SlideShare uma empresa Scribd logo
Instituto Astronômico e Geofísico
Universidade de São Paulo
São Paulo, 23 de Setembro, 2013
Mestrado profissional:
pós-graduação de utilidade pública
Ciclamio Leite Barreto
Professor Associado do Depto. de Física/ CCET/ UFRN
Membro do corpo docente do Ppgecnm
• Hoje, para qualquer profissional, é fundamental ajustar-se
constantemente aos novos descobrimentos e invenções que
vêm da ciência e às pertinentes novas tecnologias. Para o
professor, isso significa formação continuada: ajustar-se às
conquistas que vêm da sua área científica, mas também que
vêm da pesquisa didático-pedagógica do ensino da sua área.
• O mestrado profissional deve ser a maneira de um
profissional aprender na prática a fazer pesquisa; assim
habilita-se a reconhecer as novidades científicas de que
necessitará para atualizar-se. Um mestrado profissional em
ensino capacitará o professor a ajustar-se às novidades
científicas e pedagógicas de interesse em seu ofício.
Por que pesquisa em ensino?
Faz-se necessária e essencial a
vinculação a um programa de
pós-graduação específico para
este fim - não em qualquer
programa de pós-graduação!
Inserção formal da pesquisa na formação
do professor
• Uma modalidade de pós-graduação que efetiva um vínculo direto da
universidade com a sociedade - constitui ajuda direta no
desenvolvimento social, através da melhoria da qualidade das ações de
trabalho profissional, especialmente dos professores na educação básica;
• No caso dos mestrados profissionais em ensino, a principal contribuição
vem na forma de uma melhoria na qualificação de professores para
aprimoramento de seu ofício na escola, por exemplo, capacitação para
propiciar aos muitos estudantes um contato rápido, eficiente e de
qualidade do conhecimento científico contemporâneo associado aos
seus fundamentos; é uma pós-graduação de elevada utilidade pública;
• Professores com essa titulação podem dar contribuição relevante para
incrementar o IDEB [*] da escola/ rede.
[*] Índice de Desenvolvimento da Educação Básica
O que é mestrado profissional?
O que diferencia os dois tipos de mestrado são o perfil dos candidatos e o
foco de atuação.
• O mestrado acadêmico busca formar, a longo prazo, um pesquisador,
com profunda imersão na pesquisa. Por exemplo, constitui-se na etapa
inicial para o pretendente a pesquisador em física. Em geral, privilegia a
pesquisa básica.
• No mestrado profissional também deve ocorrer a imersão na pesquisa,
mas o objetivo principal é formar alguém que, no mundo profissional
externo à academia, saiba localizar, reconhecer, identificar e, sobretudo,
utilizar a pesquisa de modo a agregar valor a suas atividades, sejam estas
de interesse mais pessoal ou mais social. É exemplo o professor titulado
(mais competente que antes) que utiliza os eficientes e modernos
métodos certificados pela pesquisa em ensino da sua área. Em geral,
trata com pesquisa aplicada.
Mestrado acadêmico versus
mestrado profissional [1]
Abordagem adotada no mestrado profissional: opção distinta
dos mestrados acadêmicos nas áreas específicas porque:
1. Deve ser projetada a contemplar não só conteúdos
específicos da área vinculados ao ensino a ser posto em
prática pelos seus egressos;
1. Incorpora conteúdos didático-pedagógicos, metodológicos
da pesquisa e do ensino, e de história, filosofia e sociologia
da ciência, especialmente aqueles pertinentes à área de
atuação dos mestrandos;
1. Frequente ênfase na abordagem CTSA.
Mestrado acadêmico versus
mestrado profissional [2]
● É necessário que o aluno pesquise, e a maior parte dos docentes
tenham doutorado e mantenham produção científica constante,
devidamente avalisada pelos parâmetros de sua área;
● Na avaliação das propostas são considerados principalmente as
dissertações, preferencialmente constituindo casos de aplicação
de conhecimento científico ao ambiente profissional para o qual se
volta o curso, e que pelo menos parte do corpo docente
demonstre produção em campos aplicados no referido ambiente
profissional;
● Produtos (utilizáveis por professores): além das dissertações
finais, recursos didáticos tais como sequências didáticas, planos de
aula, videos, simulações, roteiros de experimentos implicados etc.,
tudo validado e completado no máximo em 36 meses.
Critérios para criação e manutenção de
um mestrado profissional em ensino
• Conteúdos específicos da área de atuação: um mestrado
profissional em ensino de física PODE EXIGIR ‘expertises’
(competências e habilidades) docentes sobre (Ref. 3):
o mecânica clássica;
o termodinâmica;
o eletromagnetismo e óptica;
o física moderna e contemporânea;
o metodologia da pesquisa em ensino de ciências;
o didática das ciências;
o história, filosofia e sociologia da ciência;
o planejamento e avaliação de sequências didáticas;
o ensino de ciências e sociedade etc.
o tópicos especiais em ensino de física / astronomia; etc.
Campos implicados em um mestrado
profissional em ensino de física
• Ppgecnm: sigla para Programa de pós- graduação em ensino
de ciências naturais e matemática (CCET/UFRN);
• Prioriza formação continuada de professores para a
educação básica nas áreas de ensino de
(i) astronomia;
(ii) ciências (Ensino Fundamental);
(iii) ciências biológicas;
(iv) física;
(v) química; e
(vi) educação matemática;
• Objetivo geral: prover formação continuada qualificada, em
nível de mestrado profissional, a professores veteranos e
iniciantes;
• Em elaboração: projeto de doutorado.
O que é o Ppgecnm?
A proposta do PPGECNM considera dentre os seus objetivos formativos, os
seguintes:
• instrumentalizar os pós-graduandos de modo que tenham autonomia
para refletirem e redimensionarem sua prática pedagógica e produzirem
conhecimentos que possam ser difundidos no ensino de ciências naturais
e matemática;
• promover embasamento de conteúdos científicos e de metodologias de
ensino atuais;
• criar condições de continuidade de estudos, pesquisas e formação
profissional de modo a estabelecer um diálogo contínuo entre o saber
científico e o saber escolar;
• enfatizar a interdisciplinaridade como um fator essencial à formação e ao
exercício profissional dos pós-graduandos;
• contribuir para um maior intercâmbio com outras instituições de ensino
e pesquisas nacionais e internacionais.
Objetivos formativos do Ppgecnm
• O Ppgecnm iniciou suas atividades em 2002, sendo atualmente
homologado pelo CNE (Port.MEC No.1077, 31/08/2012, Sec.1,
pag.25); em 2012 celebrou-se seus 10 anos, demonstrando vigor
com Avaliação Capes: nota 4,0;
• Abriga o mestrado profissional, com uma área de concentração
em Ensino de Ciências Naturais e Matemática;
• Aceita candidatos professores da educação básica, bem como da
educação superior, preferencialmente das redes públicas;
• São exigidas disciplinas, proficiência em língua estrangeira,
participação em seminários de pesquisa, estágio de iniciação à
docência, e elaboração supervisionada da dissertação.
O mestrado profissional no Ppgecnm
São três:
• Educação em astronomia e ciências da Terra;
• Ensino e aprendizagem de ciências da natureza e
de matemática;
• História, filosofia e sociologia da ciência no
ensino de ciências da natureza e da matemática.
Linhas de pesquisa do Ppgecnm
Dissertaçoes concluídas ou a concluir no Ppgecnm de 2004 a 2014 (previsto).
Em PORCENTAGEM POR ÁREA DE ATUAÇÃO (Ref. 2)
100
50
0
2004 2009
2014
Dissertações defendidas
Núcleo comum (formação geral): mínimo de duas obrigatórias entre as quatro seguintes (8 cr. ou mais):
· ECM0100 - HISTORIA DAS CIENCIAS E ENSINO DAS CIENCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA - 60h
· ECM0200 - FILOSOFIA DAS CIENCIAS E ENSINO DAS CIENCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA - 60h
· ECM0300 - DIDATICA DAS CIENCAS DA NATUREZA E DA MATEMATICA - 60h
· ECM0400 - METODOLOGIA DA PESQUISA EM ENSINO DAS CIENCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA - 60h
Seis disciplinas obrigatórias sob orientação direta (12 cr.):
· ECM0601 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO I - 15h
· ECM0602 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO II - 30h
· ECM0603 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO III - 30h
· ECM0604 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO IV - 30h
ECM0700 - SEMINARIO DE PESQUISA - 30h
· ECM0803 - ORIENTACAO DE ELABORACAO DE DISSERTACAO - 45h
Pelo menos uma disciplina obrigatória entre as 7 ESPECÍFICAS / ELETIVAS seguintes (4 cr. ou mais):
· ECM0101 - ENSINO DOS CONCEITOS FUND. EM MECANICA E TERMODINAMICA - 60h
· ECM0102 - ENSINO DOS CONCEITOS FUND. EM ELETROMAGNETISMO E OPTICA - 60h
· ECM0103 – CONC. FUND. E ENSINO DE FISICA MODERNA E CONTEMPORANEA I - 60h
· ECM0104 – CONC. FUND. E ENSINO DE FISICA MODERNA E CONTEMPORANEA II - 60h
· ECM0402 - TOPICOS ESPECIAIS DE ENSINO DE CIENCIAS - 60h
· ECM0105 - TOPICOS ESPECIAIS DE ENSINO DE FISICA - 60h
· ECM0107 - TOPICOS DE ENSINO DE ASTRONOMIA - 60h
· ECM0500 - ENSINO DAS CIENCIAS DA NATUREZA E DA MATEMATICA E SOCIEDADE - 60 h
E mais as seguintes atividades obrigatórias (não contabilizam créditos):
· ECM0804 – ESTÁGIO DE DOCÊNCIA ASSISTIDA
· Exame de proficiência em língua estrangeira (espanhol, francês, inglês)
· Exame de qualificação de mestrado (aprovação do projeto de pesquisa)
Defesa da dissertação
Percurso curricular típico (28 cr.) da área
de ensino de física e de astronomia
PROFMAT: mestrado profissional semipresencial já
implementado apoiado pela Capes e coordenado pela SBM:
http://www.capes.gov.br/servicos/sala-de-imprensa/36-
noticias/5341-mestrado-para-professor-de-matematica-tera-
1575-vagas
MNPEF: Mestrado nacional profissional em ensino de física em
julgamento na Capes, a ser coordenado pela SBF:
http://www.sbfisica.org.br/v1/index.php?option=com_content&
view=article&id=439:mestrado-profissional-para-professores-
avanca-na-capes&catid=111:novembro-2012&Itemid=270
As ofertas controversas
Menor número de docentes por área do programa:
• ANDRÉ FERRER PINTO MARTINS;
• AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO;
• CICLAMIO LEITE BARRETO;
• DANIEL BRITO (credenciamento em processo)
• GILVAN LUIZ BORBA;
• JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA;
• MIDORI HIJIOKA CAMELO;
• SILVIA CALBO AROCA.
Corpo docente da área de pesquisa em
ensino de física e de astronomia
• [1] Portal do Ppgecnm: Acesso permanente. Disponível em:
http://www.sigaa.ufrn.br/sigaa/public/programa/lista.jsf?a
ba=p-academico
• [2] MGL Silva, CA Noronha, MFF de Araújo. 10 anos de
mestrado profissional em ensino de ciências e matemática
na UFRN: revelando novas fronteiras. Natal: Editora da
UFRN, 2013. (Em breve no portal acima, em formato .PDF)
• [3] Grade curricular do Ppgecnm: Acesso permanente.
Disponível em:
http://www.sigaa.ufrn.br/sigaa/public/curso/resumo_curso.jsf
Referências
Muito grato pela atenção.
Contato: ciclamio@gmail.com
Vamos debater!

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Mestrado profissional: pós-graduação de utilidade pública

fisica_2014.pptx
fisica_2014.pptxfisica_2014.pptx
fisica_2014.pptx
JhonatanAlfaro3
 
300.pdf
300.pdf300.pdf
Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Programa de Mestrado Profissional em Ad...
Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Programa de Mestrado Profissional em Ad...Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Programa de Mestrado Profissional em Ad...
Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Programa de Mestrado Profissional em Ad...
REDERESÍDUO
 
UM ESTUDO DAS CONCEPÇÕES DOS DOCENTES SOBRE A ESTRUTURAÇÃO DO CURSO DE LICENC...
UM ESTUDO DAS CONCEPÇÕES DOS DOCENTES SOBRE A ESTRUTURAÇÃO DO CURSO DE LICENC...UM ESTUDO DAS CONCEPÇÕES DOS DOCENTES SOBRE A ESTRUTURAÇÃO DO CURSO DE LICENC...
UM ESTUDO DAS CONCEPÇÕES DOS DOCENTES SOBRE A ESTRUTURAÇÃO DO CURSO DE LICENC...
Adriana Ramos
 
Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Ana Garcez
 
Curso de engenharia elétrica uespi
Curso de engenharia elétrica uespiCurso de engenharia elétrica uespi
Curso de engenharia elétrica uespi
Heitor Galvão
 
Curso de doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologia - Candidaturas abe...
Curso de doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologia - Candidaturas abe...Curso de doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologia - Candidaturas abe...
Curso de doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologia - Candidaturas abe...
José Cravino
 
Proex ciencias biologicas 1 modulo
Proex ciencias biologicas 1 moduloProex ciencias biologicas 1 modulo
Proex ciencias biologicas 1 modulo
Rosatricia Moura
 
Programa de Extensão Ciências Biológicas
Programa de Extensão Ciências BiológicasPrograma de Extensão Ciências Biológicas
Programa de Extensão Ciências Biológicas
Rosatricia Moura
 
Apresentação Projeto EngFut
Apresentação Projeto EngFutApresentação Projeto EngFut
Apresentação Projeto EngFut
btizatto1
 
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
Victor Hugo Azevedo Carneiro
 
Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012
Gestaoead
 
Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012
Carmen Damaris da Silva
 
Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012
Gestaoead
 
201112211033468pppc pos gestao_escolar_jc[1]
201112211033468pppc pos gestao_escolar_jc[1]201112211033468pppc pos gestao_escolar_jc[1]
201112211033468pppc pos gestao_escolar_jc[1]
Jorge Mané
 
APOSTILA DE MIC
APOSTILA DE MICAPOSTILA DE MIC
Open Day do PPGE-UFRRJ - Programa de Pós Graduação em Gestão e Estratégia da ...
Open Day do PPGE-UFRRJ - Programa de Pós Graduação em Gestão e Estratégia da ...Open Day do PPGE-UFRRJ - Programa de Pós Graduação em Gestão e Estratégia da ...
Open Day do PPGE-UFRRJ - Programa de Pós Graduação em Gestão e Estratégia da ...
Flávia Galindo
 
Quero Ser Professor, Quero ser Cientista
Quero Ser Professor, Quero ser CientistaQuero Ser Professor, Quero ser Cientista
Quero Ser Professor, Quero ser Cientista
Palácio do Planalto
 
Universidade castelo branco zoologia dos-vertebrados
Universidade castelo branco   zoologia dos-vertebradosUniversidade castelo branco   zoologia dos-vertebrados
Universidade castelo branco zoologia dos-vertebrados
Fernanda Guerra
 
Fnf 2014 13-programa
Fnf 2014 13-programaFnf 2014 13-programa
Fnf 2014 13-programa
Filomena Rodrigues
 

Semelhante a Mestrado profissional: pós-graduação de utilidade pública (20)

fisica_2014.pptx
fisica_2014.pptxfisica_2014.pptx
fisica_2014.pptx
 
300.pdf
300.pdf300.pdf
300.pdf
 
Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Programa de Mestrado Profissional em Ad...
Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Programa de Mestrado Profissional em Ad...Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Programa de Mestrado Profissional em Ad...
Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Programa de Mestrado Profissional em Ad...
 
UM ESTUDO DAS CONCEPÇÕES DOS DOCENTES SOBRE A ESTRUTURAÇÃO DO CURSO DE LICENC...
UM ESTUDO DAS CONCEPÇÕES DOS DOCENTES SOBRE A ESTRUTURAÇÃO DO CURSO DE LICENC...UM ESTUDO DAS CONCEPÇÕES DOS DOCENTES SOBRE A ESTRUTURAÇÃO DO CURSO DE LICENC...
UM ESTUDO DAS CONCEPÇÕES DOS DOCENTES SOBRE A ESTRUTURAÇÃO DO CURSO DE LICENC...
 
Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)
 
Curso de engenharia elétrica uespi
Curso de engenharia elétrica uespiCurso de engenharia elétrica uespi
Curso de engenharia elétrica uespi
 
Curso de doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologia - Candidaturas abe...
Curso de doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologia - Candidaturas abe...Curso de doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologia - Candidaturas abe...
Curso de doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologia - Candidaturas abe...
 
Proex ciencias biologicas 1 modulo
Proex ciencias biologicas 1 moduloProex ciencias biologicas 1 modulo
Proex ciencias biologicas 1 modulo
 
Programa de Extensão Ciências Biológicas
Programa de Extensão Ciências BiológicasPrograma de Extensão Ciências Biológicas
Programa de Extensão Ciências Biológicas
 
Apresentação Projeto EngFut
Apresentação Projeto EngFutApresentação Projeto EngFut
Apresentação Projeto EngFut
 
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
Planejamento PET Engenharia de Pesca - UFC 2012
 
Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012
 
Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012
 
Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012Apresentação proj gestão_ead_2012
Apresentação proj gestão_ead_2012
 
201112211033468pppc pos gestao_escolar_jc[1]
201112211033468pppc pos gestao_escolar_jc[1]201112211033468pppc pos gestao_escolar_jc[1]
201112211033468pppc pos gestao_escolar_jc[1]
 
APOSTILA DE MIC
APOSTILA DE MICAPOSTILA DE MIC
APOSTILA DE MIC
 
Open Day do PPGE-UFRRJ - Programa de Pós Graduação em Gestão e Estratégia da ...
Open Day do PPGE-UFRRJ - Programa de Pós Graduação em Gestão e Estratégia da ...Open Day do PPGE-UFRRJ - Programa de Pós Graduação em Gestão e Estratégia da ...
Open Day do PPGE-UFRRJ - Programa de Pós Graduação em Gestão e Estratégia da ...
 
Quero Ser Professor, Quero ser Cientista
Quero Ser Professor, Quero ser CientistaQuero Ser Professor, Quero ser Cientista
Quero Ser Professor, Quero ser Cientista
 
Universidade castelo branco zoologia dos-vertebrados
Universidade castelo branco   zoologia dos-vertebradosUniversidade castelo branco   zoologia dos-vertebrados
Universidade castelo branco zoologia dos-vertebrados
 
Fnf 2014 13-programa
Fnf 2014 13-programaFnf 2014 13-programa
Fnf 2014 13-programa
 

Último

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 

Último (20)

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 

Mestrado profissional: pós-graduação de utilidade pública

  • 1. Instituto Astronômico e Geofísico Universidade de São Paulo São Paulo, 23 de Setembro, 2013 Mestrado profissional: pós-graduação de utilidade pública Ciclamio Leite Barreto Professor Associado do Depto. de Física/ CCET/ UFRN Membro do corpo docente do Ppgecnm
  • 2. • Hoje, para qualquer profissional, é fundamental ajustar-se constantemente aos novos descobrimentos e invenções que vêm da ciência e às pertinentes novas tecnologias. Para o professor, isso significa formação continuada: ajustar-se às conquistas que vêm da sua área científica, mas também que vêm da pesquisa didático-pedagógica do ensino da sua área. • O mestrado profissional deve ser a maneira de um profissional aprender na prática a fazer pesquisa; assim habilita-se a reconhecer as novidades científicas de que necessitará para atualizar-se. Um mestrado profissional em ensino capacitará o professor a ajustar-se às novidades científicas e pedagógicas de interesse em seu ofício. Por que pesquisa em ensino?
  • 3. Faz-se necessária e essencial a vinculação a um programa de pós-graduação específico para este fim - não em qualquer programa de pós-graduação! Inserção formal da pesquisa na formação do professor
  • 4. • Uma modalidade de pós-graduação que efetiva um vínculo direto da universidade com a sociedade - constitui ajuda direta no desenvolvimento social, através da melhoria da qualidade das ações de trabalho profissional, especialmente dos professores na educação básica; • No caso dos mestrados profissionais em ensino, a principal contribuição vem na forma de uma melhoria na qualificação de professores para aprimoramento de seu ofício na escola, por exemplo, capacitação para propiciar aos muitos estudantes um contato rápido, eficiente e de qualidade do conhecimento científico contemporâneo associado aos seus fundamentos; é uma pós-graduação de elevada utilidade pública; • Professores com essa titulação podem dar contribuição relevante para incrementar o IDEB [*] da escola/ rede. [*] Índice de Desenvolvimento da Educação Básica O que é mestrado profissional?
  • 5. O que diferencia os dois tipos de mestrado são o perfil dos candidatos e o foco de atuação. • O mestrado acadêmico busca formar, a longo prazo, um pesquisador, com profunda imersão na pesquisa. Por exemplo, constitui-se na etapa inicial para o pretendente a pesquisador em física. Em geral, privilegia a pesquisa básica. • No mestrado profissional também deve ocorrer a imersão na pesquisa, mas o objetivo principal é formar alguém que, no mundo profissional externo à academia, saiba localizar, reconhecer, identificar e, sobretudo, utilizar a pesquisa de modo a agregar valor a suas atividades, sejam estas de interesse mais pessoal ou mais social. É exemplo o professor titulado (mais competente que antes) que utiliza os eficientes e modernos métodos certificados pela pesquisa em ensino da sua área. Em geral, trata com pesquisa aplicada. Mestrado acadêmico versus mestrado profissional [1]
  • 6. Abordagem adotada no mestrado profissional: opção distinta dos mestrados acadêmicos nas áreas específicas porque: 1. Deve ser projetada a contemplar não só conteúdos específicos da área vinculados ao ensino a ser posto em prática pelos seus egressos; 1. Incorpora conteúdos didático-pedagógicos, metodológicos da pesquisa e do ensino, e de história, filosofia e sociologia da ciência, especialmente aqueles pertinentes à área de atuação dos mestrandos; 1. Frequente ênfase na abordagem CTSA. Mestrado acadêmico versus mestrado profissional [2]
  • 7. ● É necessário que o aluno pesquise, e a maior parte dos docentes tenham doutorado e mantenham produção científica constante, devidamente avalisada pelos parâmetros de sua área; ● Na avaliação das propostas são considerados principalmente as dissertações, preferencialmente constituindo casos de aplicação de conhecimento científico ao ambiente profissional para o qual se volta o curso, e que pelo menos parte do corpo docente demonstre produção em campos aplicados no referido ambiente profissional; ● Produtos (utilizáveis por professores): além das dissertações finais, recursos didáticos tais como sequências didáticas, planos de aula, videos, simulações, roteiros de experimentos implicados etc., tudo validado e completado no máximo em 36 meses. Critérios para criação e manutenção de um mestrado profissional em ensino
  • 8. • Conteúdos específicos da área de atuação: um mestrado profissional em ensino de física PODE EXIGIR ‘expertises’ (competências e habilidades) docentes sobre (Ref. 3): o mecânica clássica; o termodinâmica; o eletromagnetismo e óptica; o física moderna e contemporânea; o metodologia da pesquisa em ensino de ciências; o didática das ciências; o história, filosofia e sociologia da ciência; o planejamento e avaliação de sequências didáticas; o ensino de ciências e sociedade etc. o tópicos especiais em ensino de física / astronomia; etc. Campos implicados em um mestrado profissional em ensino de física
  • 9. • Ppgecnm: sigla para Programa de pós- graduação em ensino de ciências naturais e matemática (CCET/UFRN); • Prioriza formação continuada de professores para a educação básica nas áreas de ensino de (i) astronomia; (ii) ciências (Ensino Fundamental); (iii) ciências biológicas; (iv) física; (v) química; e (vi) educação matemática; • Objetivo geral: prover formação continuada qualificada, em nível de mestrado profissional, a professores veteranos e iniciantes; • Em elaboração: projeto de doutorado. O que é o Ppgecnm?
  • 10. A proposta do PPGECNM considera dentre os seus objetivos formativos, os seguintes: • instrumentalizar os pós-graduandos de modo que tenham autonomia para refletirem e redimensionarem sua prática pedagógica e produzirem conhecimentos que possam ser difundidos no ensino de ciências naturais e matemática; • promover embasamento de conteúdos científicos e de metodologias de ensino atuais; • criar condições de continuidade de estudos, pesquisas e formação profissional de modo a estabelecer um diálogo contínuo entre o saber científico e o saber escolar; • enfatizar a interdisciplinaridade como um fator essencial à formação e ao exercício profissional dos pós-graduandos; • contribuir para um maior intercâmbio com outras instituições de ensino e pesquisas nacionais e internacionais. Objetivos formativos do Ppgecnm
  • 11. • O Ppgecnm iniciou suas atividades em 2002, sendo atualmente homologado pelo CNE (Port.MEC No.1077, 31/08/2012, Sec.1, pag.25); em 2012 celebrou-se seus 10 anos, demonstrando vigor com Avaliação Capes: nota 4,0; • Abriga o mestrado profissional, com uma área de concentração em Ensino de Ciências Naturais e Matemática; • Aceita candidatos professores da educação básica, bem como da educação superior, preferencialmente das redes públicas; • São exigidas disciplinas, proficiência em língua estrangeira, participação em seminários de pesquisa, estágio de iniciação à docência, e elaboração supervisionada da dissertação. O mestrado profissional no Ppgecnm
  • 12. São três: • Educação em astronomia e ciências da Terra; • Ensino e aprendizagem de ciências da natureza e de matemática; • História, filosofia e sociologia da ciência no ensino de ciências da natureza e da matemática. Linhas de pesquisa do Ppgecnm
  • 13. Dissertaçoes concluídas ou a concluir no Ppgecnm de 2004 a 2014 (previsto). Em PORCENTAGEM POR ÁREA DE ATUAÇÃO (Ref. 2) 100 50 0 2004 2009 2014 Dissertações defendidas
  • 14. Núcleo comum (formação geral): mínimo de duas obrigatórias entre as quatro seguintes (8 cr. ou mais): · ECM0100 - HISTORIA DAS CIENCIAS E ENSINO DAS CIENCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA - 60h · ECM0200 - FILOSOFIA DAS CIENCIAS E ENSINO DAS CIENCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA - 60h · ECM0300 - DIDATICA DAS CIENCAS DA NATUREZA E DA MATEMATICA - 60h · ECM0400 - METODOLOGIA DA PESQUISA EM ENSINO DAS CIENCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA - 60h Seis disciplinas obrigatórias sob orientação direta (12 cr.): · ECM0601 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO I - 15h · ECM0602 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO II - 30h · ECM0603 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO III - 30h · ECM0604 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO IV - 30h ECM0700 - SEMINARIO DE PESQUISA - 30h · ECM0803 - ORIENTACAO DE ELABORACAO DE DISSERTACAO - 45h Pelo menos uma disciplina obrigatória entre as 7 ESPECÍFICAS / ELETIVAS seguintes (4 cr. ou mais): · ECM0101 - ENSINO DOS CONCEITOS FUND. EM MECANICA E TERMODINAMICA - 60h · ECM0102 - ENSINO DOS CONCEITOS FUND. EM ELETROMAGNETISMO E OPTICA - 60h · ECM0103 – CONC. FUND. E ENSINO DE FISICA MODERNA E CONTEMPORANEA I - 60h · ECM0104 – CONC. FUND. E ENSINO DE FISICA MODERNA E CONTEMPORANEA II - 60h · ECM0402 - TOPICOS ESPECIAIS DE ENSINO DE CIENCIAS - 60h · ECM0105 - TOPICOS ESPECIAIS DE ENSINO DE FISICA - 60h · ECM0107 - TOPICOS DE ENSINO DE ASTRONOMIA - 60h · ECM0500 - ENSINO DAS CIENCIAS DA NATUREZA E DA MATEMATICA E SOCIEDADE - 60 h E mais as seguintes atividades obrigatórias (não contabilizam créditos): · ECM0804 – ESTÁGIO DE DOCÊNCIA ASSISTIDA · Exame de proficiência em língua estrangeira (espanhol, francês, inglês) · Exame de qualificação de mestrado (aprovação do projeto de pesquisa) Defesa da dissertação Percurso curricular típico (28 cr.) da área de ensino de física e de astronomia
  • 15. PROFMAT: mestrado profissional semipresencial já implementado apoiado pela Capes e coordenado pela SBM: http://www.capes.gov.br/servicos/sala-de-imprensa/36- noticias/5341-mestrado-para-professor-de-matematica-tera- 1575-vagas MNPEF: Mestrado nacional profissional em ensino de física em julgamento na Capes, a ser coordenado pela SBF: http://www.sbfisica.org.br/v1/index.php?option=com_content& view=article&id=439:mestrado-profissional-para-professores- avanca-na-capes&catid=111:novembro-2012&Itemid=270 As ofertas controversas
  • 16. Menor número de docentes por área do programa: • ANDRÉ FERRER PINTO MARTINS; • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO; • CICLAMIO LEITE BARRETO; • DANIEL BRITO (credenciamento em processo) • GILVAN LUIZ BORBA; • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA; • MIDORI HIJIOKA CAMELO; • SILVIA CALBO AROCA. Corpo docente da área de pesquisa em ensino de física e de astronomia
  • 17. • [1] Portal do Ppgecnm: Acesso permanente. Disponível em: http://www.sigaa.ufrn.br/sigaa/public/programa/lista.jsf?a ba=p-academico • [2] MGL Silva, CA Noronha, MFF de Araújo. 10 anos de mestrado profissional em ensino de ciências e matemática na UFRN: revelando novas fronteiras. Natal: Editora da UFRN, 2013. (Em breve no portal acima, em formato .PDF) • [3] Grade curricular do Ppgecnm: Acesso permanente. Disponível em: http://www.sigaa.ufrn.br/sigaa/public/curso/resumo_curso.jsf Referências
  • 18. Muito grato pela atenção. Contato: ciclamio@gmail.com Vamos debater!