SlideShare uma empresa Scribd logo
Missa 24 03
5º SEMANA DA QUARESMA
           17 de fevereiro de 2012
“Se o grão de trigo não cai na terra e não morre,
         ele continua só grão de trigo.”
Queridos irmãos sejam todos bem-vindos. É com
grande alegria que nos reunimos para celebrar a
nossa fé no Cristo ressuscitado e nossa vida de
comunidade, trazendo presente os fatos e os
acontecimentos da semana. Estamos nos
aproximando da Páscoa e Jesus nos mostra que o ser
humano atinge o ponto mais alto da realização da sua
vida quando se doa por amor a seus irmãos. Com esse
espírito, recebamos a equipe de celebração todos em
pé cantando.
Fico feliz em vir em Tua casa,
      erguer minha voz e cantar.
     Fico feliz em vir em Tua casa,
  erguer minhas mãos e adorar. (bis)

     Bendito é o nome do Senhor.
     Bendito é o nome do Senhor.
Bendito é o nome do Senhor pra sempre.
                 (bis)
Missa 24 03
Missa 24 03
ATO PENITENCIAL
Presid.: Senhor, que nos mandastes perdoar-
nos mutuamente antes de nos aproximar do
Vosso altar, tende piedade de nós.
T.: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS.
Presid.: Cristo, que na cruz destes o perdão
aos pecadores, tende piedade de nós.
T.: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS.
Presid.: Senhor, que confiastes à Vossa Igreja
o ministério da reconciliação, tende piedade
de nós.
T.: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS.
SENHOR, QUE VIESTE SALVAR

1- SENHOR QUE VIESTE SALVAR OS
CORAÇÕES ARRENPENDIDOS

Ref: PIEDADE, PIEDADE, PIEDADE DE
NÓS.
2- Ó CRISTO QUE VIESTE CHAMAR OS
PECADORES HUMILHADOS

3- SENHOR QUE INTERCEDEIS POR NÓS
JUNTO A DEUS PAI QUE NOS PERDOA
OREMOS
Presid.: Senhor nosso Deus dai-nos por
vossa graça caminhar com alegria na mesma
caridade que levou o vosso Filho a entregar-se
à morte no seu amor pelo mundo. Por N. S.
J. C...
TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
Podemos sentar. Começa agora liturgia da
palavra.
LEITURA DO LIVRO DO PROFETA
JEREMIAS
Eis que virão dias, diz o Senhor, em que
concluirei com a casa de Israel e a casa de
Judá uma nova aliança; não como a aliança
que fiz com seus pais, quando os tomei pela
mão para retirá-los da terra do Egito, e que
eles a violaram, mas eu fiz valer a força sobre
eles, diz o Senhor. “Esta será a aliança que
concluirei com a casa de Israel, depois desses
dias, - diz o Senhor: - imprimirei minha lei
em suas entranhas, e hei de inscrevê-la em
seu coração; serei seu Deus e eles serão meu
povo. Não será mais necessário ensinar seu
próximo ou seu irmão, dizendo: ‘Conhece o
Senhor!’ Todos me conhecerão do menor ao
maior deles, diz o Senhor, pois perdoarei sua
maldade e não mais lembrarei o seu pecado”.
Palavra do Senhor.
SALMO RESPONSORIAL – Sl 51(50)
Ref.: Criai em mim um coração que seja
puro, dai-me de novo um espírito
decidido.
1. Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia!
Na imensidão de vosso amor, purificai-me
do pecado, e apagai completamente a minha
culpa!
2. Dai-me de novo a alegria de ser salvo e
confirmai-me com espírito generoso!
Ensinarei vosso caminho aos pecadores, e
para vós se voltarão os dispersos.
LEITURA DA CARTA AOS HEBREUS
Cristo, nos dias de sua vida terrestre, dirigiu
preces e súplicas, com forte clamor e
lágrimas, àquele que era capaz de salvá-lo da
morte. E foi atendido por causa da sua
entrega a Deus. Mesmo sendo filho, aprendeu
o que significa a obediência a Deus por aquilo
que ele sofreu. Mas na consumação de sua
vida tornou-se causa de salvação eterna para
todos que lhe obedecem. Palavra do Senhor.
ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

       Fala, Senhor, (fala, Senhor)
        Palavra de fraternidade!
       Fala, Senhor, (fala, Senhor)
         És luz da humanidade!

A tua Palavra É fonte que corre, Penetra e
  não morre, Não seca jamais.
PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE
JESUS CRISTO SEGUNDO JOÃO
Naquele tempo, havia alguns gregos entre os
que tinham subido a Jerusalém, para adorar
durante a festa. Aproximaram-se de Filipe,
que era de Betsaida da Galiléia, e disseram:
“Senhor, gostaríamos de ver Jesus”. Filipe
combinou com André, e os dois foram falar
com Jesus. Jesus respondeu-lhes: “Chegou a
hora em que o Filho do Homem vai ser
glorificado. Em verdade, em verdade vos digo:
se o grão de trigo que cai na terra não morre,
ele continua só grão de trigo; mas se morre,
então produz muito fruto. Quem se apega à
sua vida, perde-a; mas quem faz pouca conta
de sua vida neste mundo, conserva-la-á para a
vida eterna. “Se alguém me quer seguir, siga-
me, e onde eu estou estará também o meu
servo. Se alguém me serve, meu Pai o
honrará. Agora sinto-me angustiado. E que
direi? ‘Pai, livra-me desta hora?’ Mas foi
precisamente para esta hora que eu vim. Pai,
glorifica o teu nome!” Então veio uma voz do
céu: “Eu o glorifiquei e o glorificarei de novo!”
A multidão, que aí estava e ouviu, dizia que
tinha sido um trovão. Outros afirmavam: foi
um anjo que falou com ele”. Jesus respondeu e
disse: “Essa voz que ouvistes não foi por causa
de mim, mas por causa de vós. É agora o
julgamento deste mundo. Agora o chefe deste
mundo vai ser expulso, e eu quando for
elevado da terra, atrairei todos a mim”. Jesus
falava assim para indicar de que morte iria
morrer. PALAVRA DA SALVAÇÃO.
Missa 24 03
•Para que os cristãos saibam testemunhar Jesus no
dia-a-dia, rezemos ao Senhor.
•Para que neste tempo quaresmal haja uma
sincera conversão de todos ao reino de Deus,
rezemos ao Senhor.
•Para que a campanha da fraternidade ajude-nos a
refletir e buscar soluções para os problemas de
saude pública, rezemos ao Senhor.
•Para que nossa comunidade participe com fé e
devoção das comemorações da semana santa,
rezemos ao Senhor.
ORAÇÃO CF 2012
Senhor Deus de amor, Pai de bondade, nós vos
louvamos e agradecemos pelo dom da vida,
pelo amor com que cuidais de toda a criação.
Vosso Filho Jesus Cristo, em sua misericórdia,
assumiu a cruz dos enfermos e de todos os
sofredores, sobre eles derramou a esperança de
vida em plenitude. Enviai-nos, Senhor, o Vosso
Espírito. Guiai a vossa Igreja, para que ela, pela
conversão se faça sempre mais solidária às
dores e enfermidades do povo, e que a saúde se
difunda sobre a terra. Amém.
Podemos sentar.
   Começa agora a liturgia eucarística. .
Façamos nossas ofertas cantando, cantando.
A ti meu deus Elevo meu coração Elevo as minhas
mãos Meu olhar, minha voz A ti meu Deus eu
quero oferecer Meus passos e meu viver Meu
caminhos, meu sofrer

(Refrão) A tua ternura Senhor vem me abraçar
E a tua bondade infinita me perdoar Vou ser o
teu seguidor e te dar o meu coração Eu quero
sentir o calor de tuas mãos

A ti meu Deus Que és bom e que tens amor
Ao pobre, ao sofredor Vos servir, esperar Em ti
Senhor Humildes se alegrarão Cantando a nossa
canção De esperança e de paz
ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS
Presid.:     Deus    todo-poderoso,
concedei aos vossos filhos e filhas
que, formados pelos ensinamentos
da fé cristã, sejam purificados por
este sacrifício. Por Cristo, nosso
Senhor.
TODOS: AMÉM
PREFÁCIO DA QUARESMA III
Presid.: Na verdade, é justo e necessário, é
nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e
em todo lugar, Senhor, Pai Santo, Deus eterno e
todo-poderoso. O universo inteiro, salvo pela
Paixão de Vosso Filho, pode proclamar a vossa
misericórdia. Pelo poder radiante da Cruz,
vemos com clareza o julgamento do mundo e a
vitória de Jesus crucificado. Por Ele, com os
anjos e todos os santos, nós vos louvamos,
cantando (dizendo) a uma só voz: Santo,
Santo, Santo...
Santo, santo é. Santo, santo é
   Deus do Universo, óh, Senhor
             Javé.(2x)

O céu e a terra vos proclamam glorioso.
     Hosana, Hosana nas alturas.
Bendito o que vem em nome do Senhor.
     Hosana, Hosana nas alturas.
        Hosana, Hosana ao Rei.
Presid.: Na verdade, ó Pai, vós sois santo e
fonte de toda santidade. Santificai, pois, estas
oferendas, derramando sobre elas o vosso
Espírito, a fim de que se tornem para nós o
Corpo e X o Sangue de Jesus Cristo, vosso
Filho e Senhor nosso!
Todos: Santificai e reuni o vosso povo!
Atentos olhando para o altar
Presid.: Eis o mistério da fé!

Todos: Anunciamos, Senhor, a vossa
morte e proclamamos a vossa
ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!
Presid.: Celebrando, pois, a memória da
morte e ressurreição do vosso Filho, nós vos
oferecemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice da
salvação; e vos agradecemos porque nos
tornastes dignos de estar aqui na vossa
presença e vos servir.
Todos: Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
Presid.: E nós vos suplicamos que,
participando do Corpo e Sangue de Cristo,
sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só
corpo.
Todos: Fazei de nós um só corpo e um só
espírito!
Presid.: Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja
que se faz presente pelo mundo inteiro: que
ela cresça na caridade, com o papa Bento,
com o nosso Bispo Celso Antonio e todos os
ministros do vosso povo!
Todos: Lembrai-vos, ó Pai, da vossa
Igreja!
Presid.: Lembrai-vos também dos (outros)
nossos irmãos e irmãs que morreram na
esperança da ressurreição e de todos os que
partiram desta vida: acolhei-os junto a vós na
luz da vossa face!
Todos: Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos
filhos!
Presid.: Enfim, nós vos pedimos, tende piedade de
todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a
Virgem Maria, mãe de Deus, com os santos
Apóstolos e todos os que neste mundo vos
serviram, a fim de vos louvarmos e glorificarmos,
por Jesus Cristo, vosso Filho.
Todos: Concedei-nos o convívio dos eleitos!
Presid.: Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós,
Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito
Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para
sempre!
Todos: Amém!
RITO DA
COMUNHÃO
Pai Nosso...
Presid.: Livrai-nos de todos os males, ó
Pai, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados
pela vossa misericórdia, sejamos sempre
livres do pecado e protegidos de todos os
perigos, enquanto, vivendo a esperança,
aguardamos a vinda do Cristo Salvador.

Todos: Vosso é o reino, o poder e a
glória para sempre.
Presid.: Senhor Jesus Cristo, dissestes aos
vossos Apóstolos: “Eu vos deixo a paz, eu
vos ou a minha paz”. Não olheis os nossos
pecados, mas a fé que anima vossa Igreja,
dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a
unidade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o
Espírito Santo.
Todos: Amém.
Presid.: A paz do Senhor esteja sempre
convosco.
Todos: O amor de Cristo nos uniu.
Missa 24 03
Missa 24 03
COMUNHÃO: Aproximemo-nos do
altar para receber o corpo de Cristo
alegres cantando.
Se calarem a voz dos profetas, as pedras falarão. Se
fecharem uns poucos caminhos, mil trilhas
nascerão...
Muito     tempo     não     dura     a    verdade,
nestas      margens        estreitas       demais,
Deus criou o infinito pra vida ser sempre
mais!
É Jesus, este pão da igualdade, viemos pra
comungar, com a luta do povo que quer ter voz,
ter vez, lugar! Comungar é tornar-se um
perigo, viemos pra incomodar! Com a fé e a
união nossos passos, um dia, vão chegar!
                                                +1
O Espírito é vento incessante, que nada há de
prender. Ele sopra até no absurdo, que a gente não
quer ver...

Muito    tempo    não    dura     a  verdade,
nestas     margens      estreitas     demais,
Deus criou o infinito pra vida ser sempre
mais!
É Jesus, este pão da igualdade, viemos pra
comungar, com a luta do povo que quer ter voz,
ter vez, lugar! Comungar é tornar-se um
perigo, viemos pra incomodar! Com a fé e a
união nossos passos, um dia, vão chegar!   +1
No banquete da festa de uns poucos, só rico se
sentou, nosso Deus fica ao lado dos pobres,
colhendo        o        que         sobrou...

Muito    tempo    não    dura     a  verdade,
nestas     margens      estreitas     demais,
Deus criou o infinito pra vida ser sempre
mais!
É Jesus, este pão da igualdade, viemos pra
comungar, com a luta do povo que quer ter voz,
ter vez, lugar! Comungar é tornar-se um
perigo, viemos pra incomodar! Com a fé e a
união nossos passos, um dia, vão chegar!
                                           +1
Quando os Anjos Cantam Gloria
Conversando com dois anjos que desceram lá do
céu Comecei a perguntar então se comigo eles
andavam. Responderam: quase sempre sim, só
num momento te deixamos. E preocupado,
imaginei assim: é quando entra o pecado em mim.
Os dois olharam em meus olhos, responderam
dizendo que não. Com um sorriso em seus lábios,
revelaram ao meu coração: se souberes receber
Jesus, do seu peito surge uma luz. Em volta desta
luz vamos ficar, todos os anjos a cantar.
  Glória, glória, glória. Glória, glória, glória .
  Glória, glória, glória. Glória, glória, glória a
                     Jesus.
Missa 24 03
ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO

Presid.: Concedei, ó Deus todo-
poderoso, que sejamos sempre contados
entre os membros de Cristo cujo Corpo e
Sangue comungamos. Por Cristo, nosso
Senhor.

TODOS: AMÉM
Missa 24 03

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Novena Mass
Novena MassNovena Mass
Novena Mass
MariadaSilva95
 
Vi domingo da páscoa
Vi domingo da páscoaVi domingo da páscoa
Vi domingo da páscoa
slideliturgia
 
Missa pronta para datashow 09/12/12
Missa pronta para datashow 09/12/12Missa pronta para datashow 09/12/12
Missa pronta para datashow 09/12/12
Nacreto
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum
Gustavo Scheffer
 
Cantos para a missa do aniversário de irituia
Cantos para a missa do aniversário de irituiaCantos para a missa do aniversário de irituia
Cantos para a missa do aniversário de irituia
AUTONOMO
 
missal 191 anos - 2
missal 191 anos - 2missal 191 anos - 2
missal 191 anos - 2
Victor Cavalcanti
 
23 Apos Pentecostes 2007
23 Apos Pentecostes 200723 Apos Pentecostes 2007
23 Apos Pentecostes 2007
evertongw
 
5 noite do trigo ministros
5 noite do trigo ministros5 noite do trigo ministros
5 noite do trigo ministros
Gustavo Scheffer
 
Missa São Pedro e São Paulo Ano C
Missa São Pedro e São Paulo Ano CMissa São Pedro e São Paulo Ano C
Missa São Pedro e São Paulo Ano C
Nacreto
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Gustavo Scheffer
 
Celebração
CelebraçãoCelebração
Celebração
Nacreto
 
Culto Divino - Sexta-feira Santa
Culto Divino - Sexta-feira SantaCulto Divino - Sexta-feira Santa
Culto Divino - Sexta-feira Santa
Josemar da Silva Alves Bonho
 
Novena
NovenaNovena
Vigília Pascal - Domingo de Páscoa
Vigília Pascal  -  Domingo de PáscoaVigília Pascal  -  Domingo de Páscoa
Vigília Pascal - Domingo de Páscoa
Josemar da Silva Alves Bonho
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 

Mais procurados (18)

Novena Mass
Novena MassNovena Mass
Novena Mass
 
Vi domingo da páscoa
Vi domingo da páscoaVi domingo da páscoa
Vi domingo da páscoa
 
Missa pronta para datashow 09/12/12
Missa pronta para datashow 09/12/12Missa pronta para datashow 09/12/12
Missa pronta para datashow 09/12/12
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum
 
Cantos para a missa do aniversário de irituia
Cantos para a missa do aniversário de irituiaCantos para a missa do aniversário de irituia
Cantos para a missa do aniversário de irituia
 
missal 191 anos - 2
missal 191 anos - 2missal 191 anos - 2
missal 191 anos - 2
 
23 Apos Pentecostes 2007
23 Apos Pentecostes 200723 Apos Pentecostes 2007
23 Apos Pentecostes 2007
 
5 noite do trigo ministros
5 noite do trigo ministros5 noite do trigo ministros
5 noite do trigo ministros
 
Missa São Pedro e São Paulo Ano C
Missa São Pedro e São Paulo Ano CMissa São Pedro e São Paulo Ano C
Missa São Pedro e São Paulo Ano C
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
 
Celebração
CelebraçãoCelebração
Celebração
 
Culto Divino - Sexta-feira Santa
Culto Divino - Sexta-feira SantaCulto Divino - Sexta-feira Santa
Culto Divino - Sexta-feira Santa
 
Novena
NovenaNovena
Novena
 
Vigília Pascal - Domingo de Páscoa
Vigília Pascal  -  Domingo de PáscoaVigília Pascal  -  Domingo de Páscoa
Vigília Pascal - Domingo de Páscoa
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 

Semelhante a Missa 24 03

slide MISSA PAPAI.pptx
slide MISSA PAPAI.pptxslide MISSA PAPAI.pptx
slide MISSA PAPAI.pptx
FranklinOliveira30
 
Roteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavraRoteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavra
Cláudio Barros
 
Roteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavraRoteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavra
Cláudio Barros
 
20 05-12 Ritual para celebração pronto
20 05-12 Ritual para celebração pronto20 05-12 Ritual para celebração pronto
20 05-12 Ritual para celebração pronto
Nacreto
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_saRoteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
Joao Fonseca
 
Profetas da esperança
Profetas da esperançaProfetas da esperança
Profetas da esperança
Liana Plentz
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
4º domingo da páscoa o bom pastor
4º domingo da páscoa   o bom pastor4º domingo da páscoa   o bom pastor
4º domingo da páscoa o bom pastor
Rosiane Paes
 
4º domingo da páscoa o bom pastor
4º domingo da páscoa   o bom pastor4º domingo da páscoa   o bom pastor
4º domingo da páscoa o bom pastor
rosipaes
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
FranklinOliveira30
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MARIADASILVA493650
 
Missa das graças 25 07
Missa das graças 25 07Missa das graças 25 07
Missa das graças 25 07
igrejacatolica
 
Missa 26 02 de tarde
Missa 26 02 de tardeMissa 26 02 de tarde
Missa 26 02 de tarde
Gustavo Scheffer
 
5º Domingo da Páscoa
5º Domingo da Páscoa5º Domingo da Páscoa
5º Domingo da Páscoa
Rosiane Paes
 
Slide da 33* MISSA DE NOSSA SENHORA.pptx
Slide da 33* MISSA DE NOSSA SENHORA.pptxSlide da 33* MISSA DE NOSSA SENHORA.pptx
Slide da 33* MISSA DE NOSSA SENHORA.pptx
AirtonSoares13
 
Missa de petencostes
Missa de petencostesMissa de petencostes
Missa de petencostes
Marlei Orlandin
 
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênicoSemana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Armin Andreas Hollas
 
Slide Missa 17062022.pptx
Slide Missa 17062022.pptxSlide Missa 17062022.pptx
Slide Missa 17062022.pptx
EmiliaKlein1
 

Semelhante a Missa 24 03 (20)

slide MISSA PAPAI.pptx
slide MISSA PAPAI.pptxslide MISSA PAPAI.pptx
slide MISSA PAPAI.pptx
 
Roteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavraRoteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavra
 
Roteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavraRoteiro para celebração da palavra
Roteiro para celebração da palavra
 
20 05-12 Ritual para celebração pronto
20 05-12 Ritual para celebração pronto20 05-12 Ritual para celebração pronto
20 05-12 Ritual para celebração pronto
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_saRoteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
 
Profetas da esperança
Profetas da esperançaProfetas da esperança
Profetas da esperança
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
4º domingo da páscoa o bom pastor
4º domingo da páscoa   o bom pastor4º domingo da páscoa   o bom pastor
4º domingo da páscoa o bom pastor
 
4º domingo da páscoa o bom pastor
4º domingo da páscoa   o bom pastor4º domingo da páscoa   o bom pastor
4º domingo da páscoa o bom pastor
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Missa das graças 25 07
Missa das graças 25 07Missa das graças 25 07
Missa das graças 25 07
 
Missa 26 02 de tarde
Missa 26 02 de tardeMissa 26 02 de tarde
Missa 26 02 de tarde
 
5º Domingo da Páscoa
5º Domingo da Páscoa5º Domingo da Páscoa
5º Domingo da Páscoa
 
Slide da 33* MISSA DE NOSSA SENHORA.pptx
Slide da 33* MISSA DE NOSSA SENHORA.pptxSlide da 33* MISSA DE NOSSA SENHORA.pptx
Slide da 33* MISSA DE NOSSA SENHORA.pptx
 
Missa de petencostes
Missa de petencostesMissa de petencostes
Missa de petencostes
 
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênicoSemana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
 
Slide Missa 17062022.pptx
Slide Missa 17062022.pptxSlide Missa 17062022.pptx
Slide Missa 17062022.pptx
 

Último

Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
AlexandreJr7
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 

Último (20)

Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 

Missa 24 03

  • 2. 5º SEMANA DA QUARESMA 17 de fevereiro de 2012 “Se o grão de trigo não cai na terra e não morre, ele continua só grão de trigo.”
  • 3. Queridos irmãos sejam todos bem-vindos. É com grande alegria que nos reunimos para celebrar a nossa fé no Cristo ressuscitado e nossa vida de comunidade, trazendo presente os fatos e os acontecimentos da semana. Estamos nos aproximando da Páscoa e Jesus nos mostra que o ser humano atinge o ponto mais alto da realização da sua vida quando se doa por amor a seus irmãos. Com esse espírito, recebamos a equipe de celebração todos em pé cantando.
  • 4. Fico feliz em vir em Tua casa, erguer minha voz e cantar. Fico feliz em vir em Tua casa, erguer minhas mãos e adorar. (bis) Bendito é o nome do Senhor. Bendito é o nome do Senhor. Bendito é o nome do Senhor pra sempre. (bis)
  • 7. ATO PENITENCIAL Presid.: Senhor, que nos mandastes perdoar- nos mutuamente antes de nos aproximar do Vosso altar, tende piedade de nós. T.: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. Presid.: Cristo, que na cruz destes o perdão aos pecadores, tende piedade de nós. T.: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. Presid.: Senhor, que confiastes à Vossa Igreja o ministério da reconciliação, tende piedade de nós. T.: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS.
  • 8. SENHOR, QUE VIESTE SALVAR 1- SENHOR QUE VIESTE SALVAR OS CORAÇÕES ARRENPENDIDOS Ref: PIEDADE, PIEDADE, PIEDADE DE NÓS. 2- Ó CRISTO QUE VIESTE CHAMAR OS PECADORES HUMILHADOS 3- SENHOR QUE INTERCEDEIS POR NÓS JUNTO A DEUS PAI QUE NOS PERDOA
  • 9. OREMOS Presid.: Senhor nosso Deus dai-nos por vossa graça caminhar com alegria na mesma caridade que levou o vosso Filho a entregar-se à morte no seu amor pelo mundo. Por N. S. J. C... TODOS: AMÉM.
  • 10. LITURGIA DA PALAVRA Podemos sentar. Começa agora liturgia da palavra.
  • 11. LEITURA DO LIVRO DO PROFETA JEREMIAS Eis que virão dias, diz o Senhor, em que concluirei com a casa de Israel e a casa de Judá uma nova aliança; não como a aliança que fiz com seus pais, quando os tomei pela mão para retirá-los da terra do Egito, e que eles a violaram, mas eu fiz valer a força sobre eles, diz o Senhor. “Esta será a aliança que concluirei com a casa de Israel, depois desses dias, - diz o Senhor: - imprimirei minha lei
  • 12. em suas entranhas, e hei de inscrevê-la em seu coração; serei seu Deus e eles serão meu povo. Não será mais necessário ensinar seu próximo ou seu irmão, dizendo: ‘Conhece o Senhor!’ Todos me conhecerão do menor ao maior deles, diz o Senhor, pois perdoarei sua maldade e não mais lembrarei o seu pecado”. Palavra do Senhor.
  • 13. SALMO RESPONSORIAL – Sl 51(50) Ref.: Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido. 1. Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão de vosso amor, purificai-me do pecado, e apagai completamente a minha culpa! 2. Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me com espírito generoso! Ensinarei vosso caminho aos pecadores, e para vós se voltarão os dispersos.
  • 14. LEITURA DA CARTA AOS HEBREUS Cristo, nos dias de sua vida terrestre, dirigiu preces e súplicas, com forte clamor e lágrimas, àquele que era capaz de salvá-lo da morte. E foi atendido por causa da sua entrega a Deus. Mesmo sendo filho, aprendeu o que significa a obediência a Deus por aquilo que ele sofreu. Mas na consumação de sua vida tornou-se causa de salvação eterna para todos que lhe obedecem. Palavra do Senhor.
  • 15. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO Fala, Senhor, (fala, Senhor) Palavra de fraternidade! Fala, Senhor, (fala, Senhor) És luz da humanidade! A tua Palavra É fonte que corre, Penetra e não morre, Não seca jamais.
  • 16. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO JOÃO Naquele tempo, havia alguns gregos entre os que tinham subido a Jerusalém, para adorar durante a festa. Aproximaram-se de Filipe, que era de Betsaida da Galiléia, e disseram: “Senhor, gostaríamos de ver Jesus”. Filipe combinou com André, e os dois foram falar com Jesus. Jesus respondeu-lhes: “Chegou a hora em que o Filho do Homem vai ser glorificado. Em verdade, em verdade vos digo: se o grão de trigo que cai na terra não morre,
  • 17. ele continua só grão de trigo; mas se morre, então produz muito fruto. Quem se apega à sua vida, perde-a; mas quem faz pouca conta de sua vida neste mundo, conserva-la-á para a vida eterna. “Se alguém me quer seguir, siga- me, e onde eu estou estará também o meu servo. Se alguém me serve, meu Pai o honrará. Agora sinto-me angustiado. E que direi? ‘Pai, livra-me desta hora?’ Mas foi precisamente para esta hora que eu vim. Pai, glorifica o teu nome!” Então veio uma voz do céu: “Eu o glorifiquei e o glorificarei de novo!”
  • 18. A multidão, que aí estava e ouviu, dizia que tinha sido um trovão. Outros afirmavam: foi um anjo que falou com ele”. Jesus respondeu e disse: “Essa voz que ouvistes não foi por causa de mim, mas por causa de vós. É agora o julgamento deste mundo. Agora o chefe deste mundo vai ser expulso, e eu quando for elevado da terra, atrairei todos a mim”. Jesus falava assim para indicar de que morte iria morrer. PALAVRA DA SALVAÇÃO.
  • 20. •Para que os cristãos saibam testemunhar Jesus no dia-a-dia, rezemos ao Senhor. •Para que neste tempo quaresmal haja uma sincera conversão de todos ao reino de Deus, rezemos ao Senhor. •Para que a campanha da fraternidade ajude-nos a refletir e buscar soluções para os problemas de saude pública, rezemos ao Senhor. •Para que nossa comunidade participe com fé e devoção das comemorações da semana santa, rezemos ao Senhor.
  • 21. ORAÇÃO CF 2012 Senhor Deus de amor, Pai de bondade, nós vos louvamos e agradecemos pelo dom da vida, pelo amor com que cuidais de toda a criação. Vosso Filho Jesus Cristo, em sua misericórdia, assumiu a cruz dos enfermos e de todos os sofredores, sobre eles derramou a esperança de vida em plenitude. Enviai-nos, Senhor, o Vosso Espírito. Guiai a vossa Igreja, para que ela, pela conversão se faça sempre mais solidária às dores e enfermidades do povo, e que a saúde se difunda sobre a terra. Amém.
  • 22. Podemos sentar. Começa agora a liturgia eucarística. . Façamos nossas ofertas cantando, cantando.
  • 23. A ti meu deus Elevo meu coração Elevo as minhas mãos Meu olhar, minha voz A ti meu Deus eu quero oferecer Meus passos e meu viver Meu caminhos, meu sofrer (Refrão) A tua ternura Senhor vem me abraçar E a tua bondade infinita me perdoar Vou ser o teu seguidor e te dar o meu coração Eu quero sentir o calor de tuas mãos A ti meu Deus Que és bom e que tens amor Ao pobre, ao sofredor Vos servir, esperar Em ti Senhor Humildes se alegrarão Cantando a nossa canção De esperança e de paz
  • 24. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS Presid.: Deus todo-poderoso, concedei aos vossos filhos e filhas que, formados pelos ensinamentos da fé cristã, sejam purificados por este sacrifício. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM
  • 25. PREFÁCIO DA QUARESMA III Presid.: Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo lugar, Senhor, Pai Santo, Deus eterno e todo-poderoso. O universo inteiro, salvo pela Paixão de Vosso Filho, pode proclamar a vossa misericórdia. Pelo poder radiante da Cruz, vemos com clareza o julgamento do mundo e a vitória de Jesus crucificado. Por Ele, com os anjos e todos os santos, nós vos louvamos, cantando (dizendo) a uma só voz: Santo, Santo, Santo...
  • 26. Santo, santo é. Santo, santo é Deus do Universo, óh, Senhor Javé.(2x) O céu e a terra vos proclamam glorioso. Hosana, Hosana nas alturas. Bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana, Hosana nas alturas. Hosana, Hosana ao Rei.
  • 27. Presid.: Na verdade, ó Pai, vós sois santo e fonte de toda santidade. Santificai, pois, estas oferendas, derramando sobre elas o vosso Espírito, a fim de que se tornem para nós o Corpo e X o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso! Todos: Santificai e reuni o vosso povo!
  • 29. Presid.: Eis o mistério da fé! Todos: Anunciamos, Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!
  • 30. Presid.: Celebrando, pois, a memória da morte e ressurreição do vosso Filho, nós vos oferecemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice da salvação; e vos agradecemos porque nos tornastes dignos de estar aqui na vossa presença e vos servir. Todos: Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
  • 31. Presid.: E nós vos suplicamos que, participando do Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só corpo. Todos: Fazei de nós um só corpo e um só espírito!
  • 32. Presid.: Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja que se faz presente pelo mundo inteiro: que ela cresça na caridade, com o papa Bento, com o nosso Bispo Celso Antonio e todos os ministros do vosso povo! Todos: Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja!
  • 33. Presid.: Lembrai-vos também dos (outros) nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da ressurreição e de todos os que partiram desta vida: acolhei-os junto a vós na luz da vossa face! Todos: Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!
  • 34. Presid.: Enfim, nós vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a Virgem Maria, mãe de Deus, com os santos Apóstolos e todos os que neste mundo vos serviram, a fim de vos louvarmos e glorificarmos, por Jesus Cristo, vosso Filho. Todos: Concedei-nos o convívio dos eleitos! Presid.: Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre! Todos: Amém!
  • 36. Presid.: Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo Salvador. Todos: Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.
  • 37. Presid.: Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos: “Eu vos deixo a paz, eu vos ou a minha paz”. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima vossa Igreja, dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a unidade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo. Todos: Amém. Presid.: A paz do Senhor esteja sempre convosco. Todos: O amor de Cristo nos uniu.
  • 40. COMUNHÃO: Aproximemo-nos do altar para receber o corpo de Cristo alegres cantando.
  • 41. Se calarem a voz dos profetas, as pedras falarão. Se fecharem uns poucos caminhos, mil trilhas nascerão... Muito tempo não dura a verdade, nestas margens estreitas demais, Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais! É Jesus, este pão da igualdade, viemos pra comungar, com a luta do povo que quer ter voz, ter vez, lugar! Comungar é tornar-se um perigo, viemos pra incomodar! Com a fé e a união nossos passos, um dia, vão chegar! +1
  • 42. O Espírito é vento incessante, que nada há de prender. Ele sopra até no absurdo, que a gente não quer ver... Muito tempo não dura a verdade, nestas margens estreitas demais, Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais! É Jesus, este pão da igualdade, viemos pra comungar, com a luta do povo que quer ter voz, ter vez, lugar! Comungar é tornar-se um perigo, viemos pra incomodar! Com a fé e a união nossos passos, um dia, vão chegar! +1
  • 43. No banquete da festa de uns poucos, só rico se sentou, nosso Deus fica ao lado dos pobres, colhendo o que sobrou... Muito tempo não dura a verdade, nestas margens estreitas demais, Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais! É Jesus, este pão da igualdade, viemos pra comungar, com a luta do povo que quer ter voz, ter vez, lugar! Comungar é tornar-se um perigo, viemos pra incomodar! Com a fé e a união nossos passos, um dia, vão chegar! +1
  • 44. Quando os Anjos Cantam Gloria Conversando com dois anjos que desceram lá do céu Comecei a perguntar então se comigo eles andavam. Responderam: quase sempre sim, só num momento te deixamos. E preocupado, imaginei assim: é quando entra o pecado em mim. Os dois olharam em meus olhos, responderam dizendo que não. Com um sorriso em seus lábios, revelaram ao meu coração: se souberes receber Jesus, do seu peito surge uma luz. Em volta desta luz vamos ficar, todos os anjos a cantar. Glória, glória, glória. Glória, glória, glória . Glória, glória, glória. Glória, glória, glória a Jesus.
  • 46. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO Presid.: Concedei, ó Deus todo- poderoso, que sejamos sempre contados entre os membros de Cristo cujo Corpo e Sangue comungamos. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM