SlideShare uma empresa Scribd logo
Jornalismo e Mídias Sociais


      Profa. Dra. Liana Vidigal Rocha
       VIII Semana de Comunicação
     Universidade Federal do Tocantins
Ao contrário do que muitos pensam,
  Mídia Social não é sinônimo de
          Rede Social.
Grupos de pessoas que
 possuem e mantêm interesses
 comuns e/ou relacionamentos

Também chamadas de sites de relacionamento
Jornalismo e mídias sociais
Redes Sociais na Internet são:

1) Sobre pessoas e podem ser offline;
2) Construídas pela apropriação;
3) Circuladoras de informação;
4) Espaços de conversação e
5) Potenciais espaços de mobilização.

Fonte: Raquel Recuero
São   sistemas   online   projetados
para permitir a interação social a
partir do compartilhamento e da
criação colaborativa de informação
nos diversos formatos.
COMPARTILHAMENTO



         COLABORAÇÃO



               INFORMAÇÃO



                       CONTEÚDO
• As Mídias Sociais possuem características distintas, que
  reforçam ora seus limites, ora suas possibilidades. Entre
  as principais, é possível destacar duas categorias:
  sociocultural e técnica.

                                           • Arquitetura da
                       Aspectos                informação
                       Técnicos        •   Tipos de Conteúdo
                                           • Ferramentas

   Categoria

                                            • Público
                       Aspectos        • Usos e apropriações
                     Socioculturais     • Comportamentos
As Redes Sociais seriam uma categoria dentro
das Mídias Sociais, cujo objetivo é o de manter ou criar
   relacionamentos com base em assuntos comuns.
Mídias Sociais em destaque


Sites de Redes Sociais



 Sites de Compartilhamento
 de Conteúdo




                              Microblogging
 Blogs
Jornalismo

•   Jornalismo significa:
-   registro;
-   a apreciação dos acontecimentos de interesse geral;
-   a transmissão de informações;
-   fatos ou notícias com exatidão, clareza e rapidez, conjugando
    pensamento e ação.
• O Jornalismo é uma arte, uma técnica e uma ciência, um
  processo histórico, uma necessidade humana e social na
  sociedade de massas.
• O Jornalismo fala a linguagem coletiva. Ele tem as chaves da
  compreensão, da prosperidade, dos anseios da opinião pública
  e das conquistas humanas.
Jornalismo em Rede

• Segundo      Alex     Primo
  (2011), dois avanços foram
  fundamentais      para    o
  desenvolvimento          do
  Jornalismo: o tecnológico e
  o estrutural, sendo eles
  representados          pelo
  telégrafo e as agências de
  notícias.


  Telégrafo    sist. analógico (linear)   sist. digital (não-linear)
Jornalismo em Rede

• A esfera global de notícias vai sofrer uma significativa
  alteração com a adoção do fluxo não-linear de
  circulação de informações.

• A partir disso, a prática jornalística será influenciada por
  um número maior de produtores e distribuidores de
  notícias.

• É importante lembrar que tais “produtores/distribuidores”
  não vão se restringir às organizações jornalísticas.
Jornalismo em Rede
• O jornalismo em rede vai se configurar a partir do momento
  que uma conexão interativa se formar entre seus participantes
  (HEIRINCH, 2011).
Contudo...
1) Jornalismo em rede não é sinônimo de jornalismo digital;
2) Jornalismo em rede não se limita a tecnologias digitais, como
   web, tablets e smartphones;
3) A rede pode ser formada também nas mídias tradicionais
   (impresso, rádio e TV).
Portanto... dentro de uma esfera global cada veículo representa
um nó da malha interconectada.
O que é notícia
• Comercializar e trabalhar com as notícias constitui a função
  básica dos jornais.
• Eles compram e vendem informações.
Conceito
• Notícia é o relato inédito de um fato ocorrido recentemente
  que interessa aos leitores.

Exemplo: Um professor primário, modesto e humilde nunca foi
notícia. Se ele for encontrado morto, com um tiro no coração,
merece uma matéria.
Então...
A notícia deve ser: recente, inédita, verdadeira, objetiva,
interesse público.
Fonte Jornalística


• As informações que um veículo publica são obtidas nas
  fontes de informação.
• Elas podem ser classificadas em dois grandes grupos: as
  fixas e as fora de rotina.
- Fixas  aquelas as quais se recorre todos dos dias.
  Ex: Polícia, Prefeitura, Associações, Sindicatos, etc.
- Fora de rotina  são as fontes procuradas quando o fato
  exige, ou seja, excepcionalmente.
  Ex: Uma empresa, uma personalidade etc.
Mídias Sociais como fonte jornalística

• As mídias sociais, em um primeiro momento, podem ser
  classificadas como fontes fora de rotina.
• No entanto, a partir do instante que começa a fazer parte do
  processo de produção jornalística, ela se torna uma fonte
  fixa.
• Schmitz (s/d) alerta que, apesar de servirem como fontes de
  consulta e produzirem conteúdo, as mídias sociais são
  passíveis de distorções e/ou manipulações.
• Exemplo: notícias falsas amplamente divulgadas no
  microblog, como a morte do ator Jeff Goldblum ou o caso no
  México.
TWITTER

• 2006 → lançamento do Twitter.
• 2008 → o microblog foi fundamental na campanha de Barack
  Obama na eleição para presidente dos EUA.
• 2011 → é o primeiro a divulgar a morte de Osama Bin Laden,
  ocorrida no Paquistão, em maio.
• Todos os dias, o microblog repercute notícias e informações
  sobre os mais variados assuntos.
• Para Recuero (2009), “O Twitter tem uma dupla faceta em
  seu uso e apropriação: é, ao mesmo tempo, uma ferramenta
  de conversação e uma ferramenta de informação.”
Twitter e Jornalismo

• Principal Critério → tempo: quanto mais rápido a notícia
  chega ao público, mais ele se sente informado.
• Critérios como rotinas produtivas e noticiabilidade ficam
  “abalados”.
• A atualização contínua (instantaneidade) passa a ser o
  principal elemento para se atuar no Twitter.
• O Twitter dá o “alerta” para determinadas notícias, mas o
  público aprofunda o assunto em outras mídias.

   “O Twitter potencializa a busca pelo instantâneo e o relato
      do acontecido mais próximo possível do fato em si”
                       (ESCOBAR, 2009).
Microjornalismo

• A internet e o Twitter proporcionaram a criação de conteúdos
  coletivos.
• Contudo, o papel de gatekeeper desempenhado pelo
  jornalista é importante, pois tem como finalidade selecionar e
  hierarquizar os acontecimentos de interesse público.
• Cabe ao jornalismo a função de dar a credibilidade aos
  discursos postados no Twitter.
• Recentemente, o jornal The New York Times cunhou o termo
  microjournalism (microjornalismo) ao se referir ao uso do
  Twitter como difusor de fatos e acontecimentos sobre as
  eleições norte-americanas.
Importante

• Os microblogs se constituem em uma forma alternativa de
  produção e de distribuição de conteúdo.
• Eles não substituem o jornalismo exercido em outros meios,
  mas pode servir para complementá-lo.


• Pontos Positivos → tempo real; atualização automática,
  acesso móvel e novo espaço para distribuição de conteúdo.
• Pontos Negativos → limitação de caracteres; grande
  volume de dados, possíveis distorções da informação e
  ausência de créditos.
• Apesar do Twitter continuar sendo uma plataforma
  social de destaque para o trabalho dos jornalistas, uma
  mudança silenciosa acontece.
• Cada vez mais, o Facebook tem se transformado em
  uma ferramenta útil e acessível para a apuração e
  elaboração de matérias.
• É possível dizer que o Facebook, assim como o Twitter,
  tem transformado o modo do jornalista contemporâneo
  fazer seu serviço com eficácia e dinamismo.
Considerações

• O jornalismo ainda não sabe utilizar bem as mídias sociais.
• As empresas jornalísticas usam as mídias sociais mais
  para promover suas notícias do que para interagir com o
  público ou compartilhar conteúdo de terceiros.

• Aproximadamente 2% dos tweets dos veículos
  buscavam informações ou opiniões de usuários.
• O jornalismo está com medo de perder a audiência dos
  portais para as mídias sociais.
• O jornalismo nas mídias sociais poderia ser mais
  customizado e segmentado.
AS NOTÍCIAS MAIS TUITADAS DE TODOS OS TEMPOS
                           Fonte: Jornalistas da Web



11. O Assassinato de Bin Laden (01/05/2011) - Tweets por segundo: 5.106
10. O Terremoto da Costa Oeste dos EUA (23/08/2011) - Tweets por segundo:
5.449
09. O Tsunami do Japão (14/03/2011) - Tweets por segundo: 5.530
08. O Último Jogo da Final da NBA (12/06/2011) - Tweets por segundo: 5.531
07. A Morte de Steve Jobs (05/10/2011) - Tweets por segundo: 6.049


06. A Final da Liga dos Campeões (28/05/2011) - Tweets por segundo: 6.303
05. BET Awards 2011 (26/06/2011) - Tweets por segundo: 6,436
04. O Ano Novo no Japão (01/01/2011) - Tweets por segundo: 6.939
03. A Eliminação do Brasil na Copa América (17/07/2011) - Tweets por
segundo: 7.166
02. A Final da Copa do Mundo de Fut. Feminino (17/07/2011) - Tweets por
segundo: 7.196
01. A Gravidez de Beyoncé (28/08/2011) - Tweets por segundo: 8.868
Jornalismo e mídias sociais
DADOS
Dicas

• 20 ferramentas para aproveitar o Twitter

• 12 livros para o profissional de mídias sociais ler em
  2012

• Faça um jornal online com seus tweets

• Woco - comunidade mundial de notícias

• IReport – CNN

• Playlista Mídias Sociais
Fontes

•   http://www.jornalistasdaweb.com.br/?pag=displayConteudo&idConteudoTipo=2&idConteu
    do=3965
•   http://www.youtube.com/watch?v=H61WvxOm1AM&feature=player_embedded#!
•   http://www.youtube.com/playlist?list=PL80370EF30EFE4731
•   ESCOBAR, Juliana Lúcia. Blogs como nova categoria de webjornalismo. In:
    Blogs.Com:
•   estudos sobre blogs e comunicação/ Adriana Amaral, Raquel Recuero, Sandra Montardo
•   (orgs.)- São Paulo: Momento Editorial, 2009.
•   PRIMO, Alex. Transformações no jornalismo em rede: sobre pessoas comuns,
•   jornalistas e organizações; blogs, Twitter, Facebook e Flipboard. SBPjor, rio de
    janeiro, 2011.
•   RECUERO, R. (2009), Informação e credibilidade no Twitter, Jornalistas da Web, Rio de
    Janeiro,
•   acesso em 29/11/2011 de <
    http://www.jornalistasdaweb.com.br/index.php?pag=displayConteudo&id%20ConteudoTipo
    =2&idConteudo=3727>.
•   SCHMITZ, Aldo A. Classificação das fontes de notícias. Disponível em:
    http://www.bocc.ubi.pt/pag/schmitz-aldo-classificacao-das-fontes-de-noticias.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Artigo Científico - Redes Sociais
Artigo Científico - Redes SociaisArtigo Científico - Redes Sociais
Artigo Científico - Redes Sociais
Karina Perussi
 
Webjornalismo a sobrevivãªncia dos jornais digitais frente ã  aplicativos c...
Webjornalismo   a sobrevivãªncia dos jornais digitais frente ã  aplicativos c...Webjornalismo   a sobrevivãªncia dos jornais digitais frente ã  aplicativos c...
Webjornalismo a sobrevivãªncia dos jornais digitais frente ã  aplicativos c...
Rafael Rodrigues
 
Aula11 - social media
Aula11 - social mediaAula11 - social media
Aula11 - social media
Marcio Nunes
 
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
Thais Campas
 
Slides
SlidesSlides
Slides
paulo gomes
 
Monografia | Web Marketing
Monografia | Web MarketingMonografia | Web Marketing
Monografia | Web Marketing
Patricia Melo
 
Aula 1 comunicacao organizacional
Aula 1 comunicacao organizacionalAula 1 comunicacao organizacional
Aula 1 comunicacao organizacional
UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
 
Tema 3 media
Tema 3   mediaTema 3   media
Tema 3 media
Cristina Muñoz
 
Jornalismo em internet e Mídias Sociais
Jornalismo em internet e Mídias Sociais Jornalismo em internet e Mídias Sociais
Jornalismo em internet e Mídias Sociais
+ Mosaico Negócios & Comunicação
 
O jornal impresso em tempos de mídias digitais
O jornal impresso em tempos de mídias digitaisO jornal impresso em tempos de mídias digitais
O jornal impresso em tempos de mídias digitais
Andrey Martins
 
Impacto das Tecnologias Digitais na construção de novos modelos de negócio e ...
Impacto das Tecnologias Digitais na construção de novos modelos de negócio e ...Impacto das Tecnologias Digitais na construção de novos modelos de negócio e ...
Impacto das Tecnologias Digitais na construção de novos modelos de negócio e ...
Lilian Souza
 
Distribuição de conteúdos jornalísticos em Redes Sociais da Internet
Distribuição de conteúdos jornalísticos em Redes Sociais da InternetDistribuição de conteúdos jornalísticos em Redes Sociais da Internet
Distribuição de conteúdos jornalísticos em Redes Sociais da Internet
Celestino Joanguete
 
Comunicação Organizacional, Softares Sociais, Novas Midias
Comunicação Organizacional, Softares Sociais, Novas MidiasComunicação Organizacional, Softares Sociais, Novas Midias
Comunicação Organizacional, Softares Sociais, Novas Midias
Governo de Sergipe
 
As mídias sociais colocando em xeque o monopólio da fala dos grandes veículos
As mídias sociais colocando em xeque o monopólio da fala dos grandes veículosAs mídias sociais colocando em xeque o monopólio da fala dos grandes veículos
As mídias sociais colocando em xeque o monopólio da fala dos grandes veículos
Flávia Lopes
 

Mais procurados (14)

Artigo Científico - Redes Sociais
Artigo Científico - Redes SociaisArtigo Científico - Redes Sociais
Artigo Científico - Redes Sociais
 
Webjornalismo a sobrevivãªncia dos jornais digitais frente ã  aplicativos c...
Webjornalismo   a sobrevivãªncia dos jornais digitais frente ã  aplicativos c...Webjornalismo   a sobrevivãªncia dos jornais digitais frente ã  aplicativos c...
Webjornalismo a sobrevivãªncia dos jornais digitais frente ã  aplicativos c...
 
Aula11 - social media
Aula11 - social mediaAula11 - social media
Aula11 - social media
 
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Monografia | Web Marketing
Monografia | Web MarketingMonografia | Web Marketing
Monografia | Web Marketing
 
Aula 1 comunicacao organizacional
Aula 1 comunicacao organizacionalAula 1 comunicacao organizacional
Aula 1 comunicacao organizacional
 
Tema 3 media
Tema 3   mediaTema 3   media
Tema 3 media
 
Jornalismo em internet e Mídias Sociais
Jornalismo em internet e Mídias Sociais Jornalismo em internet e Mídias Sociais
Jornalismo em internet e Mídias Sociais
 
O jornal impresso em tempos de mídias digitais
O jornal impresso em tempos de mídias digitaisO jornal impresso em tempos de mídias digitais
O jornal impresso em tempos de mídias digitais
 
Impacto das Tecnologias Digitais na construção de novos modelos de negócio e ...
Impacto das Tecnologias Digitais na construção de novos modelos de negócio e ...Impacto das Tecnologias Digitais na construção de novos modelos de negócio e ...
Impacto das Tecnologias Digitais na construção de novos modelos de negócio e ...
 
Distribuição de conteúdos jornalísticos em Redes Sociais da Internet
Distribuição de conteúdos jornalísticos em Redes Sociais da InternetDistribuição de conteúdos jornalísticos em Redes Sociais da Internet
Distribuição de conteúdos jornalísticos em Redes Sociais da Internet
 
Comunicação Organizacional, Softares Sociais, Novas Midias
Comunicação Organizacional, Softares Sociais, Novas MidiasComunicação Organizacional, Softares Sociais, Novas Midias
Comunicação Organizacional, Softares Sociais, Novas Midias
 
As mídias sociais colocando em xeque o monopólio da fala dos grandes veículos
As mídias sociais colocando em xeque o monopólio da fala dos grandes veículosAs mídias sociais colocando em xeque o monopólio da fala dos grandes veículos
As mídias sociais colocando em xeque o monopólio da fala dos grandes veículos
 

Semelhante a Jornalismo e mídias sociais

Mídias Sociais para Jornaistas
Mídias Sociais para JornaistasMídias Sociais para Jornaistas
Mídias Sociais para Jornaistas
Jacqueline Lafloufa
 
Centro universitário de joão pessoa unipêatual
Centro universitário de joão pessoa unipêatualCentro universitário de joão pessoa unipêatual
Centro universitário de joão pessoa unipêatual
arianamedeiros
 
Qual é a relação entre o Jornalismo e as Redes Sociais?
Qual é a relação entre o Jornalismo e as Redes Sociais?Qual é a relação entre o Jornalismo e as Redes Sociais?
Qual é a relação entre o Jornalismo e as Redes Sociais?
Lisandra Maioli
 
Jornalismo colaborativo na internet: como informar sem perder a atração pela ...
Jornalismo colaborativo na internet: como informar sem perder a atração pela ...Jornalismo colaborativo na internet: como informar sem perder a atração pela ...
Jornalismo colaborativo na internet: como informar sem perder a atração pela ...
Igor Rocha
 
Orbitalab Popup School - Mídias Sociais para Comunicadores
Orbitalab Popup School - Mídias Sociais para ComunicadoresOrbitalab Popup School - Mídias Sociais para Comunicadores
Orbitalab Popup School - Mídias Sociais para Comunicadores
Jacqueline Lafloufa
 
Aula 2 3 4 redes perfil e mensuracao
Aula 2 3 4 redes perfil e mensuracaoAula 2 3 4 redes perfil e mensuracao
Aula 2 3 4 redes perfil e mensuracao
UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
 
Jornalismo x Mídias Sociais (2011)
Jornalismo x Mídias Sociais (2011)Jornalismo x Mídias Sociais (2011)
Jornalismo x Mídias Sociais (2011)
Lisandra Maioli
 
Distribuicao conteudos radiofónicos para as redes sociais da Internet
Distribuicao conteudos radiofónicos para as redes sociais da InternetDistribuicao conteudos radiofónicos para as redes sociais da Internet
Distribuicao conteudos radiofónicos para as redes sociais da Internet
Celestino Joanguete
 
Jornalismo em bases de dados e o hackeamento dos jornais
Jornalismo em bases de dados e o hackeamento dos jornaisJornalismo em bases de dados e o hackeamento dos jornais
Jornalismo em bases de dados e o hackeamento dos jornais
Yuri Almeida
 
Atlas Media Lab - Workshop de Mídias Sociais para Jornalistas
Atlas Media Lab - Workshop de Mídias Sociais para JornalistasAtlas Media Lab - Workshop de Mídias Sociais para Jornalistas
Atlas Media Lab - Workshop de Mídias Sociais para Jornalistas
Jacqueline Lafloufa
 
Transformações no processo de legitimação do jornalismo
Transformações no processo de legitimação do jornalismo Transformações no processo de legitimação do jornalismo
Transformações no processo de legitimação do jornalismo
Luciana Carvalho
 
Keynote Jornalismo Midias Sociais
Keynote Jornalismo Midias SociaisKeynote Jornalismo Midias Sociais
Keynote Jornalismo Midias Sociais
Ana Brambilla
 
O jornalismo nas redes sociais da internet ivone rocha
O jornalismo nas redes sociais da internet ivone rochaO jornalismo nas redes sociais da internet ivone rocha
O jornalismo nas redes sociais da internet ivone rocha
Ivone Rocha
 
Como a tecnologia altera o comportamento humano - e o Jornalismo
Como a tecnologia altera o comportamento humano - e o JornalismoComo a tecnologia altera o comportamento humano - e o Jornalismo
Como a tecnologia altera o comportamento humano - e o Jornalismo
Rafael Sbarai
 
2016 WIS Educação - Parte 1
2016 WIS Educação - Parte 12016 WIS Educação - Parte 1
2016 WIS Educação - Parte 1
Jacqueline Lafloufa
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
Joanna Alimonda
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
Joanna Alimonda
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
Joanna Alimonda
 
Medindo influência nas mídias sociais: estudo de caso do Índice TA
Medindo influência nas mídias sociais: estudo de caso do Índice TAMedindo influência nas mídias sociais: estudo de caso do Índice TA
Medindo influência nas mídias sociais: estudo de caso do Índice TA
Erika Heidi
 
O Jornalismo morreu!? Uma análise do uso de redes sociais e infografia no setor
O Jornalismo morreu!? Uma análise do uso de redes sociais e infografia no setorO Jornalismo morreu!? Uma análise do uso de redes sociais e infografia no setor
O Jornalismo morreu!? Uma análise do uso de redes sociais e infografia no setor
Rafael Sbarai
 

Semelhante a Jornalismo e mídias sociais (20)

Mídias Sociais para Jornaistas
Mídias Sociais para JornaistasMídias Sociais para Jornaistas
Mídias Sociais para Jornaistas
 
Centro universitário de joão pessoa unipêatual
Centro universitário de joão pessoa unipêatualCentro universitário de joão pessoa unipêatual
Centro universitário de joão pessoa unipêatual
 
Qual é a relação entre o Jornalismo e as Redes Sociais?
Qual é a relação entre o Jornalismo e as Redes Sociais?Qual é a relação entre o Jornalismo e as Redes Sociais?
Qual é a relação entre o Jornalismo e as Redes Sociais?
 
Jornalismo colaborativo na internet: como informar sem perder a atração pela ...
Jornalismo colaborativo na internet: como informar sem perder a atração pela ...Jornalismo colaborativo na internet: como informar sem perder a atração pela ...
Jornalismo colaborativo na internet: como informar sem perder a atração pela ...
 
Orbitalab Popup School - Mídias Sociais para Comunicadores
Orbitalab Popup School - Mídias Sociais para ComunicadoresOrbitalab Popup School - Mídias Sociais para Comunicadores
Orbitalab Popup School - Mídias Sociais para Comunicadores
 
Aula 2 3 4 redes perfil e mensuracao
Aula 2 3 4 redes perfil e mensuracaoAula 2 3 4 redes perfil e mensuracao
Aula 2 3 4 redes perfil e mensuracao
 
Jornalismo x Mídias Sociais (2011)
Jornalismo x Mídias Sociais (2011)Jornalismo x Mídias Sociais (2011)
Jornalismo x Mídias Sociais (2011)
 
Distribuicao conteudos radiofónicos para as redes sociais da Internet
Distribuicao conteudos radiofónicos para as redes sociais da InternetDistribuicao conteudos radiofónicos para as redes sociais da Internet
Distribuicao conteudos radiofónicos para as redes sociais da Internet
 
Jornalismo em bases de dados e o hackeamento dos jornais
Jornalismo em bases de dados e o hackeamento dos jornaisJornalismo em bases de dados e o hackeamento dos jornais
Jornalismo em bases de dados e o hackeamento dos jornais
 
Atlas Media Lab - Workshop de Mídias Sociais para Jornalistas
Atlas Media Lab - Workshop de Mídias Sociais para JornalistasAtlas Media Lab - Workshop de Mídias Sociais para Jornalistas
Atlas Media Lab - Workshop de Mídias Sociais para Jornalistas
 
Transformações no processo de legitimação do jornalismo
Transformações no processo de legitimação do jornalismo Transformações no processo de legitimação do jornalismo
Transformações no processo de legitimação do jornalismo
 
Keynote Jornalismo Midias Sociais
Keynote Jornalismo Midias SociaisKeynote Jornalismo Midias Sociais
Keynote Jornalismo Midias Sociais
 
O jornalismo nas redes sociais da internet ivone rocha
O jornalismo nas redes sociais da internet ivone rochaO jornalismo nas redes sociais da internet ivone rocha
O jornalismo nas redes sociais da internet ivone rocha
 
Como a tecnologia altera o comportamento humano - e o Jornalismo
Como a tecnologia altera o comportamento humano - e o JornalismoComo a tecnologia altera o comportamento humano - e o Jornalismo
Como a tecnologia altera o comportamento humano - e o Jornalismo
 
2016 WIS Educação - Parte 1
2016 WIS Educação - Parte 12016 WIS Educação - Parte 1
2016 WIS Educação - Parte 1
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
 
Medindo influência nas mídias sociais: estudo de caso do Índice TA
Medindo influência nas mídias sociais: estudo de caso do Índice TAMedindo influência nas mídias sociais: estudo de caso do Índice TA
Medindo influência nas mídias sociais: estudo de caso do Índice TA
 
O Jornalismo morreu!? Uma análise do uso de redes sociais e infografia no setor
O Jornalismo morreu!? Uma análise do uso de redes sociais e infografia no setorO Jornalismo morreu!? Uma análise do uso de redes sociais e infografia no setor
O Jornalismo morreu!? Uma análise do uso de redes sociais e infografia no setor
 

Mais de Fundação Universidade Federal do Tocantins

XIV Congresso Internacional Ibercom 2015
XIV Congresso Internacional Ibercom 2015XIV Congresso Internacional Ibercom 2015
XIV Congresso Internacional Ibercom 2015
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
Intercom2015
Intercom2015Intercom2015
2015.1 jornalismo online
2015.1   jornalismo online2015.1   jornalismo online
Liana vidigal mobilidade
Liana vidigal   mobilidadeLiana vidigal   mobilidade
Mídia, Jornalismo e Juventude no Brasil: algumas considerações
Mídia, Jornalismo e Juventude no Brasil: algumas consideraçõesMídia, Jornalismo e Juventude no Brasil: algumas considerações
Mídia, Jornalismo e Juventude no Brasil: algumas considerações
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
Quarenta anos de TV Cultura - 1969 a 2009
Quarenta anos de TV Cultura - 1969 a 2009Quarenta anos de TV Cultura - 1969 a 2009
Quarenta anos de TV Cultura - 1969 a 2009
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
O Fanzine como ferramenta de comunicação dentro do curso de Jornalismo da UFT
O Fanzine como ferramenta de comunicação dentro do curso de Jornalismo da UFTO Fanzine como ferramenta de comunicação dentro do curso de Jornalismo da UFT
O Fanzine como ferramenta de comunicação dentro do curso de Jornalismo da UFT
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
Contribuição do Jornalismo Online para o Pacqto
Contribuição do Jornalismo Online para o PacqtoContribuição do Jornalismo Online para o Pacqto
Contribuição do Jornalismo Online para o Pacqto
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
Gêneros jornalísticos no meio online - estudo de caso do T1 Notícias
Gêneros jornalísticos no meio online - estudo de caso do T1 NotíciasGêneros jornalísticos no meio online - estudo de caso do T1 Notícias
Gêneros jornalísticos no meio online - estudo de caso do T1 Notícias
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
Infografia no jornalismo 2012-1
Infografia no jornalismo   2012-1Infografia no jornalismo   2012-1
Infografia no jornalismo 2012-1
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
Jornalismo online
Jornalismo onlineJornalismo online
A narrativa multimídia no meio online liana vidigal rocha
A narrativa multimídia no meio online   liana vidigal rochaA narrativa multimídia no meio online   liana vidigal rocha
A narrativa multimídia no meio online liana vidigal rocha
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
Jornalismo online
Jornalismo onlineJornalismo online
Oligopólios da Comunicação na Amazônia - Tocantins
Oligopólios da Comunicação na Amazônia - TocantinsOligopólios da Comunicação na Amazônia - Tocantins
Oligopólios da Comunicação na Amazônia - Tocantins
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
Mudanças no fazer jornalístico online?
Mudanças no fazer jornalístico online?Mudanças no fazer jornalístico online?
Mudanças no fazer jornalístico online?
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
Apresentação Intercom 2011
Apresentação Intercom 2011Apresentação Intercom 2011
Apresentação Intercom 2011
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
Características do jornalismo online em sites de telejonais brasileiros um ...
Características do jornalismo online em sites de telejonais brasileiros   um ...Características do jornalismo online em sites de telejonais brasileiros   um ...
Características do jornalismo online em sites de telejonais brasileiros um ...
Fundação Universidade Federal do Tocantins
 
Apresentação infográfico
Apresentação infográficoApresentação infográfico

Mais de Fundação Universidade Federal do Tocantins (18)

XIV Congresso Internacional Ibercom 2015
XIV Congresso Internacional Ibercom 2015XIV Congresso Internacional Ibercom 2015
XIV Congresso Internacional Ibercom 2015
 
Intercom2015
Intercom2015Intercom2015
Intercom2015
 
2015.1 jornalismo online
2015.1   jornalismo online2015.1   jornalismo online
2015.1 jornalismo online
 
Liana vidigal mobilidade
Liana vidigal   mobilidadeLiana vidigal   mobilidade
Liana vidigal mobilidade
 
Mídia, Jornalismo e Juventude no Brasil: algumas considerações
Mídia, Jornalismo e Juventude no Brasil: algumas consideraçõesMídia, Jornalismo e Juventude no Brasil: algumas considerações
Mídia, Jornalismo e Juventude no Brasil: algumas considerações
 
Quarenta anos de TV Cultura - 1969 a 2009
Quarenta anos de TV Cultura - 1969 a 2009Quarenta anos de TV Cultura - 1969 a 2009
Quarenta anos de TV Cultura - 1969 a 2009
 
O Fanzine como ferramenta de comunicação dentro do curso de Jornalismo da UFT
O Fanzine como ferramenta de comunicação dentro do curso de Jornalismo da UFTO Fanzine como ferramenta de comunicação dentro do curso de Jornalismo da UFT
O Fanzine como ferramenta de comunicação dentro do curso de Jornalismo da UFT
 
Contribuição do Jornalismo Online para o Pacqto
Contribuição do Jornalismo Online para o PacqtoContribuição do Jornalismo Online para o Pacqto
Contribuição do Jornalismo Online para o Pacqto
 
Gêneros jornalísticos no meio online - estudo de caso do T1 Notícias
Gêneros jornalísticos no meio online - estudo de caso do T1 NotíciasGêneros jornalísticos no meio online - estudo de caso do T1 Notícias
Gêneros jornalísticos no meio online - estudo de caso do T1 Notícias
 
Infografia no jornalismo 2012-1
Infografia no jornalismo   2012-1Infografia no jornalismo   2012-1
Infografia no jornalismo 2012-1
 
Jornalismo online
Jornalismo onlineJornalismo online
Jornalismo online
 
A narrativa multimídia no meio online liana vidigal rocha
A narrativa multimídia no meio online   liana vidigal rochaA narrativa multimídia no meio online   liana vidigal rocha
A narrativa multimídia no meio online liana vidigal rocha
 
Jornalismo online
Jornalismo onlineJornalismo online
Jornalismo online
 
Oligopólios da Comunicação na Amazônia - Tocantins
Oligopólios da Comunicação na Amazônia - TocantinsOligopólios da Comunicação na Amazônia - Tocantins
Oligopólios da Comunicação na Amazônia - Tocantins
 
Mudanças no fazer jornalístico online?
Mudanças no fazer jornalístico online?Mudanças no fazer jornalístico online?
Mudanças no fazer jornalístico online?
 
Apresentação Intercom 2011
Apresentação Intercom 2011Apresentação Intercom 2011
Apresentação Intercom 2011
 
Características do jornalismo online em sites de telejonais brasileiros um ...
Características do jornalismo online em sites de telejonais brasileiros   um ...Características do jornalismo online em sites de telejonais brasileiros   um ...
Características do jornalismo online em sites de telejonais brasileiros um ...
 
Apresentação infográfico
Apresentação infográficoApresentação infográfico
Apresentação infográfico
 

Último

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
SolangeWaltre
 
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 

Último (20)

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
 
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 

Jornalismo e mídias sociais

  • 1. Jornalismo e Mídias Sociais Profa. Dra. Liana Vidigal Rocha VIII Semana de Comunicação Universidade Federal do Tocantins
  • 2. Ao contrário do que muitos pensam, Mídia Social não é sinônimo de Rede Social.
  • 3. Grupos de pessoas que possuem e mantêm interesses comuns e/ou relacionamentos Também chamadas de sites de relacionamento
  • 5. Redes Sociais na Internet são: 1) Sobre pessoas e podem ser offline; 2) Construídas pela apropriação; 3) Circuladoras de informação; 4) Espaços de conversação e 5) Potenciais espaços de mobilização. Fonte: Raquel Recuero
  • 6. São sistemas online projetados para permitir a interação social a partir do compartilhamento e da criação colaborativa de informação nos diversos formatos.
  • 7. COMPARTILHAMENTO COLABORAÇÃO INFORMAÇÃO CONTEÚDO
  • 8. • As Mídias Sociais possuem características distintas, que reforçam ora seus limites, ora suas possibilidades. Entre as principais, é possível destacar duas categorias: sociocultural e técnica. • Arquitetura da Aspectos informação Técnicos • Tipos de Conteúdo • Ferramentas Categoria • Público Aspectos • Usos e apropriações Socioculturais • Comportamentos
  • 9. As Redes Sociais seriam uma categoria dentro das Mídias Sociais, cujo objetivo é o de manter ou criar relacionamentos com base em assuntos comuns.
  • 10. Mídias Sociais em destaque Sites de Redes Sociais Sites de Compartilhamento de Conteúdo Microblogging Blogs
  • 11. Jornalismo • Jornalismo significa: - registro; - a apreciação dos acontecimentos de interesse geral; - a transmissão de informações; - fatos ou notícias com exatidão, clareza e rapidez, conjugando pensamento e ação. • O Jornalismo é uma arte, uma técnica e uma ciência, um processo histórico, uma necessidade humana e social na sociedade de massas. • O Jornalismo fala a linguagem coletiva. Ele tem as chaves da compreensão, da prosperidade, dos anseios da opinião pública e das conquistas humanas.
  • 12. Jornalismo em Rede • Segundo Alex Primo (2011), dois avanços foram fundamentais para o desenvolvimento do Jornalismo: o tecnológico e o estrutural, sendo eles representados pelo telégrafo e as agências de notícias. Telégrafo sist. analógico (linear) sist. digital (não-linear)
  • 13. Jornalismo em Rede • A esfera global de notícias vai sofrer uma significativa alteração com a adoção do fluxo não-linear de circulação de informações. • A partir disso, a prática jornalística será influenciada por um número maior de produtores e distribuidores de notícias. • É importante lembrar que tais “produtores/distribuidores” não vão se restringir às organizações jornalísticas.
  • 14. Jornalismo em Rede • O jornalismo em rede vai se configurar a partir do momento que uma conexão interativa se formar entre seus participantes (HEIRINCH, 2011). Contudo... 1) Jornalismo em rede não é sinônimo de jornalismo digital; 2) Jornalismo em rede não se limita a tecnologias digitais, como web, tablets e smartphones; 3) A rede pode ser formada também nas mídias tradicionais (impresso, rádio e TV). Portanto... dentro de uma esfera global cada veículo representa um nó da malha interconectada.
  • 15. O que é notícia • Comercializar e trabalhar com as notícias constitui a função básica dos jornais. • Eles compram e vendem informações. Conceito • Notícia é o relato inédito de um fato ocorrido recentemente que interessa aos leitores. Exemplo: Um professor primário, modesto e humilde nunca foi notícia. Se ele for encontrado morto, com um tiro no coração, merece uma matéria. Então... A notícia deve ser: recente, inédita, verdadeira, objetiva, interesse público.
  • 16. Fonte Jornalística • As informações que um veículo publica são obtidas nas fontes de informação. • Elas podem ser classificadas em dois grandes grupos: as fixas e as fora de rotina. - Fixas  aquelas as quais se recorre todos dos dias. Ex: Polícia, Prefeitura, Associações, Sindicatos, etc. - Fora de rotina  são as fontes procuradas quando o fato exige, ou seja, excepcionalmente. Ex: Uma empresa, uma personalidade etc.
  • 17. Mídias Sociais como fonte jornalística • As mídias sociais, em um primeiro momento, podem ser classificadas como fontes fora de rotina. • No entanto, a partir do instante que começa a fazer parte do processo de produção jornalística, ela se torna uma fonte fixa. • Schmitz (s/d) alerta que, apesar de servirem como fontes de consulta e produzirem conteúdo, as mídias sociais são passíveis de distorções e/ou manipulações. • Exemplo: notícias falsas amplamente divulgadas no microblog, como a morte do ator Jeff Goldblum ou o caso no México.
  • 18. TWITTER • 2006 → lançamento do Twitter. • 2008 → o microblog foi fundamental na campanha de Barack Obama na eleição para presidente dos EUA. • 2011 → é o primeiro a divulgar a morte de Osama Bin Laden, ocorrida no Paquistão, em maio. • Todos os dias, o microblog repercute notícias e informações sobre os mais variados assuntos. • Para Recuero (2009), “O Twitter tem uma dupla faceta em seu uso e apropriação: é, ao mesmo tempo, uma ferramenta de conversação e uma ferramenta de informação.”
  • 19. Twitter e Jornalismo • Principal Critério → tempo: quanto mais rápido a notícia chega ao público, mais ele se sente informado. • Critérios como rotinas produtivas e noticiabilidade ficam “abalados”. • A atualização contínua (instantaneidade) passa a ser o principal elemento para se atuar no Twitter. • O Twitter dá o “alerta” para determinadas notícias, mas o público aprofunda o assunto em outras mídias. “O Twitter potencializa a busca pelo instantâneo e o relato do acontecido mais próximo possível do fato em si” (ESCOBAR, 2009).
  • 20. Microjornalismo • A internet e o Twitter proporcionaram a criação de conteúdos coletivos. • Contudo, o papel de gatekeeper desempenhado pelo jornalista é importante, pois tem como finalidade selecionar e hierarquizar os acontecimentos de interesse público. • Cabe ao jornalismo a função de dar a credibilidade aos discursos postados no Twitter. • Recentemente, o jornal The New York Times cunhou o termo microjournalism (microjornalismo) ao se referir ao uso do Twitter como difusor de fatos e acontecimentos sobre as eleições norte-americanas.
  • 21. Importante • Os microblogs se constituem em uma forma alternativa de produção e de distribuição de conteúdo. • Eles não substituem o jornalismo exercido em outros meios, mas pode servir para complementá-lo. • Pontos Positivos → tempo real; atualização automática, acesso móvel e novo espaço para distribuição de conteúdo. • Pontos Negativos → limitação de caracteres; grande volume de dados, possíveis distorções da informação e ausência de créditos.
  • 22. • Apesar do Twitter continuar sendo uma plataforma social de destaque para o trabalho dos jornalistas, uma mudança silenciosa acontece. • Cada vez mais, o Facebook tem se transformado em uma ferramenta útil e acessível para a apuração e elaboração de matérias. • É possível dizer que o Facebook, assim como o Twitter, tem transformado o modo do jornalista contemporâneo fazer seu serviço com eficácia e dinamismo.
  • 23. Considerações • O jornalismo ainda não sabe utilizar bem as mídias sociais. • As empresas jornalísticas usam as mídias sociais mais para promover suas notícias do que para interagir com o público ou compartilhar conteúdo de terceiros. • Aproximadamente 2% dos tweets dos veículos buscavam informações ou opiniões de usuários. • O jornalismo está com medo de perder a audiência dos portais para as mídias sociais. • O jornalismo nas mídias sociais poderia ser mais customizado e segmentado.
  • 24. AS NOTÍCIAS MAIS TUITADAS DE TODOS OS TEMPOS Fonte: Jornalistas da Web 11. O Assassinato de Bin Laden (01/05/2011) - Tweets por segundo: 5.106 10. O Terremoto da Costa Oeste dos EUA (23/08/2011) - Tweets por segundo: 5.449 09. O Tsunami do Japão (14/03/2011) - Tweets por segundo: 5.530 08. O Último Jogo da Final da NBA (12/06/2011) - Tweets por segundo: 5.531 07. A Morte de Steve Jobs (05/10/2011) - Tweets por segundo: 6.049 06. A Final da Liga dos Campeões (28/05/2011) - Tweets por segundo: 6.303 05. BET Awards 2011 (26/06/2011) - Tweets por segundo: 6,436 04. O Ano Novo no Japão (01/01/2011) - Tweets por segundo: 6.939 03. A Eliminação do Brasil na Copa América (17/07/2011) - Tweets por segundo: 7.166 02. A Final da Copa do Mundo de Fut. Feminino (17/07/2011) - Tweets por segundo: 7.196 01. A Gravidez de Beyoncé (28/08/2011) - Tweets por segundo: 8.868
  • 26. DADOS
  • 27. Dicas • 20 ferramentas para aproveitar o Twitter • 12 livros para o profissional de mídias sociais ler em 2012 • Faça um jornal online com seus tweets • Woco - comunidade mundial de notícias • IReport – CNN • Playlista Mídias Sociais
  • 28. Fontes • http://www.jornalistasdaweb.com.br/?pag=displayConteudo&idConteudoTipo=2&idConteu do=3965 • http://www.youtube.com/watch?v=H61WvxOm1AM&feature=player_embedded#! • http://www.youtube.com/playlist?list=PL80370EF30EFE4731 • ESCOBAR, Juliana Lúcia. Blogs como nova categoria de webjornalismo. In: Blogs.Com: • estudos sobre blogs e comunicação/ Adriana Amaral, Raquel Recuero, Sandra Montardo • (orgs.)- São Paulo: Momento Editorial, 2009. • PRIMO, Alex. Transformações no jornalismo em rede: sobre pessoas comuns, • jornalistas e organizações; blogs, Twitter, Facebook e Flipboard. SBPjor, rio de janeiro, 2011. • RECUERO, R. (2009), Informação e credibilidade no Twitter, Jornalistas da Web, Rio de Janeiro, • acesso em 29/11/2011 de < http://www.jornalistasdaweb.com.br/index.php?pag=displayConteudo&id%20ConteudoTipo =2&idConteudo=3727>. • SCHMITZ, Aldo A. Classificação das fontes de notícias. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/schmitz-aldo-classificacao-das-fontes-de-noticias.pdf