SlideShare uma empresa Scribd logo
Natureza e cultura
Amala e Kamala encontradas em 1920,
comportamento animal.
Quais as diferenças entre o homem e o animal?
Natureza e cultura
 Os animais são capacitados para
Enfrentar certas dificuldades.
asas
Couro peludo
Armadura protetora
rapidez
O homem -ser cultural
 Pelo controle do fogo e
habilidade de fazer roupas e
casas,
 o homem pode viver desde os
pólos da Terra até o Equador.
Ser mais rápido, voa mais alto
Enxergar mais longe, derrubar qualquer
animal
 >A compensação do
homem por seus
pobres dotes
corporais:
 cérebro grande e
complexo que permite
desenvolver sua
cultura.
>A ação instintiva é regida por leis biológicas
hereditárias
>idênticas na espécie e invariável de individuo para
indivíduo, dando a ilusão de perfeição.
 São atos que não tem história,
não se renovam, são os mesmo
sempre.
 só na evolução das espécies,
ou mutações genéticas.
 São cegos, - ignoram a
finalidade da própria ação-
(animais nos níveis mais baixos
da escala zoológica).
>É consciente da finalidade.
>Existe antes como pensamento e a execução
resulta da escolha de meios necessários para
atingir os fins propostos.
se necessário, os planos são modificados,
 Existem animais que parecem
mais livres da dependência de
instintos ou reflexos.
 Apresentam comportamento mais
maleável e imprevisível.
Inteligência concreta
> Já em animais, como chipanzés e gorilas,
encontra-se atos inteligentes e capacidade de
raciocínio.
>resposta inteligente, não instintiva, variável.
>O animal não: inventa, aperfeiçoa ou conserva o
instrumento para o uso posterior.
>O gesto não tem seqüência, não adquire significado
de experiência.
Chipanzé puxa caixote para alcançar bananas penduradas no
alto da jaula.
>O animal não produz sua existência,
apenas conserva através de seus
instintos.
>Atos que visam sua defesa e a procura
de alimentos.
 Conclusão: a vida animal é uma repetição do
padrão básico vivido pela sua espécie.
 Os atos humanos, fazem parte
de um legado social.
 Resulta de muitas gerações e é
transmitido, através da
linguagem.
 O ser humano é capaz de romper com parte do
passado, questionar o presente e criar o
futuro.
 O ser humano não nasce pronto “pelas mãos da
natureza”.
Palavra usada para diferentes significados.
Para historiadores designa o conjunto dos
modos de vida criados e transmitidos de uma
geração para outra.
 Graças ao desenvolvimento de seu psiquismo o
ser humano se tornou o ser biológico e cultural
ao mesmo tempo.
No homem então ocorre uma síntese
de :
>caracterítsicas hereditárias e
adquiridas,
>aspectos individuais e sociais,
>elementos de estado de natureza e
de estado de cultura.
>O ser humano é ao mesmo tempo produto e
transformador da natureza e cultura.
>O homem é capaz de criar de modo
extraordinário, e de destruir de maneira
devastadora.
 >De acumular saber imenso no entanto
permanecer angustiado por dúvidas
profundas.
Dentro da biosfera o homem construiu a
antroposfera – parte do mundo que resulta do
ajustamento da natureza às necessidades
humanas.
>Levi-Strauss: A cultura é a linguagem,
permite intercâmbio de experiências e
aquisições culturais.
>Karl Marx: A partir do trabalho ou produção
de meios de vida, que todas as outras formas
de manifestação humanas acontecem.
Natureza e cultura
Palavra usada para diferentes significados.
Para historiadores designa o conjunto dos modos
de vida criados e transmitidos de uma geração
para outra.
 > criação exclusiva dos humanos.
 >É adquirida, não é herdada.
 >Transmitida de geração em geração pela
linguagem.
 >Múltipla e variável, no tempo e espaço.
As pessoas vivem sobre influência de diversas
grupos sociais e cada um com uma cultura:
 Trabalho
 Família
 Religião
 Se o trabalho é o momento inaugural, a
linguagem não deixa de ser de grande
importância para a cultura pois permite o
intercambio das aquisições culturais.
 Natureza é o reino da repetição
 Cultura é a relação dos humanos com o tempo
e espaço.
 A cultura pode ser considera então um amplo
conjunto de conceitos, símbolos, valores e
atitudes que modelam a sociedade.
 É a resposta oferecida pelos grupos humanos
ao desafio da existência.
 Os seres humanos variam em conseqüência das
condições sociais, econômicas, políticas,
históricas em que vivem.
 Eles são culturais e históricos.
1-O mundo que resulta do pensar e do agir
humano não pode ser chamado natural, pois
encontra-se transformado e ampliado por nós.
A tarefa de produzir, construir e ampliar os
valores materiais e espirituais é parte da tarefa
do cultivo de toda sociedade. Ao trato,
construção e elaboração dos valores materiais e
espirituais de um povo podemos denominar de
A) fabricação.
B) cultura.
C) educação.
D) espiritualização.
2- O trabalho humano é uma ação transformadora
da realidade, dirigida por finalidades
conscientes. Ao reproduzir técnicas já usadas e
ao inventar outras novas, a ação humana torna-
se fonte de ideias e, portanto, experiência
propriamente dita. Analise as afirmativas
abaixo e assinale a alternativa CORRETA.
A) O animal não trabalha – mesmo quando cria
resultados materiais com essa atividade –, pois
sua ação não é deliberada, intencional.
B) O animal trabalha – cria resultados materiais
com essa atividade –, pois sua ação é
deliberada, intencional.
C) O animal trabalha e produz sua existência –
mesmo quando cria resultados materiais com
essa atividade –, pois sua ação é deliberada,
intencional.
D) O animal trabalha e é consciente de suas ações
– cria resultados materiais com essa atividade
–, pois sua ação é deliberada, intencional.
01. Imagine-se em um centro urbano, observando
pessoas que estão indo e vindo de diferentes lugares,
cada uma movida por múltiplas razões. Pode-se,
entre outros aspectos, identificar que cada pessoa é
impulsionada a realizar características que a
distinguem de outros animais. Cada uma dessas
características pode afirmar o homem como
I. ser histórico.
II. ser religioso.
III. ser que produz cultura.
IV. ser de conhecimento.
V. ser que se realiza pelo trabalho.
Estão CORRETAS
a)I e II, apenas.
B) III e IV, apenas.
C) I, II, III, IV e V.
D) II, III e V, apenas.
E) I e V, apenas.
8-Em relação aos elementos que compõem a linguagem,
marque a respostas falsa.
a)Repertório é a relação de signos que vão compor a
linguagem.
b)Existem regras de combinação entre os signos, e
nestas não podemos combinar símbolos com sentidos
opostos.
c) A regra do uso dos signos nos dita em que situação
usar determinado signo.
d) Para se ter domínio da linguagem é necessário apenas
ter conhecimento do repertório da mesma.
11- A cultura pode ser considera então um amplo
conjunto de conceitos, símbolos, valores e atitudes que
modelam a sociedade.Em relação a cultura assinale a
alternativa falsa.
a) A cultura pode ser entendida como um a resposta
oferecida pelos grupos humanos ao desafio da
existência.
b) Os seres humanos são culturais e históricos pois
variam em conseqüência das condições sociais,
econômicas, políticas, históricas em que vivem.
c) A cultura não se modifica, independentemente de
mudarem as normas e entendimentos.
d) não é herdada, é adquirida sendo transmitida de
geração em geração pela linguagem.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filosofia Grécia
Filosofia GréciaFilosofia Grécia
Filosofia Grécia
Luci Bonini
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
Paula Meyer Piagentini
 
ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA
Silmara Vedoveli
 
Natureza e Cultura
Natureza e CulturaNatureza e Cultura
Natureza e Cultura
José Ferreira Júnior
 
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel FoucaultAula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Prof. Noe Assunção
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
Jhonatan Max
 
Sociologia - O que é o trabalho
Sociologia - O que é o trabalho Sociologia - O que é o trabalho
Sociologia - O que é o trabalho
Jeane Santos
 
Processo de socialização
Processo de socializaçãoProcesso de socialização
Processo de socialização
homago
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Diversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismoDiversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismo
Edenilson Morais
 
Liberdade
LiberdadeLiberdade
Liberdade
Edirlene Fraga
 
OS PRIMEIROS FILÓSOFOS
OS PRIMEIROS FILÓSOFOSOS PRIMEIROS FILÓSOFOS
OS PRIMEIROS FILÓSOFOS
Isabel Aguiar
 
Estratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade SocialEstratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade Social
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e SociedadeSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Turma Olímpica
 
Surgimento da Sociologia
Surgimento da SociologiaSurgimento da Sociologia
Surgimento da Sociologia
roberto mosca junior
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
Over Lane
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade FilosóficaSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Turma Olímpica
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
Paulo Alexandre
 

Mais procurados (20)

Filosofia Grécia
Filosofia GréciaFilosofia Grécia
Filosofia Grécia
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 
ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA
 
Natureza e Cultura
Natureza e CulturaNatureza e Cultura
Natureza e Cultura
 
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel FoucaultAula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Sociologia - O que é o trabalho
Sociologia - O que é o trabalho Sociologia - O que é o trabalho
Sociologia - O que é o trabalho
 
Processo de socialização
Processo de socializaçãoProcesso de socialização
Processo de socialização
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Diversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismoDiversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismo
 
Liberdade
LiberdadeLiberdade
Liberdade
 
OS PRIMEIROS FILÓSOFOS
OS PRIMEIROS FILÓSOFOSOS PRIMEIROS FILÓSOFOS
OS PRIMEIROS FILÓSOFOS
 
Estratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade SocialEstratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade Social
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e SociedadeSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
 
Surgimento da Sociologia
Surgimento da SociologiaSurgimento da Sociologia
Surgimento da Sociologia
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade FilosóficaSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
 

Destaque

Medida de complexidade_de_sistemas 16
Medida de complexidade_de_sistemas 16Medida de complexidade_de_sistemas 16
Medida de complexidade_de_sistemas 16
Eduardo Gutierrez
 
Sistemas complexos - Palazzo
Sistemas complexos - PalazzoSistemas complexos - Palazzo
Sistemas complexos - Palazzo
Raquel Salcedo Gomes
 
Filosofia da educação semana 6 - Cultura
Filosofia da educação   semana 6 - CulturaFilosofia da educação   semana 6 - Cultura
Filosofia da educação semana 6 - Cultura
Roxana Alhadas
 
Fichamento analítico do livro cultura e democrácia de Marilena Chauí
Fichamento analítico do livro cultura e democrácia de Marilena ChauíFichamento analítico do livro cultura e democrácia de Marilena Chauí
Fichamento analítico do livro cultura e democrácia de Marilena Chauí
Marcus Leal
 
O que é cultura
O que é culturaO que é cultura
O que é cultura
Thiago OLiveira da Silva
 
Filosofia intro
Filosofia introFilosofia intro
Filosofia intro
Vinícius Vieira
 
Cultura ppt
Cultura pptCultura ppt
Cultura ppt
Samuel Rodríguez
 
O que é a natureza humana
O que é a natureza humanaO que é a natureza humana
O que é a natureza humana
Italo Colares
 
A natureza humana.
A natureza humana. A natureza humana.
A natureza humana.
Douglas Gregorio
 
Arte, cultura e filosofia
Arte, cultura e filosofiaArte, cultura e filosofia
Arte, cultura e filosofia
Kelly Ariane Buás Bráz
 
Cultura um conceito antropológico
Cultura  um conceito antropológicoCultura  um conceito antropológico
Cultura um conceito antropológico
Andreia Regina Moura Mendes
 
Cultura: um conceito antropologico - Parte 1
Cultura: um conceito antropologico - Parte 1Cultura: um conceito antropologico - Parte 1
Cultura: um conceito antropologico - Parte 1
Leonardo Santos
 
Cultura um conceito antropológico Roque Laraia
Cultura um conceito antropológico  Roque LaraiaCultura um conceito antropológico  Roque Laraia
Cultura um conceito antropológico Roque Laraia
Gisele Da Fonseca
 
Cultura e etnocentrismo
Cultura e etnocentrismoCultura e etnocentrismo
Cultura e etnocentrismo
Rayssa Fonseca
 
Cultura - Sociologia
Cultura - SociologiaCultura - Sociologia
Cultura - Sociologia
Jonathas Morato da Costa
 
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Carmem Rocha
 
La inteligencia
La inteligenciaLa inteligencia
La inteligencia
Maria Carrasco Yopla
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Darlan Campos
 

Destaque (18)

Medida de complexidade_de_sistemas 16
Medida de complexidade_de_sistemas 16Medida de complexidade_de_sistemas 16
Medida de complexidade_de_sistemas 16
 
Sistemas complexos - Palazzo
Sistemas complexos - PalazzoSistemas complexos - Palazzo
Sistemas complexos - Palazzo
 
Filosofia da educação semana 6 - Cultura
Filosofia da educação   semana 6 - CulturaFilosofia da educação   semana 6 - Cultura
Filosofia da educação semana 6 - Cultura
 
Fichamento analítico do livro cultura e democrácia de Marilena Chauí
Fichamento analítico do livro cultura e democrácia de Marilena ChauíFichamento analítico do livro cultura e democrácia de Marilena Chauí
Fichamento analítico do livro cultura e democrácia de Marilena Chauí
 
O que é cultura
O que é culturaO que é cultura
O que é cultura
 
Filosofia intro
Filosofia introFilosofia intro
Filosofia intro
 
Cultura ppt
Cultura pptCultura ppt
Cultura ppt
 
O que é a natureza humana
O que é a natureza humanaO que é a natureza humana
O que é a natureza humana
 
A natureza humana.
A natureza humana. A natureza humana.
A natureza humana.
 
Arte, cultura e filosofia
Arte, cultura e filosofiaArte, cultura e filosofia
Arte, cultura e filosofia
 
Cultura um conceito antropológico
Cultura  um conceito antropológicoCultura  um conceito antropológico
Cultura um conceito antropológico
 
Cultura: um conceito antropologico - Parte 1
Cultura: um conceito antropologico - Parte 1Cultura: um conceito antropologico - Parte 1
Cultura: um conceito antropologico - Parte 1
 
Cultura um conceito antropológico Roque Laraia
Cultura um conceito antropológico  Roque LaraiaCultura um conceito antropológico  Roque Laraia
Cultura um conceito antropológico Roque Laraia
 
Cultura e etnocentrismo
Cultura e etnocentrismoCultura e etnocentrismo
Cultura e etnocentrismo
 
Cultura - Sociologia
Cultura - SociologiaCultura - Sociologia
Cultura - Sociologia
 
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
 
La inteligencia
La inteligenciaLa inteligencia
La inteligencia
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
 

Semelhante a Natureza e cultura

85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
FabioAbagabir1
 
1 slide modulo 3
1 slide  modulo 31 slide  modulo 3
1 slide modulo 3
Maria Ludes Maria
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptx
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptxO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptx
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptx
BrincandocomAlicia
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
MARCELACARNEIROGOMES
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
Fábio Caires Correia
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
Israel615975
 
COLÉGIO OLAVO BILAC - 2ª série IV nota de filosofia
COLÉGIO OLAVO BILAC - 2ª série   IV nota de filosofiaCOLÉGIO OLAVO BILAC - 2ª série   IV nota de filosofia
COLÉGIO OLAVO BILAC - 2ª série IV nota de filosofia
Jorge Marcos Oliveira
 
A P O N T A M E N T O S P A R A O E S T U D O D A TÉ C N I C A E D A
A P O N T A M E N T O S  P A R A  O  E S T U D O  D A  TÉ C N I C A  E  D AA P O N T A M E N T O S  P A R A  O  E S T U D O  D A  TÉ C N I C A  E  D A
A P O N T A M E N T O S P A R A O E S T U D O D A TÉ C N I C A E D A
Luiz Carlos Wessler
 
O ser humano
O ser humanoO ser humano
O ser humano
Aldenei Barros
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdfO Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
Luziane Santos
 
Cristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedadeCristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedade
Luiz Henrique Rodrigues
 
naturezaecultura-130628073109-phpapp02.pdf
naturezaecultura-130628073109-phpapp02.pdfnaturezaecultura-130628073109-phpapp02.pdf
naturezaecultura-130628073109-phpapp02.pdf
Marcelo Filosofia
 
CULTURA.ppt
CULTURA.pptCULTURA.ppt
CULTURA.ppt
JosWilliam14
 
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - AntropologiaExercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Psicologia_2015
 
O ser humano é Natural ou Cultural?
O ser humano é Natural ou Cultural?O ser humano é Natural ou Cultural?
O ser humano é Natural ou Cultural?
Bruno Carrasco
 
Filosofia - O Ser Humano
Filosofia - O Ser HumanoFilosofia - O Ser Humano
Filosofia - O Ser Humano
Victoria Souza
 
Caderno 03
Caderno 03Caderno 03
Cap 14 homem-animal
Cap 14  homem-animalCap 14  homem-animal
Cap 14 homem-animal
Joao Balbi
 
O que é antropologia
O que é antropologiaO que é antropologia
O que é antropologia
Aldenei Barros
 
Cultura
CulturaCultura

Semelhante a Natureza e cultura (20)

85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
 
1 slide modulo 3
1 slide  modulo 31 slide  modulo 3
1 slide modulo 3
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptx
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptxO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptx
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptx
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
 
COLÉGIO OLAVO BILAC - 2ª série IV nota de filosofia
COLÉGIO OLAVO BILAC - 2ª série   IV nota de filosofiaCOLÉGIO OLAVO BILAC - 2ª série   IV nota de filosofia
COLÉGIO OLAVO BILAC - 2ª série IV nota de filosofia
 
A P O N T A M E N T O S P A R A O E S T U D O D A TÉ C N I C A E D A
A P O N T A M E N T O S  P A R A  O  E S T U D O  D A  TÉ C N I C A  E  D AA P O N T A M E N T O S  P A R A  O  E S T U D O  D A  TÉ C N I C A  E  D A
A P O N T A M E N T O S P A R A O E S T U D O D A TÉ C N I C A E D A
 
O ser humano
O ser humanoO ser humano
O ser humano
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdfO Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
 
Cristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedadeCristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedade
 
naturezaecultura-130628073109-phpapp02.pdf
naturezaecultura-130628073109-phpapp02.pdfnaturezaecultura-130628073109-phpapp02.pdf
naturezaecultura-130628073109-phpapp02.pdf
 
CULTURA.ppt
CULTURA.pptCULTURA.ppt
CULTURA.ppt
 
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - AntropologiaExercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
 
O ser humano é Natural ou Cultural?
O ser humano é Natural ou Cultural?O ser humano é Natural ou Cultural?
O ser humano é Natural ou Cultural?
 
Filosofia - O Ser Humano
Filosofia - O Ser HumanoFilosofia - O Ser Humano
Filosofia - O Ser Humano
 
Caderno 03
Caderno 03Caderno 03
Caderno 03
 
Cap 14 homem-animal
Cap 14  homem-animalCap 14  homem-animal
Cap 14 homem-animal
 
O que é antropologia
O que é antropologiaO que é antropologia
O que é antropologia
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 

Último

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 

Último (14)

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 

Natureza e cultura

  • 2. Amala e Kamala encontradas em 1920, comportamento animal. Quais as diferenças entre o homem e o animal?
  • 4.  Os animais são capacitados para Enfrentar certas dificuldades. asas Couro peludo Armadura protetora rapidez
  • 5. O homem -ser cultural  Pelo controle do fogo e habilidade de fazer roupas e casas,  o homem pode viver desde os pólos da Terra até o Equador.
  • 6. Ser mais rápido, voa mais alto Enxergar mais longe, derrubar qualquer animal
  • 7.  >A compensação do homem por seus pobres dotes corporais:  cérebro grande e complexo que permite desenvolver sua cultura.
  • 8. >A ação instintiva é regida por leis biológicas hereditárias >idênticas na espécie e invariável de individuo para indivíduo, dando a ilusão de perfeição.
  • 9.  São atos que não tem história, não se renovam, são os mesmo sempre.  só na evolução das espécies, ou mutações genéticas.  São cegos, - ignoram a finalidade da própria ação- (animais nos níveis mais baixos da escala zoológica).
  • 10. >É consciente da finalidade. >Existe antes como pensamento e a execução resulta da escolha de meios necessários para atingir os fins propostos. se necessário, os planos são modificados,
  • 11.  Existem animais que parecem mais livres da dependência de instintos ou reflexos.  Apresentam comportamento mais maleável e imprevisível.
  • 12. Inteligência concreta > Já em animais, como chipanzés e gorilas, encontra-se atos inteligentes e capacidade de raciocínio.
  • 13. >resposta inteligente, não instintiva, variável. >O animal não: inventa, aperfeiçoa ou conserva o instrumento para o uso posterior. >O gesto não tem seqüência, não adquire significado de experiência. Chipanzé puxa caixote para alcançar bananas penduradas no alto da jaula.
  • 14. >O animal não produz sua existência, apenas conserva através de seus instintos. >Atos que visam sua defesa e a procura de alimentos.
  • 15.  Conclusão: a vida animal é uma repetição do padrão básico vivido pela sua espécie.
  • 16.  Os atos humanos, fazem parte de um legado social.  Resulta de muitas gerações e é transmitido, através da linguagem.
  • 17.  O ser humano é capaz de romper com parte do passado, questionar o presente e criar o futuro.
  • 18.  O ser humano não nasce pronto “pelas mãos da natureza”.
  • 19. Palavra usada para diferentes significados. Para historiadores designa o conjunto dos modos de vida criados e transmitidos de uma geração para outra.
  • 20.  Graças ao desenvolvimento de seu psiquismo o ser humano se tornou o ser biológico e cultural ao mesmo tempo.
  • 21. No homem então ocorre uma síntese de : >caracterítsicas hereditárias e adquiridas, >aspectos individuais e sociais, >elementos de estado de natureza e de estado de cultura.
  • 22. >O ser humano é ao mesmo tempo produto e transformador da natureza e cultura. >O homem é capaz de criar de modo extraordinário, e de destruir de maneira devastadora.
  • 23.  >De acumular saber imenso no entanto permanecer angustiado por dúvidas profundas.
  • 24. Dentro da biosfera o homem construiu a antroposfera – parte do mundo que resulta do ajustamento da natureza às necessidades humanas.
  • 25. >Levi-Strauss: A cultura é a linguagem, permite intercâmbio de experiências e aquisições culturais. >Karl Marx: A partir do trabalho ou produção de meios de vida, que todas as outras formas de manifestação humanas acontecem.
  • 27. Palavra usada para diferentes significados. Para historiadores designa o conjunto dos modos de vida criados e transmitidos de uma geração para outra.
  • 28.  > criação exclusiva dos humanos.  >É adquirida, não é herdada.  >Transmitida de geração em geração pela linguagem.  >Múltipla e variável, no tempo e espaço.
  • 29. As pessoas vivem sobre influência de diversas grupos sociais e cada um com uma cultura:  Trabalho  Família  Religião
  • 30.  Se o trabalho é o momento inaugural, a linguagem não deixa de ser de grande importância para a cultura pois permite o intercambio das aquisições culturais.  Natureza é o reino da repetição  Cultura é a relação dos humanos com o tempo e espaço.
  • 31.  A cultura pode ser considera então um amplo conjunto de conceitos, símbolos, valores e atitudes que modelam a sociedade.  É a resposta oferecida pelos grupos humanos ao desafio da existência.  Os seres humanos variam em conseqüência das condições sociais, econômicas, políticas, históricas em que vivem.  Eles são culturais e históricos.
  • 32. 1-O mundo que resulta do pensar e do agir humano não pode ser chamado natural, pois encontra-se transformado e ampliado por nós. A tarefa de produzir, construir e ampliar os valores materiais e espirituais é parte da tarefa do cultivo de toda sociedade. Ao trato, construção e elaboração dos valores materiais e espirituais de um povo podemos denominar de A) fabricação. B) cultura. C) educação. D) espiritualização.
  • 33. 2- O trabalho humano é uma ação transformadora da realidade, dirigida por finalidades conscientes. Ao reproduzir técnicas já usadas e ao inventar outras novas, a ação humana torna- se fonte de ideias e, portanto, experiência propriamente dita. Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa CORRETA. A) O animal não trabalha – mesmo quando cria resultados materiais com essa atividade –, pois sua ação não é deliberada, intencional. B) O animal trabalha – cria resultados materiais com essa atividade –, pois sua ação é deliberada, intencional.
  • 34. C) O animal trabalha e produz sua existência – mesmo quando cria resultados materiais com essa atividade –, pois sua ação é deliberada, intencional. D) O animal trabalha e é consciente de suas ações – cria resultados materiais com essa atividade –, pois sua ação é deliberada, intencional.
  • 35. 01. Imagine-se em um centro urbano, observando pessoas que estão indo e vindo de diferentes lugares, cada uma movida por múltiplas razões. Pode-se, entre outros aspectos, identificar que cada pessoa é impulsionada a realizar características que a distinguem de outros animais. Cada uma dessas características pode afirmar o homem como I. ser histórico. II. ser religioso. III. ser que produz cultura. IV. ser de conhecimento. V. ser que se realiza pelo trabalho.
  • 36. Estão CORRETAS a)I e II, apenas. B) III e IV, apenas. C) I, II, III, IV e V. D) II, III e V, apenas. E) I e V, apenas.
  • 37. 8-Em relação aos elementos que compõem a linguagem, marque a respostas falsa. a)Repertório é a relação de signos que vão compor a linguagem. b)Existem regras de combinação entre os signos, e nestas não podemos combinar símbolos com sentidos opostos. c) A regra do uso dos signos nos dita em que situação usar determinado signo. d) Para se ter domínio da linguagem é necessário apenas ter conhecimento do repertório da mesma.
  • 38. 11- A cultura pode ser considera então um amplo conjunto de conceitos, símbolos, valores e atitudes que modelam a sociedade.Em relação a cultura assinale a alternativa falsa. a) A cultura pode ser entendida como um a resposta oferecida pelos grupos humanos ao desafio da existência. b) Os seres humanos são culturais e históricos pois variam em conseqüência das condições sociais, econômicas, políticas, históricas em que vivem. c) A cultura não se modifica, independentemente de mudarem as normas e entendimentos. d) não é herdada, é adquirida sendo transmitida de geração em geração pela linguagem.