SlideShare uma empresa Scribd logo
ADVERTÊNCIA:  Esta é uma visão geral detalhada (para missionários) do plano de salvação. Isto é muito mais do que se deve ensinar aos pequisadores, mas é dada a você, de maneira que você possa começar a ter uma idéia geral de algumas das partes fundamentais do plano.  Tal como se explica no PME na página 50 “Quando ensinar essa doutrina pela primeira vez, não ensine tudo que sabe a esse respeito. Explique de modo bem simples...”. Esta apresentação deve ser entendida pelo esp írito  e de acordo com o seu nivel de entendimento neste momento. À medida que for aumentando o seu conhecimento, irá entender a sua natureza divina e o princípio ensinado em Abraão 3:26 : “E os que guardarem seu  primeiro estado  ( vida pré-terrena ) receberão um acréscimo [...] e os que guardarem seu  segundo estado  ( vida terrena ) terão um acréscimo de glória sobre sua cabeça para todo o sempre.”
[object Object],[object Object],A vida Pré-mortal no Reino Celestial de nossos Pais Celestes. A Pré-existência VÉU  A  GLÓRIA CELESTIAL – A GLORIA DO SOL  Paraíso e pris ão  espiritual Ressurreição Morte TERRA A  GLÓRIA  DA  LUA OU REINO TERRESTRIAL A GLÓRIA DAS ESTRELAS  OU  REINO  TELESTIAL 1/3 dos filhos espirituais  foram expulsos da  presença de Deus O PLANO DE PROGRESSO ETERNO
O PLANO DE PROGRESSO ETERNO Que sabemos sobre este lugar? 1 .  Somos filhos, nascidos espiritualmente, de um Pai e de uma Mãe Celestes. 2.  Vivíamos no Seu lar celeste, o reino Celestial, desde que nascemos espiritualmente até a altura de virmos a esta terra. 3. No princípio não existia o mal no Seu Reino Celestial. 4.  Lúcifer, o  Filho da Manhã, originalmente um espírito bom, tomou decisões  que com o tempo se tornaram funestas para ele e para 1/3 dos filhos espirituais de nossos Pais Celestiais.  Vamos aprofundar um pouco mais sobre como era a Vida Pré-Mortal. A vida Pré-mortal no Reino Celestial de nossos Pais Celestes. A Pré-existência
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
UMA DECLARAÇÃO A RESPEITO DAS SUAS MISSÕES: “ ESTA MISSÃO É  A VIDA REAL .  Essa é  a Vida para a qual nos preparamos . I sto é o que faremos pelo resto das nossas vidas—ensinar e viver o Evangelho .”  Elder Jeffrey Holland. D&C 138 55. Observei que também estavam entre os grandes e nobres que foram escolhidos no princípio para serem governantes na igreja de Deus.  56. Mesmo antes de nascerem, eles, com muitos outros, receberam suas primeiras lições no mundo dos espíritos  e foram preparados para nascer no devido tempo do Senhor, a fim de trabalharem em sua vinha para a salvação da alma dos homens. 57. Vi que os  élderes fieis desta dispensação , quando deixam a vida mortal,  continuam seus labores na pregação do evangelho do arrependimento e da redenção,  por meio do sacrificio do Filho Unigênito de Deus, entre aqueles que que estão nas trevas e sob a servidão do pecado no grande mundo dos espíritos dos mortos .  Agora regressemos a  PRÉ-EXISTÊNCIA….
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Viemos a esta TERRA passando por um VÉU o qual requer que escutemos aos profetas e exerçamos fé para saber QUEM SOMOS e QUEM FOMOS na Pré-existência : Pres. Joseph Fielding Smith:  “O nosso Pai Eterno não estava fazendo experiências quando este mundo principiou a existir. [Não surgiu por casualidade]. Esta não é a primeira de suas criações. Milhões e milhões de mundos tais como o nosso entraram em existência antes do nascimento de nossa Terra. Cada passo foi dado de acordo com o plano divino, que foi um plano eterno, o qual tem sido seguido na construção de outros mundos incontáveis [para o homem]. O plano de salvação já tinha sido dado a outros mundos. Aqui estamos participando de cenas familiares; novas para os homens mortais, mas bem conhecidas do Pai e também do Filho.”  (O caminho a perfeição. pp 35-36) O Pres. Kopischke da Área Europa Oeste disse:  “Temos que chegar a ser como fomos antes.”  (falando da pré-existência)
Presidente Harold B. Lee disse:  “ Os que descendem da linhagem de Jacó, o qual foi chamado mais tarde foi chamado para ser Israel, a sua posteridade conhecida como os filhos de israel, nasceram de uma das, mais ilustres  linhagens,  de qualquer daqueles que veio sobre a terra como seres mortais.” Todas as recompensas foram prometidas e pre-ordenadas antes de o mundo existir. Assim estas bençãos devem ter sido determinados pelo tipo de vidas que tivemos na vida pré-mortal. É razoavel acreditar que nos recebemos aquí na terra está relacionado com os meritos recebidos de nosso forma de  de viver antes de vir-mos a esta terra.  CR 1973 Oct. 7-8 Agora o segundo estado.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],QUAL É O PROPÓSITO  DA VIDA TERRENA? Neal A. Maxwell: “ Não saberia Deus desde o principio o que nos poderiamos ultrapassar?  Sim, sabia-o perfeitamente. Mas nós precisamos saber, por nós mesmos, a nossa capacidade. Assim, grande parte de nossa vida consiste em chegar ao conhecimento de que Deus já nos conhece.”
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
TODOS MORREREMOS.  Os nossos corpos serão separados de nossos espíritos por um tempo.
OS ESPÍRITOS VÃO PARA: OU O PARAÍSO, que é um lugar da paz e descanso. PME 53  Fazemos parte de um grande exército de MISSIONÁRIOS que pregarão àqueles que estão na prisão. ,[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Sempre seremos Elderes e Professores – Esta é a VIDA REAL
Ressurreição ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A Glória Celestial - A Glória do Sol A Glória Terrestrial ou ou Glória da Lua A Glória das estrelas ou A Glória Telestia l OS REINOS DE GLÓRIA Estas são as principais escolhas a que nós, seres humanos, devemos aspirar. Todos estes lugares são Reinos de Glória. E assim vimos...a glória do Teleste, que ultrapassa todo entendimento
 
A QUESTÃO DA PROGÉNIE [OU DESCENDÊNCIA] TORNA-SE UMA DISTINÇÃO DEFINIDORA DA DEIDADE 1 Na glória celestial há três céus ou graus;     2 E para obter o mais elevado, um homem precisa entrar nesta ordem do sacerdócio [que significa o novo e eterno convênio do casamento];     3 E se não o fizer, não poderá obtê-lo.     4 Poderá entrar em outro, mas esse será o fim de seu reino; ele não  poderá ter descendência.  Sec 131 O Reino Celestial
O REINO CELESTIAL O que define começar ser Deus é ter progénie D y C 132: 19  E também, em verdade vos digo: Se um homem se casar com uma mulher pela minha palavra...e herdareis tronos, reinos, principados e poderes, domínios, todas as alturas e profundidades...e estará em pleno vigor quando estiverem fora do mundo; e passarão pelos anjos e pelos deuses ali colocados, rumo a sua exaltação e glória em todas as coisas, conforme selado sobre sua cabeça; glória essa que será uma plenitude e uma continuação das sementes para todo o sempre.      20  Então serão deuses, pois não terão fim; portanto serão de eternidade em eternidade, porque continuarão; então serão colocados sobre tudo, porque todas as coisas lhes serão sujeitas. Então serão deuses porque terão todo o poder e os anjos lhes serão sujeitos. Dallin H. Oaks: “The power to create mortal life is the  most exalted power  God has given his children.  The use of this creative power was mandated by the first commandment, to “be fruitful, and multiply” Gen 1:28.  Other important commandments forbade its misuse (“Thou shalt not commit adultery” Ex 20:14 and “Abstain from fornication” 1 Thes. 4:3)  The emphasis we place on these expressions of the  law of chastity  is  explained by our understanding of the purpose of our procreative powers  in the accomplishment of God’s Plan.” Seminar for Mission Pres. 2010
Dicionário da Bíblia página 700:  PARA OS ESPÍRITOS NA PRISÃO ESPIRITUAL: “Será entre a morte e a ressurreição, e as pessoas que receberem a glória Telestial viverão lá até a ressurreição final (D&C 76: 84-85, 106) e então nesse momento irão para a Glória Telestial. O inferno (como definido acima), terá um fim, quando todos os espíritos cativos tiverem pago o preço de seus pecados e receberem um grau de glória após a ressurreição.   D eclarações sobre um inferno eterno devem ser interpretadas em seu contexto apropriado à luz de D&C 19:4 - 12, que definem a punição eterna e infinita.   SATANÁS,  1 / 3  DAS HOSTES CELESTES E OS FILHOS DA PERDIÇÃO: “…  são designados a um lugar descrito como um lago de fogo – uma representação de angústia eterna. Este tipo de inferno, que é após a ressurreição e o julgamento, é exclusivamente para o diabo e seus anjos,  e  não é o mesmo que aquele inferno do período entre a morte e a ressurreição. Estes não recebem glória. Eles continuam na escuridão espiritual.
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Estão a ir bem neste SEGUNDO ESTADO, uma vez que têm fé, arrependimento, o Dom do Espírito Santo, e ao serem missionários agora. Você receberá ou já terá recebido as ORDENANÇAS DO TEMPLO que o investem de PODER. Agora devem perseverar até ao fim, servindo como MISSIONÁRIOS no exército do Senhor para ajudar o Salvador  a “Levar a efeito a imortalidade e vida eterna do homem”.
A VIDA É CURTA A ETERNIDADE É PARA SEMPRE IDE EM FRENTE E SIRVAM COMO GRANDES MISSIONÁRIOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Iniquidade
IniquidadeIniquidade
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
Carlos Cirleno Neves
 
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
Pr. Andre Luiz
 
Lição 7 - Adão e o pecado
Lição 7 - Adão e o pecadoLição 7 - Adão e o pecado
Lição 7 - Adão e o pecado
Natalino das Neves Neves
 
Jesus the Christ in PORTUGUESE
Jesus the Christ in PORTUGUESEJesus the Christ in PORTUGUESE
Jesus the Christ in PORTUGUESE
dearl1
 
Lição 2 - A necessidade dos gentios
Lição 2 - A necessidade dos gentiosLição 2 - A necessidade dos gentios
Lição 2 - A necessidade dos gentios
Natalino das Neves Neves
 
Ressurreição
RessurreiçãoRessurreição
Ressurreição
Assinoê Oliveira
 
A arca robert murray m'cheyne
A arca   robert murray m'cheyneA arca   robert murray m'cheyne
A arca robert murray m'cheyne
soarescastrodf
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
Ednilson do Valle
 
8. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - C 1.18-32
8. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS -  C  1.18-328. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS -  C  1.18-32
8. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - C 1.18-32
Igreja Evangélica Tanque de Betesda - I.E.T.B.
 
Biografia de osvaldo polidoro
Biografia de osvaldo polidoroBiografia de osvaldo polidoro
Biografia de osvaldo polidoro
Fernando Fernandes
 
O Governo da Igreja Local - 2019 LBJ 2 TRI Lição 12
O Governo da Igreja Local - 2019 LBJ 2 TRI Lição 12O Governo da Igreja Local - 2019 LBJ 2 TRI Lição 12
O Governo da Igreja Local - 2019 LBJ 2 TRI Lição 12
Natalino das Neves Neves
 
63573803 manual-do-encontro-com-deus
63573803 manual-do-encontro-com-deus63573803 manual-do-encontro-com-deus
63573803 manual-do-encontro-com-deus
Jaasiel Gomes de Oliveira
 
O mistério das dispensações
O mistério das dispensaçõesO mistério das dispensações
O mistério das dispensações
Regiana Batista
 
10 pecados contra o espírito santo
10 pecados contra o espírito santo10 pecados contra o espírito santo
10 pecados contra o espírito santo
Alex Olivindo
 
Arrependimento traz bençãos marcio valadão
Arrependimento traz bençãos   marcio valadãoArrependimento traz bençãos   marcio valadão
Arrependimento traz bençãos marcio valadão
ester0908
 
A chave para se vencer o pecado
A chave para se vencer o pecadoA chave para se vencer o pecado
A chave para se vencer o pecado
Edmir Tavares de Arruda Junior
 
Namoro e casamento
Namoro e casamentoNamoro e casamento
Namoro e casamento
RibamarCantanhede3
 

Mais procurados (18)

Iniquidade
IniquidadeIniquidade
Iniquidade
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
 
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
 
Lição 7 - Adão e o pecado
Lição 7 - Adão e o pecadoLição 7 - Adão e o pecado
Lição 7 - Adão e o pecado
 
Jesus the Christ in PORTUGUESE
Jesus the Christ in PORTUGUESEJesus the Christ in PORTUGUESE
Jesus the Christ in PORTUGUESE
 
Lição 2 - A necessidade dos gentios
Lição 2 - A necessidade dos gentiosLição 2 - A necessidade dos gentios
Lição 2 - A necessidade dos gentios
 
Ressurreição
RessurreiçãoRessurreição
Ressurreição
 
A arca robert murray m'cheyne
A arca   robert murray m'cheyneA arca   robert murray m'cheyne
A arca robert murray m'cheyne
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
 
8. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - C 1.18-32
8. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS -  C  1.18-328. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS -  C  1.18-32
8. EXPOSIÇÃO DE ROMANOS - C 1.18-32
 
Biografia de osvaldo polidoro
Biografia de osvaldo polidoroBiografia de osvaldo polidoro
Biografia de osvaldo polidoro
 
O Governo da Igreja Local - 2019 LBJ 2 TRI Lição 12
O Governo da Igreja Local - 2019 LBJ 2 TRI Lição 12O Governo da Igreja Local - 2019 LBJ 2 TRI Lição 12
O Governo da Igreja Local - 2019 LBJ 2 TRI Lição 12
 
63573803 manual-do-encontro-com-deus
63573803 manual-do-encontro-com-deus63573803 manual-do-encontro-com-deus
63573803 manual-do-encontro-com-deus
 
O mistério das dispensações
O mistério das dispensaçõesO mistério das dispensações
O mistério das dispensações
 
10 pecados contra o espírito santo
10 pecados contra o espírito santo10 pecados contra o espírito santo
10 pecados contra o espírito santo
 
Arrependimento traz bençãos marcio valadão
Arrependimento traz bençãos   marcio valadãoArrependimento traz bençãos   marcio valadão
Arrependimento traz bençãos marcio valadão
 
A chave para se vencer o pecado
A chave para se vencer o pecadoA chave para se vencer o pecado
A chave para se vencer o pecado
 
Namoro e casamento
Namoro e casamentoNamoro e casamento
Namoro e casamento
 

Destaque

Aula 14
Aula 14Aula 14
Aula 14
Paulo Mattos
 
Por que devo ser um mestre familiar ?
Por que devo ser um mestre familiar ?Por que devo ser um mestre familiar ?
Por que devo ser um mestre familiar ?
Rosano Lima
 
FamilySearch Indexing
FamilySearch Indexing FamilySearch Indexing
FamilySearch Indexing
Paula Carina De Araújo
 
Treinamento para presidência do quórum de élderes
Treinamento para presidência do quórum de élderesTreinamento para presidência do quórum de élderes
Treinamento para presidência do quórum de élderes
Marcio Roberto Patelli
 
Plano da salvação
Plano da salvaçãoPlano da salvação
Plano da salvação
Cleber Olympio
 
Treinamento como Organizar o Quórum de Élderes e o Grupo de Sumo Sacerdótes
Treinamento como Organizar o Quórum de Élderes e o Grupo de Sumo SacerdótesTreinamento como Organizar o Quórum de Élderes e o Grupo de Sumo Sacerdótes
Treinamento como Organizar o Quórum de Élderes e o Grupo de Sumo Sacerdótes
Marcio Roberto Patelli
 
O que todo o elder deveria saber
O que todo o elder deveria saber O que todo o elder deveria saber
O que todo o elder deveria saber
rukasud
 
Tornar se um bom pastor
Tornar se um bom pastorTornar se um bom pastor
Tornar se um bom pastor
rukasud
 
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do OleiroCinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
renaapborges
 
Plano perfeito - Renascer Praise
Plano perfeito - Renascer PraisePlano perfeito - Renascer Praise
Plano perfeito - Renascer Praise
PowerPoint Gospel
 
"Descendo à casa do oleiro"
"Descendo à casa do oleiro""Descendo à casa do oleiro"
"Descendo à casa do oleiro"
Ramón Zazatt
 

Destaque (11)

Aula 14
Aula 14Aula 14
Aula 14
 
Por que devo ser um mestre familiar ?
Por que devo ser um mestre familiar ?Por que devo ser um mestre familiar ?
Por que devo ser um mestre familiar ?
 
FamilySearch Indexing
FamilySearch Indexing FamilySearch Indexing
FamilySearch Indexing
 
Treinamento para presidência do quórum de élderes
Treinamento para presidência do quórum de élderesTreinamento para presidência do quórum de élderes
Treinamento para presidência do quórum de élderes
 
Plano da salvação
Plano da salvaçãoPlano da salvação
Plano da salvação
 
Treinamento como Organizar o Quórum de Élderes e o Grupo de Sumo Sacerdótes
Treinamento como Organizar o Quórum de Élderes e o Grupo de Sumo SacerdótesTreinamento como Organizar o Quórum de Élderes e o Grupo de Sumo Sacerdótes
Treinamento como Organizar o Quórum de Élderes e o Grupo de Sumo Sacerdótes
 
O que todo o elder deveria saber
O que todo o elder deveria saber O que todo o elder deveria saber
O que todo o elder deveria saber
 
Tornar se um bom pastor
Tornar se um bom pastorTornar se um bom pastor
Tornar se um bom pastor
 
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do OleiroCinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
Cinco LiçõEs Que Aprendemos Na Casa Do Oleiro
 
Plano perfeito - Renascer Praise
Plano perfeito - Renascer PraisePlano perfeito - Renascer Praise
Plano perfeito - Renascer Praise
 
"Descendo à casa do oleiro"
"Descendo à casa do oleiro""Descendo à casa do oleiro"
"Descendo à casa do oleiro"
 

Semelhante a Missionary Plan of Salvation PORTUGUESE

Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnadosCurso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
drjoseferreiramd
 
INSTRUMENTOS DO PECADO OU VASOS DE HONRA
INSTRUMENTOS DO PECADO OU VASOS DE HONRAINSTRUMENTOS DO PECADO OU VASOS DE HONRA
INSTRUMENTOS DO PECADO OU VASOS DE HONRA
perymarques
 
Instrumentos do pecado ou vasos de honra
Instrumentos do pecado ou vasos de honraInstrumentos do pecado ou vasos de honra
Instrumentos do pecado ou vasos de honra
Pr. Pery Marques Marques
 
Aula 7 8.2
Aula 7 8.2Aula 7 8.2
Aula 7 8.2
Paulo Mattos
 
Lição 1 - As bem-aventuranças
Lição 1 - As bem-aventurançasLição 1 - As bem-aventuranças
Lição 1 - As bem-aventuranças
Erberson Pinheiro
 
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente
OrdineGesu
 
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novoNinguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
CEENA_SS
 
Palestra - Reencarnação, na Bíblia e na Ciência
Palestra - Reencarnação, na Bíblia e na CiênciaPalestra - Reencarnação, na Bíblia e na Ciência
Palestra - Reencarnação, na Bíblia e na Ciência
Alisson Campelo
 
Profecia
ProfeciaProfecia
Exaltai O (EX) - MM
Exaltai O (EX) - MMExaltai O (EX) - MM
Exaltai O (EX) - MM
Gérson Fagundes da Cunha
 
Aula bem aventurados os pobres de espirito
Aula   bem aventurados os pobres de espiritoAula   bem aventurados os pobres de espirito
Aula bem aventurados os pobres de espirito
Ceile Bernardo
 
023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução
023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução
023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução
OrdineGesu
 
Evangelismo parte 1
Evangelismo parte 1Evangelismo parte 1
Evangelismo parte 1
Joel Silva
 
Evangelismo parte 1 evangelismo
Evangelismo parte 1 evangelismoEvangelismo parte 1 evangelismo
Evangelismo parte 1 evangelismo
Joel Silva
 
Cristo, o Salvador do Mundo - Thomas Boston
Cristo, o Salvador do Mundo -  Thomas BostonCristo, o Salvador do Mundo -  Thomas Boston
Cristo, o Salvador do Mundo - Thomas Boston
Silvio Dutra
 
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monteApresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
João Eduardo
 
Apostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismoApostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismo
Marcos Luiz DA Silva
 
001c - Quiem somos
001c - Quiem somos001c - Quiem somos
001c - Quiem somos
OrdineGesu
 
Verbetes no livro de mormon sobre genealogia
Verbetes no livro de mormon sobre genealogiaVerbetes no livro de mormon sobre genealogia
Verbetes no livro de mormon sobre genealogia
Solange Dal'Evedove
 
Palestra ese 03 muitas moradas 20160223 v3
Palestra ese 03   muitas moradas  20160223 v3Palestra ese 03   muitas moradas  20160223 v3
Palestra ese 03 muitas moradas 20160223 v3
Tiburcio Santos
 

Semelhante a Missionary Plan of Salvation PORTUGUESE (20)

Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnadosCurso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
 
INSTRUMENTOS DO PECADO OU VASOS DE HONRA
INSTRUMENTOS DO PECADO OU VASOS DE HONRAINSTRUMENTOS DO PECADO OU VASOS DE HONRA
INSTRUMENTOS DO PECADO OU VASOS DE HONRA
 
Instrumentos do pecado ou vasos de honra
Instrumentos do pecado ou vasos de honraInstrumentos do pecado ou vasos de honra
Instrumentos do pecado ou vasos de honra
 
Aula 7 8.2
Aula 7 8.2Aula 7 8.2
Aula 7 8.2
 
Lição 1 - As bem-aventuranças
Lição 1 - As bem-aventurançasLição 1 - As bem-aventuranças
Lição 1 - As bem-aventuranças
 
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente
 
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novoNinguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
Ninguém pode ver o Reino dos Céus se não nascer de novo
 
Palestra - Reencarnação, na Bíblia e na Ciência
Palestra - Reencarnação, na Bíblia e na CiênciaPalestra - Reencarnação, na Bíblia e na Ciência
Palestra - Reencarnação, na Bíblia e na Ciência
 
Profecia
ProfeciaProfecia
Profecia
 
Exaltai O (EX) - MM
Exaltai O (EX) - MMExaltai O (EX) - MM
Exaltai O (EX) - MM
 
Aula bem aventurados os pobres de espirito
Aula   bem aventurados os pobres de espiritoAula   bem aventurados os pobres de espirito
Aula bem aventurados os pobres de espirito
 
023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução
023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução
023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução
 
Evangelismo parte 1
Evangelismo parte 1Evangelismo parte 1
Evangelismo parte 1
 
Evangelismo parte 1 evangelismo
Evangelismo parte 1 evangelismoEvangelismo parte 1 evangelismo
Evangelismo parte 1 evangelismo
 
Cristo, o Salvador do Mundo - Thomas Boston
Cristo, o Salvador do Mundo -  Thomas BostonCristo, o Salvador do Mundo -  Thomas Boston
Cristo, o Salvador do Mundo - Thomas Boston
 
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monteApresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
 
Apostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismoApostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismo
 
001c - Quiem somos
001c - Quiem somos001c - Quiem somos
001c - Quiem somos
 
Verbetes no livro de mormon sobre genealogia
Verbetes no livro de mormon sobre genealogiaVerbetes no livro de mormon sobre genealogia
Verbetes no livro de mormon sobre genealogia
 
Palestra ese 03 muitas moradas 20160223 v3
Palestra ese 03   muitas moradas  20160223 v3Palestra ese 03   muitas moradas  20160223 v3
Palestra ese 03 muitas moradas 20160223 v3
 

Mais de dearl1

Purpose of Missionary Work SPANISH
Purpose of Missionary Work SPANISHPurpose of Missionary Work SPANISH
Purpose of Missionary Work SPANISH
dearl1
 
Purpose of Missionary Work PORTUGUESE
Purpose of Missionary Work PORTUGUESEPurpose of Missionary Work PORTUGUESE
Purpose of Missionary Work PORTUGUESEdearl1
 
Purpose of Missionary Work FRENCH
Purpose of Missionary Work FRENCHPurpose of Missionary Work FRENCH
Purpose of Missionary Work FRENCHdearl1
 
Purpose of Missionary Work PORTUGUESE
Purpose of Missionary Work PORTUGUESEPurpose of Missionary Work PORTUGUESE
Purpose of Missionary Work PORTUGUESE
dearl1
 
Purpose of Missionary Work ITALIAN
Purpose of Missionary Work ITALIANPurpose of Missionary Work ITALIAN
Purpose of Missionary Work ITALIANdearl1
 
Purpose of Missionary Work RUSSIAN
Purpose of Missionary Work RUSSIANPurpose of Missionary Work RUSSIAN
Purpose of Missionary Work RUSSIANdearl1
 
Purpose of Missionary Work ENGLISH
Purpose of Missionary Work ENGLISHPurpose of Missionary Work ENGLISH
Purpose of Missionary Work ENGLISH
dearl1
 
Joseph & All Things Semitic RUSSIAN
Joseph & All Things Semitic RUSSIANJoseph & All Things Semitic RUSSIAN
Joseph & All Things Semitic RUSSIANdearl1
 
Joseph & All Things Semitic ITALIAN
Joseph & All Things Semitic ITALIANJoseph & All Things Semitic ITALIAN
Joseph & All Things Semitic ITALIANdearl1
 
Joseph & All Things Semitic FRENCH
Joseph & All Things Semitic FRENCHJoseph & All Things Semitic FRENCH
Joseph & All Things Semitic FRENCHdearl1
 
Joseph & All Things Semitic PORTUGUESE
Joseph & All Things Semitic PORTUGUESEJoseph & All Things Semitic PORTUGUESE
Joseph & All Things Semitic PORTUGUESE
dearl1
 
Joseph & All Things Semitic SPANISH
Joseph & All Things Semitic SPANISHJoseph & All Things Semitic SPANISH
Joseph & All Things Semitic SPANISH
dearl1
 
Joseph & All Things Semitic ENGLISH
Joseph & All Things Semitic ENGLISHJoseph & All Things Semitic ENGLISH
Joseph & All Things Semitic ENGLISH
dearl1
 
Joseph & all things semitic port
Joseph & all things semitic portJoseph & all things semitic port
Joseph & all things semitic port
dearl1
 
Joseph & all things semitic italian
Joseph & all things semitic italianJoseph & all things semitic italian
Joseph & all things semitic italiandearl1
 
Missionary plan of salvation spanish
Missionary plan of salvation spanishMissionary plan of salvation spanish
Missionary plan of salvation spanish
dearl1
 
Missionary Plan of Salvation RUSSIAN
Missionary Plan of Salvation RUSSIANMissionary Plan of Salvation RUSSIAN
Missionary Plan of Salvation RUSSIANdearl1
 
Missionary Plan of Salvation ITALIAN
Missionary Plan of Salvation ITALIANMissionary Plan of Salvation ITALIAN
Missionary Plan of Salvation ITALIANdearl1
 
Missionary Plan of Salvation FRENCH
Missionary Plan of Salvation FRENCHMissionary Plan of Salvation FRENCH
Missionary Plan of Salvation FRENCHdearl1
 
Missionary Plan of Salvation SPANISH
Missionary Plan of Salvation SPANISHMissionary Plan of Salvation SPANISH
Missionary Plan of Salvation SPANISH
dearl1
 

Mais de dearl1 (20)

Purpose of Missionary Work SPANISH
Purpose of Missionary Work SPANISHPurpose of Missionary Work SPANISH
Purpose of Missionary Work SPANISH
 
Purpose of Missionary Work PORTUGUESE
Purpose of Missionary Work PORTUGUESEPurpose of Missionary Work PORTUGUESE
Purpose of Missionary Work PORTUGUESE
 
Purpose of Missionary Work FRENCH
Purpose of Missionary Work FRENCHPurpose of Missionary Work FRENCH
Purpose of Missionary Work FRENCH
 
Purpose of Missionary Work PORTUGUESE
Purpose of Missionary Work PORTUGUESEPurpose of Missionary Work PORTUGUESE
Purpose of Missionary Work PORTUGUESE
 
Purpose of Missionary Work ITALIAN
Purpose of Missionary Work ITALIANPurpose of Missionary Work ITALIAN
Purpose of Missionary Work ITALIAN
 
Purpose of Missionary Work RUSSIAN
Purpose of Missionary Work RUSSIANPurpose of Missionary Work RUSSIAN
Purpose of Missionary Work RUSSIAN
 
Purpose of Missionary Work ENGLISH
Purpose of Missionary Work ENGLISHPurpose of Missionary Work ENGLISH
Purpose of Missionary Work ENGLISH
 
Joseph & All Things Semitic RUSSIAN
Joseph & All Things Semitic RUSSIANJoseph & All Things Semitic RUSSIAN
Joseph & All Things Semitic RUSSIAN
 
Joseph & All Things Semitic ITALIAN
Joseph & All Things Semitic ITALIANJoseph & All Things Semitic ITALIAN
Joseph & All Things Semitic ITALIAN
 
Joseph & All Things Semitic FRENCH
Joseph & All Things Semitic FRENCHJoseph & All Things Semitic FRENCH
Joseph & All Things Semitic FRENCH
 
Joseph & All Things Semitic PORTUGUESE
Joseph & All Things Semitic PORTUGUESEJoseph & All Things Semitic PORTUGUESE
Joseph & All Things Semitic PORTUGUESE
 
Joseph & All Things Semitic SPANISH
Joseph & All Things Semitic SPANISHJoseph & All Things Semitic SPANISH
Joseph & All Things Semitic SPANISH
 
Joseph & All Things Semitic ENGLISH
Joseph & All Things Semitic ENGLISHJoseph & All Things Semitic ENGLISH
Joseph & All Things Semitic ENGLISH
 
Joseph & all things semitic port
Joseph & all things semitic portJoseph & all things semitic port
Joseph & all things semitic port
 
Joseph & all things semitic italian
Joseph & all things semitic italianJoseph & all things semitic italian
Joseph & all things semitic italian
 
Missionary plan of salvation spanish
Missionary plan of salvation spanishMissionary plan of salvation spanish
Missionary plan of salvation spanish
 
Missionary Plan of Salvation RUSSIAN
Missionary Plan of Salvation RUSSIANMissionary Plan of Salvation RUSSIAN
Missionary Plan of Salvation RUSSIAN
 
Missionary Plan of Salvation ITALIAN
Missionary Plan of Salvation ITALIANMissionary Plan of Salvation ITALIAN
Missionary Plan of Salvation ITALIAN
 
Missionary Plan of Salvation FRENCH
Missionary Plan of Salvation FRENCHMissionary Plan of Salvation FRENCH
Missionary Plan of Salvation FRENCH
 
Missionary Plan of Salvation SPANISH
Missionary Plan of Salvation SPANISHMissionary Plan of Salvation SPANISH
Missionary Plan of Salvation SPANISH
 

Missionary Plan of Salvation PORTUGUESE

  • 1. ADVERTÊNCIA: Esta é uma visão geral detalhada (para missionários) do plano de salvação. Isto é muito mais do que se deve ensinar aos pequisadores, mas é dada a você, de maneira que você possa começar a ter uma idéia geral de algumas das partes fundamentais do plano. Tal como se explica no PME na página 50 “Quando ensinar essa doutrina pela primeira vez, não ensine tudo que sabe a esse respeito. Explique de modo bem simples...”. Esta apresentação deve ser entendida pelo esp írito e de acordo com o seu nivel de entendimento neste momento. À medida que for aumentando o seu conhecimento, irá entender a sua natureza divina e o princípio ensinado em Abraão 3:26 : “E os que guardarem seu primeiro estado ( vida pré-terrena ) receberão um acréscimo [...] e os que guardarem seu segundo estado ( vida terrena ) terão um acréscimo de glória sobre sua cabeça para todo o sempre.”
  • 2.
  • 3. O PLANO DE PROGRESSO ETERNO Que sabemos sobre este lugar? 1 . Somos filhos, nascidos espiritualmente, de um Pai e de uma Mãe Celestes. 2. Vivíamos no Seu lar celeste, o reino Celestial, desde que nascemos espiritualmente até a altura de virmos a esta terra. 3. No princípio não existia o mal no Seu Reino Celestial. 4. Lúcifer, o Filho da Manhã, originalmente um espírito bom, tomou decisões que com o tempo se tornaram funestas para ele e para 1/3 dos filhos espirituais de nossos Pais Celestiais. Vamos aprofundar um pouco mais sobre como era a Vida Pré-Mortal. A vida Pré-mortal no Reino Celestial de nossos Pais Celestes. A Pré-existência
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. UMA DECLARAÇÃO A RESPEITO DAS SUAS MISSÕES: “ ESTA MISSÃO É A VIDA REAL . Essa é a Vida para a qual nos preparamos . I sto é o que faremos pelo resto das nossas vidas—ensinar e viver o Evangelho .” Elder Jeffrey Holland. D&C 138 55. Observei que também estavam entre os grandes e nobres que foram escolhidos no princípio para serem governantes na igreja de Deus. 56. Mesmo antes de nascerem, eles, com muitos outros, receberam suas primeiras lições no mundo dos espíritos e foram preparados para nascer no devido tempo do Senhor, a fim de trabalharem em sua vinha para a salvação da alma dos homens. 57. Vi que os élderes fieis desta dispensação , quando deixam a vida mortal, continuam seus labores na pregação do evangelho do arrependimento e da redenção, por meio do sacrificio do Filho Unigênito de Deus, entre aqueles que que estão nas trevas e sob a servidão do pecado no grande mundo dos espíritos dos mortos . Agora regressemos a PRÉ-EXISTÊNCIA….
  • 18.
  • 19.
  • 20. Viemos a esta TERRA passando por um VÉU o qual requer que escutemos aos profetas e exerçamos fé para saber QUEM SOMOS e QUEM FOMOS na Pré-existência : Pres. Joseph Fielding Smith: “O nosso Pai Eterno não estava fazendo experiências quando este mundo principiou a existir. [Não surgiu por casualidade]. Esta não é a primeira de suas criações. Milhões e milhões de mundos tais como o nosso entraram em existência antes do nascimento de nossa Terra. Cada passo foi dado de acordo com o plano divino, que foi um plano eterno, o qual tem sido seguido na construção de outros mundos incontáveis [para o homem]. O plano de salvação já tinha sido dado a outros mundos. Aqui estamos participando de cenas familiares; novas para os homens mortais, mas bem conhecidas do Pai e também do Filho.” (O caminho a perfeição. pp 35-36) O Pres. Kopischke da Área Europa Oeste disse: “Temos que chegar a ser como fomos antes.” (falando da pré-existência)
  • 21. Presidente Harold B. Lee disse: “ Os que descendem da linhagem de Jacó, o qual foi chamado mais tarde foi chamado para ser Israel, a sua posteridade conhecida como os filhos de israel, nasceram de uma das, mais ilustres linhagens, de qualquer daqueles que veio sobre a terra como seres mortais.” Todas as recompensas foram prometidas e pre-ordenadas antes de o mundo existir. Assim estas bençãos devem ter sido determinados pelo tipo de vidas que tivemos na vida pré-mortal. É razoavel acreditar que nos recebemos aquí na terra está relacionado com os meritos recebidos de nosso forma de de viver antes de vir-mos a esta terra. CR 1973 Oct. 7-8 Agora o segundo estado.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25. TODOS MORREREMOS. Os nossos corpos serão separados de nossos espíritos por um tempo.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29. A Glória Celestial - A Glória do Sol A Glória Terrestrial ou ou Glória da Lua A Glória das estrelas ou A Glória Telestia l OS REINOS DE GLÓRIA Estas são as principais escolhas a que nós, seres humanos, devemos aspirar. Todos estes lugares são Reinos de Glória. E assim vimos...a glória do Teleste, que ultrapassa todo entendimento
  • 30.  
  • 31. A QUESTÃO DA PROGÉNIE [OU DESCENDÊNCIA] TORNA-SE UMA DISTINÇÃO DEFINIDORA DA DEIDADE 1 Na glória celestial há três céus ou graus;    2 E para obter o mais elevado, um homem precisa entrar nesta ordem do sacerdócio [que significa o novo e eterno convênio do casamento];    3 E se não o fizer, não poderá obtê-lo.    4 Poderá entrar em outro, mas esse será o fim de seu reino; ele não poderá ter descendência. Sec 131 O Reino Celestial
  • 32. O REINO CELESTIAL O que define começar ser Deus é ter progénie D y C 132: 19 E também, em verdade vos digo: Se um homem se casar com uma mulher pela minha palavra...e herdareis tronos, reinos, principados e poderes, domínios, todas as alturas e profundidades...e estará em pleno vigor quando estiverem fora do mundo; e passarão pelos anjos e pelos deuses ali colocados, rumo a sua exaltação e glória em todas as coisas, conforme selado sobre sua cabeça; glória essa que será uma plenitude e uma continuação das sementes para todo o sempre.     20 Então serão deuses, pois não terão fim; portanto serão de eternidade em eternidade, porque continuarão; então serão colocados sobre tudo, porque todas as coisas lhes serão sujeitas. Então serão deuses porque terão todo o poder e os anjos lhes serão sujeitos. Dallin H. Oaks: “The power to create mortal life is the most exalted power God has given his children. The use of this creative power was mandated by the first commandment, to “be fruitful, and multiply” Gen 1:28. Other important commandments forbade its misuse (“Thou shalt not commit adultery” Ex 20:14 and “Abstain from fornication” 1 Thes. 4:3) The emphasis we place on these expressions of the law of chastity is explained by our understanding of the purpose of our procreative powers in the accomplishment of God’s Plan.” Seminar for Mission Pres. 2010
  • 33. Dicionário da Bíblia página 700: PARA OS ESPÍRITOS NA PRISÃO ESPIRITUAL: “Será entre a morte e a ressurreição, e as pessoas que receberem a glória Telestial viverão lá até a ressurreição final (D&C 76: 84-85, 106) e então nesse momento irão para a Glória Telestial. O inferno (como definido acima), terá um fim, quando todos os espíritos cativos tiverem pago o preço de seus pecados e receberem um grau de glória após a ressurreição. D eclarações sobre um inferno eterno devem ser interpretadas em seu contexto apropriado à luz de D&C 19:4 - 12, que definem a punição eterna e infinita. SATANÁS, 1 / 3 DAS HOSTES CELESTES E OS FILHOS DA PERDIÇÃO: “… são designados a um lugar descrito como um lago de fogo – uma representação de angústia eterna. Este tipo de inferno, que é após a ressurreição e o julgamento, é exclusivamente para o diabo e seus anjos, e não é o mesmo que aquele inferno do período entre a morte e a ressurreição. Estes não recebem glória. Eles continuam na escuridão espiritual.
  • 34.  
  • 35.
  • 36. Estão a ir bem neste SEGUNDO ESTADO, uma vez que têm fé, arrependimento, o Dom do Espírito Santo, e ao serem missionários agora. Você receberá ou já terá recebido as ORDENANÇAS DO TEMPLO que o investem de PODER. Agora devem perseverar até ao fim, servindo como MISSIONÁRIOS no exército do Senhor para ajudar o Salvador a “Levar a efeito a imortalidade e vida eterna do homem”.
  • 37. A VIDA É CURTA A ETERNIDADE É PARA SEMPRE IDE EM FRENTE E SIRVAM COMO GRANDES MISSIONÁRIOS