SlideShare uma empresa Scribd logo
1
2
• Paulo nunca esteve nesta cidade.
• Colossos era uma cidade da Frígia, província
da Ásia Menor.
• O evangelho chegou através do ministério de
Epafras discípulo de Paulo em Éfeso (1.5-7).
• Distava 130 km de Éfeso, Laodicéia ficava a
oeste.
• “O conteúdo desta epístola aborda a
supremacia e a plena suficiência de Cristo”.
3
CARTA AOS
COLOSSENCES
4
5
PANO DE FUNDO
6
SINCRETISMO RELIGIOSO
JUDAÍSMO HELENÍSTICO. CIRCUNCISÃO (2:11), A DIAS
SANTIFICADOS, À FESTA DA LUA NOVA, AO SÁBADO (2:16)
E AO CULTO AOS ANJOS (2:18)
MISTURA DE ELEMENTOS RELIGIOSOS E FILOSÓFICOS
DIVERSIFICADOS. “PITÁGORAS”
ELEMENTOS DAS CULTURAS ORIENTAIS,
GREGAS, ROMANAS E JUDAICOS;
ADORAÇÃO À CIBELE (A GRANDE MÃE E
DEUSA DA FERTILIDADE).
ASTROLOGIA, CULTO A ANJOS (2:18);
GNOSTICISMO: "FILOSOFIAS E VÃS SUTILEZAS" (2:8),
"TRADIÇÃO DOS HOMENS" (2:8), JULGAMENTOS "PELO
COMER, OU PELO BEBER" (2:16, 20-22), PESSOAS
ENFATUADAS "SEM MOTIVO ALGUM NA SUA MENTE
CARNAL" (2:18), "HUMILDADE FINGIDA" (2:23), E
"SEVERIDADE PARA COM O CORPO" (2:23).
PROPÓSITO DA CARTA
7
- ADVERTIR SEUS LEITORES CONTRA ESSAS
HERESIAS;
- FAZÊ-LOS LEMBRAR-SE DA VERDADE DO
EVANGELHO QUE JÁ HAVIAM RECEBIDO(1:5);
- CRISTO DERROTOU OS PODERES DO MAL
MEDIANTE SUA MORTE NA CRUZ (2:15);-
- A PRISÃO EM QUE ANTIGAMENTE
ATORMENTAVAM AS PESSOAS, NA FORMA DE
DÉBITOS NÃO-PAGOS, FOI CANCELADA (2:14)
LEMBRAR-SE DE QUE DEVEM ANDAR NA LUZ DAS
TRADIÇÕES QUE RECEBERAM SOBRE CRISTO E O
EVANGELHO.
TITULO, AUTORIA E DATA
8
COLOSSENSES RECEBEU ESTE NOME POR CAUSA DA
CIDADE DE COLOSSOS.
A CARTA TAMBÉM DEVERIA SER LIDA PELA IGREJA
VIZINHA DE LAODICÉIA (4.16)
DATA (60 – 62 D.C) PAULO ESTAVA NA
PRISÃO EM ROMA
PAULO É IDENTIFICADO COMO AUTOR
(1.1)
ASSUNTOS PESSOAIS
9
A SAUDAÇÃO DE PAULO (1.1-14)
A AÇÃO DE GRAÇAS DE PAULO (1.3-8)
A ORAÇÃO DE PAULO (1.15-23)
INSTRUÇÕES DOUTRINÁRIAS
10
SOBRE A DIVINDADE DE CRISTO (1.15-
2.23)
SOBRE O MINISTÉRIO DE PAULO (1.24-
2.7)
SOBRE A FALSA FILOSOFIA (2.8-23)
EXORTAÇÕES PRÁTICAS
11
A CONDUTA CRISTÃ (3.1-17)
AS FAMÍLIAS CRISTÃS (3.18-4.1)
O MODO CRISTÃO DE FALAR (4.2-6)
OS AMIGOS DO CRISTÃO (4.7-18)
12
13
14
CIDADE DE TESSALÔNICA
TESSALÔNICA, MACEDÔNIA CENTRAL (ATUAL SALÔNICA, GRÉCIA).
TORNOU-SE CAPITAL DA MACEDÔNIA EM 168 D.C.
NOS DIAS DE PAULO A POPULAÇÃO CHEGOU A 200.000 PESSOAS
SIMILAR A CORINTO, TESSALÔNICA ERA METRÓPOLE COSMOPOLITA.
A CIDADE FOI CONSTRUÍDA POR DETERMINAÇÃO DE CASSANDRO, EM 315 A.C., QUE
LHE DEU O NOME DA SUA ESPOSA, TESSALÔNICA, MEIA-IRMÃ DE ALEXANDRE MAGNO
15
SALÔNICA ATUAL
16
PROPÓSITO DA CARTA
17
APOLOGÉTICA, TRAZENDO A CORRELAÇÃO
HISTÓRICA ENTRE ATOS E 1 TESSALONICENSES
TEMA ECLESIÁSTICO COM DESCRIÇÃO DE UMA
IGREJA SAUDÁVEL EM DESENVOLVIMENTO
TEMA PASTORAL COM O EXEMPLO DAS ATIVIDADES
E ATITUDES DO PASTOREIO
TEMA ESCATOLÓGICO COM FOCO NOS
ACONTECIMENTOS FUTUROS COMO A ESPERANÇA
DA IGREJA
TEMA MISSIONÁRIO COM ÊNFASE NA
PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO E NO
ESTABELECIMENTO DA IGREJA
TITULO, AUTORIA E DATA
18
TÍTULO: TESSALONICENSES REPRESENTA A CIDADE
QUE SE LOCALIZAVA A IGREJA (TESSALÔNICA)
ESCRITA PELO APÓSTOLO PAULO (1.1)
LOCAL: QUANDO PAULO ESTAVA EM
CORINTO EM 51 D.C.
PAULO ESTAVA ACOMPANHADO DE
SILVANO (SILAS) E TIMÓTEO.
PENSAMENTOS PARTICULARES DE
PAULO (1.2-3.13)
19
A AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA (1.2-10)
LEMBRETES A IGREJA (2.1-16)
PREOCUPAÇÕES COM A IGREJA (2.17-
3.13)
INSTRUÇÕES PRÁTICAS DE
PAULO (4.1-5.22)
20
SOBRE A PUREZA MORAL (4.1-8)
SOBRE O MODO DE VIVER
DISCIPLINADO ( 4.9-12)
SOBRE A MORTE E ARREBATAMENTO
(4.13-18)
INSTRUÇÕES PRÁTICAS DE
PAULO (4.1-5.22)
21
SOBRE UMA VIDA SANTA E O DIA DO
SENHOR (5.1-11)
SOBRE OS RELACIONAMENTOS NA
IGREJA ( 5.12-15)
SOBRE OS FUNDAMENTOS DA VIDA
CRISTÃ (5. 16-22)
22
A BENÇÃO DE PAULO
(5.23,24)
OBSERVAÇÕES FINAIS
(5.25-28)
23
24
CONTEXTO HISTÓRICO
ESCRITA POR PAULO QUANDO PERMANECEU 18 MESES EM
CORINTO
PAULO HAVIA SIDO INFORMADO QUE A IGREJA TINHA
AMADURECIDO E CRESCIDO (1.3)
EM CONTRAPARTIDA A PRESSÃO E A PERSEGUIÇÃO HAVIAM
AUMENTADO
SEMENTES DE FALSAS DOUTRINAS HAVIAM SIDO PLANTADAS
O COMPORTAMENTO DOS FIÉIS ESTAVA DESORDENADO 25
PROPÓSITO DA CARTA
ENCORAJAR O REBANHO QUE SOFRIA
PERSEGUIÇÃO
CORRIGIR OS CRISTÃOS QUE ESTAVAM SENDO
LUDIBRIADOS SOBRE A VOLTA DE JESUS
ORIENTAR OS IRMÃOS QUE NÃO QUERIAM
TRABALHAR (3.10)
CONFRONTAR OS CRISTÃOS DESOBEDIENTES E
INDISCIPLINADOS (3.6-15) 26
O CONSOLO DE PAULO POR
CAUSA DA AFLIÇÃO (1.3-12 )
POR MEIO DO
ENCORAJAMENTO (1.3,4)
POR MEIO DA EXORTAÇÃO
(1.5-12) 27
A CORREÇÃO DE PAULO QUANTO
AOS ERROS PROFÉTICOS (2.1-17 )
O HOMEM DA INIQUIDADE
(2.3-6)
A DERROTA DO HOMEM
DA INIQUIDADE (2.7-8) 28
PREOCUPAÇÃO DE PAULO
COM A IGREJA (3.1-15)
COM RELAÇÃO A ORAÇÃO (3.1-5)
EXORTAÇÃO À PRÁTICA DE VÁRIOS
DEVERES CRISTÃOS PESSOAIS,
SOCIAIS E COLETIVOS (3.6-15) 29
30
31
QUEM ERA TIMÓTEO?
TIMÓTEO “AQUELE QUE HONRA A DEUS”
MÃE “EUNICE” AVÓ “LOIDE” JUDIAS QUE SE TORNARAM CRISTÃS
NATURAL DE LISTRA (AT 16:1-3)
PAULO O LEVOU A CRISTO EM SUA PRIMEIRA VIAGEM
MISSIONÁRIA (AT 14:6-23)
QUANDO VOLTOU A LISTRA EM SUA 2ª VIAGEM PAULO ESCOLHEU
TIMÓTEO PARA O ACOMPANHAR (AT 16:1-3) 32
QUEM ERA TIMÓTEO?
MINISTROU COM PAULO EM: BEREIA (AT 17:14); ATENAS (AT 17:15); CORINTO (AT
18:5).
ACOMPANHOU PAULO EM SUA VIAGEM PARA JERUSALÉM (AT 20:4) ESTEVE
COM PAULO EM SUA PRISÃO EM ROMA E FOI PARA FILIPOS (FP 2:19)
FOI PASTOR DA IGREJA DE ÉFESO (1.3)
TIMÓTEO FOI DISCÍPULO, AMIGO, E COLABORADOR DE PAULO PELO RESTO DA
VIDA DO APÓSTOLO PAULO
33
PANO DE FUNDO
DEPOIS DE SER LIBERTO DE SUA PRIMEIRA PRISÃO EM ROMA (AT 28:30),
PAULO TORNOU A VISITAR VÁRIAS CIDADES DAS QUAIS TINHA MINISTRADO, INCLUINDO
ÉFESO.
DEIXANDO ALI TIMÓTEO PARA TRATAR DE PROBLEMAS QUE HAVIAM SURGIDO NA IGREJA
EFÉSIA COMO:
- A FALSA DOUTRINA (1.3-7);
- DESORDEM NA ADORAÇÃO (2.1-15);
- NECESSIDADE DE LÍDERES QUALIFICADOS (3.1-14);
- MATERIALISMO (6.6-19).
PAULO SEGUIU PARA A MACEDÔNIA, DE ONDE ESCREVEU A CARTA A FIM DE AJUDÁ-LO A
CUMPRIR SUA TAREFA NA IGREJA.
34
TITULO, AUTORIA E DATA
35
NOME DO DESTINATÁRIO “TIMÓTEO” AQUELE QUE
HONRA A DEUS.
ESCRITA PELO APÓSTOLO PAULO (1.1)
LOCAL: ROMA, POUCO DEPOIS DE SER
LIBERTO DE SUA PRIMEIRA PRISÃO EM (C.
62-64 D.C)
CAPÍTULO 1
• O cuidado com as falsas doutrinas.
• 4 Nem se dêem a fábulas ou a genealogias
intermináveis, que mais produzem questões
do que edificação de Deus, que consiste na fé;
assim o faço agora
• Combater o bom combate.
18 Este é o dever de que te encarrego, ó filho
Timóteo, segundo as profecias de que
antecipadamente foste objeto: combate,
firmado nelas, o bom combate. 36
• Instruções para a igreja.
• A prática da oração por todos os
homens.
• Deus quer que todos se salvem.
• Jesus é o único mediador entre
Deus e os homens.
• As mulheres na igreja (a questão
do traje).
37
CAPÍTULO 2
• Recomendações: (Pastores)
• Irrepreensível; Casado uma só vez;
Temperamento: Sóbrio, Modesto,
• Hospitaleiro, Apto para ensinar,
• Não dado ao vinho, Não violento,
• Não avarento, Excelente esposo, pai
primoroso.
• Um verdadeiro modelo para a igreja;
• Deve ser um cristão maduro (a tempos no
evangelho).
38
CAPÍTULO 3
• Qualificações do obreiro.
• Aos diáconos:
• RESPEITÁVEIS;
• DE UMA SÓ PALAVRA;
• NÃO INCLINADOS VINHO;
• NÃO COBIÇOSOS DE SÓRDIDA
GANÂNCIA;
• CONSERVANDO O MISTÉRIO DA FÉ
COM A CONCIÊNCIA LIMPA;
• MARIDO DE UMA SÓ MULHER;
• GOVERNE BEM OS FILHOS E A
PRÓPRIA CASA
39
CAPÍTULO 3
A apostasia dos últimos dias.
Exortação à fidelidade e à diligência no
ministério.
O cuidado com as várias classes de pessoas:
Carinho com os idosos, trate como a
um pai;
Às idosas como à mães;
Às moças como à irmãs;
O que não cuida dos seus é pior que o
incrédulo e negou a fé;
As viúvas; 40
CAPÍTULOS 4 - 5
CAPÍTULO 6
• Amor ao dinheiro;
• Timóteo deve fugir destas coisas.
• 7 Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa
alguma podemos levar dele.
• 8 Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes.
• 9 Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e
em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais
afogam os homens na ruína e perdição.
• 10 Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e
alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se
atormentaram com muitas dores.
• 11 Tu, porém, ó homem de Deus, foge destas coisas
41
HORA
DO
LANCHE
42
43
44
PANO DE FUNDO
45
PAULO FOI LIBERTO DE SUA PRIMEIRA PRISÃO EM
ROMA PARA UM CURTO PERÍODO DE MINISTÉRIO O
QUAL ESCREVEU A 1 TIMÓTEO E TITO.
EM 2 TIMÓTEO PAULO ESTÁ NOVAMENTE PRESO
EM ROMA (1.16). ÚLTIMA PRISÃO.
DIFERENÇA DE TRATAMENTO NAS 2 PRISÕES:
PRIMEIRA PRISÃO
AT 28: ESCREVEU AS EPÍSTOLAS DA PRISÃO;
ACUSADO PELOS JUDEUS DE HERESIA E REBELIÃO;
ESPORÁDICAS PERSEGUIÇÕES LOCAIS (60-63 D.C)
MORAVA EM UMA CASA ALUGADA (AT 28:30-31)
MUITAS OPORTUNIDADES DE TESTEMUNHOS
ESTAVA OTIMISTA QUANTO AO LIVRAMENTO E LIBERDADE (FP 1. 24-26)
SEGUNDA PRISÃO
2 TIMÓTEO
PERSEGUIDO POR ROMA E PRESO POR TRAMAR CONTRA O IMPÉRIO
PERSEGUIÇÃO DE NERO (64-68 D.C)
CONDIÇÕES RUINS, NUM CALABOUÇO FRIO E ESCURO
PRATICAMENTE SOZINHO (SOMENTE LUCAS O ACOMPANHAVA 4:11)
OPORTUNIDADES DE TESTEMUNHO RESTRITAS
ANTECIPOU SUA EXECUÇÃO (2 TM 4:6)
46
PROPÓSITO DA CARTA
PAULO ESCREVE A TIMÓTEO INSISTINDO QUE ELE FOSSE ÀS PRESSAS PARA
ROMA, PARA A ÚLTIMA VISITA AO APÓSTOLO (4.9,21)
SEGUNDO A TRADIÇÃO, PAULO NÃO FOI LIBERTO DESTA SEGUNDA PRISÃO
ROMANA, MAS SOFREU O MARTÍRIO QUE HAVIA PREVISTO (4.6)
CONSELHOS A TIMÓTEO:
PERMANECER FIEL EM SEUS DEVERES (1.6)
MANTER-SE APEGADO A SÃ DOUTRINA (1.13,14)
EVITAR O ERRO (2.15-18)
ACEITAR A PERSEGUIÇÃO POR CAUSA DO EVANGELHO (2.3,4; 3.10-12)
DEPOSITAR SUA CONFIANÇA NA ESCRITURA E PREGÁ-LA DE MANEIRA
IMPLACÁVEL (3.15-4.5)
47
II CARTA A TIMÓTEO
Paulo é grato a Deus por Timóteo.
Suas origens; sua mãe Eunice e sua avó Lóide.
Fidelidade ministerial.
Não apagar o dom;
Não se envergonhar do evangelho;
Nem das prisões de Paulo;
Retenha com ele o evangelho puro;
Todos da Ásia abandonaram a Paulo; (4.16)
48
• Bom soldado de Cristo:
• Ensine a homens fiéis;
• Não se envolva com negócios fora do ministério;
• Evite discussões acerca de palavras, pois não servem para
nada, apenas para perverter os ouvintes;
• Manejar bem a Palavra de Deus;
• Evite as conversas inúteis e profanas;
• Himeneu e Fileto desviaram-se da fé, dizendo que a
ressurreição já aconteceu;
• Vaso para honra, e vasos para desonra;
• Fuja dos desejos malignos da juventude;
• Evite controvérsias, ao servo de Deus não convém contender;
• Corrija com mansidão. 49
CAPÍTULO 2
CAPÍTULO 3
Último dias, tempos terríveis:
Homens egoístas, avarentos, presunçosos,
arrogantes, blasfemos, desobedientes aos
pais, ingratos, ímpios, sem amor pela
família, irreconciliáveis, caluniadores, sem
domínio próprio, cruéis, inimigos do bem,
traidores, precipitados, soberbos, mais
amantes dos prazeres do que amigos de
Deus, tendo aparecia de piedade mas
negando o seu poder. Afaste-se deles.
50
• Deveres ministeriais:
• Prega a palavra;
• Esteja todo o tempo preparado;
• Repreenda, corrija, exorte com toda a paciência;
• Virão tempos difíceis:
• Não suportarão a sã doutrina;
• Sentirão coceira nos ouvidos;
• Juntarão para si mestres segundo seus próprio desejos;
• Recusarão o ensino correto;
• Paulo pressente sua eminente morte:
• Compara-se a um sacrifício de paz, oferta de libação; (4.6)
• Nomeia os obreiros que o abandonaram;
• Só Lucas permaneceu; (4.11)
51
CAPÍTULO 4
52
CARTA DE
PAULO A TITO
53
QUEM ERA TITO?
IRMÃO DE PAULO EM CRISTO (2 CO 2.12,13)
SUBIU PARA O CONCÍLIO DE JERUSALÉM COM
PAULO E BARNABÉ (GL 2:1)
COMPANHEIRO E COOPERADOR DE PAULO (2 CO
8:23)
PASTOR DA IGREJA EM CRETA (TI 1:5)
54
55
CARTA A TITO
(Pastor na Ilha de Creta)
Tito jovem ministro:
Exercer firmemente a sua autoridade;
Escolha os líderes com base no caráter e conduta;
Refute firmemente os que se opõe à sã doutrina;
Principalmente os da circuncisão;
Silenciá-los, pois estão arruinando famílias inteiras;
Fazem-no por ganância;
Repreenda-os severamente;
Não de atenção às lenda judaicas;
Para os puros todas coisa são puras,
mas para os impuros descrentes nada é puro;
Mente e consciência corrompidas;
Afirmam conhecer a Deus, mas os seus atos o negam.
56
ESCRITA CERCA DE 62 A 65
CARTA A TITO
A respeito dos presbíteros;
A respeito dos falsos mestres;
A respeito dos crentes em geral;
Vários grupos na igreja:
“ tu porém fala o que convém a sã
doutrina”.
O fundamento da vida cristã;
57
Coisas que TITO
deveria evitar
Discussões insensatas;
Genealogias;
Contendas e debates sobre a lei, porque
não tem utilidade e são fúteis.
Evita o homem faccioso, (que causa
divisão ou facção e que é contra qualquer
princípio)
58
59
60
QUEM ERA FILEMON?
SALVO DURANTE O MINISTÉRIO DE PAULO
PROVAVELMENTE EM ÉFESO (V.19)
MEMBRO PROEMINENTE DA IGREJA DE COLOSSOS
(V. 1,2)
ABASTADO SUFICIENTE PARE TER UMA CASA
GRANDE (V.2)
POSSUÍA, PELO MENOS UM ESCRAVO CHAMADO
ONÉSIMO(V.18) 61
QUEM ERA ONÉSIMO?
Era um escravo que havia fugido de Filemom. Teria possivelmente
roubado ao seu amo e fugido para Roma, v. 18, onde esteve sob a
influência de Paulo e se converteu (cf. v. 10).
Chegou a ser discípulo de Cristo, Cl 4:9. Paulo queria tê-lo em Roma
como seu ajudante (v. 13), mas por não ter o consentimento de
Filemom (v. 14), sentiu-se no dever de enviar o escravo a seu amo.
Desta maneira, o apóstolo escreve esta bela carta de intercessão,
pedindo a Filemom que perdoe a Onésimo e lhe devolva a confiança.
62
63

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptx
Tribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptxTribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptx
Tribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptx
LucianoSerrano8
 
Panorama do novo testamento
Panorama do novo testamentoPanorama do novo testamento
Panorama do novo testamento
Bruno Cesar Santos de Sousa
 
8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Lições bíblicas 1 trimestre 2016 Adultos - O final de todas as coisas
Lições bíblicas 1 trimestre 2016 Adultos - O final de todas as coisasLições bíblicas 1 trimestre 2016 Adultos - O final de todas as coisas
Lições bíblicas 1 trimestre 2016 Adultos - O final de todas as coisas
Ravena B
 
10. O Livro de Josué
10. O Livro de Josué10. O Livro de Josué
10. O Livro de Josué
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01
Erivelton Rodrigues Nunes
 
Filemom
FilemomFilemom
1 Coríntios (1º Estudo)
1 Coríntios (1º Estudo)1 Coríntios (1º Estudo)
1 Coríntios (1º Estudo)
Daniel Junior
 
01 - Hermeneutica bíblica
01 - Hermeneutica bíblica01 - Hermeneutica bíblica
01 - Hermeneutica bíblica
José Santos
 
PENTATEUCO - Aula 01
PENTATEUCO - Aula 01PENTATEUCO - Aula 01
PENTATEUCO - Aula 01
Pastor W. Costa
 
Educação Cristã 1ª Parte. CETADEB
Educação Cristã 1ª Parte. CETADEBEducação Cristã 1ª Parte. CETADEB
Educação Cristã 1ª Parte. CETADEB
DouglasFigueiredo22
 
Disciplina de Teologia do Novo Testamento
Disciplina de Teologia do Novo TestamentoDisciplina de Teologia do Novo Testamento
Disciplina de Teologia do Novo Testamento
faculdadeteologica
 
Panorama do NT - Filemom
Panorama do NT - FilemomPanorama do NT - Filemom
Panorama do NT - Filemom
Respirando Deus
 
21. o livro de neemias
21. o livro de neemias21. o livro de neemias
21. o livro de neemias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel35. O Profeta Joel
CURSO EETAD -
CURSO EETAD - CURSO EETAD -
18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
O pentateuco
O pentateucoO pentateuco
O evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo LucasO evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo Lucas
Moisés Sampaio
 

Mais procurados (20)

Tribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptx
Tribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptxTribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptx
Tribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptx
 
Panorama do novo testamento
Panorama do novo testamentoPanorama do novo testamento
Panorama do novo testamento
 
8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
 
4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos
 
Lições bíblicas 1 trimestre 2016 Adultos - O final de todas as coisas
Lições bíblicas 1 trimestre 2016 Adultos - O final de todas as coisasLições bíblicas 1 trimestre 2016 Adultos - O final de todas as coisas
Lições bíblicas 1 trimestre 2016 Adultos - O final de todas as coisas
 
10. O Livro de Josué
10. O Livro de Josué10. O Livro de Josué
10. O Livro de Josué
 
Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01
 
Filemom
FilemomFilemom
Filemom
 
1 Coríntios (1º Estudo)
1 Coríntios (1º Estudo)1 Coríntios (1º Estudo)
1 Coríntios (1º Estudo)
 
01 - Hermeneutica bíblica
01 - Hermeneutica bíblica01 - Hermeneutica bíblica
01 - Hermeneutica bíblica
 
PENTATEUCO - Aula 01
PENTATEUCO - Aula 01PENTATEUCO - Aula 01
PENTATEUCO - Aula 01
 
Educação Cristã 1ª Parte. CETADEB
Educação Cristã 1ª Parte. CETADEBEducação Cristã 1ª Parte. CETADEB
Educação Cristã 1ª Parte. CETADEB
 
Disciplina de Teologia do Novo Testamento
Disciplina de Teologia do Novo TestamentoDisciplina de Teologia do Novo Testamento
Disciplina de Teologia do Novo Testamento
 
Panorama do NT - Filemom
Panorama do NT - FilemomPanorama do NT - Filemom
Panorama do NT - Filemom
 
21. o livro de neemias
21. o livro de neemias21. o livro de neemias
21. o livro de neemias
 
35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel
 
CURSO EETAD -
CURSO EETAD - CURSO EETAD -
CURSO EETAD -
 
18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas
 
O pentateuco
O pentateucoO pentateuco
O pentateuco
 
O evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo LucasO evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo Lucas
 

Semelhante a Lição 3 Colossences, I e II Tessalonicenses, I e II Timóteo, Tito, Filemon

estudo sobre as epístolas gerais
estudo sobre as epístolas geraisestudo sobre as epístolas gerais
estudo sobre as epístolas gerais
RODRIGO FERREIRA
 
Epistolas do cativeiro
Epistolas do cativeiroEpistolas do cativeiro
Epistolas do cativeiro
Cesar Oliveira
 
panorama-biblico un estudio sistematico.ppt
panorama-biblico un estudio sistematico.pptpanorama-biblico un estudio sistematico.ppt
panorama-biblico un estudio sistematico.ppt
Ruben C Mamani
 
6- Patristica.pptx
6- Patristica.pptx6- Patristica.pptx
6- Patristica.pptx
PIB Penha - SP
 
JESUS HISTÓRICO
JESUS HISTÓRICOJESUS HISTÓRICO
JESUS HISTÓRICO
Marivan Ramos
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 1 - A PRIMEIRA CARTA DE PAULO À IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 1 - A PRIMEIRA CARTA DE PAULO À IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 1 - A PRIMEIRA CARTA DE PAULO À IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 1 - A PRIMEIRA CARTA DE PAULO À IGREJA DE CORINTO
Natalino das Neves Neves
 
IBADEP BASICO - EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
IBADEP BASICO -  EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS  AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...IBADEP BASICO -  EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS  AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
IBADEP BASICO - EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
Rubens Sohn
 
Historia de israel aula 21 jesus e a igreja primitiva
Historia de israel aula 21 jesus e a igreja primitivaHistoria de israel aula 21 jesus e a igreja primitiva
Historia de israel aula 21 jesus e a igreja primitiva
RICARDO CARDOSO
 
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1
Natalino das Neves Neves
 
Bíblia - Cartas Paulinas: Primeira Carta aos Coríntios
Bíblia - Cartas Paulinas: Primeira Carta aos CoríntiosBíblia - Cartas Paulinas: Primeira Carta aos Coríntios
Bíblia - Cartas Paulinas: Primeira Carta aos Coríntios
Fagner25
 
Introdução à Carta aos Hebreus
Introdução à Carta aos Hebreus Introdução à Carta aos Hebreus
Introdução à Carta aos Hebreus
ipbmorrinhos
 
30 atos
30 atos30 atos
30 atos
PIB Penha
 
Lição 1: A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
Lição 1: A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptxLição 1: A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
Lição 1: A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
Celso Napoleon
 
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais ApostólicosHistória da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
Andre Nascimento
 
Historia da igreja aula 1
Historia da igreja aula 1Historia da igreja aula 1
Historia da igreja aula 1
Lisanro Cronje
 
Lucas, o evangelho do homem perfeito
Lucas, o evangelho do homem perfeitoLucas, o evangelho do homem perfeito
Lucas, o evangelho do homem perfeito
Carlos Allvarenga
 
Lucas, o evangelho do homem perfeito
Lucas, o evangelho do homem perfeitoLucas, o evangelho do homem perfeito
Lucas, o evangelho do homem perfeito
Carlos Allvarenga
 
Slide Licao 1 - 3T - 2023 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 1 - 3T - 2023 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 1 - 3T - 2023 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 1 - 3T - 2023 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
DomingasMariaRomao
 
IBADEP BÁSICO AULA 3 - FILIPENSES, COLOSSENSES 1 E 2 TESSALONICENSES, 1 E TIM...
IBADEP BÁSICO AULA 3 - FILIPENSES, COLOSSENSES 1 E 2 TESSALONICENSES, 1 E TIM...IBADEP BÁSICO AULA 3 - FILIPENSES, COLOSSENSES 1 E 2 TESSALONICENSES, 1 E TIM...
IBADEP BÁSICO AULA 3 - FILIPENSES, COLOSSENSES 1 E 2 TESSALONICENSES, 1 E TIM...
Rubens Sohn
 
EPISTOLAS PAULINA Aula 4.pdf
EPISTOLAS PAULINA Aula 4.pdfEPISTOLAS PAULINA Aula 4.pdf
EPISTOLAS PAULINA Aula 4.pdf
EdesioSilva3
 

Semelhante a Lição 3 Colossences, I e II Tessalonicenses, I e II Timóteo, Tito, Filemon (20)

estudo sobre as epístolas gerais
estudo sobre as epístolas geraisestudo sobre as epístolas gerais
estudo sobre as epístolas gerais
 
Epistolas do cativeiro
Epistolas do cativeiroEpistolas do cativeiro
Epistolas do cativeiro
 
panorama-biblico un estudio sistematico.ppt
panorama-biblico un estudio sistematico.pptpanorama-biblico un estudio sistematico.ppt
panorama-biblico un estudio sistematico.ppt
 
6- Patristica.pptx
6- Patristica.pptx6- Patristica.pptx
6- Patristica.pptx
 
JESUS HISTÓRICO
JESUS HISTÓRICOJESUS HISTÓRICO
JESUS HISTÓRICO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 1 - A PRIMEIRA CARTA DE PAULO À IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 1 - A PRIMEIRA CARTA DE PAULO À IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 1 - A PRIMEIRA CARTA DE PAULO À IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 1 - A PRIMEIRA CARTA DE PAULO À IGREJA DE CORINTO
 
IBADEP BASICO - EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
IBADEP BASICO -  EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS  AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...IBADEP BASICO -  EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS  AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
IBADEP BASICO - EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
 
Historia de israel aula 21 jesus e a igreja primitiva
Historia de israel aula 21 jesus e a igreja primitivaHistoria de israel aula 21 jesus e a igreja primitiva
Historia de israel aula 21 jesus e a igreja primitiva
 
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1
Epistolas paulinas e gerais_IBADEP_Llição 1
 
Bíblia - Cartas Paulinas: Primeira Carta aos Coríntios
Bíblia - Cartas Paulinas: Primeira Carta aos CoríntiosBíblia - Cartas Paulinas: Primeira Carta aos Coríntios
Bíblia - Cartas Paulinas: Primeira Carta aos Coríntios
 
Introdução à Carta aos Hebreus
Introdução à Carta aos Hebreus Introdução à Carta aos Hebreus
Introdução à Carta aos Hebreus
 
30 atos
30 atos30 atos
30 atos
 
Lição 1: A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
Lição 1: A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptxLição 1: A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
Lição 1: A Igreja diante do Espírito da Babilônia.pptx
 
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais ApostólicosHistória da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
 
Historia da igreja aula 1
Historia da igreja aula 1Historia da igreja aula 1
Historia da igreja aula 1
 
Lucas, o evangelho do homem perfeito
Lucas, o evangelho do homem perfeitoLucas, o evangelho do homem perfeito
Lucas, o evangelho do homem perfeito
 
Lucas, o evangelho do homem perfeito
Lucas, o evangelho do homem perfeitoLucas, o evangelho do homem perfeito
Lucas, o evangelho do homem perfeito
 
Slide Licao 1 - 3T - 2023 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 1 - 3T - 2023 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 1 - 3T - 2023 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 1 - 3T - 2023 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
IBADEP BÁSICO AULA 3 - FILIPENSES, COLOSSENSES 1 E 2 TESSALONICENSES, 1 E TIM...
IBADEP BÁSICO AULA 3 - FILIPENSES, COLOSSENSES 1 E 2 TESSALONICENSES, 1 E TIM...IBADEP BÁSICO AULA 3 - FILIPENSES, COLOSSENSES 1 E 2 TESSALONICENSES, 1 E TIM...
IBADEP BÁSICO AULA 3 - FILIPENSES, COLOSSENSES 1 E 2 TESSALONICENSES, 1 E TIM...
 
EPISTOLAS PAULINA Aula 4.pdf
EPISTOLAS PAULINA Aula 4.pdfEPISTOLAS PAULINA Aula 4.pdf
EPISTOLAS PAULINA Aula 4.pdf
 

Mais de RODRIGO FERREIRA

AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptxAP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
RODRIGO FERREIRA
 
APOCALIPSE 2.pptx
APOCALIPSE 2.pptxAPOCALIPSE 2.pptx
APOCALIPSE 2.pptx
RODRIGO FERREIRA
 
APOCALIPSE 1.pptx
APOCALIPSE 1.pptxAPOCALIPSE 1.pptx
APOCALIPSE 1.pptx
RODRIGO FERREIRA
 
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptxBÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
RODRIGO FERREIRA
 
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
RODRIGO FERREIRA
 
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
RODRIGO FERREIRA
 
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
RODRIGO FERREIRA
 
As Sete Trombetas
As Sete TrombetasAs Sete Trombetas
As Sete Trombetas
RODRIGO FERREIRA
 
Apocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
Apocalipse 12 - A Mulher e o DragãoApocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
Apocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
RODRIGO FERREIRA
 
A Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
A Quebra da Aliança de Israel com o AnticristoA Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
A Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
RODRIGO FERREIRA
 
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
RODRIGO FERREIRA
 
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
RODRIGO FERREIRA
 
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
RODRIGO FERREIRA
 
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
RODRIGO FERREIRA
 
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
RODRIGO FERREIRA
 
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
RODRIGO FERREIRA
 
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
RODRIGO FERREIRA
 
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
RODRIGO FERREIRA
 
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
RODRIGO FERREIRA
 
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
RODRIGO FERREIRA
 

Mais de RODRIGO FERREIRA (20)

AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptxAP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
 
APOCALIPSE 2.pptx
APOCALIPSE 2.pptxAPOCALIPSE 2.pptx
APOCALIPSE 2.pptx
 
APOCALIPSE 1.pptx
APOCALIPSE 1.pptxAPOCALIPSE 1.pptx
APOCALIPSE 1.pptx
 
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptxBÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
 
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
 
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
 
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
 
As Sete Trombetas
As Sete TrombetasAs Sete Trombetas
As Sete Trombetas
 
Apocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
Apocalipse 12 - A Mulher e o DragãoApocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
Apocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
 
A Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
A Quebra da Aliança de Israel com o AnticristoA Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
A Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
 
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
 
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
 
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
 
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
 
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
 
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
 
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
 
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
 
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
 
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
 

Último

PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 

Último (10)

PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 

Lição 3 Colossences, I e II Tessalonicenses, I e II Timóteo, Tito, Filemon

  • 1. 1
  • 2. 2
  • 3. • Paulo nunca esteve nesta cidade. • Colossos era uma cidade da Frígia, província da Ásia Menor. • O evangelho chegou através do ministério de Epafras discípulo de Paulo em Éfeso (1.5-7). • Distava 130 km de Éfeso, Laodicéia ficava a oeste. • “O conteúdo desta epístola aborda a supremacia e a plena suficiência de Cristo”. 3 CARTA AOS COLOSSENCES
  • 4. 4
  • 5. 5
  • 6. PANO DE FUNDO 6 SINCRETISMO RELIGIOSO JUDAÍSMO HELENÍSTICO. CIRCUNCISÃO (2:11), A DIAS SANTIFICADOS, À FESTA DA LUA NOVA, AO SÁBADO (2:16) E AO CULTO AOS ANJOS (2:18) MISTURA DE ELEMENTOS RELIGIOSOS E FILOSÓFICOS DIVERSIFICADOS. “PITÁGORAS” ELEMENTOS DAS CULTURAS ORIENTAIS, GREGAS, ROMANAS E JUDAICOS; ADORAÇÃO À CIBELE (A GRANDE MÃE E DEUSA DA FERTILIDADE). ASTROLOGIA, CULTO A ANJOS (2:18); GNOSTICISMO: "FILOSOFIAS E VÃS SUTILEZAS" (2:8), "TRADIÇÃO DOS HOMENS" (2:8), JULGAMENTOS "PELO COMER, OU PELO BEBER" (2:16, 20-22), PESSOAS ENFATUADAS "SEM MOTIVO ALGUM NA SUA MENTE CARNAL" (2:18), "HUMILDADE FINGIDA" (2:23), E "SEVERIDADE PARA COM O CORPO" (2:23).
  • 7. PROPÓSITO DA CARTA 7 - ADVERTIR SEUS LEITORES CONTRA ESSAS HERESIAS; - FAZÊ-LOS LEMBRAR-SE DA VERDADE DO EVANGELHO QUE JÁ HAVIAM RECEBIDO(1:5); - CRISTO DERROTOU OS PODERES DO MAL MEDIANTE SUA MORTE NA CRUZ (2:15);- - A PRISÃO EM QUE ANTIGAMENTE ATORMENTAVAM AS PESSOAS, NA FORMA DE DÉBITOS NÃO-PAGOS, FOI CANCELADA (2:14) LEMBRAR-SE DE QUE DEVEM ANDAR NA LUZ DAS TRADIÇÕES QUE RECEBERAM SOBRE CRISTO E O EVANGELHO.
  • 8. TITULO, AUTORIA E DATA 8 COLOSSENSES RECEBEU ESTE NOME POR CAUSA DA CIDADE DE COLOSSOS. A CARTA TAMBÉM DEVERIA SER LIDA PELA IGREJA VIZINHA DE LAODICÉIA (4.16) DATA (60 – 62 D.C) PAULO ESTAVA NA PRISÃO EM ROMA PAULO É IDENTIFICADO COMO AUTOR (1.1)
  • 9. ASSUNTOS PESSOAIS 9 A SAUDAÇÃO DE PAULO (1.1-14) A AÇÃO DE GRAÇAS DE PAULO (1.3-8) A ORAÇÃO DE PAULO (1.15-23)
  • 10. INSTRUÇÕES DOUTRINÁRIAS 10 SOBRE A DIVINDADE DE CRISTO (1.15- 2.23) SOBRE O MINISTÉRIO DE PAULO (1.24- 2.7) SOBRE A FALSA FILOSOFIA (2.8-23)
  • 11. EXORTAÇÕES PRÁTICAS 11 A CONDUTA CRISTÃ (3.1-17) AS FAMÍLIAS CRISTÃS (3.18-4.1) O MODO CRISTÃO DE FALAR (4.2-6) OS AMIGOS DO CRISTÃO (4.7-18)
  • 12. 12
  • 13. 13
  • 14. 14
  • 15. CIDADE DE TESSALÔNICA TESSALÔNICA, MACEDÔNIA CENTRAL (ATUAL SALÔNICA, GRÉCIA). TORNOU-SE CAPITAL DA MACEDÔNIA EM 168 D.C. NOS DIAS DE PAULO A POPULAÇÃO CHEGOU A 200.000 PESSOAS SIMILAR A CORINTO, TESSALÔNICA ERA METRÓPOLE COSMOPOLITA. A CIDADE FOI CONSTRUÍDA POR DETERMINAÇÃO DE CASSANDRO, EM 315 A.C., QUE LHE DEU O NOME DA SUA ESPOSA, TESSALÔNICA, MEIA-IRMÃ DE ALEXANDRE MAGNO 15
  • 17. PROPÓSITO DA CARTA 17 APOLOGÉTICA, TRAZENDO A CORRELAÇÃO HISTÓRICA ENTRE ATOS E 1 TESSALONICENSES TEMA ECLESIÁSTICO COM DESCRIÇÃO DE UMA IGREJA SAUDÁVEL EM DESENVOLVIMENTO TEMA PASTORAL COM O EXEMPLO DAS ATIVIDADES E ATITUDES DO PASTOREIO TEMA ESCATOLÓGICO COM FOCO NOS ACONTECIMENTOS FUTUROS COMO A ESPERANÇA DA IGREJA TEMA MISSIONÁRIO COM ÊNFASE NA PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO E NO ESTABELECIMENTO DA IGREJA
  • 18. TITULO, AUTORIA E DATA 18 TÍTULO: TESSALONICENSES REPRESENTA A CIDADE QUE SE LOCALIZAVA A IGREJA (TESSALÔNICA) ESCRITA PELO APÓSTOLO PAULO (1.1) LOCAL: QUANDO PAULO ESTAVA EM CORINTO EM 51 D.C. PAULO ESTAVA ACOMPANHADO DE SILVANO (SILAS) E TIMÓTEO.
  • 19. PENSAMENTOS PARTICULARES DE PAULO (1.2-3.13) 19 A AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA (1.2-10) LEMBRETES A IGREJA (2.1-16) PREOCUPAÇÕES COM A IGREJA (2.17- 3.13)
  • 20. INSTRUÇÕES PRÁTICAS DE PAULO (4.1-5.22) 20 SOBRE A PUREZA MORAL (4.1-8) SOBRE O MODO DE VIVER DISCIPLINADO ( 4.9-12) SOBRE A MORTE E ARREBATAMENTO (4.13-18)
  • 21. INSTRUÇÕES PRÁTICAS DE PAULO (4.1-5.22) 21 SOBRE UMA VIDA SANTA E O DIA DO SENHOR (5.1-11) SOBRE OS RELACIONAMENTOS NA IGREJA ( 5.12-15) SOBRE OS FUNDAMENTOS DA VIDA CRISTÃ (5. 16-22)
  • 22. 22 A BENÇÃO DE PAULO (5.23,24) OBSERVAÇÕES FINAIS (5.25-28)
  • 23. 23
  • 24. 24
  • 25. CONTEXTO HISTÓRICO ESCRITA POR PAULO QUANDO PERMANECEU 18 MESES EM CORINTO PAULO HAVIA SIDO INFORMADO QUE A IGREJA TINHA AMADURECIDO E CRESCIDO (1.3) EM CONTRAPARTIDA A PRESSÃO E A PERSEGUIÇÃO HAVIAM AUMENTADO SEMENTES DE FALSAS DOUTRINAS HAVIAM SIDO PLANTADAS O COMPORTAMENTO DOS FIÉIS ESTAVA DESORDENADO 25
  • 26. PROPÓSITO DA CARTA ENCORAJAR O REBANHO QUE SOFRIA PERSEGUIÇÃO CORRIGIR OS CRISTÃOS QUE ESTAVAM SENDO LUDIBRIADOS SOBRE A VOLTA DE JESUS ORIENTAR OS IRMÃOS QUE NÃO QUERIAM TRABALHAR (3.10) CONFRONTAR OS CRISTÃOS DESOBEDIENTES E INDISCIPLINADOS (3.6-15) 26
  • 27. O CONSOLO DE PAULO POR CAUSA DA AFLIÇÃO (1.3-12 ) POR MEIO DO ENCORAJAMENTO (1.3,4) POR MEIO DA EXORTAÇÃO (1.5-12) 27
  • 28. A CORREÇÃO DE PAULO QUANTO AOS ERROS PROFÉTICOS (2.1-17 ) O HOMEM DA INIQUIDADE (2.3-6) A DERROTA DO HOMEM DA INIQUIDADE (2.7-8) 28
  • 29. PREOCUPAÇÃO DE PAULO COM A IGREJA (3.1-15) COM RELAÇÃO A ORAÇÃO (3.1-5) EXORTAÇÃO À PRÁTICA DE VÁRIOS DEVERES CRISTÃOS PESSOAIS, SOCIAIS E COLETIVOS (3.6-15) 29
  • 30. 30
  • 31. 31
  • 32. QUEM ERA TIMÓTEO? TIMÓTEO “AQUELE QUE HONRA A DEUS” MÃE “EUNICE” AVÓ “LOIDE” JUDIAS QUE SE TORNARAM CRISTÃS NATURAL DE LISTRA (AT 16:1-3) PAULO O LEVOU A CRISTO EM SUA PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA (AT 14:6-23) QUANDO VOLTOU A LISTRA EM SUA 2ª VIAGEM PAULO ESCOLHEU TIMÓTEO PARA O ACOMPANHAR (AT 16:1-3) 32
  • 33. QUEM ERA TIMÓTEO? MINISTROU COM PAULO EM: BEREIA (AT 17:14); ATENAS (AT 17:15); CORINTO (AT 18:5). ACOMPANHOU PAULO EM SUA VIAGEM PARA JERUSALÉM (AT 20:4) ESTEVE COM PAULO EM SUA PRISÃO EM ROMA E FOI PARA FILIPOS (FP 2:19) FOI PASTOR DA IGREJA DE ÉFESO (1.3) TIMÓTEO FOI DISCÍPULO, AMIGO, E COLABORADOR DE PAULO PELO RESTO DA VIDA DO APÓSTOLO PAULO 33
  • 34. PANO DE FUNDO DEPOIS DE SER LIBERTO DE SUA PRIMEIRA PRISÃO EM ROMA (AT 28:30), PAULO TORNOU A VISITAR VÁRIAS CIDADES DAS QUAIS TINHA MINISTRADO, INCLUINDO ÉFESO. DEIXANDO ALI TIMÓTEO PARA TRATAR DE PROBLEMAS QUE HAVIAM SURGIDO NA IGREJA EFÉSIA COMO: - A FALSA DOUTRINA (1.3-7); - DESORDEM NA ADORAÇÃO (2.1-15); - NECESSIDADE DE LÍDERES QUALIFICADOS (3.1-14); - MATERIALISMO (6.6-19). PAULO SEGUIU PARA A MACEDÔNIA, DE ONDE ESCREVEU A CARTA A FIM DE AJUDÁ-LO A CUMPRIR SUA TAREFA NA IGREJA. 34
  • 35. TITULO, AUTORIA E DATA 35 NOME DO DESTINATÁRIO “TIMÓTEO” AQUELE QUE HONRA A DEUS. ESCRITA PELO APÓSTOLO PAULO (1.1) LOCAL: ROMA, POUCO DEPOIS DE SER LIBERTO DE SUA PRIMEIRA PRISÃO EM (C. 62-64 D.C)
  • 36. CAPÍTULO 1 • O cuidado com as falsas doutrinas. • 4 Nem se dêem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora • Combater o bom combate. 18 Este é o dever de que te encarrego, ó filho Timóteo, segundo as profecias de que antecipadamente foste objeto: combate, firmado nelas, o bom combate. 36
  • 37. • Instruções para a igreja. • A prática da oração por todos os homens. • Deus quer que todos se salvem. • Jesus é o único mediador entre Deus e os homens. • As mulheres na igreja (a questão do traje). 37 CAPÍTULO 2
  • 38. • Recomendações: (Pastores) • Irrepreensível; Casado uma só vez; Temperamento: Sóbrio, Modesto, • Hospitaleiro, Apto para ensinar, • Não dado ao vinho, Não violento, • Não avarento, Excelente esposo, pai primoroso. • Um verdadeiro modelo para a igreja; • Deve ser um cristão maduro (a tempos no evangelho). 38 CAPÍTULO 3
  • 39. • Qualificações do obreiro. • Aos diáconos: • RESPEITÁVEIS; • DE UMA SÓ PALAVRA; • NÃO INCLINADOS VINHO; • NÃO COBIÇOSOS DE SÓRDIDA GANÂNCIA; • CONSERVANDO O MISTÉRIO DA FÉ COM A CONCIÊNCIA LIMPA; • MARIDO DE UMA SÓ MULHER; • GOVERNE BEM OS FILHOS E A PRÓPRIA CASA 39 CAPÍTULO 3
  • 40. A apostasia dos últimos dias. Exortação à fidelidade e à diligência no ministério. O cuidado com as várias classes de pessoas: Carinho com os idosos, trate como a um pai; Às idosas como à mães; Às moças como à irmãs; O que não cuida dos seus é pior que o incrédulo e negou a fé; As viúvas; 40 CAPÍTULOS 4 - 5
  • 41. CAPÍTULO 6 • Amor ao dinheiro; • Timóteo deve fugir destas coisas. • 7 Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. • 8 Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes. • 9 Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição. • 10 Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores. • 11 Tu, porém, ó homem de Deus, foge destas coisas 41
  • 43. 43
  • 44. 44
  • 45. PANO DE FUNDO 45 PAULO FOI LIBERTO DE SUA PRIMEIRA PRISÃO EM ROMA PARA UM CURTO PERÍODO DE MINISTÉRIO O QUAL ESCREVEU A 1 TIMÓTEO E TITO. EM 2 TIMÓTEO PAULO ESTÁ NOVAMENTE PRESO EM ROMA (1.16). ÚLTIMA PRISÃO.
  • 46. DIFERENÇA DE TRATAMENTO NAS 2 PRISÕES: PRIMEIRA PRISÃO AT 28: ESCREVEU AS EPÍSTOLAS DA PRISÃO; ACUSADO PELOS JUDEUS DE HERESIA E REBELIÃO; ESPORÁDICAS PERSEGUIÇÕES LOCAIS (60-63 D.C) MORAVA EM UMA CASA ALUGADA (AT 28:30-31) MUITAS OPORTUNIDADES DE TESTEMUNHOS ESTAVA OTIMISTA QUANTO AO LIVRAMENTO E LIBERDADE (FP 1. 24-26) SEGUNDA PRISÃO 2 TIMÓTEO PERSEGUIDO POR ROMA E PRESO POR TRAMAR CONTRA O IMPÉRIO PERSEGUIÇÃO DE NERO (64-68 D.C) CONDIÇÕES RUINS, NUM CALABOUÇO FRIO E ESCURO PRATICAMENTE SOZINHO (SOMENTE LUCAS O ACOMPANHAVA 4:11) OPORTUNIDADES DE TESTEMUNHO RESTRITAS ANTECIPOU SUA EXECUÇÃO (2 TM 4:6) 46
  • 47. PROPÓSITO DA CARTA PAULO ESCREVE A TIMÓTEO INSISTINDO QUE ELE FOSSE ÀS PRESSAS PARA ROMA, PARA A ÚLTIMA VISITA AO APÓSTOLO (4.9,21) SEGUNDO A TRADIÇÃO, PAULO NÃO FOI LIBERTO DESTA SEGUNDA PRISÃO ROMANA, MAS SOFREU O MARTÍRIO QUE HAVIA PREVISTO (4.6) CONSELHOS A TIMÓTEO: PERMANECER FIEL EM SEUS DEVERES (1.6) MANTER-SE APEGADO A SÃ DOUTRINA (1.13,14) EVITAR O ERRO (2.15-18) ACEITAR A PERSEGUIÇÃO POR CAUSA DO EVANGELHO (2.3,4; 3.10-12) DEPOSITAR SUA CONFIANÇA NA ESCRITURA E PREGÁ-LA DE MANEIRA IMPLACÁVEL (3.15-4.5) 47
  • 48. II CARTA A TIMÓTEO Paulo é grato a Deus por Timóteo. Suas origens; sua mãe Eunice e sua avó Lóide. Fidelidade ministerial. Não apagar o dom; Não se envergonhar do evangelho; Nem das prisões de Paulo; Retenha com ele o evangelho puro; Todos da Ásia abandonaram a Paulo; (4.16) 48
  • 49. • Bom soldado de Cristo: • Ensine a homens fiéis; • Não se envolva com negócios fora do ministério; • Evite discussões acerca de palavras, pois não servem para nada, apenas para perverter os ouvintes; • Manejar bem a Palavra de Deus; • Evite as conversas inúteis e profanas; • Himeneu e Fileto desviaram-se da fé, dizendo que a ressurreição já aconteceu; • Vaso para honra, e vasos para desonra; • Fuja dos desejos malignos da juventude; • Evite controvérsias, ao servo de Deus não convém contender; • Corrija com mansidão. 49 CAPÍTULO 2
  • 50. CAPÍTULO 3 Último dias, tempos terríveis: Homens egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem, traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparecia de piedade mas negando o seu poder. Afaste-se deles. 50
  • 51. • Deveres ministeriais: • Prega a palavra; • Esteja todo o tempo preparado; • Repreenda, corrija, exorte com toda a paciência; • Virão tempos difíceis: • Não suportarão a sã doutrina; • Sentirão coceira nos ouvidos; • Juntarão para si mestres segundo seus próprio desejos; • Recusarão o ensino correto; • Paulo pressente sua eminente morte: • Compara-se a um sacrifício de paz, oferta de libação; (4.6) • Nomeia os obreiros que o abandonaram; • Só Lucas permaneceu; (4.11) 51 CAPÍTULO 4
  • 53. 53
  • 54. QUEM ERA TITO? IRMÃO DE PAULO EM CRISTO (2 CO 2.12,13) SUBIU PARA O CONCÍLIO DE JERUSALÉM COM PAULO E BARNABÉ (GL 2:1) COMPANHEIRO E COOPERADOR DE PAULO (2 CO 8:23) PASTOR DA IGREJA EM CRETA (TI 1:5) 54
  • 55. 55
  • 56. CARTA A TITO (Pastor na Ilha de Creta) Tito jovem ministro: Exercer firmemente a sua autoridade; Escolha os líderes com base no caráter e conduta; Refute firmemente os que se opõe à sã doutrina; Principalmente os da circuncisão; Silenciá-los, pois estão arruinando famílias inteiras; Fazem-no por ganância; Repreenda-os severamente; Não de atenção às lenda judaicas; Para os puros todas coisa são puras, mas para os impuros descrentes nada é puro; Mente e consciência corrompidas; Afirmam conhecer a Deus, mas os seus atos o negam. 56 ESCRITA CERCA DE 62 A 65
  • 57. CARTA A TITO A respeito dos presbíteros; A respeito dos falsos mestres; A respeito dos crentes em geral; Vários grupos na igreja: “ tu porém fala o que convém a sã doutrina”. O fundamento da vida cristã; 57
  • 58. Coisas que TITO deveria evitar Discussões insensatas; Genealogias; Contendas e debates sobre a lei, porque não tem utilidade e são fúteis. Evita o homem faccioso, (que causa divisão ou facção e que é contra qualquer princípio) 58
  • 59. 59
  • 60. 60
  • 61. QUEM ERA FILEMON? SALVO DURANTE O MINISTÉRIO DE PAULO PROVAVELMENTE EM ÉFESO (V.19) MEMBRO PROEMINENTE DA IGREJA DE COLOSSOS (V. 1,2) ABASTADO SUFICIENTE PARE TER UMA CASA GRANDE (V.2) POSSUÍA, PELO MENOS UM ESCRAVO CHAMADO ONÉSIMO(V.18) 61
  • 62. QUEM ERA ONÉSIMO? Era um escravo que havia fugido de Filemom. Teria possivelmente roubado ao seu amo e fugido para Roma, v. 18, onde esteve sob a influência de Paulo e se converteu (cf. v. 10). Chegou a ser discípulo de Cristo, Cl 4:9. Paulo queria tê-lo em Roma como seu ajudante (v. 13), mas por não ter o consentimento de Filemom (v. 14), sentiu-se no dever de enviar o escravo a seu amo. Desta maneira, o apóstolo escreve esta bela carta de intercessão, pedindo a Filemom que perdoe a Onésimo e lhe devolva a confiança. 62
  • 63. 63

Notas do Editor

  1. Colossos era uma cidade da Frígia, província da Ásia Menor.
  2. Localizada a cerca de 170 km de Éfeso, na região das 7 igrejas de Ap 1-3. situa-se às margens do rio Lico, não muito distante de onde desaguava o rio meandro.
  3. O que é Sincretismo: Sincretismo é a fusão de diferentes doutrinas para a formação de uma nova, seja de caráter filosófico, cultural ou religioso. Um dos princípios básicos da astrologia é que existe correspondência entre os movimentos dos deuses lá em cima, e as alterações que ocorrem aqui em baixo, na terra. As pessoas acreditavam que suas vidas eram controladas por essas divindades estelares, e por isso procuravam aplacá-las mediante adoração, ou diminuir-lhes o poder mediante a feitiçaria. Gnosticismo é o nome que se dá a um sistema religioso complexo, sincrético, em cujo ensino o conhecimento (gnosis) assume importância crucial
  4. DIVINDADE DE CRISTO: O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele. E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência. Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse Colossenses 1:15-19 MINISTÉRIO DE PAULO: O mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos; Aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória; Colossenses 1:26,27 FALSA FILOSOFIA: 8 Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo; 9 Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade;
  5. A CONDUTA CRISTÃ: Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou; Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo, e em todos. Colossenses 3:5-11 FAMÍLIAS: Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas. Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor. Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo. Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus. E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens Colossenses 3:18-23 MODO CRISTÃO DE FALAR: 5 Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai as oportunidades. 6 A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.
  6. (ATOS 17:1) E passado por Anfípolis e Apolônia, chegaram a Tessalônica, onde havia uma sinagoga de judeus.
  7. 1) Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da fornicação; Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; 1 Tessalonicenses 4:3,4 11 E procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhar com vossas próprias mãos, como já vo-lo temos mandado; Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras. 1 Tessalonicenses 4:13-18
  8. 3 Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. (AP 6:1,2) E rogamo-vos, irmãos, que reconheçais os que trabalham entre vós e que presidem sobre vós no Senhor, e vos admoestam; E que os tenhais em grande estima e amor, por causa da sua obra. Tende paz entre vós. 1 Tessalonicenses 5:12,13 Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo. Retende o bem. Abstende-vos de toda a aparência do mal 1 Tessalonicenses 5:16-22
  9. E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama, o qual também o fará. 1 Tessalonicenses 5:23,24 Irmãos, orai por nós. Saudai a todos os irmãos com ósculo santo (CUMPRIMENTO CULTURAL COM ABRAÇO E BEIJO DO 1º SÉCULO) 1 Tessalonicenses 5:25,26
  10. Sempre devemos, irmãos, dar graças a Deus por vós, como é justo, porque a vossa fé cresce muitíssimo e o amor de cada um de vós aumenta de uns para com os outros, De maneira que nós mesmos nos gloriamos de vós nas igrejas de Deus por causa da vossa paciência e fé, e em todas as vossas perseguições e aflições que suportais 2 Tessalonicenses 1:3,4 E a vós, que sois atribulados, descanso conosco, quando se manifestar o Senhor Jesus desde o céu com os anjos do seu poder, Com labareda de fogo, tomando vingança dos que não conhecem a Deus e dos que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo; Os quais, por castigo, padecerão eterna perdição, longe da face do Senhor e da glória do seu pode 2 Tessalonicenses 1:7-9
  11. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. 2 Tessalonicenses 2:3,4 (DN 9:27; MT 24:15) Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora o retém até que do meio seja tirado; E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; 2 Tessalonicenses 2:7,8
  12. Nem de graça comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós. Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também. Porquanto ouvimos que alguns entre vós andam desordenadamente, não trabalhando, antes fazendo coisas vãs. 2 Tessalonicenses 3:8-11
  13. Bom combate, descreve a vida do cristão, o seu comportamento sobretudo em relação ao perseverar na fé.
  14. 1 Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, 4 o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade. 5 Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, 9 Da mesma sorte, que as mulheres, em traje decente, se ataviem com modéstia e bom senso, não com cabeleira frisada e com ouro, ou pérolas, ou vestuário dispendioso,
  15. NÃO repreendas asperamente o ancião, mas admoesta-o como a pai; aos moços como a irmãos; As mulheres idosas, como a mães, às moças, como a irmãs, em toda a pureza. 1 Timóteo 5:1,2
  16. “Então, Jacó erigiu uma coluna de pedra no lugar onde Deus falara com ele; e derramou sobre ela uma libação e lhe deitou óleo.” (Gênesis 35.14) Paulo estava querendo dizer que, da mesma forma que a libação era uma oferta derramada e oferecida a Deus, a vida dele também em breve seria derramada e oferecida a Deus, ou seja, Paulo via a sua morte como um sacrífico agradável a Deus, que estava muito próximo de acontecer.