SlideShare uma empresa Scribd logo
MICROCABOS ÓPTICOS
Gustavo Candolo
Technical Sales Suport
& FTTx
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
Nro de
Fibras
Cabo
Óptico
DD (mm)
Microcabo
(mm)
72fo 10,1 5,8
144fo 14,6 8,1
288fo 18,0 10,2
MICROCABOS ÓPTICOS
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
OCABOS ÓPTICOS – INSTALAÇÃO EM MICRODUTOS
MINIATURIZAÇÃO
DOS CABOS
ÓPTICOS
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
Ø Unidade Básica
Do tubo loose tradicional a filosofía micromódulos
FIBRA ÓPTICA
TUBO
LOOSE
PLÁSTICO
Ø 2.5mm
GELÉIA
Ø 2.5mm
FIBRA
ÓPTICA
COMPOSTO
ESPECIAL
DE REVEST.
Ø 1.4 mm
Ø 1.4 mm
FIBRA
ÓPTICA
Ø 1.15 mm
CÓMPOSTO
ESPECIAL
Ø 1.15 mm
Miniaturização dos Cabos Ópticos
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
Separation tape
Jacket
GRP
1990-2000
Ø 11,5 mm
Ø 13,5 mm
Ø 20 mm
Cabo Óptico144fo
Ø 7,8 mm
Separation tape
Jacket
GRP
Separation tape
fita
Capa
GRP
1990-2000 2017
Ø 11,5 mm
Ø 13,5 mm
Ø 20 mm
Ø
Ø 7,8 mm
Miniaturização dos Cabos Ópticos
 VIDRO
 REVESTIMENTO
 PROJETO/ MATERIAIS
COMO
MINIATURIZAR?
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
VIDRO: ÍNDICE DE REFRAÇÃO –
SMF & BB-XS
SMF: fibra monomodo
convencional
Núcleo
Casca
ITU-T G.652
Trincheira
BB-XS: fibra monomodo com
baixa sensibilidade a curvatura (BLI)
Núcleo
Casca
ITU-T G.657
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
REVESTIMENTO: BAIXA PERDA NAS
BANDAS DE TRANSMISSÃO
Revestimento Otimizado
Núcle
o
(vidro
)
Casca
(vidro)
Primero
Revestime
nto
(polímero)
Segundo
Revestimento
(polímero)
Imunidade a microcurvatura
Baixa perda de transmissão por isto,
Melhor orçamento de potência
em todas as bandas de transmissão ITU-T
Imunidade a microcurvatura
Baixa perda de transmissão por isto,
Melhor orçamento de potência
em todas as bandas de transmissão ITU-T
0.0
0.5
1.0
1.5
1500 1525 1550 1575 1600 1625 1650
Wavelength (nm)
Micro-bend
added
losses
(dB/km)
BendBright-XS
G.652 Step-index structure
BendBright-XS with ColorLock-XS
Sandpaper Drum
measurements
0.0
0.5
1.0
1.5
1500 1525 1550 1575 1600 1625 1650
Wavelength (nm)
Micro-bend
added
losses
(dB/km)
BendBright-XS
G.652 Step-index structure
BendBright-XS with ColorLock-XS
Sandpaper Drum
measurements
Glass-optimized G.652.D (*)
Glass & Coating optimized G.652.D
Regular glass & coating G.652.D
(*)
Note – the “Glass-optimized G.652.D” above is our G.657.A2
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
VIDRO + REVESTIMENTO: BAIXA PERDA NAS
BANDAS DE TRANSMISSÃO
Núcleo
Trincheira
Casca
Espectro de Transmissão
0.0
1.0
2.0
3.0
4.0
1400 1450 1500 1550 1600 1650 1700
Atenuação
(dB/km)
Degrau
Trincheira
Comprimento de Onda (nm)
Revestimento
otimizad
o
Teórico*
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
ALÉM DO ÓBVIO: REDUÇÃO DO REVESTIMENTO
EXTERNO DA FIBRA
Núcleo
‘Regular’ 245µm
Revestimento Secundário
Revestimento Primário
Casca
‘Compacto’ 200µm
Mesma dimensão do vidro (núcleo
& casca)
Revestimento Reduzido (primário &
secundário)
Quanto menor a fibra,
maior a densidade..
• G.657.A2 200µm tem o mesmo
comportamento que a fibra G.652.D 250µm!
• A imunidade a curvatura permite menores
dimensões com a mesma performance!
• G.657.A2 200µm tem o mesmo
comportamento que a fibra G.652.D 250µm!
• A imunidade a curvatura permite menores
dimensões com a mesma performance!
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
Click icon to add picture
Cabo Óptico
Loose
Fibra Óptica
Tubo Loose
PROJETO/ MATERIAIS:
MICROCABOS ÓPTICOS
 Tudo loose reduzido
 Diâmetro de até
11mm
 Núcleo seco
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
Click icon to add picture
Flex
Tube
Redução de
até
70%
 Mais compacto
 Maior facilidade de
utilização
PROJETO/ MATERIAIS:
MICROCABOS ÓPTICOS
MICROCABO
BRASIL
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
MICROCABOS ÓPTICOS
EXEMPLO NO
RIO DE JANEIRO
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
 Extensão: 4km
 Operadoras: Tim, Vivo, Embratel, TV Globo, Telecall, Net e
Iplan/Rio
CASE AV. NIEMEYER
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
CASE AV. NIEMEYER
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
CASE AV. NIEMEYER
 Essa rede compartilhada por 6 Operadoras utilizou subdutos convencionais
de 28x32mm e 34x40mm
 O maior banco de subdutos por Operadora nesse projeto foi de 2x40mm
 Caso tivesse sido adotado o padrão de microdutos de 14x10mm nesse
projeto, poderiam ter sido instalados até 50 microdutos com um
recobrimento de 25cm de concreto/asfalto, ou seja, cada Operadora poderia
ter entre 8 e 9 microdutos
 Para cada microduto, 1 cabo de 192fo, seria um total de 9.600 fibras ópticas,
ou seja 1.728 fibras por operadora.
subdutos convencionais de
28x32mm e
34x40mm
O maior banco de subdutos por Operadora nesse projeto foi de 2x40mm
microdutos de 14x10mm
cada Operadora poderia ter entre 8 e 9
microdutos
instalados até 50
microdutos
Para cada microduto, 1 cabo de 192fo, seria um total de 9.600 fibras ópticas,
ou seja 1.728 fibras por operadora.
EXEMPLO EM
SÃO PAULO
Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
CASE BAURERI-SP
OBRIGADO!

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Micro Cabo Optico.pdf

Chumbador fisher dados técnicos
Chumbador fisher dados técnicosChumbador fisher dados técnicos
Chumbador fisher dados técnicos
Aluizio Alves
 
Conservação de rodovias com Grelhas de Fibra de Vidro CIDEX
Conservação de rodovias com Grelhas de Fibra de Vidro CIDEXConservação de rodovias com Grelhas de Fibra de Vidro CIDEX
Conservação de rodovias com Grelhas de Fibra de Vidro CIDEX
Texiglass
 
Catalogo fischer chumbadores quimicos para concreto
Catalogo fischer   chumbadores quimicos para concretoCatalogo fischer   chumbadores quimicos para concreto
Catalogo fischer chumbadores quimicos para concreto
Márcio Paixão
 
FTTH - Tecnologia Custo Beneficio e Aplicacoes
FTTH - Tecnologia Custo Beneficio e AplicacoesFTTH - Tecnologia Custo Beneficio e Aplicacoes
FTTH - Tecnologia Custo Beneficio e Aplicacoes
AlanDemarcos2
 
Fibras ópticas
Fibras ópticasFibras ópticas
Fibras ópticas
vagnerliboiro
 
Broadcast day 2011_ibrasat
Broadcast day 2011_ibrasatBroadcast day 2011_ibrasat
Broadcast day 2011_ibrasat
SSPI Brasil
 
Projeto de redução de Ruido
Projeto de redução de RuidoProjeto de redução de Ruido
Projeto de redução de Ruido
Alexandre Roque
 
Cabos
CabosCabos
Cabos
Tiago
 
FIBRA ÓPTICA REDES
FIBRA ÓPTICA REDES FIBRA ÓPTICA REDES
FIBRA ÓPTICA REDES
WELLINGTON MARTINS
 
Comunicacoes opticas I
Comunicacoes opticas IComunicacoes opticas I
Comunicacoes opticas I
Igors Cardoso
 
Linhas de transmissão
Linhas de transmissãoLinhas de transmissão
Linhas de transmissão
Tiago
 
FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA
WELLINGTON MARTINS
 
Cabos transmissão dados
Cabos transmissão dadosCabos transmissão dados
Cabos transmissão dados
Tiago
 
Cabos redes compactas
Cabos redes compactasCabos redes compactas
Cabos redes compactas
Ulisses Setinho
 
Catálogo Nordtech de Acessórios - 2022.pdf
Catálogo Nordtech de Acessórios - 2022.pdfCatálogo Nordtech de Acessórios - 2022.pdf
Catálogo Nordtech de Acessórios - 2022.pdf
LeandroCavalheiro8
 
MÓDULO-1 AULA-01.ppt
MÓDULO-1 AULA-01.pptMÓDULO-1 AULA-01.ppt
MÓDULO-1 AULA-01.ppt
GLOBALCONSULTORIAPRO
 
_CATALOGO ACM - DAY BRASIL.pdf
_CATALOGO ACM - DAY BRASIL.pdf_CATALOGO ACM - DAY BRASIL.pdf
_CATALOGO ACM - DAY BRASIL.pdf
brpimenta
 
Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Diamante-CVD e Materiais Relacionados...
Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Diamante-CVD e Materiais Relacionados...Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Diamante-CVD e Materiais Relacionados...
Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Diamante-CVD e Materiais Relacionados...
Instituto Nacional de Engenharia de Superfícies
 
ALLTAK Decor: Transforme Seu Espaço com Estilo e Inovação em Adesivos Exclusi...
ALLTAK Decor: Transforme Seu Espaço com Estilo e Inovação em Adesivos Exclusi...ALLTAK Decor: Transforme Seu Espaço com Estilo e Inovação em Adesivos Exclusi...
ALLTAK Decor: Transforme Seu Espaço com Estilo e Inovação em Adesivos Exclusi...
epifanioelias
 
Treinamento boas práticas de instalação rev02-2011
Treinamento boas práticas de instalação   rev02-2011Treinamento boas práticas de instalação   rev02-2011
Treinamento boas práticas de instalação rev02-2011
Renan Amicuchi
 

Semelhante a Micro Cabo Optico.pdf (20)

Chumbador fisher dados técnicos
Chumbador fisher dados técnicosChumbador fisher dados técnicos
Chumbador fisher dados técnicos
 
Conservação de rodovias com Grelhas de Fibra de Vidro CIDEX
Conservação de rodovias com Grelhas de Fibra de Vidro CIDEXConservação de rodovias com Grelhas de Fibra de Vidro CIDEX
Conservação de rodovias com Grelhas de Fibra de Vidro CIDEX
 
Catalogo fischer chumbadores quimicos para concreto
Catalogo fischer   chumbadores quimicos para concretoCatalogo fischer   chumbadores quimicos para concreto
Catalogo fischer chumbadores quimicos para concreto
 
FTTH - Tecnologia Custo Beneficio e Aplicacoes
FTTH - Tecnologia Custo Beneficio e AplicacoesFTTH - Tecnologia Custo Beneficio e Aplicacoes
FTTH - Tecnologia Custo Beneficio e Aplicacoes
 
Fibras ópticas
Fibras ópticasFibras ópticas
Fibras ópticas
 
Broadcast day 2011_ibrasat
Broadcast day 2011_ibrasatBroadcast day 2011_ibrasat
Broadcast day 2011_ibrasat
 
Projeto de redução de Ruido
Projeto de redução de RuidoProjeto de redução de Ruido
Projeto de redução de Ruido
 
Cabos
CabosCabos
Cabos
 
FIBRA ÓPTICA REDES
FIBRA ÓPTICA REDES FIBRA ÓPTICA REDES
FIBRA ÓPTICA REDES
 
Comunicacoes opticas I
Comunicacoes opticas IComunicacoes opticas I
Comunicacoes opticas I
 
Linhas de transmissão
Linhas de transmissãoLinhas de transmissão
Linhas de transmissão
 
FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA
 
Cabos transmissão dados
Cabos transmissão dadosCabos transmissão dados
Cabos transmissão dados
 
Cabos redes compactas
Cabos redes compactasCabos redes compactas
Cabos redes compactas
 
Catálogo Nordtech de Acessórios - 2022.pdf
Catálogo Nordtech de Acessórios - 2022.pdfCatálogo Nordtech de Acessórios - 2022.pdf
Catálogo Nordtech de Acessórios - 2022.pdf
 
MÓDULO-1 AULA-01.ppt
MÓDULO-1 AULA-01.pptMÓDULO-1 AULA-01.ppt
MÓDULO-1 AULA-01.ppt
 
_CATALOGO ACM - DAY BRASIL.pdf
_CATALOGO ACM - DAY BRASIL.pdf_CATALOGO ACM - DAY BRASIL.pdf
_CATALOGO ACM - DAY BRASIL.pdf
 
Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Diamante-CVD e Materiais Relacionados...
Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Diamante-CVD e Materiais Relacionados...Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Diamante-CVD e Materiais Relacionados...
Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Diamante-CVD e Materiais Relacionados...
 
ALLTAK Decor: Transforme Seu Espaço com Estilo e Inovação em Adesivos Exclusi...
ALLTAK Decor: Transforme Seu Espaço com Estilo e Inovação em Adesivos Exclusi...ALLTAK Decor: Transforme Seu Espaço com Estilo e Inovação em Adesivos Exclusi...
ALLTAK Decor: Transforme Seu Espaço com Estilo e Inovação em Adesivos Exclusi...
 
Treinamento boas práticas de instalação rev02-2011
Treinamento boas práticas de instalação   rev02-2011Treinamento boas práticas de instalação   rev02-2011
Treinamento boas práticas de instalação rev02-2011
 

Micro Cabo Optico.pdf

  • 2. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 Nro de Fibras Cabo Óptico DD (mm) Microcabo (mm) 72fo 10,1 5,8 144fo 14,6 8,1 288fo 18,0 10,2 MICROCABOS ÓPTICOS
  • 3. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017
  • 4. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 OCABOS ÓPTICOS – INSTALAÇÃO EM MICRODUTOS
  • 6. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 Ø Unidade Básica Do tubo loose tradicional a filosofía micromódulos FIBRA ÓPTICA TUBO LOOSE PLÁSTICO Ø 2.5mm GELÉIA Ø 2.5mm FIBRA ÓPTICA COMPOSTO ESPECIAL DE REVEST. Ø 1.4 mm Ø 1.4 mm FIBRA ÓPTICA Ø 1.15 mm CÓMPOSTO ESPECIAL Ø 1.15 mm Miniaturização dos Cabos Ópticos
  • 7. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 Separation tape Jacket GRP 1990-2000 Ø 11,5 mm Ø 13,5 mm Ø 20 mm Cabo Óptico144fo Ø 7,8 mm Separation tape Jacket GRP Separation tape fita Capa GRP 1990-2000 2017 Ø 11,5 mm Ø 13,5 mm Ø 20 mm Ø Ø 7,8 mm Miniaturização dos Cabos Ópticos
  • 8.  VIDRO  REVESTIMENTO  PROJETO/ MATERIAIS COMO MINIATURIZAR?
  • 9. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 VIDRO: ÍNDICE DE REFRAÇÃO – SMF & BB-XS SMF: fibra monomodo convencional Núcleo Casca ITU-T G.652 Trincheira BB-XS: fibra monomodo com baixa sensibilidade a curvatura (BLI) Núcleo Casca ITU-T G.657
  • 10. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 REVESTIMENTO: BAIXA PERDA NAS BANDAS DE TRANSMISSÃO Revestimento Otimizado Núcle o (vidro ) Casca (vidro) Primero Revestime nto (polímero) Segundo Revestimento (polímero) Imunidade a microcurvatura Baixa perda de transmissão por isto, Melhor orçamento de potência em todas as bandas de transmissão ITU-T Imunidade a microcurvatura Baixa perda de transmissão por isto, Melhor orçamento de potência em todas as bandas de transmissão ITU-T 0.0 0.5 1.0 1.5 1500 1525 1550 1575 1600 1625 1650 Wavelength (nm) Micro-bend added losses (dB/km) BendBright-XS G.652 Step-index structure BendBright-XS with ColorLock-XS Sandpaper Drum measurements 0.0 0.5 1.0 1.5 1500 1525 1550 1575 1600 1625 1650 Wavelength (nm) Micro-bend added losses (dB/km) BendBright-XS G.652 Step-index structure BendBright-XS with ColorLock-XS Sandpaper Drum measurements Glass-optimized G.652.D (*) Glass & Coating optimized G.652.D Regular glass & coating G.652.D (*) Note – the “Glass-optimized G.652.D” above is our G.657.A2
  • 11. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 VIDRO + REVESTIMENTO: BAIXA PERDA NAS BANDAS DE TRANSMISSÃO Núcleo Trincheira Casca Espectro de Transmissão 0.0 1.0 2.0 3.0 4.0 1400 1450 1500 1550 1600 1650 1700 Atenuação (dB/km) Degrau Trincheira Comprimento de Onda (nm) Revestimento otimizad o Teórico*
  • 12. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 ALÉM DO ÓBVIO: REDUÇÃO DO REVESTIMENTO EXTERNO DA FIBRA Núcleo ‘Regular’ 245µm Revestimento Secundário Revestimento Primário Casca ‘Compacto’ 200µm Mesma dimensão do vidro (núcleo & casca) Revestimento Reduzido (primário & secundário) Quanto menor a fibra, maior a densidade.. • G.657.A2 200µm tem o mesmo comportamento que a fibra G.652.D 250µm! • A imunidade a curvatura permite menores dimensões com a mesma performance! • G.657.A2 200µm tem o mesmo comportamento que a fibra G.652.D 250µm! • A imunidade a curvatura permite menores dimensões com a mesma performance!
  • 13. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 Click icon to add picture Cabo Óptico Loose Fibra Óptica Tubo Loose PROJETO/ MATERIAIS: MICROCABOS ÓPTICOS  Tudo loose reduzido  Diâmetro de até 11mm  Núcleo seco
  • 14. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 Click icon to add picture Flex Tube Redução de até 70%  Mais compacto  Maior facilidade de utilização PROJETO/ MATERIAIS: MICROCABOS ÓPTICOS
  • 16. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 MICROCABOS ÓPTICOS
  • 17. EXEMPLO NO RIO DE JANEIRO
  • 18. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017  Extensão: 4km  Operadoras: Tim, Vivo, Embratel, TV Globo, Telecall, Net e Iplan/Rio CASE AV. NIEMEYER
  • 19. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 CASE AV. NIEMEYER
  • 20. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 CASE AV. NIEMEYER  Essa rede compartilhada por 6 Operadoras utilizou subdutos convencionais de 28x32mm e 34x40mm  O maior banco de subdutos por Operadora nesse projeto foi de 2x40mm  Caso tivesse sido adotado o padrão de microdutos de 14x10mm nesse projeto, poderiam ter sido instalados até 50 microdutos com um recobrimento de 25cm de concreto/asfalto, ou seja, cada Operadora poderia ter entre 8 e 9 microdutos  Para cada microduto, 1 cabo de 192fo, seria um total de 9.600 fibras ópticas, ou seja 1.728 fibras por operadora. subdutos convencionais de 28x32mm e 34x40mm O maior banco de subdutos por Operadora nesse projeto foi de 2x40mm microdutos de 14x10mm cada Operadora poderia ter entre 8 e 9 microdutos instalados até 50 microdutos Para cada microduto, 1 cabo de 192fo, seria um total de 9.600 fibras ópticas, ou seja 1.728 fibras por operadora.
  • 22. Prysmian Group | Microcabos Ópticos | 2017 CASE BAURERI-SP