SlideShare uma empresa Scribd logo
NOTA FISCAL ELETRÔNICA:
Aspectos Relevantes
Rafhael Sousa Sena
Contador
• Caracteriza-se pela substituição da Nota Fiscal
modelos 1 e 1-A, cuja sua existência física é
conhecida por DANFE;
Quais são as vantagens da NF-e?
• Redução de custos de aquisição e impressão de
papel;
• Redução de custos de armazenagem de
documentos fiscais;
• Redução de tempo de parada de caminhões em
Postos Fiscais de Fronteira;
• Eliminação de digitação de notas fiscais na
recepção de mercadorias;
• Aumento na confiabilidade da Nota Fiscal;
• Diminuição da sonegação e aumento da
arrecadação sem aumento de carga tributária;
DANFE:DANFE:
(Documento Auxiliar(Documento Auxiliar da NF-e)da NF-e)
- Representação simplificada da NF-e;
- Não substitui a NF-e;
- Contém chave de acesso para consulta;
- Impresso em apenas 1 via em papel A4 comum
Finalidade:
- Acompanhar o trânsito de mercadoria;
- Escrituração do destinatário que não emite NFe.
DANFe
(frente)
Modelo Operacional
Envio NF-e
Autorizado o uso da
NF-e naquela
operação, o DANFE
acompanhará o
trânsito da
mercadoria ...
Trânsito Autorizado - DANFE
SEFAZ (Destino)
e Receita FederalSecretaria Fazenda
Vendedor CompradorComprador
Gerar,
Assina
e Envia
a NFe
Devolve
Autorização
de Uso NF-e
Quais os tipos de documentos fiscais em
papel que a NF-e substitui?
Nota fiscal modelo 1 / 1ª.
Não se destina a substituir os outros modelos de
documentos fiscais existentes na legislação como, por
exemplo, a Nota Fiscal a Consumidor (modelo 2) ou o
Cupom Fiscal.
Os documentos que não foram substituídos pela NF-e
devem continuar a ser emitidos de acordo com a
legislação em vigor.
Atenção!Atenção!
As Notas Fiscais, modelos NF1 ou 1A emitidas
por contribuintes obrigados ao uso de NF-e são
inidôneas, nos termos do art. 131 do RICMS.
Emitir documento fiscal que não seja o
legalmente exigido para a operação: multa
equivalente a 2% (dois por cento) do valor da
operação;
Emitir documento fiscal para contribuinte não
identificado: multa equivalente a 20 % do  valor 
da  operação.
• A não conferência dos dados nos documentos
fiscais recebidos e/ou emitidos podem ocasionar
os seguintes problemas e penalidades:
• RICMS/CE art. 878
•Transportar mercadorias em quantidade menor que a
descrita no documento fiscal: multa equivalente a 20%
do Vr.da OP.;
• Entregar ou receber mercadoria destinada a contribuinte
baixado ou irregular: multa equivalente a 20% do Vr.da
OP.;
•Saída de mercadoria com documento fiscal já utilizado em
operação anterior: multa equivalente a 40% do Vr.da OP.;
•Emitir documento fiscal com preço inferior, sem motivo
justificado: multa equivalente ao valor do imposto que
O que muda para meu cliente se minha
empresa passar a utilizar NF-e em suas
operações?
A principal mudança é a obrigação de verificar a validade
da assinatura digital e a autenticidade do arquivo digital,
mediante consulta no Portal Nacional da Nota Fiscal
Eletrônica (www.nfe.fazenda.gov.br).
Importante observar que o emitente da NF-e é obrigado a
encaminhar ou disponibilizar download do arquivo XML
da NF-e.
O emitente e o destinatário da NF-e deverão conservar a
NF-e em arquivo digital
www.nfe.fazenda.gov.br
Projeto NF-e
Visualização da NF-e Através do DANFE
Como será feita a confirmação de entrega de
mercadoria com a NF-e?
No DANFE existe um espaço destinado à
confirmação de entrega de mercadoria, que se
assemelha ao canhoto existente no modelo 1 ou
1A, podendo ser destacado e entregue ao
remetente.
Entregar,receber ou depositar mercadoria com
documento fiscal sem o selo fiscal de trânsito:
Multa equivalente a 20% (vinte por cento) do
Valor da Operação
Os destinatários de NFe, são obrigados a
manter a guarda de algum tipo de documento
relativo a NF-e ou DANFE?
` Na hipótese do destinatário não ser emissor de
NF-e, poderá, manter em arquivo o DANFE
relativo a NF-e da operação.
O destinatário da mercadoria poderá exigir
receber a Nota Fiscal em papel modelo 1
ou 1A ao invés da Nota Fiscal Eletrônica?
Não, esta exigência não poderá ser feita pelos
destinatários
Como faço para saber se meu fornecedor é
obrigado a emitir Nota Fiscal eletrônica?
Basta acessar o site www.sintegra.gov.br e digitar
o CNPJ da empresa.
• É permitida a emissão de Nota Fiscal sem os dados do
Produto?
> Sim, desde que seja acompanhada de romaneio descritivo
dos produtos, (art. 170 RICMS/CE)
Qual é o prazo de validade da nota fiscal nas saídas de
mercadorias para fora e dentro do estado?
> Somente as operações dentro do estado possuem para
entrega ou recebimento de mercadoria que é de 7 dias (art.
428 RICMS/CE)
Caso receba mercadoria oriunda do estado que esteja
fora deste prazo o documento pode ser considerado
inidôneo e neste caso a multa é 20% o Vr. Da Operação.
Na Hipotese de ter sido verificado de que o erro
nao foi com intencao de violar a Legislacao
tributaria exclui a infracao?
> Nao, a responsabilidade por infracoes na legislacao
independe da intencao do responsavel. (art. 136 CTN)
> No caso de o infrator comunicar a SEFAZ antes da
mesma o notificar sobre o erro e fizer as correcoes
devidas, o infrator poderá ser absorvido da multa ou
pelo menos ter esta reduzida.
“Não será aplicada penalidade ao contribuinte que
procurar a repartição fiscal do Estado, antes de
qualquer procedimento do Fisco, para sanar
irregularidades.
*Caso a mercadoria já tenha circulado:
Caso o erro seja de valores indicados a
menos, poderá ser emitida uma nota
complementar (art. 135 RICMS/CE);
Caso o erro não contemple o Item anterior, o
ideal é solicitar ao remetente a devolução da
Mercadoria e ao recebê-la devolta emitir uma
nova nota fiscal com os dados corretos.
Cancelamento da nota fiscal eletrônicaCancelamento da nota fiscal eletrônica
• Prazo não superior a 168 horas (7 dias);
• Antes da circulação da mercadoria;
• Transmissão via INTERNET pelo software
de transmissão desenvolvido ou adquirido
pelo contribuinte ou disponibilizado pela
SEFAZ;
• Confirmar cancelamento pelo site
www.nfe.fazenda.gov.br
• ContingênciaContingência
Quando não for possível transmitir a NF-e:
- O contribuinte deverá:
- gerar novo arquivo, informando que a respectiva NF-e foi
emitida em contingência;
- adotar uma das seguintes alternativas:
- transmitir a NF-e para a Receita Federal do Brasil, via
(SCAN), devendo esta posteriormente transmiti-lá para
SEFAZ;
- transmitir Declaração Prévia de Emissão em Contingência
(DEPEC) NF-e, para a RFB;
Toda operação fiscal é passível de ERRO;
Todo erro é passível de PREVENÇÃO;
Toda prevenção não é passível de MULTA.
VAMOS TRABALHAR PREVENINDO OS
ERROS E NÃO APRENDENDO
COM ELES !!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Turnover
TurnoverTurnover
Apresentação do projeto de implantação do setor de Gente & Gestão
Apresentação do projeto de implantação do setor de Gente & GestãoApresentação do projeto de implantação do setor de Gente & Gestão
Apresentação do projeto de implantação do setor de Gente & Gestão
Paulo Carvalho
 
Ponto eletrônico
Ponto eletrônicoPonto eletrônico
Ponto eletrônico
Sindhotéis
 
Apresentacao etiqueta profissional
Apresentacao etiqueta profissionalApresentacao etiqueta profissional
Apresentacao etiqueta profissional
Nosreffej Arierep
 
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de TrabalhoPlanejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Benjamim Garcia Netto
 
DP - Salários, Benefícios, Descontos
DP - Salários, Benefícios, DescontosDP - Salários, Benefícios, Descontos
DP - Salários, Benefícios, Descontos
Lucas Gheller
 
Integração
IntegraçãoIntegração
Integração
Leonardo Boles
 
A Importância da Comunicação Interna
A Importância da Comunicação InternaA Importância da Comunicação Interna
A Importância da Comunicação Interna
Fabio Mincarelli Monfrin
 
Departamento pessoal
Departamento pessoalDepartamento pessoal
Departamento pessoal
geisilaine
 
Cartilha de Integração de Novo Funcionário Equipa Informática
Cartilha de Integração de Novo Funcionário Equipa InformáticaCartilha de Integração de Novo Funcionário Equipa Informática
Cartilha de Integração de Novo Funcionário Equipa Informática
equipainfo
 
Artigo boas maneiras no ambiente de trabalho
Artigo   boas maneiras no ambiente de trabalhoArtigo   boas maneiras no ambiente de trabalho
Artigo boas maneiras no ambiente de trabalho
Ana Lucia Gouveia
 
Aula auxiliar administrativo linguagem
Aula auxiliar administrativo   linguagemAula auxiliar administrativo   linguagem
Aula auxiliar administrativo linguagem
Maximus Maylson
 
Folha de pagamento
Folha de pagamentoFolha de pagamento
Folha de pagamento
admcontabil
 
Aula 01 assistente administrativo -
Aula 01   assistente administrativo -Aula 01   assistente administrativo -
Aula 01 assistente administrativo -
Ramon Mello
 
Rh processamento de vencimentos
Rh   processamento de vencimentosRh   processamento de vencimentos
Rh processamento de vencimentos
TeresaAlvesSousa
 
A carreira profissional do auxiliar administrativo
A carreira profissional do auxiliar administrativoA carreira profissional do auxiliar administrativo
A carreira profissional do auxiliar administrativo
Benjamim Garcia Netto
 
Unidade 3 custo
Unidade 3 custoUnidade 3 custo
Unidade 3 custo
custos contabil
 
Modelo para-integracao-de-funcionario (1)
Modelo para-integracao-de-funcionario (1)Modelo para-integracao-de-funcionario (1)
Modelo para-integracao-de-funcionario (1)
Geisa Duarte
 
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
Renata Pimentel
 
Manual do Colaborador
Manual do ColaboradorManual do Colaborador
Manual do Colaborador
Edvaldo S. Júnior
 

Mais procurados (20)

Turnover
TurnoverTurnover
Turnover
 
Apresentação do projeto de implantação do setor de Gente & Gestão
Apresentação do projeto de implantação do setor de Gente & GestãoApresentação do projeto de implantação do setor de Gente & Gestão
Apresentação do projeto de implantação do setor de Gente & Gestão
 
Ponto eletrônico
Ponto eletrônicoPonto eletrônico
Ponto eletrônico
 
Apresentacao etiqueta profissional
Apresentacao etiqueta profissionalApresentacao etiqueta profissional
Apresentacao etiqueta profissional
 
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de TrabalhoPlanejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
 
DP - Salários, Benefícios, Descontos
DP - Salários, Benefícios, DescontosDP - Salários, Benefícios, Descontos
DP - Salários, Benefícios, Descontos
 
Integração
IntegraçãoIntegração
Integração
 
A Importância da Comunicação Interna
A Importância da Comunicação InternaA Importância da Comunicação Interna
A Importância da Comunicação Interna
 
Departamento pessoal
Departamento pessoalDepartamento pessoal
Departamento pessoal
 
Cartilha de Integração de Novo Funcionário Equipa Informática
Cartilha de Integração de Novo Funcionário Equipa InformáticaCartilha de Integração de Novo Funcionário Equipa Informática
Cartilha de Integração de Novo Funcionário Equipa Informática
 
Artigo boas maneiras no ambiente de trabalho
Artigo   boas maneiras no ambiente de trabalhoArtigo   boas maneiras no ambiente de trabalho
Artigo boas maneiras no ambiente de trabalho
 
Aula auxiliar administrativo linguagem
Aula auxiliar administrativo   linguagemAula auxiliar administrativo   linguagem
Aula auxiliar administrativo linguagem
 
Folha de pagamento
Folha de pagamentoFolha de pagamento
Folha de pagamento
 
Aula 01 assistente administrativo -
Aula 01   assistente administrativo -Aula 01   assistente administrativo -
Aula 01 assistente administrativo -
 
Rh processamento de vencimentos
Rh   processamento de vencimentosRh   processamento de vencimentos
Rh processamento de vencimentos
 
A carreira profissional do auxiliar administrativo
A carreira profissional do auxiliar administrativoA carreira profissional do auxiliar administrativo
A carreira profissional do auxiliar administrativo
 
Unidade 3 custo
Unidade 3 custoUnidade 3 custo
Unidade 3 custo
 
Modelo para-integracao-de-funcionario (1)
Modelo para-integracao-de-funcionario (1)Modelo para-integracao-de-funcionario (1)
Modelo para-integracao-de-funcionario (1)
 
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
 
Manual do Colaborador
Manual do ColaboradorManual do Colaborador
Manual do Colaborador
 

Destaque

31120164282601020142550190000945611101384665 danfe
31120164282601020142550190000945611101384665 danfe31120164282601020142550190000945611101384665 danfe
31120164282601020142550190000945611101384665 danfe
ussssssss
 
Nota fiscal avulsa serviços sobrac estudo 104
Nota fiscal avulsa serviços sobrac estudo 104Nota fiscal avulsa serviços sobrac estudo 104
Nota fiscal avulsa serviços sobrac estudo 104
Paolo Catel
 
Danfe (3)
Danfe (3)Danfe (3)
Danfe (3)
nellicetti
 
Palestra Nota Fiscal Eletronica
Palestra Nota Fiscal EletronicaPalestra Nota Fiscal Eletronica
Palestra Nota Fiscal Eletronica
JOSÉ ROBERTO CASTANHEIRA CAMARGO
 
Investigación de mercados internacionales
Investigación de mercados internacionalesInvestigación de mercados internacionales
Investigación de mercados internacionales
Alberth ibañez Fauched
 
Factura comercial
Factura comercialFactura comercial
Factura comercial
jeansmalami
 
Factura comercial
Factura comercialFactura comercial
Factura comercial
Marcela Quezada
 

Destaque (7)

31120164282601020142550190000945611101384665 danfe
31120164282601020142550190000945611101384665 danfe31120164282601020142550190000945611101384665 danfe
31120164282601020142550190000945611101384665 danfe
 
Nota fiscal avulsa serviços sobrac estudo 104
Nota fiscal avulsa serviços sobrac estudo 104Nota fiscal avulsa serviços sobrac estudo 104
Nota fiscal avulsa serviços sobrac estudo 104
 
Danfe (3)
Danfe (3)Danfe (3)
Danfe (3)
 
Palestra Nota Fiscal Eletronica
Palestra Nota Fiscal EletronicaPalestra Nota Fiscal Eletronica
Palestra Nota Fiscal Eletronica
 
Investigación de mercados internacionales
Investigación de mercados internacionalesInvestigación de mercados internacionales
Investigación de mercados internacionales
 
Factura comercial
Factura comercialFactura comercial
Factura comercial
 
Factura comercial
Factura comercialFactura comercial
Factura comercial
 

Semelhante a Nota fiscal eletrônica

Treinamento Escrita Fiscal 2009
Treinamento Escrita Fiscal 2009Treinamento Escrita Fiscal 2009
Treinamento Escrita Fiscal 2009
Rafhael Sena
 
Nota Fiscal Eletronica Resumo
Nota Fiscal Eletronica ResumoNota Fiscal Eletronica Resumo
Nota Fiscal Eletronica Resumo
DESENVOLVA CONSULTORIA
 
Curso NFe Mod. 55 Versão 2.0
Curso NFe Mod. 55 Versão 2.0Curso NFe Mod. 55 Versão 2.0
Curso NFe Mod. 55 Versão 2.0
Infofisco
 
Big Brother Fiscal
Big Brother FiscalBig Brother Fiscal
Big Brother Fiscal
Roberto Dias Duarte
 
Fisco Na Era Digital Risco A Serem Evitados
Fisco Na Era Digital Risco A Serem EvitadosFisco Na Era Digital Risco A Serem Evitados
Fisco Na Era Digital Risco A Serem Evitados
Rafhael Sena
 
Curso sobre SPED, Itabira - 20-11-2009
Curso sobre SPED, Itabira - 20-11-2009Curso sobre SPED, Itabira - 20-11-2009
Curso sobre SPED, Itabira - 20-11-2009
Roberto Dias Duarte
 
Curso: SPED e Geração Y: Tudo a ver
Curso: SPED e Geração Y: Tudo a verCurso: SPED e Geração Y: Tudo a ver
Curso: SPED e Geração Y: Tudo a ver
Roberto Dias Duarte
 
Big Brother Fiscal 20100215
Big Brother Fiscal 20100215Big Brother Fiscal 20100215
Big Brother Fiscal 20100215
Roberto Dias Duarte
 
Fisco na era digital risco a serem evitados
Fisco na era digital risco a serem evitadosFisco na era digital risco a serem evitados
Fisco na era digital risco a serem evitados
Rafhael Sena
 
#SPED: NF-e: SEF/MG: Apresentação
#SPED: NF-e: SEF/MG: Apresentação#SPED: NF-e: SEF/MG: Apresentação
#SPED: NF-e: SEF/MG: Apresentação
Roberto Dias Duarte
 
Documentos fiscais
Documentos fiscaisDocumentos fiscais
Documentos fiscais
Valéria Lins
 
SINTESE DA APRESENTAÇÃO DO PROJETO NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-E
SINTESE DA APRESENTAÇÃO DO PROJETO NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-ESINTESE DA APRESENTAÇÃO DO PROJETO NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-E
SINTESE DA APRESENTAÇÃO DO PROJETO NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-E
denisfiscal
 
Curso: NF-e 2.0 para a Cadeia Produtiva 2.0
Curso: NF-e 2.0 para a Cadeia Produtiva 2.0  Curso: NF-e 2.0 para a Cadeia Produtiva 2.0
Curso: NF-e 2.0 para a Cadeia Produtiva 2.0
Roberto Dias Duarte
 
Projeto nacional NF-e
Projeto nacional NF-eProjeto nacional NF-e
Práticas Tributárias - Aulas 9 e 10
Práticas Tributárias - Aulas 9 e 10Práticas Tributárias - Aulas 9 e 10
Práticas Tributárias - Aulas 9 e 10
Wandick Rocha de Aquino
 
Curso NFCe MG
Curso NFCe MGCurso NFCe MG
Curso NFCe MG
Infofisco
 
Nota Fiscal Eletronica e REDF
Nota Fiscal Eletronica e REDFNota Fiscal Eletronica e REDF
Nota Fiscal Eletronica e REDF
Sevilha Contabilidade Ltda
 
(1) O Risco Fiscal do Cadastro desatualizado: uso com SPED NF-e
(1) O Risco Fiscal do Cadastro desatualizado: uso com SPED NF-e(1) O Risco Fiscal do Cadastro desatualizado: uso com SPED NF-e
(1) O Risco Fiscal do Cadastro desatualizado: uso com SPED NF-e
Portal KeyConsultas-web
 
O Risco Fiscal do cadastro com arquivos do SPED NFe
O Risco Fiscal do cadastro com arquivos do SPED NFeO Risco Fiscal do cadastro com arquivos do SPED NFe
O Risco Fiscal do cadastro com arquivos do SPED NFe
KeySupport Consultoria e Informática Ltda
 
Pinga fogo 01 12 2011 sintegra x autuações fiscais
Pinga fogo 01 12 2011   sintegra x autuações fiscaisPinga fogo 01 12 2011   sintegra x autuações fiscais
Pinga fogo 01 12 2011 sintegra x autuações fiscais
FeconMG
 

Semelhante a Nota fiscal eletrônica (20)

Treinamento Escrita Fiscal 2009
Treinamento Escrita Fiscal 2009Treinamento Escrita Fiscal 2009
Treinamento Escrita Fiscal 2009
 
Nota Fiscal Eletronica Resumo
Nota Fiscal Eletronica ResumoNota Fiscal Eletronica Resumo
Nota Fiscal Eletronica Resumo
 
Curso NFe Mod. 55 Versão 2.0
Curso NFe Mod. 55 Versão 2.0Curso NFe Mod. 55 Versão 2.0
Curso NFe Mod. 55 Versão 2.0
 
Big Brother Fiscal
Big Brother FiscalBig Brother Fiscal
Big Brother Fiscal
 
Fisco Na Era Digital Risco A Serem Evitados
Fisco Na Era Digital Risco A Serem EvitadosFisco Na Era Digital Risco A Serem Evitados
Fisco Na Era Digital Risco A Serem Evitados
 
Curso sobre SPED, Itabira - 20-11-2009
Curso sobre SPED, Itabira - 20-11-2009Curso sobre SPED, Itabira - 20-11-2009
Curso sobre SPED, Itabira - 20-11-2009
 
Curso: SPED e Geração Y: Tudo a ver
Curso: SPED e Geração Y: Tudo a verCurso: SPED e Geração Y: Tudo a ver
Curso: SPED e Geração Y: Tudo a ver
 
Big Brother Fiscal 20100215
Big Brother Fiscal 20100215Big Brother Fiscal 20100215
Big Brother Fiscal 20100215
 
Fisco na era digital risco a serem evitados
Fisco na era digital risco a serem evitadosFisco na era digital risco a serem evitados
Fisco na era digital risco a serem evitados
 
#SPED: NF-e: SEF/MG: Apresentação
#SPED: NF-e: SEF/MG: Apresentação#SPED: NF-e: SEF/MG: Apresentação
#SPED: NF-e: SEF/MG: Apresentação
 
Documentos fiscais
Documentos fiscaisDocumentos fiscais
Documentos fiscais
 
SINTESE DA APRESENTAÇÃO DO PROJETO NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-E
SINTESE DA APRESENTAÇÃO DO PROJETO NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-ESINTESE DA APRESENTAÇÃO DO PROJETO NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-E
SINTESE DA APRESENTAÇÃO DO PROJETO NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-E
 
Curso: NF-e 2.0 para a Cadeia Produtiva 2.0
Curso: NF-e 2.0 para a Cadeia Produtiva 2.0  Curso: NF-e 2.0 para a Cadeia Produtiva 2.0
Curso: NF-e 2.0 para a Cadeia Produtiva 2.0
 
Projeto nacional NF-e
Projeto nacional NF-eProjeto nacional NF-e
Projeto nacional NF-e
 
Práticas Tributárias - Aulas 9 e 10
Práticas Tributárias - Aulas 9 e 10Práticas Tributárias - Aulas 9 e 10
Práticas Tributárias - Aulas 9 e 10
 
Curso NFCe MG
Curso NFCe MGCurso NFCe MG
Curso NFCe MG
 
Nota Fiscal Eletronica e REDF
Nota Fiscal Eletronica e REDFNota Fiscal Eletronica e REDF
Nota Fiscal Eletronica e REDF
 
(1) O Risco Fiscal do Cadastro desatualizado: uso com SPED NF-e
(1) O Risco Fiscal do Cadastro desatualizado: uso com SPED NF-e(1) O Risco Fiscal do Cadastro desatualizado: uso com SPED NF-e
(1) O Risco Fiscal do Cadastro desatualizado: uso com SPED NF-e
 
O Risco Fiscal do cadastro com arquivos do SPED NFe
O Risco Fiscal do cadastro com arquivos do SPED NFeO Risco Fiscal do cadastro com arquivos do SPED NFe
O Risco Fiscal do cadastro com arquivos do SPED NFe
 
Pinga fogo 01 12 2011 sintegra x autuações fiscais
Pinga fogo 01 12 2011   sintegra x autuações fiscaisPinga fogo 01 12 2011   sintegra x autuações fiscais
Pinga fogo 01 12 2011 sintegra x autuações fiscais
 

Mais de Rafhael Sena

Cont@ador.com_Quebrando paradigmas na era digital
Cont@ador.com_Quebrando paradigmas na era digitalCont@ador.com_Quebrando paradigmas na era digital
Cont@ador.com_Quebrando paradigmas na era digital
Rafhael Sena
 
Normas De SegurançA
Normas De SegurançANormas De SegurançA
Normas De SegurançA
Rafhael Sena
 
Fraudes e Falsificaçôes
Fraudes e FalsificaçôesFraudes e Falsificaçôes
Fraudes e Falsificaçôes
Rafhael Sena
 
Manual Do Cliente A C E S F
Manual Do  Cliente  A C E S FManual Do  Cliente  A C E S F
Manual Do Cliente A C E S F
Rafhael Sena
 
Apresentacao Plano De Contas
Apresentacao Plano De ContasApresentacao Plano De Contas
Apresentacao Plano De Contas
Rafhael Sena
 
Apresentaçã- Monografia Flat Service
Apresentaçã- Monografia Flat ServiceApresentaçã- Monografia Flat Service
Apresentaçã- Monografia Flat Service
Rafhael Sena
 
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO como forma de Economia TributáRia
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO como forma de Economia TributáRiaA Escolha Da Modalidade De TributaçãO como forma de Economia TributáRia
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO como forma de Economia TributáRia
Rafhael Sena
 
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO E Economia TributáRia
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO E Economia TributáRiaA Escolha Da Modalidade De TributaçãO E Economia TributáRia
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO E Economia TributáRia
Rafhael Sena
 

Mais de Rafhael Sena (8)

Cont@ador.com_Quebrando paradigmas na era digital
Cont@ador.com_Quebrando paradigmas na era digitalCont@ador.com_Quebrando paradigmas na era digital
Cont@ador.com_Quebrando paradigmas na era digital
 
Normas De SegurançA
Normas De SegurançANormas De SegurançA
Normas De SegurançA
 
Fraudes e Falsificaçôes
Fraudes e FalsificaçôesFraudes e Falsificaçôes
Fraudes e Falsificaçôes
 
Manual Do Cliente A C E S F
Manual Do  Cliente  A C E S FManual Do  Cliente  A C E S F
Manual Do Cliente A C E S F
 
Apresentacao Plano De Contas
Apresentacao Plano De ContasApresentacao Plano De Contas
Apresentacao Plano De Contas
 
Apresentaçã- Monografia Flat Service
Apresentaçã- Monografia Flat ServiceApresentaçã- Monografia Flat Service
Apresentaçã- Monografia Flat Service
 
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO como forma de Economia TributáRia
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO como forma de Economia TributáRiaA Escolha Da Modalidade De TributaçãO como forma de Economia TributáRia
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO como forma de Economia TributáRia
 
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO E Economia TributáRia
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO E Economia TributáRiaA Escolha Da Modalidade De TributaçãO E Economia TributáRia
A Escolha Da Modalidade De TributaçãO E Economia TributáRia
 

Último

O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
Paulo Dalla Nora Macedo
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Carlos Eduardo Coan Junior
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdfInformativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
edsonfrancojunior99
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 

Último (6)

O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdfInformativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 

Nota fiscal eletrônica

  • 1. NOTA FISCAL ELETRÔNICA: Aspectos Relevantes Rafhael Sousa Sena Contador
  • 2. • Caracteriza-se pela substituição da Nota Fiscal modelos 1 e 1-A, cuja sua existência física é conhecida por DANFE;
  • 3. Quais são as vantagens da NF-e? • Redução de custos de aquisição e impressão de papel; • Redução de custos de armazenagem de documentos fiscais; • Redução de tempo de parada de caminhões em Postos Fiscais de Fronteira; • Eliminação de digitação de notas fiscais na recepção de mercadorias; • Aumento na confiabilidade da Nota Fiscal; • Diminuição da sonegação e aumento da arrecadação sem aumento de carga tributária;
  • 4. DANFE:DANFE: (Documento Auxiliar(Documento Auxiliar da NF-e)da NF-e) - Representação simplificada da NF-e; - Não substitui a NF-e; - Contém chave de acesso para consulta; - Impresso em apenas 1 via em papel A4 comum Finalidade: - Acompanhar o trânsito de mercadoria; - Escrituração do destinatário que não emite NFe.
  • 6. Modelo Operacional Envio NF-e Autorizado o uso da NF-e naquela operação, o DANFE acompanhará o trânsito da mercadoria ... Trânsito Autorizado - DANFE SEFAZ (Destino) e Receita FederalSecretaria Fazenda Vendedor CompradorComprador Gerar, Assina e Envia a NFe Devolve Autorização de Uso NF-e
  • 7. Quais os tipos de documentos fiscais em papel que a NF-e substitui? Nota fiscal modelo 1 / 1ª. Não se destina a substituir os outros modelos de documentos fiscais existentes na legislação como, por exemplo, a Nota Fiscal a Consumidor (modelo 2) ou o Cupom Fiscal. Os documentos que não foram substituídos pela NF-e devem continuar a ser emitidos de acordo com a legislação em vigor.
  • 8. Atenção!Atenção! As Notas Fiscais, modelos NF1 ou 1A emitidas por contribuintes obrigados ao uso de NF-e são inidôneas, nos termos do art. 131 do RICMS. Emitir documento fiscal que não seja o legalmente exigido para a operação: multa equivalente a 2% (dois por cento) do valor da operação; Emitir documento fiscal para contribuinte não identificado: multa equivalente a 20 % do  valor  da  operação.
  • 9. • A não conferência dos dados nos documentos fiscais recebidos e/ou emitidos podem ocasionar os seguintes problemas e penalidades: • RICMS/CE art. 878 •Transportar mercadorias em quantidade menor que a descrita no documento fiscal: multa equivalente a 20% do Vr.da OP.; • Entregar ou receber mercadoria destinada a contribuinte baixado ou irregular: multa equivalente a 20% do Vr.da OP.; •Saída de mercadoria com documento fiscal já utilizado em operação anterior: multa equivalente a 40% do Vr.da OP.; •Emitir documento fiscal com preço inferior, sem motivo justificado: multa equivalente ao valor do imposto que
  • 10. O que muda para meu cliente se minha empresa passar a utilizar NF-e em suas operações? A principal mudança é a obrigação de verificar a validade da assinatura digital e a autenticidade do arquivo digital, mediante consulta no Portal Nacional da Nota Fiscal Eletrônica (www.nfe.fazenda.gov.br). Importante observar que o emitente da NF-e é obrigado a encaminhar ou disponibilizar download do arquivo XML da NF-e. O emitente e o destinatário da NF-e deverão conservar a NF-e em arquivo digital
  • 12. Projeto NF-e Visualização da NF-e Através do DANFE
  • 13. Como será feita a confirmação de entrega de mercadoria com a NF-e? No DANFE existe um espaço destinado à confirmação de entrega de mercadoria, que se assemelha ao canhoto existente no modelo 1 ou 1A, podendo ser destacado e entregue ao remetente. Entregar,receber ou depositar mercadoria com documento fiscal sem o selo fiscal de trânsito: Multa equivalente a 20% (vinte por cento) do Valor da Operação
  • 14. Os destinatários de NFe, são obrigados a manter a guarda de algum tipo de documento relativo a NF-e ou DANFE? ` Na hipótese do destinatário não ser emissor de NF-e, poderá, manter em arquivo o DANFE relativo a NF-e da operação.
  • 15. O destinatário da mercadoria poderá exigir receber a Nota Fiscal em papel modelo 1 ou 1A ao invés da Nota Fiscal Eletrônica? Não, esta exigência não poderá ser feita pelos destinatários Como faço para saber se meu fornecedor é obrigado a emitir Nota Fiscal eletrônica? Basta acessar o site www.sintegra.gov.br e digitar o CNPJ da empresa.
  • 16. • É permitida a emissão de Nota Fiscal sem os dados do Produto? > Sim, desde que seja acompanhada de romaneio descritivo dos produtos, (art. 170 RICMS/CE) Qual é o prazo de validade da nota fiscal nas saídas de mercadorias para fora e dentro do estado? > Somente as operações dentro do estado possuem para entrega ou recebimento de mercadoria que é de 7 dias (art. 428 RICMS/CE) Caso receba mercadoria oriunda do estado que esteja fora deste prazo o documento pode ser considerado inidôneo e neste caso a multa é 20% o Vr. Da Operação.
  • 17. Na Hipotese de ter sido verificado de que o erro nao foi com intencao de violar a Legislacao tributaria exclui a infracao? > Nao, a responsabilidade por infracoes na legislacao independe da intencao do responsavel. (art. 136 CTN) > No caso de o infrator comunicar a SEFAZ antes da mesma o notificar sobre o erro e fizer as correcoes devidas, o infrator poderá ser absorvido da multa ou pelo menos ter esta reduzida. “Não será aplicada penalidade ao contribuinte que procurar a repartição fiscal do Estado, antes de qualquer procedimento do Fisco, para sanar irregularidades.
  • 18. *Caso a mercadoria já tenha circulado: Caso o erro seja de valores indicados a menos, poderá ser emitida uma nota complementar (art. 135 RICMS/CE); Caso o erro não contemple o Item anterior, o ideal é solicitar ao remetente a devolução da Mercadoria e ao recebê-la devolta emitir uma nova nota fiscal com os dados corretos.
  • 19. Cancelamento da nota fiscal eletrônicaCancelamento da nota fiscal eletrônica • Prazo não superior a 168 horas (7 dias); • Antes da circulação da mercadoria; • Transmissão via INTERNET pelo software de transmissão desenvolvido ou adquirido pelo contribuinte ou disponibilizado pela SEFAZ; • Confirmar cancelamento pelo site www.nfe.fazenda.gov.br
  • 20. • ContingênciaContingência Quando não for possível transmitir a NF-e: - O contribuinte deverá: - gerar novo arquivo, informando que a respectiva NF-e foi emitida em contingência; - adotar uma das seguintes alternativas: - transmitir a NF-e para a Receita Federal do Brasil, via (SCAN), devendo esta posteriormente transmiti-lá para SEFAZ; - transmitir Declaração Prévia de Emissão em Contingência (DEPEC) NF-e, para a RFB;
  • 21. Toda operação fiscal é passível de ERRO; Todo erro é passível de PREVENÇÃO; Toda prevenção não é passível de MULTA. VAMOS TRABALHAR PREVENINDO OS ERROS E NÃO APRENDENDO COM ELES !!!