SlideShare uma empresa Scribd logo
Kanban
Aplicando TDD à melhoria
contínua do seu processo
Rodrigo Yoshima
gestão           liderança
riscos | valor     pessoas
Cynefin Framework




Complexo                   Complicado




Caótico                        Simples
Cynefin Framework




Complexo                   Complicado

                                (analizar)




Caótico                        Simples

                               (classificar)
Cynefin Framework


                     ORDENADOS
Complexo                   Complicado

                                (analizar)




Caótico                        Simples

                               (classificar)
Cynefin Framework


                           ORDENADOS
Complexo                         Complicado
(experimentar)                        (analizar)




 Caótico                             Simples

                                     (classificar)
Cynefin Framework


                           ORDENADOS
Complexo                         Complicado
(experimentar)                        (analizar)




 Caótico                             Simples

   (agir)                            (classificar)
Sistema

        Complexo
      Você só sabe se está
certo ou errado depois de tentar.

    Gestão por observação.

 Assertividade é idiotice aqui.
O que é um
sistema kanban...
geração
de valor
visualização
sistema
puxado
limitado
pessoas!
kanban                      Kanban
 system                      Method
pull | limites | valor   transição | kaizen | gestão
Kanban Method princípios
 começe com o que você já faz hoje


 concorde em buscar uma abordagem evolucionária
 para mudança


 inicialmente respeite papéis, responsabilidades e
 cargos estabelecidos
Kanban Method                      propriedades

 visualize

 limite o trabalho em progresso

 meça e gerencie o fluxo

 torne as políticas do processo explícitas

 implemente mecanismos de feedback

 melhore colaborativamente com métodos científicos
Kanban Method                        propriedades

 visualize

 limite o trabalho em progresso



 meça e gerencie o fluxo

 torne as políticas do processo explícitas
 implemente mecanismos de feedback



 melhore colaborativamente
 com métodos científicos
Por que
mudanças são
tão difíceis?
“Pessoas não resistem mudar,
elas resistem serem mudadas”

                 Peter Senge
(Kanbanfall)
Kanban:
Como a água...
Segunda Geração
       de Métodos Ágeis
2nd Generation Agile
Lean / Kanbanfor Software Development


   Foco no modelo de transição
 Design do processo sob medida
       Mudanças evolucionárias
    Alcance em toda a empresa
             Melhoria Contínua
             (baseada em modelos)
Por que Kanban?
                                   Novo Status Quo
Capacidade




             Status Quo

                                  Revolução
                                  “Kaikaku”



                          Tempo
Por que Kanban?
                                       Novo Status Quo


                   Evolução
                   “Kaizen”
Capacidade




             Status Quo

                                      Revolução
                                      “Kaikaku”



                              Tempo
“Mude. Mas comece devagar,
porque a direção é mais importante
que a velocidade.”
Clarisse Lispector
Uma implementação Kanban inicia mapeando
a bagunça. Não mude o seu processo!
INICIO
Demanda de Falha                        Projeto: Xpto1

Cenário atual:                     Plano de Ação:

Demanda de Falha: 45%

Sem homologação produto             - Reunião quinzenal para avaliação
                                   dos tickets de falha, usando
Cobertura testes desconhecida
                                   Análise de causa raiz

                                   - Implementar Pair Review
Cenário desejado:
                                   - Implementar Ncover
Demanda de falha: 20%
                                   - Publicação somente após
Pessoal de produto homologando     homologação do pessoal de produto

Melhor percepção de qualidade do   - Reservar 20% da capacidade
cliente                            para melhorias de testes e build
DEMANDA DE FALHA:
     65%!!!!!
DEMANDA DE FALHA:
      45%
DEMANDA DE FALHA:
      35%
DEMANDA DE FALHA:
      15%
Demanda de Falha                        Projeto: Xpto1

Cenário atual:                     Plano de Ação:

Demanda de Falha: 45%

Sem homologação produto             - Reunião quinzenal para avaliação
                                   dos tickets de falha, usando
Cobertura testes desconhecida
                                   Análise de causa raiz

                                   - Implementar Pair Review
                                                           A DO
                                               RM
Cenário desejado:

                                            FI
                                   - Implementar Ncover
Demanda de falha: 20%
                                     N
                                   CO
                                   - Publicação somente após


                           EN
Pessoal de produto homologando     homologação do pessoal de produto


                        AIZ
Melhor percepção de qualidade do
cliente             K
                                   - Reservar 20% da capacidade
                                   para melhorias de testes e build
改
善
  Kaizen
(mudança para melhor)
Nem toda mudança
     é melhoria....
3 Leis do Uncle Bob
Test-Driven Development

  1. Você não pode escrever
código de produção que não
seja fruto de fazer passar
 um teste unitário que falha.
  2. Você não pode escrever
num teste além do mínimo
 necessário para o teste
     falhar; e erros que
   compilação são falhas.
  3. Você não pode escrever
código de produção que seja
 além do necessário para
   fazer o teste passar.
3 Leis do Yoshima para a Evolução do Processo


 1. Você não pode mudar seu processo sem uma
motivação declarada com critérios objetivos.

  2. Você não pode declarar uma motivação e
critérios além do mínimo necessário para ter
algum benefício econômico.

  3. Você não pode mudar o processo além do
mínimo necessário para alcançar os critérios
objetivos.
Gargalo e WIP alto               Projeto: Xpto2

 Cenário atual:            Plano de Ação:

 Homologação é gargalo

 Sem limites no Kanban     - Acordar um limite com o PO

                           - Parar de começar e começar
 Imprevisibilidade
                           a terminar

                           - Definir tipos de cartões que
 Cenário desejado:         não precisam de homologação

 Maior previsibilidade

 Menor Risco (WIP menor)

 Fluxo melhorado
NOVAS POLITICAS




                    LIMITES
                  RESPEITADOS
PO CONFORTÁVEL
        PARA AUMENTAR O
            ESCOPO




   SISTEMA MAIS
PREVISIVEL E ESTÁVEL
Gargalo e WIP alto                  Projeto: Xpto2

 Cenário atual:               Plano de Ação:

 Homologação é gargalo

 Sem limites no Kanban
                                          A DO
                             - Acordar um limite com o PO

 Imprevisibilidade
                                  FI RM
                              - Parar de começar e começar


                             ON
                             a terminar

                           C
                     ZEN      - Definir tipos de cartões que

               AI
 Cenário desejado:           não precisam de homologação
             K
 Maior previsibilidade

 Menor Risco (WIP menor)

 Fluxo melhorado
Como assim um
Kanban sem limites?
Kanban não é sobre “certo ou errado”

visualize                                   raso
limite o trabalho em progresso

meça e gerencie o fluxo

torne as políticas do processo explícitas

implemente mecanismos de feedback

melhore colaborativamente com métodos científicos

                                     profundo
There's no judgement
in Kanban
David J. Anderson
Little's Law



               Work-in-progress
Throughput =
                  Leadtime


               Work-in-progress
 Leadtime =
                 Throughput
LEAD TIME
Como usar o Lead time Control Chart

  9

  8

  7

  6

  5

  4

  3

  2

  1

Dias
Throughput
Como usar o Throughput

   9

   8

   7

   6

   5

   4

   3

   2

   1

Itens
        01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Semana
Como usar o Throughput

   9

   8

   7

   6

   5

   4

   3

   2

   1

Itens
        01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Semana
Como usar o Throughput

   9

   8

   7

   6

   5

   4

   3

   2

   1

Itens
        01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Semana
Lidando com a Variabilidade
4
  2             4              4
                               6             4             MVP
           Levantamento
                          Implementação      Em
Próximas    com usuário                                 Aguardando
                                          Homologação    Produção
Demandas
4
  2             4              4
                               6             4             MVP
           Levantamento
                          Implementação      Em
Próximas    com usuário                                 Aguardando
                                          Homologação    Produção
Demandas
4
   2            4              4
                               6                4
           Levantamento
Próximas    com usuário   Implementação         Em           Aguardando
Demandas                                                                  Produção
                                            Homologação       Produção




                                          Demanda de Falha
4
   2            4              4
                               6              4
           Levantamento
Próximas    com usuário   Implementação       Em        Aguardando
Demandas                                                             Produção
                                          Homologação    Produção
4
   2            4              4
                               6              4
           Levantamento
Próximas    com usuário   Implementação       Em        Aguardando
Demandas                                                             Produção
                                          Homologação    Produção




                  Droga! Não tenho mais
                    previsibilidade nas
                   demandas de valor!
4
    2           4              4
                               6              4
           Levantamento
Próximas    com usuário   Implementação       Em        Aguardando
Demandas                                                             Produção
                                          Homologação    Produção




4
9

4
7
4
    2           4              4
                               6               4
           Levantamento
Próximas    com usuário   Implementação        Em        Aguardando
Demandas                                                              Produção
                                           Homologação    Produção




4
9

4
                        Hum...
7                Leadtime médio: 4 dias
                Throughput: 6 por semana
4
    2           4              4
                               6              4
           Levantamento
Próximas    com usuário   Implementação       Em        Aguardando
Demandas                                                             Produção
                                          Homologação    Produção




4
9

4
7                Droga! Tenho demandas
                   especiais urgentes!
4
    3           4              4
                               6              4
           Levantamento
Próximas    com usuário   Implementação       Em        Aguardando
Demandas                                                             Produção
                                          Homologação    Produção




4
1
9

4
6
4
    3           4                4
                                 6               4
           Levantamento
Próximas    com usuário    Implementação         Em        Aguardando
Demandas                                                                Produção
                                             Homologação    Produção




4
1
9

4
6                Pessoal, nova política do
                  processo! Cartão Azul é
                    sempre prioritário!
Mercado
     Arquitetura               ●   Table Stakes
 ●   Arroz/Feijão              ●   Spoiler
 ●   Já fizeram, tem cases     ●   Differentiator
 ●   Já fizeram, sei lá como   ●   Cost Saver
 ●   Nunca tentado em TI

                                       Cost-of-delay
                                   ●   Expedite
     Outros...                     ●   Fixed-date
                                   ●   Normal
Kanban: Perfis da demanda
para lidar com o risco
                                   ●   Intangible
O que eu faço   Práticas Ágeis
    hoje         (by the book)
O que eu faço    Práticas Ágeis
    hoje              (by the book)

         Cargo Cult
O que é
          melhor no meu
            Contexto



O que eu faço
    hoje
                Práticas Ágeis
                 (by the book)
O que é
          melhor no meu
            Contexto


           n
         ba
       an
      K

O que eu faço
    hoje
                Práticas Ágeis
                 (by the book)
Resumo



  Se encontrar resistência emocional, crie um
sistema de forma que os problemas se tornem
 visíveis e engaje o grupo emocionalmente na
                   mudança.
“O problema nunca é falta de processo.”
Rodrigo Yoshima
Obrigado!
                            Rodrigo Yoshima
                            blog.aspercom.com.br
                            @rodrigoy



Participe do Agile Brazil!!!
Accredited Lean-Kanban University Training
Dias 31 de agosto e 1 de setembro
http://www.agilebrazil.com/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Metricas ageis
Metricas ageisMetricas ageis
Kanban: O Método preferido para Desenvolvedores de Alta Performance
Kanban: O Método preferido para Desenvolvedores de Alta PerformanceKanban: O Método preferido para Desenvolvedores de Alta Performance
Kanban: O Método preferido para Desenvolvedores de Alta Performance
Rodrigo Yoshima
 
Kanban
KanbanKanban
Métricas no Fluxo Unificado
Métricas no Fluxo UnificadoMétricas no Fluxo Unificado
Métricas no Fluxo Unificado
Taller Negócio Digitais
 
Governança Ágil de Portfólio
Governança Ágil de PortfólioGovernança Ágil de Portfólio
Governança Ágil de Portfólio
Mariana Zaparolli Martins
 
Kanban no Fluxo Unificado de Portfolio de Projetos - Agile Brazil 2016
Kanban no Fluxo Unificado de Portfolio de Projetos - Agile Brazil 2016Kanban no Fluxo Unificado de Portfolio de Projetos - Agile Brazil 2016
Kanban no Fluxo Unificado de Portfolio de Projetos - Agile Brazil 2016
Taller Negócio Digitais
 
Usando o Agile Coaching Competency Framework para evoluir na carreira de Agil...
Usando o Agile Coaching Competency Framework para evoluir na carreira de Agil...Usando o Agile Coaching Competency Framework para evoluir na carreira de Agil...
Usando o Agile Coaching Competency Framework para evoluir na carreira de Agil...
Caio Cestari
 
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficienteKanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
thiagodacosta
 
Scrum - Uma introdução a agilidade
Scrum - Uma introdução a agilidadeScrum - Uma introdução a agilidade
Scrum - Uma introdução a agilidade
Thiago Boschese
 
Kanban
KanbanKanban
Scrum 101
Scrum 101Scrum 101
Scrum 101
beLithe
 
Métodos Ágeis
Métodos ÁgeisMétodos Ágeis
Métodos Ágeis
Adriano Bertucci
 
Metodologia agil & fundamentos do Scrum
Metodologia agil & fundamentos do Scrum Metodologia agil & fundamentos do Scrum
Metodologia agil & fundamentos do Scrum
Paula Martins
 
The Importance of having a Sprint Goal
The Importance of having a Sprint GoalThe Importance of having a Sprint Goal
The Importance of having a Sprint Goal
Abdul Muhaimin
 
Agile Placemat v9
Agile Placemat v9Agile Placemat v9
Agile Placemat v9
Chris Webb
 
Lições Aprendidas com Fluxo Unificado
Lições Aprendidas com Fluxo UnificadoLições Aprendidas com Fluxo Unificado
Lições Aprendidas com Fluxo Unificado
Taller Negócio Digitais
 
Understanding the Agile Release and Sprint Planning Process
Understanding the Agile Release and Sprint Planning Process Understanding the Agile Release and Sprint Planning Process
Understanding the Agile Release and Sprint Planning Process
John Derrico
 
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com ScrumGerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Ludimila Monjardim Casagrande
 
Estimativas Ágeis
Estimativas ÁgeisEstimativas Ágeis
Estimativas Ágeis
Jorge Bublitz
 
Exercício de mapeamento
Exercício de mapeamentoExercício de mapeamento
Exercício de mapeamento
pscwep
 

Mais procurados (20)

Metricas ageis
Metricas ageisMetricas ageis
Metricas ageis
 
Kanban: O Método preferido para Desenvolvedores de Alta Performance
Kanban: O Método preferido para Desenvolvedores de Alta PerformanceKanban: O Método preferido para Desenvolvedores de Alta Performance
Kanban: O Método preferido para Desenvolvedores de Alta Performance
 
Kanban
KanbanKanban
Kanban
 
Métricas no Fluxo Unificado
Métricas no Fluxo UnificadoMétricas no Fluxo Unificado
Métricas no Fluxo Unificado
 
Governança Ágil de Portfólio
Governança Ágil de PortfólioGovernança Ágil de Portfólio
Governança Ágil de Portfólio
 
Kanban no Fluxo Unificado de Portfolio de Projetos - Agile Brazil 2016
Kanban no Fluxo Unificado de Portfolio de Projetos - Agile Brazil 2016Kanban no Fluxo Unificado de Portfolio de Projetos - Agile Brazil 2016
Kanban no Fluxo Unificado de Portfolio de Projetos - Agile Brazil 2016
 
Usando o Agile Coaching Competency Framework para evoluir na carreira de Agil...
Usando o Agile Coaching Competency Framework para evoluir na carreira de Agil...Usando o Agile Coaching Competency Framework para evoluir na carreira de Agil...
Usando o Agile Coaching Competency Framework para evoluir na carreira de Agil...
 
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficienteKanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
 
Scrum - Uma introdução a agilidade
Scrum - Uma introdução a agilidadeScrum - Uma introdução a agilidade
Scrum - Uma introdução a agilidade
 
Kanban
KanbanKanban
Kanban
 
Scrum 101
Scrum 101Scrum 101
Scrum 101
 
Métodos Ágeis
Métodos ÁgeisMétodos Ágeis
Métodos Ágeis
 
Metodologia agil & fundamentos do Scrum
Metodologia agil & fundamentos do Scrum Metodologia agil & fundamentos do Scrum
Metodologia agil & fundamentos do Scrum
 
The Importance of having a Sprint Goal
The Importance of having a Sprint GoalThe Importance of having a Sprint Goal
The Importance of having a Sprint Goal
 
Agile Placemat v9
Agile Placemat v9Agile Placemat v9
Agile Placemat v9
 
Lições Aprendidas com Fluxo Unificado
Lições Aprendidas com Fluxo UnificadoLições Aprendidas com Fluxo Unificado
Lições Aprendidas com Fluxo Unificado
 
Understanding the Agile Release and Sprint Planning Process
Understanding the Agile Release and Sprint Planning Process Understanding the Agile Release and Sprint Planning Process
Understanding the Agile Release and Sprint Planning Process
 
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com ScrumGerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
 
Estimativas Ágeis
Estimativas ÁgeisEstimativas Ágeis
Estimativas Ágeis
 
Exercício de mapeamento
Exercício de mapeamentoExercício de mapeamento
Exercício de mapeamento
 

Destaque

O que é agilidade sob as lentes do kanban
O que é agilidade sob as lentes do kanbanO que é agilidade sob as lentes do kanban
O que é agilidade sob as lentes do kanban
Rodrigo Yoshima
 
Melhorias na gestão do estoque
Melhorias na gestão do estoqueMelhorias na gestão do estoque
Melhorias na gestão do estoque
Adriano Saito da Silva
 
Management and Change - avoiding the rocks
Management and Change - avoiding the rocksManagement and Change - avoiding the rocks
Management and Change - avoiding the rocks
Rodrigo Yoshima
 
Fighting the cost monster
Fighting the cost monsterFighting the cost monster
Fighting the cost monster
Rodrigo Yoshima
 
Lidando de forma eficaz com mentalidade legada
Lidando de forma eficaz com mentalidade legadaLidando de forma eficaz com mentalidade legada
Lidando de forma eficaz com mentalidade legada
Rodrigo Yoshima
 
Porque estimar e porque deixar de estimar
Porque estimar e porque deixar de estimarPorque estimar e porque deixar de estimar
Porque estimar e porque deixar de estimar
Rodrigo Yoshima
 
Kanban: agilidade para ambientes conservadores
Kanban: agilidade para ambientes conservadoresKanban: agilidade para ambientes conservadores
Kanban: agilidade para ambientes conservadores
Rodrigo Yoshima
 
Liderança e Kanban
Liderança e KanbanLiderança e Kanban
Liderança e Kanban
Rodrigo Yoshima
 
Apresentação e guerra dos métodos 2.0
Apresentação e guerra dos métodos 2.0Apresentação e guerra dos métodos 2.0
Apresentação e guerra dos métodos 2.0
Rodrigo Yoshima
 
Kanban Avançado - Além de Visualizações e Limites
Kanban Avançado - Além de Visualizações e LimitesKanban Avançado - Além de Visualizações e Limites
Kanban Avançado - Além de Visualizações e Limites
Rodrigo Yoshima
 
Cost of delay - Comunicando o impacto do tempo no valor
Cost of delay - Comunicando o impacto do tempo no valorCost of delay - Comunicando o impacto do tempo no valor
Cost of delay - Comunicando o impacto do tempo no valor
Rodrigo Yoshima
 
Kanban e a análise de negócios
Kanban e a análise de negóciosKanban e a análise de negócios
Kanban e a análise de negócios
Rodrigo Yoshima
 
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de TecnologiaLean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
Rodrigo Yoshima
 
O programador lean
O programador leanO programador lean
O programador lean
Rodrigo Yoshima
 
O que é Kanban e porque se importar com ele
O que é Kanban e porque se importar com eleO que é Kanban e porque se importar com ele
O que é Kanban e porque se importar com ele
Rodrigo Yoshima
 
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
Rodrigo Yoshima
 
Theory of Constraints
Theory of ConstraintsTheory of Constraints
Theory of Constraints
Matthew Philip
 
Como cultivar uma cultura Kaizen?
Como cultivar uma cultura Kaizen?Como cultivar uma cultura Kaizen?
Como cultivar uma cultura Kaizen?
Rodrigo Yoshima
 

Destaque (18)

O que é agilidade sob as lentes do kanban
O que é agilidade sob as lentes do kanbanO que é agilidade sob as lentes do kanban
O que é agilidade sob as lentes do kanban
 
Melhorias na gestão do estoque
Melhorias na gestão do estoqueMelhorias na gestão do estoque
Melhorias na gestão do estoque
 
Management and Change - avoiding the rocks
Management and Change - avoiding the rocksManagement and Change - avoiding the rocks
Management and Change - avoiding the rocks
 
Fighting the cost monster
Fighting the cost monsterFighting the cost monster
Fighting the cost monster
 
Lidando de forma eficaz com mentalidade legada
Lidando de forma eficaz com mentalidade legadaLidando de forma eficaz com mentalidade legada
Lidando de forma eficaz com mentalidade legada
 
Porque estimar e porque deixar de estimar
Porque estimar e porque deixar de estimarPorque estimar e porque deixar de estimar
Porque estimar e porque deixar de estimar
 
Kanban: agilidade para ambientes conservadores
Kanban: agilidade para ambientes conservadoresKanban: agilidade para ambientes conservadores
Kanban: agilidade para ambientes conservadores
 
Liderança e Kanban
Liderança e KanbanLiderança e Kanban
Liderança e Kanban
 
Apresentação e guerra dos métodos 2.0
Apresentação e guerra dos métodos 2.0Apresentação e guerra dos métodos 2.0
Apresentação e guerra dos métodos 2.0
 
Kanban Avançado - Além de Visualizações e Limites
Kanban Avançado - Além de Visualizações e LimitesKanban Avançado - Além de Visualizações e Limites
Kanban Avançado - Além de Visualizações e Limites
 
Cost of delay - Comunicando o impacto do tempo no valor
Cost of delay - Comunicando o impacto do tempo no valorCost of delay - Comunicando o impacto do tempo no valor
Cost of delay - Comunicando o impacto do tempo no valor
 
Kanban e a análise de negócios
Kanban e a análise de negóciosKanban e a análise de negócios
Kanban e a análise de negócios
 
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de TecnologiaLean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
 
O programador lean
O programador leanO programador lean
O programador lean
 
O que é Kanban e porque se importar com ele
O que é Kanban e porque se importar com eleO que é Kanban e porque se importar com ele
O que é Kanban e porque se importar com ele
 
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
 
Theory of Constraints
Theory of ConstraintsTheory of Constraints
Theory of Constraints
 
Como cultivar uma cultura Kaizen?
Como cultivar uma cultura Kaizen?Como cultivar uma cultura Kaizen?
Como cultivar uma cultura Kaizen?
 

Semelhante a Kanban: Aplicando TDD à melhoria contínua do seu processo

Kanban: Em busca de ritmo sustentável
Kanban: Em busca de ritmo sustentávelKanban: Em busca de ritmo sustentável
Kanban: Em busca de ritmo sustentável
Alisson Vale
 
Kanban pragmático
Kanban pragmáticoKanban pragmático
Kanban pragmático
Paulo Rebelo, MSc, PMP, CSP
 
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanbanSlides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Jônatas Ferreira
 
Introdução de Kanban para Equipes Scrum
Introdução de Kanban para Equipes ScrumIntrodução de Kanban para Equipes Scrum
Introdução de Kanban para Equipes Scrum
Camilo Almendra
 
Testes automatizados - Agile Day
Testes automatizados -  Agile DayTestes automatizados -  Agile Day
Testes automatizados - Agile Day
Carlos Felippe Cardoso
 
Kanban
KanbanKanban
Liderança Lean
Liderança LeanLiderança Lean
Liderança Lean
Carlos Frederico Pinto
 
Scrum com Kanban: construindo pontes e não paredes
Scrum com Kanban: construindo pontes e não paredesScrum com Kanban: construindo pontes e não paredes
Scrum com Kanban: construindo pontes e não paredes
Rodrigo Silva Pinto
 
Metodologia ágil e frameworks para aplicação
Metodologia ágil e frameworks para aplicaçãoMetodologia ágil e frameworks para aplicação
Metodologia ágil e frameworks para aplicação
Stefanie Martins
 
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
Cleiton Luis Mafra
 
Pipelines para CI/CD com kubernetes - Entregue valor ao cliente
Pipelines para CI/CD com kubernetes - Entregue valor ao clientePipelines para CI/CD com kubernetes - Entregue valor ao cliente
Pipelines para CI/CD com kubernetes - Entregue valor ao cliente
Carlos Santana
 
Kanban em 10 passos.pdf
Kanban em 10 passos.pdfKanban em 10 passos.pdf
Kanban em 10 passos.pdf
MAPTreinamentoseDese
 
Kanban em 10 Passos
Kanban em 10 PassosKanban em 10 Passos
Kanban em 10 Passos
Bruno Feitosa
 
O sistema Kanban
O sistema KanbanO sistema Kanban
O sistema Kanban
Dairton Bassi
 
Menos reunião e mais post-it: Kanban na prática
Menos reunião e mais post-it: Kanban na práticaMenos reunião e mais post-it: Kanban na prática
Menos reunião e mais post-it: Kanban na prática
Rodrigo Vieira
 
KANBAN E OS SEGREDOS DA GESTÃO DE SERVIÇOS E MUDANÇAS
KANBAN E OS SEGREDOS DA GESTÃO DE SERVIÇOS E MUDANÇASKANBAN E OS SEGREDOS DA GESTÃO DE SERVIÇOS E MUDANÇAS
KANBAN E OS SEGREDOS DA GESTÃO DE SERVIÇOS E MUDANÇAS
Rodrigo Oliveira, Msc, PMP
 
Além do Agile Coaching
Além do Agile CoachingAlém do Agile Coaching
Além do Agile Coaching
Rodrigo Yoshima
 
Ecossistema ágil
Ecossistema ágilEcossistema ágil
Ecossistema ágil
Roberto Brandini
 
2PHP_Metodologia
2PHP_Metodologia2PHP_Metodologia
2PHP_Metodologia
Bruno Emanuel Silva
 
Lean Manufacturing 2
Lean Manufacturing 2Lean Manufacturing 2
Lean Manufacturing 2
daniellopesfranco
 

Semelhante a Kanban: Aplicando TDD à melhoria contínua do seu processo (20)

Kanban: Em busca de ritmo sustentável
Kanban: Em busca de ritmo sustentávelKanban: Em busca de ritmo sustentável
Kanban: Em busca de ritmo sustentável
 
Kanban pragmático
Kanban pragmáticoKanban pragmático
Kanban pragmático
 
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanbanSlides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
 
Introdução de Kanban para Equipes Scrum
Introdução de Kanban para Equipes ScrumIntrodução de Kanban para Equipes Scrum
Introdução de Kanban para Equipes Scrum
 
Testes automatizados - Agile Day
Testes automatizados -  Agile DayTestes automatizados -  Agile Day
Testes automatizados - Agile Day
 
Kanban
KanbanKanban
Kanban
 
Liderança Lean
Liderança LeanLiderança Lean
Liderança Lean
 
Scrum com Kanban: construindo pontes e não paredes
Scrum com Kanban: construindo pontes e não paredesScrum com Kanban: construindo pontes e não paredes
Scrum com Kanban: construindo pontes e não paredes
 
Metodologia ágil e frameworks para aplicação
Metodologia ágil e frameworks para aplicaçãoMetodologia ágil e frameworks para aplicação
Metodologia ágil e frameworks para aplicação
 
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
 
Pipelines para CI/CD com kubernetes - Entregue valor ao cliente
Pipelines para CI/CD com kubernetes - Entregue valor ao clientePipelines para CI/CD com kubernetes - Entregue valor ao cliente
Pipelines para CI/CD com kubernetes - Entregue valor ao cliente
 
Kanban em 10 passos.pdf
Kanban em 10 passos.pdfKanban em 10 passos.pdf
Kanban em 10 passos.pdf
 
Kanban em 10 Passos
Kanban em 10 PassosKanban em 10 Passos
Kanban em 10 Passos
 
O sistema Kanban
O sistema KanbanO sistema Kanban
O sistema Kanban
 
Menos reunião e mais post-it: Kanban na prática
Menos reunião e mais post-it: Kanban na práticaMenos reunião e mais post-it: Kanban na prática
Menos reunião e mais post-it: Kanban na prática
 
KANBAN E OS SEGREDOS DA GESTÃO DE SERVIÇOS E MUDANÇAS
KANBAN E OS SEGREDOS DA GESTÃO DE SERVIÇOS E MUDANÇASKANBAN E OS SEGREDOS DA GESTÃO DE SERVIÇOS E MUDANÇAS
KANBAN E OS SEGREDOS DA GESTÃO DE SERVIÇOS E MUDANÇAS
 
Além do Agile Coaching
Além do Agile CoachingAlém do Agile Coaching
Além do Agile Coaching
 
Ecossistema ágil
Ecossistema ágilEcossistema ágil
Ecossistema ágil
 
2PHP_Metodologia
2PHP_Metodologia2PHP_Metodologia
2PHP_Metodologia
 
Lean Manufacturing 2
Lean Manufacturing 2Lean Manufacturing 2
Lean Manufacturing 2
 

Mais de Rodrigo Yoshima

Como o KMM pode ajudar o Agile Coach?
Como o KMM pode ajudar o Agile Coach?Como o KMM pode ajudar o Agile Coach?
Como o KMM pode ajudar o Agile Coach?
Rodrigo Yoshima
 
Introduzindo o Kanban Maturity Model
Introduzindo o Kanban Maturity ModelIntroduzindo o Kanban Maturity Model
Introduzindo o Kanban Maturity Model
Rodrigo Yoshima
 
Entendendo o Kanban Maturity Model
Entendendo o Kanban Maturity ModelEntendendo o Kanban Maturity Model
Entendendo o Kanban Maturity Model
Rodrigo Yoshima
 
Workshop STATIK - Caipira Ágil 2017
Workshop STATIK - Caipira Ágil 2017Workshop STATIK - Caipira Ágil 2017
Workshop STATIK - Caipira Ágil 2017
Rodrigo Yoshima
 
Leading The Antifragile Tribe
Leading The Antifragile TribeLeading The Antifragile Tribe
Leading The Antifragile Tribe
Rodrigo Yoshima
 
Implantando Scrum, experiências de um Agile Coach
Implantando Scrum, experiências de um Agile CoachImplantando Scrum, experiências de um Agile Coach
Implantando Scrum, experiências de um Agile Coach
Rodrigo Yoshima
 
Auto OrganizaçãO E Gestão Por Metas Flexíveis
Auto OrganizaçãO E Gestão Por Metas FlexíveisAuto OrganizaçãO E Gestão Por Metas Flexíveis
Auto OrganizaçãO E Gestão Por Metas Flexíveis
Rodrigo Yoshima
 
Scrum para Desenvolvimento Interno e Produtos de Software
Scrum para Desenvolvimento Interno e Produtos de SoftwareScrum para Desenvolvimento Interno e Produtos de Software
Scrum para Desenvolvimento Interno e Produtos de Software
Rodrigo Yoshima
 

Mais de Rodrigo Yoshima (8)

Como o KMM pode ajudar o Agile Coach?
Como o KMM pode ajudar o Agile Coach?Como o KMM pode ajudar o Agile Coach?
Como o KMM pode ajudar o Agile Coach?
 
Introduzindo o Kanban Maturity Model
Introduzindo o Kanban Maturity ModelIntroduzindo o Kanban Maturity Model
Introduzindo o Kanban Maturity Model
 
Entendendo o Kanban Maturity Model
Entendendo o Kanban Maturity ModelEntendendo o Kanban Maturity Model
Entendendo o Kanban Maturity Model
 
Workshop STATIK - Caipira Ágil 2017
Workshop STATIK - Caipira Ágil 2017Workshop STATIK - Caipira Ágil 2017
Workshop STATIK - Caipira Ágil 2017
 
Leading The Antifragile Tribe
Leading The Antifragile TribeLeading The Antifragile Tribe
Leading The Antifragile Tribe
 
Implantando Scrum, experiências de um Agile Coach
Implantando Scrum, experiências de um Agile CoachImplantando Scrum, experiências de um Agile Coach
Implantando Scrum, experiências de um Agile Coach
 
Auto OrganizaçãO E Gestão Por Metas Flexíveis
Auto OrganizaçãO E Gestão Por Metas FlexíveisAuto OrganizaçãO E Gestão Por Metas Flexíveis
Auto OrganizaçãO E Gestão Por Metas Flexíveis
 
Scrum para Desenvolvimento Interno e Produtos de Software
Scrum para Desenvolvimento Interno e Produtos de SoftwareScrum para Desenvolvimento Interno e Produtos de Software
Scrum para Desenvolvimento Interno e Produtos de Software
 

Último

TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
joaovmp3
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
Momento da Informática
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 

Último (6)

TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 

Kanban: Aplicando TDD à melhoria contínua do seu processo

  • 1. Kanban Aplicando TDD à melhoria contínua do seu processo Rodrigo Yoshima
  • 2. gestão liderança riscos | valor pessoas
  • 3.
  • 4. Cynefin Framework Complexo Complicado Caótico Simples
  • 5. Cynefin Framework Complexo Complicado (analizar) Caótico Simples (classificar)
  • 6. Cynefin Framework ORDENADOS Complexo Complicado (analizar) Caótico Simples (classificar)
  • 7. Cynefin Framework ORDENADOS Complexo Complicado (experimentar) (analizar) Caótico Simples (classificar)
  • 8. Cynefin Framework ORDENADOS Complexo Complicado (experimentar) (analizar) Caótico Simples (agir) (classificar)
  • 9. Sistema Complexo Você só sabe se está certo ou errado depois de tentar. Gestão por observação. Assertividade é idiotice aqui.
  • 10.
  • 11. O que é um sistema kanban...
  • 17. kanban Kanban system Method pull | limites | valor transição | kaizen | gestão
  • 18. Kanban Method princípios começe com o que você já faz hoje concorde em buscar uma abordagem evolucionária para mudança inicialmente respeite papéis, responsabilidades e cargos estabelecidos
  • 19. Kanban Method propriedades visualize limite o trabalho em progresso meça e gerencie o fluxo torne as políticas do processo explícitas implemente mecanismos de feedback melhore colaborativamente com métodos científicos
  • 20. Kanban Method propriedades visualize limite o trabalho em progresso meça e gerencie o fluxo torne as políticas do processo explícitas implemente mecanismos de feedback melhore colaborativamente com métodos científicos
  • 22.
  • 23.
  • 24. “Pessoas não resistem mudar, elas resistem serem mudadas” Peter Senge
  • 27. Segunda Geração de Métodos Ágeis 2nd Generation Agile
  • 28. Lean / Kanbanfor Software Development Foco no modelo de transição Design do processo sob medida Mudanças evolucionárias Alcance em toda a empresa Melhoria Contínua (baseada em modelos)
  • 29. Por que Kanban? Novo Status Quo Capacidade Status Quo Revolução “Kaikaku” Tempo
  • 30. Por que Kanban? Novo Status Quo Evolução “Kaizen” Capacidade Status Quo Revolução “Kaikaku” Tempo
  • 31. “Mude. Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.” Clarisse Lispector
  • 32. Uma implementação Kanban inicia mapeando a bagunça. Não mude o seu processo!
  • 33.
  • 35. Demanda de Falha Projeto: Xpto1 Cenário atual: Plano de Ação: Demanda de Falha: 45% Sem homologação produto - Reunião quinzenal para avaliação dos tickets de falha, usando Cobertura testes desconhecida Análise de causa raiz - Implementar Pair Review Cenário desejado: - Implementar Ncover Demanda de falha: 20% - Publicação somente após Pessoal de produto homologando homologação do pessoal de produto Melhor percepção de qualidade do - Reservar 20% da capacidade cliente para melhorias de testes e build
  • 36. DEMANDA DE FALHA: 65%!!!!!
  • 40. Demanda de Falha Projeto: Xpto1 Cenário atual: Plano de Ação: Demanda de Falha: 45% Sem homologação produto - Reunião quinzenal para avaliação dos tickets de falha, usando Cobertura testes desconhecida Análise de causa raiz - Implementar Pair Review A DO RM Cenário desejado: FI - Implementar Ncover Demanda de falha: 20% N CO - Publicação somente após EN Pessoal de produto homologando homologação do pessoal de produto AIZ Melhor percepção de qualidade do cliente K - Reservar 20% da capacidade para melhorias de testes e build
  • 41. 改 善 Kaizen (mudança para melhor)
  • 42. Nem toda mudança é melhoria....
  • 43. 3 Leis do Uncle Bob Test-Driven Development 1. Você não pode escrever código de produção que não seja fruto de fazer passar um teste unitário que falha. 2. Você não pode escrever num teste além do mínimo necessário para o teste falhar; e erros que compilação são falhas. 3. Você não pode escrever código de produção que seja além do necessário para fazer o teste passar.
  • 44. 3 Leis do Yoshima para a Evolução do Processo 1. Você não pode mudar seu processo sem uma motivação declarada com critérios objetivos. 2. Você não pode declarar uma motivação e critérios além do mínimo necessário para ter algum benefício econômico. 3. Você não pode mudar o processo além do mínimo necessário para alcançar os critérios objetivos.
  • 45.
  • 46. Gargalo e WIP alto Projeto: Xpto2 Cenário atual: Plano de Ação: Homologação é gargalo Sem limites no Kanban - Acordar um limite com o PO - Parar de começar e começar Imprevisibilidade a terminar - Definir tipos de cartões que Cenário desejado: não precisam de homologação Maior previsibilidade Menor Risco (WIP menor) Fluxo melhorado
  • 47. NOVAS POLITICAS LIMITES RESPEITADOS
  • 48. PO CONFORTÁVEL PARA AUMENTAR O ESCOPO SISTEMA MAIS PREVISIVEL E ESTÁVEL
  • 49. Gargalo e WIP alto Projeto: Xpto2 Cenário atual: Plano de Ação: Homologação é gargalo Sem limites no Kanban A DO - Acordar um limite com o PO Imprevisibilidade FI RM - Parar de começar e começar ON a terminar C ZEN - Definir tipos de cartões que AI Cenário desejado: não precisam de homologação K Maior previsibilidade Menor Risco (WIP menor) Fluxo melhorado
  • 50. Como assim um Kanban sem limites?
  • 51. Kanban não é sobre “certo ou errado” visualize raso limite o trabalho em progresso meça e gerencie o fluxo torne as políticas do processo explícitas implemente mecanismos de feedback melhore colaborativamente com métodos científicos profundo
  • 52. There's no judgement in Kanban David J. Anderson
  • 53. Little's Law Work-in-progress Throughput = Leadtime Work-in-progress Leadtime = Throughput
  • 54.
  • 55.
  • 56.
  • 58. Como usar o Lead time Control Chart 9 8 7 6 5 4 3 2 1 Dias
  • 60. Como usar o Throughput 9 8 7 6 5 4 3 2 1 Itens 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Semana
  • 61. Como usar o Throughput 9 8 7 6 5 4 3 2 1 Itens 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Semana
  • 62. Como usar o Throughput 9 8 7 6 5 4 3 2 1 Itens 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Semana
  • 63. Lidando com a Variabilidade
  • 64. 4 2 4 4 6 4 MVP Levantamento Implementação Em Próximas com usuário Aguardando Homologação Produção Demandas
  • 65. 4 2 4 4 6 4 MVP Levantamento Implementação Em Próximas com usuário Aguardando Homologação Produção Demandas
  • 66. 4 2 4 4 6 4 Levantamento Próximas com usuário Implementação Em Aguardando Demandas Produção Homologação Produção Demanda de Falha
  • 67. 4 2 4 4 6 4 Levantamento Próximas com usuário Implementação Em Aguardando Demandas Produção Homologação Produção
  • 68. 4 2 4 4 6 4 Levantamento Próximas com usuário Implementação Em Aguardando Demandas Produção Homologação Produção Droga! Não tenho mais previsibilidade nas demandas de valor!
  • 69. 4 2 4 4 6 4 Levantamento Próximas com usuário Implementação Em Aguardando Demandas Produção Homologação Produção 4 9 4 7
  • 70. 4 2 4 4 6 4 Levantamento Próximas com usuário Implementação Em Aguardando Demandas Produção Homologação Produção 4 9 4 Hum... 7 Leadtime médio: 4 dias Throughput: 6 por semana
  • 71.
  • 72. 4 2 4 4 6 4 Levantamento Próximas com usuário Implementação Em Aguardando Demandas Produção Homologação Produção 4 9 4 7 Droga! Tenho demandas especiais urgentes!
  • 73. 4 3 4 4 6 4 Levantamento Próximas com usuário Implementação Em Aguardando Demandas Produção Homologação Produção 4 1 9 4 6
  • 74. 4 3 4 4 6 4 Levantamento Próximas com usuário Implementação Em Aguardando Demandas Produção Homologação Produção 4 1 9 4 6 Pessoal, nova política do processo! Cartão Azul é sempre prioritário!
  • 75. Mercado Arquitetura ● Table Stakes ● Arroz/Feijão ● Spoiler ● Já fizeram, tem cases ● Differentiator ● Já fizeram, sei lá como ● Cost Saver ● Nunca tentado em TI Cost-of-delay ● Expedite Outros... ● Fixed-date ● Normal Kanban: Perfis da demanda para lidar com o risco ● Intangible
  • 76. O que eu faço Práticas Ágeis hoje (by the book)
  • 77. O que eu faço Práticas Ágeis hoje (by the book) Cargo Cult
  • 78. O que é melhor no meu Contexto O que eu faço hoje Práticas Ágeis (by the book)
  • 79. O que é melhor no meu Contexto n ba an K O que eu faço hoje Práticas Ágeis (by the book)
  • 80. Resumo Se encontrar resistência emocional, crie um sistema de forma que os problemas se tornem visíveis e engaje o grupo emocionalmente na mudança.
  • 81. “O problema nunca é falta de processo.” Rodrigo Yoshima
  • 82. Obrigado! Rodrigo Yoshima blog.aspercom.com.br @rodrigoy Participe do Agile Brazil!!! Accredited Lean-Kanban University Training Dias 31 de agosto e 1 de setembro http://www.agilebrazil.com/