SlideShare uma empresa Scribd logo
Novembro de 2015Fundado em Janeiro de 1972 - Ano XLIII Nº 524
No dia 22 de novembro, celebraremos a Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo. Esta é mais uma
oportunidade para declararmos que Jesus é o nosso Senhor. Com a festa de Cristo Rei, encerramos o Ano Litúrgico da
Igreja e iniciamos nossa preparação para a chegada do Salvador
DEZEMBRO DE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA02
Missas na Matriz:
Domingos: às 7h, 9h, 18h15 e 20h.
Segunda-feira: Missa da Esperança, às
19h15.
Terça-feira: Celebração da Palavra, às
19h15.
Quarta-feira: Missa às 19h15 e, após,
Terço dos Homens.
Quinta e sexta-feira às 19h15
Todos os sábados, às18h, Missa no
EXPEDIENTEPAROQUIALOrientador: Pe. Gilberto
Escarati, mSC
Redatores: Carlos Silveira,
Claudia Moreira, Marli Jordão,
Diácono Jatobá, Diácono João
Walterfang, Sergio de Queiroz,
Virgínia Lopes.
Fotografia: Anderson Lucena e
colaboradores Pascom
Revisão: Maria Clara Fonseca
Editoração e Diagramação: Bruno
Tortorella
Site: http://paroquianssc.
wordpress.com
E-mail: paroquianssc@gmail.com
Anúncio: Secretaria Paroquial
Administração: Rua Barão, 807
Praça Seca - Jacarepaguá- RJ
Tel.: (21) 2452-5188 e 2464-1947
Impressão Gráfica: Newstec
Tel: (21) 3552-0580
expediente
NOVEMbroDE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA02
T
recho de matéria publica-
da no Jornal Folha de São
Paulo em 26 de outubro.
O Sínodo tratou de muitos temas
relativos à família: no seu parecer,
quais serão as contribuições que
mais deixarão marcas no presente
e no futuro da família?
Dom Odilo: O tema foi “a vo-
cação e a missão da família na
Igreja e na sociedade contempo-
rânea”, mas abordamos pratica-
mente todos os temas referentes
ao casamento e à família. Algumas
questões apareceram claras: uma
renovada valorização da família
pela Igreja, como realidade boa
e querida por Deus; o casamento
entre um homem e uma mulher dá
início a uma família; muitas situa-
ções novas e complexas envolvem
hoje a família e requerem a aten-
ção pastoral renovada da Igreja,
que precisa estar próxima das fa-
mílias marcadas pela dor e todo
tipo de sofrimento. A Igreja, ao
mesmo tempo que convida todos
a acolherem a Boa Nova de Jesus,
precisa olhar com paciência e mi-
sericórdia os casais e as famílias
O calendário litúrgico começa
com o primeiro domingo do adven-
to, em preparação para o Natal do
Senhor, e termina com o domingo
de “Cristo, Rei do Universo”. Por
isso, a festa de Cristo Rei merece
uma reflexão.
Rei, não há outra palavra menos
apropriada para Jesus. Ele é um rei
atípico reina perdoando, amando e
comunicando vida a partir de uma
situação de humilhação e impotên-
cia extrema. Um rei crucificado é
uma contradição e um escândalo.
O título de Cristo Rei corre o risco
de ser utilizado de uma forma pagã,
como uma pura imitação dos reis
deste mundo. O triunfalismo reli-
gioso e político tem utilizado este
título para defender ideias domina-
doras e conservadoras.
Esse é o maior paradoxo da histó-
ria humana: o Crucificado é espe-
rança dos pobres, dos pecadores e de
todos os sofredores. Jesus é Rei des-
ta forma e não da forma triunfalista
como querem os cristãos “gloriosos”.
Um rei que toca leprosos, que prefe-
re a companhia dos excluídos e não
dos poderosos deste mundo. Um rei
que lava os pés dos seus, um rei ser-
vidor, um rei que não tem dinheiro
e que não pode defender-se, que não
crucificado é tem exército... Um rei
sem trono, sem palácio, sem exérci-
to, sem poder.
Jesus um estranho rei: seu trono
Pe. Gilberto Escarati, mSC
Cristo Rei
Editorial
é a Cruz, sua coroa é de espinhos.
Não tem manto, está desnudo. Até
os seus o abandonaram.
Jesus será “Rei do Universo” quan-
do a paz, o amor e a justiça reinarem
em todos os rincões da terra, quan-
do todos sejamos testemunhos da
verdade, quando em todos os am-
bientes a mesa do Reino se tornar
mesa de inclusão e de acolhida. Jesus
será Rei quando estivermos dispos-
tos a fazer descer da Cruz aqueles
que estão pendurados nela.
A festa de “Cristo Rei” nos convida
também a tomar a Cruz e “descer”
com Jesus até à cruz da humanidade.
A solidariedade com os pobres, a
fidelidade à vida evangélica, nos fa-
zem descer aos porões das contradi-
ções sociais e políticas, às realidades
inóspitas, aos terrenos contamina-
dos e difíceis, às periferias insalubres
das quais todos fogem e onde os ex-
cluídos deste mundo lutam por so-
breviver. Ali nos encontramos com
o Crucificado, identificado com os
crucificados da história.
Entende-se, assim, o grande “gri-
to” que brotou das profundezas da
dor de Jesus na Cruz e que continua
ecoando como clamor angustiado.
Nele se condensam todos os gritos
da humanidade sofredora. Ao ecoar
seu grito junto aos crucificados, pro-
vocará grandes novidades. Um grito
que não fica no vazio, mas aponta
para a vida.
que vivem em situações con-
trastantes com o ensinamento
do Evangelho.
Antes do Sínodo, criou-se
uma grande expectativa sobre a
questão da comunhão eucarísti-
ca aos divorciados e recasados.
Após o Sínodo, esses casais po-
dem ou não receber a Eucaris-
tia?
Dom Odilo: O Sínodo não ti-
nha a missão de “resolver” essa
questão, pois a natureza do sí-
nodo é consultiva, e não decisó-
ria. O Sínodo ofereceu algumas
indicações ao Papa em relação
ao eventual acesso à mesa eu-
carística dos casais que vivem
em segunda união. Permanecem
válidas as indicações dadas pelo
Papa São João Paulo II na Exor-
tação Apostólica Familiaris-
Consortio, de 1981. A resposta
não consiste num generalizado
“pode”, ou “não pode”. Os casos
não são todos iguais. Em algu-
mas situações, pode haver uma
permissão especial para comun-
gar. O que o Sínodo falou com
clareza é que esses casais não
estão excomungados, nem de-
vem se considerar como tais;
são filhos da Igreja e têm mui-
tas possibilidades de se sentirem
parte da Igreja e em comunhão
com Deus. Além da comunhão
eucarística, há a comunhão de
fé, da escuta e vivência da Pala-
vra de Deus, da oração comum,
da caridade, da participação na
missão da Igreja...
Cardeal Odilo Scherer: O Sínodo
sobre a família
Diácono Jatobá
Repouso Santa Maria, Rua Japurá, 555.
Secretaria Paroquial:
Atendimento de segunda a sexta-feira,
de 8h às 20h. Sábados, das 8h às 12h.
Inscrição para o Batismo:
Atendimento no 1º domingo, às 8h.
Confissões e Aconselhamentos: Quinta
e sexta-feira, marcando antes na
secretaria.
NOVEMBRODE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA03
Viva São Francisco de Assis
11º Encontro de
Corais
DNJ
No último dia 4 de outubro, celebra-
mos a festa de São Francisco de Assis.
A comunidade de nossa paróquia que
homenageia o santo organizou um
animado tríduo em preparação as co-
No dia 24 de outubro, nossa paróquia recebeu
o 11º Encontro de Corais. Além do antifitrião Pa-
dre Júlio Chevalier, estiveram presentes os corais
Grupo Vocal Clave de Sol, Capen, Mater Nostra,
Jovens de nossa paróquia
participaram do Dia Nacional
da Juventude, celebrado na
Catedral do Rio, no último
dia 18 de outubro. O DNJ é,
na verdade, no último domin-
go do mês das missões, mas
por conta do Enem foi anteci-
pado. Nossa animada juventu-
de rezou, louvou e mostrou a
força dos jovens que seguem a
Cristo.
O Reino de Deus, a justiça traz liberdade e
vida para todos, pertence já aos pobres, e são os
pobres que vão realizá-lo, através da prática da
justiça.
Esta parte de Mateus vai explicar o que já havia
dito em 5,6: “Que a luz de vocês brilhe diante dos
homens, para que eles vejam as boas obras que
vocês fazem e louvem o pai de vocês que está no
céu.”
Os seguidores de Jesus, ao contrário dos fari-
seus, deverão praticar a justiça não para se exi-
birem, bancando os “tais”, mas obedecer ao Pai,
fonte de liberdade e vida para todos. O Pai é o
começo e o fim de tudo. Os homens são apenas
instrumentos.
No tempo de Jesus, a justiça era encarada como
a realização de três práticas: esmola, oração e je-
jum. Poderíamos pensar essas coisas como prá-
ticas isoladas. Elas, porém, são muito mais que
isso. Na verdade, englobam todas as relações que
mantemos na vida. E a justiça deve ser praticada
em todas as relações, para que haja, de fato, li-
Evangelho de Mateus
berdade e vida para todos.
Podemos dar ou não esmola (Mt.6, 2-4) para
os que pedem, mas sempre ficamos incomoda-
das, pois sabemos que isto não resolverá com-
pletamente o problema do mendigo. No Reino
de Deus, a justiça proporciona vida digna para
todos, através da partilha igualitária dos bens
que ele destinou a todos.
Devemos lutar por um sistema que realmente
faça uma partilha justa dos bens; e assim experi-
mentar a justiça do próprio Deus.
A oração (Mt. 6,5-6) nos coloca em contato
com o Pai, continuamente nos lembrando do
projeto de Deus e do nosso compromisso com
esse projeto.
Aí, pedimos, agradecemos, louvamos e reno-
vamos a nossa fé e confiança.
Em resposta a isso, Mateus coloca aqui o Pai
Nosso, oração de Jesus e todos os que com ele
se comprometem (6,7-15). Nela, está o modelo
da oração cristã, fonte da espiritualidade dos po-
bres.
Marli Jordão
Encanta Vaz Lobo e Projeto Gugu. Miriam, da
equipe de Canto, recebeu uma homenagem
por ter incentivado e ajudado a formar o co-
ral, junto com o Pe. Marcos Vinícius, em 2003.
memorações do padroeiro. No dia 4, os fiéis saíram
em procissão pelas ruas da comunidade. Depois, hou-
ve missa solene presidida por padre Rafael Lima, mSC
e um delicioso almoço.
JaneiroDE2014 NOVOSHORIZONTESPÁGINA04NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA04
A missão é dever de todos nós
Homenagem no
Dia do Professor
No dia 14 de outubro, no Céuzinho, comemo-
ramos o Dia do Professor. O homenageado
foi o professor André que, com o seu carisma
e dedicação, recebeu presentes e o reconheci-
mento pelo belo trabalho que vem sendo feito
através do Programa Rio em Forma Olímpi-
co. Os alunos partilharam um farto lanche,
demonstrando satisfação pelo bem-estar que
a ginástica proporciona às pessoas. Nosso
grupo, a maioria da terceira idade, muitos
recuperados pela falta de exercícios físicos,
hoje se sente agradecido ao programa realiza-
do em nossa paróquia e pelo acolhimento ao
professor.
Atenta ao apelo missionário da Igreja, nossa paróquia encerrou o mês de outubro
com duas frentes de missão concretizadas. No dia 24, voltamos a nos reunir para
a terceira e última fase de visitação a famílias na comunidade São Francisdo de
Assis. Um dia depois, em 25 de outubro, fiéis da comunidade Imaculada Concei-
ção iniciaram o primeiro dia de missão pelas ruas e vielas da Chacrinha.
Aurenei Valois Walterfang
Acima, padre Rafael
abençoa os missionários
na missa de envio. À
direita, jovens e crianças da
Imaculada fazem momento
missionário junto a uma
família
Missionários caminham por beco da
comunidade
Fiéis posam pra foto após missão na São Francisco
DEZEMBRO DE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA05
No último dia 24 de outubro, leigos missionários de toda nossa
paróquia atuaram no terceiro dia de evangelização de famílias
que moram na comunidade São Franscisco de Assis. Nas casas
visitadas, os moradores puderam partilhar suas vivências e receber
um pouco da palavra de Deus. Para comentar sobre a missão na
Chacrinha, convidamos José Carvalho, que faz parte do Conselho
Missionário Paroquial. Veja!
COM A PALAVRA
COMUNIDADE
NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA05
Encontro de Universitários Cristãos
O
III Encontro Brasileiro
de Universitários Cris-
tão foi uma experiên-
cia ótima, pois foi possível ver de
perto o trabalho missionário rea-
lizado pela Pastoral Universitária
e a importância dela dentro das
instituições de ensino superior.
No meio universitário, nos de-
paramos com diversas culturas e
pessoas com pensamentos distin-
tos. A universidade, portanto, se
torna o local propício para levar a Palavra de Deus
e fazer com que os universitários tenham um con-
tato diário com Cristo. Apesar de não fazermos
parte de nenhum grupo religioso na faculdade, o
tempo que permanecemos em contato com Deus
no ambiente universitário com certeza nos ajuda a
sermos reflexo Dele.
Este encontro nos permitiu sermos mais missio-
nários, trocarmos experiências e aprendermos mais
sobre Deus e sobre o nosso dever enquanto leigos
religiosos. Além de conhecermos pessoas de todos
Matheus Lima e Renata Machado
os estados brasileiros, pudemos ter con-
tato suas culturas e costumes. Eles se tor-
naram nossos amigos de fé e de missão.
Estávamos com receio de ir, pois tive-
mos que viajar de madrugada por uma
estrada sinuosa e de difícil iluminação,
mas aceitamos este chamado e acredita-
mos que Deus está e esteve conosco. Foi
perfeito!
Muito obrigado, Senhor, por nos dar
saúde, nos escolher e estar conosco a
todo instante. Obrigado a Paróquia Nos-
sa Senhora do Sagrado Coração por esta oportu-
nidade e a todo setor juventude e pastoral uni-
versitária por elaborar este encontro missionário
maravilhoso. Esperamos ir ao próximo EBRUC,
agora com mais missionários da nossa paróquia.
NH: Qual o
balanço das
visitas?
José Carva-
lho: Excelente.
Tivemos uma
receptividade
muito grande
por parte dos
moradores da
comunidade, que nos acolheram muito
bem desde o primeiro encontro. Acre-
dito que as pessoas estão muito neces-
sitadas de um fortalecimento espiritual,
elas sabem e relataram isso, elas pare-
cem até rezarem mais não procuram a
igreja
NH: O resultado obtido esteve den-
tro do esperado pelo Comipa?
José Carvalho: Sim, foi um bom resul-
tado. Na primeira visita foram 96 mis-
sionários, que visitaram 64 casas. Na
segunda data de missão foram 68 mis-
sionários visitando 48 residências. E na
última, tivemos 42 leigos que conversa-
ram com 68 famílias. Mas se fomos levar
em consideração o tamanho de nossa
paróquia, acredito que os números po-
deriam ser melhor. Tivemos em média
cerca de 70 missionários com 65 visitas
em cada dia da missão.
NH: Quais foram os pontos positivos?
O que ainda precisa ser melhorado
para os próximos anos? E o que pode-
mos guardar como aprendizado?
José Carvalho: Dentre os pontos posi-
tivos, destaco a pronta reposta desses
missionários que souberam vencer o
medo, se doaram e entenderam a gran-
diosidade da missão. Precisamos enco-
rajar e mostrar aos nossos paroquianos
o quão importante e prazeroso é poder
visitar pessoas tão simples e carentes
que estão necessitadas de uma palavra
amiga e confortadora. Ficamos com o
aprendizado de que ali tem muitas pes-
soas carentes, com muitos problemas, e
que podemos ajudar.
NH: Qual legado deixado por estas
missões?
José Carvalho: A conexão de nossa
paróquia com a comunidade, apresen-
tando-a nossos serviços, que vão além
do lado religioso. Tenho certeza que
deixamos o nosso lado acolhedor, trans-
mitido por todos os missionários leigos
e religiosos de nossa Paróquia.
NOVEMBRODE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA06
Sob o olhar de Maria, celebramos 69 anos de missão
De 10 a 18 de outubro, celebramos o novenário em comemoração aos 69 anos de fundação de nossa paróquia e da presença dos
Missionários do Sagrado Coração em nossa comunidade. Foram dias de festa, alegria, partilha, oração, agradecimento e ação de graças
pelo belo testemunho cristão que nós realizamos no bairro da Praça Seca. Louvado seja Deus por nossa missão!
Corredor de membros de pastorais na
procissão de entrada do 6º dia do novenário
Sob proteção de Maria, padres Gilberto e Rafael dão a bênção ao
povo ao final da missa solene de 69 anos da paróquia
Chuva de pétalas na coroação de Nossa Senhora
Em carreata,
a imagem de
Nossa Senhora
passa pelas
ruas da Praça
Seca
Cantores
encenam
anúncio do
Anjo Gabriel
a Maria, no
2º dia do
novenário
Fotos: Pascom e Helena Furtado
Fiéis recebem vinho no 8º dia do novenário, em
referência ao milagre de Jesus nas Bodas de Caná Pátio lotado no Bingo. Todos na
expectativa de levar a poupança no
valor de R$ 5 mil
Coral Júlio Chevalier anima 5º dia do novenário
O bonito bolo comemorativo
dos 69 anos de nossa paróquia
encerrou a comemoração do
7ºdia do novenário
NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA07
"O que a memória amou,
torna-se eterno"
A frase dita pela filósofa Adélia Prado foi
repetida por nosso pároco, padre Gilberto,
na Solenidade de Nossa Senhora Apareci-
da, no último dia 12 de outubro, que abriu
as comemorações do Ano Jubilar de nossa
paróquia. No Centro Cultural Profª Dyla,
onde nossa comunidade começou, os fiéis
puderam ver fotos antigas do bairro da
Praça Seca e de nossa paróquia, na exposi-
ção Diácono José Caseira. Depois, os devo-
tos saíram em procissão até a Igreja Matriz
para celebrar mais um capítulo de nossa
memória.
Pescador carrega a imagem de N.S.
Aparecida em procissão
À esquerda, grupo
mariano se consagra a Nossa Senhora. À direita, a
assembleia faz o gesto do coração missionário
Durante a procissão, padre Rafael
conversa com uma fiel enferma
Fiéis recebem fita de N.S. do Sagrado
Coração, um dos sinais que marca nossa
caminhada Jubilar
Um dos símbolos que nos acompanhará nos festejos do
Ano Jubilar é o acervo de fotos, inaugurado no dia 12
Padre Gilberto presidiu a Missa, que foi concelebrada
pelos diáconos e pelos padres Rafael, Chico
Carlos e ValentimNossa Igreja ficou repleta de fiéis
DEZembrODE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA08NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA08
Por: Claudia Moreira
CATECRIANDO
DEZembrODE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA09NOVEMBRODE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA09
Seja um patrocinador
Quer divulgar o seu produto em nosso jornal Novos Horizontes?
Então ligue para a secretaria da paróquia: 24525188
Você anuncia e colabora com esta obra de evangelização!
Todas as quartas-feiras, das 18:00h às 19:00h, no Sacrário o Terço Vocacional
ROGATE
Toda primeira quarta-feira e toda terceira quarta-feira do mês, o
MOVIMENTO SERRA DO BRASIL, sala "L", das 19:30min às 21:00h,
Movimento Leigo por todas as Vocações, na Paróquia. Venha rezar pelas
vocações!
O que leva as pessoas a terem uma mudan-
ça radical na sua forma de pensar? O que gera
determinados comportamentos inexplicá-
veis? O grande vilão são os agentes externos.
Nada acontece pelo simples fato de acontecer.
Há muito tempo venho observando que esses
agentes atuam lentamente no indivíduo, des-
truindo as ideias formadas ao longo do tempo,
fazendo com que a pessoa vá gerando mudan-
ças na forma de pensar e, é claro, na sua vida.
Ao contrário do que muitos pensam, que são
mudanças da noite para o dia, na maioria dos
casos, elas funcionam como um conta-gotas,
onde os veículos de comunicação são os gran-
des responsáveis e atuam de forma negativa
na personalidade já formada do indivíduo. O
prazer pessoal pode nos trazer pensamentos
negativos, que vão crescendo dentro de nós,
dificultando o perdão e tirando até a paz in-
terior. Ninguém quer abrir mão de nenhum
Crônica do Mês Purgatório e a
Campanha das
AlmasViver no Espírito
prazer, mesmo aquele mais secreto que vai nos
corroendo, nos tornando vulneráveis e mais
passíveis de cometer erros. Daí há que se ter
muito cuidado.
Temos que observar a vida, fazer com que
vejamos mais com os olhos do coração, per-
ceber como somos queridos e bons no que
fazemos e no que somos. Não podemos ser
egoístas a ponto de passar por cima de tudo
o que foi construído, mesmo porque não per-
cebemos, mas Deus está nos observando e
perdoando como só Ele faz. Portanto, é bom
que observemos bem o certo, o correto, antes
de expor nossas vidas com mudanças bruscas,
na nossa forma de viver, colocando distante o
nosso próximo.
A
fé nos leva a crer que algumas pes-
soas que morem sem a reconci-
liação e o perdão necessários, não
são privadas de Deus por uma incisiva con-
denação. Estas pessoas, após morte devem
ser purificadas. Jesus disse: “se alguém dis-
ser blasfêmia contra o Espirito Santo, nem
neste mundo nem no outro isto lhe será
perdoado.” (Mt 12,32). Do que se deduz o
1º Concílio de Lião: “disto se dá a entender
que certas culpas são perdoadas na presen-
te vida, e outras o são na vida futura, e o
Apóstolo disse que a obra de cada um, qual
seja, o fogo provará e aquele cuja obra arder
ao fogo, sofrerá, mas ele será salvo, porém
como quem o é através do fogo.(I Cor 3, 13
e 15).
Este estado após morte que precisa de pu-
rificação é o que chamamos “Purgatório”,
momento em que, seremos purificados de
faltas não mortais, antes de sermos ingres-
sados a luz imaculada de Deus.
Neste contexto, a Igreja católica nos ensina
que as nossas preces e sacrifícios, muito aju-
dam os sufrágios, tendo como sustentáculo
o texto bíblico do II livro de Macabeus 12,
42; “E puseram-se em oração implorar-lhe o
perdão completo do pecado cometido.” Os
sufrágios aplicam-se aos féis na medida em
que deles careçam. Se alguém reza por uma
alma que se acha na glória do céu, a suas
preces beneficiarão quem ainda precise de-
las.
Assim, a Campanha das Almas criada a
princípio para construção do Santuário das
Almas-Niterói, e agora em outra fase desti-
nada a formação dos padres do MSC, pos-
sibilita a oração de Padres e seminaristas
durante um ano, pela intenção dos nossos
falecidos. E ainda, com nossa contribuição
torna-nos agentes da Pastoral Vocacional,
possibilitando com sua ajuda financeira a
formação de novos sacerdotes Missionários
do Sagrado Coração.
Exorto a todo paroquiano a participar des-
ta pequena obra!
Terço Vocacional
Sérgio de Queiroz
Centro de Memória
Morgana Gonçalves
Em comemoração aos festejos do Ano Jubilar, o Espaço de
Memória Pe. Jerônimo Vermim ganhou duas mesas para
exposição de novos materiais que marcaram épocas da
história de nossa paróquia. Na foto, Débora, Rosi, Marcelo
e Carla, ex-jupistas, ficaram felizes, recordando bons mo-
mentos. Marcelo doou duas camisas do JUPA, dos anos 80
e 90, que já estão expostas em uma das novas mesas.
DIZIMISTAS ANIVERSARIANTES DE NOVEMBRO
- CATIA PÃES ARAÚJO
- CELIA REGINA DE ABREU AYRES
- CRISÁLIDA FERNANDES DA SILVA
- MARIA DE FÁTIMA BASTOS FERREIRA
- MARIA DE LOURDES ALVES FARIA
- ESTER CASQUEIRA DE OLIVEIRA
CASTANHEIRA
- CARLA DA SILVA SANTOS
- DOUGLAS MORENO RIBEIRO DOS
SANTOS
- EDITH FERREIRA DE OLIVIERA
- FRANCISCO GONÇALVES BANDEIRA
- MARIA CLARA DA SILVA CASTRO
- MILTON ESCLEVES CARDOSO
- MIRIAN SANTOS CRISPIM
- THEREZA DE ABREU AYRES
- MARIA ZIZELDA N. LIMA
- MARIA JOSEFINA M. LEMOS
- MARIA DAS DORES BARBOSA DA SILVA
- VERONICA PELICIONI BARRETO
GOUVEIA
- MARIA ISABEL DE CARVALHO
MENEZES
- MATEUS SOARES KROPF
- ALINE SALOMÃO BASTOS
- CAREN JÉSSICA MORAES
- FLAVIO TOMAZ FÉLIX
- IRANEIDE DE OLIVEIRA DINIZ
- MARIA MARGARIDA BARBOSA
- TANIA DA SILVA MARQUES
- WILMA DA SILVA E SOUZA
- JOSÉ CARLOS DE OLIVEIRA
MARCONDES
- SUELI FATIMA BENTO BARBOSA
- CAMILA DE MELO MONTEIRO
- LUCAS FERREIRA DA SILVA PIMENTA
- HELENA SANTOS
- REGINA MARIA DA SILVA
- RENATO SIMPLICIO CHAVES
- ANA MARIA DE AMORIM LAGE
- ELIETE DA SILVA TUROLA
- JOAQUIM MIGUEL DE OLIVEIRA
- LOURDES BRESCIANI SIMÕES
- MARIA IVANY ARAGÃO
- ANDRÉ DE SOUZA FRANCISCO
- SILVIO BASTOS AREAS
PÁGINA10 NOVOSHORIZONTESDEZembrODE2013NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA10
-- ANTONIA DOS SANTOS SOUZA
- AURORA DOS SANTOS
- CARLOS MAURICIO M. KROPF
- CLAUDIO RAFAEL BORGES LINHARES
- CREUSA FERREIRA DA SILVA SANTOS
- DANIEL MONTEIRO CALAZANS DE
ANDRADE
- MARIAANGELA MAURO CIELLO
- PAULO ROBERTO SILVA DE ANDRADE
- RITA MARIA DE ABREU AYRES
- DEISE CRISTINA ROCHAALCANTARA
- MARIA EURIDICE DE SÁ BACCI
- SIMONE OLIVEIRA DEORCIDROINO
- PATRICIA MATASSOLI DO NASCIMENTO
MITRIONE
- ELIMAR BARROS DE MOURA PEGADO
- AMALIA GOMES VALENTE
- EDIO ALVES GONÇALVES
- LEONARDO BRANCO DE OLIVEIRA
- LUCIANA SILVA DE MATTOS MOURA
- PAULO AZUIL MARTINS UCHOA
- VÂNIA MAGALHAES DUFRAYER
- EDILENE DOS SANTOS LAGOA
- MARLENE CORDEIRO DOS SANTOS
- LYA FERNANDES TEIXEIRA
- RUTH RAMOS
- ABILIO COSTA SOUSA
- EDUARDO PINTO BORGES DAS NEVES
- GEOVANE BONIFACIO DE SOUZA
- GILDO JUNIOR
- JOVINO MARQUES DA SILVA
- MORGANAKELLY DE LIMAGONÇALVES
- MARIA GOLFETTO SANTAGUEDA
- ROSA DA VIRGENS LIBORIO E SILVA
- MARIA DA PENHA MELO BARBOSA
- VALERIA CRISTINA DA S. BARBOSA
- ANA MARIA DOS SANTOS SILVA
- ANA MARIA PEDROSA BRANDÃO
- MARIA TERESA REIS RIBEIRO
- NELSON ANTONIO DOS SANTOS
- ZILDA FRANÇA DA SILVA
-MARIAISABELCONCEIÇÃOS.SARDINHA
- ROSANE DE SOUZA OLIVEIRA
- BENEDITA COSTA NOBERTO
- CARMEM JOSÉ SANTOS MOREIRA
- WANDA MARTINS LEITE DA SILVA
- ADELAIDE MARIA DAS DORES
FERREIRA
- CLAUDIO ALMEIDA SCHNIDT
- DULCINEA PEREIRA
- LILIOSA BARBOSA LIMA
- MARIA SANTANA NEVES DE LIMA
- NILSON CARLOS DA SILVA PEIXOTO
- THEREZINHA VAZ MARIANO
- ANA PAULA BUENO COELHO
- SANDRA MOREIRA RODRIGUES
- SÔNIA REGINA DA SILVA LIMA
- ELIZIA R. S. DIAS
- LENITA GARCIA LUCIANO
- JAQUELINE DOS SANTOS CARDOSO
- JOSÉ MAURICIO FERREIRA CASEIRA
- PAULO ROBERTO DE MENEZES
- TANIA DE FATIMA MACHADO
- VALMIRA DIAS DE MELO
- AMAURY COUTINHO
- LAIS CONCEIÇÃO C. DAMACENO
“Contribuindo com o dízimo,
estamos permitindo que o
Corpo de Cristo seja cada vez
participado.” (1Cor 12)
PÁGINA11DEZembrODE2013NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA11
CCorria o
ano de 1946
e a Praça Seca era
um lugar muito
tranquilo, com
as ruas e os mor-
ros de seu entor-
no arborizados.
A temperatura
era bem amena
e, aqui, os padres
holandeses, com
a nova paróquia
estabelecida na
Capela do Insti-
tuto São Luís, en-
frentavam com fé
PARTE II – OS PRIMEIROS QUATRO ANOS: A
CONSTRUÇÃO DA IGREJA MATRIZ
Lygia Maria Ribeiro, com Centro de memória Pe. Jerônimo Vermin, mSC
RAPIDINHAS
O Ministério Público remarcou para 6 de
dezembro as eleições para os Conselhos
Tutelares do Rio. Nossa paróquia tem três
candidatos: Bruno Lima, Maria Thereza e
Regina Márcia. Compareça, na nova data,
a uma das sessões de votação com identi-
dade e título de eleitor.
DOAÇÃO SANTA CASA
ADORAÇÃO NA SÃO PAULO
RENOVAÇÃO BATISMO
Toda primeira quinta-feira do mês, a comu-
nidade São Paulo Apóstolo, que pertence a
nossa paróquia, realiza confissão e adoração
ao Santíssimo Sacramento, a partir das 18h30.
FISIOTERAPIA DE GRAÇA
ÀS TERÇAS-FEIRAS
ELEIÇÃO CONSELHO TUTELAR
Terço Mariano na Comunidade São José
Operário e na Comunidade Santa Rosa de
Lima, às 19h, e na Igreja Matriz, às 18h.
Também às terças há um encontro do grupo
de Adoração, na comunidade São Paulo
Apostolo, às 19h.
O grupo Pau-Brasil está recolhendo doações
de fraldas e cobertores para a Santa Casa de
Misericórdia, em Cascadura. Quem quiser
colaborar, pode procurar o grupo ou deixar
as doações na secretaria. A entrega do mate-
rial será no dia 14 de novembro.
Todas as segundas feiras, às 14h, na Igreja
Matriz.
A fisioterapia gratuita está com novo horário
em nosso Centro Social. O atendimento é
realizado às quintas-feiras, de 9h às 12h. Para
mais informações, ligue: 2452-5188.
No dia 21 de outubro, haverá a renovação
das Promessas Batismais das crianças da
catequese de nossa paróquia. A celebração
será às 18h, na Igreja Matriz.
Comunidade Paroquial da
Praça Seca conta sua História
1947. Casa Paroquial
Padre Jerônimo e o sacristão
1949. Matriz provisória pronta
1948. Interior da Matriz
e coragem o desafio de uma grande missão. “Pa-
róquia nova! Sem Matriz, sem Casa Paroquial,
sem recurso, sem nada, a não ser a bênção de
Deus e do Prelado.” – escrevia o primeiro pároco
Pe. Jerônimo Vermin, msc, no Livro tombo, em
outubro de 1946.
Em maio de 1947, foi comprada uma casa pela
C o n g r e -
gação, na
rua Barão,
para servir,
provisoria-
mente, de
Casa Paro-
quial, onde
vieram mo-
rar os pa-
dres MSC
Jerônimo,
Enio, Car-
los e Gui-
lherme. Ao
lado dela,
em 1948,
no terreno
doado pela
prefeitura,
foi iniciada
a constru-
ção de uma
matriz pro-
visória.
No dia 24
de dezem-
bro de 1948,
o povo saiu
em pro-
cissão da
Capela São
Luiz, le-
vando as
imagens da
padroeira
N. Sra. do
S a g r a d o
Coração e
de N. Sra.
do Rosário,
até a Matriz
(ainda inacabada), onde foi feita a primeira cele-
bração, a Missa do Galo, à meia-noite.
Finalmente, para a alegria dos fiéis da Praça
Seca, em
1949, a
primeira
M a t r i z
de N.S-
ra. do
Sagrado
Coração
foi con-
cluída.
Fonte:
Primeiro
Livro
Tombo
(22 de
outubro
de 1946
a 1º de
janeiro
de 1981)
GRUPO DE ORAÇÃO BRISA SUAVE
PÁGINA12 NOVOSHORIZONTESNOVEMBRODE2015
O que
acontecerá?
GRUPO DE VIÚVOS
O Grupo Vivo Feliz , que surgiu do Encon-
tro de Viúvos e Viúvas com Cristo de nossa
paróquia, fará a reunião mensal no dia 26 de
novembro, às 15h, no Salão Sagrado Coração.
Todos os viúvos de nossa comunidade, que
queiram partilhar um momento de evangeli-
zação e alegria, são convidados a participar.
Venham!
Estão abertas as inscrições para o EPVM
(Encontro de Preparação para a Vida
Matrimonial), que acontecerá nos dias 14
e 15 de novembro. Maiores informações e
inscrições na secretaria paroquial ou com a
Pastoral Familiar.
CURSO DE NOIVOS
FESTA DA UNIDADE
A Arquidiocese do Rio, como vem fazendo
nos últimos dois anos, promoverá a Festa da
Unidade, no dia 21 de novembro, a partir das
14h, na Catedral Metropolitana. Haverá Ter-
ço da Misericórdia, testemunhos, adoração
e louvor, além de missa celebrada por Dom
Orani. Após a Eucaristia, o grupo "Rio em
Comunhão" fará um show gratuito nos Arcos
da Lapa. Participe!
MISSa DAS FAMÍLIAS
BINGO NO DIVINO
A Comunidade Divino Espírito Santo convi-
da a todos para o Bingo da Amizade no dia
8 de novembro. A festa começa ao meio-dia
com a Santa Missa. O Bingo acontecerá a par-
tir das 13h junto com o almoço. A cartela do
bingo e o almoço estão sendo vendidos por
apenas R$ 10. Os convites não serão vendidos
na hora. Participe!
Desde o dia 11 de outubro, as missas e
celebrações dominicais na Comunidade
Divino Espírito Santo, que pertence a nossa
paróquia, voltaram a acontecer às 12h. A
comunidade convida a todos para celebrar
com eles o Dia do Senhor!
CONTRA CORRUPÇÃO
MISSA NO DIVINO
A partir de novembro, a Missa das Famílias e
dos zeladores e famílias visitadas pela cape-
linha de Nossa Senhora do Sagrado Coração
acontecerá toda segunda sexta-feira do mês, às
19h15, na Igreja Matriz. Venha rezar pela sua
família sob intercessão de Maria. Todos são
convidados a participar.
Participe do abaixo-assinado que determina
um pacote de dez medidas contra a corrup-
ção. O projeto foi sugerido pelo Ministério
Público Federal e conta com o apoio da Igreja
Católica. É preciso conseguir 1, 5 milhão de
assinaturas para que a proposta seja encami-
nhada ao Congresso. Assine após as missas
de domingo na Matriz ou nas comunidades
Imaculada Conceição e São Paulo.
TRÍDUO IMACULADA
CONCEIÇÃO
MISSA FINADOS
No feriado de Finados haverá duas missas na
Igreja Matriz. Uma às 9h e outra às 19h15. De
hora em hora ocorrerá celebração no velário.
Também haverá missa de Finados na comuni-
dade Imaculada Conceição, na Rua Urucuia,
às 10h. Participe!
Todo quarto sábado do mês é dia de
Santa Missa na Beneficência Portuguesa. A
Eucaristia ocorre às 10h30. Dela participam os
doentes da casa de repouso, além de pastorais
da nossa Igreja, como a da Saúde e os MESC.
Participe você também.
NOSSA SENHORA DAS
GRAÇAS
BENEFICÊNCIA
Nos dias 5, 6 e 7 de dezembro a comunidade
Imaculada Conceição, que pertence a nossa
paróquia, realizará um tríduo em preparação a
festa de sua padroeira. As celebrações ocorre-
rão às 19h. No dia 8 de dezembro, dia de N.S.
Imaculada Conceição, haverá missa festiva às
19h. Todos estão convidados a participar.
A Igreja celebra, no dia 27 de novembro, a
festa de Nossa Senhora das Graças. Neste dia,
sexta, haverá missa no Repouso Santa Maria
ao meio-dia. Já no dia 28 de novembro, have-
rá missa na comunidade Nossa Senhora das
Graças, às 19h. Participe!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ROTEIRO HOMILÉTICO DO 5.º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO C
ROTEIRO HOMILÉTICO DO 5.º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO CROTEIRO HOMILÉTICO DO 5.º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO C
ROTEIRO HOMILÉTICO DO 5.º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO C
José Luiz Silva Pinto
 
Jornal 11 13 (1)
Jornal 11 13 (1)Jornal 11 13 (1)
Jornal novemb ro (2)
Jornal novemb ro (2)Jornal novemb ro (2)
Jornal novemb ro (2)
saojosepascom
 
Jornal março
Jornal marçoJornal março
Jornal março
saojosepascom
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
saojosepascom
 
Palestra ministros palavra
Palestra ministros palavraPalestra ministros palavra
Palestra ministros palavra
luciano
 
Jornal junho
Jornal junhoJornal junho
Jornal junho
saojosepascom
 
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARESMENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
cnisbrasil
 
Dimensões da pastoral
Dimensões da pastoralDimensões da pastoral
Dimensões da pastoral
João Pereira
 
Apostila preparação para o batismo
Apostila preparação para o batismoApostila preparação para o batismo
Apostila preparação para o batismo
Marcos Luiz DA Silva
 
Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...
 Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil... Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...
Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...
José Luiz Silva Pinto
 
C1226 palavra sem_dono
C1226 palavra sem_donoC1226 palavra sem_dono
C1226 palavra sem_dono
José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano c
José Luiz Silva Pinto
 
Jornal julho
Jornal julhoJornal julho
Jornal julho
saojosepascom
 
I domingo do advento ano c - tempo de esperança
I domingo do advento   ano c - tempo de esperançaI domingo do advento   ano c - tempo de esperança
I domingo do advento ano c - tempo de esperança
José Luiz Silva Pinto
 
P1309 trindade
P1309 trindadeP1309 trindade
P1309 trindade
José Luiz Silva Pinto
 
Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014
saojosepascom
 
Jornal setembro (3)
Jornal setembro (3)Jornal setembro (3)
Jornal setembro (3)
saojosepascom
 
Amore laeticia
Amore laeticiaAmore laeticia
Amore laeticia
Fraternitas Movimento
 
Jornal Aliança 2015/1
Jornal Aliança 2015/1Jornal Aliança 2015/1
Jornal Aliança 2015/1
CIP2014
 

Mais procurados (20)

ROTEIRO HOMILÉTICO DO 5.º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO C
ROTEIRO HOMILÉTICO DO 5.º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO CROTEIRO HOMILÉTICO DO 5.º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO C
ROTEIRO HOMILÉTICO DO 5.º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO C
 
Jornal 11 13 (1)
Jornal 11 13 (1)Jornal 11 13 (1)
Jornal 11 13 (1)
 
Jornal novemb ro (2)
Jornal novemb ro (2)Jornal novemb ro (2)
Jornal novemb ro (2)
 
Jornal março
Jornal marçoJornal março
Jornal março
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
 
Palestra ministros palavra
Palestra ministros palavraPalestra ministros palavra
Palestra ministros palavra
 
Jornal junho
Jornal junhoJornal junho
Jornal junho
 
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARESMENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
 
Dimensões da pastoral
Dimensões da pastoralDimensões da pastoral
Dimensões da pastoral
 
Apostila preparação para o batismo
Apostila preparação para o batismoApostila preparação para o batismo
Apostila preparação para o batismo
 
Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...
 Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil... Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...
Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...
 
C1226 palavra sem_dono
C1226 palavra sem_donoC1226 palavra sem_dono
C1226 palavra sem_dono
 
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano c
 
Jornal julho
Jornal julhoJornal julho
Jornal julho
 
I domingo do advento ano c - tempo de esperança
I domingo do advento   ano c - tempo de esperançaI domingo do advento   ano c - tempo de esperança
I domingo do advento ano c - tempo de esperança
 
P1309 trindade
P1309 trindadeP1309 trindade
P1309 trindade
 
Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014
 
Jornal setembro (3)
Jornal setembro (3)Jornal setembro (3)
Jornal setembro (3)
 
Amore laeticia
Amore laeticiaAmore laeticia
Amore laeticia
 
Jornal Aliança 2015/1
Jornal Aliança 2015/1Jornal Aliança 2015/1
Jornal Aliança 2015/1
 

Semelhante a Jornal Novos horizontes ed. novembro 2015

Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016
Pascom Paroquia Nssc
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
ParoquiaDeSaoPedro
 
São josé gráfica 2017
São josé gráfica 2017São josé gráfica 2017
São josé gráfica 2017
Roberto Rabat Chame
 
388
388388
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Espiral 61
Espiral 61Espiral 61
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Novos horizontes - Março 2014
Novos horizontes - Março 2014Novos horizontes - Março 2014
Novos horizontes - Março 2014
Pascom Paroquia Nssc
 
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdfNovos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
Pascom Paroquia Nssc
 
6º Encontro ano da fé documento de aparecida
6º Encontro ano da fé   documento de aparecida6º Encontro ano da fé   documento de aparecida
6º Encontro ano da fé documento de aparecida
Comunidade Católica NS Candelária Indaiatuba
 
Livreto das CEBs Páscoa 2015
Livreto  das CEBs Páscoa 2015 Livreto  das CEBs Páscoa 2015
Livreto das CEBs Páscoa 2015
Bernadetecebs .
 
Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015
Pascom Paroquia Nssc
 
Novos horizontes ed. junho 2015
Novos horizontes ed. junho 2015 Novos horizontes ed. junho 2015
Novos horizontes ed. junho 2015
Pascom Paroquia Nssc
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Documento de Aparecida
Documento de AparecidaDocumento de Aparecida
Documento de Aparecida
Carlinhos Pregador
 
Documento de Aparecida
Documento de AparecidaDocumento de Aparecida
Documento de Aparecida
GRUPO DE ORAÇÃO ANJO RAFAEL
 
Jornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_MarcoJornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_Marco
JMVSobreiro
 
Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé
Conage
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
ParoquiaDeSaoPedro
 

Semelhante a Jornal Novos horizontes ed. novembro 2015 (20)

Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
 
São josé gráfica 2017
São josé gráfica 2017São josé gráfica 2017
São josé gráfica 2017
 
388
388388
388
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Abril ...
 
Espiral 61
Espiral 61Espiral 61
Espiral 61
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Setemb...
 
Novos horizontes - Março 2014
Novos horizontes - Março 2014Novos horizontes - Março 2014
Novos horizontes - Março 2014
 
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdfNovos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
Novos horizontes ed. janeiro 2017 pdf
 
6º Encontro ano da fé documento de aparecida
6º Encontro ano da fé   documento de aparecida6º Encontro ano da fé   documento de aparecida
6º Encontro ano da fé documento de aparecida
 
Livreto das CEBs Páscoa 2015
Livreto  das CEBs Páscoa 2015 Livreto  das CEBs Páscoa 2015
Livreto das CEBs Páscoa 2015
 
Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015
 
Novos horizontes ed. junho 2015
Novos horizontes ed. junho 2015 Novos horizontes ed. junho 2015
Novos horizontes ed. junho 2015
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...
 
Documento de Aparecida
Documento de AparecidaDocumento de Aparecida
Documento de Aparecida
 
Documento de Aparecida
Documento de AparecidaDocumento de Aparecida
Documento de Aparecida
 
Jornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_MarcoJornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_Marco
 
Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
 

Mais de Pascom Paroquia Nssc

Advento 2017 ano-B-pdf
Advento 2017 ano-B-pdfAdvento 2017 ano-B-pdf
Advento 2017 ano-B-pdf
Pascom Paroquia Nssc
 
Programação semana santa 2017- PNSSC
Programação semana santa 2017- PNSSCProgramação semana santa 2017- PNSSC
Programação semana santa 2017- PNSSC
Pascom Paroquia Nssc
 
Informe pascom 17 a 21 fev 2016
Informe pascom 17 a 21 fev 2016Informe pascom 17 a 21 fev 2016
Informe pascom 17 a 21 fev 2016
Pascom Paroquia Nssc
 
Calendário Paroquial PNSSC 2016
Calendário Paroquial PNSSC 2016Calendário Paroquial PNSSC 2016
Calendário Paroquial PNSSC 2016
Pascom Paroquia Nssc
 
Jornal Novos horizontes ed. janeiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. janeiro 2016Jornal Novos horizontes ed. janeiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. janeiro 2016
Pascom Paroquia Nssc
 
Jornal Novos horizontes ed. dezembro 2015
Jornal Novos horizontes ed. dezembro 2015Jornal Novos horizontes ed. dezembro 2015
Jornal Novos horizontes ed. dezembro 2015
Pascom Paroquia Nssc
 
Jornal Novos horizontes ed. setembro 2015
Jornal Novos horizontes ed. setembro 2015Jornal Novos horizontes ed. setembro 2015
Jornal Novos horizontes ed. setembro 2015
Pascom Paroquia Nssc
 
Jornal Novos horizontes - edição julho de 2015
Jornal Novos horizontes - edição julho de 2015Jornal Novos horizontes - edição julho de 2015
Jornal Novos horizontes - edição julho de 2015
Pascom Paroquia Nssc
 
CONVITE PARA POSSE DIRETORIA CONGREGAÇÃO MARIANA
CONVITE PARA POSSE DIRETORIA CONGREGAÇÃO MARIANACONVITE PARA POSSE DIRETORIA CONGREGAÇÃO MARIANA
CONVITE PARA POSSE DIRETORIA CONGREGAÇÃO MARIANA
Pascom Paroquia Nssc
 
PROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA 2015 - COMUNIDADES PNSSC
PROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA 2015 - COMUNIDADES PNSSCPROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA 2015 - COMUNIDADES PNSSC
PROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA 2015 - COMUNIDADES PNSSC
Pascom Paroquia Nssc
 
Programação da Semana Santa, na Matriz- PNSSC
Programação da Semana Santa, na Matriz- PNSSCProgramação da Semana Santa, na Matriz- PNSSC
Programação da Semana Santa, na Matriz- PNSSC
Pascom Paroquia Nssc
 
Calendário pastoral fev2015
Calendário pastoral fev2015Calendário pastoral fev2015
Calendário pastoral fev2015
Pascom Paroquia Nssc
 
Jornal Novos horizontes - fevereiro 2015
Jornal Novos horizontes - fevereiro 2015 Jornal Novos horizontes - fevereiro 2015
Jornal Novos horizontes - fevereiro 2015
Pascom Paroquia Nssc
 
Jornal Novos Horizontes - Janeiro de 2015
Jornal Novos Horizontes - Janeiro de 2015Jornal Novos Horizontes - Janeiro de 2015
Jornal Novos Horizontes - Janeiro de 2015
Pascom Paroquia Nssc
 
INFORME PASCOM (avisos paroquiais) - dez2014
INFORME PASCOM (avisos paroquiais) -  dez2014INFORME PASCOM (avisos paroquiais) -  dez2014
INFORME PASCOM (avisos paroquiais) - dez2014
Pascom Paroquia Nssc
 
Visita pastoral de dom antonio à paróquia de nossa senhora do sagrado coração1
Visita pastoral de dom antonio à paróquia de nossa senhora do sagrado coração1Visita pastoral de dom antonio à paróquia de nossa senhora do sagrado coração1
Visita pastoral de dom antonio à paróquia de nossa senhora do sagrado coração1
Pascom Paroquia Nssc
 
Calendário PNSSC - Outubro2014
Calendário PNSSC -  Outubro2014 Calendário PNSSC -  Outubro2014
Calendário PNSSC - Outubro2014
Pascom Paroquia Nssc
 
Calendário 2015
Calendário 2015Calendário 2015
Calendário 2015
Pascom Paroquia Nssc
 
Jornal Novos horizontes ed julho 2014
Jornal Novos horizontes ed julho 2014Jornal Novos horizontes ed julho 2014
Jornal Novos horizontes ed julho 2014
Pascom Paroquia Nssc
 
Programação Semana Santa na MATRIZ - PNSSC
Programação Semana Santa na MATRIZ - PNSSCProgramação Semana Santa na MATRIZ - PNSSC
Programação Semana Santa na MATRIZ - PNSSC
Pascom Paroquia Nssc
 

Mais de Pascom Paroquia Nssc (20)

Advento 2017 ano-B-pdf
Advento 2017 ano-B-pdfAdvento 2017 ano-B-pdf
Advento 2017 ano-B-pdf
 
Programação semana santa 2017- PNSSC
Programação semana santa 2017- PNSSCProgramação semana santa 2017- PNSSC
Programação semana santa 2017- PNSSC
 
Informe pascom 17 a 21 fev 2016
Informe pascom 17 a 21 fev 2016Informe pascom 17 a 21 fev 2016
Informe pascom 17 a 21 fev 2016
 
Calendário Paroquial PNSSC 2016
Calendário Paroquial PNSSC 2016Calendário Paroquial PNSSC 2016
Calendário Paroquial PNSSC 2016
 
Jornal Novos horizontes ed. janeiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. janeiro 2016Jornal Novos horizontes ed. janeiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. janeiro 2016
 
Jornal Novos horizontes ed. dezembro 2015
Jornal Novos horizontes ed. dezembro 2015Jornal Novos horizontes ed. dezembro 2015
Jornal Novos horizontes ed. dezembro 2015
 
Jornal Novos horizontes ed. setembro 2015
Jornal Novos horizontes ed. setembro 2015Jornal Novos horizontes ed. setembro 2015
Jornal Novos horizontes ed. setembro 2015
 
Jornal Novos horizontes - edição julho de 2015
Jornal Novos horizontes - edição julho de 2015Jornal Novos horizontes - edição julho de 2015
Jornal Novos horizontes - edição julho de 2015
 
CONVITE PARA POSSE DIRETORIA CONGREGAÇÃO MARIANA
CONVITE PARA POSSE DIRETORIA CONGREGAÇÃO MARIANACONVITE PARA POSSE DIRETORIA CONGREGAÇÃO MARIANA
CONVITE PARA POSSE DIRETORIA CONGREGAÇÃO MARIANA
 
PROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA 2015 - COMUNIDADES PNSSC
PROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA 2015 - COMUNIDADES PNSSCPROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA 2015 - COMUNIDADES PNSSC
PROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA 2015 - COMUNIDADES PNSSC
 
Programação da Semana Santa, na Matriz- PNSSC
Programação da Semana Santa, na Matriz- PNSSCProgramação da Semana Santa, na Matriz- PNSSC
Programação da Semana Santa, na Matriz- PNSSC
 
Calendário pastoral fev2015
Calendário pastoral fev2015Calendário pastoral fev2015
Calendário pastoral fev2015
 
Jornal Novos horizontes - fevereiro 2015
Jornal Novos horizontes - fevereiro 2015 Jornal Novos horizontes - fevereiro 2015
Jornal Novos horizontes - fevereiro 2015
 
Jornal Novos Horizontes - Janeiro de 2015
Jornal Novos Horizontes - Janeiro de 2015Jornal Novos Horizontes - Janeiro de 2015
Jornal Novos Horizontes - Janeiro de 2015
 
INFORME PASCOM (avisos paroquiais) - dez2014
INFORME PASCOM (avisos paroquiais) -  dez2014INFORME PASCOM (avisos paroquiais) -  dez2014
INFORME PASCOM (avisos paroquiais) - dez2014
 
Visita pastoral de dom antonio à paróquia de nossa senhora do sagrado coração1
Visita pastoral de dom antonio à paróquia de nossa senhora do sagrado coração1Visita pastoral de dom antonio à paróquia de nossa senhora do sagrado coração1
Visita pastoral de dom antonio à paróquia de nossa senhora do sagrado coração1
 
Calendário PNSSC - Outubro2014
Calendário PNSSC -  Outubro2014 Calendário PNSSC -  Outubro2014
Calendário PNSSC - Outubro2014
 
Calendário 2015
Calendário 2015Calendário 2015
Calendário 2015
 
Jornal Novos horizontes ed julho 2014
Jornal Novos horizontes ed julho 2014Jornal Novos horizontes ed julho 2014
Jornal Novos horizontes ed julho 2014
 
Programação Semana Santa na MATRIZ - PNSSC
Programação Semana Santa na MATRIZ - PNSSCProgramação Semana Santa na MATRIZ - PNSSC
Programação Semana Santa na MATRIZ - PNSSC
 

Último

10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 

Último (14)

10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 

Jornal Novos horizontes ed. novembro 2015

  • 1. Novembro de 2015Fundado em Janeiro de 1972 - Ano XLIII Nº 524 No dia 22 de novembro, celebraremos a Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo. Esta é mais uma oportunidade para declararmos que Jesus é o nosso Senhor. Com a festa de Cristo Rei, encerramos o Ano Litúrgico da Igreja e iniciamos nossa preparação para a chegada do Salvador
  • 2. DEZEMBRO DE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA02 Missas na Matriz: Domingos: às 7h, 9h, 18h15 e 20h. Segunda-feira: Missa da Esperança, às 19h15. Terça-feira: Celebração da Palavra, às 19h15. Quarta-feira: Missa às 19h15 e, após, Terço dos Homens. Quinta e sexta-feira às 19h15 Todos os sábados, às18h, Missa no EXPEDIENTEPAROQUIALOrientador: Pe. Gilberto Escarati, mSC Redatores: Carlos Silveira, Claudia Moreira, Marli Jordão, Diácono Jatobá, Diácono João Walterfang, Sergio de Queiroz, Virgínia Lopes. Fotografia: Anderson Lucena e colaboradores Pascom Revisão: Maria Clara Fonseca Editoração e Diagramação: Bruno Tortorella Site: http://paroquianssc. wordpress.com E-mail: paroquianssc@gmail.com Anúncio: Secretaria Paroquial Administração: Rua Barão, 807 Praça Seca - Jacarepaguá- RJ Tel.: (21) 2452-5188 e 2464-1947 Impressão Gráfica: Newstec Tel: (21) 3552-0580 expediente NOVEMbroDE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA02 T recho de matéria publica- da no Jornal Folha de São Paulo em 26 de outubro. O Sínodo tratou de muitos temas relativos à família: no seu parecer, quais serão as contribuições que mais deixarão marcas no presente e no futuro da família? Dom Odilo: O tema foi “a vo- cação e a missão da família na Igreja e na sociedade contempo- rânea”, mas abordamos pratica- mente todos os temas referentes ao casamento e à família. Algumas questões apareceram claras: uma renovada valorização da família pela Igreja, como realidade boa e querida por Deus; o casamento entre um homem e uma mulher dá início a uma família; muitas situa- ções novas e complexas envolvem hoje a família e requerem a aten- ção pastoral renovada da Igreja, que precisa estar próxima das fa- mílias marcadas pela dor e todo tipo de sofrimento. A Igreja, ao mesmo tempo que convida todos a acolherem a Boa Nova de Jesus, precisa olhar com paciência e mi- sericórdia os casais e as famílias O calendário litúrgico começa com o primeiro domingo do adven- to, em preparação para o Natal do Senhor, e termina com o domingo de “Cristo, Rei do Universo”. Por isso, a festa de Cristo Rei merece uma reflexão. Rei, não há outra palavra menos apropriada para Jesus. Ele é um rei atípico reina perdoando, amando e comunicando vida a partir de uma situação de humilhação e impotên- cia extrema. Um rei crucificado é uma contradição e um escândalo. O título de Cristo Rei corre o risco de ser utilizado de uma forma pagã, como uma pura imitação dos reis deste mundo. O triunfalismo reli- gioso e político tem utilizado este título para defender ideias domina- doras e conservadoras. Esse é o maior paradoxo da histó- ria humana: o Crucificado é espe- rança dos pobres, dos pecadores e de todos os sofredores. Jesus é Rei des- ta forma e não da forma triunfalista como querem os cristãos “gloriosos”. Um rei que toca leprosos, que prefe- re a companhia dos excluídos e não dos poderosos deste mundo. Um rei que lava os pés dos seus, um rei ser- vidor, um rei que não tem dinheiro e que não pode defender-se, que não crucificado é tem exército... Um rei sem trono, sem palácio, sem exérci- to, sem poder. Jesus um estranho rei: seu trono Pe. Gilberto Escarati, mSC Cristo Rei Editorial é a Cruz, sua coroa é de espinhos. Não tem manto, está desnudo. Até os seus o abandonaram. Jesus será “Rei do Universo” quan- do a paz, o amor e a justiça reinarem em todos os rincões da terra, quan- do todos sejamos testemunhos da verdade, quando em todos os am- bientes a mesa do Reino se tornar mesa de inclusão e de acolhida. Jesus será Rei quando estivermos dispos- tos a fazer descer da Cruz aqueles que estão pendurados nela. A festa de “Cristo Rei” nos convida também a tomar a Cruz e “descer” com Jesus até à cruz da humanidade. A solidariedade com os pobres, a fidelidade à vida evangélica, nos fa- zem descer aos porões das contradi- ções sociais e políticas, às realidades inóspitas, aos terrenos contamina- dos e difíceis, às periferias insalubres das quais todos fogem e onde os ex- cluídos deste mundo lutam por so- breviver. Ali nos encontramos com o Crucificado, identificado com os crucificados da história. Entende-se, assim, o grande “gri- to” que brotou das profundezas da dor de Jesus na Cruz e que continua ecoando como clamor angustiado. Nele se condensam todos os gritos da humanidade sofredora. Ao ecoar seu grito junto aos crucificados, pro- vocará grandes novidades. Um grito que não fica no vazio, mas aponta para a vida. que vivem em situações con- trastantes com o ensinamento do Evangelho. Antes do Sínodo, criou-se uma grande expectativa sobre a questão da comunhão eucarísti- ca aos divorciados e recasados. Após o Sínodo, esses casais po- dem ou não receber a Eucaris- tia? Dom Odilo: O Sínodo não ti- nha a missão de “resolver” essa questão, pois a natureza do sí- nodo é consultiva, e não decisó- ria. O Sínodo ofereceu algumas indicações ao Papa em relação ao eventual acesso à mesa eu- carística dos casais que vivem em segunda união. Permanecem válidas as indicações dadas pelo Papa São João Paulo II na Exor- tação Apostólica Familiaris- Consortio, de 1981. A resposta não consiste num generalizado “pode”, ou “não pode”. Os casos não são todos iguais. Em algu- mas situações, pode haver uma permissão especial para comun- gar. O que o Sínodo falou com clareza é que esses casais não estão excomungados, nem de- vem se considerar como tais; são filhos da Igreja e têm mui- tas possibilidades de se sentirem parte da Igreja e em comunhão com Deus. Além da comunhão eucarística, há a comunhão de fé, da escuta e vivência da Pala- vra de Deus, da oração comum, da caridade, da participação na missão da Igreja... Cardeal Odilo Scherer: O Sínodo sobre a família Diácono Jatobá Repouso Santa Maria, Rua Japurá, 555. Secretaria Paroquial: Atendimento de segunda a sexta-feira, de 8h às 20h. Sábados, das 8h às 12h. Inscrição para o Batismo: Atendimento no 1º domingo, às 8h. Confissões e Aconselhamentos: Quinta e sexta-feira, marcando antes na secretaria.
  • 3. NOVEMBRODE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA03 Viva São Francisco de Assis 11º Encontro de Corais DNJ No último dia 4 de outubro, celebra- mos a festa de São Francisco de Assis. A comunidade de nossa paróquia que homenageia o santo organizou um animado tríduo em preparação as co- No dia 24 de outubro, nossa paróquia recebeu o 11º Encontro de Corais. Além do antifitrião Pa- dre Júlio Chevalier, estiveram presentes os corais Grupo Vocal Clave de Sol, Capen, Mater Nostra, Jovens de nossa paróquia participaram do Dia Nacional da Juventude, celebrado na Catedral do Rio, no último dia 18 de outubro. O DNJ é, na verdade, no último domin- go do mês das missões, mas por conta do Enem foi anteci- pado. Nossa animada juventu- de rezou, louvou e mostrou a força dos jovens que seguem a Cristo. O Reino de Deus, a justiça traz liberdade e vida para todos, pertence já aos pobres, e são os pobres que vão realizá-lo, através da prática da justiça. Esta parte de Mateus vai explicar o que já havia dito em 5,6: “Que a luz de vocês brilhe diante dos homens, para que eles vejam as boas obras que vocês fazem e louvem o pai de vocês que está no céu.” Os seguidores de Jesus, ao contrário dos fari- seus, deverão praticar a justiça não para se exi- birem, bancando os “tais”, mas obedecer ao Pai, fonte de liberdade e vida para todos. O Pai é o começo e o fim de tudo. Os homens são apenas instrumentos. No tempo de Jesus, a justiça era encarada como a realização de três práticas: esmola, oração e je- jum. Poderíamos pensar essas coisas como prá- ticas isoladas. Elas, porém, são muito mais que isso. Na verdade, englobam todas as relações que mantemos na vida. E a justiça deve ser praticada em todas as relações, para que haja, de fato, li- Evangelho de Mateus berdade e vida para todos. Podemos dar ou não esmola (Mt.6, 2-4) para os que pedem, mas sempre ficamos incomoda- das, pois sabemos que isto não resolverá com- pletamente o problema do mendigo. No Reino de Deus, a justiça proporciona vida digna para todos, através da partilha igualitária dos bens que ele destinou a todos. Devemos lutar por um sistema que realmente faça uma partilha justa dos bens; e assim experi- mentar a justiça do próprio Deus. A oração (Mt. 6,5-6) nos coloca em contato com o Pai, continuamente nos lembrando do projeto de Deus e do nosso compromisso com esse projeto. Aí, pedimos, agradecemos, louvamos e reno- vamos a nossa fé e confiança. Em resposta a isso, Mateus coloca aqui o Pai Nosso, oração de Jesus e todos os que com ele se comprometem (6,7-15). Nela, está o modelo da oração cristã, fonte da espiritualidade dos po- bres. Marli Jordão Encanta Vaz Lobo e Projeto Gugu. Miriam, da equipe de Canto, recebeu uma homenagem por ter incentivado e ajudado a formar o co- ral, junto com o Pe. Marcos Vinícius, em 2003. memorações do padroeiro. No dia 4, os fiéis saíram em procissão pelas ruas da comunidade. Depois, hou- ve missa solene presidida por padre Rafael Lima, mSC e um delicioso almoço.
  • 4. JaneiroDE2014 NOVOSHORIZONTESPÁGINA04NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA04 A missão é dever de todos nós Homenagem no Dia do Professor No dia 14 de outubro, no Céuzinho, comemo- ramos o Dia do Professor. O homenageado foi o professor André que, com o seu carisma e dedicação, recebeu presentes e o reconheci- mento pelo belo trabalho que vem sendo feito através do Programa Rio em Forma Olímpi- co. Os alunos partilharam um farto lanche, demonstrando satisfação pelo bem-estar que a ginástica proporciona às pessoas. Nosso grupo, a maioria da terceira idade, muitos recuperados pela falta de exercícios físicos, hoje se sente agradecido ao programa realiza- do em nossa paróquia e pelo acolhimento ao professor. Atenta ao apelo missionário da Igreja, nossa paróquia encerrou o mês de outubro com duas frentes de missão concretizadas. No dia 24, voltamos a nos reunir para a terceira e última fase de visitação a famílias na comunidade São Francisdo de Assis. Um dia depois, em 25 de outubro, fiéis da comunidade Imaculada Concei- ção iniciaram o primeiro dia de missão pelas ruas e vielas da Chacrinha. Aurenei Valois Walterfang Acima, padre Rafael abençoa os missionários na missa de envio. À direita, jovens e crianças da Imaculada fazem momento missionário junto a uma família Missionários caminham por beco da comunidade Fiéis posam pra foto após missão na São Francisco
  • 5. DEZEMBRO DE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA05 No último dia 24 de outubro, leigos missionários de toda nossa paróquia atuaram no terceiro dia de evangelização de famílias que moram na comunidade São Franscisco de Assis. Nas casas visitadas, os moradores puderam partilhar suas vivências e receber um pouco da palavra de Deus. Para comentar sobre a missão na Chacrinha, convidamos José Carvalho, que faz parte do Conselho Missionário Paroquial. Veja! COM A PALAVRA COMUNIDADE NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA05 Encontro de Universitários Cristãos O III Encontro Brasileiro de Universitários Cris- tão foi uma experiên- cia ótima, pois foi possível ver de perto o trabalho missionário rea- lizado pela Pastoral Universitária e a importância dela dentro das instituições de ensino superior. No meio universitário, nos de- paramos com diversas culturas e pessoas com pensamentos distin- tos. A universidade, portanto, se torna o local propício para levar a Palavra de Deus e fazer com que os universitários tenham um con- tato diário com Cristo. Apesar de não fazermos parte de nenhum grupo religioso na faculdade, o tempo que permanecemos em contato com Deus no ambiente universitário com certeza nos ajuda a sermos reflexo Dele. Este encontro nos permitiu sermos mais missio- nários, trocarmos experiências e aprendermos mais sobre Deus e sobre o nosso dever enquanto leigos religiosos. Além de conhecermos pessoas de todos Matheus Lima e Renata Machado os estados brasileiros, pudemos ter con- tato suas culturas e costumes. Eles se tor- naram nossos amigos de fé e de missão. Estávamos com receio de ir, pois tive- mos que viajar de madrugada por uma estrada sinuosa e de difícil iluminação, mas aceitamos este chamado e acredita- mos que Deus está e esteve conosco. Foi perfeito! Muito obrigado, Senhor, por nos dar saúde, nos escolher e estar conosco a todo instante. Obrigado a Paróquia Nos- sa Senhora do Sagrado Coração por esta oportu- nidade e a todo setor juventude e pastoral uni- versitária por elaborar este encontro missionário maravilhoso. Esperamos ir ao próximo EBRUC, agora com mais missionários da nossa paróquia. NH: Qual o balanço das visitas? José Carva- lho: Excelente. Tivemos uma receptividade muito grande por parte dos moradores da comunidade, que nos acolheram muito bem desde o primeiro encontro. Acre- dito que as pessoas estão muito neces- sitadas de um fortalecimento espiritual, elas sabem e relataram isso, elas pare- cem até rezarem mais não procuram a igreja NH: O resultado obtido esteve den- tro do esperado pelo Comipa? José Carvalho: Sim, foi um bom resul- tado. Na primeira visita foram 96 mis- sionários, que visitaram 64 casas. Na segunda data de missão foram 68 mis- sionários visitando 48 residências. E na última, tivemos 42 leigos que conversa- ram com 68 famílias. Mas se fomos levar em consideração o tamanho de nossa paróquia, acredito que os números po- deriam ser melhor. Tivemos em média cerca de 70 missionários com 65 visitas em cada dia da missão. NH: Quais foram os pontos positivos? O que ainda precisa ser melhorado para os próximos anos? E o que pode- mos guardar como aprendizado? José Carvalho: Dentre os pontos posi- tivos, destaco a pronta reposta desses missionários que souberam vencer o medo, se doaram e entenderam a gran- diosidade da missão. Precisamos enco- rajar e mostrar aos nossos paroquianos o quão importante e prazeroso é poder visitar pessoas tão simples e carentes que estão necessitadas de uma palavra amiga e confortadora. Ficamos com o aprendizado de que ali tem muitas pes- soas carentes, com muitos problemas, e que podemos ajudar. NH: Qual legado deixado por estas missões? José Carvalho: A conexão de nossa paróquia com a comunidade, apresen- tando-a nossos serviços, que vão além do lado religioso. Tenho certeza que deixamos o nosso lado acolhedor, trans- mitido por todos os missionários leigos e religiosos de nossa Paróquia.
  • 6. NOVEMBRODE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA06 Sob o olhar de Maria, celebramos 69 anos de missão De 10 a 18 de outubro, celebramos o novenário em comemoração aos 69 anos de fundação de nossa paróquia e da presença dos Missionários do Sagrado Coração em nossa comunidade. Foram dias de festa, alegria, partilha, oração, agradecimento e ação de graças pelo belo testemunho cristão que nós realizamos no bairro da Praça Seca. Louvado seja Deus por nossa missão! Corredor de membros de pastorais na procissão de entrada do 6º dia do novenário Sob proteção de Maria, padres Gilberto e Rafael dão a bênção ao povo ao final da missa solene de 69 anos da paróquia Chuva de pétalas na coroação de Nossa Senhora Em carreata, a imagem de Nossa Senhora passa pelas ruas da Praça Seca Cantores encenam anúncio do Anjo Gabriel a Maria, no 2º dia do novenário Fotos: Pascom e Helena Furtado Fiéis recebem vinho no 8º dia do novenário, em referência ao milagre de Jesus nas Bodas de Caná Pátio lotado no Bingo. Todos na expectativa de levar a poupança no valor de R$ 5 mil Coral Júlio Chevalier anima 5º dia do novenário O bonito bolo comemorativo dos 69 anos de nossa paróquia encerrou a comemoração do 7ºdia do novenário
  • 7. NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA07 "O que a memória amou, torna-se eterno" A frase dita pela filósofa Adélia Prado foi repetida por nosso pároco, padre Gilberto, na Solenidade de Nossa Senhora Apareci- da, no último dia 12 de outubro, que abriu as comemorações do Ano Jubilar de nossa paróquia. No Centro Cultural Profª Dyla, onde nossa comunidade começou, os fiéis puderam ver fotos antigas do bairro da Praça Seca e de nossa paróquia, na exposi- ção Diácono José Caseira. Depois, os devo- tos saíram em procissão até a Igreja Matriz para celebrar mais um capítulo de nossa memória. Pescador carrega a imagem de N.S. Aparecida em procissão À esquerda, grupo mariano se consagra a Nossa Senhora. À direita, a assembleia faz o gesto do coração missionário Durante a procissão, padre Rafael conversa com uma fiel enferma Fiéis recebem fita de N.S. do Sagrado Coração, um dos sinais que marca nossa caminhada Jubilar Um dos símbolos que nos acompanhará nos festejos do Ano Jubilar é o acervo de fotos, inaugurado no dia 12 Padre Gilberto presidiu a Missa, que foi concelebrada pelos diáconos e pelos padres Rafael, Chico Carlos e ValentimNossa Igreja ficou repleta de fiéis
  • 8. DEZembrODE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA08NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA08 Por: Claudia Moreira CATECRIANDO
  • 9. DEZembrODE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA09NOVEMBRODE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA09 Seja um patrocinador Quer divulgar o seu produto em nosso jornal Novos Horizontes? Então ligue para a secretaria da paróquia: 24525188 Você anuncia e colabora com esta obra de evangelização! Todas as quartas-feiras, das 18:00h às 19:00h, no Sacrário o Terço Vocacional ROGATE Toda primeira quarta-feira e toda terceira quarta-feira do mês, o MOVIMENTO SERRA DO BRASIL, sala "L", das 19:30min às 21:00h, Movimento Leigo por todas as Vocações, na Paróquia. Venha rezar pelas vocações! O que leva as pessoas a terem uma mudan- ça radical na sua forma de pensar? O que gera determinados comportamentos inexplicá- veis? O grande vilão são os agentes externos. Nada acontece pelo simples fato de acontecer. Há muito tempo venho observando que esses agentes atuam lentamente no indivíduo, des- truindo as ideias formadas ao longo do tempo, fazendo com que a pessoa vá gerando mudan- ças na forma de pensar e, é claro, na sua vida. Ao contrário do que muitos pensam, que são mudanças da noite para o dia, na maioria dos casos, elas funcionam como um conta-gotas, onde os veículos de comunicação são os gran- des responsáveis e atuam de forma negativa na personalidade já formada do indivíduo. O prazer pessoal pode nos trazer pensamentos negativos, que vão crescendo dentro de nós, dificultando o perdão e tirando até a paz in- terior. Ninguém quer abrir mão de nenhum Crônica do Mês Purgatório e a Campanha das AlmasViver no Espírito prazer, mesmo aquele mais secreto que vai nos corroendo, nos tornando vulneráveis e mais passíveis de cometer erros. Daí há que se ter muito cuidado. Temos que observar a vida, fazer com que vejamos mais com os olhos do coração, per- ceber como somos queridos e bons no que fazemos e no que somos. Não podemos ser egoístas a ponto de passar por cima de tudo o que foi construído, mesmo porque não per- cebemos, mas Deus está nos observando e perdoando como só Ele faz. Portanto, é bom que observemos bem o certo, o correto, antes de expor nossas vidas com mudanças bruscas, na nossa forma de viver, colocando distante o nosso próximo. A fé nos leva a crer que algumas pes- soas que morem sem a reconci- liação e o perdão necessários, não são privadas de Deus por uma incisiva con- denação. Estas pessoas, após morte devem ser purificadas. Jesus disse: “se alguém dis- ser blasfêmia contra o Espirito Santo, nem neste mundo nem no outro isto lhe será perdoado.” (Mt 12,32). Do que se deduz o 1º Concílio de Lião: “disto se dá a entender que certas culpas são perdoadas na presen- te vida, e outras o são na vida futura, e o Apóstolo disse que a obra de cada um, qual seja, o fogo provará e aquele cuja obra arder ao fogo, sofrerá, mas ele será salvo, porém como quem o é através do fogo.(I Cor 3, 13 e 15). Este estado após morte que precisa de pu- rificação é o que chamamos “Purgatório”, momento em que, seremos purificados de faltas não mortais, antes de sermos ingres- sados a luz imaculada de Deus. Neste contexto, a Igreja católica nos ensina que as nossas preces e sacrifícios, muito aju- dam os sufrágios, tendo como sustentáculo o texto bíblico do II livro de Macabeus 12, 42; “E puseram-se em oração implorar-lhe o perdão completo do pecado cometido.” Os sufrágios aplicam-se aos féis na medida em que deles careçam. Se alguém reza por uma alma que se acha na glória do céu, a suas preces beneficiarão quem ainda precise de- las. Assim, a Campanha das Almas criada a princípio para construção do Santuário das Almas-Niterói, e agora em outra fase desti- nada a formação dos padres do MSC, pos- sibilita a oração de Padres e seminaristas durante um ano, pela intenção dos nossos falecidos. E ainda, com nossa contribuição torna-nos agentes da Pastoral Vocacional, possibilitando com sua ajuda financeira a formação de novos sacerdotes Missionários do Sagrado Coração. Exorto a todo paroquiano a participar des- ta pequena obra! Terço Vocacional Sérgio de Queiroz Centro de Memória Morgana Gonçalves Em comemoração aos festejos do Ano Jubilar, o Espaço de Memória Pe. Jerônimo Vermim ganhou duas mesas para exposição de novos materiais que marcaram épocas da história de nossa paróquia. Na foto, Débora, Rosi, Marcelo e Carla, ex-jupistas, ficaram felizes, recordando bons mo- mentos. Marcelo doou duas camisas do JUPA, dos anos 80 e 90, que já estão expostas em uma das novas mesas.
  • 10. DIZIMISTAS ANIVERSARIANTES DE NOVEMBRO - CATIA PÃES ARAÚJO - CELIA REGINA DE ABREU AYRES - CRISÁLIDA FERNANDES DA SILVA - MARIA DE FÁTIMA BASTOS FERREIRA - MARIA DE LOURDES ALVES FARIA - ESTER CASQUEIRA DE OLIVEIRA CASTANHEIRA - CARLA DA SILVA SANTOS - DOUGLAS MORENO RIBEIRO DOS SANTOS - EDITH FERREIRA DE OLIVIERA - FRANCISCO GONÇALVES BANDEIRA - MARIA CLARA DA SILVA CASTRO - MILTON ESCLEVES CARDOSO - MIRIAN SANTOS CRISPIM - THEREZA DE ABREU AYRES - MARIA ZIZELDA N. LIMA - MARIA JOSEFINA M. LEMOS - MARIA DAS DORES BARBOSA DA SILVA - VERONICA PELICIONI BARRETO GOUVEIA - MARIA ISABEL DE CARVALHO MENEZES - MATEUS SOARES KROPF - ALINE SALOMÃO BASTOS - CAREN JÉSSICA MORAES - FLAVIO TOMAZ FÉLIX - IRANEIDE DE OLIVEIRA DINIZ - MARIA MARGARIDA BARBOSA - TANIA DA SILVA MARQUES - WILMA DA SILVA E SOUZA - JOSÉ CARLOS DE OLIVEIRA MARCONDES - SUELI FATIMA BENTO BARBOSA - CAMILA DE MELO MONTEIRO - LUCAS FERREIRA DA SILVA PIMENTA - HELENA SANTOS - REGINA MARIA DA SILVA - RENATO SIMPLICIO CHAVES - ANA MARIA DE AMORIM LAGE - ELIETE DA SILVA TUROLA - JOAQUIM MIGUEL DE OLIVEIRA - LOURDES BRESCIANI SIMÕES - MARIA IVANY ARAGÃO - ANDRÉ DE SOUZA FRANCISCO - SILVIO BASTOS AREAS PÁGINA10 NOVOSHORIZONTESDEZembrODE2013NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA10 -- ANTONIA DOS SANTOS SOUZA - AURORA DOS SANTOS - CARLOS MAURICIO M. KROPF - CLAUDIO RAFAEL BORGES LINHARES - CREUSA FERREIRA DA SILVA SANTOS - DANIEL MONTEIRO CALAZANS DE ANDRADE - MARIAANGELA MAURO CIELLO - PAULO ROBERTO SILVA DE ANDRADE - RITA MARIA DE ABREU AYRES - DEISE CRISTINA ROCHAALCANTARA - MARIA EURIDICE DE SÁ BACCI - SIMONE OLIVEIRA DEORCIDROINO - PATRICIA MATASSOLI DO NASCIMENTO MITRIONE - ELIMAR BARROS DE MOURA PEGADO - AMALIA GOMES VALENTE - EDIO ALVES GONÇALVES - LEONARDO BRANCO DE OLIVEIRA - LUCIANA SILVA DE MATTOS MOURA - PAULO AZUIL MARTINS UCHOA - VÂNIA MAGALHAES DUFRAYER - EDILENE DOS SANTOS LAGOA - MARLENE CORDEIRO DOS SANTOS - LYA FERNANDES TEIXEIRA - RUTH RAMOS - ABILIO COSTA SOUSA - EDUARDO PINTO BORGES DAS NEVES - GEOVANE BONIFACIO DE SOUZA - GILDO JUNIOR - JOVINO MARQUES DA SILVA - MORGANAKELLY DE LIMAGONÇALVES - MARIA GOLFETTO SANTAGUEDA - ROSA DA VIRGENS LIBORIO E SILVA - MARIA DA PENHA MELO BARBOSA - VALERIA CRISTINA DA S. BARBOSA - ANA MARIA DOS SANTOS SILVA - ANA MARIA PEDROSA BRANDÃO - MARIA TERESA REIS RIBEIRO - NELSON ANTONIO DOS SANTOS - ZILDA FRANÇA DA SILVA -MARIAISABELCONCEIÇÃOS.SARDINHA - ROSANE DE SOUZA OLIVEIRA - BENEDITA COSTA NOBERTO - CARMEM JOSÉ SANTOS MOREIRA - WANDA MARTINS LEITE DA SILVA - ADELAIDE MARIA DAS DORES FERREIRA - CLAUDIO ALMEIDA SCHNIDT - DULCINEA PEREIRA - LILIOSA BARBOSA LIMA - MARIA SANTANA NEVES DE LIMA - NILSON CARLOS DA SILVA PEIXOTO - THEREZINHA VAZ MARIANO - ANA PAULA BUENO COELHO - SANDRA MOREIRA RODRIGUES - SÔNIA REGINA DA SILVA LIMA - ELIZIA R. S. DIAS - LENITA GARCIA LUCIANO - JAQUELINE DOS SANTOS CARDOSO - JOSÉ MAURICIO FERREIRA CASEIRA - PAULO ROBERTO DE MENEZES - TANIA DE FATIMA MACHADO - VALMIRA DIAS DE MELO - AMAURY COUTINHO - LAIS CONCEIÇÃO C. DAMACENO “Contribuindo com o dízimo, estamos permitindo que o Corpo de Cristo seja cada vez participado.” (1Cor 12)
  • 11. PÁGINA11DEZembrODE2013NOVEMBRO DE2015 NOVOSHORIZONTESPÁGINA11 CCorria o ano de 1946 e a Praça Seca era um lugar muito tranquilo, com as ruas e os mor- ros de seu entor- no arborizados. A temperatura era bem amena e, aqui, os padres holandeses, com a nova paróquia estabelecida na Capela do Insti- tuto São Luís, en- frentavam com fé PARTE II – OS PRIMEIROS QUATRO ANOS: A CONSTRUÇÃO DA IGREJA MATRIZ Lygia Maria Ribeiro, com Centro de memória Pe. Jerônimo Vermin, mSC RAPIDINHAS O Ministério Público remarcou para 6 de dezembro as eleições para os Conselhos Tutelares do Rio. Nossa paróquia tem três candidatos: Bruno Lima, Maria Thereza e Regina Márcia. Compareça, na nova data, a uma das sessões de votação com identi- dade e título de eleitor. DOAÇÃO SANTA CASA ADORAÇÃO NA SÃO PAULO RENOVAÇÃO BATISMO Toda primeira quinta-feira do mês, a comu- nidade São Paulo Apóstolo, que pertence a nossa paróquia, realiza confissão e adoração ao Santíssimo Sacramento, a partir das 18h30. FISIOTERAPIA DE GRAÇA ÀS TERÇAS-FEIRAS ELEIÇÃO CONSELHO TUTELAR Terço Mariano na Comunidade São José Operário e na Comunidade Santa Rosa de Lima, às 19h, e na Igreja Matriz, às 18h. Também às terças há um encontro do grupo de Adoração, na comunidade São Paulo Apostolo, às 19h. O grupo Pau-Brasil está recolhendo doações de fraldas e cobertores para a Santa Casa de Misericórdia, em Cascadura. Quem quiser colaborar, pode procurar o grupo ou deixar as doações na secretaria. A entrega do mate- rial será no dia 14 de novembro. Todas as segundas feiras, às 14h, na Igreja Matriz. A fisioterapia gratuita está com novo horário em nosso Centro Social. O atendimento é realizado às quintas-feiras, de 9h às 12h. Para mais informações, ligue: 2452-5188. No dia 21 de outubro, haverá a renovação das Promessas Batismais das crianças da catequese de nossa paróquia. A celebração será às 18h, na Igreja Matriz. Comunidade Paroquial da Praça Seca conta sua História 1947. Casa Paroquial Padre Jerônimo e o sacristão 1949. Matriz provisória pronta 1948. Interior da Matriz e coragem o desafio de uma grande missão. “Pa- róquia nova! Sem Matriz, sem Casa Paroquial, sem recurso, sem nada, a não ser a bênção de Deus e do Prelado.” – escrevia o primeiro pároco Pe. Jerônimo Vermin, msc, no Livro tombo, em outubro de 1946. Em maio de 1947, foi comprada uma casa pela C o n g r e - gação, na rua Barão, para servir, provisoria- mente, de Casa Paro- quial, onde vieram mo- rar os pa- dres MSC Jerônimo, Enio, Car- los e Gui- lherme. Ao lado dela, em 1948, no terreno doado pela prefeitura, foi iniciada a constru- ção de uma matriz pro- visória. No dia 24 de dezem- bro de 1948, o povo saiu em pro- cissão da Capela São Luiz, le- vando as imagens da padroeira N. Sra. do S a g r a d o Coração e de N. Sra. do Rosário, até a Matriz (ainda inacabada), onde foi feita a primeira cele- bração, a Missa do Galo, à meia-noite. Finalmente, para a alegria dos fiéis da Praça Seca, em 1949, a primeira M a t r i z de N.S- ra. do Sagrado Coração foi con- cluída. Fonte: Primeiro Livro Tombo (22 de outubro de 1946 a 1º de janeiro de 1981) GRUPO DE ORAÇÃO BRISA SUAVE
  • 12. PÁGINA12 NOVOSHORIZONTESNOVEMBRODE2015 O que acontecerá? GRUPO DE VIÚVOS O Grupo Vivo Feliz , que surgiu do Encon- tro de Viúvos e Viúvas com Cristo de nossa paróquia, fará a reunião mensal no dia 26 de novembro, às 15h, no Salão Sagrado Coração. Todos os viúvos de nossa comunidade, que queiram partilhar um momento de evangeli- zação e alegria, são convidados a participar. Venham! Estão abertas as inscrições para o EPVM (Encontro de Preparação para a Vida Matrimonial), que acontecerá nos dias 14 e 15 de novembro. Maiores informações e inscrições na secretaria paroquial ou com a Pastoral Familiar. CURSO DE NOIVOS FESTA DA UNIDADE A Arquidiocese do Rio, como vem fazendo nos últimos dois anos, promoverá a Festa da Unidade, no dia 21 de novembro, a partir das 14h, na Catedral Metropolitana. Haverá Ter- ço da Misericórdia, testemunhos, adoração e louvor, além de missa celebrada por Dom Orani. Após a Eucaristia, o grupo "Rio em Comunhão" fará um show gratuito nos Arcos da Lapa. Participe! MISSa DAS FAMÍLIAS BINGO NO DIVINO A Comunidade Divino Espírito Santo convi- da a todos para o Bingo da Amizade no dia 8 de novembro. A festa começa ao meio-dia com a Santa Missa. O Bingo acontecerá a par- tir das 13h junto com o almoço. A cartela do bingo e o almoço estão sendo vendidos por apenas R$ 10. Os convites não serão vendidos na hora. Participe! Desde o dia 11 de outubro, as missas e celebrações dominicais na Comunidade Divino Espírito Santo, que pertence a nossa paróquia, voltaram a acontecer às 12h. A comunidade convida a todos para celebrar com eles o Dia do Senhor! CONTRA CORRUPÇÃO MISSA NO DIVINO A partir de novembro, a Missa das Famílias e dos zeladores e famílias visitadas pela cape- linha de Nossa Senhora do Sagrado Coração acontecerá toda segunda sexta-feira do mês, às 19h15, na Igreja Matriz. Venha rezar pela sua família sob intercessão de Maria. Todos são convidados a participar. Participe do abaixo-assinado que determina um pacote de dez medidas contra a corrup- ção. O projeto foi sugerido pelo Ministério Público Federal e conta com o apoio da Igreja Católica. É preciso conseguir 1, 5 milhão de assinaturas para que a proposta seja encami- nhada ao Congresso. Assine após as missas de domingo na Matriz ou nas comunidades Imaculada Conceição e São Paulo. TRÍDUO IMACULADA CONCEIÇÃO MISSA FINADOS No feriado de Finados haverá duas missas na Igreja Matriz. Uma às 9h e outra às 19h15. De hora em hora ocorrerá celebração no velário. Também haverá missa de Finados na comuni- dade Imaculada Conceição, na Rua Urucuia, às 10h. Participe! Todo quarto sábado do mês é dia de Santa Missa na Beneficência Portuguesa. A Eucaristia ocorre às 10h30. Dela participam os doentes da casa de repouso, além de pastorais da nossa Igreja, como a da Saúde e os MESC. Participe você também. NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS BENEFICÊNCIA Nos dias 5, 6 e 7 de dezembro a comunidade Imaculada Conceição, que pertence a nossa paróquia, realizará um tríduo em preparação a festa de sua padroeira. As celebrações ocorre- rão às 19h. No dia 8 de dezembro, dia de N.S. Imaculada Conceição, haverá missa festiva às 19h. Todos estão convidados a participar. A Igreja celebra, no dia 27 de novembro, a festa de Nossa Senhora das Graças. Neste dia, sexta, haverá missa no Repouso Santa Maria ao meio-dia. Já no dia 28 de novembro, have- rá missa na comunidade Nossa Senhora das Graças, às 19h. Participe!