SlideShare uma empresa Scribd logo
Mulheres na
                            Bíblia:
                              Ana
                               e eu



   “A tua palavra é      Realização e
lâmpada que ilumina
os meus passos e luz
                           Alegria
  que clareia o meu
      caminho.”
     Salmo 119:105




                                      2
                                      LIÇÃO
Ana
                                Seu Nome Significa: “Benevolência”
Texto Bíblico: 1 Samuel 1 e 2



 Introdução

    A Bíblia oferece muitos exemplos de
    respostas à oração. A história de Ana é a
    prova do poder da oração. Quando Deus
    Se encontrou com Ana, no templo em
    Siló, Ele não apenas respondeu sua
    oração pedindo um filho, respondeu-a
    confortando-a em sua aflição.
Ana
                             Seu Nome Significa: “Benevolência”




Ana foi a mãe de Samuel, o primeiro
grande profeta depois de Moisés. Ana
teve um filho excelente, mas ela
também foi uma mãe excelente. Ela
representa o ideal da maternidade
dedicada – humilde, consagrada e leal.
Ana
                                 Seu Nome Significa: “Benevolência”




Esperar por algo não é uma maldição. Na
verdade, Deus pode usar a espera para produzir
uma bênção caso permaneçamos fieis a Ele. Siga
confiando em Deus. Essa é uma lição da história
de Ana. Deus está disposto a nos encontrar
assim como o fez com Ana.
Ana
                            Seu Nome Significa: “Benevolência”




Descobrir
• O Profundo e Sincero Desejo de Seu Coração.
• Sua Fé.
• Sua Habilidade como Mãe.
Ana
                                    Seu Nome Significa: “Benevolência”




Aprofundar o Conhecimento

1.   Qual era a situação na família de Elcana? (1 Samuel 1:1-8)
2.   O que Elcana fazia a cada ano?
3.   Que passo Ana deu em sua tristeza? (versos 9-11)
4.   Quem se dirigiu a ela enquanto prosseguia orando?
     (verso 12)
5. O que Eli pensou que fosse o problema da Ana? (verso
     13-14)
Ana
                             Seu Nome Significa: “Benevolência”




6. Ana abriu seu coração conturbado e sincero com
   que palavras? (versos 15-16)
7. Quando Eli entendeu porque ela estava chorando,
   que palavras de ânimo lhe ofereceu? (verso 17)
8. Ana foi abençoada com que alegre experiência?
   (versos 19-20)
9. Quais foram as mudanças em sua vida durante os
   anos seguintes? (versos 19-24)
Ana
                            Seu Nome Significa: “Benevolência”




10. Para os nossos dias, parece que Ana fez
    um enorme sacrifício. O que ela fez? (versos
   24-28)
11. O que Ana fazia a cada ano para Samuel?
   (1 Samuel 2:19)
12. Como eram os filhos de Eli? (versos 12-17,
   22-25)
13. Como as instruções recebidas de sua mãe,
    nos primeiros anos de vida, se
    manifestaram posteriormente em sua vida?
   (versos 3:9-10; 19-21)
Ana
                                   Seu Nome Significa: “Benevolência”




Aplicação para os Nossos Dias
14. Quais são algumas das lições que podemos
    aprender de Ana com respeito aos filhos que
    nos foram confiados?
15. Orar por nossos filhos hoje é tão essencial
    como o era nos dias de Ana. Comprometa-se
    a orar diariamente por seus filhos – e por
    todos os filhos – que necessitam de uma
    bênção especial.
Ana
                                Seu Nome Significa: “Benevolência”




Perguntas para Discussão



1. A oração é um impulso natural, uma
   arte ou algo que devemos aprender?
2. Ana dedicou seu filho a Deus. Os pais têm o
   direito de escolher a profissão de seus filhos e
   filhas? Explique.
Ana
                               Seu Nome Significa: “Benevolência”




Palavras de Sabedoria
 Como mãe, Ana tinha a sagrada
 responsabilidade que lhe fora confiada. Foi
 ela quem moldou o caráter de Samuel e
 que lhe ensinou a ter inabalável fé. Desde
 que ele era bebê Ana buscou conduzir
 seus pensamentos ao Criador. Quando se
 separou de seu filho, seguiu apresentando-
 o a Deus em suas orações diárias e até
 mesmo muitas vezes durante o dia
 enquanto cumpria seus deveres
 domésticos .
Ana
                             Seu Nome Significa: “Benevolência”




A recompensa de Ana foi viver para ver
seu filho se tornar uma bênção ao mundo.
1 Samuel 2:26 nos diz que Samuel cresceu
no favor de Deus e dos homens. Como
mulheres a quem nos foi confiado o
crescimento espiritual e o
desenvolvimento do caráter de nossos
jovens, temos um excelente exemplo a
seguir .
Ana
                         Seu Nome Significa: “Benevolência”




          Minha Oração Hoje
“Oh, Deus, quanto desejo criar meus filhos
conforme a Tua Palavra a fim de que sejam uma
bênção ao mundo. Ajuda-me, dia a dia, a ser uma
bênção e uma guia amável aos meus filhos.”
Ana
                            Seu Nome Significa: “Benevolência”




               Compartilhar
 Toda mulher é capaz de alcançar e tocar a vida de
 seus filhos para o bem. Talvez não tenhamos dado
  filhos à luz, mas cada criança em nossa esfera de
influência é alguém a quem podemos abençoar com
    nosso tempo e encorajamento. Nosso amor e
bondade dar-lhes-á esperança e o desejo de viverem
                    vidas melhores.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e euLição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7   Rute Uma Mulher Digna de ConfiançaLicao 7   Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Éder Tomé
 
Aula 9 e 10
Aula 9 e 10Aula 9 e 10
Livro de ester
Livro de esterLivro de ester
Livro de ester
César Augusto Fernandes
 
Grandes Líderes para uma Grande Missão
Grandes Líderes para uma Grande MissãoGrandes Líderes para uma Grande Missão
Grandes Líderes para uma Grande Missão
IBMemorialJC
 
O poder da oração
O poder da oraçãoO poder da oração
O poder da oração
Daniel de Carvalho Luz
 
Lição 1: Mulheres na Bíblia Débora e eu
Lição 1: Mulheres na Bíblia Débora e euLição 1: Mulheres na Bíblia Débora e eu
Lição 1: Mulheres na Bíblia Débora e eu
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Lição 7 - Davi é Ungido Rei
Lição 7 - Davi é Ungido ReiLição 7 - Davi é Ungido Rei
Lição 7 - Davi é Ungido Rei
Éder Tomé
 
O pecado de Davi
O pecado de DaviO pecado de Davi
O pecado de Davi
Paulo Roberto
 
JESUS E A ORAÇÃO
JESUS E A ORAÇÃOJESUS E A ORAÇÃO
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
Carlos Cirleno Neves
 
Ensino bíblico sobre o jejum
Ensino bíblico sobre o jejumEnsino bíblico sobre o jejum
Ensino bíblico sobre o jejum
ADPC109
 
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!
Rosângela Oliveira
 
Mulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do SenhorMulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do Senhor
Elciene Oliveira
 
Panorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - HabacuquePanorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - Habacuque
Respirando Deus
 
Eu e minha casa serviremos ao senhor
Eu e minha casa serviremos ao senhorEu e minha casa serviremos ao senhor
Eu e minha casa serviremos ao senhor
Moisés Sampaio
 
Profetas menores lição 2 - Oséias
Profetas menores   lição 2 - OséiasProfetas menores   lição 2 - Oséias
Profetas menores lição 2 - Oséias
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Aprendendo sobre o Jejum
Aprendendo sobre o JejumAprendendo sobre o Jejum
Aprendendo sobre o Jejum
Daniel de Carvalho Luz
 
Jejum e oração
Jejum e oraçãoJejum e oração
Jejum e oração
marcelino025
 
Ceia do Senhor
Ceia do SenhorCeia do Senhor
Ceia do Senhor
Paulo Roberto
 

Mais procurados (20)

Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e euLição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
 
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7   Rute Uma Mulher Digna de ConfiançaLicao 7   Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de Confiança
 
Aula 9 e 10
Aula 9 e 10Aula 9 e 10
Aula 9 e 10
 
Livro de ester
Livro de esterLivro de ester
Livro de ester
 
Grandes Líderes para uma Grande Missão
Grandes Líderes para uma Grande MissãoGrandes Líderes para uma Grande Missão
Grandes Líderes para uma Grande Missão
 
O poder da oração
O poder da oraçãoO poder da oração
O poder da oração
 
Lição 1: Mulheres na Bíblia Débora e eu
Lição 1: Mulheres na Bíblia Débora e euLição 1: Mulheres na Bíblia Débora e eu
Lição 1: Mulheres na Bíblia Débora e eu
 
Lição 7 - Davi é Ungido Rei
Lição 7 - Davi é Ungido ReiLição 7 - Davi é Ungido Rei
Lição 7 - Davi é Ungido Rei
 
O pecado de Davi
O pecado de DaviO pecado de Davi
O pecado de Davi
 
JESUS E A ORAÇÃO
JESUS E A ORAÇÃOJESUS E A ORAÇÃO
JESUS E A ORAÇÃO
 
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
 
Ensino bíblico sobre o jejum
Ensino bíblico sobre o jejumEnsino bíblico sobre o jejum
Ensino bíblico sobre o jejum
 
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!
 
Mulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do SenhorMulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do Senhor
 
Panorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - HabacuquePanorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - Habacuque
 
Eu e minha casa serviremos ao senhor
Eu e minha casa serviremos ao senhorEu e minha casa serviremos ao senhor
Eu e minha casa serviremos ao senhor
 
Profetas menores lição 2 - Oséias
Profetas menores   lição 2 - OséiasProfetas menores   lição 2 - Oséias
Profetas menores lição 2 - Oséias
 
Aprendendo sobre o Jejum
Aprendendo sobre o JejumAprendendo sobre o Jejum
Aprendendo sobre o Jejum
 
Jejum e oração
Jejum e oraçãoJejum e oração
Jejum e oração
 
Ceia do Senhor
Ceia do SenhorCeia do Senhor
Ceia do Senhor
 

Semelhante a Lição 2: Mulheres na Bíblia Ana e eu

EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 9: A oração de súplica
EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 9: A oração de súplicaEBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 9: A oração de súplica
EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 9: A oração de súplica
Andre Nascimento
 
Lição 12: Mulheres na Bíblia Ana e eu
Lição 12: Mulheres na Bíblia Ana e euLição 12: Mulheres na Bíblia Ana e eu
Lição 12: Mulheres na Bíblia Ana e eu
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Edição 13 setembro 2013
Edição 13 setembro 2013Edição 13 setembro 2013
Edição 13 setembro 2013
ensantidade
 
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdfCURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CristynaAnderson
 
ana.ppt
ana.pptana.ppt
Mães (Im)perfeitas
Mães (Im)perfeitasMães (Im)perfeitas
Mães (Im)perfeitas
Centro Cristão da Cidade
 
Grandesoracoes pg
Grandesoracoes pgGrandesoracoes pg
Para minha amiga Raquel
Para minha amiga RaquelPara minha amiga Raquel
Para minha amiga Raquel
Marcia Willemann
 
Carta de elcio noticias senegal
Carta de elcio noticias senegalCarta de elcio noticias senegal
Carta de elcio noticias senegal
Pessoal
 
2021 1º trimestre jovens lição 04
2021 1º trimestre jovens lição 042021 1º trimestre jovens lição 04
2021 1º trimestre jovens lição 04
Joel Silva
 
01 o clamor de Ana (Campanha 02)
01 o clamor de Ana (Campanha 02)01 o clamor de Ana (Campanha 02)
01 o clamor de Ana (Campanha 02)
IGREJA ADCP CAMPOS ELÍSEOS
 
Culto com crianças
Culto com criançasCulto com crianças
Culto com crianças
Alessandra Lucas Leite Rocha
 
Apostila 03 - prece (2)
Apostila   03 - prece (2)Apostila   03 - prece (2)
Apostila 03 - prece (2)
Alice Lirio
 
Boletim Dominical - 4 de setembro de 2016
Boletim Dominical - 4 de setembro de 2016Boletim Dominical - 4 de setembro de 2016
Boletim Dominical - 4 de setembro de 2016
Primeira Igreja Batista de Palmas
 
Culto infantil 2012
Culto infantil 2012Culto infantil 2012
Culto infantil 2012
Francis Paduan
 
Seminário da fé 3 confiança plena
Seminário da fé 3   confiança plenaSeminário da fé 3   confiança plena
Seminário da fé 3 confiança plena
Rogerio Souza
 
Nascido para Gerar - Parte II
Nascido para Gerar - Parte IINascido para Gerar - Parte II
Nascido para Gerar - Parte II
Adriano Gonçalves Martins
 
Departamento infantil
Departamento infantilDepartamento infantil
Departamento infantil
Priscla Silva
 
Mobilização junho MINISTÉRIO PARA AS CRIANÇAS
Mobilização junho MINISTÉRIO PARA AS CRIANÇASMobilização junho MINISTÉRIO PARA AS CRIANÇAS
Mobilização junho MINISTÉRIO PARA AS CRIANÇAS
Maria de Souza
 
Mãe Modelo
Mãe ModeloMãe Modelo
Mãe Modelo
Eid Marques
 

Semelhante a Lição 2: Mulheres na Bíblia Ana e eu (20)

EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 9: A oração de súplica
EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 9: A oração de súplicaEBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 9: A oração de súplica
EBD Revista Palavra e Vida 1T2015.Aula 9: A oração de súplica
 
Lição 12: Mulheres na Bíblia Ana e eu
Lição 12: Mulheres na Bíblia Ana e euLição 12: Mulheres na Bíblia Ana e eu
Lição 12: Mulheres na Bíblia Ana e eu
 
Edição 13 setembro 2013
Edição 13 setembro 2013Edição 13 setembro 2013
Edição 13 setembro 2013
 
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdfCURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
 
ana.ppt
ana.pptana.ppt
ana.ppt
 
Mães (Im)perfeitas
Mães (Im)perfeitasMães (Im)perfeitas
Mães (Im)perfeitas
 
Grandesoracoes pg
Grandesoracoes pgGrandesoracoes pg
Grandesoracoes pg
 
Para minha amiga Raquel
Para minha amiga RaquelPara minha amiga Raquel
Para minha amiga Raquel
 
Carta de elcio noticias senegal
Carta de elcio noticias senegalCarta de elcio noticias senegal
Carta de elcio noticias senegal
 
2021 1º trimestre jovens lição 04
2021 1º trimestre jovens lição 042021 1º trimestre jovens lição 04
2021 1º trimestre jovens lição 04
 
01 o clamor de Ana (Campanha 02)
01 o clamor de Ana (Campanha 02)01 o clamor de Ana (Campanha 02)
01 o clamor de Ana (Campanha 02)
 
Culto com crianças
Culto com criançasCulto com crianças
Culto com crianças
 
Apostila 03 - prece (2)
Apostila   03 - prece (2)Apostila   03 - prece (2)
Apostila 03 - prece (2)
 
Boletim Dominical - 4 de setembro de 2016
Boletim Dominical - 4 de setembro de 2016Boletim Dominical - 4 de setembro de 2016
Boletim Dominical - 4 de setembro de 2016
 
Culto infantil 2012
Culto infantil 2012Culto infantil 2012
Culto infantil 2012
 
Seminário da fé 3 confiança plena
Seminário da fé 3   confiança plenaSeminário da fé 3   confiança plena
Seminário da fé 3 confiança plena
 
Nascido para Gerar - Parte II
Nascido para Gerar - Parte IINascido para Gerar - Parte II
Nascido para Gerar - Parte II
 
Departamento infantil
Departamento infantilDepartamento infantil
Departamento infantil
 
Mobilização junho MINISTÉRIO PARA AS CRIANÇAS
Mobilização junho MINISTÉRIO PARA AS CRIANÇASMobilização junho MINISTÉRIO PARA AS CRIANÇAS
Mobilização junho MINISTÉRIO PARA AS CRIANÇAS
 
Mãe Modelo
Mãe ModeloMãe Modelo
Mãe Modelo
 

Mais de Igreja Adventista do Sétimo Dia

Inspirações sobre a mães
Inspirações sobre a mãesInspirações sobre a mães
Inspirações sobre a mães
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Estudio Apocalipsis
Estudio ApocalipsisEstudio Apocalipsis
4. Bullying: lidando com o mal século
4. Bullying: lidando com o mal século4. Bullying: lidando com o mal século
4. Bullying: lidando com o mal século
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
3. Como conquistar a confiança do seu adolescente
3. Como conquistar a confiança do seu adolescente3. Como conquistar a confiança do seu adolescente
3. Como conquistar a confiança do seu adolescente
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
2. Como fortalecer os relacionamentos na família
2. Como fortalecer os relacionamentos na família2. Como fortalecer os relacionamentos na família
2. Como fortalecer os relacionamentos na família
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
1. Como fortalecer a fé do adolescente
1. Como fortalecer a fé do adolescente1. Como fortalecer a fé do adolescente
1. Como fortalecer a fé do adolescente
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
5. Despertar o sentido vida: missão
5. Despertar o sentido vida: missão5. Despertar o sentido vida: missão
5. Despertar o sentido vida: missão
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Manual Prático de Marca da IASD [Versão 1.2]
Manual Prático de Marca da IASD [Versão 1.2]Manual Prático de Marca da IASD [Versão 1.2]
Manual Prático de Marca da IASD [Versão 1.2]
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Familia feliz
Familia felizFamilia feliz
Estudo Bíblico Fique Leve
Estudo Bíblico Fique LeveEstudo Bíblico Fique Leve
Estudo Bíblico Fique Leve
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Revista acordes
Revista acordesRevista acordes
A Verdade para o tempo do Fim
A Verdade para o tempo do FimA Verdade para o tempo do Fim
A Verdade para o tempo do Fim
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Biblia mais PDF
Biblia mais PDFBiblia mais PDF
PPT - Guia do Aspirante 07
PPT - Guia do Aspirante 07PPT - Guia do Aspirante 07
PPT - Guia do Aspirante 07
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
PPT - Guia do Aspirante 08
PPT - Guia do Aspirante 08PPT - Guia do Aspirante 08
PPT - Guia do Aspirante 08
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
PPT - Guia do Aspirante 05
PPT - Guia do Aspirante 05PPT - Guia do Aspirante 05
PPT - Guia do Aspirante 05
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
PPT - Guia do Aspirante 06
PPT - Guia do Aspirante 06PPT - Guia do Aspirante 06
PPT - Guia do Aspirante 06
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
PPT - Guia do Aspirante 03
PPT - Guia do Aspirante 03PPT - Guia do Aspirante 03
PPT - Guia do Aspirante 03
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
PPT - Guia do Aspirante 04
PPT - Guia do Aspirante 04PPT - Guia do Aspirante 04
PPT - Guia do Aspirante 04
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
PPT - Guia do Aspirante 02
PPT - Guia do Aspirante 02PPT - Guia do Aspirante 02
PPT - Guia do Aspirante 02
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 

Mais de Igreja Adventista do Sétimo Dia (20)

Inspirações sobre a mães
Inspirações sobre a mãesInspirações sobre a mães
Inspirações sobre a mães
 
Estudio Apocalipsis
Estudio ApocalipsisEstudio Apocalipsis
Estudio Apocalipsis
 
4. Bullying: lidando com o mal século
4. Bullying: lidando com o mal século4. Bullying: lidando com o mal século
4. Bullying: lidando com o mal século
 
3. Como conquistar a confiança do seu adolescente
3. Como conquistar a confiança do seu adolescente3. Como conquistar a confiança do seu adolescente
3. Como conquistar a confiança do seu adolescente
 
2. Como fortalecer os relacionamentos na família
2. Como fortalecer os relacionamentos na família2. Como fortalecer os relacionamentos na família
2. Como fortalecer os relacionamentos na família
 
1. Como fortalecer a fé do adolescente
1. Como fortalecer a fé do adolescente1. Como fortalecer a fé do adolescente
1. Como fortalecer a fé do adolescente
 
5. Despertar o sentido vida: missão
5. Despertar o sentido vida: missão5. Despertar o sentido vida: missão
5. Despertar o sentido vida: missão
 
Manual Prático de Marca da IASD [Versão 1.2]
Manual Prático de Marca da IASD [Versão 1.2]Manual Prático de Marca da IASD [Versão 1.2]
Manual Prático de Marca da IASD [Versão 1.2]
 
Familia feliz
Familia felizFamilia feliz
Familia feliz
 
Estudo Bíblico Fique Leve
Estudo Bíblico Fique LeveEstudo Bíblico Fique Leve
Estudo Bíblico Fique Leve
 
Revista acordes
Revista acordesRevista acordes
Revista acordes
 
A Verdade para o tempo do Fim
A Verdade para o tempo do FimA Verdade para o tempo do Fim
A Verdade para o tempo do Fim
 
Biblia mais PDF
Biblia mais PDFBiblia mais PDF
Biblia mais PDF
 
PPT - Guia do Aspirante 07
PPT - Guia do Aspirante 07PPT - Guia do Aspirante 07
PPT - Guia do Aspirante 07
 
PPT - Guia do Aspirante 08
PPT - Guia do Aspirante 08PPT - Guia do Aspirante 08
PPT - Guia do Aspirante 08
 
PPT - Guia do Aspirante 05
PPT - Guia do Aspirante 05PPT - Guia do Aspirante 05
PPT - Guia do Aspirante 05
 
PPT - Guia do Aspirante 06
PPT - Guia do Aspirante 06PPT - Guia do Aspirante 06
PPT - Guia do Aspirante 06
 
PPT - Guia do Aspirante 03
PPT - Guia do Aspirante 03PPT - Guia do Aspirante 03
PPT - Guia do Aspirante 03
 
PPT - Guia do Aspirante 04
PPT - Guia do Aspirante 04PPT - Guia do Aspirante 04
PPT - Guia do Aspirante 04
 
PPT - Guia do Aspirante 02
PPT - Guia do Aspirante 02PPT - Guia do Aspirante 02
PPT - Guia do Aspirante 02
 

Último

Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 

Último (15)

Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 

Lição 2: Mulheres na Bíblia Ana e eu

  • 1. Mulheres na Bíblia: Ana e eu “A tua palavra é Realização e lâmpada que ilumina os meus passos e luz Alegria que clareia o meu caminho.” Salmo 119:105 2 LIÇÃO
  • 2. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” Texto Bíblico: 1 Samuel 1 e 2 Introdução A Bíblia oferece muitos exemplos de respostas à oração. A história de Ana é a prova do poder da oração. Quando Deus Se encontrou com Ana, no templo em Siló, Ele não apenas respondeu sua oração pedindo um filho, respondeu-a confortando-a em sua aflição.
  • 3. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” Ana foi a mãe de Samuel, o primeiro grande profeta depois de Moisés. Ana teve um filho excelente, mas ela também foi uma mãe excelente. Ela representa o ideal da maternidade dedicada – humilde, consagrada e leal.
  • 4. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” Esperar por algo não é uma maldição. Na verdade, Deus pode usar a espera para produzir uma bênção caso permaneçamos fieis a Ele. Siga confiando em Deus. Essa é uma lição da história de Ana. Deus está disposto a nos encontrar assim como o fez com Ana.
  • 5. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” Descobrir • O Profundo e Sincero Desejo de Seu Coração. • Sua Fé. • Sua Habilidade como Mãe.
  • 6. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” Aprofundar o Conhecimento 1. Qual era a situação na família de Elcana? (1 Samuel 1:1-8) 2. O que Elcana fazia a cada ano? 3. Que passo Ana deu em sua tristeza? (versos 9-11) 4. Quem se dirigiu a ela enquanto prosseguia orando? (verso 12) 5. O que Eli pensou que fosse o problema da Ana? (verso 13-14)
  • 7. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” 6. Ana abriu seu coração conturbado e sincero com que palavras? (versos 15-16) 7. Quando Eli entendeu porque ela estava chorando, que palavras de ânimo lhe ofereceu? (verso 17) 8. Ana foi abençoada com que alegre experiência? (versos 19-20) 9. Quais foram as mudanças em sua vida durante os anos seguintes? (versos 19-24)
  • 8. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” 10. Para os nossos dias, parece que Ana fez um enorme sacrifício. O que ela fez? (versos 24-28) 11. O que Ana fazia a cada ano para Samuel? (1 Samuel 2:19) 12. Como eram os filhos de Eli? (versos 12-17, 22-25) 13. Como as instruções recebidas de sua mãe, nos primeiros anos de vida, se manifestaram posteriormente em sua vida? (versos 3:9-10; 19-21)
  • 9. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” Aplicação para os Nossos Dias 14. Quais são algumas das lições que podemos aprender de Ana com respeito aos filhos que nos foram confiados? 15. Orar por nossos filhos hoje é tão essencial como o era nos dias de Ana. Comprometa-se a orar diariamente por seus filhos – e por todos os filhos – que necessitam de uma bênção especial.
  • 10. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” Perguntas para Discussão 1. A oração é um impulso natural, uma arte ou algo que devemos aprender? 2. Ana dedicou seu filho a Deus. Os pais têm o direito de escolher a profissão de seus filhos e filhas? Explique.
  • 11. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” Palavras de Sabedoria Como mãe, Ana tinha a sagrada responsabilidade que lhe fora confiada. Foi ela quem moldou o caráter de Samuel e que lhe ensinou a ter inabalável fé. Desde que ele era bebê Ana buscou conduzir seus pensamentos ao Criador. Quando se separou de seu filho, seguiu apresentando- o a Deus em suas orações diárias e até mesmo muitas vezes durante o dia enquanto cumpria seus deveres domésticos .
  • 12. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” A recompensa de Ana foi viver para ver seu filho se tornar uma bênção ao mundo. 1 Samuel 2:26 nos diz que Samuel cresceu no favor de Deus e dos homens. Como mulheres a quem nos foi confiado o crescimento espiritual e o desenvolvimento do caráter de nossos jovens, temos um excelente exemplo a seguir .
  • 13. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” Minha Oração Hoje “Oh, Deus, quanto desejo criar meus filhos conforme a Tua Palavra a fim de que sejam uma bênção ao mundo. Ajuda-me, dia a dia, a ser uma bênção e uma guia amável aos meus filhos.”
  • 14. Ana Seu Nome Significa: “Benevolência” Compartilhar Toda mulher é capaz de alcançar e tocar a vida de seus filhos para o bem. Talvez não tenhamos dado filhos à luz, mas cada criança em nossa esfera de influência é alguém a quem podemos abençoar com nosso tempo e encorajamento. Nosso amor e bondade dar-lhes-á esperança e o desejo de viverem vidas melhores.