SlideShare uma empresa Scribd logo
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
“Não sabeis vós que sois o templo
de Deus e que o Espírito de Deus
habita em vós?” (1Co 3.16).
TEXTO ÁUREO
ailtonsilva2000.blogspot.com.br
Álvares Machado – SP
Brasil
Cremos que o Espírito Santo é a Terceira
Pessoa da Santíssima Trindade, Senhor e
Vivificador, que convence o mundo do
pecado, da justiça e do juízo, regenera o
pecador, e que falou por meio dos profetas.
VERDADE PRÁTICA
ailtonsilva2000.blogspot.com.br
Álvares Machado – SP
Brasil
15 — Se me amardes, guardareis os meus
mandamentos.
16 — E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro
Consolador, para que fique convosco para sempre,
17 — o Espírito da verdade, que o mundo não pode
receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o
conheceis, porque habita convosco e estará em vós.
18 — Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.
26 — Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o
Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as
coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho
dito.
LEITURA BIBLICA EM CLASSE
Jo 14.15-18,26
ailtonsilva2000.blogspot.com.br
Álvares Machado – SP
Brasil
As Escrituras Sagradas revelam a identidade do
Espírito Santo, sua deidade absoluta e sua
personalidade, sua consubstancialidade com o
Pai e o Filho como Terceira Pessoa da Trindade e
suas obras no contexto histórico-salvífico. Todos
esses dados da revelação só foram definidos
depois do Concílio de Niceia. A formulação da
doutrina pneumatológica aconteceu tardiamente
na história da Igreja, na segunda metade do
século IV.
INTRODUÇÃO
ailtonsilva2000.blogspot.com.br
Álvares Machado – SP
Brasil
1. A REVELAÇÃO DIVINA.
• A revelação Divina foi progressiva;
• O Filho revelou o Pai;
• O Espírito Santo revela o Filho.
2. O ESQUECIMENTO.
• A Bíblia é rica em detalhes sobre o Espírito Santo;
• Esclarece sobre a identidade/personalidade/divindade;
• Principalmente sobre relação com o Pai e Filho.
3. O ESPÍRITO SANTO E OS PRIMEIROS CRISTÃOS.
• Igreja primitiva conhecia o Espírito Santo;
• Mas havia muitos que ainda não conheciam (At 19.2);
• A era apostólica teve mais contato e boa relação.
I – O ESPÍRITO SANTO
ailtonsilva2000.blogspot.com.br
Álvares Machado – SP
Brasil
1. A DIVINDADE DECLARADA.
• O Espírito Santo é chamado de Senhor;
• “Por que [...] mentisses ao Espírito Santo?
• “Sois templo de Deus – o Espírito Santo habita em vós”.
2. A DIVINDADE REVELADA.
• A divindade é revelada pela relação entre a Trindade;
• “Outro Consolador”: ajudador, advogado.
3. OBRAS DIVINAS.
• A divindade do Espírito Santo é revelada pelas obras;
• O Espírito Santo é o Criador do Universo;
• Ele gerou Jesus e o ressuscitou dentre os mortos;
• Dá a vida, regenera e distribui os dons.
II – A DIVINDADE
DO ESPÍRITO SANTO À LUZ DA BÍBLIA
ailtonsilva2000.blogspot.com.br
Álvares Machado – SP
Brasil
1. ALGUNS ATRIBUTOS INCOMUNICÁVEIS.
• Divindade do Espírito Santo: é revelada pelos atributos;
• Onipotência, onipresente, onisciente e eterno;
• Os atributos incomunicáveis não são para homens.
2. ALGUNS ATRIBUTOS COMUNICÁVEIS.
• A santidade é o atributo mais solenizado nas Escrituras;
• Ele é santo em si mesmo;
• Não precisa ser santificado, pois é Ele quem santifica.
3. O ESPÍRITO SANTO E A TRINDADE.
• O Espírito Santo iguala-se ao Pai e ao Filho;
• Em seu nome somos batizados;
• Não existe hierarquia dentro da Trindade.
III – OS ATRIBUTOS DA DIVINDADE
ailtonsilva2000.blogspot.com.br
Álvares Machado – SP
Brasil
1. AS FACULDADES DA PERSONALIDADE.
• A personalidade do Espírito Santo é real;
• A igreja crê desde o princípio;
• Personalidade: Intelecto, emoção e vontade.
2. REAÇÕES DO ESPÍRITO SANTO.
• O Espírito Santo reage a certos atos humanos;
• Toda ação (humana) gera reação do Espírito Santo?
• Pedro obedeceu. Ananias mentiu. Os judeus resistiram;
• Muitos entristecem o Espírito Santo, blasfemam.
•
IV – PERSONALIDADE
DO ESPÍRITO SANTO
ailtonsilva2000.blogspot.com.br
Álvares Machado – SP
Brasil
A frase que se refere ao Espírito Santo como “terceira
Pessoa da Trindade” se deve ao fato de seu nome
aparecer depois do Pai e do Filho na fórmula batismal.
Não se trata, pois, de hierarquia intratrinitariana, porque o
Pai, o Filho e o Espírito Santo são um só Deus que
subsiste em três Pessoas distintas.
Contatos:
ailtonsilva2000@gmail.com
ailtonsilva2000.blogspot.com.br
Álvares Machado (SP) – 3º trim. 2017
WatsApp (18) 99790-3718 (Vivo)
CONCLUSÃO
ailtonsilva2000.blogspot.com.br
Álvares Machado – SP
Brasil

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 9 - Preservando a identidade da igreja
Lição 9 - Preservando a identidade da igrejaLição 9 - Preservando a identidade da igreja
Lição 9 - Preservando a identidade da igreja
Ailton da Silva
 
Lição 4 - Espírito Santo. O agente capacitador da obra de Deus
Lição 4 - Espírito Santo. O agente capacitador da obra de DeusLição 4 - Espírito Santo. O agente capacitador da obra de Deus
Lição 4 - Espírito Santo. O agente capacitador da obra de Deus
Ailton da Silva
 
Lição 2
Lição 2Lição 2
Lição 2
Ailton da Silva
 
Lição 11
Lição 11Lição 11
Lição 11
Ailton da Silva
 
Lição 14
Lição 14 Lição 14
Lição 14
Ailton da Silva
 
Lição 2 - O propósito do fruto do Espírito
Lição 2 - O propósito do fruto do EspíritoLição 2 - O propósito do fruto do Espírito
Lição 2 - O propósito do fruto do Espírito
Ailton da Silva
 
lição 1 - A atualidade dos profetas menores
lição 1 - A atualidade dos profetas menoreslição 1 - A atualidade dos profetas menores
lição 1 - A atualidade dos profetas menores
Ailton da Silva
 
O propósito da tentação
O propósito da tentaçãoO propósito da tentação
O propósito da tentação
Ailton da Silva
 
Lição 10
Lição 10Lição 10
Lição 10
Ailton da Silva
 
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
Ailton da Silva
 
Lição 1 - A epístola aos romanos
Lição 1 - A epístola aos romanosLição 1 - A epístola aos romanos
Lição 1 - A epístola aos romanos
Ailton da Silva
 
Lição 12 - Cosmovisão missionária
Lição 12 - Cosmovisão missionáriaLição 12 - Cosmovisão missionária
Lição 12 - Cosmovisão missionária
Ailton da Silva
 
09
0909
Gerados pela Palavra da verdade
Gerados pela Palavra da verdadeGerados pela Palavra da verdade
Gerados pela Palavra da verdade
Ailton da Silva
 
07 - Sardes, a igreja morta
07 - Sardes, a igreja morta07 - Sardes, a igreja morta
07 - Sardes, a igreja morta
Ailton da Silva
 
Lição 03
Lição 03Lição 03
Lição 03
Ailton da Silva
 
Lição 4 - Superando os traumas da violência social
Lição 4 - Superando os traumas da violência socialLição 4 - Superando os traumas da violência social
Lição 4 - Superando os traumas da violência social
Ailton da Silva
 
Tiago - fé que se mostra pelas obras
Tiago - fé que se mostra pelas obrasTiago - fé que se mostra pelas obras
Tiago - fé que se mostra pelas obras
Ailton da Silva
 
13 - a verdadeira motivação do crente
13 - a verdadeira motivação do crente13 - a verdadeira motivação do crente
13 - a verdadeira motivação do crente
Ailton da Silva
 
Lição 5 - A importância dos dons Espírituais
Lição 5 - A importância dos dons EspírituaisLição 5 - A importância dos dons Espírituais
Lição 5 - A importância dos dons Espírituais
Ailton da Silva
 

Mais procurados (20)

Lição 9 - Preservando a identidade da igreja
Lição 9 - Preservando a identidade da igrejaLição 9 - Preservando a identidade da igreja
Lição 9 - Preservando a identidade da igreja
 
Lição 4 - Espírito Santo. O agente capacitador da obra de Deus
Lição 4 - Espírito Santo. O agente capacitador da obra de DeusLição 4 - Espírito Santo. O agente capacitador da obra de Deus
Lição 4 - Espírito Santo. O agente capacitador da obra de Deus
 
Lição 2
Lição 2Lição 2
Lição 2
 
Lição 11
Lição 11Lição 11
Lição 11
 
Lição 14
Lição 14 Lição 14
Lição 14
 
Lição 2 - O propósito do fruto do Espírito
Lição 2 - O propósito do fruto do EspíritoLição 2 - O propósito do fruto do Espírito
Lição 2 - O propósito do fruto do Espírito
 
lição 1 - A atualidade dos profetas menores
lição 1 - A atualidade dos profetas menoreslição 1 - A atualidade dos profetas menores
lição 1 - A atualidade dos profetas menores
 
O propósito da tentação
O propósito da tentaçãoO propósito da tentação
O propósito da tentação
 
Lição 10
Lição 10Lição 10
Lição 10
 
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
03 - Joel, o derramamento do Espírito Santo
 
Lição 1 - A epístola aos romanos
Lição 1 - A epístola aos romanosLição 1 - A epístola aos romanos
Lição 1 - A epístola aos romanos
 
Lição 12 - Cosmovisão missionária
Lição 12 - Cosmovisão missionáriaLição 12 - Cosmovisão missionária
Lição 12 - Cosmovisão missionária
 
09
0909
09
 
Gerados pela Palavra da verdade
Gerados pela Palavra da verdadeGerados pela Palavra da verdade
Gerados pela Palavra da verdade
 
07 - Sardes, a igreja morta
07 - Sardes, a igreja morta07 - Sardes, a igreja morta
07 - Sardes, a igreja morta
 
Lição 03
Lição 03Lição 03
Lição 03
 
Lição 4 - Superando os traumas da violência social
Lição 4 - Superando os traumas da violência socialLição 4 - Superando os traumas da violência social
Lição 4 - Superando os traumas da violência social
 
Tiago - fé que se mostra pelas obras
Tiago - fé que se mostra pelas obrasTiago - fé que se mostra pelas obras
Tiago - fé que se mostra pelas obras
 
13 - a verdadeira motivação do crente
13 - a verdadeira motivação do crente13 - a verdadeira motivação do crente
13 - a verdadeira motivação do crente
 
Lição 5 - A importância dos dons Espírituais
Lição 5 - A importância dos dons EspírituaisLição 5 - A importância dos dons Espírituais
Lição 5 - A importância dos dons Espírituais
 

Semelhante a Lição 5 - A identidade do Espírito Santo

E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 04
Joel Silva
 
Subsídio da lição 5 adultos
Subsídio da lição 5 adultosSubsídio da lição 5 adultos
Subsídio da lição 5 adultos
Carlos Alexandre Ribeiro Dorte
 
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
Bruno Cesar Santos de Sousa
 
Lição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituaisLição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituais
Pr. Andre Luiz
 
4º módulo 4ª aula
4º módulo   4ª aula4º módulo   4ª aula
4º módulo 4ª aula
Joel Silva
 
4º módulo 4ª aula
4º módulo   4ª aula4º módulo   4ª aula
4º módulo 4ª aula
Monergista Post
 
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito SantoLição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
Erberson Pinheiro
 
Estudo - Ano da Fé: ficha-02
Estudo - Ano da Fé:  ficha-02Estudo - Ano da Fé:  ficha-02
Estudo - Ano da Fé: ficha-02
Bernadetecebs .
 
Lição 5 - A Identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A Identidade do Espírito SantoLição 5 - A Identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A Identidade do Espírito Santo
Éder Tomé
 
Santificação.pptx
Santificação.pptxSantificação.pptx
Santificação.pptx
JorgeVieira668836
 
LBA 2017 3 TRI Lição 5 - A identidade do espírito santo
LBA 2017 3 TRI Lição 5 - A identidade do espírito santoLBA 2017 3 TRI Lição 5 - A identidade do espírito santo
LBA 2017 3 TRI Lição 5 - A identidade do espírito santo
Natalino das Neves Neves
 
Pneumatologia prof sandro valentin
Pneumatologia prof sandro valentinPneumatologia prof sandro valentin
Pneumatologia prof sandro valentin
casa
 
2021 1º Trimestre Adulto Lição 02.pptx
2021 1º Trimestre Adulto Lição 02.pptx2021 1º Trimestre Adulto Lição 02.pptx
2021 1º Trimestre Adulto Lição 02.pptx
Joel Silva
 
O que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely Lage
O que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely LageO que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely Lage
O que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely Lage
Igreja Presbiteriana Renovada de Castelo Branco
 
26
2626
O espirito santo de deus
O  espirito  santo  de  deusO  espirito  santo  de  deus
O espirito santo de deus
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
Joel Silva
 
Download espírito santo - o deus que vive em nós
Download espírito santo - o deus que vive em nósDownload espírito santo - o deus que vive em nós
Download espírito santo - o deus que vive em nós
Luiza Dayana
 
Lição 2 - A Mordomia do Corpo
Lição 2 - A Mordomia do CorpoLição 2 - A Mordomia do Corpo
Lição 2 - A Mordomia do Corpo
Éder Tomé
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
Joel Silva
 

Semelhante a Lição 5 - A identidade do Espírito Santo (20)

E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 04
 
Subsídio da lição 5 adultos
Subsídio da lição 5 adultosSubsídio da lição 5 adultos
Subsídio da lição 5 adultos
 
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
 
Lição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituaisLição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituais
 
4º módulo 4ª aula
4º módulo   4ª aula4º módulo   4ª aula
4º módulo 4ª aula
 
4º módulo 4ª aula
4º módulo   4ª aula4º módulo   4ª aula
4º módulo 4ª aula
 
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito SantoLição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
 
Estudo - Ano da Fé: ficha-02
Estudo - Ano da Fé:  ficha-02Estudo - Ano da Fé:  ficha-02
Estudo - Ano da Fé: ficha-02
 
Lição 5 - A Identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A Identidade do Espírito SantoLição 5 - A Identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A Identidade do Espírito Santo
 
Santificação.pptx
Santificação.pptxSantificação.pptx
Santificação.pptx
 
LBA 2017 3 TRI Lição 5 - A identidade do espírito santo
LBA 2017 3 TRI Lição 5 - A identidade do espírito santoLBA 2017 3 TRI Lição 5 - A identidade do espírito santo
LBA 2017 3 TRI Lição 5 - A identidade do espírito santo
 
Pneumatologia prof sandro valentin
Pneumatologia prof sandro valentinPneumatologia prof sandro valentin
Pneumatologia prof sandro valentin
 
2021 1º Trimestre Adulto Lição 02.pptx
2021 1º Trimestre Adulto Lição 02.pptx2021 1º Trimestre Adulto Lição 02.pptx
2021 1º Trimestre Adulto Lição 02.pptx
 
O que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely Lage
O que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely LageO que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely Lage
O que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely Lage
 
26
2626
26
 
O espirito santo de deus
O  espirito  santo  de  deusO  espirito  santo  de  deus
O espirito santo de deus
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
 
Download espírito santo - o deus que vive em nós
Download espírito santo - o deus que vive em nósDownload espírito santo - o deus que vive em nós
Download espírito santo - o deus que vive em nós
 
Lição 2 - A Mordomia do Corpo
Lição 2 - A Mordomia do CorpoLição 2 - A Mordomia do Corpo
Lição 2 - A Mordomia do Corpo
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
 

Mais de Ailton da Silva

Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de AbraãoLição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Ailton da Silva
 
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do simLição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
Ailton da Silva
 
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelaçãoLição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
Ailton da Silva
 
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem LevíticaLição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Ailton da Silva
 
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de DeusLição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Ailton da Silva
 
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a MoisésLição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
Ailton da Silva
 
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosaLição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
Ailton da Silva
 
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
Ailton da Silva
 
Lição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em CristoLição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em Cristo
Ailton da Silva
 
Lição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na féLição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na fé
Ailton da Silva
 
Lição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por DeusLição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por Deus
Ailton da Silva
 
Lição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvaçãoLição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvação
Ailton da Silva
 
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvaçãoLição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Ailton da Silva
 
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrioLição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Ailton da Silva
 
Lição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela GraçaLição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela Graça
Ailton da Silva
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Ailton da Silva
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Ailton da Silva
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Ailton da Silva
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Ailton da Silva
 
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a DeusLição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Ailton da Silva
 

Mais de Ailton da Silva (20)

Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de AbraãoLição 3 - Os primeiros passos de Abraão
Lição 3 - Os primeiros passos de Abraão
 
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do simLição 2 - O primeiro dia depois do sim
Lição 2 - O primeiro dia depois do sim
 
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelaçãoLição 1 - Abraão, chamada e revelação
Lição 1 - Abraão, chamada e revelação
 
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem LevíticaLição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
Lição 5 - Cristo é superior a Arão e à ordem Levítica
 
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de DeusLição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
Lição 4 - Jesus é superior a Josué. O meio de entrar no repouso de Deus
 
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a MoisésLição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
Lição 3 - A superioridade de Jesus em relação a Moisés
 
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosaLição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
 
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
 
Lição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em CristoLição 13 - Glorificados em Cristo
Lição 13 - Glorificados em Cristo
 
Lição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na féLição 12 - Perseverando na fé
Lição 12 - Perseverando na fé
 
Lição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por DeusLição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por Deus
 
Lição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvaçãoLição 10 - O processo da salvação
Lição 10 - O processo da salvação
 
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvaçãoLição 9 - Arrependimento e fé para salvação
Lição 9 - Arrependimento e fé para salvação
 
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrioLição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
Lição 8 - A salvação e o livre-arbítrio
 
Lição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela GraçaLição 7 - A Salvação pela Graça
Lição 7 - A Salvação pela Graça
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
 
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a DeusLição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
Lição 6 - A pecaminosidade humana e a sua restauração a Deus
 

Último

Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 

Lição 5 - A identidade do Espírito Santo

  • 2. “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (1Co 3.16). TEXTO ÁUREO ailtonsilva2000.blogspot.com.br Álvares Machado – SP Brasil
  • 3. Cremos que o Espírito Santo é a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, Senhor e Vivificador, que convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo, regenera o pecador, e que falou por meio dos profetas. VERDADE PRÁTICA ailtonsilva2000.blogspot.com.br Álvares Machado – SP Brasil
  • 4. 15 — Se me amardes, guardareis os meus mandamentos. 16 — E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre, 17 — o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós. 18 — Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós. 26 — Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. LEITURA BIBLICA EM CLASSE Jo 14.15-18,26 ailtonsilva2000.blogspot.com.br Álvares Machado – SP Brasil
  • 5. As Escrituras Sagradas revelam a identidade do Espírito Santo, sua deidade absoluta e sua personalidade, sua consubstancialidade com o Pai e o Filho como Terceira Pessoa da Trindade e suas obras no contexto histórico-salvífico. Todos esses dados da revelação só foram definidos depois do Concílio de Niceia. A formulação da doutrina pneumatológica aconteceu tardiamente na história da Igreja, na segunda metade do século IV. INTRODUÇÃO ailtonsilva2000.blogspot.com.br Álvares Machado – SP Brasil
  • 6. 1. A REVELAÇÃO DIVINA. • A revelação Divina foi progressiva; • O Filho revelou o Pai; • O Espírito Santo revela o Filho. 2. O ESQUECIMENTO. • A Bíblia é rica em detalhes sobre o Espírito Santo; • Esclarece sobre a identidade/personalidade/divindade; • Principalmente sobre relação com o Pai e Filho. 3. O ESPÍRITO SANTO E OS PRIMEIROS CRISTÃOS. • Igreja primitiva conhecia o Espírito Santo; • Mas havia muitos que ainda não conheciam (At 19.2); • A era apostólica teve mais contato e boa relação. I – O ESPÍRITO SANTO ailtonsilva2000.blogspot.com.br Álvares Machado – SP Brasil
  • 7. 1. A DIVINDADE DECLARADA. • O Espírito Santo é chamado de Senhor; • “Por que [...] mentisses ao Espírito Santo? • “Sois templo de Deus – o Espírito Santo habita em vós”. 2. A DIVINDADE REVELADA. • A divindade é revelada pela relação entre a Trindade; • “Outro Consolador”: ajudador, advogado. 3. OBRAS DIVINAS. • A divindade do Espírito Santo é revelada pelas obras; • O Espírito Santo é o Criador do Universo; • Ele gerou Jesus e o ressuscitou dentre os mortos; • Dá a vida, regenera e distribui os dons. II – A DIVINDADE DO ESPÍRITO SANTO À LUZ DA BÍBLIA ailtonsilva2000.blogspot.com.br Álvares Machado – SP Brasil
  • 8. 1. ALGUNS ATRIBUTOS INCOMUNICÁVEIS. • Divindade do Espírito Santo: é revelada pelos atributos; • Onipotência, onipresente, onisciente e eterno; • Os atributos incomunicáveis não são para homens. 2. ALGUNS ATRIBUTOS COMUNICÁVEIS. • A santidade é o atributo mais solenizado nas Escrituras; • Ele é santo em si mesmo; • Não precisa ser santificado, pois é Ele quem santifica. 3. O ESPÍRITO SANTO E A TRINDADE. • O Espírito Santo iguala-se ao Pai e ao Filho; • Em seu nome somos batizados; • Não existe hierarquia dentro da Trindade. III – OS ATRIBUTOS DA DIVINDADE ailtonsilva2000.blogspot.com.br Álvares Machado – SP Brasil
  • 9. 1. AS FACULDADES DA PERSONALIDADE. • A personalidade do Espírito Santo é real; • A igreja crê desde o princípio; • Personalidade: Intelecto, emoção e vontade. 2. REAÇÕES DO ESPÍRITO SANTO. • O Espírito Santo reage a certos atos humanos; • Toda ação (humana) gera reação do Espírito Santo? • Pedro obedeceu. Ananias mentiu. Os judeus resistiram; • Muitos entristecem o Espírito Santo, blasfemam. • IV – PERSONALIDADE DO ESPÍRITO SANTO ailtonsilva2000.blogspot.com.br Álvares Machado – SP Brasil
  • 10. A frase que se refere ao Espírito Santo como “terceira Pessoa da Trindade” se deve ao fato de seu nome aparecer depois do Pai e do Filho na fórmula batismal. Não se trata, pois, de hierarquia intratrinitariana, porque o Pai, o Filho e o Espírito Santo são um só Deus que subsiste em três Pessoas distintas. Contatos: ailtonsilva2000@gmail.com ailtonsilva2000.blogspot.com.br Álvares Machado (SP) – 3º trim. 2017 WatsApp (18) 99790-3718 (Vivo) CONCLUSÃO ailtonsilva2000.blogspot.com.br Álvares Machado – SP Brasil