SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
São Paulo

Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

Neste final de século crescerão e sobreviverão aquelas empresas que tiverem
visão, iniciativa, agilidade e capacidade inovadora para reagir eficazmente as
mudanças no ambiente externo.
Observa-se também, que tais empresas estarão alicerçadas em valores
claramente definidos e em homens motivados para o trabalho e para a criação,
através de um ambiente aberto, participativo, estimulante de emoção e garra.
O estado de São Paulo, pela sua representatividade como pólo industrial e
comercial será para a indústria de seguros o centro gravitacional das grandes
transformações do mercado segurador brasileiro.
Será, por isso mesmo, um mercado extremamente exigente e difícil, onde a
competitividade será dura e exigirá eficiência, investimentos e determinação.
Este trabalho leva implícito uma insatisfação com a situação atual, e por
tanto um desejo de mudança.
Este é o momento de planejarmos e definirmos objetivos claros
estabelecendo metas arrojadas e traçarmos meios de atingí-las. Pretendemos que
esse trabalho represente sim, uma nova postura gerencial, um estado de ânimo.
Os objetivos estratégicos aqui definidos serão praticados rigorosamente a
partir de 1997; este é o meu compromisso.

Jorge Abel Peres Brazil
Diretor - São Paulo
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

ANÁLISE DE CENÁRIO
Evolução do Setor
ARENA COMPETITIVA

COMPORTAMENTO DE
COMPRA

1. Novos competidores de envergadura
mundial
2. Resseguro como ferramenta
estratégica
3. Concentração e especialização do
mercado

1. Busca da simplicidade e facilidade de acesso
2. Busca de serviços tangíveis
como diferenciação
3. Maior nível de exigência

Mudanças nos próximos 3
anos maiores que nos 50
anos precedentes

CONDIÇÕES
MACRO/ECONÔMICAS
1. Estabilidade econômica
2. Desregulação do mercado
3. Quebra do monopólio de
resseguro

NOVOS PRODUTOS/SEGMENTAÇÃO
1. Grande desenvolvimento no negócio de
indivíduos (vida/saúde/previdência)
2. Produtos altamente especializados (riscos
ecológico/financeiros/responsabilidade civil)
3. Produtos parametrizados para canais
massificados

1
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

ANÁLISE DE CENÁRIO
Estimativa de crescimento do
mercado segurador em S.P.

Qual é o tamanho da oportunidade?

7 bilhões
Atual

14 bilhões
Futuro

Taxa de crescimento anual
para os próximos 3 anos?

Estima-se

20% a.a.
2
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

PA
R
BA TIC
M IPA
ER Ç
IN ÃO
D
US NO
SE NE
G G
UR Ó
O CIO
S

Representar 50% no volume de
produção total da seguradora

POSICIONAMENTO
COMPETITIVO

Representar 5% do mercado segurador do
Est. de SP, isto significa ser uma das 5
maiores seguradoras do Estado

RENTABILIDADE

QUA
LID
ADE

NEW

BU
SI N

ES S

Alcançar uma rentabilidade não
inferior a 1% do prêmio ganho, tendo
como base o resultado industrial

Buscar a excelência nos seguintes processos:
. prestação de serviço ao cliente e parceiros
de negócios
. material de comunicação e vendas

Desenvolver, testar e implementar:
. canais de distribuição alternativos
. novas formas de comercialização de seguros
. produtos e serviços para segmentos emergentes
de mercado

3
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

ESFORÇO ESTRATÉGICO

% de participação

60

OBJETIVO

50
40
30

50%
ATUAL

PARTICIPAÇÃO
NO NEGÓCIO

20
10

23%

0

% de participação

6

OBJETIVO

5
4
3
2

ATUAL

5.0%

POSICIONAMENTO
COMPETITIVO

2.9%

1
0

4
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

resultado industrial (%)

ESFORÇO ESTRATÉGICO
OBJETIVO

5
0

ATUAL

1%

-5

RENTABILIDADE

-10
-15

(15,26%)
-20

5.0%

2.9%

5
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

ESFORÇO ESTRATÉGICO

Qualidade
Prestação de serviços ao
cliente
• Deter o maior índice de retenção de
clientes da seguradora, renovando
80% dos seguros em carteira
• Obter um índice de satisfação dos
clientes de 80% com os serviços
recebidos

Prestação de serviços aos
parceiros de negócios
• Estar no “ranking” como uma das 3
seguradoras que oferecem o melhor
suporte e um bom atendimento aos
corretores

Material de comunicação e vendas
5.0%
Canal agência e corretor
• ter pelo menos um cartaz de um produto exposto na agência/corretor
• ter uma lembrança na mesa do gerente-corretor - lembrando
2.9%
seguradora/produto
• ter pelo menos um folheto promocional para cada produto
• ter um “book” de apresentação da seguradora e um catálogo de vendas

a

6
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

ESFORÇO ESTRATÉGICO

NEW BUSINESS
Canal de distribuição alternativo
• ter um nível de concentração máximo de 50% da produção,
considerando:
- tipo de canal (corretora, banco, outros)
- ponto de venda (corretor, agência, outros)
• testar pelo menos uma alternativa de distribuição em cada regional
por ano

Formas de comercialização
• ter um nível de concentração máximo de 50% da
produção gerado por uma única abordagem de vendas
• testar pelo menos uma forma alternativa em cada regional
por ano

5.0%

Produtos/serviços X segmentos de mercado
• identificar e testar 2.9%
pelo menos um novo segmento de negócios por ano por
regional
• fazer pesquisa comparativa de produtos com a concorrência (pelo menos uma
por ano, por regional)
• propor adequação de produtos e implantar pelo menos 30% das propostas
7
São Paulo

Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

ESTRATÉGIAS PARA A REGIÃO
PRIVILEGIAR R.H. DE QUALIDADE
• Identificar pessoas de qualidade, prepará-las
profissionalmente e desenvolvê-las para
crescerem na organização
• Reconhecer e recompensar as pessoas de
qualidade
• Propiciar um clima motivacional e um
ambiente de trabalho que atraia pessoas de
qualidade

FOCAR PRODUTOS QUE DÊEM BASE
DE SUSTENTAÇÃO DE CRESCIMENTO
Produtos que possibilitem:
• a formação de carteira
• a renovação automática
• o alargamento dos negócios com o cliente

8
São Paulo

Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

ESTRATÉGIAS PARA A REGIÃO

USAR MULTI-CANAIS DE VENDAS PARA
CONQUISTAR O MERCADO ALVO
• Construir competência específica por tipologia
de canal
• Buscar alianças estratégicas com canais de
vendas não tradicionais à área de seguros
• Criar parcerias fidelizadas

ATUAR EM SEGMENTOS/NICHOS DE
MERCADO ATRATIVOS
• Manter pesquisa contínua sobre novas
oportunidades de negócios e segmentos/nichos
rentáveis
• Desenvolver competência específica para atuar
nos segmentos/nichos individualizados

9
São Paulo

Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

ESTRATÉGIAS PARA A REGIÃO
RETER OS CLIENTES CONQUISTADOS
• Criar instrumentos para acompanhar e
controlar a evasão de clientes
• Desenvolver incentivos e atrativos para reter o
cliente na empresa
• Ter um programa efetivo e contínuo de
recuperação de clientes corporate e varejo

ADMINISTRAR COM DISCIPLINA
ORÇAMENTÁRIA
• Reduzir as despesas administrativas
• Manter um controle de sinistro eficiente
• Ter critérios precisos e claros para aceitação de
riscos
• Ter critérios precisos e claros para contratação
comercial

10
São Paulo

Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

ESTRATÉGIAS PARA A REGIÃO

PREPARAR A EMPRESA PARA UM
MERCADO ABERTO
• Atualizar a equipe interna e parceiros de negócios sobre
as tendências e mudanças que deverão ocorrer com a
abertura do mercado
• Promover encontros com profissionais do mercado para
debater assuntos pertinentes ao tema
• Possibilitar aos profissionais da empresa estágios,
viagens e visitas a empresas de países onde a abertura já
aconteceu

11
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

DESAFIOS E OPORTUNIDADES
Pontos fortes e fracos

• Identificação e preparação de
talentos

AÇÕES PARA SUPERAR
O GAP

PONTOS

QUALIDADE DOS RH

FRACO

FORTE

• Traçar um novo perfil do profissional
ideal para funções-chave para o
presente projeto
• Redesenhar um programa de
reintegração e ambientação para
funcionários
• Criar um sistema de informação
contínua sobre a região, a empresa
e o mercado segurador com
divulgação a todos os funcionários
• Formar um banco de talentos para a
região e um programa para
desenvolver esses talentos
• Implantar um programa de trainees
• Definir um programa de treinamento
com base no plano diretor e
aderente as necessidades que ele
requer

• Recompensa e incentivos aos
talentos

2.9%

• Clima e ambiente de trabalho

• Implantar um programa de melhoramento contínuo do ambiente de
trabalho

12
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

DESAFIOS E OPORTUNIDADES
Pontos fortes e fracos

• Formação de carteira

AÇÕES PARA SUPERAR
O GAP

PONTOS

FOCO COMERCIAL

FRACO

FORTE

• Desenvolver campanhas regionalizadas para produtos que formam
carteira
• Promover junto a força de vendas os
produtos de carteira

• Renovação automática

• Atualizar
produtos
e
agregar
“vantagens” para a recompra de
seguros

• Alargamento de negócios
com cliente

• Desenvolver projeto de “repeat
business”, através de:
- cross-selling
- marketing integrado
- marketing de relacionamento

2.9%

13
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

DESAFIOS E OPORTUNIDADES
Pontos fortes e fracos
NOVOS SEGMENTOS
NEGÓCIOS

• Nichos de mercado atrativos

• Competência de base

AÇÕES PARA SUPERAR
O GAP

PONTOS

FRACO

FORTE

• Efetuar pesquisa periódica para
identificar oportunidades em nichos
de mercado com alto potencial de
crescimento e rentabilidade

• Criar um programa para desenvolver
competência específica para ocupar
os espaços identificados

2.9%

14
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

DESAFIOS E OPORTUNIDADES
Pontos fortes e fracos

• Competência específica por
canal

AÇÕES PARA SUPERAR
O GAP

PONTOS

CANAIS DE VENDAS

FRACO

FORTE

• Preparar
especialistas
para
gerenciar cada tipo de canal de
vendas
• Traçar uma política de atuação
comercial nos canais com regras de
negócios claras
• Desenvolver
programa
para
incrementar a força de vendas do
canal corretor

• Alianças estratégicas

• testar iniciativas com canais de
vendas alternativos, com potencial
de sinergia para ambos os negócios

• Parcerias fidelizadas

• criar
sistema
de
vantagens
progressivas
para
premiar
a
fidelidade, produtividade, etc
• reavaliar o programa de participação
nos lucros, tornando-o um diferencial
de mercado efetivo
• promover encontros e ocasiões onde
se possa reiterar a parceria

2.9%

15
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

DESAFIOS E OPORTUNIDADES
Pontos fortes e fracos

• Controle de evasão

AÇÕES PARA SUPERAR
O GAP

PONTOS

RETER CLIENTES

FRACO

FORTE

• definir um sistema de informação e
acompanhamento para avaliar os
motivos que levam ao “attrition”

• Incentivo à fidelidade

• criar vantagens progressivas e
produtos para premiar a fidelidade
• ter um canal de comunicação aberto,
direto e constante com o cliente

• Recuperação de clientes

• usar padrões de qualidade para
melhorar constantemente o serviço
prestado e o atendimento a clientes
• fazer trabalho, direto ou via corretor,
junto aos clientes que não
renovaram o seguro com o
Bamerindus nos últimos 3 anos

2.9%

16
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

DESAFIOS E OPORTUNIDADES
Pontos fortes e fracos
DISCIPLINA
ORÇAMENTÁRIA

• Despesas administrativas

AÇÕES PARA SUPERAR
O GAP

PONTOS

FRACO

FORTE

• avaliação rigorosa dos principais
gastos que podem ser reduzidos
• reduzir despesas com terceirizados
• automatizar e racionalizar operações
para aumentar a produtividade do
pessoal

• Custos com sinistralidade

• controlar e avaliar permanentemente
o fornecimento de serviços (oficinas,
peças, exames clinicos, internações,
etc)
• aumentar o número de revistorias
• ser mais eficaz no trabalho de
ressarcimento

• Aceitação de riscos

• cuidar para que a avaliação seja
feita regionalmente
• fazer a avaliação por atividade

• Parceiros comerciais

• acompanhar sistematicamente e
adotar medidas corretivas para
melhorar o resultado
• ter critérios precisos e claros para
condições comerciais com base nos
resultados
• redirecionar a comercialização para
carteiras mais rentáveis

2.9%
• Relação custo X benefício

• adotar como procedimento que toda
solicitação de recursos seja avaliado
o retorno que trará a alocação do
recurso solicitado

17
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

DESAFIOS E OPORTUNIDADES
Pontos fortes e fracos
PREPARAR PARA O
FUTURO

• Preparação do pessoal

AÇÕES PARA SUPERAR
O GAP

PONTOS

FRACO

FORTE

• realizar
eventos,
palestras
e
seminários
para
mostrar
as
mudanças
que
ocorrerão
no
mercado e como afetarão nossa
maneira de fazer negócios

• Troca de experiências

• promover
forum
de
debates
envolvendo corretores, profissionais
de seguros, empresas, entidades de
classe, etc. para discutir com nossa
equipe o que e como estão se
preparando para enfrentar essas
mudanças

• Visitas e estágios

• enviar executivos da empresa para
visitas a empresas dos paises onde
ocorreu a abertura do mercado de
seguros

2.9%

18
São Paulo

Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

FILOSOFIA DE TRABALHO
DA REGIÃO

1. Privilegiar o trabalho em time
2. Administrar estrategicamente a região de
forma compartilhada
3. Usar uma comunicação direta, simples e
objetiva
4. Usar sempre e acima de tudo a franqueza
5. Tratar os problemas de forma clara e aberta
6. Dar a todos liberdade para emitir seus
pensamentos e idéias
7. As pessoas benvindas ao time são
sinceras, positivas, autoconfiantes e
estimuladas a construir algo importante na
vida... Vencedores
8. Para cada problema levantado deve vir
junto pelo menos 3 alternativas para
solução
9. Gerenciar através de coerência,
consistência e conhecimento
10. Fazer avaliações com base em fatos e não
opiniões

19
Um novo ciclo de crescimento
1997 - 2000

São Paulo

FAÇA ESSE PROJETO ACONTECER
DESENVOLVA AQUI O SEU PLANO
O QUE?
(objetivos)

COMO?
(ações específicas)

COM QUE?
QUANDO?
(recursos necessários) (início e término)

Dicas que irão ajudá-lo a fazer seu plano de ação:






Descreva seu objetivo, pensando no resultado que você possa ver, sentir, ou de alguma forma, medir.
Liste as ações que contribuirão para alcançar seu objetivo de forma clara e concisa.
Concentre-se em poucos objetivos mas, que possam trazer grandes resultados, melhorias, etc.
Saiba exatamente o que você precisa, quais os recursos que possam ajudá-lo a alcançar seu objetivo.
Tenha certeza que o resultado que você espera atingir seja importante para você, seu time e para a
empresa.
Boa sorte!

20

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relatório do Primeiro Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2
Relatório do Primeiro Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2Relatório do Primeiro Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2
Relatório do Primeiro Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2France Michel Ferreira
 
Relatório do Segundo Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2
Relatório do Segundo Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2Relatório do Segundo Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2
Relatório do Segundo Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2France Michel Ferreira
 
Arezzo&co day site port (1)
Arezzo&co day site port (1)Arezzo&co day site port (1)
Arezzo&co day site port (1)Arezzori
 
PLANO DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS PARA A CAFEICULTURA BRASILEIRA 2012/2014
PLANO DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS PARA A CAFEICULTURA BRASILEIRA 2012/2014PLANO DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS PARA A CAFEICULTURA BRASILEIRA 2012/2014
PLANO DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS PARA A CAFEICULTURA BRASILEIRA 2012/2014Revista Cafeicultura
 
Atps de adm mercadologica
Atps de adm mercadologicaAtps de adm mercadologica
Atps de adm mercadologicaAna Genesy
 
1. oceano azul
1.  oceano azul1.  oceano azul
1. oceano azulEdMasNaaS
 
Alavancagem Estratégica da Empresa EIT Microcomputadores S.A. em Concorrência...
Alavancagem Estratégica da Empresa EIT Microcomputadores S.A. em Concorrência...Alavancagem Estratégica da Empresa EIT Microcomputadores S.A. em Concorrência...
Alavancagem Estratégica da Empresa EIT Microcomputadores S.A. em Concorrência...France Michel Ferreira
 
Apresentação institucional 2 t13
Apresentação institucional 2 t13Apresentação institucional 2 t13
Apresentação institucional 2 t13Arezzori
 
Apresentação institucional 4_t12 português (1)
Apresentação institucional 4_t12 português (1)Apresentação institucional 4_t12 português (1)
Apresentação institucional 4_t12 português (1)Arezzori
 
Projeto Conclusão de Curso - MBA Marketing Digital
Projeto Conclusão de Curso - MBA Marketing DigitalProjeto Conclusão de Curso - MBA Marketing Digital
Projeto Conclusão de Curso - MBA Marketing DigitalJULIANA REZENDE
 
Comunicação - Hering
Comunicação - HeringComunicação - Hering
Comunicação - HeringThiago Klein
 
Produtos e serviços em Plano de Negócios
Produtos e serviços em Plano de NegóciosProdutos e serviços em Plano de Negócios
Produtos e serviços em Plano de NegóciosWagner Gonsalez
 
Trabalho em grupo apresentação slides master consultoria
Trabalho em grupo  apresentação slides master consultoriaTrabalho em grupo  apresentação slides master consultoria
Trabalho em grupo apresentação slides master consultoriaJoão Silva
 
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS  Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS Roberta Muniz
 

Mais procurados (20)

Relatório do Primeiro Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2
Relatório do Primeiro Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2Relatório do Primeiro Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2
Relatório do Primeiro Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2
 
Relatório do Segundo Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2
Relatório do Segundo Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2Relatório do Segundo Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2
Relatório do Segundo Quadrimestre – Jogo de Negócios – T2
 
Arezzo&co day site port (1)
Arezzo&co day site port (1)Arezzo&co day site port (1)
Arezzo&co day site port (1)
 
PLANO DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS PARA A CAFEICULTURA BRASILEIRA 2012/2014
PLANO DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS PARA A CAFEICULTURA BRASILEIRA 2012/2014PLANO DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS PARA A CAFEICULTURA BRASILEIRA 2012/2014
PLANO DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS PARA A CAFEICULTURA BRASILEIRA 2012/2014
 
Plano Marketing
Plano MarketingPlano Marketing
Plano Marketing
 
INOVAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE CONTINUIDADE DO NEGÓCIO
INOVAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE CONTINUIDADE DO NEGÓCIOINOVAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE CONTINUIDADE DO NEGÓCIO
INOVAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE CONTINUIDADE DO NEGÓCIO
 
Atps de adm mercadologica
Atps de adm mercadologicaAtps de adm mercadologica
Atps de adm mercadologica
 
1. oceano azul
1.  oceano azul1.  oceano azul
1. oceano azul
 
TCC FGV 2013
TCC FGV 2013TCC FGV 2013
TCC FGV 2013
 
Alavancagem Estratégica da Empresa EIT Microcomputadores S.A. em Concorrência...
Alavancagem Estratégica da Empresa EIT Microcomputadores S.A. em Concorrência...Alavancagem Estratégica da Empresa EIT Microcomputadores S.A. em Concorrência...
Alavancagem Estratégica da Empresa EIT Microcomputadores S.A. em Concorrência...
 
Apresentação institucional 2 t13
Apresentação institucional 2 t13Apresentação institucional 2 t13
Apresentação institucional 2 t13
 
Apresentação institucional 4_t12 português (1)
Apresentação institucional 4_t12 português (1)Apresentação institucional 4_t12 português (1)
Apresentação institucional 4_t12 português (1)
 
Vendas de exportacao efnf
Vendas de exportacao efnfVendas de exportacao efnf
Vendas de exportacao efnf
 
Projeto Conclusão de Curso - MBA Marketing Digital
Projeto Conclusão de Curso - MBA Marketing DigitalProjeto Conclusão de Curso - MBA Marketing Digital
Projeto Conclusão de Curso - MBA Marketing Digital
 
Comunicação - Hering
Comunicação - HeringComunicação - Hering
Comunicação - Hering
 
Cartilha brasilmaior
Cartilha brasilmaiorCartilha brasilmaior
Cartilha brasilmaior
 
Produtos e serviços em Plano de Negócios
Produtos e serviços em Plano de NegóciosProdutos e serviços em Plano de Negócios
Produtos e serviços em Plano de Negócios
 
Plano Marketing
Plano Marketing Plano Marketing
Plano Marketing
 
Trabalho em grupo apresentação slides master consultoria
Trabalho em grupo  apresentação slides master consultoriaTrabalho em grupo  apresentação slides master consultoria
Trabalho em grupo apresentação slides master consultoria
 
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS  Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS
 

Destaque

Edital de elaboração de projetos
Edital de elaboração de projetosEdital de elaboração de projetos
Edital de elaboração de projetoscapacitacaoufcg
 
AMELOGENESIS IMPERFECTA. DENTINOGENESIS IMPERFECTA.
AMELOGENESIS IMPERFECTA.DENTINOGENESIS IMPERFECTA.AMELOGENESIS IMPERFECTA.DENTINOGENESIS IMPERFECTA.
AMELOGENESIS IMPERFECTA. DENTINOGENESIS IMPERFECTA.Cat Lunac
 
Sepsis neonatal final
Sepsis neonatal finalSepsis neonatal final
Sepsis neonatal finalDiego Báez
 
Almanaque Uberabense de 1909
Almanaque Uberabense de 1909Almanaque Uberabense de 1909
Almanaque Uberabense de 1909Josiane Amaral
 
Arte na idade média
Arte na idade médiaArte na idade média
Arte na idade médiaCEF16
 
Proyecto herramientas
Proyecto herramientasProyecto herramientas
Proyecto herramientashazelbi11-2
 
Diario de uma pescaria 2013
Diario de uma pescaria 2013Diario de uma pescaria 2013
Diario de uma pescaria 2013cnsmar
 
Alteraciones y neoplasias de glándulas salivales
Alteraciones y neoplasias de glándulas salivalesAlteraciones y neoplasias de glándulas salivales
Alteraciones y neoplasias de glándulas salivalesCat Lunac
 
Impressionismo cd
Impressionismo cdImpressionismo cd
Impressionismo cdCEF16
 
Jean monnet - Trabalho Integração
Jean monnet - Trabalho IntegraçãoJean monnet - Trabalho Integração
Jean monnet - Trabalho IntegraçãoFrancisco Vitorino
 
Est. demografico nro 02 03 04
Est. demografico nro 02 03 04Est. demografico nro 02 03 04
Est. demografico nro 02 03 04j010613
 
A era antes de Colombo: uma proposta de exposição sobre a temática
A era antes de Colombo: uma proposta de exposição sobre a temáticaA era antes de Colombo: uma proposta de exposição sobre a temática
A era antes de Colombo: uma proposta de exposição sobre a temáticaEduardo Albuquerque
 
Manual da familia low brass jupiter (português)
Manual da familia low brass jupiter (português)Manual da familia low brass jupiter (português)
Manual da familia low brass jupiter (português)Habro Group
 
A unidade da_tradicao_frater_oxi_ziredo
A unidade da_tradicao_frater_oxi_ziredoA unidade da_tradicao_frater_oxi_ziredo
A unidade da_tradicao_frater_oxi_ziredoAndre Fernandez
 

Destaque (20)

Edital de elaboração de projetos
Edital de elaboração de projetosEdital de elaboração de projetos
Edital de elaboração de projetos
 
AMELOGENESIS IMPERFECTA. DENTINOGENESIS IMPERFECTA.
AMELOGENESIS IMPERFECTA.DENTINOGENESIS IMPERFECTA.AMELOGENESIS IMPERFECTA.DENTINOGENESIS IMPERFECTA.
AMELOGENESIS IMPERFECTA. DENTINOGENESIS IMPERFECTA.
 
Sepsis neonatal final
Sepsis neonatal finalSepsis neonatal final
Sepsis neonatal final
 
Almanaque Uberabense de 1909
Almanaque Uberabense de 1909Almanaque Uberabense de 1909
Almanaque Uberabense de 1909
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Arte na idade média
Arte na idade médiaArte na idade média
Arte na idade média
 
Proyecto herramientas
Proyecto herramientasProyecto herramientas
Proyecto herramientas
 
Sessao e a36_pp333-348
Sessao e a36_pp333-348Sessao e a36_pp333-348
Sessao e a36_pp333-348
 
Diario de uma pescaria 2013
Diario de uma pescaria 2013Diario de uma pescaria 2013
Diario de uma pescaria 2013
 
Zornitta arts metal
Zornitta arts metalZornitta arts metal
Zornitta arts metal
 
Alteraciones y neoplasias de glándulas salivales
Alteraciones y neoplasias de glándulas salivalesAlteraciones y neoplasias de glándulas salivales
Alteraciones y neoplasias de glándulas salivales
 
Impressionismo cd
Impressionismo cdImpressionismo cd
Impressionismo cd
 
Jean monnet - Trabalho Integração
Jean monnet - Trabalho IntegraçãoJean monnet - Trabalho Integração
Jean monnet - Trabalho Integração
 
Norma Oculta relatório
Norma Oculta relatórioNorma Oculta relatório
Norma Oculta relatório
 
Est. demografico nro 02 03 04
Est. demografico nro 02 03 04Est. demografico nro 02 03 04
Est. demografico nro 02 03 04
 
A era antes de Colombo: uma proposta de exposição sobre a temática
A era antes de Colombo: uma proposta de exposição sobre a temáticaA era antes de Colombo: uma proposta de exposição sobre a temática
A era antes de Colombo: uma proposta de exposição sobre a temática
 
São Paulo - Um Novo Ciclo
São Paulo - Um Novo CicloSão Paulo - Um Novo Ciclo
São Paulo - Um Novo Ciclo
 
Manual da familia low brass jupiter (português)
Manual da familia low brass jupiter (português)Manual da familia low brass jupiter (português)
Manual da familia low brass jupiter (português)
 
A unidade da_tradicao_frater_oxi_ziredo
A unidade da_tradicao_frater_oxi_ziredoA unidade da_tradicao_frater_oxi_ziredo
A unidade da_tradicao_frater_oxi_ziredo
 
Drassanes
DrassanesDrassanes
Drassanes
 

Semelhante a Novo ciclo de cresc.são paulo hsbc

S&OP IBP Foods & Beverage Industries Monograph
S&OP IBP Foods & Beverage Industries MonographS&OP IBP Foods & Beverage Industries Monograph
S&OP IBP Foods & Beverage Industries MonographMichel Nachbar, MBA
 
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAE
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAEPromoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAE
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAEJefferson Kennedy
 
Cap. 3 competências práticas de gestão
Cap. 3   competências práticas de gestãoCap. 3   competências práticas de gestão
Cap. 3 competências práticas de gestãoVera Carlos
 
Apresentação Versatil 23062008
Apresentação Versatil 23062008Apresentação Versatil 23062008
Apresentação Versatil 23062008sitanabe2112
 
Plano de Negócios - Parte fundamental do empreendedor
Plano de Negócios - Parte fundamental do empreendedorPlano de Negócios - Parte fundamental do empreendedor
Plano de Negócios - Parte fundamental do empreendedorRoney Vasconcellos
 
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerceMILLENNIUM NETWORK®
 
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerceJET e-Commerce
 
O Futuro do Marketing com Jornadas Personalizadas: Salesforce Digital Breakfast
O Futuro do Marketing com Jornadas Personalizadas: Salesforce Digital BreakfastO Futuro do Marketing com Jornadas Personalizadas: Salesforce Digital Breakfast
O Futuro do Marketing com Jornadas Personalizadas: Salesforce Digital BreakfastSalesforce Brasil
 
Slides módulo5.2
Slides módulo5.2Slides módulo5.2
Slides módulo5.2Eva Gomes
 
Do it Up! Programas Empresariais: Growth Actions 2017
Do it Up!  Programas Empresariais: Growth Actions 2017Do it Up!  Programas Empresariais: Growth Actions 2017
Do it Up! Programas Empresariais: Growth Actions 2017Felipe França
 
Sidney Medeiros_Vendas & Marketing_2017
Sidney Medeiros_Vendas & Marketing_2017Sidney Medeiros_Vendas & Marketing_2017
Sidney Medeiros_Vendas & Marketing_2017Sidney Medeiros
 
plano de negócios
 plano de negócios plano de negócios
plano de negóciosmaaysilva
 
Plano de negocios_empreender e inovar no turismo
Plano de negocios_empreender e inovar no turismoPlano de negocios_empreender e inovar no turismo
Plano de negocios_empreender e inovar no turismoPlataforma Empreendedor
 

Semelhante a Novo ciclo de cresc.são paulo hsbc (20)

A Torre de Controle do e-Commerce
A Torre de Controle do e-CommerceA Torre de Controle do e-Commerce
A Torre de Controle do e-Commerce
 
S&OP IBP Foods & Beverage Industries Monograph
S&OP IBP Foods & Beverage Industries MonographS&OP IBP Foods & Beverage Industries Monograph
S&OP IBP Foods & Beverage Industries Monograph
 
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAE
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAEPromoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAE
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAE
 
Business Plan
Business PlanBusiness Plan
Business Plan
 
Apimec 2007
Apimec 2007Apimec 2007
Apimec 2007
 
Cap. 3 competências práticas de gestão
Cap. 3   competências práticas de gestãoCap. 3   competências práticas de gestão
Cap. 3 competências práticas de gestão
 
Apresentação Versatil 23062008
Apresentação Versatil 23062008Apresentação Versatil 23062008
Apresentação Versatil 23062008
 
Plano de Negócios - Parte fundamental do empreendedor
Plano de Negócios - Parte fundamental do empreendedorPlano de Negócios - Parte fundamental do empreendedor
Plano de Negócios - Parte fundamental do empreendedor
 
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
 
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
 
O Futuro do Marketing com Jornadas Personalizadas: Salesforce Digital Breakfast
O Futuro do Marketing com Jornadas Personalizadas: Salesforce Digital BreakfastO Futuro do Marketing com Jornadas Personalizadas: Salesforce Digital Breakfast
O Futuro do Marketing com Jornadas Personalizadas: Salesforce Digital Breakfast
 
Slides módulo5.2
Slides módulo5.2Slides módulo5.2
Slides módulo5.2
 
Planejamento sindilojas
Planejamento sindilojasPlanejamento sindilojas
Planejamento sindilojas
 
Aula 04 empreendedorismo
Aula 04 empreendedorismoAula 04 empreendedorismo
Aula 04 empreendedorismo
 
Habib's
Habib'sHabib's
Habib's
 
Do it Up! Programas Empresariais: Growth Actions 2017
Do it Up!  Programas Empresariais: Growth Actions 2017Do it Up!  Programas Empresariais: Growth Actions 2017
Do it Up! Programas Empresariais: Growth Actions 2017
 
Sidney Medeiros_Vendas & Marketing_2017
Sidney Medeiros_Vendas & Marketing_2017Sidney Medeiros_Vendas & Marketing_2017
Sidney Medeiros_Vendas & Marketing_2017
 
plano de negócios
 plano de negócios plano de negócios
plano de negócios
 
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
 
Plano de negocios_empreender e inovar no turismo
Plano de negocios_empreender e inovar no turismoPlano de negocios_empreender e inovar no turismo
Plano de negocios_empreender e inovar no turismo
 

Mais de paulooficinadotexto

Café com Seguro - Gerência de Riscos - Fator Humano - Marcos Lucio
Café com Seguro - Gerência de Riscos - Fator Humano - Marcos LucioCafé com Seguro - Gerência de Riscos - Fator Humano - Marcos Lucio
Café com Seguro - Gerência de Riscos - Fator Humano - Marcos Luciopaulooficinadotexto
 
Café com Seguro ANSP - Psicopatas na Aviação - Carlos Eduardo
Café com Seguro ANSP -  Psicopatas na Aviação - Carlos EduardoCafé com Seguro ANSP -  Psicopatas na Aviação - Carlos Eduardo
Café com Seguro ANSP - Psicopatas na Aviação - Carlos Eduardopaulooficinadotexto
 
Café com Seguro ANSP - Psicopatas na Aviação - Dras Hilda e Júlia
Café com Seguro ANSP -  Psicopatas na Aviação - Dras Hilda e JúliaCafé com Seguro ANSP -  Psicopatas na Aviação - Dras Hilda e Júlia
Café com Seguro ANSP - Psicopatas na Aviação - Dras Hilda e Júliapaulooficinadotexto
 
Apresentação Lições de Mariana - Pery Saraiva Neto
Apresentação Lições de Mariana -  Pery Saraiva NetoApresentação Lições de Mariana -  Pery Saraiva Neto
Apresentação Lições de Mariana - Pery Saraiva Netopaulooficinadotexto
 
Apresentação Lições de Mariana - Eliane Poveda
Apresentação Lições de Mariana -   Eliane PovedaApresentação Lições de Mariana -   Eliane Poveda
Apresentação Lições de Mariana - Eliane Povedapaulooficinadotexto
 
Apresentação Lições de Mariana- Paulo Botti
Apresentação Lições de Mariana-  Paulo BottiApresentação Lições de Mariana-  Paulo Botti
Apresentação Lições de Mariana- Paulo Bottipaulooficinadotexto
 
Palestra Gamificação ANSP - Sérgio Rangel
Palestra Gamificação ANSP - Sérgio RangelPalestra Gamificação ANSP - Sérgio Rangel
Palestra Gamificação ANSP - Sérgio Rangelpaulooficinadotexto
 
Apresentação Evento de Seguros 2016 - Ricardo Viveiros
Apresentação Evento de Seguros 2016 - Ricardo ViveirosApresentação Evento de Seguros 2016 - Ricardo Viveiros
Apresentação Evento de Seguros 2016 - Ricardo Viveirospaulooficinadotexto
 
Apresentação Marcos Lucio de Moura e Souza RC Serviços Médico Hospitalares
Apresentação Marcos Lucio de Moura e Souza   RC Serviços Médico HospitalaresApresentação Marcos Lucio de Moura e Souza   RC Serviços Médico Hospitalares
Apresentação Marcos Lucio de Moura e Souza RC Serviços Médico Hospitalarespaulooficinadotexto
 
Apresentação Linus P. Fascina - Gestão de Risco
Apresentação Linus P. Fascina  -  Gestão de RiscoApresentação Linus P. Fascina  -  Gestão de Risco
Apresentação Linus P. Fascina - Gestão de Riscopaulooficinadotexto
 
Apresentação bruna malagoli martino
Apresentação bruna malagoli martinoApresentação bruna malagoli martino
Apresentação bruna malagoli martinopaulooficinadotexto
 
Código genètico e o seguro 2014
Código genètico e o seguro 2014Código genètico e o seguro 2014
Código genètico e o seguro 2014paulooficinadotexto
 
Seguros Gerais: Desafios para os próximos anos
Seguros Gerais: Desafios para os próximos anosSeguros Gerais: Desafios para os próximos anos
Seguros Gerais: Desafios para os próximos anos paulooficinadotexto
 
Microsseguro, Resseguro e a Swiss Re
Microsseguro, Resseguro e a Swiss ReMicrosseguro, Resseguro e a Swiss Re
Microsseguro, Resseguro e a Swiss Repaulooficinadotexto
 
O ressegurador o resseguro e o microsseguro
O ressegurador o resseguro e o microsseguroO ressegurador o resseguro e o microsseguro
O ressegurador o resseguro e o microsseguropaulooficinadotexto
 
Comunicação palestra ana fraiman interpessoal na área de microsseguros revisado2
Comunicação palestra ana fraiman interpessoal na área de microsseguros revisado2Comunicação palestra ana fraiman interpessoal na área de microsseguros revisado2
Comunicação palestra ana fraiman interpessoal na área de microsseguros revisado2paulooficinadotexto
 
Apresentação susep 022012_hugo_azevedo
Apresentação susep 022012_hugo_azevedoApresentação susep 022012_hugo_azevedo
Apresentação susep 022012_hugo_azevedopaulooficinadotexto
 
Apresentação microsseguros 2012
Apresentação microsseguros 2012Apresentação microsseguros 2012
Apresentação microsseguros 2012paulooficinadotexto
 

Mais de paulooficinadotexto (20)

Café com Seguro - Gerência de Riscos - Fator Humano - Marcos Lucio
Café com Seguro - Gerência de Riscos - Fator Humano - Marcos LucioCafé com Seguro - Gerência de Riscos - Fator Humano - Marcos Lucio
Café com Seguro - Gerência de Riscos - Fator Humano - Marcos Lucio
 
Café com Seguro ANSP - Psicopatas na Aviação - Carlos Eduardo
Café com Seguro ANSP -  Psicopatas na Aviação - Carlos EduardoCafé com Seguro ANSP -  Psicopatas na Aviação - Carlos Eduardo
Café com Seguro ANSP - Psicopatas na Aviação - Carlos Eduardo
 
Café com Seguro ANSP - Psicopatas na Aviação - Dras Hilda e Júlia
Café com Seguro ANSP -  Psicopatas na Aviação - Dras Hilda e JúliaCafé com Seguro ANSP -  Psicopatas na Aviação - Dras Hilda e Júlia
Café com Seguro ANSP - Psicopatas na Aviação - Dras Hilda e Júlia
 
Apresentação Lições de Mariana - Pery Saraiva Neto
Apresentação Lições de Mariana -  Pery Saraiva NetoApresentação Lições de Mariana -  Pery Saraiva Neto
Apresentação Lições de Mariana - Pery Saraiva Neto
 
Apresentação Lições de Mariana - Eliane Poveda
Apresentação Lições de Mariana -   Eliane PovedaApresentação Lições de Mariana -   Eliane Poveda
Apresentação Lições de Mariana - Eliane Poveda
 
Apresentação Lições de Mariana- Paulo Botti
Apresentação Lições de Mariana-  Paulo BottiApresentação Lições de Mariana-  Paulo Botti
Apresentação Lições de Mariana- Paulo Botti
 
Palestra Gamificação ANSP - Sérgio Rangel
Palestra Gamificação ANSP - Sérgio RangelPalestra Gamificação ANSP - Sérgio Rangel
Palestra Gamificação ANSP - Sérgio Rangel
 
Apresentação Evento de Seguros 2016 - Ricardo Viveiros
Apresentação Evento de Seguros 2016 - Ricardo ViveirosApresentação Evento de Seguros 2016 - Ricardo Viveiros
Apresentação Evento de Seguros 2016 - Ricardo Viveiros
 
Apresentação Misael de Lima
Apresentação Misael  de LimaApresentação Misael  de Lima
Apresentação Misael de Lima
 
Apresentação Marcos Lucio de Moura e Souza RC Serviços Médico Hospitalares
Apresentação Marcos Lucio de Moura e Souza   RC Serviços Médico HospitalaresApresentação Marcos Lucio de Moura e Souza   RC Serviços Médico Hospitalares
Apresentação Marcos Lucio de Moura e Souza RC Serviços Médico Hospitalares
 
Apresentação Linus P. Fascina - Gestão de Risco
Apresentação Linus P. Fascina  -  Gestão de RiscoApresentação Linus P. Fascina  -  Gestão de Risco
Apresentação Linus P. Fascina - Gestão de Risco
 
Apresentação bruna malagoli martino
Apresentação bruna malagoli martinoApresentação bruna malagoli martino
Apresentação bruna malagoli martino
 
Código genètico e o seguro 2014
Código genètico e o seguro 2014Código genètico e o seguro 2014
Código genètico e o seguro 2014
 
Seguros Gerais: Desafios para os próximos anos
Seguros Gerais: Desafios para os próximos anosSeguros Gerais: Desafios para os próximos anos
Seguros Gerais: Desafios para os próximos anos
 
Microsseguro, Resseguro e a Swiss Re
Microsseguro, Resseguro e a Swiss ReMicrosseguro, Resseguro e a Swiss Re
Microsseguro, Resseguro e a Swiss Re
 
Seguro coletivo urbano rural
Seguro coletivo urbano ruralSeguro coletivo urbano rural
Seguro coletivo urbano rural
 
O ressegurador o resseguro e o microsseguro
O ressegurador o resseguro e o microsseguroO ressegurador o resseguro e o microsseguro
O ressegurador o resseguro e o microsseguro
 
Comunicação palestra ana fraiman interpessoal na área de microsseguros revisado2
Comunicação palestra ana fraiman interpessoal na área de microsseguros revisado2Comunicação palestra ana fraiman interpessoal na área de microsseguros revisado2
Comunicação palestra ana fraiman interpessoal na área de microsseguros revisado2
 
Apresentação susep 022012_hugo_azevedo
Apresentação susep 022012_hugo_azevedoApresentação susep 022012_hugo_azevedo
Apresentação susep 022012_hugo_azevedo
 
Apresentação microsseguros 2012
Apresentação microsseguros 2012Apresentação microsseguros 2012
Apresentação microsseguros 2012
 

Novo ciclo de cresc.são paulo hsbc

  • 1. São Paulo Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 Neste final de século crescerão e sobreviverão aquelas empresas que tiverem visão, iniciativa, agilidade e capacidade inovadora para reagir eficazmente as mudanças no ambiente externo. Observa-se também, que tais empresas estarão alicerçadas em valores claramente definidos e em homens motivados para o trabalho e para a criação, através de um ambiente aberto, participativo, estimulante de emoção e garra. O estado de São Paulo, pela sua representatividade como pólo industrial e comercial será para a indústria de seguros o centro gravitacional das grandes transformações do mercado segurador brasileiro. Será, por isso mesmo, um mercado extremamente exigente e difícil, onde a competitividade será dura e exigirá eficiência, investimentos e determinação. Este trabalho leva implícito uma insatisfação com a situação atual, e por tanto um desejo de mudança. Este é o momento de planejarmos e definirmos objetivos claros estabelecendo metas arrojadas e traçarmos meios de atingí-las. Pretendemos que esse trabalho represente sim, uma nova postura gerencial, um estado de ânimo. Os objetivos estratégicos aqui definidos serão praticados rigorosamente a partir de 1997; este é o meu compromisso. Jorge Abel Peres Brazil Diretor - São Paulo
  • 2. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo ANÁLISE DE CENÁRIO Evolução do Setor ARENA COMPETITIVA COMPORTAMENTO DE COMPRA 1. Novos competidores de envergadura mundial 2. Resseguro como ferramenta estratégica 3. Concentração e especialização do mercado 1. Busca da simplicidade e facilidade de acesso 2. Busca de serviços tangíveis como diferenciação 3. Maior nível de exigência Mudanças nos próximos 3 anos maiores que nos 50 anos precedentes CONDIÇÕES MACRO/ECONÔMICAS 1. Estabilidade econômica 2. Desregulação do mercado 3. Quebra do monopólio de resseguro NOVOS PRODUTOS/SEGMENTAÇÃO 1. Grande desenvolvimento no negócio de indivíduos (vida/saúde/previdência) 2. Produtos altamente especializados (riscos ecológico/financeiros/responsabilidade civil) 3. Produtos parametrizados para canais massificados 1
  • 3. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo ANÁLISE DE CENÁRIO Estimativa de crescimento do mercado segurador em S.P. Qual é o tamanho da oportunidade? 7 bilhões Atual 14 bilhões Futuro Taxa de crescimento anual para os próximos 3 anos? Estima-se 20% a.a. 2
  • 4. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo OBJETIVOS ESTRATÉGICOS PA R BA TIC M IPA ER Ç IN ÃO D US NO SE NE G G UR Ó O CIO S Representar 50% no volume de produção total da seguradora POSICIONAMENTO COMPETITIVO Representar 5% do mercado segurador do Est. de SP, isto significa ser uma das 5 maiores seguradoras do Estado RENTABILIDADE QUA LID ADE NEW BU SI N ES S Alcançar uma rentabilidade não inferior a 1% do prêmio ganho, tendo como base o resultado industrial Buscar a excelência nos seguintes processos: . prestação de serviço ao cliente e parceiros de negócios . material de comunicação e vendas Desenvolver, testar e implementar: . canais de distribuição alternativos . novas formas de comercialização de seguros . produtos e serviços para segmentos emergentes de mercado 3
  • 5. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo ESFORÇO ESTRATÉGICO % de participação 60 OBJETIVO 50 40 30 50% ATUAL PARTICIPAÇÃO NO NEGÓCIO 20 10 23% 0 % de participação 6 OBJETIVO 5 4 3 2 ATUAL 5.0% POSICIONAMENTO COMPETITIVO 2.9% 1 0 4
  • 6. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo resultado industrial (%) ESFORÇO ESTRATÉGICO OBJETIVO 5 0 ATUAL 1% -5 RENTABILIDADE -10 -15 (15,26%) -20 5.0% 2.9% 5
  • 7. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo ESFORÇO ESTRATÉGICO Qualidade Prestação de serviços ao cliente • Deter o maior índice de retenção de clientes da seguradora, renovando 80% dos seguros em carteira • Obter um índice de satisfação dos clientes de 80% com os serviços recebidos Prestação de serviços aos parceiros de negócios • Estar no “ranking” como uma das 3 seguradoras que oferecem o melhor suporte e um bom atendimento aos corretores Material de comunicação e vendas 5.0% Canal agência e corretor • ter pelo menos um cartaz de um produto exposto na agência/corretor • ter uma lembrança na mesa do gerente-corretor - lembrando 2.9% seguradora/produto • ter pelo menos um folheto promocional para cada produto • ter um “book” de apresentação da seguradora e um catálogo de vendas a 6
  • 8. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo ESFORÇO ESTRATÉGICO NEW BUSINESS Canal de distribuição alternativo • ter um nível de concentração máximo de 50% da produção, considerando: - tipo de canal (corretora, banco, outros) - ponto de venda (corretor, agência, outros) • testar pelo menos uma alternativa de distribuição em cada regional por ano Formas de comercialização • ter um nível de concentração máximo de 50% da produção gerado por uma única abordagem de vendas • testar pelo menos uma forma alternativa em cada regional por ano 5.0% Produtos/serviços X segmentos de mercado • identificar e testar 2.9% pelo menos um novo segmento de negócios por ano por regional • fazer pesquisa comparativa de produtos com a concorrência (pelo menos uma por ano, por regional) • propor adequação de produtos e implantar pelo menos 30% das propostas 7
  • 9. São Paulo Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 ESTRATÉGIAS PARA A REGIÃO PRIVILEGIAR R.H. DE QUALIDADE • Identificar pessoas de qualidade, prepará-las profissionalmente e desenvolvê-las para crescerem na organização • Reconhecer e recompensar as pessoas de qualidade • Propiciar um clima motivacional e um ambiente de trabalho que atraia pessoas de qualidade FOCAR PRODUTOS QUE DÊEM BASE DE SUSTENTAÇÃO DE CRESCIMENTO Produtos que possibilitem: • a formação de carteira • a renovação automática • o alargamento dos negócios com o cliente 8
  • 10. São Paulo Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 ESTRATÉGIAS PARA A REGIÃO USAR MULTI-CANAIS DE VENDAS PARA CONQUISTAR O MERCADO ALVO • Construir competência específica por tipologia de canal • Buscar alianças estratégicas com canais de vendas não tradicionais à área de seguros • Criar parcerias fidelizadas ATUAR EM SEGMENTOS/NICHOS DE MERCADO ATRATIVOS • Manter pesquisa contínua sobre novas oportunidades de negócios e segmentos/nichos rentáveis • Desenvolver competência específica para atuar nos segmentos/nichos individualizados 9
  • 11. São Paulo Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 ESTRATÉGIAS PARA A REGIÃO RETER OS CLIENTES CONQUISTADOS • Criar instrumentos para acompanhar e controlar a evasão de clientes • Desenvolver incentivos e atrativos para reter o cliente na empresa • Ter um programa efetivo e contínuo de recuperação de clientes corporate e varejo ADMINISTRAR COM DISCIPLINA ORÇAMENTÁRIA • Reduzir as despesas administrativas • Manter um controle de sinistro eficiente • Ter critérios precisos e claros para aceitação de riscos • Ter critérios precisos e claros para contratação comercial 10
  • 12. São Paulo Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 ESTRATÉGIAS PARA A REGIÃO PREPARAR A EMPRESA PARA UM MERCADO ABERTO • Atualizar a equipe interna e parceiros de negócios sobre as tendências e mudanças que deverão ocorrer com a abertura do mercado • Promover encontros com profissionais do mercado para debater assuntos pertinentes ao tema • Possibilitar aos profissionais da empresa estágios, viagens e visitas a empresas de países onde a abertura já aconteceu 11
  • 13. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo DESAFIOS E OPORTUNIDADES Pontos fortes e fracos • Identificação e preparação de talentos AÇÕES PARA SUPERAR O GAP PONTOS QUALIDADE DOS RH FRACO FORTE • Traçar um novo perfil do profissional ideal para funções-chave para o presente projeto • Redesenhar um programa de reintegração e ambientação para funcionários • Criar um sistema de informação contínua sobre a região, a empresa e o mercado segurador com divulgação a todos os funcionários • Formar um banco de talentos para a região e um programa para desenvolver esses talentos • Implantar um programa de trainees • Definir um programa de treinamento com base no plano diretor e aderente as necessidades que ele requer • Recompensa e incentivos aos talentos 2.9% • Clima e ambiente de trabalho • Implantar um programa de melhoramento contínuo do ambiente de trabalho 12
  • 14. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo DESAFIOS E OPORTUNIDADES Pontos fortes e fracos • Formação de carteira AÇÕES PARA SUPERAR O GAP PONTOS FOCO COMERCIAL FRACO FORTE • Desenvolver campanhas regionalizadas para produtos que formam carteira • Promover junto a força de vendas os produtos de carteira • Renovação automática • Atualizar produtos e agregar “vantagens” para a recompra de seguros • Alargamento de negócios com cliente • Desenvolver projeto de “repeat business”, através de: - cross-selling - marketing integrado - marketing de relacionamento 2.9% 13
  • 15. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo DESAFIOS E OPORTUNIDADES Pontos fortes e fracos NOVOS SEGMENTOS NEGÓCIOS • Nichos de mercado atrativos • Competência de base AÇÕES PARA SUPERAR O GAP PONTOS FRACO FORTE • Efetuar pesquisa periódica para identificar oportunidades em nichos de mercado com alto potencial de crescimento e rentabilidade • Criar um programa para desenvolver competência específica para ocupar os espaços identificados 2.9% 14
  • 16. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo DESAFIOS E OPORTUNIDADES Pontos fortes e fracos • Competência específica por canal AÇÕES PARA SUPERAR O GAP PONTOS CANAIS DE VENDAS FRACO FORTE • Preparar especialistas para gerenciar cada tipo de canal de vendas • Traçar uma política de atuação comercial nos canais com regras de negócios claras • Desenvolver programa para incrementar a força de vendas do canal corretor • Alianças estratégicas • testar iniciativas com canais de vendas alternativos, com potencial de sinergia para ambos os negócios • Parcerias fidelizadas • criar sistema de vantagens progressivas para premiar a fidelidade, produtividade, etc • reavaliar o programa de participação nos lucros, tornando-o um diferencial de mercado efetivo • promover encontros e ocasiões onde se possa reiterar a parceria 2.9% 15
  • 17. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo DESAFIOS E OPORTUNIDADES Pontos fortes e fracos • Controle de evasão AÇÕES PARA SUPERAR O GAP PONTOS RETER CLIENTES FRACO FORTE • definir um sistema de informação e acompanhamento para avaliar os motivos que levam ao “attrition” • Incentivo à fidelidade • criar vantagens progressivas e produtos para premiar a fidelidade • ter um canal de comunicação aberto, direto e constante com o cliente • Recuperação de clientes • usar padrões de qualidade para melhorar constantemente o serviço prestado e o atendimento a clientes • fazer trabalho, direto ou via corretor, junto aos clientes que não renovaram o seguro com o Bamerindus nos últimos 3 anos 2.9% 16
  • 18. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo DESAFIOS E OPORTUNIDADES Pontos fortes e fracos DISCIPLINA ORÇAMENTÁRIA • Despesas administrativas AÇÕES PARA SUPERAR O GAP PONTOS FRACO FORTE • avaliação rigorosa dos principais gastos que podem ser reduzidos • reduzir despesas com terceirizados • automatizar e racionalizar operações para aumentar a produtividade do pessoal • Custos com sinistralidade • controlar e avaliar permanentemente o fornecimento de serviços (oficinas, peças, exames clinicos, internações, etc) • aumentar o número de revistorias • ser mais eficaz no trabalho de ressarcimento • Aceitação de riscos • cuidar para que a avaliação seja feita regionalmente • fazer a avaliação por atividade • Parceiros comerciais • acompanhar sistematicamente e adotar medidas corretivas para melhorar o resultado • ter critérios precisos e claros para condições comerciais com base nos resultados • redirecionar a comercialização para carteiras mais rentáveis 2.9% • Relação custo X benefício • adotar como procedimento que toda solicitação de recursos seja avaliado o retorno que trará a alocação do recurso solicitado 17
  • 19. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo DESAFIOS E OPORTUNIDADES Pontos fortes e fracos PREPARAR PARA O FUTURO • Preparação do pessoal AÇÕES PARA SUPERAR O GAP PONTOS FRACO FORTE • realizar eventos, palestras e seminários para mostrar as mudanças que ocorrerão no mercado e como afetarão nossa maneira de fazer negócios • Troca de experiências • promover forum de debates envolvendo corretores, profissionais de seguros, empresas, entidades de classe, etc. para discutir com nossa equipe o que e como estão se preparando para enfrentar essas mudanças • Visitas e estágios • enviar executivos da empresa para visitas a empresas dos paises onde ocorreu a abertura do mercado de seguros 2.9% 18
  • 20. São Paulo Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 FILOSOFIA DE TRABALHO DA REGIÃO 1. Privilegiar o trabalho em time 2. Administrar estrategicamente a região de forma compartilhada 3. Usar uma comunicação direta, simples e objetiva 4. Usar sempre e acima de tudo a franqueza 5. Tratar os problemas de forma clara e aberta 6. Dar a todos liberdade para emitir seus pensamentos e idéias 7. As pessoas benvindas ao time são sinceras, positivas, autoconfiantes e estimuladas a construir algo importante na vida... Vencedores 8. Para cada problema levantado deve vir junto pelo menos 3 alternativas para solução 9. Gerenciar através de coerência, consistência e conhecimento 10. Fazer avaliações com base em fatos e não opiniões 19
  • 21. Um novo ciclo de crescimento 1997 - 2000 São Paulo FAÇA ESSE PROJETO ACONTECER DESENVOLVA AQUI O SEU PLANO O QUE? (objetivos) COMO? (ações específicas) COM QUE? QUANDO? (recursos necessários) (início e término) Dicas que irão ajudá-lo a fazer seu plano de ação:      Descreva seu objetivo, pensando no resultado que você possa ver, sentir, ou de alguma forma, medir. Liste as ações que contribuirão para alcançar seu objetivo de forma clara e concisa. Concentre-se em poucos objetivos mas, que possam trazer grandes resultados, melhorias, etc. Saiba exatamente o que você precisa, quais os recursos que possam ajudá-lo a alcançar seu objetivo. Tenha certeza que o resultado que você espera atingir seja importante para você, seu time e para a empresa. Boa sorte! 20