SlideShare uma empresa Scribd logo
O dia se foi..
E com ele as luzes, que me levavam a algum lugar.
Aqui fora não me vejo, mais procuro encontrar.
Algo em que eu possa me agarrar para não mais soltar.
Preciso do luar, mais não a vejo, onde ela deve estar…
Ó lua tu também irá me abandonar.
O caminho é curto, mais me custa chegar
Em meio a névoa um olhar, a chuva se passou mais esta lágrima
ficou.
Caído ao chão a garrafa
Que trás o desejo do desconhecido
Você deve pegar, mais não pode se abaixar
Você pode ajudar, mais não consegue se conscientizar
E você diria o que se não tivesse boca
Eu vi as folhas no chão, eu vi a garrafa, o sonho a fadaaaa
Mais não fiz nada.
O dia vai voltar se você esperar
Ele tem que chegar para aliviar teus olhos cansados
Teu egoísmo te consome, mais eu te ajudo…
Eu vou te ajudar a não… Não te quero ver bem, só não lhe desejo o
mal.
Ensino-te a sorrir se vencer, mais não vou chorar contigo se perder.
E o teu egoísmo ainda me isolar, nos isola, você vai nos matar
dentro de você
Eu posso ver, eu vejo em teus olhos…
E eu vi ali..
Caído ao chão a garrafa
Que trás o desejo do desconhecido
Você deve pegar, mais não pode se abaixar
Você pode ajudar, mais não consegue se conscientizar
E você diria o que se não tivesse boca
Eu vi as folhas no chão, eu vi a garrafa, o sonho a fadaaaa
Mais não fis nada.

Jefferson Amorim

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Proibido
ProibidoProibido
É Proibido
É ProibidoÉ Proibido
É Proibido
Luiz Carlos Dias
 
Proibido2
 Proibido2 Proibido2
É Proibido
É ProibidoÉ Proibido
É Proibido
Fernanda Pietra
 
MINHA MORADA
MINHA MORADAMINHA MORADA
MINHA MORADA
Diaconisa Cris Silva
 
Primeira essência
Primeira essênciaPrimeira essência
Primeira essência
myespaco
 
Primeira essencia
Primeira essenciaPrimeira essencia
Primeira essencia
Helton de Oliveira
 
Primeira essência
Primeira essência Primeira essência
Primeira essência
Bento Junior
 
Primeira essência
Primeira essênciaPrimeira essência
Primeira essência
VilmaCustodio
 

Mais procurados (9)

Proibido
ProibidoProibido
Proibido
 
É Proibido
É ProibidoÉ Proibido
É Proibido
 
Proibido2
 Proibido2 Proibido2
Proibido2
 
É Proibido
É ProibidoÉ Proibido
É Proibido
 
MINHA MORADA
MINHA MORADAMINHA MORADA
MINHA MORADA
 
Primeira essência
Primeira essênciaPrimeira essência
Primeira essência
 
Primeira essencia
Primeira essenciaPrimeira essencia
Primeira essencia
 
Primeira essência
Primeira essência Primeira essência
Primeira essência
 
Primeira essência
Primeira essênciaPrimeira essência
Primeira essência
 

Semelhante a O Dia Se Foi

Porque preciso de ti aqui
Porque preciso de ti aquiPorque preciso de ti aqui
Porque preciso de ti aqui
complementoindirecto
 
Eliza e Quésia
Eliza e QuésiaEliza e Quésia
Eliza e Quésia
escolajohnkennedy
 
Depois Do Amor
Depois Do AmorDepois Do Amor
Depois Do Amor
Arnaldo
 
Vc já parou pra pensar em mim
Vc já parou pra pensar em mimVc já parou pra pensar em mim
Vc já parou pra pensar em mim
Brenda Nascimento
 
Jeferson
JefersonJeferson
Jeferson
Arnaldo
 
Jeferson
JefersonJeferson
Jeferson
guest04d3e4
 
Quadras Fernando Pessoa
Quadras Fernando PessoaQuadras Fernando Pessoa
Quadras Fernando Pessoa
klaudia60
 
O que sinto por voce
O que sinto por voceO que sinto por voce
O que sinto por voce
Mensagens Virtuais
 
Leninha Saudade Eterna
Leninha Saudade EternaLeninha Saudade Eterna
Leninha Saudade Eterna
Rogerio Lulim
 
Quando olho bem dentro dos seus olhos
Quando olho bem dentro dos seus olhosQuando olho bem dentro dos seus olhos
Quando olho bem dentro dos seus olhos
INSTITUTO IKTUS INSTITUTO IKTUS
 
Sementes
SementesSementes
palavrascomalma
palavrascomalmapalavrascomalma
palavrascomalma
mcunha
 
Palavras que elevam
Palavras que elevamPalavras que elevam
Palavras que elevam
Jose Pinto Cardoso
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
andreluiz2013
 
Giulianna Te Amo
Giulianna Te AmoGiulianna Te Amo
Giulianna Te Amo
Anderson Zanardo
 
ApresentaçãO1
ApresentaçãO1ApresentaçãO1
ApresentaçãO1
Anderson Zanardo
 

Semelhante a O Dia Se Foi (16)

Porque preciso de ti aqui
Porque preciso de ti aquiPorque preciso de ti aqui
Porque preciso de ti aqui
 
Eliza e Quésia
Eliza e QuésiaEliza e Quésia
Eliza e Quésia
 
Depois Do Amor
Depois Do AmorDepois Do Amor
Depois Do Amor
 
Vc já parou pra pensar em mim
Vc já parou pra pensar em mimVc já parou pra pensar em mim
Vc já parou pra pensar em mim
 
Jeferson
JefersonJeferson
Jeferson
 
Jeferson
JefersonJeferson
Jeferson
 
Quadras Fernando Pessoa
Quadras Fernando PessoaQuadras Fernando Pessoa
Quadras Fernando Pessoa
 
O que sinto por voce
O que sinto por voceO que sinto por voce
O que sinto por voce
 
Leninha Saudade Eterna
Leninha Saudade EternaLeninha Saudade Eterna
Leninha Saudade Eterna
 
Quando olho bem dentro dos seus olhos
Quando olho bem dentro dos seus olhosQuando olho bem dentro dos seus olhos
Quando olho bem dentro dos seus olhos
 
Sementes
SementesSementes
Sementes
 
palavrascomalma
palavrascomalmapalavrascomalma
palavrascomalma
 
Palavras que elevam
Palavras que elevamPalavras que elevam
Palavras que elevam
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
Giulianna Te Amo
Giulianna Te AmoGiulianna Te Amo
Giulianna Te Amo
 
ApresentaçãO1
ApresentaçãO1ApresentaçãO1
ApresentaçãO1
 

Mais de gkgilas

Big Brother Brasil
Big Brother BrasilBig Brother Brasil
Big Brother Brasil
gkgilas
 
Crônica de uma Crioca Sulreal
Crônica de uma Crioca SulrealCrônica de uma Crioca Sulreal
Crônica de uma Crioca Sulreal
gkgilas
 
Crônica do Amor
Crônica do AmorCrônica do Amor
Crônica do Amor
gkgilas
 
Crônica de uma Existência
Crônica de uma ExistênciaCrônica de uma Existência
Crônica de uma Existência
gkgilas
 
Despertar
DespertarDespertar
Despertar
gkgilas
 
O Cavaleiro
O CavaleiroO Cavaleiro
O Cavaleiro
gkgilas
 
O Reino Encantado Da Fama
O Reino Encantado Da FamaO Reino Encantado Da Fama
O Reino Encantado Da Fama
gkgilas
 
Patati Patatá
Patati  PatatáPatati  Patatá
Patati Patatá
gkgilas
 
Saudade Nemhuma
Saudade NemhumaSaudade Nemhuma
Saudade Nemhuma
gkgilas
 
A paciencia
A pacienciaA paciencia
A paciencia
gkgilas
 

Mais de gkgilas (10)

Big Brother Brasil
Big Brother BrasilBig Brother Brasil
Big Brother Brasil
 
Crônica de uma Crioca Sulreal
Crônica de uma Crioca SulrealCrônica de uma Crioca Sulreal
Crônica de uma Crioca Sulreal
 
Crônica do Amor
Crônica do AmorCrônica do Amor
Crônica do Amor
 
Crônica de uma Existência
Crônica de uma ExistênciaCrônica de uma Existência
Crônica de uma Existência
 
Despertar
DespertarDespertar
Despertar
 
O Cavaleiro
O CavaleiroO Cavaleiro
O Cavaleiro
 
O Reino Encantado Da Fama
O Reino Encantado Da FamaO Reino Encantado Da Fama
O Reino Encantado Da Fama
 
Patati Patatá
Patati  PatatáPatati  Patatá
Patati Patatá
 
Saudade Nemhuma
Saudade NemhumaSaudade Nemhuma
Saudade Nemhuma
 
A paciencia
A pacienciaA paciencia
A paciencia
 

O Dia Se Foi

  • 1. O dia se foi.. E com ele as luzes, que me levavam a algum lugar. Aqui fora não me vejo, mais procuro encontrar. Algo em que eu possa me agarrar para não mais soltar. Preciso do luar, mais não a vejo, onde ela deve estar… Ó lua tu também irá me abandonar. O caminho é curto, mais me custa chegar Em meio a névoa um olhar, a chuva se passou mais esta lágrima ficou. Caído ao chão a garrafa Que trás o desejo do desconhecido Você deve pegar, mais não pode se abaixar Você pode ajudar, mais não consegue se conscientizar E você diria o que se não tivesse boca Eu vi as folhas no chão, eu vi a garrafa, o sonho a fadaaaa Mais não fiz nada. O dia vai voltar se você esperar Ele tem que chegar para aliviar teus olhos cansados Teu egoísmo te consome, mais eu te ajudo… Eu vou te ajudar a não… Não te quero ver bem, só não lhe desejo o mal. Ensino-te a sorrir se vencer, mais não vou chorar contigo se perder. E o teu egoísmo ainda me isolar, nos isola, você vai nos matar dentro de você Eu posso ver, eu vejo em teus olhos… E eu vi ali.. Caído ao chão a garrafa Que trás o desejo do desconhecido Você deve pegar, mais não pode se abaixar Você pode ajudar, mais não consegue se conscientizar E você diria o que se não tivesse boca Eu vi as folhas no chão, eu vi a garrafa, o sonho a fadaaaa Mais não fis nada. Jefferson Amorim