SlideShare uma empresa Scribd logo
NÚMERO OPERATÓRIO E OS 
SETE PRINCÍPIOS MENTAIS 
425 
BÁSICOS 
SME – Campinas / PNAIC 
0011 0010 1010 1101 Slides 0001 0100 elaborados 1011 
por Adriana Correia 
1 Coodernadora geral: Bete Pimentel 
Colaboradoras: Cristina Pauluci, Eliana Boscolo, Idelvandre,Isnary, 
Ìtala Rizzo, Kelly Arduíno, Laís Allende, Patrícia Infanger. 
Julho / 2014
PAUTA 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
- LEITURA DELEITE “...E ELES 
QUERIAM CONTAR”. 
- Socialização da rotina semanal. 
- OS SETE PROCESSOS MENTAIS 
BÁSICOS
O NÚMERO OPERATÓRIO 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
É consolidado quando a criança 
for capaz de coordenar as 
relações de cardinalidade e 
ordinalidade.
O TRABALHO COM OS SETE PROCESSOS 
MENTAIS BÁSICOS 
CONCEITO ELABORADO POR J. PIAGET. 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
EXPANDEM O TRABALHO COM O SENSO 
NUMÉRICO E CONSOLIDAM O CONCEITO DE 
NÚMERO OPERATÓRIO. 
REFERENCIADOS NAS DIRETRIZES 
CURRICULARES DOS ANOS INICIAIS - 
SME/CAMPINAS. 
CONTEMPLADOS NOS CADERNOS 1, 2 E 3 DO 
PNAIC.
Quais são os sete princípios? 
• Correspondência. 
• Comparação. 
• Classificação. 
• Sequenciação. 
• Seriação/Ordenação. 
• Inclusão. 
• Conservação. 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO 
NÚMERO OPERATÓRIO 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
NÚMERO OPERATÓRIO 
CARDINAL 
ORDINAL 
Adaptado de esquema da pág. 27 do livro "Conversas sobre números, ações e 
operações" de Luzia Faraco Ramos. Ed. Ática. 
Numerar as 
coisas 
Ordenar as 
coisas
CORRESPONDÊNCIA 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
• É o ato de estabelecer a relação “um a um”. 
• Subsidia as compreensões de número 
cardinal e número ordinal. 
• http://www.youtube.com/watch?v=dB0UNsQMn7c 
• http://nacarrioladearquimedes.blogspot.com.br/2013/06/na 
-carriola-de-arquimedes-video-2.html
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
COMPARAÇÃO 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
• É o ato de estabelecer diferenças ou 
semelhanças. 
http://www.youtube.com/watch?v=U2NhjLaG7Ew 
http://nacarrioladearquimedes.blogspot.com.br/2013/06/na-carriola- 
de-arquimedes-video-3.html
CLASSIFICAÇÃO 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
• É o ato de separar em categorias de acordo 
com semelhanças e diferenças. 
http://www.youtube.com/watch?v=zYvHuOkXeNU
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
SEQUENCIAÇÃO 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
• É o ato de fazer suceder a cada elemento 
um outro sem considerar a ordem entre 
eles.
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
SERIAÇÃO/ORDENAÇÃO 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
• É o ato de ordenar uma sequência segundo 
um critério. 
• Este processo subsidia a compreensão do 
sistema de numeração decimal (a ordem de 
escrita dos algarismos define a ordem do 
número, por exemplo 243 significa duas 
centenas, mais quatro dezenas e mais três 
unidades.
1 0011 0010 1010 1101 0001 0100 1011 
• http://www.youtube.com/watch? 
v=2Qkg8JqXGvA 
• http://nacarrioladearquimedes.blogspot.com.br/20 
13/06/na-carriola-de-arquimedes-video-5.html 
425
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
CLASSIFICAÇÃO E SERIAÇÃO 
Os processos de classificação e seriação são as 
estruturas lógicas que proporcionam a 
criação do conceito de número operatório na 
criança. 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
INCLUSÃO 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
• É o ato de fazer abranger um conjunto por 
outro (engloba os conceitos iniciais de 
conjuntos e seus subconjuntos). 
http://www.youtube.com/watch?v=LSB3DJTCdpU
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
CONSERVAÇÃO 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
• É o ato de perceber que a quantidade não 
depende de arrumação, forma ou posição. 
http://www.youtube.com/watch?v=-6IgTqgdd5w
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
Atividades para hoje 
- Formar trios. Cada trio deverá escolher um 
dos materiais que foi disponibilizado pela 
formadora e a partir dele elaborar um plano 
de aula que contemple: objetivo; tarefa; 
materiais utilizados; tempo; organização da 
turma; metodologia para intervenção; as 
boas perguntas. 
- O trio deverá desenvolver a tarefa que 
elaborou e socializar aquilo que achar 
relevante com o grupo todo. 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011
SLIDES ELABORADOS A PARTIR DOS 
REFERENCIAIS BIBLIOGRÁFICOS 
1 0011 425 
0010 1010 1101 0001 0100 1011 
Lorenzato, Sérgio. Educação Infantil e percepção matemático. 
Campinas, S.P. Autores Associados. 2006. 
Ramos, L. Faraco. Conversas sobre números, ações e operações. 
Uma proposta criativa para o ensino da matemática nos primeiros 
anos. S.P.: Ática, 2009. 
Revista Nova Escola. 1995. Reportagem “Matemática da mão para 
a cabeça”. 
Caderno 2 do PNAIC/Matemática (2013).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Isa ...
 
Provas piagetianas
Provas piagetianasProvas piagetianas
Provas piagetianas
Gilberta Nogueira
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
Clarice-Borges
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
Roseli Tejo
 
Rotina escolar
Rotina escolarRotina escolar
Rotina escolar
Anaí Peña
 
CRECHE
CRECHECRECHE
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTILLUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ritagatti
 
Material de-apoio-para-o-professor-trabalhar-com-alunos-com-tdah
Material de-apoio-para-o-professor-trabalhar-com-alunos-com-tdahMaterial de-apoio-para-o-professor-trabalhar-com-alunos-com-tdah
Material de-apoio-para-o-professor-trabalhar-com-alunos-com-tdah
Liliane Professora
 
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumond
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumondProjeto páscoa cmei2009 s imone drumond
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumond
SimoneHelenDrumond
 
Apresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplinaApresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplina
bernadetefischerkrauze
 
Acolhimento Escolar GABI.pptx
Acolhimento Escolar GABI.pptxAcolhimento Escolar GABI.pptx
Acolhimento Escolar GABI.pptx
Gabih Rocha
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
Fabiana Lopes
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagemO lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
Vanderlita Gomes B Marquetti
 
A criança do berçario e maternal 50 atividades
A criança do berçario e maternal 50 atividadesA criança do berçario e maternal 50 atividades
A criança do berçario e maternal 50 atividades
SimoneHelenDrumond
 
Matemática
MatemáticaMatemática
Matemática
Silvilene Oliveira
 
Niveis de escrita
Niveis de escritaNiveis de escrita
Niveis de escrita
daianabsf
 
Fases do desenvolvimento - Piaget
Fases do desenvolvimento -  PiagetFases do desenvolvimento -  Piaget
Fases do desenvolvimento - Piaget
Elisms88
 
Ficha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantilFicha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantil
keillacr
 
Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil
Luiza Carvalho
 
Avaliação inicial na educação infantil
Avaliação inicial na educação infantilAvaliação inicial na educação infantil
Avaliação inicial na educação infantil
Meire Moura
 

Mais procurados (20)

Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
 
Provas piagetianas
Provas piagetianasProvas piagetianas
Provas piagetianas
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Rotina escolar
Rotina escolarRotina escolar
Rotina escolar
 
CRECHE
CRECHECRECHE
CRECHE
 
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTILLUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Material de-apoio-para-o-professor-trabalhar-com-alunos-com-tdah
Material de-apoio-para-o-professor-trabalhar-com-alunos-com-tdahMaterial de-apoio-para-o-professor-trabalhar-com-alunos-com-tdah
Material de-apoio-para-o-professor-trabalhar-com-alunos-com-tdah
 
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumond
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumondProjeto páscoa cmei2009 s imone drumond
Projeto páscoa cmei2009 s imone drumond
 
Apresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplinaApresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplina
 
Acolhimento Escolar GABI.pptx
Acolhimento Escolar GABI.pptxAcolhimento Escolar GABI.pptx
Acolhimento Escolar GABI.pptx
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagemO lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
 
A criança do berçario e maternal 50 atividades
A criança do berçario e maternal 50 atividadesA criança do berçario e maternal 50 atividades
A criança do berçario e maternal 50 atividades
 
Matemática
MatemáticaMatemática
Matemática
 
Niveis de escrita
Niveis de escritaNiveis de escrita
Niveis de escrita
 
Fases do desenvolvimento - Piaget
Fases do desenvolvimento -  PiagetFases do desenvolvimento -  Piaget
Fases do desenvolvimento - Piaget
 
Ficha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantilFicha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantil
 
Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil
 
Avaliação inicial na educação infantil
Avaliação inicial na educação infantilAvaliação inicial na educação infantil
Avaliação inicial na educação infantil
 

Mais de Joelma Santos

Objetivos de aprendizagem, contexto e saberes dos alunos
Objetivos de aprendizagem, contexto e saberes dos alunosObjetivos de aprendizagem, contexto e saberes dos alunos
Objetivos de aprendizagem, contexto e saberes dos alunos
Joelma Santos
 
Pobremas VI Enigmas
Pobremas VI EnigmasPobremas VI Enigmas
Pobremas VI Enigmas
Joelma Santos
 
O pensamento infantil: senso numérico e espacial
O pensamento infantil: senso numérico e espacialO pensamento infantil: senso numérico e espacial
O pensamento infantil: senso numérico e espacial
Joelma Santos
 
Reflexões sobre percepções de crianças do 1º ano do E. F. sobre o conceito de...
Reflexões sobre percepções de crianças do 1º ano do E. F. sobre o conceito de...Reflexões sobre percepções de crianças do 1º ano do E. F. sobre o conceito de...
Reflexões sobre percepções de crianças do 1º ano do E. F. sobre o conceito de...
Joelma Santos
 
Trabalhando com o senso numérico
Trabalhando com o senso numéricoTrabalhando com o senso numérico
Trabalhando com o senso numérico
Joelma Santos
 
Apostila: 7 Princípios Mentais Básicos
Apostila: 7 Princípios Mentais BásicosApostila: 7 Princípios Mentais Básicos
Apostila: 7 Princípios Mentais Básicos
Joelma Santos
 
A professora e a maleta (Leitura Deleite)
A professora e a maleta (Leitura Deleite)A professora e a maleta (Leitura Deleite)
A professora e a maleta (Leitura Deleite)
Joelma Santos
 
Planejamento e rotinas nas aulas de matemática
Planejamento e rotinas nas aulas de matemáticaPlanejamento e rotinas nas aulas de matemática
Planejamento e rotinas nas aulas de matemática
Joelma Santos
 
Orientações para a elaboração da Sequência Didática de Matemática
Orientações para a elaboração da Sequência Didática de MatemáticaOrientações para a elaboração da Sequência Didática de Matemática
Orientações para a elaboração da Sequência Didática de Matemática
Joelma Santos
 
E eles queriam contar
E eles queriam contarE eles queriam contar
E eles queriam contar
Joelma Santos
 
Contagem com o Sistema Decimal Posicional - Parte I
Contagem com o Sistema Decimal Posicional - Parte IContagem com o Sistema Decimal Posicional - Parte I
Contagem com o Sistema Decimal Posicional - Parte I
Joelma Santos
 
Poemas Problemas - Renato Bueno
Poemas Problemas - Renato BuenoPoemas Problemas - Renato Bueno
Poemas Problemas - Renato Bueno
Joelma Santos
 
Texto calculo mental revista nova escola
Texto calculo mental revista nova escolaTexto calculo mental revista nova escola
Texto calculo mental revista nova escola
Joelma Santos
 
Cubra descubra tabuleiro
Cubra descubra tabuleiroCubra descubra tabuleiro
Cubra descubra tabuleiro
Joelma Santos
 
Eu trabalho primeiro no concreto - Adair Nacarato
Eu trabalho primeiro no concreto - Adair NacaratoEu trabalho primeiro no concreto - Adair Nacarato
Eu trabalho primeiro no concreto - Adair Nacarato
Joelma Santos
 
Contando com o Sistema Decimal Posicional - Parte II
Contando com o Sistema Decimal Posicional - Parte IIContando com o Sistema Decimal Posicional - Parte II
Contando com o Sistema Decimal Posicional - Parte II
Joelma Santos
 
Princípios Básicos do Sistema Decimal Posicional
Princípios Básicos do Sistema Decimal PosicionalPrincípios Básicos do Sistema Decimal Posicional
Princípios Básicos do Sistema Decimal Posicional
Joelma Santos
 
Fichas sobrepostas
Fichas sobrepostasFichas sobrepostas
Fichas sobrepostas
Joelma Santos
 
Circuito de Atividades: Sistema Decimal Posicional
Circuito de Atividades: Sistema Decimal PosicionalCircuito de Atividades: Sistema Decimal Posicional
Circuito de Atividades: Sistema Decimal Posicional
Joelma Santos
 
Problemoteca 3 smole
Problemoteca 3 smoleProblemoteca 3 smole
Problemoteca 3 smole
Joelma Santos
 

Mais de Joelma Santos (20)

Objetivos de aprendizagem, contexto e saberes dos alunos
Objetivos de aprendizagem, contexto e saberes dos alunosObjetivos de aprendizagem, contexto e saberes dos alunos
Objetivos de aprendizagem, contexto e saberes dos alunos
 
Pobremas VI Enigmas
Pobremas VI EnigmasPobremas VI Enigmas
Pobremas VI Enigmas
 
O pensamento infantil: senso numérico e espacial
O pensamento infantil: senso numérico e espacialO pensamento infantil: senso numérico e espacial
O pensamento infantil: senso numérico e espacial
 
Reflexões sobre percepções de crianças do 1º ano do E. F. sobre o conceito de...
Reflexões sobre percepções de crianças do 1º ano do E. F. sobre o conceito de...Reflexões sobre percepções de crianças do 1º ano do E. F. sobre o conceito de...
Reflexões sobre percepções de crianças do 1º ano do E. F. sobre o conceito de...
 
Trabalhando com o senso numérico
Trabalhando com o senso numéricoTrabalhando com o senso numérico
Trabalhando com o senso numérico
 
Apostila: 7 Princípios Mentais Básicos
Apostila: 7 Princípios Mentais BásicosApostila: 7 Princípios Mentais Básicos
Apostila: 7 Princípios Mentais Básicos
 
A professora e a maleta (Leitura Deleite)
A professora e a maleta (Leitura Deleite)A professora e a maleta (Leitura Deleite)
A professora e a maleta (Leitura Deleite)
 
Planejamento e rotinas nas aulas de matemática
Planejamento e rotinas nas aulas de matemáticaPlanejamento e rotinas nas aulas de matemática
Planejamento e rotinas nas aulas de matemática
 
Orientações para a elaboração da Sequência Didática de Matemática
Orientações para a elaboração da Sequência Didática de MatemáticaOrientações para a elaboração da Sequência Didática de Matemática
Orientações para a elaboração da Sequência Didática de Matemática
 
E eles queriam contar
E eles queriam contarE eles queriam contar
E eles queriam contar
 
Contagem com o Sistema Decimal Posicional - Parte I
Contagem com o Sistema Decimal Posicional - Parte IContagem com o Sistema Decimal Posicional - Parte I
Contagem com o Sistema Decimal Posicional - Parte I
 
Poemas Problemas - Renato Bueno
Poemas Problemas - Renato BuenoPoemas Problemas - Renato Bueno
Poemas Problemas - Renato Bueno
 
Texto calculo mental revista nova escola
Texto calculo mental revista nova escolaTexto calculo mental revista nova escola
Texto calculo mental revista nova escola
 
Cubra descubra tabuleiro
Cubra descubra tabuleiroCubra descubra tabuleiro
Cubra descubra tabuleiro
 
Eu trabalho primeiro no concreto - Adair Nacarato
Eu trabalho primeiro no concreto - Adair NacaratoEu trabalho primeiro no concreto - Adair Nacarato
Eu trabalho primeiro no concreto - Adair Nacarato
 
Contando com o Sistema Decimal Posicional - Parte II
Contando com o Sistema Decimal Posicional - Parte IIContando com o Sistema Decimal Posicional - Parte II
Contando com o Sistema Decimal Posicional - Parte II
 
Princípios Básicos do Sistema Decimal Posicional
Princípios Básicos do Sistema Decimal PosicionalPrincípios Básicos do Sistema Decimal Posicional
Princípios Básicos do Sistema Decimal Posicional
 
Fichas sobrepostas
Fichas sobrepostasFichas sobrepostas
Fichas sobrepostas
 
Circuito de Atividades: Sistema Decimal Posicional
Circuito de Atividades: Sistema Decimal PosicionalCircuito de Atividades: Sistema Decimal Posicional
Circuito de Atividades: Sistema Decimal Posicional
 
Problemoteca 3 smole
Problemoteca 3 smoleProblemoteca 3 smole
Problemoteca 3 smole
 

Último

Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 

Número Operatório e os 7 Princípios Mentais Básicos

  • 1. NÚMERO OPERATÓRIO E OS SETE PRINCÍPIOS MENTAIS 425 BÁSICOS SME – Campinas / PNAIC 0011 0010 1010 1101 Slides 0001 0100 elaborados 1011 por Adriana Correia 1 Coodernadora geral: Bete Pimentel Colaboradoras: Cristina Pauluci, Eliana Boscolo, Idelvandre,Isnary, Ìtala Rizzo, Kelly Arduíno, Laís Allende, Patrícia Infanger. Julho / 2014
  • 2. PAUTA 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 - LEITURA DELEITE “...E ELES QUERIAM CONTAR”. - Socialização da rotina semanal. - OS SETE PROCESSOS MENTAIS BÁSICOS
  • 3. O NÚMERO OPERATÓRIO 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 É consolidado quando a criança for capaz de coordenar as relações de cardinalidade e ordinalidade.
  • 4. O TRABALHO COM OS SETE PROCESSOS MENTAIS BÁSICOS CONCEITO ELABORADO POR J. PIAGET. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 EXPANDEM O TRABALHO COM O SENSO NUMÉRICO E CONSOLIDAM O CONCEITO DE NÚMERO OPERATÓRIO. REFERENCIADOS NAS DIRETRIZES CURRICULARES DOS ANOS INICIAIS - SME/CAMPINAS. CONTEMPLADOS NOS CADERNOS 1, 2 E 3 DO PNAIC.
  • 5. Quais são os sete princípios? • Correspondência. • Comparação. • Classificação. • Sequenciação. • Seriação/Ordenação. • Inclusão. • Conservação. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 6. O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO NÚMERO OPERATÓRIO 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 NÚMERO OPERATÓRIO CARDINAL ORDINAL Adaptado de esquema da pág. 27 do livro "Conversas sobre números, ações e operações" de Luzia Faraco Ramos. Ed. Ática. Numerar as coisas Ordenar as coisas
  • 7. CORRESPONDÊNCIA 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 • É o ato de estabelecer a relação “um a um”. • Subsidia as compreensões de número cardinal e número ordinal. • http://www.youtube.com/watch?v=dB0UNsQMn7c • http://nacarrioladearquimedes.blogspot.com.br/2013/06/na -carriola-de-arquimedes-video-2.html
  • 8. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 9. COMPARAÇÃO 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 • É o ato de estabelecer diferenças ou semelhanças. http://www.youtube.com/watch?v=U2NhjLaG7Ew http://nacarrioladearquimedes.blogspot.com.br/2013/06/na-carriola- de-arquimedes-video-3.html
  • 10. CLASSIFICAÇÃO 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 • É o ato de separar em categorias de acordo com semelhanças e diferenças. http://www.youtube.com/watch?v=zYvHuOkXeNU
  • 11. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 12. SEQUENCIAÇÃO 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 • É o ato de fazer suceder a cada elemento um outro sem considerar a ordem entre eles.
  • 13. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 14. SERIAÇÃO/ORDENAÇÃO 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 • É o ato de ordenar uma sequência segundo um critério. • Este processo subsidia a compreensão do sistema de numeração decimal (a ordem de escrita dos algarismos define a ordem do número, por exemplo 243 significa duas centenas, mais quatro dezenas e mais três unidades.
  • 15. 1 0011 0010 1010 1101 0001 0100 1011 • http://www.youtube.com/watch? v=2Qkg8JqXGvA • http://nacarrioladearquimedes.blogspot.com.br/20 13/06/na-carriola-de-arquimedes-video-5.html 425
  • 16. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 17. CLASSIFICAÇÃO E SERIAÇÃO Os processos de classificação e seriação são as estruturas lógicas que proporcionam a criação do conceito de número operatório na criança. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 18. INCLUSÃO 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 • É o ato de fazer abranger um conjunto por outro (engloba os conceitos iniciais de conjuntos e seus subconjuntos). http://www.youtube.com/watch?v=LSB3DJTCdpU
  • 19. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 20. CONSERVAÇÃO 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 • É o ato de perceber que a quantidade não depende de arrumação, forma ou posição. http://www.youtube.com/watch?v=-6IgTqgdd5w
  • 21. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 22. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 23. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 24. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 25. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 26. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 27. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 28. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 29. Atividades para hoje - Formar trios. Cada trio deverá escolher um dos materiais que foi disponibilizado pela formadora e a partir dele elaborar um plano de aula que contemple: objetivo; tarefa; materiais utilizados; tempo; organização da turma; metodologia para intervenção; as boas perguntas. - O trio deverá desenvolver a tarefa que elaborou e socializar aquilo que achar relevante com o grupo todo. 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011
  • 30. SLIDES ELABORADOS A PARTIR DOS REFERENCIAIS BIBLIOGRÁFICOS 1 0011 425 0010 1010 1101 0001 0100 1011 Lorenzato, Sérgio. Educação Infantil e percepção matemático. Campinas, S.P. Autores Associados. 2006. Ramos, L. Faraco. Conversas sobre números, ações e operações. Uma proposta criativa para o ensino da matemática nos primeiros anos. S.P.: Ática, 2009. Revista Nova Escola. 1995. Reportagem “Matemática da mão para a cabeça”. Caderno 2 do PNAIC/Matemática (2013).