SlideShare uma empresa Scribd logo
Instituto Federal de Educação, Ciência e
Tecnologia do Rio Grande do Sul
Campus Rolante
Projeto de Pesquisa – Biopolítica, Mídia e Sala
de Aula: uma relação possível
O Cenário Social de The Walking Dead: a
catarse do grande público com os riscos
globais
Prof. Rodrigo Belinaso Guimarães
Setembro de 2015
“Não é oficio do poeta narrar o que aconteceu; é sim, o de
representar o poderia acontecer, quer dizer: o que é possível
segundo a verossimilhança e necessidade.” (Aristóteles)
Uma série como TWD só é possível pela consciência ou percepção
generalizada do grande público com os inúmeros riscos
contemporâneos à sobrevivência da espécie humana. Muito mais
do que num filme, uma série em quadrinhos como TWD é capaz de
investigar a longo prazo (são 13 anos de publicação de uma história
contínua) a vida de possíveis sobreviventes num cenário
apocalíptico.
“A guerra nuclear é potencialmente o mais imediato e catastrófico de todos os perigos globais
correntes.” (GIDDENS, 1991, p.128).
“A simples quantidade de riscos sérios ligados à natureza socializada é bem assustadora: a
radiação a partir de acidentes graves em usinas nucleares ou do lixo atômico; a poluição
química nos mares suficiente para destruir o plâncton que renova uma boa parte do oxigênio
na atmosfera; um ‘efeito estufa’ derivando dos poluentes atmosféricos que atacam a camada
de ozônio, derretendo parte das calotas polares e inundando vastas áreas; a destruição de
grandes áreas de floresta tropical que são uma fonte básica de oxigênio renovável; e a
exaustão de milhares de acres de terras fértil como resultado do uso intensivo de fertilizantes
artificiais.” (GIDDENS, 1991, p.128).
As narrativas de TWD exercem
uma fascinação no grande público,
ao meu ver, principalmente pelo
cenário apocalíptico que oferece
num ambiente social
contemporâneo saturado de riscos
globais de grande intensidade e
expansão. Do mesmo modo, oferece
a perspectiva da sobrevivência de
alguns ao colapso de todas as
estruturas governamentais, econô-
micas, comunicacionais, religiosas,
etc., ou seja, de tudo aquilo que
exerce poder na modernidade. Por
último, TWD metaforiza uma
sociedade cujo ideal moderno de
um fim pós-histórico ideal e
pacífico não é mais possível, nesse
cenário, a sobrevivência cotidiana é
uma questão pragmática.
Em TWD, os dias posteriores ao início da infestação foram dominados por um aparato
militar de extrema vigilância, sendo o exército um grupo armado e hierarquizado
capaz de assumir o poder num estado de exceção. Bishop analisando estas narrativas
afirma que: “This vigilante scenário is all the more frightening because the primary
threat comes from the military, from emn who are supposed to protect citizens, not
abuse them.” (Bishop, p.24).
Este contexto, não foi narrado na série TWD, mas parece ser o foco da primeira
temporada de Fear The Walking Dead, ou seja, a vida no estado de exceção, cujo fim
sabemos que não haverá uma nova ordem social, tendo os sobreviventes que
conviverem em comunidades pulverizadas geridas na confiança e habilidade de um
líder.
TWD apresenta uma nova economia com o fim do capitalismo
como sistema de organização social, neste cenário toda a
herança da sociedade industrial pode ser coletada e utilizada,
porém com o fim das mercadorias tudo passa a ter apenas valor
de uso, perdendo seu fetiche ou status social embutido. “Anyone
can own a Porche, wear the last Paris fashions or go na
unbridled shopping spree”. (Bishop)
Em TWD, não há como ter acesso às mídias digitais, nem mesmo há atividades
como agricultura e pecuária, que possuem alto grau de conhecimento técnico e
científico embutido na modernidade, como toda uma série de bens e serviços da
sociedade contemporânea. Esses bens e serviços entram em colapso pois não há
como alguém ou uma comunidade ser peritos na manutenção de todas as
estruturas existentes. Este é um importante risco embutido na especialização
contemporânea ativado nas narrativas de TWD: “recursos ou serviços não estão
mais sob controle local e não podem portanto ser localmente reordenados no
sentido de irem ao encontro de contingências inesperadas, e há o risco de que o
mecanismo como um todo possa emperrar, afetando assim a todos que comumente
fazem uso dele.” (GIDDENS, 1991, p.128).
Nas narrativas de TWD apresenta-se um
cenário inicial em que personagens
comuns são defrontados com forças
desconhecidas e descontroladas que
alteram suas percepções em relação à
realidade, de suas identidades, dos
objetos, das pessoas, etc. O fim das
circunstancias estáveis transforma
completamente a subjetividade dos
personagens que parecem sobreviver
apenas na condição de se adaptarem
rapidamente às transformações do
ambiente. Nesse ponto, tais narrativas
metaforizam as condições da
subjetividade num ambiente moderno,
revolucionário ou conflituoso de extrema
volatilidade.
“A possibilidade de guerra nuclear, calamidade ecológica, explosão populacional
incontrolável, colapso do câmbio econômico global, e outras catástrofes globais
potenciais, fornecem um horizonte inquietante de perigos para todos. Como Beck
comentou, riscos globalizados deste tipo não respeitam divisões entre ricos e pobres ou
entre regiões do mundo.” (GIDDENS, 1991, p.127). Assim, as antigas divisões sociais
não possuem importância em TWD, todos foram igualados no cenário na série. Com o
levantamento de fortalezas, TWD retorna às condições sociais pré-modernas baseadas
na divisão amigos/inimigos. As relações de confiança são sempre instáveis e formadas
prioritariamente a partir da nova comunidade, de amizades mais seletas e nos laços
familiares.
Assim, a minha hipótese para explicar a grande audiência das narrativas de TWD
está baseada na percepção deste público dos riscos globais que podem subverter o
“real” em caos, desordem e morte. Estas ansiedades seriam, portanto, ativadas de
forma catártica em TWD. Dessa forma, Bishop compõe o cenário de percepção de
riscos globais que se intensificaram no século XXI: “during and after the collapse of
the World Trade Center towers in New York, numerous journalists and bystanders
commented on how the events seemed unreal – like something out of a movie.
Hurricane Katrina had a similar effect: nightly news clips showed the deserted streets
of New Orleans as if the city were a film set, with abandoned cars, drifting
newspapers, and stray dogs.” (BISHOP, p27).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula Mestrado PPGC/UFPB walter benjamin - 29 abril 2014 - Claudio C Paiva
Aula Mestrado PPGC/UFPB   walter benjamin - 29 abril 2014 - Claudio C PaivaAula Mestrado PPGC/UFPB   walter benjamin - 29 abril 2014 - Claudio C Paiva
Aula Mestrado PPGC/UFPB walter benjamin - 29 abril 2014 - Claudio C Paiva
claudiocpaiva
 
Tempo e tele-existência nas redes sociais digitais
Tempo e tele-existência nas redes sociais digitaisTempo e tele-existência nas redes sociais digitais
Tempo e tele-existência nas redes sociais digitais
Cíntia Dal Bello
 
Discursos sobre a morte
Discursos sobre a morteDiscursos sobre a morte
Discursos sobre a morte
DanielVieira452145
 
Midia linguagem e pensamento
Midia linguagem e pensamentoMidia linguagem e pensamento
Midia linguagem e pensamento
Cíntia Dal Bello
 
Apresentação aulas sociologia 2011
Apresentação aulas sociologia 2011Apresentação aulas sociologia 2011
Apresentação aulas sociologia 2011
Professor Belinaso
 
Tele existência e subjetividade intermitente
Tele existência e subjetividade intermitenteTele existência e subjetividade intermitente
Tele existência e subjetividade intermitente
Cíntia Dal Bello
 
Obesidade mental
Obesidade mentalObesidade mental
Obesidade mental
abrildenovomagazine
 
Eterni.me: a tele-existência após a morte
Eterni.me: a tele-existência após a morteEterni.me: a tele-existência após a morte
Eterni.me: a tele-existência após a morte
Cíntia Dal Bello
 
Dionísio na idade mídia 1996 - 2016 (versão port)
Dionísio na idade mídia   1996 - 2016 (versão port)Dionísio na idade mídia   1996 - 2016 (versão port)
Dionísio na idade mídia 1996 - 2016 (versão port)
claudiocpaiva
 
Horizontal interacionista virtualização
Horizontal interacionista virtualizaçãoHorizontal interacionista virtualização
Horizontal interacionista virtualização
Maninho Walker
 
7 cultura digital
7 cultura digital7 cultura digital
7 cultura digital
André Pase
 
Videos autorais na era youtube
Videos autorais na era youtubeVideos autorais na era youtube
Videos autorais na era youtube
Tetsuo Takita
 
Internet
InternetInternet
Fluzz pilulas 21
Fluzz pilulas 21Fluzz pilulas 21
Fluzz pilulas 21
augustodefranco .
 
Admirável Mundo Novo
Admirável Mundo NovoAdmirável Mundo Novo
Admirável Mundo Novo
Marina Carvalho
 
Atividade de Sociologia – Os Zumbis da Cultura Pop às Universidades
Atividade de Sociologia – Os Zumbis da Cultura Pop às UniversidadesAtividade de Sociologia – Os Zumbis da Cultura Pop às Universidades
Atividade de Sociologia – Os Zumbis da Cultura Pop às Universidades
Professor Belinaso
 
Boaventura sliderschare
Boaventura sliderschareBoaventura sliderschare
Boaventura sliderschare
marialvamoogpinto
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
mundica broda
 

Mais procurados (18)

Aula Mestrado PPGC/UFPB walter benjamin - 29 abril 2014 - Claudio C Paiva
Aula Mestrado PPGC/UFPB   walter benjamin - 29 abril 2014 - Claudio C PaivaAula Mestrado PPGC/UFPB   walter benjamin - 29 abril 2014 - Claudio C Paiva
Aula Mestrado PPGC/UFPB walter benjamin - 29 abril 2014 - Claudio C Paiva
 
Tempo e tele-existência nas redes sociais digitais
Tempo e tele-existência nas redes sociais digitaisTempo e tele-existência nas redes sociais digitais
Tempo e tele-existência nas redes sociais digitais
 
Discursos sobre a morte
Discursos sobre a morteDiscursos sobre a morte
Discursos sobre a morte
 
Midia linguagem e pensamento
Midia linguagem e pensamentoMidia linguagem e pensamento
Midia linguagem e pensamento
 
Apresentação aulas sociologia 2011
Apresentação aulas sociologia 2011Apresentação aulas sociologia 2011
Apresentação aulas sociologia 2011
 
Tele existência e subjetividade intermitente
Tele existência e subjetividade intermitenteTele existência e subjetividade intermitente
Tele existência e subjetividade intermitente
 
Obesidade mental
Obesidade mentalObesidade mental
Obesidade mental
 
Eterni.me: a tele-existência após a morte
Eterni.me: a tele-existência após a morteEterni.me: a tele-existência após a morte
Eterni.me: a tele-existência após a morte
 
Dionísio na idade mídia 1996 - 2016 (versão port)
Dionísio na idade mídia   1996 - 2016 (versão port)Dionísio na idade mídia   1996 - 2016 (versão port)
Dionísio na idade mídia 1996 - 2016 (versão port)
 
Horizontal interacionista virtualização
Horizontal interacionista virtualizaçãoHorizontal interacionista virtualização
Horizontal interacionista virtualização
 
7 cultura digital
7 cultura digital7 cultura digital
7 cultura digital
 
Videos autorais na era youtube
Videos autorais na era youtubeVideos autorais na era youtube
Videos autorais na era youtube
 
Internet
InternetInternet
Internet
 
Fluzz pilulas 21
Fluzz pilulas 21Fluzz pilulas 21
Fluzz pilulas 21
 
Admirável Mundo Novo
Admirável Mundo NovoAdmirável Mundo Novo
Admirável Mundo Novo
 
Atividade de Sociologia – Os Zumbis da Cultura Pop às Universidades
Atividade de Sociologia – Os Zumbis da Cultura Pop às UniversidadesAtividade de Sociologia – Os Zumbis da Cultura Pop às Universidades
Atividade de Sociologia – Os Zumbis da Cultura Pop às Universidades
 
Boaventura sliderschare
Boaventura sliderschareBoaventura sliderschare
Boaventura sliderschare
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 

Destaque

Riscos Globais em Charges de Chappatte
Riscos Globais em Charges de ChappatteRiscos Globais em Charges de Chappatte
Riscos Globais em Charges de Chappatte
Professor Belinaso
 
Zumbis e seus Ciclos na Mídia: uma introdução a partir de Kyle William Bishop
Zumbis e seus Ciclos na Mídia: uma introdução a partir de Kyle William BishopZumbis e seus Ciclos na Mídia: uma introdução a partir de Kyle William Bishop
Zumbis e seus Ciclos na Mídia: uma introdução a partir de Kyle William Bishop
Professor Belinaso
 
Personagens de TWD: o acampamento próximo à Atlanta
Personagens de TWD: o acampamento próximo à AtlantaPersonagens de TWD: o acampamento próximo à Atlanta
Personagens de TWD: o acampamento próximo à Atlanta
Professor Belinaso
 
Sobreviventes de TWD: da saída do acampamento de Atlanta até a queda da prisão
Sobreviventes de TWD: da saída do acampamento de Atlanta até a queda da prisãoSobreviventes de TWD: da saída do acampamento de Atlanta até a queda da prisão
Sobreviventes de TWD: da saída do acampamento de Atlanta até a queda da prisão
Professor Belinaso
 
Os Sobreviventes de TWD: da volta à fazenda de Hurshel até Alexandria
Os Sobreviventes de TWD:  da volta à fazenda de Hurshel até AlexandriaOs Sobreviventes de TWD:  da volta à fazenda de Hurshel até Alexandria
Os Sobreviventes de TWD: da volta à fazenda de Hurshel até Alexandria
Professor Belinaso
 
Breve História da Filmografia Zumbi: 10 narrativas até o lançamento dos quadr...
Breve História da Filmografia Zumbi: 10 narrativas até o lançamento dos quadr...Breve História da Filmografia Zumbi: 10 narrativas até o lançamento dos quadr...
Breve História da Filmografia Zumbi: 10 narrativas até o lançamento dos quadr...
Professor Belinaso
 
White Zombie e o Crioulo: O livro de William Seabrook The Magic Island e o im...
White Zombie e o Crioulo: O livro de William Seabrook The Magic Island e o im...White Zombie e o Crioulo: O livro de William Seabrook The Magic Island e o im...
White Zombie e o Crioulo: O livro de William Seabrook The Magic Island e o im...
Professor Belinaso
 
Análise do Manifesto Comunista
Análise do Manifesto ComunistaAnálise do Manifesto Comunista
Análise do Manifesto Comunista
Professor Belinaso
 
Declaração Universal dos Direitos Humanos
Declaração Universal dos Direitos HumanosDeclaração Universal dos Direitos Humanos
Declaração Universal dos Direitos Humanos
Professor Belinaso
 
Atividade sobre The Walking Dead 01
Atividade sobre The Walking Dead 01Atividade sobre The Walking Dead 01
Atividade sobre The Walking Dead 01
Professor Belinaso
 
Os Zumbis de Robert Kirkman em diferentes suportes
Os Zumbis de Robert Kirkman em diferentes suportesOs Zumbis de Robert Kirkman em diferentes suportes
Os Zumbis de Robert Kirkman em diferentes suportes
Professor Belinaso
 
Levantamento Quantitativo com os alunos do ensino médio campus Bento Gonçalve...
Levantamento Quantitativo com os alunos do ensino médio campus Bento Gonçalve...Levantamento Quantitativo com os alunos do ensino médio campus Bento Gonçalve...
Levantamento Quantitativo com os alunos do ensino médio campus Bento Gonçalve...
Professor Belinaso
 
Espaços provisórios em The Walking Dead
Espaços provisórios em The Walking DeadEspaços provisórios em The Walking Dead
Espaços provisórios em The Walking Dead
Professor Belinaso
 
Atividade: O Horror Nosso de Cada Dia
Atividade: O Horror Nosso de Cada DiaAtividade: O Horror Nosso de Cada Dia
Atividade: O Horror Nosso de Cada Dia
Professor Belinaso
 
A Origem do Zumbi no Rádio e no Cinema Norte-Americanos: Filmes de Horror B, ...
A Origem do Zumbi no Rádio e no Cinema Norte-Americanos: Filmes de Horror B, ...A Origem do Zumbi no Rádio e no Cinema Norte-Americanos: Filmes de Horror B, ...
A Origem do Zumbi no Rádio e no Cinema Norte-Americanos: Filmes de Horror B, ...
Professor Belinaso
 
Vizinhos Preparados para o Pior
Vizinhos Preparados para o PiorVizinhos Preparados para o Pior
Vizinhos Preparados para o Pior
Professor Belinaso
 
Atividade de Ensino: Sobrevivendo ao Apocalipse
Atividade de Ensino: Sobrevivendo ao ApocalipseAtividade de Ensino: Sobrevivendo ao Apocalipse
Atividade de Ensino: Sobrevivendo ao Apocalipse
Professor Belinaso
 

Destaque (17)

Riscos Globais em Charges de Chappatte
Riscos Globais em Charges de ChappatteRiscos Globais em Charges de Chappatte
Riscos Globais em Charges de Chappatte
 
Zumbis e seus Ciclos na Mídia: uma introdução a partir de Kyle William Bishop
Zumbis e seus Ciclos na Mídia: uma introdução a partir de Kyle William BishopZumbis e seus Ciclos na Mídia: uma introdução a partir de Kyle William Bishop
Zumbis e seus Ciclos na Mídia: uma introdução a partir de Kyle William Bishop
 
Personagens de TWD: o acampamento próximo à Atlanta
Personagens de TWD: o acampamento próximo à AtlantaPersonagens de TWD: o acampamento próximo à Atlanta
Personagens de TWD: o acampamento próximo à Atlanta
 
Sobreviventes de TWD: da saída do acampamento de Atlanta até a queda da prisão
Sobreviventes de TWD: da saída do acampamento de Atlanta até a queda da prisãoSobreviventes de TWD: da saída do acampamento de Atlanta até a queda da prisão
Sobreviventes de TWD: da saída do acampamento de Atlanta até a queda da prisão
 
Os Sobreviventes de TWD: da volta à fazenda de Hurshel até Alexandria
Os Sobreviventes de TWD:  da volta à fazenda de Hurshel até AlexandriaOs Sobreviventes de TWD:  da volta à fazenda de Hurshel até Alexandria
Os Sobreviventes de TWD: da volta à fazenda de Hurshel até Alexandria
 
Breve História da Filmografia Zumbi: 10 narrativas até o lançamento dos quadr...
Breve História da Filmografia Zumbi: 10 narrativas até o lançamento dos quadr...Breve História da Filmografia Zumbi: 10 narrativas até o lançamento dos quadr...
Breve História da Filmografia Zumbi: 10 narrativas até o lançamento dos quadr...
 
White Zombie e o Crioulo: O livro de William Seabrook The Magic Island e o im...
White Zombie e o Crioulo: O livro de William Seabrook The Magic Island e o im...White Zombie e o Crioulo: O livro de William Seabrook The Magic Island e o im...
White Zombie e o Crioulo: O livro de William Seabrook The Magic Island e o im...
 
Análise do Manifesto Comunista
Análise do Manifesto ComunistaAnálise do Manifesto Comunista
Análise do Manifesto Comunista
 
Declaração Universal dos Direitos Humanos
Declaração Universal dos Direitos HumanosDeclaração Universal dos Direitos Humanos
Declaração Universal dos Direitos Humanos
 
Atividade sobre The Walking Dead 01
Atividade sobre The Walking Dead 01Atividade sobre The Walking Dead 01
Atividade sobre The Walking Dead 01
 
Os Zumbis de Robert Kirkman em diferentes suportes
Os Zumbis de Robert Kirkman em diferentes suportesOs Zumbis de Robert Kirkman em diferentes suportes
Os Zumbis de Robert Kirkman em diferentes suportes
 
Levantamento Quantitativo com os alunos do ensino médio campus Bento Gonçalve...
Levantamento Quantitativo com os alunos do ensino médio campus Bento Gonçalve...Levantamento Quantitativo com os alunos do ensino médio campus Bento Gonçalve...
Levantamento Quantitativo com os alunos do ensino médio campus Bento Gonçalve...
 
Espaços provisórios em The Walking Dead
Espaços provisórios em The Walking DeadEspaços provisórios em The Walking Dead
Espaços provisórios em The Walking Dead
 
Atividade: O Horror Nosso de Cada Dia
Atividade: O Horror Nosso de Cada DiaAtividade: O Horror Nosso de Cada Dia
Atividade: O Horror Nosso de Cada Dia
 
A Origem do Zumbi no Rádio e no Cinema Norte-Americanos: Filmes de Horror B, ...
A Origem do Zumbi no Rádio e no Cinema Norte-Americanos: Filmes de Horror B, ...A Origem do Zumbi no Rádio e no Cinema Norte-Americanos: Filmes de Horror B, ...
A Origem do Zumbi no Rádio e no Cinema Norte-Americanos: Filmes de Horror B, ...
 
Vizinhos Preparados para o Pior
Vizinhos Preparados para o PiorVizinhos Preparados para o Pior
Vizinhos Preparados para o Pior
 
Atividade de Ensino: Sobrevivendo ao Apocalipse
Atividade de Ensino: Sobrevivendo ao ApocalipseAtividade de Ensino: Sobrevivendo ao Apocalipse
Atividade de Ensino: Sobrevivendo ao Apocalipse
 

Semelhante a O Cenário Social de The Walking Dead: a catarse do grande público com os riscos globais

Tecnociência
TecnociênciaTecnociência
Tecnociência
Everson Rodrigues
 
Com ciência sbpc labjor
Com ciência   sbpc labjorCom ciência   sbpc labjor
Com ciência sbpc labjor
carcara7
 
Texto32 P7
Texto32 P7Texto32 P7
Texto32 P7
renatotf
 
O mundo rumo ao colapso total
O mundo rumo ao colapso totalO mundo rumo ao colapso total
O mundo rumo ao colapso total
Fernando Alcoforado
 
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrir
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrirDelors, jacques et al. educação um tesouro a descobrir
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrir
Edson Demarch
 
OS COLAPSOS QUE AMEAÇAM A HUMANIDADE NO SÉCULO XXI E COMO EVITAR SUAS NEFASTA...
OS COLAPSOS QUE AMEAÇAM A HUMANIDADE NO SÉCULO XXI E COMO EVITAR SUAS NEFASTA...OS COLAPSOS QUE AMEAÇAM A HUMANIDADE NO SÉCULO XXI E COMO EVITAR SUAS NEFASTA...
OS COLAPSOS QUE AMEAÇAM A HUMANIDADE NO SÉCULO XXI E COMO EVITAR SUAS NEFASTA...
Faga1939
 
Guattari as tres_ecologias
Guattari as tres_ecologiasGuattari as tres_ecologias
Guattari as tres_ecologias
Edu Rocha
 
Guattari as tres_ecologias
Guattari as tres_ecologiasGuattari as tres_ecologias
Guattari as tres_ecologias
Edu Rocha
 
Conexão Rural e Natural
Conexão Rural e Natural Conexão Rural e Natural
Conexão Rural e Natural
Blanco agriCultura
 
Hermes no ciberespaço completo - 22.06.2011
Hermes no ciberespaço   completo - 22.06.2011Hermes no ciberespaço   completo - 22.06.2011
Hermes no ciberespaço completo - 22.06.2011
claudiocpaiva
 
Costa manuel-da-silva-e-neves-josc3a9-pinheiro-orgs-tecnologia-e-configurac3a...
Costa manuel-da-silva-e-neves-josc3a9-pinheiro-orgs-tecnologia-e-configurac3a...Costa manuel-da-silva-e-neves-josc3a9-pinheiro-orgs-tecnologia-e-configurac3a...
Costa manuel-da-silva-e-neves-josc3a9-pinheiro-orgs-tecnologia-e-configurac3a...
José Pinheiro-Neves
 
“Criar capacidades” para a sensibilidade e a humanização em meio à pandemia d...
“Criar capacidades” para a sensibilidade e a humanização em meio à pandemia d...“Criar capacidades” para a sensibilidade e a humanização em meio à pandemia d...
“Criar capacidades” para a sensibilidade e a humanização em meio à pandemia d...
revistas - UEPG
 
A globalização da comunixcação
A globalização da comunixcaçãoA globalização da comunixcação
A globalização da comunixcação
Vaniza Marchetto Garonce
 
Ai urgencia de um ethos mundial
Ai urgencia de um ethos mundialAi urgencia de um ethos mundial
Ai urgencia de um ethos mundial
Inês Sagula
 
Seminario Tempo e Espaço na sociedade globalizada
Seminario Tempo e Espaço na sociedade globalizadaSeminario Tempo e Espaço na sociedade globalizada
Seminario Tempo e Espaço na sociedade globalizada
Erika Zuza
 
Confiança interna
Confiança internaConfiança interna
Confiança interna
pr_afsalbergaria
 
Realidades Adaptadas - Resenha
Realidades Adaptadas - Resenha Realidades Adaptadas - Resenha
Realidades Adaptadas - Resenha
Professor Belinaso
 
O impacto das novas tecnologias sem vídeos
O impacto das novas tecnologias sem vídeosO impacto das novas tecnologias sem vídeos
O impacto das novas tecnologias sem vídeos
comempresarial
 
C A P 01 P O D E R E T E C N O L O G I A
C A P 01  P O D E R  E  T E C N O L O G I AC A P 01  P O D E R  E  T E C N O L O G I A
C A P 01 P O D E R E T E C N O L O G I A
ProfMario De Mori
 
O delírio capitalista e a deriva ambiental e climática - 1
O delírio capitalista e a deriva ambiental e climática - 1O delírio capitalista e a deriva ambiental e climática - 1
O delírio capitalista e a deriva ambiental e climática - 1
GRAZIA TANTA
 

Semelhante a O Cenário Social de The Walking Dead: a catarse do grande público com os riscos globais (20)

Tecnociência
TecnociênciaTecnociência
Tecnociência
 
Com ciência sbpc labjor
Com ciência   sbpc labjorCom ciência   sbpc labjor
Com ciência sbpc labjor
 
Texto32 P7
Texto32 P7Texto32 P7
Texto32 P7
 
O mundo rumo ao colapso total
O mundo rumo ao colapso totalO mundo rumo ao colapso total
O mundo rumo ao colapso total
 
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrir
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrirDelors, jacques et al. educação um tesouro a descobrir
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrir
 
OS COLAPSOS QUE AMEAÇAM A HUMANIDADE NO SÉCULO XXI E COMO EVITAR SUAS NEFASTA...
OS COLAPSOS QUE AMEAÇAM A HUMANIDADE NO SÉCULO XXI E COMO EVITAR SUAS NEFASTA...OS COLAPSOS QUE AMEAÇAM A HUMANIDADE NO SÉCULO XXI E COMO EVITAR SUAS NEFASTA...
OS COLAPSOS QUE AMEAÇAM A HUMANIDADE NO SÉCULO XXI E COMO EVITAR SUAS NEFASTA...
 
Guattari as tres_ecologias
Guattari as tres_ecologiasGuattari as tres_ecologias
Guattari as tres_ecologias
 
Guattari as tres_ecologias
Guattari as tres_ecologiasGuattari as tres_ecologias
Guattari as tres_ecologias
 
Conexão Rural e Natural
Conexão Rural e Natural Conexão Rural e Natural
Conexão Rural e Natural
 
Hermes no ciberespaço completo - 22.06.2011
Hermes no ciberespaço   completo - 22.06.2011Hermes no ciberespaço   completo - 22.06.2011
Hermes no ciberespaço completo - 22.06.2011
 
Costa manuel-da-silva-e-neves-josc3a9-pinheiro-orgs-tecnologia-e-configurac3a...
Costa manuel-da-silva-e-neves-josc3a9-pinheiro-orgs-tecnologia-e-configurac3a...Costa manuel-da-silva-e-neves-josc3a9-pinheiro-orgs-tecnologia-e-configurac3a...
Costa manuel-da-silva-e-neves-josc3a9-pinheiro-orgs-tecnologia-e-configurac3a...
 
“Criar capacidades” para a sensibilidade e a humanização em meio à pandemia d...
“Criar capacidades” para a sensibilidade e a humanização em meio à pandemia d...“Criar capacidades” para a sensibilidade e a humanização em meio à pandemia d...
“Criar capacidades” para a sensibilidade e a humanização em meio à pandemia d...
 
A globalização da comunixcação
A globalização da comunixcaçãoA globalização da comunixcação
A globalização da comunixcação
 
Ai urgencia de um ethos mundial
Ai urgencia de um ethos mundialAi urgencia de um ethos mundial
Ai urgencia de um ethos mundial
 
Seminario Tempo e Espaço na sociedade globalizada
Seminario Tempo e Espaço na sociedade globalizadaSeminario Tempo e Espaço na sociedade globalizada
Seminario Tempo e Espaço na sociedade globalizada
 
Confiança interna
Confiança internaConfiança interna
Confiança interna
 
Realidades Adaptadas - Resenha
Realidades Adaptadas - Resenha Realidades Adaptadas - Resenha
Realidades Adaptadas - Resenha
 
O impacto das novas tecnologias sem vídeos
O impacto das novas tecnologias sem vídeosO impacto das novas tecnologias sem vídeos
O impacto das novas tecnologias sem vídeos
 
C A P 01 P O D E R E T E C N O L O G I A
C A P 01  P O D E R  E  T E C N O L O G I AC A P 01  P O D E R  E  T E C N O L O G I A
C A P 01 P O D E R E T E C N O L O G I A
 
O delírio capitalista e a deriva ambiental e climática - 1
O delírio capitalista e a deriva ambiental e climática - 1O delírio capitalista e a deriva ambiental e climática - 1
O delírio capitalista e a deriva ambiental e climática - 1
 

Mais de Professor Belinaso

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Professor Belinaso
 
O Mito e o Homem
O Mito e o HomemO Mito e o Homem
O Mito e o Homem
Professor Belinaso
 
Poderes Globais: Islâmismo, Comunismo e Ocidente
Poderes Globais: Islâmismo, Comunismo e Ocidente Poderes Globais: Islâmismo, Comunismo e Ocidente
Poderes Globais: Islâmismo, Comunismo e Ocidente
Professor Belinaso
 
Livro de Daniel cap. 5
Livro de Daniel cap. 5Livro de Daniel cap. 5
Livro de Daniel cap. 5
Professor Belinaso
 
Atividade de Sociologia - Redes Sociais
Atividade de Sociologia - Redes SociaisAtividade de Sociologia - Redes Sociais
Atividade de Sociologia - Redes Sociais
Professor Belinaso
 
Livro de Daniel - Introdução
Livro de Daniel - IntroduçãoLivro de Daniel - Introdução
Livro de Daniel - Introdução
Professor Belinaso
 
Joaquim Nabuco Escravidão
Joaquim Nabuco EscravidãoJoaquim Nabuco Escravidão
Joaquim Nabuco Escravidão
Professor Belinaso
 
Marx - escravidão.pdf
Marx - escravidão.pdfMarx - escravidão.pdf
Marx - escravidão.pdf
Professor Belinaso
 
trabalho escravo.pdf
trabalho escravo.pdftrabalho escravo.pdf
trabalho escravo.pdf
Professor Belinaso
 
Indivíduo e Sociedade (Novo)
Indivíduo e Sociedade (Novo)Indivíduo e Sociedade (Novo)
Indivíduo e Sociedade (Novo)
Professor Belinaso
 
Estudo em Esdras: capítulo 4
Estudo em Esdras: capítulo 4Estudo em Esdras: capítulo 4
Estudo em Esdras: capítulo 4
Professor Belinaso
 
Estudo em Esdras: capítulo 2
Estudo em Esdras: capítulo 2Estudo em Esdras: capítulo 2
Estudo em Esdras: capítulo 2
Professor Belinaso
 
Redação House M.D: maternidade
Redação House M.D: maternidadeRedação House M.D: maternidade
Redação House M.D: maternidade
Professor Belinaso
 
O Dia do Senhor: Malaquias 4
O Dia do Senhor: Malaquias 4O Dia do Senhor: Malaquias 4
O Dia do Senhor: Malaquias 4
Professor Belinaso
 
A Secularização do Cristianismo
A Secularização do CristianismoA Secularização do Cristianismo
A Secularização do Cristianismo
Professor Belinaso
 
Entre Lobos
Entre LobosEntre Lobos
Entre Lobos
Professor Belinaso
 
Análise de Conjuntura : Movimentos da esquerda antes da campanha eleitoral
Análise de Conjuntura : Movimentos da esquerda antes da campanha eleitoralAnálise de Conjuntura : Movimentos da esquerda antes da campanha eleitoral
Análise de Conjuntura : Movimentos da esquerda antes da campanha eleitoral
Professor Belinaso
 
Eclesiastes 10: conselhos para o povo de Deus
Eclesiastes 10: conselhos para o povo de DeusEclesiastes 10: conselhos para o povo de Deus
Eclesiastes 10: conselhos para o povo de Deus
Professor Belinaso
 
Política para Cristãos
Política para CristãosPolítica para Cristãos
Política para Cristãos
Professor Belinaso
 

Mais de Professor Belinaso (20)

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
 
O Mito e o Homem
O Mito e o HomemO Mito e o Homem
O Mito e o Homem
 
Poderes Globais: Islâmismo, Comunismo e Ocidente
Poderes Globais: Islâmismo, Comunismo e Ocidente Poderes Globais: Islâmismo, Comunismo e Ocidente
Poderes Globais: Islâmismo, Comunismo e Ocidente
 
Livro de Daniel cap. 5
Livro de Daniel cap. 5Livro de Daniel cap. 5
Livro de Daniel cap. 5
 
Atividade de Sociologia - Redes Sociais
Atividade de Sociologia - Redes SociaisAtividade de Sociologia - Redes Sociais
Atividade de Sociologia - Redes Sociais
 
Livro de Daniel - Introdução
Livro de Daniel - IntroduçãoLivro de Daniel - Introdução
Livro de Daniel - Introdução
 
Joaquim Nabuco Escravidão
Joaquim Nabuco EscravidãoJoaquim Nabuco Escravidão
Joaquim Nabuco Escravidão
 
Marx - escravidão.pdf
Marx - escravidão.pdfMarx - escravidão.pdf
Marx - escravidão.pdf
 
trabalho escravo.pdf
trabalho escravo.pdftrabalho escravo.pdf
trabalho escravo.pdf
 
Indivíduo e Sociedade (Novo)
Indivíduo e Sociedade (Novo)Indivíduo e Sociedade (Novo)
Indivíduo e Sociedade (Novo)
 
Estudo em Esdras: capítulo 4
Estudo em Esdras: capítulo 4Estudo em Esdras: capítulo 4
Estudo em Esdras: capítulo 4
 
Estudo em Esdras: capítulo 2
Estudo em Esdras: capítulo 2Estudo em Esdras: capítulo 2
Estudo em Esdras: capítulo 2
 
Redação House M.D: maternidade
Redação House M.D: maternidadeRedação House M.D: maternidade
Redação House M.D: maternidade
 
O Dia do Senhor: Malaquias 4
O Dia do Senhor: Malaquias 4O Dia do Senhor: Malaquias 4
O Dia do Senhor: Malaquias 4
 
A Secularização do Cristianismo
A Secularização do CristianismoA Secularização do Cristianismo
A Secularização do Cristianismo
 
Entre Lobos
Entre LobosEntre Lobos
Entre Lobos
 
Análise de Conjuntura : Movimentos da esquerda antes da campanha eleitoral
Análise de Conjuntura : Movimentos da esquerda antes da campanha eleitoralAnálise de Conjuntura : Movimentos da esquerda antes da campanha eleitoral
Análise de Conjuntura : Movimentos da esquerda antes da campanha eleitoral
 
Eclesiastes 10: conselhos para o povo de Deus
Eclesiastes 10: conselhos para o povo de DeusEclesiastes 10: conselhos para o povo de Deus
Eclesiastes 10: conselhos para o povo de Deus
 
Política para Cristãos
Política para CristãosPolítica para Cristãos
Política para Cristãos
 

Último

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 

O Cenário Social de The Walking Dead: a catarse do grande público com os riscos globais

  • 1. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rolante Projeto de Pesquisa – Biopolítica, Mídia e Sala de Aula: uma relação possível O Cenário Social de The Walking Dead: a catarse do grande público com os riscos globais Prof. Rodrigo Belinaso Guimarães Setembro de 2015
  • 2. “Não é oficio do poeta narrar o que aconteceu; é sim, o de representar o poderia acontecer, quer dizer: o que é possível segundo a verossimilhança e necessidade.” (Aristóteles) Uma série como TWD só é possível pela consciência ou percepção generalizada do grande público com os inúmeros riscos contemporâneos à sobrevivência da espécie humana. Muito mais do que num filme, uma série em quadrinhos como TWD é capaz de investigar a longo prazo (são 13 anos de publicação de uma história contínua) a vida de possíveis sobreviventes num cenário apocalíptico.
  • 3. “A guerra nuclear é potencialmente o mais imediato e catastrófico de todos os perigos globais correntes.” (GIDDENS, 1991, p.128). “A simples quantidade de riscos sérios ligados à natureza socializada é bem assustadora: a radiação a partir de acidentes graves em usinas nucleares ou do lixo atômico; a poluição química nos mares suficiente para destruir o plâncton que renova uma boa parte do oxigênio na atmosfera; um ‘efeito estufa’ derivando dos poluentes atmosféricos que atacam a camada de ozônio, derretendo parte das calotas polares e inundando vastas áreas; a destruição de grandes áreas de floresta tropical que são uma fonte básica de oxigênio renovável; e a exaustão de milhares de acres de terras fértil como resultado do uso intensivo de fertilizantes artificiais.” (GIDDENS, 1991, p.128).
  • 4. As narrativas de TWD exercem uma fascinação no grande público, ao meu ver, principalmente pelo cenário apocalíptico que oferece num ambiente social contemporâneo saturado de riscos globais de grande intensidade e expansão. Do mesmo modo, oferece a perspectiva da sobrevivência de alguns ao colapso de todas as estruturas governamentais, econô- micas, comunicacionais, religiosas, etc., ou seja, de tudo aquilo que exerce poder na modernidade. Por último, TWD metaforiza uma sociedade cujo ideal moderno de um fim pós-histórico ideal e pacífico não é mais possível, nesse cenário, a sobrevivência cotidiana é uma questão pragmática.
  • 5. Em TWD, os dias posteriores ao início da infestação foram dominados por um aparato militar de extrema vigilância, sendo o exército um grupo armado e hierarquizado capaz de assumir o poder num estado de exceção. Bishop analisando estas narrativas afirma que: “This vigilante scenário is all the more frightening because the primary threat comes from the military, from emn who are supposed to protect citizens, not abuse them.” (Bishop, p.24). Este contexto, não foi narrado na série TWD, mas parece ser o foco da primeira temporada de Fear The Walking Dead, ou seja, a vida no estado de exceção, cujo fim sabemos que não haverá uma nova ordem social, tendo os sobreviventes que conviverem em comunidades pulverizadas geridas na confiança e habilidade de um líder.
  • 6. TWD apresenta uma nova economia com o fim do capitalismo como sistema de organização social, neste cenário toda a herança da sociedade industrial pode ser coletada e utilizada, porém com o fim das mercadorias tudo passa a ter apenas valor de uso, perdendo seu fetiche ou status social embutido. “Anyone can own a Porche, wear the last Paris fashions or go na unbridled shopping spree”. (Bishop)
  • 7. Em TWD, não há como ter acesso às mídias digitais, nem mesmo há atividades como agricultura e pecuária, que possuem alto grau de conhecimento técnico e científico embutido na modernidade, como toda uma série de bens e serviços da sociedade contemporânea. Esses bens e serviços entram em colapso pois não há como alguém ou uma comunidade ser peritos na manutenção de todas as estruturas existentes. Este é um importante risco embutido na especialização contemporânea ativado nas narrativas de TWD: “recursos ou serviços não estão mais sob controle local e não podem portanto ser localmente reordenados no sentido de irem ao encontro de contingências inesperadas, e há o risco de que o mecanismo como um todo possa emperrar, afetando assim a todos que comumente fazem uso dele.” (GIDDENS, 1991, p.128).
  • 8. Nas narrativas de TWD apresenta-se um cenário inicial em que personagens comuns são defrontados com forças desconhecidas e descontroladas que alteram suas percepções em relação à realidade, de suas identidades, dos objetos, das pessoas, etc. O fim das circunstancias estáveis transforma completamente a subjetividade dos personagens que parecem sobreviver apenas na condição de se adaptarem rapidamente às transformações do ambiente. Nesse ponto, tais narrativas metaforizam as condições da subjetividade num ambiente moderno, revolucionário ou conflituoso de extrema volatilidade.
  • 9. “A possibilidade de guerra nuclear, calamidade ecológica, explosão populacional incontrolável, colapso do câmbio econômico global, e outras catástrofes globais potenciais, fornecem um horizonte inquietante de perigos para todos. Como Beck comentou, riscos globalizados deste tipo não respeitam divisões entre ricos e pobres ou entre regiões do mundo.” (GIDDENS, 1991, p.127). Assim, as antigas divisões sociais não possuem importância em TWD, todos foram igualados no cenário na série. Com o levantamento de fortalezas, TWD retorna às condições sociais pré-modernas baseadas na divisão amigos/inimigos. As relações de confiança são sempre instáveis e formadas prioritariamente a partir da nova comunidade, de amizades mais seletas e nos laços familiares.
  • 10. Assim, a minha hipótese para explicar a grande audiência das narrativas de TWD está baseada na percepção deste público dos riscos globais que podem subverter o “real” em caos, desordem e morte. Estas ansiedades seriam, portanto, ativadas de forma catártica em TWD. Dessa forma, Bishop compõe o cenário de percepção de riscos globais que se intensificaram no século XXI: “during and after the collapse of the World Trade Center towers in New York, numerous journalists and bystanders commented on how the events seemed unreal – like something out of a movie. Hurricane Katrina had a similar effect: nightly news clips showed the deserted streets of New Orleans as if the city were a film set, with abandoned cars, drifting newspapers, and stray dogs.” (BISHOP, p27).