SlideShare uma empresa Scribd logo
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO 
SERVIÇO SOCIAL 
ROSIANE GONCALVES ROCHA 
Trajetória histórica brasileira: Faces do período de 1960 a 
1980 sob o enfoque das políticas sociais e do 
desenvolvimento do serviço social. 
CAMPO NOVO DO PARECIS 
2014
ROSIANE GONCALVES ROCHA 
Trajetória histórica brasileira: Faces do período de 1960 a 
1980 sob o enfoque das políticas sociais e do 
desenvolvimento do serviço social. 
Trabalho de: SERVIÇO SOCIAL, apresentado à 
Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como 
requisito parcial para a obtenção de média bimestral no 5 
semestre flex 2 e 3. 
Prof.: Clarice da Luz Kernkamp; Marilucia Ricieri; 
Paulo Sérgio Aragão; Sérgio Goes. 
Orientador de sala: Marcela 
CAMPO NOVO DO PARECIS 
2014
SUMÁRIO 
INTRODUÇÃO............................................................................................................3 
DESENVOLVIMENTO . ..........................................................................................4 
CONCLUSÃO............................................................................................................ ..6 
REFERENCIA..............................................................................................................7
3 
1 INTRODUÇÃO 
No pequeno texto a seguir falaremos um pouco sobre as 
características das políticas sociais brasileiras no período de 1960 a 1980, e também 
as posturas do serviço social frente às políticas sociais naquele período. 
Veremos também que quando o Estado busca, em suas realizações, 
o atendimento a necessidades sociais básicas da população, seja através de 
garantias e ações concernentes à assistência social, saúde, educação, segurança, 
corresponde a uma ordem natural de produção da vida social, dando inicio a uma 
nova fase do Brasil político e agora social. E caracterizando uma nova política nos 
anos 60 a 80 onde o social passou a ser falado freqüentemente até os dias de hoje, 
em geral, transformações mais amplas a economia renda, ocupação, entre outras e 
nas políticas públicas educação, garantia de renda, entre outras. 
Neste raciocínio ao relacionar desenvolvimento e políticas sociais, 
paramos para fazer uma reflexão a respeito dos rumos da sociedade brasileira atual, 
em meio ao contexto de transformações decorrentes do processo de reestruturação 
produtiva e societária mundial.
4 
2. DESENVOLVIMENTO 
A política social tem sido uma política fundamental para o “bem estar 
dos cidadãos”, o envolvimento do serviço social na política teve sua grande 
colaboração, pois sua orientação mesmo de fraco conhecimento na época colaborou 
nos diversos casos onde a classe trabalhadora além de se constituir em objeto de 
reivindicação dos mais diferentes movimentos sociais e sindicais. Debater a política 
social como política no âmbito da sociedade capitalista é buscar resgatar seu caráter 
de classe social – ou seja, uma política que responde, principalmente, aos interesses 
das classes políticas e econômicas dominantes. 
Naquela época predominou a máxima governamental, em um 
Estado democrático, essa governabilidade é exercida pelo poder público, via 
representantes conduzidos ao poder, direta ou indiretamente, pelo povo e de atribuir 
à dinâmica do rápido crescimento econômico a própria responsabilidade pela 
trajetória da distribuição da renda, tanto que continua a se manifestar 
constantemente a perspectiva liberal-conservadora. 
Foram criados mecanismos de desenvolvimento ao serviço social 
motivando o seu empenho e acrescentando novas ferramentas a serem usadas em 
sua área foram criadas interações afetivas, e temos é uma sociedade capitalista, que 
não corresponde a uma ordem natural da vida social, já tivemos a forma escravista, 
ou a forma feudal, como temos, ainda que causa de profundos debates acadêmicos 
e políticos, a forma socialista. 
Foi a partir de 1964 que ouve mudanças, políticas sociais e 
econômicas, foi possível com o golpe militar que impulsionou o Serviço Social a ser 
vista como profissão, dentro deste novo contexto que a retomada da dinâmica 
expansionista da produção e, por conseqüência, da ocupação da força de trabalho, 
combinada com a reorientação das políticas públicas terminaram por estabelecer um 
novo padrão de mudanças sociais no Brasil, com isso observou-se ações 
governamentais que garantiram um mínimo de subsistência ao empregado, que na 
verdade foi uma forma de despertar o serviço social em busca de uma nova era na 
política social brasileira, implantou vários aspectos a sua classe desde sua busca 
por um reconhecimento profissional, até o fato de agregar suas idéias de forma
5 
política. 
Ao se utilizar parâmetros relativamente homogêneos de medida da 
mobilidade social nacional, podemos dizer que o Brasil localiza-se entre os países 
com as mais altas taxas de mudança social, podemos dizer que esse tipo de 
conhecimento que vamos acumulando no nosso dia-a-dia é chamado de senso 
comum, esse fato é importante caracterizando-se pela exatidão de sua construção 
teórica. Como padrão de mobilidade social entende-se a alteração de posições de 
distintos segmentos populacionais no interior da estrutura social. 
Podemos dizer que três referenciais fazem parte do contexto de 
produção da Psicologia Social: os relacionados com o progresso de áreas afins 
como a sociologia, a antropologia, a educação, a história social e a própria 
psicologia, a psicologia social, até o início dos anos 1960 parecia que daria 
respostas a todos os problemas sociais, mas foi atravessada por uma polêmica em 
torno de seu caráter teórico e ideológico, contribuíram para uma reflexão crítica 
sobre a função da universidade em países de terceiro mundo, entretanto, a 
Psicologia Social não diz respeito apenas aos trabalhos desenvolvidos no campo 
comunitário, uma vez que é definida por seu objeto de estudo e não pelo local de 
atuação profissional. 
Lane evidenciava que: 
“Não há como separar realidade e teoria, teoria e pesquisa, tal como 
o faz o positivismo, para o qual o lugar do teórico, do científico é sempre um 
lugar neutro.” 
Para a psicologia social, um grupo é formado pela reunião de 
pessoas que compartilham um objetivo, produzindo traços de filiação e interação 
social entre elas, buscando autonomia cientifica, por um conjunto de atividades: 
crescimento expressivo da produção publicada, detalhamento das temáticas 
anteriormente abordadas, o poder já não estava somente com o estado, mas 
também em instituições sociais, uma das principais dificuldades encaradas pelos 
profissionais tanto psicólogos como assistentes sociais foi as mudanças que houve 
com grupos políticos que se encontrava no governo municipal.
6 
3. CONCLUSÃO 
Por fim concluímos que política social e psicologia social andam 
juntas a partir de um certo tempo, vimos que a política e a política social, portanto, 
apresentam claro e inequívoco conteúdo de classe social, e respondem, em última 
instância, aos interesses das classes dominantes. 
Com o processo de definição de políticas públicas para uma 
sociedade reflete os conflitos de interesses, tratava-se, em verdade, de restabelecer 
certo equilíbrio sistêmico os arranjos feitos nas esferas de poder que perpassam as 
instituições do Estado e da sociedade como um todo. 
Em todas as sociedades em que prevalecem mais ou menos 
extensamente as regras democráticas de interação política e social nas quais é 
reduzido o numero de interditos a formação de grupos de interesse, até o fato de 
empregar suas idéias de forma objetiva a política, que a perspectiva perdesse sua 
hegemonia, não incorporou seus segmentos críticos e se criou outras direções na 
política social brasileira veio a se revelar na década de 80 para frente, mas ainda 
podemos dizer que o passado encontra muito ligado ao presente.
7 
4. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
IAMAMOTO, M. V. (2002) Renovação e Conservadorismo no Serviço Social, São 
Paulo, Cortez 
OSORIO, Luiz Carlos. Psicologia grupal: uma nova disciplina para o advento de 
uma era. Porto Alegre: Artmed, 2003. 
VIEIRA, Evaldo. Estado e miséria social no Brasil de Getúlio a Geisel. 4. ed.. São 
Paulo: Cortez, 1995. 
BOMFIM, Elizabeth de Melo. Psicologia social no Brasil. Belo Horizonte, Edições do 
Campo, Social, 2003a. 
BOMFIM, Elizabeth de Melo. Contribuições para a história da psicologia no Brasil. In: 
JACÓ-VILELA, Ana Maria; ROCHA, Marisa Lopes da; MANCEBO, Deise (Org.). 
Psicologia social: relatos na América Latina. São Paulo: 2003b.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Politicas sociais aula 1
Politicas sociais aula 1Politicas sociais aula 1
Politicas sociais aula 1
J M
 
Cap 5 10
Cap 5 10Cap 5 10
Cap 5 10
Ana Paula
 
Apostila 04 questão social
Apostila 04   questão socialApostila 04   questão social
Apostila 04 questão social
Marilda Cardoso
 
Politicas
PoliticasPoliticas
Politicas
Karol Maggioni
 
política social e políticas públicas
política social e políticas públicaspolítica social e políticas públicas
política social e políticas públicas
Leonardo Rocha
 
Yazbek maria-carmelita.-estado-e-políticas-sociais
Yazbek maria-carmelita.-estado-e-políticas-sociaisYazbek maria-carmelita.-estado-e-políticas-sociais
Yazbek maria-carmelita.-estado-e-políticas-sociais
Diario de Assistente Social
 
Politicas sociais aula 10
Politicas sociais aula 10Politicas sociais aula 10
Politicas sociais aula 10
J M
 
A política social brasileira antes e depois da constituição de 1988 e o fato ...
A política social brasileira antes e depois da constituição de 1988 e o fato ...A política social brasileira antes e depois da constituição de 1988 e o fato ...
A política social brasileira antes e depois da constituição de 1988 e o fato ...
Ronyson Santos
 
Politica Social e cidadania -Serviço Social
Politica Social e cidadania -Serviço SocialPolitica Social e cidadania -Serviço Social
Politica Social e cidadania -Serviço Social
Patricia Silva
 
política social - fundamentos e história
política social - fundamentos e históriapolítica social - fundamentos e história
política social - fundamentos e história
Rafael Dionisio
 
A política de assistência social no contexto neoliberal desafios e contradi...
A política de assistência social no  contexto neoliberal desafios e  contradi...A política de assistência social no  contexto neoliberal desafios e  contradi...
A política de assistência social no contexto neoliberal desafios e contradi...
GILZEANE
 
Participação e controle social unidade i
Participação e controle social unidade i Participação e controle social unidade i
Participação e controle social unidade i
Rosane Domingues
 
Yazbek, maria carmelita. estado e políticas sociais (1)
Yazbek, maria carmelita. estado e políticas sociais (1)Yazbek, maria carmelita. estado e políticas sociais (1)
Yazbek, maria carmelita. estado e políticas sociais (1)
Thiago Prisco
 
Formação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilFormação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasil
Arare Carvalho Júnior
 
Políticas públicas e o profissional do serviço social
Políticas públicas e o profissional do serviço socialPolíticas públicas e o profissional do serviço social
Políticas públicas e o profissional do serviço social
Rogerio Terra
 
Políticas Sociais e Educação
Políticas Sociais e EducaçãoPolíticas Sociais e Educação
Políticas Sociais e Educação
Robson Santos
 
Questão Social no Brasil
Questão Social no BrasilQuestão Social no Brasil
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - Capitulo 3
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - Capitulo 3Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - Capitulo 3
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - Capitulo 3
Daniele Rubim
 
Direitos, políticas públicas e participação
Direitos, políticas públicas e participaçãoDireitos, políticas públicas e participação
Direitos, políticas públicas e participação
guest116801
 

Mais procurados (19)

Politicas sociais aula 1
Politicas sociais aula 1Politicas sociais aula 1
Politicas sociais aula 1
 
Cap 5 10
Cap 5 10Cap 5 10
Cap 5 10
 
Apostila 04 questão social
Apostila 04   questão socialApostila 04   questão social
Apostila 04 questão social
 
Politicas
PoliticasPoliticas
Politicas
 
política social e políticas públicas
política social e políticas públicaspolítica social e políticas públicas
política social e políticas públicas
 
Yazbek maria-carmelita.-estado-e-políticas-sociais
Yazbek maria-carmelita.-estado-e-políticas-sociaisYazbek maria-carmelita.-estado-e-políticas-sociais
Yazbek maria-carmelita.-estado-e-políticas-sociais
 
Politicas sociais aula 10
Politicas sociais aula 10Politicas sociais aula 10
Politicas sociais aula 10
 
A política social brasileira antes e depois da constituição de 1988 e o fato ...
A política social brasileira antes e depois da constituição de 1988 e o fato ...A política social brasileira antes e depois da constituição de 1988 e o fato ...
A política social brasileira antes e depois da constituição de 1988 e o fato ...
 
Politica Social e cidadania -Serviço Social
Politica Social e cidadania -Serviço SocialPolitica Social e cidadania -Serviço Social
Politica Social e cidadania -Serviço Social
 
política social - fundamentos e história
política social - fundamentos e históriapolítica social - fundamentos e história
política social - fundamentos e história
 
A política de assistência social no contexto neoliberal desafios e contradi...
A política de assistência social no  contexto neoliberal desafios e  contradi...A política de assistência social no  contexto neoliberal desafios e  contradi...
A política de assistência social no contexto neoliberal desafios e contradi...
 
Participação e controle social unidade i
Participação e controle social unidade i Participação e controle social unidade i
Participação e controle social unidade i
 
Yazbek, maria carmelita. estado e políticas sociais (1)
Yazbek, maria carmelita. estado e políticas sociais (1)Yazbek, maria carmelita. estado e políticas sociais (1)
Yazbek, maria carmelita. estado e políticas sociais (1)
 
Formação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilFormação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasil
 
Políticas públicas e o profissional do serviço social
Políticas públicas e o profissional do serviço socialPolíticas públicas e o profissional do serviço social
Políticas públicas e o profissional do serviço social
 
Políticas Sociais e Educação
Políticas Sociais e EducaçãoPolíticas Sociais e Educação
Políticas Sociais e Educação
 
Questão Social no Brasil
Questão Social no BrasilQuestão Social no Brasil
Questão Social no Brasil
 
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - Capitulo 3
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - Capitulo 3Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - Capitulo 3
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - Capitulo 3
 
Direitos, políticas públicas e participação
Direitos, políticas públicas e participaçãoDireitos, políticas públicas e participação
Direitos, políticas públicas e participação
 

Destaque

Fundamentos serviço social 1º semestre introdução
Fundamentos serviço social   1º semestre introduçãoFundamentos serviço social   1º semestre introdução
Fundamentos serviço social 1º semestre introdução
Daniele Rubim
 
Neotomismo e serviço social
Neotomismo e serviço socialNeotomismo e serviço social
Neotomismo e serviço social
Cleber Eduardo de Andrade
 
Serviço Social : Surgimento e Institucionalização no Brasil
Serviço Social : Surgimento e Institucionalização no BrasilServiço Social : Surgimento e Institucionalização no Brasil
Serviço Social : Surgimento e Institucionalização no Brasil
Ilana Fernandes
 
Fundamentos historicos-teoricos-e-metodologicos-do-servico-social
Fundamentos historicos-teoricos-e-metodologicos-do-servico-socialFundamentos historicos-teoricos-e-metodologicos-do-servico-social
Fundamentos historicos-teoricos-e-metodologicos-do-servico-social
Rosane Domingues
 
Fundamentos do serviço social 2 - PARTE 2 - capitulo 1
Fundamentos do serviço social 2 - PARTE 2 - capitulo 1Fundamentos do serviço social 2 - PARTE 2 - capitulo 1
Fundamentos do serviço social 2 - PARTE 2 - capitulo 1
Daniele Rubim
 
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - capitulo 2
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - capitulo 2Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - capitulo 2
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - capitulo 2
Daniele Rubim
 
Políticas públicas no brasil
Políticas públicas no brasilPolíticas públicas no brasil
Políticas públicas no brasil
feraps
 
Introdução HTML5
Introdução HTML5Introdução HTML5
Introdução HTML5
Evandro Júnior
 
A influência da Igreja Católica na Escola de Serviço Social de São Paulo (pio...
A influência da Igreja Católica na Escola de Serviço Social de São Paulo (pio...A influência da Igreja Católica na Escola de Serviço Social de São Paulo (pio...
A influência da Igreja Católica na Escola de Serviço Social de São Paulo (pio...
Micherline Teodosio
 
Linha do Tempo com Introdução ao Serviço Social
Linha do Tempo com Introdução ao Serviço SocialLinha do Tempo com Introdução ao Serviço Social
Linha do Tempo com Introdução ao Serviço Social
taynaz
 
Tarefa 16 - Introdução ao Serviço Social
Tarefa 16 - Introdução ao Serviço SocialTarefa 16 - Introdução ao Serviço Social
Tarefa 16 - Introdução ao Serviço Social
Michelly Wiese
 
Redemocratização do brasil 1970-1980
Redemocratização do brasil  1970-1980Redemocratização do brasil  1970-1980
Redemocratização do brasil 1970-1980
CesarDestro
 
Trajetória do Serviço Social
Trajetória do Serviço SocialTrajetória do Serviço Social
Trajetória do Serviço Social
Conceição Amorim
 
Profissão serviço social
Profissão serviço socialProfissão serviço social
Profissão serviço social
Clara Cruz Santos
 
Correntes teórico metodológicas do Serviço Social
Correntes teórico metodológicas do Serviço SocialCorrentes teórico metodológicas do Serviço Social
Correntes teórico metodológicas do Serviço Social
Carol Alves
 
Apresentação serviços social
Apresentação serviços socialApresentação serviços social
Apresentação serviços social
jorge luiz dos santos de souza
 
Ditadura Militar Miinicurso
Ditadura Militar MiinicursoDitadura Militar Miinicurso
Ditadura Militar Miinicurso
PIBID-H
 
Livro completo cfess - serviço social -direitos sociais e competências pro...
Livro completo    cfess - serviço social -direitos sociais e competências pro...Livro completo    cfess - serviço social -direitos sociais e competências pro...
Livro completo cfess - serviço social -direitos sociais e competências pro...
Carolina Gomes
 
Desigualdade de gênero
Desigualdade de gêneroDesigualdade de gênero
Desigualdade de gênero
Wednei Gama
 
Marxismo
MarxismoMarxismo

Destaque (20)

Fundamentos serviço social 1º semestre introdução
Fundamentos serviço social   1º semestre introduçãoFundamentos serviço social   1º semestre introdução
Fundamentos serviço social 1º semestre introdução
 
Neotomismo e serviço social
Neotomismo e serviço socialNeotomismo e serviço social
Neotomismo e serviço social
 
Serviço Social : Surgimento e Institucionalização no Brasil
Serviço Social : Surgimento e Institucionalização no BrasilServiço Social : Surgimento e Institucionalização no Brasil
Serviço Social : Surgimento e Institucionalização no Brasil
 
Fundamentos historicos-teoricos-e-metodologicos-do-servico-social
Fundamentos historicos-teoricos-e-metodologicos-do-servico-socialFundamentos historicos-teoricos-e-metodologicos-do-servico-social
Fundamentos historicos-teoricos-e-metodologicos-do-servico-social
 
Fundamentos do serviço social 2 - PARTE 2 - capitulo 1
Fundamentos do serviço social 2 - PARTE 2 - capitulo 1Fundamentos do serviço social 2 - PARTE 2 - capitulo 1
Fundamentos do serviço social 2 - PARTE 2 - capitulo 1
 
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - capitulo 2
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - capitulo 2Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - capitulo 2
Fundamentos do serviço social 2 - parte 2 - capitulo 2
 
Políticas públicas no brasil
Políticas públicas no brasilPolíticas públicas no brasil
Políticas públicas no brasil
 
Introdução HTML5
Introdução HTML5Introdução HTML5
Introdução HTML5
 
A influência da Igreja Católica na Escola de Serviço Social de São Paulo (pio...
A influência da Igreja Católica na Escola de Serviço Social de São Paulo (pio...A influência da Igreja Católica na Escola de Serviço Social de São Paulo (pio...
A influência da Igreja Católica na Escola de Serviço Social de São Paulo (pio...
 
Linha do Tempo com Introdução ao Serviço Social
Linha do Tempo com Introdução ao Serviço SocialLinha do Tempo com Introdução ao Serviço Social
Linha do Tempo com Introdução ao Serviço Social
 
Tarefa 16 - Introdução ao Serviço Social
Tarefa 16 - Introdução ao Serviço SocialTarefa 16 - Introdução ao Serviço Social
Tarefa 16 - Introdução ao Serviço Social
 
Redemocratização do brasil 1970-1980
Redemocratização do brasil  1970-1980Redemocratização do brasil  1970-1980
Redemocratização do brasil 1970-1980
 
Trajetória do Serviço Social
Trajetória do Serviço SocialTrajetória do Serviço Social
Trajetória do Serviço Social
 
Profissão serviço social
Profissão serviço socialProfissão serviço social
Profissão serviço social
 
Correntes teórico metodológicas do Serviço Social
Correntes teórico metodológicas do Serviço SocialCorrentes teórico metodológicas do Serviço Social
Correntes teórico metodológicas do Serviço Social
 
Apresentação serviços social
Apresentação serviços socialApresentação serviços social
Apresentação serviços social
 
Ditadura Militar Miinicurso
Ditadura Militar MiinicursoDitadura Militar Miinicurso
Ditadura Militar Miinicurso
 
Livro completo cfess - serviço social -direitos sociais e competências pro...
Livro completo    cfess - serviço social -direitos sociais e competências pro...Livro completo    cfess - serviço social -direitos sociais e competências pro...
Livro completo cfess - serviço social -direitos sociais e competências pro...
 
Desigualdade de gênero
Desigualdade de gêneroDesigualdade de gênero
Desigualdade de gênero
 
Marxismo
MarxismoMarxismo
Marxismo
 

Semelhante a Enfoque das políticas sociais e do desenvolvimento do serviço social.

politica social
politica socialpolitica social
politica social
Iah-hel Borges
 
Congresso
CongressoCongresso
Congresso
Emile Froes
 
Yamamoto e oliveira política social e psicologia (2010) (4)
Yamamoto e oliveira   política social e psicologia (2010) (4)Yamamoto e oliveira   política social e psicologia (2010) (4)
Yamamoto e oliveira política social e psicologia (2010) (4)
Karina Fulvia
 
Desafio Profissional 3º
Desafio Profissional 3º Desafio Profissional 3º
Desafio Profissional 3º
Rosângela Tesch
 
Deafios da contemporaneidade
Deafios da contemporaneidadeDeafios da contemporaneidade
Deafios da contemporaneidade
Whennya Cabral
 
APONTAMENTOS SOBRE A INFLUÊNCIA RELIGIOSA- PROFISSÃO
APONTAMENTOS SOBRE A INFLUÊNCIA RELIGIOSA- PROFISSÃOAPONTAMENTOS SOBRE A INFLUÊNCIA RELIGIOSA- PROFISSÃO
APONTAMENTOS SOBRE A INFLUÊNCIA RELIGIOSA- PROFISSÃO
Rosane Domingues
 
4.2 o trabalho_do_assistente_social_na_esfera_estatal
4.2 o trabalho_do_assistente_social_na_esfera_estatal4.2 o trabalho_do_assistente_social_na_esfera_estatal
4.2 o trabalho_do_assistente_social_na_esfera_estatal
Rosane Domingues
 
104133246 trabalho
104133246 trabalho104133246 trabalho
104133246 trabalho
aristeusilvaribeiro
 
O desenvolvimento do serviço social
O desenvolvimento do serviço socialO desenvolvimento do serviço social
O desenvolvimento do serviço social
Amanda Leticia
 
Os limites e as possibilidades da materialidade do projeto ético-político do ...
Os limites e as possibilidades da materialidade do projeto ético-político do ...Os limites e as possibilidades da materialidade do projeto ético-político do ...
Os limites e as possibilidades da materialidade do projeto ético-político do ...
pollymarchiotti
 
Trajetória da Assistência Social sistematizada
Trajetória da Assistência Social sistematizadaTrajetória da Assistência Social sistematizada
Trajetória da Assistência Social sistematizada
Anna Trina
 
Trajetória da Assistencia Social Sistematizada
Trajetória da Assistencia Social SistematizadaTrajetória da Assistencia Social Sistematizada
Trajetória da Assistencia Social Sistematizada
Anna Trina
 
Movimentos Sociais e Serviço Social
Movimentos Sociais e Serviço SocialMovimentos Sociais e Serviço Social
Movimentos Sociais e Serviço Social
André Santos Luigi
 
APOSTILA DE ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA.doc
APOSTILA DE ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA.docAPOSTILA DE ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA.doc
APOSTILA DE ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA.doc
DalaPereiradeAlmeida
 
Atps movimentos sociais pronto (1)
Atps movimentos sociais pronto (1)Atps movimentos sociais pronto (1)
Atps movimentos sociais pronto (1)
Maria Alves
 
Curso Gestores - Cidades Socialistas - Aula 7 Módulo 2
Curso Gestores - Cidades Socialistas - Aula 7 Módulo 2Curso Gestores - Cidades Socialistas - Aula 7 Módulo 2
Curso Gestores - Cidades Socialistas - Aula 7 Módulo 2
CETUR
 
Arroyo
ArroyoArroyo
Arroyo
ArroyoArroyo
Empoderamento e participação da comunidade em políticas sociais, maria da glo...
Empoderamento e participação da comunidade em políticas sociais, maria da glo...Empoderamento e participação da comunidade em políticas sociais, maria da glo...
Empoderamento e participação da comunidade em políticas sociais, maria da glo...
Fabiana Adaice
 
Draibe estado de bem estar desenvolvimento economico e cidadania
Draibe  estado de bem estar desenvolvimento economico e cidadaniaDraibe  estado de bem estar desenvolvimento economico e cidadania
Draibe estado de bem estar desenvolvimento economico e cidadania
Angelo Pereira
 

Semelhante a Enfoque das políticas sociais e do desenvolvimento do serviço social. (20)

politica social
politica socialpolitica social
politica social
 
Congresso
CongressoCongresso
Congresso
 
Yamamoto e oliveira política social e psicologia (2010) (4)
Yamamoto e oliveira   política social e psicologia (2010) (4)Yamamoto e oliveira   política social e psicologia (2010) (4)
Yamamoto e oliveira política social e psicologia (2010) (4)
 
Desafio Profissional 3º
Desafio Profissional 3º Desafio Profissional 3º
Desafio Profissional 3º
 
Deafios da contemporaneidade
Deafios da contemporaneidadeDeafios da contemporaneidade
Deafios da contemporaneidade
 
APONTAMENTOS SOBRE A INFLUÊNCIA RELIGIOSA- PROFISSÃO
APONTAMENTOS SOBRE A INFLUÊNCIA RELIGIOSA- PROFISSÃOAPONTAMENTOS SOBRE A INFLUÊNCIA RELIGIOSA- PROFISSÃO
APONTAMENTOS SOBRE A INFLUÊNCIA RELIGIOSA- PROFISSÃO
 
4.2 o trabalho_do_assistente_social_na_esfera_estatal
4.2 o trabalho_do_assistente_social_na_esfera_estatal4.2 o trabalho_do_assistente_social_na_esfera_estatal
4.2 o trabalho_do_assistente_social_na_esfera_estatal
 
104133246 trabalho
104133246 trabalho104133246 trabalho
104133246 trabalho
 
O desenvolvimento do serviço social
O desenvolvimento do serviço socialO desenvolvimento do serviço social
O desenvolvimento do serviço social
 
Os limites e as possibilidades da materialidade do projeto ético-político do ...
Os limites e as possibilidades da materialidade do projeto ético-político do ...Os limites e as possibilidades da materialidade do projeto ético-político do ...
Os limites e as possibilidades da materialidade do projeto ético-político do ...
 
Trajetória da Assistência Social sistematizada
Trajetória da Assistência Social sistematizadaTrajetória da Assistência Social sistematizada
Trajetória da Assistência Social sistematizada
 
Trajetória da Assistencia Social Sistematizada
Trajetória da Assistencia Social SistematizadaTrajetória da Assistencia Social Sistematizada
Trajetória da Assistencia Social Sistematizada
 
Movimentos Sociais e Serviço Social
Movimentos Sociais e Serviço SocialMovimentos Sociais e Serviço Social
Movimentos Sociais e Serviço Social
 
APOSTILA DE ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA.doc
APOSTILA DE ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA.docAPOSTILA DE ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA.doc
APOSTILA DE ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA.doc
 
Atps movimentos sociais pronto (1)
Atps movimentos sociais pronto (1)Atps movimentos sociais pronto (1)
Atps movimentos sociais pronto (1)
 
Curso Gestores - Cidades Socialistas - Aula 7 Módulo 2
Curso Gestores - Cidades Socialistas - Aula 7 Módulo 2Curso Gestores - Cidades Socialistas - Aula 7 Módulo 2
Curso Gestores - Cidades Socialistas - Aula 7 Módulo 2
 
Arroyo
ArroyoArroyo
Arroyo
 
Arroyo
ArroyoArroyo
Arroyo
 
Empoderamento e participação da comunidade em políticas sociais, maria da glo...
Empoderamento e participação da comunidade em políticas sociais, maria da glo...Empoderamento e participação da comunidade em políticas sociais, maria da glo...
Empoderamento e participação da comunidade em políticas sociais, maria da glo...
 
Draibe estado de bem estar desenvolvimento economico e cidadania
Draibe  estado de bem estar desenvolvimento economico e cidadaniaDraibe  estado de bem estar desenvolvimento economico e cidadania
Draibe estado de bem estar desenvolvimento economico e cidadania
 

Último

O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 

Enfoque das políticas sociais e do desenvolvimento do serviço social.

  • 1. SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO SERVIÇO SOCIAL ROSIANE GONCALVES ROCHA Trajetória histórica brasileira: Faces do período de 1960 a 1980 sob o enfoque das políticas sociais e do desenvolvimento do serviço social. CAMPO NOVO DO PARECIS 2014
  • 2. ROSIANE GONCALVES ROCHA Trajetória histórica brasileira: Faces do período de 1960 a 1980 sob o enfoque das políticas sociais e do desenvolvimento do serviço social. Trabalho de: SERVIÇO SOCIAL, apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média bimestral no 5 semestre flex 2 e 3. Prof.: Clarice da Luz Kernkamp; Marilucia Ricieri; Paulo Sérgio Aragão; Sérgio Goes. Orientador de sala: Marcela CAMPO NOVO DO PARECIS 2014
  • 3. SUMÁRIO INTRODUÇÃO............................................................................................................3 DESENVOLVIMENTO . ..........................................................................................4 CONCLUSÃO............................................................................................................ ..6 REFERENCIA..............................................................................................................7
  • 4. 3 1 INTRODUÇÃO No pequeno texto a seguir falaremos um pouco sobre as características das políticas sociais brasileiras no período de 1960 a 1980, e também as posturas do serviço social frente às políticas sociais naquele período. Veremos também que quando o Estado busca, em suas realizações, o atendimento a necessidades sociais básicas da população, seja através de garantias e ações concernentes à assistência social, saúde, educação, segurança, corresponde a uma ordem natural de produção da vida social, dando inicio a uma nova fase do Brasil político e agora social. E caracterizando uma nova política nos anos 60 a 80 onde o social passou a ser falado freqüentemente até os dias de hoje, em geral, transformações mais amplas a economia renda, ocupação, entre outras e nas políticas públicas educação, garantia de renda, entre outras. Neste raciocínio ao relacionar desenvolvimento e políticas sociais, paramos para fazer uma reflexão a respeito dos rumos da sociedade brasileira atual, em meio ao contexto de transformações decorrentes do processo de reestruturação produtiva e societária mundial.
  • 5. 4 2. DESENVOLVIMENTO A política social tem sido uma política fundamental para o “bem estar dos cidadãos”, o envolvimento do serviço social na política teve sua grande colaboração, pois sua orientação mesmo de fraco conhecimento na época colaborou nos diversos casos onde a classe trabalhadora além de se constituir em objeto de reivindicação dos mais diferentes movimentos sociais e sindicais. Debater a política social como política no âmbito da sociedade capitalista é buscar resgatar seu caráter de classe social – ou seja, uma política que responde, principalmente, aos interesses das classes políticas e econômicas dominantes. Naquela época predominou a máxima governamental, em um Estado democrático, essa governabilidade é exercida pelo poder público, via representantes conduzidos ao poder, direta ou indiretamente, pelo povo e de atribuir à dinâmica do rápido crescimento econômico a própria responsabilidade pela trajetória da distribuição da renda, tanto que continua a se manifestar constantemente a perspectiva liberal-conservadora. Foram criados mecanismos de desenvolvimento ao serviço social motivando o seu empenho e acrescentando novas ferramentas a serem usadas em sua área foram criadas interações afetivas, e temos é uma sociedade capitalista, que não corresponde a uma ordem natural da vida social, já tivemos a forma escravista, ou a forma feudal, como temos, ainda que causa de profundos debates acadêmicos e políticos, a forma socialista. Foi a partir de 1964 que ouve mudanças, políticas sociais e econômicas, foi possível com o golpe militar que impulsionou o Serviço Social a ser vista como profissão, dentro deste novo contexto que a retomada da dinâmica expansionista da produção e, por conseqüência, da ocupação da força de trabalho, combinada com a reorientação das políticas públicas terminaram por estabelecer um novo padrão de mudanças sociais no Brasil, com isso observou-se ações governamentais que garantiram um mínimo de subsistência ao empregado, que na verdade foi uma forma de despertar o serviço social em busca de uma nova era na política social brasileira, implantou vários aspectos a sua classe desde sua busca por um reconhecimento profissional, até o fato de agregar suas idéias de forma
  • 6. 5 política. Ao se utilizar parâmetros relativamente homogêneos de medida da mobilidade social nacional, podemos dizer que o Brasil localiza-se entre os países com as mais altas taxas de mudança social, podemos dizer que esse tipo de conhecimento que vamos acumulando no nosso dia-a-dia é chamado de senso comum, esse fato é importante caracterizando-se pela exatidão de sua construção teórica. Como padrão de mobilidade social entende-se a alteração de posições de distintos segmentos populacionais no interior da estrutura social. Podemos dizer que três referenciais fazem parte do contexto de produção da Psicologia Social: os relacionados com o progresso de áreas afins como a sociologia, a antropologia, a educação, a história social e a própria psicologia, a psicologia social, até o início dos anos 1960 parecia que daria respostas a todos os problemas sociais, mas foi atravessada por uma polêmica em torno de seu caráter teórico e ideológico, contribuíram para uma reflexão crítica sobre a função da universidade em países de terceiro mundo, entretanto, a Psicologia Social não diz respeito apenas aos trabalhos desenvolvidos no campo comunitário, uma vez que é definida por seu objeto de estudo e não pelo local de atuação profissional. Lane evidenciava que: “Não há como separar realidade e teoria, teoria e pesquisa, tal como o faz o positivismo, para o qual o lugar do teórico, do científico é sempre um lugar neutro.” Para a psicologia social, um grupo é formado pela reunião de pessoas que compartilham um objetivo, produzindo traços de filiação e interação social entre elas, buscando autonomia cientifica, por um conjunto de atividades: crescimento expressivo da produção publicada, detalhamento das temáticas anteriormente abordadas, o poder já não estava somente com o estado, mas também em instituições sociais, uma das principais dificuldades encaradas pelos profissionais tanto psicólogos como assistentes sociais foi as mudanças que houve com grupos políticos que se encontrava no governo municipal.
  • 7. 6 3. CONCLUSÃO Por fim concluímos que política social e psicologia social andam juntas a partir de um certo tempo, vimos que a política e a política social, portanto, apresentam claro e inequívoco conteúdo de classe social, e respondem, em última instância, aos interesses das classes dominantes. Com o processo de definição de políticas públicas para uma sociedade reflete os conflitos de interesses, tratava-se, em verdade, de restabelecer certo equilíbrio sistêmico os arranjos feitos nas esferas de poder que perpassam as instituições do Estado e da sociedade como um todo. Em todas as sociedades em que prevalecem mais ou menos extensamente as regras democráticas de interação política e social nas quais é reduzido o numero de interditos a formação de grupos de interesse, até o fato de empregar suas idéias de forma objetiva a política, que a perspectiva perdesse sua hegemonia, não incorporou seus segmentos críticos e se criou outras direções na política social brasileira veio a se revelar na década de 80 para frente, mas ainda podemos dizer que o passado encontra muito ligado ao presente.
  • 8. 7 4. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS IAMAMOTO, M. V. (2002) Renovação e Conservadorismo no Serviço Social, São Paulo, Cortez OSORIO, Luiz Carlos. Psicologia grupal: uma nova disciplina para o advento de uma era. Porto Alegre: Artmed, 2003. VIEIRA, Evaldo. Estado e miséria social no Brasil de Getúlio a Geisel. 4. ed.. São Paulo: Cortez, 1995. BOMFIM, Elizabeth de Melo. Psicologia social no Brasil. Belo Horizonte, Edições do Campo, Social, 2003a. BOMFIM, Elizabeth de Melo. Contribuições para a história da psicologia no Brasil. In: JACÓ-VILELA, Ana Maria; ROCHA, Marisa Lopes da; MANCEBO, Deise (Org.). Psicologia social: relatos na América Latina. São Paulo: 2003b.