SlideShare uma empresa Scribd logo
Métricas de Software
Utilizando SonarQube
Eduardo Bobsin
Arquiteto de soluções e agilista. Há 15 anos no mercado, é
entusiasta de Lean, Kanban e escalabilidade de sistemas.
Nas horas vagas, aproveita o tempo para ler e aprender
alguma coisa nova. Atualmente participa da implantação de
Processo Eletrônico no Tribunal de Justiça do RS.

Robson Bittencourt
Graduando em Sistemas de Informação, trabalha na
empresa uMov.me como desenvolvedor. Gosta e procura
sempre estar pesquisando sobre Engenharia de Software,
Métodos Ágeis e Integração Contínua.
Métricas de software utilizando sonar qube
Métricas de software utilizando sonar qube
Métricas de software utilizando sonar qube
Métricas de software utilizando sonar qube
ANÁLISE DO CÓDIGO
FEEDBACK
Métricas de software utilizando sonar qube
Métricas de software utilizando sonar qube
EVOLUÇÃO
Métricas de software utilizando sonar qube
Métricas de software utilizando sonar qube
WORKFLOW
WORKFLOW
Métricas de software utilizando sonar qube
E AGORA?
Métricas de software utilizando sonar qube
Obrigado!
Eduardo Bobsin
eduardo.bobsin@gmail.com
Robson Bittencourt
robson.luizv@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tenha Valores e Principios (Manifesto Agil)
Tenha Valores e Principios  (Manifesto Agil)Tenha Valores e Principios  (Manifesto Agil)
Tenha Valores e Principios (Manifesto Agil)
Fábio Aguiar
 
Segurança da Informação
Segurança da InformaçãoSegurança da Informação
Segurança da Informação
Marco Mendes
 
Estrutura de Dados em Algoritmo C
Estrutura de Dados em Algoritmo CEstrutura de Dados em Algoritmo C
Estrutura de Dados em Algoritmo C
Vinícius Moraes
 
Apresentação criterios ergonômicos
Apresentação criterios ergonômicosApresentação criterios ergonômicos
Apresentação criterios ergonômicos
irlss
 
Segurança da informação
Segurança da informaçãoSegurança da informação
Segurança da informação
Samantha Nunes
 
A Web é uma API
A Web é uma APIA Web é uma API
A Web é uma API
Osvaldo Santana Neto
 
Algoritmo lamport
Algoritmo lamportAlgoritmo lamport
Algoritmo lamport
Verônica Veiga
 
Caro Analista de Requisitos, você faz UX Design e nem sabe disso
Caro Analista de Requisitos, você faz UX Design e nem sabe dissoCaro Analista de Requisitos, você faz UX Design e nem sabe disso
Caro Analista de Requisitos, você faz UX Design e nem sabe disso
Talita Pagani
 
Política de segurança da informação diretrizes gerais
Política de segurança da informação   diretrizes geraisPolítica de segurança da informação   diretrizes gerais
Política de segurança da informação diretrizes gerais
Adriano Lima
 
Implantação de sistemas web
Implantação de sistemas webImplantação de sistemas web
Implantação de sistemas web
Cleiton Vogel
 
Aula 1 - Introdução a Segurança da Informação
Aula 1 - Introdução a Segurança da InformaçãoAula 1 - Introdução a Segurança da Informação
Aula 1 - Introdução a Segurança da Informação
Carlos Henrique Martins da Silva
 
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPSeminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Lays Lopes
 
Scrum Product Owner
Scrum Product OwnerScrum Product Owner
Scrum Product Owner
Rildo (@rildosan) Santos
 
Agile開発でのテストのやり方~私の場合~
Agile開発でのテストのやり方~私の場合~Agile開発でのテストのやり方~私の場合~
Agile開発でのテストのやり方~私の場合~
Mineo Matsuya
 
teste de invasão
teste de invasãoteste de invasão
Governança de TI - Aula7 - COBIT 4.1 X COBIT 5
Governança de TI - Aula7 - COBIT 4.1 X COBIT 5Governança de TI - Aula7 - COBIT 4.1 X COBIT 5
Governança de TI - Aula7 - COBIT 4.1 X COBIT 5
CEULJI/ULBRA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
 
Segurança da Informação Aplicada a Negócios
Segurança da Informação Aplicada a NegóciosSegurança da Informação Aplicada a Negócios
Segurança da Informação Aplicada a Negócios
Carlos Henrique Martins da Silva
 
Governança Ágil de Portfólio
Governança Ágil de PortfólioGovernança Ágil de Portfólio
Governança Ágil de Portfólio
Mariana Zaparolli Martins
 
Gestão de sistemas operacionais - aula 1
Gestão de sistemas operacionais - aula 1Gestão de sistemas operacionais - aula 1
Gestão de sistemas operacionais - aula 1
Fernando Ottoni
 
Segurança da Informação e Políticas de Segurança
Segurança da Informação e Políticas de SegurançaSegurança da Informação e Políticas de Segurança
Segurança da Informação e Políticas de Segurança
Gilberto Sudre
 

Mais procurados (20)

Tenha Valores e Principios (Manifesto Agil)
Tenha Valores e Principios  (Manifesto Agil)Tenha Valores e Principios  (Manifesto Agil)
Tenha Valores e Principios (Manifesto Agil)
 
Segurança da Informação
Segurança da InformaçãoSegurança da Informação
Segurança da Informação
 
Estrutura de Dados em Algoritmo C
Estrutura de Dados em Algoritmo CEstrutura de Dados em Algoritmo C
Estrutura de Dados em Algoritmo C
 
Apresentação criterios ergonômicos
Apresentação criterios ergonômicosApresentação criterios ergonômicos
Apresentação criterios ergonômicos
 
Segurança da informação
Segurança da informaçãoSegurança da informação
Segurança da informação
 
A Web é uma API
A Web é uma APIA Web é uma API
A Web é uma API
 
Algoritmo lamport
Algoritmo lamportAlgoritmo lamport
Algoritmo lamport
 
Caro Analista de Requisitos, você faz UX Design e nem sabe disso
Caro Analista de Requisitos, você faz UX Design e nem sabe dissoCaro Analista de Requisitos, você faz UX Design e nem sabe disso
Caro Analista de Requisitos, você faz UX Design e nem sabe disso
 
Política de segurança da informação diretrizes gerais
Política de segurança da informação   diretrizes geraisPolítica de segurança da informação   diretrizes gerais
Política de segurança da informação diretrizes gerais
 
Implantação de sistemas web
Implantação de sistemas webImplantação de sistemas web
Implantação de sistemas web
 
Aula 1 - Introdução a Segurança da Informação
Aula 1 - Introdução a Segurança da InformaçãoAula 1 - Introdução a Segurança da Informação
Aula 1 - Introdução a Segurança da Informação
 
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPSeminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XP
 
Scrum Product Owner
Scrum Product OwnerScrum Product Owner
Scrum Product Owner
 
Agile開発でのテストのやり方~私の場合~
Agile開発でのテストのやり方~私の場合~Agile開発でのテストのやり方~私の場合~
Agile開発でのテストのやり方~私の場合~
 
teste de invasão
teste de invasãoteste de invasão
teste de invasão
 
Governança de TI - Aula7 - COBIT 4.1 X COBIT 5
Governança de TI - Aula7 - COBIT 4.1 X COBIT 5Governança de TI - Aula7 - COBIT 4.1 X COBIT 5
Governança de TI - Aula7 - COBIT 4.1 X COBIT 5
 
Segurança da Informação Aplicada a Negócios
Segurança da Informação Aplicada a NegóciosSegurança da Informação Aplicada a Negócios
Segurança da Informação Aplicada a Negócios
 
Governança Ágil de Portfólio
Governança Ágil de PortfólioGovernança Ágil de Portfólio
Governança Ágil de Portfólio
 
Gestão de sistemas operacionais - aula 1
Gestão de sistemas operacionais - aula 1Gestão de sistemas operacionais - aula 1
Gestão de sistemas operacionais - aula 1
 
Segurança da Informação e Políticas de Segurança
Segurança da Informação e Políticas de SegurançaSegurança da Informação e Políticas de Segurança
Segurança da Informação e Políticas de Segurança
 

Métricas de software utilizando sonar qube

Notas do Editor

  1. Mostrar a sujeira que pode ter ficado embaixo do tapete
  2. Raio X - Análise Estática do código Sonarqube é um software que realiza análise estática do código, gerando relatórios que mostram o estado atual do nosso projeto.
  3. Demonstrar as métricas sendo exibidas em Dashboards
  4. Demonstrar as métricas sendo exibidas em Dashboards
  5. Possibilita o acompanhamento da evolução do código através do tempo e das versões
  6. Exemplo do framework Struts. Observando o gráfico fica claro que no dia 1 de setembro, foi inserida alguma porção de código que aumentou drasticamente a complexidade ciclomática e reduziu a cobertura dos testes.
  7. Falar sobre as linguagens disponíveis para análise no SonarQube, e demonstrar as formas de integração com outras ferramentas como Jenkins e Eclipse.
  8. Como vimos o monitoramento das métricas de software pode ser essencial para a manutenção da saúde de nosso código. Cabe a nós desenvolvedores, ou aos times que resolverem adotar esta prática, utilizarem com parcimônia. De nada adianta possuirmos um dashboard com diversas métricas se a maioria não faz sentido para o nosso caso. Também vale ressaltar que as medições devem servir como base para planos de ação, caso contrário se tornam apenas números. Para começar, escolha de 3 a 5 métricas e ataque os pontos críticos, com o tempo você pode adotar outras, mas sempre visando a melhoria continua e consequentemente a qualidade de seu código.