SlideShare uma empresa Scribd logo
NORMA REGULAMENTADORA 32
NR - 32
O enfoque para os
trabalhadores da
enfermagem
NR-32...
A norma regulamentadora 32, aponta as
responsabilidades do empregador e os direitos do
trabalhador com relação à segurança e saúde.
Apresenta também as medidas de proteção que
o estabelecimento de saúde e seus trabalhadores
devem adotar para exercerem suas atividades de
maneira segura.
NR-32...
O QUE É????
NR - 32: o que é?
 Estabelece as diretrizes básicas para a
implementação de medidas de proteção à
segurança e à saúde dos trabalhadores em
Serviços de Saúde.
 Abrange todos os trabalhadores de saúde,
inclusive os que estão no ensino e pesquisa.
O QUE ABRANGE?
Situações de exposições à riscos para a
saúde do profissional:
¤ Riscos Biológicos
¤ Riscos Químicos
¤ Radiação Ionizante
Abrange ainda a questão da obrigatoriedade
da vacinação do profissional de enfermagem
(tétano e hepatite B).
RISCOS BIOLÓGICOS
EM RELAÇÃO AOS RISCOS
BIOLÓGICOS...
 Profissionais de Enfermagem: são os
trabalhadores mais expostos aos acidentes
com pérfuro-cortantes.
 Gravidade: é a porta de entrada de doenças
infecciosas graves e letais como a hepatite B
e C e o HIV.
A norma determina que:
32.2.4.5 O empregador deve vedar:
 a utilização de pias de trabalho para fins diversos dos
previstos
 o ato de fumar, o uso de adornos e o manuseio de lentes
de contato nos postos de trabalho
 o consumo de alimentos em locais não destinados para
este fim
 o uso de calçados abertos.
32.2.4.6.2 Os trabalhadores não devem deixar o local de
trabalho com os equipamentos de proteção individual e as
vestimentas utilizadas em suas atividades
32.2.4.7 Os equipamentos de proteção individual
(EPI), descartáveis ou não, deverão estar à disposição em
número suficiente nos postos de trabalho
32.2.4.14 Os trabalhadores que utilizarem objetos pérfuro
cortantes devem ser responsáveis pelo seu descarte
32.2.4.15 São vedados o reencape e a desconexão de agulhas
32.2.4.17.4 A vacinação deve obedecer às recomendações do
Ministério da Saúde
RISCOS QUÍMICOS
EM RELAÇÃO AOS RISCOS QUÍMICOS...
Compreende: exposição aos agentes químicos
presentes no local de trabalho nas diversas
formas de apresentação (líquida, sólida,
plasma, vapor, poeira, névoa, neblina e
gasosa).
A NR - 32 aborda:
32.3.1 Deve ser mantida a rotulagem do
fabricante na embalagem original dos produtos
químicos utilizados
32.3.2 Todo recipiente contendo produto químico
manipulado ou fracionado deve ser identificado,
de forma legível, por etiqueta com nome do
produto, composição química, concentração,
data do envase e de validade, e nome do
responsável pela manipulação ou fracionamento.
ÁLCOOL 70%
envase:01/10/07
validade:08/10/07
por Michelle Ribeiro
Modelo de identificação:
O destaque está na proteção ao trabalhador
que manuseia quimioterápicos e
antineoplásicos...
32.3.9.4.9.1 Com relação aos quimioterápicos, entende-se
por acidente:
 ambiental: saída do medicamento do envase seja por
derramamento ou por aerodispersóides sólidos ou
líquidos.
 pessoal: gerado por contato ou inalação dos
medicamentos em qualquer das etapas do processo
(preparo, armazenamento e administração)
EM CASO DE ACIDENTES...
 Todo acidente deverá ser registrado em impresso
próprio;
 Em caso de acidente pessoal:
-remover as roupas imediatamente,
-lavar com água e sabão a pele atingida,
-em caso de contato com os olhos, lavar com água ou soro
fisiológico e procurar serviço médico.
 Em caso de acidente ambiental: identificar a área e
restringir com compressas absorventes. A área deverá
ser limpa com água e sabão.
RADIAÇÕES IONIZANTES
EM RELAÇÃO AS RADIAÇÕES IONIZANTES...
A radiação ionizante é um risco físico.
Considera-se risco físico a probabilidade de
exposição a diversas formas de energia
(ruídos, vibração, pressão anormal, iluminação,
temperaturas extremas, radiações ionizantes e
não-ionizantes).
32.4.3 O trabalhador que realiza atividades em áreas
onde existam fontes de radiações ionizantes deve:
 Permanecer nestas áreas o menor tempo possível para a
realização do procedimento;
 Ter conhecimento do risco radiológico associado ao seu
trabalho;
 Usar EPIs adequados para minimizar os riscos;
 Estar sob monitorização individual de dose de radiação
(dosímetro)
32.4.5.3 Toda gravidez confirmada deve ser
afastada das atividades
Elaborando a NR-32...
Elaborando a NR-32...
O grupo técnico (GT) foi composto por uma
equipe multiprofissional, que se reuniram e
utilizaram Regulamentações da ANVISA,
dissertações de mestrado e teses de doutorado,
recomendações e manuais já utilizados no
Ministério da Saúde, normas da Comissão Nacional
de Energia Nuclear, entre outros.
Elaborando a NR-32...
A norma foi elaborada em novembro 2005, e
em abril de 2007 encerrou-se o prazo para os
estabelecimentos de saúde se adequarem a
norma.
O não cumprimento implicará em advertências
e multas aos que estiverem em desacordo com a
nova legislação.
Esta norma norteia e facilita as ações de
controle, ajustes e monitoramento por parte dos
gestores, apontando os caminhos para se obter
um trabalho harmônico, centrado na segurança e
nos cuidados com seus trabalhadores.
Elaborando a NR-32...
Para consultar a NR-32 na íntegra:
www.trabalho.gov.br
Muito Obrigada....

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Treinamento de NR 32.ppt
Treinamento de NR 32.pptTreinamento de NR 32.ppt
Treinamento de NR 32.ppt
FredericoOzanam1
 
Introdução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do TrabalhoIntrodução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do Trabalho
Instituto Consciência GO
 
Nr – 32
Nr – 32Nr – 32
Riscos ocupacionais estrategias para evita los
Riscos ocupacionais estrategias para evita losRiscos ocupacionais estrategias para evita los
Riscos ocupacionais estrategias para evita los
Acd. Layane -UESPI Nunes de Sousa
 
Normas de Biossegurança
Normas de Biossegurança Normas de Biossegurança
Normas de Biossegurança
Juliermeson Morais
 
Segurança do trabalho
Segurança do trabalhoSegurança do trabalho
Segurança do trabalho
Mauricio Cesar Soares
 
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Jonas B. Larrosa
 
Doença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do TrabalhoDoença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do Trabalho
Day Vasconcellos
 
Segurança do Trabalho ( Estudo de casos )
Segurança do Trabalho ( Estudo de casos )Segurança do Trabalho ( Estudo de casos )
Segurança do Trabalho ( Estudo de casos )
Ricardo Akerman
 
Aula 3 - Acidente de Trabalho
Aula 3 - Acidente de TrabalhoAula 3 - Acidente de Trabalho
Aula 3 - Acidente de Trabalho
Ghiordanno Bruno
 
Saúde do Trabalhador e Atenção Básica
Saúde do Trabalhador e Atenção BásicaSaúde do Trabalhador e Atenção Básica
Saúde do Trabalhador e Atenção Básica
Professor Robson
 
biossegurança
biossegurançabiossegurança
biossegurança
João Junior
 
Slides nr-32-seguranca-e-saude-no-trabalho-em-servicos-de-saude
Slides nr-32-seguranca-e-saude-no-trabalho-em-servicos-de-saudeSlides nr-32-seguranca-e-saude-no-trabalho-em-servicos-de-saude
Slides nr-32-seguranca-e-saude-no-trabalho-em-servicos-de-saude
Veras Reis Reis
 
Prevenção de Acidentes de Trabalho
Prevenção de Acidentes de TrabalhoPrevenção de Acidentes de Trabalho
Prevenção de Acidentes de Trabalho
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
riscos ambientais
 riscos ambientais riscos ambientais
riscos ambientais
Day Vasconcellos
 
Riscos Ambientais
Riscos AmbientaisRiscos Ambientais
Riscos Ambientais
HugoDalevedove
 
Doenças ocupacionais
Doenças ocupacionaisDoenças ocupacionais
Doenças ocupacionais
Tiago Malta
 
Biossegurança
BiossegurançaBiossegurança
Biossegurança
clinicansl
 
Nr – 06
Nr – 06Nr – 06
Biossegurança parte 1
Biossegurança parte 1Biossegurança parte 1
Biossegurança parte 1
clinicansl
 

Mais procurados (20)

Treinamento de NR 32.ppt
Treinamento de NR 32.pptTreinamento de NR 32.ppt
Treinamento de NR 32.ppt
 
Introdução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do TrabalhoIntrodução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do Trabalho
 
Nr – 32
Nr – 32Nr – 32
Nr – 32
 
Riscos ocupacionais estrategias para evita los
Riscos ocupacionais estrategias para evita losRiscos ocupacionais estrategias para evita los
Riscos ocupacionais estrategias para evita los
 
Normas de Biossegurança
Normas de Biossegurança Normas de Biossegurança
Normas de Biossegurança
 
Segurança do trabalho
Segurança do trabalhoSegurança do trabalho
Segurança do trabalho
 
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
 
Doença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do TrabalhoDoença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do Trabalho
 
Segurança do Trabalho ( Estudo de casos )
Segurança do Trabalho ( Estudo de casos )Segurança do Trabalho ( Estudo de casos )
Segurança do Trabalho ( Estudo de casos )
 
Aula 3 - Acidente de Trabalho
Aula 3 - Acidente de TrabalhoAula 3 - Acidente de Trabalho
Aula 3 - Acidente de Trabalho
 
Saúde do Trabalhador e Atenção Básica
Saúde do Trabalhador e Atenção BásicaSaúde do Trabalhador e Atenção Básica
Saúde do Trabalhador e Atenção Básica
 
biossegurança
biossegurançabiossegurança
biossegurança
 
Slides nr-32-seguranca-e-saude-no-trabalho-em-servicos-de-saude
Slides nr-32-seguranca-e-saude-no-trabalho-em-servicos-de-saudeSlides nr-32-seguranca-e-saude-no-trabalho-em-servicos-de-saude
Slides nr-32-seguranca-e-saude-no-trabalho-em-servicos-de-saude
 
Prevenção de Acidentes de Trabalho
Prevenção de Acidentes de TrabalhoPrevenção de Acidentes de Trabalho
Prevenção de Acidentes de Trabalho
 
riscos ambientais
 riscos ambientais riscos ambientais
riscos ambientais
 
Riscos Ambientais
Riscos AmbientaisRiscos Ambientais
Riscos Ambientais
 
Doenças ocupacionais
Doenças ocupacionaisDoenças ocupacionais
Doenças ocupacionais
 
Biossegurança
BiossegurançaBiossegurança
Biossegurança
 
Nr – 06
Nr – 06Nr – 06
Nr – 06
 
Biossegurança parte 1
Biossegurança parte 1Biossegurança parte 1
Biossegurança parte 1
 

Semelhante a nr-32.ppt

Aula NR32, Normaa regulamentadorAaaaaaaa
Aula NR32, Normaa regulamentadorAaaaaaaaAula NR32, Normaa regulamentadorAaaaaaaa
Aula NR32, Normaa regulamentadorAaaaaaaa
enfcamila
 
Nr32 resumo
Nr32 resumoNr32 resumo
Nr32 resumo
Rodrigo Tofoli
 
Nr32 apresentação URCAMP
Nr32 apresentação URCAMP Nr32 apresentação URCAMP
Nr32 apresentação URCAMP
juliacunhadutra
 
Resumo nr32
Resumo nr32Resumo nr32
Resumo nr32
Lidia Moura
 
BIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptxBIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptx
MaryCosta54
 
biossegurana-230124163146-8728f8f8.pdf
biossegurana-230124163146-8728f8f8.pdfbiossegurana-230124163146-8728f8f8.pdf
biossegurana-230124163146-8728f8f8.pdf
CleitonFernandes29
 
Treinamento de NR 32.ppt
Treinamento de NR 32.pptTreinamento de NR 32.ppt
Treinamento de NR 32.ppt
ELTONARAUJORAMOS2
 
Livreto nr32 Coren
Livreto nr32 CorenLivreto nr32 Coren
Livreto nr32 Coren
Letícia Spina Tapia
 
Livreto nr32 0
Livreto nr32 0Livreto nr32 0
Livreto nr32 0
Tiziane Rogerio
 
ALUNOS_Biossegurança.pdf
ALUNOS_Biossegurança.pdfALUNOS_Biossegurança.pdf
ALUNOS_Biossegurança.pdf
MarcosAugusto100
 
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptxBiosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
ssuser87b501
 
nr32slidecerto123-150827210047-lva1-app6892.pptx
nr32slidecerto123-150827210047-lva1-app6892.pptxnr32slidecerto123-150827210047-lva1-app6892.pptx
nr32slidecerto123-150827210047-lva1-app6892.pptx
FlvioSegredo
 
Nr32slidecerto123 150827210047-lva1-app6892
Nr32slidecerto123 150827210047-lva1-app6892Nr32slidecerto123 150827210047-lva1-app6892
Nr32slidecerto123 150827210047-lva1-app6892
saulo montenegro
 
Biossegurança na CME
Biossegurança na CMEBiossegurança na CME
Biossegurança na CME
Luciane Santana
 
NR-32 (atualizada 2011).pdf
NR-32 (atualizada 2011).pdfNR-32 (atualizada 2011).pdf
NR-32 (atualizada 2011).pdf
Andrea491870
 
adornos - NR 32.pptx
adornos - NR 32.pptxadornos - NR 32.pptx
adornos - NR 32.pptx
EduardoLima913084
 
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptxNR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
RayaneArruda2
 
Nr 32
Nr 32Nr 32
Treinamento seguranca laboratorios
Treinamento seguranca laboratoriosTreinamento seguranca laboratorios
Treinamento seguranca laboratorios
João Paulo Costa
 
22-Curso-NR-32.pdf
22-Curso-NR-32.pdf22-Curso-NR-32.pdf
22-Curso-NR-32.pdf
KauanJusti1
 

Semelhante a nr-32.ppt (20)

Aula NR32, Normaa regulamentadorAaaaaaaa
Aula NR32, Normaa regulamentadorAaaaaaaaAula NR32, Normaa regulamentadorAaaaaaaa
Aula NR32, Normaa regulamentadorAaaaaaaa
 
Nr32 resumo
Nr32 resumoNr32 resumo
Nr32 resumo
 
Nr32 apresentação URCAMP
Nr32 apresentação URCAMP Nr32 apresentação URCAMP
Nr32 apresentação URCAMP
 
Resumo nr32
Resumo nr32Resumo nr32
Resumo nr32
 
BIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptxBIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptx
 
biossegurana-230124163146-8728f8f8.pdf
biossegurana-230124163146-8728f8f8.pdfbiossegurana-230124163146-8728f8f8.pdf
biossegurana-230124163146-8728f8f8.pdf
 
Treinamento de NR 32.ppt
Treinamento de NR 32.pptTreinamento de NR 32.ppt
Treinamento de NR 32.ppt
 
Livreto nr32 Coren
Livreto nr32 CorenLivreto nr32 Coren
Livreto nr32 Coren
 
Livreto nr32 0
Livreto nr32 0Livreto nr32 0
Livreto nr32 0
 
ALUNOS_Biossegurança.pdf
ALUNOS_Biossegurança.pdfALUNOS_Biossegurança.pdf
ALUNOS_Biossegurança.pdf
 
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptxBiosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
 
nr32slidecerto123-150827210047-lva1-app6892.pptx
nr32slidecerto123-150827210047-lva1-app6892.pptxnr32slidecerto123-150827210047-lva1-app6892.pptx
nr32slidecerto123-150827210047-lva1-app6892.pptx
 
Nr32slidecerto123 150827210047-lva1-app6892
Nr32slidecerto123 150827210047-lva1-app6892Nr32slidecerto123 150827210047-lva1-app6892
Nr32slidecerto123 150827210047-lva1-app6892
 
Biossegurança na CME
Biossegurança na CMEBiossegurança na CME
Biossegurança na CME
 
NR-32 (atualizada 2011).pdf
NR-32 (atualizada 2011).pdfNR-32 (atualizada 2011).pdf
NR-32 (atualizada 2011).pdf
 
adornos - NR 32.pptx
adornos - NR 32.pptxadornos - NR 32.pptx
adornos - NR 32.pptx
 
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptxNR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
 
Nr 32
Nr 32Nr 32
Nr 32
 
Treinamento seguranca laboratorios
Treinamento seguranca laboratoriosTreinamento seguranca laboratorios
Treinamento seguranca laboratorios
 
22-Curso-NR-32.pdf
22-Curso-NR-32.pdf22-Curso-NR-32.pdf
22-Curso-NR-32.pdf
 

Último

Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do TrabalhoApostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
CatieleAlmeida1
 
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
AmaroAlmeidaChimbala
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
marjoguedes1
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
Luiz Henrique Pimentel Novais Silva
 
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de suturaTipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
DelcioVumbuca
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
sula31
 
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
rickriordan
 

Último (8)

Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do TrabalhoApostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
 
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
 
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
 
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de suturaTipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
 
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
 

nr-32.ppt

  • 1. NORMA REGULAMENTADORA 32 NR - 32 O enfoque para os trabalhadores da enfermagem
  • 2. NR-32... A norma regulamentadora 32, aponta as responsabilidades do empregador e os direitos do trabalhador com relação à segurança e saúde. Apresenta também as medidas de proteção que o estabelecimento de saúde e seus trabalhadores devem adotar para exercerem suas atividades de maneira segura.
  • 4. NR - 32: o que é?  Estabelece as diretrizes básicas para a implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores em Serviços de Saúde.  Abrange todos os trabalhadores de saúde, inclusive os que estão no ensino e pesquisa.
  • 5. O QUE ABRANGE? Situações de exposições à riscos para a saúde do profissional: ¤ Riscos Biológicos ¤ Riscos Químicos ¤ Radiação Ionizante Abrange ainda a questão da obrigatoriedade da vacinação do profissional de enfermagem (tétano e hepatite B).
  • 7. EM RELAÇÃO AOS RISCOS BIOLÓGICOS...  Profissionais de Enfermagem: são os trabalhadores mais expostos aos acidentes com pérfuro-cortantes.  Gravidade: é a porta de entrada de doenças infecciosas graves e letais como a hepatite B e C e o HIV.
  • 8. A norma determina que: 32.2.4.5 O empregador deve vedar:  a utilização de pias de trabalho para fins diversos dos previstos  o ato de fumar, o uso de adornos e o manuseio de lentes de contato nos postos de trabalho  o consumo de alimentos em locais não destinados para este fim  o uso de calçados abertos. 32.2.4.6.2 Os trabalhadores não devem deixar o local de trabalho com os equipamentos de proteção individual e as vestimentas utilizadas em suas atividades
  • 9. 32.2.4.7 Os equipamentos de proteção individual (EPI), descartáveis ou não, deverão estar à disposição em número suficiente nos postos de trabalho 32.2.4.14 Os trabalhadores que utilizarem objetos pérfuro cortantes devem ser responsáveis pelo seu descarte 32.2.4.15 São vedados o reencape e a desconexão de agulhas 32.2.4.17.4 A vacinação deve obedecer às recomendações do Ministério da Saúde
  • 11. EM RELAÇÃO AOS RISCOS QUÍMICOS... Compreende: exposição aos agentes químicos presentes no local de trabalho nas diversas formas de apresentação (líquida, sólida, plasma, vapor, poeira, névoa, neblina e gasosa).
  • 12. A NR - 32 aborda: 32.3.1 Deve ser mantida a rotulagem do fabricante na embalagem original dos produtos químicos utilizados 32.3.2 Todo recipiente contendo produto químico manipulado ou fracionado deve ser identificado, de forma legível, por etiqueta com nome do produto, composição química, concentração, data do envase e de validade, e nome do responsável pela manipulação ou fracionamento.
  • 14. O destaque está na proteção ao trabalhador que manuseia quimioterápicos e antineoplásicos... 32.3.9.4.9.1 Com relação aos quimioterápicos, entende-se por acidente:  ambiental: saída do medicamento do envase seja por derramamento ou por aerodispersóides sólidos ou líquidos.  pessoal: gerado por contato ou inalação dos medicamentos em qualquer das etapas do processo (preparo, armazenamento e administração)
  • 15. EM CASO DE ACIDENTES...  Todo acidente deverá ser registrado em impresso próprio;  Em caso de acidente pessoal: -remover as roupas imediatamente, -lavar com água e sabão a pele atingida, -em caso de contato com os olhos, lavar com água ou soro fisiológico e procurar serviço médico.  Em caso de acidente ambiental: identificar a área e restringir com compressas absorventes. A área deverá ser limpa com água e sabão.
  • 17. EM RELAÇÃO AS RADIAÇÕES IONIZANTES... A radiação ionizante é um risco físico. Considera-se risco físico a probabilidade de exposição a diversas formas de energia (ruídos, vibração, pressão anormal, iluminação, temperaturas extremas, radiações ionizantes e não-ionizantes).
  • 18. 32.4.3 O trabalhador que realiza atividades em áreas onde existam fontes de radiações ionizantes deve:  Permanecer nestas áreas o menor tempo possível para a realização do procedimento;  Ter conhecimento do risco radiológico associado ao seu trabalho;  Usar EPIs adequados para minimizar os riscos;  Estar sob monitorização individual de dose de radiação (dosímetro) 32.4.5.3 Toda gravidez confirmada deve ser afastada das atividades
  • 20. Elaborando a NR-32... O grupo técnico (GT) foi composto por uma equipe multiprofissional, que se reuniram e utilizaram Regulamentações da ANVISA, dissertações de mestrado e teses de doutorado, recomendações e manuais já utilizados no Ministério da Saúde, normas da Comissão Nacional de Energia Nuclear, entre outros.
  • 21. Elaborando a NR-32... A norma foi elaborada em novembro 2005, e em abril de 2007 encerrou-se o prazo para os estabelecimentos de saúde se adequarem a norma. O não cumprimento implicará em advertências e multas aos que estiverem em desacordo com a nova legislação.
  • 22. Esta norma norteia e facilita as ações de controle, ajustes e monitoramento por parte dos gestores, apontando os caminhos para se obter um trabalho harmônico, centrado na segurança e nos cuidados com seus trabalhadores. Elaborando a NR-32...
  • 23. Para consultar a NR-32 na íntegra: www.trabalho.gov.br