SlideShare uma empresa Scribd logo
LEQUES LEQUES
História dos leques Os leques existentes séculos antes de Cristo eram enormes, não podiam ser fechados e quem os movimentava eram os escravos.  Na época dos grandes descobrimentos, os portugueses trouxeram do Japão a novidade dos leques retráteis, que logo se espalhou pela Europa, invadindo a França, tomando conta da Corte e dos salões e inspirando poetas e pintores. Nessa época os leques eram presos à cintura por delicadas e artísticas correntinhas. Para o Brasil foi trazida a moda com a vinda da família real portuguesa, no início do século XIX.
Linguagem dos leques O leque não exercia, somente, a função de refrescar. Era, também, fonte de linguagem codificada das damas para os cavalheiros. Alguns exemplos: Eu te amo - Esconder os olhos com o leque aberto. Aproxime-se - Andar com o leque, conduzindo-o aberto na mão esquerda. Quando nos veremos? Leque aberto no colo. Não me esqueça - Tocar o cabelo com o leque fechado. Adeus - Abrir e fechar o leque. Sim - Apoiar o leque no lado direito do rosto. Não - Apoiar o leque no lado esquerdo do rosto. Espertinhas, as damas da época!
Leque espanhol com varetas de nácar branco entalhadas e com incrustações de ouro. Tela dupla de seda pintada dos dois lados por Miguel Drago. Século XX.
Leque tipo baralho (somente varetas, sem  guarnição   de tecido – neste caso, as varetas estão unidas por uma fita de 1 cm de largura), feito de  ébano totalmente entalhado, gravado e pintado à mão pelo esmerado artesão valenciano R. Quiles .
Leque francês com varetas de nácar oriental, montado em pele de cabrito com apliques de tule bordado com lantejoulas e pinturas amorosas campestres. Século XVIII.
Leque francês do século XVIII de nácar oriental liso, montado em renda bordada à mão com a letra “F” ao centro,  provavelmente a inicial da dama (Françoise, Florence?) a quem pertenceu naqueles anos de 1700.
Leque com varetas de marfim filigranadas. Tela dupla, pintada por Grassman, representando uma cópia da pintura de Ricci, “O concerto”. No reverso, a pintura é a suave paisagem de um lago. Primeira metade do século XX.
Leque tipo baralho, confeccionado totalmente em nácar branco com delicados entalhes feitos a cinzel por Blay Villa e com transparências também em nácar.
Leque francês com varetas buriladas de nácar oriental e tartaruga, pintado à mão em tela dupla . Século XIX.
Leque francês com varetas de nácar oriental, montado em seda natural com pinturas feitas à mão e apliques de renda bordados com lantejoulas douradas. Século XIX.
Leque francês com varetas de tartaruga entalhadas e gravadas à mão, com incrustações em ouro. Tela de algodão pintada por Gabarda.  Século XIX. Texto e fotos: Internet By Miroca [email_address]

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Leques

Nanoexposição Cervantes
Nanoexposição CervantesNanoexposição Cervantes
Nanoexposição Cervantes
Biblioteca Central UFRGS
 
Pinturaxx
PinturaxxPinturaxx
Pinturaxx
Aulagalicia Hxg
 
Catálogo nº7
Catálogo nº7Catálogo nº7
Catálogo nº7
Conceição Norberto
 
O rio de janeiro visto pelos artistas franceses (parte i)
O rio de janeiro visto pelos artistas franceses (parte i)O rio de janeiro visto pelos artistas franceses (parte i)
O rio de janeiro visto pelos artistas franceses (parte i)
Fatima de Luzie Cavalcante
 
O renascimento ou classicismo 1º ano
O renascimento ou classicismo  1º anoO renascimento ou classicismo  1º ano
O renascimento ou classicismo 1º ano
Colégio Santa Luzia
 
Poesia Trovadoresca
Poesia TrovadorescaPoesia Trovadoresca
Poesia Trovadoresca
Maria Pereira
 
C:\Documents And Settings\Byte Shop\Mis Documentos\Ruth\Aire Digital\O Carnaval
C:\Documents And Settings\Byte Shop\Mis Documentos\Ruth\Aire Digital\O CarnavalC:\Documents And Settings\Byte Shop\Mis Documentos\Ruth\Aire Digital\O Carnaval
C:\Documents And Settings\Byte Shop\Mis Documentos\Ruth\Aire Digital\O Carnaval
paulista52
 
O carnaval
O carnavalO carnaval
O carnaval
paulista52
 
O carnaval
O carnavalO carnaval
O carnaval
paulista52
 
O carnaval
O carnavalO carnaval
O carnaval
paulista52
 
Cordel - a origem nas feiras medievais
Cordel - a origem nas feiras medievaisCordel - a origem nas feiras medievais
Cordel - a origem nas feiras medievais
nextfiocruzbsm
 
Revista forma monalisa
Revista forma   monalisaRevista forma   monalisa
Revista forma monalisa
Aline Soares e Silva
 
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: Trovadorismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: TrovadorismoAs origens da literatura portuguesa - Parte 1: Trovadorismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: Trovadorismo
Karen Olivan
 
Trajes renascentistas
Trajes renascentistasTrajes renascentistas
Trajes renascentistas
Raul Nunes
 
Camões
Camões Camões
Camões
Filipe Ferreira
 
D. Carlos o artista
D. Carlos   o artistaD. Carlos   o artista
D. Carlos o artista
Ana Luciano
 
D. carlos o artista
D. carlos   o artistaD. carlos   o artista
D. carlos o artista
Ana Luciano
 
Trajesépocadescobrimentos
TrajesépocadescobrimentosTrajesépocadescobrimentos
Trajesépocadescobrimentos
Maria Gomes
 
Do romantismo à república
Do romantismo à repúblicaDo romantismo à república
Do romantismo à república
silvartes
 
As origens da literatura portuguesa-trovadorismo-.pptx
As origens da literatura portuguesa-trovadorismo-.pptxAs origens da literatura portuguesa-trovadorismo-.pptx
As origens da literatura portuguesa-trovadorismo-.pptx
EdilmaBrando1
 

Semelhante a Leques (20)

Nanoexposição Cervantes
Nanoexposição CervantesNanoexposição Cervantes
Nanoexposição Cervantes
 
Pinturaxx
PinturaxxPinturaxx
Pinturaxx
 
Catálogo nº7
Catálogo nº7Catálogo nº7
Catálogo nº7
 
O rio de janeiro visto pelos artistas franceses (parte i)
O rio de janeiro visto pelos artistas franceses (parte i)O rio de janeiro visto pelos artistas franceses (parte i)
O rio de janeiro visto pelos artistas franceses (parte i)
 
O renascimento ou classicismo 1º ano
O renascimento ou classicismo  1º anoO renascimento ou classicismo  1º ano
O renascimento ou classicismo 1º ano
 
Poesia Trovadoresca
Poesia TrovadorescaPoesia Trovadoresca
Poesia Trovadoresca
 
C:\Documents And Settings\Byte Shop\Mis Documentos\Ruth\Aire Digital\O Carnaval
C:\Documents And Settings\Byte Shop\Mis Documentos\Ruth\Aire Digital\O CarnavalC:\Documents And Settings\Byte Shop\Mis Documentos\Ruth\Aire Digital\O Carnaval
C:\Documents And Settings\Byte Shop\Mis Documentos\Ruth\Aire Digital\O Carnaval
 
O carnaval
O carnavalO carnaval
O carnaval
 
O carnaval
O carnavalO carnaval
O carnaval
 
O carnaval
O carnavalO carnaval
O carnaval
 
Cordel - a origem nas feiras medievais
Cordel - a origem nas feiras medievaisCordel - a origem nas feiras medievais
Cordel - a origem nas feiras medievais
 
Revista forma monalisa
Revista forma   monalisaRevista forma   monalisa
Revista forma monalisa
 
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: Trovadorismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: TrovadorismoAs origens da literatura portuguesa - Parte 1: Trovadorismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: Trovadorismo
 
Trajes renascentistas
Trajes renascentistasTrajes renascentistas
Trajes renascentistas
 
Camões
Camões Camões
Camões
 
D. Carlos o artista
D. Carlos   o artistaD. Carlos   o artista
D. Carlos o artista
 
D. carlos o artista
D. carlos   o artistaD. carlos   o artista
D. carlos o artista
 
Trajesépocadescobrimentos
TrajesépocadescobrimentosTrajesépocadescobrimentos
Trajesépocadescobrimentos
 
Do romantismo à república
Do romantismo à repúblicaDo romantismo à república
Do romantismo à república
 
As origens da literatura portuguesa-trovadorismo-.pptx
As origens da literatura portuguesa-trovadorismo-.pptxAs origens da literatura portuguesa-trovadorismo-.pptx
As origens da literatura portuguesa-trovadorismo-.pptx
 

Mais de Ana Maria Cordovil

Minha OraçãO De Fim De Ano
Minha OraçãO De Fim De Ano Minha OraçãO De Fim De Ano
Minha OraçãO De Fim De Ano
Ana Maria Cordovil
 
OraçãO Por NóS
OraçãO   Por NóSOraçãO   Por NóS
OraçãO Por NóS
Ana Maria Cordovil
 
Albert Einstein Cflc 09b
Albert Einstein Cflc 09bAlbert Einstein Cflc 09b
Albert Einstein Cflc 09b
Ana Maria Cordovil
 
MansãO Do José Sarney
MansãO Do José SarneyMansãO Do José Sarney
MansãO Do José Sarney
Ana Maria Cordovil
 
12
1212
Limites
LimitesLimites
Esta é a hora
Esta é a horaEsta é a hora
Esta é a hora
Ana Maria Cordovil
 
Yakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
Yakutsk Cidade Mais Fria Do MundoYakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
Yakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
Ana Maria Cordovil
 
Milagres
MilagresMilagres
Aaa Cine Afichesy Musicade15p
Aaa Cine Afichesy Musicade15pAaa Cine Afichesy Musicade15p
Aaa Cine Afichesy Musicade15p
Ana Maria Cordovil
 
Os Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
Os Doze Sinais Do Seu Despertar DivinoOs Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
Os Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
Ana Maria Cordovil
 
Foodscapes
FoodscapesFoodscapes
Foodscapes
Ana Maria Cordovil
 
João Ubaldo EducaçãO
João Ubaldo EducaçãOJoão Ubaldo EducaçãO
João Ubaldo EducaçãO
Ana Maria Cordovil
 
Isabel Guerra Arte, ReflexãO
Isabel Guerra   Arte, ReflexãOIsabel Guerra   Arte, ReflexãO
Isabel Guerra Arte, ReflexãO
Ana Maria Cordovil
 
Orando
OrandoOrando
Jogos Olimpicos 2008 Pequim
Jogos Olimpicos 2008 PequimJogos Olimpicos 2008 Pequim
Jogos Olimpicos 2008 Pequim
Ana Maria Cordovil
 
Jardins Japoneses
Jardins JaponesesJardins Japoneses
Jardins Japoneses
Ana Maria Cordovil
 
Marketing De Antigamente Fontesdiversas.Aac.Cdt.
Marketing De Antigamente   Fontesdiversas.Aac.Cdt.Marketing De Antigamente   Fontesdiversas.Aac.Cdt.
Marketing De Antigamente Fontesdiversas.Aac.Cdt.
Ana Maria Cordovil
 
Matyas Oblinski Opera Posters
Matyas Oblinski Opera PostersMatyas Oblinski Opera Posters
Matyas Oblinski Opera Posters
Ana Maria Cordovil
 
Mappemonde
MappemondeMappemonde
Mappemonde
Ana Maria Cordovil
 

Mais de Ana Maria Cordovil (20)

Minha OraçãO De Fim De Ano
Minha OraçãO De Fim De Ano Minha OraçãO De Fim De Ano
Minha OraçãO De Fim De Ano
 
OraçãO Por NóS
OraçãO   Por NóSOraçãO   Por NóS
OraçãO Por NóS
 
Albert Einstein Cflc 09b
Albert Einstein Cflc 09bAlbert Einstein Cflc 09b
Albert Einstein Cflc 09b
 
MansãO Do José Sarney
MansãO Do José SarneyMansãO Do José Sarney
MansãO Do José Sarney
 
12
1212
12
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Esta é a hora
Esta é a horaEsta é a hora
Esta é a hora
 
Yakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
Yakutsk Cidade Mais Fria Do MundoYakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
Yakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
 
Milagres
MilagresMilagres
Milagres
 
Aaa Cine Afichesy Musicade15p
Aaa Cine Afichesy Musicade15pAaa Cine Afichesy Musicade15p
Aaa Cine Afichesy Musicade15p
 
Os Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
Os Doze Sinais Do Seu Despertar DivinoOs Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
Os Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
 
Foodscapes
FoodscapesFoodscapes
Foodscapes
 
João Ubaldo EducaçãO
João Ubaldo EducaçãOJoão Ubaldo EducaçãO
João Ubaldo EducaçãO
 
Isabel Guerra Arte, ReflexãO
Isabel Guerra   Arte, ReflexãOIsabel Guerra   Arte, ReflexãO
Isabel Guerra Arte, ReflexãO
 
Orando
OrandoOrando
Orando
 
Jogos Olimpicos 2008 Pequim
Jogos Olimpicos 2008 PequimJogos Olimpicos 2008 Pequim
Jogos Olimpicos 2008 Pequim
 
Jardins Japoneses
Jardins JaponesesJardins Japoneses
Jardins Japoneses
 
Marketing De Antigamente Fontesdiversas.Aac.Cdt.
Marketing De Antigamente   Fontesdiversas.Aac.Cdt.Marketing De Antigamente   Fontesdiversas.Aac.Cdt.
Marketing De Antigamente Fontesdiversas.Aac.Cdt.
 
Matyas Oblinski Opera Posters
Matyas Oblinski Opera PostersMatyas Oblinski Opera Posters
Matyas Oblinski Opera Posters
 
Mappemonde
MappemondeMappemonde
Mappemonde
 

Último

ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negóciosExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
ExpoGestão
 
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
Faga1939
 
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docxse38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
ronaldos10
 
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoudFerramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ismael Ash
 
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebuliçãoExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão
 
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWSSubindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Ismael Ash
 

Último (6)

ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negóciosExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
 
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
 
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docxse38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
 
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoudFerramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
 
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebuliçãoExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
 
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWSSubindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
 

Leques

  • 2. História dos leques Os leques existentes séculos antes de Cristo eram enormes, não podiam ser fechados e quem os movimentava eram os escravos. Na época dos grandes descobrimentos, os portugueses trouxeram do Japão a novidade dos leques retráteis, que logo se espalhou pela Europa, invadindo a França, tomando conta da Corte e dos salões e inspirando poetas e pintores. Nessa época os leques eram presos à cintura por delicadas e artísticas correntinhas. Para o Brasil foi trazida a moda com a vinda da família real portuguesa, no início do século XIX.
  • 3. Linguagem dos leques O leque não exercia, somente, a função de refrescar. Era, também, fonte de linguagem codificada das damas para os cavalheiros. Alguns exemplos: Eu te amo - Esconder os olhos com o leque aberto. Aproxime-se - Andar com o leque, conduzindo-o aberto na mão esquerda. Quando nos veremos? Leque aberto no colo. Não me esqueça - Tocar o cabelo com o leque fechado. Adeus - Abrir e fechar o leque. Sim - Apoiar o leque no lado direito do rosto. Não - Apoiar o leque no lado esquerdo do rosto. Espertinhas, as damas da época!
  • 4. Leque espanhol com varetas de nácar branco entalhadas e com incrustações de ouro. Tela dupla de seda pintada dos dois lados por Miguel Drago. Século XX.
  • 5. Leque tipo baralho (somente varetas, sem guarnição de tecido – neste caso, as varetas estão unidas por uma fita de 1 cm de largura), feito de ébano totalmente entalhado, gravado e pintado à mão pelo esmerado artesão valenciano R. Quiles .
  • 6. Leque francês com varetas de nácar oriental, montado em pele de cabrito com apliques de tule bordado com lantejoulas e pinturas amorosas campestres. Século XVIII.
  • 7. Leque francês do século XVIII de nácar oriental liso, montado em renda bordada à mão com a letra “F” ao centro, provavelmente a inicial da dama (Françoise, Florence?) a quem pertenceu naqueles anos de 1700.
  • 8. Leque com varetas de marfim filigranadas. Tela dupla, pintada por Grassman, representando uma cópia da pintura de Ricci, “O concerto”. No reverso, a pintura é a suave paisagem de um lago. Primeira metade do século XX.
  • 9. Leque tipo baralho, confeccionado totalmente em nácar branco com delicados entalhes feitos a cinzel por Blay Villa e com transparências também em nácar.
  • 10. Leque francês com varetas buriladas de nácar oriental e tartaruga, pintado à mão em tela dupla . Século XIX.
  • 11. Leque francês com varetas de nácar oriental, montado em seda natural com pinturas feitas à mão e apliques de renda bordados com lantejoulas douradas. Século XIX.
  • 12. Leque francês com varetas de tartaruga entalhadas e gravadas à mão, com incrustações em ouro. Tela de algodão pintada por Gabarda. Século XIX. Texto e fotos: Internet By Miroca [email_address]