SlideShare uma empresa Scribd logo
Marco CivilMarco Civil
da Internetda Internet
CursoCurso:: Publicidade e PropagandaPublicidade e Propaganda
FACHA – Faculdades Hélio AlonFACHA – Faculdades Hélio Alonsoso
LUIZ AGNERLUIZ AGNER
Lei 12.965 / 2014Lei 12.965 / 2014
IntroduçãoIntrodução
 A internet deixou de ser um ambienteA internet deixou de ser um ambiente
livre, onde usuários navegam elivre, onde usuários navegam e
participam sem a interferência e oparticipam sem a interferência e o
monitoramento por parte de empresasmonitoramento por parte de empresas
e governos.e governos.
 A internet deixou de ser um ambienteA internet deixou de ser um ambiente
inofensivo.inofensivo.
IntroduçãoIntrodução
 A neutralidade da rede representou oA neutralidade da rede representou o
cerne da disputa.cerne da disputa.
 É uma disputa entre aqueles queÉ uma disputa entre aqueles que
acreditam na liberdade do mercado eacreditam na liberdade do mercado e
aqueles que advogam que o mercadoaqueles que advogam que o mercado
precisa ser regulado.precisa ser regulado.
IntroduçãoIntrodução
 A neutralidade absoluta foi defendidaA neutralidade absoluta foi defendida
por aqueles que acreditam que aspor aqueles que acreditam que as
comunicações devem ser livres ecomunicações devem ser livres e
abertas, e, portanto, favorecem aabertas, e, portanto, favorecem a
democracia e o direito à liberdade.democracia e o direito à liberdade.
 As operadoras gostariam de ter aAs operadoras gostariam de ter a
permissão para analisar os pacotes epermissão para analisar os pacotes e
isto conduz ao o debate de fundo:isto conduz ao o debate de fundo:
““quem tem o direito de bisbilhotar asquem tem o direito de bisbilhotar as
comunicações pessoais?comunicações pessoais?””..
IntroduçãoIntrodução
 Foi garantida a transparência, a isonomiaFoi garantida a transparência, a isonomia
e a não discriminação puramentee a não discriminação puramente
concorrencial dos serviços.concorrencial dos serviços.
Grupos e interessesGrupos e interesses
OO qque mudou com a leiue mudou com a lei
 Liberdade de expressão eLiberdade de expressão e
privacidadeprivacidade
 Coleta de dados pessoaisColeta de dados pessoais
 Registro das conexões à redeRegistro das conexões à rede
 Registros da navegação do usuárioRegistros da navegação do usuário
 Retirada de conteúdos ilegaisRetirada de conteúdos ilegais
 Neutralidade da internetNeutralidade da internet
Liberdade de expressãoLiberdade de expressão
e privacidadee privacidade
 Garantia da liberdade de expressão,Garantia da liberdade de expressão,
privacidade, intimidade dos usuários eprivacidade, intimidade dos usuários e
inviolabilidade das comunicações.inviolabilidade das comunicações.
– Comentários ou críticas não podem serComentários ou críticas não podem ser
censurados previamente, ainda que emcensurados previamente, ainda que em
desacordo com políticas internas, e estasdesacordo com políticas internas, e estas
devem ser explícitas.devem ser explícitas.
Coleta de dadosColeta de dados
pessoaispessoais
 Somente podem ser coletados dados comSomente podem ser coletados dados com
consentimento prévio do usuário econsentimento prévio do usuário e
somente aqueles que não sejamsomente aqueles que não sejam
excessivos com relação à finalidade daexcessivos com relação à finalidade da
coleta.coleta.
– O usuário terá que dar consentimentoO usuário terá que dar consentimento
expresso para a coleta de seus hábitos deexpresso para a coleta de seus hábitos de
navegação. Coletas abusivas (por exemplo,navegação. Coletas abusivas (por exemplo,
compras efetuadas coletadas por sítios decompras efetuadas coletadas por sítios de
notícias) são proibidas.notícias) são proibidas.
Registro das conexõesRegistro das conexões
 Provedores de conexão à internetProvedores de conexão à internet
deverão guardar os registros de conexãodeverão guardar os registros de conexão
por 1 ano e não poderão guardar ospor 1 ano e não poderão guardar os
registros de navegação do usuário.registros de navegação do usuário.
Registro de navegaçõesRegistro de navegações
 Os provedores de aplicações (sites) deOs provedores de aplicações (sites) de
internet deverão guardar os registros deinternet deverão guardar os registros de
navegação por 6 meses,navegação por 6 meses,
mas não há obstáculo que os impeça de continuarmas não há obstáculo que os impeça de continuar
armazenando os dados por tempo indeterminado.armazenando os dados por tempo indeterminado.
– Os dados coletados, no entanto, não poderãoOs dados coletados, no entanto, não poderão
ser excessivos ou estranhos à finalidade daser excessivos ou estranhos à finalidade da
aplicação. Os usuários terão que consentir,aplicação. Os usuários terão que consentir,
explicitamente, com a coleta e guarda dosexplicitamente, com a coleta e guarda dos
dados.dados.
Retirada de conteúdosRetirada de conteúdos
infringentesinfringentes
 ““Notice and take downNotice and take down””..
– Além do notice and take down, a nova leiAlém do notice and take down, a nova lei
prevê que, caso o conteúdo infringente tenhaprevê que, caso o conteúdo infringente tenha
caráter sexual, a aplicação (site) passa acaráter sexual, a aplicação (site) passa a
responder subsidiariamente por violação àresponder subsidiariamente por violação à
intimidade e poderá responder, juntamenteintimidade e poderá responder, juntamente
com o autor da ofensa, por crimes comocom o autor da ofensa, por crimes como
violação à honra.violação à honra.
Neutralidade da redeNeutralidade da rede
– Antes, empresas de conexão à internetAntes, empresas de conexão à internet
podiam degradar a qualidade de ligações Voippodiam degradar a qualidade de ligações Voip
(Skype) ou de vídeos (Netflix) e favorecer(Skype) ou de vídeos (Netflix) e favorecer
aplicações com as quais tivessem interessesaplicações com as quais tivessem interesses
comerciais.comerciais.
 A defesa do consumidor e daA defesa do consumidor e da
concorrência foiconcorrência foi reforçadareforçada explicitamenteexplicitamente
para que empresas não degradempara que empresas não degradem
aplicações e serviços de concorrentesaplicações e serviços de concorrentes
(Skype, Netflix, etc.) em atitudes lesivas(Skype, Netflix, etc.) em atitudes lesivas
aos usuáriosaos usuários..
Neutralidade da redeNeutralidade da rede
 Antes, as empresas de conexão àAntes, as empresas de conexão à
internet podiam degradar a qualidade deinternet podiam degradar a qualidade de
ligações Voip (Skype) ou de vídeosligações Voip (Skype) ou de vídeos
(Netflix) e favorecer aplicações com as(Netflix) e favorecer aplicações com as
quais tivessem interesses comerciais.quais tivessem interesses comerciais.
– A defesa do consumidor e da concorrência foiA defesa do consumidor e da concorrência foi
reforçada explicitamente para que empresasreforçada explicitamente para que empresas
não degradem aplicações e serviços denão degradem aplicações e serviços de
concorrentes (Skype, Netflix, etc.), emconcorrentes (Skype, Netflix, etc.), em
atitudes lesivas aos usuáriosatitudes lesivas aos usuários..

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cidadania digital
Cidadania digitalCidadania digital
Cidadania digital
Simão Pedro Marinho
 
Inteligência Artificial
Inteligência ArtificialInteligência Artificial
Inteligência Artificial
NEO Empresarial
 
Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)
Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)
Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)
Ed Oliveira
 
Evolução da Internet
Evolução da InternetEvolução da Internet
Evolução da Internet
Jorge Brandão
 
Direitos autorais
Direitos autoraisDireitos autorais
Direitos autorais
ketleyndeoliveira
 
Indústria 4.0 Tecnologia e inovação
Indústria 4.0 Tecnologia e inovaçãoIndústria 4.0 Tecnologia e inovação
Indústria 4.0 Tecnologia e inovação
Franklin Arisson Rodrigues dos Santos
 
Indústria 4.0 - A nova revolução industrial
Indústria 4.0 - A nova revolução industrialIndústria 4.0 - A nova revolução industrial
Indústria 4.0 - A nova revolução industrial
Thiago Fortunato
 
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOSINTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
Isabela Espíndola
 
O conceito e a importância da cultura digital
O conceito e a importância da cultura digitalO conceito e a importância da cultura digital
O conceito e a importância da cultura digital
Aline Corso
 
Cidadania no brasil
Cidadania no brasilCidadania no brasil
Cidadania no brasil
Isabela Espíndola
 
CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 - RESUMO DOS PONTOS PRINCIPAIS
CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 - RESUMO DOS PONTOS PRINCIPAISCONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 - RESUMO DOS PONTOS PRINCIPAIS
CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 - RESUMO DOS PONTOS PRINCIPAIS
William Gonçalves
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Liberdade de expressão na internet
Liberdade de expressão na internetLiberdade de expressão na internet
Liberdade de expressão na internet
Cláudio Colnago
 
Aula 1 Ética
Aula 1 ÉticaAula 1 Ética
Aula 1 Ética
etecmas
 
Educação e Direitos Humanos aula 1-Processo histórico de construção
Educação e Direitos Humanos  aula 1-Processo histórico de construçãoEducação e Direitos Humanos  aula 1-Processo histórico de construção
Educação e Direitos Humanos aula 1-Processo histórico de construção
Cleide Magáli dos Santos
 
Bioetica
BioeticaBioetica
Direitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadaniaDireitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadania
Fillipe Lobo
 
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
MBA em Marketing Digital e Gestão de Projetos Web
 
Direitos Humanos - Sociologia
Direitos Humanos - SociologiaDireitos Humanos - Sociologia
Direitos Humanos - Sociologia
Kely Cristina Metzker
 
Boas Práticas em Segurança da Informação
Boas Práticas em Segurança da InformaçãoBoas Práticas em Segurança da Informação
Boas Práticas em Segurança da Informação
Rodrigo Bueno Santa Maria, BS, MBA
 

Mais procurados (20)

Cidadania digital
Cidadania digitalCidadania digital
Cidadania digital
 
Inteligência Artificial
Inteligência ArtificialInteligência Artificial
Inteligência Artificial
 
Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)
Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)
Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)
 
Evolução da Internet
Evolução da InternetEvolução da Internet
Evolução da Internet
 
Direitos autorais
Direitos autoraisDireitos autorais
Direitos autorais
 
Indústria 4.0 Tecnologia e inovação
Indústria 4.0 Tecnologia e inovaçãoIndústria 4.0 Tecnologia e inovação
Indústria 4.0 Tecnologia e inovação
 
Indústria 4.0 - A nova revolução industrial
Indústria 4.0 - A nova revolução industrialIndústria 4.0 - A nova revolução industrial
Indústria 4.0 - A nova revolução industrial
 
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOSINTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
 
O conceito e a importância da cultura digital
O conceito e a importância da cultura digitalO conceito e a importância da cultura digital
O conceito e a importância da cultura digital
 
Cidadania no brasil
Cidadania no brasilCidadania no brasil
Cidadania no brasil
 
CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 - RESUMO DOS PONTOS PRINCIPAIS
CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 - RESUMO DOS PONTOS PRINCIPAISCONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 - RESUMO DOS PONTOS PRINCIPAIS
CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 - RESUMO DOS PONTOS PRINCIPAIS
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Liberdade de expressão na internet
Liberdade de expressão na internetLiberdade de expressão na internet
Liberdade de expressão na internet
 
Aula 1 Ética
Aula 1 ÉticaAula 1 Ética
Aula 1 Ética
 
Educação e Direitos Humanos aula 1-Processo histórico de construção
Educação e Direitos Humanos  aula 1-Processo histórico de construçãoEducação e Direitos Humanos  aula 1-Processo histórico de construção
Educação e Direitos Humanos aula 1-Processo histórico de construção
 
Bioetica
BioeticaBioetica
Bioetica
 
Direitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadaniaDireitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadania
 
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
 
Direitos Humanos - Sociologia
Direitos Humanos - SociologiaDireitos Humanos - Sociologia
Direitos Humanos - Sociologia
 
Boas Práticas em Segurança da Informação
Boas Práticas em Segurança da InformaçãoBoas Práticas em Segurança da Informação
Boas Práticas em Segurança da Informação
 

Semelhante a Marco Civil da Internet no Brasil

Redes de Vigilância e Controle de dados.pptx
Redes de Vigilância e Controle de dados.pptxRedes de Vigilância e Controle de dados.pptx
Redes de Vigilância e Controle de dados.pptx
R.A Gomes
 
Idec_Privacidade Google Camara_11abr12
Idec_Privacidade Google Camara_11abr12Idec_Privacidade Google Camara_11abr12
Idec_Privacidade Google Camara_11abr12
Guilherme Varella
 
INTERNET.ORG E INADEQUAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL
INTERNET.ORG E INADEQUAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITALINTERNET.ORG E INADEQUAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL
INTERNET.ORG E INADEQUAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL
Flávia Lefèvre
 
Liberdade, privacidade e ética no uso da internet
Liberdade, privacidade e ética no uso da internetLiberdade, privacidade e ética no uso da internet
Liberdade, privacidade e ética no uso da internet
Gisiela Klein
 
Marco Civil - riscos e oportunidades
Marco Civil - riscos e oportunidadesMarco Civil - riscos e oportunidades
Marco Civil - riscos e oportunidades
Rodrigo Azevedo
 
Idec Aberto - Telefonia, internet e TV por assinatura
Idec Aberto - Telefonia, internet e TV por assinaturaIdec Aberto - Telefonia, internet e TV por assinatura
Idec Aberto - Telefonia, internet e TV por assinatura
IDEC - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor
 
Marco civil na internet
Marco civil na internetMarco civil na internet
Marco civil na internet
Bruno Teixeira
 
Acessibilidade e Inclusão Digital
Acessibilidade e Inclusão DigitalAcessibilidade e Inclusão Digital
Acessibilidade e Inclusão Digital
Fabiano Da Ventura
 
youPIX Festival SP 2012 - SALVEM A INTERNET!
youPIX Festival SP 2012 - SALVEM A INTERNET!youPIX Festival SP 2012 - SALVEM A INTERNET!
youPIX Festival SP 2012 - SALVEM A INTERNET!
you PIX
 
PL 2630/2020: Entenda o projeto de combate a disseminação de Fake News no Brasil
PL 2630/2020: Entenda o projeto de combate a disseminação de Fake News no BrasilPL 2630/2020: Entenda o projeto de combate a disseminação de Fake News no Brasil
PL 2630/2020: Entenda o projeto de combate a disseminação de Fake News no Brasil
Graziela Brandão
 
Marco civil-da-internet
Marco civil-da-internetMarco civil-da-internet
Marco civil-da-internet
Denis Luiz
 
Aula 2
Aula 2Aula 2
Internet e Direitos Humanos
Internet e Direitos Humanos Internet e Direitos Humanos
Internet e Direitos Humanos
Escola de Governança da Internet no Brasil
 
Flg apresentacao 15 ago 2014 eg ibr
Flg   apresentacao 15 ago 2014 eg ibrFlg   apresentacao 15 ago 2014 eg ibr
Flg apresentacao 15 ago 2014 eg ibr
Flávia Lefèvre
 
Marco Civil da Internet
Marco Civil da InternetMarco Civil da Internet
Marco Civil da Internet
Laine Souza Sociedade de Advocacia
 
VI Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos, 04/08/2014 - Apresentação de D...
VI Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos, 04/08/2014 - Apresentação de D...VI Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos, 04/08/2014 - Apresentação de D...
VI Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos, 04/08/2014 - Apresentação de D...
FecomercioSP
 
Segurança e Privacidade das Informações na Era das Redes Sociais
Segurança e Privacidade das Informações na Era das Redes SociaisSegurança e Privacidade das Informações na Era das Redes Sociais
Segurança e Privacidade das Informações na Era das Redes Sociais
Módulo Security Solutions
 
Ei Consulting - Institucional
Ei Consulting - InstitucionalEi Consulting - Institucional
Ei Consulting - Institucional
André Ribeiro Luís Martins
 
Cgi e-o-marco-civil
Cgi e-o-marco-civilCgi e-o-marco-civil
Cgi e-o-marco-civil
Denis Marcos
 
Marco Civil da Internet e Direitos dos cidadãos e consumidores
Marco Civil da Internet e Direitos dos cidadãos e consumidoresMarco Civil da Internet e Direitos dos cidadãos e consumidores
Marco Civil da Internet e Direitos dos cidadãos e consumidores
Escola de Governança da Internet no Brasil
 

Semelhante a Marco Civil da Internet no Brasil (20)

Redes de Vigilância e Controle de dados.pptx
Redes de Vigilância e Controle de dados.pptxRedes de Vigilância e Controle de dados.pptx
Redes de Vigilância e Controle de dados.pptx
 
Idec_Privacidade Google Camara_11abr12
Idec_Privacidade Google Camara_11abr12Idec_Privacidade Google Camara_11abr12
Idec_Privacidade Google Camara_11abr12
 
INTERNET.ORG E INADEQUAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL
INTERNET.ORG E INADEQUAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITALINTERNET.ORG E INADEQUAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL
INTERNET.ORG E INADEQUAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL
 
Liberdade, privacidade e ética no uso da internet
Liberdade, privacidade e ética no uso da internetLiberdade, privacidade e ética no uso da internet
Liberdade, privacidade e ética no uso da internet
 
Marco Civil - riscos e oportunidades
Marco Civil - riscos e oportunidadesMarco Civil - riscos e oportunidades
Marco Civil - riscos e oportunidades
 
Idec Aberto - Telefonia, internet e TV por assinatura
Idec Aberto - Telefonia, internet e TV por assinaturaIdec Aberto - Telefonia, internet e TV por assinatura
Idec Aberto - Telefonia, internet e TV por assinatura
 
Marco civil na internet
Marco civil na internetMarco civil na internet
Marco civil na internet
 
Acessibilidade e Inclusão Digital
Acessibilidade e Inclusão DigitalAcessibilidade e Inclusão Digital
Acessibilidade e Inclusão Digital
 
youPIX Festival SP 2012 - SALVEM A INTERNET!
youPIX Festival SP 2012 - SALVEM A INTERNET!youPIX Festival SP 2012 - SALVEM A INTERNET!
youPIX Festival SP 2012 - SALVEM A INTERNET!
 
PL 2630/2020: Entenda o projeto de combate a disseminação de Fake News no Brasil
PL 2630/2020: Entenda o projeto de combate a disseminação de Fake News no BrasilPL 2630/2020: Entenda o projeto de combate a disseminação de Fake News no Brasil
PL 2630/2020: Entenda o projeto de combate a disseminação de Fake News no Brasil
 
Marco civil-da-internet
Marco civil-da-internetMarco civil-da-internet
Marco civil-da-internet
 
Aula 2
Aula 2Aula 2
Aula 2
 
Internet e Direitos Humanos
Internet e Direitos Humanos Internet e Direitos Humanos
Internet e Direitos Humanos
 
Flg apresentacao 15 ago 2014 eg ibr
Flg   apresentacao 15 ago 2014 eg ibrFlg   apresentacao 15 ago 2014 eg ibr
Flg apresentacao 15 ago 2014 eg ibr
 
Marco Civil da Internet
Marco Civil da InternetMarco Civil da Internet
Marco Civil da Internet
 
VI Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos, 04/08/2014 - Apresentação de D...
VI Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos, 04/08/2014 - Apresentação de D...VI Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos, 04/08/2014 - Apresentação de D...
VI Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos, 04/08/2014 - Apresentação de D...
 
Segurança e Privacidade das Informações na Era das Redes Sociais
Segurança e Privacidade das Informações na Era das Redes SociaisSegurança e Privacidade das Informações na Era das Redes Sociais
Segurança e Privacidade das Informações na Era das Redes Sociais
 
Ei Consulting - Institucional
Ei Consulting - InstitucionalEi Consulting - Institucional
Ei Consulting - Institucional
 
Cgi e-o-marco-civil
Cgi e-o-marco-civilCgi e-o-marco-civil
Cgi e-o-marco-civil
 
Marco Civil da Internet e Direitos dos cidadãos e consumidores
Marco Civil da Internet e Direitos dos cidadãos e consumidoresMarco Civil da Internet e Direitos dos cidadãos e consumidores
Marco Civil da Internet e Direitos dos cidadãos e consumidores
 

Mais de Luiz Agner

Recommendation Systems and Machine Learning: Mapping the User Experience
Recommendation Systems and Machine Learning: Mapping the User ExperienceRecommendation Systems and Machine Learning: Mapping the User Experience
Recommendation Systems and Machine Learning: Mapping the User Experience
Luiz Agner
 
Pós Branded Content (1c)
Pós Branded Content (1c)Pós Branded Content (1c)
Pós Branded Content (1c)
Luiz Agner
 
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - MeetUp PUC-Rio
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - MeetUp PUC-RioWIAD - World Information Architecture Day 2019 - MeetUp PUC-Rio
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - MeetUp PUC-Rio
Luiz Agner
 
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - Belo Horizonte, MG
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - Belo Horizonte, MGWIAD - World Information Architecture Day 2019 - Belo Horizonte, MG
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - Belo Horizonte, MG
Luiz Agner
 
Marketing digital como instrumento de controle
Marketing digital como instrumento de controleMarketing digital como instrumento de controle
Marketing digital como instrumento de controle
Luiz Agner
 
Arquitetura de Informação na era dos espaços mistos e ecossistemas
Arquitetura de Informação na era dos espaços mistos e ecossistemasArquitetura de Informação na era dos espaços mistos e ecossistemas
Arquitetura de Informação na era dos espaços mistos e ecossistemas
Luiz Agner
 
Lei de Proteção aos Dados (LGPD)
Lei de Proteção aos Dados (LGPD)Lei de Proteção aos Dados (LGPD)
Lei de Proteção aos Dados (LGPD)
Luiz Agner
 
Vigilância Ampliada: Poder e Controle na Cultura Digital
Vigilância Ampliada: Poder e Controle na Cultura DigitalVigilância Ampliada: Poder e Controle na Cultura Digital
Vigilância Ampliada: Poder e Controle na Cultura Digital
Luiz Agner
 
Diagrama de Navegação e Vocabulário Visual de Garrett
Diagrama de Navegação e Vocabulário Visual de GarrettDiagrama de Navegação e Vocabulário Visual de Garrett
Diagrama de Navegação e Vocabulário Visual de Garrett
Luiz Agner
 
Bridge e Análise da Tarefa em equipe
Bridge e Análise da Tarefa em equipeBridge e Análise da Tarefa em equipe
Bridge e Análise da Tarefa em equipe
Luiz Agner
 
Marketing - Revisão de Conceitos
Marketing - Revisão de ConceitosMarketing - Revisão de Conceitos
Marketing - Revisão de Conceitos
Luiz Agner
 
Cultura da Internet - segundo M. Castells
Cultura da Internet - segundo M. CastellsCultura da Internet - segundo M. Castells
Cultura da Internet - segundo M. Castells
Luiz Agner
 
Bridge e Group Task Analysis - Arquitetura de Informação
Bridge e Group Task Analysis - Arquitetura de InformaçãoBridge e Group Task Analysis - Arquitetura de Informação
Bridge e Group Task Analysis - Arquitetura de Informação
Luiz Agner
 
Avaliação dos apps Coral Visualizer e Polenghi Selection
Avaliação dos apps Coral Visualizer e Polenghi SelectionAvaliação dos apps Coral Visualizer e Polenghi Selection
Avaliação dos apps Coral Visualizer e Polenghi Selection
Luiz Agner
 
Arquitetura de Informação: Projeto TIM
Arquitetura de Informação: Projeto TIMArquitetura de Informação: Projeto TIM
Arquitetura de Informação: Projeto TIM
Luiz Agner
 
Arquitetura de Informação: Projeto Imaginarium
Arquitetura de Informação: Projeto ImaginariumArquitetura de Informação: Projeto Imaginarium
Arquitetura de Informação: Projeto Imaginarium
Luiz Agner
 
Arquitetura da Informação Pervasiva - Semana Acadêmica FACHA
Arquitetura da Informação Pervasiva  - Semana Acadêmica FACHAArquitetura da Informação Pervasiva  - Semana Acadêmica FACHA
Arquitetura da Informação Pervasiva - Semana Acadêmica FACHA
Luiz Agner
 
Arquitetura de Informação - DETRAN RJ
Arquitetura de Informação - DETRAN RJArquitetura de Informação - DETRAN RJ
Arquitetura de Informação - DETRAN RJ
Luiz Agner
 
Arquitetura de Informação - DETRAN RJ
Arquitetura de Informação - DETRAN RJArquitetura de Informação - DETRAN RJ
Arquitetura de Informação - DETRAN RJ
Luiz Agner
 
Arquitetura de Informação - Boa Diversão
Arquitetura de Informação - Boa DiversãoArquitetura de Informação - Boa Diversão
Arquitetura de Informação - Boa Diversão
Luiz Agner
 

Mais de Luiz Agner (20)

Recommendation Systems and Machine Learning: Mapping the User Experience
Recommendation Systems and Machine Learning: Mapping the User ExperienceRecommendation Systems and Machine Learning: Mapping the User Experience
Recommendation Systems and Machine Learning: Mapping the User Experience
 
Pós Branded Content (1c)
Pós Branded Content (1c)Pós Branded Content (1c)
Pós Branded Content (1c)
 
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - MeetUp PUC-Rio
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - MeetUp PUC-RioWIAD - World Information Architecture Day 2019 - MeetUp PUC-Rio
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - MeetUp PUC-Rio
 
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - Belo Horizonte, MG
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - Belo Horizonte, MGWIAD - World Information Architecture Day 2019 - Belo Horizonte, MG
WIAD - World Information Architecture Day 2019 - Belo Horizonte, MG
 
Marketing digital como instrumento de controle
Marketing digital como instrumento de controleMarketing digital como instrumento de controle
Marketing digital como instrumento de controle
 
Arquitetura de Informação na era dos espaços mistos e ecossistemas
Arquitetura de Informação na era dos espaços mistos e ecossistemasArquitetura de Informação na era dos espaços mistos e ecossistemas
Arquitetura de Informação na era dos espaços mistos e ecossistemas
 
Lei de Proteção aos Dados (LGPD)
Lei de Proteção aos Dados (LGPD)Lei de Proteção aos Dados (LGPD)
Lei de Proteção aos Dados (LGPD)
 
Vigilância Ampliada: Poder e Controle na Cultura Digital
Vigilância Ampliada: Poder e Controle na Cultura DigitalVigilância Ampliada: Poder e Controle na Cultura Digital
Vigilância Ampliada: Poder e Controle na Cultura Digital
 
Diagrama de Navegação e Vocabulário Visual de Garrett
Diagrama de Navegação e Vocabulário Visual de GarrettDiagrama de Navegação e Vocabulário Visual de Garrett
Diagrama de Navegação e Vocabulário Visual de Garrett
 
Bridge e Análise da Tarefa em equipe
Bridge e Análise da Tarefa em equipeBridge e Análise da Tarefa em equipe
Bridge e Análise da Tarefa em equipe
 
Marketing - Revisão de Conceitos
Marketing - Revisão de ConceitosMarketing - Revisão de Conceitos
Marketing - Revisão de Conceitos
 
Cultura da Internet - segundo M. Castells
Cultura da Internet - segundo M. CastellsCultura da Internet - segundo M. Castells
Cultura da Internet - segundo M. Castells
 
Bridge e Group Task Analysis - Arquitetura de Informação
Bridge e Group Task Analysis - Arquitetura de InformaçãoBridge e Group Task Analysis - Arquitetura de Informação
Bridge e Group Task Analysis - Arquitetura de Informação
 
Avaliação dos apps Coral Visualizer e Polenghi Selection
Avaliação dos apps Coral Visualizer e Polenghi SelectionAvaliação dos apps Coral Visualizer e Polenghi Selection
Avaliação dos apps Coral Visualizer e Polenghi Selection
 
Arquitetura de Informação: Projeto TIM
Arquitetura de Informação: Projeto TIMArquitetura de Informação: Projeto TIM
Arquitetura de Informação: Projeto TIM
 
Arquitetura de Informação: Projeto Imaginarium
Arquitetura de Informação: Projeto ImaginariumArquitetura de Informação: Projeto Imaginarium
Arquitetura de Informação: Projeto Imaginarium
 
Arquitetura da Informação Pervasiva - Semana Acadêmica FACHA
Arquitetura da Informação Pervasiva  - Semana Acadêmica FACHAArquitetura da Informação Pervasiva  - Semana Acadêmica FACHA
Arquitetura da Informação Pervasiva - Semana Acadêmica FACHA
 
Arquitetura de Informação - DETRAN RJ
Arquitetura de Informação - DETRAN RJArquitetura de Informação - DETRAN RJ
Arquitetura de Informação - DETRAN RJ
 
Arquitetura de Informação - DETRAN RJ
Arquitetura de Informação - DETRAN RJArquitetura de Informação - DETRAN RJ
Arquitetura de Informação - DETRAN RJ
 
Arquitetura de Informação - Boa Diversão
Arquitetura de Informação - Boa DiversãoArquitetura de Informação - Boa Diversão
Arquitetura de Informação - Boa Diversão
 

Último

Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
GrazielaTorrezan
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 

Marco Civil da Internet no Brasil

  • 1. Marco CivilMarco Civil da Internetda Internet CursoCurso:: Publicidade e PropagandaPublicidade e Propaganda FACHA – Faculdades Hélio AlonFACHA – Faculdades Hélio Alonsoso LUIZ AGNERLUIZ AGNER Lei 12.965 / 2014Lei 12.965 / 2014
  • 2. IntroduçãoIntrodução  A internet deixou de ser um ambienteA internet deixou de ser um ambiente livre, onde usuários navegam elivre, onde usuários navegam e participam sem a interferência e oparticipam sem a interferência e o monitoramento por parte de empresasmonitoramento por parte de empresas e governos.e governos.  A internet deixou de ser um ambienteA internet deixou de ser um ambiente inofensivo.inofensivo.
  • 3. IntroduçãoIntrodução  A neutralidade da rede representou oA neutralidade da rede representou o cerne da disputa.cerne da disputa.  É uma disputa entre aqueles queÉ uma disputa entre aqueles que acreditam na liberdade do mercado eacreditam na liberdade do mercado e aqueles que advogam que o mercadoaqueles que advogam que o mercado precisa ser regulado.precisa ser regulado.
  • 4. IntroduçãoIntrodução  A neutralidade absoluta foi defendidaA neutralidade absoluta foi defendida por aqueles que acreditam que aspor aqueles que acreditam que as comunicações devem ser livres ecomunicações devem ser livres e abertas, e, portanto, favorecem aabertas, e, portanto, favorecem a democracia e o direito à liberdade.democracia e o direito à liberdade.  As operadoras gostariam de ter aAs operadoras gostariam de ter a permissão para analisar os pacotes epermissão para analisar os pacotes e isto conduz ao o debate de fundo:isto conduz ao o debate de fundo: ““quem tem o direito de bisbilhotar asquem tem o direito de bisbilhotar as comunicações pessoais?comunicações pessoais?””..
  • 5. IntroduçãoIntrodução  Foi garantida a transparência, a isonomiaFoi garantida a transparência, a isonomia e a não discriminação puramentee a não discriminação puramente concorrencial dos serviços.concorrencial dos serviços.
  • 7. OO qque mudou com a leiue mudou com a lei  Liberdade de expressão eLiberdade de expressão e privacidadeprivacidade  Coleta de dados pessoaisColeta de dados pessoais  Registro das conexões à redeRegistro das conexões à rede  Registros da navegação do usuárioRegistros da navegação do usuário  Retirada de conteúdos ilegaisRetirada de conteúdos ilegais  Neutralidade da internetNeutralidade da internet
  • 8. Liberdade de expressãoLiberdade de expressão e privacidadee privacidade  Garantia da liberdade de expressão,Garantia da liberdade de expressão, privacidade, intimidade dos usuários eprivacidade, intimidade dos usuários e inviolabilidade das comunicações.inviolabilidade das comunicações. – Comentários ou críticas não podem serComentários ou críticas não podem ser censurados previamente, ainda que emcensurados previamente, ainda que em desacordo com políticas internas, e estasdesacordo com políticas internas, e estas devem ser explícitas.devem ser explícitas.
  • 9. Coleta de dadosColeta de dados pessoaispessoais  Somente podem ser coletados dados comSomente podem ser coletados dados com consentimento prévio do usuário econsentimento prévio do usuário e somente aqueles que não sejamsomente aqueles que não sejam excessivos com relação à finalidade daexcessivos com relação à finalidade da coleta.coleta. – O usuário terá que dar consentimentoO usuário terá que dar consentimento expresso para a coleta de seus hábitos deexpresso para a coleta de seus hábitos de navegação. Coletas abusivas (por exemplo,navegação. Coletas abusivas (por exemplo, compras efetuadas coletadas por sítios decompras efetuadas coletadas por sítios de notícias) são proibidas.notícias) são proibidas.
  • 10. Registro das conexõesRegistro das conexões  Provedores de conexão à internetProvedores de conexão à internet deverão guardar os registros de conexãodeverão guardar os registros de conexão por 1 ano e não poderão guardar ospor 1 ano e não poderão guardar os registros de navegação do usuário.registros de navegação do usuário.
  • 11. Registro de navegaçõesRegistro de navegações  Os provedores de aplicações (sites) deOs provedores de aplicações (sites) de internet deverão guardar os registros deinternet deverão guardar os registros de navegação por 6 meses,navegação por 6 meses, mas não há obstáculo que os impeça de continuarmas não há obstáculo que os impeça de continuar armazenando os dados por tempo indeterminado.armazenando os dados por tempo indeterminado. – Os dados coletados, no entanto, não poderãoOs dados coletados, no entanto, não poderão ser excessivos ou estranhos à finalidade daser excessivos ou estranhos à finalidade da aplicação. Os usuários terão que consentir,aplicação. Os usuários terão que consentir, explicitamente, com a coleta e guarda dosexplicitamente, com a coleta e guarda dos dados.dados.
  • 12. Retirada de conteúdosRetirada de conteúdos infringentesinfringentes  ““Notice and take downNotice and take down””.. – Além do notice and take down, a nova leiAlém do notice and take down, a nova lei prevê que, caso o conteúdo infringente tenhaprevê que, caso o conteúdo infringente tenha caráter sexual, a aplicação (site) passa acaráter sexual, a aplicação (site) passa a responder subsidiariamente por violação àresponder subsidiariamente por violação à intimidade e poderá responder, juntamenteintimidade e poderá responder, juntamente com o autor da ofensa, por crimes comocom o autor da ofensa, por crimes como violação à honra.violação à honra.
  • 13. Neutralidade da redeNeutralidade da rede – Antes, empresas de conexão à internetAntes, empresas de conexão à internet podiam degradar a qualidade de ligações Voippodiam degradar a qualidade de ligações Voip (Skype) ou de vídeos (Netflix) e favorecer(Skype) ou de vídeos (Netflix) e favorecer aplicações com as quais tivessem interessesaplicações com as quais tivessem interesses comerciais.comerciais.  A defesa do consumidor e daA defesa do consumidor e da concorrência foiconcorrência foi reforçadareforçada explicitamenteexplicitamente para que empresas não degradempara que empresas não degradem aplicações e serviços de concorrentesaplicações e serviços de concorrentes (Skype, Netflix, etc.) em atitudes lesivas(Skype, Netflix, etc.) em atitudes lesivas aos usuáriosaos usuários..
  • 14. Neutralidade da redeNeutralidade da rede  Antes, as empresas de conexão àAntes, as empresas de conexão à internet podiam degradar a qualidade deinternet podiam degradar a qualidade de ligações Voip (Skype) ou de vídeosligações Voip (Skype) ou de vídeos (Netflix) e favorecer aplicações com as(Netflix) e favorecer aplicações com as quais tivessem interesses comerciais.quais tivessem interesses comerciais. – A defesa do consumidor e da concorrência foiA defesa do consumidor e da concorrência foi reforçada explicitamente para que empresasreforçada explicitamente para que empresas não degradem aplicações e serviços denão degradem aplicações e serviços de concorrentes (Skype, Netflix, etc.), emconcorrentes (Skype, Netflix, etc.), em atitudes lesivas aos usuáriosatitudes lesivas aos usuários..