SlideShare uma empresa Scribd logo
Terra entre rios
Mesopotâmia
A Mesopotâmia
• A Mesopotâmia está inserida numa área
conhecida como “Crescente Fértil”
exatamente por ter a forma de uma lua
crescente e de ter um solo fértil – uma
região do Oriente Médio excelente para a
agricultura, exatamente onde a maior
parte das terras vizinhas eram muito
áridas para o desenvolvimento da
agricultura.
Mesopotâmia: terra entre rios
• A região do Crescente Fértil
localiza-se hoje nos
territórios de Israel,
Jordânia e Líbano bem como
partes da Síria, do Iraque,
do Egito, do sudeste
da Turquia e sudoeste do Irã.
Localização da
Mesopotâmia
•Nome grego que significa “terra
entre rios”
•Trata-se de um planalto
localizado no Oriente Médio,
delimitado entre os rios Tigre e
Eufrates, que desembocam no Golfo
Pérsico.
Mesopotâmia: terra entre rios
Oriente Médio
Rios Tigre e Eufrates
Rio Eufrates
Mesopotâmia: terra entre rios
Rio Tigre
Mesopotâmia: terra entre rios
Localização atual
Mesopotâmia
• A Mesopotâmia foi uma região onde
se estabeleceram muitos povos
nômades vindos de diversas regiões.
• As existência de solos férteis, que
possibilitou o desenvolvimento da
agricultura, foi um dos fatores que
contribuiu para o desenvolvimento
de uma das principais civilizações
do mundo antigo.
Principais povos
mesopotâmicos
•Sumérios
•Acádios
•Amoritas ou Babilônios
•Assírios
Principais características
dos povos mesopotâmicos
• Eram politeístas, isto é, acreditavam em vários
deuses.
• Tinham uma forma de organização baseada na
centralização de poder, onde apenas uma pessoa
( imperador ou rei ) comandava tudo.
• A economia destes povos era baseada na
agricultura e no comércio de caravanas.
• Mesopotâmia foi governada por monarquias
teocráticas , o poder estava concentrado nas
mãos do soberano, ele era considerado um
representante dos deuses na Terra, capaz de
traduzir a vontade divina. Tinha os poderes
religiosos, militares e políticos.
Os Sumérios
• Uma grande contribuição dos sumérios
foi o desenvolvimento da escrita
cuneiforme, por volta de 4000 a.C.
Usavam placas de barro, onde
cunhavam esta escrita. Muito do que
sabemos hoje sobre este período da
história, devemos as placas de
argila com registros cotidianos,
administrativos, econômicos e
políticos da época.
A escrita cuneiforme
As palavras eram
escritas em forma de
cunha, uma vez que na
argila mole era
difícil desenhar
sinais curvos. O
sistema foi adotado
por outros povos e, em
determinado momento, a
escrita dominou todos
os estados da
Mesopotâmia, não
apenas nas placas de
argila, mas também, em
marfim e pequenas
tábuas de madeira.
Babilônios
• Foram responsáveis por um dos primeiros
códigos de leis que temos conhecimento – o
Código de Hamurabi.
• Os babilônios também desenvolveram um rico
e preciso calendário, cujo objetivo
principal era conhecer mais sobre as
cheias do rio Eufrates e também obter
melhores condições para o desenvolvimento
da agricultura. Excelentes observadores
dos astros e com grande conhecimento
de astronomia, desenvolveram um preciso
relógio de sol.
O Código de Hamurabi
• É uma compilação de 282 leis
da antiga Babilônia (atual
Iraque), composto por volta de
1772 a.C.
• Hamurabi é o sexto rei da
Babilônia, responsável por
decretar o código conhecido
com seu nome, que sobreviveu
até os dias de hoje em cópias
parcialmente preservadas,
sendo uma na forma de uma
grande estela (monolito) de
tamanho de um humano médio,
além de vários tabletes
menores de barro.
• O Código de Hamurabi
estabelecia regras de vida e
de propriedade, estendendo a
lei a todos os súditos do
império.
A Lei de Talião
• A Lei de Talião é o ponto principal e fundamental para o Código
de Hamurabi.
• A pena se baseia na justa reciprocidade do crime e da pena,
frequentemente simbolizada pela expressão “olho por olho, dente
por dente”.
• Algumas leis do Código de Hamurabi são as seguintes:
 Se uma pessoa roubar a propriedade de um templo ou corte, ele
será condenado à morte e também aquele que receber o produto do
roubo deverá ser igualmente condenado à morte.
 Se uma pessoa roubar o filho menor de outra, o ladrão deverá ser
condenado à morte.
 Se um homem tomar uma mulher como esposa, mas não tiver relações
com ela, esta mulher não será considerada esposa deste homem.
 Se uma pessoa deixar entrar água, e esta alagar as plantações do
vizinho, ele deverá pagar 10 gur de cereais por cada 10 gan de
terra.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

01 história rafael - roma antiga - super revisão - 6º ano 2015
01 história   rafael - roma antiga - super revisão - 6º ano 201501 história   rafael - roma antiga - super revisão - 6º ano 2015
01 história rafael - roma antiga - super revisão - 6º ano 2015
Rafael Noronha
 
Hebreus
HebreusHebreus
As Grandes Civilizações da América
As Grandes Civilizações da AméricaAs Grandes Civilizações da América
As Grandes Civilizações da América
Alex Ferreira dos Santos
 
O egito antigo
O egito antigoO egito antigo
O egito antigo
Espanhol Puríssimo
 
Slides bizantinos 1º. ano
Slides bizantinos    1º. anoSlides bizantinos    1º. ano
Slides bizantinos 1º. ano
Fatima Freitas
 
1° ano E.M. - Antigo Egito
1° ano E.M. -  Antigo Egito1° ano E.M. -  Antigo Egito
1° ano E.M. - Antigo Egito
Daniel Alves Bronstrup
 
Mesopotâmia (6º Ano - 2016)
Mesopotâmia (6º Ano - 2016)Mesopotâmia (6º Ano - 2016)
Mesopotâmia (6º Ano - 2016)
Nefer19
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
dmflores21
 
Resumo egito antigo
Resumo   egito antigoResumo   egito antigo
Resumo egito antigo
Claudenilson da Silva
 
Civilização Hebraica
Civilização HebraicaCivilização Hebraica
Civilização Hebraica
Patrícia Morais
 
Aula Egito Babil Heb
Aula Egito Babil HebAula Egito Babil Heb
Aula Egito Babil Heb
Lucas Nunes de Souza
 
egito
 egito egito
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Império romano ascensão e crise
Império romano  ascensão e crise Império romano  ascensão e crise
Império romano ascensão e crise
Patrick Von Braun
 
O império romano
O império romanoO império romano
O império romano
Cristina Soares
 
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Antigas civilizações
Antigas civilizações Antigas civilizações
Antigas civilizações
Adail Silva
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
cattonia
 
Cuxe
CuxeCuxe
A grécia antiga
A grécia antigaA grécia antiga
A grécia antiga
Cleide Professora
 

Mais procurados (20)

01 história rafael - roma antiga - super revisão - 6º ano 2015
01 história   rafael - roma antiga - super revisão - 6º ano 201501 história   rafael - roma antiga - super revisão - 6º ano 2015
01 história rafael - roma antiga - super revisão - 6º ano 2015
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
 
As Grandes Civilizações da América
As Grandes Civilizações da AméricaAs Grandes Civilizações da América
As Grandes Civilizações da América
 
O egito antigo
O egito antigoO egito antigo
O egito antigo
 
Slides bizantinos 1º. ano
Slides bizantinos    1º. anoSlides bizantinos    1º. ano
Slides bizantinos 1º. ano
 
1° ano E.M. - Antigo Egito
1° ano E.M. -  Antigo Egito1° ano E.M. -  Antigo Egito
1° ano E.M. - Antigo Egito
 
Mesopotâmia (6º Ano - 2016)
Mesopotâmia (6º Ano - 2016)Mesopotâmia (6º Ano - 2016)
Mesopotâmia (6º Ano - 2016)
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Resumo egito antigo
Resumo   egito antigoResumo   egito antigo
Resumo egito antigo
 
Civilização Hebraica
Civilização HebraicaCivilização Hebraica
Civilização Hebraica
 
Aula Egito Babil Heb
Aula Egito Babil HebAula Egito Babil Heb
Aula Egito Babil Heb
 
egito
 egito egito
egito
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
Império romano ascensão e crise
Império romano  ascensão e crise Império romano  ascensão e crise
Império romano ascensão e crise
 
O império romano
O império romanoO império romano
O império romano
 
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
 
Antigas civilizações
Antigas civilizações Antigas civilizações
Antigas civilizações
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
 
Cuxe
CuxeCuxe
Cuxe
 
A grécia antiga
A grécia antigaA grécia antiga
A grécia antiga
 

Destaque

O mundo de Homero
O mundo de HomeroO mundo de Homero
O mundo de Homero
Patrícia Costa Grigório
 
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano
Caderno Pedagógico de História - 6º AnoCaderno Pedagógico de História - 6º Ano
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano
Patrícia Costa Grigório
 
A Grécia Antiga
A Grécia AntigaA Grécia Antiga
A Grécia Antiga
Patrícia Costa Grigório
 
Egito: presente do Nilo
Egito: presente do NiloEgito: presente do Nilo
Egito: presente do Nilo
Patrícia Costa Grigório
 
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º Bimestre
Patrícia Costa Grigório
 
Roma Antiga - Da Monarquia à República
Roma Antiga - Da Monarquia à RepúblicaRoma Antiga - Da Monarquia à República
Roma Antiga - Da Monarquia à República
Patrícia Costa Grigório
 
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º Bimestre
Patrícia Costa Grigório
 
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano
Caderno Pedagógico de História - 9º AnoCaderno Pedagógico de História - 9º Ano
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano
Patrícia Costa Grigório
 
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano
Caderno Pedagógico de História - 7º AnoCaderno Pedagógico de História - 7º Ano
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano
Patrícia Costa Grigório
 
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Patrícia Costa Grigório
 
O Trabalhismo na Era Vargas
O Trabalhismo na Era VargasO Trabalhismo na Era Vargas
O Trabalhismo na Era Vargas
Patrícia Costa Grigório
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
Fabiana Tonsis
 
Aula de história – 6º ano grecia antiga
Aula de história – 6º ano   grecia antigaAula de história – 6º ano   grecia antiga
Aula de história – 6º ano grecia antiga
stelawstel
 

Destaque (13)

O mundo de Homero
O mundo de HomeroO mundo de Homero
O mundo de Homero
 
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano
Caderno Pedagógico de História - 6º AnoCaderno Pedagógico de História - 6º Ano
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano
 
A Grécia Antiga
A Grécia AntigaA Grécia Antiga
A Grécia Antiga
 
Egito: presente do Nilo
Egito: presente do NiloEgito: presente do Nilo
Egito: presente do Nilo
 
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º Bimestre
 
Roma Antiga - Da Monarquia à República
Roma Antiga - Da Monarquia à RepúblicaRoma Antiga - Da Monarquia à República
Roma Antiga - Da Monarquia à República
 
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º Bimestre
 
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano
Caderno Pedagógico de História - 9º AnoCaderno Pedagógico de História - 9º Ano
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano
 
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano
Caderno Pedagógico de História - 7º AnoCaderno Pedagógico de História - 7º Ano
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano
 
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
 
O Trabalhismo na Era Vargas
O Trabalhismo na Era VargasO Trabalhismo na Era Vargas
O Trabalhismo na Era Vargas
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
 
Aula de história – 6º ano grecia antiga
Aula de história – 6º ano   grecia antigaAula de história – 6º ano   grecia antiga
Aula de história – 6º ano grecia antiga
 

Semelhante a Mesopotâmia: terra entre rios

Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
6o ano cap. 3 povos do oriente médio
6o ano   cap. 3 povos do oriente médio6o ano   cap. 3 povos do oriente médio
6o ano cap. 3 povos do oriente médio
alunoscsa
 
História da mesopotâmia
História da mesopotâmiaHistória da mesopotâmia
História da mesopotâmia
guiurey
 
A civilização mesopotâmica
A civilização mesopotâmicaA civilização mesopotâmica
A civilização mesopotâmica
historiando
 
Povos mesopotamico
Povos mesopotamicoPovos mesopotamico
Povos mesopotamico
victor medeiros
 
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e EgitoAula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Gerson Coppes
 
Mesopotamia slide
Mesopotamia slideMesopotamia slide
Mesopotamia slide
Isabel Aguiar
 
A mesopotâmia
A mesopotâmiaA mesopotâmia
A mesopotâmia
Nelia Salles Nantes
 
A mesopotâmia
A mesopotâmiaA mesopotâmia
A mesopotâmia
historiando
 
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Soraya Gomes
 
Resumo do professor antonio carlos(mesopotâmia)
Resumo do professor antonio carlos(mesopotâmia)Resumo do professor antonio carlos(mesopotâmia)
Resumo do professor antonio carlos(mesopotâmia)
Luciene Guedes
 
As primeiras civilizações (Mesopotâmia)
As primeiras civilizações (Mesopotâmia)As primeiras civilizações (Mesopotâmia)
As primeiras civilizações (Mesopotâmia)
João Marcelo
 
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
Ramon Chieppe
 
Cópia de HISTÓRIA DO DIREITO DOS POVOS ANTIGOS.ppt.pptx
Cópia de HISTÓRIA DO DIREITO DOS POVOS ANTIGOS.ppt.pptxCópia de HISTÓRIA DO DIREITO DOS POVOS ANTIGOS.ppt.pptx
Cópia de HISTÓRIA DO DIREITO DOS POVOS ANTIGOS.ppt.pptx
APARECIDODESOUZACARV
 
Antiguidade oriental em
Antiguidade oriental  emAntiguidade oriental  em
Antiguidade oriental em
Adriana Gomes Messias
 
A mesopotâmia
A mesopotâmiaA mesopotâmia
A mesopotâmia
historiando
 
Mesopotâmia
Mesopotâmia Mesopotâmia
Mesopotâmia
Álef Santos
 
História - Mesopotâmia
História - MesopotâmiaHistória - Mesopotâmia
História - Mesopotâmia
Adriana Andrade
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
viniciusbarbosalima
 

Semelhante a Mesopotâmia: terra entre rios (20)

Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
6o ano cap. 3 povos do oriente médio
6o ano   cap. 3 povos do oriente médio6o ano   cap. 3 povos do oriente médio
6o ano cap. 3 povos do oriente médio
 
História da mesopotâmia
História da mesopotâmiaHistória da mesopotâmia
História da mesopotâmia
 
A civilização mesopotâmica
A civilização mesopotâmicaA civilização mesopotâmica
A civilização mesopotâmica
 
Povos mesopotamico
Povos mesopotamicoPovos mesopotamico
Povos mesopotamico
 
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e EgitoAula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
 
Mesopotamia slide
Mesopotamia slideMesopotamia slide
Mesopotamia slide
 
A mesopotâmia
A mesopotâmiaA mesopotâmia
A mesopotâmia
 
A mesopotâmia
A mesopotâmiaA mesopotâmia
A mesopotâmia
 
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
 
Resumo do professor antonio carlos(mesopotâmia)
Resumo do professor antonio carlos(mesopotâmia)Resumo do professor antonio carlos(mesopotâmia)
Resumo do professor antonio carlos(mesopotâmia)
 
As primeiras civilizações (Mesopotâmia)
As primeiras civilizações (Mesopotâmia)As primeiras civilizações (Mesopotâmia)
As primeiras civilizações (Mesopotâmia)
 
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
Cópia de HISTÓRIA DO DIREITO DOS POVOS ANTIGOS.ppt.pptx
Cópia de HISTÓRIA DO DIREITO DOS POVOS ANTIGOS.ppt.pptxCópia de HISTÓRIA DO DIREITO DOS POVOS ANTIGOS.ppt.pptx
Cópia de HISTÓRIA DO DIREITO DOS POVOS ANTIGOS.ppt.pptx
 
Antiguidade oriental em
Antiguidade oriental  emAntiguidade oriental  em
Antiguidade oriental em
 
A mesopotâmia
A mesopotâmiaA mesopotâmia
A mesopotâmia
 
Mesopotâmia
Mesopotâmia Mesopotâmia
Mesopotâmia
 
História - Mesopotâmia
História - MesopotâmiaHistória - Mesopotâmia
História - Mesopotâmia
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
 

Mais de Patrícia Costa Grigório

O iiLUMINISMO
O iiLUMINISMOO iiLUMINISMO
Africa - Iorubas e Bantos
Africa - Iorubas e BantosAfrica - Iorubas e Bantos
Africa - Iorubas e Bantos
Patrícia Costa Grigório
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
O Absolutismo e o Mercantilismo
O Absolutismo e o MercantilismoO Absolutismo e o Mercantilismo
O Absolutismo e o Mercantilismo
Patrícia Costa Grigório
 
Povoamento do América
Povoamento do AméricaPovoamento do América
Povoamento do América
Patrícia Costa Grigório
 
Unificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e AlemãUnificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e Alemã
Patrícia Costa Grigório
 
Introdução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da HistóriaIntrodução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da História
Patrícia Costa Grigório
 
Origens do Cristianismo
Origens do CristianismoOrigens do Cristianismo
Origens do Cristianismo
Patrícia Costa Grigório
 
A Igrea Medieval
A Igrea MedievalA Igrea Medieval
A Igrea Medieval
Patrícia Costa Grigório
 
O fim do Império Romano
O fim do Império RomanoO fim do Império Romano
O fim do Império Romano
Patrícia Costa Grigório
 
Caderno Pedagógico de História - 8º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 8º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 8º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 8º Ano/4º Bimestre
Patrícia Costa Grigório
 
A grécia das cidades
A grécia das cidadesA grécia das cidades
A grécia das cidades
Patrícia Costa Grigório
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
Patrícia Costa Grigório
 
As guerras de Reconquista e a formação do Reino de Portugal
As guerras de Reconquista e a formação do Reino de PortugalAs guerras de Reconquista e a formação do Reino de Portugal
As guerras de Reconquista e a formação do Reino de Portugal
Patrícia Costa Grigório
 
A Grécia Antiga
A Grécia AntigaA Grécia Antiga
A Grécia Antiga
Patrícia Costa Grigório
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
As primeiras cidades
As primeiras cidadesAs primeiras cidades
As primeiras cidades
Patrícia Costa Grigório
 
A Revolução Francesa em imagens
A Revolução Francesa em imagensA Revolução Francesa em imagens
A Revolução Francesa em imagens
Patrícia Costa Grigório
 
Tesouros da mesopotâmia
Tesouros da mesopotâmiaTesouros da mesopotâmia
Tesouros da mesopotâmia
Patrícia Costa Grigório
 
O mundo de Homero
O mundo de HomeroO mundo de Homero
O mundo de Homero
Patrícia Costa Grigório
 

Mais de Patrícia Costa Grigório (20)

O iiLUMINISMO
O iiLUMINISMOO iiLUMINISMO
O iiLUMINISMO
 
Africa - Iorubas e Bantos
Africa - Iorubas e BantosAfrica - Iorubas e Bantos
Africa - Iorubas e Bantos
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
O Absolutismo e o Mercantilismo
O Absolutismo e o MercantilismoO Absolutismo e o Mercantilismo
O Absolutismo e o Mercantilismo
 
Povoamento do América
Povoamento do AméricaPovoamento do América
Povoamento do América
 
Unificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e AlemãUnificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e Alemã
 
Introdução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da HistóriaIntrodução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da História
 
Origens do Cristianismo
Origens do CristianismoOrigens do Cristianismo
Origens do Cristianismo
 
A Igrea Medieval
A Igrea MedievalA Igrea Medieval
A Igrea Medieval
 
O fim do Império Romano
O fim do Império RomanoO fim do Império Romano
O fim do Império Romano
 
Caderno Pedagógico de História - 8º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 8º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 8º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 8º Ano/4º Bimestre
 
A grécia das cidades
A grécia das cidadesA grécia das cidades
A grécia das cidades
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
As guerras de Reconquista e a formação do Reino de Portugal
As guerras de Reconquista e a formação do Reino de PortugalAs guerras de Reconquista e a formação do Reino de Portugal
As guerras de Reconquista e a formação do Reino de Portugal
 
A Grécia Antiga
A Grécia AntigaA Grécia Antiga
A Grécia Antiga
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
As primeiras cidades
As primeiras cidadesAs primeiras cidades
As primeiras cidades
 
A Revolução Francesa em imagens
A Revolução Francesa em imagensA Revolução Francesa em imagens
A Revolução Francesa em imagens
 
Tesouros da mesopotâmia
Tesouros da mesopotâmiaTesouros da mesopotâmia
Tesouros da mesopotâmia
 
O mundo de Homero
O mundo de HomeroO mundo de Homero
O mundo de Homero
 

Último

escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 

Mesopotâmia: terra entre rios

  • 2. A Mesopotâmia • A Mesopotâmia está inserida numa área conhecida como “Crescente Fértil” exatamente por ter a forma de uma lua crescente e de ter um solo fértil – uma região do Oriente Médio excelente para a agricultura, exatamente onde a maior parte das terras vizinhas eram muito áridas para o desenvolvimento da agricultura.
  • 4. • A região do Crescente Fértil localiza-se hoje nos territórios de Israel, Jordânia e Líbano bem como partes da Síria, do Iraque, do Egito, do sudeste da Turquia e sudoeste do Irã.
  • 5. Localização da Mesopotâmia •Nome grego que significa “terra entre rios” •Trata-se de um planalto localizado no Oriente Médio, delimitado entre os rios Tigre e Eufrates, que desembocam no Golfo Pérsico.
  • 8. Rios Tigre e Eufrates
  • 15. • A Mesopotâmia foi uma região onde se estabeleceram muitos povos nômades vindos de diversas regiões. • As existência de solos férteis, que possibilitou o desenvolvimento da agricultura, foi um dos fatores que contribuiu para o desenvolvimento de uma das principais civilizações do mundo antigo.
  • 17. Principais características dos povos mesopotâmicos • Eram politeístas, isto é, acreditavam em vários deuses. • Tinham uma forma de organização baseada na centralização de poder, onde apenas uma pessoa ( imperador ou rei ) comandava tudo. • A economia destes povos era baseada na agricultura e no comércio de caravanas. • Mesopotâmia foi governada por monarquias teocráticas , o poder estava concentrado nas mãos do soberano, ele era considerado um representante dos deuses na Terra, capaz de traduzir a vontade divina. Tinha os poderes religiosos, militares e políticos.
  • 18. Os Sumérios • Uma grande contribuição dos sumérios foi o desenvolvimento da escrita cuneiforme, por volta de 4000 a.C. Usavam placas de barro, onde cunhavam esta escrita. Muito do que sabemos hoje sobre este período da história, devemos as placas de argila com registros cotidianos, administrativos, econômicos e políticos da época.
  • 19. A escrita cuneiforme As palavras eram escritas em forma de cunha, uma vez que na argila mole era difícil desenhar sinais curvos. O sistema foi adotado por outros povos e, em determinado momento, a escrita dominou todos os estados da Mesopotâmia, não apenas nas placas de argila, mas também, em marfim e pequenas tábuas de madeira.
  • 20. Babilônios • Foram responsáveis por um dos primeiros códigos de leis que temos conhecimento – o Código de Hamurabi. • Os babilônios também desenvolveram um rico e preciso calendário, cujo objetivo principal era conhecer mais sobre as cheias do rio Eufrates e também obter melhores condições para o desenvolvimento da agricultura. Excelentes observadores dos astros e com grande conhecimento de astronomia, desenvolveram um preciso relógio de sol.
  • 21. O Código de Hamurabi • É uma compilação de 282 leis da antiga Babilônia (atual Iraque), composto por volta de 1772 a.C. • Hamurabi é o sexto rei da Babilônia, responsável por decretar o código conhecido com seu nome, que sobreviveu até os dias de hoje em cópias parcialmente preservadas, sendo uma na forma de uma grande estela (monolito) de tamanho de um humano médio, além de vários tabletes menores de barro. • O Código de Hamurabi estabelecia regras de vida e de propriedade, estendendo a lei a todos os súditos do império.
  • 22. A Lei de Talião • A Lei de Talião é o ponto principal e fundamental para o Código de Hamurabi. • A pena se baseia na justa reciprocidade do crime e da pena, frequentemente simbolizada pela expressão “olho por olho, dente por dente”. • Algumas leis do Código de Hamurabi são as seguintes:  Se uma pessoa roubar a propriedade de um templo ou corte, ele será condenado à morte e também aquele que receber o produto do roubo deverá ser igualmente condenado à morte.  Se uma pessoa roubar o filho menor de outra, o ladrão deverá ser condenado à morte.  Se um homem tomar uma mulher como esposa, mas não tiver relações com ela, esta mulher não será considerada esposa deste homem.  Se uma pessoa deixar entrar água, e esta alagar as plantações do vizinho, ele deverá pagar 10 gur de cereais por cada 10 gan de terra.