SlideShare uma empresa Scribd logo
Dubai, 28-05-2017
Por Patrícia Farias
Pelo Espírito André Luiz.
Livro: Através do Tempo. Lição nº 19. Página 60.
Busquemos ser, antes de
aparentar e fazer, antes de
instruir. A verdade espera nossa
alma, em cada ângulo de
caminho, dentro de nossa
jornada para frente.
Assim, pois, construamos o nosso
engrandecimento interior,
porque, hoje ou amanhã, o Sol
Divino projetará sobre nós a sua
Bendita Claridade, revelando-nos,
à luz meridiana, tais quais somos.
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar
Influência dos Espíritos nos
acontecimentos da vida
PARTE 2ª - CAPÍTULO IX
DA INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS
Questões 549 e 550
Pactos
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar
549. Algo de verdade haverá nos pactos com os maus
Espíritos?
“Não, não há pactos. Há, porém, naturezas más que simpatizam
com os maus Espíritos. Por exemplo: queres atormentar o teu
vizinho e não sabes como hás de fazer.
Chamas então por Espíritos inferiores que, como tu, só querem o
mal e que, para te ajudarem, exigem que também os sirvas em
seus maus desígnios. Mas, não se segue que o teu vizinho não
possa livrar-se deles por meio de uma conjuração oposta e pela
ação da sua vontade. Aquele que intenta praticar uma ação má,
pelo simples fato de alimentar essa intenção, chama em seu
auxílio maus Espíritos, aos quais fica então obrigado a servir,
porque dele também precisam esses Espíritos, para o mal que
queiram fazer. Nisto é que consiste o pacto.”
“O fato de o homem ficar, às vezes, na dependência dos Espíritos
inferiores nasce de se entregar aos maus pensamentos que estes lhe
sugerem e não de estipulação quaisquer que com eles faça. O pacto, no
sentido vulgar do termo, é uma alegoria representativa da simpatia
existente entre um indivíduo de natureza má e Espíritos malfazejos.”
Comentários de Allan Kardec
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar
550. Qual o sentido das lendas fantásticas em que
figuram indivíduos que teriam vendido suas almas a
Satanás para obterem certos favores?
“Todas as fábulas encerram um ensinamento e um sentido moral. O vosso erro
consiste em tomá-las ao pé da letra. Isso a que te referes é uma alegoria, que se
pode explicar desta maneira: aquele que chama em seu auxílio os Espíritos,
para deles obter riquezas, ou qualquer outro favor, rebela-se contra a
Providência; renuncia à missão que recebeu e às provas que lhe cumpre
suportar neste mundo. Sofrerá na vida futura as consequencias desse ato. Não
quer isto dizer que sua alma fique para sempre condenada à desgraça.
Mas, desde que, em lugar de se desprender da matéria, nela cada vez se
enterra mais, não terá, no mundo dos Espíritos, a satisfação de que haja gozado
na Terra, até que tenha resgatado a sua falta, por meio de novas provas, talvez
maiores e mais penosas. Coloca-se, por amor dos gozos materiais, na
dependência dos Espíritos impuros. Estabelece-se assim, tacitamente, entre
estes e o delinqüente, um pacto que o leva à sua perda, mas que lhe será
sempre fácil romper, se o quiser firmemente, granjeando a assistência dos bons
Espíritos.”
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar
Depois da evocação de Jules, e a prece em que é qualificado de Espírito
mau, ele disse: "Eis-me! peço, em nome da justiça, a reforma de certa
palavras em vossa prece. Reformei meus atos, reformai as qualificações
que me endereçais.”
R. Deixai, pois, o passado, se vos apraz; quando o mal está cauterizado, para que
reavivar a ferida? Ah! sinto que o homem deve se tornar melhor. Tenho horror ao meu
passado e olho o futuro com esperança. Quando uma boca de anjo vos disse: A
vingança é uma tortura para aquele que a exerce; o amor é a felicidade para aquele
que o prodigaliza; pois bem! esse fermento que irrita e murcha o coração se desfaz: é
preciso amar.
"Estais espantados com minhas palavras? Elas não são de minha crença; foram me
ensinadas, e tenho prazer em vo-las repetir. Ah! quanto serieis felizes por perceber
somente por um minuto este anjo, irradiando como um sol, boa, doce como um
orvalho refrescante que cai em gotas finas sobre uma planta queimada pelos calores
do dia! Como vedes, não estou com dificuldade de falar, bebo na fonte.
RELATO COMPLETO DA CURA DA JOVEM
OBSEDADA DE MARMANDE.
Junho de 1864
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar
“Eu vos digo, velai, orai, estendei a mão aos infelizes e abri os olhos que estão
fechados. Que vossos corações e vossos braços a todos estejam abertos, sem
exceção. “Espíritas, vossa tarefa é bela! Que há de mais belo, de mais consolador
que esse PACTO de união entre os vivos e os mortos? Que imensos serviços nos
poderemos prestar mutuamente! Por vossas preces a Deus, partidas do fundo do
coração, muito podeis para o alívio das almas que sofrem, e quão suave é o
benefício ao coração de quem o pratica! Que tocante harmonia a das bênçãos que
houverdes merecido! Ainda uma vez, orai elevando a alma ao Céu, e ficai
persuadidos de que cada uma de vossas preces será escutada e atenuará uma dor.
“São José” - Sétif , 17 de setembro de 1863
O Espiritismo na Argélia
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar
CAPÍTULO V
Causas atuais das aflições
BEM-AVENTURADOS OS AFLITOS
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar
Causas atuais das aflições
4. De duas espécies são as vicissitudes da vida, ou, se o preferirem,
promanam de duas fontes bem diferentes, que importa distinguir.
Umas têm sua causa na vida presente; outras, fora desta vida.
Remontando-se à origem dos males terrestres, reconhecer-se-á que
muitos são consequencia natural do caráter e do proceder dos que
os suportam.
Quantos homens caem por sua própria culpa! Quantos são vítimas de sua
imprevidência, de seu orgulho e de sua ambição! Quantos se arruinam por falta
de ordem, de perseverança, pelo mau proceder, ou por não terem sabido limitar
seus desejos! Quantas uniões desgraçadas, porque resultaram de um cálculo de
interesse ou de vaidade e nas quais o coração não tomou parte alguma!
Quantas dissensões e funestas disputas se teriam evitado com um pouco de
moderação e menos suscetibilidade!
Examina a própria aflição
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar
Causas atuais das aflições
Quantas doenças e enfermidades decorrem da intemperança e dos
excessos de todo gênero! Quantos pais são infelizes com seus filhos,
porque não lhes combateram desde o princípio as más tendências! Por
fraqueza, ou indiferença, deixaram que neles se desenvolvessem os
germens do orgulho, do egoísmo e da tola vaidade, que produzem a
secura do coração; depois, mais tarde, quando colhem o que
semearam, admiram-se e se afligem da falta de deferência com que
são tratados e da ingratidão deles.
Interroguem friamente suas consciências todos os que são feridos no coração
pelas vicissitudes e decepções da vida; remontem passo a passo à origem dos
males que os torturam e verifiquem se, as mais das vezes, não poderão dizer: Se
eu houvesse feito, ou deixado de fazer tal coisa, não estaria em semelhante
condição.
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar
Causas atuais das aflições
A quem, então, há de o homem responsabilizar por todas essas
aflições, senão a si mesmo? O homem, pois, em grande número
de casos, é o causador de seus próprios infortúnios; mas, em vez
de reconhecê-lo, acha mais simples, menos humilhante para a sua
vaidade acusar a sorte, a Providência, a má fortuna, a má estrela,
ao passo que a má estrela é apenas a sua incúria. Os males dessa
natureza fornecem, indubitavelmente, um notável contingente ao
cômputo das vicissitudes da vida. O homem as evitará quando
trabalhar por se melhorar moralmente, tanto quanto
intelectualmente.
Vídeo e Audio
http://www.livestream.com
Audio
http://www.espacodespertar.blogspot.com
Obrigada!
A Paz do Cristo.
Acompanhe as reuniões em:
Os corações unidos ao sumo bem, contudo sabem que
suportar as aflições menores da estrada é evitar as
aflições maiores da vida e, por isso, apenas eles
anônimos heróis da luta cotidiana, conseguem receber
e acumular em si mesmos os talentos de amor e paz
reservados por Jesus aos sofredores da Terra, quando
pronunciou no monte a divina promessa:
“Bem aventurados os aflitos”
Emmanuel – Francisco C. Xavier

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

No mundo tereis aflição
No mundo tereis afliçãoNo mundo tereis aflição
No mundo tereis aflição
Graça Maciel
 
Jesus o medico das almas
Jesus  o medico das almasJesus  o medico das almas
Jesus o medico das almas
Claudio Macedo
 
O espirito deve ser cultivado como um campo
O espirito deve ser cultivado como um campoO espirito deve ser cultivado como um campo
O espirito deve ser cultivado como um campo
Graça Maciel
 
O que sucede após a morte
O que sucede após a morte O que sucede após a morte
O que sucede após a morte
Graça Maciel
 
Livro dos Espiritos Q525
Livro dos Espiritos Q525 Livro dos Espiritos Q525
Livro dos Espiritos Q525
Patricia Farias
 
Livro dos Espiritos q259 ESE cap19 item11
Livro dos Espiritos q259 ESE cap19 item11Livro dos Espiritos q259 ESE cap19 item11
Livro dos Espiritos q259 ESE cap19 item11
Patricia Farias
 
Espiritismo valorosa semente
Espiritismo valorosa sementeEspiritismo valorosa semente
Espiritismo valorosa semente
Graça Maciel
 
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71
Patricia Farias
 
Livro dos Espiritos Q339 ESE Cap 28 item 3
Livro dos Espiritos Q339 ESE Cap 28 item 3Livro dos Espiritos Q339 ESE Cap 28 item 3
Livro dos Espiritos Q339 ESE Cap 28 item 3
Patricia Farias
 
Livor dos Espiritos 264 e 265 ESE cap.20 item 4 parte1
Livor dos Espiritos 264 e 265 ESE cap.20 item 4 parte1Livor dos Espiritos 264 e 265 ESE cap.20 item 4 parte1
Livor dos Espiritos 264 e 265 ESE cap.20 item 4 parte1
Patricia Farias
 
Causas das aflições
Causas das afliçõesCausas das aflições
Causas das aflições
Luciane Belchior
 
Evangelho Cap4 item 25 e 26 LE
Evangelho Cap4 item 25 e 26 LEEvangelho Cap4 item 25 e 26 LE
Evangelho Cap4 item 25 e 26 LE
Patricia Farias
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28 Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
Patricia Farias
 
Livro dos espiritos Q377e 378 ESE cap 28 item46
Livro dos espiritos Q377e 378 ESE cap 28 item46Livro dos espiritos Q377e 378 ESE cap 28 item46
Livro dos espiritos Q377e 378 ESE cap 28 item46
Patricia Farias
 
LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24
LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24
LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24
Patricia Farias
 
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8 Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
Patricia Farias
 
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentosComo os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Graça Maciel
 
Comemoração dos mortos
Comemoração dos mortosComemoração dos mortos
Comemoração dos mortos
Graça Maciel
 

Mais procurados (20)

No mundo tereis aflição
No mundo tereis afliçãoNo mundo tereis aflição
No mundo tereis aflição
 
Jesus o medico das almas
Jesus  o medico das almasJesus  o medico das almas
Jesus o medico das almas
 
O espirito deve ser cultivado como um campo
O espirito deve ser cultivado como um campoO espirito deve ser cultivado como um campo
O espirito deve ser cultivado como um campo
 
O que sucede após a morte
O que sucede após a morte O que sucede após a morte
O que sucede após a morte
 
Livro dos Espiritos Q525
Livro dos Espiritos Q525 Livro dos Espiritos Q525
Livro dos Espiritos Q525
 
Livro dos Espiritos q259 ESE cap19 item11
Livro dos Espiritos q259 ESE cap19 item11Livro dos Espiritos q259 ESE cap19 item11
Livro dos Espiritos q259 ESE cap19 item11
 
Espiritismo valorosa semente
Espiritismo valorosa sementeEspiritismo valorosa semente
Espiritismo valorosa semente
 
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71
 
Livro dos Espiritos Q339 ESE Cap 28 item 3
Livro dos Espiritos Q339 ESE Cap 28 item 3Livro dos Espiritos Q339 ESE Cap 28 item 3
Livro dos Espiritos Q339 ESE Cap 28 item 3
 
Livor dos Espiritos 264 e 265 ESE cap.20 item 4 parte1
Livor dos Espiritos 264 e 265 ESE cap.20 item 4 parte1Livor dos Espiritos 264 e 265 ESE cap.20 item 4 parte1
Livor dos Espiritos 264 e 265 ESE cap.20 item 4 parte1
 
Causas das aflições
Causas das afliçõesCausas das aflições
Causas das aflições
 
Evangelho Cap4 item 25 e 26 LE
Evangelho Cap4 item 25 e 26 LEEvangelho Cap4 item 25 e 26 LE
Evangelho Cap4 item 25 e 26 LE
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
 
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28 Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
 
Livro dos espiritos Q377e 378 ESE cap 28 item46
Livro dos espiritos Q377e 378 ESE cap 28 item46Livro dos espiritos Q377e 378 ESE cap 28 item46
Livro dos espiritos Q377e 378 ESE cap 28 item46
 
LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24
LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24
LE Q.623 a 625 e ESE Cap.5 item 24
 
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8 Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
 
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
 
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentosComo os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
 
Comemoração dos mortos
Comemoração dos mortosComemoração dos mortos
Comemoração dos mortos
 

Semelhante a Livro dos Espiritos 549 e ESE cap 5

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 92 - Deus não desampara
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 92 - Deus não desamparaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 92 - Deus não desampara
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 92 - Deus não desampara
Ricardo Azevedo
 
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes DestruidasDecepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
igmateus
 
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11
Patricia Farias
 
O homem de bem Por Pedro Aganian
O homem de bem Por Pedro Aganian O homem de bem Por Pedro Aganian
O homem de bem Por Pedro Aganian
Bruno Amaro
 
Livro dos Espíritos Q373 ESE cap.28 item40
Livro dos Espíritos Q373 ESE cap.28 item40Livro dos Espíritos Q373 ESE cap.28 item40
Livro dos Espíritos Q373 ESE cap.28 item40
Patricia Farias
 
Penas e Gozos Terrestres_ Macedo 2016
Penas e Gozos Terrestres_ Macedo 2016Penas e Gozos Terrestres_ Macedo 2016
Penas e Gozos Terrestres_ Macedo 2016
Claudio Macedo
 
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestresO céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
Eduardo Manoel Araujo
 
Evangelho Cap 5 item 4
Evangelho Cap 5 item 4Evangelho Cap 5 item 4
Evangelho Cap 5 item 4
Patricia Farias
 
Faltar com o compromisso
Faltar com o compromissoFaltar com o compromisso
Faltar com o compromisso
Helio Cruz
 
(Livro Boa nova) Cap.13 pecado e punição
(Livro Boa nova) Cap.13   pecado e punição(Livro Boa nova) Cap.13   pecado e punição
(Livro Boa nova) Cap.13 pecado e punição
Patricia Farias
 
Causas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareCausas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshare
Almir Silva
 
Livro dos Espíritos Q611 a 613 ESE Cap5 item21
Livro dos Espíritos Q611 a 613 ESE Cap5 item21Livro dos Espíritos Q611 a 613 ESE Cap5 item21
Livro dos Espíritos Q611 a 613 ESE Cap5 item21
Patricia Farias
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Desencarne na visão espírita
Desencarne na visão espíritaDesencarne na visão espírita
Desencarne na visão espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
Henrique Vieira
 
A alegria de servir
A alegria de servirA alegria de servir
A alegria de servir
Eduardo Manoel Araujo
 
Livro dos Espiritos Q658 e ESE cap6_item6
Livro dos Espiritos Q658 e ESE cap6_item6Livro dos Espiritos Q658 e ESE cap6_item6
Livro dos Espiritos Q658 e ESE cap6_item6
Patricia Farias
 
Nosso lar 06preciosoaviso
Nosso lar 06preciosoavisoNosso lar 06preciosoaviso
Nosso lar 06preciosoaviso
Duda Neto
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e Insucessos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e InsucessosSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e Insucessos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e Insucessos
Ricardo Azevedo
 
Livro dos Espíritos Q.335 Evangelho cap.28 item 3
Livro dos Espíritos Q.335 Evangelho cap.28 item 3Livro dos Espíritos Q.335 Evangelho cap.28 item 3
Livro dos Espíritos Q.335 Evangelho cap.28 item 3
Patricia Farias
 

Semelhante a Livro dos Espiritos 549 e ESE cap 5 (20)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 92 - Deus não desampara
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 92 - Deus não desamparaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 92 - Deus não desampara
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 92 - Deus não desampara
 
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes DestruidasDecepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
 
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11
 
O homem de bem Por Pedro Aganian
O homem de bem Por Pedro Aganian O homem de bem Por Pedro Aganian
O homem de bem Por Pedro Aganian
 
Livro dos Espíritos Q373 ESE cap.28 item40
Livro dos Espíritos Q373 ESE cap.28 item40Livro dos Espíritos Q373 ESE cap.28 item40
Livro dos Espíritos Q373 ESE cap.28 item40
 
Penas e Gozos Terrestres_ Macedo 2016
Penas e Gozos Terrestres_ Macedo 2016Penas e Gozos Terrestres_ Macedo 2016
Penas e Gozos Terrestres_ Macedo 2016
 
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestresO céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
 
Evangelho Cap 5 item 4
Evangelho Cap 5 item 4Evangelho Cap 5 item 4
Evangelho Cap 5 item 4
 
Faltar com o compromisso
Faltar com o compromissoFaltar com o compromisso
Faltar com o compromisso
 
(Livro Boa nova) Cap.13 pecado e punição
(Livro Boa nova) Cap.13   pecado e punição(Livro Boa nova) Cap.13   pecado e punição
(Livro Boa nova) Cap.13 pecado e punição
 
Causas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareCausas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshare
 
Livro dos Espíritos Q611 a 613 ESE Cap5 item21
Livro dos Espíritos Q611 a 613 ESE Cap5 item21Livro dos Espíritos Q611 a 613 ESE Cap5 item21
Livro dos Espíritos Q611 a 613 ESE Cap5 item21
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
 
Desencarne na visão espírita
Desencarne na visão espíritaDesencarne na visão espírita
Desencarne na visão espírita
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
 
A alegria de servir
A alegria de servirA alegria de servir
A alegria de servir
 
Livro dos Espiritos Q658 e ESE cap6_item6
Livro dos Espiritos Q658 e ESE cap6_item6Livro dos Espiritos Q658 e ESE cap6_item6
Livro dos Espiritos Q658 e ESE cap6_item6
 
Nosso lar 06preciosoaviso
Nosso lar 06preciosoavisoNosso lar 06preciosoaviso
Nosso lar 06preciosoaviso
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e Insucessos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e InsucessosSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e Insucessos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e Insucessos
 
Livro dos Espíritos Q.335 Evangelho cap.28 item 3
Livro dos Espíritos Q.335 Evangelho cap.28 item 3Livro dos Espíritos Q.335 Evangelho cap.28 item 3
Livro dos Espíritos Q.335 Evangelho cap.28 item 3
 

Mais de Patricia Farias

evangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptxevangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxevangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptxevangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptxevangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptxevangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptxevangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptxevangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptxevangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptx
Patricia Farias
 
Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1
Patricia Farias
 
Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7
Patricia Farias
 
Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9 Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9
Patricia Farias
 
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da ViuvaEvangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Patricia Farias
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
Patricia Farias
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
Patricia Farias
 
Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1
Patricia Farias
 
Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13
Patricia Farias
 
Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11
Patricia Farias
 

Mais de Patricia Farias (20)

evangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptxevangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptx
 
evangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxevangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptx
 
evangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptxevangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptx
 
evangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptxevangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptx
 
evangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptxevangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptx
 
evangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptxevangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptx
 
evangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptxevangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptx
 
evangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptxevangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptx
 
Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1
 
Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7
 
Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9 Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9
 
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da ViuvaEvangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
 
Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1
 
Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13
 
Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11
 

Último

A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
claudiovieira83
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
Oziete SS
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
GABRIELADIASDUTRA1
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 

Último (12)

A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 

Livro dos Espiritos 549 e ESE cap 5

  • 1. Dubai, 28-05-2017 Por Patrícia Farias Pelo Espírito André Luiz. Livro: Através do Tempo. Lição nº 19. Página 60. Busquemos ser, antes de aparentar e fazer, antes de instruir. A verdade espera nossa alma, em cada ângulo de caminho, dentro de nossa jornada para frente. Assim, pois, construamos o nosso engrandecimento interior, porque, hoje ou amanhã, o Sol Divino projetará sobre nós a sua Bendita Claridade, revelando-nos, à luz meridiana, tais quais somos.
  • 2. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar Influência dos Espíritos nos acontecimentos da vida PARTE 2ª - CAPÍTULO IX DA INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS Questões 549 e 550 Pactos
  • 3. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 549. Algo de verdade haverá nos pactos com os maus Espíritos? “Não, não há pactos. Há, porém, naturezas más que simpatizam com os maus Espíritos. Por exemplo: queres atormentar o teu vizinho e não sabes como hás de fazer. Chamas então por Espíritos inferiores que, como tu, só querem o mal e que, para te ajudarem, exigem que também os sirvas em seus maus desígnios. Mas, não se segue que o teu vizinho não possa livrar-se deles por meio de uma conjuração oposta e pela ação da sua vontade. Aquele que intenta praticar uma ação má, pelo simples fato de alimentar essa intenção, chama em seu auxílio maus Espíritos, aos quais fica então obrigado a servir, porque dele também precisam esses Espíritos, para o mal que queiram fazer. Nisto é que consiste o pacto.” “O fato de o homem ficar, às vezes, na dependência dos Espíritos inferiores nasce de se entregar aos maus pensamentos que estes lhe sugerem e não de estipulação quaisquer que com eles faça. O pacto, no sentido vulgar do termo, é uma alegoria representativa da simpatia existente entre um indivíduo de natureza má e Espíritos malfazejos.” Comentários de Allan Kardec
  • 4. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 550. Qual o sentido das lendas fantásticas em que figuram indivíduos que teriam vendido suas almas a Satanás para obterem certos favores? “Todas as fábulas encerram um ensinamento e um sentido moral. O vosso erro consiste em tomá-las ao pé da letra. Isso a que te referes é uma alegoria, que se pode explicar desta maneira: aquele que chama em seu auxílio os Espíritos, para deles obter riquezas, ou qualquer outro favor, rebela-se contra a Providência; renuncia à missão que recebeu e às provas que lhe cumpre suportar neste mundo. Sofrerá na vida futura as consequencias desse ato. Não quer isto dizer que sua alma fique para sempre condenada à desgraça. Mas, desde que, em lugar de se desprender da matéria, nela cada vez se enterra mais, não terá, no mundo dos Espíritos, a satisfação de que haja gozado na Terra, até que tenha resgatado a sua falta, por meio de novas provas, talvez maiores e mais penosas. Coloca-se, por amor dos gozos materiais, na dependência dos Espíritos impuros. Estabelece-se assim, tacitamente, entre estes e o delinqüente, um pacto que o leva à sua perda, mas que lhe será sempre fácil romper, se o quiser firmemente, granjeando a assistência dos bons Espíritos.”
  • 5. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar Depois da evocação de Jules, e a prece em que é qualificado de Espírito mau, ele disse: "Eis-me! peço, em nome da justiça, a reforma de certa palavras em vossa prece. Reformei meus atos, reformai as qualificações que me endereçais.” R. Deixai, pois, o passado, se vos apraz; quando o mal está cauterizado, para que reavivar a ferida? Ah! sinto que o homem deve se tornar melhor. Tenho horror ao meu passado e olho o futuro com esperança. Quando uma boca de anjo vos disse: A vingança é uma tortura para aquele que a exerce; o amor é a felicidade para aquele que o prodigaliza; pois bem! esse fermento que irrita e murcha o coração se desfaz: é preciso amar. "Estais espantados com minhas palavras? Elas não são de minha crença; foram me ensinadas, e tenho prazer em vo-las repetir. Ah! quanto serieis felizes por perceber somente por um minuto este anjo, irradiando como um sol, boa, doce como um orvalho refrescante que cai em gotas finas sobre uma planta queimada pelos calores do dia! Como vedes, não estou com dificuldade de falar, bebo na fonte. RELATO COMPLETO DA CURA DA JOVEM OBSEDADA DE MARMANDE. Junho de 1864
  • 6. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar “Eu vos digo, velai, orai, estendei a mão aos infelizes e abri os olhos que estão fechados. Que vossos corações e vossos braços a todos estejam abertos, sem exceção. “Espíritas, vossa tarefa é bela! Que há de mais belo, de mais consolador que esse PACTO de união entre os vivos e os mortos? Que imensos serviços nos poderemos prestar mutuamente! Por vossas preces a Deus, partidas do fundo do coração, muito podeis para o alívio das almas que sofrem, e quão suave é o benefício ao coração de quem o pratica! Que tocante harmonia a das bênçãos que houverdes merecido! Ainda uma vez, orai elevando a alma ao Céu, e ficai persuadidos de que cada uma de vossas preces será escutada e atenuará uma dor. “São José” - Sétif , 17 de setembro de 1863 O Espiritismo na Argélia
  • 7. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar CAPÍTULO V Causas atuais das aflições BEM-AVENTURADOS OS AFLITOS
  • 8. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar Causas atuais das aflições 4. De duas espécies são as vicissitudes da vida, ou, se o preferirem, promanam de duas fontes bem diferentes, que importa distinguir. Umas têm sua causa na vida presente; outras, fora desta vida. Remontando-se à origem dos males terrestres, reconhecer-se-á que muitos são consequencia natural do caráter e do proceder dos que os suportam. Quantos homens caem por sua própria culpa! Quantos são vítimas de sua imprevidência, de seu orgulho e de sua ambição! Quantos se arruinam por falta de ordem, de perseverança, pelo mau proceder, ou por não terem sabido limitar seus desejos! Quantas uniões desgraçadas, porque resultaram de um cálculo de interesse ou de vaidade e nas quais o coração não tomou parte alguma! Quantas dissensões e funestas disputas se teriam evitado com um pouco de moderação e menos suscetibilidade! Examina a própria aflição
  • 9. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar Causas atuais das aflições Quantas doenças e enfermidades decorrem da intemperança e dos excessos de todo gênero! Quantos pais são infelizes com seus filhos, porque não lhes combateram desde o princípio as más tendências! Por fraqueza, ou indiferença, deixaram que neles se desenvolvessem os germens do orgulho, do egoísmo e da tola vaidade, que produzem a secura do coração; depois, mais tarde, quando colhem o que semearam, admiram-se e se afligem da falta de deferência com que são tratados e da ingratidão deles. Interroguem friamente suas consciências todos os que são feridos no coração pelas vicissitudes e decepções da vida; remontem passo a passo à origem dos males que os torturam e verifiquem se, as mais das vezes, não poderão dizer: Se eu houvesse feito, ou deixado de fazer tal coisa, não estaria em semelhante condição.
  • 10. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar Causas atuais das aflições A quem, então, há de o homem responsabilizar por todas essas aflições, senão a si mesmo? O homem, pois, em grande número de casos, é o causador de seus próprios infortúnios; mas, em vez de reconhecê-lo, acha mais simples, menos humilhante para a sua vaidade acusar a sorte, a Providência, a má fortuna, a má estrela, ao passo que a má estrela é apenas a sua incúria. Os males dessa natureza fornecem, indubitavelmente, um notável contingente ao cômputo das vicissitudes da vida. O homem as evitará quando trabalhar por se melhorar moralmente, tanto quanto intelectualmente.
  • 11. Vídeo e Audio http://www.livestream.com Audio http://www.espacodespertar.blogspot.com Obrigada! A Paz do Cristo. Acompanhe as reuniões em: Os corações unidos ao sumo bem, contudo sabem que suportar as aflições menores da estrada é evitar as aflições maiores da vida e, por isso, apenas eles anônimos heróis da luta cotidiana, conseguem receber e acumular em si mesmos os talentos de amor e paz reservados por Jesus aos sofredores da Terra, quando pronunciou no monte a divina promessa: “Bem aventurados os aflitos” Emmanuel – Francisco C. Xavier