SlideShare uma empresa Scribd logo
52 1
LIVRO DE PEREGRINAÇÕES E VIA SACRA
2
Oração pelo Sínodo da
Arquidiocese de Belém
Ó Deus, nosso Pai, que enviastes para a vida do mundo
o vosso Filho Jesus Cristo, Palavra de Vida, e nos chamais a
acolhê-lo na fé, concedei-nos a graça de sermos discípulos
missionários anunciadores as da verdade do Evangelho em
nossa Arquidiocese de Belém.
vossa vontade, empenhemo-nos no serviço do vosso Reino, pa-
ra que a nossa cidade se encha de alegria. Queremos também
cuidar da Amazônia rica e bela para que seja sempre a casa
de todos.
O vosso Espírito Santo ilumine e fortaleça nossa mis-
são, para que a comunhão, dom da vida divina, cresça cada
vez mais em nossa Igreja de Belém e sejamos testemunhas do
vosso amor.
Ó Mãe e Virgem Maria, Senhora de Belém, intercedei
por nós para vivermos a missão com alegria e perseverança.
Amém.
XVII Festividade de
Jesus Misericordioso
COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO
51
PEREGRINAÇÕES DE JESUS MISERICORDIOSO 2022
DATA NOME ENDEREÇO
14/Março
15/Março
16/Março
17/Março
18/Março
21/Março
22/Março
23/Março
24/Março
25/Março
28/Março
29/Março
30/Março
31/Março
01/Abril
04/Abril
05/Abril
06/Abril
07/Abril
08/Abril
15 DE
ABRIL DE
2022
INICIO DAS NOVE-
NAS DE JESUS MI-
SERICORDIOSO
CAPELA DE JESUS
MISERICORDIOSO
No dia 24 de abril, às 9 horas, será realizada a Missa Solene de encer-
ramento, celebrada por nosso pároco, Padre Régis Teles, seguida de car-
reata pelas ruas do bairro.
50
PROGRAMAÇÃO DAS NOVENAS E CELEBRAÇÕES
COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO
15-Sex
Paixão do Senhor – 1ª dia de novena (após a missa
na matriz).
17h
16-Sáb
Via Sacra na comunidade – 2ª dia de novena – Ca-
pela.
Sábado Santo – Vigília da Páscoa do Senhor – Ma-
triz.
9h
19h
17-Dom
Santa Missa – Páscoa do Senhor / Novena: 3ª dia –
Quadra F.
Celebrante: Pe. Jair.
Animação: Coordenação Comunidade Jesus Miseri-
cordioso.
9h
18-Seg
Celebração da Palavra / Novena: 4ª dia – Capela.
Celebrante: Diácono Jorge.
Animação: Comunidade S. Raimundo Nonato.
19h30
19-Ter
Celebração da Palavra / Novena: 5ª dia – Capela.
Celebrante: Diácono João.
Animação: Comunidade N. Sra. de Lourdes.
19h30
20-Qua
Santa Missa / Novena: 6ª dia – Capela.
Celebrante: Pe. Humberto Brito (Pároco – Cristo Re-
dentor).
Animação: Comunidade São José.
19h30
21-Qui
Santa Missa / Adoração / Novena: 7ª dia – Capela.
Celebrante: Pe. Glaudemir Lima.
Animação: Comunidade Jesus Misericordioso.
19h30
22-Sex
Celebração da Palavra / Novena: 8ª dia – Capela.
Celebrante: Diácono Antônio Carlos.
Animação: Comunidade Nova Aliança.
19h30
23-Sáb
Celebração da Palavra / Novena: 9ª dia – Capela.
Celebrante: Diácono Nuno Melo.
Animação: Comunidade Jesus Misericordioso.
18h
24-Dom
Santa Missa / 2º Domingo da Páscoa – Domingo da
Divina Misericórdia – Quadra F.
Celebrante: Pe. Régis Teles (Pároco N. Sra. da Imacu-
lada Conceição).
Animação: Comunidade Jesus Misericordioso.
Carreata após a Santa Missa.
9h
3
COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO
Senhor Deus de Paz, escutai a nossa súplica!
Tentamos, tantas vezes e durante tantos anos, resolver os nossos conflitos
com as nossas forças e também com as nossas armas; tantos momentos de
hostilidade e escuridão; tanto sangue derramado; tantas vidas despedaçadas;
tantas esperanças sepultadas. Mas os nossos esforços foram em vão.
Agora, Senhor, ajudai-nos Vós! Dai-nos Vós a paz, ensinai-nos Vós a paz,
guiai-nos Vós para a paz. Abri os nossos olhos e os nossos corações e dai-
nos a coragem de dizer: “nunca mais a guerra”; “com a guerra, tudo fica des-
truído!” Infundi em nós a coragem de realizar gestos concretos para construir
a paz. Senhor, Deus de Abraão e dos Profetas, Deus Amor que nos criastes e
chamais a viver como irmãos, dai-nos a força para sermos cada dia artesãos
da paz; dai-nos a capacidade de olhar com benevolência todos os irmãos que
encontramos no nosso caminho. Tornai-nos disponíveis para ouvir o grito
dos nossos cidadãos que nos pedem para transformar as nossas armas em ins-
trumentos de paz, os nossos medos em confiança e as nossas tensões em per-
dão.
Mantende acesa em nós a chama da esperança para efetuar, com paciente
perseverança, opções de diálogo e reconciliação, para que vença finalmente a
paz. E que do coração de todo o homem sejam banidas estas palavras: divi-
são, ódio, guerra! Senhor, desarmai a língua e as mãos, renovai os corações e
as mentes, para que a palavra que nos faz encontrar seja sempre “irmão”, e o
estilo da nossa vida se torne: shalom, paz, salam! Amém.
Papa Francisco
Invocação pela Paz, 8 de junho de 2014.
ORAÇÃO PELA PAZ NO MUNDO
Papa Francisco nos convida a rezarmos juntos pedindo a paz no
mundo. Portanto, reserve um momento do seu dia para rezar esta
pequena oração nesta intenção.
4
XVII FESTIVIDADE DE JESUS MISERICORDIOSO
Terço da Mãe da Divina Misericórdia
Início
Pai-Nosso / Ave-Maria / Credo
Nas 3 primeiras contas
Santa Maria, Rainha da Graça, rogai por nós e dai-
nos o perdão.
Nas contas grandes
Nossa Senhora, Rainha e Mãe de Misericórdia, que a vossa miseri-
córdia se derrame sobre o nosso coração, sobre nós e sobre todo o
mundo.
Nas contas pequenas
Rainha e Mãe de Misericórdia, intercedei a misericórdia ao mundo
inteiro.
Nas 3 últimas contas
Por suas chagas profundíssimas e pelas lágrimas de Maria, miseri-
córdia Jesus.
Oração Final
Ó Maria Rainha e Mãe de Misericórdia, perfeito lírio de Deus, hoje
desejo me consagrar inteiramente ao vosso coração materno prome-
tendo defender com a arma do rosário, a Santa Igreja, o Papa, os Bis-
pos e todo o clero. E Vos pedimos que, a vossa misericórdia, unida
com o sangue de Jesus, possa fazer com que amemos e perdoemos os
nossos irmãos. Mãe de misericórdia: dai-nos a vossa misericórdia. Ó
Jesus, pelo teu precioso Sangue, salvai-nos do mal do inferno.
49
13/03/2022 - Missa de envio.
14/03/2022 - Início das peregrinações.
16/03/2022 - Visita da imagem peregrina - Cape-
la São Raimundo Nonato (19h).
20/03/2022 - Visita da imagem peregrina - Cape-
la N. Sra. de Lourdes (17h).
24/03/2022 - Visita da imagem peregrina - DE-
MA (9h).
25/03/2022 - Visita da imagem peregrina - Cen-
tro 4 (9h).
02/04/2022 - Visita da imagem peregrina - Feira
da Prainha (9h).
08/04/2022 - Fim das peregrinações
10/04/2022 - Retorno e sorteio das imagens.
15/04/2022 - Início da Festividade
24/04/2022 - Encerramento da festividade
(Festa da Divina Misericórdia) / Carreata.
PROGRAMAÇÃO DA FESTIVIDADE
COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO
48
ORAÇÃO DE SÃO FRANCSICO
COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO
5
XVII FESTIVIDADE DE JESUS MISERICORDIOSO
Família que entrega a Imagem
Família que recebe a Imagem
A imagem de Jesus Misericordioso em nosso lar
nos proporcionou momentos de oração, reflexão e diá-
logo com o Pai através de Maria mãe da igreja e nossa
mãe. Rogamos a Deus que a vossa família também re-
ceba muitas graças nesse momento de oração e parti-
lha .
É uma honra para a nossa família receber em nos-
so humilde lar a imagem peregrina de Jesus Misericor-
dioso. Pedimos a intercessão de Maria, mãe da igreja
que nos ajude a dialogar com o Pai, através do Filho
pelo Espirito Santo.
• Pai Nosso
• Ave Maria
• Canto (Refrão): Eis-me aqui Senhor!
6
Boas-vindas.
Canto de entrada – à escolha (págs. 36 a 47).
Animador: Vamos dar início ao encontro, invocando a Trindade
Santa.
Animador: Amados irmãos e irmãs, a nossa comunidade está vi-
venciando a 18ª, e vamos refletir que “Jesus Cristo, é o rosto
da misericórdia do Pai”. Estamos vivemos um período em que
muitas pessoas estão se afastando de Deus, vivendo a sua indivi-
dualidade, e muitos esquecem de depositar a sua confiança em
Deus. Mas como Jesus nos diz no Evangelho de João, “Quem me
vê, vê o Pai” (Jo 14,9), devemos buscar a verdade, que não é
uma resposta, mas a própria pessoa de Jesus Cristo. Que possa-
mos experimentar o milagre da misericórdia de Deus que nos fará
ressurgir para a vida eterna.
Todos: Canto ao Espírito Santo (pág. 46).
Todos: Oração ao Divino Espírito Santo (pág. 24).
Animador: Meditemos esse trecho do Diário de Santa Faustina:
“Ofereço aos homens um vaso, com o qual devem vir buscar gra-
ças na fonte da misericórdia. O vaso é a Imagem com a inscrição:
“Jesus, eu confio em Vós”.” (Jesus para Santa Faustina – Diário,
327).
Canto de aclamação (pág. 36)
Escuta da Palavra: João 11, 1-29 (ressurreição de Lázaro)
Momento para reflexão e partilha
1º Leitor: O modelo de misericórdia que Cristo nos propõe é o
próprio Deus. D'Ele diz São Paulo: “Bendito seja Deus Pai de Nos-
so Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda a
consolação, o qual nos consola em todas as nossas tribulações” (2
Cor 1,3-4).
2º Leitor: “A primeira excelência que tem esta virtude é tornar os
homens semelhantes a Deus, e semelhantes na coisa mais glorio-
sa que há n'Ele, que é na misericórdia” (Lc 6,36). Porque é certo
que a maior perfeição que pode ter uma criatura é ser semelhante
ao seu Criador: e quanto mais tiver desta semelhança, tanto mais
perfeita será.
1º Encontro: Fonte de Misericórdia .
47
Tu anseias, eu bem sei, por salva-
ção, tens desejo de
banir a escuridão abre, pois de par
em par teu coração e
deixa a luz do céu entrar
Deixa a luz do céu entrar ( deixa a
luz céu entrar )
Deixa a luz do céu entrar ( deixa a
luz céu entrar ) abre bem as portas
do teu coração e deixa a luz do céu
entrar
Cristo a luz do céu, em ti quer habi-
tar para as trevas
do pecado dissipar, teu caminho e
coração iluminar e
deixa a luz do céu entrar
Que alegria andar ao brilho dessa
luz vida eterna e
paz no coração produz Oh! Aceita
agora o salvador Jesus e deixa a luz
do céu entrar
Eu navegarei
No oceano do Espírito
E aqui adorarei o Deus do meu
amor. (2x)
Espírito, espírito
Que desce como fogo
Vem como em pentecoste
E enche-me de novo.
Eu adorarei
Ao Deus da minha vida
Que me compreendeu sem nenhu-
ma explicação. (2x)
Espírito, espírito
Que desce como fogo
Vem como em pentecoste, e enche-
me de novo. (2x)
Eu servirei
Ao meu Deus fiel
Ao meu Libertador, Aquele que
venceu. (2x)
DEIXA A LUZ DO CÉU ENTRAR
EU NAVEGAREI
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Na comunhão Jesus se dá no pão,
O cordeiro imolado é refeição
Nosso alimento de amor e salva-
ção
Em torno deste altar somos ir-
mãos
O pão da vida és tu, Jesus, o pão
do céu
O caminho, a verdade, via de
amor.
Dom de Deus, nosso redentor...
Toma e come, isto é o meu corpo
Que do trigo se faz pão, é refeição
Na eucaristia o vinho se torna
sangue
Verdadeira bebida, nossa alegria
PÃO DA VIDA
46
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
PELOS PRADOS E CAMPINAS
Pelos prados e campinas verdejan-
tes eu vou / É o Senhor que me le-
va a descansar / Junto às fontes
de águas puras repousantes eu
vou / Minhas forças o Senhor vai
animar
Tu és, Senhor, o meu pastor
Por isso nada em minha vida falta-
rá
Tu és, Senhor, o meu pastor
Por isso nada em minha vida falta-
rá (nada faltará)
Nos caminhos mais seguros junto
d'Ele eu vou / E pra sempre o Seu
nome eu honrarei / Se eu encontro
mil abismos nos caminhos eu vou /
Segurança sempre tenho em suas
mãos / Ao banquete em sua casa
muito alegre eu vou / Um lugar em
Sua mesa me preparou /
Ele unge minha fronte e me faz ser
feliz / E transborda a minha taça
em Seu amor / Com alegria e espe-
rança caminhando eu vou / Minha
vida está sempre em suas mãos / E
na casa do Senhor eu irei habitar
E este canto para sempre irei can-
tar
De mãos estendidas, ofertamos,
o que de graça recebemos (2x)
A natureza tão bela que é louvor,
que é serviço, / O sol que ilumina
as trevas, transformando-as em
luz. O dia que nos trás o pão, a noi-
te que nos da repouso, Ofertamos
ao Senhor, o louvor da criação. /
Nossa vida toda inteira, ofertamos
ao Senhor, / Como prova de amiza-
de, com prova de amor. / Com o
vinho e com o pão, ofertamos ao
Senhor / Nossa vida toda inteira, o
louvor da criação.
DE MÃOS ESTENDIDAS
Senhor eu sei que é Teu este lugar
Todos querem Te adorar
Toma tua direção
Senhor vem ó Santo Espírito
os espaços preencher
Reverência a Tua voz vamos fazer
Podes Reinar
Senhor Jesus oh sim,
O Teu poder teu povo sentirá
Que bom Senhor
Saber que estás presente aqui
Reina Senhor neste lugar
Visita cada irmão oh meu Senhor,
Dá-lhe paz interior,
E razões pra Te louvar
Desfaz todas as tristezas
incertezas desamor
Glorifica o Teu nome oh meu Senhor
PODES REINAR
7
1º Leitor: E é certo também que uma das coisas que mais propri-
amente convém a Deus é a misericórdia, como o significa a Igreja
naquela oração que diz: “Senhor Deus, de quem é próprio ter mi-
sericórdia e perdoar. E diz ser isto próprio de Deus, porque assim
como à criatura, enquanto criatura, pertence ser pobre e necessi-
tada (e por isto a ela pertence receber e não dar), assim pelo con-
trário, como Deus é infinitamente rico e poderoso, só a Ele por ex-
celência pertence dar e não receber, e por isto d'Ele é próprio ter
misericórdia e perdoar”.
2º Leitor: Também perante quem está no erro temos de ter com-
preensão: “Este amor e benevolência de modo algum nos devem
tornar indiferentes perante a verdade e o bem. Pelo contrário, é o
próprio amor que incita os discípulos de Cristo a anunciar a todos
a verdade salvadora. Mas deve distinguir-se entre o erro, sempre
de rejeitar, e aquele que erra, o qual conserva sempre a dignidade
própria da pessoa, mesmo quando atingido por ideias religiosas
falsas ou menos exatas. Só Deus é juiz e penetra os corações; por
esse motivo, proíbe-nos Ele de julgar da culpabilidade interna de
qualquer pessoa” (Gaudium et spes, n. 28).
1º Leitor: Deus não Se deixa vencer em generosidade: “Vamos!
Diz-Lhe com generosidade e como um menino: Que me irás dar
quando me exiges isso?” (Caminho, n.º 153). Por muito que de-
mos a Deus nesta vida, mais nos dará o Senhor como recompensa
na vida eterna.
Terço da misericórdia (pág. 16).
Preces:
Animador: Após cada prece digamos: Pela vossa Misericórdia,
ouvi-nos, Senhor.
• Dai-nos a graça Senhor, de buscar a nossa Santidade, como
Tu nos ensinaste.
• Que o senhor nos dê a graça de saber pedir e dar o perdão.
• Que a misericórdia de Deus, nos faça dar mais do que receber.
Ato concreto: Busquemos a Misericórdia do Pai através do sacra-
mento da confissão, fazendo um bom exame de consciência, para
que possamos caminhar ao encontro de Deus.
Avisos e Canto final – à escolha (págs. 36 a 47).
8
Boas-vindas.
Canto de entrada – à escolha (págs. 36 a 47).
Animador: Vamos dar início ao encontro, invocando a Trindade
Santa.
Animador: Amados irmãos e irmãs, vivemos um período muito
significativo, tendo acontecido no dia 7 de fevereiro de 2022 a co-
memoração dos 15 anos de fundação da nossa Comunidade de Je-
sus Misericordioso. Vivemos um momento de profunda gratidão a
Deus pela nossa história e hoje vamos experimentar a paz que
brota da divina misericórdia.
Todos: Canto ao Espírito Santo (pág. 46).
Todos: Oração ao Divino Espírito Santo (pág. 24).
Animador: Meditemos esse trecho do Diário de Santa Faustina:
“A humanidade não encontrará a paz enquanto não se voltar, com
confiança, para a minha misericórdia.” Oh, como me fere a incre-
dulidade da alma. Essa alma confessa que sou santo e justo e não
crê que sou misericórdia, não acredita na minha bondade. Até os
demônios respeitam a minha justiça, mas não creem na minha
bondade.” (Diário, 300)
Canto (pág. 36)
Escuta da Palavra: Isaías 9, 1-6 (Jesus, príncipe da paz).
Momento para reflexão e partilha
1º Leitor: Esta palavra é para nós um prognóstico da salvação
prometida por Deus Pai, quando no começo dos tempos os nossos
pais caíram nas malhas do pecado. E na plenitude dos tempos Ma-
ria veio nos trazer Jesus que surge como uma grande luz para ilu-
minar as trevas da humanidade sob o jugo da iniquidade. Jesus é
a luz que brilha forte e nos tira da escuridão do abismo, por isso,
passou o que era velho e corrompido.
2º Leitor: Jesus assumiu a nosso culpa e tirou dos nossos ombros
o jugo do pecado que nos oprimia. Cada um de nós é convidado
pelo Príncipe da Paz a encarnar com alegria essa Palavra que nos
garante a libertação, “porque nasceu para nós um menino, (Jesus)
que traz a marca da realeza, e tem como nome: Conselheiro ad-
mirável, Deus forte, Pai dos tempos futuros, Príncipe da Paz”.
2º Encontro - A paz brota da divina misericórdia
45
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Na mesa sagrada se faz uni-
dade, no pão que alimenta,
que é pão do Senhor. Forma-
mos família na fraternidade:
não há diferença de raça e de
cor.
Importa viver, Senhor, uni-
dos no amor, na participação,
vivendo em comunhão! (bis)
Enquanto na terra o pão for
partido, o homem nutrido se
transformará, vivendo a es-
perança num mundo melhor:
com Cristo lutando, o amor
vencerá.
Importa viver, Senhor,... (bis)
Chegar junto à mesa é com-
prometer-se, é a Deus con-
verter-se com sinceridade. O
grito dos fracos devemos ou-
vir e, em nome de Cristo,
amar e servir.
Importa viver, Senhor,...(bis)
Se participamos da Eucaris-
tia, é grande a alegria que
Deus oferece, porém não po-
demos deixar esquecida a
dor, nesta vida, que o pobre
padece. /
Importa viver, Senhor,...(bis)
Assim, comungando da única
vida, a morte vencida será
nossa sorte. Se, unidos, bus-
carmos a libertação, teremos
com Cristo a ressurreição.
NA MESA SAGRADA
Vem e eu mostrarei que o meu ca-
minho te leva ao Pai,
guiarei os passos teus e junto a ti
hei de seguir.
- Sim, eu irei e saberei como che-
gar ao fim.
De onde vim, aonde vou: por on-
de irás, irei também.
Vem, eu te direi o que ainda estás
a procurar.
A verdade é como o Sol e invadirá
teu coração.
- Sim eu irei e aprenderei minha
razão de ser.
Eu creio em Ti que crês em mim e
à Tua luz verei a luz.
Vem, e eu te farei da minha vida
participar.
Viverás em mim aqui: viver em
mim é o bem maior.
- Sim eu irei e viverei a vida in-
teira assim.
Eternidade é, na verdade, o
amor vivendo sempre em nós.
Vem, que a terra espera quem
possa e queira realizar,
com amor, a construção de um
mundo novo e muito melhor!
- Sim, eu irei e levarei Teu nome
aos meus irmãos.
Iremos nós e o Teu amor vai cons-
truir enfim a PAZ!
VEM, E EU MOSTRAREI
44
PROVA DE AMOR IGUAL NÃO HÁ
Prova de amor maior não há que
doar a vida pelo irmão! / Eis
que eu vos dou um novo Manda-
mento: / "Amai-vos uns aos ou-
tros como Eu vos tenho amado"
Prova de amor maior não há que
doar a vida pelo irmão!
Vós sereis os meus amigos se se-
guirdes meu preceito:/"Amai-vos
uns aos outros como Eu vos te-
nho amado" Pro-
va de amor maior não há que do-
ar a vida pelo irmão!
Permanecei em meu amor e se-
gui meu mandamento:/ "Amai-
vos uns aos outros como Eu vos
tenho amado" Pro-
va de amor maior não há que do-
ar a vida pelo irmão! E
chegando a minha Páscoa, vos
amei até o fim: "Amai-vos uns
aos outros como Eu vos tenho
amado"
Prova de amor maior não há que
doar a vida pelo irmão!
Nisto todos saberão que vós sois
os meus discípulos:/"Amai-vos
Senhor, quando te vejo no sacra-
mento da comunhão
Sinto o céu se abrir e uma luz a
me atingir
Esfriando minha cabeça e esquen-
tando meu coração
Senhor, graças e louvores sejam
dadas a todo momento
Quero te louvar na dor, na alegria
e no sofrimento
E se em meio à tribulação, eu me
esquecer de ti
Ilumina minhas trevas com Tua
luz
Jesus, fonte de misericórdia que
jorra do templo
Jesus, o Filho da Rainha
Jesus, rosto divino do homem
Jesus, rosto humano de Deus
Chego muitas vezes em Tua casa,
meu Senhor
Triste, abatido, precisando de
amor
Mas depois da comunhão Tua ca-
sa é meu coração
Então sinto o céu dentro de mim
Não comungo porque mereço, isso
eu sei, oh meu Senhor
Comungo pois preciso de ti
Quando faltei à missa, eu fugia de
mim e de Ti
Mas agora eu voltei, por favor
aceita-me
SACRAMENTO DA COMUNHÃO
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
9
1º Leitor: Estas são as denominações com as quais Jesus é exal-
tado e que retratam Sua Majestade. A cada dia nós podemos des-
pertar para esta verdade mesmo que sejamos pecadores porque
quem realiza tudo em nós é o amor zeloso do Senhor dos exérci-
tos.
2º Leitor: Precisamos nos conscientizar de que Jesus já veio, por-
tanto, a Salvação já nos foi concedida. – Você acredita que mes-
mo sendo pecador (a) pode assumir a verdade de que Jesus veio
para libertá-lo (a) e dá a você uma vida nova, para sempre?
Terço da misericórdia (pág. 16).
Preces:
Animador: Após cada prece digamos: Cristo, ouvi-nos. Cristo,
atendei-nos.
• Que possamos nos voltar com confiança a misericórdia do
pai.
• Que a luz do príncipe da paz brilhe para cada um de nós, nos
tirando da escuridão dos nossos pecados.
• Que possamos renovar a cada dia em nossos corações que a
salvação já foi concedida, e que a busquemos todos os dias.
Ato concreto: Rezemos durante a semana pela paz no mundo
(sugestão de oração na pág. 3).
Avisos e Canto final – à escolha (págs. 36 a 47).
10
Boas-vindas.
Canto de entrada – à escolha (págs. 36 a 47).
Animador: Vamos dar início ao encontro, invocando a Trindade
Santa.
Animador: Amados irmãos e irmãs, vivemos um período muito
significativo, tendo acontecido no dia 7 de fevereiro de 2022 a co-
memoração dos 15 anos de fundação da nossa Comunidade de Je-
sus Misericordioso. Vivemos um momento de profunda gratidão a
Deus pela nossa história e hoje vamos compreender que o sacrifí-
cio deve ser realizado com amor.
Todos: Canto ao Espírito Santo (pág. 46).
Todos: Oração ao Divino Espírito Santo (pág. 24).
Animador: Meditemos esse trecho do Diário de Santa Faustina:
“Filha, preciso do sacrifício realizado com amor, porque só isso
tem sentido para mim. Na verdade, enormes são as dívidas do
mundo que Me são devidas; almas puras podem pagá-los com seu
sacrifício, exercendo misericórdia no espírito.” (Diário, 1316)
Canto (pág. 36)
Escuta da Palavra: Romanos 12, 1-2 (Sacrifício vivo)
Momento para reflexão e partilha
1º Leitor: Na tradução da CNBB, esse discurso de São Paulo é
acertadamente chamado de a vida cristã, pois ele descreve clara-
mente como os cristãos devem viver no mundo. Para ser cristão
de verdade, é preciso romper com a mentalidade mundana e sa-
crificar-se por amor a Deus, pois sem o cumprimento dessa exi-
gência, não se pode experimentar o espírito do cristianismo, que é
o amor a Deus sobre todas as coisas.
2º Leitor: Jesus, quando chama os Apóstolos para a missão, exi-
ge um rompimento com aquilo que era a vida antiga deles, a fim
de que, uma vez transformados pela graça, aqueles homens pos-
sam voltar ao mundo como fermento na massa, como sal e luz.
Há, portanto, uma dinâmica de ruptura, indicada pela palavra
“Vinde”, que prepara o retorno dos cristãos ao mundo, como au-
tênticos missionários, aqueles que expulsam demônios e sacrifi-
cam seus corpos pela salvação das almas.
3º Encontro - O Sacrifício que brota da misericórdia
43
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Confio em vós Senhor Jesus
Confio em vós ó Deus de amor
Com esperança venho aqui
Toda confiança eu tenho em Ti
Confio em vós misericordioso Senhor.
Eu cantarei a misericórdia do Senhor
A todos os povos pelos séculos sem fim hei de cantar.
Por ser maior atributo que Deus tem pra dar.
E pra nós um milagre incessante de salvar.
Seio amoroso a jorrar a Trindade Divina.
Em toda plenitude quando o véu pendente cairá.
Nós sentiremos na alma o ardor que ilumina.
Sua misericórdia Senhor manifestará
Da fonte da Vossa misericórdia Senhor.
Toda felicidade e vida em seu amor fluirá
Em seu louvor toas as criaturas vão cantar
Num enlevo a misericórdia dele a louvar.
CONFIO EM VÓS
42
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
CONHEÇO UM CORAÇÃO PERDÃO PAI
Conheço um coração tão manso,
humilde e sereno.
Que louva o Pai por revelar seu
nome aos pequenos; Que tem o
Dom de amar, que sabe perdoar,e
deu a vida para nos salvar!
Jesus, manda teu Espírito, para
transformar meu coração (2x)
Ás vezes no meu peito bate um
coração de pedra,
Magoado, frio, sem vida, aqui den-
tro ele me aperta.
Não quer saber de amar, nem sabe
perdoar, quer tudo e não sabe par-
tilhar.
Lava, purifica e restaura-me de
novo.
Serás o nosso Deus e nós seremos
o Seu povo.
Derrama sobre nós a água do
amor, o Espírito de Deus nosso
Senhor!
Pai, eu vim aqui pra te pedir per-
dão
contrito e arrependido está meu
coração
Pai, eu vim aqui pra te pedir per-
dão
contrito e arrependido está meu
coração
Pai eu sei que eu errei
Pai eu sei que eu te magoei
Pai eu sei que eu pequei
Pai eu sei que eu te machuquei
Mas agora eu te peço, pai:
as minhas culpas, todas apagai
Me ressuscita, misericórdia infini-
ta
Mas agora eu te peço, pai:
as minhas culpas, todas apagai
Me ressuscita, misericórdia infini-
ta
Me ressuscita, misericórdia infini-
ta (3X)
11
1º Leitor: Acontece que a Igreja atual vive um drama. Muitos
cristãos não querem mais romper com o mundo para estar com
Jesus e, fazendo ouvidos moucos ao testemunho de dois mil anos
de cristianismo, vão se adequando às exigências dos tempos mo-
dernos.
2º Leitor: Com efeito, os católicos precisam aprender a amar o
mundo apaixonadamente não para se adequar aos seus esque-
mas, mas para santificá-lo, ainda que isso custe o martírio e a ri-
dicularização. Atenção: o serviço ao mundo não consiste em dis-
putas temerárias, em uma visão soberba do “nós contra eles”;
consiste, antes, no desejo de salvar os nossos irmãos e conduzi-
los para o caminho da verdade, que um dia também nos encon-
trou, ou seja, o caminho de Cristo, pois, de fato, não somos me-
lhores do que os outros, mas somos pobres pecadores que foram
resgatados pela graça de Deus e que desejam a mesma sorte para
os seus irmãos. É o amor de Cristo que nos impele.
1º Leitor: A proposta cristã, portanto, não pretende alienar as
pessoas do mundo. Ao contrário, o cristianismo deseja apenas ilu-
minar as realidades temporais com as chamas do Evangelho. E,
para isso, os cristãos precisam recolher-se no íntimo de Cristo, a
fim de serem renovados pela sua graça e misericórdia. Só a partir
desse contato com o Salvador, que diz: “Vinde”, poderemos aco-
lher o seu apelo de ir a todo o mundo e levar o Evangelho a toda
criatura.
Terço da misericórdia (pág. 16).
Preces:
Animador: Após cada prece digamos: Rei da glória, ouvi a nos-
sa oração.
• Que possamos fazer sacrifícios de amor (jejum, penitência e
caridade) pela salvação das Almas.
• Que possamos amar a Deus sobre todas as coisas.
• Que possamos ser cristãos melhores, defendendo a verdade,
e rompendo com atitudes que não agradam a Deus.
Ato concreto: Ajudar uma família carente da comunidade com
doação de roupas e alimentos.
Avisos e Canto final – à escolha (págs. 36 a 47).
12
Boas-vindas.
Canto de entrada – à escolha (págs. 36 a 47).
Animador: Vamos dar início ao encontro, invocando a Trindade
Santa.
Animador: Amados irmãos e irmãs, vivemos um período muito
significativo, tendo acontecido no dia 7 de fevereiro de 2022 a co-
memoração dos 15 anos de fundação da nossa Comunidade de Je-
sus Misericordioso. Vivemos um momento de profunda gratidão a
Deus pela nossa história e hoje vamos bradar ao mundo inteiro
que Nosso Senhor Jesus Cristo é o rei de misericórdia.
Todos: Canto ao Espírito Santo (pág. 46).
Todos: Oração ao Divino Espírito Santo (pág. 24).
Animador: Meditemos esse trecho do Diário de Santa Faustina:
“Meu Coração está repleto de grande misericórdia para com as al-
mas, e especialmente para com os pobres pecadores. Oxalá pos-
sam compreender que Eu sou para eles o melhor Pai, que por eles
jorrou do Meu Coração o Sangue e a Água como de uma fonte
transbordante de misericórdia. Para eles resido no Sacrário e co-
mo Rei de Misericórdia desejo conceder graças às almas (…) Oh!
Como é grande a indiferença das almas para com tanta bondade,
para com tantas provas de amor. (…) para tudo têm tempo, ape-
nas não têm tempo para vir buscar as Minhas graças.” (Diário,
367)
Canto (pág. 36)
Escuta da Palavra: 2 Coríntios 1, 3-4 (Pai das Misericórdias)
Momento para reflexão e partilha
1º Leitor: A misericórdia do Pai se manifestou para nós em Jesus
Cristo, é por meio d’Ele que nos chega todo bem e toda graça. É o
Deus que sofreu a tribulação para nos consolar e o faz em todas
as nossas aflições. Para que por meio da consolação que recebe-
mos de Deus possamos consolar a todos os que estão aflitos à
nossa volta.
4º encontro: O Rei da Misericórdia
41
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
FORÇA E VOTÓRIA
CURA SENHOR
Vamos Jesus passear na minha vida
Quero voltar aos lugares em que eu
fiquei só
Quero voltar lá contigo, vendo que
estavas comigo
Quero sentir Teu amor a me embalar
Cura Senhor onde dói, cura Senhor
bem aqui
Cura Senhor onde eu não posso ir
(2x)
Quando a lembrança me faz adorme-
cer
Sabes que a espada da dor entra em
meu ser
Tu me carregas nos braços, leva-me
com Teu abraço
Sinto minh'alma chorar junto de Ti
Cura Senhor onde dói, cura Senhor
bem aqui
Cura Senhor onde eu não posso ir
(2x)
Tantas lembranças eu quero esque-
cer,
Deixa um vazio em minh'alma e em
meu viver
Toma Senhor, meu abraço, Te entre-
go todo cansaço
Quero acordar com Tua paz a me
aquecer.
Todo joelho se dobrará
E toda língua proclamará
Que Jesus Cristo é o Senhor
Todo joelho se dobrará
E toda língua proclamará
Que Jesus Cristo é o Senhor
Nada poderá me abalar
Nada poderá me derrotar
Pois minha força e vitória
Tem um nome
É Jesus (2x)
Quero viver Tua palavra
Quero ser cheio do Teu espírito
Mas só te peço, livra-me do mal
Quero viver Tua palavra
Quero ser cheio do Teu espírito
Mas só te peço, livra-me do mal
Nada poderá me abalar
Nada poderá me derrotar
Pois minha força e vitória
Tem um nome
É Jesus (2)
40
GRANDIOSO ÉS TU TE AMAREI SENHOR
Senhor, meu Deus, quando eu, ma-
ravilhado / Contemplo a tua imensa
criação / A terra e o mar e o céu to-
do estrelado / Me vêm falar da tua
perfeição
Então minh'alma canta a ti, Se-
nhor / Grandioso és Tu! Grandio-
so és Tu! / Então minh'alma canta
a ti, Senhor / Grandioso és Tu!
Grandioso és Tu!
Quando as estrelas, tão de mim
distantes / Vejo a brilhar com vívido
esplendor / Relembro, oh! Deus, as
glórias cintilantes / Que meu Jesus
deixou, por meu amor!
Ao caminhar nas matas e florestas /
Escuto as aves todas a cantar /
Olhando os montes, vales e campi-
nas / Vejo em tudo teu amor sem
Par
E quando penso que Tu não pou-
paste / Teu filho amado por amor de
mim / Meu coração, que nele Tu
ganhaste / Transborda, oh! Pai, de
amor que não tem fim!
E quando Cristo, o amado meu vol-
tando / Vier dos céus o povo seu
buscar / No lar eterno, quero jubi-
lando / A tua santa face contemplar
Me chamaste para caminhar na vida
contigo / Decidi para sempre seguir-
te, não voltar atrás /Me puseste uma
brasa no peito e uma flecha na al-
ma / É difícil agora viver sem lembrar
-me de ti
Te amarei, Senhor, te amarei, Se-
nhor / Eu só encontro a paz e a
alegria Bem perto de ti (BIS)
pensei muitas vezes calar e não dar
nem resposta / Eu pensei na fuga
esconder-me, ir longe de ti /
Mas tua força venceu e ao final eu
fiquei seduzido / É difícil agora viver
sem lembrar-me de ti
Te amarei, Senhor, .... BIS
Ó Jesus, não me deixes jamais ca-
minhar solitário / Pois conheces a
minha fraqueza e o meu coração /
Vem, ensina-me a viver a vida na tua
presença /No amor dos irmãos, na
alegria, na paz, na união
Te amarei, Senhor, ...
Eu pensei muitas vezes calar e não
dar nem resposta /Eu pensei na fuga
esconder-me, ir longe de ti /
Mas tua força venceu e ao final eu
fiquei seduzido /É difícil agora viver
sem saudades de ti
Te amarei, Senhor, te amarei, Se-
nhor / Eu só encontro a paz e a
alegria Bem perto de ti
Te amarei, Senhor, te amarei, Se-
nhor / Eu só encontro a paz e a
alegria Bem perto de ti
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
13
2º Leitor: Somos consolados para poder consolar os nossos ir-
mãos. Quem não foi consolado, não sabe consolar. Nós consola-
mos sendo consolados por Deus. Por isso, devemos nos tornar um
conforto, um consolo para quem está ao nosso lado. Precisamos
ser outro Jesus para essa pessoa. Porque toda a força nos foi dada
no nosso batismo, porque o amor de Deus foi derramado em nos-
so coração pelo Seu Espírito Santo.
1º Leitor: De onde vem tudo isso? Vem de Deus Pai, de Nosso
Senhor Jesus Cristo e Pai de toda consolação, o Pai das Misericór-
dias. O consolo vem sobre aqueles que precisam ser consolados.
O Senhor nos consola em todas as nossas aflições. Você está atri-
bulado? Hoje o Senhor está olhando para você, ao seu lado nesse
momento de aflição, porque o socorro de Deus se manifesta para
você.
2º Leitor: Nós nos entregamos a Deus para receber o Senhor,
que se entregou por nós. É pular nessa piscina de misericórdia. Se
você quer receber este consolo, com certeza, você vai fazer uma
experiência nova na sua vida. Se você se entregar a Deus você vai
fazer a experiencia do consolo d’Ele e perceberá o Espírito agindo
em você e mudando o seu coração e você não será mais a mesma
pessoa.
Terço da misericórdia (pág. 16).
Preces:
Animador: Após cada prece digamos: Ouvi, Senhor, as nossas
súplicas.
• Que possamos consolar os corações aflitos que estão à nossa
volta, quer seja em atos palavras ou orações.
• Busquemos sempre a misericórdia de Deus, através da re-
conciliação, quando cairmos em tentação.
• A misericórdia do Pai se manifestou para nós em Jesus Cris-
to, peçamos por meio d’Ele todo bem e toda graça.
Ato concreto: Firmar o propósito de durante a semana adorar
Jesus Eucarístico diante do sacrário.
Avisos e Canto final – à escolha (págs. 36 a 47).
14
Boas-vindas.
Canto de entrada – à escolha (págs. 36 a 47).
Animador: Vamos dar início ao encontro, invocando a Trindade
Santa.
Animador: Amados irmãos e irmãs, vivemos um período muito
significativo, tendo acontecido no dia 7 de fevereiro de 2022 a co-
memoração dos 15 anos de fundação da nossa Comunidade de Je-
sus Misericordioso. Vivemos um momento de profunda gratidão a
Deus pela nossa história e hoje façamos a escolha de viver sob o
domínio do amor e da justiça que vem de Deus misericordioso.
Todos: Canto ao Espírito Santo (pág. 46).
Todos: Oração ao Divino Espírito Santo (pág. 24).
Animador: Meditemos esse trecho do Diário de Santa Faustina:
“Em tempos de desolação interior não perco a paz, porque sei que
Deus nunca abandona uma alma, exceto talvez apenas quando a
própria alma rompe o vínculo de amor com sua infidelidade. No
entanto, todas as criaturas, sem exceção, dependem do Senhor e
são mantidas por Sua onipotência. Alguns estão sob o domínio do
amor, outros sob o domínio da justiça. Depende de nós sob qual
regra queremos viver, porque a ninguém é recusada a ajuda da
graça suficiente.” (Diário, 1315)
Canto (pág. 36)
Escuta da Palavra: Efésios 2, 1-5 (É por Graça que fostes
salvos)
Momento para reflexão e partilha
1º Leitor: Deus revela que é «rico de misericórdia» (Ef 2, 4), ao
ponto de entregar o seu próprio Filho. Dando a vida para nos li-
bertar do pecado, Jesus revelará que Ele mesmo é portador do no-
me divino: «Quando elevardes o Filho do Homem, então sabereis
que Eu sou» (Jo 8, 28).
2º Leitor: O nosso Deus é rico em misericórdia, por isso não tem
raiva de nós. Ele é rico em misericórdia! Todas as nossas misérias,
todos os nossos pecados foram pagos pelo sofrimento de Jesus
Cristo na cruz. Ele zerou os nossos pecados pelos séculos dos sé-
culos. Antes de pecarmos, ele já havia pago a nossa dívida.
5º encontro: Justiça e Misericórdia
39
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Que nenhuma família comece em qualquer de repente
Que nenhuma família termine por falta de amor
Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente
E que nada no mundo separe um casal sonhador!
Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte
Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois
Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte
Que eles vivam do ontem, do hoje, e em função de um depois!
Que a família comece e termine sabendo onde vai
E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor
E que os filhos conheçam a força que brota do amor!
Abençoa, Senhor, as famílias! Amém!
Abençoa, Senhor, a minha também (bis)
Que marido e mulher tenham força de amar sem medida
Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão
Que as crianças aprendam no colo, o sentido da vida
Que a família celebre a partilha do abraço e do pão!
Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos!
Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois!
Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho,
Seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois!
Que a família comece e termine sabendo onde vai
E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor
E que os filhos conheçam a força que brota do amor!
Abençoa, Senhor, as famílias! Amém!
Abençoa, Senhor, a minha também (bis)
ORAÇÃO PELA FAMÍLIA
38
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
EU VIM PARA QUE TODOS
TENHAM VIDA
Refrão: eu vim para que todos te-
nham vida,
Que todos tenham vida plenamen-
te.
1. reconstrói a tua vida em comu-
nhão com teu senhor; / Reconstrói
a tua vida em comunhão com teu
irmão: / Onde está o teu irmão, eu
estou presente nele.
2. "eu passei fazendo o bem, eu cu-
rei todos os males" / Hoje és minha
presença junto a todo sofre-
dor:
Onde sofre o teu irmão, eu estou
sofrendo nele.
3. "entreguei a minha vida pela
salvação de todos"/ Reconstrói, pro-
tege a vida de indefesos e inocen-
tes: / Onde morre o teu irmão, eu
estou morrendo nele.
4. "vim buscar e vim salvar o que
estava já perdido"/ Busca, salva e
reconduze a quem perdeu toda a
esperança: / Onde salvas teu ir-
mão, tu me estás salvando nele.
5. "este pão, meu corpo e vida para
a salvação do mundo"/ É presença
e alimento nesta santa comu-
nhão:
Onde está o teu irmão, eu estou,
também, com ele.
ESTÁS ENTRE NÓS
Tu és minha vida, outro Deus não há
Tu és minha estrada, a minha verdade
Em tua Palavra eu caminharei
Enquanto eu viver e até quando tu qui-
seres
Já não sentirei temor pois estás aqui
Tu estas no meio de nós.
Creio em ti Senhor, vindo de Maria
Filho Eterno e Santo, homem como nós
Tu morreste por amor, vivo estás em
nós
Unidade trina com o Espírito e o Pai
E um dia eu bem sei, Tu retornarás
E abrirás o Reino dos céus!
Tu és minha força outro Deus não há
Tu és minha paz, minha liberdade
Nada nesta vida nos separará
Em tuas mãos seguras minha vida guar-
darás
Eu não temerei o mal, tu me livrarás
E no teu perdão viverei!
Ó Senhor da vida creio sempre em ti
Filho Salvador eu espero em ti!
Santo Espírito de amor desce sobre nós
Tu, de mil caminhos nos conduzes à
uma fé
E por mil estradas onde andarmos nós
Qual semente nos levarás.
15
1º Leitor: Quando aquele Sangue escorreu por nós, na cruz, os
nossos pecados estavam sendo pagos. Jesus pagou pelos nossos
pecados antecipadamente, porque Ele tem riqueza em misericór-
dia! E tudo isso de graça para nós! O que ganhamos de graça ho-
je? Mas Ele, sem merecermos, pagou por nós antes mesmo de
nascermos e errarmos.
2º Leitor: Já se passaram 20 séculos, mas a misericórdia d’Ele
não se esgotou! Interessante que tudo aquilo que precisamos fa-
zer é crer, porque não podemos pagar aquilo que Ele já pagou por
nós.
Terço da misericórdia (pág. 16).
Preces:
Animador: Após cada prece digamos: Pela Vossa Misericórdia,
Ouvi-nos, Senhor.
• Que possamos reconhecer e agradecer as graças e bênçãos
de Deus em nossas vidas.
• Devemos nos lembrar, que todas as nossas misérias foram
pagas pelo sofrimento de Jesus na Cruz.
• Que lembremos que a misericórdia de Deus não se esgota, e
basta crermos e nos arrependermos.
Ato concreto: Visitar um familiar, amigo ou membro da comuni-
dade que esteja enfermo e meditar com o doente a passagem bí-
blica do encontro de hoje (Ef 2, 1-5).
Avisos e Canto final – à escolha (págs. 36 a 47).
16
Oferecimento
Divino Jesus, nós Vos oferecemos este Terço que vamos rezar, concedei-
nos por intercessão da Virgem Maria e Santa Faustina as virtudes que
nos são necessárias para bem rezá-lo e a graça de ganharmos as indul-
gências anexas à esta Santa Devoção.
(obs. fazer o oferecimento dirigido a família que nos recebe)
Coordenador: Rezemos com fé e confiança o Terço da Misericórdia.
Todos: Pai Nosso, Ave Maria, Credo ..
* Nas contas grandes:
Todos: Eterno Pai, eu Vos ofereço o corpo, sangue, alma e divindade de
Vosso Diletíssimo Filho Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos
nossos pecados e do mundo inteiro.
* Nas contas pequenas:
Pela sua dolorosa paixão
Todos: Tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.
* No término de cada dezena:
Todos: Ó Sangue e Água, que jorraste do Coração de Jesus como fonte
de misericórdia para nós, eu confio em Vós.
* No final do Terço.
Todos: Deus Santo, Deus forte, Deus imortal, tende piedade de nós e do
mundo inteiro. ( 3x)
TERÇO DA MISERICÓRDIA
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
37
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
A BARCA
Tu te abeiraste na praia / Não
buscaste nem sábios, nem ricos /
Somente queres que eu te siga....
Senhor, Tu me olhaste nos olhos
A sorrir, pronunciaste meu nome /
Lá na praia, eu deixei o meu bar-
co / Junto a Ti, buscarei outro mar
Tu sabes bem que em meu barco/
Eu não tenho espadas nem ouro /
Somente redes e o meu trabalho...
Senhor, Tu me olhaste nos olhos
A sorrir, ...
Tu minhas mãos solicitas / Meu
cansaço, que a outros descansem /
Amor que almeja seguir amando..
Senhor, Tu me olhaste nos olhos
A sorrir .....
Tu, pescador de outros lagos / Ân-
sia eterna de almas que esperam /
Bondoso amigo, assim me cha-
mas...
Senhor, Tu me olhaste nos olhos
A sorrir, ...
Junto a Ti, buscarei outro mar
Junto a Ti, buscarei outro mar
Junto a Ti, buscarei outro mar
MARIA DE DEUS SENHORA DA PAZ
É bom estarmos juntos
Nesta mesa do Senhor
E sentirmos Sua presença
No calor do nosso irmão
Deus nos reúne aqui
Em um só espírito
E um só coração
Toda família vem
Não falta ninguém
Nesta comunhão
E vem, cantando entre nós
Maria de Deus, senhora da paz
E vem, orando por nós A
mãe de Jesus (bis)
Maria, nossa mãezinha
Nos convida à união
Sua presença nos une
Faz-nos sempre mais irmãos
Nossa Senhora escuta
O nosso silêncio, a nossa oração
E apresenta o filho
Que se dá no vinho
Que se dá no pão
E vem, cantando entre nós
Maria de Deus, senhora da paz
36
CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
COMO SÃO BELOS PALAVRA DE SALVAÇÃO
EU VIM PRA ESCUTAR
Como são belos os pés do mensagei-
ro que anuncia a paz
Como são belos os pés do mensagei-
ro que anuncia o Senhor
Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e
Senhor
Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e Se-
nhor
O meu Senhor chegou com toda
Glória, vivo Ele está, Ele está
Bem junto a nós, Seu Corpo Santo a
nos tocar. E vivo eu sei, Ele está
Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e
Senhor
Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e
Senhor
Palavra de salvação somente o céu
tem pra dar
Por isso meu coração se abre para
escutar
Por mais difícil que seja seguir
Tua palavra queremos ouvir
Por mais difícil de se praticar
1.Eu vim para escutar
Tua palavra, tua palavra, tua pa-
lavra de amor
2.eu gosto de escutar
Tua palavra, tua palavra, tua pa-
lavra de amor
3.eu quero entender melhor
Tua palavra, tua palavra, tua pa-
lavra de amor
4.o mundo ainda vai viver
Meu coração transborda de amor
Porque meu Deus é um Deus de
amor / Minha alma está repleta
de paz / Porque Jesus é a minha
paz
Eu digo aleluia (5X) Eu digo por-
que
Eu digo aleluia (5X) aleluia,
MEU CORAÇÃO TRANSBORDA
DE AMOR
Espírito Santo vinde / falar em
mim / Espírito Santo vinde / falar
em mim.
Espírito Santo vinde / orar em mim /
Espírito Santo vinde / orar em mim
Vinde curar, vinde libertar / nossos
corações de toda opressão / Vinde
transformar, vem incendiar / traz
fogo do céu nesse lugar
Incendeia minha alma / Incendeia
minha alma / Incendeia minha alma,
Senhor
INCENDEIA MINHA ALMA
17
Espírito Santo Consolador, aperfeiçoai em nós a obra que Jesus come-
çou. Tornai forte e contínua a oração que fazemos em nome do mundo
inteiro. Apressai para cada um de nós os tempos de uma profunda vida
interior: impulsionai o nosso apostolado, que deseja atingir todos os ho-
mens. Tudo seja grande em nós: a busca, o culto da verdade; a prontidão
ao sacrifício até a cruz e a morte; que tudo enfim corresponda à oração
sacerdotal de Jesus ao Pai celeste e àquela efusão que de vós, Espírito de
amor, o Pai e o Filho irradiam sobre a Igreja e sobre as suas instituições
sobre cada pessoa e sobre os povos.
ATO DE CONSAGRAÇÃO À DIVINA MISERICÓRDIA
ORAÇÃO AO ESPÍRITO SANTO CONSOLADOR
ORAÇÃO DE SANTA FAUSTINA
Saúdo-vos, coração misericordioso de Jesus / Fonte viva de todas as gra-
ças / Nossa única proteção e refúgio / em Vos tenho o brilho da Esperan-
ça / saúdo-vos, coração misericordioso de meu Deus / Inescrutável fonte
de amor / Da qual brota a vida para o homem pecador / E a fonte de toda
a doçura / Saúdo-vos chaga aberta do coração santíssimo /Do qual saí-
ram os raios de misericórdia / E da qual foi-nos dado haurir a vida / Ins-
trumento de confiança único.
Misericordiosíssimo Jesus, Vossa bondade é infinita e os tesouros de
Vossa graça são inexauríveis. Eu tenho infinita confiança na Vossa Mise-
ricórdia, que se estende sobre todas as criaturas (Sl. 144,9) . Eu me en-
trego inteiramente a Vós e sem reserva, para que eu possa assim viver e
esforçar-me por alcançar a perfeição Cristã. Eu desejo propagar a Vossa
Misericórdia, através da realização de obras de Misericórdia, tanto espi-
rituais como corporais, especialmente para a conversão dos pecadores,
consolar e ajudar aos necessitados , aos aflitos e enfermos. Guardai-me
pois, como Vossa propriedade e Vossa Glória pois enquanto tenho tudo
para temer minha fraqueza humana ao mesmo tempo tenho tudo para
confiar na Vossa Misericórdia. Possam todos os homens conhecer os in-
sondáveis abismos de Vossa Misericórdia, para nela confiar e glorificá-la
sempre. Amém! “Jesus eu confio em Vós! ” (3x) Amém. Aleluia
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
18
ORAÇÃO INICIAL
Senhor misericordioso, meu Mestre, desejo te seguir com fidelidade, desejo
te imitar com minha vida cada vez mais perfeitamente, por isso, te rogo que
através da meditação de tua Paixão me concedas a graça de compreender
cada vez melhor os mistérios da vida espiritual. Maria, Mãe da Misericór-
dia, sempre fiel a Cristo, guia-me pelas vias da dolorosa Paixão de teu Fi-
lho e alcançai-me as graças necessárias para que esta Via Sacra seja fecun-
da em meu coração.
I ESTAÇÃO: JESUS É CONDENADO
Jesus à Santa Faustina: “Não te espantes se às vezes suspeitarem de ti in-
justamente. Eu por amor a ti, fui o primeiro a beber este cálice, de sofrimen-
tos injustos (289). Quando estava diante de Herodes obtive para ti a graça de
saber elevar-te acima do desprezo humano, de seguir fielmente meus passos
(1164)”.
Santa Faustina: “Jesus, somos sensíveis às palavras e queremos responder
de imediato, sem reparar se é a vontade de Deus que falemos. A alma silen-
ciosa é forte, nenhuma contrariedade lhe fará mal se perseverar no silêncio.
A alma silenciosa é capaz da mais profunda união com Deus (477)”.
Eu: Jesus misericordioso, ajuda-me, para que saiba aceitar cada juízo hu-
mano e não me deixes pronunciar nunca a sentença de condenação contra
Ti em meus próximos.
II ESTAÇÃO: JESUS CARREGA A SUA CRUZ
Jesus à Santa Faustina: “Não tenhas medo dos sofrimentos, Eu estou conti-
go (151). Quanto mais amas o sacrifício, tanto mais puro será teu amor por
mim (279)”.
Santa Faustina: “Oh Jesus, te dou graças pelas pequenas cruzes, pelas con-
trariedades nas quais tropeçam meus propósitos. Te dou graças pelo peso da
vida comunitária, por uma mal interpretação de minhas intenções, pelas hu-
milhações por parte dos demais, pelo comportamento áspero diante de mim,
pela minha saúde débil e pelo esgotamento das forças. Te dou graças pela
falta de reconhecimento de todos, pelos impedimentos feitos a todos os meus
planos confiados a mim por Ti (343)”.
Eu: Jesus misericordioso, ensina-me a apreciar as dificuldades da vida, a
enfermidade, cada sofrimento e com amor levar esta cruz cotidiana.
VIA SACRA COM SANTA FAUSTINA
35
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Animador:
Meditação: AJUDA AS ALMAS TÍBIAS
Todos: Hoje, traze-Me as almas tíbias e mergulha-as no abismo de Mi-
nha misericórdia. Essas almas ferem mais dolorosamente o Meu Cora-
ção. Foi da alma tíbia que a Minha alma sentiu repugnância no Jardim
das Oliveiras. Elas Me levaram a dizer: “Pai, afasta de Mim esse cálice,
se assim for a Vossa vontade”. Para elas, a última tábua de salvação é
recorrer a Minha misericórdia (D. 1228).
Ó compassivo Jesus, Tu que és a própria compaixão, trago, à mansão do
Teu compassivo Coração, as almas tíbias. Que se aquecem no fogo do Teu
amor puro essas almas geladas que, semelhantes a cadáveres, Te en-
chem de tanta repugnância. Ó Jesus, muito compassivo, usa a força da
Tua misericórdia, as atrai até o fogo do teu amor e concedei-lhes o amor
santo, porque Tu podes tudo.
O fogo e o gelo não podem ser unidos,
Porque ou o fogo se apaga, ou o gelo se derrete
Mas a Tua misericórdia, ò Deus
Pode auxiliar indigências ainda maiores.
Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa Misericórdia para as tíbias e que
estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Pai de misericórdia,
suplico-Vos pela amargura da paixão de Vosso Filho e por Sua agonia de
três horas na Cruz, permiti que também elas glorifique o abismo da Vos-
sa misericórdia. Amém.
• Canto e celebração.
NONO DIA
34
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Animador:
Meditação: O PURGATÓRIO
Todos: Hoje, traze-Me as almas que se encontram na prisão do purgató-
rio e mergulha-as no abismo da minha misericórdia. Que as torrentes do
Meu Sangue refresque o seu ardor. Todas essas almas são muito ama-
das por Mim. Elas pagam as dívidas à minha justiça. Está em teu alcan-
ce traze-lhes alivio. Tira do tesouro da minha Igreja todas as indulgên-
cias e oferece-as por elas. Oh! Se conhecesses o seu tormento, incessante-
mente ofereceis por elas a esmola do espírito e pagarias as suas dívidas à
Minha justiça (D.1226).
Misericordiosíssimo Jesus, Tu que dissestes que quereis misericórdia, eis
que estou trazendo, à morada do Teu compassivo Coração, as almas do
purgatório; almas que Te são muito queridas e que, no entanto, devem
dar reparação a Tua justiça. Que as torrentes de Sangue e Água que bro-
tam do Teu Coração apaguem as chamas do fogo do Purgatório, para que
também ali seja glorificado-o poder da Tua misericórdia.
Do terrível ardor do fogo do Purgatório
Ergue-se um lamento (das almas) à Tua misericórdia
E receberam consolo, alivio e conforto
Na torrente derramada do sangue e da água
Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa Misericórdia para as almas que
sofrem no purgatório e que estão encerradas no Coração compassivo de
Jesus, Vosso Filho, e por toda amargura de que estava inundada a Sua
Santíssima alma. Mostrai Vossa misericórdia às almas que se encontram
sob o olhar da Vossa justiça. Não olheis para elas de outra forma senão
pelas chagas de Jesus, Vosso diletíssimo Filho, porque nós cremos na
Vossa bondade e misericórdia, pois são incomensuráveis. Amém.
• Canto e celebração.
OITAVO DIA
19
III ESTAÇÃO: JESUS CAI SOB O PESO DA CRUZ
Jesus à Santa Faustina: “As faltas involuntárias das almas não retêm Meu
amor por elas nem me impedem de juntar-me à elas; No entanto, os pecados,
embora sejam os mais pequenos, mas voluntários, freiam minhas graças e
não posso enchê-las com tais dons (1641)”.
Santa Faustina: “Oh meu Jesus, sou tão propensa ao mal e isso me obriga a
me vigiar continuamente, mas nada me desencoraja, confio na graça de
Deus, que abunda onde a miséria é maior (606)”.
Eu: Senhor misericordioso salve-me de qualquer infidelidade, mesmo a mais
pequena, mas voluntária e consciente.
IV ESTAÇÃO: JESUS ENCONTRA SUA MÃE
Jesus a Santa Faustina: Embora todas as obras que surjam por Minha Von-
tade sejam expostas a grandes sofrimentos, considerem, no entanto, se algu-
ma delas foi exposta a maiores dificuldades do que o trabalho diretamente
Meu – a obra da Redenção. Você não deve se preocupar muito com os con-
tratempos (1643)”.
Santa Faustina: Eu vi a Santíssima Virgem (…), que me aproximou (…) e
me disse estas palavras: seja corajosa, não tenha medo dos obstáculos enga-
nadores, mas contemple com atentamente a Paixão do meu Filho e assim
vencerás. (449).
Eu: Maria, Mãe da Misericórdia, está sempre comigo, especialmente no so-
frimento, assim como você estava no doloroso caminho do seu Filho.
V ESTAÇÃO: SIMÃO CIRINEU AJUDA JESUS A CARRE-
GAR A CRUZ
Jesus à Santa Faustina: “Eu permito que os constrangimentos multipliquem
os méritos. Eu não recompenso pelo resultado positivo, mas pela paciência e
trabalho realizado por mim (86)”.
Santa Faustina: “Oh meu Jesus, você não dá a recompensa pelo resultado
do trabalho, mas pela vontade sincera e pelo esforço empreendido; por isso,
estou completamente calma, e ainda que todas as minhas iniciativas, meus
esforços sejam frustrados e nem sejam realizados jamais, farei tudo o que
estiver ao meu alcance; todo o mais não é problema meu (952)”.
Eu: Jesus, meu Senhor, que cada pensamento, cada palavra, toda atividade
seja realizada somente por amor a Ti. Purifique minhas intenções.
VIA SACRA COM SANTA FAUSTINA
20
VI ESTAÇÃO: VERÔNICA LIMPA O ROSTO DE JESUS
Jesus à Santa Faustina: “Você deve saber que qualquer coisa boa que faças
às alma, eu aceito como se você tivesse feito a Mim mesmo (1768)”.
Santa Faustina: “Aprendo a ser boa para Jesus, Aquele que é a própria Bon-
dade, para que eu possa ser chamada filha do Pai Celestial (669). Um grande
amor sabe transformar pequenas coisas em grandes coisas e somente o amor
dá valor às nossas ações (303)”.
Eu: Senhor Jesus. Meu mestre, faça com que meus olhos, minhas mãos, mi-
nha boca, meu coração … sejam misericordiosos. Transforme-me em mise-
ricórdia.
VII ESTAÇÃO: JESUS CAI SOB O PESO DA CRUZ
Jesus à Santa Faustina: “A causa de suas quedas é que você confia muito
em ti mesma e te apoias muito pouco em Mim (1488). Deves saber que por ti
mesma não podes nada (639). Não és capaz de receber nem sequer minhas
graças sem minha ajuda (738)”.
Santa Faustina: “Jesus, não me deixe sozinha (…). Você sabe, Senhor,
quão fraca eu sou. Sou um abismo de miséria, sou o próprio nada.
Então, por que deveria estranhar que estando sozinha eu caísse? (1489). É
por isso que Tu, oh Jesus, tem que estar continuamente comigo como uma
mãe que protege seu filho fraco, mais que os outros (264)”.
Eu: Que a sua graça me ajude, Senhor, para que eu não caia continuamente
nos mesmos erros: e se eu cair, ajuda-me a levantar e a glorificar sua mise-
ricórdia.
VIII ESTAÇÃO: JESUS CONSOLAAS MULHERES DE JE-
RUSALÉM
Jesus à Santa Faustina: “Oh, como eu gosto da fé viva (1420). Desejo que
haja mais fé em você neste instante presente (352)”.
Santa Faustina: “Rogo ardentemente, Senhor, permita que minha fé seja
fortalecida, de modo que, na minha vida cotidiana não me guie de acordo
com as considerações humanas, mas sim, de acordo com o Espírito”.
Oh, como tudo atrai o homem para a terra! Mas uma fé viva mantém a alma
em uma esfera superior e dá-lhe o seu lugar apropriado, isto é, o último
(210)”.
VIA SACRA COM SANTA FAUSTINA
33
.
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Animador:
Meditação: A IGREJA PROCLAMA A MISERICÓRDIA DE DEUS
Todos: Hoje, traze-Me as almas que veneram e glorificam de maneira
especial a Minha misericórdia e mergulha-as na minha misericórdia. Es-
sas almas foram as que mais sofreram por causa da Minha Paixão e pe-
netram mais profundamente no Meu espírito. Elas são a imagem viva do
meu Coração compassivo. Estas almas brilham como luz especial na
vida futura. Nenhuma delas irá ao fogo do inferno, defenderei cada
uma delas de maneira especial na hora da morte (D 1224).
Misericordiosissimo Jesus, cujo coração é o próprio amor, aceitai, na mo-
rada do Teu compassivo Coração, as almas que honram e glorificam de
maneira especial a grandeza da Tua misericórdia. Essas almas, potentes
pela força poderosa do próprio Deus, avançam entre penas e adversida-
des, confiando na Tua misericórdia. Essas almas estão unidas a Jesus e
carregam, sobre seus ombros, a Humanidade inteira, mas a Tua miseri-
córdia as envolverá no momento da morte.
A alma que glorifica a bondade do Senhor
É por Ele especialmente amada;
Ela está sempre próxima da fonte viva
E bebe as graças da misericórdia divina
Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa Misericórdia para as almas que
glorificam e honram a vosso maior tributo, isto é, Vossa insondável mise-
ricórdia. Elas estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Essas
almas são Evangelho vivo; suas mãos cheias de obra de misericórdia,
suas almas repletas de alegria cantam um cântico de misericórdia ao al-
tíssimo. Suplico-Vos, ó Deus, mostra-lhes a vossa misericórdia segundo
a esperança e a confiança que em Vós colocaram. As almas que vene-
ram a Minha insondável misericórdia, Eu mesmo as defenderei durante
a sua vida e especialmente na hora da morte, como minha glória.
• Canto e Celebração.
SÉTIMO DIA
32
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Animador:
Meditação: JESUS, EU CONFIO EM VÓS
Todos: Hoje, traze-Me as almas mansas e humildes, assim como as al-
mas das criancinhas, e mergulha-as na Minha misericórdia. Essas almas
são as mais semelhantes ao Meu Coração. Elas Me confortam na amar-
ga Paixão da Minha agonia. Vi que no futuro iriam velar junto aos Meus
altares como anjos terrestres. Sobre elas derramo torrentes de graças.
Só a alma humilde, favoreço com a Minha confiança (D1220).
Misericodiosissimo Jesus, que disseste: “Aprendei de mim, que sou man-
so e humilde de coração”; aceita, na morada do Teu compassivo Coração,
as almas mansas e humildes e as almas das criancinhas. Essas almas
encantam todo o Céu e são especial predileção do Pai celestial. São como
em ramalhete diante do trono de Deus, com cujo perfume o Próprio Deus
se deleita. Essas almas tem morada permanente no coração compassivo
de Jesus e cantam sem cessar um hino de amor e misericórdia pelos sé-
culos.
Já respira aqui na terra o ar do paraíso
A alma verdadeiramente humilde e mansa
E o perfume do seu coração humilde
Encanta o Próprio Criador.
Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa Misericórdia para as
almas mansas, humildes e para as almas da criancinhas que estão encer-
radas na morada compassiva do Coração de Jesus. Essas são as mais se-
melhantes ao Vosso Filho. O perfume dessas almas eleva-se da Terra e
alcança o Vosso Trono. Pai de misericórdia e de toda bondade, suplico-
Vos pelo amor e predileção que tendes por essas almas; abençoai o mun-
do para que as almas cantem glória juntamente à Vossa misericórdia,
por toda a eternidade. Amém.
• Canto e celebração.
SEXTO DIA
21
IX ESTAÇÃO: JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ
Jesus à Santa Faustina: “Você deve saber que o maior obstáculo para a san-
tidade é o desânimo e a agitação sem motivos que te privam da possibilidade
de se exercitar nas virtudes (…). Estou sempre disposto a perdoá-la. Toda
vez que você pede perdão, glorificas a Minha misericórdia (1488)”.
Santa Faustina: “Oh meu Jesus, apesar das tuas graças, sinto e vejo toda a
minha miséria. Começo o dia lutando e acabo lutando; assim que ponho de
lado uma dificuldade, dez se levantam em seu lugar para me vencer, mas não
sofro por isso, porque sei muito bem que este é um tempo de luta e não de
paz (606)”.
Eu: Senhor misericordioso, eu dou a Ti, o que é minha propriedade exclusi-
va, isto é, o pecado e a fraqueza humana. Rogo para que afogues minha mi-
séria na sua Misericórdia insondável.
X ESTAÇÃO: JESUS É DESPOJADO DE SUAS VESTES
Santa Faustina: “Jesus apareceu inesperadamente diante de mim, despojado
de suas roupas, coberto de feridas por todo o corpo, com os olhos cheios de
sangue e lágrimas, o rosto desfigurado, coberto de cusparadas. De repente, o
Senhor me disse: ‘a esposa deveria se parecer com o marido’.
Santa Faustina: “entendi essas palavras em profundidade. Aqui não há lugar
para qualquer dúvida. Minha semelhança com Jesus deve ser realizada atra-
vés do sofrimento e humildade (268)”.
Eu: Jesus, manso e humilde de coração, faça meu coração conforme seu Co-
ração.
XI ESTAÇÃO: JESUS É PREGADO CRUZ
Jesus à Santa Faustina: “Minha discípula, tenha um grande amor por aque-
les que a fazem sofrer; faça o bem aos que te odeiam (1628)”.
Santa Faustina: “Oh meu Jesus, você sabe quais são os esforços necessários
para tratar sinceramente e com simplicidade, aqueles de quem a nossa natu-
reza foge, ou com aqueles que nos fizeram sofrer conscientemente ou incons-
cientemente; isso é humanamente impossível. Em tais momentos mais do
que em outras ocasiões, tento descobrir você, Jesus, nessas pessoas e por ti
faço o bem para elas (compare 766)”.
Eu: Oh amor puríssimo, reina totalmente no meu coração e deixa ao amor o
que excede a medida humana (compare 328).
VIA SACRA COM SANTA FAUSTINA
22
XII ESTAÇÃO: JESUS MORRE NA CRUZ
Jesus à Santa Faustina: “Tudo isso para a salvação das almas. Reflita, mi-
nha filha, sobre o que você faz pela sua salvação (1184)”.
Santa Faustina: Então, eu vi Jesus pregado na cruz. Depois que Jesus estava
pendurado nela, vi toda uma multidão de almas crucificadas com Jesus. E vi
a terceira multidão de almas a seguir delas. A segunda infinidade de almas
não foi pregada na cruz, mas, elas mantiveram fortemente a cruz em suas
mãos; enquanto isso, a terceira multidão de almas não era pregada, nem se-
gurava a cruz, mas essas almas, arrastavam a cruz e estavam muito descon-
tentes.
Jesus me disse: “Vê. Essas almas que se assemelham a mim em sofrimento
e desprezo também me assemelharão em glória; aquelas que menos se asse-
melham a mim em sofrimento e desprezo, serão menos semelhantes em mi-
nha glória (446)”.
Eu: Jesus, meu Salvador, esconda-me nas profundezas do seu Coração, de
modo que, alimentado pela sua graça, eu possa me assemelhar a Ti em
amor pela cruz e participar da Sua glória”.
XIII ESTAÇÃO: JESUS É DESCIDO DA CRUZ
Jesus à Santa Faustina: “A alma mais querida é aquela que acredita forte-
mente na minha bondade e a que tem plena confiança; Ofereço minha confi-
ança e dou-lhe tudo o que ele pede (453)”.
Santa Faustina: “Recorro à Sua misericórdia, Deus compassivo, somente
Tu és bondade. Embora a minha miséria seja grande e as minhas ofensas se-
jam muitas, confio na Sua misericórdia, porque Tu és Deus de misericórdia e
desde tempos imemoriais nunca foi ouvido e nem o céu nem a terra, se lem-
bram de que uma alma que confiou em sua misericórdia ficou desapontada
(1730)”.
Eu: Jesus, misericordioso, multiplica cada dia em mim a confiança na Tua
misericórdia para que sempre e em toda parte eu dê testemunho de Tua bon-
dade e do Seu amor infinito.
XIV ESTAÇÃO: JESUS É COLOCADO NO TÚMULO
Jesus à Santa Faustina: “Você ainda não está na sua Pátria; Então, sejas
fortalecida com minha graça e lute pelo meu Reino nas almas humanas; lute
como uma verdadeira filha e lembre-se que os dias do exílio passarão logo,
com eles a oportunidade de adquirir méritos para o céu. Espero de você (…)
VIA SACRA COM SANTA FAUSTINA
31
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Animador:
Meditação: CRISTO, REI VITORIOSO!
Todos: Hoje, traze-Me todas as almas e fiéis, mergulha-os no oceano da
Minha misericórdia. Estas almas confortaram-Me na Via sacra: foram
aquela gota de consolações em meio ao mar de amarguras(D.1214).
Misericodiosissimo Jesus, que concedei prodigamente, a todos as graças
do tesouro de Vossa misericórdia, acolhei-nos na morada do Vosso com-
passivo coração e não nos deixeis sair dele, pelos séculos: suplicamos-Vos
pelo amor inconcebível de que está inflamado o Vosso coração para com o
Pai Celestial.
As maravilhas da misericórdia são insondáveis;
Nem o pecador nem o justo as entenderá;
Para todos olhas com olhar de compaixão,
E a todos atrais para Vosso amor.
Eterno Pai. Olhai com Vossa misericórdia para as almas fiéis, como para
herança de Vosso Filho, e pela Sua dolorosa paixão concedei-lhes a Vossa
bênção e cercai-as da Vossa incessante proteção, para que não percam o
amor e o tesouro da Santa fé, mas para que, com toda multidão dos Anjos
e dos Santos, glorifiquem a Vossa imensurável misericórdia, por toda
eternidade. Amém.
• Canto e celebração.
TERCEIRO DIA
30
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Animador:
Meditação: CRISTO SUMO SACERDOTE
Todos: Hoje, traze-Me as almas dos sacerdotes e religiosos mergulha-os
na minha insondável misericórdia. Elas Me deram força para suportar a
amarga Paixão. Por elas, como por canais, desce sobre a humanidade Mi-
nha misericórdia (D.1212). Misericordiosissimo Jesus, de quem provém
tudo que é bom, aumenta em nós a graça para que pratiquemos digna
obra de misericórdia, a fim de que aqueles que olham para nós glorifi-
quem o Pai da Misericórdia, que está no céu.
A fonte do amor divino
Mora nos corações puros,
Banhado no mar da misericórdia,
Brilhantes como as estrelas,
Luminosos como aurora.
Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa misericórdia para a porção eleita
da Vossa vinha: as almas dos sacerdotes e religiosos. Concedei-lhes o po-
der da Vossa bênção e, pelos sentimentos do coração de Vosso Filho, no
qual estão encerradas, daí-lhes a força da Vossa Luz, para que possam
guiar os outros no caminho da salvação e, juntamente com eles, canta-
rem a glória de vossa insondável misericórdia, por toda a eternidade.
Amém.
• Canto e celebração.
SEGUNDO DIA
23
um grande número de almas para glorificar a minha misericórdia por toda a
eternidade (1489)”.
Santa Faustina: “Cada alma que me confiou, ó Jesus, vou tentar ajudá-lo
com a oração e o sacrifício, para que sua graça possa operar nela. Oh, grande
amante das almas, oh meu Jesus, agradeço-lhe essa grande confiança, já que
se dignou confiá-las aos nossos cuidados (245)”.
Eu: Faça Senhor misericordioso, que não perca uma só alma que havias me
confiado.
ORAÇÃO APÓS A VIA SACRA
Meu Jesus, minha única esperança, agradeço-lhe por este grande livro que
abristes diante dos olhos da minha alma. Este grande livro é a sua Paixão
enfrentada por amor a mim. Deste livro, aprendi como amar a Deus e as al-
mas. Nele estão encerrados tesouros inesgotáveis (…). Oh, Jesus, quão pou-
cas são as almas que o compreendem no seu martírio de amor (…). Feliz a
alma que compreendeu o amor do Coração de Jesus (304).
24
COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO
Vinde, Espírito Santo enchei os corações dos vossos fiéis e acendei
neles o fogo do Vosso Amor.
Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado.
E renovareis a face da terra.
Oremos:
Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Es-
pírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o
mesmo Espírito e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor
Nosso. Amém.
Óh! Meu Jesus, peço-vos por toda Igreja, que conceda-lhe o
amor e a Luz do espírito Santo, dai força às palavras dos sacerdotes, pa-
ra que os corações empedernidos se enterneçam e voltem a Vós Senhor.
Senhor, dai-nos Santos Sacerdotes e Vós mesmo conservai-os
em Santidade. Óh! Divino e Sumo Sacerdote, que o poder da Vossa Mise-
ricórdia os acompanhe por onde andarem e os protejam contra as maqui-
nações que o demônio não cessa de armar às almas de cada sacerdote. O
poder da Vossa Misericórdia ó Senhor, destrua tudo o que poderá ofuscar
a santidade dos Sacerdotes porque Vós tudo podeis. Peço-Vos, Jesus,
abençoai com uma luz especial os sacerdotes com as quais me devo con-
fessar, durante a minha vida. Amém.
ORAÇÃO PELA IGREJA E PELOS SACERDOTES
ORAÇÃO AO DIVINO ESPÍRITO SANTO
29
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Animador:
Meditação: A UNIDADE DA IGREJA
Todos: Hoje, traze-Me as almas dos cristãos separados da unidade da
Igreja e mergulha-as no mar da Minha misericórdia. Na minha amarga
paixão dilaceravam o Meu corpo e Meu coração, isto é,a Minha Igreja;
quando voltam à unidade cicatrizam-se as Minhas Chagas, e dessa ma-
neira eles aliviam a Minha Paixão (D. 1218).
Misericordiosíssimo Jesus, Tu que És a própria bondade e não negas a
luz aqueles que te pedem, aceita na morada do Teu compassivo Coração,
almas dos nossos irmãos separados, atrai-os pela Tua luz à unidade da
Igreja e não os deixes sair da morada do Teu compassivo Coração luz do
mundo todo, aceitai na morada do teu compassivo Coração, mas fazei
com que também eles glorifiquem a prodigalidade da Tua misericórdia.
Mesmo para aqueles que rasgaram o manto da Tua Unidade
Flui do Teu Coração uma fonte de compaixão
A onipotência da Tua misericórdia, ó Deus
Pode Tirar também essas almas do erro.
Eterno Pai, olhai com o olhar da Tua Misericórdia para as almas dos
nossos irmãos separados, que esbanjaram os Vossos bens e abusaram da
Vossa graça, permanecendo teimosamente nos seus erros. Não olheis
para os seus erros, mas para o amor de Vosso Filho que suportou amarga
Paixão por eles, pois também eles estão encerrados no Coração compas-
sivo de Jesus. Fazei com que também eles glorifiquem a Vossa grande
misericórdia, por toda eternidade. Amém.
* Canto e Celebração.
QUINTO DIA
28
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Animador:
Meditação: A IGREJA É MISERICÓRDIA
Todos: Hoje, traze-Me os pagãos e aqueles que ainda não Me conhecem e
nos quais pensei na minha amarga paixão. Mergulha-os no mar da Mi-
nha misericórdia. .
Misericordiosíssimo Jesus, Tu que És a luz do mundo todo, aceitai na
morada do teu compassivo Coração, as almas dos pagãos que ainda não
Te conhecem. Que os raios da Tua graça os iluminem para que também
eles , juntamente conosco , glorifiquem as maravilhas da Tua Misericór-
dia; e não os deixe sair da morada do Teu compassivo coração.
Que a luz do teu amor
Ilumine as trevas das almas!
Fazei que estas almas Te conheçam
E glorifiquem a Tua misericórdia, juntamente conosco!
Eterno Pai, olhai com olhar da Vossa misericórdia para as almas dos pa-
gãos que ainda não Vos conhecem, mas que estão encerrados no coração
compassivo de Jesus. Atraía-os à luz do Evangelho. Essas almas não sa-
bem que grande felicidade é amar-Vos; fazei com que também elas glori-
fiquem a prodigalidade da Vossa Misericórdia, por toda eternidade.
Amém.
* Canto e celebração.
QUARTO DIA
25
LIVRO DAS NOVENAS
26
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
1. Preparar o ambiente e acolher as pessoas.
Animador: Irmãos e Irmãs sejam bem vindos a este encontro.
Estamos aqui reunidos em nome da Santíssima Trindade; por isso vamos
saudá-la cantando.
2. Oração ao Espírito Santo pag. 24
Canto: a escolha
3. Terço da Misericórdia - pag. 16
4. Ato de Consagração pag. 17
Animador: Jesus pediu a Santa Faustina que a Festa da Divina Miseri-
córdia fosse precedida por uma novena e indicou as intenções pelas quais
deve ser feita.
“Desejo que, durante estes nove dias, conduzas as pessoas à fonte da mi-
nha misericórdia, para que recebam forças, alívio e todas as graças de
que necessitam nas dificuldades da vida e, especialmente, na hora da
morte. Cada dia conduzirás ao meu coração um grupo diferente de pesso-
as e as mergulharás nesse oceano da minha misericórdia. Eu conduzirei
todas essas pessoas à Casa do Meu Pai. Assim procederás nesta vida e
na futura. Da minha parte, nada negarei aquelas pessoas que tu condu-
zirás a fonte da minha misericórdia. Cada dia pedirás a Meu pai, pela
minha dolorosa paixão, graças para essas pessoas. (Diário 1.209)
- Canto.
ACOLHIDA
27
NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
Animador:
Meditação: A CRUZ DE CRISTO, UMA REVELAÇÃO RADICAL DA MI-
SERICORDIA.
Todos: Hoje, traze-Me a humanidade inteira, especialmente todos os pe-
cadores, e mergulha-os no oceano da Minha Misericórdia; com isso Me
consolarás na amarga tristeza em que a perda das almas Me afunda
(D.1210).
Misericordiosissimo Jesus, de quem é próprio ter compaixão de nós e de
nos perdoar, não olhe os nossos pecados, mas a confiança em que deposi-
tamos em Tua infinita bondade. Acolhe-nos na morada do Teu compassi-
vo Coração e nunca nos deixe sair Dele. Nós te pedimos pelo amor que
Tu une ao Pai e ao Espírito Santo.
Ó onipotência da misericórdia Divina,
Socorro para o homem pecador,
Tu és oceano da misericórdia e de amor,
E ajuda a quem te pede humildemente.
Eterno Pai, olhai com misericórdia para toda humanidade encerrada no
coração compassivo de Jesus, mas especialmente para os pobres pecado-
res.
Pela sua dolorosa paixão, mostrai-nos Vossa misericórdia, para que glori-
fiquemos Vossa onipotência, por toda eternidade. Amém.
• Canto e celebração.
PRIMEIRO DIA

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Livro de peregrinações 2023.pdf

Missa 1 eucaristia 2012
Missa 1 eucaristia 2012Missa 1 eucaristia 2012
Missa 1 eucaristia 2012
Catequese são sebastião
 
Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.
Lucas Licerre
 
Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014
José Vieira Dos Santos
 
Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011
jesmioma
 
Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011
Fernando Chapeiro
 
celebração do credo.pdf
celebração do credo.pdfcelebração do credo.pdf
celebração do credo.pdf
MariaZenaidePereira1
 
Festejos da comunidade divino espirito santo 2018
Festejos da comunidade divino espirito santo 2018Festejos da comunidade divino espirito santo 2018
Festejos da comunidade divino espirito santo 2018
pclaudinei
 
Novena ao Padroeiro Santo André 2010
Novena ao Padroeiro Santo André 2010Novena ao Padroeiro Santo André 2010
Novena ao Padroeiro Santo André 2010
José Vieira Dos Santos
 
ORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAY
ORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAYORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAY
ORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAY
GRUPO DE ORAÇÃO ANJO RAFAEL
 
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 19/02/17
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração -  19/02/17Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração -  19/02/17
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 19/02/17
Igreja Presbiteriana Jardim de Oração
 
420
420420
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_saRoteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
Joao Fonseca
 
2º ANO DE EUCARISTIA
2º ANO DE EUCARISTIA2º ANO DE EUCARISTIA
2º ANO DE EUCARISTIA
Catequista Josivaldo
 
Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009
Bernadetecebs .
 
Modelo novo tempo da criação
Modelo novo tempo da criaçãoModelo novo tempo da criação
Modelo novo tempo da criação
LeonardoMoraisJr
 
425
425425
Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014
CIP2014
 
Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021
Bernadetecebs .
 
1ª eucaristia
1ª eucaristia1ª eucaristia
1ª eucaristia
Vanessavale1984
 

Semelhante a Livro de peregrinações 2023.pdf (20)

Missa 1 eucaristia 2012
Missa 1 eucaristia 2012Missa 1 eucaristia 2012
Missa 1 eucaristia 2012
 
Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.
 
Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014
 
Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011
 
Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011
 
celebração do credo.pdf
celebração do credo.pdfcelebração do credo.pdf
celebração do credo.pdf
 
Festejos da comunidade divino espirito santo 2018
Festejos da comunidade divino espirito santo 2018Festejos da comunidade divino espirito santo 2018
Festejos da comunidade divino espirito santo 2018
 
VIA SACRA ENCONTRO 5 150324.pp t
VIA SACRA ENCONTRO 5 150324.pp                       tVIA SACRA ENCONTRO 5 150324.pp                       t
VIA SACRA ENCONTRO 5 150324.pp t
 
Novena ao Padroeiro Santo André 2010
Novena ao Padroeiro Santo André 2010Novena ao Padroeiro Santo André 2010
Novena ao Padroeiro Santo André 2010
 
ORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAY
ORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAYORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAY
ORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAY
 
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 19/02/17
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração -  19/02/17Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração -  19/02/17
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 19/02/17
 
420
420420
420
 
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_saRoteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
Roteiro para a_adoracao_ao_santissimo_sa
 
2º ANO DE EUCARISTIA
2º ANO DE EUCARISTIA2º ANO DE EUCARISTIA
2º ANO DE EUCARISTIA
 
Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009
 
Modelo novo tempo da criação
Modelo novo tempo da criaçãoModelo novo tempo da criação
Modelo novo tempo da criação
 
425
425425
425
 
Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014
 
Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021
 
1ª eucaristia
1ª eucaristia1ª eucaristia
1ª eucaristia
 

Mais de Nuno Melo

Diácono Ícone de Cristo Servo na Palavra
Diácono Ícone de Cristo Servo na PalavraDiácono Ícone de Cristo Servo na Palavra
Diácono Ícone de Cristo Servo na Palavra
Nuno Melo
 
Aula 5 - Novos caminhos das UC no Brasil e no Mundo
Aula 5 - Novos caminhos das UC no Brasil e no MundoAula 5 - Novos caminhos das UC no Brasil e no Mundo
Aula 5 - Novos caminhos das UC no Brasil e no Mundo
Nuno Melo
 
Formação sobre Motivação para Catequistas.pptx
Formação sobre Motivação para Catequistas.pptxFormação sobre Motivação para Catequistas.pptx
Formação sobre Motivação para Catequistas.pptx
Nuno Melo
 
Via Sacra do Amor.pdf
Via Sacra do Amor.pdfVia Sacra do Amor.pdf
Via Sacra do Amor.pdf
Nuno Melo
 
CARBONO.pptx
CARBONO.pptxCARBONO.pptx
CARBONO.pptx
Nuno Melo
 
eutrofizao.ppt
eutrofizao.ppteutrofizao.ppt
eutrofizao.ppt
Nuno Melo
 
material_6969a6ad2a.ppt
material_6969a6ad2a.pptmaterial_6969a6ad2a.ppt
material_6969a6ad2a.ppt
Nuno Melo
 
IntroducaoLimnologia.pptx
IntroducaoLimnologia.pptxIntroducaoLimnologia.pptx
IntroducaoLimnologia.pptx
Nuno Melo
 
Características dos seres vivos 3.ppt
Características dos seres vivos 3.pptCaracterísticas dos seres vivos 3.ppt
Características dos seres vivos 3.ppt
Nuno Melo
 
Vermes.ppt
Vermes.pptVermes.ppt
Vermes.ppt
Nuno Melo
 
slides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
slides da ufra - zoologia Ctenophora.pptslides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
slides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
Nuno Melo
 
Aula 6 - Cnidaria.ppt
Aula 6 - Cnidaria.pptAula 6 - Cnidaria.ppt
Aula 6 - Cnidaria.ppt
Nuno Melo
 
Aula 4 - Protista.ppt
Aula 4 - Protista.pptAula 4 - Protista.ppt
Aula 4 - Protista.ppt
Nuno Melo
 
3 - Principios Ecológicos 2.pptx
3 - Principios Ecológicos 2.pptx3 - Principios Ecológicos 2.pptx
3 - Principios Ecológicos 2.pptx
Nuno Melo
 
Folder Confissão.pdf
Folder Confissão.pdfFolder Confissão.pdf
Folder Confissão.pdf
Nuno Melo
 
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptxComo formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Nuno Melo
 
Liturgia e Catequese 16x9.ppt
Liturgia e Catequese 16x9.pptLiturgia e Catequese 16x9.ppt
Liturgia e Catequese 16x9.ppt
Nuno Melo
 
Artigo enfisema pulmonar
Artigo enfisema pulmonarArtigo enfisema pulmonar
Artigo enfisema pulmonar
Nuno Melo
 

Mais de Nuno Melo (18)

Diácono Ícone de Cristo Servo na Palavra
Diácono Ícone de Cristo Servo na PalavraDiácono Ícone de Cristo Servo na Palavra
Diácono Ícone de Cristo Servo na Palavra
 
Aula 5 - Novos caminhos das UC no Brasil e no Mundo
Aula 5 - Novos caminhos das UC no Brasil e no MundoAula 5 - Novos caminhos das UC no Brasil e no Mundo
Aula 5 - Novos caminhos das UC no Brasil e no Mundo
 
Formação sobre Motivação para Catequistas.pptx
Formação sobre Motivação para Catequistas.pptxFormação sobre Motivação para Catequistas.pptx
Formação sobre Motivação para Catequistas.pptx
 
Via Sacra do Amor.pdf
Via Sacra do Amor.pdfVia Sacra do Amor.pdf
Via Sacra do Amor.pdf
 
CARBONO.pptx
CARBONO.pptxCARBONO.pptx
CARBONO.pptx
 
eutrofizao.ppt
eutrofizao.ppteutrofizao.ppt
eutrofizao.ppt
 
material_6969a6ad2a.ppt
material_6969a6ad2a.pptmaterial_6969a6ad2a.ppt
material_6969a6ad2a.ppt
 
IntroducaoLimnologia.pptx
IntroducaoLimnologia.pptxIntroducaoLimnologia.pptx
IntroducaoLimnologia.pptx
 
Características dos seres vivos 3.ppt
Características dos seres vivos 3.pptCaracterísticas dos seres vivos 3.ppt
Características dos seres vivos 3.ppt
 
Vermes.ppt
Vermes.pptVermes.ppt
Vermes.ppt
 
slides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
slides da ufra - zoologia Ctenophora.pptslides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
slides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
 
Aula 6 - Cnidaria.ppt
Aula 6 - Cnidaria.pptAula 6 - Cnidaria.ppt
Aula 6 - Cnidaria.ppt
 
Aula 4 - Protista.ppt
Aula 4 - Protista.pptAula 4 - Protista.ppt
Aula 4 - Protista.ppt
 
3 - Principios Ecológicos 2.pptx
3 - Principios Ecológicos 2.pptx3 - Principios Ecológicos 2.pptx
3 - Principios Ecológicos 2.pptx
 
Folder Confissão.pdf
Folder Confissão.pdfFolder Confissão.pdf
Folder Confissão.pdf
 
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptxComo formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
 
Liturgia e Catequese 16x9.ppt
Liturgia e Catequese 16x9.pptLiturgia e Catequese 16x9.ppt
Liturgia e Catequese 16x9.ppt
 
Artigo enfisema pulmonar
Artigo enfisema pulmonarArtigo enfisema pulmonar
Artigo enfisema pulmonar
 

Último

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
Sammis Reachers
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 

Último (14)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 

Livro de peregrinações 2023.pdf

  • 1. 52 1 LIVRO DE PEREGRINAÇÕES E VIA SACRA
  • 2. 2 Oração pelo Sínodo da Arquidiocese de Belém Ó Deus, nosso Pai, que enviastes para a vida do mundo o vosso Filho Jesus Cristo, Palavra de Vida, e nos chamais a acolhê-lo na fé, concedei-nos a graça de sermos discípulos missionários anunciadores as da verdade do Evangelho em nossa Arquidiocese de Belém. vossa vontade, empenhemo-nos no serviço do vosso Reino, pa- ra que a nossa cidade se encha de alegria. Queremos também cuidar da Amazônia rica e bela para que seja sempre a casa de todos. O vosso Espírito Santo ilumine e fortaleça nossa mis- são, para que a comunhão, dom da vida divina, cresça cada vez mais em nossa Igreja de Belém e sejamos testemunhas do vosso amor. Ó Mãe e Virgem Maria, Senhora de Belém, intercedei por nós para vivermos a missão com alegria e perseverança. Amém. XVII Festividade de Jesus Misericordioso COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO 51 PEREGRINAÇÕES DE JESUS MISERICORDIOSO 2022 DATA NOME ENDEREÇO 14/Março 15/Março 16/Março 17/Março 18/Março 21/Março 22/Março 23/Março 24/Março 25/Março 28/Março 29/Março 30/Março 31/Março 01/Abril 04/Abril 05/Abril 06/Abril 07/Abril 08/Abril 15 DE ABRIL DE 2022 INICIO DAS NOVE- NAS DE JESUS MI- SERICORDIOSO CAPELA DE JESUS MISERICORDIOSO No dia 24 de abril, às 9 horas, será realizada a Missa Solene de encer- ramento, celebrada por nosso pároco, Padre Régis Teles, seguida de car- reata pelas ruas do bairro.
  • 3. 50 PROGRAMAÇÃO DAS NOVENAS E CELEBRAÇÕES COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO 15-Sex Paixão do Senhor – 1ª dia de novena (após a missa na matriz). 17h 16-Sáb Via Sacra na comunidade – 2ª dia de novena – Ca- pela. Sábado Santo – Vigília da Páscoa do Senhor – Ma- triz. 9h 19h 17-Dom Santa Missa – Páscoa do Senhor / Novena: 3ª dia – Quadra F. Celebrante: Pe. Jair. Animação: Coordenação Comunidade Jesus Miseri- cordioso. 9h 18-Seg Celebração da Palavra / Novena: 4ª dia – Capela. Celebrante: Diácono Jorge. Animação: Comunidade S. Raimundo Nonato. 19h30 19-Ter Celebração da Palavra / Novena: 5ª dia – Capela. Celebrante: Diácono João. Animação: Comunidade N. Sra. de Lourdes. 19h30 20-Qua Santa Missa / Novena: 6ª dia – Capela. Celebrante: Pe. Humberto Brito (Pároco – Cristo Re- dentor). Animação: Comunidade São José. 19h30 21-Qui Santa Missa / Adoração / Novena: 7ª dia – Capela. Celebrante: Pe. Glaudemir Lima. Animação: Comunidade Jesus Misericordioso. 19h30 22-Sex Celebração da Palavra / Novena: 8ª dia – Capela. Celebrante: Diácono Antônio Carlos. Animação: Comunidade Nova Aliança. 19h30 23-Sáb Celebração da Palavra / Novena: 9ª dia – Capela. Celebrante: Diácono Nuno Melo. Animação: Comunidade Jesus Misericordioso. 18h 24-Dom Santa Missa / 2º Domingo da Páscoa – Domingo da Divina Misericórdia – Quadra F. Celebrante: Pe. Régis Teles (Pároco N. Sra. da Imacu- lada Conceição). Animação: Comunidade Jesus Misericordioso. Carreata após a Santa Missa. 9h 3 COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO Senhor Deus de Paz, escutai a nossa súplica! Tentamos, tantas vezes e durante tantos anos, resolver os nossos conflitos com as nossas forças e também com as nossas armas; tantos momentos de hostilidade e escuridão; tanto sangue derramado; tantas vidas despedaçadas; tantas esperanças sepultadas. Mas os nossos esforços foram em vão. Agora, Senhor, ajudai-nos Vós! Dai-nos Vós a paz, ensinai-nos Vós a paz, guiai-nos Vós para a paz. Abri os nossos olhos e os nossos corações e dai- nos a coragem de dizer: “nunca mais a guerra”; “com a guerra, tudo fica des- truído!” Infundi em nós a coragem de realizar gestos concretos para construir a paz. Senhor, Deus de Abraão e dos Profetas, Deus Amor que nos criastes e chamais a viver como irmãos, dai-nos a força para sermos cada dia artesãos da paz; dai-nos a capacidade de olhar com benevolência todos os irmãos que encontramos no nosso caminho. Tornai-nos disponíveis para ouvir o grito dos nossos cidadãos que nos pedem para transformar as nossas armas em ins- trumentos de paz, os nossos medos em confiança e as nossas tensões em per- dão. Mantende acesa em nós a chama da esperança para efetuar, com paciente perseverança, opções de diálogo e reconciliação, para que vença finalmente a paz. E que do coração de todo o homem sejam banidas estas palavras: divi- são, ódio, guerra! Senhor, desarmai a língua e as mãos, renovai os corações e as mentes, para que a palavra que nos faz encontrar seja sempre “irmão”, e o estilo da nossa vida se torne: shalom, paz, salam! Amém. Papa Francisco Invocação pela Paz, 8 de junho de 2014. ORAÇÃO PELA PAZ NO MUNDO Papa Francisco nos convida a rezarmos juntos pedindo a paz no mundo. Portanto, reserve um momento do seu dia para rezar esta pequena oração nesta intenção.
  • 4. 4 XVII FESTIVIDADE DE JESUS MISERICORDIOSO Terço da Mãe da Divina Misericórdia Início Pai-Nosso / Ave-Maria / Credo Nas 3 primeiras contas Santa Maria, Rainha da Graça, rogai por nós e dai- nos o perdão. Nas contas grandes Nossa Senhora, Rainha e Mãe de Misericórdia, que a vossa miseri- córdia se derrame sobre o nosso coração, sobre nós e sobre todo o mundo. Nas contas pequenas Rainha e Mãe de Misericórdia, intercedei a misericórdia ao mundo inteiro. Nas 3 últimas contas Por suas chagas profundíssimas e pelas lágrimas de Maria, miseri- córdia Jesus. Oração Final Ó Maria Rainha e Mãe de Misericórdia, perfeito lírio de Deus, hoje desejo me consagrar inteiramente ao vosso coração materno prome- tendo defender com a arma do rosário, a Santa Igreja, o Papa, os Bis- pos e todo o clero. E Vos pedimos que, a vossa misericórdia, unida com o sangue de Jesus, possa fazer com que amemos e perdoemos os nossos irmãos. Mãe de misericórdia: dai-nos a vossa misericórdia. Ó Jesus, pelo teu precioso Sangue, salvai-nos do mal do inferno. 49 13/03/2022 - Missa de envio. 14/03/2022 - Início das peregrinações. 16/03/2022 - Visita da imagem peregrina - Cape- la São Raimundo Nonato (19h). 20/03/2022 - Visita da imagem peregrina - Cape- la N. Sra. de Lourdes (17h). 24/03/2022 - Visita da imagem peregrina - DE- MA (9h). 25/03/2022 - Visita da imagem peregrina - Cen- tro 4 (9h). 02/04/2022 - Visita da imagem peregrina - Feira da Prainha (9h). 08/04/2022 - Fim das peregrinações 10/04/2022 - Retorno e sorteio das imagens. 15/04/2022 - Início da Festividade 24/04/2022 - Encerramento da festividade (Festa da Divina Misericórdia) / Carreata. PROGRAMAÇÃO DA FESTIVIDADE COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO
  • 5. 48 ORAÇÃO DE SÃO FRANCSICO COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO 5 XVII FESTIVIDADE DE JESUS MISERICORDIOSO Família que entrega a Imagem Família que recebe a Imagem A imagem de Jesus Misericordioso em nosso lar nos proporcionou momentos de oração, reflexão e diá- logo com o Pai através de Maria mãe da igreja e nossa mãe. Rogamos a Deus que a vossa família também re- ceba muitas graças nesse momento de oração e parti- lha . É uma honra para a nossa família receber em nos- so humilde lar a imagem peregrina de Jesus Misericor- dioso. Pedimos a intercessão de Maria, mãe da igreja que nos ajude a dialogar com o Pai, através do Filho pelo Espirito Santo. • Pai Nosso • Ave Maria • Canto (Refrão): Eis-me aqui Senhor!
  • 6. 6 Boas-vindas. Canto de entrada – à escolha (págs. 36 a 47). Animador: Vamos dar início ao encontro, invocando a Trindade Santa. Animador: Amados irmãos e irmãs, a nossa comunidade está vi- venciando a 18ª, e vamos refletir que “Jesus Cristo, é o rosto da misericórdia do Pai”. Estamos vivemos um período em que muitas pessoas estão se afastando de Deus, vivendo a sua indivi- dualidade, e muitos esquecem de depositar a sua confiança em Deus. Mas como Jesus nos diz no Evangelho de João, “Quem me vê, vê o Pai” (Jo 14,9), devemos buscar a verdade, que não é uma resposta, mas a própria pessoa de Jesus Cristo. Que possa- mos experimentar o milagre da misericórdia de Deus que nos fará ressurgir para a vida eterna. Todos: Canto ao Espírito Santo (pág. 46). Todos: Oração ao Divino Espírito Santo (pág. 24). Animador: Meditemos esse trecho do Diário de Santa Faustina: “Ofereço aos homens um vaso, com o qual devem vir buscar gra- ças na fonte da misericórdia. O vaso é a Imagem com a inscrição: “Jesus, eu confio em Vós”.” (Jesus para Santa Faustina – Diário, 327). Canto de aclamação (pág. 36) Escuta da Palavra: João 11, 1-29 (ressurreição de Lázaro) Momento para reflexão e partilha 1º Leitor: O modelo de misericórdia que Cristo nos propõe é o próprio Deus. D'Ele diz São Paulo: “Bendito seja Deus Pai de Nos- so Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda a consolação, o qual nos consola em todas as nossas tribulações” (2 Cor 1,3-4). 2º Leitor: “A primeira excelência que tem esta virtude é tornar os homens semelhantes a Deus, e semelhantes na coisa mais glorio- sa que há n'Ele, que é na misericórdia” (Lc 6,36). Porque é certo que a maior perfeição que pode ter uma criatura é ser semelhante ao seu Criador: e quanto mais tiver desta semelhança, tanto mais perfeita será. 1º Encontro: Fonte de Misericórdia . 47 Tu anseias, eu bem sei, por salva- ção, tens desejo de banir a escuridão abre, pois de par em par teu coração e deixa a luz do céu entrar Deixa a luz do céu entrar ( deixa a luz céu entrar ) Deixa a luz do céu entrar ( deixa a luz céu entrar ) abre bem as portas do teu coração e deixa a luz do céu entrar Cristo a luz do céu, em ti quer habi- tar para as trevas do pecado dissipar, teu caminho e coração iluminar e deixa a luz do céu entrar Que alegria andar ao brilho dessa luz vida eterna e paz no coração produz Oh! Aceita agora o salvador Jesus e deixa a luz do céu entrar Eu navegarei No oceano do Espírito E aqui adorarei o Deus do meu amor. (2x) Espírito, espírito Que desce como fogo Vem como em pentecoste E enche-me de novo. Eu adorarei Ao Deus da minha vida Que me compreendeu sem nenhu- ma explicação. (2x) Espírito, espírito Que desce como fogo Vem como em pentecoste, e enche- me de novo. (2x) Eu servirei Ao meu Deus fiel Ao meu Libertador, Aquele que venceu. (2x) DEIXA A LUZ DO CÉU ENTRAR EU NAVEGAREI CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Na comunhão Jesus se dá no pão, O cordeiro imolado é refeição Nosso alimento de amor e salva- ção Em torno deste altar somos ir- mãos O pão da vida és tu, Jesus, o pão do céu O caminho, a verdade, via de amor. Dom de Deus, nosso redentor... Toma e come, isto é o meu corpo Que do trigo se faz pão, é refeição Na eucaristia o vinho se torna sangue Verdadeira bebida, nossa alegria PÃO DA VIDA
  • 7. 46 CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO PELOS PRADOS E CAMPINAS Pelos prados e campinas verdejan- tes eu vou / É o Senhor que me le- va a descansar / Junto às fontes de águas puras repousantes eu vou / Minhas forças o Senhor vai animar Tu és, Senhor, o meu pastor Por isso nada em minha vida falta- rá Tu és, Senhor, o meu pastor Por isso nada em minha vida falta- rá (nada faltará) Nos caminhos mais seguros junto d'Ele eu vou / E pra sempre o Seu nome eu honrarei / Se eu encontro mil abismos nos caminhos eu vou / Segurança sempre tenho em suas mãos / Ao banquete em sua casa muito alegre eu vou / Um lugar em Sua mesa me preparou / Ele unge minha fronte e me faz ser feliz / E transborda a minha taça em Seu amor / Com alegria e espe- rança caminhando eu vou / Minha vida está sempre em suas mãos / E na casa do Senhor eu irei habitar E este canto para sempre irei can- tar De mãos estendidas, ofertamos, o que de graça recebemos (2x) A natureza tão bela que é louvor, que é serviço, / O sol que ilumina as trevas, transformando-as em luz. O dia que nos trás o pão, a noi- te que nos da repouso, Ofertamos ao Senhor, o louvor da criação. / Nossa vida toda inteira, ofertamos ao Senhor, / Como prova de amiza- de, com prova de amor. / Com o vinho e com o pão, ofertamos ao Senhor / Nossa vida toda inteira, o louvor da criação. DE MÃOS ESTENDIDAS Senhor eu sei que é Teu este lugar Todos querem Te adorar Toma tua direção Senhor vem ó Santo Espírito os espaços preencher Reverência a Tua voz vamos fazer Podes Reinar Senhor Jesus oh sim, O Teu poder teu povo sentirá Que bom Senhor Saber que estás presente aqui Reina Senhor neste lugar Visita cada irmão oh meu Senhor, Dá-lhe paz interior, E razões pra Te louvar Desfaz todas as tristezas incertezas desamor Glorifica o Teu nome oh meu Senhor PODES REINAR 7 1º Leitor: E é certo também que uma das coisas que mais propri- amente convém a Deus é a misericórdia, como o significa a Igreja naquela oração que diz: “Senhor Deus, de quem é próprio ter mi- sericórdia e perdoar. E diz ser isto próprio de Deus, porque assim como à criatura, enquanto criatura, pertence ser pobre e necessi- tada (e por isto a ela pertence receber e não dar), assim pelo con- trário, como Deus é infinitamente rico e poderoso, só a Ele por ex- celência pertence dar e não receber, e por isto d'Ele é próprio ter misericórdia e perdoar”. 2º Leitor: Também perante quem está no erro temos de ter com- preensão: “Este amor e benevolência de modo algum nos devem tornar indiferentes perante a verdade e o bem. Pelo contrário, é o próprio amor que incita os discípulos de Cristo a anunciar a todos a verdade salvadora. Mas deve distinguir-se entre o erro, sempre de rejeitar, e aquele que erra, o qual conserva sempre a dignidade própria da pessoa, mesmo quando atingido por ideias religiosas falsas ou menos exatas. Só Deus é juiz e penetra os corações; por esse motivo, proíbe-nos Ele de julgar da culpabilidade interna de qualquer pessoa” (Gaudium et spes, n. 28). 1º Leitor: Deus não Se deixa vencer em generosidade: “Vamos! Diz-Lhe com generosidade e como um menino: Que me irás dar quando me exiges isso?” (Caminho, n.º 153). Por muito que de- mos a Deus nesta vida, mais nos dará o Senhor como recompensa na vida eterna. Terço da misericórdia (pág. 16). Preces: Animador: Após cada prece digamos: Pela vossa Misericórdia, ouvi-nos, Senhor. • Dai-nos a graça Senhor, de buscar a nossa Santidade, como Tu nos ensinaste. • Que o senhor nos dê a graça de saber pedir e dar o perdão. • Que a misericórdia de Deus, nos faça dar mais do que receber. Ato concreto: Busquemos a Misericórdia do Pai através do sacra- mento da confissão, fazendo um bom exame de consciência, para que possamos caminhar ao encontro de Deus. Avisos e Canto final – à escolha (págs. 36 a 47).
  • 8. 8 Boas-vindas. Canto de entrada – à escolha (págs. 36 a 47). Animador: Vamos dar início ao encontro, invocando a Trindade Santa. Animador: Amados irmãos e irmãs, vivemos um período muito significativo, tendo acontecido no dia 7 de fevereiro de 2022 a co- memoração dos 15 anos de fundação da nossa Comunidade de Je- sus Misericordioso. Vivemos um momento de profunda gratidão a Deus pela nossa história e hoje vamos experimentar a paz que brota da divina misericórdia. Todos: Canto ao Espírito Santo (pág. 46). Todos: Oração ao Divino Espírito Santo (pág. 24). Animador: Meditemos esse trecho do Diário de Santa Faustina: “A humanidade não encontrará a paz enquanto não se voltar, com confiança, para a minha misericórdia.” Oh, como me fere a incre- dulidade da alma. Essa alma confessa que sou santo e justo e não crê que sou misericórdia, não acredita na minha bondade. Até os demônios respeitam a minha justiça, mas não creem na minha bondade.” (Diário, 300) Canto (pág. 36) Escuta da Palavra: Isaías 9, 1-6 (Jesus, príncipe da paz). Momento para reflexão e partilha 1º Leitor: Esta palavra é para nós um prognóstico da salvação prometida por Deus Pai, quando no começo dos tempos os nossos pais caíram nas malhas do pecado. E na plenitude dos tempos Ma- ria veio nos trazer Jesus que surge como uma grande luz para ilu- minar as trevas da humanidade sob o jugo da iniquidade. Jesus é a luz que brilha forte e nos tira da escuridão do abismo, por isso, passou o que era velho e corrompido. 2º Leitor: Jesus assumiu a nosso culpa e tirou dos nossos ombros o jugo do pecado que nos oprimia. Cada um de nós é convidado pelo Príncipe da Paz a encarnar com alegria essa Palavra que nos garante a libertação, “porque nasceu para nós um menino, (Jesus) que traz a marca da realeza, e tem como nome: Conselheiro ad- mirável, Deus forte, Pai dos tempos futuros, Príncipe da Paz”. 2º Encontro - A paz brota da divina misericórdia 45 CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Na mesa sagrada se faz uni- dade, no pão que alimenta, que é pão do Senhor. Forma- mos família na fraternidade: não há diferença de raça e de cor. Importa viver, Senhor, uni- dos no amor, na participação, vivendo em comunhão! (bis) Enquanto na terra o pão for partido, o homem nutrido se transformará, vivendo a es- perança num mundo melhor: com Cristo lutando, o amor vencerá. Importa viver, Senhor,... (bis) Chegar junto à mesa é com- prometer-se, é a Deus con- verter-se com sinceridade. O grito dos fracos devemos ou- vir e, em nome de Cristo, amar e servir. Importa viver, Senhor,...(bis) Se participamos da Eucaris- tia, é grande a alegria que Deus oferece, porém não po- demos deixar esquecida a dor, nesta vida, que o pobre padece. / Importa viver, Senhor,...(bis) Assim, comungando da única vida, a morte vencida será nossa sorte. Se, unidos, bus- carmos a libertação, teremos com Cristo a ressurreição. NA MESA SAGRADA Vem e eu mostrarei que o meu ca- minho te leva ao Pai, guiarei os passos teus e junto a ti hei de seguir. - Sim, eu irei e saberei como che- gar ao fim. De onde vim, aonde vou: por on- de irás, irei também. Vem, eu te direi o que ainda estás a procurar. A verdade é como o Sol e invadirá teu coração. - Sim eu irei e aprenderei minha razão de ser. Eu creio em Ti que crês em mim e à Tua luz verei a luz. Vem, e eu te farei da minha vida participar. Viverás em mim aqui: viver em mim é o bem maior. - Sim eu irei e viverei a vida in- teira assim. Eternidade é, na verdade, o amor vivendo sempre em nós. Vem, que a terra espera quem possa e queira realizar, com amor, a construção de um mundo novo e muito melhor! - Sim, eu irei e levarei Teu nome aos meus irmãos. Iremos nós e o Teu amor vai cons- truir enfim a PAZ! VEM, E EU MOSTRAREI
  • 9. 44 PROVA DE AMOR IGUAL NÃO HÁ Prova de amor maior não há que doar a vida pelo irmão! / Eis que eu vos dou um novo Manda- mento: / "Amai-vos uns aos ou- tros como Eu vos tenho amado" Prova de amor maior não há que doar a vida pelo irmão! Vós sereis os meus amigos se se- guirdes meu preceito:/"Amai-vos uns aos outros como Eu vos te- nho amado" Pro- va de amor maior não há que do- ar a vida pelo irmão! Permanecei em meu amor e se- gui meu mandamento:/ "Amai- vos uns aos outros como Eu vos tenho amado" Pro- va de amor maior não há que do- ar a vida pelo irmão! E chegando a minha Páscoa, vos amei até o fim: "Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado" Prova de amor maior não há que doar a vida pelo irmão! Nisto todos saberão que vós sois os meus discípulos:/"Amai-vos Senhor, quando te vejo no sacra- mento da comunhão Sinto o céu se abrir e uma luz a me atingir Esfriando minha cabeça e esquen- tando meu coração Senhor, graças e louvores sejam dadas a todo momento Quero te louvar na dor, na alegria e no sofrimento E se em meio à tribulação, eu me esquecer de ti Ilumina minhas trevas com Tua luz Jesus, fonte de misericórdia que jorra do templo Jesus, o Filho da Rainha Jesus, rosto divino do homem Jesus, rosto humano de Deus Chego muitas vezes em Tua casa, meu Senhor Triste, abatido, precisando de amor Mas depois da comunhão Tua ca- sa é meu coração Então sinto o céu dentro de mim Não comungo porque mereço, isso eu sei, oh meu Senhor Comungo pois preciso de ti Quando faltei à missa, eu fugia de mim e de Ti Mas agora eu voltei, por favor aceita-me SACRAMENTO DA COMUNHÃO CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO 9 1º Leitor: Estas são as denominações com as quais Jesus é exal- tado e que retratam Sua Majestade. A cada dia nós podemos des- pertar para esta verdade mesmo que sejamos pecadores porque quem realiza tudo em nós é o amor zeloso do Senhor dos exérci- tos. 2º Leitor: Precisamos nos conscientizar de que Jesus já veio, por- tanto, a Salvação já nos foi concedida. – Você acredita que mes- mo sendo pecador (a) pode assumir a verdade de que Jesus veio para libertá-lo (a) e dá a você uma vida nova, para sempre? Terço da misericórdia (pág. 16). Preces: Animador: Após cada prece digamos: Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos. • Que possamos nos voltar com confiança a misericórdia do pai. • Que a luz do príncipe da paz brilhe para cada um de nós, nos tirando da escuridão dos nossos pecados. • Que possamos renovar a cada dia em nossos corações que a salvação já foi concedida, e que a busquemos todos os dias. Ato concreto: Rezemos durante a semana pela paz no mundo (sugestão de oração na pág. 3). Avisos e Canto final – à escolha (págs. 36 a 47).
  • 10. 10 Boas-vindas. Canto de entrada – à escolha (págs. 36 a 47). Animador: Vamos dar início ao encontro, invocando a Trindade Santa. Animador: Amados irmãos e irmãs, vivemos um período muito significativo, tendo acontecido no dia 7 de fevereiro de 2022 a co- memoração dos 15 anos de fundação da nossa Comunidade de Je- sus Misericordioso. Vivemos um momento de profunda gratidão a Deus pela nossa história e hoje vamos compreender que o sacrifí- cio deve ser realizado com amor. Todos: Canto ao Espírito Santo (pág. 46). Todos: Oração ao Divino Espírito Santo (pág. 24). Animador: Meditemos esse trecho do Diário de Santa Faustina: “Filha, preciso do sacrifício realizado com amor, porque só isso tem sentido para mim. Na verdade, enormes são as dívidas do mundo que Me são devidas; almas puras podem pagá-los com seu sacrifício, exercendo misericórdia no espírito.” (Diário, 1316) Canto (pág. 36) Escuta da Palavra: Romanos 12, 1-2 (Sacrifício vivo) Momento para reflexão e partilha 1º Leitor: Na tradução da CNBB, esse discurso de São Paulo é acertadamente chamado de a vida cristã, pois ele descreve clara- mente como os cristãos devem viver no mundo. Para ser cristão de verdade, é preciso romper com a mentalidade mundana e sa- crificar-se por amor a Deus, pois sem o cumprimento dessa exi- gência, não se pode experimentar o espírito do cristianismo, que é o amor a Deus sobre todas as coisas. 2º Leitor: Jesus, quando chama os Apóstolos para a missão, exi- ge um rompimento com aquilo que era a vida antiga deles, a fim de que, uma vez transformados pela graça, aqueles homens pos- sam voltar ao mundo como fermento na massa, como sal e luz. Há, portanto, uma dinâmica de ruptura, indicada pela palavra “Vinde”, que prepara o retorno dos cristãos ao mundo, como au- tênticos missionários, aqueles que expulsam demônios e sacrifi- cam seus corpos pela salvação das almas. 3º Encontro - O Sacrifício que brota da misericórdia 43 CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Confio em vós Senhor Jesus Confio em vós ó Deus de amor Com esperança venho aqui Toda confiança eu tenho em Ti Confio em vós misericordioso Senhor. Eu cantarei a misericórdia do Senhor A todos os povos pelos séculos sem fim hei de cantar. Por ser maior atributo que Deus tem pra dar. E pra nós um milagre incessante de salvar. Seio amoroso a jorrar a Trindade Divina. Em toda plenitude quando o véu pendente cairá. Nós sentiremos na alma o ardor que ilumina. Sua misericórdia Senhor manifestará Da fonte da Vossa misericórdia Senhor. Toda felicidade e vida em seu amor fluirá Em seu louvor toas as criaturas vão cantar Num enlevo a misericórdia dele a louvar. CONFIO EM VÓS
  • 11. 42 CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO CONHEÇO UM CORAÇÃO PERDÃO PAI Conheço um coração tão manso, humilde e sereno. Que louva o Pai por revelar seu nome aos pequenos; Que tem o Dom de amar, que sabe perdoar,e deu a vida para nos salvar! Jesus, manda teu Espírito, para transformar meu coração (2x) Ás vezes no meu peito bate um coração de pedra, Magoado, frio, sem vida, aqui den- tro ele me aperta. Não quer saber de amar, nem sabe perdoar, quer tudo e não sabe par- tilhar. Lava, purifica e restaura-me de novo. Serás o nosso Deus e nós seremos o Seu povo. Derrama sobre nós a água do amor, o Espírito de Deus nosso Senhor! Pai, eu vim aqui pra te pedir per- dão contrito e arrependido está meu coração Pai, eu vim aqui pra te pedir per- dão contrito e arrependido está meu coração Pai eu sei que eu errei Pai eu sei que eu te magoei Pai eu sei que eu pequei Pai eu sei que eu te machuquei Mas agora eu te peço, pai: as minhas culpas, todas apagai Me ressuscita, misericórdia infini- ta Mas agora eu te peço, pai: as minhas culpas, todas apagai Me ressuscita, misericórdia infini- ta Me ressuscita, misericórdia infini- ta (3X) 11 1º Leitor: Acontece que a Igreja atual vive um drama. Muitos cristãos não querem mais romper com o mundo para estar com Jesus e, fazendo ouvidos moucos ao testemunho de dois mil anos de cristianismo, vão se adequando às exigências dos tempos mo- dernos. 2º Leitor: Com efeito, os católicos precisam aprender a amar o mundo apaixonadamente não para se adequar aos seus esque- mas, mas para santificá-lo, ainda que isso custe o martírio e a ri- dicularização. Atenção: o serviço ao mundo não consiste em dis- putas temerárias, em uma visão soberba do “nós contra eles”; consiste, antes, no desejo de salvar os nossos irmãos e conduzi- los para o caminho da verdade, que um dia também nos encon- trou, ou seja, o caminho de Cristo, pois, de fato, não somos me- lhores do que os outros, mas somos pobres pecadores que foram resgatados pela graça de Deus e que desejam a mesma sorte para os seus irmãos. É o amor de Cristo que nos impele. 1º Leitor: A proposta cristã, portanto, não pretende alienar as pessoas do mundo. Ao contrário, o cristianismo deseja apenas ilu- minar as realidades temporais com as chamas do Evangelho. E, para isso, os cristãos precisam recolher-se no íntimo de Cristo, a fim de serem renovados pela sua graça e misericórdia. Só a partir desse contato com o Salvador, que diz: “Vinde”, poderemos aco- lher o seu apelo de ir a todo o mundo e levar o Evangelho a toda criatura. Terço da misericórdia (pág. 16). Preces: Animador: Após cada prece digamos: Rei da glória, ouvi a nos- sa oração. • Que possamos fazer sacrifícios de amor (jejum, penitência e caridade) pela salvação das Almas. • Que possamos amar a Deus sobre todas as coisas. • Que possamos ser cristãos melhores, defendendo a verdade, e rompendo com atitudes que não agradam a Deus. Ato concreto: Ajudar uma família carente da comunidade com doação de roupas e alimentos. Avisos e Canto final – à escolha (págs. 36 a 47).
  • 12. 12 Boas-vindas. Canto de entrada – à escolha (págs. 36 a 47). Animador: Vamos dar início ao encontro, invocando a Trindade Santa. Animador: Amados irmãos e irmãs, vivemos um período muito significativo, tendo acontecido no dia 7 de fevereiro de 2022 a co- memoração dos 15 anos de fundação da nossa Comunidade de Je- sus Misericordioso. Vivemos um momento de profunda gratidão a Deus pela nossa história e hoje vamos bradar ao mundo inteiro que Nosso Senhor Jesus Cristo é o rei de misericórdia. Todos: Canto ao Espírito Santo (pág. 46). Todos: Oração ao Divino Espírito Santo (pág. 24). Animador: Meditemos esse trecho do Diário de Santa Faustina: “Meu Coração está repleto de grande misericórdia para com as al- mas, e especialmente para com os pobres pecadores. Oxalá pos- sam compreender que Eu sou para eles o melhor Pai, que por eles jorrou do Meu Coração o Sangue e a Água como de uma fonte transbordante de misericórdia. Para eles resido no Sacrário e co- mo Rei de Misericórdia desejo conceder graças às almas (…) Oh! Como é grande a indiferença das almas para com tanta bondade, para com tantas provas de amor. (…) para tudo têm tempo, ape- nas não têm tempo para vir buscar as Minhas graças.” (Diário, 367) Canto (pág. 36) Escuta da Palavra: 2 Coríntios 1, 3-4 (Pai das Misericórdias) Momento para reflexão e partilha 1º Leitor: A misericórdia do Pai se manifestou para nós em Jesus Cristo, é por meio d’Ele que nos chega todo bem e toda graça. É o Deus que sofreu a tribulação para nos consolar e o faz em todas as nossas aflições. Para que por meio da consolação que recebe- mos de Deus possamos consolar a todos os que estão aflitos à nossa volta. 4º encontro: O Rei da Misericórdia 41 CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO FORÇA E VOTÓRIA CURA SENHOR Vamos Jesus passear na minha vida Quero voltar aos lugares em que eu fiquei só Quero voltar lá contigo, vendo que estavas comigo Quero sentir Teu amor a me embalar Cura Senhor onde dói, cura Senhor bem aqui Cura Senhor onde eu não posso ir (2x) Quando a lembrança me faz adorme- cer Sabes que a espada da dor entra em meu ser Tu me carregas nos braços, leva-me com Teu abraço Sinto minh'alma chorar junto de Ti Cura Senhor onde dói, cura Senhor bem aqui Cura Senhor onde eu não posso ir (2x) Tantas lembranças eu quero esque- cer, Deixa um vazio em minh'alma e em meu viver Toma Senhor, meu abraço, Te entre- go todo cansaço Quero acordar com Tua paz a me aquecer. Todo joelho se dobrará E toda língua proclamará Que Jesus Cristo é o Senhor Todo joelho se dobrará E toda língua proclamará Que Jesus Cristo é o Senhor Nada poderá me abalar Nada poderá me derrotar Pois minha força e vitória Tem um nome É Jesus (2x) Quero viver Tua palavra Quero ser cheio do Teu espírito Mas só te peço, livra-me do mal Quero viver Tua palavra Quero ser cheio do Teu espírito Mas só te peço, livra-me do mal Nada poderá me abalar Nada poderá me derrotar Pois minha força e vitória Tem um nome É Jesus (2)
  • 13. 40 GRANDIOSO ÉS TU TE AMAREI SENHOR Senhor, meu Deus, quando eu, ma- ravilhado / Contemplo a tua imensa criação / A terra e o mar e o céu to- do estrelado / Me vêm falar da tua perfeição Então minh'alma canta a ti, Se- nhor / Grandioso és Tu! Grandio- so és Tu! / Então minh'alma canta a ti, Senhor / Grandioso és Tu! Grandioso és Tu! Quando as estrelas, tão de mim distantes / Vejo a brilhar com vívido esplendor / Relembro, oh! Deus, as glórias cintilantes / Que meu Jesus deixou, por meu amor! Ao caminhar nas matas e florestas / Escuto as aves todas a cantar / Olhando os montes, vales e campi- nas / Vejo em tudo teu amor sem Par E quando penso que Tu não pou- paste / Teu filho amado por amor de mim / Meu coração, que nele Tu ganhaste / Transborda, oh! Pai, de amor que não tem fim! E quando Cristo, o amado meu vol- tando / Vier dos céus o povo seu buscar / No lar eterno, quero jubi- lando / A tua santa face contemplar Me chamaste para caminhar na vida contigo / Decidi para sempre seguir- te, não voltar atrás /Me puseste uma brasa no peito e uma flecha na al- ma / É difícil agora viver sem lembrar -me de ti Te amarei, Senhor, te amarei, Se- nhor / Eu só encontro a paz e a alegria Bem perto de ti (BIS) pensei muitas vezes calar e não dar nem resposta / Eu pensei na fuga esconder-me, ir longe de ti / Mas tua força venceu e ao final eu fiquei seduzido / É difícil agora viver sem lembrar-me de ti Te amarei, Senhor, .... BIS Ó Jesus, não me deixes jamais ca- minhar solitário / Pois conheces a minha fraqueza e o meu coração / Vem, ensina-me a viver a vida na tua presença /No amor dos irmãos, na alegria, na paz, na união Te amarei, Senhor, ... Eu pensei muitas vezes calar e não dar nem resposta /Eu pensei na fuga esconder-me, ir longe de ti / Mas tua força venceu e ao final eu fiquei seduzido /É difícil agora viver sem saudades de ti Te amarei, Senhor, te amarei, Se- nhor / Eu só encontro a paz e a alegria Bem perto de ti Te amarei, Senhor, te amarei, Se- nhor / Eu só encontro a paz e a alegria Bem perto de ti CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO 13 2º Leitor: Somos consolados para poder consolar os nossos ir- mãos. Quem não foi consolado, não sabe consolar. Nós consola- mos sendo consolados por Deus. Por isso, devemos nos tornar um conforto, um consolo para quem está ao nosso lado. Precisamos ser outro Jesus para essa pessoa. Porque toda a força nos foi dada no nosso batismo, porque o amor de Deus foi derramado em nos- so coração pelo Seu Espírito Santo. 1º Leitor: De onde vem tudo isso? Vem de Deus Pai, de Nosso Senhor Jesus Cristo e Pai de toda consolação, o Pai das Misericór- dias. O consolo vem sobre aqueles que precisam ser consolados. O Senhor nos consola em todas as nossas aflições. Você está atri- bulado? Hoje o Senhor está olhando para você, ao seu lado nesse momento de aflição, porque o socorro de Deus se manifesta para você. 2º Leitor: Nós nos entregamos a Deus para receber o Senhor, que se entregou por nós. É pular nessa piscina de misericórdia. Se você quer receber este consolo, com certeza, você vai fazer uma experiência nova na sua vida. Se você se entregar a Deus você vai fazer a experiencia do consolo d’Ele e perceberá o Espírito agindo em você e mudando o seu coração e você não será mais a mesma pessoa. Terço da misericórdia (pág. 16). Preces: Animador: Após cada prece digamos: Ouvi, Senhor, as nossas súplicas. • Que possamos consolar os corações aflitos que estão à nossa volta, quer seja em atos palavras ou orações. • Busquemos sempre a misericórdia de Deus, através da re- conciliação, quando cairmos em tentação. • A misericórdia do Pai se manifestou para nós em Jesus Cris- to, peçamos por meio d’Ele todo bem e toda graça. Ato concreto: Firmar o propósito de durante a semana adorar Jesus Eucarístico diante do sacrário. Avisos e Canto final – à escolha (págs. 36 a 47).
  • 14. 14 Boas-vindas. Canto de entrada – à escolha (págs. 36 a 47). Animador: Vamos dar início ao encontro, invocando a Trindade Santa. Animador: Amados irmãos e irmãs, vivemos um período muito significativo, tendo acontecido no dia 7 de fevereiro de 2022 a co- memoração dos 15 anos de fundação da nossa Comunidade de Je- sus Misericordioso. Vivemos um momento de profunda gratidão a Deus pela nossa história e hoje façamos a escolha de viver sob o domínio do amor e da justiça que vem de Deus misericordioso. Todos: Canto ao Espírito Santo (pág. 46). Todos: Oração ao Divino Espírito Santo (pág. 24). Animador: Meditemos esse trecho do Diário de Santa Faustina: “Em tempos de desolação interior não perco a paz, porque sei que Deus nunca abandona uma alma, exceto talvez apenas quando a própria alma rompe o vínculo de amor com sua infidelidade. No entanto, todas as criaturas, sem exceção, dependem do Senhor e são mantidas por Sua onipotência. Alguns estão sob o domínio do amor, outros sob o domínio da justiça. Depende de nós sob qual regra queremos viver, porque a ninguém é recusada a ajuda da graça suficiente.” (Diário, 1315) Canto (pág. 36) Escuta da Palavra: Efésios 2, 1-5 (É por Graça que fostes salvos) Momento para reflexão e partilha 1º Leitor: Deus revela que é «rico de misericórdia» (Ef 2, 4), ao ponto de entregar o seu próprio Filho. Dando a vida para nos li- bertar do pecado, Jesus revelará que Ele mesmo é portador do no- me divino: «Quando elevardes o Filho do Homem, então sabereis que Eu sou» (Jo 8, 28). 2º Leitor: O nosso Deus é rico em misericórdia, por isso não tem raiva de nós. Ele é rico em misericórdia! Todas as nossas misérias, todos os nossos pecados foram pagos pelo sofrimento de Jesus Cristo na cruz. Ele zerou os nossos pecados pelos séculos dos sé- culos. Antes de pecarmos, ele já havia pago a nossa dívida. 5º encontro: Justiça e Misericórdia 39 CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Que nenhuma família comece em qualquer de repente Que nenhuma família termine por falta de amor Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente E que nada no mundo separe um casal sonhador! Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte Que eles vivam do ontem, do hoje, e em função de um depois! Que a família comece e termine sabendo onde vai E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor E que os filhos conheçam a força que brota do amor! Abençoa, Senhor, as famílias! Amém! Abençoa, Senhor, a minha também (bis) Que marido e mulher tenham força de amar sem medida Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão Que as crianças aprendam no colo, o sentido da vida Que a família celebre a partilha do abraço e do pão! Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos! Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois! Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho, Seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois! Que a família comece e termine sabendo onde vai E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor E que os filhos conheçam a força que brota do amor! Abençoa, Senhor, as famílias! Amém! Abençoa, Senhor, a minha também (bis) ORAÇÃO PELA FAMÍLIA
  • 15. 38 CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO EU VIM PARA QUE TODOS TENHAM VIDA Refrão: eu vim para que todos te- nham vida, Que todos tenham vida plenamen- te. 1. reconstrói a tua vida em comu- nhão com teu senhor; / Reconstrói a tua vida em comunhão com teu irmão: / Onde está o teu irmão, eu estou presente nele. 2. "eu passei fazendo o bem, eu cu- rei todos os males" / Hoje és minha presença junto a todo sofre- dor: Onde sofre o teu irmão, eu estou sofrendo nele. 3. "entreguei a minha vida pela salvação de todos"/ Reconstrói, pro- tege a vida de indefesos e inocen- tes: / Onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele. 4. "vim buscar e vim salvar o que estava já perdido"/ Busca, salva e reconduze a quem perdeu toda a esperança: / Onde salvas teu ir- mão, tu me estás salvando nele. 5. "este pão, meu corpo e vida para a salvação do mundo"/ É presença e alimento nesta santa comu- nhão: Onde está o teu irmão, eu estou, também, com ele. ESTÁS ENTRE NÓS Tu és minha vida, outro Deus não há Tu és minha estrada, a minha verdade Em tua Palavra eu caminharei Enquanto eu viver e até quando tu qui- seres Já não sentirei temor pois estás aqui Tu estas no meio de nós. Creio em ti Senhor, vindo de Maria Filho Eterno e Santo, homem como nós Tu morreste por amor, vivo estás em nós Unidade trina com o Espírito e o Pai E um dia eu bem sei, Tu retornarás E abrirás o Reino dos céus! Tu és minha força outro Deus não há Tu és minha paz, minha liberdade Nada nesta vida nos separará Em tuas mãos seguras minha vida guar- darás Eu não temerei o mal, tu me livrarás E no teu perdão viverei! Ó Senhor da vida creio sempre em ti Filho Salvador eu espero em ti! Santo Espírito de amor desce sobre nós Tu, de mil caminhos nos conduzes à uma fé E por mil estradas onde andarmos nós Qual semente nos levarás. 15 1º Leitor: Quando aquele Sangue escorreu por nós, na cruz, os nossos pecados estavam sendo pagos. Jesus pagou pelos nossos pecados antecipadamente, porque Ele tem riqueza em misericór- dia! E tudo isso de graça para nós! O que ganhamos de graça ho- je? Mas Ele, sem merecermos, pagou por nós antes mesmo de nascermos e errarmos. 2º Leitor: Já se passaram 20 séculos, mas a misericórdia d’Ele não se esgotou! Interessante que tudo aquilo que precisamos fa- zer é crer, porque não podemos pagar aquilo que Ele já pagou por nós. Terço da misericórdia (pág. 16). Preces: Animador: Após cada prece digamos: Pela Vossa Misericórdia, Ouvi-nos, Senhor. • Que possamos reconhecer e agradecer as graças e bênçãos de Deus em nossas vidas. • Devemos nos lembrar, que todas as nossas misérias foram pagas pelo sofrimento de Jesus na Cruz. • Que lembremos que a misericórdia de Deus não se esgota, e basta crermos e nos arrependermos. Ato concreto: Visitar um familiar, amigo ou membro da comuni- dade que esteja enfermo e meditar com o doente a passagem bí- blica do encontro de hoje (Ef 2, 1-5). Avisos e Canto final – à escolha (págs. 36 a 47).
  • 16. 16 Oferecimento Divino Jesus, nós Vos oferecemos este Terço que vamos rezar, concedei- nos por intercessão da Virgem Maria e Santa Faustina as virtudes que nos são necessárias para bem rezá-lo e a graça de ganharmos as indul- gências anexas à esta Santa Devoção. (obs. fazer o oferecimento dirigido a família que nos recebe) Coordenador: Rezemos com fé e confiança o Terço da Misericórdia. Todos: Pai Nosso, Ave Maria, Credo .. * Nas contas grandes: Todos: Eterno Pai, eu Vos ofereço o corpo, sangue, alma e divindade de Vosso Diletíssimo Filho Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e do mundo inteiro. * Nas contas pequenas: Pela sua dolorosa paixão Todos: Tende misericórdia de nós e do mundo inteiro. * No término de cada dezena: Todos: Ó Sangue e Água, que jorraste do Coração de Jesus como fonte de misericórdia para nós, eu confio em Vós. * No final do Terço. Todos: Deus Santo, Deus forte, Deus imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro. ( 3x) TERÇO DA MISERICÓRDIA NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO 37 CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO A BARCA Tu te abeiraste na praia / Não buscaste nem sábios, nem ricos / Somente queres que eu te siga.... Senhor, Tu me olhaste nos olhos A sorrir, pronunciaste meu nome / Lá na praia, eu deixei o meu bar- co / Junto a Ti, buscarei outro mar Tu sabes bem que em meu barco/ Eu não tenho espadas nem ouro / Somente redes e o meu trabalho... Senhor, Tu me olhaste nos olhos A sorrir, ... Tu minhas mãos solicitas / Meu cansaço, que a outros descansem / Amor que almeja seguir amando.. Senhor, Tu me olhaste nos olhos A sorrir ..... Tu, pescador de outros lagos / Ân- sia eterna de almas que esperam / Bondoso amigo, assim me cha- mas... Senhor, Tu me olhaste nos olhos A sorrir, ... Junto a Ti, buscarei outro mar Junto a Ti, buscarei outro mar Junto a Ti, buscarei outro mar MARIA DE DEUS SENHORA DA PAZ É bom estarmos juntos Nesta mesa do Senhor E sentirmos Sua presença No calor do nosso irmão Deus nos reúne aqui Em um só espírito E um só coração Toda família vem Não falta ninguém Nesta comunhão E vem, cantando entre nós Maria de Deus, senhora da paz E vem, orando por nós A mãe de Jesus (bis) Maria, nossa mãezinha Nos convida à união Sua presença nos une Faz-nos sempre mais irmãos Nossa Senhora escuta O nosso silêncio, a nossa oração E apresenta o filho Que se dá no vinho Que se dá no pão E vem, cantando entre nós Maria de Deus, senhora da paz
  • 17. 36 CANTOS—NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO COMO SÃO BELOS PALAVRA DE SALVAÇÃO EU VIM PRA ESCUTAR Como são belos os pés do mensagei- ro que anuncia a paz Como são belos os pés do mensagei- ro que anuncia o Senhor Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e Senhor Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e Se- nhor O meu Senhor chegou com toda Glória, vivo Ele está, Ele está Bem junto a nós, Seu Corpo Santo a nos tocar. E vivo eu sei, Ele está Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e Senhor Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e Senhor Palavra de salvação somente o céu tem pra dar Por isso meu coração se abre para escutar Por mais difícil que seja seguir Tua palavra queremos ouvir Por mais difícil de se praticar 1.Eu vim para escutar Tua palavra, tua palavra, tua pa- lavra de amor 2.eu gosto de escutar Tua palavra, tua palavra, tua pa- lavra de amor 3.eu quero entender melhor Tua palavra, tua palavra, tua pa- lavra de amor 4.o mundo ainda vai viver Meu coração transborda de amor Porque meu Deus é um Deus de amor / Minha alma está repleta de paz / Porque Jesus é a minha paz Eu digo aleluia (5X) Eu digo por- que Eu digo aleluia (5X) aleluia, MEU CORAÇÃO TRANSBORDA DE AMOR Espírito Santo vinde / falar em mim / Espírito Santo vinde / falar em mim. Espírito Santo vinde / orar em mim / Espírito Santo vinde / orar em mim Vinde curar, vinde libertar / nossos corações de toda opressão / Vinde transformar, vem incendiar / traz fogo do céu nesse lugar Incendeia minha alma / Incendeia minha alma / Incendeia minha alma, Senhor INCENDEIA MINHA ALMA 17 Espírito Santo Consolador, aperfeiçoai em nós a obra que Jesus come- çou. Tornai forte e contínua a oração que fazemos em nome do mundo inteiro. Apressai para cada um de nós os tempos de uma profunda vida interior: impulsionai o nosso apostolado, que deseja atingir todos os ho- mens. Tudo seja grande em nós: a busca, o culto da verdade; a prontidão ao sacrifício até a cruz e a morte; que tudo enfim corresponda à oração sacerdotal de Jesus ao Pai celeste e àquela efusão que de vós, Espírito de amor, o Pai e o Filho irradiam sobre a Igreja e sobre as suas instituições sobre cada pessoa e sobre os povos. ATO DE CONSAGRAÇÃO À DIVINA MISERICÓRDIA ORAÇÃO AO ESPÍRITO SANTO CONSOLADOR ORAÇÃO DE SANTA FAUSTINA Saúdo-vos, coração misericordioso de Jesus / Fonte viva de todas as gra- ças / Nossa única proteção e refúgio / em Vos tenho o brilho da Esperan- ça / saúdo-vos, coração misericordioso de meu Deus / Inescrutável fonte de amor / Da qual brota a vida para o homem pecador / E a fonte de toda a doçura / Saúdo-vos chaga aberta do coração santíssimo /Do qual saí- ram os raios de misericórdia / E da qual foi-nos dado haurir a vida / Ins- trumento de confiança único. Misericordiosíssimo Jesus, Vossa bondade é infinita e os tesouros de Vossa graça são inexauríveis. Eu tenho infinita confiança na Vossa Mise- ricórdia, que se estende sobre todas as criaturas (Sl. 144,9) . Eu me en- trego inteiramente a Vós e sem reserva, para que eu possa assim viver e esforçar-me por alcançar a perfeição Cristã. Eu desejo propagar a Vossa Misericórdia, através da realização de obras de Misericórdia, tanto espi- rituais como corporais, especialmente para a conversão dos pecadores, consolar e ajudar aos necessitados , aos aflitos e enfermos. Guardai-me pois, como Vossa propriedade e Vossa Glória pois enquanto tenho tudo para temer minha fraqueza humana ao mesmo tempo tenho tudo para confiar na Vossa Misericórdia. Possam todos os homens conhecer os in- sondáveis abismos de Vossa Misericórdia, para nela confiar e glorificá-la sempre. Amém! “Jesus eu confio em Vós! ” (3x) Amém. Aleluia NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO
  • 18. 18 ORAÇÃO INICIAL Senhor misericordioso, meu Mestre, desejo te seguir com fidelidade, desejo te imitar com minha vida cada vez mais perfeitamente, por isso, te rogo que através da meditação de tua Paixão me concedas a graça de compreender cada vez melhor os mistérios da vida espiritual. Maria, Mãe da Misericór- dia, sempre fiel a Cristo, guia-me pelas vias da dolorosa Paixão de teu Fi- lho e alcançai-me as graças necessárias para que esta Via Sacra seja fecun- da em meu coração. I ESTAÇÃO: JESUS É CONDENADO Jesus à Santa Faustina: “Não te espantes se às vezes suspeitarem de ti in- justamente. Eu por amor a ti, fui o primeiro a beber este cálice, de sofrimen- tos injustos (289). Quando estava diante de Herodes obtive para ti a graça de saber elevar-te acima do desprezo humano, de seguir fielmente meus passos (1164)”. Santa Faustina: “Jesus, somos sensíveis às palavras e queremos responder de imediato, sem reparar se é a vontade de Deus que falemos. A alma silen- ciosa é forte, nenhuma contrariedade lhe fará mal se perseverar no silêncio. A alma silenciosa é capaz da mais profunda união com Deus (477)”. Eu: Jesus misericordioso, ajuda-me, para que saiba aceitar cada juízo hu- mano e não me deixes pronunciar nunca a sentença de condenação contra Ti em meus próximos. II ESTAÇÃO: JESUS CARREGA A SUA CRUZ Jesus à Santa Faustina: “Não tenhas medo dos sofrimentos, Eu estou conti- go (151). Quanto mais amas o sacrifício, tanto mais puro será teu amor por mim (279)”. Santa Faustina: “Oh Jesus, te dou graças pelas pequenas cruzes, pelas con- trariedades nas quais tropeçam meus propósitos. Te dou graças pelo peso da vida comunitária, por uma mal interpretação de minhas intenções, pelas hu- milhações por parte dos demais, pelo comportamento áspero diante de mim, pela minha saúde débil e pelo esgotamento das forças. Te dou graças pela falta de reconhecimento de todos, pelos impedimentos feitos a todos os meus planos confiados a mim por Ti (343)”. Eu: Jesus misericordioso, ensina-me a apreciar as dificuldades da vida, a enfermidade, cada sofrimento e com amor levar esta cruz cotidiana. VIA SACRA COM SANTA FAUSTINA 35 NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Animador: Meditação: AJUDA AS ALMAS TÍBIAS Todos: Hoje, traze-Me as almas tíbias e mergulha-as no abismo de Mi- nha misericórdia. Essas almas ferem mais dolorosamente o Meu Cora- ção. Foi da alma tíbia que a Minha alma sentiu repugnância no Jardim das Oliveiras. Elas Me levaram a dizer: “Pai, afasta de Mim esse cálice, se assim for a Vossa vontade”. Para elas, a última tábua de salvação é recorrer a Minha misericórdia (D. 1228). Ó compassivo Jesus, Tu que és a própria compaixão, trago, à mansão do Teu compassivo Coração, as almas tíbias. Que se aquecem no fogo do Teu amor puro essas almas geladas que, semelhantes a cadáveres, Te en- chem de tanta repugnância. Ó Jesus, muito compassivo, usa a força da Tua misericórdia, as atrai até o fogo do teu amor e concedei-lhes o amor santo, porque Tu podes tudo. O fogo e o gelo não podem ser unidos, Porque ou o fogo se apaga, ou o gelo se derrete Mas a Tua misericórdia, ò Deus Pode auxiliar indigências ainda maiores. Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa Misericórdia para as tíbias e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Pai de misericórdia, suplico-Vos pela amargura da paixão de Vosso Filho e por Sua agonia de três horas na Cruz, permiti que também elas glorifique o abismo da Vos- sa misericórdia. Amém. • Canto e celebração. NONO DIA
  • 19. 34 NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Animador: Meditação: O PURGATÓRIO Todos: Hoje, traze-Me as almas que se encontram na prisão do purgató- rio e mergulha-as no abismo da minha misericórdia. Que as torrentes do Meu Sangue refresque o seu ardor. Todas essas almas são muito ama- das por Mim. Elas pagam as dívidas à minha justiça. Está em teu alcan- ce traze-lhes alivio. Tira do tesouro da minha Igreja todas as indulgên- cias e oferece-as por elas. Oh! Se conhecesses o seu tormento, incessante- mente ofereceis por elas a esmola do espírito e pagarias as suas dívidas à Minha justiça (D.1226). Misericordiosíssimo Jesus, Tu que dissestes que quereis misericórdia, eis que estou trazendo, à morada do Teu compassivo Coração, as almas do purgatório; almas que Te são muito queridas e que, no entanto, devem dar reparação a Tua justiça. Que as torrentes de Sangue e Água que bro- tam do Teu Coração apaguem as chamas do fogo do Purgatório, para que também ali seja glorificado-o poder da Tua misericórdia. Do terrível ardor do fogo do Purgatório Ergue-se um lamento (das almas) à Tua misericórdia E receberam consolo, alivio e conforto Na torrente derramada do sangue e da água Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa Misericórdia para as almas que sofrem no purgatório e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus, Vosso Filho, e por toda amargura de que estava inundada a Sua Santíssima alma. Mostrai Vossa misericórdia às almas que se encontram sob o olhar da Vossa justiça. Não olheis para elas de outra forma senão pelas chagas de Jesus, Vosso diletíssimo Filho, porque nós cremos na Vossa bondade e misericórdia, pois são incomensuráveis. Amém. • Canto e celebração. OITAVO DIA 19 III ESTAÇÃO: JESUS CAI SOB O PESO DA CRUZ Jesus à Santa Faustina: “As faltas involuntárias das almas não retêm Meu amor por elas nem me impedem de juntar-me à elas; No entanto, os pecados, embora sejam os mais pequenos, mas voluntários, freiam minhas graças e não posso enchê-las com tais dons (1641)”. Santa Faustina: “Oh meu Jesus, sou tão propensa ao mal e isso me obriga a me vigiar continuamente, mas nada me desencoraja, confio na graça de Deus, que abunda onde a miséria é maior (606)”. Eu: Senhor misericordioso salve-me de qualquer infidelidade, mesmo a mais pequena, mas voluntária e consciente. IV ESTAÇÃO: JESUS ENCONTRA SUA MÃE Jesus a Santa Faustina: Embora todas as obras que surjam por Minha Von- tade sejam expostas a grandes sofrimentos, considerem, no entanto, se algu- ma delas foi exposta a maiores dificuldades do que o trabalho diretamente Meu – a obra da Redenção. Você não deve se preocupar muito com os con- tratempos (1643)”. Santa Faustina: Eu vi a Santíssima Virgem (…), que me aproximou (…) e me disse estas palavras: seja corajosa, não tenha medo dos obstáculos enga- nadores, mas contemple com atentamente a Paixão do meu Filho e assim vencerás. (449). Eu: Maria, Mãe da Misericórdia, está sempre comigo, especialmente no so- frimento, assim como você estava no doloroso caminho do seu Filho. V ESTAÇÃO: SIMÃO CIRINEU AJUDA JESUS A CARRE- GAR A CRUZ Jesus à Santa Faustina: “Eu permito que os constrangimentos multipliquem os méritos. Eu não recompenso pelo resultado positivo, mas pela paciência e trabalho realizado por mim (86)”. Santa Faustina: “Oh meu Jesus, você não dá a recompensa pelo resultado do trabalho, mas pela vontade sincera e pelo esforço empreendido; por isso, estou completamente calma, e ainda que todas as minhas iniciativas, meus esforços sejam frustrados e nem sejam realizados jamais, farei tudo o que estiver ao meu alcance; todo o mais não é problema meu (952)”. Eu: Jesus, meu Senhor, que cada pensamento, cada palavra, toda atividade seja realizada somente por amor a Ti. Purifique minhas intenções. VIA SACRA COM SANTA FAUSTINA
  • 20. 20 VI ESTAÇÃO: VERÔNICA LIMPA O ROSTO DE JESUS Jesus à Santa Faustina: “Você deve saber que qualquer coisa boa que faças às alma, eu aceito como se você tivesse feito a Mim mesmo (1768)”. Santa Faustina: “Aprendo a ser boa para Jesus, Aquele que é a própria Bon- dade, para que eu possa ser chamada filha do Pai Celestial (669). Um grande amor sabe transformar pequenas coisas em grandes coisas e somente o amor dá valor às nossas ações (303)”. Eu: Senhor Jesus. Meu mestre, faça com que meus olhos, minhas mãos, mi- nha boca, meu coração … sejam misericordiosos. Transforme-me em mise- ricórdia. VII ESTAÇÃO: JESUS CAI SOB O PESO DA CRUZ Jesus à Santa Faustina: “A causa de suas quedas é que você confia muito em ti mesma e te apoias muito pouco em Mim (1488). Deves saber que por ti mesma não podes nada (639). Não és capaz de receber nem sequer minhas graças sem minha ajuda (738)”. Santa Faustina: “Jesus, não me deixe sozinha (…). Você sabe, Senhor, quão fraca eu sou. Sou um abismo de miséria, sou o próprio nada. Então, por que deveria estranhar que estando sozinha eu caísse? (1489). É por isso que Tu, oh Jesus, tem que estar continuamente comigo como uma mãe que protege seu filho fraco, mais que os outros (264)”. Eu: Que a sua graça me ajude, Senhor, para que eu não caia continuamente nos mesmos erros: e se eu cair, ajuda-me a levantar e a glorificar sua mise- ricórdia. VIII ESTAÇÃO: JESUS CONSOLAAS MULHERES DE JE- RUSALÉM Jesus à Santa Faustina: “Oh, como eu gosto da fé viva (1420). Desejo que haja mais fé em você neste instante presente (352)”. Santa Faustina: “Rogo ardentemente, Senhor, permita que minha fé seja fortalecida, de modo que, na minha vida cotidiana não me guie de acordo com as considerações humanas, mas sim, de acordo com o Espírito”. Oh, como tudo atrai o homem para a terra! Mas uma fé viva mantém a alma em uma esfera superior e dá-lhe o seu lugar apropriado, isto é, o último (210)”. VIA SACRA COM SANTA FAUSTINA 33 . NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Animador: Meditação: A IGREJA PROCLAMA A MISERICÓRDIA DE DEUS Todos: Hoje, traze-Me as almas que veneram e glorificam de maneira especial a Minha misericórdia e mergulha-as na minha misericórdia. Es- sas almas foram as que mais sofreram por causa da Minha Paixão e pe- netram mais profundamente no Meu espírito. Elas são a imagem viva do meu Coração compassivo. Estas almas brilham como luz especial na vida futura. Nenhuma delas irá ao fogo do inferno, defenderei cada uma delas de maneira especial na hora da morte (D 1224). Misericordiosissimo Jesus, cujo coração é o próprio amor, aceitai, na mo- rada do Teu compassivo Coração, as almas que honram e glorificam de maneira especial a grandeza da Tua misericórdia. Essas almas, potentes pela força poderosa do próprio Deus, avançam entre penas e adversida- des, confiando na Tua misericórdia. Essas almas estão unidas a Jesus e carregam, sobre seus ombros, a Humanidade inteira, mas a Tua miseri- córdia as envolverá no momento da morte. A alma que glorifica a bondade do Senhor É por Ele especialmente amada; Ela está sempre próxima da fonte viva E bebe as graças da misericórdia divina Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa Misericórdia para as almas que glorificam e honram a vosso maior tributo, isto é, Vossa insondável mise- ricórdia. Elas estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Essas almas são Evangelho vivo; suas mãos cheias de obra de misericórdia, suas almas repletas de alegria cantam um cântico de misericórdia ao al- tíssimo. Suplico-Vos, ó Deus, mostra-lhes a vossa misericórdia segundo a esperança e a confiança que em Vós colocaram. As almas que vene- ram a Minha insondável misericórdia, Eu mesmo as defenderei durante a sua vida e especialmente na hora da morte, como minha glória. • Canto e Celebração. SÉTIMO DIA
  • 21. 32 NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Animador: Meditação: JESUS, EU CONFIO EM VÓS Todos: Hoje, traze-Me as almas mansas e humildes, assim como as al- mas das criancinhas, e mergulha-as na Minha misericórdia. Essas almas são as mais semelhantes ao Meu Coração. Elas Me confortam na amar- ga Paixão da Minha agonia. Vi que no futuro iriam velar junto aos Meus altares como anjos terrestres. Sobre elas derramo torrentes de graças. Só a alma humilde, favoreço com a Minha confiança (D1220). Misericodiosissimo Jesus, que disseste: “Aprendei de mim, que sou man- so e humilde de coração”; aceita, na morada do Teu compassivo Coração, as almas mansas e humildes e as almas das criancinhas. Essas almas encantam todo o Céu e são especial predileção do Pai celestial. São como em ramalhete diante do trono de Deus, com cujo perfume o Próprio Deus se deleita. Essas almas tem morada permanente no coração compassivo de Jesus e cantam sem cessar um hino de amor e misericórdia pelos sé- culos. Já respira aqui na terra o ar do paraíso A alma verdadeiramente humilde e mansa E o perfume do seu coração humilde Encanta o Próprio Criador. Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa Misericórdia para as almas mansas, humildes e para as almas da criancinhas que estão encer- radas na morada compassiva do Coração de Jesus. Essas são as mais se- melhantes ao Vosso Filho. O perfume dessas almas eleva-se da Terra e alcança o Vosso Trono. Pai de misericórdia e de toda bondade, suplico- Vos pelo amor e predileção que tendes por essas almas; abençoai o mun- do para que as almas cantem glória juntamente à Vossa misericórdia, por toda a eternidade. Amém. • Canto e celebração. SEXTO DIA 21 IX ESTAÇÃO: JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ Jesus à Santa Faustina: “Você deve saber que o maior obstáculo para a san- tidade é o desânimo e a agitação sem motivos que te privam da possibilidade de se exercitar nas virtudes (…). Estou sempre disposto a perdoá-la. Toda vez que você pede perdão, glorificas a Minha misericórdia (1488)”. Santa Faustina: “Oh meu Jesus, apesar das tuas graças, sinto e vejo toda a minha miséria. Começo o dia lutando e acabo lutando; assim que ponho de lado uma dificuldade, dez se levantam em seu lugar para me vencer, mas não sofro por isso, porque sei muito bem que este é um tempo de luta e não de paz (606)”. Eu: Senhor misericordioso, eu dou a Ti, o que é minha propriedade exclusi- va, isto é, o pecado e a fraqueza humana. Rogo para que afogues minha mi- séria na sua Misericórdia insondável. X ESTAÇÃO: JESUS É DESPOJADO DE SUAS VESTES Santa Faustina: “Jesus apareceu inesperadamente diante de mim, despojado de suas roupas, coberto de feridas por todo o corpo, com os olhos cheios de sangue e lágrimas, o rosto desfigurado, coberto de cusparadas. De repente, o Senhor me disse: ‘a esposa deveria se parecer com o marido’. Santa Faustina: “entendi essas palavras em profundidade. Aqui não há lugar para qualquer dúvida. Minha semelhança com Jesus deve ser realizada atra- vés do sofrimento e humildade (268)”. Eu: Jesus, manso e humilde de coração, faça meu coração conforme seu Co- ração. XI ESTAÇÃO: JESUS É PREGADO CRUZ Jesus à Santa Faustina: “Minha discípula, tenha um grande amor por aque- les que a fazem sofrer; faça o bem aos que te odeiam (1628)”. Santa Faustina: “Oh meu Jesus, você sabe quais são os esforços necessários para tratar sinceramente e com simplicidade, aqueles de quem a nossa natu- reza foge, ou com aqueles que nos fizeram sofrer conscientemente ou incons- cientemente; isso é humanamente impossível. Em tais momentos mais do que em outras ocasiões, tento descobrir você, Jesus, nessas pessoas e por ti faço o bem para elas (compare 766)”. Eu: Oh amor puríssimo, reina totalmente no meu coração e deixa ao amor o que excede a medida humana (compare 328). VIA SACRA COM SANTA FAUSTINA
  • 22. 22 XII ESTAÇÃO: JESUS MORRE NA CRUZ Jesus à Santa Faustina: “Tudo isso para a salvação das almas. Reflita, mi- nha filha, sobre o que você faz pela sua salvação (1184)”. Santa Faustina: Então, eu vi Jesus pregado na cruz. Depois que Jesus estava pendurado nela, vi toda uma multidão de almas crucificadas com Jesus. E vi a terceira multidão de almas a seguir delas. A segunda infinidade de almas não foi pregada na cruz, mas, elas mantiveram fortemente a cruz em suas mãos; enquanto isso, a terceira multidão de almas não era pregada, nem se- gurava a cruz, mas essas almas, arrastavam a cruz e estavam muito descon- tentes. Jesus me disse: “Vê. Essas almas que se assemelham a mim em sofrimento e desprezo também me assemelharão em glória; aquelas que menos se asse- melham a mim em sofrimento e desprezo, serão menos semelhantes em mi- nha glória (446)”. Eu: Jesus, meu Salvador, esconda-me nas profundezas do seu Coração, de modo que, alimentado pela sua graça, eu possa me assemelhar a Ti em amor pela cruz e participar da Sua glória”. XIII ESTAÇÃO: JESUS É DESCIDO DA CRUZ Jesus à Santa Faustina: “A alma mais querida é aquela que acredita forte- mente na minha bondade e a que tem plena confiança; Ofereço minha confi- ança e dou-lhe tudo o que ele pede (453)”. Santa Faustina: “Recorro à Sua misericórdia, Deus compassivo, somente Tu és bondade. Embora a minha miséria seja grande e as minhas ofensas se- jam muitas, confio na Sua misericórdia, porque Tu és Deus de misericórdia e desde tempos imemoriais nunca foi ouvido e nem o céu nem a terra, se lem- bram de que uma alma que confiou em sua misericórdia ficou desapontada (1730)”. Eu: Jesus, misericordioso, multiplica cada dia em mim a confiança na Tua misericórdia para que sempre e em toda parte eu dê testemunho de Tua bon- dade e do Seu amor infinito. XIV ESTAÇÃO: JESUS É COLOCADO NO TÚMULO Jesus à Santa Faustina: “Você ainda não está na sua Pátria; Então, sejas fortalecida com minha graça e lute pelo meu Reino nas almas humanas; lute como uma verdadeira filha e lembre-se que os dias do exílio passarão logo, com eles a oportunidade de adquirir méritos para o céu. Espero de você (…) VIA SACRA COM SANTA FAUSTINA 31 NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Animador: Meditação: CRISTO, REI VITORIOSO! Todos: Hoje, traze-Me todas as almas e fiéis, mergulha-os no oceano da Minha misericórdia. Estas almas confortaram-Me na Via sacra: foram aquela gota de consolações em meio ao mar de amarguras(D.1214). Misericodiosissimo Jesus, que concedei prodigamente, a todos as graças do tesouro de Vossa misericórdia, acolhei-nos na morada do Vosso com- passivo coração e não nos deixeis sair dele, pelos séculos: suplicamos-Vos pelo amor inconcebível de que está inflamado o Vosso coração para com o Pai Celestial. As maravilhas da misericórdia são insondáveis; Nem o pecador nem o justo as entenderá; Para todos olhas com olhar de compaixão, E a todos atrais para Vosso amor. Eterno Pai. Olhai com Vossa misericórdia para as almas fiéis, como para herança de Vosso Filho, e pela Sua dolorosa paixão concedei-lhes a Vossa bênção e cercai-as da Vossa incessante proteção, para que não percam o amor e o tesouro da Santa fé, mas para que, com toda multidão dos Anjos e dos Santos, glorifiquem a Vossa imensurável misericórdia, por toda eternidade. Amém. • Canto e celebração. TERCEIRO DIA
  • 23. 30 NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Animador: Meditação: CRISTO SUMO SACERDOTE Todos: Hoje, traze-Me as almas dos sacerdotes e religiosos mergulha-os na minha insondável misericórdia. Elas Me deram força para suportar a amarga Paixão. Por elas, como por canais, desce sobre a humanidade Mi- nha misericórdia (D.1212). Misericordiosissimo Jesus, de quem provém tudo que é bom, aumenta em nós a graça para que pratiquemos digna obra de misericórdia, a fim de que aqueles que olham para nós glorifi- quem o Pai da Misericórdia, que está no céu. A fonte do amor divino Mora nos corações puros, Banhado no mar da misericórdia, Brilhantes como as estrelas, Luminosos como aurora. Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa misericórdia para a porção eleita da Vossa vinha: as almas dos sacerdotes e religiosos. Concedei-lhes o po- der da Vossa bênção e, pelos sentimentos do coração de Vosso Filho, no qual estão encerradas, daí-lhes a força da Vossa Luz, para que possam guiar os outros no caminho da salvação e, juntamente com eles, canta- rem a glória de vossa insondável misericórdia, por toda a eternidade. Amém. • Canto e celebração. SEGUNDO DIA 23 um grande número de almas para glorificar a minha misericórdia por toda a eternidade (1489)”. Santa Faustina: “Cada alma que me confiou, ó Jesus, vou tentar ajudá-lo com a oração e o sacrifício, para que sua graça possa operar nela. Oh, grande amante das almas, oh meu Jesus, agradeço-lhe essa grande confiança, já que se dignou confiá-las aos nossos cuidados (245)”. Eu: Faça Senhor misericordioso, que não perca uma só alma que havias me confiado. ORAÇÃO APÓS A VIA SACRA Meu Jesus, minha única esperança, agradeço-lhe por este grande livro que abristes diante dos olhos da minha alma. Este grande livro é a sua Paixão enfrentada por amor a mim. Deste livro, aprendi como amar a Deus e as al- mas. Nele estão encerrados tesouros inesgotáveis (…). Oh, Jesus, quão pou- cas são as almas que o compreendem no seu martírio de amor (…). Feliz a alma que compreendeu o amor do Coração de Jesus (304).
  • 24. 24 COMUNIDADE JESUS MISERICORDIOSO Vinde, Espírito Santo enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso Amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado. E renovareis a face da terra. Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Es- pírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor Nosso. Amém. Óh! Meu Jesus, peço-vos por toda Igreja, que conceda-lhe o amor e a Luz do espírito Santo, dai força às palavras dos sacerdotes, pa- ra que os corações empedernidos se enterneçam e voltem a Vós Senhor. Senhor, dai-nos Santos Sacerdotes e Vós mesmo conservai-os em Santidade. Óh! Divino e Sumo Sacerdote, que o poder da Vossa Mise- ricórdia os acompanhe por onde andarem e os protejam contra as maqui- nações que o demônio não cessa de armar às almas de cada sacerdote. O poder da Vossa Misericórdia ó Senhor, destrua tudo o que poderá ofuscar a santidade dos Sacerdotes porque Vós tudo podeis. Peço-Vos, Jesus, abençoai com uma luz especial os sacerdotes com as quais me devo con- fessar, durante a minha vida. Amém. ORAÇÃO PELA IGREJA E PELOS SACERDOTES ORAÇÃO AO DIVINO ESPÍRITO SANTO 29 NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Animador: Meditação: A UNIDADE DA IGREJA Todos: Hoje, traze-Me as almas dos cristãos separados da unidade da Igreja e mergulha-as no mar da Minha misericórdia. Na minha amarga paixão dilaceravam o Meu corpo e Meu coração, isto é,a Minha Igreja; quando voltam à unidade cicatrizam-se as Minhas Chagas, e dessa ma- neira eles aliviam a Minha Paixão (D. 1218). Misericordiosíssimo Jesus, Tu que És a própria bondade e não negas a luz aqueles que te pedem, aceita na morada do Teu compassivo Coração, almas dos nossos irmãos separados, atrai-os pela Tua luz à unidade da Igreja e não os deixes sair da morada do Teu compassivo Coração luz do mundo todo, aceitai na morada do teu compassivo Coração, mas fazei com que também eles glorifiquem a prodigalidade da Tua misericórdia. Mesmo para aqueles que rasgaram o manto da Tua Unidade Flui do Teu Coração uma fonte de compaixão A onipotência da Tua misericórdia, ó Deus Pode Tirar também essas almas do erro. Eterno Pai, olhai com o olhar da Tua Misericórdia para as almas dos nossos irmãos separados, que esbanjaram os Vossos bens e abusaram da Vossa graça, permanecendo teimosamente nos seus erros. Não olheis para os seus erros, mas para o amor de Vosso Filho que suportou amarga Paixão por eles, pois também eles estão encerrados no Coração compas- sivo de Jesus. Fazei com que também eles glorifiquem a Vossa grande misericórdia, por toda eternidade. Amém. * Canto e Celebração. QUINTO DIA
  • 25. 28 NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Animador: Meditação: A IGREJA É MISERICÓRDIA Todos: Hoje, traze-Me os pagãos e aqueles que ainda não Me conhecem e nos quais pensei na minha amarga paixão. Mergulha-os no mar da Mi- nha misericórdia. . Misericordiosíssimo Jesus, Tu que És a luz do mundo todo, aceitai na morada do teu compassivo Coração, as almas dos pagãos que ainda não Te conhecem. Que os raios da Tua graça os iluminem para que também eles , juntamente conosco , glorifiquem as maravilhas da Tua Misericór- dia; e não os deixe sair da morada do Teu compassivo coração. Que a luz do teu amor Ilumine as trevas das almas! Fazei que estas almas Te conheçam E glorifiquem a Tua misericórdia, juntamente conosco! Eterno Pai, olhai com olhar da Vossa misericórdia para as almas dos pa- gãos que ainda não Vos conhecem, mas que estão encerrados no coração compassivo de Jesus. Atraía-os à luz do Evangelho. Essas almas não sa- bem que grande felicidade é amar-Vos; fazei com que também elas glori- fiquem a prodigalidade da Vossa Misericórdia, por toda eternidade. Amém. * Canto e celebração. QUARTO DIA 25 LIVRO DAS NOVENAS
  • 26. 26 NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO 1. Preparar o ambiente e acolher as pessoas. Animador: Irmãos e Irmãs sejam bem vindos a este encontro. Estamos aqui reunidos em nome da Santíssima Trindade; por isso vamos saudá-la cantando. 2. Oração ao Espírito Santo pag. 24 Canto: a escolha 3. Terço da Misericórdia - pag. 16 4. Ato de Consagração pag. 17 Animador: Jesus pediu a Santa Faustina que a Festa da Divina Miseri- córdia fosse precedida por uma novena e indicou as intenções pelas quais deve ser feita. “Desejo que, durante estes nove dias, conduzas as pessoas à fonte da mi- nha misericórdia, para que recebam forças, alívio e todas as graças de que necessitam nas dificuldades da vida e, especialmente, na hora da morte. Cada dia conduzirás ao meu coração um grupo diferente de pesso- as e as mergulharás nesse oceano da minha misericórdia. Eu conduzirei todas essas pessoas à Casa do Meu Pai. Assim procederás nesta vida e na futura. Da minha parte, nada negarei aquelas pessoas que tu condu- zirás a fonte da minha misericórdia. Cada dia pedirás a Meu pai, pela minha dolorosa paixão, graças para essas pessoas. (Diário 1.209) - Canto. ACOLHIDA 27 NOVENA DE JESUS MISERICORDIOSO Animador: Meditação: A CRUZ DE CRISTO, UMA REVELAÇÃO RADICAL DA MI- SERICORDIA. Todos: Hoje, traze-Me a humanidade inteira, especialmente todos os pe- cadores, e mergulha-os no oceano da Minha Misericórdia; com isso Me consolarás na amarga tristeza em que a perda das almas Me afunda (D.1210). Misericordiosissimo Jesus, de quem é próprio ter compaixão de nós e de nos perdoar, não olhe os nossos pecados, mas a confiança em que deposi- tamos em Tua infinita bondade. Acolhe-nos na morada do Teu compassi- vo Coração e nunca nos deixe sair Dele. Nós te pedimos pelo amor que Tu une ao Pai e ao Espírito Santo. Ó onipotência da misericórdia Divina, Socorro para o homem pecador, Tu és oceano da misericórdia e de amor, E ajuda a quem te pede humildemente. Eterno Pai, olhai com misericórdia para toda humanidade encerrada no coração compassivo de Jesus, mas especialmente para os pobres pecado- res. Pela sua dolorosa paixão, mostrai-nos Vossa misericórdia, para que glori- fiquemos Vossa onipotência, por toda eternidade. Amém. • Canto e celebração. PRIMEIRO DIA