SlideShare uma empresa Scribd logo
O Feminismo
Primeiramente, o que é o feminismo?
• O feminismo é um movimento social,
filosófico e político que tem como objetivo
direitos iguais e uma vivência humana por
meio do empoderamento feminino e da
libertação de padrões opressores patriarcais,
baseados em normas de gênero.
Feminismo não é o
oposto de machismo!
Busca por:
• Combate à violência contra a mulher;
• Igualdade salarial;
• Maior representatividade feminina na política;
• Combate ao assédio;
• Acesso a métodos contraceptivos;
• Amamentação em lugares públicos.
Origem
• Atribui-se o surgimento do tema à Revolução
Francesa (1789);
• Foi somente no século XIX que o movimento
ganhou força;
Ondas Feministas
Primeira Onda
A primeira onda acontece a
partir do final do século XIX.
Nessa fase, as mulheres,
sobretudo na Inglaterra, se
organizam para lutar por seus
direitos básicos civis e uma
dessas lutas mais populares é
o direito ao voto, conhecido
também com o movimento
sufragista.
Nos Estados Unidos as lutas
também foram pela igualdade
de direitos, igualdade na vida
conjugal e na educação.
Nessa fase também destacou-
se os movimentos operários
com a participação das
mulheres.
Segunda Onda
A segunda onda do
feminismo inicia-se por volta
de 1960 e é marcada por um
movimento de caráter
libertário. Ressaltam-se as
alianças entre estudantes e
operários, os debates diretos
sobre relações de poder entre
homens e mulheres, lutando
por um novo formato de
relacionamento, no qual a
mulher tenha mais liberdade e
autonomia para decidir sobre
seu corpo e sua vida.
Traz também questões sobre a
sexualidade, sobre a utilização
dos métodos contraceptivos e
sobre a distinção de sexo e
gênero.
Terceira Onda
A partir de meados da década de
1980, o feminismo inicia sua
terceira onda, debatendo os
paradigmas impostos pelas ondas
anteriores e os aspectos
essencialistas do feminismo, tal
com o conceito de feminilidade.
A luta por direito à terra, à saúde
materna, contra o racismo e a
favor das orientações sexuais das
mulheres se tornam efervescentes
nessa fase.
A terceira onda foca e ressalta
grupos como os de mulheres
negras e lésbicas que não se
sentiam representadas pelos
movimentos anteriores, sendo
significativo para a criação de
novas vertentes do feminismo
Quarta Onda: Atualidade
Com a popularização e o
desenvolvimento da tecnologia
e das redes sociais, o
movimento feminista ganhou
muito mais voz e adeptos. Foi
criado uma forma
completamente nova de atuação
e consolidação do movimento,
sem a necessidade de se prender
somente por ONGS,
instituições estatais ou
entidades de movimento social.
A internet trouxe uma maior
difusão do movimento à
sociedade civil, tornando-o mais
atrativo para as novas gerações,
dando à causa um maior poder
de penetração.
Conquistas
• Sufrágio;
• Acesso à educação;
• Acesso ao mercado de trabalho;
• Espaço político;
• Pílula anticoncepcional;
• Lei Maria da Penha;
• Lei do Feminicídio;
Antifeminismo
O antifeminismo é entendido
como o movimento contrário
ao feminismo. É compreendido
como um retrocesso no
processo de modernização da
sociedade, expressão de
fisionomia da tradição, ou
expressão de preconceito,
relacionada à problemática do
“lugar” da mulher na
sociedade.
Resumindo, as antifeministas
acreditam que o feminismo
destrói o conceito de família e
que, na verdade, não existe
qualquer opressão contra as
mulheres.
Hannah Arendt e
sua importância
Nascida na Alemanha, em 14 de outubro de 1906, Hannah Arendt foi
uma filósofa e teórica política de origem judaica. Foi uma grande
pensadora do século XX. Faleceu em 4 de dezembro de 1975, em Nova
York.
Forçada a fugir da Alemanha por conta da ascensão do nazismo,
mudou-se para os Estados Unidos, onde conseguiu a cidadania
estadunidense, permitindo a sua atividade como professora convidada
em universidades e seu trabalho no livro “Origens do Totalitarismo“.
Hannah Arendt buscava a compreensão da origem do nazismo, a partir
das inquietações sobre os regimes totalitários.
Arendt defendia um conceito de "pluralismo" no âmbito político. Se
situava de forma crítica ante a democracia representativa e preferia um
sistema de conselhos ou formas de democracia direta.
É um exemplo da luta feminista por sua força e decisão, realizando
críticas e falando abertamente sobre questões que no período eram
vistas como um campo masculino, onde a mulher não tinha espaço
para se expressar.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a O Feminismo

A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICO
A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICOA EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICO
A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICO
Danillo Rodrigues
 
As mulheres e a filosofia
As mulheres e a filosofiaAs mulheres e a filosofia
As mulheres e a filosofia
Erica Frau
 
Movimento feminista
Movimento feministaMovimento feminista
Movimento feminista
Laís Hildebrand
 
Feminism premisses
Feminism premissesFeminism premisses
Feminism premisses
Professor Mario Eduardo
 
Feminism premisses
Feminism premissesFeminism premisses
Feminism premisses
Professor Mario Eduardo
 
Trab soc feminismo
Trab soc  feminismoTrab soc  feminismo
Trab soc feminismo
Turmacef201617
 
Feminismo slides I
Feminismo slides IFeminismo slides I
Feminismo slides I
LilianeTesch
 
Mulher cópia
Mulher   cópiaMulher   cópia
Mulher cópia
Vera Moreira
 
feminismo.pptx
feminismo.pptxfeminismo.pptx
feminismo.pptx
cernutosornatus
 
Movimento feminista
Movimento feminista Movimento feminista
Movimento feminista
Andressa Silveira
 
FEMINISMO
FEMINISMOFEMINISMO
FEMINISMO
Luciana Tenório
 
As sufragistas
As sufragistasAs sufragistas
As sufragistas
tontinhasilva
 
O anarquismo, as ideias anarquistas
O anarquismo, as ideias anarquistasO anarquismo, as ideias anarquistas
O anarquismo, as ideias anarquistas
alinesantana1422
 
Movimento Feminista nas Histórias em Quadrinhos
Movimento Feminista nas Histórias em QuadrinhosMovimento Feminista nas Histórias em Quadrinhos
Movimento Feminista nas Histórias em Quadrinhos
Ton Nascimento
 
Mujeres libres
Mujeres libresMujeres libres
Mujeres libres
Lorena Mundim
 
Feminismo
FeminismoFeminismo
Anarquismo
AnarquismoAnarquismo
Anarquismo
Barbara Delson
 
Feminismo mundial
Feminismo mundialFeminismo mundial
Feminismo mundial
Rômulo Fernando
 
Feminismo
FeminismoFeminismo
Feminismo
Turmacef201617
 
As relações entre os movimentos feministas e outros movimentos sociais.
As relações entre os movimentos feministas e outros movimentos sociais.As relações entre os movimentos feministas e outros movimentos sociais.
As relações entre os movimentos feministas e outros movimentos sociais.
Fábio Fernandes
 

Semelhante a O Feminismo (20)

A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICO
A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICOA EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICO
A EVOLUÇÃO DA MULHER NO CENÁRIO POLÍTICO
 
As mulheres e a filosofia
As mulheres e a filosofiaAs mulheres e a filosofia
As mulheres e a filosofia
 
Movimento feminista
Movimento feministaMovimento feminista
Movimento feminista
 
Feminism premisses
Feminism premissesFeminism premisses
Feminism premisses
 
Feminism premisses
Feminism premissesFeminism premisses
Feminism premisses
 
Trab soc feminismo
Trab soc  feminismoTrab soc  feminismo
Trab soc feminismo
 
Feminismo slides I
Feminismo slides IFeminismo slides I
Feminismo slides I
 
Mulher cópia
Mulher   cópiaMulher   cópia
Mulher cópia
 
feminismo.pptx
feminismo.pptxfeminismo.pptx
feminismo.pptx
 
Movimento feminista
Movimento feminista Movimento feminista
Movimento feminista
 
FEMINISMO
FEMINISMOFEMINISMO
FEMINISMO
 
As sufragistas
As sufragistasAs sufragistas
As sufragistas
 
O anarquismo, as ideias anarquistas
O anarquismo, as ideias anarquistasO anarquismo, as ideias anarquistas
O anarquismo, as ideias anarquistas
 
Movimento Feminista nas Histórias em Quadrinhos
Movimento Feminista nas Histórias em QuadrinhosMovimento Feminista nas Histórias em Quadrinhos
Movimento Feminista nas Histórias em Quadrinhos
 
Mujeres libres
Mujeres libresMujeres libres
Mujeres libres
 
Feminismo
FeminismoFeminismo
Feminismo
 
Anarquismo
AnarquismoAnarquismo
Anarquismo
 
Feminismo mundial
Feminismo mundialFeminismo mundial
Feminismo mundial
 
Feminismo
FeminismoFeminismo
Feminismo
 
As relações entre os movimentos feministas e outros movimentos sociais.
As relações entre os movimentos feministas e outros movimentos sociais.As relações entre os movimentos feministas e outros movimentos sociais.
As relações entre os movimentos feministas e outros movimentos sociais.
 

Último

Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 

Último (20)

Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 

O Feminismo

  • 2. Primeiramente, o que é o feminismo? • O feminismo é um movimento social, filosófico e político que tem como objetivo direitos iguais e uma vivência humana por meio do empoderamento feminino e da libertação de padrões opressores patriarcais, baseados em normas de gênero. Feminismo não é o oposto de machismo!
  • 3. Busca por: • Combate à violência contra a mulher; • Igualdade salarial; • Maior representatividade feminina na política; • Combate ao assédio; • Acesso a métodos contraceptivos; • Amamentação em lugares públicos.
  • 4. Origem • Atribui-se o surgimento do tema à Revolução Francesa (1789); • Foi somente no século XIX que o movimento ganhou força;
  • 6. Primeira Onda A primeira onda acontece a partir do final do século XIX. Nessa fase, as mulheres, sobretudo na Inglaterra, se organizam para lutar por seus direitos básicos civis e uma dessas lutas mais populares é o direito ao voto, conhecido também com o movimento sufragista. Nos Estados Unidos as lutas também foram pela igualdade de direitos, igualdade na vida conjugal e na educação. Nessa fase também destacou- se os movimentos operários com a participação das mulheres.
  • 7. Segunda Onda A segunda onda do feminismo inicia-se por volta de 1960 e é marcada por um movimento de caráter libertário. Ressaltam-se as alianças entre estudantes e operários, os debates diretos sobre relações de poder entre homens e mulheres, lutando por um novo formato de relacionamento, no qual a mulher tenha mais liberdade e autonomia para decidir sobre seu corpo e sua vida. Traz também questões sobre a sexualidade, sobre a utilização dos métodos contraceptivos e sobre a distinção de sexo e gênero.
  • 8. Terceira Onda A partir de meados da década de 1980, o feminismo inicia sua terceira onda, debatendo os paradigmas impostos pelas ondas anteriores e os aspectos essencialistas do feminismo, tal com o conceito de feminilidade. A luta por direito à terra, à saúde materna, contra o racismo e a favor das orientações sexuais das mulheres se tornam efervescentes nessa fase. A terceira onda foca e ressalta grupos como os de mulheres negras e lésbicas que não se sentiam representadas pelos movimentos anteriores, sendo significativo para a criação de novas vertentes do feminismo
  • 9. Quarta Onda: Atualidade Com a popularização e o desenvolvimento da tecnologia e das redes sociais, o movimento feminista ganhou muito mais voz e adeptos. Foi criado uma forma completamente nova de atuação e consolidação do movimento, sem a necessidade de se prender somente por ONGS, instituições estatais ou entidades de movimento social. A internet trouxe uma maior difusão do movimento à sociedade civil, tornando-o mais atrativo para as novas gerações, dando à causa um maior poder de penetração.
  • 10. Conquistas • Sufrágio; • Acesso à educação; • Acesso ao mercado de trabalho; • Espaço político; • Pílula anticoncepcional; • Lei Maria da Penha; • Lei do Feminicídio;
  • 11. Antifeminismo O antifeminismo é entendido como o movimento contrário ao feminismo. É compreendido como um retrocesso no processo de modernização da sociedade, expressão de fisionomia da tradição, ou expressão de preconceito, relacionada à problemática do “lugar” da mulher na sociedade. Resumindo, as antifeministas acreditam que o feminismo destrói o conceito de família e que, na verdade, não existe qualquer opressão contra as mulheres.
  • 12. Hannah Arendt e sua importância
  • 13. Nascida na Alemanha, em 14 de outubro de 1906, Hannah Arendt foi uma filósofa e teórica política de origem judaica. Foi uma grande pensadora do século XX. Faleceu em 4 de dezembro de 1975, em Nova York. Forçada a fugir da Alemanha por conta da ascensão do nazismo, mudou-se para os Estados Unidos, onde conseguiu a cidadania estadunidense, permitindo a sua atividade como professora convidada em universidades e seu trabalho no livro “Origens do Totalitarismo“. Hannah Arendt buscava a compreensão da origem do nazismo, a partir das inquietações sobre os regimes totalitários. Arendt defendia um conceito de "pluralismo" no âmbito político. Se situava de forma crítica ante a democracia representativa e preferia um sistema de conselhos ou formas de democracia direta. É um exemplo da luta feminista por sua força e decisão, realizando críticas e falando abertamente sobre questões que no período eram vistas como um campo masculino, onde a mulher não tinha espaço para se expressar.