto à japoneira do jardim da biblioteca. No final do ano serão divulgadas as obras mais requisitadas para leitura neste espaço. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Workshop) Fórum 1 - ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação
  • 2. Práticas e modelos A.A. das BE - DREN - T6 4 - Aproximação estimulante às famílias e seu envolvimento no projecto da BE, com o projecto “Leituras em família”. Descritivo o A BE lançou o projecto “Leituras em família”. Os Encarregados de Educação e familiares dos alunos são convidados a inscreverem-se como sócios da biblioteca (Amigos da BE). Mediante o pagamento de uma quota simbólica, os Amigos da biblioteca podem requisitar livros e material não livro por um período de oito dias renováveis. Uma condição: por cada DVD requisitado têm de requisitar um livro. Está também prevista a realização mensal de encontros de leitura na sala multidisciplinar, com a presença dos amigos da BE. o Dado o sucesso do projecto “Leituras em família”, este ano a actividade será realizada a pensar essencialmente nos alunos estrangeiros da nossa escola. Será feito um questionário aos referidos alunos, para que a BE conheça as suas obras preferidas. Os vários Consulados já garantiram uma verba para a aquisição de algumas dezenas de obras estrangeiras, escritas em português. 5 - Horário da BE cobre todo o tempo de abertura da escola. Descritivo o O horário da BE cobre também o período do dia a que corresponde uma maior procura dos alunos, isto é, hora do almoço. o A BE continua aberta nos períodos de pausas lectivas – Natal, Carnaval e Páscoa. 6 - A actualização do material informático não corresponde às necessidades dos utilizadores (professores, alunos). Descritivo o O software da BE não permite a produção de podcasts essenciais para a divulgação de passagens de obras recentemente adquiridas pela BE. o Alguns CD e DVD da BE têm sido muito utilizados e, por isso, não se encontram em perfeito estado de conservação. A BE precisa de adquirir urgentemente o hardware que permita realizar cópias legais deste material. 7 - A BE disponibiliza guiões de pesquisa baseados no modelo Big6. Descritivo o A BE disponibiliza no seu blogue guiões de pesquisa em vários formatos digitais. Os utilizadores da biblioteca podem consultar e descarregar ficheiros em PDF, WORD, Excel e PPT. No início do ano lectivo estes guiões de pesquisa são apresentados às turmas dos sétimos e décimos anos, bem como aos professores da Área de Projecto e outros interessados. Além disso, o Canal de vídeo da BE exemplifica a forma de pesquisar na biblioteca os conteúdos das principais disciplinas e áreas do conhecimento. o Os guiões de pesquisa foram produzidos em colaboração com alunos e professores. Foram simuladas situações concretas de pesquisa que estão registadas em vídeo. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Workshop) Fórum 1 - ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação