SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
O Livro dos Médiuns
Depois do Livro dos Espíritos
• O Livro dos Médiuns, ou Guia
do Médiuns e dos Evocadores,
é sequência natural de O Livro
dos Espíritos, que trata
especialmente da parte
experimental da Doutrina. O
Livro dos Médiuns tem como
fonte básica a parte segunda de
O Livro dos Espíritos, capítulo
IX, que trata da “Intervenção
dos Espíritos no mundo
corpóreo”.
Instrução Prática sobre as
Manifestações Espíritas
• Não obstante o papel inestimável
que esse livro desempenhou nos
primórdios da Codificação
Espírita, Allan Kardec avisou aos
leitores da Revista Espírita
(agosto de 1860) que aquela obra
estava inteiramente esgotada e
não seria reimpressa. Novo
trabalho, muito mais completo e
que seguiria outro plano, viria
substituí-la dentro de pouco
tempo. Foi a primeira referência
ao lançamento de O Livro dos
Médiuns, publicado em 1861
Organização de O Livro dos Médiuns
• Introdução: Kardec fornece
explicações relativas à natureza da
obra e às condições sérias de
realização da reunião mediúnica.
Ensina que, a despeito da faculdade
mediúnica ser inerente ao ser
humano, o desenvolvimento da
mediunidade depende do esforço do
médium em querer se transformar
em legítimo instrumento de
comunicação entre os dois planos
da vida e da possibilidade dos
Espíritos poderem manifestar-se.
Entrevista com Allan Kardec
• Qual o objetivo de O Livro
dos Médiuns?
• Allan Kardec: “O objetivo
consiste em indicar os meios de
desenvolver a faculdade
mediúnica, tanto quanto o
permitam as disposições de cada
um e, sobretudo, dirigir-lhe o
emprego de maneira proveitosa,
quando não existir a faculdade”
• Qual o conceito de médium?
• Allan Kardec: “Médium é toda
pessoa que sente, num grau qualquer,
a influência dos Espíritos. Essa
faculdade é inerente ao homem e, por
conseguinte, não constitui um
privilégio exclusivo. Por isso mesmo,
raras são as pessoas que não possuam
alguns rudimentos dessa faculdade.
Pode-se, pois, dizer que todos são
mais ou menos médiuns. Usualmente,
porém, essa qualificação só se aplica
àqueles em quem a faculdade se
mostra bem caracterizada e se traduz
por efeitos patentes, de certa
intensidade, o que depende de uma
organização mais ou menos sensitiva”
• Mediunidade seria o primeiro tema
ou estudo para neófitos?
• Allan Kardec: “Diremos, porém, a quem
desejar ocupar-se seriamente da matéria,
que primeiro leia O Livro dos Espíritos,
porque contém princípios fundamentais
sem os quais talvez seja difícil a
compreensão de algumas partes desta
obra”.9
• “Todo ensino metódico deve partir do
conhecido para o desconhecido. Para o
materialista, o conhecido é a matéria; parti,
pois, da matéria e tratai, antes de tudo, de
convencê-lo, pela observância da própria
matéria, de que há nele alguma coisa que
escapa às leis da matéria. Numa palavra,
antes que o torneis ESPÍRITA, cuidai de
torná-lo ESPIRITUALISTA”
Organização de O Livro dos Médiuns
• Primeira Parte – Noções Preliminares:
organizada em quatro capítulos (Há
espíritos?; O maravilhoso e o sobrenatural;
Método; Sistemas), Kardec analisa questões
cruciais relacionadas à prática mediúnica,
apresentando lúcidas argumentações sobre
o método de investigação utilizado para
comprovar os fenômenos mediúnicos, a
imortalidade e sobrevivência do Espírito
após a morte, o caráter não “miraculoso” ou
“sobrenatural” das mensagens espíritas e as
condições que justificam as comunicações
dos Espíritos.
Organização de O Livro dos Médiuns
• Segunda Parte –Manifestações
Espíritas: composta de 32 capítulos,
assim denominados: Ação dos
espíritos sobre a matéria;
Manifestações físicas. Mesas
girantes; Manifestações inteligentes;
Teoria das manifestações físicas;
Manifestações físicas espontâneas;
Manifestações visuais;
Bicorporeidade e transfiguração;
Laboratório do mundo invisível;
Lugares assombrados;
Organização de O Livro dos Médiuns
• Segunda Parte – Natureza das
comunicações; Sematologia e tiptologia;
Pneumatografia ou escrita direta.
Pneumatofonia; Psicografia; Médiuns;
Médiuns escreventes ou psicógrafos;
Médiuns especiais; Formação dos médiuns;
Inconvenientes e perigos da mediunidade;
O papel dos médiuns nas comunicações
espíritas; Influência moral do médium;
Influência do meio; Mediunidade nos
animais; Obsessão; Identidade dos
Espíritos; Evocações; Perguntas que se
podem fazer aos Espíritos; Contradições e
mistificações; Charlatanismo e embuste;
Reuniões e sociedades espíritas;
Regulamento da Sociedade Parisiense
de Estudos Espíritas
• Regulamento da Sociedade
Parisiense de Estudos Espíritas;
Dissertações espíritas;
Vocabulário espírita. Encontramos
nessa parte o referencial espírita
para a organização e
funcionamento do trabalho
mediúnico: comunicabilidade dos
Espíritos, as relações com os
encarnados e as influências,
ocultas ou evidentes, boas ou más,
sutis ou patentes, por eles
exercidas.
Reformador Janeiro 2011
• Allan Kardec sempre se manteve fiel (e
coerente) aos ensinos transmitidos pelos
Espíritos orientadores da Humanidade,
retirando de O Livro dos Espíritos os
subsídios
necessários para a construção das demais
obras de sua autoria. Desenvolveu, para
tanto, metodologia adequada de
investigação e análise, evitando premissas
falsas e conclusões equivocadas. Neste
contexto, concluiu que a Doutrina Espírita
apresenta dois grandes fundamentos, que
não devem ser ignorados pelo adepto: o
esclarecimento doutrinário, obtido pelo
estudo regular, e a melhoria moral,
adquirida pelo combate às imperfeições

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Centro Espírita - Farol de Luz
Centro Espírita - Farol de LuzCentro Espírita - Farol de Luz
Centro Espírita - Farol de LuzRicardo Azevedo
 
Princípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do EspiritismoPrincípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do Espiritismopaikachambi
 
Roteiro 1 influência dos espíritos
Roteiro 1   influência dos espíritosRoteiro 1   influência dos espíritos
Roteiro 1 influência dos espíritosBruno Cechinel Filho
 
2.6.1 espiritos errantes
2.6.1   espiritos errantes2.6.1   espiritos errantes
2.6.1 espiritos errantesMarta Gomes
 
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deusCapítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deusEduardo Ottonelli Pithan
 
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)Marcos Antônio Alves
 
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"Jorge Luiz dos Santos
 
Provas da existência deus
Provas da existência deusProvas da existência deus
Provas da existência deusDenise Aguiar
 
Criação e evolução a luz do espiritismo!
Criação e evolução a luz do espiritismo!Criação e evolução a luz do espiritismo!
Criação e evolução a luz do espiritismo!Leonardo Pereira
 
Comemoração dos mortos. Funerais
Comemoração dos mortos. FuneraisComemoração dos mortos. Funerais
Comemoração dos mortos. FuneraisGraça Maciel
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direitagmo1973
 
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteDenise Aguiar
 

Mais procurados (20)

AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão EspíritaAFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
 
Centro Espírita - Farol de Luz
Centro Espírita - Farol de LuzCentro Espírita - Farol de Luz
Centro Espírita - Farol de Luz
 
Princípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do EspiritismoPrincípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do Espiritismo
 
Relações de além tumulo
Relações de além tumuloRelações de além tumulo
Relações de além tumulo
 
Roteiro 1 influência dos espíritos
Roteiro 1   influência dos espíritosRoteiro 1   influência dos espíritos
Roteiro 1 influência dos espíritos
 
Tomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantes
Tomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantesTomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantes
Tomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantes
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
 
2.6.1 espiritos errantes
2.6.1   espiritos errantes2.6.1   espiritos errantes
2.6.1 espiritos errantes
 
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deusCapítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
 
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)
 
Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.
 
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
 
Provas da existência deus
Provas da existência deusProvas da existência deus
Provas da existência deus
 
Lei de causa e efeito
Lei de causa e efeitoLei de causa e efeito
Lei de causa e efeito
 
Criação e evolução a luz do espiritismo!
Criação e evolução a luz do espiritismo!Criação e evolução a luz do espiritismo!
Criação e evolução a luz do espiritismo!
 
ESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADOESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADO
 
Comemoração dos mortos. Funerais
Comemoração dos mortos. FuneraisComemoração dos mortos. Funerais
Comemoração dos mortos. Funerais
 
Obras básicas
Obras básicasObras básicas
Obras básicas
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
 
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
 

Destaque

Livro do médiuns - Do maravilhoso ao Sobrenatural
Livro do médiuns - Do maravilhoso ao SobrenaturalLivro do médiuns - Do maravilhoso ao Sobrenatural
Livro do médiuns - Do maravilhoso ao SobrenaturalAna Cláudia Leal Felgueiras
 
O livro dos mediuns
O livro dos mediunsO livro dos mediuns
O livro dos mediunssheilaleite
 
150 Anos de O Livro dos Mediuns
150 Anos de O Livro dos Mediuns150 Anos de O Livro dos Mediuns
150 Anos de O Livro dos Mediunsigmateus
 
Olm 100811-método, sistema, manif.física-mesas girantes
Olm 100811-método, sistema, manif.física-mesas girantesOlm 100811-método, sistema, manif.física-mesas girantes
Olm 100811-método, sistema, manif.física-mesas girantesCarlos Alberto Freire De Souza
 
Aula 06 - Introdução do Livro dos Espíritos
Aula 06 - Introdução do Livro dos EspíritosAula 06 - Introdução do Livro dos Espíritos
Aula 06 - Introdução do Livro dos Espíritoscontatodoutrina2013
 
O livro dos médiuns - allan kardec
O livro dos médiuns - allan kardecO livro dos médiuns - allan kardec
O livro dos médiuns - allan kardecmocidaderp
 
15.emmanuel 2e3 ciclos
15.emmanuel 2e3 ciclos15.emmanuel 2e3 ciclos
15.emmanuel 2e3 ciclosAlice Lirio
 
O livro-dos-mediuns - book pdf
O livro-dos-mediuns - book pdfO livro-dos-mediuns - book pdf
O livro-dos-mediuns - book pdfAltibano Ortenzi
 
Noções Preliminares
Noções PreliminaresNoções Preliminares
Noções PreliminaresProjetoCRP
 
Figuras para uso nas aulas
Figuras para uso nas aulasFiguras para uso nas aulas
Figuras para uso nas aulasAlice Lirio
 
Mediunidade através dos tempos
Mediunidade através dos temposMediunidade através dos tempos
Mediunidade através dos temposJosé Reis Silva
 
Das evocações
Das evocaçõesDas evocações
Das evocaçõeshome
 
《莲花海》(34) 生死的奥秘-濒死体验的意义(34)敦珠佛学会
《莲花海》(34) 生死的奥秘-濒死体验的意义(34)敦珠佛学会《莲花海》(34) 生死的奥秘-濒死体验的意义(34)敦珠佛学会
《莲花海》(34) 生死的奥秘-濒死体验的意义(34)敦珠佛学会DudjomBuddhistAssociation
 
Instituto Espírita de Educação - Allan Kardec
Instituto Espírita de Educação - Allan KardecInstituto Espírita de Educação - Allan Kardec
Instituto Espírita de Educação - Allan Kardecguestf5f4b2
 
Aula 02 2013 - o que é espiritismo
Aula 02 2013 - o que é espiritismoAula 02 2013 - o que é espiritismo
Aula 02 2013 - o que é espiritismocontatodoutrina2013
 
Estudo mensal vida espirita
Estudo mensal vida espiritaEstudo mensal vida espirita
Estudo mensal vida espiritaFórum Espírita
 
2013 cem - fraudes espíritas e mistificações - parte a -5a aula
2013   cem - fraudes espíritas e mistificações  - parte a -5a aula2013   cem - fraudes espíritas e mistificações  - parte a -5a aula
2013 cem - fraudes espíritas e mistificações - parte a -5a aulaArtomy Jado
 

Destaque (20)

O Livro dos Médiuns
O Livro dos MédiunsO Livro dos Médiuns
O Livro dos Médiuns
 
O livro dos médiuns - Sistemas
O livro dos médiuns -  SistemasO livro dos médiuns -  Sistemas
O livro dos médiuns - Sistemas
 
Livro do médiuns - Do maravilhoso ao Sobrenatural
Livro do médiuns - Do maravilhoso ao SobrenaturalLivro do médiuns - Do maravilhoso ao Sobrenatural
Livro do médiuns - Do maravilhoso ao Sobrenatural
 
O livro dos mediuns
O livro dos mediunsO livro dos mediuns
O livro dos mediuns
 
150 Anos de O Livro dos Mediuns
150 Anos de O Livro dos Mediuns150 Anos de O Livro dos Mediuns
150 Anos de O Livro dos Mediuns
 
150 anos de O Livro dos Médiuns
150 anos de O Livro dos Médiuns150 anos de O Livro dos Médiuns
150 anos de O Livro dos Médiuns
 
Olm 100811-método, sistema, manif.física-mesas girantes
Olm 100811-método, sistema, manif.física-mesas girantesOlm 100811-método, sistema, manif.física-mesas girantes
Olm 100811-método, sistema, manif.física-mesas girantes
 
Aula 06 - Introdução do Livro dos Espíritos
Aula 06 - Introdução do Livro dos EspíritosAula 06 - Introdução do Livro dos Espíritos
Aula 06 - Introdução do Livro dos Espíritos
 
O livro dos médiuns - allan kardec
O livro dos médiuns - allan kardecO livro dos médiuns - allan kardec
O livro dos médiuns - allan kardec
 
15.emmanuel 2e3 ciclos
15.emmanuel 2e3 ciclos15.emmanuel 2e3 ciclos
15.emmanuel 2e3 ciclos
 
O livro-dos-mediuns - book pdf
O livro-dos-mediuns - book pdfO livro-dos-mediuns - book pdf
O livro-dos-mediuns - book pdf
 
Noções Preliminares
Noções PreliminaresNoções Preliminares
Noções Preliminares
 
Figuras para uso nas aulas
Figuras para uso nas aulasFiguras para uso nas aulas
Figuras para uso nas aulas
 
Mediunidade através dos tempos
Mediunidade através dos temposMediunidade através dos tempos
Mediunidade através dos tempos
 
Das evocações
Das evocaçõesDas evocações
Das evocações
 
《莲花海》(34) 生死的奥秘-濒死体验的意义(34)敦珠佛学会
《莲花海》(34) 生死的奥秘-濒死体验的意义(34)敦珠佛学会《莲花海》(34) 生死的奥秘-濒死体验的意义(34)敦珠佛学会
《莲花海》(34) 生死的奥秘-濒死体验的意义(34)敦珠佛学会
 
Instituto Espírita de Educação - Allan Kardec
Instituto Espírita de Educação - Allan KardecInstituto Espírita de Educação - Allan Kardec
Instituto Espírita de Educação - Allan Kardec
 
Aula 02 2013 - o que é espiritismo
Aula 02 2013 - o que é espiritismoAula 02 2013 - o que é espiritismo
Aula 02 2013 - o que é espiritismo
 
Estudo mensal vida espirita
Estudo mensal vida espiritaEstudo mensal vida espirita
Estudo mensal vida espirita
 
2013 cem - fraudes espíritas e mistificações - parte a -5a aula
2013   cem - fraudes espíritas e mistificações  - parte a -5a aula2013   cem - fraudes espíritas e mistificações  - parte a -5a aula
2013 cem - fraudes espíritas e mistificações - parte a -5a aula
 

Semelhante a O livro dos médiuns

4ª aula dos médiuns - classificação geral - coem
4ª aula   dos médiuns - classificação geral - coem4ª aula   dos médiuns - classificação geral - coem
4ª aula dos médiuns - classificação geral - coemWagner Quadros
 
01 o médium conceito e classif. mediunidade com jesus
01   o médium conceito e classif. mediunidade com jesus01   o médium conceito e classif. mediunidade com jesus
01 o médium conceito e classif. mediunidade com jesusjcevadro
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Leonardo Pereira
 
Autoridade da Doutrina Espírita
Autoridade da Doutrina EspíritaAutoridade da Doutrina Espírita
Autoridade da Doutrina EspíritaHelio Cruz
 
Ciência e espiritismo
Ciência e espiritismoCiência e espiritismo
Ciência e espiritismoMarcos Accioly
 
Apresentação 01 pentateuco
Apresentação 01 pentateucoApresentação 01 pentateuco
Apresentação 01 pentateucodanieladaj
 
Fundamental I - Modulo V - Roteiro 2 - [2009]Euzebio.ppt
Fundamental I - Modulo V - Roteiro 2 - [2009]Euzebio.pptFundamental I - Modulo V - Roteiro 2 - [2009]Euzebio.ppt
Fundamental I - Modulo V - Roteiro 2 - [2009]Euzebio.pptGilvaniaKardinally
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros 01 conceitos fundamentais
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  01 conceitos fundamentaisEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  01 conceitos fundamentais
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros 01 conceitos fundamentaisJose Luiz Maio
 
13 herculano pires - mediunidade
13    herculano pires - mediunidade13    herculano pires - mediunidade
13 herculano pires - mediunidadeEWALDO DE SOUZA
 
Esde módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médium
Esde    módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médiumEsde    módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médium
Esde módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médiumElysio Laroide Lugarinho
 
modulo V - 2.pdf tomo I - comunicabilidade dos espíritos
modulo V - 2.pdf tomo I - comunicabilidade dos espíritosmodulo V - 2.pdf tomo I - comunicabilidade dos espíritos
modulo V - 2.pdf tomo I - comunicabilidade dos espíritosFilipeDuartedeBem
 
Classificação da mediunidade
Classificação da mediunidadeClassificação da mediunidade
Classificação da mediunidadeWilma Badan C.G.
 
Espiritismo e mediunidade 06
Espiritismo e mediunidade 06Espiritismo e mediunidade 06
Espiritismo e mediunidade 06Leonardo Pereira
 
Espiritismo e mediunidade 07
Espiritismo e mediunidade  07Espiritismo e mediunidade  07
Espiritismo e mediunidade 07Leonardo Pereira
 
14 29.05.2014 - classificação da mediunidade
14   29.05.2014 - classificação da mediunidade14   29.05.2014 - classificação da mediunidade
14 29.05.2014 - classificação da mediunidadeWilma Badan C.G.
 
Classificação da mediunidade - Wilma Badan CG -
Classificação da mediunidade - Wilma Badan CG - Classificação da mediunidade - Wilma Badan CG -
Classificação da mediunidade - Wilma Badan CG - Wilma Badan C.G.
 

Semelhante a O livro dos médiuns (20)

4ª aula dos médiuns - classificação geral - coem
4ª aula   dos médiuns - classificação geral - coem4ª aula   dos médiuns - classificação geral - coem
4ª aula dos médiuns - classificação geral - coem
 
01 o médium conceito e classif. mediunidade com jesus
01   o médium conceito e classif. mediunidade com jesus01   o médium conceito e classif. mediunidade com jesus
01 o médium conceito e classif. mediunidade com jesus
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
 
Autoridade da Doutrina Espírita
Autoridade da Doutrina EspíritaAutoridade da Doutrina Espírita
Autoridade da Doutrina Espírita
 
Ciência e espiritismo
Ciência e espiritismoCiência e espiritismo
Ciência e espiritismo
 
Apresentação 01 pentateuco
Apresentação 01 pentateucoApresentação 01 pentateuco
Apresentação 01 pentateuco
 
Fundamental I - Modulo V - Roteiro 2 - [2009]Euzebio.ppt
Fundamental I - Modulo V - Roteiro 2 - [2009]Euzebio.pptFundamental I - Modulo V - Roteiro 2 - [2009]Euzebio.ppt
Fundamental I - Modulo V - Roteiro 2 - [2009]Euzebio.ppt
 
Mediunidade
MediunidadeMediunidade
Mediunidade
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros 01 conceitos fundamentais
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  01 conceitos fundamentaisEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  01 conceitos fundamentais
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros 01 conceitos fundamentais
 
13 herculano pires - mediunidade
13    herculano pires - mediunidade13    herculano pires - mediunidade
13 herculano pires - mediunidade
 
Medium e mediunidade com jesus
Medium e mediunidade com jesusMedium e mediunidade com jesus
Medium e mediunidade com jesus
 
Esde módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médium
Esde    módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médiumEsde    módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médium
Esde módulo 05 - roteiro 02 - mediunidade e médium
 
modulo V - 2.pdf tomo I - comunicabilidade dos espíritos
modulo V - 2.pdf tomo I - comunicabilidade dos espíritosmodulo V - 2.pdf tomo I - comunicabilidade dos espíritos
modulo V - 2.pdf tomo I - comunicabilidade dos espíritos
 
Classificação da mediunidade
Classificação da mediunidadeClassificação da mediunidade
Classificação da mediunidade
 
Espiritismo e mediunidade 06
Espiritismo e mediunidade 06Espiritismo e mediunidade 06
Espiritismo e mediunidade 06
 
Espiritismo e mediunidade 07
Espiritismo e mediunidade  07Espiritismo e mediunidade  07
Espiritismo e mediunidade 07
 
14 29.05.2014 - classificação da mediunidade
14   29.05.2014 - classificação da mediunidade14   29.05.2014 - classificação da mediunidade
14 29.05.2014 - classificação da mediunidade
 
Classificação da mediunidade - Wilma Badan CG -
Classificação da mediunidade - Wilma Badan CG - Classificação da mediunidade - Wilma Badan CG -
Classificação da mediunidade - Wilma Badan CG -
 
Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!
 

Mais de Alfredo Lopes

Mais de Alfredo Lopes (20)

Acaminhodaluz
AcaminhodaluzAcaminhodaluz
Acaminhodaluz
 
07 02-2
07 02-207 02-2
07 02-2
 
Santa Catarina e o espiritismo
Santa Catarina e o espiritismoSanta Catarina e o espiritismo
Santa Catarina e o espiritismo
 
Tablet reencarnação
Tablet  reencarnaçãoTablet  reencarnação
Tablet reencarnação
 
Datashow reencarnação
Datashow reencarnaçãoDatashow reencarnação
Datashow reencarnação
 
O garoto que queria virar serial killer
O garoto que queria virar serial killerO garoto que queria virar serial killer
O garoto que queria virar serial killer
 
A batalha do shortinho
A batalha do shortinhoA batalha do shortinho
A batalha do shortinho
 
A felicidade
A felicidadeA felicidade
A felicidade
 
Reencarnação
Reencarnação Reencarnação
Reencarnação
 
Um homem chamado amor
Um homem chamado amorUm homem chamado amor
Um homem chamado amor
 
Coleçao andre luiz
Coleçao andre luizColeçao andre luiz
Coleçao andre luiz
 
Força educadora da doutrina espírita
Força educadora da doutrina espíritaForça educadora da doutrina espírita
Força educadora da doutrina espírita
 
A atualidade de Emmanuel
A atualidade de EmmanuelA atualidade de Emmanuel
A atualidade de Emmanuel
 
Jesus e a Via Sacra
Jesus e a Via SacraJesus e a Via Sacra
Jesus e a Via Sacra
 
Novela 'Além do Tempo'
Novela 'Além do Tempo'Novela 'Além do Tempo'
Novela 'Além do Tempo'
 
Obras Póstumas
Obras PóstumasObras Póstumas
Obras Póstumas
 
Renovação
RenovaçãoRenovação
Renovação
 
Leis morais
Leis moraisLeis morais
Leis morais
 
Reforma intima
Reforma intimaReforma intima
Reforma intima
 
Reforma intima tablet
Reforma intima   tabletReforma intima   tablet
Reforma intima tablet
 

Último

Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoFabioLofrano
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 

Último (13)

Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 

O livro dos médiuns

  • 1. O Livro dos Médiuns
  • 2. Depois do Livro dos Espíritos • O Livro dos Médiuns, ou Guia do Médiuns e dos Evocadores, é sequência natural de O Livro dos Espíritos, que trata especialmente da parte experimental da Doutrina. O Livro dos Médiuns tem como fonte básica a parte segunda de O Livro dos Espíritos, capítulo IX, que trata da “Intervenção dos Espíritos no mundo corpóreo”.
  • 3. Instrução Prática sobre as Manifestações Espíritas • Não obstante o papel inestimável que esse livro desempenhou nos primórdios da Codificação Espírita, Allan Kardec avisou aos leitores da Revista Espírita (agosto de 1860) que aquela obra estava inteiramente esgotada e não seria reimpressa. Novo trabalho, muito mais completo e que seguiria outro plano, viria substituí-la dentro de pouco tempo. Foi a primeira referência ao lançamento de O Livro dos Médiuns, publicado em 1861
  • 4.
  • 5. Organização de O Livro dos Médiuns • Introdução: Kardec fornece explicações relativas à natureza da obra e às condições sérias de realização da reunião mediúnica. Ensina que, a despeito da faculdade mediúnica ser inerente ao ser humano, o desenvolvimento da mediunidade depende do esforço do médium em querer se transformar em legítimo instrumento de comunicação entre os dois planos da vida e da possibilidade dos Espíritos poderem manifestar-se.
  • 6. Entrevista com Allan Kardec • Qual o objetivo de O Livro dos Médiuns? • Allan Kardec: “O objetivo consiste em indicar os meios de desenvolver a faculdade mediúnica, tanto quanto o permitam as disposições de cada um e, sobretudo, dirigir-lhe o emprego de maneira proveitosa, quando não existir a faculdade”
  • 7. • Qual o conceito de médium? • Allan Kardec: “Médium é toda pessoa que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos. Essa faculdade é inerente ao homem e, por conseguinte, não constitui um privilégio exclusivo. Por isso mesmo, raras são as pessoas que não possuam alguns rudimentos dessa faculdade. Pode-se, pois, dizer que todos são mais ou menos médiuns. Usualmente, porém, essa qualificação só se aplica àqueles em quem a faculdade se mostra bem caracterizada e se traduz por efeitos patentes, de certa intensidade, o que depende de uma organização mais ou menos sensitiva”
  • 8. • Mediunidade seria o primeiro tema ou estudo para neófitos? • Allan Kardec: “Diremos, porém, a quem desejar ocupar-se seriamente da matéria, que primeiro leia O Livro dos Espíritos, porque contém princípios fundamentais sem os quais talvez seja difícil a compreensão de algumas partes desta obra”.9 • “Todo ensino metódico deve partir do conhecido para o desconhecido. Para o materialista, o conhecido é a matéria; parti, pois, da matéria e tratai, antes de tudo, de convencê-lo, pela observância da própria matéria, de que há nele alguma coisa que escapa às leis da matéria. Numa palavra, antes que o torneis ESPÍRITA, cuidai de torná-lo ESPIRITUALISTA”
  • 9. Organização de O Livro dos Médiuns • Primeira Parte – Noções Preliminares: organizada em quatro capítulos (Há espíritos?; O maravilhoso e o sobrenatural; Método; Sistemas), Kardec analisa questões cruciais relacionadas à prática mediúnica, apresentando lúcidas argumentações sobre o método de investigação utilizado para comprovar os fenômenos mediúnicos, a imortalidade e sobrevivência do Espírito após a morte, o caráter não “miraculoso” ou “sobrenatural” das mensagens espíritas e as condições que justificam as comunicações dos Espíritos.
  • 10. Organização de O Livro dos Médiuns • Segunda Parte –Manifestações Espíritas: composta de 32 capítulos, assim denominados: Ação dos espíritos sobre a matéria; Manifestações físicas. Mesas girantes; Manifestações inteligentes; Teoria das manifestações físicas; Manifestações físicas espontâneas; Manifestações visuais; Bicorporeidade e transfiguração; Laboratório do mundo invisível; Lugares assombrados;
  • 11. Organização de O Livro dos Médiuns • Segunda Parte – Natureza das comunicações; Sematologia e tiptologia; Pneumatografia ou escrita direta. Pneumatofonia; Psicografia; Médiuns; Médiuns escreventes ou psicógrafos; Médiuns especiais; Formação dos médiuns; Inconvenientes e perigos da mediunidade; O papel dos médiuns nas comunicações espíritas; Influência moral do médium; Influência do meio; Mediunidade nos animais; Obsessão; Identidade dos Espíritos; Evocações; Perguntas que se podem fazer aos Espíritos; Contradições e mistificações; Charlatanismo e embuste; Reuniões e sociedades espíritas;
  • 12. Regulamento da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas • Regulamento da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas; Dissertações espíritas; Vocabulário espírita. Encontramos nessa parte o referencial espírita para a organização e funcionamento do trabalho mediúnico: comunicabilidade dos Espíritos, as relações com os encarnados e as influências, ocultas ou evidentes, boas ou más, sutis ou patentes, por eles exercidas.
  • 13. Reformador Janeiro 2011 • Allan Kardec sempre se manteve fiel (e coerente) aos ensinos transmitidos pelos Espíritos orientadores da Humanidade, retirando de O Livro dos Espíritos os subsídios necessários para a construção das demais obras de sua autoria. Desenvolveu, para tanto, metodologia adequada de investigação e análise, evitando premissas falsas e conclusões equivocadas. Neste contexto, concluiu que a Doutrina Espírita apresenta dois grandes fundamentos, que não devem ser ignorados pelo adepto: o esclarecimento doutrinário, obtido pelo estudo regular, e a melhoria moral, adquirida pelo combate às imperfeições