SlideShare uma empresa Scribd logo
MÓDULO XVI
LEI DE JUSTIÇA, AMOR E
CARIDADE
ROTEIRO 2
• CARIDADE E AMOR AO PROXIMO
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
• CONCEITUAR CARIDADE, DO PONTO DE VISTA
DA DOUTRINA ESPÍRITA.
• ESTABELECER RELAÇÃO ENTRE CARIDADE E
AMOR AO PROXIMO.
CONTEÚDO BÁSICO
• QUAL O VERDADEIRO SENTIDO DA PALAVRA
CARIDADE, COMO A ENTENDIA JESUS?
• BENEVOLÊNCIA PARA COM TODOS,
INDULGÊNCIA PARA AS IMPERFEIÇÕES DOS
OUTROS, PERDÃO DAS OFENSAS. ALLAN
KADERC:O LIVRO DOS ESPÍRITOS, QUESTÃO
886.
• O AMOR E CARIDADE SÃO O COMPLETAMENTO
DA LEI DE JUSTIÇA, POIS AMAR O PROXIMO É
FAZER-LHES TODO O BEM QUE NOS SEJA
POSSÍVEL E QUE DESEJÁRMOS NOS FOSSE FEITO.
TAL O SENTIDO DESTAS PALAVRAS DE
JESUS:AMAI-VOS UNS AOS OUTROS COMO
IRMÃOS.A CARIDADE, SEGUNDO JESUS,NÃO SE
RESTRINGE Á ESMOLA,ABRANGE TODAS AS
RELAÇÕES EM QUE NOS ACHAMOS COM OS
NOSSOS SEMELHANTES, SEJAM ELES NOSSOS
INFERIORES,NOSSOS IGUAIS,OU NOSSO
SUPERIORES.
• ALLAN KARDEC:O LIVRO DOS ESPÍRITOS,
QUESTÃO 886- COMENTÁRIOS.
• A LEI DE JUSTIÇA, O AMOR E CARIDADE[...] É
MAIS IMPORTANTE, POR SER AQUE FACULTA
AO HOMEM ADIANTAR-SE MAIS NA VIDA
ESPÍRITUAL,VISTO QUE RESUME TODAS AS
OUTRAS. ALLAN KARDEC:O LIVRO DOS
ESPÍRITOS,QUESTÃO 648
QUE PENSAIS DA DIVISÃO DA LEI
NATURAL EM 10 PARTES?
RESPOSTA:
ABRANGE TODAS AS CIRCUNSTÂNCIAS NAS
VIDAS E ELAS SE FUNDAMENTAM NA LEI.
SUBSÍDIOS
• LIVRO DOS ESPÍRITOS
• QUESTÃO 625
• ASSIM, PARA [...] O HOMEM ,JESUS CONTITUI O
TIPO DA PERFEIÇÃO MORAL QUE A
HUMANIDADE PODE ASPIRAR NA TERRA. DEUS
NO-LO OFERECE COMO O MAIS PERFEITO
MODELO E A DOUTRINA QUE ENSINOU É A
EXPRESSÃO MAIS PURA DA LEI DO
SENHOR,PORQUE,SENDO ELE O MAIS PURO DE
QUANTOS TÊM APARECIDO NA TERRA, O
ESPÍRITO DIVINO O ANIMAVA.
• LIVRO DOS ESPÍRITOS CAPITULO 15
• PODE DIZER-SE QUE O CONCEITO DE
CARIDADE APRESENTADO PELOS ESPÍRITOS DA
CODIFICAÇÃO É A SÍNTESE DO PROGRAMA DE
ASSISTÊNCIA MORAL-MATERIAL E ESPIRITUAL,
EXPOSTO, DE FORMA CLARA E OBJETIVA, PELO
CRISTO, NA PASSAGEM EVANGÉLICA O
GRANDE JULGAMENTO.
• JESUS NÃO DIZ,SIMPLISMENTE:”SOIS
BENDITOS PORQUE AJUDASTES”. SERIA MUITO
IMPESSOAL, NÃO REALÇARIA O
ENVOLVIMENTO AFETIVO QUE DEVE EXISTIR
ENTRE AS CRIATURAS.PREFERE SITUAR O
ENSINO EM TORNO DAS NECESSIDADES
HUMANAS,E ,PARA DAR MAIOR FORÇA AO
ENSINAMENTO,COLOCA-SE NA SITUAÇÃO DO
CARENTE DE ASSISTÊNCIA, DIZENDO:
• TIVE FOME, TIVE SEDE, CARECI DE TETO,
ESTIVE NO, ACHEIME DOENTE, ESTIVE PRESO.
• ESTIMULA, ASSIM O SENTIMENTO DE PIEDADE
OU COMPAIXÃO PELOS QUE SOFREM,
SENTIMENTO ESSE QUE É O MÓVEL DA
PRESTAÇÃO ASSISTÊNCIA.
• RESSALTE-SE,AINDA , NESSA LIÇÃ, O QUE SE
DA EM RELAÇÃO A TODOS OS ENSINOS DE
JESUS:
• A POSSIBILIDADE DE VER ATRAVES DA LETRA E
PERCEBER A AMPLITUDE DA MENSAGEM AÍ
CONTIDA.
• DESTA FORMA,AQUI, COM CERTEZA, A
FOME,A SEDE E A CARÊNCIA DE TETO NÃO
SÃO APENAS MATERIAIS, MAS ABRANGEM OS
RECLAMOS AFETIVOS E AS ÂNSIAS DE
PROCESSO DO ESPÍRITO NECESSITADO.
• DE IGUAL MODO A NUDEZ, A DOENÇA E A
PRISÃO EXPREMEM TAMBÉM OS ESTADOS DE
PENÚRIA MORAL,
• EM QUE A ALMA SE ENCONTRA IGNORANTE,
DEBILITADA PELAS PROPRIAS IMPERFEIÇÕES,
OU CATIVA DOS SENTIMENTOS INFERIORES
QUE AINDA CARREGA CONSIGO.
• TODAS ESSAS SITUAÇÕES CONSTITUEM
APELOS AO CORAÇÃO, INCENTIVADO A
PRESTAÇÃO DA ASSISTÊNCIA.
• OS QUE ESTAVAM Á DIREITA DO REI FORAM
TOCADOS INTERIORMENTE E
COMPRIENDERAM O CHAMAMENTO QUE
LHES FORA ENDEREÇADO.
• DAÍ HAVEREM RECEBIDO A RECOMPENSA
MERECIDA.
• OS QUE ESTAVAM A SUA ESQUERDA,
ENTRETANTO, NÃO SENTIRAM COMPAIXÃO
PELOS NECESSITADOS, NÃO OS AJUDARAM
EM SUAS CARÊNCIAS, PASSANDO A SOFRER AS
CONSEQUÊNCIAS DOS SEUS ATOS.
LIVROS DOS ESPÍRITOS
• QUESTÃO 913
• SENDO ASSIM, DA MESMA FORMA QUE O
JULGAMENTO DA NARRATIVA EVANGELICA
ACIMA PRODUZIDA FUNDAMENTOU-SE NA
PRÁTICA,OU NÃO, NA CARIDADE, O
ESPÍRITISMO ASSEVERA QUE FORA DA
CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO.
• VEZ QUE SOMENTE A PRÁTICA DA CARIDADE É
CAPAZ DE SALVAR-NOS DAS PRÓPRIAS
IMPERFEIÇÕES, POR LIBERTAR-MOS DO
ÉGOISMO, SENTIMENTO[...]
• INCOMPATÍVEL COM A JUSTIÇA, O AMOR E A
CARIDADE NESSE SENTIMENTO.
EVANGELHO SEGUNDO ESPÍRITISMO
• CAPITULO 11
• A MENSAGEM DO ESPÍRITO PAULO, O
APÓSTOLO, CONTIDA EM O EVANGELHO
SEGUNDO ESPÍRITISMO:
• MEUS FILHOS, NA MAXIMA : FORA DA
CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO, ESTÃO
ENCERRADO OS DESTINOS DOS HOMENS, NA
TERRA E NO CÉU;
• NA TERRA, PORQUE Á SOMBRA DESTE
ESTANDARTE ELES VIVERAM EM PAZ;
• NO CÉU, PORQUE OS QUE HOUVEREM
PRATICADO ACHARAM GRAÇAS DE DIANTE DO
SENHOR.
• ESSA DIVISA É O FACHO CELESTE, A LUMINOSA
COLUNA QUE GUIA O HOMEM NO DESERTO
DA VIDA, ENCAMINHANDO-O PARA A TERRA
DA PROMISSÃO. ELA BRILHA NO CÉU,
AURÉOLA SANTA, NA FRONTE DOS ELEITOS,
E,NA TERRA, SE ACHA GRAVADA NO CORAÇÃO
DAQUELES AQUEM JESUS DIRÁ: PASSAI Á
DIREITA, BENDITOS DE MEU PAI.
• RECONHECÊ-LOS-EIS PELO PERFUME DE
CARIDADE QUE ESPALHAM EM TORNO DE SI.
• NADA EXPRIME COM MAIS EXATIDÃO O
PENSAMENTO DE JESUS, NADA RESUME TÃO
BEM OS DEVERES DO HOMEM, COM ESSA
MÁXIMA DE ORDEM DIVINA.NÃO PODERIA O
ESPIRITISMO PROVAR MELHOR A SUA
ORIGEM, DO QUE APRESENTANDO-A COMO
REGRA, POR ISSO QUE É UM REFLEXO DO
MAIS PURO CRISTIANISMO.
• DEDICAI-VOS, ASSIM, MEUS AMIGOS, A
PERSCRUTAR-LHE O SENTIDO PROFUNDO E AS
CONSEQUÊNCIAS, A DESCUBRIR-LHES, POR
VOS MESMOS, TODAS AS APLICAÇÕES.
• SUBMETEI TODAS AS VOSSAS AÇÕES AO
GOVERNO DA CARIDADE E A CONCIÊNCIA VOS
RESPONDERÁ.
• NÃO SÓ ELA EVITARÁ QUE PRATIQUEIS O
MAL,COMO TAMBÉM FARÁ QUE PRATIQUEIS
O BEM, .
EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO
• CAPITULO 11
• TODOS ESSES ENSINOS LEVAM-NOS AO
ENTENDIMENTO DE QUE A CARIDADE É A
PRÓPRIA ESSÊNCIA DO AMOR AO PRÓXIMO,
O AMOR FRATERNAL, UMA VEZ QUE ESTE
SENTIMENTO, PARA EXPRESSAR-SE COM
TODO SEU FULGOR, DEVE CONTER OS
MESMOS INGREDIENTES DA CARIDADE, ISTO
É, A BENEVOLÊNCIA, A INDULGÊNCIA E O
PERDÃO.
• “AMAR O PRÓXIMO COMO A SEMESMO:
FAZER PELOS OUTROS O QUE QUERIAMOS
QUE OS OUTROS FIZESSEM POR NÓS” [
PALAVRAS DE JESUS], É A EXPRESSÃO MAIS
COMPLETA DA CARIDADE, PORQUE RESUME
TODOS OS DEVERES DO HOMEM PARA COM O
PRÓXIMO.
• NÃO PODEMOS ENCONTAR GUIA MAIS
SEGUERO, A TAL RESPEITO, QUE TOMAR PARA
PADRÃO, DO QUE DEVEMOS FAZER AOS
OUTROS AQUILO QUE PARA NOS DESEJAMOS.
• COM QUE DIREITO EXIGIRÍAMOS DOS NOSSOS
SEMELHANTES MELHOR PROCEDER, MAIS
INDULGÊNCIA, MAIS BENEVOLÊNCIA E
DEVOTAMENTO PARA CONOSCO, DO QUE OS
TEMOS PARA COM ELES?
• A PRÁTICA DESTAS MÁXIMAS TENDE A
DESTRUIÇÃO DO EGOÍSMO.
• QUANDO AS ADOTAREM PARA REGRAS DE
CONDUTA E PARA BASE SE SUAS
INSTITUIÇÕES,
• OS HOMENS COMPREENDERAM A
VERDADEIRA FRATERNIDADE E FARÃO QUE
ENTRE ELES REINEM A PAZ E A JUSTIÇA.
• A [...] FRATERNIDADE, NA RIGOROSA
ACEPÇÃO DO TERMO, CONSUMEM TODOS OS
DEVERES DOS HOMENS, UNS PARA COM OS
OUTROS. SIGNIFICA: DEVOTAMENTO,
ABENEGAÇÃO, TÔLERANCIA,
BENEVOLÊNCIA,INDULGÊNCIA. É, POR
EXCELÊNCIA, A CARIDADE EVANGÉLICA[...]
• RESSALTA-SE AINDA QUE JUSTIÇA, O AMOR E
A CARIDADE CONTITUIEM, A RIGOR, UMA SÓ
LEI, SENDO, EM VERDADE, A MAIS
IMPORTANTE DE TODAS AS LEIS NATURAIS,
UMA VEZ QUE [...] FACULTA AO HOME
ADIANTAR-SE MAIS NA VIDA ESPIRITUAL,
VISTO QUE RESUME TODAS AS OUTRAS.
ESDE - Módulo XVI - Roteiro 2

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
Jorge Luiz dos Santos
 
Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores
Daniane Bornea Friedl
 
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueireEvangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Antonino Silva
 
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espíritaMaria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Fábio Paiva
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Divulgador do Espiritismo
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
Izabel Cristina Fonseca
 
Lei de causa e efeito
Lei de causa e efeitoLei de causa e efeito
Lei de causa e efeito
Ronaldo Pereira Rodrigues
 
Provas da existência deus
Provas da existência deusProvas da existência deus
Provas da existência deus
Denise Aguiar
 
Humildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtudeHumildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtude
Ricardo Azevedo
 
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
Jorge Luiz dos Santos
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)
Marcos Antônio Alves
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nós
Ricardo Azevedo
 
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Denise Tofoli
 
Esde módulo 03 - roteiro 01 - existência de deus
Esde    módulo 03 - roteiro 01 - existência de deusEsde    módulo 03 - roteiro 01 - existência de deus
Esde módulo 03 - roteiro 01 - existência de deus
Elysio Laroide Lugarinho
 
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Perdão
PerdãoPerdão
A inspiração de pedro 1
A inspiração de pedro 1A inspiração de pedro 1
A inspiração de pedro 1
Sergio Menezes
 
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx
Marta Gomes
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
Graça Maciel
 

Mais procurados (20)

DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores
 
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueireEvangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
 
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espíritaMaria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
 
Lei de causa e efeito
Lei de causa e efeitoLei de causa e efeito
Lei de causa e efeito
 
Provas da existência deus
Provas da existência deusProvas da existência deus
Provas da existência deus
 
Humildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtudeHumildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtude
 
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
 
Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nós
 
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
 
Esde módulo 03 - roteiro 01 - existência de deus
Esde    módulo 03 - roteiro 01 - existência de deusEsde    módulo 03 - roteiro 01 - existência de deus
Esde módulo 03 - roteiro 01 - existência de deus
 
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
 
Perdão
PerdãoPerdão
Perdão
 
A inspiração de pedro 1
A inspiração de pedro 1A inspiração de pedro 1
A inspiração de pedro 1
 
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
 

Destaque

Aula M1 (21/07/2011) - Caridade
Aula M1 (21/07/2011) - CaridadeAula M1 (21/07/2011) - Caridade
Aula M1 (21/07/2011) - Caridade
Mocidade Espírita União Fraternal
 
Segundo Módulo - Aula 12 - De justiça, amor e caridade
Segundo Módulo - Aula 12 - De justiça, amor e caridade Segundo Módulo - Aula 12 - De justiça, amor e caridade
Segundo Módulo - Aula 12 - De justiça, amor e caridade
CeiClarencio
 
Lei de amor e caridade
Lei de amor e caridadeLei de amor e caridade
Lei de amor e caridade
grupodepaisceb
 
ESDE - Módulo XVI - Roteiro 1.
ESDE - Módulo XVI - Roteiro 1.ESDE - Módulo XVI - Roteiro 1.
ESDE - Módulo XVI - Roteiro 1.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Euzebio Raimundo da Silva
 
RITA E O AMOR A CARIDADE (PARTE1)
RITA E O AMOR A CARIDADE (PARTE1)RITA E O AMOR A CARIDADE (PARTE1)
RITA E O AMOR A CARIDADE (PARTE1)
GRUPO ESCOTEIRO JOÃO OSCALINO
 
090812 da lei de justiça, amor e caridade–livro iii, cap. xi
090812 da lei de justiça, amor e caridade–livro iii, cap. xi090812 da lei de justiça, amor e caridade–livro iii, cap. xi
090812 da lei de justiça, amor e caridade–livro iii, cap. xi
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita - Tomo II (FEB)
Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita - Tomo II (FEB)Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita - Tomo II (FEB)
Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita - Tomo II (FEB)
Rodrigo De Oliveira Reis
 
Justiça divina e justiça dos homens 2014
Justiça divina e justiça dos homens   2014Justiça divina e justiça dos homens   2014
Justiça divina e justiça dos homens 2014
grupodepaisceb
 
Jesus E A Caridade
Jesus E A CaridadeJesus E A Caridade
Jesus E A Caridade
meebpeixotinho
 
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moralPalestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Divulgador do Espiritismo
 
Conduta Espírita na Prática da Caridade
Conduta Espírita na Prática da CaridadeConduta Espírita na Prática da Caridade
Conduta Espírita na Prática da Caridade
igmateus
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
Anderson Dias
 
O Homem de Bem
O Homem de BemO Homem de Bem
O Homem de Bem
igmateus
 
Estudos do evangelho " A lei de amor".
Estudos do evangelho " A lei de amor".Estudos do evangelho " A lei de amor".
Estudos do evangelho " A lei de amor".
Leonardo Pereira
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Palestra Sobre O Amor
Palestra Sobre O AmorPalestra Sobre O Amor
Palestra Sobre O Amor
guestaa6f1b
 

Destaque (17)

Aula M1 (21/07/2011) - Caridade
Aula M1 (21/07/2011) - CaridadeAula M1 (21/07/2011) - Caridade
Aula M1 (21/07/2011) - Caridade
 
Segundo Módulo - Aula 12 - De justiça, amor e caridade
Segundo Módulo - Aula 12 - De justiça, amor e caridade Segundo Módulo - Aula 12 - De justiça, amor e caridade
Segundo Módulo - Aula 12 - De justiça, amor e caridade
 
Lei de amor e caridade
Lei de amor e caridadeLei de amor e caridade
Lei de amor e caridade
 
ESDE - Módulo XVI - Roteiro 1.
ESDE - Módulo XVI - Roteiro 1.ESDE - Módulo XVI - Roteiro 1.
ESDE - Módulo XVI - Roteiro 1.
 
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
 
RITA E O AMOR A CARIDADE (PARTE1)
RITA E O AMOR A CARIDADE (PARTE1)RITA E O AMOR A CARIDADE (PARTE1)
RITA E O AMOR A CARIDADE (PARTE1)
 
090812 da lei de justiça, amor e caridade–livro iii, cap. xi
090812 da lei de justiça, amor e caridade–livro iii, cap. xi090812 da lei de justiça, amor e caridade–livro iii, cap. xi
090812 da lei de justiça, amor e caridade–livro iii, cap. xi
 
Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita - Tomo II (FEB)
Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita - Tomo II (FEB)Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita - Tomo II (FEB)
Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita - Tomo II (FEB)
 
Justiça divina e justiça dos homens 2014
Justiça divina e justiça dos homens   2014Justiça divina e justiça dos homens   2014
Justiça divina e justiça dos homens 2014
 
Jesus E A Caridade
Jesus E A CaridadeJesus E A Caridade
Jesus E A Caridade
 
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moralPalestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
 
Conduta Espírita na Prática da Caridade
Conduta Espírita na Prática da CaridadeConduta Espírita na Prática da Caridade
Conduta Espírita na Prática da Caridade
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
 
O Homem de Bem
O Homem de BemO Homem de Bem
O Homem de Bem
 
Estudos do evangelho " A lei de amor".
Estudos do evangelho " A lei de amor".Estudos do evangelho " A lei de amor".
Estudos do evangelho " A lei de amor".
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
 
Palestra Sobre O Amor
Palestra Sobre O AmorPalestra Sobre O Amor
Palestra Sobre O Amor
 

Semelhante a ESDE - Módulo XVI - Roteiro 2

Ceijo jornal set e out
Ceijo   jornal set e outCeijo   jornal set e out
Ceijo jornal set e out
frangel2012
 
O convívio afetuoso
O convívio afetuosoO convívio afetuoso
O convívio afetuoso
Grupo Espírita Mensageiros
 
Doutrina espiritual de santo afonso
Doutrina espiritual de santo  afonsoDoutrina espiritual de santo  afonso
Doutrina espiritual de santo afonso
Leutherio
 
A iluminação interior
A iluminação interiorA iluminação interior
A iluminação interior
Grupo Espírita Mensageiros
 
Evangelho no lar
Evangelho no larEvangelho no lar
Evangelho no lar
Sonia Zuccarino
 
Profeciasdoapocalipse pg
Profeciasdoapocalipse pgProfeciasdoapocalipse pg
Profeciasdoapocalipse pg
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Rotulagem
RotulagemRotulagem
Rotulagem
Power Point
 
Eade i-ii-9-o-cristianismo-a-última-ceia-aula-2
Eade i-ii-9-o-cristianismo-a-última-ceia-aula-2Eade i-ii-9-o-cristianismo-a-última-ceia-aula-2
Eade i-ii-9-o-cristianismo-a-última-ceia-aula-2
JoyAlbanez
 
Caridade e lei do amor
Caridade e lei do amorCaridade e lei do amor
Caridade e lei do amor
Alice Lirio
 
Palestra ese 15 fora da caridade 20160824 v1
Palestra ese 15 fora da caridade 20160824 v1Palestra ese 15 fora da caridade 20160824 v1
Palestra ese 15 fora da caridade 20160824 v1
Tiburcio Santos
 
Hermenêutica ensinai
Hermenêutica  ensinaiHermenêutica  ensinai
Hermenêutica ensinai
Nivaldo R. Santos
 
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Catequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + PáscoaCatequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + Páscoa
João Pereira
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Tiburcio Santos
 
aula 48 -Aula Passagem Grau de Servidor.ppt
aula 48 -Aula Passagem Grau de Servidor.pptaula 48 -Aula Passagem Grau de Servidor.ppt
aula 48 -Aula Passagem Grau de Servidor.ppt
CarolinaCortes921328
 
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no LarJesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Ponte de Luz ASEC
 
HÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI.pptx
HÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI.pptxHÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI.pptx
HÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI.pptx
Graça Crisanto
 
Lembre se de quem você é
Lembre se de quem você éLembre se de quem você é
Lembre se de quem você é
Joel Silva
 
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismoPalestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Jose Ferreira Almeida
 
Livrodeefesios pg
Livrodeefesios pgLivrodeefesios pg

Semelhante a ESDE - Módulo XVI - Roteiro 2 (20)

Ceijo jornal set e out
Ceijo   jornal set e outCeijo   jornal set e out
Ceijo jornal set e out
 
O convívio afetuoso
O convívio afetuosoO convívio afetuoso
O convívio afetuoso
 
Doutrina espiritual de santo afonso
Doutrina espiritual de santo  afonsoDoutrina espiritual de santo  afonso
Doutrina espiritual de santo afonso
 
A iluminação interior
A iluminação interiorA iluminação interior
A iluminação interior
 
Evangelho no lar
Evangelho no larEvangelho no lar
Evangelho no lar
 
Profeciasdoapocalipse pg
Profeciasdoapocalipse pgProfeciasdoapocalipse pg
Profeciasdoapocalipse pg
 
Rotulagem
RotulagemRotulagem
Rotulagem
 
Eade i-ii-9-o-cristianismo-a-última-ceia-aula-2
Eade i-ii-9-o-cristianismo-a-última-ceia-aula-2Eade i-ii-9-o-cristianismo-a-última-ceia-aula-2
Eade i-ii-9-o-cristianismo-a-última-ceia-aula-2
 
Caridade e lei do amor
Caridade e lei do amorCaridade e lei do amor
Caridade e lei do amor
 
Palestra ese 15 fora da caridade 20160824 v1
Palestra ese 15 fora da caridade 20160824 v1Palestra ese 15 fora da caridade 20160824 v1
Palestra ese 15 fora da caridade 20160824 v1
 
Hermenêutica ensinai
Hermenêutica  ensinaiHermenêutica  ensinai
Hermenêutica ensinai
 
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
 
Catequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + PáscoaCatequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + Páscoa
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
 
aula 48 -Aula Passagem Grau de Servidor.ppt
aula 48 -Aula Passagem Grau de Servidor.pptaula 48 -Aula Passagem Grau de Servidor.ppt
aula 48 -Aula Passagem Grau de Servidor.ppt
 
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no LarJesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
 
HÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI.pptx
HÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI.pptxHÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI.pptx
HÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI.pptx
 
Lembre se de quem você é
Lembre se de quem você éLembre se de quem você é
Lembre se de quem você é
 
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismoPalestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
 
Livrodeefesios pg
Livrodeefesios pgLivrodeefesios pg
Livrodeefesios pg
 

Mais de Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz

EADE - As epístolas de Paulo (1)
EADE - As epístolas de Paulo (1)EADE - As epístolas de Paulo (1)
EADE - As epístolas de Paulo (1)
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Estêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADE
Estêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADEEstêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADE
Estêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADE
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de JesusEADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
EADE - As Religiões não cristãs, Hinduísmo e Budismo
EADE - As Religiões não cristãs, Hinduísmo e BudismoEADE - As Religiões não cristãs, Hinduísmo e Budismo
EADE - As Religiões não cristãs, Hinduísmo e Budismo
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
(19) Corrigir - Religião dos Espíritos
(19) Corrigir - Religião dos Espíritos (19) Corrigir - Religião dos Espíritos
(19) Corrigir - Religião dos Espíritos
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 2)
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 2)(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 2)
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 2)
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 1)
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 1)(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 1)
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 1)
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Religião dos Espíritos - Introdução
Religião dos Espíritos - IntroduçãoReligião dos Espíritos - Introdução
Religião dos Espíritos - Introdução
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
O Centro Espírita - ESDE
O Centro Espírita - ESDEO Centro Espírita - ESDE
Magnetismo: conceito e aplicação
Magnetismo: conceito e aplicaçãoMagnetismo: conceito e aplicação
Magnetismo: conceito e aplicação
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Tomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantes
Tomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantesTomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantes
Tomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantes
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
O fenômeno da Morte - ESDE: programa complementar, módulo 1, roteiro I.
O fenômeno da Morte - ESDE: programa complementar, módulo 1, roteiro I.O fenômeno da Morte - ESDE: programa complementar, módulo 1, roteiro I.
O fenômeno da Morte - ESDE: programa complementar, módulo 1, roteiro I.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Estudo de Sábado - Livro "Paulo e Estevão": Paulo prisioneiro do Cristo.
Estudo de Sábado - Livro "Paulo e Estevão": Paulo prisioneiro do Cristo.Estudo de Sábado - Livro "Paulo e Estevão": Paulo prisioneiro do Cristo.
Estudo de Sábado - Livro "Paulo e Estevão": Paulo prisioneiro do Cristo.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 2: penas e gozos futuros.
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 2: penas e gozos futuros.ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 2: penas e gozos futuros.
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 2: penas e gozos futuros.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 1: penas e gozos terrestres.
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 1: penas e gozos terrestres.ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 1: penas e gozos terrestres.
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 1: penas e gozos terrestres.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 3: a perfeição moral.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 3: a perfeição moral.ESDE - Módulo XVII - Roteiro 3: a perfeição moral.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 3: a perfeição moral.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Estudo terça-feira 27/05/2014
Estudo terça-feira 27/05/2014Estudo terça-feira 27/05/2014
Estudo terça-feira 27/05/2014
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 

Mais de Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz (20)

EADE - As epístolas de Paulo (1)
EADE - As epístolas de Paulo (1)EADE - As epístolas de Paulo (1)
EADE - As epístolas de Paulo (1)
 
Estêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADE
Estêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADEEstêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADE
Estêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADE
 
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de JesusEADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
 
EADE - As Religiões não cristãs, Hinduísmo e Budismo
EADE - As Religiões não cristãs, Hinduísmo e BudismoEADE - As Religiões não cristãs, Hinduísmo e Budismo
EADE - As Religiões não cristãs, Hinduísmo e Budismo
 
(19) Corrigir - Religião dos Espíritos
(19) Corrigir - Religião dos Espíritos (19) Corrigir - Religião dos Espíritos
(19) Corrigir - Religião dos Espíritos
 
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 2)
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 2)(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 2)
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 2)
 
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 1)
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 1)(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 1)
(2) Aborto Delituoso - Religião dos Espíritos (Parte 1)
 
Religião dos Espíritos - Introdução
Religião dos Espíritos - IntroduçãoReligião dos Espíritos - Introdução
Religião dos Espíritos - Introdução
 
O Centro Espírita - ESDE
O Centro Espírita - ESDEO Centro Espírita - ESDE
O Centro Espírita - ESDE
 
Magnetismo: conceito e aplicação
Magnetismo: conceito e aplicaçãoMagnetismo: conceito e aplicação
Magnetismo: conceito e aplicação
 
Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.
 
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
 
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
 
Tomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantes
Tomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantesTomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantes
Tomo complementar, Módulo 1, roteiro 4: os espíritos errantes
 
O fenômeno da Morte - ESDE: programa complementar, módulo 1, roteiro I.
O fenômeno da Morte - ESDE: programa complementar, módulo 1, roteiro I.O fenômeno da Morte - ESDE: programa complementar, módulo 1, roteiro I.
O fenômeno da Morte - ESDE: programa complementar, módulo 1, roteiro I.
 
Estudo de Sábado - Livro "Paulo e Estevão": Paulo prisioneiro do Cristo.
Estudo de Sábado - Livro "Paulo e Estevão": Paulo prisioneiro do Cristo.Estudo de Sábado - Livro "Paulo e Estevão": Paulo prisioneiro do Cristo.
Estudo de Sábado - Livro "Paulo e Estevão": Paulo prisioneiro do Cristo.
 
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 2: penas e gozos futuros.
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 2: penas e gozos futuros.ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 2: penas e gozos futuros.
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 2: penas e gozos futuros.
 
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 1: penas e gozos terrestres.
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 1: penas e gozos terrestres.ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 1: penas e gozos terrestres.
ESDE - Módulo XVIII - Roteiro 1: penas e gozos terrestres.
 
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 3: a perfeição moral.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 3: a perfeição moral.ESDE - Módulo XVII - Roteiro 3: a perfeição moral.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 3: a perfeição moral.
 
Estudo terça-feira 27/05/2014
Estudo terça-feira 27/05/2014Estudo terça-feira 27/05/2014
Estudo terça-feira 27/05/2014
 

Último

9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 

Último (14)

9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 

ESDE - Módulo XVI - Roteiro 2

  • 1. MÓDULO XVI LEI DE JUSTIÇA, AMOR E CARIDADE
  • 2. ROTEIRO 2 • CARIDADE E AMOR AO PROXIMO
  • 3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS • CONCEITUAR CARIDADE, DO PONTO DE VISTA DA DOUTRINA ESPÍRITA. • ESTABELECER RELAÇÃO ENTRE CARIDADE E AMOR AO PROXIMO.
  • 4. CONTEÚDO BÁSICO • QUAL O VERDADEIRO SENTIDO DA PALAVRA CARIDADE, COMO A ENTENDIA JESUS? • BENEVOLÊNCIA PARA COM TODOS, INDULGÊNCIA PARA AS IMPERFEIÇÕES DOS OUTROS, PERDÃO DAS OFENSAS. ALLAN KADERC:O LIVRO DOS ESPÍRITOS, QUESTÃO 886.
  • 5. • O AMOR E CARIDADE SÃO O COMPLETAMENTO DA LEI DE JUSTIÇA, POIS AMAR O PROXIMO É FAZER-LHES TODO O BEM QUE NOS SEJA POSSÍVEL E QUE DESEJÁRMOS NOS FOSSE FEITO. TAL O SENTIDO DESTAS PALAVRAS DE JESUS:AMAI-VOS UNS AOS OUTROS COMO IRMÃOS.A CARIDADE, SEGUNDO JESUS,NÃO SE RESTRINGE Á ESMOLA,ABRANGE TODAS AS RELAÇÕES EM QUE NOS ACHAMOS COM OS NOSSOS SEMELHANTES, SEJAM ELES NOSSOS INFERIORES,NOSSOS IGUAIS,OU NOSSO SUPERIORES.
  • 6. • ALLAN KARDEC:O LIVRO DOS ESPÍRITOS, QUESTÃO 886- COMENTÁRIOS. • A LEI DE JUSTIÇA, O AMOR E CARIDADE[...] É MAIS IMPORTANTE, POR SER AQUE FACULTA AO HOMEM ADIANTAR-SE MAIS NA VIDA ESPÍRITUAL,VISTO QUE RESUME TODAS AS OUTRAS. ALLAN KARDEC:O LIVRO DOS ESPÍRITOS,QUESTÃO 648
  • 7. QUE PENSAIS DA DIVISÃO DA LEI NATURAL EM 10 PARTES? RESPOSTA: ABRANGE TODAS AS CIRCUNSTÂNCIAS NAS VIDAS E ELAS SE FUNDAMENTAM NA LEI.
  • 8. SUBSÍDIOS • LIVRO DOS ESPÍRITOS • QUESTÃO 625 • ASSIM, PARA [...] O HOMEM ,JESUS CONTITUI O TIPO DA PERFEIÇÃO MORAL QUE A HUMANIDADE PODE ASPIRAR NA TERRA. DEUS NO-LO OFERECE COMO O MAIS PERFEITO MODELO E A DOUTRINA QUE ENSINOU É A EXPRESSÃO MAIS PURA DA LEI DO SENHOR,PORQUE,SENDO ELE O MAIS PURO DE QUANTOS TÊM APARECIDO NA TERRA, O ESPÍRITO DIVINO O ANIMAVA.
  • 9. • LIVRO DOS ESPÍRITOS CAPITULO 15 • PODE DIZER-SE QUE O CONCEITO DE CARIDADE APRESENTADO PELOS ESPÍRITOS DA CODIFICAÇÃO É A SÍNTESE DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA MORAL-MATERIAL E ESPIRITUAL, EXPOSTO, DE FORMA CLARA E OBJETIVA, PELO CRISTO, NA PASSAGEM EVANGÉLICA O GRANDE JULGAMENTO.
  • 10. • JESUS NÃO DIZ,SIMPLISMENTE:”SOIS BENDITOS PORQUE AJUDASTES”. SERIA MUITO IMPESSOAL, NÃO REALÇARIA O ENVOLVIMENTO AFETIVO QUE DEVE EXISTIR ENTRE AS CRIATURAS.PREFERE SITUAR O ENSINO EM TORNO DAS NECESSIDADES HUMANAS,E ,PARA DAR MAIOR FORÇA AO ENSINAMENTO,COLOCA-SE NA SITUAÇÃO DO CARENTE DE ASSISTÊNCIA, DIZENDO:
  • 11. • TIVE FOME, TIVE SEDE, CARECI DE TETO, ESTIVE NO, ACHEIME DOENTE, ESTIVE PRESO. • ESTIMULA, ASSIM O SENTIMENTO DE PIEDADE OU COMPAIXÃO PELOS QUE SOFREM, SENTIMENTO ESSE QUE É O MÓVEL DA PRESTAÇÃO ASSISTÊNCIA. • RESSALTE-SE,AINDA , NESSA LIÇÃ, O QUE SE DA EM RELAÇÃO A TODOS OS ENSINOS DE JESUS:
  • 12. • A POSSIBILIDADE DE VER ATRAVES DA LETRA E PERCEBER A AMPLITUDE DA MENSAGEM AÍ CONTIDA. • DESTA FORMA,AQUI, COM CERTEZA, A FOME,A SEDE E A CARÊNCIA DE TETO NÃO SÃO APENAS MATERIAIS, MAS ABRANGEM OS RECLAMOS AFETIVOS E AS ÂNSIAS DE PROCESSO DO ESPÍRITO NECESSITADO. • DE IGUAL MODO A NUDEZ, A DOENÇA E A PRISÃO EXPREMEM TAMBÉM OS ESTADOS DE PENÚRIA MORAL,
  • 13. • EM QUE A ALMA SE ENCONTRA IGNORANTE, DEBILITADA PELAS PROPRIAS IMPERFEIÇÕES, OU CATIVA DOS SENTIMENTOS INFERIORES QUE AINDA CARREGA CONSIGO. • TODAS ESSAS SITUAÇÕES CONSTITUEM APELOS AO CORAÇÃO, INCENTIVADO A PRESTAÇÃO DA ASSISTÊNCIA. • OS QUE ESTAVAM Á DIREITA DO REI FORAM TOCADOS INTERIORMENTE E COMPRIENDERAM O CHAMAMENTO QUE LHES FORA ENDEREÇADO.
  • 14. • DAÍ HAVEREM RECEBIDO A RECOMPENSA MERECIDA. • OS QUE ESTAVAM A SUA ESQUERDA, ENTRETANTO, NÃO SENTIRAM COMPAIXÃO PELOS NECESSITADOS, NÃO OS AJUDARAM EM SUAS CARÊNCIAS, PASSANDO A SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS DOS SEUS ATOS.
  • 15. LIVROS DOS ESPÍRITOS • QUESTÃO 913 • SENDO ASSIM, DA MESMA FORMA QUE O JULGAMENTO DA NARRATIVA EVANGELICA ACIMA PRODUZIDA FUNDAMENTOU-SE NA PRÁTICA,OU NÃO, NA CARIDADE, O ESPÍRITISMO ASSEVERA QUE FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO.
  • 16. • VEZ QUE SOMENTE A PRÁTICA DA CARIDADE É CAPAZ DE SALVAR-NOS DAS PRÓPRIAS IMPERFEIÇÕES, POR LIBERTAR-MOS DO ÉGOISMO, SENTIMENTO[...] • INCOMPATÍVEL COM A JUSTIÇA, O AMOR E A CARIDADE NESSE SENTIMENTO.
  • 17. EVANGELHO SEGUNDO ESPÍRITISMO • CAPITULO 11 • A MENSAGEM DO ESPÍRITO PAULO, O APÓSTOLO, CONTIDA EM O EVANGELHO SEGUNDO ESPÍRITISMO: • MEUS FILHOS, NA MAXIMA : FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO, ESTÃO ENCERRADO OS DESTINOS DOS HOMENS, NA TERRA E NO CÉU;
  • 18. • NA TERRA, PORQUE Á SOMBRA DESTE ESTANDARTE ELES VIVERAM EM PAZ; • NO CÉU, PORQUE OS QUE HOUVEREM PRATICADO ACHARAM GRAÇAS DE DIANTE DO SENHOR.
  • 19. • ESSA DIVISA É O FACHO CELESTE, A LUMINOSA COLUNA QUE GUIA O HOMEM NO DESERTO DA VIDA, ENCAMINHANDO-O PARA A TERRA DA PROMISSÃO. ELA BRILHA NO CÉU, AURÉOLA SANTA, NA FRONTE DOS ELEITOS, E,NA TERRA, SE ACHA GRAVADA NO CORAÇÃO DAQUELES AQUEM JESUS DIRÁ: PASSAI Á DIREITA, BENDITOS DE MEU PAI.
  • 20. • RECONHECÊ-LOS-EIS PELO PERFUME DE CARIDADE QUE ESPALHAM EM TORNO DE SI. • NADA EXPRIME COM MAIS EXATIDÃO O PENSAMENTO DE JESUS, NADA RESUME TÃO BEM OS DEVERES DO HOMEM, COM ESSA MÁXIMA DE ORDEM DIVINA.NÃO PODERIA O ESPIRITISMO PROVAR MELHOR A SUA ORIGEM, DO QUE APRESENTANDO-A COMO REGRA, POR ISSO QUE É UM REFLEXO DO MAIS PURO CRISTIANISMO.
  • 21. • DEDICAI-VOS, ASSIM, MEUS AMIGOS, A PERSCRUTAR-LHE O SENTIDO PROFUNDO E AS CONSEQUÊNCIAS, A DESCUBRIR-LHES, POR VOS MESMOS, TODAS AS APLICAÇÕES. • SUBMETEI TODAS AS VOSSAS AÇÕES AO GOVERNO DA CARIDADE E A CONCIÊNCIA VOS RESPONDERÁ.
  • 22. • NÃO SÓ ELA EVITARÁ QUE PRATIQUEIS O MAL,COMO TAMBÉM FARÁ QUE PRATIQUEIS O BEM, .
  • 23. EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO • CAPITULO 11 • TODOS ESSES ENSINOS LEVAM-NOS AO ENTENDIMENTO DE QUE A CARIDADE É A PRÓPRIA ESSÊNCIA DO AMOR AO PRÓXIMO, O AMOR FRATERNAL, UMA VEZ QUE ESTE SENTIMENTO, PARA EXPRESSAR-SE COM TODO SEU FULGOR, DEVE CONTER OS MESMOS INGREDIENTES DA CARIDADE, ISTO É, A BENEVOLÊNCIA, A INDULGÊNCIA E O PERDÃO.
  • 24. • “AMAR O PRÓXIMO COMO A SEMESMO: FAZER PELOS OUTROS O QUE QUERIAMOS QUE OS OUTROS FIZESSEM POR NÓS” [ PALAVRAS DE JESUS], É A EXPRESSÃO MAIS COMPLETA DA CARIDADE, PORQUE RESUME TODOS OS DEVERES DO HOMEM PARA COM O PRÓXIMO. • NÃO PODEMOS ENCONTAR GUIA MAIS SEGUERO, A TAL RESPEITO, QUE TOMAR PARA PADRÃO, DO QUE DEVEMOS FAZER AOS OUTROS AQUILO QUE PARA NOS DESEJAMOS.
  • 25. • COM QUE DIREITO EXIGIRÍAMOS DOS NOSSOS SEMELHANTES MELHOR PROCEDER, MAIS INDULGÊNCIA, MAIS BENEVOLÊNCIA E DEVOTAMENTO PARA CONOSCO, DO QUE OS TEMOS PARA COM ELES? • A PRÁTICA DESTAS MÁXIMAS TENDE A DESTRUIÇÃO DO EGOÍSMO. • QUANDO AS ADOTAREM PARA REGRAS DE CONDUTA E PARA BASE SE SUAS INSTITUIÇÕES,
  • 26. • OS HOMENS COMPREENDERAM A VERDADEIRA FRATERNIDADE E FARÃO QUE ENTRE ELES REINEM A PAZ E A JUSTIÇA. • A [...] FRATERNIDADE, NA RIGOROSA ACEPÇÃO DO TERMO, CONSUMEM TODOS OS DEVERES DOS HOMENS, UNS PARA COM OS OUTROS. SIGNIFICA: DEVOTAMENTO, ABENEGAÇÃO, TÔLERANCIA, BENEVOLÊNCIA,INDULGÊNCIA. É, POR EXCELÊNCIA, A CARIDADE EVANGÉLICA[...]
  • 27. • RESSALTA-SE AINDA QUE JUSTIÇA, O AMOR E A CARIDADE CONTITUIEM, A RIGOR, UMA SÓ LEI, SENDO, EM VERDADE, A MAIS IMPORTANTE DE TODAS AS LEIS NATURAIS, UMA VEZ QUE [...] FACULTA AO HOME ADIANTAR-SE MAIS NA VIDA ESPIRITUAL, VISTO QUE RESUME TODAS AS OUTRAS.