SlideShare uma empresa Scribd logo
Lajes sem trânsito de até 50 m² – Membrana acrílica
Sistema Impermeabilizante especificado
DRYCRYL - Manta líquida à base de resina acrílica, pronta para uso e de fácil aplicação. Depois da
cura, forma uma película branca com excelente acabamento e estanqueidade. Além de refletir os
raios solares, reduz parte do calor absorvido pela estrutura. Dispensa proteção mecânica e aceita
pigmentação.
Antes da aplicação:
 Verificar se a área está preparada conforme as recomendações da NBR 9575;
 Caimento de 1% em direção aos pontos de escoamento de água;
 Interferência e tubulações já executadas (para evitar quebras e consequentes danos a
impermeabilização);
 Deve ser previsto nos planos verticais encaixe para embutir a impermeabilização, caso o
sistema impermeabilizante assim o exija, a uma altura mínima de 20 cm acima do nível do
piso acabado ou 10 cm do nível máximo que a água possa atingir;
 Toda a instalação que tenha que ser fixada na estrutura, no nível da impermeabilização
deve possuir detalhes específicos de arremate e reforço da impermeabilização;
 Toda a tubulação que atravesse a impermeabilização deve ser fixada na estrutura e possuir
detalhes específicos e reforços da impermeabilização;
 A tubulação de hidráulica e gás que passa paralelamente sobre a área impermeabilizada
devem ser executadas sobre a impermeabilização e nunca sob a mesma. As tubulações
aparentes devem ser executadas 10 cm acima do nível do piso acabado;
 Quando houver tubulações embutidas na alvenaria, deve ser previsto proteção adequada
para a fixação da impermeabilização;
 As tubulações externas as paredes devem ser afastadas entre elas ou dos planos verticais
no mínimo 10 cm;
 As tubulações que transpassam as lajes impermeabilizadas devem ser rigidamente fixadas
a estrutura;
 Quando houver tubulações de água quente embutidas, deve ser previsto proteção
adequada destas, para a execução da impermeabilização;
 As arestas e cantos vivos das áreas a serem impermeabilizadas devem ser arredondadas
sempre que a impermeabilização requerer;
 As proteções mecânicas, bem como os pisos posteriores, devem possuir juntas de retração
e trabalho térmico preenchidos com materiais deformáveis, principalmente no encontro de
diferentes planos.
Na aplicação
 Executar a impermeabilização conforme descrito na norma NBR 9574 ou conforme
orientação do Depto. Técnico da DRYKO;
 Aplicar a 1
a
demão com rolo de lã de carneiro, trincha ou broxa de DRYCRYL diluído em
20% de água sobre a superfície a ser impermeabilizada.
 Aplicar a tela industrial 1 x 1 como reforço após a primeira demão, sobrepondo 5 cm nas
emendas.
 Aplicar as demais deãos em sentido cruzado, até atingir o consumo recomendado.
 Executar teste de estanqueidade com lâmina d'água por 72 horas.
DETALHES TÉCNICOS – LAJES DE TÉRREO E COBERTURA
A – Laje de concreto
B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas, regularização com espessura
mínima de 2 cm com traço 1:4 cimento e areia, adicionando emulsão adesiva DRYKOFIX CHAPISCO
na água de amassamento para maior aderência no substrato. Prever cantos arredondados ou meia
cana. Fazer caimento de 1% em direção aos pontos de escoamento de água.
C – DRYCRYL -1a
demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL.
D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar nas áreas críticas uma tela industrial
(malha 1 x 1), sobrepondo 5 cm nas emendas. Respeitas o tempo de intervalo entre demãos.
E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com
consumo mínimo de 1 kg/m2
/demão. Espessura mínima de 2 mm aplicadas de 2 a 4 demãos em
sentido cruzado.
DETALHES TÉCNICOS – RALO
A – Laje de concreto
B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas. Para a execução dos arremates
é recomendável que seja criada uma depressão de, no mínimo, 1 cm ao redor do ralo. Além disso,
é importante que o produto de arremate seja aderente às paredes do tubo que constituirá o ralo.
Caso contrário, poderá ocorrer refluxo de água por debaixo da manta.
C – DRYCRYL 1a
demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL.
D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar a industrial (malha 1 x 1), com cerca de
20 cm com metade cortada em formato de margarida. Descendo 10 cm para dentro do ralo
E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com
consumo mínimo de 1 kg/m2
/demão com espessura mínima de 2 mm, aplicadas de 2 a 4 demãos
em sentido cruzado.
F – Proteção mecânica – Este tipo de acabamento dispensa proteção mecânica.
DETALHES TÉCNICOS – TUBOS EMERGENTES
A – Laje de concreto
B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas. Para a execução dos arremates
é recomendável que seja criada uma depressão de, no mínimo, 1 cm ao redor do tubo. Além disso,
é importante que o produto de arremate seja aderente às paredes do tubo.
C – DRYCRYL 1a
demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL.
D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar a industrial (malha 1 x 1), com cerca de
20 cm com metade cortada em formato de margarida. Subindo 10 cm na parede do tubo.
E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com
consumo mínimo de 1 kg/m2
/demão com espessura mínima de 2 mm, aplicadas de 2 a 4 demãos
em sentido cruzado.
F – Proteção mecânica – Este tipo de acabamento dispensa proteção mecânica.
DETALHES TÉCNICOS – RODAPÉ DE ALVENARIA
A – Laje de concreto
B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas, regularização com espessura
mínima de 2 cm com traço 1:4 cimento e areia, adicionando emulsão adesiva DRYKOFIX CHAPISCO
na água de amassamento para maior aderência no substrato. Prever cantos arredondados ou meia
cana.
C – DRYCRYL 1a
demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL.
D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar a industrial (malha 1 x 1), subindo pelo
rodapé por pelo menos 20 cm.
E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com
consumo mínimo de 1 kg/m2
/demão com espessura mínima de 2 mm, aplicadas de 2 a 4 demãos
em sentido cruzado.
F – Proteção mecânica – Deverá ser prevista a utilização de uma tela galvanizada ou plástica para
garantir a recomposição da alvenaria.
DETALHES TÉCNICOS – PLATIBANDA E LAJE DE COBERTURA
A – Laje de concreto
B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas, regularização com espessura
mínima de 2 cm com traço 1:4 cimento e areia, adicionando emulsão adesiva DRYKOFIX CHAPISCO
na água de amassamento para maior aderência no substrato. Prever cantos arredondados ou meia
cana.
C – DRYCRYL 1a
demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL.
D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar a industrial (malha 1 x 1), subindo pelo
rodapé por pelo menos 20 cm.
E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com
consumo mínimo de 1 kg/m2
/demão com espessura mínima de 2 mm, aplicadas de 2 a 4 demãos
em sentido cruzado.
F – Proteção mecânica – Deverá ser prevista a utilização de uma tela galvanizada ou plástica para
garantir a recomposição da alvenaria.
DETALHES TÉCNICOS – PLATIBANDA E LAJE DE COBERTURA
A – Laje de concreto
B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas, regularização com espessura
mínima de 2 cm com traço 1:4 cimento e areia, adicionando emulsão adesiva DRYKOFIX CHAPISCO
na água de amassamento para maior aderência no substrato.
C – DRYCRYL 1a
demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL.
D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar a industrial (malha 1 x 1).
E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com
consumo mínimo de 1 kg/m2
/demão com espessura mínima de 2 mm, aplicadas de 2 a 4 demãos
em sentido cruzado.
F – Proteção mecânica – Este tipo de impermeabilização não requer proteção mecânica.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pisos Frios e Áreas Molháveis Manta Asfáltica
Pisos Frios e Áreas Molháveis Manta AsfálticaPisos Frios e Áreas Molháveis Manta Asfáltica
Pisos Frios e Áreas Molháveis Manta Asfáltica
Dryko Impermeabilizantes
 
Piscinas e Reservatórios Elevado Manta Asfáltica
Piscinas e Reservatórios Elevado Manta AsfálticaPiscinas e Reservatórios Elevado Manta Asfáltica
Piscinas e Reservatórios Elevado Manta Asfáltica
Dryko Impermeabilizantes
 
Piscinas e Reservatórios Enterrados Manta Asfáltica
Piscinas e Reservatórios Enterrados Manta AsfálticaPiscinas e Reservatórios Enterrados Manta Asfáltica
Piscinas e Reservatórios Enterrados Manta Asfáltica
Dryko Impermeabilizantes
 
Kátia Romão - IMPERALUM
Kátia Romão - IMPERALUMKátia Romão - IMPERALUM
Kátia Romão - IMPERALUM
Construção Sustentável
 
Impermeabilizantes
ImpermeabilizantesImpermeabilizantes
Impermeabilizantes
Carlos Elson Cunha
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
Kaoanee
 
Muros de Arrimo ou Subsolos Membrana
Muros de Arrimo ou Subsolos MembranaMuros de Arrimo ou Subsolos Membrana
Muros de Arrimo ou Subsolos Membrana
Dryko Impermeabilizantes
 
15935446 aula-impermeabilizacao
15935446 aula-impermeabilizacao15935446 aula-impermeabilizacao
15935446 aula-impermeabilizacao
zuiltonguima
 
Revestimento argamassado
Revestimento argamassadoRevestimento argamassado
Revestimento argamassado
Bruno Leonardo
 
Revestimentos em argamassa
Revestimentos em argamassaRevestimentos em argamassa
Revestimentos em argamassa
Daniela Barboza Brito
 
DRYWALL
DRYWALLDRYWALL
Drywall debora
Drywall deboraDrywall debora
Drywall debora
Ambiente Construído II
 
Palestra Drywall
Palestra DrywallPalestra Drywall
Palestra Drywall
Ludmila Souza
 
Metodologia de aplicação de argamassas colantes e suas patologias
Metodologia de aplicação de argamassas colantes e suas patologiasMetodologia de aplicação de argamassas colantes e suas patologias
Metodologia de aplicação de argamassas colantes e suas patologias
argamassasantarita
 
Aula 16 impermeabilizacao
Aula 16   impermeabilizacaoAula 16   impermeabilizacao
Aula 16 impermeabilizacao
Mayara Marques
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Tecnologia dos Materiais: revestimentos
Tecnologia dos Materiais: revestimentosTecnologia dos Materiais: revestimentos
Tecnologia dos Materiais: revestimentos
Wagner Rezende
 
Papel-de-parede, revestimentos granílicos e pisos elevados
Papel-de-parede, revestimentos granílicos e pisos elevadosPapel-de-parede, revestimentos granílicos e pisos elevados
Papel-de-parede, revestimentos granílicos e pisos elevados
antoniocgnoatto
 
Revestimentos cerâmicos apresentação correção
Revestimentos cerâmicos apresentação correçãoRevestimentos cerâmicos apresentação correção
Revestimentos cerâmicos apresentação correção
Felipeforest
 
Slides
SlidesSlides

Mais procurados (20)

Pisos Frios e Áreas Molháveis Manta Asfáltica
Pisos Frios e Áreas Molháveis Manta AsfálticaPisos Frios e Áreas Molháveis Manta Asfáltica
Pisos Frios e Áreas Molháveis Manta Asfáltica
 
Piscinas e Reservatórios Elevado Manta Asfáltica
Piscinas e Reservatórios Elevado Manta AsfálticaPiscinas e Reservatórios Elevado Manta Asfáltica
Piscinas e Reservatórios Elevado Manta Asfáltica
 
Piscinas e Reservatórios Enterrados Manta Asfáltica
Piscinas e Reservatórios Enterrados Manta AsfálticaPiscinas e Reservatórios Enterrados Manta Asfáltica
Piscinas e Reservatórios Enterrados Manta Asfáltica
 
Kátia Romão - IMPERALUM
Kátia Romão - IMPERALUMKátia Romão - IMPERALUM
Kátia Romão - IMPERALUM
 
Impermeabilizantes
ImpermeabilizantesImpermeabilizantes
Impermeabilizantes
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Muros de Arrimo ou Subsolos Membrana
Muros de Arrimo ou Subsolos MembranaMuros de Arrimo ou Subsolos Membrana
Muros de Arrimo ou Subsolos Membrana
 
15935446 aula-impermeabilizacao
15935446 aula-impermeabilizacao15935446 aula-impermeabilizacao
15935446 aula-impermeabilizacao
 
Revestimento argamassado
Revestimento argamassadoRevestimento argamassado
Revestimento argamassado
 
Revestimentos em argamassa
Revestimentos em argamassaRevestimentos em argamassa
Revestimentos em argamassa
 
DRYWALL
DRYWALLDRYWALL
DRYWALL
 
Drywall debora
Drywall deboraDrywall debora
Drywall debora
 
Palestra Drywall
Palestra DrywallPalestra Drywall
Palestra Drywall
 
Metodologia de aplicação de argamassas colantes e suas patologias
Metodologia de aplicação de argamassas colantes e suas patologiasMetodologia de aplicação de argamassas colantes e suas patologias
Metodologia de aplicação de argamassas colantes e suas patologias
 
Aula 16 impermeabilizacao
Aula 16   impermeabilizacaoAula 16   impermeabilizacao
Aula 16 impermeabilizacao
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta FT
 
Tecnologia dos Materiais: revestimentos
Tecnologia dos Materiais: revestimentosTecnologia dos Materiais: revestimentos
Tecnologia dos Materiais: revestimentos
 
Papel-de-parede, revestimentos granílicos e pisos elevados
Papel-de-parede, revestimentos granílicos e pisos elevadosPapel-de-parede, revestimentos granílicos e pisos elevados
Papel-de-parede, revestimentos granílicos e pisos elevados
 
Revestimentos cerâmicos apresentação correção
Revestimentos cerâmicos apresentação correçãoRevestimentos cerâmicos apresentação correção
Revestimentos cerâmicos apresentação correção
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 

Semelhante a Lajes sem Trânsito de até 50m Membrana

Muros de Arrimo ou Subsolos Argamassa
Muros de Arrimo ou Subsolos ArgamassaMuros de Arrimo ou Subsolos Argamassa
Muros de Arrimo ou Subsolos Argamassa
Dryko Impermeabilizantes
 
Muros de Arrimo ou Subsolos Manta Asfáltica
Muros de Arrimo ou Subsolos Manta AsfálticaMuros de Arrimo ou Subsolos Manta Asfáltica
Muros de Arrimo ou Subsolos Manta Asfáltica
Dryko Impermeabilizantes
 
Manta Asfaltica Adesiva para Telhado
Manta Asfaltica Adesiva para TelhadoManta Asfaltica Adesiva para Telhado
Manta Asfaltica Adesiva para Telhado
coberhouse
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Top B FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Top B FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Top B FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Top B FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta TOP A FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta TOP A FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta TOP A FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta TOP A FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Alumínio FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Alumínio FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Alumínio FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Alumínio FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Processo contrutivo
Processo contrutivoProcesso contrutivo
Processo contrutivo
Universidade Eduardo Mondlane
 
Folder cimenticios-2012
Folder cimenticios-2012Folder cimenticios-2012
Folder cimenticios-2012
Hilrocha
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Ardósia FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Ardósia FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Ardósia FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Ardósia FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Geotextil FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Geotextil FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Geotextil FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Geotextil FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko impermeabilizantes Drykomanta AR FT
Dryko impermeabilizantes Drykomanta AR FTDryko impermeabilizantes Drykomanta AR FT
Dryko impermeabilizantes Drykomanta AR FT
Dryko Impermeabilizantes
 
1 aula16 impermeabilizacao-140908172920-phpapp02
1 aula16 impermeabilizacao-140908172920-phpapp021 aula16 impermeabilizacao-140908172920-phpapp02
1 aula16 impermeabilizacao-140908172920-phpapp02
Elaine Câmera
 
Aula 16 impermeabilizacao
Aula 16   impermeabilizacaoAula 16   impermeabilizacao
Aula 16 impermeabilizacao
Joel Lima Castro Filho
 
Dicas
DicasDicas
Dryko Impermeabilizantes Drykotec 5000 FT
Dryko Impermeabilizantes Drykotec 5000 FTDryko Impermeabilizantes Drykotec 5000 FT
Dryko Impermeabilizantes Drykotec 5000 FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Flex FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Flex FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Flex FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Flex FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Drykotela PVC FT
Dryko Impermeabilizantes Drykotela PVC FTDryko Impermeabilizantes Drykotela PVC FT
Dryko Impermeabilizantes Drykotela PVC FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Fm isolamento térmico 2013
Fm isolamento térmico 2013Fm isolamento térmico 2013
Fm isolamento térmico 2013
FM Isolamento Térmico
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Polialum FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Polialum FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Polialum FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Polialum FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Aula patologias e revestimentos material para exercício e relatório
Aula patologias e revestimentos material para exercício e relatórioAula patologias e revestimentos material para exercício e relatório
Aula patologias e revestimentos material para exercício e relatório
UNAERP
 

Semelhante a Lajes sem Trânsito de até 50m Membrana (20)

Muros de Arrimo ou Subsolos Argamassa
Muros de Arrimo ou Subsolos ArgamassaMuros de Arrimo ou Subsolos Argamassa
Muros de Arrimo ou Subsolos Argamassa
 
Muros de Arrimo ou Subsolos Manta Asfáltica
Muros de Arrimo ou Subsolos Manta AsfálticaMuros de Arrimo ou Subsolos Manta Asfáltica
Muros de Arrimo ou Subsolos Manta Asfáltica
 
Manta Asfaltica Adesiva para Telhado
Manta Asfaltica Adesiva para TelhadoManta Asfaltica Adesiva para Telhado
Manta Asfaltica Adesiva para Telhado
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Top B FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Top B FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Top B FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Top B FT
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta TOP A FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta TOP A FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta TOP A FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta TOP A FT
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Alumínio FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Alumínio FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Alumínio FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Alumínio FT
 
Processo contrutivo
Processo contrutivoProcesso contrutivo
Processo contrutivo
 
Folder cimenticios-2012
Folder cimenticios-2012Folder cimenticios-2012
Folder cimenticios-2012
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Ardósia FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Ardósia FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Ardósia FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Ardósia FT
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Geotextil FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Geotextil FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Geotextil FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Geotextil FT
 
Dryko impermeabilizantes Drykomanta AR FT
Dryko impermeabilizantes Drykomanta AR FTDryko impermeabilizantes Drykomanta AR FT
Dryko impermeabilizantes Drykomanta AR FT
 
1 aula16 impermeabilizacao-140908172920-phpapp02
1 aula16 impermeabilizacao-140908172920-phpapp021 aula16 impermeabilizacao-140908172920-phpapp02
1 aula16 impermeabilizacao-140908172920-phpapp02
 
Aula 16 impermeabilizacao
Aula 16   impermeabilizacaoAula 16   impermeabilizacao
Aula 16 impermeabilizacao
 
Dicas
DicasDicas
Dicas
 
Dryko Impermeabilizantes Drykotec 5000 FT
Dryko Impermeabilizantes Drykotec 5000 FTDryko Impermeabilizantes Drykotec 5000 FT
Dryko Impermeabilizantes Drykotec 5000 FT
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Flex FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Flex FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Flex FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Flex FT
 
Dryko Impermeabilizantes Drykotela PVC FT
Dryko Impermeabilizantes Drykotela PVC FTDryko Impermeabilizantes Drykotela PVC FT
Dryko Impermeabilizantes Drykotela PVC FT
 
Fm isolamento térmico 2013
Fm isolamento térmico 2013Fm isolamento térmico 2013
Fm isolamento térmico 2013
 
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Polialum FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Polialum FTDryko Impermeabilizantes Drykomanta Polialum FT
Dryko Impermeabilizantes Drykomanta Polialum FT
 
Aula patologias e revestimentos material para exercício e relatório
Aula patologias e revestimentos material para exercício e relatórioAula patologias e revestimentos material para exercício e relatório
Aula patologias e revestimentos material para exercício e relatório
 

Mais de Dryko Impermeabilizantes

Dryko Impermeabilizantes Dryalum FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Dryalum FISPQDryko Impermeabilizantes Dryalum FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Dryalum FISPQ
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FISPQDryko Impermeabilizantes Dryko Emul FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FISPQ
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FT
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FTDryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FT
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FISPQDryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FISPQ
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Dryalum FT
Dryko Impermeabilizantes Dryalum FTDryko Impermeabilizantes Dryalum FT
Dryko Impermeabilizantes Dryalum FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Asfox FT
Dryko Impermeabilizantes Asfox FTDryko Impermeabilizantes Asfox FT
Dryko Impermeabilizantes Asfox FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Asfox FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Asfox FISPQDryko Impermeabilizantes Asfox FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Asfox FISPQ
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Asfel FT
Dryko Impermeabilizantes Asfel FTDryko Impermeabilizantes Asfel FT
Dryko Impermeabilizantes Asfel FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FT
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FTDryko Impermeabilizantes Drykofita FT
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQDryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQDryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FT
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FTDryko Impermeabilizantes Dryko Emul FT
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Drykodesmoldante FT
Dryko Impermeabilizantes Drykodesmoldante FTDryko Impermeabilizantes Drykodesmoldante FT
Dryko Impermeabilizantes Drykodesmoldante FT
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko impermeabilizantes Drykodesmoldante FISPQ
Dryko impermeabilizantes Drykodesmoldante FISPQDryko impermeabilizantes Drykodesmoldante FISPQ
Dryko impermeabilizantes Drykodesmoldante FISPQ
Dryko Impermeabilizantes
 
Dryko Impermeabilizantes Asfel FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Asfel FISPQDryko Impermeabilizantes Asfel FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Asfel FISPQ
Dryko Impermeabilizantes
 

Mais de Dryko Impermeabilizantes (15)

Dryko Impermeabilizantes Dryalum FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Dryalum FISPQDryko Impermeabilizantes Dryalum FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Dryalum FISPQ
 
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FISPQDryko Impermeabilizantes Dryko Emul FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FISPQ
 
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FT
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FTDryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FT
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FT
 
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FISPQDryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykoalcatrão Ar FISPQ
 
Dryko Impermeabilizantes Dryalum FT
Dryko Impermeabilizantes Dryalum FTDryko Impermeabilizantes Dryalum FT
Dryko Impermeabilizantes Dryalum FT
 
Dryko Impermeabilizantes Asfox FT
Dryko Impermeabilizantes Asfox FTDryko Impermeabilizantes Asfox FT
Dryko Impermeabilizantes Asfox FT
 
Dryko Impermeabilizantes Asfox FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Asfox FISPQDryko Impermeabilizantes Asfox FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Asfox FISPQ
 
Dryko Impermeabilizantes Asfel FT
Dryko Impermeabilizantes Asfel FTDryko Impermeabilizantes Asfel FT
Dryko Impermeabilizantes Asfel FT
 
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FT
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FTDryko Impermeabilizantes Drykofita FT
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FT
 
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQDryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
 
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQDryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Drykofita FISPQ
 
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FT
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FTDryko Impermeabilizantes Dryko Emul FT
Dryko Impermeabilizantes Dryko Emul FT
 
Dryko Impermeabilizantes Drykodesmoldante FT
Dryko Impermeabilizantes Drykodesmoldante FTDryko Impermeabilizantes Drykodesmoldante FT
Dryko Impermeabilizantes Drykodesmoldante FT
 
Dryko impermeabilizantes Drykodesmoldante FISPQ
Dryko impermeabilizantes Drykodesmoldante FISPQDryko impermeabilizantes Drykodesmoldante FISPQ
Dryko impermeabilizantes Drykodesmoldante FISPQ
 
Dryko Impermeabilizantes Asfel FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Asfel FISPQDryko Impermeabilizantes Asfel FISPQ
Dryko Impermeabilizantes Asfel FISPQ
 

Lajes sem Trânsito de até 50m Membrana

  • 1. Lajes sem trânsito de até 50 m² – Membrana acrílica Sistema Impermeabilizante especificado DRYCRYL - Manta líquida à base de resina acrílica, pronta para uso e de fácil aplicação. Depois da cura, forma uma película branca com excelente acabamento e estanqueidade. Além de refletir os raios solares, reduz parte do calor absorvido pela estrutura. Dispensa proteção mecânica e aceita pigmentação. Antes da aplicação:  Verificar se a área está preparada conforme as recomendações da NBR 9575;  Caimento de 1% em direção aos pontos de escoamento de água;  Interferência e tubulações já executadas (para evitar quebras e consequentes danos a impermeabilização);  Deve ser previsto nos planos verticais encaixe para embutir a impermeabilização, caso o sistema impermeabilizante assim o exija, a uma altura mínima de 20 cm acima do nível do piso acabado ou 10 cm do nível máximo que a água possa atingir;  Toda a instalação que tenha que ser fixada na estrutura, no nível da impermeabilização deve possuir detalhes específicos de arremate e reforço da impermeabilização;  Toda a tubulação que atravesse a impermeabilização deve ser fixada na estrutura e possuir detalhes específicos e reforços da impermeabilização;  A tubulação de hidráulica e gás que passa paralelamente sobre a área impermeabilizada devem ser executadas sobre a impermeabilização e nunca sob a mesma. As tubulações aparentes devem ser executadas 10 cm acima do nível do piso acabado;  Quando houver tubulações embutidas na alvenaria, deve ser previsto proteção adequada para a fixação da impermeabilização;  As tubulações externas as paredes devem ser afastadas entre elas ou dos planos verticais no mínimo 10 cm;  As tubulações que transpassam as lajes impermeabilizadas devem ser rigidamente fixadas a estrutura;  Quando houver tubulações de água quente embutidas, deve ser previsto proteção adequada destas, para a execução da impermeabilização;  As arestas e cantos vivos das áreas a serem impermeabilizadas devem ser arredondadas sempre que a impermeabilização requerer;  As proteções mecânicas, bem como os pisos posteriores, devem possuir juntas de retração e trabalho térmico preenchidos com materiais deformáveis, principalmente no encontro de diferentes planos.
  • 2. Na aplicação  Executar a impermeabilização conforme descrito na norma NBR 9574 ou conforme orientação do Depto. Técnico da DRYKO;  Aplicar a 1 a demão com rolo de lã de carneiro, trincha ou broxa de DRYCRYL diluído em 20% de água sobre a superfície a ser impermeabilizada.  Aplicar a tela industrial 1 x 1 como reforço após a primeira demão, sobrepondo 5 cm nas emendas.  Aplicar as demais deãos em sentido cruzado, até atingir o consumo recomendado.  Executar teste de estanqueidade com lâmina d'água por 72 horas.
  • 3. DETALHES TÉCNICOS – LAJES DE TÉRREO E COBERTURA A – Laje de concreto B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas, regularização com espessura mínima de 2 cm com traço 1:4 cimento e areia, adicionando emulsão adesiva DRYKOFIX CHAPISCO na água de amassamento para maior aderência no substrato. Prever cantos arredondados ou meia cana. Fazer caimento de 1% em direção aos pontos de escoamento de água. C – DRYCRYL -1a demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL. D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar nas áreas críticas uma tela industrial (malha 1 x 1), sobrepondo 5 cm nas emendas. Respeitas o tempo de intervalo entre demãos. E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com consumo mínimo de 1 kg/m2 /demão. Espessura mínima de 2 mm aplicadas de 2 a 4 demãos em sentido cruzado.
  • 4. DETALHES TÉCNICOS – RALO A – Laje de concreto B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas. Para a execução dos arremates é recomendável que seja criada uma depressão de, no mínimo, 1 cm ao redor do ralo. Além disso, é importante que o produto de arremate seja aderente às paredes do tubo que constituirá o ralo. Caso contrário, poderá ocorrer refluxo de água por debaixo da manta. C – DRYCRYL 1a demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL. D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar a industrial (malha 1 x 1), com cerca de 20 cm com metade cortada em formato de margarida. Descendo 10 cm para dentro do ralo E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com consumo mínimo de 1 kg/m2 /demão com espessura mínima de 2 mm, aplicadas de 2 a 4 demãos em sentido cruzado. F – Proteção mecânica – Este tipo de acabamento dispensa proteção mecânica.
  • 5. DETALHES TÉCNICOS – TUBOS EMERGENTES A – Laje de concreto B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas. Para a execução dos arremates é recomendável que seja criada uma depressão de, no mínimo, 1 cm ao redor do tubo. Além disso, é importante que o produto de arremate seja aderente às paredes do tubo. C – DRYCRYL 1a demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL. D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar a industrial (malha 1 x 1), com cerca de 20 cm com metade cortada em formato de margarida. Subindo 10 cm na parede do tubo. E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com consumo mínimo de 1 kg/m2 /demão com espessura mínima de 2 mm, aplicadas de 2 a 4 demãos em sentido cruzado. F – Proteção mecânica – Este tipo de acabamento dispensa proteção mecânica.
  • 6. DETALHES TÉCNICOS – RODAPÉ DE ALVENARIA A – Laje de concreto B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas, regularização com espessura mínima de 2 cm com traço 1:4 cimento e areia, adicionando emulsão adesiva DRYKOFIX CHAPISCO na água de amassamento para maior aderência no substrato. Prever cantos arredondados ou meia cana. C – DRYCRYL 1a demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL. D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar a industrial (malha 1 x 1), subindo pelo rodapé por pelo menos 20 cm. E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com consumo mínimo de 1 kg/m2 /demão com espessura mínima de 2 mm, aplicadas de 2 a 4 demãos em sentido cruzado. F – Proteção mecânica – Deverá ser prevista a utilização de uma tela galvanizada ou plástica para garantir a recomposição da alvenaria.
  • 7. DETALHES TÉCNICOS – PLATIBANDA E LAJE DE COBERTURA A – Laje de concreto B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas, regularização com espessura mínima de 2 cm com traço 1:4 cimento e areia, adicionando emulsão adesiva DRYKOFIX CHAPISCO na água de amassamento para maior aderência no substrato. Prever cantos arredondados ou meia cana. C – DRYCRYL 1a demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL. D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar a industrial (malha 1 x 1), subindo pelo rodapé por pelo menos 20 cm. E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com consumo mínimo de 1 kg/m2 /demão com espessura mínima de 2 mm, aplicadas de 2 a 4 demãos em sentido cruzado. F – Proteção mecânica – Deverá ser prevista a utilização de uma tela galvanizada ou plástica para garantir a recomposição da alvenaria.
  • 8. DETALHES TÉCNICOS – PLATIBANDA E LAJE DE COBERTURA A – Laje de concreto B – Preparo da superfície – Limpeza, remoção de partículas soltas, regularização com espessura mínima de 2 cm com traço 1:4 cimento e areia, adicionando emulsão adesiva DRYKOFIX CHAPISCO na água de amassamento para maior aderência no substrato. C – DRYCRYL 1a demão – Aplicar uma única demão de DRYCRYL. D – Tela industrial – Ainda com o substrato úmido, aplicar a industrial (malha 1 x 1). E – DRYCRYL - Demais demãos – Após a aplicação da tela, seguir com as demais demãos com consumo mínimo de 1 kg/m2 /demão com espessura mínima de 2 mm, aplicadas de 2 a 4 demãos em sentido cruzado. F – Proteção mecânica – Este tipo de impermeabilização não requer proteção mecânica.