SlideShare uma empresa Scribd logo
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
Planejamento Institucional
É um instrumento que
define a ação educativa
da escola
Elabora e executa as
propostas do Projeto
Político Pedagógica (PPP)
Ministério da Educação;
Conselho Nacional de
Educação;
Órgãos Estaduais e
Municipais.
Planejamento Educacional
Ações desenvolvidas no
contexto de cada curso;
Atividades que o estudante
irá realizar sob as
orientações da escola para
atingir as metas ou fins
pretendidos.
Planejamento Curricular
Ficará a cargo dos
professores;
Direcionamento das
atividades elaboradas e
desenvolvidas;
Planejamento Cooperativo;
Planos de Disciplina.
Planejamento do Ensino
Planejamento
Planejamento Escolar
Seu conceito transita dos níveis mais
amplos com a BNCC e as DCN’s até as
instituições mais específicas de ensino.
BNCC: Define a Base Nacional Comum
e orienta para que cada instituição
possua uma parte diversificada
sempre de acordo com as
características regionais, locais e
culturais.
DCNs: Irá definir cada etapa e
modalidade dos conteúdos cognitivos
e simbólicos que irão ser ensinados e
aprendidos.
Conteúdos: É o conjunto de
experiências.
É constituído com a colaboração de
toda comunidade escolar;
Define os objetivos específicos que
deverão ser alcançados;
Define a identidade da escola;
Responde as seguintes perguntas:
Onde estamos e que concepção
teórica devemos embasar?
Define estratégias;
Define as metas;
(quantificáveis);
São de logo prazo;
Exemplo: Plano Nacional
de Educação.
É construído pelo professor com
a colaboração dos alunos;
É elaborado para ser
desenvolvido em determinado
período;
É definido os componentes que
farão parte do processo de
ensino.
Planejamento Educacional
Planejamento Curricular
Planejamento do Ensino
Planejamento
Níveis de Planejamento:
1 – Planejamento Estratégico;
2 – Planejamento Tático;
3 – Planejamento Operacional.
Centrado em um objetivo;
O processo é flexível e
adaptativo;
Guiado por decisões;
Materialidade do planejamento.
Educacional →Plano Nacional de
Educação
Curricular →Currículo em Movimento
Escola →Projeto Político
Pedagógico (PPP)
Ensino →Ação e Didática
Aula →Sala de Aula
Planejamento
Tradicional:
Centralizado;
Individualizado;
Exclusivo;
Homogêneo;
Hierárquico.
Tipos:
Participativo:
Colaborativo;
Coletivo;
Heterogêneo;
Inclusivo.
Características:
Níveis:
Tradicional:
Centralizado;
Individualizado;
Exclusivo;
Homogêneo;
Hierárquico.
Participativo:
Colaborativo;
Flexível;
Incluso;
Coletivo;
Heterogêneo;
Teoria →Prática
Elaborar
Executar
Avaliar
Fases:
Planejamento
Libâneo →Organiza Ação
Plavavras-chave segundo os principais autores:
Vasconcellos →Reflexão
Veiga →Comprometimento
Luckesi →Tomada de decisões
Organização
01
Educacional Escolar
02
Estruturado
Política
Educacional - PNE
Comunidade
Instituições (Federal,
Estaduais e Municipais)
Projeto Político
Pedagógico (PPP)
Curricular
03
Currículo
Conjunto de
Experiências
Ensino
04
Aprendizagem das
propostas para o
ano letivo
Processo de ensino
Plano de Aula
05
Didática
Apresentação e
detalhamento do
trabalho em sala de aula
Processo do
Planejamento
Avaliação:
Educacional
Sala de Aula
Escolar
Larga escala
Institucional
Aprendizagem
Planejamento
Participativo
Tradicional:
Normativo regido
por dinheiro
Participativo:
Flexível
Para Saviani:
1. Uma prática social;
2. Problematização;
3. Instrumentalização;
4. Uma Catarse.
Situacional - Onde estamos? Como enxergamos a
realidade
Conceitual - Para onde queremos ir?
Operacional - Que futuro queremos para nossa escola
Perguntas:
Elaborar e Preparar
Executar e Acompanhar o desenvolvimento
Avaliar, Refletir e Revisar
Fases:
Planejamento
Participativo
Planejamento
Tradicional
Conceito
Interdisciplinar
Experienciado
Integrado
Percebido
É um conjunto de:
Experiências;
Vivências;
Conhecimento e
Saberes.
Fechado →Fragmentos das
disciplinas
Aberto →Interdisciplinar
Real
Oculto
Oficial
Classificação
Concepção Manifestação
Currículo
1 - Tradicional
Vem logo após a crítica
baseando todo seu conceito
no cidadão propondo um
novo currículo
A escola adota um regime
mais conservadora que é
dividida na pirâmide social
(ricos em cima e pobre
embaixo)
Começar a questionar a
legitimidade do currículo e
sua ideologia.
2 - Crítica
3 - Pós-Crítica
Teorias do Currículo
TEORIAS
CURRICULARES
Pós-Crítica
Gênero, Raça, Etnia,
Sexualidade
Multiculturalismo
Engloba estudos de diferentes áreas
do saber
Crítica
Bases sociológicas, filosóficas
e antropólogas
Crítica a moda capitalista
A escola começa a promover
mudanças e transformações
Ideologias que a teoria
está presente:
Tradicional
Possui caráter técnico, fechando e
descontextualizando
Possui caráter técnico, fechando e
descontextualizando
Escola tradicional: Tem como base o humanismo
Escola tradicional: Ensino reflexivo experimental
Escola tecnista: Voltada a formação técnica e
científica
Não questionava
os problemas
Primeira a dominar
o ocidente
Sistemas de ensino como violência simbólica
Escola como aparelho ideológico do estado
Pedagogia Libertária
Pedagogia Libertadora
Pedagogia histórico-crítico ou crítico social
Diagnóstica (Inicial)
Acompanha o processo de
aprendizagem;
Coleta de dados sobre o
processo de formação;
Aponta se e quando os objetivos
serão alcançados;
Controla o processo de ensino e
aprendizagem.
Verificar as experiências e
conhecimentos pré-existentes;
Identifica as dificuldades de
aprendizagem;
Ajuda no planejamento dos
professores.
Classifica os resultados
Não respeita as diversidades e
ensino inclusivo
Verificar os objetivos alcançados
Níveis de Avaliação:
Aprendizagem →Acontece na sala de aula com mediação do professor
Objetivo: Acompanhar todo o processo de ensino/aprendizagem
Institucional →Relação da escola com a comunidade escolar
Objetivo: Definir as metas da escola através do Projeto Político Pedagógico (PPP)
Os alunos de uma determinada
escola foram bem em uma
avaliação em larga escala, estão
indo bem na avaliação de
aprendizagem, logo a avaliação
institucional foi boa.
Somativa (Final)
Formativa (Processual) Larga Escala (Aplicadas pelo
poder público)
Funções da Avaliação
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
2. Papel do Aluno:
TENDÊNCIA
LIBERAL
TRADICIONAL
4. Conhecimento:
5. Metodologia:
6. Conteúdos:
3. Relação Professor-Aluno:
7. Avaliação:
Preparar o
intelectual.
1. Papel da Escola:
Receptor passivo,
inserido em um mundo
que irá conhecer pelo
repasse de informações.
Autoridade e
disciplina.
Dedutivo. São
apresentados apenas os
resultados para que
sejam armazenados.
Aulas expositivas,
comparações, exercícios,
lições/deveres de casa.
Passados como verdade
absolutas – separadas
das experiências.
Centrada no
produto do
trabalho.
2. Papel do Aluno:
TENDÊNCIA
LIBERAL
RENOVADA
4. Conhecimento:
5. Metodologia:
6. Conteúdos:
3. Relação Professor-Aluno:
7. Avaliação:
1. Papel da Escola:
Clima democrático, o
professor é um auxiliar
na realização das
experiências.
Buscar
conhecer,
experimentar.
Adequar necessidades
individuais ao meio,
propiciar experiências,
cujo centro é o aluno.
Foco na qualidade e não
na quantidade, no
processo e não no
produto.
Estabelecidos
pela experiência.
Aprender
experimentando,
aprender a aprender.
Algo inacabado a ser descoberto e
reinventado, baseado em experiências
cognitivas de modo progressivo em
consideração aos interesses.
2. Papel do Aluno:
TENDÊNCIA
LIBERAL
TECNICISTA
4. Conhecimento:
5. Metodologia:
6. Conteúdos:
3. Relação Professor-Aluno:
7. Avaliação:
1. Papel da Escola:
O professor é técnico
e responsável pela
eficiência do ensino e
o aluno é o treinado.
Copiar bem,
reproduzir o que
foi instruído
fielmente.
Produzir indivíduos
competentes para o
mercado de trabalho.
Uso de vários instrumentos de
medição mais pouco fundamentada,
confiança apenas nas informações
trazidas nos livros didáticas.
Baseado nos princípios científicos,
manuais e módulos de
autoinstrução. Vistos como
verdades inquestionáveis.
Excessivo uso da técnica
para atingir objetivos
instrucionais, aprender
fazendo, cópia, repetição
e treino.
Experiência planejada, o
conhecimento é o
resultado da experiência
da experiência.
2. Papel do Aluno:
TENDÊNCIA
PROGRESSISTA
LIBERTADORA
4. Conhecimento:
5. Metodologia:
6. Conteúdos:
3. Relação Professor-Aluno:
7. Avaliação:
1. Papel da Escola:
Relação horizontal,
posicionamento como
sujeitos do ato de
conhecer.
Refletir sobre sua realidade, sobre
a opressão e suas causas
resultando daí o engajamento do
homem na luta por sua libertação.
Temas geradores extraídos da
vida dos alunos, saber do próprio
aluno.
Participativa, busca pela
construção do
conhecimento.
O homem cria a cultura na medida
em que, integrando-se nas condições
se seu contexto de vida, reflete
sobre ela e dá respostas aos desafios
que encontra.
Autoavaliação ou avaliação
mútua.
Ênfase no não-formal. É uma
escola crítica, que questiona as
relações do homem no seu meio.
2. Papel do Aluno:
TENDÊNCIA
PROGRESSISTA
LIBERTÁRIA
4. Conhecimento:
5. Metodologia:
6. Conteúdos:
3. Relação Professor-Aluno:
7. Avaliação:
1. Papel da Escola:
O professor é o
conselheiro, uma
espécie de monitor à
disposição do aluno.
Refletir sobre sua realidade,
sobre a opressão e suas causas,
resultando daí o engajamento do
homem na luta por sua
libertação.
São colocados para o aluno, mas
não são exigidos. São resultantes
das necessidades do grupo.
Livre-expressão.
Contexto Cultural.
Educação estética.
Reflexão sobre a
cultura e busca a
respostas aos desafios
que encontra.
Deve buscar transformar o aluno no
sentido libertário e autogestionário,
como forma de resistência ao Estado
e aos seus aparelhos ideológicos.
Autoavaliação, sem
caráter punitivo.
2. Papel do Aluno:
TENDÊNCIA
PROGRESSISTA
CRÍTICO-SOCIAL OU
HISTÓRICO-CRÍTICA
4. Conhecimento:
5. Metodologia:
6. Conteúdos:
3. Relação Professor-Aluno:
7. Avaliação:
1. Papel da Escola:
Professor é autoridade
competente que direciona o
processo ensino-aprendizagem.
Mediador entre conteúdos e
alunos.
Sujeito no mundo e
situado como ser
social, ativo.
São culturais, universais, sempre
reavaliados frente à realidade
social.
Contexto cultural e
social
Construído pela
experiência pessoa e
subjetivo.
A experiência só pode ser julgada
a partir de critérios internos do
organismo, os externos podem
levar ao desajustamento.
Parte integrante do todo social.
Prepara o aluno para
participação ativa na sociedade.
Gestão Escolar
Democrática
O que é
A gestão escolar democrática é o modelo de organização no qual se
prioriza a participação do coletivo. Nela, gestores, professores,
funcionários, pais, alunos e todos os envolvidos na comunidade escolar
podem opinar de maneira ativa nas decisões.
Por ser descentralizada, a gestão democrática faz da escola um local
mais aberto ao diálogo. Existe a busca por um espaço horizontal, em que
o foco da tomada de decisões não se dá através de uma hierarquia.
A gestão democrática é essencial na elaboração de um bom Projeto
Político Pedagógico e sua concretização traz benefícios para toda a
comunidade escolar.
Leis
Relacionadas
ECA
PNE
Atores
Equipe
Gestora
Professores Alunos
Documentos
Regimento
Escolar
Projeto Político
Pedagógico
Conselho de
Escola
LDB
Constituição de
1988
BNCC
Portaria nº
5.941 de
15/10/2013
Funcionários Famílias Comunidade
Grêmio
Estudantil
Democracia
Povo Poder
Gestão Democrática
Participativa;
Podendo ter ou não um
referendo.
Direta
Representativa;
Voto à eleição
Indireta
Escola
Assembleia Escola com a
reunião de todos os segmentos
Conselho Tutelar juntamente com
todos os representantes dos
segmentos das escolas
Democracia
Povo Poder
Gestão Democrática
Princípios Eixos Norteadores
Autonomia;
Participação;
Descentralização
Eleições dos dirigentes;
Participação e decisão colegiada;
Representação livre diante do
poder.
Gestão Democrática
na Escola
Formação continuada
dos profissionais da
educação
Construção coletiva
do Projeto Político
Pedagógico (PPP)
Grêmio
Estudantil
Democratização
das relações de
poder
Gestão
democrática na
escola
Política educacional e
o Financiamento
público da educação
Respeito à
diversidade e a
educação
incluisiva
Eleição dos
diretores
das escolas
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
Projeto Político
Pedagógico (PPP)
Eixos Norteadores
Marco Situacional - Qual tipo
escola eu sou?
Marco Conceitual - Qual tipo de
escola queremos?
Marco Operativo - Quais tipos de
ações faremos?
Liberdade
Avaliação
Flexibilidade
Igualdade
Liberdade
Qualidade
Gestão democrática
Valorização dos profissionais
da educação (magistério)
Documento que rege a
identidade da escola e uma
exigência legal, porém não é
somente burocrática
É um compromisso com o
cidadão, seja ele ativo,
participativo ou consciente
Princípios
Base Características:
Projeto Político
Pedagógico (PPP)
Marco Situacional
Evidenciam os fundamentos
teóricos e metodológicos da
escola
Decide o e o que/quais devem
ser trabalhadas como
prioridade
É o início onde é feito a parte
diagnóstica
Identifica e analisa os
problemas da escola
Aponta a realidade social,
política, econômica, cultural,
educacional e suas influências
nas práticas educativas no
ambiente/comunidade em que
estão inseridas
A realização das mudanças da
realidade escolar das atividades
apontadas é a hora de tomar as
decisões para atingir os objetivos
e as metas definidas
coletivamente na elaboração do
PPP
Marco Conceitual
Marco Operacional
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
Abordagens
Pedagógicas
Multidisciplinaridade
Multidisciplinaridade →Mais de uma disciplina.
Há uma temática em comum
Não existe relação nem cooperação entre
disciplinas
A multidisciplinaridade ocorre quando um
mesmo assunto é por abordado por várias
disciplinas, sendo que cada disciplina tem
como objetivo garantir o seu próprio
conteúdo disciplinar.
Português Matemática História
Plurisciplinaridade →Estuda o mesmo objeto em várias
disciplinas ao mesmo tempo.
Existe uma temática em comum entre as disciplinas.
Começa uma relação e colaboração entre as
disciplinas
Sua finalidade ainda é como a multidisciplinar
Possui objetivos múltiplos
Há cooperação, mas sem coordenação
Há troca entre elas, porém pouco organizada
Pluridisciplinaridade
Português Matemática História
Português Química
Matemática História Geografia Ciências
Transdisciplinaridade
Transdisciplinaridade →Colaboração entre todas as disciplinas
e interdisciplinas
Vem logo após a interdisciplinaridade
Não atua apenas nas interações ou reciprocidades, mas
situa essas relações no interior de um sistema total
Interação total das várias ciências
Não é possível separar as disciplinas
É inovador
Interdisciplinaridade →É o trabalho coletivo entre
diversas disciplinas com o objetivo de desenvolver
vários conteúdos para tratar do mesmo assunto.
Existe a colaboração e diálogo entre as disciplinas e
a ação é coordenada
Permanecem os interesses próprios de cada
disciplina, porém buscam soluções dos seus
próprios problemas através da articulação com as
outras disciplinas.
Interdisciplinaridade
Matemática História Geografia
Português
Abordagens
Pedagógicas
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
Conhecimento no
indivíduo
Inatista (Nativismo) Empirista
(Ambientalismo)
Conhecimento no
ambiente
Teorias da
Aprendizagem
Interacionista (Construtivismo)
Na história da educação, uma variedade de filósofos,
pensadores, cientistas e pesquisadores em várias áreas
conceberam ideias e propostas para resolver alguns
questionamentos sobre a aprendizagem.
Os autores categorizam essas abordagens em três
grandes concepções de aprendizagem, que às vezes
se opõem e outras convergem em certos aspectos.
São conhecidas como concepções:
Inatista
O conhecimento reside
adormecido no indivíduo
O papel do professor é
apenas ajudar a
despertá-lo.
Platão (427-347 a.C)
Sócrates (469-399 a.C)
Pensadores:
Também conhecido
como Nativismo
A convicção é de que o
indivíduo vem ao mundo
pronto, e a inteligência é
uma consequência da
herança genética.
O conhecimento é adquirido
pela:
imitação
memorização
repetição e
cópia
Empirista
Aristóteles (384-322 a.C)
Thomas Hobbes (1588-1679)
John Locke (1632-1704)
Pensadores:
Também conhecido
como Ambientalismo
Acredita que o
conhecimento está no
ambiente
O indivíduo é um “papel
em branco”, uma “tábula
rasa”.
O professor estabelece
contextos e ambientes
favoráveis para desafiar
o aluno a aprender.
Interacionista
Jean Piaget (1896-1980)
Lev Vygotsky (1896-1934)
Henri Wallon (1879-1962)
Emilia Ferreiro (1937-2023)
Pensadores:
Também conhecido
como Construtivismo
Acredita-se que o ser
humano possui
potencialidades e
habilidades que se
desenvolvem por meio
da interação com o
ambiente.
Estuda o desenvolvimento
cognitivo humano, os processos
das estruturas mentais na
construção do conhecimento.
Seu principal pensador foi Jean
Piaget
Estudo da aprendizagem com
ênfase na interação social
Acredita que o
desenvolvimento cognitivo
acontece por meio da
interação entre o indivíduo e o
meio.
Seu principal pensador foi Lev
Vygotsky
Behaviorista
Estudo do comportamento
humano que procura controlar
e influenciar o comportamento.
Baseia-se no condicionamento
por estímulos e respostas.
Seu principal pensador foi
Frederick Skinner.
Estudo dos diferentes tipos de
inteligências
Estuda as aptidões lógica-
matemática consideradas nos
testes de Q.I.
Seu principal pensador foi
Howard Gardner
Sociointeracionista
Cognitivista Inteligências Múltiplas
Teorias da
Aprendizagem
Frederic Skinner (1904-1990) foi
um dos precursores dos estudos
comportamentais, conhecido
como ‘condicionamento
operante’, onde o
comportamento desejado é
recompensado de forma
positiva, até que o indivíduo
fique condicionado a associar o
estímulo à resposta desejada.
O reforço pode ser positivo
(uma recompensa) ou negativo
(uma punição).
Esse estudo segue a linha da
concepção empirista, que
acredita que o aluno pode ser
moldado com os estímulos e
respostas de forma
condicionada.
Há críticas nos métodos
behavioristas, mas é possível
identificar muitas ações dessa
linha nas escolas,
principalmente nas que
seguem a linha tradicional,
com um ensino engessado,
mecânico, de memorização e
repetição, utilizando de
reforços positivos (o melhor da
turma, melhores da turmas,
etc.) e negativos (punições,
ficar sem intervalo, não
participar de eventos e
projetos da escola, etc).
Behaviorista
Ele investigou o
desenvolvimento cognitivo da
criança, acreditando que a
aprendizagem é precedida pelo
seu desenvolvimento biológico.
Essa teoria rompe a dicotomia
entre as concepções Inatista,
onde o sujeito é o conhecimento
e a Empirista, onde o ambiente é
quem influencia o conhecimento.
Esse estudo é baseado no
trabalho de Jean Piaget que foi
um biólogo suíço. Sua
dedicação foi estudar como se
desenvolve a inteligência. Seu
trabalho sobre Epistemologia
Genética até hoje é
significativo, onde ele afirma
que todo ser humano tem a
capacidade de construir
conhecimento, desde o
aprendizado das primeiras
letras na alfabetização até a
estruturação de teorias
científicas.
No estudo cognitivista acredita-se
que o homem influencia o
ambiente (que é transformado) e
influencia novamente o indivíduo.
Cognitivista
Dedicou-se ao estudo dos
processos mentais mais
complexos, como o pensamento
e a linguagem, a ação
intencional e o controle
consciente do comportamento.
Foi um dos principais críticos da
teoria behaviorista, pois ele
acreditava que a construção do
conhecimento é um processo de
desenvolvimento que envolve a
interação do indivíduo com o
meio físico e social em que está
inserido, ou seja, o conhecimento
é um processo sócio-histórico,
que ocorre entre o indivíduo e o
ambiente, de forma mediada
pelos sistemas simbólicos
Esse estudo tem Lev Vygotsky
como principal pensador, que
foi um intelectual
multidisciplinar
Sociointeracionista
Behaviorismo
Estimulo
Resposta
Relação com o meio
Aprendizado Colaborativo
Interacionismo ou Colaborativismo
Construção do Conhecimento
Assimilação
Acomidação
Construtivismo
Redes de Conexão
Nós
Conectivismo
Estrutura Cognitiva
Processos Mentais
Aprendizagem Significativa
Cognitivismo
Teorias da
Aprendizagem
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
Fonte: gov.br
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
Art. 205
Art. 213
Art. 206
Art. 214
01
09
02
10
Educação em Geral
Alocação de recursos
financeiros
Princípios da
Educação
Plano Nacional de
Educação - PNE
Art. 207
Art. 210
03
06
Sobre as
Universidades
Currículo
Art. 208
Art. 211
04
07
Deveres do Estado
Organização do
sistema de ensino
Art. 209
Art. 212
05
08
Educação a área
privadas
Recursos financeiros
O que diz cada artigo da Constituição Federal
sobre a Educação - Art. 205 ao 214
União
25%
CONSTITUIÇÃO
FEDERAL - ARTIGOS
205 AO 214
Competências
Educação Intervenções:
Recursos
Estados, DF e
Municípios
TODOS os
entes
Direito Social
Garantia do
Estado
A Todos os
brasileiros
União
Estados, DF
e
Municípios
Legislar sobre as
diretrizes e bases da
educação
Criam suas
próprias leis
Garantia do acesso á
cultura e a educação
18%
Educação básica
dos 4 aos 17 anos
inclusive para
aqueles fora da
faixa etária
Universalização do
ensino médio.
01 02
Atendimento
Educacional
Especializado (AEE)
preferencialmente
na rede regular
Ensino regular para
o noturno
03
06
Direto à Educação
infantil – 0 a 5 anos
Outros programas
educacionais
suplementares,
porém não são
pagos com
recursos públicos
04
07
Níveis mais
elevados do ensino
05
Garantias do Estado
Princípios LDB
1 – Igualdade de condições para o acesso e
permanência na escola;
2 – Liberdade de aprender, ensinar, pesquisar
e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o
saber;
3 – Pluralismo de ideias e de concepções
pedagógicas;
5 – Coexistência de instituições públicas e
privadas de ensino;
4 – Respeito à liberdade e apreço à tolerância;
6 – Gratuidade do ensino público em
estabelecimentos oficiais;
7 – Valorização do profissional da educação
escolar;
8 – Gestão democrática do ensino público, na
forma desta Lei e da legislação dos sistemas
de ensino;
9 – Garantia de padrão de qualidade;
10 – Valorização da experiência extraescolar;
12 – Consideração com a diversidade
étnico-racial;
11 – Vinculação entre a educação escolar, o
trabalho e as práticas sociais;
13 – Garantia do direito à educação e à
aprendizagem ao longo da vida;
14 – Respeito do direito à educação humana,
linguística, cultural e identitária das pessoas
surdas, surdo-cegas e com deficiência
auditiva.
Fonte: UniCesumar
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
Criação de Conselhos Escolares e
Fórum para promover a Gestão
Democrática e a participação da
comunidade.
Educação profissional e
tecnológica:
Continuação da integração
curricular para garantir
trajetórias de formação
continuada entre os níveis
educacionais.
Educação profissional técnica de nível
médio:
É possível o aproveitamento de
atividades para cumprir o
contrato de aprendizagem
Será contabilizadas horas de
trabalho para integralizar a carga
horária do ensino médio.
Ensino superior:
Transparência nos critérios de
aproveitamento das experiências
da educação profissional técnica
de nível médio, quando os cursos
forem afins.
LDB - Atualizações
2023
LDB - Atualizações
2023
Artigo 3°
Gestão democrática do ensino
público, na forma desta Lei e da
legislação dos respectivos
Estados e Municípios e do Distrito
Federal
Garantia de padrão de qualidade
Estabelece que os Estados,
Municípios e os Estabelecimentos de
Ensino devem criar, de acordo com a
lei mencionada no artigo 14,
Conselhos Escolares e Fórum. Dos
Conselhos Escolares.
Essa medida busca promover a
gestão democrática e a estimular a
participação da comunidade nas
decisões relacionadas à educação
Artigo 10°, 11 e 12
Assegurar, em colaboração
com os sistemas de ensino,
processo nacional de
avaliação das instituições e
dos cursos de educação
profissional técnica e
tecnológica
Artigo 9° Os Estados, DF e Municípios definirá
normas da Gestão Democrática nas
escolas de educação básica. Isso inclui a
participação dos profissionais da
educação na elaboração do projeto
pedagógico da escola, bem como a
participação das comunidades escolar e
local em Conselhos Escolares. Esses
conselhos devem ter representantes
eleitos, como professores, estudantes,
pais e membros da comunidade, para
tomarem decisões importantes sobre a
escola de forma democrática
Artigo 14
LDB - Atualizações
2023
Artigo 36 -B
A educação profissional
técnica de nível médio
pode ser oferecida
juntamente com a
aprendizagem
profissional. Nessa
modalidade, é possível
aproveitar as atividades
pedagógicas e as horas de
trabalho da aprendizagem
para cumprir tanto o
contrato da aprendizagem
quanto a carga horária do
ensino médio técnico
seguindo as regras
estabelecidas nos
regulamentos.
As universidades devem
deixar explícito e
estabelecer regras
objetivas para aproveitar
os conhecimentos
adquiridos em cursos
técnicos de nível médio
quando forem
relacionados a cursos de
nível superior na mesma
área, seguindo sempre as
regras estabelecidas nos
regulamentos.
Artigo 39
PNE – Plano Nacional
de Educação
Início
Aprovado pela Lei n. 13.005,
de 25 de junho de 2014
Vigência: 10 anos, ou seja, o
PNE tem validade decenal
Surgimento: Art. 214 da
Constituição Federal,
atualizado pela Emenda
Constitucional nº 59/2009
O PNE é um plano de
Estado para superar as
desigualdades que
ocorrem na educação
através do
desenvolvimento e
manutenção da educação
Para que serve:
O Plano Nacional de
Educação (PNE) foi
elaborado através
Constituição Federal. Ele é
um planejamento
estratégico, publicado por
meio de lei
Lei nº 13.005/2014
Na Constituição Federal diz a
porcentagem para a meta de
aplicação em recursos públicos,
porém o valor referido é previsto na
Lei, que é de mínimo 10% até o fim
do plano.
Os responsáveis serão pelas medidas
governamentais necessárias para
alcançar as metas do PNE são:
Gestores federais, estaduais,
municipais e do Distrito Federal
Responsabilidade
PNE – Plano Nacional
de Educação
Instâncias de Monitoramento
Ministério da Educação - MEC
Conselho Nacional de Educação - CNE
Comissão de Educação da Câmara
dos Deputados e Comissão de
Educação, Cultura e Esporte do
Senado Federal
Fórum Nacional de Educação
10 diretrizes
20 metas
254 estratégias
Estrutura
O Instituto Nacional de Estudos e
Pesquisas Educacionais Anísio
Teixeira (INEP) publica, a cada 2
anos, estudos contendo a
evolução das metas, com
informações organizadas e
separado por ente federado
Monitoramento
Divulgar os resultados do
monitoramento e das avaliações nos
respectivos sites institucionais na
internet
Analisar e propor políticas públicas
para assegurar a implementação
das estratégias e o cumprimento das
metas
Analisar e propor a revisão do
percentual de investimento público
em educação.
Competências das Instâncias
PNE – As 10 Diretrizes
1 - Erradicação do
analfabetismo
10 - Promoção dos princípios do respeito
aos direitos humanos, à diversidade e à
sustentabilidade socioambiental
9 - valorização dos (as)
profissionais da educação
7 - Promoção humanística, científica,
cultural e tecnológica do País
2 - Universalização do
atendimento escolar 3 - Superação das desigualdades
educacionais, com ênfase na promoção
da cidadania e na erradicação de todas
as formas de discriminação
4 - Melhoria da
qualidade da educação
5 - Formação para o trabalho e
para a cidadania, com ênfase nos
valores morais e éticos em que se
fundamenta a sociedade
6 - Promoção do princípio da gestão
democrática da educação pública
8 - Estabelecimento de meta de aplicação de recursos
públicos em educação como proporção do Produto Interno
Bruto - PIB, que assegure atendimento às necessidades de
expansão, com padrão de qualidade e equidade
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
Conceito
As DCN’s buscam promover a
equidade, garantindo que todos
os conteúdos básicos sejam
ensinados e para todos.
Deverá levar em consideração os
contextos em que cada
instituição está inserida
São as normas obrigatórias que
rege a educação básica que irão
orientar o planejamento
curricular das escolas e outros
sistemas de ensino.
Cada etapa e cada modalidade
possui suas próprias diretrizes
curriculares
A sua origem vem da Lei de
diretrizes e bases da educação
nacional (LDB)
As diretrizes (DCN’s) vão
assegurar a formação básica
Para que serve:
Objetivo
Objetivos
Diretrizes Curriculares
Nacionais da Educação Básica
Serve como norteador para orientar
as escolas na:
Organização
Desenvolvimento
Articulação
Avaliação de suas propostas
pedagógicas
Organizar e sistematizar todos os
princípios e diretrizes gerais da
Educação Básica
Motivar a reflexão crítica na
elaboração e execução do Projeto
Político Pedagógico (PPP)
Nortear os cursos de formação
inicial e continuada dos
profissionais da Educação Básica
Esses documentos são complementares,
ou seja, as diretrizes dão e vão estruturar
a BNCC, seus conteúdos e competências.
DCN’s - Princípios
1 - Igualdade de condições para
o acesso, inclusão, permanência
e sucesso na escola;
10 - Valorização da experiência
extraescolar
9 - Garantia de
padrão de qualidade
7 - Valorização do profissional
da educação escolar
2 - Liberdade de aprender, ensinar,
pesquisar e divulgar a cultura, o
pensamento, a arte e o saber
3 - Pluralismo de ideias e de
concepções pedagógicas
4 - Respeito à
liberdade e aos direitos
5 - Coexistência de instituições
públicas e privadas de ensino
6 - Gratuidade do ensino público em
estabelecimentos oficiais
8 - Gestão democrática do ensino
público, na forma da legislação e
normas dos sistemas de ensino
11 - vinculação entre a educação
escolar, o trabalho e as práticas
sociais.
Fonte: MEC
Modalidades da Educação Básica
Educação Especial
Educação de Jovens e
Adultos
Educação a Distância
Educação Indígena
Educação do Campo
Educação Quilombola
Educação Profissional
Educação Infantil
Ensino Fundamental
Ensino Médio
Etapas da Educação Básica
Base Nacional
Comum Curricular
Artigo 27 - Direitos da Pessoa
com Deficiência (PcD)
O direito à educação da PcD é
assegurado ao longo da vida
É dever:
do Estado
da família
da Sociedade
da Comunidade escolar
Ter educação de qualidade
Ter proteção contra a violência e
discriminação
Processos seletivos e inscrições para a
Educação Superior e Profissional
Prova acessível
Ampliação do tempo necessário
para a realização do processo
Critérios a serem adotados na
correção da redação (Deficiência
Auditiva)
Artigo 28
Garantia do Estado à acessibilidade
nas escolas públicas e privadas
Escolas Privadas não é obrigatório:
Educação bilíngue
Pesquisas educacionais
Não podem cobrar valores
adicionais para ter direito à
acessibilidade
Artigo 30
Educação Básica: Ensino Médio e
Certificado de Proficiência
Educação Superior: Nível
superior em LIBRAS
Formação para Tradutores e
Interpretes de LIBRAS
LBI - Lei Brasileira de
Inclusão - LEI Nº 13.146
Fonte: https://br.pinterest.com/mapaspedagogia/
Polícia de Atendimento (arts.
86 a 97)
Medidas de proteção
(arts 98 - 102)
Ato infracional (arts 103
a 128)
Medidas aos pais ou
responsável (arts 129 e 130)
1
2
3
4
Conselho Tutelar (arts
131 a 140)
Conselho Tutelar (arts
141 a 224)
5
6
Crimes e infrações
administrativas (arts 245 a 258)
7
Políticas básicas, municipalização do atendimento, participação
popular, conselhos, fundos de direitos, articulação de ações
governamentais e não governamentais, mobilização da opinião
pública, regras para entidades e sua fiscalização.
Medidas de proteção, aplicadas pelo conselho tutelar ou
judiciário, por ação ou omissão da família, estado ou
sociedade, ou pela ação da própria criança e adolescente
Definição do ato infracional, privação da liberdade por
flagrante ou ordem judicial, garantias processuais,
medidas socioeducativas
Encaminhamentos para auxílios,
orientação e acompanhamentos
1
2
3
4
Definições e atribuições
Atribuições do juiz, de servidores auxiliares, do promotor público e
advogados, regras para suspensão e distribuição do pátrio poder,
colocação em família substituta, apuração de ato infracional e
fiscalização de entidades, proteção a interesses individuais,
coletivo e difusos.
5
6
Crimes e infrações administrativas em relação à
criança e ao adolescente, definições e penas
7
ECA
Letra d.
A pedagogia progressista libertária é uma pedagogia de liberdade no sistema escolar, o indivíduo é visto como produto social. Os
conteúdos estão sempre à disposição dos alunos para que obtenham conhecimentos de um todo, das matérias em si, sendo assim eles
descobrem as respostas de suas necessidades. Nada é exigido dos alunos, o professor sempre está a sua disposição. [...]Essa pedagogia
valoriza a autogestão, acredita na liberdade total, com isso dá mais importância no processo aprendizagem e nos conteúdos de ensino
para com o aluno. O objetivo dessa pedagogia é moldar a personalidade dos alunos, sendo uma pedagogia anti-autoritária. [...] Sendo
assim, a forma de trabalho educativo é o grupo de discussões e atividades, o professor é um animador que por princípio, deve "descer"
ao nível dos alunos, adaptando-se as suas características e do desenvolvimento próprio de cada grupo. Deve caminhar "junto" intervir o
mínimo quando necessário, a fornecer uma informação mais sistematizada. {...} Os conteúdo são os conhecimentos que resultam das
experiências vividas pelo grupo, especialmente a vivência de mecanismos de participação crítica. O conhecimento não é a investigação
cognitiva do real, para extrair dele um sistema de representações mentais, mas a descoberta de respostas as necessidades e às
exigências da vida social. Os conteúdos propriamente ditos são os que resultam de necessidades e interesses manifestos pelo grupo e
que não são as matérias de estudo.
Simulado
Comentado:
01. COPERVE/UFSC - UFSC - Pedagogo - 2023
Questão:
Esta tendência pedagógica se propõe a resistir à burocracia como instrumento de controle e
ação dominadora do Estado. Na escola, há uma mudança na maneira de pensar dos alunos,
num sentido de autogestão. Trata-se da tendência:
a) escolanovista.
b) tradicional.
c) tecnicista.
d) progressista libertária.
e) liberal.
Letra b.
De acordo com a Resolução nº 2/2018, a matrícula inicial na Educação Infantil deve ser realizada aos 4 anos
de idade completos até 31 de março do ano em que ocorrer a matrícula. Como a filha de Lúcia nasceu em
abril de 2017, ela completará 4 anos somente em abril de 2021. Portanto, em 2023, ela deverá ser
matriculada no 2º período da Educação Infantil, e não no Ensino Fundamental.
Simulado
Comentado:
02. FUNDEP - Prefeitura de Lavras - 2023
Questão:
A Resolução nº 2, de 9 de outubro de 2018 define diretrizes operacionais complementares
para a matrícula inicial de crianças, na Educação Infantil e no Ensino Fundamental,
respectivamente, aos 4 (quatro) e aos 6 (seis) anos de idade.
Considere que Lúcia tem uma filha que nasceu em 05 de abril de 2017, na cidade de Belo
Horizonte. Ela fará a matrícula de sua filha em uma nova escola, no início do ano letivo de
2023.
De acordo com a citada resolução, a filha de Lúcia deverá ser matriculada, no ano de 2023:
a) No 1º período da Educação Infantil.
b) No 2º período da Educação Infantil.
c) No 1º ano do Ensino Fundamental.
d) No 2º ano do Ensino Fundamental.
Letra e.
A Lei Federal 14.191, de 2021, estabelece que a modalidade Educação Bilíngue de Surdos
deve ser ofertada a partir do zero ano de idade. Essa mudança é importante para
garantir que as crianças surdas tenham acesso à língua de sinais desde cedo, o que é
fundamental para o seu desenvolvimento e aprendizagem.
Simulado
Comentado:
03. UPENET IAUPE - 2023
Questão:
Em 2021, foi promulgada a Lei Federal 14.191, que dispõe sobre a Educação de Surdos como
modalidade educacional brasileira, alterando a Lei de Diretrizes e Bases da Educação
Nacional. Em relação à idade inicial para a oferta da modalidade Educação Bilíngue de
Surdos, diz o texto legal que será a partir
a) dos dois anos e onze meses.
b) dos dois anos e seis meses.
c) de um ano e onze meses.
d) de um ano e seis meses.
e) do zero ano.
Letra a.
A educação básica é formada pelo ensino fundamental, médio e superior.
Art. 21. A educação escolar compõe-se de:
I – educação básica, formada pela educação infantil, ensino fundamental e ensino médio;
II – educação superior.
Fonte:https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pd
f
De acordo, com as informações acima a assertiva incorreta é a letra A.
Simulado
Comentado:
04 - Funatec - 2023
Questão:
Considerando a legislação educacional nacional, assinale a alternativa incorreta:
a) A educação básica é formada pelo ensino fundamental, médio e superior.
b) São modalidades da educação: a educação de jovens e adultos, a educação profissional e
tecnológica, a educação especial, a educação bilíngue de surdos, dentre outras.
c) A educação profissional e tecnológica integra-se aos diferentes níveis e modalidades de
educação e às dimensões do trabalho, da ciência e da tecnologia, e articula-se com o ensino
regular e com demais modalidades educacionais: educação de jovens e adultos, educação
especial e educação a distância.
d) A educação escolar é composta pela educação básica e educação superior.
Letra c.
De acordo a lei de Diretrizes e Base da Educação(LDB) Art. 12. Os estabelecimentos de ensino, respeitadas as normas comuns e as do
seu sistema de ensino, terão a incumbência de: I – elaborar e executar sua proposta pedagógica; II – administrar seu pessoal e seus
recursos materiais e financeiros; III – assegurar o cumprimento dos dias letivos e horas-aula estabelecidas; IV – velar pelo
cumprimento do plano de trabalho de cada docente; V – prover meios para a recuperação dos alunos de menor rendimento; VI –
articular-se com as famílias e a comunidade, criando processos de integração da sociedade com a escola; VII – informar pai e mãe,
conviventes ou não com seus filhos, e, se for o caso, os responsáveis legais, sobre a frequência e rendimento dos alunos, bem como
sobre a execução da proposta pedagógica da escola; VIII – notificar ao Conselho Tutelar do Município, ao juiz competente da Comarca
e ao respectivo representante do Ministério Público a relação dos alunos que apresentem quantidade de faltas acima de cinquenta
por cento do percentual permitido em lei. De acordo, as informações acima a assertiva incorreta é a letra “C” que diz que providenciar
o regular transporte escolar de seus alunos, faz parte da incumbência dos estabelecimento de ensino, quando na verdade não faz.
Fonte: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pdf
Simulado
Comentado:
05 - Funatec - 2023
Questão:
Não é uma incumbência dos estabelecimentos de ensino, de acordo com a LDB:
a) Elaborar e executar sua proposta orçamentária.
b) Providenciar os meios para recuperação de alunos com menor rendimento.
c) Providenciar o regular transporte escolar de seus alunos.
d) Assegurar o cumprimento dos dias letivos e horas-aulas estabelecidas.
Errado
Nem todas, pois antes é necessário verificar e avaliar a necessidade da pessoa com deficiência
Simulado
Comentado:
06 - IADES - 2023
Questão:
Nos termos da Lei no 13.146/2015, que instituiu a Lei Brasileira de Inclusão da
Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência), julgue (C ou E) os
itens a seguir.
Nos processos seletivos para ingresso em cursos oferecidos por instituições de
ensino superior, todos os candidatos com deficiência têm direito à dilação de
tempo para realização do exame de seleção.
CERTO ( ) ERRADO ( )
Certo
Art. 233. A educação é direito de todos e deve compreender as áreas cognitiva, afetivo-social e físico-motora.
Simulado
Comentado:
07 - IADES - 2023
Questão:
A educação deve compreender as áreas cognitiva, afetivo-social e físico-motora.
CERTO ( ) ERRADO ( )
Certo
Art. 1º. A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana,
no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas
manifestações culturais.
Simulado
Comentado:
08 - IADES - 2023
Questão:
A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) foi promulgada em 1996.
Seu objetivo é assegurar o direito social à educação a todos os estudantes,
definindo os princípios, as diretrizes, a estrutura e a organização do ensino,
abrangendo todas as suas esferas e os seus setores.
No que se refere à LDB, julgue (C ou E) os itens a seguir.
A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida
familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e
pesquisa, nos movimentos sociais, nas organizações da sociedade civil e nas
manifestações culturais.
CERTO ( ) ERRADO ( )
Errado
Art. 13. Os docentes incumbir-se-ão de:
I - participar da elaboração da proposta pedagógica do estabelecimento de ensino;
II - elaborar e cumprir plano de trabalho, segundo a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino;
III - zelar pela aprendizagem dos alunos;
IV - estabelecer estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento;
V - ministrar os dias letivos e horas-aula estabelecidos, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao
planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional;
VI - colaborar com as atividades de articulação da escola com as famílias e a comunidade.
Simulado
Comentado:
09 - IADES - 2023
Questão:
A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) foi promulgada em 1996.
Seu objetivo é assegurar o direito social à educação a todos os estudantes,
definindo os princípios, as diretrizes, a estrutura e a organização do ensino,
abrangendo todas as suas esferas e os seus setores.
No que se refere à LDB, julgue (C ou E) os itens a seguir.
Os docentes não devem participar da elaboração da proposta pedagógica do
estabelecimento de ensino, pois se trata de uma incumbência da direção da
escola.
CERTO ( ) ERRADO ( )
Errado
Art. 21. A educação escolar compõe-se de:
I - educação básica, formada pela educação infantil, ensino fundamental e ensino médio;
II - educação superior.
Simulado
Comentado:
10 - IADES - 2023
Questão:
A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) foi promulgada em 1996.
Seu objetivo é assegurar o direito social à educação a todos os estudantes,
definindo os princípios, as diretrizes, a estrutura e a organização do ensino,
abrangendo todas as suas esferas e os seus setores.
No que se refere à LDB, julgue (C ou E) os itens a seguir.
A educação escolar é composta pela educação básica, que é formada pela
educação infantil, pelo ensino fundamental, pelo ensino médio e pelo ensino
superior.
CERTO ( ) ERRADO ( )
Certo
O artigo 208, que trata da Educação Básica obrigatória e gratuita dos 4 aos 17 anos, afirma que é dever do Estado
garantir “atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência, preferencialmente na rede regular de
ensino”
Simulado
Comentado:
11 - IADES - 2023
Questão:
A deficiência pode ser identificada como lugar para a diferença e
potencializadora da diversidade e superação das barreiras de todas as ordens —
e não como sinônimo de incapacidade.
LOPES, Joseuda B. C.; LOPES, Daiane D.; LEITE, Vania A. M. et al. Educação inclusiva: Grupo A, 2018, p. 9, com adaptações.
No que se refere aos fundamentos legais da educação especial/inclusiva, ao
papel do professor e à educação em e para os direitos humanos, julgue (C ou E) os
itens a seguir.
O atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência será
realizado, preferencialmente, na rede regular de ensino.
CERTO ( ) ERRADO ( )
Certo
LEI Nº 13.146
Art. 2º Considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, mental,
intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva
na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.
Simulado
Comentado:
12 - IADES - 2023
Questão:
A deficiência pode ser identificada como lugar para a diferença e
potencializadora da diversidade e superação das barreiras de todas as ordens —
e não como sinônimo de incapacidade.
LOPES, Joseuda B. C.; LOPES, Daiane D.; LEITE, Vania A. M. et al. Educação inclusiva: Grupo A, 2018, p. 9, com adaptações.
No que se refere aos fundamentos legais da educação especial/inclusiva, ao
papel do professor e à educação em e para os direitos humanos, julgue (C ou E) os
itens a seguir.
Considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimento de longo
prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, o qual, em interação
com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na
sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.
CERTO ( ) ERRADO ( )
Certo
LEI Nº 13.146
Art. 28. Incumbe ao poder público assegurar, criar, desenvolver, implementar, incentivar, acompanhar e avaliar
https://www.jusbrasil.com.br/topicos/49549869/artigo-28-da-lei-n-13146-de-06-de-julho-de-2015
Simulado
Comentado:
13 - IADES - 2023
Questão:
A deficiência pode ser identificada como lugar para a diferença e
potencializadora da diversidade e superação das barreiras de todas as ordens —
e não como sinônimo de incapacidade.
LOPES, Joseuda B. C.; LOPES, Daiane D.; LEITE, Vania A. M. et al. Educação inclusiva: Grupo A, 2018, p. 9, com adaptações.
No que se refere aos fundamentos legais da educação especial/inclusiva, ao
papel do professor e à educação em e para os direitos humanos, julgue (C ou E) os
itens a seguir.
Deve haver formação e disponibilização de professores para o atendimento
educacional especializado, de tradutores e intérpretes da Libras, de guias
intérpretes e de profissionais de apoio.
CERTO ( ) ERRADO ( )
Certo
LEI Nº 13.146
https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm
Simulado
Comentado:
14 - IADES - 2023
Questão:
A deficiência pode ser identificada como lugar para a diferença e
potencializadora da diversidade e superação das barreiras de todas as ordens —
e não como sinônimo de incapacidade.
LOPES, Joseuda B. C.; LOPES, Daiane D.; LEITE, Vania A. M. et al. Educação inclusiva: Grupo A, 2018, p. 9, com adaptações.
No que se refere aos fundamentos legais da educação especial/inclusiva, ao
papel do professor e à educação em e para os direitos humanos, julgue (C ou E) os
itens a seguir.
Atualmente, o paradigma dos direitos humanos é inserido no intuito de garantir a
dignidade, a autonomia e o acesso a todos os direitos sociais da pessoa com
deficiência, bem como o combate à violação de seus direitos.
CERTO ( ) ERRADO ( )
Certo
A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996) prevê a vinculação entre a educação escolar, o
trabalho e as práticas sociais. Esse é um dos princípios que orientam a educação no Brasil, conforme estabelecido na
própria lei. Portanto, a afirmativa está correta.
Referência:
Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996).
Simulado
Comentado:
15 - CESPE CEBRASPE - 2023
Questão:
De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação — Lei Federal n.º 9.394/1996 e
suas alterações, julgue os itens a seguir.
A lei em questão prevê a vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas
sociais.
CERTO ( ) ERRADO ( )
Letra c
Essas três pedagogias são diferentes abordagens ou correntes pedagógicas que surgiram ao longo do tempo e refletem diferentes concepções sobre a
educação:
Pedagogia Tradicional: Baseada na transmissão de conhecimento pelo professor, enfatiza a memorização e a repetição dos conteúdos. Valoriza a
autoridade do professor e a disciplina como forma de controle do comportamento dos alunos.
Pedagogia Renovada ou Escolanovista: Surge como uma crítica à pedagogia tradicional. Propõe uma abordagem mais centrada no aluno, com maior
participação e interação entre os estudantes. Valoriza a construção do conhecimento pelos próprios alunos, por meio de atividades práticas e
experiências de aprendizagem.
Pedagogia Tecnicista: Surge na segunda metade do século XX, influenciada pelos princípios da administração científica. Prioriza a eficiência e a
utilidade prática da educação, buscando adaptar o indivíduo às necessidades do mercado de trabalho. Enfatiza a utilização de técnicas e métodos de
ensino considerados eficientes, com ênfase nos resultados e na avaliação objetiva. (GADOTTI, Moacir. Pedagogia da prática. 22. ed. São Paulo: Editora
Cortez, 2014.)
Simulado
Comentado:
16 - IBADE - 2023
Questão:
As práticas de avaliação da aprendizagem escolar, ainda predominantes em nosso meio,
se dão a partir de um modelo teórico tradicional e refletem uma pedagogia a serviço de
um modelo dominante identificado como liberal conservador. Este modelo produziu três
pedagogias distintas, mas com um objetivo em comum: a manutenção das condições
sociais. As pedagogias resultantes desse modelo são:
a) a libertadora, a libertária e a dos conteúdos socioculturais.
b) a tradicional, a libertadora e a tecnicista.
c) a tradicional, a renovada ou escolanovista e a tecnicista.
d) a libertadora, a renovada ou escolanovista e a crítica.
e) a libertadora, a libertária e a tecnicista.
Errado
De acordo com José Carlos Libâneo, a previsão dos objetivos e tarefas do trabalho docente para um ano ou semestre; sendo
um documento mais elaborado, dividido por unidades sequenciais, no qual aparecem objetivos específicos, conteúdos e
desenvolvimento metodológico é chamado de plano de ensino.
O item está E. errado.
Fonte: Didática. José Carlos Libâneo. Editora Cortez.
Simulado
Comentado:
17 - IGEDUC - 2023
Questão:
O planejamento administrativo da instituição de ensino caracteriza-se como um
instrumento de orientação da prática educativa na escola e compreende os conteúdos de
cada componente educacional.
CERTO ( ) ERRADO ( )
Letra A
A abordagem transdisciplinar vai além das fronteiras das disciplinas individuais, buscando a compreensão global e integrada dos conhecimentos. Ela promove a interação entre
diferentes áreas de conhecimento, incentivando uma visão holística, capaz de abarcar aspectos culturais, históricos, sociais e humanos de maneira ampla e integrada. Essa
abordagem busca uma compreensão mais profunda e ampla das questões, ultrapassando as barreiras entre as disciplinas tradicionais e incentivando a interconexão entre elas.
B. Pluridisciplinar: A abordagem pluridisciplinar reconhece a coexistência de diferentes disciplinas, mas sem necessariamente promover a integração ou interação entre elas.
Cada disciplina é estudada de forma separada, mantendo seus próprios métodos, conceitos e formas de análise.
C. Interdisciplinar: A abordagem interdisciplinar busca a integração entre diferentes disciplinas para abordar questões complexas ou problemas específicos, promovendo a
colaboração entre especialistas de diversas áreas para a produção de conhecimento mais abrangente e integral.
D. Multidisciplinar: Similar à abordagem pluridisciplinar, a multidisciplinaridade envolve a coexistência de múltiplas disciplinas sem um diálogo ou integração direta entre elas.
Cada disciplina permanece isolada, estudando um tema sem estabelecer conexões diretas ou interações significativas entre as áreas de conhecimento.
Referência: Título: A Organização do Currículo por Projetos de Trabalho: O Conhecimento é um Caleidoscópio
Autor: Fernando Hernández, Montserrat VenturaAno: 1998
Simulado
Comentado:
18 - FUNCERN - 2023
Questão:
Na organização e gestão do currículo, as abordagens multidisciplinar, pluridisciplinar,
interdisciplinar e transdisciplinar devem perpassar todo o conjunto de atividades que se
realizam no espaço escolar, em seus diferentes âmbitos. Nessa perspectiva, entende-se
que o desenvolvimento da capacidade de articular diferentes referências sobre as
dimensões da pessoa humana, dos seus direitos e do mundo, adotando uma atitude de
abertura sobre as culturas do presente e do passado, refere-se ao fundamento básico da
abordagem
a) transdisciplinar
b) pluridisciplinar
c) interdisciplinar
d) multidisciplinar
Letra A
A avaliação escolar é um meio e não um fim em si mesma; está delimitada por uma determinada teoria e por uma determinada
prática pedagógica. Ela não ocorre num vazio conceitual, mas está dimensionada por um modelo teórico de sociedade, de homem,
de educação e, conseqüentemente, de ensino e de aprendizagem, expresso na teoria e na prática pedagógica. (CALDEIRA, 2000, p.
122)
Fonte:http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2014/2014_uem_cien_artigo_odete_c
andido_alves.pdf
Simulado
Comentado:
19 - IGEDUC - 2023
Questão:
A avaliação escolar é um meio e não um fim em si mesma; está delimitada por uma
determinada teoria e por uma determinada prática pedagógica. Ela não ocorre num vazio
conceitual, mas está dimensionada por um modelo teórico de sociedade, de homem, de
educação e, consequentemente, de ensino e de aprendizagem, expresso na teoria e na
prática pedagógica.
CERTO ( ) ERRADO ( )

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf

Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarUnid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
bucarbio
 
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
jeffcezanne
 
Grade curricular ensinomedia 1o 5o ano
Grade curricular ensinomedia 1o   5o anoGrade curricular ensinomedia 1o   5o ano
Grade curricular ensinomedia 1o 5o ano
Luiz Roberto Olival Costa
 
Slide - Texto 05- PINTO, Humberto de Andrade.pptx
Slide - Texto 05- PINTO, Humberto de Andrade.pptxSlide - Texto 05- PINTO, Humberto de Andrade.pptx
Slide - Texto 05- PINTO, Humberto de Andrade.pptx
FtimaCortes4
 
Slide Jornada Pedagógica interna 2024 PLBB
Slide Jornada Pedagógica interna 2024 PLBBSlide Jornada Pedagógica interna 2024 PLBB
Slide Jornada Pedagógica interna 2024 PLBB
GiseliaGisa
 
Didatica i u3
Didatica i u3Didatica i u3
Didatica i u3
Cida Cerqueira
 
Zabala
ZabalaZabala
Zabala
Maria Maria
 
PPP - e.e. Adolfo
PPP - e.e. AdolfoPPP - e.e. Adolfo
PPP - e.e. Adolfo
heder oliveira silva
 
5a Jornada Plano De Acao
5a Jornada Plano De Acao5a Jornada Plano De Acao
5a Jornada Plano De Acao
Solange Duarte
 
Slid estrategia pedagógicas.pptx
Slid estrategia pedagógicas.pptxSlid estrategia pedagógicas.pptx
Slid estrategia pedagógicas.pptx
li43
 
Slid estrategia pedagógicas
Slid estrategia pedagógicas Slid estrategia pedagógicas
Slid estrategia pedagógicas
Vlaudemir Vieira
 
Projeto politico pedagogico
Projeto politico pedagogicoProjeto politico pedagogico
Projeto politico pedagogico
labteotonio
 
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtivaSeminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Cosmo Matias Gomes
 
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtivaSeminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Cosmo Matias Gomes
 
Design didático construindo um caminhar desvelando parcerias
Design didático construindo um caminhar desvelando parceriasDesign didático construindo um caminhar desvelando parcerias
Design didático construindo um caminhar desvelando parcerias
juroanny
 
A construção do projeto poltico pedagogico
A construção do projeto poltico  pedagogico A construção do projeto poltico  pedagogico
A construção do projeto poltico pedagogico
Elena Zarate
 
Objetivos didáticos slides de didática
Objetivos didáticos  slides de didáticaObjetivos didáticos  slides de didática
Objetivos didáticos slides de didática
Wellinton Prestes
 
Discussão sobre o PPP durante a Semana Pedagógica
Discussão sobre o PPP durante a Semana PedagógicaDiscussão sobre o PPP durante a Semana Pedagógica
Discussão sobre o PPP durante a Semana Pedagógica
LOCIMAR MASSALAI
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
LOCIMAR MASSALAI
 
3. planejamento de ensino peculiaridades significativas
3. planejamento de ensino   peculiaridades significativas3. planejamento de ensino   peculiaridades significativas
3. planejamento de ensino peculiaridades significativas
Claudio Lima
 

Semelhante a MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf (20)

Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarUnid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
 
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
 
Grade curricular ensinomedia 1o 5o ano
Grade curricular ensinomedia 1o   5o anoGrade curricular ensinomedia 1o   5o ano
Grade curricular ensinomedia 1o 5o ano
 
Slide - Texto 05- PINTO, Humberto de Andrade.pptx
Slide - Texto 05- PINTO, Humberto de Andrade.pptxSlide - Texto 05- PINTO, Humberto de Andrade.pptx
Slide - Texto 05- PINTO, Humberto de Andrade.pptx
 
Slide Jornada Pedagógica interna 2024 PLBB
Slide Jornada Pedagógica interna 2024 PLBBSlide Jornada Pedagógica interna 2024 PLBB
Slide Jornada Pedagógica interna 2024 PLBB
 
Didatica i u3
Didatica i u3Didatica i u3
Didatica i u3
 
Zabala
ZabalaZabala
Zabala
 
PPP - e.e. Adolfo
PPP - e.e. AdolfoPPP - e.e. Adolfo
PPP - e.e. Adolfo
 
5a Jornada Plano De Acao
5a Jornada Plano De Acao5a Jornada Plano De Acao
5a Jornada Plano De Acao
 
Slid estrategia pedagógicas.pptx
Slid estrategia pedagógicas.pptxSlid estrategia pedagógicas.pptx
Slid estrategia pedagógicas.pptx
 
Slid estrategia pedagógicas
Slid estrategia pedagógicas Slid estrategia pedagógicas
Slid estrategia pedagógicas
 
Projeto politico pedagogico
Projeto politico pedagogicoProjeto politico pedagogico
Projeto politico pedagogico
 
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtivaSeminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
 
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtivaSeminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
 
Design didático construindo um caminhar desvelando parcerias
Design didático construindo um caminhar desvelando parceriasDesign didático construindo um caminhar desvelando parcerias
Design didático construindo um caminhar desvelando parcerias
 
A construção do projeto poltico pedagogico
A construção do projeto poltico  pedagogico A construção do projeto poltico  pedagogico
A construção do projeto poltico pedagogico
 
Objetivos didáticos slides de didática
Objetivos didáticos  slides de didáticaObjetivos didáticos  slides de didática
Objetivos didáticos slides de didática
 
Discussão sobre o PPP durante a Semana Pedagógica
Discussão sobre o PPP durante a Semana PedagógicaDiscussão sobre o PPP durante a Semana Pedagógica
Discussão sobre o PPP durante a Semana Pedagógica
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
 
3. planejamento de ensino peculiaridades significativas
3. planejamento de ensino   peculiaridades significativas3. planejamento de ensino   peculiaridades significativas
3. planejamento de ensino peculiaridades significativas
 

Último

Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 

MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf

  • 2. Planejamento Institucional É um instrumento que define a ação educativa da escola Elabora e executa as propostas do Projeto Político Pedagógica (PPP) Ministério da Educação; Conselho Nacional de Educação; Órgãos Estaduais e Municipais. Planejamento Educacional Ações desenvolvidas no contexto de cada curso; Atividades que o estudante irá realizar sob as orientações da escola para atingir as metas ou fins pretendidos. Planejamento Curricular Ficará a cargo dos professores; Direcionamento das atividades elaboradas e desenvolvidas; Planejamento Cooperativo; Planos de Disciplina. Planejamento do Ensino Planejamento
  • 3. Planejamento Escolar Seu conceito transita dos níveis mais amplos com a BNCC e as DCN’s até as instituições mais específicas de ensino. BNCC: Define a Base Nacional Comum e orienta para que cada instituição possua uma parte diversificada sempre de acordo com as características regionais, locais e culturais. DCNs: Irá definir cada etapa e modalidade dos conteúdos cognitivos e simbólicos que irão ser ensinados e aprendidos. Conteúdos: É o conjunto de experiências. É constituído com a colaboração de toda comunidade escolar; Define os objetivos específicos que deverão ser alcançados; Define a identidade da escola; Responde as seguintes perguntas: Onde estamos e que concepção teórica devemos embasar? Define estratégias; Define as metas; (quantificáveis); São de logo prazo; Exemplo: Plano Nacional de Educação. É construído pelo professor com a colaboração dos alunos; É elaborado para ser desenvolvido em determinado período; É definido os componentes que farão parte do processo de ensino. Planejamento Educacional Planejamento Curricular Planejamento do Ensino Planejamento Níveis de Planejamento: 1 – Planejamento Estratégico; 2 – Planejamento Tático; 3 – Planejamento Operacional.
  • 4. Centrado em um objetivo; O processo é flexível e adaptativo; Guiado por decisões; Materialidade do planejamento. Educacional →Plano Nacional de Educação Curricular →Currículo em Movimento Escola →Projeto Político Pedagógico (PPP) Ensino →Ação e Didática Aula →Sala de Aula Planejamento Tradicional: Centralizado; Individualizado; Exclusivo; Homogêneo; Hierárquico. Tipos: Participativo: Colaborativo; Coletivo; Heterogêneo; Inclusivo. Características: Níveis:
  • 6. 01 Educacional Escolar 02 Estruturado Política Educacional - PNE Comunidade Instituições (Federal, Estaduais e Municipais) Projeto Político Pedagógico (PPP) Curricular 03 Currículo Conjunto de Experiências Ensino 04 Aprendizagem das propostas para o ano letivo Processo de ensino Plano de Aula 05 Didática Apresentação e detalhamento do trabalho em sala de aula Processo do Planejamento Avaliação: Educacional Sala de Aula Escolar Larga escala Institucional Aprendizagem
  • 7. Planejamento Participativo Tradicional: Normativo regido por dinheiro Participativo: Flexível Para Saviani: 1. Uma prática social; 2. Problematização; 3. Instrumentalização; 4. Uma Catarse. Situacional - Onde estamos? Como enxergamos a realidade Conceitual - Para onde queremos ir? Operacional - Que futuro queremos para nossa escola Perguntas: Elaborar e Preparar Executar e Acompanhar o desenvolvimento Avaliar, Refletir e Revisar Fases: Planejamento Participativo Planejamento Tradicional
  • 8. Conceito Interdisciplinar Experienciado Integrado Percebido É um conjunto de: Experiências; Vivências; Conhecimento e Saberes. Fechado →Fragmentos das disciplinas Aberto →Interdisciplinar Real Oculto Oficial Classificação Concepção Manifestação Currículo
  • 9. 1 - Tradicional Vem logo após a crítica baseando todo seu conceito no cidadão propondo um novo currículo A escola adota um regime mais conservadora que é dividida na pirâmide social (ricos em cima e pobre embaixo) Começar a questionar a legitimidade do currículo e sua ideologia. 2 - Crítica 3 - Pós-Crítica Teorias do Currículo
  • 10. TEORIAS CURRICULARES Pós-Crítica Gênero, Raça, Etnia, Sexualidade Multiculturalismo Engloba estudos de diferentes áreas do saber Crítica Bases sociológicas, filosóficas e antropólogas Crítica a moda capitalista A escola começa a promover mudanças e transformações Ideologias que a teoria está presente: Tradicional Possui caráter técnico, fechando e descontextualizando Possui caráter técnico, fechando e descontextualizando Escola tradicional: Tem como base o humanismo Escola tradicional: Ensino reflexivo experimental Escola tecnista: Voltada a formação técnica e científica Não questionava os problemas Primeira a dominar o ocidente Sistemas de ensino como violência simbólica Escola como aparelho ideológico do estado Pedagogia Libertária Pedagogia Libertadora Pedagogia histórico-crítico ou crítico social
  • 11. Diagnóstica (Inicial) Acompanha o processo de aprendizagem; Coleta de dados sobre o processo de formação; Aponta se e quando os objetivos serão alcançados; Controla o processo de ensino e aprendizagem. Verificar as experiências e conhecimentos pré-existentes; Identifica as dificuldades de aprendizagem; Ajuda no planejamento dos professores. Classifica os resultados Não respeita as diversidades e ensino inclusivo Verificar os objetivos alcançados Níveis de Avaliação: Aprendizagem →Acontece na sala de aula com mediação do professor Objetivo: Acompanhar todo o processo de ensino/aprendizagem Institucional →Relação da escola com a comunidade escolar Objetivo: Definir as metas da escola através do Projeto Político Pedagógico (PPP) Os alunos de uma determinada escola foram bem em uma avaliação em larga escala, estão indo bem na avaliação de aprendizagem, logo a avaliação institucional foi boa. Somativa (Final) Formativa (Processual) Larga Escala (Aplicadas pelo poder público) Funções da Avaliação
  • 18. 2. Papel do Aluno: TENDÊNCIA LIBERAL TRADICIONAL 4. Conhecimento: 5. Metodologia: 6. Conteúdos: 3. Relação Professor-Aluno: 7. Avaliação: Preparar o intelectual. 1. Papel da Escola: Receptor passivo, inserido em um mundo que irá conhecer pelo repasse de informações. Autoridade e disciplina. Dedutivo. São apresentados apenas os resultados para que sejam armazenados. Aulas expositivas, comparações, exercícios, lições/deveres de casa. Passados como verdade absolutas – separadas das experiências. Centrada no produto do trabalho.
  • 19. 2. Papel do Aluno: TENDÊNCIA LIBERAL RENOVADA 4. Conhecimento: 5. Metodologia: 6. Conteúdos: 3. Relação Professor-Aluno: 7. Avaliação: 1. Papel da Escola: Clima democrático, o professor é um auxiliar na realização das experiências. Buscar conhecer, experimentar. Adequar necessidades individuais ao meio, propiciar experiências, cujo centro é o aluno. Foco na qualidade e não na quantidade, no processo e não no produto. Estabelecidos pela experiência. Aprender experimentando, aprender a aprender. Algo inacabado a ser descoberto e reinventado, baseado em experiências cognitivas de modo progressivo em consideração aos interesses.
  • 20. 2. Papel do Aluno: TENDÊNCIA LIBERAL TECNICISTA 4. Conhecimento: 5. Metodologia: 6. Conteúdos: 3. Relação Professor-Aluno: 7. Avaliação: 1. Papel da Escola: O professor é técnico e responsável pela eficiência do ensino e o aluno é o treinado. Copiar bem, reproduzir o que foi instruído fielmente. Produzir indivíduos competentes para o mercado de trabalho. Uso de vários instrumentos de medição mais pouco fundamentada, confiança apenas nas informações trazidas nos livros didáticas. Baseado nos princípios científicos, manuais e módulos de autoinstrução. Vistos como verdades inquestionáveis. Excessivo uso da técnica para atingir objetivos instrucionais, aprender fazendo, cópia, repetição e treino. Experiência planejada, o conhecimento é o resultado da experiência da experiência.
  • 21. 2. Papel do Aluno: TENDÊNCIA PROGRESSISTA LIBERTADORA 4. Conhecimento: 5. Metodologia: 6. Conteúdos: 3. Relação Professor-Aluno: 7. Avaliação: 1. Papel da Escola: Relação horizontal, posicionamento como sujeitos do ato de conhecer. Refletir sobre sua realidade, sobre a opressão e suas causas resultando daí o engajamento do homem na luta por sua libertação. Temas geradores extraídos da vida dos alunos, saber do próprio aluno. Participativa, busca pela construção do conhecimento. O homem cria a cultura na medida em que, integrando-se nas condições se seu contexto de vida, reflete sobre ela e dá respostas aos desafios que encontra. Autoavaliação ou avaliação mútua. Ênfase no não-formal. É uma escola crítica, que questiona as relações do homem no seu meio.
  • 22. 2. Papel do Aluno: TENDÊNCIA PROGRESSISTA LIBERTÁRIA 4. Conhecimento: 5. Metodologia: 6. Conteúdos: 3. Relação Professor-Aluno: 7. Avaliação: 1. Papel da Escola: O professor é o conselheiro, uma espécie de monitor à disposição do aluno. Refletir sobre sua realidade, sobre a opressão e suas causas, resultando daí o engajamento do homem na luta por sua libertação. São colocados para o aluno, mas não são exigidos. São resultantes das necessidades do grupo. Livre-expressão. Contexto Cultural. Educação estética. Reflexão sobre a cultura e busca a respostas aos desafios que encontra. Deve buscar transformar o aluno no sentido libertário e autogestionário, como forma de resistência ao Estado e aos seus aparelhos ideológicos. Autoavaliação, sem caráter punitivo.
  • 23. 2. Papel do Aluno: TENDÊNCIA PROGRESSISTA CRÍTICO-SOCIAL OU HISTÓRICO-CRÍTICA 4. Conhecimento: 5. Metodologia: 6. Conteúdos: 3. Relação Professor-Aluno: 7. Avaliação: 1. Papel da Escola: Professor é autoridade competente que direciona o processo ensino-aprendizagem. Mediador entre conteúdos e alunos. Sujeito no mundo e situado como ser social, ativo. São culturais, universais, sempre reavaliados frente à realidade social. Contexto cultural e social Construído pela experiência pessoa e subjetivo. A experiência só pode ser julgada a partir de critérios internos do organismo, os externos podem levar ao desajustamento. Parte integrante do todo social. Prepara o aluno para participação ativa na sociedade.
  • 24. Gestão Escolar Democrática O que é A gestão escolar democrática é o modelo de organização no qual se prioriza a participação do coletivo. Nela, gestores, professores, funcionários, pais, alunos e todos os envolvidos na comunidade escolar podem opinar de maneira ativa nas decisões. Por ser descentralizada, a gestão democrática faz da escola um local mais aberto ao diálogo. Existe a busca por um espaço horizontal, em que o foco da tomada de decisões não se dá através de uma hierarquia. A gestão democrática é essencial na elaboração de um bom Projeto Político Pedagógico e sua concretização traz benefícios para toda a comunidade escolar. Leis Relacionadas ECA PNE Atores Equipe Gestora Professores Alunos Documentos Regimento Escolar Projeto Político Pedagógico Conselho de Escola LDB Constituição de 1988 BNCC Portaria nº 5.941 de 15/10/2013 Funcionários Famílias Comunidade Grêmio Estudantil
  • 25. Democracia Povo Poder Gestão Democrática Participativa; Podendo ter ou não um referendo. Direta Representativa; Voto à eleição Indireta Escola Assembleia Escola com a reunião de todos os segmentos Conselho Tutelar juntamente com todos os representantes dos segmentos das escolas
  • 26. Democracia Povo Poder Gestão Democrática Princípios Eixos Norteadores Autonomia; Participação; Descentralização Eleições dos dirigentes; Participação e decisão colegiada; Representação livre diante do poder.
  • 27. Gestão Democrática na Escola Formação continuada dos profissionais da educação Construção coletiva do Projeto Político Pedagógico (PPP) Grêmio Estudantil Democratização das relações de poder Gestão democrática na escola Política educacional e o Financiamento público da educação Respeito à diversidade e a educação incluisiva Eleição dos diretores das escolas
  • 30. Projeto Político Pedagógico (PPP) Eixos Norteadores Marco Situacional - Qual tipo escola eu sou? Marco Conceitual - Qual tipo de escola queremos? Marco Operativo - Quais tipos de ações faremos? Liberdade Avaliação Flexibilidade Igualdade Liberdade Qualidade Gestão democrática Valorização dos profissionais da educação (magistério) Documento que rege a identidade da escola e uma exigência legal, porém não é somente burocrática É um compromisso com o cidadão, seja ele ativo, participativo ou consciente Princípios Base Características:
  • 31. Projeto Político Pedagógico (PPP) Marco Situacional Evidenciam os fundamentos teóricos e metodológicos da escola Decide o e o que/quais devem ser trabalhadas como prioridade É o início onde é feito a parte diagnóstica Identifica e analisa os problemas da escola Aponta a realidade social, política, econômica, cultural, educacional e suas influências nas práticas educativas no ambiente/comunidade em que estão inseridas A realização das mudanças da realidade escolar das atividades apontadas é a hora de tomar as decisões para atingir os objetivos e as metas definidas coletivamente na elaboração do PPP Marco Conceitual Marco Operacional
  • 34. Abordagens Pedagógicas Multidisciplinaridade Multidisciplinaridade →Mais de uma disciplina. Há uma temática em comum Não existe relação nem cooperação entre disciplinas A multidisciplinaridade ocorre quando um mesmo assunto é por abordado por várias disciplinas, sendo que cada disciplina tem como objetivo garantir o seu próprio conteúdo disciplinar. Português Matemática História Plurisciplinaridade →Estuda o mesmo objeto em várias disciplinas ao mesmo tempo. Existe uma temática em comum entre as disciplinas. Começa uma relação e colaboração entre as disciplinas Sua finalidade ainda é como a multidisciplinar Possui objetivos múltiplos Há cooperação, mas sem coordenação Há troca entre elas, porém pouco organizada Pluridisciplinaridade Português Matemática História
  • 35. Português Química Matemática História Geografia Ciências Transdisciplinaridade Transdisciplinaridade →Colaboração entre todas as disciplinas e interdisciplinas Vem logo após a interdisciplinaridade Não atua apenas nas interações ou reciprocidades, mas situa essas relações no interior de um sistema total Interação total das várias ciências Não é possível separar as disciplinas É inovador Interdisciplinaridade →É o trabalho coletivo entre diversas disciplinas com o objetivo de desenvolver vários conteúdos para tratar do mesmo assunto. Existe a colaboração e diálogo entre as disciplinas e a ação é coordenada Permanecem os interesses próprios de cada disciplina, porém buscam soluções dos seus próprios problemas através da articulação com as outras disciplinas. Interdisciplinaridade Matemática História Geografia Português Abordagens Pedagógicas
  • 37. Conhecimento no indivíduo Inatista (Nativismo) Empirista (Ambientalismo) Conhecimento no ambiente Teorias da Aprendizagem Interacionista (Construtivismo) Na história da educação, uma variedade de filósofos, pensadores, cientistas e pesquisadores em várias áreas conceberam ideias e propostas para resolver alguns questionamentos sobre a aprendizagem. Os autores categorizam essas abordagens em três grandes concepções de aprendizagem, que às vezes se opõem e outras convergem em certos aspectos. São conhecidas como concepções:
  • 38. Inatista O conhecimento reside adormecido no indivíduo O papel do professor é apenas ajudar a despertá-lo. Platão (427-347 a.C) Sócrates (469-399 a.C) Pensadores: Também conhecido como Nativismo A convicção é de que o indivíduo vem ao mundo pronto, e a inteligência é uma consequência da herança genética.
  • 39. O conhecimento é adquirido pela: imitação memorização repetição e cópia Empirista Aristóteles (384-322 a.C) Thomas Hobbes (1588-1679) John Locke (1632-1704) Pensadores: Também conhecido como Ambientalismo Acredita que o conhecimento está no ambiente O indivíduo é um “papel em branco”, uma “tábula rasa”.
  • 40. O professor estabelece contextos e ambientes favoráveis para desafiar o aluno a aprender. Interacionista Jean Piaget (1896-1980) Lev Vygotsky (1896-1934) Henri Wallon (1879-1962) Emilia Ferreiro (1937-2023) Pensadores: Também conhecido como Construtivismo Acredita-se que o ser humano possui potencialidades e habilidades que se desenvolvem por meio da interação com o ambiente.
  • 41. Estuda o desenvolvimento cognitivo humano, os processos das estruturas mentais na construção do conhecimento. Seu principal pensador foi Jean Piaget Estudo da aprendizagem com ênfase na interação social Acredita que o desenvolvimento cognitivo acontece por meio da interação entre o indivíduo e o meio. Seu principal pensador foi Lev Vygotsky Behaviorista Estudo do comportamento humano que procura controlar e influenciar o comportamento. Baseia-se no condicionamento por estímulos e respostas. Seu principal pensador foi Frederick Skinner. Estudo dos diferentes tipos de inteligências Estuda as aptidões lógica- matemática consideradas nos testes de Q.I. Seu principal pensador foi Howard Gardner Sociointeracionista Cognitivista Inteligências Múltiplas Teorias da Aprendizagem
  • 42. Frederic Skinner (1904-1990) foi um dos precursores dos estudos comportamentais, conhecido como ‘condicionamento operante’, onde o comportamento desejado é recompensado de forma positiva, até que o indivíduo fique condicionado a associar o estímulo à resposta desejada. O reforço pode ser positivo (uma recompensa) ou negativo (uma punição). Esse estudo segue a linha da concepção empirista, que acredita que o aluno pode ser moldado com os estímulos e respostas de forma condicionada. Há críticas nos métodos behavioristas, mas é possível identificar muitas ações dessa linha nas escolas, principalmente nas que seguem a linha tradicional, com um ensino engessado, mecânico, de memorização e repetição, utilizando de reforços positivos (o melhor da turma, melhores da turmas, etc.) e negativos (punições, ficar sem intervalo, não participar de eventos e projetos da escola, etc). Behaviorista
  • 43. Ele investigou o desenvolvimento cognitivo da criança, acreditando que a aprendizagem é precedida pelo seu desenvolvimento biológico. Essa teoria rompe a dicotomia entre as concepções Inatista, onde o sujeito é o conhecimento e a Empirista, onde o ambiente é quem influencia o conhecimento. Esse estudo é baseado no trabalho de Jean Piaget que foi um biólogo suíço. Sua dedicação foi estudar como se desenvolve a inteligência. Seu trabalho sobre Epistemologia Genética até hoje é significativo, onde ele afirma que todo ser humano tem a capacidade de construir conhecimento, desde o aprendizado das primeiras letras na alfabetização até a estruturação de teorias científicas. No estudo cognitivista acredita-se que o homem influencia o ambiente (que é transformado) e influencia novamente o indivíduo. Cognitivista
  • 44. Dedicou-se ao estudo dos processos mentais mais complexos, como o pensamento e a linguagem, a ação intencional e o controle consciente do comportamento. Foi um dos principais críticos da teoria behaviorista, pois ele acreditava que a construção do conhecimento é um processo de desenvolvimento que envolve a interação do indivíduo com o meio físico e social em que está inserido, ou seja, o conhecimento é um processo sócio-histórico, que ocorre entre o indivíduo e o ambiente, de forma mediada pelos sistemas simbólicos Esse estudo tem Lev Vygotsky como principal pensador, que foi um intelectual multidisciplinar Sociointeracionista
  • 45. Behaviorismo Estimulo Resposta Relação com o meio Aprendizado Colaborativo Interacionismo ou Colaborativismo Construção do Conhecimento Assimilação Acomidação Construtivismo Redes de Conexão Nós Conectivismo Estrutura Cognitiva Processos Mentais Aprendizagem Significativa Cognitivismo Teorias da Aprendizagem
  • 55. Art. 205 Art. 213 Art. 206 Art. 214 01 09 02 10 Educação em Geral Alocação de recursos financeiros Princípios da Educação Plano Nacional de Educação - PNE Art. 207 Art. 210 03 06 Sobre as Universidades Currículo Art. 208 Art. 211 04 07 Deveres do Estado Organização do sistema de ensino Art. 209 Art. 212 05 08 Educação a área privadas Recursos financeiros O que diz cada artigo da Constituição Federal sobre a Educação - Art. 205 ao 214
  • 56. União 25% CONSTITUIÇÃO FEDERAL - ARTIGOS 205 AO 214 Competências Educação Intervenções: Recursos Estados, DF e Municípios TODOS os entes Direito Social Garantia do Estado A Todos os brasileiros União Estados, DF e Municípios Legislar sobre as diretrizes e bases da educação Criam suas próprias leis Garantia do acesso á cultura e a educação 18%
  • 57. Educação básica dos 4 aos 17 anos inclusive para aqueles fora da faixa etária Universalização do ensino médio. 01 02 Atendimento Educacional Especializado (AEE) preferencialmente na rede regular Ensino regular para o noturno 03 06 Direto à Educação infantil – 0 a 5 anos Outros programas educacionais suplementares, porém não são pagos com recursos públicos 04 07 Níveis mais elevados do ensino 05 Garantias do Estado
  • 58. Princípios LDB 1 – Igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; 2 – Liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber; 3 – Pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas; 5 – Coexistência de instituições públicas e privadas de ensino; 4 – Respeito à liberdade e apreço à tolerância; 6 – Gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais; 7 – Valorização do profissional da educação escolar; 8 – Gestão democrática do ensino público, na forma desta Lei e da legislação dos sistemas de ensino; 9 – Garantia de padrão de qualidade; 10 – Valorização da experiência extraescolar; 12 – Consideração com a diversidade étnico-racial; 11 – Vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais; 13 – Garantia do direito à educação e à aprendizagem ao longo da vida; 14 – Respeito do direito à educação humana, linguística, cultural e identitária das pessoas surdas, surdo-cegas e com deficiência auditiva.
  • 63. Criação de Conselhos Escolares e Fórum para promover a Gestão Democrática e a participação da comunidade. Educação profissional e tecnológica: Continuação da integração curricular para garantir trajetórias de formação continuada entre os níveis educacionais. Educação profissional técnica de nível médio: É possível o aproveitamento de atividades para cumprir o contrato de aprendizagem Será contabilizadas horas de trabalho para integralizar a carga horária do ensino médio. Ensino superior: Transparência nos critérios de aproveitamento das experiências da educação profissional técnica de nível médio, quando os cursos forem afins. LDB - Atualizações 2023
  • 64. LDB - Atualizações 2023 Artigo 3° Gestão democrática do ensino público, na forma desta Lei e da legislação dos respectivos Estados e Municípios e do Distrito Federal Garantia de padrão de qualidade Estabelece que os Estados, Municípios e os Estabelecimentos de Ensino devem criar, de acordo com a lei mencionada no artigo 14, Conselhos Escolares e Fórum. Dos Conselhos Escolares. Essa medida busca promover a gestão democrática e a estimular a participação da comunidade nas decisões relacionadas à educação Artigo 10°, 11 e 12 Assegurar, em colaboração com os sistemas de ensino, processo nacional de avaliação das instituições e dos cursos de educação profissional técnica e tecnológica Artigo 9° Os Estados, DF e Municípios definirá normas da Gestão Democrática nas escolas de educação básica. Isso inclui a participação dos profissionais da educação na elaboração do projeto pedagógico da escola, bem como a participação das comunidades escolar e local em Conselhos Escolares. Esses conselhos devem ter representantes eleitos, como professores, estudantes, pais e membros da comunidade, para tomarem decisões importantes sobre a escola de forma democrática Artigo 14
  • 65. LDB - Atualizações 2023 Artigo 36 -B A educação profissional técnica de nível médio pode ser oferecida juntamente com a aprendizagem profissional. Nessa modalidade, é possível aproveitar as atividades pedagógicas e as horas de trabalho da aprendizagem para cumprir tanto o contrato da aprendizagem quanto a carga horária do ensino médio técnico seguindo as regras estabelecidas nos regulamentos. As universidades devem deixar explícito e estabelecer regras objetivas para aproveitar os conhecimentos adquiridos em cursos técnicos de nível médio quando forem relacionados a cursos de nível superior na mesma área, seguindo sempre as regras estabelecidas nos regulamentos. Artigo 39
  • 66. PNE – Plano Nacional de Educação Início Aprovado pela Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014 Vigência: 10 anos, ou seja, o PNE tem validade decenal Surgimento: Art. 214 da Constituição Federal, atualizado pela Emenda Constitucional nº 59/2009 O PNE é um plano de Estado para superar as desigualdades que ocorrem na educação através do desenvolvimento e manutenção da educação Para que serve: O Plano Nacional de Educação (PNE) foi elaborado através Constituição Federal. Ele é um planejamento estratégico, publicado por meio de lei Lei nº 13.005/2014 Na Constituição Federal diz a porcentagem para a meta de aplicação em recursos públicos, porém o valor referido é previsto na Lei, que é de mínimo 10% até o fim do plano. Os responsáveis serão pelas medidas governamentais necessárias para alcançar as metas do PNE são: Gestores federais, estaduais, municipais e do Distrito Federal Responsabilidade
  • 67. PNE – Plano Nacional de Educação Instâncias de Monitoramento Ministério da Educação - MEC Conselho Nacional de Educação - CNE Comissão de Educação da Câmara dos Deputados e Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal Fórum Nacional de Educação 10 diretrizes 20 metas 254 estratégias Estrutura O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) publica, a cada 2 anos, estudos contendo a evolução das metas, com informações organizadas e separado por ente federado Monitoramento Divulgar os resultados do monitoramento e das avaliações nos respectivos sites institucionais na internet Analisar e propor políticas públicas para assegurar a implementação das estratégias e o cumprimento das metas Analisar e propor a revisão do percentual de investimento público em educação. Competências das Instâncias
  • 68. PNE – As 10 Diretrizes 1 - Erradicação do analfabetismo 10 - Promoção dos princípios do respeito aos direitos humanos, à diversidade e à sustentabilidade socioambiental 9 - valorização dos (as) profissionais da educação 7 - Promoção humanística, científica, cultural e tecnológica do País 2 - Universalização do atendimento escolar 3 - Superação das desigualdades educacionais, com ênfase na promoção da cidadania e na erradicação de todas as formas de discriminação 4 - Melhoria da qualidade da educação 5 - Formação para o trabalho e para a cidadania, com ênfase nos valores morais e éticos em que se fundamenta a sociedade 6 - Promoção do princípio da gestão democrática da educação pública 8 - Estabelecimento de meta de aplicação de recursos públicos em educação como proporção do Produto Interno Bruto - PIB, que assegure atendimento às necessidades de expansão, com padrão de qualidade e equidade
  • 76. Conceito As DCN’s buscam promover a equidade, garantindo que todos os conteúdos básicos sejam ensinados e para todos. Deverá levar em consideração os contextos em que cada instituição está inserida São as normas obrigatórias que rege a educação básica que irão orientar o planejamento curricular das escolas e outros sistemas de ensino. Cada etapa e cada modalidade possui suas próprias diretrizes curriculares A sua origem vem da Lei de diretrizes e bases da educação nacional (LDB) As diretrizes (DCN’s) vão assegurar a formação básica Para que serve: Objetivo Objetivos Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica Serve como norteador para orientar as escolas na: Organização Desenvolvimento Articulação Avaliação de suas propostas pedagógicas Organizar e sistematizar todos os princípios e diretrizes gerais da Educação Básica Motivar a reflexão crítica na elaboração e execução do Projeto Político Pedagógico (PPP) Nortear os cursos de formação inicial e continuada dos profissionais da Educação Básica Esses documentos são complementares, ou seja, as diretrizes dão e vão estruturar a BNCC, seus conteúdos e competências.
  • 77. DCN’s - Princípios 1 - Igualdade de condições para o acesso, inclusão, permanência e sucesso na escola; 10 - Valorização da experiência extraescolar 9 - Garantia de padrão de qualidade 7 - Valorização do profissional da educação escolar 2 - Liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber 3 - Pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas 4 - Respeito à liberdade e aos direitos 5 - Coexistência de instituições públicas e privadas de ensino 6 - Gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais 8 - Gestão democrática do ensino público, na forma da legislação e normas dos sistemas de ensino 11 - vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais.
  • 79. Modalidades da Educação Básica Educação Especial Educação de Jovens e Adultos Educação a Distância Educação Indígena Educação do Campo Educação Quilombola Educação Profissional Educação Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Etapas da Educação Básica Base Nacional Comum Curricular
  • 80. Artigo 27 - Direitos da Pessoa com Deficiência (PcD) O direito à educação da PcD é assegurado ao longo da vida É dever: do Estado da família da Sociedade da Comunidade escolar Ter educação de qualidade Ter proteção contra a violência e discriminação Processos seletivos e inscrições para a Educação Superior e Profissional Prova acessível Ampliação do tempo necessário para a realização do processo Critérios a serem adotados na correção da redação (Deficiência Auditiva) Artigo 28 Garantia do Estado à acessibilidade nas escolas públicas e privadas Escolas Privadas não é obrigatório: Educação bilíngue Pesquisas educacionais Não podem cobrar valores adicionais para ter direito à acessibilidade Artigo 30 Educação Básica: Ensino Médio e Certificado de Proficiência Educação Superior: Nível superior em LIBRAS Formação para Tradutores e Interpretes de LIBRAS LBI - Lei Brasileira de Inclusão - LEI Nº 13.146
  • 82. Polícia de Atendimento (arts. 86 a 97) Medidas de proteção (arts 98 - 102) Ato infracional (arts 103 a 128) Medidas aos pais ou responsável (arts 129 e 130) 1 2 3 4 Conselho Tutelar (arts 131 a 140) Conselho Tutelar (arts 141 a 224) 5 6 Crimes e infrações administrativas (arts 245 a 258) 7 Políticas básicas, municipalização do atendimento, participação popular, conselhos, fundos de direitos, articulação de ações governamentais e não governamentais, mobilização da opinião pública, regras para entidades e sua fiscalização. Medidas de proteção, aplicadas pelo conselho tutelar ou judiciário, por ação ou omissão da família, estado ou sociedade, ou pela ação da própria criança e adolescente Definição do ato infracional, privação da liberdade por flagrante ou ordem judicial, garantias processuais, medidas socioeducativas Encaminhamentos para auxílios, orientação e acompanhamentos 1 2 3 4 Definições e atribuições Atribuições do juiz, de servidores auxiliares, do promotor público e advogados, regras para suspensão e distribuição do pátrio poder, colocação em família substituta, apuração de ato infracional e fiscalização de entidades, proteção a interesses individuais, coletivo e difusos. 5 6 Crimes e infrações administrativas em relação à criança e ao adolescente, definições e penas 7 ECA
  • 83. Letra d. A pedagogia progressista libertária é uma pedagogia de liberdade no sistema escolar, o indivíduo é visto como produto social. Os conteúdos estão sempre à disposição dos alunos para que obtenham conhecimentos de um todo, das matérias em si, sendo assim eles descobrem as respostas de suas necessidades. Nada é exigido dos alunos, o professor sempre está a sua disposição. [...]Essa pedagogia valoriza a autogestão, acredita na liberdade total, com isso dá mais importância no processo aprendizagem e nos conteúdos de ensino para com o aluno. O objetivo dessa pedagogia é moldar a personalidade dos alunos, sendo uma pedagogia anti-autoritária. [...] Sendo assim, a forma de trabalho educativo é o grupo de discussões e atividades, o professor é um animador que por princípio, deve "descer" ao nível dos alunos, adaptando-se as suas características e do desenvolvimento próprio de cada grupo. Deve caminhar "junto" intervir o mínimo quando necessário, a fornecer uma informação mais sistematizada. {...} Os conteúdo são os conhecimentos que resultam das experiências vividas pelo grupo, especialmente a vivência de mecanismos de participação crítica. O conhecimento não é a investigação cognitiva do real, para extrair dele um sistema de representações mentais, mas a descoberta de respostas as necessidades e às exigências da vida social. Os conteúdos propriamente ditos são os que resultam de necessidades e interesses manifestos pelo grupo e que não são as matérias de estudo. Simulado Comentado: 01. COPERVE/UFSC - UFSC - Pedagogo - 2023 Questão: Esta tendência pedagógica se propõe a resistir à burocracia como instrumento de controle e ação dominadora do Estado. Na escola, há uma mudança na maneira de pensar dos alunos, num sentido de autogestão. Trata-se da tendência: a) escolanovista. b) tradicional. c) tecnicista. d) progressista libertária. e) liberal.
  • 84. Letra b. De acordo com a Resolução nº 2/2018, a matrícula inicial na Educação Infantil deve ser realizada aos 4 anos de idade completos até 31 de março do ano em que ocorrer a matrícula. Como a filha de Lúcia nasceu em abril de 2017, ela completará 4 anos somente em abril de 2021. Portanto, em 2023, ela deverá ser matriculada no 2º período da Educação Infantil, e não no Ensino Fundamental. Simulado Comentado: 02. FUNDEP - Prefeitura de Lavras - 2023 Questão: A Resolução nº 2, de 9 de outubro de 2018 define diretrizes operacionais complementares para a matrícula inicial de crianças, na Educação Infantil e no Ensino Fundamental, respectivamente, aos 4 (quatro) e aos 6 (seis) anos de idade. Considere que Lúcia tem uma filha que nasceu em 05 de abril de 2017, na cidade de Belo Horizonte. Ela fará a matrícula de sua filha em uma nova escola, no início do ano letivo de 2023. De acordo com a citada resolução, a filha de Lúcia deverá ser matriculada, no ano de 2023: a) No 1º período da Educação Infantil. b) No 2º período da Educação Infantil. c) No 1º ano do Ensino Fundamental. d) No 2º ano do Ensino Fundamental.
  • 85. Letra e. A Lei Federal 14.191, de 2021, estabelece que a modalidade Educação Bilíngue de Surdos deve ser ofertada a partir do zero ano de idade. Essa mudança é importante para garantir que as crianças surdas tenham acesso à língua de sinais desde cedo, o que é fundamental para o seu desenvolvimento e aprendizagem. Simulado Comentado: 03. UPENET IAUPE - 2023 Questão: Em 2021, foi promulgada a Lei Federal 14.191, que dispõe sobre a Educação de Surdos como modalidade educacional brasileira, alterando a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Em relação à idade inicial para a oferta da modalidade Educação Bilíngue de Surdos, diz o texto legal que será a partir a) dos dois anos e onze meses. b) dos dois anos e seis meses. c) de um ano e onze meses. d) de um ano e seis meses. e) do zero ano.
  • 86. Letra a. A educação básica é formada pelo ensino fundamental, médio e superior. Art. 21. A educação escolar compõe-se de: I – educação básica, formada pela educação infantil, ensino fundamental e ensino médio; II – educação superior. Fonte:https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pd f De acordo, com as informações acima a assertiva incorreta é a letra A. Simulado Comentado: 04 - Funatec - 2023 Questão: Considerando a legislação educacional nacional, assinale a alternativa incorreta: a) A educação básica é formada pelo ensino fundamental, médio e superior. b) São modalidades da educação: a educação de jovens e adultos, a educação profissional e tecnológica, a educação especial, a educação bilíngue de surdos, dentre outras. c) A educação profissional e tecnológica integra-se aos diferentes níveis e modalidades de educação e às dimensões do trabalho, da ciência e da tecnologia, e articula-se com o ensino regular e com demais modalidades educacionais: educação de jovens e adultos, educação especial e educação a distância. d) A educação escolar é composta pela educação básica e educação superior.
  • 87. Letra c. De acordo a lei de Diretrizes e Base da Educação(LDB) Art. 12. Os estabelecimentos de ensino, respeitadas as normas comuns e as do seu sistema de ensino, terão a incumbência de: I – elaborar e executar sua proposta pedagógica; II – administrar seu pessoal e seus recursos materiais e financeiros; III – assegurar o cumprimento dos dias letivos e horas-aula estabelecidas; IV – velar pelo cumprimento do plano de trabalho de cada docente; V – prover meios para a recuperação dos alunos de menor rendimento; VI – articular-se com as famílias e a comunidade, criando processos de integração da sociedade com a escola; VII – informar pai e mãe, conviventes ou não com seus filhos, e, se for o caso, os responsáveis legais, sobre a frequência e rendimento dos alunos, bem como sobre a execução da proposta pedagógica da escola; VIII – notificar ao Conselho Tutelar do Município, ao juiz competente da Comarca e ao respectivo representante do Ministério Público a relação dos alunos que apresentem quantidade de faltas acima de cinquenta por cento do percentual permitido em lei. De acordo, as informações acima a assertiva incorreta é a letra “C” que diz que providenciar o regular transporte escolar de seus alunos, faz parte da incumbência dos estabelecimento de ensino, quando na verdade não faz. Fonte: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pdf Simulado Comentado: 05 - Funatec - 2023 Questão: Não é uma incumbência dos estabelecimentos de ensino, de acordo com a LDB: a) Elaborar e executar sua proposta orçamentária. b) Providenciar os meios para recuperação de alunos com menor rendimento. c) Providenciar o regular transporte escolar de seus alunos. d) Assegurar o cumprimento dos dias letivos e horas-aulas estabelecidas.
  • 88. Errado Nem todas, pois antes é necessário verificar e avaliar a necessidade da pessoa com deficiência Simulado Comentado: 06 - IADES - 2023 Questão: Nos termos da Lei no 13.146/2015, que instituiu a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência), julgue (C ou E) os itens a seguir. Nos processos seletivos para ingresso em cursos oferecidos por instituições de ensino superior, todos os candidatos com deficiência têm direito à dilação de tempo para realização do exame de seleção. CERTO ( ) ERRADO ( )
  • 89. Certo Art. 233. A educação é direito de todos e deve compreender as áreas cognitiva, afetivo-social e físico-motora. Simulado Comentado: 07 - IADES - 2023 Questão: A educação deve compreender as áreas cognitiva, afetivo-social e físico-motora. CERTO ( ) ERRADO ( )
  • 90. Certo Art. 1º. A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais. Simulado Comentado: 08 - IADES - 2023 Questão: A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) foi promulgada em 1996. Seu objetivo é assegurar o direito social à educação a todos os estudantes, definindo os princípios, as diretrizes, a estrutura e a organização do ensino, abrangendo todas as suas esferas e os seus setores. No que se refere à LDB, julgue (C ou E) os itens a seguir. A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais, nas organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais. CERTO ( ) ERRADO ( )
  • 91. Errado Art. 13. Os docentes incumbir-se-ão de: I - participar da elaboração da proposta pedagógica do estabelecimento de ensino; II - elaborar e cumprir plano de trabalho, segundo a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino; III - zelar pela aprendizagem dos alunos; IV - estabelecer estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento; V - ministrar os dias letivos e horas-aula estabelecidos, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; VI - colaborar com as atividades de articulação da escola com as famílias e a comunidade. Simulado Comentado: 09 - IADES - 2023 Questão: A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) foi promulgada em 1996. Seu objetivo é assegurar o direito social à educação a todos os estudantes, definindo os princípios, as diretrizes, a estrutura e a organização do ensino, abrangendo todas as suas esferas e os seus setores. No que se refere à LDB, julgue (C ou E) os itens a seguir. Os docentes não devem participar da elaboração da proposta pedagógica do estabelecimento de ensino, pois se trata de uma incumbência da direção da escola. CERTO ( ) ERRADO ( )
  • 92. Errado Art. 21. A educação escolar compõe-se de: I - educação básica, formada pela educação infantil, ensino fundamental e ensino médio; II - educação superior. Simulado Comentado: 10 - IADES - 2023 Questão: A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) foi promulgada em 1996. Seu objetivo é assegurar o direito social à educação a todos os estudantes, definindo os princípios, as diretrizes, a estrutura e a organização do ensino, abrangendo todas as suas esferas e os seus setores. No que se refere à LDB, julgue (C ou E) os itens a seguir. A educação escolar é composta pela educação básica, que é formada pela educação infantil, pelo ensino fundamental, pelo ensino médio e pelo ensino superior. CERTO ( ) ERRADO ( )
  • 93. Certo O artigo 208, que trata da Educação Básica obrigatória e gratuita dos 4 aos 17 anos, afirma que é dever do Estado garantir “atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência, preferencialmente na rede regular de ensino” Simulado Comentado: 11 - IADES - 2023 Questão: A deficiência pode ser identificada como lugar para a diferença e potencializadora da diversidade e superação das barreiras de todas as ordens — e não como sinônimo de incapacidade. LOPES, Joseuda B. C.; LOPES, Daiane D.; LEITE, Vania A. M. et al. Educação inclusiva: Grupo A, 2018, p. 9, com adaptações. No que se refere aos fundamentos legais da educação especial/inclusiva, ao papel do professor e à educação em e para os direitos humanos, julgue (C ou E) os itens a seguir. O atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência será realizado, preferencialmente, na rede regular de ensino. CERTO ( ) ERRADO ( )
  • 94. Certo LEI Nº 13.146 Art. 2º Considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas. Simulado Comentado: 12 - IADES - 2023 Questão: A deficiência pode ser identificada como lugar para a diferença e potencializadora da diversidade e superação das barreiras de todas as ordens — e não como sinônimo de incapacidade. LOPES, Joseuda B. C.; LOPES, Daiane D.; LEITE, Vania A. M. et al. Educação inclusiva: Grupo A, 2018, p. 9, com adaptações. No que se refere aos fundamentos legais da educação especial/inclusiva, ao papel do professor e à educação em e para os direitos humanos, julgue (C ou E) os itens a seguir. Considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas. CERTO ( ) ERRADO ( )
  • 95. Certo LEI Nº 13.146 Art. 28. Incumbe ao poder público assegurar, criar, desenvolver, implementar, incentivar, acompanhar e avaliar https://www.jusbrasil.com.br/topicos/49549869/artigo-28-da-lei-n-13146-de-06-de-julho-de-2015 Simulado Comentado: 13 - IADES - 2023 Questão: A deficiência pode ser identificada como lugar para a diferença e potencializadora da diversidade e superação das barreiras de todas as ordens — e não como sinônimo de incapacidade. LOPES, Joseuda B. C.; LOPES, Daiane D.; LEITE, Vania A. M. et al. Educação inclusiva: Grupo A, 2018, p. 9, com adaptações. No que se refere aos fundamentos legais da educação especial/inclusiva, ao papel do professor e à educação em e para os direitos humanos, julgue (C ou E) os itens a seguir. Deve haver formação e disponibilização de professores para o atendimento educacional especializado, de tradutores e intérpretes da Libras, de guias intérpretes e de profissionais de apoio. CERTO ( ) ERRADO ( )
  • 96. Certo LEI Nº 13.146 https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm Simulado Comentado: 14 - IADES - 2023 Questão: A deficiência pode ser identificada como lugar para a diferença e potencializadora da diversidade e superação das barreiras de todas as ordens — e não como sinônimo de incapacidade. LOPES, Joseuda B. C.; LOPES, Daiane D.; LEITE, Vania A. M. et al. Educação inclusiva: Grupo A, 2018, p. 9, com adaptações. No que se refere aos fundamentos legais da educação especial/inclusiva, ao papel do professor e à educação em e para os direitos humanos, julgue (C ou E) os itens a seguir. Atualmente, o paradigma dos direitos humanos é inserido no intuito de garantir a dignidade, a autonomia e o acesso a todos os direitos sociais da pessoa com deficiência, bem como o combate à violação de seus direitos. CERTO ( ) ERRADO ( )
  • 97. Certo A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996) prevê a vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais. Esse é um dos princípios que orientam a educação no Brasil, conforme estabelecido na própria lei. Portanto, a afirmativa está correta. Referência: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996). Simulado Comentado: 15 - CESPE CEBRASPE - 2023 Questão: De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação — Lei Federal n.º 9.394/1996 e suas alterações, julgue os itens a seguir. A lei em questão prevê a vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais. CERTO ( ) ERRADO ( )
  • 98. Letra c Essas três pedagogias são diferentes abordagens ou correntes pedagógicas que surgiram ao longo do tempo e refletem diferentes concepções sobre a educação: Pedagogia Tradicional: Baseada na transmissão de conhecimento pelo professor, enfatiza a memorização e a repetição dos conteúdos. Valoriza a autoridade do professor e a disciplina como forma de controle do comportamento dos alunos. Pedagogia Renovada ou Escolanovista: Surge como uma crítica à pedagogia tradicional. Propõe uma abordagem mais centrada no aluno, com maior participação e interação entre os estudantes. Valoriza a construção do conhecimento pelos próprios alunos, por meio de atividades práticas e experiências de aprendizagem. Pedagogia Tecnicista: Surge na segunda metade do século XX, influenciada pelos princípios da administração científica. Prioriza a eficiência e a utilidade prática da educação, buscando adaptar o indivíduo às necessidades do mercado de trabalho. Enfatiza a utilização de técnicas e métodos de ensino considerados eficientes, com ênfase nos resultados e na avaliação objetiva. (GADOTTI, Moacir. Pedagogia da prática. 22. ed. São Paulo: Editora Cortez, 2014.) Simulado Comentado: 16 - IBADE - 2023 Questão: As práticas de avaliação da aprendizagem escolar, ainda predominantes em nosso meio, se dão a partir de um modelo teórico tradicional e refletem uma pedagogia a serviço de um modelo dominante identificado como liberal conservador. Este modelo produziu três pedagogias distintas, mas com um objetivo em comum: a manutenção das condições sociais. As pedagogias resultantes desse modelo são: a) a libertadora, a libertária e a dos conteúdos socioculturais. b) a tradicional, a libertadora e a tecnicista. c) a tradicional, a renovada ou escolanovista e a tecnicista. d) a libertadora, a renovada ou escolanovista e a crítica. e) a libertadora, a libertária e a tecnicista.
  • 99. Errado De acordo com José Carlos Libâneo, a previsão dos objetivos e tarefas do trabalho docente para um ano ou semestre; sendo um documento mais elaborado, dividido por unidades sequenciais, no qual aparecem objetivos específicos, conteúdos e desenvolvimento metodológico é chamado de plano de ensino. O item está E. errado. Fonte: Didática. José Carlos Libâneo. Editora Cortez. Simulado Comentado: 17 - IGEDUC - 2023 Questão: O planejamento administrativo da instituição de ensino caracteriza-se como um instrumento de orientação da prática educativa na escola e compreende os conteúdos de cada componente educacional. CERTO ( ) ERRADO ( )
  • 100. Letra A A abordagem transdisciplinar vai além das fronteiras das disciplinas individuais, buscando a compreensão global e integrada dos conhecimentos. Ela promove a interação entre diferentes áreas de conhecimento, incentivando uma visão holística, capaz de abarcar aspectos culturais, históricos, sociais e humanos de maneira ampla e integrada. Essa abordagem busca uma compreensão mais profunda e ampla das questões, ultrapassando as barreiras entre as disciplinas tradicionais e incentivando a interconexão entre elas. B. Pluridisciplinar: A abordagem pluridisciplinar reconhece a coexistência de diferentes disciplinas, mas sem necessariamente promover a integração ou interação entre elas. Cada disciplina é estudada de forma separada, mantendo seus próprios métodos, conceitos e formas de análise. C. Interdisciplinar: A abordagem interdisciplinar busca a integração entre diferentes disciplinas para abordar questões complexas ou problemas específicos, promovendo a colaboração entre especialistas de diversas áreas para a produção de conhecimento mais abrangente e integral. D. Multidisciplinar: Similar à abordagem pluridisciplinar, a multidisciplinaridade envolve a coexistência de múltiplas disciplinas sem um diálogo ou integração direta entre elas. Cada disciplina permanece isolada, estudando um tema sem estabelecer conexões diretas ou interações significativas entre as áreas de conhecimento. Referência: Título: A Organização do Currículo por Projetos de Trabalho: O Conhecimento é um Caleidoscópio Autor: Fernando Hernández, Montserrat VenturaAno: 1998 Simulado Comentado: 18 - FUNCERN - 2023 Questão: Na organização e gestão do currículo, as abordagens multidisciplinar, pluridisciplinar, interdisciplinar e transdisciplinar devem perpassar todo o conjunto de atividades que se realizam no espaço escolar, em seus diferentes âmbitos. Nessa perspectiva, entende-se que o desenvolvimento da capacidade de articular diferentes referências sobre as dimensões da pessoa humana, dos seus direitos e do mundo, adotando uma atitude de abertura sobre as culturas do presente e do passado, refere-se ao fundamento básico da abordagem a) transdisciplinar b) pluridisciplinar c) interdisciplinar d) multidisciplinar
  • 101. Letra A A avaliação escolar é um meio e não um fim em si mesma; está delimitada por uma determinada teoria e por uma determinada prática pedagógica. Ela não ocorre num vazio conceitual, mas está dimensionada por um modelo teórico de sociedade, de homem, de educação e, conseqüentemente, de ensino e de aprendizagem, expresso na teoria e na prática pedagógica. (CALDEIRA, 2000, p. 122) Fonte:http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2014/2014_uem_cien_artigo_odete_c andido_alves.pdf Simulado Comentado: 19 - IGEDUC - 2023 Questão: A avaliação escolar é um meio e não um fim em si mesma; está delimitada por uma determinada teoria e por uma determinada prática pedagógica. Ela não ocorre num vazio conceitual, mas está dimensionada por um modelo teórico de sociedade, de homem, de educação e, consequentemente, de ensino e de aprendizagem, expresso na teoria e na prática pedagógica. CERTO ( ) ERRADO ( )