SlideShare uma empresa Scribd logo
Universidade Norte do Paraná 
Alessandra Frassato 
Bárbara Beatriz de Moraes Dos Santos 
Dirce Benito Borburema 
Mayara Rodrigues Monteiro 
Talita Caroline de Andrade 
Tiago Trindade Ribeiro 
Professora: 
Ms. Larissa Laskovski 
Curso: 
Fisioterapia / 4º Semestre
•Corresponde à região mais rígida da coluna vertebral, devido a fixação do gradil costal; 
•Apresenta uma curvatura primária – cifose; 
•Possui processos espinhosos grandes; 
•30 cm de comprimento;
Diminuem discretamente de tamanho entre T1 e T3. Aumentam progressivamente de tamanho entre T4 – T12.
•Articulações costovertebrais 
•Articulações costotransversas 
•Articulações apofisárias ou facetárias
•A região torácica, assim como a lombar são frequentes de dor e as principais fontes são nos, ossos, músculos paravertebrais, disco intervertebral entre outras.
•Origem visceral 
•Coração, Pulmão e estruturas mediatínicas (Aneurisma de aorta) 
•Origem musculoesquelética 
“ambas, podem piorar com a respiração, tosse e postura inadequada”
•1° Coluna Torácica 
•Discogênica 
•Hipomobilidade 
•Doença vertebral 
•2° Porção inferior da coluna cervical 
•3° Articulações torácicas 
•4° Muscular
•Causa com pouca explicação 
•Dor local, pode estar irradiada alguns centímetros na região torácica ou pode irradiar através das costas em direção a região costocondral.
•A doença de Scheuermann (também chamada de cifose de Scheuermann) é uma condição que inicia na infância. Afeta menos de um por cento da população e ocorre, principalmente, em crianças entre as idades de 10 e 12 anos. As vezes, a doença de Scheuermann não se desenvolve até a idade adulta.
•Uma hérnia de disco torácica na ressonância magnética geralmente é acidental, ou seja, mostra- se quando a pessoa faz ressonância magnética para outro problema.
•Ausência ou diminuição 
da cifose torácica.
•A dor é sentida na extremidade Superior (T4), e na extremidade inferior (T9). 
•Sensação de anestesia (agulhas) ou em queimação. 
•A dor inicia e persiste por períodos variáveis, entre minutos e horas. 
•A dor frequentemente retorna ao normal. 
•Frequentemente associada com cefaleias durante o dia. 
•Normalmente sem outros sintomas. 
•O local possui grande sensibilidade quando o nível apropriado é examinado (T4, T9 +- um nível) 
•Facilmente tratável com mobilizações.
•Dor na junção costocondral ou condro-esternal, 
•Consistência macia, sensibilidade aumentada . 
•Quase sempre secundária a uma vértebra torácica rodada ou costela deslocada
•A Mobilização articular, comunique-se aos movimentos acessórios passivos que visam à recuperação da artrocinemática. O seu restabelecimento promove a congruência articular, diminui o atrito mecânico na articulação, melhora a dor, edema, e consequentemente, a função do segmento corporal comprometido. 
RESENDE, 2006
•Técnica passiva usando movimentos fisiológicos ou acessórios aplicados bruscamente com alta velocidade. 
•A alta velocidade de aplicação de técnicas de manipulação não permite que o paciente tenha controle da execução das mesmas. 
•A movimentação artrocinemática refere-se aos movimentos das superfícies articulares de rolamento, rotação, giro e deslizamento.
•Deslizamento de movimentos profundos eficaz para redução de nódulos e alongamento de músculos tensos, fáscia. 
•Essa manobra pode ser adotada para o alívio da dor na região torácica, principalmente quando esta associado a espasmos musculares e contraturas nessa região.
•1º Coloque as mãos na região torácica, de modo que os polegares repousem um de cada lado da coluna. 
•2º Aplique a manobra de deslizamento com ambos os polegares simultaneamente ou alternando um e outro. 
•3º Começando na região torácica, deslize cada polegar em uma linha curva na direção caudal.
•O deslizamento com os punhos é adotado quando é necessária uma pressão mais pesada do que a exercida pelos polegares. 
•Técnica usada quando os músculos estão bem desenvolvidos ou tensos, comum nos músculos da região torácica por seu uso na manutenção da postura ereta e sua suscetibilidade à tensão.
•1º Feche as mãos, fechando as palmas e colocando a ponta dos dedos nas eminências tenar e hipotenar. 
•2º Coloque uma mão em cada lado da coluna, na área torácica. 
•3º Começando pela extremidade superior das costas, aplique o deslizamento na direção caudal. 
•4º Ajuste a pressão, inclinando-se para a frente, e mantenha os punhos planos aos tecidos. 
•5º Tendo completado a manobra, erga as mãos levando-as de volta à área torácica. Repita o procedimento várias vezes.
•Aumento da circulação; 
Redução de dor: 
•Aumento o fluxo e remove agentes inflamatórios que são fontes de dor. 
•Reduz o edema (que estimula os receptores da dor). 
•Bloqueia os impulsos dolorosos que percorrem a coluna. 
•Estimula a liberação de endorfina (analgésico natural)
•Técnica aplicada a tecidos superficiais e profundos. Os tecidos, rolam sobre os tecidos mais profundos, quer estes sejam musculares ou ósseos. 
•Esta técnica pode ser executada com rolamento da pele entre os dedos e o polegar, através da compressão dos tecidos entre estes e o seu rolamento em movimentos ondulares, ou entre os dedos e as estruturas subjacentes, através da pressão em movimentos ondulares.
•Compressão gera pressão, que é transmitida às estruturas subjacentes. 
•Pode afetar os tecidos tanto profundos quando superficiais.
•Alongamento e liberação de aderências; 
•Redução de edema; 
•Aumento na circulação; 
•Redução de dor e fadiga;
•Cassar Mario-Paul. Manual de Massagem Terapêutica: Um guia completo de massoterapia para o estudante e para o terapeuta. São Paulo: Manole; 2001. 
•Denise W. Massagem Terapêutica. São Paulo: Manole; 2001.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Coluna vertebral cinesiologia
Coluna vertebral cinesiologiaColuna vertebral cinesiologia
Coluna vertebral cinesiologia
Renata Oliveira
 
Apostila cinesioterapia basica
Apostila cinesioterapia basicaApostila cinesioterapia basica
Apostila cinesioterapia basica
Natha Fisioterapia
 
Ventilação Mecânica Básica
Ventilação Mecânica Básica Ventilação Mecânica Básica
Ventilação Mecânica Básica
Mariana Artuni Rossi
 
Osteopatia estrutural - CBO
Osteopatia estrutural - CBOOsteopatia estrutural - CBO
Osteopatia estrutural - CBO
Colégio Brasileiro de Osteopatia
 
Patologias da Coluna Vertebral
Patologias da Coluna VertebralPatologias da Coluna Vertebral
Patologias da Coluna Vertebral
Caio Gonçalves de Souza
 
Fisioterapia aplicada a traumato ortopedia e desporto i cap 8 patologias da c...
Fisioterapia aplicada a traumato ortopedia e desporto i cap 8 patologias da c...Fisioterapia aplicada a traumato ortopedia e desporto i cap 8 patologias da c...
Fisioterapia aplicada a traumato ortopedia e desporto i cap 8 patologias da c...
Helen Vieira
 
Quadril
QuadrilQuadril
Fundamentos de fisioterapia - recursos terapeuticos da fisioterapia - capitulo 4
Fundamentos de fisioterapia - recursos terapeuticos da fisioterapia - capitulo 4Fundamentos de fisioterapia - recursos terapeuticos da fisioterapia - capitulo 4
Fundamentos de fisioterapia - recursos terapeuticos da fisioterapia - capitulo 4
Cleanto Santos Vieira
 
Testes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
Testes especiais de coluna lombar e pelve em FisioterapiaTestes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
Testes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
Fisioterapeuta
 
Lombalgia
LombalgiaLombalgia
Lombalgia
adrianomedico
 
Bma, avaliação neural do adulto
Bma, avaliação neural do adultoBma, avaliação neural do adulto
Bma, avaliação neural do adulto
saulo vinicius
 
Apostila de Anatomia Palpatória (produção independente)
Apostila de Anatomia Palpatória (produção independente)Apostila de Anatomia Palpatória (produção independente)
Apostila de Anatomia Palpatória (produção independente)
projetacursosba
 
Hernia de disco Dr Omar Mohamad M. Abdallah
Hernia de disco Dr Omar Mohamad M. AbdallahHernia de disco Dr Omar Mohamad M. Abdallah
Hernia de disco Dr Omar Mohamad M. Abdallah
Omar Mohamad Abdallah
 
Reabilitação cardíaca
Reabilitação cardíacaReabilitação cardíaca
Reabilitação cardíaca
Universidade Norte do Paraná
 
Cinesioterapia respiratória e espirometria de incentivo
Cinesioterapia respiratória e espirometria de incentivoCinesioterapia respiratória e espirometria de incentivo
Cinesioterapia respiratória e espirometria de incentivo
Mayara Rodrigues
 
Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkraisWilliams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Thalita Tassiani
 
Aula 1 anamese
Aula 1 anameseAula 1 anamese
Aula 1 anamese
Fernanda Francalin
 
15 -amplitude_de_movimento
15  -amplitude_de_movimento15  -amplitude_de_movimento
15 -amplitude_de_movimento
Johnny Martins
 
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em TraumatofuncionalFisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Secretaria Municipal da Cidade do Rio de Janeiro
 
Anatomia Funcional do Assoalho Pélvico
Anatomia Funcional do Assoalho PélvicoAnatomia Funcional do Assoalho Pélvico
Anatomia Funcional do Assoalho Pélvico
Urovideo.org
 

Mais procurados (20)

Coluna vertebral cinesiologia
Coluna vertebral cinesiologiaColuna vertebral cinesiologia
Coluna vertebral cinesiologia
 
Apostila cinesioterapia basica
Apostila cinesioterapia basicaApostila cinesioterapia basica
Apostila cinesioterapia basica
 
Ventilação Mecânica Básica
Ventilação Mecânica Básica Ventilação Mecânica Básica
Ventilação Mecânica Básica
 
Osteopatia estrutural - CBO
Osteopatia estrutural - CBOOsteopatia estrutural - CBO
Osteopatia estrutural - CBO
 
Patologias da Coluna Vertebral
Patologias da Coluna VertebralPatologias da Coluna Vertebral
Patologias da Coluna Vertebral
 
Fisioterapia aplicada a traumato ortopedia e desporto i cap 8 patologias da c...
Fisioterapia aplicada a traumato ortopedia e desporto i cap 8 patologias da c...Fisioterapia aplicada a traumato ortopedia e desporto i cap 8 patologias da c...
Fisioterapia aplicada a traumato ortopedia e desporto i cap 8 patologias da c...
 
Quadril
QuadrilQuadril
Quadril
 
Fundamentos de fisioterapia - recursos terapeuticos da fisioterapia - capitulo 4
Fundamentos de fisioterapia - recursos terapeuticos da fisioterapia - capitulo 4Fundamentos de fisioterapia - recursos terapeuticos da fisioterapia - capitulo 4
Fundamentos de fisioterapia - recursos terapeuticos da fisioterapia - capitulo 4
 
Testes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
Testes especiais de coluna lombar e pelve em FisioterapiaTestes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
Testes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
 
Lombalgia
LombalgiaLombalgia
Lombalgia
 
Bma, avaliação neural do adulto
Bma, avaliação neural do adultoBma, avaliação neural do adulto
Bma, avaliação neural do adulto
 
Apostila de Anatomia Palpatória (produção independente)
Apostila de Anatomia Palpatória (produção independente)Apostila de Anatomia Palpatória (produção independente)
Apostila de Anatomia Palpatória (produção independente)
 
Hernia de disco Dr Omar Mohamad M. Abdallah
Hernia de disco Dr Omar Mohamad M. AbdallahHernia de disco Dr Omar Mohamad M. Abdallah
Hernia de disco Dr Omar Mohamad M. Abdallah
 
Reabilitação cardíaca
Reabilitação cardíacaReabilitação cardíaca
Reabilitação cardíaca
 
Cinesioterapia respiratória e espirometria de incentivo
Cinesioterapia respiratória e espirometria de incentivoCinesioterapia respiratória e espirometria de incentivo
Cinesioterapia respiratória e espirometria de incentivo
 
Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkraisWilliams, mackenzie, klapp e feldenkrais
Williams, mackenzie, klapp e feldenkrais
 
Aula 1 anamese
Aula 1 anameseAula 1 anamese
Aula 1 anamese
 
15 -amplitude_de_movimento
15  -amplitude_de_movimento15  -amplitude_de_movimento
15 -amplitude_de_movimento
 
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em TraumatofuncionalFisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em Traumatofuncional
 
Anatomia Funcional do Assoalho Pélvico
Anatomia Funcional do Assoalho PélvicoAnatomia Funcional do Assoalho Pélvico
Anatomia Funcional do Assoalho Pélvico
 

Destaque

Recursos terapeuticos manuais introducao
Recursos terapeuticos manuais introducaoRecursos terapeuticos manuais introducao
Recursos terapeuticos manuais introducao
Nay Ribeiro
 
Manual.de.massagem.livro
Manual.de.massagem.livroManual.de.massagem.livro
Manual.de.massagem.livro
Super Senha Amanda Paz
 
Massagem miofascial
Massagem miofascialMassagem miofascial
Massagem miofascial
Mah HS
 
Cinesioterapia
CinesioterapiaCinesioterapia
Pontos gatilho
Pontos gatilhoPontos gatilho
Pontos gatilho
Hugo Pedrosa
 
Trabalho de recursos terapêuticos manuais
Trabalho de recursos terapêuticos manuaisTrabalho de recursos terapêuticos manuais
Trabalho de recursos terapêuticos manuais
Wando Pagani
 
Introduçao exercicios terapeuticos_2012_menor
Introduçao exercicios terapeuticos_2012_menorIntroduçao exercicios terapeuticos_2012_menor
Introduçao exercicios terapeuticos_2012_menor
Karina Santaella
 
Amplitude articular
Amplitude articularAmplitude articular
Amplitude articular
Marcelo Costa
 
Alongamento muscular
Alongamento  muscularAlongamento  muscular
Alongamento muscular
lcinfo
 
Palpacao - Importancia da avaliacao dos tecidos na massagem
Palpacao - Importancia da avaliacao dos tecidos na massagemPalpacao - Importancia da avaliacao dos tecidos na massagem
Palpacao - Importancia da avaliacao dos tecidos na massagem
Hugo Pedrosa
 
Massagem para Alívio da Dor
Massagem para Alívio da DorMassagem para Alívio da Dor
Massagem para Alívio da Dor
projetacursosba
 
Fascias e pompages impressao
Fascias e pompages impressaoFascias e pompages impressao
Fascias e pompages impressao
pamellabartolomeu
 
Manual de massagem.
Manual de massagem.Manual de massagem.
Manual de massagem.
inteligente19
 
Mobilização neural
Mobilização neuralMobilização neural
Mobilização neural
Deise Silva Cristina
 
Osteopatia visceral
Osteopatia visceralOsteopatia visceral
Massagem Desportiva
Massagem DesportivaMassagem Desportiva
Massagem Desportiva
Hugo Pedrosa
 
CONTRATURAS
CONTRATURASCONTRATURAS
Cinesioterapia alunos
Cinesioterapia alunosCinesioterapia alunos
Cinesioterapia alunos
Isabela Luana
 
Alongamentos
AlongamentosAlongamentos
Alongamentos
JNR
 
Slides alongamentos
Slides alongamentosSlides alongamentos
Slides alongamentos
carolezeca
 

Destaque (20)

Recursos terapeuticos manuais introducao
Recursos terapeuticos manuais introducaoRecursos terapeuticos manuais introducao
Recursos terapeuticos manuais introducao
 
Manual.de.massagem.livro
Manual.de.massagem.livroManual.de.massagem.livro
Manual.de.massagem.livro
 
Massagem miofascial
Massagem miofascialMassagem miofascial
Massagem miofascial
 
Cinesioterapia
CinesioterapiaCinesioterapia
Cinesioterapia
 
Pontos gatilho
Pontos gatilhoPontos gatilho
Pontos gatilho
 
Trabalho de recursos terapêuticos manuais
Trabalho de recursos terapêuticos manuaisTrabalho de recursos terapêuticos manuais
Trabalho de recursos terapêuticos manuais
 
Introduçao exercicios terapeuticos_2012_menor
Introduçao exercicios terapeuticos_2012_menorIntroduçao exercicios terapeuticos_2012_menor
Introduçao exercicios terapeuticos_2012_menor
 
Amplitude articular
Amplitude articularAmplitude articular
Amplitude articular
 
Alongamento muscular
Alongamento  muscularAlongamento  muscular
Alongamento muscular
 
Palpacao - Importancia da avaliacao dos tecidos na massagem
Palpacao - Importancia da avaliacao dos tecidos na massagemPalpacao - Importancia da avaliacao dos tecidos na massagem
Palpacao - Importancia da avaliacao dos tecidos na massagem
 
Massagem para Alívio da Dor
Massagem para Alívio da DorMassagem para Alívio da Dor
Massagem para Alívio da Dor
 
Fascias e pompages impressao
Fascias e pompages impressaoFascias e pompages impressao
Fascias e pompages impressao
 
Manual de massagem.
Manual de massagem.Manual de massagem.
Manual de massagem.
 
Mobilização neural
Mobilização neuralMobilização neural
Mobilização neural
 
Osteopatia visceral
Osteopatia visceralOsteopatia visceral
Osteopatia visceral
 
Massagem Desportiva
Massagem DesportivaMassagem Desportiva
Massagem Desportiva
 
CONTRATURAS
CONTRATURASCONTRATURAS
CONTRATURAS
 
Cinesioterapia alunos
Cinesioterapia alunosCinesioterapia alunos
Cinesioterapia alunos
 
Alongamentos
AlongamentosAlongamentos
Alongamentos
 
Slides alongamentos
Slides alongamentosSlides alongamentos
Slides alongamentos
 

Semelhante a Mobilização Articular da Coluna Torácica - RTM

Hérnia de disco lombar
Hérnia de disco lombarHérnia de disco lombar
Hérnia de disco lombar
Soraia Mateus
 
Exame neurológico coluna lombar
Exame neurológico coluna lombarExame neurológico coluna lombar
Exame neurológico coluna lombar
Giancarlo Ciongoli
 
Ler dort ppt perícia
Ler dort ppt períciaLer dort ppt perícia
Ler dort ppt perícia
Curso Atryo
 
Modulo 20
Modulo 20Modulo 20
Modulo 20
SemioOrto
 
Fisioterapia ortopédica
Fisioterapia ortopédicaFisioterapia ortopédica
Fisioterapia ortopédica
lhorraynny
 
Massagem de conforto
Massagem de confortoMassagem de conforto
Massagem de conforto
Adrielcrs
 
LER - DORT
LER - DORT LER - DORT
LER - DORT
claudio179
 
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Síndrome do Túnel do Carpo - Ergonomia
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Síndrome do Túnel do Carpo - ErgonomiaFisioterapia na Saúde do Trabalhador - Síndrome do Túnel do Carpo - Ergonomia
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Síndrome do Túnel do Carpo - Ergonomia
Universidade Norte do Paraná
 
Ler e Dort
Ler e DortLer e Dort
Ler e Dort
Fabiano Bartmann
 
67665124-Tendinite-Da-Pata-de-Ganso.pdf
67665124-Tendinite-Da-Pata-de-Ganso.pdf67665124-Tendinite-Da-Pata-de-Ganso.pdf
67665124-Tendinite-Da-Pata-de-Ganso.pdf
mennahen sylver
 
AULA 12 - TENDINITE PATELAR.pdf
AULA 12 - TENDINITE PATELAR.pdfAULA 12 - TENDINITE PATELAR.pdf
AULA 12 - TENDINITE PATELAR.pdf
thiagopennachaves
 
Slide share
Slide shareSlide share
Slide share
Ravenny Caminha
 
Exame do ombro
Exame do ombroExame do ombro
Exame do ombro
Inaiara Bragante
 
Hernia de Disco Intervertebral
Hernia de Disco IntervertebralHernia de Disco Intervertebral
Hernia de Disco Intervertebral
Andressa Macena
 
Hotmail
HotmailHotmail
Primeiros Socorros
Primeiros SocorrosPrimeiros Socorros
Primeiros Socorros
guest1a4e97
 
reflexologia podal e quirodal para aprendizado nas tecnicas de saude
reflexologia podal e quirodal para aprendizado nas tecnicas de saudereflexologia podal e quirodal para aprendizado nas tecnicas de saude
reflexologia podal e quirodal para aprendizado nas tecnicas de saude
JuniorBoiagoMassoter
 
4. Semiologia do Cotovelo.pdf
4. Semiologia do Cotovelo.pdf4. Semiologia do Cotovelo.pdf
4. Semiologia do Cotovelo.pdf
RomarioRufino1
 
dor viscerogenica ortopedia.pdf
dor viscerogenica ortopedia.pdfdor viscerogenica ortopedia.pdf
dor viscerogenica ortopedia.pdf
BeatrizPadilha10
 
Aula 2 fisiologia humana (2)
Aula 2   fisiologia humana (2)Aula 2   fisiologia humana (2)
Aula 2 fisiologia humana (2)
Daniel Moura
 

Semelhante a Mobilização Articular da Coluna Torácica - RTM (20)

Hérnia de disco lombar
Hérnia de disco lombarHérnia de disco lombar
Hérnia de disco lombar
 
Exame neurológico coluna lombar
Exame neurológico coluna lombarExame neurológico coluna lombar
Exame neurológico coluna lombar
 
Ler dort ppt perícia
Ler dort ppt períciaLer dort ppt perícia
Ler dort ppt perícia
 
Modulo 20
Modulo 20Modulo 20
Modulo 20
 
Fisioterapia ortopédica
Fisioterapia ortopédicaFisioterapia ortopédica
Fisioterapia ortopédica
 
Massagem de conforto
Massagem de confortoMassagem de conforto
Massagem de conforto
 
LER - DORT
LER - DORT LER - DORT
LER - DORT
 
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Síndrome do Túnel do Carpo - Ergonomia
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Síndrome do Túnel do Carpo - ErgonomiaFisioterapia na Saúde do Trabalhador - Síndrome do Túnel do Carpo - Ergonomia
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Síndrome do Túnel do Carpo - Ergonomia
 
Ler e Dort
Ler e DortLer e Dort
Ler e Dort
 
67665124-Tendinite-Da-Pata-de-Ganso.pdf
67665124-Tendinite-Da-Pata-de-Ganso.pdf67665124-Tendinite-Da-Pata-de-Ganso.pdf
67665124-Tendinite-Da-Pata-de-Ganso.pdf
 
AULA 12 - TENDINITE PATELAR.pdf
AULA 12 - TENDINITE PATELAR.pdfAULA 12 - TENDINITE PATELAR.pdf
AULA 12 - TENDINITE PATELAR.pdf
 
Slide share
Slide shareSlide share
Slide share
 
Exame do ombro
Exame do ombroExame do ombro
Exame do ombro
 
Hernia de Disco Intervertebral
Hernia de Disco IntervertebralHernia de Disco Intervertebral
Hernia de Disco Intervertebral
 
Hotmail
HotmailHotmail
Hotmail
 
Primeiros Socorros
Primeiros SocorrosPrimeiros Socorros
Primeiros Socorros
 
reflexologia podal e quirodal para aprendizado nas tecnicas de saude
reflexologia podal e quirodal para aprendizado nas tecnicas de saudereflexologia podal e quirodal para aprendizado nas tecnicas de saude
reflexologia podal e quirodal para aprendizado nas tecnicas de saude
 
4. Semiologia do Cotovelo.pdf
4. Semiologia do Cotovelo.pdf4. Semiologia do Cotovelo.pdf
4. Semiologia do Cotovelo.pdf
 
dor viscerogenica ortopedia.pdf
dor viscerogenica ortopedia.pdfdor viscerogenica ortopedia.pdf
dor viscerogenica ortopedia.pdf
 
Aula 2 fisiologia humana (2)
Aula 2   fisiologia humana (2)Aula 2   fisiologia humana (2)
Aula 2 fisiologia humana (2)
 

Mais de Universidade Norte do Paraná

Sd cópia pdf
Sd   cópia pdfSd   cópia pdf
História da saúde pública no brasill
História da saúde pública no brasillHistória da saúde pública no brasill
História da saúde pública no brasill
Universidade Norte do Paraná
 
Tumores em pediatria (ppt)
Tumores em pediatria (ppt)Tumores em pediatria (ppt)
Tumores em pediatria (ppt)
Universidade Norte do Paraná
 
Edema e fibrose pulmonar
Edema e fibrose pulmonarEdema e fibrose pulmonar
Edema e fibrose pulmonar
Universidade Norte do Paraná
 
Icc Fisioterapia Hospitalar
Icc Fisioterapia HospitalarIcc Fisioterapia Hospitalar
Icc Fisioterapia Hospitalar
Universidade Norte do Paraná
 
Ginástica rítmica 2. parte
Ginástica rítmica 2. parteGinástica rítmica 2. parte
Ginástica rítmica 2. parte
Universidade Norte do Paraná
 
Ginástica rítmica 1. parte
Ginástica rítmica 1. parteGinástica rítmica 1. parte
Ginástica rítmica 1. parte
Universidade Norte do Paraná
 
Cinesioterapia MMII
Cinesioterapia MMIICinesioterapia MMII
Cinesioterapia MMII
Universidade Norte do Paraná
 
Análise Arquitetônicas da Piscina - Hidroterapia
Análise Arquitetônicas da Piscina - Hidroterapia Análise Arquitetônicas da Piscina - Hidroterapia
Análise Arquitetônicas da Piscina - Hidroterapia
Universidade Norte do Paraná
 
Trabalho de Biologia Geral Lisossomos e Endossomos
Trabalho de Biologia Geral Lisossomos e EndossomosTrabalho de Biologia Geral Lisossomos e Endossomos
Trabalho de Biologia Geral Lisossomos e Endossomos
Universidade Norte do Paraná
 
Cinesiologia - Coluna Toracolombar
Cinesiologia - Coluna Toracolombar Cinesiologia - Coluna Toracolombar
Cinesiologia - Coluna Toracolombar
Universidade Norte do Paraná
 
Síndrome de Cri Du Chat
Síndrome de Cri Du ChatSíndrome de Cri Du Chat
Síndrome de Cri Du Chat
Universidade Norte do Paraná
 
Malformação Congênitas
Malformação CongênitasMalformação Congênitas
Malformação Congênitas
Universidade Norte do Paraná
 
Fundamentos de Fisioterapia Doença Mental
Fundamentos de Fisioterapia Doença MentalFundamentos de Fisioterapia Doença Mental
Fundamentos de Fisioterapia Doença Mental
Universidade Norte do Paraná
 
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Ergonomia e Ginástica Laboral
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Ergonomia e Ginástica LaboralFisioterapia na Saúde do Trabalhador - Ergonomia e Ginástica Laboral
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Ergonomia e Ginástica Laboral
Universidade Norte do Paraná
 
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia HospitalarGestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Universidade Norte do Paraná
 
Doação de Órgãos Fígado Ética e Deontologia para Fisioterapia
Doação de Órgãos Fígado   Ética e Deontologia para Fisioterapia Doação de Órgãos Fígado   Ética e Deontologia para Fisioterapia
Doação de Órgãos Fígado Ética e Deontologia para Fisioterapia
Universidade Norte do Paraná
 
Acne Fisioterapia Dermatofuncional
Acne Fisioterapia DermatofuncionalAcne Fisioterapia Dermatofuncional
Acne Fisioterapia Dermatofuncional
Universidade Norte do Paraná
 

Mais de Universidade Norte do Paraná (18)

Sd cópia pdf
Sd   cópia pdfSd   cópia pdf
Sd cópia pdf
 
História da saúde pública no brasill
História da saúde pública no brasillHistória da saúde pública no brasill
História da saúde pública no brasill
 
Tumores em pediatria (ppt)
Tumores em pediatria (ppt)Tumores em pediatria (ppt)
Tumores em pediatria (ppt)
 
Edema e fibrose pulmonar
Edema e fibrose pulmonarEdema e fibrose pulmonar
Edema e fibrose pulmonar
 
Icc Fisioterapia Hospitalar
Icc Fisioterapia HospitalarIcc Fisioterapia Hospitalar
Icc Fisioterapia Hospitalar
 
Ginástica rítmica 2. parte
Ginástica rítmica 2. parteGinástica rítmica 2. parte
Ginástica rítmica 2. parte
 
Ginástica rítmica 1. parte
Ginástica rítmica 1. parteGinástica rítmica 1. parte
Ginástica rítmica 1. parte
 
Cinesioterapia MMII
Cinesioterapia MMIICinesioterapia MMII
Cinesioterapia MMII
 
Análise Arquitetônicas da Piscina - Hidroterapia
Análise Arquitetônicas da Piscina - Hidroterapia Análise Arquitetônicas da Piscina - Hidroterapia
Análise Arquitetônicas da Piscina - Hidroterapia
 
Trabalho de Biologia Geral Lisossomos e Endossomos
Trabalho de Biologia Geral Lisossomos e EndossomosTrabalho de Biologia Geral Lisossomos e Endossomos
Trabalho de Biologia Geral Lisossomos e Endossomos
 
Cinesiologia - Coluna Toracolombar
Cinesiologia - Coluna Toracolombar Cinesiologia - Coluna Toracolombar
Cinesiologia - Coluna Toracolombar
 
Síndrome de Cri Du Chat
Síndrome de Cri Du ChatSíndrome de Cri Du Chat
Síndrome de Cri Du Chat
 
Malformação Congênitas
Malformação CongênitasMalformação Congênitas
Malformação Congênitas
 
Fundamentos de Fisioterapia Doença Mental
Fundamentos de Fisioterapia Doença MentalFundamentos de Fisioterapia Doença Mental
Fundamentos de Fisioterapia Doença Mental
 
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Ergonomia e Ginástica Laboral
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Ergonomia e Ginástica LaboralFisioterapia na Saúde do Trabalhador - Ergonomia e Ginástica Laboral
Fisioterapia na Saúde do Trabalhador - Ergonomia e Ginástica Laboral
 
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia HospitalarGestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
 
Doação de Órgãos Fígado Ética e Deontologia para Fisioterapia
Doação de Órgãos Fígado   Ética e Deontologia para Fisioterapia Doação de Órgãos Fígado   Ética e Deontologia para Fisioterapia
Doação de Órgãos Fígado Ética e Deontologia para Fisioterapia
 
Acne Fisioterapia Dermatofuncional
Acne Fisioterapia DermatofuncionalAcne Fisioterapia Dermatofuncional
Acne Fisioterapia Dermatofuncional
 

Último

slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 

Mobilização Articular da Coluna Torácica - RTM

  • 1.
  • 2. Universidade Norte do Paraná Alessandra Frassato Bárbara Beatriz de Moraes Dos Santos Dirce Benito Borburema Mayara Rodrigues Monteiro Talita Caroline de Andrade Tiago Trindade Ribeiro Professora: Ms. Larissa Laskovski Curso: Fisioterapia / 4º Semestre
  • 3.
  • 4. •Corresponde à região mais rígida da coluna vertebral, devido a fixação do gradil costal; •Apresenta uma curvatura primária – cifose; •Possui processos espinhosos grandes; •30 cm de comprimento;
  • 5. Diminuem discretamente de tamanho entre T1 e T3. Aumentam progressivamente de tamanho entre T4 – T12.
  • 6. •Articulações costovertebrais •Articulações costotransversas •Articulações apofisárias ou facetárias
  • 7.
  • 8. •A região torácica, assim como a lombar são frequentes de dor e as principais fontes são nos, ossos, músculos paravertebrais, disco intervertebral entre outras.
  • 9. •Origem visceral •Coração, Pulmão e estruturas mediatínicas (Aneurisma de aorta) •Origem musculoesquelética “ambas, podem piorar com a respiração, tosse e postura inadequada”
  • 10. •1° Coluna Torácica •Discogênica •Hipomobilidade •Doença vertebral •2° Porção inferior da coluna cervical •3° Articulações torácicas •4° Muscular
  • 11. •Causa com pouca explicação •Dor local, pode estar irradiada alguns centímetros na região torácica ou pode irradiar através das costas em direção a região costocondral.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15. •A doença de Scheuermann (também chamada de cifose de Scheuermann) é uma condição que inicia na infância. Afeta menos de um por cento da população e ocorre, principalmente, em crianças entre as idades de 10 e 12 anos. As vezes, a doença de Scheuermann não se desenvolve até a idade adulta.
  • 16. •Uma hérnia de disco torácica na ressonância magnética geralmente é acidental, ou seja, mostra- se quando a pessoa faz ressonância magnética para outro problema.
  • 17. •Ausência ou diminuição da cifose torácica.
  • 18. •A dor é sentida na extremidade Superior (T4), e na extremidade inferior (T9). •Sensação de anestesia (agulhas) ou em queimação. •A dor inicia e persiste por períodos variáveis, entre minutos e horas. •A dor frequentemente retorna ao normal. •Frequentemente associada com cefaleias durante o dia. •Normalmente sem outros sintomas. •O local possui grande sensibilidade quando o nível apropriado é examinado (T4, T9 +- um nível) •Facilmente tratável com mobilizações.
  • 19. •Dor na junção costocondral ou condro-esternal, •Consistência macia, sensibilidade aumentada . •Quase sempre secundária a uma vértebra torácica rodada ou costela deslocada
  • 20.
  • 21. •A Mobilização articular, comunique-se aos movimentos acessórios passivos que visam à recuperação da artrocinemática. O seu restabelecimento promove a congruência articular, diminui o atrito mecânico na articulação, melhora a dor, edema, e consequentemente, a função do segmento corporal comprometido. RESENDE, 2006
  • 22. •Técnica passiva usando movimentos fisiológicos ou acessórios aplicados bruscamente com alta velocidade. •A alta velocidade de aplicação de técnicas de manipulação não permite que o paciente tenha controle da execução das mesmas. •A movimentação artrocinemática refere-se aos movimentos das superfícies articulares de rolamento, rotação, giro e deslizamento.
  • 23.
  • 24. •Deslizamento de movimentos profundos eficaz para redução de nódulos e alongamento de músculos tensos, fáscia. •Essa manobra pode ser adotada para o alívio da dor na região torácica, principalmente quando esta associado a espasmos musculares e contraturas nessa região.
  • 25. •1º Coloque as mãos na região torácica, de modo que os polegares repousem um de cada lado da coluna. •2º Aplique a manobra de deslizamento com ambos os polegares simultaneamente ou alternando um e outro. •3º Começando na região torácica, deslize cada polegar em uma linha curva na direção caudal.
  • 26.
  • 27. •O deslizamento com os punhos é adotado quando é necessária uma pressão mais pesada do que a exercida pelos polegares. •Técnica usada quando os músculos estão bem desenvolvidos ou tensos, comum nos músculos da região torácica por seu uso na manutenção da postura ereta e sua suscetibilidade à tensão.
  • 28. •1º Feche as mãos, fechando as palmas e colocando a ponta dos dedos nas eminências tenar e hipotenar. •2º Coloque uma mão em cada lado da coluna, na área torácica. •3º Começando pela extremidade superior das costas, aplique o deslizamento na direção caudal. •4º Ajuste a pressão, inclinando-se para a frente, e mantenha os punhos planos aos tecidos. •5º Tendo completado a manobra, erga as mãos levando-as de volta à área torácica. Repita o procedimento várias vezes.
  • 29.
  • 30. •Aumento da circulação; Redução de dor: •Aumento o fluxo e remove agentes inflamatórios que são fontes de dor. •Reduz o edema (que estimula os receptores da dor). •Bloqueia os impulsos dolorosos que percorrem a coluna. •Estimula a liberação de endorfina (analgésico natural)
  • 31. •Técnica aplicada a tecidos superficiais e profundos. Os tecidos, rolam sobre os tecidos mais profundos, quer estes sejam musculares ou ósseos. •Esta técnica pode ser executada com rolamento da pele entre os dedos e o polegar, através da compressão dos tecidos entre estes e o seu rolamento em movimentos ondulares, ou entre os dedos e as estruturas subjacentes, através da pressão em movimentos ondulares.
  • 32.
  • 33. •Compressão gera pressão, que é transmitida às estruturas subjacentes. •Pode afetar os tecidos tanto profundos quando superficiais.
  • 34.
  • 35.
  • 36. •Alongamento e liberação de aderências; •Redução de edema; •Aumento na circulação; •Redução de dor e fadiga;
  • 37. •Cassar Mario-Paul. Manual de Massagem Terapêutica: Um guia completo de massoterapia para o estudante e para o terapeuta. São Paulo: Manole; 2001. •Denise W. Massagem Terapêutica. São Paulo: Manole; 2001.