SlideShare uma empresa Scribd logo
Não São apenas
       Sapatos



 Vinícius Silva de Andrade
      facebook.com/ozirispc
         twitter.com/ozirispc
       ozirispc.blogspot.com
        ozirispc@gmail.com
Quem gosta de programar
    extremamente?
Quem gosta extremamente de
       programar?
Quem não gosta de programar?
“A mamãe dizia que dá para saber muito sobre
        alguém pelos seus sapatos.
     Para onde ela vai, onde ela esteve.
        Eu já usei muitos sapatos.”
                                   Forrest Gump
Não Rir, não Lamentar e nem Amaldiçoar

        Apenas Compreender
Pés que são incrivelmente
   resistentes a novos
         Sapatos.
Reflexão...
Agora Pense!

Você acha que
algumas Pessoas
são incrivelmente
resistentes a novas
Ideias?
Quantas coisas FANTÁSTICAS,
   aconteceram com você,
        quando disse
           SIM
       a novas ideias?
SIM
Dias Medíocres
Dias Glórias
Quantos dias Medíocres ele
           teve?
Quantos dias Medíocres ele
           teve?
Quantos dias Medíocres ele
           teve?
Mas, e as
GLÓRIAS
Mas, e as
GLÓRIAS
Mas, e as
GLÓRIAS
Forreste Gump,
   aceitou as Simples Ideias e
          acabou sendo:
Astro de Futebol         Campeão Mundical de
                                  Ping-Pong
Capitão de um barco de Pesca
Herói de Guerra         Contribuiu aos ideais
Corredor                          de Lennon
Dono da Apple       Criador da dança de Elvis
     Ainda, mostrou a bunda para Kennedy
Forreste Gump,
não teve RESISTÊNCIA a
      novas ideias,
           ou
 várias novas IDEIAS...
Eu não sou o
Forreste Gump, mas gostaria
   de fazer 4 coisas aqui
           hoje...
1º
Eu gostaria de contar uma
         história
2º
Eu quero muito falar sobre
        SCRUM
3º
     Falar Sobre XP
(Extreming Programming)
4º
Ajudar você a Ganhar o
        BRIND
Na graduação, eu
      Só via e ouvia:

    Pragramação = C++
Analise de Sistemas = Praxis
Quem Programa?
Aluno de Curso Técnico

  E Curso Superior?
    É pra Analista!
Quem tá certo?
     Usa PRAXIS

    Quem tá errado?
não documenta e Usa XP
Em toda empresa que eu
        passava...




Quem não tinha documentação!
TÁ ERRADO!

 EU SOU FORMADO!

ONDE ESTÁ O PRAXIS?
Quem tá certo?




Quem tá errado?
O meu Sapato era mais
   bonito que o de
   todos os outros.
E então... Eu tive que trocar
       de Sapatos...
Entre os sapatos, eu fui
  conhecendo gente
    Bem Esperta...
Eu disse

          SIM
Mas, na hora, queria dizer:
SCRUM,
mas o que é
  isso?
Vinícius, estamos precisando
                         de um
           Cara, tipo um Lider
                       técnico!
Pelo visto você está
confundindo um pouco
os Papeis do SCRUM.

       O que acha de
             começar
a entender um pouco?
Manifesto Ágil

Valores e princípios da Aliança
Indivíduos e interações MAIS QUE processos e ferramentas.


 Software operante MAIS QUE documentação abrangente.


Colaboração do cliente MAIS QUE negociações contratuais.


   Responder as mudanças MAIS QUE seguir um plano.
Motivação Ágil
    Experiência de anos usando práticas
        prescritivas demonstra que:

 Clientes ou Usuários não tem certeza do que querem.

Muitos Detalhes são expressados apenas na construção.

 A medida que vêem o produto, eles mudam de ideia.

 Forças Externas trazem mudanças ou melhorias aos
                     Requisitos.
Métodos Ágeis


      SCRUM

         XP
(Extreming Programming)
SCRUM
SCRUM




Rugby
SCRUM




Rugby
O que é SCRUM?

Framework de Processo Ágil

  Método ágil para gestão
e planejamento de projetos.
O que não é SCRUM?

Não é um método que garantirá
  você desenvolver produtos
          Melhores.

   Não é uma Bala de Prata

Não te dará todas as respostas!
SCRUM




Características
Quais são as Regras?
ARTEFATOS
• Product Backlog   REUNIÕES
• Sprint Backlog    • Release Planning
• Scrum Board       • Sprint Planning
• Burndown Chart    • Daily Meeting
                    • Sprint Review
PAPÉIS              • Sprint Retrospective
• Product Owner
• Scrum Master
• Team
ARTEFATOS
Product Backlog
   • Lista PRIORIZADA dos requisitos
   para A VISÃO se tornar PRODUTO.
   • Apenas 1 Backlog para toda a vida
   do Projeto.
   • Priorizado pelo PO, mas todos
   contribuem com Itens (Estórias).
   • Deve ser sempre devidamente
   organizado pelo PO antes da
   Reunião. Ele é responsavel por estar
   pronto, mas o time pode ajudar.
Sprint Backlog
   • São as atividades estimadas pelo Time
   para execução em 1 sprint.

   • Definida na reunião do Sprint Planning.

   • Os itens do Sprint Backlog são estraidos
   do Product Backlog.

   • Priorizado pelo PO, mas estimada pelo
   Time, só o que cabe (comprometido pelo
   time), e é feito em 1 Sprint.
Scrum Board ou Kanban
Burndown Chart
PAPÉIS
Product Owner (PO)
          • Quem tem a visão do cliente sobre o projeto.

          • É quem priorisa as funcionalidades para agregar
          valor ao cliente.

          • Responsável por comunicar e Sincronizar as
          informações.

          • É quem sabe quando o produto pode ir para o
          cliente, quando está realmente agregando valor.
Vanessa
SCRUM MASTER
         • Remover impedimentos que atrapalhem a
         produção do Time.

         • Garantir que o Time nunca assuma mais que
         pode.

         • Garantir a aplicação das regras do Scrum
         melhorando o dia-a-dia dos Membros.

         • Facilitador que utiliza todos os artefatos
         possíveis para melhorar a produtividade e auxiliar
Márcio   o PO a maximizar o ROI
SCRUM TEAM
                  • Normalmente possui de 5 à 9 membros
                  auto-gerenciáveis.

                  • São membros responsáveis, focados e
                  comprometidos (PIG’s)

                  • Responsáveis por estimativa dos itens do
                  Backlog.

Saulo             • Responsável por quebrar Histórias em
    Eliana
      Fernanda    funcionalidades.
SCRUM TEAM




São membros Responsáveis, Focados e
        Comprometidos.
REUNIÕES
Release Planning

     Planejamento de uma VISÃO do
               produto.


É a entrega do mundo real, diretamente do
            mundo das ideias.


        É o planejamento de uma
      versão. É dividido em Sprints.
Sprint Planning

  Reunião de Planejamento da Sprint quando
   determina-se qual será o Sprint Backlog.


Definição do Foco durante a execução da sprint,
 quando se alcança o compromisso do Time.


No final deste Plano se tem um Sprint Backlog,
      um Burndown e atualiza o Kanban.
Daily Meeting
      Inspeção e Adaptação do TIME.
        É a sincronização do TIME!

Não é para reportar informações ao SM, é uma
  reunião do TIME para o TIME, o SM pode
         participar. Não é obrigado!

      Geralmente 15 minutos, EM PÉ.
    O que fez ontem? O que fará hoje?
     Tem Impedimentos no caminho?
Sprint Review
Inspeção e Adaptação do processo realizado na
            Sprint que se seguiu.

  Apresentação do Publicado, nada de PPT.
     Mostrar o Produto, entrega principal
                 do VALOR.

Todos da Empresa podem participar, porém, só
                participar.
Sprint Retrospective
Todos tem condições de entregar esperiências. O
               PAU QUEBRA!!!

    Sair do lugar e lavar roupa suja é muito
          importante neste momento.
    o Scrum Master deve tirar das pessoas:

   O que deu Certo?     O que pode Melhorar?
SCRUM
(Resumo)
XP
(Extreme Programming)
Motivações




45% Nunca + 19% Raramente
64% de DESPERDÍCIO
Motivações




20%   das funcionalidades são responsáveis
por 80% do Valor Agregado ao Cliente
Motivações




     R$ 640.000,00
640 MIL REAIS PRO LIXO
Motivações


     Documentação é
    importante, mas as
       vezes existe
      documentação
    D+ e valor agregado
             D-
PORQUE?
Utilização de Métodos de Engenharia Civil?
  Medo dos Riscos ou das Mudanças?

                         Mudanças são
                         problemas?

                        ou são
                        oportunidades?


                                     Vinícius Teles
XP
(Extreme Programming)
XP
(Extreme Programming)
   O Xp é um método ágil criado por
     Kent Beck (1996) na Crysler.

       Tem como objetivo pequenas equipes
         onde os requisitos mudam rápido.

        Defende a não especialização dos
      Membros do time, todos participam de
    todas atividades, em pares com rodízio de
                      duplas.
XP
(Extreme Programming)


            É a arte de Maximizar
          a quantidade de Software
           que você não vai fazer!




                          Vinícius Teles
XP
        Baseado em seus
VALORES + PRINCÍPIOS + PRÁTICAS
VALORES
Comunicação

O Cliente possui problemas, e também ideias
sobre funcionalidades que podem resolvê-los.


  Desenvolvedores possuem conhecimentos
técnicos que possibilitam as ideias do cliente.


Face a Face é muito importante para eliminar
             maus entendidos.
Coragem

 Não existe uma solução mágica para eliminar
                   riscos.


  Coragem para confiar nas práticas do XP,
 acreditando que mudanças podem contribuir.


Coragem para não frear a criatividade do cliente
    tentando evitar + riscos e + mudanças.
Feedback

Saber a realidade sobre a Satisfação, entendendo
          que aceites contantes é bom.


Ter Clientes próximos dos desenvolvedores para
               eliminar surpresas.


Valor que agrega, economiza e diminui inúmeros
                    riscos.
Simplicidade

A simplicidade, em inúmeros aspéctos para o XP,
           mantem o foco no que fazer.


 Evita 64% de desperdício das funcionalidades
  existentes, pois, busca o ideal e nada mais.


   O Simples proporciona o entendível, e o
     entendido para todos os membros.
    SEM PEDANTISMO... POR FAVOR!!!
Respeito
O valor que proporciona sustentação a todos os
                   demais.


O Membro da equipe só preocupa em comunicar
       quando respeita seu próximo.


   Saber OUVIR e Saber COMPREENDER é
  RESPEITAR o ponto de vista dos OUTROS.
PRINCÍPIOS
Feedback rápido
Após obter o feedback, interprete e implemente o
              mais rápido possível.

 Quanto mais rápido implementar o feedback
   melhor. Daqui 1 ano você já esqueceu.
Simplicidade Presumida
A equipe deve pressupor que todo problema
 tem uma solução razoavelmente simples.

Com isso, pode poupar tempo e assim deve-
 se prender em algo realmente complexo e
               importante!


           OU             OU
Aceitação das Mudanças
Requisito muda rapidamente, os membros da
         equipe devem aceitar isso.

  Se está na mente coletiva da equipe que
mudanças são uma realidade, os membros se
        mantem menos lamentando.
Auta Qualidade
 Se não vai fazer algo bom, então não faça,
 independente de cronograma e orçamento.

Todos gostam de qualidade, então demonstre
     sua qualidade sobre seu trabalho.
Mudanças Incrementais
Grandes mudanças tem Grandes chances de
             não dar certo!

   Assim, faça mudanças menores para
       resolver qualquer problema.
Práticas
Algumas das Práticas
Programação em Par: Todo o código desenvolvido é realizado
por programadores trabalhando em par.

TDD: Os programadores devem criar testes de unidade para todo
o código escrito durante o processo de desenvolvimento.

Integração Contínua: Integre e atualize as versões do sistema
várias vezes por dia, cada vez que uma tarefa for feita.

Jogo do Planejamento: Determinar escopo da próxima versão
(requisitos + importantes sejam contemplados antes) e a entrega
em prazo não muito longo.

Refatoração: os programadores deixão o código simplificado,
estruturado e removendo redundancia.
COMPARAÇÃO

SCRUM & XP
Semelhanças

     SCRUM                  XP
             Sprint Iteration
    Sprint Planning Iteration Planning
       Daily Meeting Stand Up Meeting
Sprint Retrospective Reflection
Quando o cliente fica
       satisfeito?

  XP: Quando tem o sistema
SCRUM: Finalizados os Itens do
           Backlog
Quem define o escopo dos
      requisitos?

XP: Cliente escreve os User Story.
 SCRUM: PO define o product
backlog, mas todos podem participar.
XP e SCRUM
  Existem muitas referências na internet
    para mesclar as 2 metodologias.

Lembre-se sempre de checar se seus atos
   estão respeitando o manifesto ágil.

Seja Focado, Comprometido em tudo que
      fizer. Senão faça outra coisa.
4º
Ajudar você a Ganhar o
        BRIND
Mensagem
  Não tenha medo de novas ideias,
os seus pés se acostumarão com elas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)
Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)
Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)
Mariana de Azevedo Santos
 
Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !
Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !
Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !
Ari Amaral
 
O que é SCRUM
O que é SCRUMO que é SCRUM
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Thiago Compan
 
[Webinar] Scrum - Você está fazendo do jeito certo?
[Webinar] Scrum - Você está fazendo do jeito certo?[Webinar] Scrum - Você está fazendo do jeito certo?
[Webinar] Scrum - Você está fazendo do jeito certo?
TargetTrust
 
Introdução às Metodologias Ágeis de Desenvolvimento
Introdução às Metodologias Ágeis de DesenvolvimentoIntrodução às Metodologias Ágeis de Desenvolvimento
Introdução às Metodologias Ágeis de Desenvolvimento
Jerry Medeiros
 
Metodologia agil scrum x pmbok
Metodologia agil   scrum x pmbokMetodologia agil   scrum x pmbok
Metodologia agil scrum x pmbok
Marisa Uzun Wittmann
 
Gestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com ScrumGestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com Scrum
Igor Macaubas
 
Scrum - passos e desafios - agile tour
Scrum - passos e desafios - agile tourScrum - passos e desafios - agile tour
Scrum - passos e desafios - agile tour
Eduardo Bregaida
 
Agile SCRUM
Agile SCRUMAgile SCRUM
Agile SCRUM
Eduardo Bregaida
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
ScrumScrum
Palestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia ScrumPalestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia Scrum
Personal
 
Gestão Ágil e Lean - Circuito de treinamentos AddTech
Gestão Ágil e Lean - Circuito de treinamentos AddTechGestão Ágil e Lean - Circuito de treinamentos AddTech
Gestão Ágil e Lean - Circuito de treinamentos AddTech
.add
 
Pessoas Ou Processos
Pessoas Ou ProcessosPessoas Ou Processos
Pessoas Ou Processos
Maurício Linhares
 
Lean Kanban
Lean KanbanLean Kanban
Lean Kanban
Lucashgt
 
Scrum - Gerenciando Projetos Ágeis
Scrum - Gerenciando Projetos ÁgeisScrum - Gerenciando Projetos Ágeis
Scrum - Gerenciando Projetos Ágeis
Ideia Ágil
 
Mini-curso Scrum e Kanban WES 2015
Mini-curso Scrum e Kanban WES 2015Mini-curso Scrum e Kanban WES 2015
Mini-curso Scrum e Kanban WES 2015
Stéfano H. dos Santos
 
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
MindMasterBrasil
 
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do ScrumO Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
ScrumHalf Tool
 

Mais procurados (20)

Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)
Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)
Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)
 
Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !
Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !
Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !
 
O que é SCRUM
O que é SCRUMO que é SCRUM
O que é SCRUM
 
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
 
[Webinar] Scrum - Você está fazendo do jeito certo?
[Webinar] Scrum - Você está fazendo do jeito certo?[Webinar] Scrum - Você está fazendo do jeito certo?
[Webinar] Scrum - Você está fazendo do jeito certo?
 
Introdução às Metodologias Ágeis de Desenvolvimento
Introdução às Metodologias Ágeis de DesenvolvimentoIntrodução às Metodologias Ágeis de Desenvolvimento
Introdução às Metodologias Ágeis de Desenvolvimento
 
Metodologia agil scrum x pmbok
Metodologia agil   scrum x pmbokMetodologia agil   scrum x pmbok
Metodologia agil scrum x pmbok
 
Gestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com ScrumGestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com Scrum
 
Scrum - passos e desafios - agile tour
Scrum - passos e desafios - agile tourScrum - passos e desafios - agile tour
Scrum - passos e desafios - agile tour
 
Agile SCRUM
Agile SCRUMAgile SCRUM
Agile SCRUM
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Palestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia ScrumPalestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia Scrum
 
Gestão Ágil e Lean - Circuito de treinamentos AddTech
Gestão Ágil e Lean - Circuito de treinamentos AddTechGestão Ágil e Lean - Circuito de treinamentos AddTech
Gestão Ágil e Lean - Circuito de treinamentos AddTech
 
Pessoas Ou Processos
Pessoas Ou ProcessosPessoas Ou Processos
Pessoas Ou Processos
 
Lean Kanban
Lean KanbanLean Kanban
Lean Kanban
 
Scrum - Gerenciando Projetos Ágeis
Scrum - Gerenciando Projetos ÁgeisScrum - Gerenciando Projetos Ágeis
Scrum - Gerenciando Projetos Ágeis
 
Mini-curso Scrum e Kanban WES 2015
Mini-curso Scrum e Kanban WES 2015Mini-curso Scrum e Kanban WES 2015
Mini-curso Scrum e Kanban WES 2015
 
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
 
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do ScrumO Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
 

Destaque

Construindo uma Carreira em Administração: Um Modelo Teórico desenvolvido a p...
Construindo uma Carreira em Administração: Um Modelo Teórico desenvolvido a p...Construindo uma Carreira em Administração: Um Modelo Teórico desenvolvido a p...
Construindo uma Carreira em Administração: Um Modelo Teórico desenvolvido a p...
Vinícius Silva de Andrade
 
Estrategia Organizacional - Knowledge Management Strategy Formation
Estrategia Organizacional - Knowledge Management Strategy FormationEstrategia Organizacional - Knowledge Management Strategy Formation
Estrategia Organizacional - Knowledge Management Strategy Formation
Vinícius Silva de Andrade
 
E não é Futebol
E não é FutebolE não é Futebol
E não é Futebol
Vinícius Silva de Andrade
 
Pesquisa qualitativa revisado zélia
Pesquisa qualitativa   revisado zéliaPesquisa qualitativa   revisado zélia
Pesquisa qualitativa revisado zélia
Vinícius Silva de Andrade
 
Design de Interface - Diretrizes
Design de Interface - DiretrizesDesign de Interface - Diretrizes
Design de Interface - Diretrizes
Vinícius Silva de Andrade
 
Pré-Projeto de Pesquisa
Pré-Projeto de PesquisaPré-Projeto de Pesquisa
Pré-Projeto de Pesquisa
Vinícius Silva de Andrade
 
DA IDEIA À PRÁTICA: Como desenvolver um modelo de negócio de forma ágil e efi...
DA IDEIA À PRÁTICA: Como desenvolver um modelo de negócio de forma ágil e efi...DA IDEIA À PRÁTICA: Como desenvolver um modelo de negócio de forma ágil e efi...
DA IDEIA À PRÁTICA: Como desenvolver um modelo de negócio de forma ágil e efi...
Vinícius Silva de Andrade
 

Destaque (7)

Construindo uma Carreira em Administração: Um Modelo Teórico desenvolvido a p...
Construindo uma Carreira em Administração: Um Modelo Teórico desenvolvido a p...Construindo uma Carreira em Administração: Um Modelo Teórico desenvolvido a p...
Construindo uma Carreira em Administração: Um Modelo Teórico desenvolvido a p...
 
Estrategia Organizacional - Knowledge Management Strategy Formation
Estrategia Organizacional - Knowledge Management Strategy FormationEstrategia Organizacional - Knowledge Management Strategy Formation
Estrategia Organizacional - Knowledge Management Strategy Formation
 
E não é Futebol
E não é FutebolE não é Futebol
E não é Futebol
 
Pesquisa qualitativa revisado zélia
Pesquisa qualitativa   revisado zéliaPesquisa qualitativa   revisado zélia
Pesquisa qualitativa revisado zélia
 
Design de Interface - Diretrizes
Design de Interface - DiretrizesDesign de Interface - Diretrizes
Design de Interface - Diretrizes
 
Pré-Projeto de Pesquisa
Pré-Projeto de PesquisaPré-Projeto de Pesquisa
Pré-Projeto de Pesquisa
 
DA IDEIA À PRÁTICA: Como desenvolver um modelo de negócio de forma ágil e efi...
DA IDEIA À PRÁTICA: Como desenvolver um modelo de negócio de forma ágil e efi...DA IDEIA À PRÁTICA: Como desenvolver um modelo de negócio de forma ágil e efi...
DA IDEIA À PRÁTICA: Como desenvolver um modelo de negócio de forma ágil e efi...
 

Semelhante a Não São Apenas Sapatos

Treinamento - Scrum.pptx
Treinamento - Scrum.pptxTreinamento - Scrum.pptx
Treinamento - Scrum.pptx
Fernando Barbieri
 
Visão rápida sobre o SCRUM
Visão rápida sobre o SCRUMVisão rápida sobre o SCRUM
Visão rápida sobre o SCRUM
STI Society Tecnologia da Informação LTDA
 
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMetodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Matheus Costa
 
Enter SCRUM
Enter SCRUMEnter SCRUM
Enter SCRUM
Breno Campos
 
[Interagil 2019] recuperando a essencia da agilidade para desenvolvedores
[Interagil 2019] recuperando a essencia da agilidade para desenvolvedores[Interagil 2019] recuperando a essencia da agilidade para desenvolvedores
[Interagil 2019] recuperando a essencia da agilidade para desenvolvedores
Henrique Fernandes Gonçalves
 
Scrum na Globo.com - Derrubando mitos - UPDATED
Scrum na Globo.com - Derrubando mitos - UPDATEDScrum na Globo.com - Derrubando mitos - UPDATED
Scrum na Globo.com - Derrubando mitos - UPDATED
Danilo Bardusco
 
Workshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horasWorkshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horas
Wise Systems
 
Metodologias Ágeis: Uma breve introdução
Metodologias Ágeis: Uma breve introduçãoMetodologias Ágeis: Uma breve introdução
Metodologias Ágeis: Uma breve introdução
Achiles Camilo
 
Desenvolvimento ágil de software
Desenvolvimento ágil de softwareDesenvolvimento ágil de software
Desenvolvimento ágil de software
Sompo Seguros
 
Métodos ágeis
Métodos ágeisMétodos ágeis
Métodos ágeis
Evandro Agnes
 
Desmistificando o scrum
Desmistificando o scrumDesmistificando o scrum
Desmistificando o scrum
Alison Rodrigues de Souza
 
Palestra agile brazil (versão atualizada)
Palestra agile brazil (versão atualizada)Palestra agile brazil (versão atualizada)
Palestra agile brazil (versão atualizada)
Paulo Igor Alves Godinho
 
Treinamento Scrum - Português
Treinamento Scrum - PortuguêsTreinamento Scrum - Português
Treinamento Scrum - Português
Jonas Elias Flesch
 
Métodos ágeis
Métodos ágeisMétodos ágeis
Métodos ágeis
Arthur Piccolo
 
Palestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em JuazeiroPalestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em Juazeiro
Paulo Furtado
 
SETIC Scrum & XP
SETIC Scrum & XPSETIC Scrum & XP
SETIC Scrum & XP
Fernando Costa
 
Desenvolvendo produtos de forma ágil com scrum
Desenvolvendo produtos de forma ágil com scrumDesenvolvendo produtos de forma ágil com scrum
Desenvolvendo produtos de forma ágil com scrum
Rômulo Gomes
 
Testador tipo t
Testador tipo tTestador tipo t
Testador tipo t
Ari Amaral
 
Testador Tipo T
Testador Tipo TTestador Tipo T
Testador Tipo T
GTS-CE
 
Circuito de treinamento: Gestão Ágil e Lean
Circuito de treinamento: Gestão Ágil e Lean Circuito de treinamento: Gestão Ágil e Lean
Circuito de treinamento: Gestão Ágil e Lean
.add
 

Semelhante a Não São Apenas Sapatos (20)

Treinamento - Scrum.pptx
Treinamento - Scrum.pptxTreinamento - Scrum.pptx
Treinamento - Scrum.pptx
 
Visão rápida sobre o SCRUM
Visão rápida sobre o SCRUMVisão rápida sobre o SCRUM
Visão rápida sobre o SCRUM
 
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMetodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
 
Enter SCRUM
Enter SCRUMEnter SCRUM
Enter SCRUM
 
[Interagil 2019] recuperando a essencia da agilidade para desenvolvedores
[Interagil 2019] recuperando a essencia da agilidade para desenvolvedores[Interagil 2019] recuperando a essencia da agilidade para desenvolvedores
[Interagil 2019] recuperando a essencia da agilidade para desenvolvedores
 
Scrum na Globo.com - Derrubando mitos - UPDATED
Scrum na Globo.com - Derrubando mitos - UPDATEDScrum na Globo.com - Derrubando mitos - UPDATED
Scrum na Globo.com - Derrubando mitos - UPDATED
 
Workshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horasWorkshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horas
 
Metodologias Ágeis: Uma breve introdução
Metodologias Ágeis: Uma breve introduçãoMetodologias Ágeis: Uma breve introdução
Metodologias Ágeis: Uma breve introdução
 
Desenvolvimento ágil de software
Desenvolvimento ágil de softwareDesenvolvimento ágil de software
Desenvolvimento ágil de software
 
Métodos ágeis
Métodos ágeisMétodos ágeis
Métodos ágeis
 
Desmistificando o scrum
Desmistificando o scrumDesmistificando o scrum
Desmistificando o scrum
 
Palestra agile brazil (versão atualizada)
Palestra agile brazil (versão atualizada)Palestra agile brazil (versão atualizada)
Palestra agile brazil (versão atualizada)
 
Treinamento Scrum - Português
Treinamento Scrum - PortuguêsTreinamento Scrum - Português
Treinamento Scrum - Português
 
Métodos ágeis
Métodos ágeisMétodos ágeis
Métodos ágeis
 
Palestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em JuazeiroPalestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em Juazeiro
 
SETIC Scrum & XP
SETIC Scrum & XPSETIC Scrum & XP
SETIC Scrum & XP
 
Desenvolvendo produtos de forma ágil com scrum
Desenvolvendo produtos de forma ágil com scrumDesenvolvendo produtos de forma ágil com scrum
Desenvolvendo produtos de forma ágil com scrum
 
Testador tipo t
Testador tipo tTestador tipo t
Testador tipo t
 
Testador Tipo T
Testador Tipo TTestador Tipo T
Testador Tipo T
 
Circuito de treinamento: Gestão Ágil e Lean
Circuito de treinamento: Gestão Ágil e Lean Circuito de treinamento: Gestão Ágil e Lean
Circuito de treinamento: Gestão Ágil e Lean
 

Não São Apenas Sapatos

  • 1. Não São apenas Sapatos Vinícius Silva de Andrade facebook.com/ozirispc twitter.com/ozirispc ozirispc.blogspot.com ozirispc@gmail.com
  • 2. Quem gosta de programar extremamente?
  • 3. Quem gosta extremamente de programar?
  • 4. Quem não gosta de programar?
  • 5. “A mamãe dizia que dá para saber muito sobre alguém pelos seus sapatos. Para onde ela vai, onde ela esteve. Eu já usei muitos sapatos.” Forrest Gump
  • 6. Não Rir, não Lamentar e nem Amaldiçoar Apenas Compreender
  • 7. Pés que são incrivelmente resistentes a novos Sapatos.
  • 9. Agora Pense! Você acha que algumas Pessoas são incrivelmente resistentes a novas Ideias?
  • 10. Quantas coisas FANTÁSTICAS, aconteceram com você, quando disse SIM a novas ideias?
  • 11. SIM
  • 20. Forreste Gump, aceitou as Simples Ideias e acabou sendo: Astro de Futebol Campeão Mundical de Ping-Pong Capitão de um barco de Pesca Herói de Guerra Contribuiu aos ideais Corredor de Lennon Dono da Apple Criador da dança de Elvis Ainda, mostrou a bunda para Kennedy
  • 21. Forreste Gump, não teve RESISTÊNCIA a novas ideias, ou várias novas IDEIAS...
  • 22. Eu não sou o Forreste Gump, mas gostaria de fazer 4 coisas aqui hoje...
  • 23. 1º Eu gostaria de contar uma história
  • 24. 2º Eu quero muito falar sobre SCRUM
  • 25. Falar Sobre XP (Extreming Programming)
  • 26. 4º Ajudar você a Ganhar o BRIND
  • 27. Na graduação, eu Só via e ouvia: Pragramação = C++ Analise de Sistemas = Praxis
  • 28. Quem Programa? Aluno de Curso Técnico E Curso Superior? É pra Analista!
  • 29. Quem tá certo? Usa PRAXIS Quem tá errado? não documenta e Usa XP
  • 30. Em toda empresa que eu passava... Quem não tinha documentação!
  • 31. TÁ ERRADO! EU SOU FORMADO! ONDE ESTÁ O PRAXIS?
  • 32. Quem tá certo? Quem tá errado?
  • 33. O meu Sapato era mais bonito que o de todos os outros.
  • 34. E então... Eu tive que trocar de Sapatos...
  • 35. Entre os sapatos, eu fui conhecendo gente Bem Esperta...
  • 36. Eu disse SIM Mas, na hora, queria dizer:
  • 37. SCRUM, mas o que é isso?
  • 38. Vinícius, estamos precisando de um Cara, tipo um Lider técnico!
  • 39. Pelo visto você está confundindo um pouco os Papeis do SCRUM. O que acha de começar a entender um pouco?
  • 40. Manifesto Ágil Valores e princípios da Aliança Indivíduos e interações MAIS QUE processos e ferramentas. Software operante MAIS QUE documentação abrangente. Colaboração do cliente MAIS QUE negociações contratuais. Responder as mudanças MAIS QUE seguir um plano.
  • 41. Motivação Ágil Experiência de anos usando práticas prescritivas demonstra que: Clientes ou Usuários não tem certeza do que querem. Muitos Detalhes são expressados apenas na construção. A medida que vêem o produto, eles mudam de ideia. Forças Externas trazem mudanças ou melhorias aos Requisitos.
  • 42. Métodos Ágeis SCRUM XP (Extreming Programming)
  • 43. SCRUM
  • 46. O que é SCRUM? Framework de Processo Ágil Método ágil para gestão e planejamento de projetos.
  • 47. O que não é SCRUM? Não é um método que garantirá você desenvolver produtos Melhores. Não é uma Bala de Prata Não te dará todas as respostas!
  • 49. Quais são as Regras? ARTEFATOS • Product Backlog REUNIÕES • Sprint Backlog • Release Planning • Scrum Board • Sprint Planning • Burndown Chart • Daily Meeting • Sprint Review PAPÉIS • Sprint Retrospective • Product Owner • Scrum Master • Team
  • 51. Product Backlog • Lista PRIORIZADA dos requisitos para A VISÃO se tornar PRODUTO. • Apenas 1 Backlog para toda a vida do Projeto. • Priorizado pelo PO, mas todos contribuem com Itens (Estórias). • Deve ser sempre devidamente organizado pelo PO antes da Reunião. Ele é responsavel por estar pronto, mas o time pode ajudar.
  • 52. Sprint Backlog • São as atividades estimadas pelo Time para execução em 1 sprint. • Definida na reunião do Sprint Planning. • Os itens do Sprint Backlog são estraidos do Product Backlog. • Priorizado pelo PO, mas estimada pelo Time, só o que cabe (comprometido pelo time), e é feito em 1 Sprint.
  • 53. Scrum Board ou Kanban
  • 56. Product Owner (PO) • Quem tem a visão do cliente sobre o projeto. • É quem priorisa as funcionalidades para agregar valor ao cliente. • Responsável por comunicar e Sincronizar as informações. • É quem sabe quando o produto pode ir para o cliente, quando está realmente agregando valor. Vanessa
  • 57. SCRUM MASTER • Remover impedimentos que atrapalhem a produção do Time. • Garantir que o Time nunca assuma mais que pode. • Garantir a aplicação das regras do Scrum melhorando o dia-a-dia dos Membros. • Facilitador que utiliza todos os artefatos possíveis para melhorar a produtividade e auxiliar Márcio o PO a maximizar o ROI
  • 58. SCRUM TEAM • Normalmente possui de 5 à 9 membros auto-gerenciáveis. • São membros responsáveis, focados e comprometidos (PIG’s) • Responsáveis por estimativa dos itens do Backlog. Saulo • Responsável por quebrar Histórias em Eliana Fernanda funcionalidades.
  • 59. SCRUM TEAM São membros Responsáveis, Focados e Comprometidos.
  • 61. Release Planning Planejamento de uma VISÃO do produto. É a entrega do mundo real, diretamente do mundo das ideias. É o planejamento de uma versão. É dividido em Sprints.
  • 62. Sprint Planning Reunião de Planejamento da Sprint quando determina-se qual será o Sprint Backlog. Definição do Foco durante a execução da sprint, quando se alcança o compromisso do Time. No final deste Plano se tem um Sprint Backlog, um Burndown e atualiza o Kanban.
  • 63. Daily Meeting Inspeção e Adaptação do TIME. É a sincronização do TIME! Não é para reportar informações ao SM, é uma reunião do TIME para o TIME, o SM pode participar. Não é obrigado! Geralmente 15 minutos, EM PÉ. O que fez ontem? O que fará hoje? Tem Impedimentos no caminho?
  • 64. Sprint Review Inspeção e Adaptação do processo realizado na Sprint que se seguiu. Apresentação do Publicado, nada de PPT. Mostrar o Produto, entrega principal do VALOR. Todos da Empresa podem participar, porém, só participar.
  • 65. Sprint Retrospective Todos tem condições de entregar esperiências. O PAU QUEBRA!!! Sair do lugar e lavar roupa suja é muito importante neste momento. o Scrum Master deve tirar das pessoas: O que deu Certo? O que pode Melhorar?
  • 68. Motivações 45% Nunca + 19% Raramente 64% de DESPERDÍCIO
  • 69. Motivações 20% das funcionalidades são responsáveis por 80% do Valor Agregado ao Cliente
  • 70. Motivações R$ 640.000,00 640 MIL REAIS PRO LIXO
  • 71. Motivações Documentação é importante, mas as vezes existe documentação D+ e valor agregado D-
  • 72. PORQUE? Utilização de Métodos de Engenharia Civil? Medo dos Riscos ou das Mudanças? Mudanças são problemas? ou são oportunidades? Vinícius Teles
  • 74. XP (Extreme Programming) O Xp é um método ágil criado por Kent Beck (1996) na Crysler. Tem como objetivo pequenas equipes onde os requisitos mudam rápido. Defende a não especialização dos Membros do time, todos participam de todas atividades, em pares com rodízio de duplas.
  • 75. XP (Extreme Programming) É a arte de Maximizar a quantidade de Software que você não vai fazer! Vinícius Teles
  • 76. XP Baseado em seus VALORES + PRINCÍPIOS + PRÁTICAS
  • 78. Comunicação O Cliente possui problemas, e também ideias sobre funcionalidades que podem resolvê-los. Desenvolvedores possuem conhecimentos técnicos que possibilitam as ideias do cliente. Face a Face é muito importante para eliminar maus entendidos.
  • 79. Coragem Não existe uma solução mágica para eliminar riscos. Coragem para confiar nas práticas do XP, acreditando que mudanças podem contribuir. Coragem para não frear a criatividade do cliente tentando evitar + riscos e + mudanças.
  • 80. Feedback Saber a realidade sobre a Satisfação, entendendo que aceites contantes é bom. Ter Clientes próximos dos desenvolvedores para eliminar surpresas. Valor que agrega, economiza e diminui inúmeros riscos.
  • 81. Simplicidade A simplicidade, em inúmeros aspéctos para o XP, mantem o foco no que fazer. Evita 64% de desperdício das funcionalidades existentes, pois, busca o ideal e nada mais. O Simples proporciona o entendível, e o entendido para todos os membros. SEM PEDANTISMO... POR FAVOR!!!
  • 82. Respeito O valor que proporciona sustentação a todos os demais. O Membro da equipe só preocupa em comunicar quando respeita seu próximo. Saber OUVIR e Saber COMPREENDER é RESPEITAR o ponto de vista dos OUTROS.
  • 84. Feedback rápido Após obter o feedback, interprete e implemente o mais rápido possível. Quanto mais rápido implementar o feedback melhor. Daqui 1 ano você já esqueceu.
  • 85. Simplicidade Presumida A equipe deve pressupor que todo problema tem uma solução razoavelmente simples. Com isso, pode poupar tempo e assim deve- se prender em algo realmente complexo e importante! OU OU
  • 86. Aceitação das Mudanças Requisito muda rapidamente, os membros da equipe devem aceitar isso. Se está na mente coletiva da equipe que mudanças são uma realidade, os membros se mantem menos lamentando.
  • 87. Auta Qualidade Se não vai fazer algo bom, então não faça, independente de cronograma e orçamento. Todos gostam de qualidade, então demonstre sua qualidade sobre seu trabalho.
  • 88. Mudanças Incrementais Grandes mudanças tem Grandes chances de não dar certo! Assim, faça mudanças menores para resolver qualquer problema.
  • 90. Algumas das Práticas Programação em Par: Todo o código desenvolvido é realizado por programadores trabalhando em par. TDD: Os programadores devem criar testes de unidade para todo o código escrito durante o processo de desenvolvimento. Integração Contínua: Integre e atualize as versões do sistema várias vezes por dia, cada vez que uma tarefa for feita. Jogo do Planejamento: Determinar escopo da próxima versão (requisitos + importantes sejam contemplados antes) e a entrega em prazo não muito longo. Refatoração: os programadores deixão o código simplificado, estruturado e removendo redundancia.
  • 92. Semelhanças SCRUM XP Sprint Iteration Sprint Planning Iteration Planning Daily Meeting Stand Up Meeting Sprint Retrospective Reflection
  • 93. Quando o cliente fica satisfeito? XP: Quando tem o sistema SCRUM: Finalizados os Itens do Backlog
  • 94. Quem define o escopo dos requisitos? XP: Cliente escreve os User Story. SCRUM: PO define o product backlog, mas todos podem participar.
  • 95. XP e SCRUM Existem muitas referências na internet para mesclar as 2 metodologias. Lembre-se sempre de checar se seus atos estão respeitando o manifesto ágil. Seja Focado, Comprometido em tudo que fizer. Senão faça outra coisa.
  • 96. 4º Ajudar você a Ganhar o BRIND
  • 97. Mensagem Não tenha medo de novas ideias, os seus pés se acostumarão com elas.