SlideShare uma empresa Scribd logo
Prefeituraamplia
distribuiçãode
medicamentos
www.grupocorreiodosul.com.br
ANO XXIV EDIÇÃO Nº 4.651
SEXTA-FEIRA, SÁBADO E DOMINGO, 17, 18 E 19 DE ABRIL DE 2015
R$ 2,00
Grupo
25º 20º
Sol com muitas nuvens durante
o dia. Períodos de nublado, com
chuva a qualquer hora.
Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense
Geral
Polícia
Polícia
Vacinasestão
escassasnos
postosdesaúde
PolíciaMilitar
recuperacarro
emmeiahora
PRFapreende
maisde5kgde
pílulasdeecstasy
Região
Araranguá
Sucesso
4 e 5Páginas
13Página
15Página
Sombrio
VENDEDORES
3Página
Política
Jarbas Vieira
Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
jarbas@grupocorreiodosul.com.br
(48) 9966.5326
CHARGEPor:CAZO
“Nós lutamos por esta obra há anos. É inadmissível
que isso tenha acontecido. É falta de gestão. Uma falta
de respeito, um descaso com o Sul”.
Ele disse:
‘
‘Deputado estadual Valmir Comin (PP) sobre
a atuação da Casan e a perda de recursos
para a barragem do Rio do Salto.
PMDB de Sombrio motivado para 2016
N
a terceira reunião
desde o dia 29 de
março, quando as-
sumiu a presidência do PMDB,
o empresário Carlos Alano viu
que o partido está motivado
para as eleições de 2016 que
podem garantir a manutenção
da sigla no comando da Pre-
feitura de Sombrio. O encon-
tro realizado na Câmara de
Vereadores lotou o plenário,
contando com a presença de
ilustres emedebistas históri-
cos, mas também com jovens
que estão acompanhando os
resultados do Governo Muni-
Vice-presidentedaComissão
de Agricultura, o deputado es-
tadual Zé Milton (PP) solicitou
em plenário a prorrogação para
2016 do prazo do registro, dos
proprietários rurais, no Cadas-
tro Ambiental Rural. “O CAR é
uma grande ferramenta, mas
infelizmente caiu na burocracia,
entrando em vigor somente em
maio do ano passado, atrasando
todo o processo de registro das
áreas”, relatou o parlamentar,
argumentando que após um
ano apenas 20% dos agriculto-
res catarinenses conseguiram
cadastrar suas propriedades,
visto série de informações que
precisam passar pelas mãos
(48) 3522-3777
cipal e se sentindo motivados
para participar. “Demos apenas
o pontapé inicial. Estamos
Mota vê descaso na BR-101
Como faz de forma recorrente, o deputa-
do Manoel Mota (PMDB) subiu à tribuna da
Assembleia Legislativa de Santa Catarina para
relatar as condições do trecho sul da BR-101.
Indignado com a situação da rodovia, o parla-
mentar destacou os excesso de buracos no as-
falto mesmo com a obra incompleta. Disposto
a buscar uma solução digna aos milhares de
motoristas que trafegam diariamente na BR-
101, o deputado ressaltou que pretende ir a
Brasília onde irá acionar o Ministério Público
e o Tribunal de Contas da União para que a
obra seja concluída com qualidade. “Foram
gastos bilhões de reais na duplicação, além
dos aditivos às empresas e o que sê vê na BR-
101 é o asfalto deteriorado”, esbravejou Mota.
formando subdiretórios em
bairros, aglutinando a juven-
tude, reorganizando o PMDB
Zé Milton quer prorrogação do CAR
Posse
Prefeito de Balneário Arroio
do Silva, Evandro Scaini (PSD),
entrará em período de férias,
transmitindo hoje o cargo ao vice
Fernando Borges (PP). Ele retor-
nará a função no dia 4 de maio.
A solenidade contará ainda com
a inauguração da galeria de ex-
-prefeitosedosmandatos,alémda
nova padronização da prefeitura.
Mulher e vamos seguir em
frente nesta união que nos le-
vou, com o apoio da população
sombriense, para a Administra-
ção Municipal. Após dois anos
difíceis, de organização da casa,
começamos a fazer as obras de
estruturação de Sombrio, em
todos os setores e estão todos
motivados para seguir lutando
lado a lado”, afirma Carlos. Os
encontros devem se tornar mais
frequentes, a partir de agora e o
apoio dos emedebistas que têm
importantes cargos na socieda-
de fortalecerá essa mobilização.
“Temos o Dema na SDR, o Zênio
aqui como prefeito, um vice-
-governador do sul do estado,
uma prefeitura funcionando a
pleno vapor e nossa força vai
aumentar com a população ao
nosso lado”, conclui.
de técnicos das cooperativas,
sindicatos e EPAGRI. “Daqui 20
dias encerra o prazo, precisamos
que seja prorrogado. O Governo
demorou a se organizar e não é
justo que o agricultor seja penali-
zado”, defendeu Zé Milton. Sem
o cadastro, o agricultor não tem
acesso aos programas de finan-
ciamentos estaduais e federais,
assim como não pode transferir
suas propriedades.
Saúde (UBS) Central pas-
sará por uma reforma
nos próximos meses e
está próxima de se mudar
para o Hospital Dom Jo-
aquim, na lateral norte.
Além disso, uma nova
Secretaria de Saúde está
em construção no Parque
das Avenidas. Com isso,
a farmácia também deve
ganhar nova cara, se tor-
nar mais ampla, oferecer
bancos e senhas para
aumnetar o conforto de
quem espera.
“O sistema municipal
está se modernizando e
com isso temos melhorado
o serviço de nossos pro-
fissionais também, que
trabalham com a auto-
estima mais elevada e a
capacidade que já trazem
da vocação para trabalhar
pelasaúdedosombriense”,
afirmaasecretáriaGislane
Dias da Cunha, que é a re-
presentante da associação
das secretárias municipais
de saúde da região.
Geral 3Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
queprecisavaestavaaqui,
além dos meus, da minha
esposa que teve câncer há
pouco tempo. Sempre tem
os remédios que precisa-
mos, tá muito bom isso
aqui”,afirmaoaposentado
Manoel Maciel de Matos,
de 68 anos, morador do
distritodeBoaEsperança.
Além da distribuição
naFarmáciaCentral,uma
parceria com farmácias
conveniadas oferece al-
guns produtos, que co-
brem a demanda.
“A gente é atendida
rapidamente, sai com
os remédios em mãos, e
quando não tem o meu
de diabetes, pego na far-
mácia próxima da minha
casa. Melhorou muito”,
completa a moradora da
Guarita Arniza Cardoso
da Rosa, 75.
A Unidade Básica de
ofertar, as pessoas saem
de sacola cheia, sempre.
Quarta e quinta-feira a
tarde são os dias de maior
movimento e felizmente
saímos daqui no fim do
dia satisfeitos por ter en-
tregue tudo o que é pedido
e pelo que as pessoas têm
nos agradecido”, afirma
Claudinei.
Uma rápida passada
no posto, na rua Padre
João Reitz, em frente a
escola estadual Catulo da
Paixão Cearense, basta
para confirmar. Já por
volta das 13h a fila co-
meça a se formar dentro
do prédio e as receitas
nas mãos mostram que
os pedidos da maioria
não são para um remédio
apenas. E, após o atendi-
mento, as sacolas também
mostram que tudo foi re-
cebido. “Hoje nem vim
buscar pra mim, foi pra
minha vizinha que recém
foi operada do coração e
não pode vir. Mas tudo o
> SOMBRIO
ONovo Jeito de Fa-
zer Saúde, pro-
gramalançadopelaSecre-
taria Municipal de Saúde
de Sombrio em Setembro
de 2013, após meses de
estudo e diagnóstico dos
problemas que mais afe-
tavam o setor, teve uma
série de ações realizadas
e outras ainda em anda-
mento, como reformas e
construções de postos.
Uma das mais maio-
res necessidades era o
aumento na oferta de me-
dicamentos, que se ele-
vou de pouco mais de 70
variedades, para mais de
300, que são distribuídas
gratuitamente na Unida-
de Central, pelos farma-
cêuticos Claudinei eAline.
“Não falta. A não ser
aqueles que não estão
realmente na lista de me-
dicamentos que podemos
Diariamente filas se formam de pessoas em busca de medicação distribuída de graça na Unidade Central de Saúde
³População é atendida na Farmácia Básica, onde todo dia pode retirar medicação que é distribuída de graça
Reforma e
construção
Da redação
Prefeitura amplia oferta de remédio
Sinal Verde
³Funcionários arrecadam agasalhos para doar
> SOMBRIO/REGIÃO
Por iniciativa de seus
funcionários, a Rede de
Postos Furnas está reali-
zando durante este mês
uma campanha do agasa-
lho.Aideia surgiu durante
uma reunião da Comissão
Interna de Prevenção de
Acidente (Cipa), sugerida
pela funcionária Mirian
Rose e logo acatada pelos
demais.
A coleta é feita em to-
dos os postos da rede em
Santa Catarina, como Tu-
barão, Araranguá e Arroio
do Silva, e do Rio Grande
do Sul, como Osório e Ca-
maquã. Em Sombrio, onde
Mirian trabalha,os três
postosFurnasjáregistram
umaboaarrecadação.“Nos
RedeFurnasfaz
campanhasocial
nossos encontros mensais
da Cipa pensamos em fa-
zer também uma ação
social. Como o inverno se
aproxima, a campanha
pode ajudar muita gente”,
dizogrupo,quetemoapoio
do proprietário da rede
Antônio Luís Gonçalves.
Casacos,calçados,rou-
pasdecama,qualquertipo
de doação está sendo acei-
ta,bastalevaraoslocaisde
coleta instalados nos pos-
tos Furnas. A arrecadação
segue até o final do mês,
para que ainda em maio
seja feita a distribuição,
queteráoauxíliodeclubes
de serviço e entidades que
já conhecem as famílias
maisnecessitadasdeajuda
para enfrentar o frio que
está chegando.
Asmelhoriassãoacom-
panhadas de perto pelo
prefeito Zênio Cardoso.
“Temos recebido visitas e
questionamentos de ou-
tras secretarias para sa-
ber como estamos fazendo
determinada ação que tem
repercutido bem. Mas a
melhor avaliação eu vejo
no rosto do cidadão som-
briense e no bate papo
diário com aqueles que
precisam de atendimento
e dos remédios”, conclui
Zênio.
4 Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
Agendamento
cedo que a distribuição de
vacina estava irregular
e tratou de planejar as
ações na Secretaria de
Saúde de Turvo. Começou
logo os agendamentos e
conseguiu auxiliar mães
dos municípios vizinhos,
como Meleiro e Ermo,
que foram atrás da BCG.
Só que a situação está
demorando a normali-
zar. “Eu chegava a pegar
200 doses, e esta semana
Da redação
Distribuição continua irregular e vacin
Sinal Amarelo
> REGIÃO
Estica daqui, agen-
da dali, e aos
poucos as salas de va-
cinação das Secretarias
Municipais de Saúde da
região vão se adaptando
a escassez de vacinas que
está atingindo diversos
municípios brasileiros e
especialmente os catari-
nenses, desde março. O
caso mais preocupante é
a falta da BCG, aplicada
em recéns nascidos e que
protege contra a tubercu-
lose. Antes a disposição a
qualquer momento que as
mães fossem aos postos
de saúde, a aplicação ago-
ra precisa ser agendada.
Cada secretaria adequou
a nova rotina a sua ne-
cessidade. Em Balneário
Gaivota, a vacinação está
acontecendo a cada 15
dias e mesmo assim está
atendendo além de seus
limites. “Uma mulher
de Criciúma ligou pra
saber se nós tínhamos a
vacina, perguntou o dia
da aplicação e trouxe
seu bebê aqui”, conta a
responsável pelo setor de
imunização no município
Lenir Borba Matias.
A vacinação concen-
trada em dias específicos
Aplicação da BCG deixou de ser diária e outras vacinas, como anti-rábica e contra febre amarela chegaram a faltar em
evita desperdício, já que
o frasco possui dez doses
e depois de aberto logo
perde a validade.
Atendendo a uma
população bem maior
que Gaivota, a sala de
vacinação do Hospital
Bom Pastor, em Araran-
guá, manteve a BCG três
dias por semana e tenta
manter seu estoque. Esta
semana a funcionária
Marlei Valnier conseguiu
alguns frascos, porém
a situação ainda não se
normalizou. As vacinas
tetra viral e anti-rábica
também andam desapa-
recidas. A anti-rábica,
usada em quem foi mor-
dido por cachorro, chegou
a faltar, até que na última
segunda-feira Marlei re-
cebeu 20 doses. Não dá
para nada, porque cada
paciente recebe cinco do-
ses. “Vão ser atendidas
somente três pessoas,
porque temos que deixar
algumas doses no hospi-
tal”, explica a responsável
pela vacinação. Cerca de
15 pessoas estão na fila
aguardando serem imuni-
zadas contra a raiva.
Trabalhando no se-
tor de imunização há
quase 30 anos, Eliane
Bretz Arceno percebeu
³Vacina BCG, que está quase acabando, é aplicada em dose única no bebê e protege contra tuberculose
vieram apenas 20”, diz.
A quantia é suficiente
para mais duas semanas
de atendimento, depois é
torcer para que seja feita
nova distribuição. Asala
de vacinação comandada
por Eliane também ficou
sem vacina contra a fe-
bre amarela, algo que
acontecia havia muitos
anos. “Sempre tínhamos
em estoque, mas desta
vez faltou e a do tétano
estamos com apenas um
vidro”, explica.
A responsabilidade
pela distribuição de va-
cinas é do Ministério da
Saúde, mas quem tem
que enfrentar o humor
da população nos pos-
tos são as funcionárias
municipais. Por sorte,
parece que as pessoas
estão compreendendo
a situação. “No começo
achavam que era culpa
da gente, depois viram
que o problema não é só
aqui, é geral”, finaliza
Eliane.
Diante da reclama-
ção de vários estados des-
de o início do ano, o Mi-
nistério da Saúde emitiu
uma nota em que explica
que ocorreram atrasos
na produção da vacina e
redução do quantitativo
fornecido pelo laborató-
rio produtor.
denominador para cada
município e cada faixa
etária.
“É uma população
para cada campanha. No
ano passado, por exem-
plo, na vacinação contra
a poliomielite, a meta era
imunizar 359 crianças,
mas conseguimos aplicar
377 doses, o que significa
um número acima de
100%, quando o previsto
mínimo estipulado pelo
Ministério é de 95%”,
explica o chefe de en-
fermagem da unidade
central de saúde de São
João, Daniel Rodrigues.
Informações da Diretoria
de Vigilância Epidemio-
lógica (Dive) de Santa
Catarina completam que
os dados fornecidos como
meta de vacinação nos
municípios são baseados
nos números de nascidos
vivos, fornecidos pelo MS.
O sistema de informações
é alimentado por órgãos
Especial 5Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
³Daniel controla com rigor o setor de imunização
Política
Rolando Christian Coelho
D
iante das manifestações cada
vez mais intensas de líderes
do PSD, dando conta de que
o partido deve se aproximar
do PP para a disputa municipal do ano que
vem, semeando deste modo um projeto
que envolva as duas siglas na eleição esta-
dual de 2018, o PMDB também começou
a se mexer. E, diga-se de passagem, em
grande nível.
Líderes peemedebistas têm conver-
sado abertamente com o senador Luiz
Henrique da Silveira (PMDB) para que
ele seja novamente candidato ao governo,
fazendo, supostamente, contraponto a
dobradinha PSD/PP. O senador, por sua
vez, teria deixado seu nome a disposição
caso o PSD não cumpra o acordo de apoiar
o PMDB no próximo pleito estadual. Para
Luiz Henrique, no entanto, Colombo man-
terá seu compromisso.
A viabilização do projeto se daria com
o apoio do PSDB, e com um rosário de si-
PMDB contra ataca com LHS
glas de menor expressão, as quais o senador
tem livre acesso; e que, ressalte-se, foi o que
lhe garantiu a eleição em 2002 contra o
então todo poderoso Esperidião Amin (PP).
Em troca do apoio do PSDB, o PMDB cairia
de corpo e alma na campanha presidencial
de Aécio Neves (PSDB).
AindaqueoPSDBlançassecandidatoao
governo, Luiz Henrique nutriria reais chan-
ces de vitória em um segundo turno contra
o PSD, já que os tucanos do Estado estão sob
a tutela do senador Paulo Bauer, que só se
elegeugraçasaoempenhodopeemedebista.
Serianatural,então,que oPSDBconvergisse
para o PMDB, pelo menos teoricamente.
Ainda que sorrindo e abanando para o
povo, o fato é que o PMDB está seriamente
preocupado com a atual gestão estadual.
Internamente o que se vê é uma crescente
influência do PP nas entranhas do governo
de Raimundo Colombo, em detrimento dos
interesses do PMDB. Por conta disto, Luiz
Henrique foi chamado a engraxar as botas.
Todos por um
PDT, DEM e PRB de Sombrio têm se reu-
nido para discutir assuntos relacionados ao
desenvolvimento do município. As três siglas
estãoprocurandoafinarodiscursoobjetivando
a criação de um bloco político uniforme. Em
princípio o motivo seria o de se empenhar por
projetos que visassem o desenvolvimento do
município, mas a formação do bloco também
temumfimpolíticopartidário.Équecasopas-
senoCongressoNacionalofimdascoligações
proporcionais, há a possibilidade de que os
filiados dos três partidos migrem para apenas
uma sigla, ganhando com isto força diante da
eleição municipal do ano que vem. O projeto
partidárioéinteligente,masnapráticaéquase
inviávelporcontadasdiscussõesideológicase
dos entremeios de cada sigla.
Dois a dois
Projeto de Lei 4330, que possibilita as
empresasterceirizarqualquertipodemãode
obra para suas atividades, está dando o que
falar. Na prática, um posto de combustível,
por exemplo, poderia contratar um frentista
através de uma outra empresa, sem ficar
diretamente responsável pelas questões de
ordem trabalhista que envolveria a situação.
AindaquepeloProjetoaempresacontratante
possa ser acionada na justiça caso a empresa
terceirizada não recolha as contribuições tra-
balhistas, os sindicatos dos trabalhadores são
amplamente contrários a sua aprovação. Os
quatro deputados federais do Sul do Estado
já têm posição definida a respeito do tema:
Jorge Boeira (PP) e Giovania de Sá (PSDB)
são contra a aprovação. Já Ronaldo Benedet
(PMDB) e Edinho Bez (PMDB) são a favor.
Só trabalho
Instigado a falar sobre o pleito de 2016,
prefeito de Sombrio Zênio Cardoso (PMDB)
tangencia. Diz que antes da virada do ano
não toca no assunto. “Estou focado na série
de obras que estamos realizando no muni-
cípio. Nem que eu quisesse teria tempo para
me dedicar às questões de ordem política
eleitoral neste momento”, enfatiza. De todo
modo, Zênio deixa escapar que pretende
manter a mesma coligação que o elegeu em
2012, e aposta ainda na vinda do PSD para
o bloco de partidos coligados. A vaga de
vice,quehojepertenceaoPPS,tambémseria
mantida. “Depois que todas as obras estive-
rem encaminhadas ou em fase de conclusão,
aí sim será hora de discutir o pleito no ano
que vem”, ressalta.
Confirmando
Advogado Claudionor Colares, o Neném
(PMDB), tem confirmado abertamente seu
desejodesercandidatoaprefeitodeBalneário
Gaivota no ano que vem. Egresso do PDT, ele
pretende encabeçar um grupo de partidos de
oposição, visando enfrentar a tentativa de
reeleiçãodoprefeitoRonaldoPereiradaSilva
(PP). Neném já fala até mesmo sobre nomes
para compor como seu vice. Neste sentido
diz ter predileção pelo vereador Everaldo
dos Santos, o Kekinha (PDT), e pelo também
advogado Fernando Borges (PSDB), que já
concorreu como candidato a vice em 2012,
na chapa encabeçada por João Bonamigo
(PMDB).AlémdePMDB,PDTePSDB,apos-
sível aliança oposicionista contaria também
com o PSB, além de outros partidos que a ela
queiram se agregar.
Indo atrás
DIVERSÃOELAZERGARANTIDOS
QUARTA,SÁBADOEDOMINGO
BR101-KM413-ARARANGUÁ
ADVOCACIA EMPRESARIAL
FONE: (48) 3533-0145
Metas sempre são atingidas
Rafael Andrade
nas estão escassas
em alguns setores de imunização das Secretarias de Saúde
> SÃO JOÃO DO SUL
Quando o assunto
é prevenção parece que
pais, professores e poder
público unem forças para
cumprir metas, principal-
mente as de vacinação.
O Ministério da Saúde
mantém duas campa-
nhas fixas por ano: a da
influenza (gripe) e da
poliomielite. Com elas
também são estipuladas
as metas que cada mu-
nicípio precisa cumprir.
E que são cumpridas nas
15 Secretarias de Saúde
da região, pelo menos é o
que aponta o relatório do
Sistema de Informação
do Programa Nacional
de Imunizações (SI-PNI).
SãoJoãodoSuleAra-
ranguá são duas grandes
referências no estado.
Em São João os dados
são ainda mais precisos,
pois foi implantado o Pro-
grama Informatizado da
Imunização, que, desde
então conseguiu apontar,
por meio de relatórios, a
adesão de 100% da popu-
lação nas épocas de cam-
panha e de intensificação
dealgumasvacinas,como
do HPV, contra o câncer
no colo do útero. A meta
é diferente para cada tipo
de prevenção e é estipu-
lada pelo Ministério da
Saúde (MS), que usa da-
dos cadastrais internos e
conflita com informações
do Instituto Brasileiro de
Geografia e Estatísticas
(IBGE), chegando a um
municipais, os dados são
cruzados com outros for-
necidos pelo IBGE, resul-
tando em metas o mais
precisas possíveis.
Para garantir uma
vacinação completa, a
equipe da Secretaria de
Saúde de São João do
Sul realiza uma espécie
de pós-imunização. “O
processo é simples: rea-
lizamos visitas as casas
dos pacientes”, informa
Daniel, que lembra. “Até
2006 existia muita defa-
sagem da informação so-
bre o número de crianças
nas cidades. Em São João
eu conseguia comprovar
que os dados estipulados
pelo Ministério da Saúde
estavam errados. Após a
informatização do siste-
ma e devido ao empenho
da equipe de imunização,
a situação foi regulari-
zada e as metas, desde
então,sempreforamatin-
gidas”, comemora. São 18
agentes comunitários em
atuação diária nas 14 co-
munidades do município.
Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente
Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul
Publicações legais:
Tomaz Fonseca Selau
l48l 9985.8573
tomaz@grupocorreiodosul.com.br
Financeiro
Joice Ramos
l48l 8802.5883
financeiro@grupocorreiodosul.com.br
Comercial:
Igor Borges
l48l 9968.6084
comercial@grupocorreiodosul.com.br
Diretor Geral
Jabson Muller
l48l 9955.5313
jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br
Diagramação/Arte:
Cristian Mello
l48l 3533-0870
correiodosul@grupocorreiodosul.com.br
Sul Gráfica
Junior Muller
l48l 9931.4716
sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br
Redação:
Marivânia Farias
l48l 9995.9290
editor@grupocorreiodosul.com.br
Política:
Jarbas Vieira
l48l 9966.5326
jarbas@grupocorreiodosul.com.br
Radio 93FM
Cássia Pacheco
l48l 9912.9588
radio93fm@grupocorreiodosul.com.br
Circulação/Assinatura
l48l 3533.0870
assinaturas@grupocorreiodosul.com.br
Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870
Editora: J. R. Pereira - ME CNPJ 17.467.695/0001-19
C.S. Empresa Jornalística LTDA.
Geral6 Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
Férias comprometidas
PeloEstado
A
decisão de manter a paralisação dos professores públicos estaduais,
tomada em Assembleia do Sinte-SC, acendeu o sinal de alerta para a
questão da reposição das aulas. O secretário da Educação, Eduardo
Deschamps lembrou que, hoje a greve completa 18 dias (úteis). Portanto,
os estudantes que estão sem aulas terão que receber o conteúdo durante as
férias de meio de ano e ainda em alguns sábados. Permanecendo a paralisa-
ção, também o início das férias de final de ano ficará comprometido. “O que
mais nos preocupa, no entanto, é o prejuízo para os alunos do terceiro ano
doEnsinoMédio,quenãoestãosendopreparadosparaoEnemeparaoves-
tibular”, disse Deschamps. De acordo com informações do Executivo, tec-
nicamente, não haveria como o governo do Estado conceder mais nenhum
tipo de reajuste e tampouco encaminhar o projeto da nova tabela salarial do
Magistério estadual para a Assembleia Legislativa. A explicação é que, além
de o Estado estar a centavos do limite imposto pela Lei de Responsabilidade
Fiscal, os números da folha da Educação mostram que a valorização da cate-
goria na gestão Raimundo Colombo foi de 80,9% (entre 2011 e 2014, período
de inflação acumulada em 27,1%, pelo IPCA). Isso levou a um desembolso
de mais R$ 1,2 bilhão.Agora o Sinte-SC se prepara para realizar assembleias
regionais. Um detalhe: os dois lados não se entendem nem quanto à adesão
ao movimento grevista. Enquanto a Secretaria afirma que não passa de 10%,
o Sinte garante que está na faixa dos 30%.
Com o apoio do tio Henrique Salvaro,
empresário reconhecido no Sul do estado,
o deputado Cleiton Salvaro (PSB) já não
descarta concorrer à prefeitura de Criciú-
ma. Ele recém-ingressou na vida pública,
mas seu nome tem ganhado força no mu-
nicípio. Seria mais um da família, tradicio-
nal na política, no Executivo municipal. O
ex-prefeito Clésio Salvaro é primo de Clei-
ton e ainda não está totalmente fora da
disputa. Outros nomes fortes são o do atu-
al prefeito, Márcio Búrigo (PP), o da de-
putada Geovânia de Sá (PSDB-SC), Fábio
Brezola (PT) e, pelo PMDB, ou o deputado
Luiz Fernando Vampiro ou o empresário
da construçao civil Olvacir Fontana.
Líder do bloco formado pelo PSB-PPS-PR
na Assembleia, Cleiton Salvaro mantém
independência em relação ao governo. O
bloco, aliás, tem sido bastante procurado
nos últimos dias por siglas que tentam ali-
nhar uma atuação comum na Casa.
Desembarque A posição da deputada
Geovânia, que contrariou a orientação
do PSDB e votou contra a Lei da Tercei-
rização, foi mais um sinal de que ela pode
desembarcar do ninho tucano. Já tem par-
tido em vista, mas ainda estuda o cenário.
Estrategista Mesmo quando estava no
governo e bancado pelo PMDB, Derly
Massaud de Anunciação (ex-secretário
da Administração) sempre manteve bom
relacionamento com políticos de outros
partidos. Agora está à vontade para ma-
nifestar suas opiniões e simpatias. Em seu
blog, classificou o deputado Marcos Vieira
como “um presidente ideal para o PSDB”.
Diz que Vieira tem “perfil estrategista” e
quepodefazeropartidocrescernoestado.
Gostou O ex-presidente do Supremo Tri-
bunal Federal (STF), Joaquim Barbosa,
está prolongando sua passagem por Santa
Catarina. Foi recebido e ciceroneado pelo
ex-deputado Paulo Bornhausen, ontem à
palestrou no CentroSul e, hoje, tem nos
planos fazer um giro por Florianópolis na
companhia do tenista Guga Kuerten e do
artista plástico Luciano Martins.
Andréa Leonora Florianópolis - 17Abr15
FrentesemBrasília
O senador Dário Berger (PMDB-SC) foi
convidado a participar da solenidade
de abertura e posse da mesa diretora da
Frente Parlamentar Mista dos Municí-
pios e de apoio aos prefeitos e vice-pre-
feitos do Brasil (Fremaprev), na Câmara
dos Deputados, em Brasília. “Não basta
mais dizer que é no município que as
pessoas vivem, se justamente o pacto
federativo premia o inverso”, manifes-
tou Berger. Também ontem, o deputa-
do Pedro Uczai (PT-SC) relançou e vai
coordenar a Frente Parlamentar em De-
fesa das PCHs e Microgeração. “Que-
remos a promoção e o aprimoramento
da legislação federal para o setor, com
ênfase nas micro e pequenas centrais hi-
drelétricas”, disse Uczai.
Divulgação
Publicidade 7Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão
Cruzadinha
Novelas
Sete Vidas -18h
Alto Astral -19h
Babilônia -21h
L
aura ouve que Marcos tem um plano. Bia diz a Vicente
que vai investigar a morte de seus pais. Bella fica mexendo
com Sueli sem ser vista e ela percebe a presença de algo
no consultório. Laura conta para Itália que Marcos e Sueli são
amantes. Débora conta para César que Itália vai prejudicá-lo
na competição. Samantha vê Morgana pela primeira vez.
Maria Inês pede para Adriana falar mais sobre o médico que
cuida de Úrsula.
P
edro não consegue contar para Júlia que não falou com
Taís sobre eles. Laila tenta animar Júlia. Pedro pede para
Bernardo não contar para Júlia sobre a gravidez de Taís.
Lígia reclama de Vicente para Irene. Eriberto é solidário a Júlia.
Marta decide contratar Laila para os próximos eventos de sua
empresa. Isabel ajuda Luís a resolver seus dilemas. Elisa tenta
tranquilizar Júlia. Marlene conta para Guida que Durval se
mudou para a sua casa.
B
eatriz se impressiona com o comportamento de Diogo.
Bento tenta se insinuar para Paula, mas leva um fora.
Olga incentiva Cris a não conceder o divórcio a Vinícius.
Laís questiona Rafael sobre sua família. Bento pensa em com-
prar uma TV nova para Paula. Evandro conversa com Murilo.
Vinícius afirma a Olga que não quer reatar com Cris. Tadeu
não consegue ficar com Paula. Alice é irônica com Murilo.
Evandro faz elogios a Rafael e Guto fica furioso.
Rapidinhas
Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015
Áries 21/03 a 20/04
Um dia de grande sensibilidade e emotividade aos arianos.
É importante que esteja atento à sua voz interior e que não
se envolva em confusões. O autoconhecimento e o auxílio
terapêuticodapsicologiapodemlhesermuitoimportantes
atualmente.
Leão 21/07 a 20/08
Sagitário 21/11 a 20/12
Continuamintensasasdemandasfamiliareseemocionais.
Éumdiaemquenecessitamaistempoparasipararefletir
erepensar.Momentoimportanteparadesenvolvermais
asuasensibilidade.
Gêmeos 21/05 a 20/06
A Lua fora de curso desfavorece as questões práticas e
profissionais.Éumdiaimportanteparavocêrefletirsobre
o papel do trabalho em sua vida. Tenha cuidado com a
tendênciaaesperardemaisdesiedosoutros.
Libra 21/09 a 20/10
Umdiaemquevocêdevebuscarmaisqualidadedevida,
libriano.Ummomentoquepodeserdesfavorávelparaas
atividadesqueexigemfocoeconcentração.Utilizemaisa
imaginação e a sensibilidade em seu trabalho.
Aquário 21/01 a 18/02
EvitehojearealizaçãodenegóciosjáqueaLuaestáfora
de curso. É um momento importante para refletir sobre
assuasprioridadesemocionaiseespirituais.Desenvolva
os seus talentos de uma forma mais criativa e sensível.
Touro 21/04 a 20/05
ComaLuaforadecurso,vocêdevetercuidadocomatendên-
ciaàidealizaçãoexcessiva.Éumdiaquedesfavorecequestões
práticas e objetivas, mas favorece a intuição. Um momento
importante para deixar mais claro os seus objetivos, mas
sabendo fluir com as situações.
Virgem 21/08a20/09
Cuidado com confusões e ilusões em seus relaciona-
mentos. A Lua está hoje em movimento fora de curso
no setor de relacionamentos. É hora de aceitar mais as
pessoas como elas verdadeiramente são.
Capricórnio 21/12 a 20/01
Hojeacomunicaçãopodeestardificultadagerandomal
entendidos.Éummomentoimportanteparaobservar
o que se passa nas entrelinhas. Estudos e leituras espi-
ritualistas estão estimulados.
Câncer 21/06 a 20/07
A Lua regente canceriana se encontra hoje fora de curso. É
um momento em que as questões subjetivas prevalecem
sobre as objetivas. Um importante dia para desenvolver a
espiritualidade e a conexão com o sagrado.
Escorpião 21/10 a 20/11
ComaLuaforadecursovocêtendeafocarbastanteno
aspecto subjetivo. É um dia em que o seu emocional
está evidenciado, escorpiano. Cuidado com a tendên-
cia a um comportamento carente e também para as
ilusões emocionais.
Peixes 19/02 a 20/03
É em seu signo que a Lua está hoje fora de curso, pisciano.
Momentoemquevocêpodesesentirdesorientadoeenvolto
em confusões. Procure agir com mais discernimento nas
emoções e nos relacionamentos.
Horóscopo
Tenha cuidado com uma tendência a se envolver em
situações confusas. Hoje não é um dia favorável para a
realização de negócios, leonino. Reflita sobre o que tem
valormuitoimportanteemsuavida.
A revista Times surpreendeu a todos
ao publicar a mais nova lista das cem pes-
soas mais influentes do mundo.
Quem estampa a capa da revista é
Kanye West e na lista é possível ver nomes
como Taylor Swift, Kim Kardashian e Bra-
dley Cooper. Porém, o que chamou mais
atenção foi o surfista brasileiro Gabriel Me-
dina ser citado. A revista justificou o nome
do rapaz na lista, afirmando que o atleta é
uma inspiração para a juventude do Brasil.
Além de Gabriel, Jorge Paulo
Lemman,o homem mais rico do Brasil,
também já esteve nessa lista badalada.
Entre os Líderes, além de Jorge Ra-
mos, apresentador do canal Univision,
também estão o presidente dos Estados
Unidos,BarackObama,apresidentealemã
Angela Merkel, o presidente cubano Raúl
castro e o russo Vladimir Putin.
A líder de extrema-direita da França,
Marine Le Pen, que já se envolveu em
diversas discussões com Madonna, Hillary
Clinton, candidata à eleição nos Estados
Unidos em 2016, e Jeb Bush, outro can-
didato, também estão entre os Líderes.
PorcontadosÍcones,PapaFrancisco,
Taylor Swift, a paquistanesa Malala You-
safzai, vencedora do Nobel da Paz, de 17
anos, encabeçam a categoria.
Correio Especial
Igor Borges
igor.borges@grupocorreiodosul.com.br
www.facebook.com/igor.borges
@igormborges
Entrevista
Da oficina mecânica
para o glamour da moda,
ela se tornou uma estudiosa
da indústria de confecção e
esta semana lançou o livro
Responsabilidade Socioam-
biental e APL inovativo na
Indústria de Confecção de
Santa Catarina
Como tudo começou?
Minha vida profissional começou no
varejo de combustível e na oficina mecânica.
Depois passei no concurso para ser professo-
ra no Instituto Federal. Comecei dando aula
de custo para as cadeiras de moda e têxtil.
Então eu tive que conhecer este setor. Tinha
que buscar informações para poder contex-
tualizar, não poderia dar uma aula de custos
geral. Fui conhecer algumas empresas, saber
como funciona, como trabalha, desde como
se recebe o tecido até o produto ficar pronto,
conhecer todos os processos, como o pro-
duto final é pensado, quais são os processos
que fazem com que o produto esteja pron-
to. Mais tarde comecei como coordenadora
de relações externas montando alguns polos
de curso de costura e de confecção. O pri-
meiro foi em Santa Rosa, depois Sombrio,
Içara e Siderópolis. Eu pude conhecer vários
empresários e várias empresas de diferentes
tamanhos.
Qual foi o ponto principal que você
achou em sua pesquisa?
A pesquisa foi feita entre 2010 e 2012,
e encontramos uma falta de profissionalismo.
Não no sentido pejorativo. Falta de uma
capacitação formal em todos os níveis da
empresa. Seria como sair de uma empresa
familiar para familiar profissional. Na minha
pesquisa todas as empresas possuem gestão
familiar, e inicialmente foram criadas por
mulheres. Sobre isso, escrevi um artigo que
publiquei na Revista Catwalk, do curso de
moda do IFSC, Mulheres empreendedoras,
Aline Hilsenderger
Uma estudiosa da indústria de confecção
Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
contando sobre o perfil empreendedor
dessas gestoras. Esse exemplo ilustra que a
gestão familiar deve ser profissionalizada,
com a ocupação adequada ao cargos da
empresa. Por exemplo, o filho de um empre-
sário se formou em medicina e o pai quer
que que ele trabalhe na empresa, pode não
ser o ideal para a gestão da empresa. Pude
perceber dentro da pesquisa que existiam al-
guns setores dentro da produção que muitas
pessoas faziam a mesma função, a mesma
tarefa em momentos diferentes. Ou seja,
não havia uma otimização dos processos,
e sim perda de tempo e consequentemente
lucratividade. Demonstrando ainda que o
conhecimento e as informações são mal
compartilhadas prejudicando a inovação nos
produtos e nos processos.
Mas profissionalizar a empresa não
custa mais?
Inicialmente sim. Este profissional mais
qualificado, que teoricamente custa mais, irá
trazer um aumento na produção/lucrativida-
de, melhorando os processos e consequen-
temente, amortizando o custo de seu salário.
E o que você traz no seu livro?
Esta aprendizagem organizacional.
Como a empresa pode disseminar interna-
mente o ensinamento do seus processos ,
o compartilhamento das informações. Mas
também uma empresa com a outra. A soma
de todos juntos é maior que a soma de cada
um isolado. O setor tem costume de querer
resolver os problemas comuns a todas as
empresas isoladamente. O que por meio de
um arranjo produtivo local (APL) poderia
ter mais efetividade, com auxílio do poder
público. Por exemplo, uma visita técnica a
semana de moda de Milão. Poderia o setor
pensar em ir, verificar quem tem interesse,
organizar uma excursão com guia, com
um custo menor para todos. Aí surge: “Mas
um vai copiar o outro”. Não vai, pois cada
um absorve a mesma informação de forma
diferente, além de cada empresa ter um
consumidor final diferente. Cada empresa se
foca em um público-alvo diferente.
Seu livro também é sobre responsabili-
dade socioambiental, além de administra-
ção, marketing e produção?
Colocamos socioambiental para não
falar exclusivamente em sustentabilidade. A
responsabilidade socioambiental também
está dentro das questões da sustentabilidade.
O conceito mais amplo é o cuidar do hoje
prevendo para que a geração futura possa
também ter um ambiente saudável, uma
água limpa, um trabalho, os frutos do que
estamos plantando hoje. Por isso o planeja-
mento. O assunto sobre APL traz o foco do
desenvolvimento local, que é uma das estra-
tégias da sustentabilidade. É o planejamento
de estratégias de desenvolvimento que não
sejam exclusivas de crescimento econômico,
mas com responsabilidade social e ambien-
tal. Coloco muito que não é só responsa-
bilidade do poder público a segurança, ou
prover a sociedade de saúde e educação. É
necessário parceria, agir no cumprimento às
leis trabalhistas, oferecendo um ambiente de
trabalho digno e com segurança. Pensando
como capitalista, se tenho um funcionário
que tem onde morar, com saúde, que pode
estudar, ele não vai trazer um benefício
maior para a empresa?
Apesar da sua pesquisa ter sido feita
em 2010 a 2012, podemos encontrar como
superar a crise atual?
O livro traz estratégias de desenvol-
vimento local e como sofrer um impacto
menor do mercado externo. Lógico que
cada caso é um caso. De forma geral a regra
é conhecer seu mercado consumidor e anali-
sar melhor os investimentos.
Publicidade10 Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
Geral 11Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
Duas crianças, de 6 e 10 anos, podem ficar na rua
com os pais que estão desempregados e doentes
³Patrícia e José Altair com as filhas, em busca de ajuda para ter onde morar
Presentes da Vida
³Por Aline Bauer
AchAdos e
escritos
S
aindo um pouco dos livros suspense-terror que
estava lendo, li há duas semanas o fofo Presen-
tes da Vida. Eu já tinha ouvido falar da escritora
Emily Giffin e de alguns livros dela, mas visto que
segue o gênero mais “lição que a vida joga na cara do
personagem”, não me interessei pelos volumes. Mas,
graças mais uma vez à minha amiga Daniela Ribeiro,
encontrei esse título cheio de surpresas e tapa na cara
da protagonista.
No romance, Darcy é uma
mulher arrogante e superficial.
Noivadohomemperfeito,com
um belo emprego e querendo
sempre mais, ela tem a vida
que sempre quis e o futuro pa-
recepromissor.MasDarcy,não
contente com o que já tem,
se deixa envolver por Marcus,
melhor amigo de seu noivo
Dexter, e trai o moço sem pes-
tanejar.Semanassepassam,o
casodelesprosseguedemodo
inconsequente, até que Darcy
descobre que está grávida do
amante. Querendo se fazer de
vítima, Darcy corre para a ami-
ga chamada Rachel, que ela
vive tratando como capacho, e
ao chegar ao apartamento da
amiga, descobre que ela está
ficando com Dexter, traindo a
amiga também. Se sentindo
enganadaeignorandocomple-
tamenteofatodeelatambém
ter traído seu noivo, sai para
morar com Marcus, um cara que vive a vida sem pensar
noamanhã,dotipoqueusaroupasrasgadaseouverock
alto,moranumapartamentopequenoenãoestámuito
afim de ser pai. Nem os amigos nem a família de Darcy
estão muito contentes com o namoro dela, já que Mar-
cus, claramente, não é bem o cara ideal para ela. Logo
aincompatibilidadedosdoisapareceeorelacionamento
termina com Marcus dizendo que não quer se envolver
na gravidez de Darcy de modo algum. Sem amigos e
brigada com a mãe, ela decide que deve sair de cena e
começar uma vida nova em outro lugar. Lembrando de
seu amigo Ethan, um colega de escola que ela não vê
há muito tempo, Darcy se muda para a casa dele em
Londres cheia de planos sobre encontrar um homem
rico e que vai aceitar sua condição além da menina que
ela acha que carrega no ventre. Gastando seu dinheiro
apenasemroupasetendoumaobsessãoporsabercomo
estão Rachel e Dexter, Darcy vai passando o tempo de
gravidezsempensarnobebê,masapenasemsimesma.
E é nessa parte que a coisa melhora. Quando a gente já
está com raiva de toda essa mania de superioridade e
falta de responsabilidadedessa mulher, Ethan faz o que
todo mundo tem vontade de fazer e dá um chacoalhão
em Darcy, lembrando à ela que o bebê logo vai chegar
e que ela precisa se tornar alguém melhor. Tentando
melhorar, Darcy faz amigas em Londres e vai visitar o
médico, onde tem uma surpresa de abalar as estruturas
de qualquer um. Preocupada, Darcy recebe o apoio
de Ethan, e se envolve
com o médico que a
atendeu. Mas apesar de
estar com outro homem,
Darcy se vê gostando de
Ethan, que também tem
alguém. E nesse furacão
de emoções, bebê a ca-
minho, amor, distância e
pontos sem nó, a história
termina de forma linda.
É uma leitura leve, sem
grandes surpresas, mas
com muita coisa a en-
sinar. Esse livro seria a
continuação de O Noivo
da Minha Melhor Ami-
ga, que virou filme em
2005. A escritora usou
desse livro para contar
um pouco de sua própria
história, já que ela tam-
bém se mudou e teve
filhos em Londres. Gostei
bastantedaexpressãode
sentimentos, da força das
palavrase,apesarde“agentenãotorcerporela”,como
dizminhaamigaDaniela,nãoseconseguesoltarolivro.
Talvezeunãoleiaooutrolivrodaautora,masvouprocu-
rarofilme,quemeparecebemlegal.Presentesdavida
também vai virar filme, assim como sua continuação,
Baby.Aautoratemgrandessucessos,dentreeles,Laços
Inseparáveis, que foi best-seller na Europa, e parece
gostar de contar histórias de amor e lições de vida. Tem
bastante coisa boa para ler dessa escritora. Para quem
gosta de ler algo sem grandes acontecimentos mas que
não seja maçante, esse é para você!
#muita coisa chegou e ainda está para chegar nos
cinemas nos próximos dias. Cinderela, que conta com a
Oscar Cate Blanchett no papel da madrasta, lançou na
semanapassada.EVelozeseFuriosos7eOsVingadores:
AEradeUltronestreiaporaquicomosmestresquetodo
mundo sabe, né? Não dá para perder!
Rafael Andrade
> JACINTOMACHADO
Opoderpúblicotenta
fazer a sua parte,
mas a situação de uma fa-
mília de Jacinto Machado
requer um apoio contínuo,
devido à calamidade insta-
lada na casa da desempre-
gada Patrícia Furlaneto, de
27 anos, e seu marido, que
tambémestásemtrabalhar,
JoséAltairdeSouza,45.Os
problemasiniciaramháum
ano e meio, quando o irmão
de José, Aroldo Fernandes,
48,morreu.Emseguida,um
amigo e cunhado de José
tambémfaleceu.Namesma
semana, ele foi demitido e
se envolveu em um grave
acidente de moto. A esposa
saiudoempregoparacuidar
do marido.
Para piorar, ele foi
diagnosticado com depres-
são suicida. “Já tentou se
matar mais de dez vezes.
Há documentos que com-
provam esta doença. Não
entendemos porque ele não
consegue auxílio-doença na
previdência social”, recla-
ma Patrícia. A família não
Família tentaevitardespejo
tem renda mensal há mais
de seis meses e conta com
apoio de vizinhos, amigos,
parentes e funcionários da
secretáriadeAssistênciaSo-
cialdeJacintoMachado.Na
quarta-feira, uma ordem de
despejofoientreguenacasa
dafamília,nobairroGávea.
As filhas do casal, de 6 e 10
anos, estão desesperadas,
pois a possibilidade de irem
parar na rua é grande, se-
gundo confirma Patrícia. O
prefeito de Jacinto,Antônio
JoãodeFaveri,informaque
a prefeitura tem feito o má-
ximo para amparar o casal.
“Caso eles possuíssem um
terreno, poderíamos cadas-
trá-los em um programa de
habitação.Aquestãodelesé
realmente bem complicada.
Apoiamos como podemos,
com cestas básicas e aten-
dimentos médicos”, detalha
Antônio. A assistente social
Suzana Casagrande infor-
maquenaquartamesmofoi
entregue uma cesta básica.
“Doamos uma por mês. A
prefeitura também fornece
veículo para consultas e
perícias na previdência de
Sombrio e Araranguá. É
umcasoquerequeratenção
especial”, resume Suzana.
Sem Renda
José Altair tem uma
perícia de revisão marca-
da para o próximo dia 27
e espera a aprovação do
auxílio-doença.Suzanaain-
da adianta que eles foram
cadastrados em um tipo
de benefício de prestação
continuada do governo fe-
deral mediante a situação
delicada que se encontram.
Comasduasrendas,aliadas
ao apoio da cesta básica e a
ajuda de vizinhos, parentes
eamigos,épossívelminimi-
zarosofrimentodePatrícia,
José e das duas filhas.
Até lá, eles precisam
de apoio para pagar os R$
300,00dealuguelealgumas
contas essenciais para a so-
brevivência,comoosboletos
deenergiaedeágua,queso-
mem R$ 150,00. Quem qui-
ser ajudar, pode entrar em
contato com a família pelos
telefones 9626 8151, 8504
2724 ou 3535 1915. “Não
consigo emprego porque
preciso ficar em casa para
evitar que o meu marido
se mate. Sou a responsável
legaldele.Estamospratica-
mentesemchão,masháum
item que nunca faltou em
nossa casa: a fé em Deus”,
conclui Patrícia.
12 Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015 Publicidade
Polícia 13Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
> TURVO
Na tarde de terça-
-feira, o tenente-coronel
capelão Valdemar Groh
realizou uma visita aos
policiais e bombeiros mi-
litares de Turvo. Também
participaram do encontro
os policiais militares dos
seis municípios da área
da Companhia de Turvo.
Juntos eles acompanha-
ram a leitura de passa-
Militarestêmtarde
dereligiosidade
gens bíblicas, cantaram
músicas religiosas e con-
versaram sobre espiritu-
alidade.
Para o 1º tenente Die-
go Schwartz, responsável
pelo comando da 3ª Com-
panhia de Polícia Militar,
as visitas do capelão “são
sempre uma injeção de
ânimo e motivação para
os policiais militares, pois
ele traz mensagens de luz
e sabedoria a todos nós”.
Djonatha Geremias
³Jucie (esquerda) voltou para o presídio e Cristian comemorou volta do Gol
³Capelão fala com policiais e bombeiros
Não Aprende
disse que apenas queria
voltar para Criciúma e,
depois, ia abandonar o
veículo por lá. “Vim de
manhã para Araranguá
com um colega que foi em-
bora, e eu não tinha como
voltar para Criciúma. En-
tão peguei o carro, eu não
ia assaltar ninguém, nem
desmanchar”, alegou Jucie
ao agente civil.
Jucie já tinha diversas
passagens criminais por
furto de carro, furto em
comércio e por receptação
de objetos furtados. Foi
condenado a dois anos de
reclusão em regime semia-
berto, dos quais cumpriu
seismesesnoPresídioSan-
ta Augusta, em Criciúma,
de onde saiu há 15 dias.
> ARARANGUÁ/MARACAJÁ
No dia 1º de abril,
ele foi solto. Após
cumprir uma pena redu-
zida de seis meses, o me-
cânico criciumense Jucie
AvelinoCorrea,de29anos,
foi pego novamente rou-
bando um carro, dessa
vez em Araranguá. Foi na
madrugadadequartapara
quinta-feira, pondo em
risco também o sonho da
família de um jovem tra-
balhador que está prestes
a ser pai.
Às 21h40min, o balco-
nista de açougue Cristiam
Genuíno, 24, estacionou o
carro em frente de casa,
no bairro Coloninha, e foi
dormir cedo. A esposa dele
está grávida, esperando a
chegada de PedroAugusto,
que deve nascer dentro
de poucas semanas. Por
isso, Cristiam estaciona
o carro em frente de casa
posicionado para o caso
da mulher sintir dores e
precisar de atendimento
médico urgente.
O veículo é um Gol
cinza, ano 2000, adquirido
háquatroanoseaindacom
oito parcelas para quitar.
Um barulho acordou
Cristian a 1h50min da
manhã e ele ouviu o som
da porta do carro batendo
e o motor sendo ligado. Le-
vantou num pulo e abriu a
porta a tempo de ver o Gol
sendolevadopelaruaAste-
Rapaz rouba carro e volta ao xadrez
roide Arantes. Ele acionou
o 190 da Polícia Militar,
que mobilizou quatro via-
turas de Araranguá e de
Maracajá para interceptar
o carro. O sargento Sandro
já sabia, por experiência
de anos na polícia, que o
ladrão iria tentar fugir
pela BR101 em direção
a Criciúma.Dito e feito,
meia hora depois o carro
foi interceptado na rodovia
federal, na Vila Beatriz,
em Maracajá, graças a
um cerco montado com as
viaturas e oito policiais mi-
litares. O ladrão foi preso
em flagrante e conduzido
à Central de Polícia, para
onde também foi Cristian
ao receber a boa notícia.
Algemado, o ladrão
Há 16 dias fora do presídio, ladrão comete mais um delito e é pego pela PM
“Isso vai complicar a
vida dele ainda mais. O
fato de ter cometido o rou-
bo à noite implica no au-
mento de um terço da pena
que for pegar. Além disso,
ele utilizou duas chaves
michas para abrir o carro
e ligar a ignição, mas se o
juiz entender como arrom-
bamento, a pena aumenta
também. Resumindo, ele
deve pegar uns cinco anos
de prisão”, explica o dele-
gado plantonista Ari José
Soto Riva.
Comaschavesdocarro
em mãos, Cristiam confe-
riu se não havia amassa-
dos ou objetos faltando.
Tudo estava certo. Alivia-
do, ao lado da esposa ele
agradeceu às polícias.
Publicidade14 Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
Polícia 15Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
Djonatha Geremias
Djonatha Geremias
Djonatha Geremias
> ARARANGUÁ
Foi instaurado ontem
o inquérito policial que vai
apurar a denúncia de mo-
lestamentofeitocontrauma
menina de 4 anos de idade
emAraranguá.ADelegacia
de Proteção à Criança e ao
Adolescente iniciou as di-
ligências na mesma tarde.
Agentes civis estiveram em
busca da mãe da criança,
que fez a denúncia.
De acordo com o de-
legado Diego de Haro, o
primeiro passo na investi-
gação consistiu na busca
da mãe, que não estava
em casa. “Nossa obrigação
é continuar tentando, ago-
ra independentemente da
vontade da denunciante”,
ressalta o delegado.
Ele explica que como
a denúncia foi formalizada
em um boletim de ocor-
rência, registrado na noite
de terça-feira na Central
de Polícia (por ser a única
Intransitável. Vergonhoso. São muitas e pouco
abonadoras as palavras utilizadas para descrever a
situação da SC 449, entre Sombrio e Jacinto Machado.
OntemfoiavezdorepresentantecomercialThiago
Ceron protestar depois de estourar um pneu de seu
veículo em um dos tantos buracos que cobrem a pista.
Thiago mora emAraranguá, passa a cada 15 dias pela
SC, e já teve muito prejuízo. “Eu estava de caminhone-
te, então não aconteceu nada mais grave, mas se fosse
alguémdemoto,podiasofrerumacidentesério”,disse.
> MELEIRO
Faleceu ontem de
manhã no Hospital Re-
gional de Araranguá o
motociclista Rodrigo da
Silva, de 29 anos. Ele veio
a óbito às 7h45min desta
quinta-feira, após ter se
acidentado de moto em
Meleiro, na noite ante-
Inquérito investiga abuso
a menina de 4 anos
MaisprotestoscontraSC449
Motociclista perde a direção e morre
com plantão 24 horas), a
PolíciaCiviltemobrigação
de investigar o suposto
molestamento,mesmoque
a mulher, por qualquer
motivo, queira retirar a
denúncia.
Segundo o relato tra-
zido com exclusividade
pelo Correio do Sul na
edição passada, a mãe te-
ria deixado três filhos sob
cuidados de uma mulher
para trabalhar durante
o dia. Quando chegou por
volta das 18 horas, a mãe
pegou as crianças e foi
embora. Já em casa, a
meninade4anoscomeçou
acoçararegiãodavagina,
dizendo que estava com
dor. Na hora do banho, a
mãe viu que o órgão da
menina estava com um
machucado.Ao perguntar
o que houve, a criança te-
ria contado que a ‘tia’ deu
banho nela pela manhã e
que teria introduzido um
lápis e a ponta de uma
sabonete na sua vagina.
No mesmo dia a mãe pro-
curou a delegacia.
De Porto Alegre, pai e filho estavam em carro com cerca de 25 mil comprimidos da droga, em direção a Florianópolis
Alegre. Tratava-se de um
Celta, no qual estavam
dois homens, um de 58 e
³Pai usando máscara por estar em tratamento contra a tuberculose, e o filho
Perderam
> ARARANGUÁ
Amaior apreensão
de ecstasy já feita
pela Polícia Rodoviária
Federal (PRF) no sul do
Estado aconteceu no fim
da tarde de ontem, em
Araranguá, segundo o
chefe do Núcleo de Ope-
rações Especiais, policial
Stelzenberger. Foram
aproximadamente cinco
quilos da droga, e estima-
-se pelo peso que tenham
sido apreendidos em tor-
no de 25 mil pílulas. Elas
estavam em posse de pai
e filho e foram descober-
tas durante uma blitz da
Operação Morpheus, que
começou na quarta-feira.
Segundo Stelzenber-
ger, a apreensão ocorreu
por volta das 17 horas. A
equipe da PRF abordou,
em frente ao posto da
OperaçãoMorpheus recolhe ecstasy
Polícia Rodoviária, na
BR101, um veículo sus-
peito, com placas de Porto
outro de 30 anos de idade,
pai e filho. O mais velho
está em tratamento de
tuberculose.
Os comprimidos esta-
vam escondidos dentro de
umamochilanoporta-ma-
las, em pacotes. Os dois
assumiram a propriedade
da droga e informaram
que estavam indo entre-
gá-la em Florianópolis,
vindos da capital gaúcha.
Ambos foram presos em
flagrante e conduzidos à
Delegacia Central de Po-
lícia Civil (CP), no bairro
Cidade Alta, juntamente
à droga e o veículo. Cada
comprimido seria vendido
por R$ 50,00, geralmen-
te em festas e baladas.
“Estimamos que o valor
total apreendido seja de
R$ 1.250.000,00 em ecs-
tasy”, informou o chefe
do Núcleo de Operações
Especiais.
Na tarde do dia ante-
rior, o primeiro da Ope-
ração Morpheus, a PRF
também já havia apreen-
dido 107 comprimidos de
ecstasy e mais 11,5 quilos
de maconha, no municí-
pio de Paulo Lopes, em
posse de quatro pessoas
da região sul catarinense.
Agora, a Polícia Civil vai
investigar a procedência
da droga e a quem ela se
destinava.
rior, por volta das 23 horas.
Rodrigo dirigia uma Honda
Biz, de placa MJV-2466 de
Araranguá, e foi socorrido
pelo Serviço deAtendimento
Móvel de Urgência (Samu).
Segundo a Polícia Militar
da comarca, a vítima teria
perdido a direção sozinho e
acabou colidindo contra a
rótula da rua Manoel Nunes
Cardiga com a Governador
Celso Ramos, no Centro.
“Não sabemos se ele estava
alcoolizadoporque,quando
chegamos, a ambulância
já havia levado para o
hospital. O trânsito estava
normal, calmo, e o trecho
é considerado tranquilo.
Não tinha evento nem
festa nas proximidades”,
explicou o cabo Adriano
Fernandes. O rapaz, que
era de Araranguá, foi ve-
lado no bairro Operária e
atendido pela Funerária
Cristo Redentor.
Publicações Legais16 Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
ESTADO DE SANTA CATARINA
PREFEITURA MUNICIPAL DE
ARARANGUÁ
ESTADO DE SANTA CATARINA
PREFEITURA MUNICIPAL DE
ARARANGUÁ
ESTADO DE SANTA CATARINA
PREFEITURA MUNICIPAL DE
ARARANGUÁ
ESTADO DE SANTA CATARINA
PREFEITURA MUNICIPAL DE
PRAIA GRANDE
ESTADO DE SANTA CATARINA
PREFEITURA MUNICIPAL DE
PRAIA GRANDE
ESTADO DE SANTA CATARINA
PREFEITURA MUNICIPAL DE
ARARANGUÁ
22ª SDR – ARARANGUÁ
CONCESSÃO DE LICENÇA AMBIENTAL
A 22ª Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional de
Araranguá, torna público que recebeu da Fundação Ambiental do
Município deAraranguá, O LicenciamentoAmbiental Simplificado
nº 23/2014 com validade até 30 de Março de 2016 para a
Construção da Policlínica Regional de Araranguá com área útil
de 4.859,00 m² e área edificada de 2.256,38 m² localizado na
Rua Castro Alves, Coloninha no município de Araranguá –SC.
Araranguá 17 de Abril de 2015.
ADEMIR DA SILVA
SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL
LEI Nº 3.333, DE 14 DE ABRIL DE 2015.
AUTORIZA REPOSIÇÃO SALARIAL AOS SERVIDORES DO
PODER LEGISLATIVO E VEREADORES E DÁ OUTRAS
PROVIDÊNCIAS.
O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições
emanadas da Lei Orgânica do Município, faz saber a todos os
habitantes do Município que a Câmara de Vereadores aprovou e
ele sanciona a seguinte lei:
Art. 1º Fica o Presidente da Câmara de Vereadores deAraranguá,
autorizado a conceder reposição salarial (revisão geral anual), aos
servidores do Poder Legislativo e Vereadores, no percentual de
8,00% (oito por cento), sendo 4,00% (quatro por cento) a partir do
mês de março de 2015, 2,00% (dois por cento) a partir do mês de
julho de 2015 e 2,00% (dois por cento) a partir de janeiro de 2016.
Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário.
Prefeitura Municipal de Araranguá, em 14 de abril de 2015.
SANDRO ROBERTO MACIEL
Prefeito Municipal
Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de
Administração em 14 de abril de 2015.
THAIZA DANDOLINI
Secretária Interina de Administração
LEI COMPLEMENTAR Nº 166/2015.
ALTERA A LEI COMPLEMENTAR Nº 33/02, QUE INSTITUI O
SISTEMA DE CARREIRAS, BENEFÍCIOS E VANTAGENS DOS
SERVIDORES MUNICIPAIS, PARAFINS DAADEQUAÇÃO À LEI
FEDERAL Nº 11.738/2008 - PISO SALARIAL PROFISSIONAL
NACIONAL PARA OS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO
PÚBLICO DA EDUCAÇÃO BÁSICA.
O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições
emanadas dos artigos 28, X, e 83, I, da Constituição Municipal,
bem como no disposto no artigo 38, da Lei Complementar
Municipal nº 33, de 25 de junho de 2002, faz saber que a Câmara
Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte lei:
Art. 1º O texto da alínea “a” do dispositivo legal do artigo 20 da Lei
Complementar 033/02, passa a contemplar a seguinte redação:
LEI Nº 3.334, DE 14 DE ABRIL DE 2015.
AUTORIZA REPOSIÇÃO SALARIAL AOS SERVIDORES
MUNICIPAIS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições
emanadas dos artigos 28, X, e 83, I, da Constituição Municipal,
bem como no disposto no artigo 38, da Lei Complementar
Municipal nº 33, de 25 de junho de 2002, faz saber que a Câmara
Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte lei:
Art. 1º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder reposição
salarial aos servidores ativos e inativos da Administração Direta
e Indireta do Município no percentual de 8,00% (oito por cento),
sendo 4,00% (quatro por cento) a partir do mês de março de 2015
e 4,00% (quatro por cento) a partir do mês de janeiro de 2016.
Art. 2º Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder abono
a titulo de complemento da remuneração bruta, a todos os
servidores ativos que percebam remuneração bruta inferior a R$
850,00 (oitocentos e cinquenta reais), a partir do mês de abril
de 2015.
Parágrafo Único: O abono de que trata o caput do artigo 2º
será limitado ao valor correspondente para que a remuneração
bruta do servidor atinja a importância de R$ 850,00 (oitocentos
e cinqüenta reais).
Art. 3º Fica autorizado o Prefeito Municipal a conceder, a partir do
mês de fevereiro de 2016, 04 (quatro) referências na carreira, no
enquadramento salarial, aos profissionais da educação, conforme
Lei Federal nº 11.738, de 06 de julho de 2008.
Art. 4º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder abono a
todos os Especialistas em Educação (Orientadores Educacionais
e Supervisores Escolares) no percentual de 50% (cinquenta por
cento) sobre o salário-base, que deverá ser re-enquadrado para
efeitos do novo piso nacional do magistério.
Art. 5º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a atualizar o valor
pago da aula excedente aos professores da Rede Municipal de
Ensino para R$ 27,00 (vinte e sete reais).
Art. 6º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder abono
pecuniário aos auxiliares de enfermagem que tenham concluído
curso técnico de enfermagem no valor de R$ 100,00 (cem reais).
Art. 7º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder abono
aos leituristas do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto
- SAMAE, no valor correspondente a R$ 122,32 (cento e vinte e
dois reais e trinta e dois centavos), mensalmente, desde que não
detenha nenhum tipo de abono.
Art. 8º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a manter instituída
a jornada prorrogada, em regime de compensação, conhecida
como 12 x 36, aos vigias e operadores de ETA - Estação de
Tratamento de Água.
Art. 9º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder abono
específico mensal no valor de R$ 122,32 (cento e vinte e dois reais
e trinta e dois centavos) aos servidores que exerçam atividades
na Balsa do Morro dos Conventos, compreendendo-se as equipes
formadas por três membros (marinheiro de convés, moço de
convés e supervisor).
Art. 10 - Fica o Prefeito Municipal autorizado a instituir a jornada de
trabalho aos servidores da Balsa Morro dos Conventos, em escala
de turnos ininterruptos de revezamento de 17 horas contínuas por
54 horas de descanso, tendo inicio às 07:00 h de um dia seguindo-
se até as 24:00 h do mesmo dia, sendo reservado o tempo de
trinta minutos para o almoço e trinta minutos para o jantar.
Art. 11 - Fica o Prefeito Municipal autorizado a instituir a jornada de
trabalho de todos os servidores municipais vinculados a Secretaria
Municipal de Saúde de 06 (seis) horas diárias ininterruptas, no
horário das 07:00 as 13:00 horas, de segunda a sexta-feira,
com plantão de 06 (seis) horas, em turno de revezamento, das
13:00 as 19:00 horas de segunda a sexta-feira, podendo ser
modificada a qualquer tempo pela Administração Pública, na
defesa do interesse público, observando-se a manutenção da
jornada semanal de 40 horas para os servidores contratados
temporariamente para os programas federais PSF, Dengue, CEO,
CAPS, DST, ACS, NASF, entre outros.
Art. 12 – A base de cálculo do adicional de insalubridade dos
servidores municipais passa a ser o respectivo salário base de
cada servidor.
Art. 13 – Fica autorizado o Prefeito Municipal a pagar aos
Conselheiros Tutelares a parcela correspondente ao adicional de
1/3 de férias, previsto no artigo 7º, inciso XVII, da Constituição
Federal de 1988.
Art. 14 - Fica autorizado o Prefeito Municipal a majorar o Vale-
Alimentação, a partir do mês de abril de 2015, para o valor de R$
150,00 (cento e cinquenta reais) mensais para os servidores que
percebem remuneração mensal bruta (excluídas as horas extras)
de até cinco salários mínimos, e no valor de R$ 135,00 (cento e
trinta e cinco reais) mensais para os servidores que percebem
remuneração mensal bruta (excluídas as horas extras) acima de
cinco salários mínimos.
Parágrafo Único - O vale alimentação deverá ter caráter
indenizatório, não salarial, e fornecido através de cartão magnético
do Programa específico – PAT – Programa de Alimentação do
Trabalhador.
Art. 15 - Fica autorizada a Administração Pública Municipal a
exigir a apresentação de atestado médico ao Departamento de
Pessoal, pelo servidor ou seu representante, no prazo de 72
(setenta e duas) horas, a partir da ausência ao trabalho justificada
por motivo de saúde.
Art. 16 - Fica autorizado o Prefeito Municipal a contratar um
profissional para a revisão do LTCAT (Laudo Técnico de Condições
Ambientais de Trabalho), nos setores a serem apontados pelo
órgão sindical, bem como para ministrar orientações para a
implantação e capacitação para o funcionamento da CIPA –
Comissão Interna de Prevenção de Acidentes.
Art. 17 - Fica autorizada a Administração Pública Municipal a
promover o pagamento da remuneração dos servidores até o dia
30 de cada mês, podendo ser prorrogado até o dia 05 do mês
subsequente em casos de problemas técnicos, devidamente
justificados.
Art. 18 - Fica autorizado o Prefeito Municipal a ceder, ou manter
cedidos, até 03 (três) servidores de carreira para o órgão sindical.
Parágrafo único: No caso de afastamento temporário de servidor
cedido ao sindicato, fica autorizado o Prefeito Municipal a substituí-
lo, por outro servidor, até que cesse a causa do afastamento.
Art. 19 – Fica autorizado o Prefeito Municipal a criar, juntamente
com o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal
de Araranguá, comissão a fim de estudar a implantação do Plano
de Saúde a todos os servidores municipais.
Art. 20 - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Art. 21 - Revogam-se as disposições em contrário, especialmente
a Lei Municipal nº 3.243, de 1º de abril de 2014.
Prefeitura Municipal de Araranguá, em 14 de abril de 2015.
SANDRO ROBERTO MACIEL
Prefeito Municipal
Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de
Administração em 14 de abril de 2015.
THAIZA DANDOLINI
Secretária Interina de Administração
“Art. 20. ...
§ 1º ...
a) Docentes:
Auxiliar de Ensino - Nível 11 - referência “B”;
Art. 2º A presente lei complementar tem como finalidade a
adequação à Lei Federal nº 11.738/2008 - Piso Salarial Profissional
Nacional para os Profissionais do Magistério Público da Educação
Básica, especialmente às Auxiliares de Ensino.
Art. 3º Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a conceder
04 (quatro) referências na carreira do magistério no mês de
fevereiro de 2016.
Art. 4º As despesas decorrentes da presente Lei correrão por
conta de dotações específicas, previstas na Lei Orçamentária.
Art. 5º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Art. 6º Revogam-se as disposições em contrário.
Prefeitura Municipal de Araranguá, em 14 de abril de 2015.
SANDRO ROBERTO MACIEL
Prefeito Municipal
Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de
Administração em 14 de abril de 2015.
THAIZA DANDOLINI
Secretária Interina de Administração
EDITAL DE CONVOCAÇÃO
O MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ, PESSOA JURIDICA DE
DIREITO PÚBLICO INTERNO, CNPJ Nº 82.911.249/0001-13,
COM SEDE À RUA DR. VIRGULINO DE QUEIROZ Nº 200,
CENTRO, MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ – SC CONVOCA A
PESSOAABAIXO MENCIONADA, PARAQUE COMPAREÇANO
PRAZO DE 03 DIAS, NA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO
DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ, SITUADO
NO ENDREÇO ACIMA MENCIONADO, PARA TRATAR DE
ASSUNTOS DE SEU INTERESSE, SOB AS PENAS DA LEI.
* THIANI JANUÁRIO BATISTA
Araranguá, 16 de abril de 2015.
SANDRO ROBERTO MACIEL
Prefeito Municipal
EXTRATO DE CONVÊNIO
Convênio Nº.: 03/2015
Participantes:PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE E
ASSOCIAÇÃO CORAL DE PRAIA GRANDE.
Objeto..........: TRANSF. DE RECURSOS FINANCEIROS P/
MANUTENÇÃO DA ENTIDADE.
Valor...........: 8.000,00(OITO MIL REAIS).
Vigência......: 02.03.2015 até 31.12.2015
Fundamento Legal ....: Lei N. 2.464/2014 de 31/12/2014
Origem dos Recursos : .. SECRETARIA DE ADM. E FINANÇAS.
PRAIA GRANDE/SC, 02 de Março de 2015.
VALCIR DAROS
Prefeito Municipal
EXTRATO DE CONVÊNIO
Convênio Nº.: 05/2015
Participantes: PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE E
ASSOCIAÇÃO DE PAIS EAMIGOS DOS EXCEPCIONAIS –APAE
Objeto..........: TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS PARA
ASSOCIAÇÃO DE PAIS EAMIGOS DOS EXCEPCIONAISAPAE-
RECURSO FEDERAL.
Valor...........:.. 11.027,40 (onze mil, vinte e sete reais e quarenta
centavos).
Vigência......: 02/01/2015 até 31/12/2015
Fundamento Legal ....: .. Lei Municipal N. 2.472 de 01/04/2015.
Origem dos Recursos : ....2.018- DR 01.49-APOIO A PESSOAS
COM DEFICIENCIA
PRAIA GRANDE/SC, 01 de Abril de 2015
VALCIR DAROS
Prefeito Municipal
Publicações Legais 17Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
ESTADO DE SANTA CATARINA
PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRO GRANDE
AVISO DE LICITAÇÃO - PREGÃO PRESENCIAL Nº 11/2015
A PREFEITURA DE MORRO GRANDE, localizada a Rua Rui Barbosa, nº 310, CEP 88.925-000,
Centro, Morro Grande/SC, torna público para conhecimento dos interessados, que está sendo
publicado o Edital de Pregão Presencial nº 11/2015, cujo objetivo é a aquisição de computadores
desktop, notebook, multifuncionais, smart tvs e aparelhos de ar condicionado split visando a
manutenção da Secretaria de Assistência Social, do Ensino Infantil e Fundamental do município de
Morro Grande. Os envelopes contendo a proposta de preços e documentação de habilitação serão
recebidos até às 09h00min do dia 05/05/2015, com abertura no mesmo dia às 09h30min, junto ao Setor
de Licitações desta prefeitura. Informamos que a íntegra do Edital e seus anexos poderão ser lidos ou
obtidos no endereço supra citado ou no site www.morrogrande.sc.gov.br. Maiores informações estarão
disponíveis os telefones (0xx48) 3544-0015/3544-0016 ou pelo e-mail licita@morrogrande.sc.gov.br.
Valdionir Rocha - Prefeito Municipal.
EDITAL DE INTIMAÇÃO
ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Tabelião do TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS
desta Comarca de Sombrio, situado na Av. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533-0318 - CEP
88960-000, faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITAL virem, que se encontram nesse
tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal, por não terem sido encontrados nos
endereços fornecidos, ou por se recusarem a tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis
estão abaixo discriminados.
PROT. APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ
Prot: 134214; Dev: AIRES JUNIOR VARGAS - 946.678.459-53; Ced: CAIXA ECÔNOMICA
FEDERAL; Sac: ; Tit: 2892.149.000309-98 ; Apr: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL; VEN: 01/10/2014;
Esp: Cédula de Crédito Bancário por Indicação; Val: 22.580,20+Juros Legais; Emol.: 46,96.
Prot: 134154; Dev: AJC TRANSPORTES LTDA - 00.675.052/0001-68; Ced: LINK COMERCIAL
IMPORTADORA E EXPORTADORA; Sac: LINK COMERCIAL IMPORTADORA E EXPORTADORA;
Tit: 19092436/3 ; Apr: BANCO SANTANDER SA; VEN: 13/01/2015; Esp: Duplicata de Venda
Mercantil por Indicação; Val: 725,00+Juros Legais; Emol.: 70,13.
Prot: 134155; Dev: AJC TRANSPORTES LTDA - 00.675.052/0001-68; Ced: LINK COMERCIAL
IMPORTADORA E EXPORTADORA; Sac: LINK COMERCIAL IMPORTADORA E EXPORTADORA;
Tit: 19900516/1 ; Apr: BANCO SANTANDER SA; VEN: 16/01/2015; Esp: Duplicata de Venda
Mercantil por Indicação; Val: 734,00+Juros Legais; Emol.: 70,13.
Prot: 134157; Dev: ANA PAULA TEIXERA - 15.455.064/0001-54; Ced: CARLOS ALBERTO
PORTINHO PIROTTI; Sac: CARLOS ALBERTO PORTINHO PIROTTI; Tit: 092-2 ; Apr: BANCO
SANTANDER SA; VEN: 08/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val:
1.260,00+Juros Legais; Emol.: 46,96.
Prot: 134175; Dev: CLAUDIA GONCALVES BORGES - 052.160.719-11; Ced: POLIGRESS DO
BRASIL LTDA; Sac: POLIGRESS DO BRASIL LTDA; Tit: 43678/01 ; Apr: ITAU UNIBANCO SA
; VEN: 10/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 584,91+Juros Legais;
Emol.: 46,96.
Prot: 134089; Dev: DOMINGOS MANOEL CORDEIRO - ME - 12.195.648/0001-40; Ced:
PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; Sac: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; Tit:
14003730158 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de
Dívida Ativa; Val: 4.236,16+Juros Legais; Emol.: 55,95.
Prot: 134166; Dev: GILSON ALFRANI DE FREITAS MONTEIRO - 027.394.329-41; Ced: BANCO
DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SA; Sac: META AGRICOLA LTDA; Tit: 021112-1/1 ; Apr:
BANCO SANTANDER SA; VEN: 07/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação;
Val: 272,00+Juros Legais; Emol.: 76,22.
Prot: 134198; Dev: GISMON ALEXANDRE PEDROZO - 066.937.979-46; Ced: LICO MATERIAIS
DE CONSTRUÇÃO LTDA ME; Sac: LICO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO LTDA ME; Tit: A-017930
; Apr: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL; VEN: 05/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por
Indicação; Val: 320,00+Juros Legais; Emol.: 71,89.
Prot: 134184; Dev: JOÃO BATISTA PINTO - 008.776.109-24; Ced: COTIPEL COM TINTAS PEÇAS
LTDA; Sac: COTIPEL COM TINTAS PEÇAS LTDA; Tit: 170525/05 ; Apr: BANCO DO BRASIL SA;
VEN: 03/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 439,00+Juros Legais;
Emol.: 70,13.
Prot: 134226; Dev: JOSÉ BATISTA BALTAZAR ME - 15.694.911/0001-33; Ced: BANCO GMAC S.A;
Sac: ; Tit: 2BBL58614596 ; Apr: ADVOCACIA DALLAGNOLO S/C; VEN: 16/04/2015; Esp: Cédula
de Crédito Bancário por Indicação; Val: 7.099,19+Juros Legais; Emol.: 46,96.
Prot: 134199; Dev: JOSIANE RIBEIRO DE SOUZA - 024.593.719-69; Ced: BRENO MATERIAIS
CONSTRUÇÃO E CIA LTDA; Sac: BRENO MATERIAIS CONSTRUÇÃO E CIA LTDA; Tit: 793 ;
Apr: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL; VEN: 05/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por
Indicação; Val: 200,00+Juros Legais; Emol.: 71,89.
Prot: 134212; Dev: JOVENTINO GERARDI - 460.519.539-49; Ced: AYMORÉ CRÉDITO
FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S.A.; Sac: ; Tit: 263195279 ; Apr: AYMORÉ CRÉDITO
FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S.A.; VEN: 03/12/2014; Esp: Cédula de Crédito Bancário
por Indicação; Val: 14.607,63+Juros Legais; Emol.: 46,96.
Prot: 134194; Dev: MARIEL COSTA DE SA GOULART - 041.274.709-09; Ced: MELO COM
E REPRESENTACAO DE FERRAMENTAS; Sac: MELO COM E REPRESENTACAO DE
FERRAMENTAS; Tit: 024092AP1 ; Apr: BANCO BRADESCO S A ; VEN: 10/04/2015;
Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 429,00+Juros Legais; Emol.: 46,96.
Prot: 134163; Dev: NEYMAR STUDIO DE DESIGN E OFICINA DE ARTES - 01.414.608/0001-25;
Ced: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; Sac: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; Tit:
12004172993 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de
Dívida Ativa; Val: 634,56+Juros Legais; Emol.: 70,13.
Sombrio - SC, 17/04/2015
ARLINDO EDÍLIO DA ROSA
Publicidade18 Correio do Sul
Sexta-feira,
17 de abril de 2015
Santa Catarina, entram
em campo São José e
Cruzeiro. As 13h15min
os dois times jogam pela
categoria sub-20, e em
seguida pelos titulares.
O São José sempre vem
forte para as competições,
e este ano não é diferente
com a sua base. Já o Cru-
zeiro de uns anos para cá
está vindo também forte.
No estádio Manoel
Mota, na Lagoa da Ser-
ra, jogam Independente
x União. As 13h15min
pela categoria sub-20, e
em seguida pela catego-
ria titulares. O time do
Independente do bairro
Jardim das Avenidas,
mais uma vez quer brigar
por títulos, já o União, que
sempre montou equipes
da casa, também está re-
forçado esse ano e poderá
surpreender.
Pela segunda divisão
naaberturadacompetição
no domingo passado.
A tarde, no estádio
Mané Gregório, no bairro
> ARARANGUÁ
Depois da aber-
tura e grande
partida que deu início a
competição deste ano, o
campeonato municipal
de Ararangu, segue neste
domingocommais11jogos
que irão complementar a
primeirarodadadafasede
classificação.
A rodada começa já
pela manhã com apenas
uma partida, às 9h45min,
no CT Emerson Almeida,
no bairro Mato Alto, onde
jogam Santa Cruz x Bom
Jesus. As duas equipes
irão se enfrentar apenas
na categoria sub-20, pois
ostitularesseenfrentaram
Sexta-feira, 17 de abril de 2015
³ 11-38-39-58-68CONCURSO
3.765
QUINA 16/04
Serão três partidas pela categoria sub-20, duas pela categoria
titulares e seis disputadas pela segunda divisão
2º Divisão
Municipal segue
domingo com 11 jogos
Cleder Maciel
serão seis jogos, sendo ro-
dada dupla em três cam-
pos diferentes. Lembran-
do que a segunda divisão
conta somente com uma
categoria, a titulares.
Esse ano o campeonato
da segundona está ainda
mais forte, pois os times
também podem fichar
sete jogadores de fora do
município.
No campo da Asso-
ciação da Coloninha, as
13h15min, jogam Jardim
Cibele x Centenário, e em
seguida Estrela Solitária
x Associação Coloninha.
No campo do Inter-
lagos, no Morro dos Con-
ventos, se enfrentam às
13h15min Interlagos x
Vim Moendo e em seguida
tem Mazembe x Barro
Vermelho.
No estádio Felipe
Freitas na Volta Curta,
jogam às 13h15min Bo-
leiros EC x Santiago, e
em seguida jogam Campo
Verde x Areias FC.
Domingo é dia
Domingotemosváriasequipesemaçãopelocampeonatomunicipal
deAraranguá.Sãojogospelaprimeiraesegundadivisãoemseiscampos
diferentes.Agoravamosverquemestávindobemparaomunicipaldeste
ano, e quem veio somente para ser cobaia.
Expectativas são grandes nas duas divisões, já que a competição é
aberta para sete jogadores de fora do município, e a tendência é que as
equipes se reforcem este ano.
Luto
O futebol amador está de luto. Nos deixou nesta quinta-feira o
senhor Waldir Lodetti, ex árbitro de futebol e ex presidente da Larm,
pai do hoje presidente da instituição, Emerson Lodetti.
Waldir dedicou um grande tempo de sua vida ao nosso futebol
amador. Sepultamento será nesta sexta-feira em Içara.
Descanse em paz, senhor Waldir.
Anotem aí
Falando agora de profissional. Muitos comentam, mas não enten-
dem nada e às vezes fico só observando. Esses dias um cidadão estava
falando que hoje o melhor time do Brasil é o Palmeiras. Aí eu digo: sabe
de nada inocente.
Ao meu ver, hoje um dos melhores times do Brasil, que está mais
certinho e a muito tempo não montava um bom grupo, é o Flamengo.
É um grupo de jogadores que não tem estrelas e sim um conjunto onde
cada posição tem jogadores titulares e de reposição. Não tem estrelas
no time, e deve ser por isso que está dando certo. Com essa diretoria o
Flamengoestáquitandoasdívidas,estácontratandocomos pésnochão
e vem forte para o Brasileiro deste ano.
Junto com o Flamengo, vejo o Corinthians também como um dos
melhores times do Brasil na atualidade, tanto de plantel como está
mostrando também dentro de campo.
Três baluartes
Estão aí três pessoas que admiro muito e tenho o maior respeito.
Muito já fizeram e contribuíram para o nosso futebol e esporte amador
em geral.
Professor José Búrigo, sempre envolvido nas categorias de base,
comooMolequesBomdeBolaeagoranacoordenaçãodoscampeonatos
amadores, sendo o melhor coordenador disparado.
Luciano Pires,
atual subsecretário
municipal de espor-
tes, um dos melhores
meias que Araranguá
já teve, não teve sorte
no profissional, mas
foi um dos melhores
camisa10quevijogar.
Hoje é respeitado em
nosso esporte, onde
vem lutando pelo nos-
so futebol amador.
Pelezinho, sem
palavras, viveu sua
vida toda em função
do futebol e do esporte, é um ícone do nosso esporte amador. Merece até
um troféu em seu nome. Abraços aos três que admiro.
Esporte
Cleder Maciel (48) 9900 3535
esportes@grupocorreiodosul.com.br
https://www.facebook.com/cleder.maciel
SEXTA-FEIRA, SÁBADO E DOMINGO, 17, 18 E 19 DE ABRIL DE 2015
Página5
Página2
PostodeSaúdevai
ganharauditório
Págin5
Atemidasíndrome
deGuillain-Barré
Sexta-feira, sábado e domingo, 17, 18 e 19 de abril de 2015
Saiba tudo sobre
clareamento dental
Página 7
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 17 de abril de 20152
Indução Percutânea de
Colágeno (Dermaroller)
Como funciona?
O procedimento é um pequeno e simples
equipamento, projetado para fazer rolamento de
micropunturas na pele, promovendo a formação
de colágeno e elastina (substâncias responsá-
veis pela firmeza e elasticidade da mesma), ge-
rando renovação celular. Com isso, tem indica-
ção precisa no rejuvenescimento facial, área dos
olhos (reduzindo linhas de expressão), pescoço,
cicatrizes de acne, estrias e suavização de ci-
catrizes em geral (pós-inflamação). Após a pri-
meira sessão, em alguns casos, já se nota os re-
sultados positivos. Geralmente, são necessárias
quatro sessões com espaçamento de 6 a 8 se-
manas, dependendo da finalidade do tratamen-
to, para que se obtenha melhores resultados. É
importante dizer que todo procedimento estético
necessita de manutenção, para que o efeito do
tratamento tenha maior duração.
Em nosso serviço, na Flor de lis, promovemos
a melhora dos resultados com a adição de ativos
cosmecêuticos.
Cuidados Pós Aplicação:
Embora muito tranquilo, também necessita
cuidados. O tratamento tem efeito praticamente
igual ao laser, porém é um procedimento mais
seguro. Contudo, os cuidados pós-tratamento
são imprescindíveis como são nas aplicações do
laser. Entre esses o mais importante é o uso in-
tensivo de protetor solar de boa qualidade, com
fator 30 ou mais. Além disso são prescritos cos-
mecêuticos para uso doméstico.
Qualquer Pessoa Pode
Fazer o Tratamento?
O tratamento pode ser feito em homens e mu-
lheres igualmente. Desde pessoas muito jovens
para o tratamento de estrias e cicatrizes de acne,
até pessoas de mais idade, para suavização de
rugas, flacidez e revitalização da pele. É contra-
-indicado para pessoas com problemas de cica-
trização, coagulação ou infecção de pele no local
da aplicação.
35247494 / 99169670
Av. Sete de Setembro, n°2317-
Sl 02 - Centro - Araranguá
www.flordelisestetica.com.br
Ligue e agende a sua avaliação
GRATUITA!
(48) 3524-7494
(48) 99169670.
Projeto do prédio ampliado
Posto de Saúde
M
ais uma obra está saindo do papel no
município de Balneário Arroio do Sil-
va. A administração municipal firmou
contrato com a empresa vencedora da
licitação, Aclive Arquitetura e Engenharia Ltda,
para a execução da ampliação da Unidade Bá-
sica de Saúde Paulo Lupinn. No posto central
será ampliada uma área de 83,62m² onde será
feito um auditório e sala multiuso. “O espaço
A Secretaria de Estado da Saú-
de realizou treinamento dire-
cionado aos técnicos munici-
pais para prepará-los para a
gestão das unidades públicas
de saúde. O tema central foi
o fluxo de processamento do
Sistema de Informação Am-
bulatorial, programa do Mi-
nistério da Saúde que reúne
dados de todo atendimento
ambulatorial, como consultas
e exames,realizado no país.
será utilizado para os trabalhos e projetos de
prevenção e conscientização realizados pela
Secretaria de Saúde”, frisou o prefeito Evandro
Scaini.
O auditório e sala multiuso era uma necessida-
de, tendo em vista que não há espaço adequa-
do para encontros e reuniões dos projetos que
são executados na área da saúde como, por
exemplo, os encontros do grupo de tabagismo.
Postos de saúde ganham mais autonomia
vaiganharauditório
A capacitação foi realizada por
videoconferência promovida
pela Superintendência de Pla-
nejamento e Gestão, Diretoria
de Planejamento, Controle e
Avaliação do SUS e pelas ge-
rências de Programação em
Saúde, e Controle e Avaliação.
Além dos municípios, técnicos
das 18 equipes de controle e
avaliação e os 36 gerentes re-
gionais de saúde participaram
da videoconferência.
“O objetivo do treinamento foi
descomplicar o uso das ferra-
mentas necessárias para que os
técnicos possam gerir as unida-
des de saúde nos próprios mu-
nicípios, desde o processamento
até o pagamento, explica a ge-
rente de Programação em Saú-
de, Helma Finta Uba.
Outro ponto bastante comenta-
do foi o fluxo da transferência
de gestão e do repasse de re-
cursos.
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 17 de abril de 2015 3
A Cooperja em parceria com o Sesi/Criciúma disponibilizou as suas colaboradoras
uma oficina de patchwork.
Trabalhos manuais costumam desenvolver a criatividade e a paciência, o que ajuda
a melhorar o ambiente tanto no trabalho quanto em casa.
O patchwork é um trabalho que consiste na reunião de peças de tecido de várias
cores, padrões e formas.
projeto
Arte e
Bem Estar
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 17 de abril de 20154
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 17 de abril de 2015
5
N
o fim de 2014, a síndrome
de Guillain-Barré virou notícia
após alguns relatos da cientis-
ta política Lúcia Hipólito sobre
como ela foi acometida de repente
pela doença e sobre as conquistas
diárias de sua reabilitação.
A síndrome é pouco conhecida da
população e é importante estar aten-
to a ela.
A síndrome de Guillain-Barré é um
exemplo de polirradiculoneurite. Esta
patologia é caracterizada por uma
fraqueza muscular que pode ser sú-
bita ou insidiosa, mas que, em dois
ou três dias, começa a subir pelo
organismo. Ou seja, dos pés e per-
nas para a cintura pélvica e, depois,
para o tronco, podendo comprome-
ter, inclusive, as estruturas cerebrais.
Desta forma, pode ocasionar a mor-
te, o que, atualmente, acontece em
10% dos pacientes, devido à parada
cardiorrespiratória.
Esta patologia geralmente aconte-
ce após uma infecção viral nas vias
aéreas superiores ou em momentos
de imunodepressão dos pacientes.
As principais condutas na fase agu-
da são a plasmaferese e a adminis-
tração de imunoglobulina humana
que, por si só, podem salvar a vida
desses pacientes.
A maioria deles recupera-se com-
pletamente, com cura e resgate da
força muscular. Porém, uma grande
parte destes mesmos pacientes ne-
cessita de um projeto de reabilitação
para readquirir funções motoras, prin-
cipalmente o resgate da marcha.
A jornalista Lucia Hipólito, da
Globo News e uma das Me-
ninas do Jô, tem enfrentado
uma barra para se recuperar
da síndrome de Guillain-Barré.
“Eu perdi os movimentos das
pernas, dos braços e a voz. O
meu rosto parecia que tinha
tomado uma overdose de bo-
tox”, contou em entrevista a Jô
Soares.
Lucia estava de férias na Fran-
ça quando a doença se mani-
festou. “Fui levantar para trocar
de roupa e parei de sentir mi-
nhas pernas. Fiquei três meses
lá e depois mais um ano e cin-
co meses internada aqui.”
Segundo a jornalista, as dores
e as dificuldades provocadas
pela síndrome a fizeram dese-
jar o pior. “Teve alguns dias em
que eu quis morrer para liqui-
dar tudo de uma vez. Essa é
uma doença infernal”.
Ainda se locomovendo com
uma cadeira de rodas, Lucia
comemora a sua visível melho-
ra. “Recuperei minhas mãos,
que ainda estão um pouco tor-
tas, e estou conseguindo dar
seis passos no andador, que
para mim é uma vitória.”
síndrome de Guillain-Barré
A temida
A entrevista completa pode ser encontrada no
site da Globo.
A história
de Lúcia Hipólito
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 17 de abril de 20156
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 17 de abril de 2015
Saiba tudo sobre
7
Desde o mês passado os clareadores dentais com
concentração acima de 3% de peróxido de hi-
drogênio, têm sua venda permitida somente com a
apresentação de prescrição profissional. A norma foi
aprovada pela Anvisa e tem como objetivo prevenir
os danos que podem ocorrer a partir do uso destes
produtos sem a correta orientação de um profissional
habilitado.
A norma da Anvisa também define que a propaganda
destes produtos só poderá ser veiculada em publi-
cações dirigidas aos profissionais e as embalagens
terão que trazer impressa a expressão “venda sob
prescrição de profissional legalmente habilidado”.
Entre os riscos associados ao uso indevidos de cla-
readores dentais com mais de 3% de peróxido de
hidrogênio estão sensibilidade dentária, alteração de
superfície do esmalte, absorção radicular, alterações
pulpares e dano periodontal.
clareamento dental
Mitos e verdades
Produto essencial para a pele permanecer e
resultar em firmeza, pois ocorre a sustentação
das células e ao mesmo tempo para mantê-las
unidas. Além da firmeza a pele este produto traz
outros benefícios para a saúde.
O colágeno é uma proteína de extrema impor-
tância para nosso corpo, mas é difícil obtê-la com a
nossa alimentação e depois dos 30 anos as perdas
de proteína aumentam e é preciso que haja uma
reposição para manter a beleza e a saúde.
Mas felizmente é possível conseguir repor o co-
lágeno com esses suplementos de colágeno em
cápsulas ou em pó.
O colágeno hidrolisado representa cerca de 25%
de toda proteína do organismo humano. Sua função
é primordialmente estrutural, ou seja, proporciona
sustentação às células, mantendo-as unidas, sendo
o principal componente protéico de órgãos como a
pele, ossos, cartilagens, ligamentos e tendões.
Com o uso dessa proteína é possível evitar e
combater problemas estéticos comuns como a celu-
lite e as estrias já que os dois problemas causam a
deformação da pele que perde sua firmeza e elas-
ticidade.
As indicações do colágeno hidrolisado são: For-
talecimento das unhas; Recuperação de unhas frá-
geis e quebradiças; Fortalecimento e crescimento
dos cabelos finos e enfraquecidos; Beleza da pele
(fica mais firme); Hidratação da pele, levando a uma
redução das rugas; Integridade estrutural e funcio-
nalidade dos ossos, cartilagens e articulações em
geral.
Consulte seu médico, nutricionista e/
ou venha até a farmácia A Essência de
Manipulação, localizada na Rua Caetano
Lumertz, n°456, em frente ao Giassi do
centro, e confira essa e muitas outras al-
ternativas para você arrasar neste verão.
Colágeno Hidrolisado
Promoção!!!
25% 25% 25%
25% de Desconto!!!
O clareamento dos dentes, método cada vez mais procurado pelos pacientes em tratamento odontológi-
co, é uma tendência em alta para a eliminação do tom amarelado dos dentes.
Conheça os mitos e verdades desse tipo de serviço:
1. O tratamento caseiro, utilizando fitas , moldeiras,
e creme dental clareador consegue ser eficaz em
caso de dentes muito escuros.
MITO. Normalmente, estes dentes muito escuros
sofreram algum problema prévio de canal e o tra-
tamento caseiro não vai surtir efeito, além de apre-
sentar possíveis efeitos colaterais. Por exemplo, o
gel clareador é agressivo à gengiva e pode causar
sensibilidade nos dentes. No caso da fita, por não
oferecer a adaptação perfeita ao dente, pode fazer
com que o paciente engula o gel clareador, o que
pode causar uma leve irritação na garganta.
2. O tratamento a laser é mais eficaz que o proce-
dimento utilizando produtos clareadores profissio-
nais.
MITO. O procedimento é basicamente o mesmo.
Com o laser, o tempo do tratamento diminui pela
metade, porém, em função do benefício dessa téc-
nica, ele requer um investimento maior.
3. Mesmo realizado por um profissional, o clarea-
mento pode causar hipersensibilidade.
VERDADE. A hipersensibilidade pós-tratamento é
observada em um considerável número de pacien-
tes.
4. Cigarro e café em excesso podem reduzir a dura-
ção do clareamento.
VERDADE. Pessoas que têm hábitos atrelados ao
fumo e ao consumo excessivo de alimentos de co-
res forte, como café e vinho, apresentam uma me-
nor eficácia no tratamento.
5. Posso fazer clareamento
quando quiser.
MITO. É preciso tomar
cuidado para não realizar
clareamentos excessivos,
pois, o contato do dente
com os produtos químicos
clareadores podem causar
manchas nos dentes, em
casos mais graves, deixá-
-los acinzentados irrever-
sivelmente. Geralmente
recomenda-se fazer uma manutenção de um a
dois anos, com uma sessão de 60 minutos de cla-
reamento profissional ou de dois a três noites de
clareamento caseiro. Em período menor que o re-
comendado pode causar hipersensibilidade irrever-
sível aos dentes.
6. Gestantes e adolescentes não podem realizar o
tratamento de clareamento dentário.
VERDADE. O clareamento dental é contra indicado
para adolescentes menores de 16, pois nessa ida-
de o esmalte está mais permeável, o que pode tor-
nar os efeitos da sensibilidade mais intensos. Como
o tratamento não é urgente, é recomendado que as
grávidas e lactantes evitem o procedimento nesse
período por conta do gel clareador, que é composto
por ácido.
7. O clareamento dental deixa os dentes mais fra-
cos.
MITO. Os produtos clareadores não alteram a parte
mineral dos dentes, portanto, não causam seu en-
fraquecimento.
8. Alguns dentes podem ficar mais brancos que ou-
tros após o tratamento.
PARCIALMENTE VERDADE. Nem todos os dentes
são iguais e cada um absorve o creme dental e gel
clareador de uma maneira. Além disso, depende
da resposta biológica da estrutura dental de cada
pessoa.
CORREIO DO SUL
Sexta-feira, 17 de abril de 20158
NOVO KA
(Cat.KCC5)
SE 1.0L FLEX 2015
Ar-condicionado / Direção elétrica
Vidros dianteiros elétricos
Travas elétricas / My Connection
Chave canivete com
controle remoto.
NOVO KA+
(Cat.ZFC5)
SE 1.5L FLEX 2015
Ar-condicionado / Direção elétrica
Vidros dianteiros elétricos
Travas elétricas / My Connection
Chave canivete com controle remoto.
O NOVO SEDAN DA FORD
Ar -condicionado / Direção elétrica
Vidros + travas e espelhos elétricos
Controle de estabilidade e tração
Assistente de Partida em Rampas (HLA)
Sensor de estacionamento
FREESTYLE 1.6L FLEX 2015
(Cat.EFA5)
ECOSPORT
Ar-condicionado / My Connection
Direção elétrica
Vidros dianteiros + Travas
+ Retrovisores elétricos
NEW FIESTA
HATCH
(Cat.RBQ5)
S 1.5L FLEX 2015
Motor 1.6L TiVTC flex (135cv)
Rodas de liga leve R16”
Ar-Condicionado
FOCUSHATCH
(Cat.QAJ5)
SE 1.6L FLEX 2015 Motor ecoboost de 240cv
Transmissão automática sequencial de 6 velocidades
Rodas R18” / 8 Air bags / Controle de estabilidade e tração
Sync Media com navegador / Câmera de ré
Sensor de estacionamento / Teto solar / Sensor de chuva
(Cat.UNB5)
TITANIUM PLUS ECOBOOST
TETO SOLAR
FORD FUSION
TAXA ZERO. NÃO EXISTE MAIS NADA
ENTRE UM FORD E A SUA GARAGEM.
TAXAZERO
a partir de Entrada de
Parcelas deà vista
38.990,00 24.953,60
30xR$
499,00 TAXAZERO
a partir de Entrada de
Parcelas deà vista
45.190,00 27.114,00
30xR$
637,00
Promoção válida até 17/04/2015 ou enquanto durarem os estoques - 10 unidades. Novo Ford Ka SE 1.0L 2015 (cat KCC5) a partir de R$ 38.990,00 à vista ou financiado com taxa de 0,0% a.m. e 00,00% a.a, 64%
de entrada (R$ 24.953,60) e saldo em 30 parcelas de R$ 499,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, incluindo tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$
39.923,60. Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de 31/03/2015 a partir de 0,42% a.m. e 5,17% a.a., por meio do Programa Ford Credit. Novo Ford Ka + SE 1.5L 2015 (cat ZFC5) a partir de R$ 45.190,00 à vista
ou financiado com taxa de 0,0% a.m. e 00,00% a.a, 60% de entrada (R$ 27.114,00) e saldo em 30 parcelas de R$ 637,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, incluindo tarifas,
custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$ 46.224,00. Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de 07/04/2015 a partir de 0,36% a.m. e 4,44% a.a., por meio do Programa Ford Credit. EcosportFreeStyle 1.6L
2015 (cat EFA5) a partir de R$ 71.200,00 à vista ou financiado com taxa de 0,0% a.m. e 00,00% a.a, 60% de entrada (R$ 42.720,00) e saldo em 36 parcelas de R$ 829,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência
para pagamento da 1ª parcela, incluindo tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$ 72.564,00. Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de 30/03/2015 a partir de 0,26% a.m. e 3,10% a.a., por meio
do Programa Ford Credit. New Fiesta Hatch S 1.5L 2015 (cat RBQ5) a partir de R$ 45.790,00 à vista ou financiado com taxa de 0,0% a.m. e 00,00% a.a, 60% de entrada (R$ 27.474,00) e saldo em 24 parcelas de
R$ 806,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, incluindo tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$ 46.818,00. Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de
30/03/2015 a partir de 0,44% a.m. e 5,43% a.a., por meio do Programa Ford Credit. Focus Hatch 1.6L 2015 (cat QAJ5) a partir de R$ 67.900,00 à vista ou financiado com taxa de 0,0% a.m. e 00,00% a.a, 60% de
entrada (R$ 40.740,00) e saldo em 36 parcelas de R$ 792,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, incluindo tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$ 69.252,00.
Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de 27/03/2015 a partir de 0,26% a.m. e 3,23% a.a., por meio do Programa Ford Credit. Ford FusionEcoboost 2.0L Titanium 2015 (cat UNC5) a partir de R$ 135.000,00 à vista
ou financiamento com taxa de 0,00% a.m. e 0,00% a.a, 60% de entrada (R$ 81.000,00) e saldo em 12 parcelas de R$ 4.634,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, incluindo
tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$ 136.608,00. Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de 30/03/2015 a partir de 0,45% a.m. e 5,59% a.a., por meio do Programa Ford Credit. Não abrange
seguro, acessórios, documentação e serviços de despachante, manutenção ou qualquer outro serviço prestado pelo Distribuidor. Sujeito à aprovação de crédito. O valor de composição do CET poderá sofrer alteração,
quando da data efetiva da contratação, considerando o valor do bem adquirido, as despesas contratadas pelo cliente, custos de Registros de Cartórios variáveis de acordo com a UF (não incluso no valor das parcelas
e no cálculo da CET) a data da contratação. Contratos de Financiamento e Arrendamento Ford Credit são operacionalizados pelo Banco Bradesco Financiamentos S.A. Valores válidos para cores sólidas. Frete incluso.
Na cidade, somos todos pedestres.
TAXAZERO
a partir de Entrada de
Parcelas deà vista
45.790,00 27.474,00
24xR$
806,00 TAXAZERO
a partir de Entrada de
Parcelas deà vista
71.200,00 42.720,00
36xR$
829,00
TAXAZERO
a partir de Entrada de
Parcelas deà vista
67.900,00 40.740,00
36xR$
792,00 TAXAZERO
a partir de Entrada de
Parcelas deà vista
135.000,00 81.000,00
12xR$
4.634,00

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal paraná notícias
Jornal paraná notíciasJornal paraná notícias
Jornal paraná notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Edição 210
Edição 210Edição 210
Edição 210
Alair Arruda
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Edição 203
Edição 203Edição 203
Edição 203
Alair Arruda
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Paraná Notícias
Paraná NotíciasParaná Notícias
Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal opção 170 ed online
Jornal opção 170 ed onlineJornal opção 170 ed online
Jornal opção 170 ed online
Alair Arruda
 
Jornal digital 4611_sex_20022015
Jornal digital 4611_sex_20022015Jornal digital 4611_sex_20022015
Jornal digital 4611_sex_20022015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal opção 197 online
Jornal opção 197 onlineJornal opção 197 online
Jornal opção 197 online
Alair Arruda
 
Jornal paraná notícias
Jornal paraná notíciasJornal paraná notícias
Jornal paraná notícias
Ed Claudio Cruz
 
Jornal opção 204
Jornal opção 204Jornal opção 204
Jornal opção 204
Alair Arruda
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 

Mais procurados (20)

Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Jornal paraná notícias
Jornal paraná notíciasJornal paraná notícias
Jornal paraná notícias
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Edição 210
Edição 210Edição 210
Edição 210
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Edição 203
Edição 203Edição 203
Edição 203
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
Paraná Notícias
Paraná NotíciasParaná Notícias
Paraná Notícias
 
Jornal opção 170 ed online
Jornal opção 170 ed onlineJornal opção 170 ed online
Jornal opção 170 ed online
 
Jornal digital 4611_sex_20022015
Jornal digital 4611_sex_20022015Jornal digital 4611_sex_20022015
Jornal digital 4611_sex_20022015
 
Jornal opção 197 online
Jornal opção 197 onlineJornal opção 197 online
Jornal opção 197 online
 
Jornal paraná notícias
Jornal paraná notíciasJornal paraná notícias
Jornal paraná notícias
 
Jornal opção 204
Jornal opção 204Jornal opção 204
Jornal opção 204
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 

Destaque

Gy jf final
Gy jf finalGy jf final
Gy jf final
Valentina Yoram
 
Using Smartphones to Measure (and Intervene in) Daily Life
Using Smartphones to Measure (and Intervene in) Daily LifeUsing Smartphones to Measure (and Intervene in) Daily Life
Using Smartphones to Measure (and Intervene in) Daily Life
Neal Lathia
 
Paul's weight loss and kemal's obesity
Paul's weight loss and kemal's obesityPaul's weight loss and kemal's obesity
Paul's weight loss and kemal's obesity
Will Wilson
 
Mazen ALoud-CV-7916
Mazen ALoud-CV-7916Mazen ALoud-CV-7916
Mazen ALoud-CV-7916
Mazen Oud
 
Yves rocher-campaña-5-2015
Yves rocher-campaña-5-2015Yves rocher-campaña-5-2015
Yves rocher-campaña-5-2015
Soco
 
Ch 14 Dig Sys A
Ch 14 Dig Sys ACh 14 Dig Sys A
Ch 14 Dig Sys A
guest970cb3
 
982教師專題研究暨教學經驗心得分享
982教師專題研究暨教學經驗心得分享982教師專題研究暨教學經驗心得分享
982教師專題研究暨教學經驗心得分享
hllclsh
 
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal Correio do Sul
 
Studiu als
Studiu alsStudiu als
Studiu als
perjui
 
R1 lalibertad
R1 lalibertadR1 lalibertad
R1 lalibertad
rossler
 
What does Web2 do for us?
What does Web2 do for us?What does Web2 do for us?
What does Web2 do for us?
Mike Ellis
 
Alianzas y partidos_participantes
Alianzas y partidos_participantesAlianzas y partidos_participantes
Alianzas y partidos_participantes
Dirección Nacional Electoral de Argentina
 
31510 Budget Presentation
31510 Budget Presentation31510 Budget Presentation
31510 Budget Presentation
aldtucker
 
Annual Review 2010
Annual Review 2010Annual Review 2010
Annual Review 2010
Rebecca O'Dwyer
 
Manual krav maga ingles
Manual krav maga inglesManual krav maga ingles
Manual krav maga ingles
Ricardo Castro
 
Lauren A. Blakley
Lauren A. BlakleyLauren A. Blakley
Lauren A. Blakley
Lauren Blakley
 
JORNAL ATUAL 04-12-2014
JORNAL ATUAL 04-12-2014JORNAL ATUAL 04-12-2014
JORNAL ATUAL 04-12-2014
PortalCocal
 
Aparato digestivo 1
Aparato digestivo 1Aparato digestivo 1
Aparato digestivo 1
Cristina Hernandez
 
Ocdq re
Ocdq reOcdq re
Catálogo yves rocher campaña 5, 2015
Catálogo yves rocher campaña 5, 2015Catálogo yves rocher campaña 5, 2015
Catálogo yves rocher campaña 5, 2015
Paty Cj
 

Destaque (20)

Gy jf final
Gy jf finalGy jf final
Gy jf final
 
Using Smartphones to Measure (and Intervene in) Daily Life
Using Smartphones to Measure (and Intervene in) Daily LifeUsing Smartphones to Measure (and Intervene in) Daily Life
Using Smartphones to Measure (and Intervene in) Daily Life
 
Paul's weight loss and kemal's obesity
Paul's weight loss and kemal's obesityPaul's weight loss and kemal's obesity
Paul's weight loss and kemal's obesity
 
Mazen ALoud-CV-7916
Mazen ALoud-CV-7916Mazen ALoud-CV-7916
Mazen ALoud-CV-7916
 
Yves rocher-campaña-5-2015
Yves rocher-campaña-5-2015Yves rocher-campaña-5-2015
Yves rocher-campaña-5-2015
 
Ch 14 Dig Sys A
Ch 14 Dig Sys ACh 14 Dig Sys A
Ch 14 Dig Sys A
 
982教師專題研究暨教學經驗心得分享
982教師專題研究暨教學經驗心得分享982教師專題研究暨教學經驗心得分享
982教師專題研究暨教學經驗心得分享
 
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
 
Studiu als
Studiu alsStudiu als
Studiu als
 
R1 lalibertad
R1 lalibertadR1 lalibertad
R1 lalibertad
 
What does Web2 do for us?
What does Web2 do for us?What does Web2 do for us?
What does Web2 do for us?
 
Alianzas y partidos_participantes
Alianzas y partidos_participantesAlianzas y partidos_participantes
Alianzas y partidos_participantes
 
31510 Budget Presentation
31510 Budget Presentation31510 Budget Presentation
31510 Budget Presentation
 
Annual Review 2010
Annual Review 2010Annual Review 2010
Annual Review 2010
 
Manual krav maga ingles
Manual krav maga inglesManual krav maga ingles
Manual krav maga ingles
 
Lauren A. Blakley
Lauren A. BlakleyLauren A. Blakley
Lauren A. Blakley
 
JORNAL ATUAL 04-12-2014
JORNAL ATUAL 04-12-2014JORNAL ATUAL 04-12-2014
JORNAL ATUAL 04-12-2014
 
Aparato digestivo 1
Aparato digestivo 1Aparato digestivo 1
Aparato digestivo 1
 
Ocdq re
Ocdq reOcdq re
Ocdq re
 
Catálogo yves rocher campaña 5, 2015
Catálogo yves rocher campaña 5, 2015Catálogo yves rocher campaña 5, 2015
Catálogo yves rocher campaña 5, 2015
 

Semelhante a Jornal digital 4650_sex_17042015

Jornal digital 4638_ter_31032015
Jornal digital 4638_ter_31032015Jornal digital 4638_ter_31032015
Jornal digital 4638_ter_31032015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4654_sex_24042015
Jornal digital 4654_sex_24042015Jornal digital 4654_sex_24042015
Jornal digital 4654_sex_24042015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 15-02-17
Jornal digital 15-02-17Jornal digital 15-02-17
Jornal digital 15-02-17
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 24-03-17
Jornal digital 24-03-17Jornal digital 24-03-17
Jornal digital 24-03-17
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4604_seg_ 09022015
Jornal digital 4604_seg_ 09022015Jornal digital 4604_seg_ 09022015
Jornal digital 4604_seg_ 09022015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4703_sex_03072015
Jornal digital 4703_sex_03072015Jornal digital 4703_sex_03072015
Jornal digital 4703_sex_03072015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4737 qui-20082015
Jornal digital 4737 qui-20082015Jornal digital 4737 qui-20082015
Jornal digital 4737 qui-20082015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4729 seg-10082015
Jornal digital 4729 seg-10082015Jornal digital 4729 seg-10082015
Jornal digital 4729 seg-10082015
Jornal Correio do Sul
 
eJornal digital 4569 qua 17-12-14
eJornal digital 4569 qua 17-12-14eJornal digital 4569 qua 17-12-14
eJornal digital 4569 qua 17-12-14
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4585_qua_ 14012015
Jornal digital 4585_qua_ 14012015Jornal digital 4585_qua_ 14012015
Jornal digital 4585_qua_ 14012015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 27-03-17
Jornal digital 27-03-17Jornal digital 27-03-17
Jornal digital 27-03-17
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4771_qui_08102015
Jornal digital 4771_qui_08102015Jornal digital 4771_qui_08102015
Jornal digital 4771_qui_08102015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 26-04-17
Jornal digital 26-04-17Jornal digital 26-04-17
Jornal digital 26-04-17
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 11-04-17
Jornal digital 11-04-17Jornal digital 11-04-17
Jornal digital 11-04-17
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4632_seg_23032015
Jornal digital 4632_seg_23032015Jornal digital 4632_seg_23032015
Jornal digital 4632_seg_23032015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 4686_qua_10062015
Jornal digital 4686_qua_10062015Jornal digital 4686_qua_10062015
Jornal digital 4686_qua_10062015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 16 08-17
Jornal digital 16 08-17Jornal digital 16 08-17
Jornal digital 16 08-17
Jornal Correio do Sul
 

Semelhante a Jornal digital 4650_sex_17042015 (20)

Jornal digital 4638_ter_31032015
Jornal digital 4638_ter_31032015Jornal digital 4638_ter_31032015
Jornal digital 4638_ter_31032015
 
Jornal digital 4654_sex_24042015
Jornal digital 4654_sex_24042015Jornal digital 4654_sex_24042015
Jornal digital 4654_sex_24042015
 
Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015
 
Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018Jornal digital 11 12-2018
Jornal digital 11 12-2018
 
Jornal digital 15-02-17
Jornal digital 15-02-17Jornal digital 15-02-17
Jornal digital 15-02-17
 
Jornal digital 24-03-17
Jornal digital 24-03-17Jornal digital 24-03-17
Jornal digital 24-03-17
 
Jornal digital 4604_seg_ 09022015
Jornal digital 4604_seg_ 09022015Jornal digital 4604_seg_ 09022015
Jornal digital 4604_seg_ 09022015
 
Jornal digital 4703_sex_03072015
Jornal digital 4703_sex_03072015Jornal digital 4703_sex_03072015
Jornal digital 4703_sex_03072015
 
Jornal digital 4737 qui-20082015
Jornal digital 4737 qui-20082015Jornal digital 4737 qui-20082015
Jornal digital 4737 qui-20082015
 
Jornal digital 4729 seg-10082015
Jornal digital 4729 seg-10082015Jornal digital 4729 seg-10082015
Jornal digital 4729 seg-10082015
 
eJornal digital 4569 qua 17-12-14
eJornal digital 4569 qua 17-12-14eJornal digital 4569 qua 17-12-14
eJornal digital 4569 qua 17-12-14
 
Jornal digital 4585_qua_ 14012015
Jornal digital 4585_qua_ 14012015Jornal digital 4585_qua_ 14012015
Jornal digital 4585_qua_ 14012015
 
Jornal digital 27-03-17
Jornal digital 27-03-17Jornal digital 27-03-17
Jornal digital 27-03-17
 
Jornal digital 4771_qui_08102015
Jornal digital 4771_qui_08102015Jornal digital 4771_qui_08102015
Jornal digital 4771_qui_08102015
 
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
 
Jornal digital 26-04-17
Jornal digital 26-04-17Jornal digital 26-04-17
Jornal digital 26-04-17
 
Jornal digital 11-04-17
Jornal digital 11-04-17Jornal digital 11-04-17
Jornal digital 11-04-17
 
Jornal digital 4632_seg_23032015
Jornal digital 4632_seg_23032015Jornal digital 4632_seg_23032015
Jornal digital 4632_seg_23032015
 
Jornal digital 4686_qua_10062015
Jornal digital 4686_qua_10062015Jornal digital 4686_qua_10062015
Jornal digital 4686_qua_10062015
 
Jornal digital 16 08-17
Jornal digital 16 08-17Jornal digital 16 08-17
Jornal digital 16 08-17
 

Mais de Jornal Correio do Sul

Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 20 11-2018
Jornal digital 20 11-2018Jornal digital 20 11-2018
Jornal digital 20 11-2018
Jornal Correio do Sul
 

Mais de Jornal Correio do Sul (20)

Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018Jornal digital 20 12-2018
Jornal digital 20 12-2018
 
Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018Jornal digital 19 12-2018
Jornal digital 19 12-2018
 
Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018Jornal digital 18 12-2018
Jornal digital 18 12-2018
 
Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018Jornal digital 17 12-2018
Jornal digital 17 12-2018
 
Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018Jornal digital 14 12-2018
Jornal digital 14 12-2018
 
Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018Jornal digital 13 12-2018
Jornal digital 13 12-2018
 
Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018Jornal digital 12 12-2018
Jornal digital 12 12-2018
 
Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018
 
Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018Jornal digital 06 12-2018
Jornal digital 06 12-2018
 
Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018Jornal digital 05 12-2018
Jornal digital 05 12-2018
 
Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018Jornal digital 04 12-2018
Jornal digital 04 12-2018
 
Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018
 
Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018Jornal digital 30 11-2018
Jornal digital 30 11-2018
 
Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018Jornal digital 29 11-2018
Jornal digital 29 11-2018
 
Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018Jornal digital 28 11-2018
Jornal digital 28 11-2018
 
Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018Jornal digital 27 11-2018
Jornal digital 27 11-2018
 
Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018Jornal digital 24 11-2018
Jornal digital 24 11-2018
 
Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018Jornal digital 22 11-2018
Jornal digital 22 11-2018
 
Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018Jornal digital 21 11-2018
Jornal digital 21 11-2018
 
Jornal digital 20 11-2018
Jornal digital 20 11-2018Jornal digital 20 11-2018
Jornal digital 20 11-2018
 

Jornal digital 4650_sex_17042015

  • 1. Prefeituraamplia distribuiçãode medicamentos www.grupocorreiodosul.com.br ANO XXIV EDIÇÃO Nº 4.651 SEXTA-FEIRA, SÁBADO E DOMINGO, 17, 18 E 19 DE ABRIL DE 2015 R$ 2,00 Grupo 25º 20º Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense Geral Polícia Polícia Vacinasestão escassasnos postosdesaúde PolíciaMilitar recuperacarro emmeiahora PRFapreende maisde5kgde pílulasdeecstasy Região Araranguá Sucesso 4 e 5Páginas 13Página 15Página Sombrio VENDEDORES 3Página
  • 2. Política Jarbas Vieira Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 jarbas@grupocorreiodosul.com.br (48) 9966.5326 CHARGEPor:CAZO “Nós lutamos por esta obra há anos. É inadmissível que isso tenha acontecido. É falta de gestão. Uma falta de respeito, um descaso com o Sul”. Ele disse: ‘ ‘Deputado estadual Valmir Comin (PP) sobre a atuação da Casan e a perda de recursos para a barragem do Rio do Salto. PMDB de Sombrio motivado para 2016 N a terceira reunião desde o dia 29 de março, quando as- sumiu a presidência do PMDB, o empresário Carlos Alano viu que o partido está motivado para as eleições de 2016 que podem garantir a manutenção da sigla no comando da Pre- feitura de Sombrio. O encon- tro realizado na Câmara de Vereadores lotou o plenário, contando com a presença de ilustres emedebistas históri- cos, mas também com jovens que estão acompanhando os resultados do Governo Muni- Vice-presidentedaComissão de Agricultura, o deputado es- tadual Zé Milton (PP) solicitou em plenário a prorrogação para 2016 do prazo do registro, dos proprietários rurais, no Cadas- tro Ambiental Rural. “O CAR é uma grande ferramenta, mas infelizmente caiu na burocracia, entrando em vigor somente em maio do ano passado, atrasando todo o processo de registro das áreas”, relatou o parlamentar, argumentando que após um ano apenas 20% dos agriculto- res catarinenses conseguiram cadastrar suas propriedades, visto série de informações que precisam passar pelas mãos (48) 3522-3777 cipal e se sentindo motivados para participar. “Demos apenas o pontapé inicial. Estamos Mota vê descaso na BR-101 Como faz de forma recorrente, o deputa- do Manoel Mota (PMDB) subiu à tribuna da Assembleia Legislativa de Santa Catarina para relatar as condições do trecho sul da BR-101. Indignado com a situação da rodovia, o parla- mentar destacou os excesso de buracos no as- falto mesmo com a obra incompleta. Disposto a buscar uma solução digna aos milhares de motoristas que trafegam diariamente na BR- 101, o deputado ressaltou que pretende ir a Brasília onde irá acionar o Ministério Público e o Tribunal de Contas da União para que a obra seja concluída com qualidade. “Foram gastos bilhões de reais na duplicação, além dos aditivos às empresas e o que sê vê na BR- 101 é o asfalto deteriorado”, esbravejou Mota. formando subdiretórios em bairros, aglutinando a juven- tude, reorganizando o PMDB Zé Milton quer prorrogação do CAR Posse Prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini (PSD), entrará em período de férias, transmitindo hoje o cargo ao vice Fernando Borges (PP). Ele retor- nará a função no dia 4 de maio. A solenidade contará ainda com a inauguração da galeria de ex- -prefeitosedosmandatos,alémda nova padronização da prefeitura. Mulher e vamos seguir em frente nesta união que nos le- vou, com o apoio da população sombriense, para a Administra- ção Municipal. Após dois anos difíceis, de organização da casa, começamos a fazer as obras de estruturação de Sombrio, em todos os setores e estão todos motivados para seguir lutando lado a lado”, afirma Carlos. Os encontros devem se tornar mais frequentes, a partir de agora e o apoio dos emedebistas que têm importantes cargos na socieda- de fortalecerá essa mobilização. “Temos o Dema na SDR, o Zênio aqui como prefeito, um vice- -governador do sul do estado, uma prefeitura funcionando a pleno vapor e nossa força vai aumentar com a população ao nosso lado”, conclui. de técnicos das cooperativas, sindicatos e EPAGRI. “Daqui 20 dias encerra o prazo, precisamos que seja prorrogado. O Governo demorou a se organizar e não é justo que o agricultor seja penali- zado”, defendeu Zé Milton. Sem o cadastro, o agricultor não tem acesso aos programas de finan- ciamentos estaduais e federais, assim como não pode transferir suas propriedades.
  • 3. Saúde (UBS) Central pas- sará por uma reforma nos próximos meses e está próxima de se mudar para o Hospital Dom Jo- aquim, na lateral norte. Além disso, uma nova Secretaria de Saúde está em construção no Parque das Avenidas. Com isso, a farmácia também deve ganhar nova cara, se tor- nar mais ampla, oferecer bancos e senhas para aumnetar o conforto de quem espera. “O sistema municipal está se modernizando e com isso temos melhorado o serviço de nossos pro- fissionais também, que trabalham com a auto- estima mais elevada e a capacidade que já trazem da vocação para trabalhar pelasaúdedosombriense”, afirmaasecretáriaGislane Dias da Cunha, que é a re- presentante da associação das secretárias municipais de saúde da região. Geral 3Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 queprecisavaestavaaqui, além dos meus, da minha esposa que teve câncer há pouco tempo. Sempre tem os remédios que precisa- mos, tá muito bom isso aqui”,afirmaoaposentado Manoel Maciel de Matos, de 68 anos, morador do distritodeBoaEsperança. Além da distribuição naFarmáciaCentral,uma parceria com farmácias conveniadas oferece al- guns produtos, que co- brem a demanda. “A gente é atendida rapidamente, sai com os remédios em mãos, e quando não tem o meu de diabetes, pego na far- mácia próxima da minha casa. Melhorou muito”, completa a moradora da Guarita Arniza Cardoso da Rosa, 75. A Unidade Básica de ofertar, as pessoas saem de sacola cheia, sempre. Quarta e quinta-feira a tarde são os dias de maior movimento e felizmente saímos daqui no fim do dia satisfeitos por ter en- tregue tudo o que é pedido e pelo que as pessoas têm nos agradecido”, afirma Claudinei. Uma rápida passada no posto, na rua Padre João Reitz, em frente a escola estadual Catulo da Paixão Cearense, basta para confirmar. Já por volta das 13h a fila co- meça a se formar dentro do prédio e as receitas nas mãos mostram que os pedidos da maioria não são para um remédio apenas. E, após o atendi- mento, as sacolas também mostram que tudo foi re- cebido. “Hoje nem vim buscar pra mim, foi pra minha vizinha que recém foi operada do coração e não pode vir. Mas tudo o > SOMBRIO ONovo Jeito de Fa- zer Saúde, pro- gramalançadopelaSecre- taria Municipal de Saúde de Sombrio em Setembro de 2013, após meses de estudo e diagnóstico dos problemas que mais afe- tavam o setor, teve uma série de ações realizadas e outras ainda em anda- mento, como reformas e construções de postos. Uma das mais maio- res necessidades era o aumento na oferta de me- dicamentos, que se ele- vou de pouco mais de 70 variedades, para mais de 300, que são distribuídas gratuitamente na Unida- de Central, pelos farma- cêuticos Claudinei eAline. “Não falta. A não ser aqueles que não estão realmente na lista de me- dicamentos que podemos Diariamente filas se formam de pessoas em busca de medicação distribuída de graça na Unidade Central de Saúde ³População é atendida na Farmácia Básica, onde todo dia pode retirar medicação que é distribuída de graça Reforma e construção Da redação Prefeitura amplia oferta de remédio Sinal Verde ³Funcionários arrecadam agasalhos para doar > SOMBRIO/REGIÃO Por iniciativa de seus funcionários, a Rede de Postos Furnas está reali- zando durante este mês uma campanha do agasa- lho.Aideia surgiu durante uma reunião da Comissão Interna de Prevenção de Acidente (Cipa), sugerida pela funcionária Mirian Rose e logo acatada pelos demais. A coleta é feita em to- dos os postos da rede em Santa Catarina, como Tu- barão, Araranguá e Arroio do Silva, e do Rio Grande do Sul, como Osório e Ca- maquã. Em Sombrio, onde Mirian trabalha,os três postosFurnasjáregistram umaboaarrecadação.“Nos RedeFurnasfaz campanhasocial nossos encontros mensais da Cipa pensamos em fa- zer também uma ação social. Como o inverno se aproxima, a campanha pode ajudar muita gente”, dizogrupo,quetemoapoio do proprietário da rede Antônio Luís Gonçalves. Casacos,calçados,rou- pasdecama,qualquertipo de doação está sendo acei- ta,bastalevaraoslocaisde coleta instalados nos pos- tos Furnas. A arrecadação segue até o final do mês, para que ainda em maio seja feita a distribuição, queteráoauxíliodeclubes de serviço e entidades que já conhecem as famílias maisnecessitadasdeajuda para enfrentar o frio que está chegando. Asmelhoriassãoacom- panhadas de perto pelo prefeito Zênio Cardoso. “Temos recebido visitas e questionamentos de ou- tras secretarias para sa- ber como estamos fazendo determinada ação que tem repercutido bem. Mas a melhor avaliação eu vejo no rosto do cidadão som- briense e no bate papo diário com aqueles que precisam de atendimento e dos remédios”, conclui Zênio.
  • 4. 4 Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 Agendamento cedo que a distribuição de vacina estava irregular e tratou de planejar as ações na Secretaria de Saúde de Turvo. Começou logo os agendamentos e conseguiu auxiliar mães dos municípios vizinhos, como Meleiro e Ermo, que foram atrás da BCG. Só que a situação está demorando a normali- zar. “Eu chegava a pegar 200 doses, e esta semana Da redação Distribuição continua irregular e vacin Sinal Amarelo > REGIÃO Estica daqui, agen- da dali, e aos poucos as salas de va- cinação das Secretarias Municipais de Saúde da região vão se adaptando a escassez de vacinas que está atingindo diversos municípios brasileiros e especialmente os catari- nenses, desde março. O caso mais preocupante é a falta da BCG, aplicada em recéns nascidos e que protege contra a tubercu- lose. Antes a disposição a qualquer momento que as mães fossem aos postos de saúde, a aplicação ago- ra precisa ser agendada. Cada secretaria adequou a nova rotina a sua ne- cessidade. Em Balneário Gaivota, a vacinação está acontecendo a cada 15 dias e mesmo assim está atendendo além de seus limites. “Uma mulher de Criciúma ligou pra saber se nós tínhamos a vacina, perguntou o dia da aplicação e trouxe seu bebê aqui”, conta a responsável pelo setor de imunização no município Lenir Borba Matias. A vacinação concen- trada em dias específicos Aplicação da BCG deixou de ser diária e outras vacinas, como anti-rábica e contra febre amarela chegaram a faltar em evita desperdício, já que o frasco possui dez doses e depois de aberto logo perde a validade. Atendendo a uma população bem maior que Gaivota, a sala de vacinação do Hospital Bom Pastor, em Araran- guá, manteve a BCG três dias por semana e tenta manter seu estoque. Esta semana a funcionária Marlei Valnier conseguiu alguns frascos, porém a situação ainda não se normalizou. As vacinas tetra viral e anti-rábica também andam desapa- recidas. A anti-rábica, usada em quem foi mor- dido por cachorro, chegou a faltar, até que na última segunda-feira Marlei re- cebeu 20 doses. Não dá para nada, porque cada paciente recebe cinco do- ses. “Vão ser atendidas somente três pessoas, porque temos que deixar algumas doses no hospi- tal”, explica a responsável pela vacinação. Cerca de 15 pessoas estão na fila aguardando serem imuni- zadas contra a raiva. Trabalhando no se- tor de imunização há quase 30 anos, Eliane Bretz Arceno percebeu ³Vacina BCG, que está quase acabando, é aplicada em dose única no bebê e protege contra tuberculose vieram apenas 20”, diz. A quantia é suficiente para mais duas semanas de atendimento, depois é torcer para que seja feita nova distribuição. Asala de vacinação comandada por Eliane também ficou sem vacina contra a fe- bre amarela, algo que acontecia havia muitos anos. “Sempre tínhamos em estoque, mas desta vez faltou e a do tétano estamos com apenas um vidro”, explica. A responsabilidade pela distribuição de va- cinas é do Ministério da Saúde, mas quem tem que enfrentar o humor da população nos pos- tos são as funcionárias municipais. Por sorte, parece que as pessoas estão compreendendo a situação. “No começo achavam que era culpa da gente, depois viram que o problema não é só aqui, é geral”, finaliza Eliane. Diante da reclama- ção de vários estados des- de o início do ano, o Mi- nistério da Saúde emitiu uma nota em que explica que ocorreram atrasos na produção da vacina e redução do quantitativo fornecido pelo laborató- rio produtor.
  • 5. denominador para cada município e cada faixa etária. “É uma população para cada campanha. No ano passado, por exem- plo, na vacinação contra a poliomielite, a meta era imunizar 359 crianças, mas conseguimos aplicar 377 doses, o que significa um número acima de 100%, quando o previsto mínimo estipulado pelo Ministério é de 95%”, explica o chefe de en- fermagem da unidade central de saúde de São João, Daniel Rodrigues. Informações da Diretoria de Vigilância Epidemio- lógica (Dive) de Santa Catarina completam que os dados fornecidos como meta de vacinação nos municípios são baseados nos números de nascidos vivos, fornecidos pelo MS. O sistema de informações é alimentado por órgãos Especial 5Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 ³Daniel controla com rigor o setor de imunização Política Rolando Christian Coelho D iante das manifestações cada vez mais intensas de líderes do PSD, dando conta de que o partido deve se aproximar do PP para a disputa municipal do ano que vem, semeando deste modo um projeto que envolva as duas siglas na eleição esta- dual de 2018, o PMDB também começou a se mexer. E, diga-se de passagem, em grande nível. Líderes peemedebistas têm conver- sado abertamente com o senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) para que ele seja novamente candidato ao governo, fazendo, supostamente, contraponto a dobradinha PSD/PP. O senador, por sua vez, teria deixado seu nome a disposição caso o PSD não cumpra o acordo de apoiar o PMDB no próximo pleito estadual. Para Luiz Henrique, no entanto, Colombo man- terá seu compromisso. A viabilização do projeto se daria com o apoio do PSDB, e com um rosário de si- PMDB contra ataca com LHS glas de menor expressão, as quais o senador tem livre acesso; e que, ressalte-se, foi o que lhe garantiu a eleição em 2002 contra o então todo poderoso Esperidião Amin (PP). Em troca do apoio do PSDB, o PMDB cairia de corpo e alma na campanha presidencial de Aécio Neves (PSDB). AindaqueoPSDBlançassecandidatoao governo, Luiz Henrique nutriria reais chan- ces de vitória em um segundo turno contra o PSD, já que os tucanos do Estado estão sob a tutela do senador Paulo Bauer, que só se elegeugraçasaoempenhodopeemedebista. Serianatural,então,que oPSDBconvergisse para o PMDB, pelo menos teoricamente. Ainda que sorrindo e abanando para o povo, o fato é que o PMDB está seriamente preocupado com a atual gestão estadual. Internamente o que se vê é uma crescente influência do PP nas entranhas do governo de Raimundo Colombo, em detrimento dos interesses do PMDB. Por conta disto, Luiz Henrique foi chamado a engraxar as botas. Todos por um PDT, DEM e PRB de Sombrio têm se reu- nido para discutir assuntos relacionados ao desenvolvimento do município. As três siglas estãoprocurandoafinarodiscursoobjetivando a criação de um bloco político uniforme. Em princípio o motivo seria o de se empenhar por projetos que visassem o desenvolvimento do município, mas a formação do bloco também temumfimpolíticopartidário.Équecasopas- senoCongressoNacionalofimdascoligações proporcionais, há a possibilidade de que os filiados dos três partidos migrem para apenas uma sigla, ganhando com isto força diante da eleição municipal do ano que vem. O projeto partidárioéinteligente,masnapráticaéquase inviávelporcontadasdiscussõesideológicase dos entremeios de cada sigla. Dois a dois Projeto de Lei 4330, que possibilita as empresasterceirizarqualquertipodemãode obra para suas atividades, está dando o que falar. Na prática, um posto de combustível, por exemplo, poderia contratar um frentista através de uma outra empresa, sem ficar diretamente responsável pelas questões de ordem trabalhista que envolveria a situação. AindaquepeloProjetoaempresacontratante possa ser acionada na justiça caso a empresa terceirizada não recolha as contribuições tra- balhistas, os sindicatos dos trabalhadores são amplamente contrários a sua aprovação. Os quatro deputados federais do Sul do Estado já têm posição definida a respeito do tema: Jorge Boeira (PP) e Giovania de Sá (PSDB) são contra a aprovação. Já Ronaldo Benedet (PMDB) e Edinho Bez (PMDB) são a favor. Só trabalho Instigado a falar sobre o pleito de 2016, prefeito de Sombrio Zênio Cardoso (PMDB) tangencia. Diz que antes da virada do ano não toca no assunto. “Estou focado na série de obras que estamos realizando no muni- cípio. Nem que eu quisesse teria tempo para me dedicar às questões de ordem política eleitoral neste momento”, enfatiza. De todo modo, Zênio deixa escapar que pretende manter a mesma coligação que o elegeu em 2012, e aposta ainda na vinda do PSD para o bloco de partidos coligados. A vaga de vice,quehojepertenceaoPPS,tambémseria mantida. “Depois que todas as obras estive- rem encaminhadas ou em fase de conclusão, aí sim será hora de discutir o pleito no ano que vem”, ressalta. Confirmando Advogado Claudionor Colares, o Neném (PMDB), tem confirmado abertamente seu desejodesercandidatoaprefeitodeBalneário Gaivota no ano que vem. Egresso do PDT, ele pretende encabeçar um grupo de partidos de oposição, visando enfrentar a tentativa de reeleiçãodoprefeitoRonaldoPereiradaSilva (PP). Neném já fala até mesmo sobre nomes para compor como seu vice. Neste sentido diz ter predileção pelo vereador Everaldo dos Santos, o Kekinha (PDT), e pelo também advogado Fernando Borges (PSDB), que já concorreu como candidato a vice em 2012, na chapa encabeçada por João Bonamigo (PMDB).AlémdePMDB,PDTePSDB,apos- sível aliança oposicionista contaria também com o PSB, além de outros partidos que a ela queiram se agregar. Indo atrás DIVERSÃOELAZERGARANTIDOS QUARTA,SÁBADOEDOMINGO BR101-KM413-ARARANGUÁ ADVOCACIA EMPRESARIAL FONE: (48) 3533-0145 Metas sempre são atingidas Rafael Andrade nas estão escassas em alguns setores de imunização das Secretarias de Saúde > SÃO JOÃO DO SUL Quando o assunto é prevenção parece que pais, professores e poder público unem forças para cumprir metas, principal- mente as de vacinação. O Ministério da Saúde mantém duas campa- nhas fixas por ano: a da influenza (gripe) e da poliomielite. Com elas também são estipuladas as metas que cada mu- nicípio precisa cumprir. E que são cumpridas nas 15 Secretarias de Saúde da região, pelo menos é o que aponta o relatório do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI). SãoJoãodoSuleAra- ranguá são duas grandes referências no estado. Em São João os dados são ainda mais precisos, pois foi implantado o Pro- grama Informatizado da Imunização, que, desde então conseguiu apontar, por meio de relatórios, a adesão de 100% da popu- lação nas épocas de cam- panha e de intensificação dealgumasvacinas,como do HPV, contra o câncer no colo do útero. A meta é diferente para cada tipo de prevenção e é estipu- lada pelo Ministério da Saúde (MS), que usa da- dos cadastrais internos e conflita com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), chegando a um municipais, os dados são cruzados com outros for- necidos pelo IBGE, resul- tando em metas o mais precisas possíveis. Para garantir uma vacinação completa, a equipe da Secretaria de Saúde de São João do Sul realiza uma espécie de pós-imunização. “O processo é simples: rea- lizamos visitas as casas dos pacientes”, informa Daniel, que lembra. “Até 2006 existia muita defa- sagem da informação so- bre o número de crianças nas cidades. Em São João eu conseguia comprovar que os dados estipulados pelo Ministério da Saúde estavam errados. Após a informatização do siste- ma e devido ao empenho da equipe de imunização, a situação foi regulari- zada e as metas, desde então,sempreforamatin- gidas”, comemora. São 18 agentes comunitários em atuação diária nas 14 co- munidades do município.
  • 6. Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul Publicações legais: Tomaz Fonseca Selau l48l 9985.8573 tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro Joice Ramos l48l 8802.5883 financeiro@grupocorreiodosul.com.br Comercial: Igor Borges l48l 9968.6084 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral Jabson Muller l48l 9955.5313 jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: Cristian Mello l48l 3533-0870 correiodosul@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica Junior Muller l48l 9931.4716 sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Redação: Marivânia Farias l48l 9995.9290 editor@grupocorreiodosul.com.br Política: Jarbas Vieira l48l 9966.5326 jarbas@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM Cássia Pacheco l48l 9912.9588 radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870 Editora: J. R. Pereira - ME CNPJ 17.467.695/0001-19 C.S. Empresa Jornalística LTDA. Geral6 Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 Férias comprometidas PeloEstado A decisão de manter a paralisação dos professores públicos estaduais, tomada em Assembleia do Sinte-SC, acendeu o sinal de alerta para a questão da reposição das aulas. O secretário da Educação, Eduardo Deschamps lembrou que, hoje a greve completa 18 dias (úteis). Portanto, os estudantes que estão sem aulas terão que receber o conteúdo durante as férias de meio de ano e ainda em alguns sábados. Permanecendo a paralisa- ção, também o início das férias de final de ano ficará comprometido. “O que mais nos preocupa, no entanto, é o prejuízo para os alunos do terceiro ano doEnsinoMédio,quenãoestãosendopreparadosparaoEnemeparaoves- tibular”, disse Deschamps. De acordo com informações do Executivo, tec- nicamente, não haveria como o governo do Estado conceder mais nenhum tipo de reajuste e tampouco encaminhar o projeto da nova tabela salarial do Magistério estadual para a Assembleia Legislativa. A explicação é que, além de o Estado estar a centavos do limite imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal, os números da folha da Educação mostram que a valorização da cate- goria na gestão Raimundo Colombo foi de 80,9% (entre 2011 e 2014, período de inflação acumulada em 27,1%, pelo IPCA). Isso levou a um desembolso de mais R$ 1,2 bilhão.Agora o Sinte-SC se prepara para realizar assembleias regionais. Um detalhe: os dois lados não se entendem nem quanto à adesão ao movimento grevista. Enquanto a Secretaria afirma que não passa de 10%, o Sinte garante que está na faixa dos 30%. Com o apoio do tio Henrique Salvaro, empresário reconhecido no Sul do estado, o deputado Cleiton Salvaro (PSB) já não descarta concorrer à prefeitura de Criciú- ma. Ele recém-ingressou na vida pública, mas seu nome tem ganhado força no mu- nicípio. Seria mais um da família, tradicio- nal na política, no Executivo municipal. O ex-prefeito Clésio Salvaro é primo de Clei- ton e ainda não está totalmente fora da disputa. Outros nomes fortes são o do atu- al prefeito, Márcio Búrigo (PP), o da de- putada Geovânia de Sá (PSDB-SC), Fábio Brezola (PT) e, pelo PMDB, ou o deputado Luiz Fernando Vampiro ou o empresário da construçao civil Olvacir Fontana. Líder do bloco formado pelo PSB-PPS-PR na Assembleia, Cleiton Salvaro mantém independência em relação ao governo. O bloco, aliás, tem sido bastante procurado nos últimos dias por siglas que tentam ali- nhar uma atuação comum na Casa. Desembarque A posição da deputada Geovânia, que contrariou a orientação do PSDB e votou contra a Lei da Tercei- rização, foi mais um sinal de que ela pode desembarcar do ninho tucano. Já tem par- tido em vista, mas ainda estuda o cenário. Estrategista Mesmo quando estava no governo e bancado pelo PMDB, Derly Massaud de Anunciação (ex-secretário da Administração) sempre manteve bom relacionamento com políticos de outros partidos. Agora está à vontade para ma- nifestar suas opiniões e simpatias. Em seu blog, classificou o deputado Marcos Vieira como “um presidente ideal para o PSDB”. Diz que Vieira tem “perfil estrategista” e quepodefazeropartidocrescernoestado. Gostou O ex-presidente do Supremo Tri- bunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, está prolongando sua passagem por Santa Catarina. Foi recebido e ciceroneado pelo ex-deputado Paulo Bornhausen, ontem à palestrou no CentroSul e, hoje, tem nos planos fazer um giro por Florianópolis na companhia do tenista Guga Kuerten e do artista plástico Luciano Martins. Andréa Leonora Florianópolis - 17Abr15 FrentesemBrasília O senador Dário Berger (PMDB-SC) foi convidado a participar da solenidade de abertura e posse da mesa diretora da Frente Parlamentar Mista dos Municí- pios e de apoio aos prefeitos e vice-pre- feitos do Brasil (Fremaprev), na Câmara dos Deputados, em Brasília. “Não basta mais dizer que é no município que as pessoas vivem, se justamente o pacto federativo premia o inverso”, manifes- tou Berger. Também ontem, o deputa- do Pedro Uczai (PT-SC) relançou e vai coordenar a Frente Parlamentar em De- fesa das PCHs e Microgeração. “Que- remos a promoção e o aprimoramento da legislação federal para o setor, com ênfase nas micro e pequenas centrais hi- drelétricas”, disse Uczai. Divulgação
  • 7. Publicidade 7Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015
  • 8. Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão Cruzadinha Novelas Sete Vidas -18h Alto Astral -19h Babilônia -21h L aura ouve que Marcos tem um plano. Bia diz a Vicente que vai investigar a morte de seus pais. Bella fica mexendo com Sueli sem ser vista e ela percebe a presença de algo no consultório. Laura conta para Itália que Marcos e Sueli são amantes. Débora conta para César que Itália vai prejudicá-lo na competição. Samantha vê Morgana pela primeira vez. Maria Inês pede para Adriana falar mais sobre o médico que cuida de Úrsula. P edro não consegue contar para Júlia que não falou com Taís sobre eles. Laila tenta animar Júlia. Pedro pede para Bernardo não contar para Júlia sobre a gravidez de Taís. Lígia reclama de Vicente para Irene. Eriberto é solidário a Júlia. Marta decide contratar Laila para os próximos eventos de sua empresa. Isabel ajuda Luís a resolver seus dilemas. Elisa tenta tranquilizar Júlia. Marlene conta para Guida que Durval se mudou para a sua casa. B eatriz se impressiona com o comportamento de Diogo. Bento tenta se insinuar para Paula, mas leva um fora. Olga incentiva Cris a não conceder o divórcio a Vinícius. Laís questiona Rafael sobre sua família. Bento pensa em com- prar uma TV nova para Paula. Evandro conversa com Murilo. Vinícius afirma a Olga que não quer reatar com Cris. Tadeu não consegue ficar com Paula. Alice é irônica com Murilo. Evandro faz elogios a Rafael e Guto fica furioso. Rapidinhas Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 Áries 21/03 a 20/04 Um dia de grande sensibilidade e emotividade aos arianos. É importante que esteja atento à sua voz interior e que não se envolva em confusões. O autoconhecimento e o auxílio terapêuticodapsicologiapodemlhesermuitoimportantes atualmente. Leão 21/07 a 20/08 Sagitário 21/11 a 20/12 Continuamintensasasdemandasfamiliareseemocionais. Éumdiaemquenecessitamaistempoparasipararefletir erepensar.Momentoimportanteparadesenvolvermais asuasensibilidade. Gêmeos 21/05 a 20/06 A Lua fora de curso desfavorece as questões práticas e profissionais.Éumdiaimportanteparavocêrefletirsobre o papel do trabalho em sua vida. Tenha cuidado com a tendênciaaesperardemaisdesiedosoutros. Libra 21/09 a 20/10 Umdiaemquevocêdevebuscarmaisqualidadedevida, libriano.Ummomentoquepodeserdesfavorávelparaas atividadesqueexigemfocoeconcentração.Utilizemaisa imaginação e a sensibilidade em seu trabalho. Aquário 21/01 a 18/02 EvitehojearealizaçãodenegóciosjáqueaLuaestáfora de curso. É um momento importante para refletir sobre assuasprioridadesemocionaiseespirituais.Desenvolva os seus talentos de uma forma mais criativa e sensível. Touro 21/04 a 20/05 ComaLuaforadecurso,vocêdevetercuidadocomatendên- ciaàidealizaçãoexcessiva.Éumdiaquedesfavorecequestões práticas e objetivas, mas favorece a intuição. Um momento importante para deixar mais claro os seus objetivos, mas sabendo fluir com as situações. Virgem 21/08a20/09 Cuidado com confusões e ilusões em seus relaciona- mentos. A Lua está hoje em movimento fora de curso no setor de relacionamentos. É hora de aceitar mais as pessoas como elas verdadeiramente são. Capricórnio 21/12 a 20/01 Hojeacomunicaçãopodeestardificultadagerandomal entendidos.Éummomentoimportanteparaobservar o que se passa nas entrelinhas. Estudos e leituras espi- ritualistas estão estimulados. Câncer 21/06 a 20/07 A Lua regente canceriana se encontra hoje fora de curso. É um momento em que as questões subjetivas prevalecem sobre as objetivas. Um importante dia para desenvolver a espiritualidade e a conexão com o sagrado. Escorpião 21/10 a 20/11 ComaLuaforadecursovocêtendeafocarbastanteno aspecto subjetivo. É um dia em que o seu emocional está evidenciado, escorpiano. Cuidado com a tendên- cia a um comportamento carente e também para as ilusões emocionais. Peixes 19/02 a 20/03 É em seu signo que a Lua está hoje fora de curso, pisciano. Momentoemquevocêpodesesentirdesorientadoeenvolto em confusões. Procure agir com mais discernimento nas emoções e nos relacionamentos. Horóscopo Tenha cuidado com uma tendência a se envolver em situações confusas. Hoje não é um dia favorável para a realização de negócios, leonino. Reflita sobre o que tem valormuitoimportanteemsuavida. A revista Times surpreendeu a todos ao publicar a mais nova lista das cem pes- soas mais influentes do mundo. Quem estampa a capa da revista é Kanye West e na lista é possível ver nomes como Taylor Swift, Kim Kardashian e Bra- dley Cooper. Porém, o que chamou mais atenção foi o surfista brasileiro Gabriel Me- dina ser citado. A revista justificou o nome do rapaz na lista, afirmando que o atleta é uma inspiração para a juventude do Brasil. Além de Gabriel, Jorge Paulo Lemman,o homem mais rico do Brasil, também já esteve nessa lista badalada. Entre os Líderes, além de Jorge Ra- mos, apresentador do canal Univision, também estão o presidente dos Estados Unidos,BarackObama,apresidentealemã Angela Merkel, o presidente cubano Raúl castro e o russo Vladimir Putin. A líder de extrema-direita da França, Marine Le Pen, que já se envolveu em diversas discussões com Madonna, Hillary Clinton, candidata à eleição nos Estados Unidos em 2016, e Jeb Bush, outro can- didato, também estão entre os Líderes. PorcontadosÍcones,PapaFrancisco, Taylor Swift, a paquistanesa Malala You- safzai, vencedora do Nobel da Paz, de 17 anos, encabeçam a categoria.
  • 9. Correio Especial Igor Borges igor.borges@grupocorreiodosul.com.br www.facebook.com/igor.borges @igormborges Entrevista Da oficina mecânica para o glamour da moda, ela se tornou uma estudiosa da indústria de confecção e esta semana lançou o livro Responsabilidade Socioam- biental e APL inovativo na Indústria de Confecção de Santa Catarina Como tudo começou? Minha vida profissional começou no varejo de combustível e na oficina mecânica. Depois passei no concurso para ser professo- ra no Instituto Federal. Comecei dando aula de custo para as cadeiras de moda e têxtil. Então eu tive que conhecer este setor. Tinha que buscar informações para poder contex- tualizar, não poderia dar uma aula de custos geral. Fui conhecer algumas empresas, saber como funciona, como trabalha, desde como se recebe o tecido até o produto ficar pronto, conhecer todos os processos, como o pro- duto final é pensado, quais são os processos que fazem com que o produto esteja pron- to. Mais tarde comecei como coordenadora de relações externas montando alguns polos de curso de costura e de confecção. O pri- meiro foi em Santa Rosa, depois Sombrio, Içara e Siderópolis. Eu pude conhecer vários empresários e várias empresas de diferentes tamanhos. Qual foi o ponto principal que você achou em sua pesquisa? A pesquisa foi feita entre 2010 e 2012, e encontramos uma falta de profissionalismo. Não no sentido pejorativo. Falta de uma capacitação formal em todos os níveis da empresa. Seria como sair de uma empresa familiar para familiar profissional. Na minha pesquisa todas as empresas possuem gestão familiar, e inicialmente foram criadas por mulheres. Sobre isso, escrevi um artigo que publiquei na Revista Catwalk, do curso de moda do IFSC, Mulheres empreendedoras, Aline Hilsenderger Uma estudiosa da indústria de confecção Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 contando sobre o perfil empreendedor dessas gestoras. Esse exemplo ilustra que a gestão familiar deve ser profissionalizada, com a ocupação adequada ao cargos da empresa. Por exemplo, o filho de um empre- sário se formou em medicina e o pai quer que que ele trabalhe na empresa, pode não ser o ideal para a gestão da empresa. Pude perceber dentro da pesquisa que existiam al- guns setores dentro da produção que muitas pessoas faziam a mesma função, a mesma tarefa em momentos diferentes. Ou seja, não havia uma otimização dos processos, e sim perda de tempo e consequentemente lucratividade. Demonstrando ainda que o conhecimento e as informações são mal compartilhadas prejudicando a inovação nos produtos e nos processos. Mas profissionalizar a empresa não custa mais? Inicialmente sim. Este profissional mais qualificado, que teoricamente custa mais, irá trazer um aumento na produção/lucrativida- de, melhorando os processos e consequen- temente, amortizando o custo de seu salário. E o que você traz no seu livro? Esta aprendizagem organizacional. Como a empresa pode disseminar interna- mente o ensinamento do seus processos , o compartilhamento das informações. Mas também uma empresa com a outra. A soma de todos juntos é maior que a soma de cada um isolado. O setor tem costume de querer resolver os problemas comuns a todas as empresas isoladamente. O que por meio de um arranjo produtivo local (APL) poderia ter mais efetividade, com auxílio do poder público. Por exemplo, uma visita técnica a semana de moda de Milão. Poderia o setor pensar em ir, verificar quem tem interesse, organizar uma excursão com guia, com um custo menor para todos. Aí surge: “Mas um vai copiar o outro”. Não vai, pois cada um absorve a mesma informação de forma diferente, além de cada empresa ter um consumidor final diferente. Cada empresa se foca em um público-alvo diferente. Seu livro também é sobre responsabili- dade socioambiental, além de administra- ção, marketing e produção? Colocamos socioambiental para não falar exclusivamente em sustentabilidade. A responsabilidade socioambiental também está dentro das questões da sustentabilidade. O conceito mais amplo é o cuidar do hoje prevendo para que a geração futura possa também ter um ambiente saudável, uma água limpa, um trabalho, os frutos do que estamos plantando hoje. Por isso o planeja- mento. O assunto sobre APL traz o foco do desenvolvimento local, que é uma das estra- tégias da sustentabilidade. É o planejamento de estratégias de desenvolvimento que não sejam exclusivas de crescimento econômico, mas com responsabilidade social e ambien- tal. Coloco muito que não é só responsa- bilidade do poder público a segurança, ou prover a sociedade de saúde e educação. É necessário parceria, agir no cumprimento às leis trabalhistas, oferecendo um ambiente de trabalho digno e com segurança. Pensando como capitalista, se tenho um funcionário que tem onde morar, com saúde, que pode estudar, ele não vai trazer um benefício maior para a empresa? Apesar da sua pesquisa ter sido feita em 2010 a 2012, podemos encontrar como superar a crise atual? O livro traz estratégias de desenvol- vimento local e como sofrer um impacto menor do mercado externo. Lógico que cada caso é um caso. De forma geral a regra é conhecer seu mercado consumidor e anali- sar melhor os investimentos.
  • 10. Publicidade10 Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015
  • 11. Geral 11Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 Duas crianças, de 6 e 10 anos, podem ficar na rua com os pais que estão desempregados e doentes ³Patrícia e José Altair com as filhas, em busca de ajuda para ter onde morar Presentes da Vida ³Por Aline Bauer AchAdos e escritos S aindo um pouco dos livros suspense-terror que estava lendo, li há duas semanas o fofo Presen- tes da Vida. Eu já tinha ouvido falar da escritora Emily Giffin e de alguns livros dela, mas visto que segue o gênero mais “lição que a vida joga na cara do personagem”, não me interessei pelos volumes. Mas, graças mais uma vez à minha amiga Daniela Ribeiro, encontrei esse título cheio de surpresas e tapa na cara da protagonista. No romance, Darcy é uma mulher arrogante e superficial. Noivadohomemperfeito,com um belo emprego e querendo sempre mais, ela tem a vida que sempre quis e o futuro pa- recepromissor.MasDarcy,não contente com o que já tem, se deixa envolver por Marcus, melhor amigo de seu noivo Dexter, e trai o moço sem pes- tanejar.Semanassepassam,o casodelesprosseguedemodo inconsequente, até que Darcy descobre que está grávida do amante. Querendo se fazer de vítima, Darcy corre para a ami- ga chamada Rachel, que ela vive tratando como capacho, e ao chegar ao apartamento da amiga, descobre que ela está ficando com Dexter, traindo a amiga também. Se sentindo enganadaeignorandocomple- tamenteofatodeelatambém ter traído seu noivo, sai para morar com Marcus, um cara que vive a vida sem pensar noamanhã,dotipoqueusaroupasrasgadaseouverock alto,moranumapartamentopequenoenãoestámuito afim de ser pai. Nem os amigos nem a família de Darcy estão muito contentes com o namoro dela, já que Mar- cus, claramente, não é bem o cara ideal para ela. Logo aincompatibilidadedosdoisapareceeorelacionamento termina com Marcus dizendo que não quer se envolver na gravidez de Darcy de modo algum. Sem amigos e brigada com a mãe, ela decide que deve sair de cena e começar uma vida nova em outro lugar. Lembrando de seu amigo Ethan, um colega de escola que ela não vê há muito tempo, Darcy se muda para a casa dele em Londres cheia de planos sobre encontrar um homem rico e que vai aceitar sua condição além da menina que ela acha que carrega no ventre. Gastando seu dinheiro apenasemroupasetendoumaobsessãoporsabercomo estão Rachel e Dexter, Darcy vai passando o tempo de gravidezsempensarnobebê,masapenasemsimesma. E é nessa parte que a coisa melhora. Quando a gente já está com raiva de toda essa mania de superioridade e falta de responsabilidadedessa mulher, Ethan faz o que todo mundo tem vontade de fazer e dá um chacoalhão em Darcy, lembrando à ela que o bebê logo vai chegar e que ela precisa se tornar alguém melhor. Tentando melhorar, Darcy faz amigas em Londres e vai visitar o médico, onde tem uma surpresa de abalar as estruturas de qualquer um. Preocupada, Darcy recebe o apoio de Ethan, e se envolve com o médico que a atendeu. Mas apesar de estar com outro homem, Darcy se vê gostando de Ethan, que também tem alguém. E nesse furacão de emoções, bebê a ca- minho, amor, distância e pontos sem nó, a história termina de forma linda. É uma leitura leve, sem grandes surpresas, mas com muita coisa a en- sinar. Esse livro seria a continuação de O Noivo da Minha Melhor Ami- ga, que virou filme em 2005. A escritora usou desse livro para contar um pouco de sua própria história, já que ela tam- bém se mudou e teve filhos em Londres. Gostei bastantedaexpressãode sentimentos, da força das palavrase,apesarde“agentenãotorcerporela”,como dizminhaamigaDaniela,nãoseconseguesoltarolivro. Talvezeunãoleiaooutrolivrodaautora,masvouprocu- rarofilme,quemeparecebemlegal.Presentesdavida também vai virar filme, assim como sua continuação, Baby.Aautoratemgrandessucessos,dentreeles,Laços Inseparáveis, que foi best-seller na Europa, e parece gostar de contar histórias de amor e lições de vida. Tem bastante coisa boa para ler dessa escritora. Para quem gosta de ler algo sem grandes acontecimentos mas que não seja maçante, esse é para você! #muita coisa chegou e ainda está para chegar nos cinemas nos próximos dias. Cinderela, que conta com a Oscar Cate Blanchett no papel da madrasta, lançou na semanapassada.EVelozeseFuriosos7eOsVingadores: AEradeUltronestreiaporaquicomosmestresquetodo mundo sabe, né? Não dá para perder! Rafael Andrade > JACINTOMACHADO Opoderpúblicotenta fazer a sua parte, mas a situação de uma fa- mília de Jacinto Machado requer um apoio contínuo, devido à calamidade insta- lada na casa da desempre- gada Patrícia Furlaneto, de 27 anos, e seu marido, que tambémestásemtrabalhar, JoséAltairdeSouza,45.Os problemasiniciaramháum ano e meio, quando o irmão de José, Aroldo Fernandes, 48,morreu.Emseguida,um amigo e cunhado de José tambémfaleceu.Namesma semana, ele foi demitido e se envolveu em um grave acidente de moto. A esposa saiudoempregoparacuidar do marido. Para piorar, ele foi diagnosticado com depres- são suicida. “Já tentou se matar mais de dez vezes. Há documentos que com- provam esta doença. Não entendemos porque ele não consegue auxílio-doença na previdência social”, recla- ma Patrícia. A família não Família tentaevitardespejo tem renda mensal há mais de seis meses e conta com apoio de vizinhos, amigos, parentes e funcionários da secretáriadeAssistênciaSo- cialdeJacintoMachado.Na quarta-feira, uma ordem de despejofoientreguenacasa dafamília,nobairroGávea. As filhas do casal, de 6 e 10 anos, estão desesperadas, pois a possibilidade de irem parar na rua é grande, se- gundo confirma Patrícia. O prefeito de Jacinto,Antônio JoãodeFaveri,informaque a prefeitura tem feito o má- ximo para amparar o casal. “Caso eles possuíssem um terreno, poderíamos cadas- trá-los em um programa de habitação.Aquestãodelesé realmente bem complicada. Apoiamos como podemos, com cestas básicas e aten- dimentos médicos”, detalha Antônio. A assistente social Suzana Casagrande infor- maquenaquartamesmofoi entregue uma cesta básica. “Doamos uma por mês. A prefeitura também fornece veículo para consultas e perícias na previdência de Sombrio e Araranguá. É umcasoquerequeratenção especial”, resume Suzana. Sem Renda José Altair tem uma perícia de revisão marca- da para o próximo dia 27 e espera a aprovação do auxílio-doença.Suzanaain- da adianta que eles foram cadastrados em um tipo de benefício de prestação continuada do governo fe- deral mediante a situação delicada que se encontram. Comasduasrendas,aliadas ao apoio da cesta básica e a ajuda de vizinhos, parentes eamigos,épossívelminimi- zarosofrimentodePatrícia, José e das duas filhas. Até lá, eles precisam de apoio para pagar os R$ 300,00dealuguelealgumas contas essenciais para a so- brevivência,comoosboletos deenergiaedeágua,queso- mem R$ 150,00. Quem qui- ser ajudar, pode entrar em contato com a família pelos telefones 9626 8151, 8504 2724 ou 3535 1915. “Não consigo emprego porque preciso ficar em casa para evitar que o meu marido se mate. Sou a responsável legaldele.Estamospratica- mentesemchão,masháum item que nunca faltou em nossa casa: a fé em Deus”, conclui Patrícia.
  • 12. 12 Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 Publicidade
  • 13. Polícia 13Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 > TURVO Na tarde de terça- -feira, o tenente-coronel capelão Valdemar Groh realizou uma visita aos policiais e bombeiros mi- litares de Turvo. Também participaram do encontro os policiais militares dos seis municípios da área da Companhia de Turvo. Juntos eles acompanha- ram a leitura de passa- Militarestêmtarde dereligiosidade gens bíblicas, cantaram músicas religiosas e con- versaram sobre espiritu- alidade. Para o 1º tenente Die- go Schwartz, responsável pelo comando da 3ª Com- panhia de Polícia Militar, as visitas do capelão “são sempre uma injeção de ânimo e motivação para os policiais militares, pois ele traz mensagens de luz e sabedoria a todos nós”. Djonatha Geremias ³Jucie (esquerda) voltou para o presídio e Cristian comemorou volta do Gol ³Capelão fala com policiais e bombeiros Não Aprende disse que apenas queria voltar para Criciúma e, depois, ia abandonar o veículo por lá. “Vim de manhã para Araranguá com um colega que foi em- bora, e eu não tinha como voltar para Criciúma. En- tão peguei o carro, eu não ia assaltar ninguém, nem desmanchar”, alegou Jucie ao agente civil. Jucie já tinha diversas passagens criminais por furto de carro, furto em comércio e por receptação de objetos furtados. Foi condenado a dois anos de reclusão em regime semia- berto, dos quais cumpriu seismesesnoPresídioSan- ta Augusta, em Criciúma, de onde saiu há 15 dias. > ARARANGUÁ/MARACAJÁ No dia 1º de abril, ele foi solto. Após cumprir uma pena redu- zida de seis meses, o me- cânico criciumense Jucie AvelinoCorrea,de29anos, foi pego novamente rou- bando um carro, dessa vez em Araranguá. Foi na madrugadadequartapara quinta-feira, pondo em risco também o sonho da família de um jovem tra- balhador que está prestes a ser pai. Às 21h40min, o balco- nista de açougue Cristiam Genuíno, 24, estacionou o carro em frente de casa, no bairro Coloninha, e foi dormir cedo. A esposa dele está grávida, esperando a chegada de PedroAugusto, que deve nascer dentro de poucas semanas. Por isso, Cristiam estaciona o carro em frente de casa posicionado para o caso da mulher sintir dores e precisar de atendimento médico urgente. O veículo é um Gol cinza, ano 2000, adquirido háquatroanoseaindacom oito parcelas para quitar. Um barulho acordou Cristian a 1h50min da manhã e ele ouviu o som da porta do carro batendo e o motor sendo ligado. Le- vantou num pulo e abriu a porta a tempo de ver o Gol sendolevadopelaruaAste- Rapaz rouba carro e volta ao xadrez roide Arantes. Ele acionou o 190 da Polícia Militar, que mobilizou quatro via- turas de Araranguá e de Maracajá para interceptar o carro. O sargento Sandro já sabia, por experiência de anos na polícia, que o ladrão iria tentar fugir pela BR101 em direção a Criciúma.Dito e feito, meia hora depois o carro foi interceptado na rodovia federal, na Vila Beatriz, em Maracajá, graças a um cerco montado com as viaturas e oito policiais mi- litares. O ladrão foi preso em flagrante e conduzido à Central de Polícia, para onde também foi Cristian ao receber a boa notícia. Algemado, o ladrão Há 16 dias fora do presídio, ladrão comete mais um delito e é pego pela PM “Isso vai complicar a vida dele ainda mais. O fato de ter cometido o rou- bo à noite implica no au- mento de um terço da pena que for pegar. Além disso, ele utilizou duas chaves michas para abrir o carro e ligar a ignição, mas se o juiz entender como arrom- bamento, a pena aumenta também. Resumindo, ele deve pegar uns cinco anos de prisão”, explica o dele- gado plantonista Ari José Soto Riva. Comaschavesdocarro em mãos, Cristiam confe- riu se não havia amassa- dos ou objetos faltando. Tudo estava certo. Alivia- do, ao lado da esposa ele agradeceu às polícias.
  • 14. Publicidade14 Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015
  • 15. Polícia 15Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 Djonatha Geremias Djonatha Geremias Djonatha Geremias > ARARANGUÁ Foi instaurado ontem o inquérito policial que vai apurar a denúncia de mo- lestamentofeitocontrauma menina de 4 anos de idade emAraranguá.ADelegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente iniciou as di- ligências na mesma tarde. Agentes civis estiveram em busca da mãe da criança, que fez a denúncia. De acordo com o de- legado Diego de Haro, o primeiro passo na investi- gação consistiu na busca da mãe, que não estava em casa. “Nossa obrigação é continuar tentando, ago- ra independentemente da vontade da denunciante”, ressalta o delegado. Ele explica que como a denúncia foi formalizada em um boletim de ocor- rência, registrado na noite de terça-feira na Central de Polícia (por ser a única Intransitável. Vergonhoso. São muitas e pouco abonadoras as palavras utilizadas para descrever a situação da SC 449, entre Sombrio e Jacinto Machado. OntemfoiavezdorepresentantecomercialThiago Ceron protestar depois de estourar um pneu de seu veículo em um dos tantos buracos que cobrem a pista. Thiago mora emAraranguá, passa a cada 15 dias pela SC, e já teve muito prejuízo. “Eu estava de caminhone- te, então não aconteceu nada mais grave, mas se fosse alguémdemoto,podiasofrerumacidentesério”,disse. > MELEIRO Faleceu ontem de manhã no Hospital Re- gional de Araranguá o motociclista Rodrigo da Silva, de 29 anos. Ele veio a óbito às 7h45min desta quinta-feira, após ter se acidentado de moto em Meleiro, na noite ante- Inquérito investiga abuso a menina de 4 anos MaisprotestoscontraSC449 Motociclista perde a direção e morre com plantão 24 horas), a PolíciaCiviltemobrigação de investigar o suposto molestamento,mesmoque a mulher, por qualquer motivo, queira retirar a denúncia. Segundo o relato tra- zido com exclusividade pelo Correio do Sul na edição passada, a mãe te- ria deixado três filhos sob cuidados de uma mulher para trabalhar durante o dia. Quando chegou por volta das 18 horas, a mãe pegou as crianças e foi embora. Já em casa, a meninade4anoscomeçou acoçararegiãodavagina, dizendo que estava com dor. Na hora do banho, a mãe viu que o órgão da menina estava com um machucado.Ao perguntar o que houve, a criança te- ria contado que a ‘tia’ deu banho nela pela manhã e que teria introduzido um lápis e a ponta de uma sabonete na sua vagina. No mesmo dia a mãe pro- curou a delegacia. De Porto Alegre, pai e filho estavam em carro com cerca de 25 mil comprimidos da droga, em direção a Florianópolis Alegre. Tratava-se de um Celta, no qual estavam dois homens, um de 58 e ³Pai usando máscara por estar em tratamento contra a tuberculose, e o filho Perderam > ARARANGUÁ Amaior apreensão de ecstasy já feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no sul do Estado aconteceu no fim da tarde de ontem, em Araranguá, segundo o chefe do Núcleo de Ope- rações Especiais, policial Stelzenberger. Foram aproximadamente cinco quilos da droga, e estima- -se pelo peso que tenham sido apreendidos em tor- no de 25 mil pílulas. Elas estavam em posse de pai e filho e foram descober- tas durante uma blitz da Operação Morpheus, que começou na quarta-feira. Segundo Stelzenber- ger, a apreensão ocorreu por volta das 17 horas. A equipe da PRF abordou, em frente ao posto da OperaçãoMorpheus recolhe ecstasy Polícia Rodoviária, na BR101, um veículo sus- peito, com placas de Porto outro de 30 anos de idade, pai e filho. O mais velho está em tratamento de tuberculose. Os comprimidos esta- vam escondidos dentro de umamochilanoporta-ma- las, em pacotes. Os dois assumiram a propriedade da droga e informaram que estavam indo entre- gá-la em Florianópolis, vindos da capital gaúcha. Ambos foram presos em flagrante e conduzidos à Delegacia Central de Po- lícia Civil (CP), no bairro Cidade Alta, juntamente à droga e o veículo. Cada comprimido seria vendido por R$ 50,00, geralmen- te em festas e baladas. “Estimamos que o valor total apreendido seja de R$ 1.250.000,00 em ecs- tasy”, informou o chefe do Núcleo de Operações Especiais. Na tarde do dia ante- rior, o primeiro da Ope- ração Morpheus, a PRF também já havia apreen- dido 107 comprimidos de ecstasy e mais 11,5 quilos de maconha, no municí- pio de Paulo Lopes, em posse de quatro pessoas da região sul catarinense. Agora, a Polícia Civil vai investigar a procedência da droga e a quem ela se destinava. rior, por volta das 23 horas. Rodrigo dirigia uma Honda Biz, de placa MJV-2466 de Araranguá, e foi socorrido pelo Serviço deAtendimento Móvel de Urgência (Samu). Segundo a Polícia Militar da comarca, a vítima teria perdido a direção sozinho e acabou colidindo contra a rótula da rua Manoel Nunes Cardiga com a Governador Celso Ramos, no Centro. “Não sabemos se ele estava alcoolizadoporque,quando chegamos, a ambulância já havia levado para o hospital. O trânsito estava normal, calmo, e o trecho é considerado tranquilo. Não tinha evento nem festa nas proximidades”, explicou o cabo Adriano Fernandes. O rapaz, que era de Araranguá, foi ve- lado no bairro Operária e atendido pela Funerária Cristo Redentor.
  • 16. Publicações Legais16 Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ 22ª SDR – ARARANGUÁ CONCESSÃO DE LICENÇA AMBIENTAL A 22ª Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional de Araranguá, torna público que recebeu da Fundação Ambiental do Município deAraranguá, O LicenciamentoAmbiental Simplificado nº 23/2014 com validade até 30 de Março de 2016 para a Construção da Policlínica Regional de Araranguá com área útil de 4.859,00 m² e área edificada de 2.256,38 m² localizado na Rua Castro Alves, Coloninha no município de Araranguá –SC. Araranguá 17 de Abril de 2015. ADEMIR DA SILVA SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL LEI Nº 3.333, DE 14 DE ABRIL DE 2015. AUTORIZA REPOSIÇÃO SALARIAL AOS SERVIDORES DO PODER LEGISLATIVO E VEREADORES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições emanadas da Lei Orgânica do Município, faz saber a todos os habitantes do Município que a Câmara de Vereadores aprovou e ele sanciona a seguinte lei: Art. 1º Fica o Presidente da Câmara de Vereadores deAraranguá, autorizado a conceder reposição salarial (revisão geral anual), aos servidores do Poder Legislativo e Vereadores, no percentual de 8,00% (oito por cento), sendo 4,00% (quatro por cento) a partir do mês de março de 2015, 2,00% (dois por cento) a partir do mês de julho de 2015 e 2,00% (dois por cento) a partir de janeiro de 2016. Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 14 de abril de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração em 14 de abril de 2015. THAIZA DANDOLINI Secretária Interina de Administração LEI COMPLEMENTAR Nº 166/2015. ALTERA A LEI COMPLEMENTAR Nº 33/02, QUE INSTITUI O SISTEMA DE CARREIRAS, BENEFÍCIOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS, PARAFINS DAADEQUAÇÃO À LEI FEDERAL Nº 11.738/2008 - PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL PARA OS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO PÚBLICO DA EDUCAÇÃO BÁSICA. O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições emanadas dos artigos 28, X, e 83, I, da Constituição Municipal, bem como no disposto no artigo 38, da Lei Complementar Municipal nº 33, de 25 de junho de 2002, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte lei: Art. 1º O texto da alínea “a” do dispositivo legal do artigo 20 da Lei Complementar 033/02, passa a contemplar a seguinte redação: LEI Nº 3.334, DE 14 DE ABRIL DE 2015. AUTORIZA REPOSIÇÃO SALARIAL AOS SERVIDORES MUNICIPAIS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Prefeito Sandro Roberto Maciel, no exercício das atribuições emanadas dos artigos 28, X, e 83, I, da Constituição Municipal, bem como no disposto no artigo 38, da Lei Complementar Municipal nº 33, de 25 de junho de 2002, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte lei: Art. 1º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder reposição salarial aos servidores ativos e inativos da Administração Direta e Indireta do Município no percentual de 8,00% (oito por cento), sendo 4,00% (quatro por cento) a partir do mês de março de 2015 e 4,00% (quatro por cento) a partir do mês de janeiro de 2016. Art. 2º Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder abono a titulo de complemento da remuneração bruta, a todos os servidores ativos que percebam remuneração bruta inferior a R$ 850,00 (oitocentos e cinquenta reais), a partir do mês de abril de 2015. Parágrafo Único: O abono de que trata o caput do artigo 2º será limitado ao valor correspondente para que a remuneração bruta do servidor atinja a importância de R$ 850,00 (oitocentos e cinqüenta reais). Art. 3º Fica autorizado o Prefeito Municipal a conceder, a partir do mês de fevereiro de 2016, 04 (quatro) referências na carreira, no enquadramento salarial, aos profissionais da educação, conforme Lei Federal nº 11.738, de 06 de julho de 2008. Art. 4º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder abono a todos os Especialistas em Educação (Orientadores Educacionais e Supervisores Escolares) no percentual de 50% (cinquenta por cento) sobre o salário-base, que deverá ser re-enquadrado para efeitos do novo piso nacional do magistério. Art. 5º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a atualizar o valor pago da aula excedente aos professores da Rede Municipal de Ensino para R$ 27,00 (vinte e sete reais). Art. 6º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder abono pecuniário aos auxiliares de enfermagem que tenham concluído curso técnico de enfermagem no valor de R$ 100,00 (cem reais). Art. 7º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder abono aos leituristas do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto - SAMAE, no valor correspondente a R$ 122,32 (cento e vinte e dois reais e trinta e dois centavos), mensalmente, desde que não detenha nenhum tipo de abono. Art. 8º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a manter instituída a jornada prorrogada, em regime de compensação, conhecida como 12 x 36, aos vigias e operadores de ETA - Estação de Tratamento de Água. Art. 9º - Fica o Prefeito Municipal autorizado a conceder abono específico mensal no valor de R$ 122,32 (cento e vinte e dois reais e trinta e dois centavos) aos servidores que exerçam atividades na Balsa do Morro dos Conventos, compreendendo-se as equipes formadas por três membros (marinheiro de convés, moço de convés e supervisor). Art. 10 - Fica o Prefeito Municipal autorizado a instituir a jornada de trabalho aos servidores da Balsa Morro dos Conventos, em escala de turnos ininterruptos de revezamento de 17 horas contínuas por 54 horas de descanso, tendo inicio às 07:00 h de um dia seguindo- se até as 24:00 h do mesmo dia, sendo reservado o tempo de trinta minutos para o almoço e trinta minutos para o jantar. Art. 11 - Fica o Prefeito Municipal autorizado a instituir a jornada de trabalho de todos os servidores municipais vinculados a Secretaria Municipal de Saúde de 06 (seis) horas diárias ininterruptas, no horário das 07:00 as 13:00 horas, de segunda a sexta-feira, com plantão de 06 (seis) horas, em turno de revezamento, das 13:00 as 19:00 horas de segunda a sexta-feira, podendo ser modificada a qualquer tempo pela Administração Pública, na defesa do interesse público, observando-se a manutenção da jornada semanal de 40 horas para os servidores contratados temporariamente para os programas federais PSF, Dengue, CEO, CAPS, DST, ACS, NASF, entre outros. Art. 12 – A base de cálculo do adicional de insalubridade dos servidores municipais passa a ser o respectivo salário base de cada servidor. Art. 13 – Fica autorizado o Prefeito Municipal a pagar aos Conselheiros Tutelares a parcela correspondente ao adicional de 1/3 de férias, previsto no artigo 7º, inciso XVII, da Constituição Federal de 1988. Art. 14 - Fica autorizado o Prefeito Municipal a majorar o Vale- Alimentação, a partir do mês de abril de 2015, para o valor de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) mensais para os servidores que percebem remuneração mensal bruta (excluídas as horas extras) de até cinco salários mínimos, e no valor de R$ 135,00 (cento e trinta e cinco reais) mensais para os servidores que percebem remuneração mensal bruta (excluídas as horas extras) acima de cinco salários mínimos. Parágrafo Único - O vale alimentação deverá ter caráter indenizatório, não salarial, e fornecido através de cartão magnético do Programa específico – PAT – Programa de Alimentação do Trabalhador. Art. 15 - Fica autorizada a Administração Pública Municipal a exigir a apresentação de atestado médico ao Departamento de Pessoal, pelo servidor ou seu representante, no prazo de 72 (setenta e duas) horas, a partir da ausência ao trabalho justificada por motivo de saúde. Art. 16 - Fica autorizado o Prefeito Municipal a contratar um profissional para a revisão do LTCAT (Laudo Técnico de Condições Ambientais de Trabalho), nos setores a serem apontados pelo órgão sindical, bem como para ministrar orientações para a implantação e capacitação para o funcionamento da CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Art. 17 - Fica autorizada a Administração Pública Municipal a promover o pagamento da remuneração dos servidores até o dia 30 de cada mês, podendo ser prorrogado até o dia 05 do mês subsequente em casos de problemas técnicos, devidamente justificados. Art. 18 - Fica autorizado o Prefeito Municipal a ceder, ou manter cedidos, até 03 (três) servidores de carreira para o órgão sindical. Parágrafo único: No caso de afastamento temporário de servidor cedido ao sindicato, fica autorizado o Prefeito Municipal a substituí- lo, por outro servidor, até que cesse a causa do afastamento. Art. 19 – Fica autorizado o Prefeito Municipal a criar, juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Araranguá, comissão a fim de estudar a implantação do Plano de Saúde a todos os servidores municipais. Art. 20 - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 21 - Revogam-se as disposições em contrário, especialmente a Lei Municipal nº 3.243, de 1º de abril de 2014. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 14 de abril de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração em 14 de abril de 2015. THAIZA DANDOLINI Secretária Interina de Administração “Art. 20. ... § 1º ... a) Docentes: Auxiliar de Ensino - Nível 11 - referência “B”; Art. 2º A presente lei complementar tem como finalidade a adequação à Lei Federal nº 11.738/2008 - Piso Salarial Profissional Nacional para os Profissionais do Magistério Público da Educação Básica, especialmente às Auxiliares de Ensino. Art. 3º Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a conceder 04 (quatro) referências na carreira do magistério no mês de fevereiro de 2016. Art. 4º As despesas decorrentes da presente Lei correrão por conta de dotações específicas, previstas na Lei Orçamentária. Art. 5º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 6º Revogam-se as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Araranguá, em 14 de abril de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal Registrada e publicada a presente Lei na Secretaria de Administração em 14 de abril de 2015. THAIZA DANDOLINI Secretária Interina de Administração EDITAL DE CONVOCAÇÃO O MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ, PESSOA JURIDICA DE DIREITO PÚBLICO INTERNO, CNPJ Nº 82.911.249/0001-13, COM SEDE À RUA DR. VIRGULINO DE QUEIROZ Nº 200, CENTRO, MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ – SC CONVOCA A PESSOAABAIXO MENCIONADA, PARAQUE COMPAREÇANO PRAZO DE 03 DIAS, NA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ, SITUADO NO ENDREÇO ACIMA MENCIONADO, PARA TRATAR DE ASSUNTOS DE SEU INTERESSE, SOB AS PENAS DA LEI. * THIANI JANUÁRIO BATISTA Araranguá, 16 de abril de 2015. SANDRO ROBERTO MACIEL Prefeito Municipal EXTRATO DE CONVÊNIO Convênio Nº.: 03/2015 Participantes:PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE E ASSOCIAÇÃO CORAL DE PRAIA GRANDE. Objeto..........: TRANSF. DE RECURSOS FINANCEIROS P/ MANUTENÇÃO DA ENTIDADE. Valor...........: 8.000,00(OITO MIL REAIS). Vigência......: 02.03.2015 até 31.12.2015 Fundamento Legal ....: Lei N. 2.464/2014 de 31/12/2014 Origem dos Recursos : .. SECRETARIA DE ADM. E FINANÇAS. PRAIA GRANDE/SC, 02 de Março de 2015. VALCIR DAROS Prefeito Municipal EXTRATO DE CONVÊNIO Convênio Nº.: 05/2015 Participantes: PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE E ASSOCIAÇÃO DE PAIS EAMIGOS DOS EXCEPCIONAIS –APAE Objeto..........: TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS PARA ASSOCIAÇÃO DE PAIS EAMIGOS DOS EXCEPCIONAISAPAE- RECURSO FEDERAL. Valor...........:.. 11.027,40 (onze mil, vinte e sete reais e quarenta centavos). Vigência......: 02/01/2015 até 31/12/2015 Fundamento Legal ....: .. Lei Municipal N. 2.472 de 01/04/2015. Origem dos Recursos : ....2.018- DR 01.49-APOIO A PESSOAS COM DEFICIENCIA PRAIA GRANDE/SC, 01 de Abril de 2015 VALCIR DAROS Prefeito Municipal
  • 17. Publicações Legais 17Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015 ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRO GRANDE AVISO DE LICITAÇÃO - PREGÃO PRESENCIAL Nº 11/2015 A PREFEITURA DE MORRO GRANDE, localizada a Rua Rui Barbosa, nº 310, CEP 88.925-000, Centro, Morro Grande/SC, torna público para conhecimento dos interessados, que está sendo publicado o Edital de Pregão Presencial nº 11/2015, cujo objetivo é a aquisição de computadores desktop, notebook, multifuncionais, smart tvs e aparelhos de ar condicionado split visando a manutenção da Secretaria de Assistência Social, do Ensino Infantil e Fundamental do município de Morro Grande. Os envelopes contendo a proposta de preços e documentação de habilitação serão recebidos até às 09h00min do dia 05/05/2015, com abertura no mesmo dia às 09h30min, junto ao Setor de Licitações desta prefeitura. Informamos que a íntegra do Edital e seus anexos poderão ser lidos ou obtidos no endereço supra citado ou no site www.morrogrande.sc.gov.br. Maiores informações estarão disponíveis os telefones (0xx48) 3544-0015/3544-0016 ou pelo e-mail licita@morrogrande.sc.gov.br. Valdionir Rocha - Prefeito Municipal. EDITAL DE INTIMAÇÃO ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Tabelião do TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado na Av. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533-0318 - CEP 88960-000, faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITAL virem, que se encontram nesse tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal, por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo discriminados. PROT. APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ Prot: 134214; Dev: AIRES JUNIOR VARGAS - 946.678.459-53; Ced: CAIXA ECÔNOMICA FEDERAL; Sac: ; Tit: 2892.149.000309-98 ; Apr: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL; VEN: 01/10/2014; Esp: Cédula de Crédito Bancário por Indicação; Val: 22.580,20+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 134154; Dev: AJC TRANSPORTES LTDA - 00.675.052/0001-68; Ced: LINK COMERCIAL IMPORTADORA E EXPORTADORA; Sac: LINK COMERCIAL IMPORTADORA E EXPORTADORA; Tit: 19092436/3 ; Apr: BANCO SANTANDER SA; VEN: 13/01/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 725,00+Juros Legais; Emol.: 70,13. Prot: 134155; Dev: AJC TRANSPORTES LTDA - 00.675.052/0001-68; Ced: LINK COMERCIAL IMPORTADORA E EXPORTADORA; Sac: LINK COMERCIAL IMPORTADORA E EXPORTADORA; Tit: 19900516/1 ; Apr: BANCO SANTANDER SA; VEN: 16/01/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 734,00+Juros Legais; Emol.: 70,13. Prot: 134157; Dev: ANA PAULA TEIXERA - 15.455.064/0001-54; Ced: CARLOS ALBERTO PORTINHO PIROTTI; Sac: CARLOS ALBERTO PORTINHO PIROTTI; Tit: 092-2 ; Apr: BANCO SANTANDER SA; VEN: 08/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 1.260,00+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 134175; Dev: CLAUDIA GONCALVES BORGES - 052.160.719-11; Ced: POLIGRESS DO BRASIL LTDA; Sac: POLIGRESS DO BRASIL LTDA; Tit: 43678/01 ; Apr: ITAU UNIBANCO SA ; VEN: 10/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 584,91+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 134089; Dev: DOMINGOS MANOEL CORDEIRO - ME - 12.195.648/0001-40; Ced: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; Sac: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; Tit: 14003730158 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: 4.236,16+Juros Legais; Emol.: 55,95. Prot: 134166; Dev: GILSON ALFRANI DE FREITAS MONTEIRO - 027.394.329-41; Ced: BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SA; Sac: META AGRICOLA LTDA; Tit: 021112-1/1 ; Apr: BANCO SANTANDER SA; VEN: 07/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 272,00+Juros Legais; Emol.: 76,22. Prot: 134198; Dev: GISMON ALEXANDRE PEDROZO - 066.937.979-46; Ced: LICO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO LTDA ME; Sac: LICO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO LTDA ME; Tit: A-017930 ; Apr: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL; VEN: 05/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 320,00+Juros Legais; Emol.: 71,89. Prot: 134184; Dev: JOÃO BATISTA PINTO - 008.776.109-24; Ced: COTIPEL COM TINTAS PEÇAS LTDA; Sac: COTIPEL COM TINTAS PEÇAS LTDA; Tit: 170525/05 ; Apr: BANCO DO BRASIL SA; VEN: 03/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 439,00+Juros Legais; Emol.: 70,13. Prot: 134226; Dev: JOSÉ BATISTA BALTAZAR ME - 15.694.911/0001-33; Ced: BANCO GMAC S.A; Sac: ; Tit: 2BBL58614596 ; Apr: ADVOCACIA DALLAGNOLO S/C; VEN: 16/04/2015; Esp: Cédula de Crédito Bancário por Indicação; Val: 7.099,19+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 134199; Dev: JOSIANE RIBEIRO DE SOUZA - 024.593.719-69; Ced: BRENO MATERIAIS CONSTRUÇÃO E CIA LTDA; Sac: BRENO MATERIAIS CONSTRUÇÃO E CIA LTDA; Tit: 793 ; Apr: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL; VEN: 05/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 200,00+Juros Legais; Emol.: 71,89. Prot: 134212; Dev: JOVENTINO GERARDI - 460.519.539-49; Ced: AYMORÉ CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S.A.; Sac: ; Tit: 263195279 ; Apr: AYMORÉ CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S.A.; VEN: 03/12/2014; Esp: Cédula de Crédito Bancário por Indicação; Val: 14.607,63+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 134194; Dev: MARIEL COSTA DE SA GOULART - 041.274.709-09; Ced: MELO COM E REPRESENTACAO DE FERRAMENTAS; Sac: MELO COM E REPRESENTACAO DE FERRAMENTAS; Tit: 024092AP1 ; Apr: BANCO BRADESCO S A ; VEN: 10/04/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 429,00+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 134163; Dev: NEYMAR STUDIO DE DESIGN E OFICINA DE ARTES - 01.414.608/0001-25; Ced: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; Sac: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; Tit: 12004172993 ; Apr: PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO; VEN: À VISTA; Esp: Certidão de Dívida Ativa; Val: 634,56+Juros Legais; Emol.: 70,13. Sombrio - SC, 17/04/2015 ARLINDO EDÍLIO DA ROSA
  • 18. Publicidade18 Correio do Sul Sexta-feira, 17 de abril de 2015
  • 19. Santa Catarina, entram em campo São José e Cruzeiro. As 13h15min os dois times jogam pela categoria sub-20, e em seguida pelos titulares. O São José sempre vem forte para as competições, e este ano não é diferente com a sua base. Já o Cru- zeiro de uns anos para cá está vindo também forte. No estádio Manoel Mota, na Lagoa da Ser- ra, jogam Independente x União. As 13h15min pela categoria sub-20, e em seguida pela catego- ria titulares. O time do Independente do bairro Jardim das Avenidas, mais uma vez quer brigar por títulos, já o União, que sempre montou equipes da casa, também está re- forçado esse ano e poderá surpreender. Pela segunda divisão naaberturadacompetição no domingo passado. A tarde, no estádio Mané Gregório, no bairro > ARARANGUÁ Depois da aber- tura e grande partida que deu início a competição deste ano, o campeonato municipal de Ararangu, segue neste domingocommais11jogos que irão complementar a primeirarodadadafasede classificação. A rodada começa já pela manhã com apenas uma partida, às 9h45min, no CT Emerson Almeida, no bairro Mato Alto, onde jogam Santa Cruz x Bom Jesus. As duas equipes irão se enfrentar apenas na categoria sub-20, pois ostitularesseenfrentaram Sexta-feira, 17 de abril de 2015 ³ 11-38-39-58-68CONCURSO 3.765 QUINA 16/04 Serão três partidas pela categoria sub-20, duas pela categoria titulares e seis disputadas pela segunda divisão 2º Divisão Municipal segue domingo com 11 jogos Cleder Maciel serão seis jogos, sendo ro- dada dupla em três cam- pos diferentes. Lembran- do que a segunda divisão conta somente com uma categoria, a titulares. Esse ano o campeonato da segundona está ainda mais forte, pois os times também podem fichar sete jogadores de fora do município. No campo da Asso- ciação da Coloninha, as 13h15min, jogam Jardim Cibele x Centenário, e em seguida Estrela Solitária x Associação Coloninha. No campo do Inter- lagos, no Morro dos Con- ventos, se enfrentam às 13h15min Interlagos x Vim Moendo e em seguida tem Mazembe x Barro Vermelho. No estádio Felipe Freitas na Volta Curta, jogam às 13h15min Bo- leiros EC x Santiago, e em seguida jogam Campo Verde x Areias FC. Domingo é dia Domingotemosváriasequipesemaçãopelocampeonatomunicipal deAraranguá.Sãojogospelaprimeiraesegundadivisãoemseiscampos diferentes.Agoravamosverquemestávindobemparaomunicipaldeste ano, e quem veio somente para ser cobaia. Expectativas são grandes nas duas divisões, já que a competição é aberta para sete jogadores de fora do município, e a tendência é que as equipes se reforcem este ano. Luto O futebol amador está de luto. Nos deixou nesta quinta-feira o senhor Waldir Lodetti, ex árbitro de futebol e ex presidente da Larm, pai do hoje presidente da instituição, Emerson Lodetti. Waldir dedicou um grande tempo de sua vida ao nosso futebol amador. Sepultamento será nesta sexta-feira em Içara. Descanse em paz, senhor Waldir. Anotem aí Falando agora de profissional. Muitos comentam, mas não enten- dem nada e às vezes fico só observando. Esses dias um cidadão estava falando que hoje o melhor time do Brasil é o Palmeiras. Aí eu digo: sabe de nada inocente. Ao meu ver, hoje um dos melhores times do Brasil, que está mais certinho e a muito tempo não montava um bom grupo, é o Flamengo. É um grupo de jogadores que não tem estrelas e sim um conjunto onde cada posição tem jogadores titulares e de reposição. Não tem estrelas no time, e deve ser por isso que está dando certo. Com essa diretoria o Flamengoestáquitandoasdívidas,estácontratandocomos pésnochão e vem forte para o Brasileiro deste ano. Junto com o Flamengo, vejo o Corinthians também como um dos melhores times do Brasil na atualidade, tanto de plantel como está mostrando também dentro de campo. Três baluartes Estão aí três pessoas que admiro muito e tenho o maior respeito. Muito já fizeram e contribuíram para o nosso futebol e esporte amador em geral. Professor José Búrigo, sempre envolvido nas categorias de base, comooMolequesBomdeBolaeagoranacoordenaçãodoscampeonatos amadores, sendo o melhor coordenador disparado. Luciano Pires, atual subsecretário municipal de espor- tes, um dos melhores meias que Araranguá já teve, não teve sorte no profissional, mas foi um dos melhores camisa10quevijogar. Hoje é respeitado em nosso esporte, onde vem lutando pelo nos- so futebol amador. Pelezinho, sem palavras, viveu sua vida toda em função do futebol e do esporte, é um ícone do nosso esporte amador. Merece até um troféu em seu nome. Abraços aos três que admiro. Esporte Cleder Maciel (48) 9900 3535 esportes@grupocorreiodosul.com.br https://www.facebook.com/cleder.maciel
  • 20. SEXTA-FEIRA, SÁBADO E DOMINGO, 17, 18 E 19 DE ABRIL DE 2015
  • 21. Página5 Página2 PostodeSaúdevai ganharauditório Págin5 Atemidasíndrome deGuillain-Barré Sexta-feira, sábado e domingo, 17, 18 e 19 de abril de 2015 Saiba tudo sobre clareamento dental Página 7
  • 22. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 17 de abril de 20152 Indução Percutânea de Colágeno (Dermaroller) Como funciona? O procedimento é um pequeno e simples equipamento, projetado para fazer rolamento de micropunturas na pele, promovendo a formação de colágeno e elastina (substâncias responsá- veis pela firmeza e elasticidade da mesma), ge- rando renovação celular. Com isso, tem indica- ção precisa no rejuvenescimento facial, área dos olhos (reduzindo linhas de expressão), pescoço, cicatrizes de acne, estrias e suavização de ci- catrizes em geral (pós-inflamação). Após a pri- meira sessão, em alguns casos, já se nota os re- sultados positivos. Geralmente, são necessárias quatro sessões com espaçamento de 6 a 8 se- manas, dependendo da finalidade do tratamen- to, para que se obtenha melhores resultados. É importante dizer que todo procedimento estético necessita de manutenção, para que o efeito do tratamento tenha maior duração. Em nosso serviço, na Flor de lis, promovemos a melhora dos resultados com a adição de ativos cosmecêuticos. Cuidados Pós Aplicação: Embora muito tranquilo, também necessita cuidados. O tratamento tem efeito praticamente igual ao laser, porém é um procedimento mais seguro. Contudo, os cuidados pós-tratamento são imprescindíveis como são nas aplicações do laser. Entre esses o mais importante é o uso in- tensivo de protetor solar de boa qualidade, com fator 30 ou mais. Além disso são prescritos cos- mecêuticos para uso doméstico. Qualquer Pessoa Pode Fazer o Tratamento? O tratamento pode ser feito em homens e mu- lheres igualmente. Desde pessoas muito jovens para o tratamento de estrias e cicatrizes de acne, até pessoas de mais idade, para suavização de rugas, flacidez e revitalização da pele. É contra- -indicado para pessoas com problemas de cica- trização, coagulação ou infecção de pele no local da aplicação. 35247494 / 99169670 Av. Sete de Setembro, n°2317- Sl 02 - Centro - Araranguá www.flordelisestetica.com.br Ligue e agende a sua avaliação GRATUITA! (48) 3524-7494 (48) 99169670. Projeto do prédio ampliado Posto de Saúde M ais uma obra está saindo do papel no município de Balneário Arroio do Sil- va. A administração municipal firmou contrato com a empresa vencedora da licitação, Aclive Arquitetura e Engenharia Ltda, para a execução da ampliação da Unidade Bá- sica de Saúde Paulo Lupinn. No posto central será ampliada uma área de 83,62m² onde será feito um auditório e sala multiuso. “O espaço A Secretaria de Estado da Saú- de realizou treinamento dire- cionado aos técnicos munici- pais para prepará-los para a gestão das unidades públicas de saúde. O tema central foi o fluxo de processamento do Sistema de Informação Am- bulatorial, programa do Mi- nistério da Saúde que reúne dados de todo atendimento ambulatorial, como consultas e exames,realizado no país. será utilizado para os trabalhos e projetos de prevenção e conscientização realizados pela Secretaria de Saúde”, frisou o prefeito Evandro Scaini. O auditório e sala multiuso era uma necessida- de, tendo em vista que não há espaço adequa- do para encontros e reuniões dos projetos que são executados na área da saúde como, por exemplo, os encontros do grupo de tabagismo. Postos de saúde ganham mais autonomia vaiganharauditório A capacitação foi realizada por videoconferência promovida pela Superintendência de Pla- nejamento e Gestão, Diretoria de Planejamento, Controle e Avaliação do SUS e pelas ge- rências de Programação em Saúde, e Controle e Avaliação. Além dos municípios, técnicos das 18 equipes de controle e avaliação e os 36 gerentes re- gionais de saúde participaram da videoconferência. “O objetivo do treinamento foi descomplicar o uso das ferra- mentas necessárias para que os técnicos possam gerir as unida- des de saúde nos próprios mu- nicípios, desde o processamento até o pagamento, explica a ge- rente de Programação em Saú- de, Helma Finta Uba. Outro ponto bastante comenta- do foi o fluxo da transferência de gestão e do repasse de re- cursos.
  • 23. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 17 de abril de 2015 3 A Cooperja em parceria com o Sesi/Criciúma disponibilizou as suas colaboradoras uma oficina de patchwork. Trabalhos manuais costumam desenvolver a criatividade e a paciência, o que ajuda a melhorar o ambiente tanto no trabalho quanto em casa. O patchwork é um trabalho que consiste na reunião de peças de tecido de várias cores, padrões e formas. projeto Arte e Bem Estar
  • 24. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 17 de abril de 20154
  • 25. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 17 de abril de 2015 5 N o fim de 2014, a síndrome de Guillain-Barré virou notícia após alguns relatos da cientis- ta política Lúcia Hipólito sobre como ela foi acometida de repente pela doença e sobre as conquistas diárias de sua reabilitação. A síndrome é pouco conhecida da população e é importante estar aten- to a ela. A síndrome de Guillain-Barré é um exemplo de polirradiculoneurite. Esta patologia é caracterizada por uma fraqueza muscular que pode ser sú- bita ou insidiosa, mas que, em dois ou três dias, começa a subir pelo organismo. Ou seja, dos pés e per- nas para a cintura pélvica e, depois, para o tronco, podendo comprome- ter, inclusive, as estruturas cerebrais. Desta forma, pode ocasionar a mor- te, o que, atualmente, acontece em 10% dos pacientes, devido à parada cardiorrespiratória. Esta patologia geralmente aconte- ce após uma infecção viral nas vias aéreas superiores ou em momentos de imunodepressão dos pacientes. As principais condutas na fase agu- da são a plasmaferese e a adminis- tração de imunoglobulina humana que, por si só, podem salvar a vida desses pacientes. A maioria deles recupera-se com- pletamente, com cura e resgate da força muscular. Porém, uma grande parte destes mesmos pacientes ne- cessita de um projeto de reabilitação para readquirir funções motoras, prin- cipalmente o resgate da marcha. A jornalista Lucia Hipólito, da Globo News e uma das Me- ninas do Jô, tem enfrentado uma barra para se recuperar da síndrome de Guillain-Barré. “Eu perdi os movimentos das pernas, dos braços e a voz. O meu rosto parecia que tinha tomado uma overdose de bo- tox”, contou em entrevista a Jô Soares. Lucia estava de férias na Fran- ça quando a doença se mani- festou. “Fui levantar para trocar de roupa e parei de sentir mi- nhas pernas. Fiquei três meses lá e depois mais um ano e cin- co meses internada aqui.” Segundo a jornalista, as dores e as dificuldades provocadas pela síndrome a fizeram dese- jar o pior. “Teve alguns dias em que eu quis morrer para liqui- dar tudo de uma vez. Essa é uma doença infernal”. Ainda se locomovendo com uma cadeira de rodas, Lucia comemora a sua visível melho- ra. “Recuperei minhas mãos, que ainda estão um pouco tor- tas, e estou conseguindo dar seis passos no andador, que para mim é uma vitória.” síndrome de Guillain-Barré A temida A entrevista completa pode ser encontrada no site da Globo. A história de Lúcia Hipólito
  • 26. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 17 de abril de 20156
  • 27. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 17 de abril de 2015 Saiba tudo sobre 7 Desde o mês passado os clareadores dentais com concentração acima de 3% de peróxido de hi- drogênio, têm sua venda permitida somente com a apresentação de prescrição profissional. A norma foi aprovada pela Anvisa e tem como objetivo prevenir os danos que podem ocorrer a partir do uso destes produtos sem a correta orientação de um profissional habilitado. A norma da Anvisa também define que a propaganda destes produtos só poderá ser veiculada em publi- cações dirigidas aos profissionais e as embalagens terão que trazer impressa a expressão “venda sob prescrição de profissional legalmente habilidado”. Entre os riscos associados ao uso indevidos de cla- readores dentais com mais de 3% de peróxido de hidrogênio estão sensibilidade dentária, alteração de superfície do esmalte, absorção radicular, alterações pulpares e dano periodontal. clareamento dental Mitos e verdades Produto essencial para a pele permanecer e resultar em firmeza, pois ocorre a sustentação das células e ao mesmo tempo para mantê-las unidas. Além da firmeza a pele este produto traz outros benefícios para a saúde. O colágeno é uma proteína de extrema impor- tância para nosso corpo, mas é difícil obtê-la com a nossa alimentação e depois dos 30 anos as perdas de proteína aumentam e é preciso que haja uma reposição para manter a beleza e a saúde. Mas felizmente é possível conseguir repor o co- lágeno com esses suplementos de colágeno em cápsulas ou em pó. O colágeno hidrolisado representa cerca de 25% de toda proteína do organismo humano. Sua função é primordialmente estrutural, ou seja, proporciona sustentação às células, mantendo-as unidas, sendo o principal componente protéico de órgãos como a pele, ossos, cartilagens, ligamentos e tendões. Com o uso dessa proteína é possível evitar e combater problemas estéticos comuns como a celu- lite e as estrias já que os dois problemas causam a deformação da pele que perde sua firmeza e elas- ticidade. As indicações do colágeno hidrolisado são: For- talecimento das unhas; Recuperação de unhas frá- geis e quebradiças; Fortalecimento e crescimento dos cabelos finos e enfraquecidos; Beleza da pele (fica mais firme); Hidratação da pele, levando a uma redução das rugas; Integridade estrutural e funcio- nalidade dos ossos, cartilagens e articulações em geral. Consulte seu médico, nutricionista e/ ou venha até a farmácia A Essência de Manipulação, localizada na Rua Caetano Lumertz, n°456, em frente ao Giassi do centro, e confira essa e muitas outras al- ternativas para você arrasar neste verão. Colágeno Hidrolisado Promoção!!! 25% 25% 25% 25% de Desconto!!! O clareamento dos dentes, método cada vez mais procurado pelos pacientes em tratamento odontológi- co, é uma tendência em alta para a eliminação do tom amarelado dos dentes. Conheça os mitos e verdades desse tipo de serviço: 1. O tratamento caseiro, utilizando fitas , moldeiras, e creme dental clareador consegue ser eficaz em caso de dentes muito escuros. MITO. Normalmente, estes dentes muito escuros sofreram algum problema prévio de canal e o tra- tamento caseiro não vai surtir efeito, além de apre- sentar possíveis efeitos colaterais. Por exemplo, o gel clareador é agressivo à gengiva e pode causar sensibilidade nos dentes. No caso da fita, por não oferecer a adaptação perfeita ao dente, pode fazer com que o paciente engula o gel clareador, o que pode causar uma leve irritação na garganta. 2. O tratamento a laser é mais eficaz que o proce- dimento utilizando produtos clareadores profissio- nais. MITO. O procedimento é basicamente o mesmo. Com o laser, o tempo do tratamento diminui pela metade, porém, em função do benefício dessa téc- nica, ele requer um investimento maior. 3. Mesmo realizado por um profissional, o clarea- mento pode causar hipersensibilidade. VERDADE. A hipersensibilidade pós-tratamento é observada em um considerável número de pacien- tes. 4. Cigarro e café em excesso podem reduzir a dura- ção do clareamento. VERDADE. Pessoas que têm hábitos atrelados ao fumo e ao consumo excessivo de alimentos de co- res forte, como café e vinho, apresentam uma me- nor eficácia no tratamento. 5. Posso fazer clareamento quando quiser. MITO. É preciso tomar cuidado para não realizar clareamentos excessivos, pois, o contato do dente com os produtos químicos clareadores podem causar manchas nos dentes, em casos mais graves, deixá- -los acinzentados irrever- sivelmente. Geralmente recomenda-se fazer uma manutenção de um a dois anos, com uma sessão de 60 minutos de cla- reamento profissional ou de dois a três noites de clareamento caseiro. Em período menor que o re- comendado pode causar hipersensibilidade irrever- sível aos dentes. 6. Gestantes e adolescentes não podem realizar o tratamento de clareamento dentário. VERDADE. O clareamento dental é contra indicado para adolescentes menores de 16, pois nessa ida- de o esmalte está mais permeável, o que pode tor- nar os efeitos da sensibilidade mais intensos. Como o tratamento não é urgente, é recomendado que as grávidas e lactantes evitem o procedimento nesse período por conta do gel clareador, que é composto por ácido. 7. O clareamento dental deixa os dentes mais fra- cos. MITO. Os produtos clareadores não alteram a parte mineral dos dentes, portanto, não causam seu en- fraquecimento. 8. Alguns dentes podem ficar mais brancos que ou- tros após o tratamento. PARCIALMENTE VERDADE. Nem todos os dentes são iguais e cada um absorve o creme dental e gel clareador de uma maneira. Além disso, depende da resposta biológica da estrutura dental de cada pessoa.
  • 28. CORREIO DO SUL Sexta-feira, 17 de abril de 20158 NOVO KA (Cat.KCC5) SE 1.0L FLEX 2015 Ar-condicionado / Direção elétrica Vidros dianteiros elétricos Travas elétricas / My Connection Chave canivete com controle remoto. NOVO KA+ (Cat.ZFC5) SE 1.5L FLEX 2015 Ar-condicionado / Direção elétrica Vidros dianteiros elétricos Travas elétricas / My Connection Chave canivete com controle remoto. O NOVO SEDAN DA FORD Ar -condicionado / Direção elétrica Vidros + travas e espelhos elétricos Controle de estabilidade e tração Assistente de Partida em Rampas (HLA) Sensor de estacionamento FREESTYLE 1.6L FLEX 2015 (Cat.EFA5) ECOSPORT Ar-condicionado / My Connection Direção elétrica Vidros dianteiros + Travas + Retrovisores elétricos NEW FIESTA HATCH (Cat.RBQ5) S 1.5L FLEX 2015 Motor 1.6L TiVTC flex (135cv) Rodas de liga leve R16” Ar-Condicionado FOCUSHATCH (Cat.QAJ5) SE 1.6L FLEX 2015 Motor ecoboost de 240cv Transmissão automática sequencial de 6 velocidades Rodas R18” / 8 Air bags / Controle de estabilidade e tração Sync Media com navegador / Câmera de ré Sensor de estacionamento / Teto solar / Sensor de chuva (Cat.UNB5) TITANIUM PLUS ECOBOOST TETO SOLAR FORD FUSION TAXA ZERO. NÃO EXISTE MAIS NADA ENTRE UM FORD E A SUA GARAGEM. TAXAZERO a partir de Entrada de Parcelas deà vista 38.990,00 24.953,60 30xR$ 499,00 TAXAZERO a partir de Entrada de Parcelas deà vista 45.190,00 27.114,00 30xR$ 637,00 Promoção válida até 17/04/2015 ou enquanto durarem os estoques - 10 unidades. Novo Ford Ka SE 1.0L 2015 (cat KCC5) a partir de R$ 38.990,00 à vista ou financiado com taxa de 0,0% a.m. e 00,00% a.a, 64% de entrada (R$ 24.953,60) e saldo em 30 parcelas de R$ 499,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, incluindo tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$ 39.923,60. Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de 31/03/2015 a partir de 0,42% a.m. e 5,17% a.a., por meio do Programa Ford Credit. Novo Ford Ka + SE 1.5L 2015 (cat ZFC5) a partir de R$ 45.190,00 à vista ou financiado com taxa de 0,0% a.m. e 00,00% a.a, 60% de entrada (R$ 27.114,00) e saldo em 30 parcelas de R$ 637,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, incluindo tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$ 46.224,00. Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de 07/04/2015 a partir de 0,36% a.m. e 4,44% a.a., por meio do Programa Ford Credit. EcosportFreeStyle 1.6L 2015 (cat EFA5) a partir de R$ 71.200,00 à vista ou financiado com taxa de 0,0% a.m. e 00,00% a.a, 60% de entrada (R$ 42.720,00) e saldo em 36 parcelas de R$ 829,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, incluindo tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$ 72.564,00. Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de 30/03/2015 a partir de 0,26% a.m. e 3,10% a.a., por meio do Programa Ford Credit. New Fiesta Hatch S 1.5L 2015 (cat RBQ5) a partir de R$ 45.790,00 à vista ou financiado com taxa de 0,0% a.m. e 00,00% a.a, 60% de entrada (R$ 27.474,00) e saldo em 24 parcelas de R$ 806,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, incluindo tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$ 46.818,00. Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de 30/03/2015 a partir de 0,44% a.m. e 5,43% a.a., por meio do Programa Ford Credit. Focus Hatch 1.6L 2015 (cat QAJ5) a partir de R$ 67.900,00 à vista ou financiado com taxa de 0,0% a.m. e 00,00% a.a, 60% de entrada (R$ 40.740,00) e saldo em 36 parcelas de R$ 792,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, incluindo tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$ 69.252,00. Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de 27/03/2015 a partir de 0,26% a.m. e 3,23% a.a., por meio do Programa Ford Credit. Ford FusionEcoboost 2.0L Titanium 2015 (cat UNC5) a partir de R$ 135.000,00 à vista ou financiamento com taxa de 0,00% a.m. e 0,00% a.a, 60% de entrada (R$ 81.000,00) e saldo em 12 parcelas de R$ 4.634,00 na modalidade CDC com 30 dias de carência para pagamento da 1ª parcela, incluindo tarifas, custos e impostos (IOF). Valor total a prazo de R$ 136.608,00. Custo Efetivo Total (CET) calculado na data de 30/03/2015 a partir de 0,45% a.m. e 5,59% a.a., por meio do Programa Ford Credit. Não abrange seguro, acessórios, documentação e serviços de despachante, manutenção ou qualquer outro serviço prestado pelo Distribuidor. Sujeito à aprovação de crédito. O valor de composição do CET poderá sofrer alteração, quando da data efetiva da contratação, considerando o valor do bem adquirido, as despesas contratadas pelo cliente, custos de Registros de Cartórios variáveis de acordo com a UF (não incluso no valor das parcelas e no cálculo da CET) a data da contratação. Contratos de Financiamento e Arrendamento Ford Credit são operacionalizados pelo Banco Bradesco Financiamentos S.A. Valores válidos para cores sólidas. Frete incluso. Na cidade, somos todos pedestres. TAXAZERO a partir de Entrada de Parcelas deà vista 45.790,00 27.474,00 24xR$ 806,00 TAXAZERO a partir de Entrada de Parcelas deà vista 71.200,00 42.720,00 36xR$ 829,00 TAXAZERO a partir de Entrada de Parcelas deà vista 67.900,00 40.740,00 36xR$ 792,00 TAXAZERO a partir de Entrada de Parcelas deà vista 135.000,00 81.000,00 12xR$ 4.634,00