SlideShare uma empresa Scribd logo
ELABORAÇÃO DE
PROJETOS
COMO CONCRETIZAR IDEIAS?
TAIANA MARTINS
OFICINA
Acrobata aérea e Produtora Cultural que atua com Elaboração
de Projetos e Produção Executiva de ideias e eventos. Em
2013 cria a Mitema Projetos Culturais e Soluções Sustentáveis
por onde já desenvolveu projetos como elaboradora e
produtora através de licitações para governo, OSCIP, OS,
editais de empresas públicas e privadas para univesidades,
associações, grupos, cias, trupes, bandas, além de eventos
publicitários e corporativos. Já produziu festivais, shows,
espetáculos, livros, álbuns musicais, sites e acervos de
pesquisa.
TAIANA MARTINS
MENTORA/PROFESSORA
COMO CONCRETIZAR IDEIAS
SONHO BRIEFING EM BUSCA DO DINHEIRO
PESQUISA ORÇAMENTO
CONCEITOS
IMPORTANTES
CRONOGRAMA
ESCRITA
Módulo 1
O QUE FAZ A DIFERENÇA
ERROS
DÚVIDAS
DICAS ESTUDO DE CASO
ATIVIDADE PRÁTICA PERGUNTAS DOCUMENTOS
COMPLEMENTARES
FERRAMENTAS DIGITAIS
Módulo 2
“COMEÇA UM SONHO E VIRA UM
CALHAMAÇO DE DOCUMENTOS”
Habilidades:
Pesquisa
Legislação
Normas da Língua/ Acordo Ortográfico
Leitura de Edital
Técnicas de Arquivamento de Docs
Marketing
Planejamento Estratégico
Escrita Técnica e Criativa
O exercício imaginativo: o que será, como
será, com quem, onde, quando.
É o desenho no guardanapo, no papel, é o
esmiuçamento da ideia inicial.
Quanto mais tempo você dedicar a refletir
sobre o que você quer fazer e como será
executado mais fácil será sua escrita do
projeto.
-Democratização
-Descentralização
-Regionalização
-Diversificação de linguagens culturais
-Diversificação de regiões geográficas
-Ações Afirmativas
BRIEFING
DICA AMIGA:
Eu, particularmente, prefiro ter o projeto já estruturado antes de
um começar a convocar a equipe. Por que? Porque eu preciso
conseguir brifar bem a equipe e preciso saber de quem o
projeto vai precisar e pra que.
Atenção aos conceitos chave:
Sustentabilidade
Acessibilidade
Contrapartida
Outros Conceitos:
Contrapartida:
Imagem - Logomarcas aplicadas nos materiais de
divulgação gerados pelo projeto
Mídia - Logomarcas nas redes sociais, produtos
digitais e agradecimento nas mídias
Ambiental - Ação relacionada à compensação
ambiental
Social - ação social relacionada ao projeto
foerecida para a comunidade
TODO EVENTO/PROJETO
GERA IMPACTO.
Sustentabilidade: Quais ações vão
amenizar o impacto ambiental gerado pelo
projeto?
Acessibilidade: Como as pessoas com
deficiência (PCD´s) poderão acessar o
resultado do seu projeto?
https://drive.google.com/file/d/1GMICjFRrrhIicELBcrYB8YqJ1lo
hcALA/view?usp=drive_link
Atenção aos
conceitos chave:
Sustentabilidade
Acessibilidade
Contrapartida
Intérprete de libras
Audiodescrição
Braille
Atividades com PCD´S
etc
ACESSIBILIDADE
Ver: Notícia de evento recente (18/06/2024)
aprovado pela Lei Goyazes com ação de
acessibilidade
Projetos culturais sustentáveis incorporam
práticas que reduzem o impacto ambiental,
como gerenciamento de resíduos, uso
eficiente de recursos e promoção da
conscientizaçãosobrequestõesambientais.
SUSTENTABILIDADE
Crowdfunding
*Benfeitoria
*Vaquinha
*Apoia-se
*Catarse
Direto ou indireto
*Direto se cai direto na conta como
editais de prêmios e fundos
*Indireto se o proponente ainda
tem que ir para a captação
Direto ou Indireto
*Direto - Network
relacionamento
com a empresa
*Indireto - edital
PRIVADO COLETIVO PÚBLICO
1. 2. 3.
FINANCIAMENTO
FINANCIAMENTO
Edital
-Emergencial
-Fomento
-Incentivo
-Mecenato
-Doação
Principais editais:
-Lei Municipal de Incentivo à Cultura (IPTU, ITU)
-Lei Estadual de Incentivo à Cultura - Lei
Goyazes (ICMS)
-Lei Rouanet (IR) art. 16/art.18
-Fundo de Apoio à Cultura - FAC-GO
-Lei Aldir Blanc 1 (Lei nº 14.017, de junho de
2020) - Emergencial
-Lei Aldir Blanc 2 Lei nº 14.399, de 8 de julho
de 2022 - 15 bilhões até 2027
-Lei Paulo Gustavo
Outros Editais
-CCBB
-Caixa Econômica
-Vale
-Petrobrás
-Funarte
-Fundação Palmares
Alguns sites para
ficar de olho e
encontrar o edital
certo para o seu
projeto:
EDITAIS ABERTOS
INTERCÂMBIO CULTURAL Ministério da Cultura
INSTITUIÇÃO/EMPRESA DATA INSCRIÇÃO
até 31 de dezembro
de 2026
LEI ROUANET Ministério da Cultura
CAIXA CULTURAL Caixa Econômica Federal até 17/07
PROGRAMA IBERMÚSICA FUNARTE - Fundação Nacional de
Arte
até 01/10
até 31/10
GOOGLE
Para começar você precisa fazer uma
pesquisa. O que você precisa saber?
Nome da sua ideia se já não existe
Referências
Outros projetos similares, se houver
PESQUISA
DICA AMIGA:
Eu também faço um levantamento bibliográfico sobre o
tema. Por exemplo: festival de palhaças mulheres, festival
de jazz, montagem de espetáculo de educação ambiental
etc...
BING
GOOGLE ACADÊMICO
Verbos no infinitivo
Tópicos
Apresente as intenções por
trás das suas ações
O que elas pretendem
atingir?
De onde você veio para onde você vai?
Conte sua história/ histórico em 1
parágrafo
Conte o que te motivou a fazer esse
projeto, porque vc inventou de fazer isso
e não outra coisa? Por que um livro e
não um festival?
Conte que sua equipe é experiente.
Conte suas contrapartidas.
Sem enrolação
Diga do que se trata o projeto
em todas as suas ações.
Breve.
Meia página - max
APRESENTAÇÃO OBJETIVOS JUSTIFICATIVA
1. 2. 3.
A IDEIA GANHA FORMA: A ESCRITA DO
PROJETO
ESTRUTURA PROJETO
Ligueparaasempresase
profissionaisqueprestarãoserviço
paraarealizaçãodasuaideia:
gráficas,serigráficas,técnicosetc
Crie uma tabela e insira uma coluna para
cada tópico:
*Etapa / *Mês/ *Dias/ *Ação
CRONOGRAMA
ORÇAMENTO
Texto Escrito com
planejamento do
projeto
PROJETO BASE
ESTRUTURA PROJETO DE EDITAL
-Currículo Equipe + Portfólio
-Cartas de Aceite
-Cartas de Anuência
-Docs visuais de referência do
seu projeto
RG
CPF
Comprovantes de endereço
Certidões etc
DOCUMENTOS DO
PROPONENTE
DOCUMENTOS DO
PROJETO
Sustentabilidade
Acessibilidade
ContrapartIdas
CONCEITOS
CHAVE
OBJETIVOS
-use verbos no infinitivo - terminação ar, er,
ir, or, ur
O objetivo geral demonstra a mudança na
realidade que o projeto pretende contribuir,
ou seja, visa dar resposta ao principal
problema apontado pela comunidade.
Objetivos Específicos: quantifique suas
metas e detalhe como o objetivo geral será
alcançado.
USE A INTELIGENCIA ARTIFICAL
PARA TER AJUDAR A CONSTRUIR
OS OBJETIVOS
O PROMPT JÁ EXIGE UM PEDAÇO DO
SEU BRIFING
PERPLEXITY AI
CHAT GPT
JUSTIFICATIVA
Desenvolva sua ideia
Dê detalhes
Lembre-se que todas as ações que
aparecerem aqui devem aparecer na planilha
orçamentária e no cronograma
Informar qual o público alvo do seu projeto e
suas ações de acessibilidade. e contrapartida
O QUE?
QUANDO?
POR QUE É IMPORTANTE?
ONDE?
QUEM VAI SER O PUBLICO DO
PROJETO?
QUEM É O PROPONENTE E SUA
EQUIPE?
OUTRAS INFORMAÇÕES ESPECÍFICAS :
SUSTENTABILIDADE, ACESSO, CONTRAPARTIDA
ETC
QUAIS AÇÕES ACESSIBILIDADE?
QUAL O HISTÓRICO?
Apresente Estatísticas e dados para embasar
suas informações.
Não faça citações. Isso não é um projeto
acadêmico.
APRESENTAÇÃO
Sem enrolação
Diga do que se trata o projeto em todas as
suas ações.
Breve.
Meia página - max
O QUE?
VOU ELABORAR OS ROTEIROS A
PARTIR DA HISTORIOGRAFIA
O SITE VAI SER ACESSÍVEL
VOU FAZER 1 SITE
VOU COLOCAR A TRANSCRIÇÃO DOS
EPISÓDIOS
VOU DESCREVER TODAS AS
IMAGENS DO SITE
VOU CONTRATAR UM TÉCNICO DE SOM
(POIS EU TENHO OS EQUIPAMENTOS)
VOU FAZER CAMISETAS
VOU IMPULSIONAR NAS REDES
SOCIAIS
"A habilidade de expor uma ideia é tão
importante como a ideia em si mesma".
Aristóteles
Exemplo:
COMO MONTAR SUA EQUIPE
EQUIPE
-Inicielistandoasfunções/serviçosqueserão
necesssáriosparaarealizaçãodasuaideia
-Façaumorganogramae/ouumadescriçãodo
quecadapessoadasuaequipevaifazer.
-Procuretrabalharcomosmelhoresprofissionais
domercadoemcadaárea (atéporqueissote
ajudaapontuarnoprojeto).
PÚBLICO ALVO
Especifiqueparaquemé seuprojeto
Paracrianças
adolescentes
idosos
livre?
ORGANOGRAMA PAGINA 33
Produtor
(a) Geral
Assistente
de
Produção
Produção
Executiva
Coordenação
de
Comunicação
Fotografias
Diretor (a)
Geral
Design
Assistente
de Direção
Técnicos
Som, Luz
etc
Assessoria
de
Imprensa
Vídeo
Artistas
ORGANOGRAMA Exemplo Espetáculo
PLANO DE DIVULGAÇÃO
EXEMPLO
PLANO DE
COMERCIALIZAÇÃO
*Normalmente
10% do produto
é entregue para
a Secretaria
fomentadora
1 2 3 4
CRONOGRAMA
Detalhartodosos
passosetarefas
dafase1-pré
produção
Detalhartodosos
passosetarefas
dafase2-
produção
Detalhartodosos
passosetarefas
dafasede
divulgação
Detalhartodosos
passosetarefasda
fase4 -pós
produção
DETALHAMENTO DO CRONOGRAMA
CRONOGRAMA
Pré produção: todo o planejamento e as
ações (compras, contratações etc) feitas
antes do dia da execução
Produção: o dia da execução
Divulgação: todas as ações de marketing e
contratações de assessorias necessárias para
repercussão do projeto na mídia tradicional e
digital.
Pós Produção: desmontagem, organização
do material gerado, elaboração de relatório
final e prestação de contas.
PRÉ PRODUÇÃO
PRODUÇÃO
PÓS PRODUÇÃO
DIVULGAÇÃO
ATENÇÃO!!!
Existem 2 cronogramas que você deve ter em mente:
*O cronograma do edital
*O cronograma do projeto
Sempre monte o cronograma de a
partir do cronograma do edital.
ÉimportanteapresentarumorçamentoREALe
detalharcomoeleserádistribuídoentreas
campanhas. Éprecisolevaremconsideraçãoos
custosdetodasasetapas:pré-produção,produção,
divulgaçãoepós-produção. Considerenasua
divulgação:materiaisfísicos,veiculaçãoemmídias,
contrataçãodeassessoriadeimprensa,entreoutros.
ORÇAMENTO
TENHA UMA LISTA DE FORNECEDORES
DE CONFIANÇA:
-GRÁFICA
-SERIGRÁFICA
-TRADUÇÃO LIBRAS
-AUDIODECRIÇÃO
-DESIGNER
-LOCAÇÃO DE TENDAS
-COMIDA PARA CAMARIM
SITES QUE AJUDAM A ELABORAR O ORÇAMENTO
DE ALGUNS PRODUTOS:
PRINTI
CRIE O HÁBITO: ATÉ 10% DO
ORÇAMENTO EM DIVULGAÇÃO.
NUNCA SE ESQUEÇA DOS
IMPOSTOS
Tabela FGV - Serviços Culturais
ELLO7
IMPOSTOS
CUSTOS
ADMINISTRATIVOS
EM RESUMO:
ETAPAS
O QUE FAZ A DIFERENÇA
ERROS
DÚVIDAS
DICAS ESTUDO DE CASO
ATIVIDADE PRÁTICA PERGUNTAS DOCUMENTOS
COMPLEMENTARES
FERRAMENTAS DIGITAIS
Módulo 2
ERROS COMUNS QUE COMPROMETEM A APROVAÇÃO DO
PROJETO;
Pular etapas
Não dar a devida importância à apresentação de um projeto
Apresentar objetivo pouco preciso
Apresentar objetivos não relacionados entre si e que não aparecem na
justificativa
Cronogramas com prazos imprecisos para a realização das atividades
Não apresentar o valor real na planilha
Inscrever um projeto, via mecenato, sem levar em conta a captação de
recursos
Tentar custear uma mesma despesa por duas fontes de recursos
diferentes
Não manter suas informações atualizadas (relatório de ações culturais,
portfólio, currículo).
DICAS
Estabeleça parceria com alguma cooperativa de catadores de lixo e de
materiais recicláveis ou com alguma empresa de reciclagem. Assim, todo o
lixo reciclável gerado pelo seu evento será recolhido e terá destinação certa.
O Ministério da Cultura e a secretarias exigem a guarda desses documentos
por no mínimo cinco anos.
Jamais invente valores. A planilha orçamentária aprovada será o documento
de apoio fundamental para a gestão financeira do projeto.
Tente fazer o cronograma mais próximo da realidade possível cada alteração
que você faz no projeto deve ser comunicada ao órgão/empresa de
fomento.
Organize seu drive de acordo com as etapas:
INSCRIÇÃO/EXECUÇÃO/RELATÓRIO FINAL/ PRESTAÇÃO DE CONTAS
Plataforma Caixa Cultural 2024
ESTUDO DE CASO
Pode usar I.A para fazer a Pesquisa?
Pode usar I.A para escrever o projeto?
Qual a diferença de um projeto acadêmico e um projeto
cultural?
Pode fazer citação no projeto cultural?
Onde criar meu portfólio?
FERRAMENTAS DIGITAIS
Todas as despesas para a realização do meu projeto podem ser financiadas por meio de
editais ou leis de apoio à cultura?
O que devo levar em consideração ao construir o cronograma de atividades do meu evento?
Ainda não tenho valores reais para elaborar o meu orçamento. Posso estruturá-lo com base
na informação que tenho para submetê-lo ao edital e, uma vez aprovado, fazer os devidos
ajustes?
Como posso fazer a estimativa do público se meu evento é gratuito e acontecerá em praça
pública?
Ainda não tenho a equipe de profissionais formada. Posso apresentar alguns profissionais,
ainda que não sejam os definitivos, apenas para submeter o projeto e depois de aprovado,
constituo a equipe real?
PERGUNTAS
DOCUMENTOS
COMPLEMENTARES
PESSOA JURÍDICA
• Nome de fantasia;
• Número do CNPJ;
• Endereço completo da instituição, com CEP,
cidade e UF;
• Endereço eletrônico e telefone;
• Nome do dirigente/representante legal;
• Número de identidade e do CPF do
dirigente/representante legal;
• Endereço completo do dirigente/representante
legal,
com CEP, cidade e UF;
• Endereço eletrônico e telefone do
dirigente/represen-
tante legal.
• Relatório atualizado das ações culturais, portfólio
ou currículo da instituição com ênfase nas atividades
culturais;
•Currículo atualizado do dirigente/representante
legal;
• Ato constitutivo da instituição (estatuto ou contrato
social e suas respectivas alterações);
• Ata de eleição da diretoria ou ato de nomeação de
seus dirigentes;
•Documento de identificação do
dirigente/representante legal da instituição, com
foto, assinatura e número de CPF.
DOCUMENTOS
COMPLEMENTARES
PESSOA FÍSICA
• Nome completo;
• Número de identidade e do CPF;
• Endereço completo, com CEP, cidade e UF;
• Endereço eletrônico;
• Telefone.
• Currículo ou portfólio atualizado com ênfase
nas atividades culturais;
• Documento legal de identificação, com foto,
assinatura e número de CPF.
Material Oficina de Elaboração de Projetos Prof. Taiana Martins .pdf
Material Oficina de Elaboração de Projetos Prof. Taiana Martins .pdf
BORA CRIAR!
ME SIGA NO
@MARTINS.TAIANA
FALE COMIGO ATRAVÉ DO E-MAIL
MITEMAPRODUCOES@GMAIL.COM

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Material Oficina de Elaboração de Projetos Prof. Taiana Martins .pdf

Aula 4- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013.
Aula 4- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013.Aula 4- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013.
Aula 4- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013.
Cultura e Mercado
 
templates+das+ferramentas_Design thinking.pdf
templates+das+ferramentas_Design thinking.pdftemplates+das+ferramentas_Design thinking.pdf
templates+das+ferramentas_Design thinking.pdf
JulianoMazzucatto
 
Design Thinking: transformando a forma de pensar e resolver problemas
Design Thinking: transformando a forma de pensar e resolver problemasDesign Thinking: transformando a forma de pensar e resolver problemas
Design Thinking: transformando a forma de pensar e resolver problemas
Renata Tonezi
 
O que já aprendi sobre o design e implementação de redes sociais corporativas
O que já aprendi sobre o design e implementação de redes sociais corporativasO que já aprendi sobre o design e implementação de redes sociais corporativas
O que já aprendi sobre o design e implementação de redes sociais corporativas
Ana Barroso
 
Colabora Mundo - Projeto IPBIO
Colabora Mundo - Projeto IPBIOColabora Mundo - Projeto IPBIO
Colabora Mundo - Projeto IPBIO
Juliana Feitosa Andrade
 
Workshop: Entenda e conquiste clientes nas Rede Sociais.
Workshop: Entenda e conquiste clientes nas Rede Sociais.Workshop: Entenda e conquiste clientes nas Rede Sociais.
Workshop: Entenda e conquiste clientes nas Rede Sociais.
StarShine Soluções em Comunicação
 
Como usar Social para estratégias B2B - Brasscom
Como usar Social para estratégias B2B - BrasscomComo usar Social para estratégias B2B - Brasscom
Como usar Social para estratégias B2B - Brasscom
Daniel Rimoli
 
Oscar Cerezales (Portugues) Mídia Social & CVB´s
Oscar Cerezales (Portugues) Mídia Social & CVB´s Oscar Cerezales (Portugues) Mídia Social & CVB´s
Oscar Cerezales (Portugues) Mídia Social & CVB´s
Oscar CEREZALES
 
Oficina: oportunidades de futuros para cidades criativas
Oficina: oportunidades de futuros para cidades criativasOficina: oportunidades de futuros para cidades criativas
Oficina: oportunidades de futuros para cidades criativas
Lala Deheinzelin
 
Briefing - (para web design)
Briefing - (para web design)Briefing - (para web design)
Briefing - (para web design)
mfiorelli
 
Design Thinking - Aula 01
Design Thinking - Aula 01Design Thinking - Aula 01
Design Thinking - Aula 01
Israel Lessak
 
Eventos de Tecnologia e Inovação
Eventos de Tecnologia e InovaçãoEventos de Tecnologia e Inovação
Eventos de Tecnologia e Inovação
Presleyson Lima
 
Currículo Fernando G de Holanda.pdf
Currículo Fernando G de Holanda.pdfCurrículo Fernando G de Holanda.pdf
Currículo Fernando G de Holanda.pdf
Fernando Holanda
 
Vendendo seu Peixe
Vendendo seu PeixeVendendo seu Peixe
Vendendo seu Peixe
Alessandro Dias
 
5 (ou 6) mitos sobre as agências digitais
5 (ou 6) mitos sobre as agências digitais5 (ou 6) mitos sobre as agências digitais
5 (ou 6) mitos sobre as agências digitais
Leonardo Palagi
 
Fontes de Financimento 4 - Minom Pinho
Fontes de Financimento 4 - Minom PinhoFontes de Financimento 4 - Minom Pinho
Fontes de Financimento 4 - Minom Pinho
Cultura e Mercado
 
Como melhorar a produtividade e capacidade criativa em diversos tipos de proj...
Como melhorar a produtividade e capacidade criativa em diversos tipos de proj...Como melhorar a produtividade e capacidade criativa em diversos tipos de proj...
Como melhorar a produtividade e capacidade criativa em diversos tipos de proj...
Melina Alves
 
UXconf 2017 - Review
UXconf 2017 - ReviewUXconf 2017 - Review
UXconf 2017 - Review
Rafael Burity
 
Apresentação Aldeia CIRS
Apresentação Aldeia CIRSApresentação Aldeia CIRS
Apresentação Aldeia CIRS
Ricardo Dória
 
Design Thinking em Desenvolvimento Social
Design Thinking em Desenvolvimento SocialDesign Thinking em Desenvolvimento Social
Design Thinking em Desenvolvimento Social
Débora Leal
 

Semelhante a Material Oficina de Elaboração de Projetos Prof. Taiana Martins .pdf (20)

Aula 4- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013.
Aula 4- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013.Aula 4- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013.
Aula 4- Curso Fontes de Financiamento dias 22 e 23 de Junho 2013.
 
templates+das+ferramentas_Design thinking.pdf
templates+das+ferramentas_Design thinking.pdftemplates+das+ferramentas_Design thinking.pdf
templates+das+ferramentas_Design thinking.pdf
 
Design Thinking: transformando a forma de pensar e resolver problemas
Design Thinking: transformando a forma de pensar e resolver problemasDesign Thinking: transformando a forma de pensar e resolver problemas
Design Thinking: transformando a forma de pensar e resolver problemas
 
O que já aprendi sobre o design e implementação de redes sociais corporativas
O que já aprendi sobre o design e implementação de redes sociais corporativasO que já aprendi sobre o design e implementação de redes sociais corporativas
O que já aprendi sobre o design e implementação de redes sociais corporativas
 
Colabora Mundo - Projeto IPBIO
Colabora Mundo - Projeto IPBIOColabora Mundo - Projeto IPBIO
Colabora Mundo - Projeto IPBIO
 
Workshop: Entenda e conquiste clientes nas Rede Sociais.
Workshop: Entenda e conquiste clientes nas Rede Sociais.Workshop: Entenda e conquiste clientes nas Rede Sociais.
Workshop: Entenda e conquiste clientes nas Rede Sociais.
 
Como usar Social para estratégias B2B - Brasscom
Como usar Social para estratégias B2B - BrasscomComo usar Social para estratégias B2B - Brasscom
Como usar Social para estratégias B2B - Brasscom
 
Oscar Cerezales (Portugues) Mídia Social & CVB´s
Oscar Cerezales (Portugues) Mídia Social & CVB´s Oscar Cerezales (Portugues) Mídia Social & CVB´s
Oscar Cerezales (Portugues) Mídia Social & CVB´s
 
Oficina: oportunidades de futuros para cidades criativas
Oficina: oportunidades de futuros para cidades criativasOficina: oportunidades de futuros para cidades criativas
Oficina: oportunidades de futuros para cidades criativas
 
Briefing - (para web design)
Briefing - (para web design)Briefing - (para web design)
Briefing - (para web design)
 
Design Thinking - Aula 01
Design Thinking - Aula 01Design Thinking - Aula 01
Design Thinking - Aula 01
 
Eventos de Tecnologia e Inovação
Eventos de Tecnologia e InovaçãoEventos de Tecnologia e Inovação
Eventos de Tecnologia e Inovação
 
Currículo Fernando G de Holanda.pdf
Currículo Fernando G de Holanda.pdfCurrículo Fernando G de Holanda.pdf
Currículo Fernando G de Holanda.pdf
 
Vendendo seu Peixe
Vendendo seu PeixeVendendo seu Peixe
Vendendo seu Peixe
 
5 (ou 6) mitos sobre as agências digitais
5 (ou 6) mitos sobre as agências digitais5 (ou 6) mitos sobre as agências digitais
5 (ou 6) mitos sobre as agências digitais
 
Fontes de Financimento 4 - Minom Pinho
Fontes de Financimento 4 - Minom PinhoFontes de Financimento 4 - Minom Pinho
Fontes de Financimento 4 - Minom Pinho
 
Como melhorar a produtividade e capacidade criativa em diversos tipos de proj...
Como melhorar a produtividade e capacidade criativa em diversos tipos de proj...Como melhorar a produtividade e capacidade criativa em diversos tipos de proj...
Como melhorar a produtividade e capacidade criativa em diversos tipos de proj...
 
UXconf 2017 - Review
UXconf 2017 - ReviewUXconf 2017 - Review
UXconf 2017 - Review
 
Apresentação Aldeia CIRS
Apresentação Aldeia CIRSApresentação Aldeia CIRS
Apresentação Aldeia CIRS
 
Design Thinking em Desenvolvimento Social
Design Thinking em Desenvolvimento SocialDesign Thinking em Desenvolvimento Social
Design Thinking em Desenvolvimento Social
 

Último

EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 

Último (20)

EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 

Material Oficina de Elaboração de Projetos Prof. Taiana Martins .pdf

  • 1. ELABORAÇÃO DE PROJETOS COMO CONCRETIZAR IDEIAS? TAIANA MARTINS OFICINA
  • 2. Acrobata aérea e Produtora Cultural que atua com Elaboração de Projetos e Produção Executiva de ideias e eventos. Em 2013 cria a Mitema Projetos Culturais e Soluções Sustentáveis por onde já desenvolveu projetos como elaboradora e produtora através de licitações para governo, OSCIP, OS, editais de empresas públicas e privadas para univesidades, associações, grupos, cias, trupes, bandas, além de eventos publicitários e corporativos. Já produziu festivais, shows, espetáculos, livros, álbuns musicais, sites e acervos de pesquisa. TAIANA MARTINS MENTORA/PROFESSORA
  • 3. COMO CONCRETIZAR IDEIAS SONHO BRIEFING EM BUSCA DO DINHEIRO PESQUISA ORÇAMENTO CONCEITOS IMPORTANTES CRONOGRAMA ESCRITA Módulo 1
  • 4. O QUE FAZ A DIFERENÇA ERROS DÚVIDAS DICAS ESTUDO DE CASO ATIVIDADE PRÁTICA PERGUNTAS DOCUMENTOS COMPLEMENTARES FERRAMENTAS DIGITAIS Módulo 2
  • 5. “COMEÇA UM SONHO E VIRA UM CALHAMAÇO DE DOCUMENTOS” Habilidades: Pesquisa Legislação Normas da Língua/ Acordo Ortográfico Leitura de Edital Técnicas de Arquivamento de Docs Marketing Planejamento Estratégico Escrita Técnica e Criativa
  • 6. O exercício imaginativo: o que será, como será, com quem, onde, quando. É o desenho no guardanapo, no papel, é o esmiuçamento da ideia inicial. Quanto mais tempo você dedicar a refletir sobre o que você quer fazer e como será executado mais fácil será sua escrita do projeto. -Democratização -Descentralização -Regionalização -Diversificação de linguagens culturais -Diversificação de regiões geográficas -Ações Afirmativas BRIEFING DICA AMIGA: Eu, particularmente, prefiro ter o projeto já estruturado antes de um começar a convocar a equipe. Por que? Porque eu preciso conseguir brifar bem a equipe e preciso saber de quem o projeto vai precisar e pra que. Atenção aos conceitos chave: Sustentabilidade Acessibilidade Contrapartida Outros Conceitos:
  • 7. Contrapartida: Imagem - Logomarcas aplicadas nos materiais de divulgação gerados pelo projeto Mídia - Logomarcas nas redes sociais, produtos digitais e agradecimento nas mídias Ambiental - Ação relacionada à compensação ambiental Social - ação social relacionada ao projeto foerecida para a comunidade TODO EVENTO/PROJETO GERA IMPACTO. Sustentabilidade: Quais ações vão amenizar o impacto ambiental gerado pelo projeto? Acessibilidade: Como as pessoas com deficiência (PCD´s) poderão acessar o resultado do seu projeto? https://drive.google.com/file/d/1GMICjFRrrhIicELBcrYB8YqJ1lo hcALA/view?usp=drive_link Atenção aos conceitos chave: Sustentabilidade Acessibilidade Contrapartida
  • 8. Intérprete de libras Audiodescrição Braille Atividades com PCD´S etc ACESSIBILIDADE Ver: Notícia de evento recente (18/06/2024) aprovado pela Lei Goyazes com ação de acessibilidade
  • 9. Projetos culturais sustentáveis incorporam práticas que reduzem o impacto ambiental, como gerenciamento de resíduos, uso eficiente de recursos e promoção da conscientizaçãosobrequestõesambientais. SUSTENTABILIDADE
  • 10. Crowdfunding *Benfeitoria *Vaquinha *Apoia-se *Catarse Direto ou indireto *Direto se cai direto na conta como editais de prêmios e fundos *Indireto se o proponente ainda tem que ir para a captação Direto ou Indireto *Direto - Network relacionamento com a empresa *Indireto - edital PRIVADO COLETIVO PÚBLICO 1. 2. 3. FINANCIAMENTO
  • 11. FINANCIAMENTO Edital -Emergencial -Fomento -Incentivo -Mecenato -Doação Principais editais: -Lei Municipal de Incentivo à Cultura (IPTU, ITU) -Lei Estadual de Incentivo à Cultura - Lei Goyazes (ICMS) -Lei Rouanet (IR) art. 16/art.18 -Fundo de Apoio à Cultura - FAC-GO -Lei Aldir Blanc 1 (Lei nº 14.017, de junho de 2020) - Emergencial -Lei Aldir Blanc 2 Lei nº 14.399, de 8 de julho de 2022 - 15 bilhões até 2027 -Lei Paulo Gustavo Outros Editais -CCBB -Caixa Econômica -Vale -Petrobrás -Funarte -Fundação Palmares Alguns sites para ficar de olho e encontrar o edital certo para o seu projeto:
  • 12. EDITAIS ABERTOS INTERCÂMBIO CULTURAL Ministério da Cultura INSTITUIÇÃO/EMPRESA DATA INSCRIÇÃO até 31 de dezembro de 2026 LEI ROUANET Ministério da Cultura CAIXA CULTURAL Caixa Econômica Federal até 17/07 PROGRAMA IBERMÚSICA FUNARTE - Fundação Nacional de Arte até 01/10 até 31/10
  • 13. GOOGLE Para começar você precisa fazer uma pesquisa. O que você precisa saber? Nome da sua ideia se já não existe Referências Outros projetos similares, se houver PESQUISA DICA AMIGA: Eu também faço um levantamento bibliográfico sobre o tema. Por exemplo: festival de palhaças mulheres, festival de jazz, montagem de espetáculo de educação ambiental etc... BING GOOGLE ACADÊMICO
  • 14. Verbos no infinitivo Tópicos Apresente as intenções por trás das suas ações O que elas pretendem atingir? De onde você veio para onde você vai? Conte sua história/ histórico em 1 parágrafo Conte o que te motivou a fazer esse projeto, porque vc inventou de fazer isso e não outra coisa? Por que um livro e não um festival? Conte que sua equipe é experiente. Conte suas contrapartidas. Sem enrolação Diga do que se trata o projeto em todas as suas ações. Breve. Meia página - max APRESENTAÇÃO OBJETIVOS JUSTIFICATIVA 1. 2. 3. A IDEIA GANHA FORMA: A ESCRITA DO PROJETO
  • 15. ESTRUTURA PROJETO Ligueparaasempresase profissionaisqueprestarãoserviço paraarealizaçãodasuaideia: gráficas,serigráficas,técnicosetc Crie uma tabela e insira uma coluna para cada tópico: *Etapa / *Mês/ *Dias/ *Ação CRONOGRAMA ORÇAMENTO Texto Escrito com planejamento do projeto PROJETO BASE
  • 16. ESTRUTURA PROJETO DE EDITAL -Currículo Equipe + Portfólio -Cartas de Aceite -Cartas de Anuência -Docs visuais de referência do seu projeto RG CPF Comprovantes de endereço Certidões etc DOCUMENTOS DO PROPONENTE DOCUMENTOS DO PROJETO Sustentabilidade Acessibilidade ContrapartIdas CONCEITOS CHAVE
  • 17. OBJETIVOS -use verbos no infinitivo - terminação ar, er, ir, or, ur O objetivo geral demonstra a mudança na realidade que o projeto pretende contribuir, ou seja, visa dar resposta ao principal problema apontado pela comunidade. Objetivos Específicos: quantifique suas metas e detalhe como o objetivo geral será alcançado. USE A INTELIGENCIA ARTIFICAL PARA TER AJUDAR A CONSTRUIR OS OBJETIVOS O PROMPT JÁ EXIGE UM PEDAÇO DO SEU BRIFING PERPLEXITY AI CHAT GPT
  • 18. JUSTIFICATIVA Desenvolva sua ideia Dê detalhes Lembre-se que todas as ações que aparecerem aqui devem aparecer na planilha orçamentária e no cronograma Informar qual o público alvo do seu projeto e suas ações de acessibilidade. e contrapartida O QUE? QUANDO? POR QUE É IMPORTANTE? ONDE? QUEM VAI SER O PUBLICO DO PROJETO? QUEM É O PROPONENTE E SUA EQUIPE? OUTRAS INFORMAÇÕES ESPECÍFICAS : SUSTENTABILIDADE, ACESSO, CONTRAPARTIDA ETC QUAIS AÇÕES ACESSIBILIDADE? QUAL O HISTÓRICO? Apresente Estatísticas e dados para embasar suas informações. Não faça citações. Isso não é um projeto acadêmico.
  • 19. APRESENTAÇÃO Sem enrolação Diga do que se trata o projeto em todas as suas ações. Breve. Meia página - max O QUE? VOU ELABORAR OS ROTEIROS A PARTIR DA HISTORIOGRAFIA O SITE VAI SER ACESSÍVEL VOU FAZER 1 SITE VOU COLOCAR A TRANSCRIÇÃO DOS EPISÓDIOS VOU DESCREVER TODAS AS IMAGENS DO SITE VOU CONTRATAR UM TÉCNICO DE SOM (POIS EU TENHO OS EQUIPAMENTOS) VOU FAZER CAMISETAS VOU IMPULSIONAR NAS REDES SOCIAIS "A habilidade de expor uma ideia é tão importante como a ideia em si mesma". Aristóteles Exemplo:
  • 20. COMO MONTAR SUA EQUIPE EQUIPE -Inicielistandoasfunções/serviçosqueserão necesssáriosparaarealizaçãodasuaideia -Façaumorganogramae/ouumadescriçãodo quecadapessoadasuaequipevaifazer. -Procuretrabalharcomosmelhoresprofissionais domercadoemcadaárea (atéporqueissote ajudaapontuarnoprojeto). PÚBLICO ALVO Especifiqueparaquemé seuprojeto Paracrianças adolescentes idosos livre? ORGANOGRAMA PAGINA 33
  • 21. Produtor (a) Geral Assistente de Produção Produção Executiva Coordenação de Comunicação Fotografias Diretor (a) Geral Design Assistente de Direção Técnicos Som, Luz etc Assessoria de Imprensa Vídeo Artistas ORGANOGRAMA Exemplo Espetáculo
  • 24. PLANO DE COMERCIALIZAÇÃO *Normalmente 10% do produto é entregue para a Secretaria fomentadora
  • 25. 1 2 3 4 CRONOGRAMA Detalhartodosos passosetarefas dafase1-pré produção Detalhartodosos passosetarefas dafase2- produção Detalhartodosos passosetarefas dafasede divulgação Detalhartodosos passosetarefasda fase4 -pós produção DETALHAMENTO DO CRONOGRAMA
  • 26. CRONOGRAMA Pré produção: todo o planejamento e as ações (compras, contratações etc) feitas antes do dia da execução Produção: o dia da execução Divulgação: todas as ações de marketing e contratações de assessorias necessárias para repercussão do projeto na mídia tradicional e digital. Pós Produção: desmontagem, organização do material gerado, elaboração de relatório final e prestação de contas. PRÉ PRODUÇÃO PRODUÇÃO PÓS PRODUÇÃO DIVULGAÇÃO
  • 27. ATENÇÃO!!! Existem 2 cronogramas que você deve ter em mente: *O cronograma do edital *O cronograma do projeto Sempre monte o cronograma de a partir do cronograma do edital.
  • 28. ÉimportanteapresentarumorçamentoREALe detalharcomoeleserádistribuídoentreas campanhas. Éprecisolevaremconsideraçãoos custosdetodasasetapas:pré-produção,produção, divulgaçãoepós-produção. Considerenasua divulgação:materiaisfísicos,veiculaçãoemmídias, contrataçãodeassessoriadeimprensa,entreoutros. ORÇAMENTO TENHA UMA LISTA DE FORNECEDORES DE CONFIANÇA: -GRÁFICA -SERIGRÁFICA -TRADUÇÃO LIBRAS -AUDIODECRIÇÃO -DESIGNER -LOCAÇÃO DE TENDAS -COMIDA PARA CAMARIM SITES QUE AJUDAM A ELABORAR O ORÇAMENTO DE ALGUNS PRODUTOS: PRINTI CRIE O HÁBITO: ATÉ 10% DO ORÇAMENTO EM DIVULGAÇÃO. NUNCA SE ESQUEÇA DOS IMPOSTOS Tabela FGV - Serviços Culturais ELLO7
  • 32. O QUE FAZ A DIFERENÇA ERROS DÚVIDAS DICAS ESTUDO DE CASO ATIVIDADE PRÁTICA PERGUNTAS DOCUMENTOS COMPLEMENTARES FERRAMENTAS DIGITAIS Módulo 2
  • 33. ERROS COMUNS QUE COMPROMETEM A APROVAÇÃO DO PROJETO; Pular etapas Não dar a devida importância à apresentação de um projeto Apresentar objetivo pouco preciso Apresentar objetivos não relacionados entre si e que não aparecem na justificativa Cronogramas com prazos imprecisos para a realização das atividades Não apresentar o valor real na planilha Inscrever um projeto, via mecenato, sem levar em conta a captação de recursos Tentar custear uma mesma despesa por duas fontes de recursos diferentes Não manter suas informações atualizadas (relatório de ações culturais, portfólio, currículo).
  • 34. DICAS Estabeleça parceria com alguma cooperativa de catadores de lixo e de materiais recicláveis ou com alguma empresa de reciclagem. Assim, todo o lixo reciclável gerado pelo seu evento será recolhido e terá destinação certa. O Ministério da Cultura e a secretarias exigem a guarda desses documentos por no mínimo cinco anos. Jamais invente valores. A planilha orçamentária aprovada será o documento de apoio fundamental para a gestão financeira do projeto. Tente fazer o cronograma mais próximo da realidade possível cada alteração que você faz no projeto deve ser comunicada ao órgão/empresa de fomento. Organize seu drive de acordo com as etapas: INSCRIÇÃO/EXECUÇÃO/RELATÓRIO FINAL/ PRESTAÇÃO DE CONTAS
  • 35. Plataforma Caixa Cultural 2024 ESTUDO DE CASO
  • 36. Pode usar I.A para fazer a Pesquisa? Pode usar I.A para escrever o projeto? Qual a diferença de um projeto acadêmico e um projeto cultural? Pode fazer citação no projeto cultural? Onde criar meu portfólio? FERRAMENTAS DIGITAIS
  • 37. Todas as despesas para a realização do meu projeto podem ser financiadas por meio de editais ou leis de apoio à cultura? O que devo levar em consideração ao construir o cronograma de atividades do meu evento? Ainda não tenho valores reais para elaborar o meu orçamento. Posso estruturá-lo com base na informação que tenho para submetê-lo ao edital e, uma vez aprovado, fazer os devidos ajustes? Como posso fazer a estimativa do público se meu evento é gratuito e acontecerá em praça pública? Ainda não tenho a equipe de profissionais formada. Posso apresentar alguns profissionais, ainda que não sejam os definitivos, apenas para submeter o projeto e depois de aprovado, constituo a equipe real? PERGUNTAS
  • 38. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES PESSOA JURÍDICA • Nome de fantasia; • Número do CNPJ; • Endereço completo da instituição, com CEP, cidade e UF; • Endereço eletrônico e telefone; • Nome do dirigente/representante legal; • Número de identidade e do CPF do dirigente/representante legal; • Endereço completo do dirigente/representante legal, com CEP, cidade e UF; • Endereço eletrônico e telefone do dirigente/represen- tante legal. • Relatório atualizado das ações culturais, portfólio ou currículo da instituição com ênfase nas atividades culturais; •Currículo atualizado do dirigente/representante legal; • Ato constitutivo da instituição (estatuto ou contrato social e suas respectivas alterações); • Ata de eleição da diretoria ou ato de nomeação de seus dirigentes; •Documento de identificação do dirigente/representante legal da instituição, com foto, assinatura e número de CPF.
  • 39. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES PESSOA FÍSICA • Nome completo; • Número de identidade e do CPF; • Endereço completo, com CEP, cidade e UF; • Endereço eletrônico; • Telefone. • Currículo ou portfólio atualizado com ênfase nas atividades culturais; • Documento legal de identificação, com foto, assinatura e número de CPF.
  • 42. BORA CRIAR! ME SIGA NO @MARTINS.TAIANA FALE COMIGO ATRAVÉ DO E-MAIL MITEMAPRODUCOES@GMAIL.COM