SlideShare uma empresa Scribd logo
www.jornalcidademg.com.br • Lagoa da Prata, S. A. do Monte, Moema e Japaraíba • 23/Ago/2018 - Ano 6 - Edição Nº 124 • JORNAL DE DISTRIBUIÇÃO GRATUITA - VENDA PROIBIDA
Vereadores mudam de ideia
e rejeitam projeto que iria
extinguir reembolso de
viagens. PÁG 05
PÁG 04
Lagoa da Prata inaugura
primeiro Centro Municipal de
Especialidades Médicas da região
A expectativa é de que 3 mil pessoas sejam atendidas mensalmente por médicos especialistas
PRÊMIO DESTAK
EMPRESARIAL
já tem suas
atrações
confirmadas
PÁG 05
PÁG 12PÁG 06
10 mil empregos ameaçados
em S. A. do Monte e região
As indústrias de fogos estão lutando contra um projeto de lei que prevê
a proibição de foguetes em Belo Horizonte
Atletas de Lagoa da Prata
celebram conquistas no Jemg
PÁG 10
Acidadeteveomelhorresultadoentreos54municípiosdaregional
Creche DonaZuleica
já está funcionando
O lugar atende 120 crianças de até três anos.
Outras 50 vagas devem ser abertas em 2019
23.08.2018Leia mais notícias em
www.jornalcidademg.com.brEDITORIAL2
Caros leitores,
BEATRIZ
VASCONCELOS
beatriz@jornalcidademg.com.br
Quem acompanha as reuniões
de vereadores, seja pela rádio, pelo
site da Casa, ou presencialmente
(desta última forma pouquíssimas
pessoasparticipam),percebeastan-
tas alfinetadas que eles soltam uns
nosoutros.Percebetambémqueos
projetosquemaisgeramdiscordân-
cias são as discussões de temas que
interferem particularmente na vi-
da deles mesmos.
Paracitarcomoexemplo,noiní-
cio deste mês foi votado um proje-
to de lei que pedia a extinção de re-
embolso de despesas de viagens
dosvereadores.Aprimeiravotação
aprovou o projeto, tendo sido con-
tra apenas a vereadora Quelli, que
emseudiscursodissequenãoabria
mão do direito que já tinha. Entre-
tanto, na semana seguinte quando
oprojetoestavaparasegundavota-
ção, as ideias mudaram e, haja dis-
cussão!Conclusão:umareviravolta
no placar.
Esta semana outro projeto que
deu o que falar foi um apresenta-
dopelovereadorprofessorElias,pe-
dindoparanãohavermaisalteração
do dia de reunião, que acontece to-
dasegunda-feira.Eventualmenteis-
soocorrequandoumvereadortem
um compromisso que o impedirá
de participar da sessão, e pede en-
tão para mudar o dia. Novamente
foi aquele falatório.
Para mim, o melhor disso tudo é
poderconhecercadavereadorcom
a sua “veia quente” e, mais ainda,
me apropriar dos enigmas que são
expressados para atingirem os ad-
versários. Esse pode ser, sim, um
dos lados positivos, mas, para falar
a verdade, é preciso mais respeito
no geral.
Sobreasituação,euficopensan-
do“cácommeusbotões”emtantos
outros projetos que não são discu-
tidos com mesmo fervor. Não que
eu ache que isso seja fundamental,
mas o que eu vejo é a diferença em
relação ao sentimento de “perten-
cimento”daquiloqueestáemvota-
ção. Uma coisa é ver os parlamen-
taresdefenderemcomveemênciao
que realmente acreditam ser o me-
lhor para eles próprios. Porém, bo-
nito mesmo seria vê-los defender
com tanto afinco aquilo que acre-
ditam ser o melhor para o povo.
Paz e bem a todos!
Campanha de vacinação
contra sarampo e pólio
ainda não atingiu meta
Faltampoucosdiaspara
terminar a campanha
de vacinação contra saram-
po e poliomielite e o núme-
ro de crianças imunizadas
ainda está longe de se consi-
derar satisfatório. A campa-
nha do Ministério da Saúde
começou no dia 6, e vai até
o dia 31 deste mês de agos-
to, e em Lagoa da Prata, a Se-
cretaria Municipal de Saúde
tem a meta de vacinar 2.500
crianças de um a cinco anos
incompletos. Até o dia 18,
“Dia D” da campanha, ape-
nas 1.262 doses foram apli-
cadas, praticamente meta-
de da meta.
Segundo a responsável
pela Central de Imuniza-
ção da Secretaria de Saúde,
Margareth Borges de Lacer-
daDias,acidaderecebeupa-
ra a campanha aproximada-
mente3.200dosesdavacina.
Questionada se o município
irá conseguir bater a meta,
ela enfatiza: “Acreditamos
que vamos conseguir, mas
sem a conscientização e o
apoio dos pais isso não será
possível”, alerta.
VACINAS
PERDIDAS NA
UBS DO BAIRRO
MARÍLIA
A Unidade Básica de Saúde
do Bairro Marília, que aten-
te consultas pré-agendadas,
perdeu todo seu estoque de
vacinas após um dano por
furto no padrão de energia
na madrugada de domingo
dia 12. Os criminosos desli-
garam a eletricidade e abri-
ramajaneladosfundos,mas
nada foi levado, pois o siste-
ma de segurança foi aciona-
do.Aenfermeiraecoordena-
dora da unidade, Izabela La-
mounier, informou que do-
ses da tríplice viral, menin-
gite, gripe e poliomielite, a
última em campanha de va-
cinação, foram perdidas de-
vido ao resfriamento que
foi desligado com a falta de
energia. Isso fez com que o
atendimento ficasse defasa-
do na segunda-feira, preju-
dicando a vacinação naque-
la unidade. Entretanto, de
acordo com Margareth, o fa-
toocorridonãoprejudicoua
campanhadeimunizaçãona
cidade,poisasvacinasforam
repostaseoatendimentofoi
retomado.
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
DIVULGAÇÃO
23.08.2018 Curta no Facebook
fb.com/jornalcidademg COOPERATIVISMO 3
23.08.2018Leia mais notícias em
www.jornalcidademg.com.brCOTIDIANO4
Lagoa da Prata inaugura primeiro
Centro Municipal de Especialidades
Médicas da região
O Centro Municipal de Espe-
cialidadesMédicasiniciousuas
atividadesnessasegunda-feira(20),
em Lagoa da Prata. A Unidade fica
naruaCiriloMaciel,nomesmopré-
dio onde funciona a Clínica do Dr.
Moisés.Lá,osusuáriosdoSUSterão
à disposição aproximadamente 20
especialidadesconsideradasdemé-
diacomplexidade,alémdeexames
e pequenas cirurgias. No primeiro
dia de funcionamento 12 crianças
foram atendidas pelo pediatra Dr.
Abel,cincopessoaspelocardiologis-
ta Dr. Marcos Eugênio, seis pessoas
passaramporprocedimentosdemi-
crocirurgias com o Dr. Diogo, e on-
zeexamesdeeletrocardiogramafo-
ram realizados.
O secretário municipal de Saú-
de,GeraldodeAlmeida,explicaque
o serviço está disponível desde no-
vembro de 2017, mas a demanda
exigiu que todos os procedimentos
fossem reunidos num mesmo lu-
gar. “Conheci esse trabalho em Be-
timeapresenteiaideiaparaospre-
feitosqueaabraçaram.Iniciamosos
atendimentos no final do ano pas-
sado.Desdeentãoforamrealizadas
4.356 consultas especializadas. Es-
saspessoasestavamaguardandopa-
ra serem atendidas na fila do Trata-
mento Fora de Domicílio (TFD). A
partir de agora todas as consultas
serão reunidas no mesmo prédio,
com instalações confortáveis e pre-
paradas para isso”, esclareceu.
De acordo com Geraldo, cer-
ca de 40 a 50 pessoas vão todos os
dias para outras cidades em bus-
ca de tratamento médico. Estima-
-se que o Centro de Especialidades
Médicasrealizará3milatendimen-
tos mensais. “A expectativa é dimi-
nuiraomáximoodeslocamentodo
paciente para outras cidades, mas
é impossível acabar com esse tipo
atendimento. Belo Horizonte e Di-
vinópoliscontinuamsendoreferên-
ciaemtratamentosdealtacomple-
xidade.Agrandemudançaéqueas
pessoas que, às vezes, iam a essas
cidadesapenasparafazerumacon-
sulta,agorareceberãooauxíliomé-
dico aqui”, disse.
Para que o paciente tenha aces-
so à consulta especializada ou exa-
mes ofertados pelo centro, o pedi-
do deve originar das unidades bási-
casdesaúde.Aquelesqueestãosem
médicos em sua UBS devem procu-
rar a Policlínica. Entre as especiali-
dades disponibilizadas estão endo-
crinologia, nefrologia, neurologia,
cardiologia,pneumologia,obstetrí-
cia, oftalmologia, ortopedia, pedia-
tria,gastroenterologia,urologia,pe-
quenas cirurgias, ginecologia, exa-
mesdeultrassom,psiquiatria,cirur-
gias urológicas. Algumas destas es-
pecialidadesaindaestãoemproces-
sodecontrataçãodemédicos,masa
maioriajáestácomosprofissionais
atendendo.
INAUGURAÇÃO
AcerimôniadeinauguraçãodoCen-
troMunicipaldeEspecialidadesMé-
dicas aconteceu na manhã de sába-
do (18).
O prefeito Paulo César Teodoro
(PDT), o vice Ismar Roberto Araújo
(MDB), o secretário de Saúde Geral-
dodeAlmeidaeoutrasautoridades
municipais discursaram durante a
solenidade.
Até o próximo ano a prefeitura
deve investir cerca de R$ 2 milhões
para manter o Centro de Especia-
lidades funcionando, e, de acordo
comoprefeitoPaulinho,todorecur-
ENQUETE
so será revertido em melhoria para
a população. “Foi feito investimen-
to inicial de R$ 1 milhão, mas esse
valor pode variar de acordo com a
demanda. Esse investimento gera
economia, comodidade e seguran-
ça por evitar o deslocamento entre
cidades, e esse serviço só traz bene-
fícios para o povo de Lagoa da Pra-
ta”, revelou.
Para o vice-prefeito, Ismar Ro-
berto, o serviço é um marco na his-
tóriadomunicípio.“Entregarobras
como essa nos enche de satisfação.
AsaúdedeLagoadaPrataseráuma
antes e outra depois do Centro de
Especialidades. O país atravessa
um momento crítico, falta dinhei-
roemtodososestados,inclusiveMi-
nas Gerais, mesmo diante das difi-
culdades Lagoa da Prata está indo
nacontramão,eagestãoconseguiu
economizar de um lado para inves-
tirnasaúde.Administraréisso,eco-
nomizaromáximopossíveledevol-
ver para o povo em forma de servi-
ços”, ressaltou.
A Câmara Municpal estava re-
presentada pelo presidente Ed-
mar Nunes (PDT), pelos vereado-
res Adriano Moreira (PDT), Josiane
(PMDB), Preto (SD) e Lalinho (SD).
Duranteodiscurso,Nunesarrancou
gargalhadadospresentes,usandoo
ilusionismoeumpersonagempara
alertarque“nasaúdenãoexistemá-
gica”.
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
FOTOS: BEATRIZ VASCONCELOS
A expectativa é de que 3 mil pessoas sejam atendidas mensalmente por médicos especialistas
Jordânia Nunes Fonseca,
37 anos
“Eu já estava agendada desde
o dia primeiro pela Policlínica e
agoraestouaquiparafazeruma
pequenacirurgia.Euesperoque
o serviço possa atender toda a
população que precisa de aten-
dimentos com especialistas. O
prédioestáótimo.Muitoimpor-
tante que os usuários cuidem
para conservá-lo bem.”
Conceição Aparecida,
60 anos
“Eu achei que ficou muito bom
e também fui muito bem aten-
dida. Já utilizo o serviço da saú-
de do município e acho que es-
selocalvaiajudarmuito,princi-
palmenteparapessoasquepre-
cisavamiratéasoutracidades.”
A Unidade fica na rua Cirilo Maciel, no mesmo prédio onde
funciona a Clínica do Dr. Moisés
São 8 salas para consultas e pro-
cedimentos médicos
No primeiro dia de funcionamen-
to 34 pessoas foram atendidas
Pequenas cirurgias são realizadas pelo Dr. Diogo
23.08.2018 Curta no Facebook
fb.com/jornalcidademg COTIDIANO 5
Vereadores mudam de ideia
e rejeitam projeto que iria
extinguir reembolso de viagens
Vereadores rejeita-
ram o Projeto de Lei
CM 12/2018 de autoria do
presidente da Câmara Mu-
nicipal, Cabo Nunes, ten-
do como coautores os vere-
adores Preto e Adriano Mo-
reira. A proposta era extin-
guir repasses sobre despe-
sas de viagens para os ve-
readores e, se fosse apro-
vado, iria alterar também
o sistema de repasses que
é utilizado para os servido-
res da câmara há cerca de
dez anos.
O projeto tinha sido
aprovado por 8x1 em pri-
meira discussão, na reu-
nião do dia 6. A única vere-
adora a votar contra neste
dia foi a Quelli, que disse
que não abria mão de um
direito dela. Na semana se-
guinte, para a segunda vo-
tação, a maioria dos verea-
dores mudou o voto e o pla-
car virou para 5 votos con-
tra e 4 a favor. Foram con-
tra: Elias, Cida, Quelli, Joa-
nes e Josiane. Afora os auto-
res, Lalinho votou a favor.
Cabo Nunes disse que a
pretendia ‘enxugar’ as des-
pesas da Câmara, por isso
propôs que os vereadores
não tivessem mais o direito
de receber pelas viagens a
trabalho. Para ele, os parla-
mentares recebem um salá-
rio (R$ 4.584,69 bruto) que
suporta tais despesas, e que
viagens principalmente pa-
ra realização de cursos de-
vem ser pagas com recur-
so próprio. “Todo cidadão
paga com seu próprio salá-
rio para ter mais qualifica-
ção, para fazer cursos, en-
tão porque o vereador tem
que utilizar o recurso do
município?”.
Entretanto, poucas via-
gens têm acontecido. Neste
ano, de janeiro até agora,
foram gastos o total de R$
7.773,04 em repasses tanto
para servidores quanto pa-
ra vereadores, sendo que a
grande maioria das viagens
foi de servidores e não de
vereadores. Nesta legisla-
tura, por exemplo, ainda
não houve nenhuma via-
gem para Brasília. Quan-
to às finalidades, as princi-
pais são para cursos, con-
gressos e seminários, mas
também acontecem algu-
mas para visitas a deputa-
dos em busca de recursos.
Todas as despesas são
regulamentadas em lei mu-
nicipal, e o sistema de re-
passe atualmente utilizado
na Câmara é o de adianta-
mento de valores. Nele, o
servidor ou vereador rece-
be o teto máximo e depois
acerta com notas e compro-
vantes aquilo que foi gasto,
devolvendo a quantia que
sobrar.
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
ARQUIVO CÂMARA LP
23.08.2018Leia mais notícias em
www.jornalcidademg.com.brCOTIDIANO6
Creche Dona Zuleica é inaugurada
O lugar já atende 120 crianças de até três anos. Outras 50 vagas devem ser abertas em 2019
A creche Dona Zulei-
ca Machado Malta foi
inaugurada oficialmente no
último dia 16. O projeto ini-
cialmente era de responsa-
bilidade do Governo Fede-
ral, que começou a obra em
2012, mas a deixou sem con-
clusão.Foientãoqueaadmi-
nistração municipal resol-
veu tomar frente e assumiu
a responsabilidade de entre-
garparaacidadeoquetinha
sidoabandonado.Aprefeitu-
rainvestiurecursospróprios
de mais de um milhão de re-
ais para terminar a obra.
Localizada entre os bair-
ros Gomes e São Francisco, o
espaço físico da instituição
é amplo e moderno, dividi-
do em várias salas, berçário
e refeitório. A parte externa
também é extensa, possui
área verde, muito apropria-
da para atividades recreati-
vas. O funcionamento é em
horário integral, de 07h:30
às 16h:30. Pais e responsá-
veis interessados em matri-
cular crianças na instituição
para o próximo ano, devem
procurar a direção da creche
e colocar o nome na lista de
espera.
De acordo com a secretá-
riadeEducação,olugarjáes-
táatendendo120criançasde
até três anos. “A Creche Do-
na Zuleica Machado Malta
estáemplenofuncionamen-
to,emais50vagasdevemser
ampliadas em 2019. Atende-
mos crianças principalmen-
tedestaregiãodosbairrosPa-
radiso, São Francisco e Marí-
lia, mas outros bairros tam-
bém estão sendo beneficia-
dos. Damos prioridade para
as mães que trabalham fora,
garantindo um direito cons-
titucional - de que educação
é para todos”, disse Paulene.
Para a secretária, a con-
clusão da obra pelo municí-
pio foi um alívio para a co-
munidadequeaguardavape-
lobenefício:“Estamosmuito
felizes em ter a oportunida-
dedeterminaressaobraque
era de responsabilidade do
Governo Federal, mas o mu-
nicípio assumiu, investimos
mais de R$ 1 milhão para po-
der atender as crianças com
muita qualidade”, finalizou.
O prefeito Paulo César
Teodoro reforçou a impor-
tância do ensino de qualida-
de para a igualdade social.
“A educação é um assunto
apaixonante. Grandes líde-
res lutaram e levantaram
a bandeira da educação co-
mo o caminho para igualda-
de. Para citar alguns, Martin
Luther King, Nelson Mande-
la, Mahatma Gandhi e Mala-
la Yousafzai são exemplos.
Aqui no país, nossos profes-
soressãosímbolosdessaluta.
O caminho é esse aqui, o fu-
turosãoessascrianças.Preci-
samos investir em educação
para que ela mude as pesso-
as, e para que, então, essas
pessoas mudem o país”, en-
fatizou.
DONA ZULEICA
Onomequeacrecherecebeu
homenageia uma das educa-
doras mais renomadas de
Lagoa da Prata. Nascida em
20 de dezembro de 1934, em
Santana do Jacaré, Zuleica
Machado Malta foi mãe, es-
posa e educadora reconheci-
da pela luta em prol do ensi-
no na cidade. Hellen Macha-
do Malta, filha da professo-
ra, discursou durante a so-
lenidade de inauguração so-
bre a dedicação da educado-
ra: “Minha mãe se dedicava
tanto ao ensino, que em de-
terminadaocasião,nospediu
desculpas e ao nosso pai por
tanta ausência no cotidiano.
Ela é relembrada e reveren-
ciada como uma educadora
visionária, rigorosa e defen-
sora implacável da ideia de
que a educação é a única for-
ma de vencer na vida. Outro
traçomarcantedesuaperso-
nalidadeeraosensodegrati-
dão e justiça”, lembrou.
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
FOTOS: ASCOM LAGOA DA PRATA
Espaçosa, a creche fica entre os bairros Gomes e São Francisco
Várias salas e um berçario
Familiares da Dona Zuleica estiveram pre-
sentes para as homenagens Área externa ampla para recreação
23.08.2018 Curta no Facebook
fb.com/jornalcidademg COTIDIANO 7
23.08.2018Leia mais notícias em
www.jornalcidademg.com.brCOTIDIANO8
Lava e Leva
promete mais
economia
Programa Jovem Cooperativista irá
beneficiar 14 mil estudantes em 2018
Além de proporcionar mais tempo para as famílias, a lavanderia promove economia de água,
energia e, consequentemente, preservação do meio ambiente
Programa do Sicoob Lagoacred visa formar jovens empreendedores em Lagoa da Prata. Japaraíba,
Santo Antônio do Monte e Pedra do Indaiá também participam da iniciativa
FOTOS: DIVULGAÇÃO
FOTOS: ARQUIVO LAGOACRED
Uma pesquisa realiza-
da recentemente pela
Companhia de Saneamen-
to Básico do Estado de São
Paulo (SABESP) mostrou
que quase 20% do valor da
conta de água mensal é re-
ferente a lavagem de roupas
em domicílio. Em uma casa
com até quatro pessoas resi-
dentes, a quantia utilizada
mensalmente é de 5.400 li-
tros de água, enquanto em
lavanderiasonúmerocaipa-
ramenosdametade:somen-
te2.160litrosdeáguasãouti-
lizados para a realização da
lavagem.
FernandoMartinsédire-
tor da rede de franquias La-
va e Leva. Ele confirma que
a escolha pela utilização dos
serviços prestados por uma
lavanderia leva a uma eco-
AescolaEstadualArnal-
do de Faria Tavares deu
o ponta pé inicial ao proje-
to “Jovem Cooperativista”
do Sicoob Lagoacred neste
ano de 2018. No último dia
14, ela foi a primeira das 16
escolas de Lagoa da Prata
que irão receber funcioná-
rios da cooperativa para mi-
nistrar aulas sobre coopera-
tivismo, educação financei-
ra e empreendedorismo. As
cidades de Japaraíba, Santo
AntôniodoMonteePedrado
Indaiá, onde o Sicoob Lagoa-
cred está presente, também
vão receber o material didá-
ticoeoscolaboradoresentre
osmesesdeagostoenovem-
bro, que é quando termina a
ação.Aotodo39escolas,que
vão da educação fundamen-
talaoensinomédio,irãopar-
ticipar.
Oobjetivoélevarconhe-
cimento para crianças, ado-
lescentes e jovens, contri-
buindo para que no futuro
setornemprofissionaisqua-
lificados e requisitados pelo
mercado, dando a eles mais
chances também de se tor-
narem adultos empreende-
dores e bem-sucedidos. An-
tes de começar o trabalho, é
feito um agendamento com
adireçãodasescolas.Aequi-
pequevaiàsunidadesdeen-
sino,inclusivenazonarural,
éformadaporcercade35co-
laboradoresdoSicoobLagoa-
cred, que atuam voluntaria-
menteerecebempreparação
para a tarefa. São três níveis
de ensino, e a cada ano uma
didáticadiferenteéapresen-
tada para os estudantes.
DeacordocomoCoorde-
nador de projetos do Sicoob
Lagoacred, Philip Rubens, o
conteúdo é bem especifico e
foidesenvolvidopelaprópria
cooperativa, através da ini-
ciativa do presidente Nilson
Bessas: “Foi realizado um le-
vantamento sobre os temas
queseriamrelevantese,com
oapoiopedagógicodeprofis-
sionais da educação, foi cria-
do em 2015 o material didá-
tico atual. A partir daí con-
tamos com o auxilio de pro-
fissionais, como o jornalista
AntônioOliveira,quecuidou
da redação e das artes, e de
pedagogos, que auxiliaram
na correção dos materiais. É
com esse suporte que esta-
mos entrando nas salas de
aula”, explica.
O “Jovem Cooperativis-
ta” já tem 100% de aceitação
das escolas dos quatro mu-
nicípios onde atua. Philip
calcula que neste ano mais
de 14 mil alunos serão be-
neficiados. “Este ano vamos
atingir 100% das instituições
quetêmensinoinfantileen-
sino médio, nas quatro cida-
desondeoSicoobLagoacred
atua. No ano passado foram
50agendamentos,alcançan-
do 13. 500 alunos. Agora em
2018,vamosultrapassaros14
mil,incluindotambémoses-
tudantes do período notur-
no”, finalizou.
nomia de três mil litros de
água, e o resultado positivo
alcança também os benefí-
cios para o meio ambiente:
“O diferencial está no mo-
do de trabalho em que as la-
vanderias contribuem para
a preservação do meio-am-
biente. Em uma lavanderia,
as máquinas estão sempre
cheias e o número de rou-
pas lavadas ao mesmo tem-
poémuitomaiordoquenas
residências”.
Em Lagoa da Prata, o en-
genheiro Rogério Moura
inaugurou uma franquia da
Lava e Leva há cerca de dois
anos. Ele relata que a maio-
ria dos lagopratenses ainda
não estava muito acostuma-
da com os serviços de lavan-
deria, mas que esse compor-
tamento está mudando: “As
pessoascomeçamaperceber
os tantos benefícios de uma
lavanderia.Primeiroporque
tira da família aquele servi-
ço de lavar roupas e vai so-
brar mais tempo para ativi-
dades,porexemplo,delazer.
Segundo porque economiza
na conta de água, de luz, e
também do supermercado,
pois não vai mais gastar tan-
tosabão,amaciante,etc.Ter-
ceiro porque as pessoas es-
tão se conscientizando que
é preciso economizara água
do planeta”.
AsunidadesdaLavaeLe-
vanoiníciode2017eram250
noBrasil,eagorasão340.Pa-
ra Fernando, um outro fator
quetambémestácontribuin-
do para o crescimento da La-
va e Leva, é o fato de que as
pessoas estão usando os ser-
viçosdelavanderiapararou-
pasdodiaadia.“Antessóera
utilizado para roupas espe-
ciais,comoternosevestidos
defestas,oupeçasquesãodi-
fíceis de lavar em casa, edre-
dons e cortinas. As pessoas
também estão morando em
apartamentosemuitasvezes
nãotemumespaçoparacui-
dar das roupas” conclui.
PUBLIEDITORIAL
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
23.08.2018 Curta no Facebook
fb.com/jornalcidademg COTIDIANO 9
23.08.2018Leia mais notícias em
www.jornalcidademg.com.brCOTIDIANO10
A cidade teve o melhor resultado entre os 54 municípios da regional
Lagoa da Prata teve 1.284 notificações da doença e uma de chikungunya no primeiro semestre.
Uma mulher de 38 anos morreu mês passado com dengue hemorrágica.
Atletas de Lagoa da Prata
celebram conquistas no Jemg
Números da dengue
ainda preocupam
AtletasdeLagoadaPra-
ta,pormeiodaSecreta-
ria Municipal de Desportos,
participaramdoJEMG(Jogos
Escolares de Minas Gerais),
entre os dias 31 de julho e 4
de agosto, na cidade de Ube-
raba.Adelegaçãofoide35jo-
vense16delesconquistaram
medalhas nas categorias de
mountain bike, natação, ar-
remesso de peso, de dardo e
disco. Na região, outros três
representantes de Japaraíba
trouxeramresultadospositi-
vos nas modalidades de lan-
çamento de disco, atletismo
e salto em distância.
Na tarde do dia 8, os jo-
vens atletas foram recebi-
dos na Praça de Esportes pe-
lo prefeito Paulo César Teo-
doro, o vice Irismar Rober-
to Araújo, o secretário de Es-
portes, Vilmar Pereira, den-
tre outras autoridades. Os
discursos foram todos em
tom de agradecimento pe-
las conquistas para a cidade
e, principalmente, de incen-
O último Levantamen-
to do índice Rápido do
Aedes aegypti (LIRAa), re-
alizado entre os dias 6 e 10
de agosto pela Vigilância
em Saúde em Lagoa da Pra-
ta, apresentou uma queda.
Antes o índice na cidade era
considerado de alto risco,
com 4.4 de média, e agora,
na nova verificação, caiu pa-
ramédiorisco,1.4.Apesarda
melhora, o resultado ainda
preocupa. Isso porque nesta
épocadoanoaschancespara
o mosquito da dengue se re-
produzirficammaisdifíceis
devido ao frio, tempo seco e
a estiagem. De janeiro a ju-
lhodesteanoforam1.284no-
tificaçõesdedengue,umade
chikungunya, e a Secretaria
Estadual de Saúde (SES-MG)
confirmou no início deste
mês uma morte por dengue
hemorrágica.
O relatório deste Lira
apontou que todos os focos
encontrados estavam den-
trodasresidências.Nos1.349
imóveisvisitadospelosagen-
tes da Vigilância Epidemiol-
gica, os criadouros mais co-
munsparaaslarvasforamas
caixas d’água de passagem,
ralinhos no chão, vasos de
plantas, vasilhas plásticas,
bebedouro de cães e gatos,
depósito fixo atrás da gela-
deira, piscinas e brinquedos
de criança.
DeacordocomaCoorde-
nadora do Setor de Vigilân-
ciaemSaúde,JaneanyCristi-
nadeCastroAlmeida,jáexis-
teumalertaparaqueapopu-
lação tome cuidado em casa
e local de trabalho.
“Percebemos que os luga-
res predominantes de focos
em nosso município são lu-
gares de falta de cuidado da
própria população. O traba-
lho de combate ao Aedes ae-
gypti deve ser uma parceria
entre a população e o Setor
de Vigilância em saúde”, re-
força a coordenadora, lem-
brando que apenas 10 minu-
tos por semana são necessá-
rios para que cada morador
faça uma vistoria em casa
para combater o pernilon-
go-rajado.
EPIDEMIA
O LIRAa realizado em abril
deste ano mostrou índice de
alto risco. Devido aos resul-
tados, a equipe da vigilância
mobilizouumaequipedeen-
frentamento ao mosquito, e
o setor de limpeza urbana
desenvolveumutirões,oque
contribuiuparaaqueda.“Vi-
vemosumperíododifícil,de
epidemia de dengue, onde o
Ministério da Saúde dispo-
nibilizou o trabalho de UBV
veicular para nosso municí-
pio, ajudando a amenizar o
numero de notificações. Os
dados são preocupantes e
tristes para nosso municí-
pio”, lamenta Janeany.
Ela ainda ressalta que o
trabalho desenvolvido pe-
la secretaria de Saúde, atra-
vés do Setor de endemias, é
de grande importância e de
qualidade. “Pedimos a toda
populaçãoparareceberbem
o agente de endemias em
seus imóveis, acompanhan-
do-os na execução da visto-
ria, e seguindo as orienta-
ções por eles estabelecidas”,
finalizou.
VISITAS EM
NOVO HORÁRIO
O departamento de Vigi-
lância Epidemiológica está
adaptandoumnovohorário
detrabalho,deformaqueos
agentespossamfazervisitas
no período de 11h às 13h. Pa-
raagendarumavisitaemca-
sa, realizardenúncias,fazer
reclamações, elogios, ou so-
licitar informações, ligue
3261-7591, ou faça uma visi-
ta na rua Modesto Gomes,
334 (antiga farmacinha).
DENGUE MATA
ASecretariaEstadualdeSaú-
de de Minas Gerais (SES-MG)
confirmouoregistrodeuma
morte por dengue em Lagoa
daPrata.Segundoorelatório
daSES-MG,atéodia30deju-
lhoforamregistrados23.094
casos prováveis de dengue
em Minas Gerais. No Esta-
do, há uma predominância
de casos prováveis na faixa
etária de 20 a 34 anos, segui-
da do grupo de 35 a 49 anos
de idade. Em Lagoa da Prata,
avítima,quefaleceunomês
de julho, foi uma mulher de
38 anos, que também pos-
suía problemas renais, po-
rém, a causa da morte foi re-
gistrada e confirmada como
dengue.
tivo para que os jovens con-
tinuem se empenhando no
esporte.
As 16 medalhas que os
atletas trouxeram deu ao
município o melhor resul-
tado da regional, que é com-
posta por 54 cidades, co-
mo explica o chefe de setor
Christian Freitas: “Conquis-
tamos nossa primeira me-
dalha de ouro na natação,
com o atleta Natan. A dele-
gação de Lagoa da Prata te-
ve o melhor comportamen-
to. Nossos atletas treinam a
nível profissional, são cerca
de cinco horas de treino diá-
rio”, ressaltou.
OjovemLuizFelipeMar-
tins, de 17 anos, participou
da competição pela terceira
vezefalousobreaimportân-
cia de representar a cidade e
a escola onde estuda. “Para
mim foi muito gratificante
receber medalha de primei-
ro lugar, porque lá eu estava
representandoLagoadaPra-
taeaescolaChicoRezende”,
declarou.
OtreinadorAbelMendes
estáàfrentedoprojeto“Cor-
rendoParaoFuturo”eseem-
penha para a formação dos
jovens: “São dezessete anos
dedicados ao treinamento e
desenvolvimento de diver-
sos atletas. Já alcançamos
inúmerasconquistas,meda-
lhas, várias vagas para mun-
diais, Suíça, Suécia, Checos-
lováquia, China, Venezuela,
Colômbia,Chile,Catar,Ucrâ-
nia, Estados Unidos, nós ro-
damos o mundo com vários
atletas de Lagoa da Prata”,
contou.
Abel destaca o potencial
dessa nova geração, que as-
simcomoNúbiaSoareséfru-
to do trabalho que começou
em 2001. “Esses atletas têm
um grande potencial, hoje
o nosso programa tem, pelo
menos, dez atletas entre os
melhores do Brasil. O traba-
lho precisa continuar, para
quepossamosdarseguimen-
to com os atletas que temos
e para descobrir outros que
ainda virão”, finalizou.
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
ASCOM LAGOA DA PRATA
DIVULGAÇÃO
23.08.2018 Curta no Facebook
fb.com/jornalcidademg COOPERATIVISMO 11
Odiretoradministrativo,IvoJonasGontijo,falouarespeitododesenvolvimentodaequi-
pecomofamília,nabuscapeloequilíbrioentreosucessoprofissionalefamiliar. AlimentosarrecadadosduranteapalestraforamdoadosparaoS.O.S.
Cercade350pessoasparticiparamdapalestra
OpadreCrystianShankar
ministrouapalestracomo
tema“Família:ErroseAcer-
tos”
Chrystian Shankar faz
palestra em Lagoa da Prata
O Sicoob Crediprata ofereceu para os seus funcionários, juntamente com os familiares, uma noite de reflexão sobre a família
DIVULGAÇÃO
”Família: Erros e acer-
tos”. Esse foi o tema de
uma palestra do padre Crys-
tian Shankar oferecida pelo
Sicoob Crediprata aos seus
colaboradores, juntamen-
te com seus familiares, no
último dia 9, no Centro de
EventosdaParóquiaSãoCar-
los Borromeu. O objetivo do
evento foi proporcionar pa-
ra os funcionários da coope-
rativa uma noite de reflexão
sobre os relacionamentos fa-
miliares, e promover o aper-
feiçoamentodepreceitosim-
portantes para o bem-estar e
a qualidade de vida, conside-
randoqueénafamíliaquese
aprende a compreender e se
situar no mundo.
ChrystianShankar,além
de desenvolver o trabalho
eclesiástico, é Professional &
Self Coaching (PSC). Suas pa-
lestras são pautadas em mé-
todos científicos concretos,
mas sem deixar a espiritua-
lidade de lado. “Esta palestra
faz parte de um projeto cha-
mado‘MotiveAção–Permita-
-seirAlém’,éummistode an-
tropologia, filosofia, Bíblia,
neurociência,físicaquântica,
dentreoutrasáreasdeconhe-
cimentoaplicadasàvivência
familiar”, conta o padre.
Apalestrateveiníciocom
umvídeodeumprogramade
auditório. Na tela, a apresen-
tação de um pai e um filho
quecompuseramumamúsi-
ca juntos e, durante o show,
ficaevidenteasintonianore-
lacionamentodeles,queopa-
dre chamou de “conexão” e
aexplicou: Umacriançanão
nasce com uma conexão tão
profunda com os seus pais.
A conexão vai acontecendo
durante a vida, porque ela
é construída. Quando vo-
cê vê filhos sentados no co-
lo do pai, abraçando a mãe,
tomandobênção,passeando,
alegres, é porque isso foi cul-
tivado”.
Sobre os erros e acertos
nasfamílias,Shankardizque
éprecisoaprendercomoser-
ros, pois eles nos fazem cres-
cer,eutilizaaexpressão“nós
somosperfeitamenteimper-
feitos” para dizer que é pre-
ciso“ver”ooutro,aceitando,
respeitandoeacolhendo:“Eu
amo o outro não por aquilo
que ele é. O verdadeiro amor
é principalmente por aqui-
lo que o outro ainda não é.
Quando se ama porque o ou-
troéassimeassim,talveznão
hajaamor,esiminteresse,ou
seja, talvez haja utilitarismo
oucoisificaçãohumana”,en-
sina.
O Presidente da coopera-
tiva, Antônio Claret, discur-
sou sobre os valores da coo-
perativa, e enfatizou a res-
ponsabilidadesocialdainsti-
tuição. “Quando falamos de
instituição financeira, pen-
samos em uma entidade fi-
nanceira comum. O grande
diferencial é que nós, atra-
vés da realização financeira
das pessoas, buscamos o de-
senvolvimento social. É pre-
ciso que o financeiro ocorra
de forma efetiva, que a coo-
perativacresça,equerealize-
mosnegócioscomosassocia-
dosparadesenvolveremseus
negóciostambém,masofoco
é o desenvolvimento social”,
salientou.
Claret ressaltou ainda a
importância da participação
dos colaboradores e associa-
dos para que os objetivos se-
jam alcançados. “É preciso
quenósqueparticipamosda
cooperativa, seja como cola-
boradorouassociado,tenha-
mososentimentodeperten-
cimento.Aquiloquenosper-
tence,agentecuida.Nãousu-
fruir,écuidar.Parececompli-
cado a diferença entre usu-
fruirecuidar.Nacooperativa
euconsigoutilizarosserviços
dela com sentido de perten-
cimento, para que ela desen-
volva e cresça, contribuindo
paraodesenvolvimentotam-
bém da comunidade”, refor-
çou.
O diretor administrati-
vo, Ivo Jonas Gontijo, falou a
respeito do desenvolvimen-
to da equipe como família,
na busca pelo equilíbrio en-
treosucessoprofissionalefa-
miliar. “Temos buscado pro-
fissionais de alta qualidade e
que dão o máximo de si du-
rante o trabalho. Mas é pre-
ciso construir pessoas que,
alémdedaromelhordesino
trabalho, continuem dando
atenção para a família. Nes-
seprocessodeconstruçãode
gestãodepessoas,esseproje-
to começou de dentro”, pon-
tuou.
Ivo destacou que o oti-
mismo e a unidade da equi-
pe é o diferencial para atin-
gir as metas. “Estamos sem-
pre abertos e sabemos que o
dia de amanhã com certeza
será melhor. Entretanto, ele
dependedonossoaprendiza-
do, da nossa busca, e acima
de tudo da nossa compreen-
são sobre o que somos hoje e
oquepodemosviraser.Junto
com a família conseguimos
ter sucesso, precisamos nos
apoiar uns nos outros”.
Aproximadamente 350
pessoas participaram do
evento, e fizeram doação de
alimentos e materiais de hi-
gienequeforamenviadospa-
ra o Serviço de Obras Sociais
(S.O.S.).
PUBLIEDITORIAL
FOTOS: DIVULGAÇÃO/CREDIPRATA
23.08.2018Leia mais notícias em
www.jornalcidademg.com.brREGIÃO12
10 mil empregos ameaçados
em S.A.Monte e região
As indústrias de fogos estão lutando contra um projeto de lei que prevê a proibição de foguetes em Belo Horizonte
O principal setor da
economia de Santo
Antônio do Monte, que ge-
ra aproximadamente 10 mil
empregos direta e indireta-
mente, está ameaçado. Isso
porque a aprovação de um
Projeto de Lei (PL), que pre-
vêaproibiçãodafabricação,
comercialização, manuseio
e soltura de fogos de estam-
pido (foguetes) em Belo Ho-
rizonte, pode afetar bastan-
teodesenvolvimentoeconô-
mico do município e outros
seis na região: Lagoa da Pra-
ta, Japaraíba, Moema, Pedra
do Indaiá, Itapecerica e Ne-
olândia. São cidades em que
parte da população trabalha
naproduçãodosfogosetam-
bémpossuemalgumasfábri-
cas do artefato.
Oprojetogerouumamo-
bilizaçãodoSindicatodasIn-
dústriasdeExplosivosdeMi-
nasGerais(Sindiemg)juntoà
Federação das Indústrias de
MinasGerais(Fiemg),quese
mostraramavessosàpropos-
ta. Ele já foi votado em pri-
meiro turno, segue para o
segundo, ainda sem data de-
finida, e se aprovado deve-
rá ser validado pelo prefei-
to da capital, Alexandre Ka-
lil. O autor do projeto é o ve-
readordeBeloHorizonteOs-
valdoLopes(PHS).Eledefen-
de que os artefatos causam
danosaanimais,àscrianças,
enfermoseidosos,enãocon-
sidera que, se sancionado,
não irá gerar desemprego
devido a alternativas de co-
mercializaçãodeoutrospro-
dutos.
Em Santo Antônio do
Monte existem hoje 55 fá-
bricas de fogos registradas,
35 delas estão no municí-
pio, impactando diretamen-
te cerca de 190 mil pessoas.
Conforme explica o coorde-
nador do Sindiemg, Améri-
co Líbério da Silva, o sindi-
cato irá resistir até o último
momento para provar que o
projeto é inconsistente: “Es-
tamos correndo para pro-
var que o projeto é incons-
titucional. Se passar, vamos
buscar com o prefeito o ve-
to. Se ele aprovar, vamos en-
trar na Justiça; esse vai ser o
nosso procedimento, assim
comofizemosemSãoPaulo,
até que tenhamos uma deci-
sãoanívelnacional”,afirma.
Américo disse que a Câ-
mara de Vereadores da capi-
tal solicitou o setor jurídico
daprefeituraumparecerso-
breoprojeto,poisacreditam
que ele é válido, e ele ques-
tiona: “As empresas geram
renda, emprego, agora as
empresas produzem e não
podem vender?”. Para o sin-
dicalista, o projeto faz parte
de um jogo político: “Fica-
mos tristes porque sabemos
quesãoprojetoseleitoreiros,
projetos políticos com o ob-
jetivo de angariar votos das
associações de proteção aos
animais”, finalizou.
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
PhilipRubensfoieleitoparapresidiroDistritoMúltiploLEOLB
Produção de fogos está ameaçada em S. A. do Monte e região
Américo Libério da Silva,
coordenador do Sindiemg
Lagopratense
presidirá divisão
do LEO Clube em 7
estados brasileiros
Prefeitura de Moema
realizará 1ª Feira de
Empreendedorismo
Escolar
O jovem lagopratense
Philip Rubens Soares
Pereira foi eleito para presi-
dir o Distrito Múltiplo LEO
LB - Divisão do movimento
de LEO Clubes, que abrange
sete estados do Brasil - Minas
Gerais,SãoPaulo,MatoGros-
so, Mato Grosso do Sul, Goi-
ás, Tocantins e Distrito Fede-
ral.Porsetratardeumaorga-
nização internacional, o mo-
vimento LEO possui diversas
divisõesadministrativas,que
existemcomoobjetivodefa-
cilitar o trabalho de adminis-
traçãodeclubesedistritos.
OsLEOClubessãogrupos
deserviçovoluntáriojuvenil,
patrocinados pelos LIONS
Clubes,queexistememmais
de140paísesdomundoepro-
movemdiversasaçõesnasco-
munidades,entrecampanhas
deconscientização,arrecada-
çãoemobilizaçãoemproldos
maisnecessitados.Oobjetivo
doDistritoMúltiploéintegrar
A prefeitura de Moe-
ma, através da Secreta-
ria de Educação, irá realizar
aPrimeiraFeiradeEmpreen-
dedorismo Escolar no dia 25
de agosto, a partir das 8h, na
Praça do Santuário. O proje-
to, que é uma parceria com
o Sicooob Crediprata e o Se-
brae, tem o objetivo de tra-
balharcomascriançasatitu-
des empreendedoras, a cul-
tura de grupo para boa con-
vivência do cidadão, susten-
tabilidadeecontabilidade.A
iniciativairábeneficiarmais
de 850 estudantes de cinco
escolas do município.
Segundo a Secretária de
Educação, Ednamar Assun-
ção, os alunos irão partici-
pardetodasasetapasdopro-
cesso,desdeaproduçãoatéo
Marketing. “Buscamos uma
metodologia focada em em-
preender, liderar e aprovei-
tar as oportunidades que o
mercado oferece. Desenvol-
vendo noções de finanças e
comércio, trabalhando con-
ceitos de ética e cidadania. A
valorização dos produtos re-
gionaisesuacultura,bemco-
moomanuseio desemeadu-
ras, plantios, cuidado com a
colheitadosprodutoseafor-
madecomercialização.Além
doscuidadoscomomeioam-
biente”, esclareceu.
DeacordocomEdnamar,
ocorpodocente,paisecomu-
nidade foram envolvidos no
programa. ”Procuramos ge-
rar,atravésdaeducação,con-
dições para que as crianças
tenham a oportunidade de
adquirircompetênciasessen-
ciaisparafazerescolhasmais
assertivassobreoquefazer,e
como fazer. Nosso maior or-
gulho é ver o envolvimento
de todos”, finalizou.
cada vez mais os clubes e dis-
tritos, oferecendo oportuni-
dades de desenvolvimento
aos associados, sempre bus-
cando o crescimento do mo-
vimento, para que mais pes-
soaspossamsebeneficiardas
açõesdesenvolvidas.
Ao Jornal Cidade, Philip
conta que, devido às dimen-
sões continentais, o trabalho
do LEO Clubes no Brasil é di-
vididoemquatrograndesáre-
as, que são chamadas de Dis-
tritos Múltiplos. Dentro des-
sasáreasexistemosdistritos,
que são uniões de clubes ge-
ralmentedeummesmoesta-
do. Ainda segundo ele, o Dis-
trito Múltiplo acompanha e
apoia as administrações dos
Distritos, que por sua vez au-
xilia os clubes. “Já tive opor-
tunidade de presidir um LEO
Clubeporduasgestõesetam-
bémumDistritoentre2015e
2016. Dessa vez o desafio é
aindamaior,devidoagrande
abrangência dos nossos clu-
besedistritos”,revelou.
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
ARQUIVO PESSOAL ARQUIVO PREFEITURA MOEMA
DIVULGAÇÃO
ARQUIVO
Notas
Rápidas
Os motociclistas lago-
pratenses Elias, Pedri-
nho, Marcinho, Marcelo Cor-
gosinho, Gilson e Eugênio es-
tão viajando rumo ao Deserto
do Atacama, no Chile. Eles sa-
íram de Lagoa da Prata no dia
15deagostoemdireçãoaosul
do Brasil, por onde entraram
na Argentina. Percorreram o
nortedaquelepaísatéatraves-
saraCordilheiradosAndes.Já
emSusques,pertodafronteira
comoChile,osamigosenfren-
taramtemperaturasde2ºCne-
gativosatéPumamarca.Aqua-
se cinco mil metros de altitu-
de, encarado baixas tempera-
turas, neve e gelo, os motoci-
clistas chegam a terras chile-
nas. A viagem segue rumo ao
destino.
A Prefeitura de Lagoa da
Prataanunciounessater-
ça-feira(21),queaspessoasque
fizeram inscrição para o Con-
cursoPúblico2018enãoquise-
rem aguardar a nova data das
provaspoderãopedirarestitui-
çãodataxadeinscrição.Osin-
teressados devem procurar o
SINE de Lagoa da Prata, até o
dia19desetembro,das08hàs
17h. O SINE fica situado à Av.
BeneditoValadares331,centro.
23.08.2018 Curta no Facebook
fb.com/jornalcidademg REGIÃO 13
23.08.2018Leia mais notícias em
www.jornalcidademg.com.brPOLICIAL14
Assassinatos caem
81% em Lagoa da
Prata no primeiro
semestre, de acordo
com a Polícia Civil
Motorista morre após carreta
tombar na BR-262 em Córrego Danta
PM prende suspeito de
assassinato em Lagoa da Prata
O combate aos crimes
violentoscontinuasen-
do a prioridade das forças de
segurança que trabalham
integrados. Os dados da Po-
lícia Civil (PC) mostram que
no primeiro semestre Lagoa
daPratateveumareduçãode
18,18% nos furtos, se compa-
rados com o mesmo período
Um homem morreu
apóscarretaquedirigia
tombareatingiroutroveícu-
lonamanhãdedomingo(19),
nokm553daBR-262,emCór-
rego Danta. Um vídeo mos-
traomomentoexatoemque
o veículo, com placas de Be-
lo Horizonte, não consegue
fazer a curva e tomba, espa-
lhando a carga pela pista.
Um jovem de 22 anos
foi preso na noite de se-
gunda-feira (20), suspeito de
termatadoumhomemde44
anos, no bairro Gomes, em
LagoadaPrata.Aprisãoocor-
reu poucas horas após o cri-
me.APolíciaMilitar(PM)che-
gou ao suspeito por meio de
denúnciasdemoradoresque
notaram atitudes suspeitas.
Segundoinformaçõesda
Triunfo Concebra, empresa
que administra a via, o aci-
dente envolveu duas carre-
tas, uma carregada de milho
e outra carregada de pedra
serrada.Ocondutordocami-
nhão carregado com milho
morreu no local. Outras du-
as vítimas tiveram ferimen-
tosleves.Acargadosdoisve-
ículosficouespalhadaeapis-
A morte aconteceu de-
pois que o autor, que é co-
nhecido no meio policial, es-
faqueou a vítima. O homem
foi socorrido pelo Serviço de
Atendimento Móvel de Ur-
gência e Emergência (Samu)
e encaminhado ao Hospital
São Carlos, mas não resistiu
aosferimentoseveioaóbito.
Para a Polícia, depois de ser
capturado o acusado confes-
ta ficou interditada nos dois
sentidos. Assista ao vídeo
em nosso site: www.
jornalcidademg.com.br
soutercometidooassassina-
to e disse que o que motivou
a ação foi uma rixa entre os
dois.
Até o fechamento desta
edição a arma do crime não
havia sido localizada. O sus-
peitofoidetidoeencaminha-
do à Delegacia Civil, na cida-
de de Bom Despacho, onde
foi autuado em flagrante pe-
lo crime de homicídio.
do ano passado. Os roubos
tiveram uma queda maior:
35,92%. Menos pessoas tam-
bém foram assassinadas na
cidade,onúmerodehomicí-
dios de janeiro a julho caiu
de oito para um, uma redu-
ção de 81%.
As duas maiores cidades
daregião-DivinópoliseNova
Serrana - tiveram queda no
númerodefurtoseroubono
primeirosemestredesteano,
segundoodelegadoregional
Ivan Lopes. Entretanto, Divi-
nópolisteveumaumentode
2,85% no número de homicí-
dios.AquedaemNovaSerra-
na, que já foi comparada co-
moumadascidadesmaisvio-
lentasdoCentro-Oeste,foide
27,03%.
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Doze anos após a Lei Maria da Penha, violência doméstica ainda é um grave problema social
CREAS acompanha 45 casos
de violência contra a mulher
em Lagoa da Prata
OCentrodeReferência
Especializado de Assis-
tência Social (Creas), em La-
goa da Prata, acompanha
110 casos de violação dos di-
reitos, destes, 45 são de vio-
lência contra a mulher. Em
sua maioria, são motivados
por ciúme, para punir trai-
ções ou o fim de relaciona-
mentos, quando compa-
nheiros mantêm uma roti-
na de agressões que podem
terminar em morte.
Os casos de violência
contra a mulher são mais
complexos e vão além da
agressão física, como expli-
ca Lécia Paiva, que é psicó-
logaetrabalhanoserviçode
Proteção e Atendimento Es-
pecializado a Famílias e In-
divíduos (Paefi) integrado
ao Creas: “A violência que
aqui tratamos não é só a físi-
ca, a que envolve agressões
e brigas, mas sim todas as
formas, desde as visíveis
até as mais sutis, como vio-
lência psicológica, verbal,
financeira e patrimonial”,
ressaltou.
A equipe técnica do Pae-
fi acolhe asvítimasem aten-
dimentos psicossociais, psi-
cológicos e visitas domici-
liares. São realizados en-
caminhamentos para a re-
de de Serviços e Sistema de
Garantia de Direitos (SGD),
visando a promoção e prote-
ção das vítimas. A assistên-
cia é integral e se estende ao
temponecessárioparaofor-
talecimentodavítimaeare-
tomada de sua autonomia.
A Lei Maria da Penha
completa 12 anos em agos-
to, e para lembrar esta data,
passou a existir, desde o ano
passado, o “Agosto Lilás”,
como campanha de cons-
cientização sobre a violên-
cia contra a mulher. Entre-
tanto, o trabalho de cons-
cientização é feito duran-
te todo o ano: “Ao longo do
ano realizamos campanhas
preventivas e divulgações
nas mídias e redes sociais.
No mês de novembro ela é
maisefetiva,poisodia25do
mês é lembrado como o Dia
Internacional de Combate à
Violência contra a Mulher”,
salientou Lécia.
O Relógio da Violência
do Instituto Maria da Penha
aponta que a cada dois se-
gundos uma mulher é ví-
tima de violência física ou
verbal no Brasil. Paiva cha-
ma atenção para as conse-
quências na vida daquelas
que padecem nas mãos de
seus agressores. “É como
qualquer outro tipo de vio-
lação à saúde física e psico-
lógica. No entanto, a violên-
cia doméstica é mais preju-
dicial porque afeta direta-
mente a autoestima da mu-
lher, muitas vezes prejudi-
cando profundamente sua
vida afetiva, profissional e
social. É preciso retirar a
mulher do ciclo da violên-
cia, e ofertar a ela a oportu-
nidade de ressignificar su-
as relações, fortalecer sua
autoestima e garantir-lhe
condições dignas de sobre-
vivência sem nenhuma for-
ma de violência”, finalizou
a especialista.
DENUNCIE
As denúncias dos casos de
agressão contra a mulher
podem ser feitas pela víti-
ma, por pessoas próximas
ou até por desconhecidos.
Para denunciar casos de vio-
lência basta procurar uma
delegacia ou ligar para o nú-
mero 180. As acusações tam-
bém podem ser feitas nos
órgãos de segurança públi-
ca, como Policias Civil, Mi-
litar e Guarda Civil Muni-
cipal.
NA DELEGACIA
De acordo com dados repas-
sados pelo Delegado Regio-
nal da Polícia Civil, Ivan Lo-
pes, na região centro-oeste
mineira, 33 mulheres fo-
ram mortas em 2017, e ou-
tras 11 sofreram tentativa
de homicídio. Em 42% dos
casos, os autores são com-
panheiros ou ex-compa-
nheiros das vítimas. No
primeiro semestre de 2018
foram registrados 11 ho-
micídios, o que equivale a
11,88% do total de assassi-
natos.
DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
Notas
Rápidas
Os Jogos Escolares de La-
goa da Prata (Jelp) come-
çaram no dia 11 de agosto. O
evento é conhecido como a
maior competição esporti-
va de Lagoa da Prata, chegan-
do a reunir cerca de 1.500 alu-
nos-atletas, de 6 a 16 anos, pa-
radisputarem15modalidades
esportivas. As equipes campe-
ãsemcadamodalidadeirãore-
presentar o município nos Jo-
gos Escolares de Minas Gerais
(Jemg) 2019. Os alunos estão
disputandoasprovasdeciclis-
mo,xadrez,dama,atletismode
campo,Karatê,Jiu-jistu,atletis-
modepista,skate,tênisdeme-
sa,petecaenatação.
A Prefeitura de S. A. do
Monte,pormeiodaSecre-
taria Municipal de Saúde, cas-
trou 96 cães e gatos durante a
“4ªCampanhadeCastrações”,
entreosdias14e16deagosto.A
açãoérealizadaacadadoisme-
ses em parceria com o Minis-
tério Público e a UNA de Bom
Despacho. Segundo a secreta-
ria de Saúde, a prioridade da
Prefeituraéfazerocontrolepo-
pulacionaldosanimaisderua,
masosinteressadosemcastrar
oseuanimaldevemprocuraro
agentecomunitáriodasuauni-
dade de saúde e fazer o cadas-
tro. O pedido é encaminhado
paraavigilânciaepidemiológi-
ca,eomunicípioentraemcon-
tatocomosselecionados.
23.08.2018 Curta no Facebook
fb.com/jornalcidademg POLICIAL 15
23.08.2018Leia mais notícias em
www.jornalcidademg.com.brCOOPERATIVISMO16

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Diário Oficial: 24-12-2015
Diário Oficial: 24-12-2015Diário Oficial: 24-12-2015
Diário Oficial: 24-12-2015
Prefeitura Guarujá
 
Jornal opção 179 colorido
Jornal opção 179 coloridoJornal opção 179 colorido
Jornal opção 179 colorido
Alair Arruda
 
EDIÇÃO 334
EDIÇÃO 334EDIÇÃO 334
EDIÇÃO 334
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 411 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2020
EDIÇÃO 411 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2020EDIÇÃO 411 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2020
EDIÇÃO 411 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2020
Afonso Pena
 
Diário Oficial: 22-12-2015
Diário Oficial: 22-12-2015Diário Oficial: 22-12-2015
Diário Oficial: 22-12-2015
Prefeitura Guarujá
 
Jornal opção 183 online
Jornal opção 183 onlineJornal opção 183 online
Jornal opção 183 online
Alair Arruda
 
EDIÇÃO 318
EDIÇÃO 318EDIÇÃO 318
EDIÇÃO 318
Afonso Pena
 
Acontece agora ed333
Acontece agora ed333Acontece agora ed333
Acontece agora ed333
grupoacontece
 
EDIÇÃO 242
EDIÇÃO 242EDIÇÃO 242
EDIÇÃO 242
Afonso Pena
 
Primeira hora on line 07.04
Primeira hora on line 07.04Primeira hora on line 07.04
Primeira hora on line 07.04
Caride Bernardino
 
Acontece agora ed335
Acontece agora ed335Acontece agora ed335
Acontece agora ed335
Divaldo Rosa
 
Luto a favor de Lula (Paulista em Foco)
Luto a favor de Lula (Paulista em Foco)Luto a favor de Lula (Paulista em Foco)
Luto a favor de Lula (Paulista em Foco)
Jornal PaulistaemFoco
 
Informativo 29
Informativo 29Informativo 29
Informativo 29
prefeituradeuba
 
Jornal opção 193 online
Jornal opção 193 onlineJornal opção 193 online
Jornal opção 193 online
Alair Arruda
 
EDIÇÃO 339
EDIÇÃO 339EDIÇÃO 339
EDIÇÃO 339
Afonso Pena
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 03
Jornal Cidade - Ano I - Nº 03Jornal Cidade - Ano I - Nº 03
Jornal Cidade - Ano I - Nº 03
Jornal Cidade
 
EDIÇÃO 451 DE 10 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 451 DE 10 DE SETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 451 DE 10 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 451 DE 10 DE SETEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
Jornal opção 197 online
Jornal opção 197 onlineJornal opção 197 online
Jornal opção 197 online
Alair Arruda
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, MARÇO 18
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, MARÇO 18GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, MARÇO 18
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, MARÇO 18
Gazeta Santa Cândida
 
Relatório Anual da Saúde 2013
Relatório Anual da Saúde 2013Relatório Anual da Saúde 2013
Relatório Anual da Saúde 2013
Governo de Santa Catarina
 

Mais procurados (20)

Diário Oficial: 24-12-2015
Diário Oficial: 24-12-2015Diário Oficial: 24-12-2015
Diário Oficial: 24-12-2015
 
Jornal opção 179 colorido
Jornal opção 179 coloridoJornal opção 179 colorido
Jornal opção 179 colorido
 
EDIÇÃO 334
EDIÇÃO 334EDIÇÃO 334
EDIÇÃO 334
 
EDIÇÃO 411 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2020
EDIÇÃO 411 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2020EDIÇÃO 411 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2020
EDIÇÃO 411 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2020
 
Diário Oficial: 22-12-2015
Diário Oficial: 22-12-2015Diário Oficial: 22-12-2015
Diário Oficial: 22-12-2015
 
Jornal opção 183 online
Jornal opção 183 onlineJornal opção 183 online
Jornal opção 183 online
 
EDIÇÃO 318
EDIÇÃO 318EDIÇÃO 318
EDIÇÃO 318
 
Acontece agora ed333
Acontece agora ed333Acontece agora ed333
Acontece agora ed333
 
EDIÇÃO 242
EDIÇÃO 242EDIÇÃO 242
EDIÇÃO 242
 
Primeira hora on line 07.04
Primeira hora on line 07.04Primeira hora on line 07.04
Primeira hora on line 07.04
 
Acontece agora ed335
Acontece agora ed335Acontece agora ed335
Acontece agora ed335
 
Luto a favor de Lula (Paulista em Foco)
Luto a favor de Lula (Paulista em Foco)Luto a favor de Lula (Paulista em Foco)
Luto a favor de Lula (Paulista em Foco)
 
Informativo 29
Informativo 29Informativo 29
Informativo 29
 
Jornal opção 193 online
Jornal opção 193 onlineJornal opção 193 online
Jornal opção 193 online
 
EDIÇÃO 339
EDIÇÃO 339EDIÇÃO 339
EDIÇÃO 339
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 03
Jornal Cidade - Ano I - Nº 03Jornal Cidade - Ano I - Nº 03
Jornal Cidade - Ano I - Nº 03
 
EDIÇÃO 451 DE 10 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 451 DE 10 DE SETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 451 DE 10 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 451 DE 10 DE SETEMBRO DE 2021
 
Jornal opção 197 online
Jornal opção 197 onlineJornal opção 197 online
Jornal opção 197 online
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, MARÇO 18
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, MARÇO 18GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, MARÇO 18
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, MARÇO 18
 
Relatório Anual da Saúde 2013
Relatório Anual da Saúde 2013Relatório Anual da Saúde 2013
Relatório Anual da Saúde 2013
 

Semelhante a Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018

Acontece agora 364
Acontece agora 364Acontece agora 364
Acontece agora 364
cocopequeno007
 
Diário Oficial do Dia - 27/11/2013
Diário Oficial do Dia - 27/11/2013Diário Oficial do Dia - 27/11/2013
Diário Oficial do Dia - 27/11/2013
prefeituraguaruja
 
Jornal digital 19 11-2018
Jornal digital 19 11-2018Jornal digital 19 11-2018
Jornal digital 19 11-2018
Jornal Correio do Sul
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 87 - 26/01/2017
 Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 87 - 26/01/2017 Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 87 - 26/01/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 87 - 26/01/2017
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 09
Jornal Cidade - Ano I - Nº 09Jornal Cidade - Ano I - Nº 09
Jornal Cidade - Ano I - Nº 09
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
Jornal Cidade
 
Jornal digital 4659_qui_30042015
Jornal digital 4659_qui_30042015Jornal digital 4659_qui_30042015
Jornal digital 4659_qui_30042015
Jornal Correio do Sul
 
Acontece agora ed367
Acontece agora ed367Acontece agora ed367
Acontece agora ed367
cocopequeno007
 
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
Afonso Pena
 
Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal Correio do Sul
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 78 - 28/04/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 78 - 28/04/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 78 - 28/04/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 78 - 28/04/2016
Jornal Cidade
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
prefeituraguaruja
 
Jornal Paulista Em Foco - Fevereiro de 2018
Jornal Paulista Em Foco - Fevereiro de 2018Jornal Paulista Em Foco - Fevereiro de 2018
Jornal Paulista Em Foco - Fevereiro de 2018
Jornal PaulistaemFoco
 
Ermelino 166
Ermelino 166Ermelino 166
Ermelino 166
grupoacontece
 
Ermelino 166
Ermelino 166Ermelino 166
Ermelino 166
brunoebalto
 
Jornal digital 4725 ter-04082015
Jornal digital 4725 ter-04082015Jornal digital 4725 ter-04082015
Jornal digital 4725 ter-04082015
Jornal Correio do Sul
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
prefeituraguaruja
 
GAZETA SANTA CÂNDIDA JULHO 2016
GAZETA SANTA CÂNDIDA  JULHO 2016GAZETA SANTA CÂNDIDA  JULHO 2016
GAZETA SANTA CÂNDIDA JULHO 2016
Adilson Moreira
 
Jornal digital 4784_qua_28102015
Jornal digital 4784_qua_28102015Jornal digital 4784_qua_28102015
Jornal digital 4784_qua_28102015
Jornal Correio do Sul
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
prefeituraguaruja
 

Semelhante a Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018 (20)

Acontece agora 364
Acontece agora 364Acontece agora 364
Acontece agora 364
 
Diário Oficial do Dia - 27/11/2013
Diário Oficial do Dia - 27/11/2013Diário Oficial do Dia - 27/11/2013
Diário Oficial do Dia - 27/11/2013
 
Jornal digital 19 11-2018
Jornal digital 19 11-2018Jornal digital 19 11-2018
Jornal digital 19 11-2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 87 - 26/01/2017
 Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 87 - 26/01/2017 Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 87 - 26/01/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 87 - 26/01/2017
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 09
Jornal Cidade - Ano I - Nº 09Jornal Cidade - Ano I - Nº 09
Jornal Cidade - Ano I - Nº 09
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
 
Jornal digital 4659_qui_30042015
Jornal digital 4659_qui_30042015Jornal digital 4659_qui_30042015
Jornal digital 4659_qui_30042015
 
Acontece agora ed367
Acontece agora ed367Acontece agora ed367
Acontece agora ed367
 
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
 
Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015Jornal digital 4726 qua-05082015
Jornal digital 4726 qua-05082015
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 78 - 28/04/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 78 - 28/04/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 78 - 28/04/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 78 - 28/04/2016
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
 
Jornal Paulista Em Foco - Fevereiro de 2018
Jornal Paulista Em Foco - Fevereiro de 2018Jornal Paulista Em Foco - Fevereiro de 2018
Jornal Paulista Em Foco - Fevereiro de 2018
 
Ermelino 166
Ermelino 166Ermelino 166
Ermelino 166
 
Ermelino 166
Ermelino 166Ermelino 166
Ermelino 166
 
Jornal digital 4725 ter-04082015
Jornal digital 4725 ter-04082015Jornal digital 4725 ter-04082015
Jornal digital 4725 ter-04082015
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
 
GAZETA SANTA CÂNDIDA JULHO 2016
GAZETA SANTA CÂNDIDA  JULHO 2016GAZETA SANTA CÂNDIDA  JULHO 2016
GAZETA SANTA CÂNDIDA JULHO 2016
 
Jornal digital 4784_qua_28102015
Jornal digital 4784_qua_28102015Jornal digital 4784_qua_28102015
Jornal digital 4784_qua_28102015
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
 

Mais de Jornal Cidade

Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017 Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 85 - 24/11/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 85 - 24/11/2016 Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 85 - 24/11/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 85 - 24/11/2016
Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 83 - 29/09/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 83 - 29/09/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 83 - 29/09/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 83 - 29/09/2016
Jornal Cidade
 

Mais de Jornal Cidade (20)

Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017 Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 85 - 24/11/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 85 - 24/11/2016 Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 85 - 24/11/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 85 - 24/11/2016
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 83 - 29/09/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 83 - 29/09/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 83 - 29/09/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 83 - 29/09/2016
 

Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018

  • 1. www.jornalcidademg.com.br • Lagoa da Prata, S. A. do Monte, Moema e Japaraíba • 23/Ago/2018 - Ano 6 - Edição Nº 124 • JORNAL DE DISTRIBUIÇÃO GRATUITA - VENDA PROIBIDA Vereadores mudam de ideia e rejeitam projeto que iria extinguir reembolso de viagens. PÁG 05 PÁG 04 Lagoa da Prata inaugura primeiro Centro Municipal de Especialidades Médicas da região A expectativa é de que 3 mil pessoas sejam atendidas mensalmente por médicos especialistas PRÊMIO DESTAK EMPRESARIAL já tem suas atrações confirmadas PÁG 05 PÁG 12PÁG 06 10 mil empregos ameaçados em S. A. do Monte e região As indústrias de fogos estão lutando contra um projeto de lei que prevê a proibição de foguetes em Belo Horizonte Atletas de Lagoa da Prata celebram conquistas no Jemg PÁG 10 Acidadeteveomelhorresultadoentreos54municípiosdaregional Creche DonaZuleica já está funcionando O lugar atende 120 crianças de até três anos. Outras 50 vagas devem ser abertas em 2019
  • 2. 23.08.2018Leia mais notícias em www.jornalcidademg.com.brEDITORIAL2 Caros leitores, BEATRIZ VASCONCELOS beatriz@jornalcidademg.com.br Quem acompanha as reuniões de vereadores, seja pela rádio, pelo site da Casa, ou presencialmente (desta última forma pouquíssimas pessoasparticipam),percebeastan- tas alfinetadas que eles soltam uns nosoutros.Percebetambémqueos projetosquemaisgeramdiscordân- cias são as discussões de temas que interferem particularmente na vi- da deles mesmos. Paracitarcomoexemplo,noiní- cio deste mês foi votado um proje- to de lei que pedia a extinção de re- embolso de despesas de viagens dosvereadores.Aprimeiravotação aprovou o projeto, tendo sido con- tra apenas a vereadora Quelli, que emseudiscursodissequenãoabria mão do direito que já tinha. Entre- tanto, na semana seguinte quando oprojetoestavaparasegundavota- ção, as ideias mudaram e, haja dis- cussão!Conclusão:umareviravolta no placar. Esta semana outro projeto que deu o que falar foi um apresenta- dopelovereadorprofessorElias,pe- dindoparanãohavermaisalteração do dia de reunião, que acontece to- dasegunda-feira.Eventualmenteis- soocorrequandoumvereadortem um compromisso que o impedirá de participar da sessão, e pede en- tão para mudar o dia. Novamente foi aquele falatório. Para mim, o melhor disso tudo é poderconhecercadavereadorcom a sua “veia quente” e, mais ainda, me apropriar dos enigmas que são expressados para atingirem os ad- versários. Esse pode ser, sim, um dos lados positivos, mas, para falar a verdade, é preciso mais respeito no geral. Sobreasituação,euficopensan- do“cácommeusbotões”emtantos outros projetos que não são discu- tidos com mesmo fervor. Não que eu ache que isso seja fundamental, mas o que eu vejo é a diferença em relação ao sentimento de “perten- cimento”daquiloqueestáemvota- ção. Uma coisa é ver os parlamen- taresdefenderemcomveemênciao que realmente acreditam ser o me- lhor para eles próprios. Porém, bo- nito mesmo seria vê-los defender com tanto afinco aquilo que acre- ditam ser o melhor para o povo. Paz e bem a todos! Campanha de vacinação contra sarampo e pólio ainda não atingiu meta Faltampoucosdiaspara terminar a campanha de vacinação contra saram- po e poliomielite e o núme- ro de crianças imunizadas ainda está longe de se consi- derar satisfatório. A campa- nha do Ministério da Saúde começou no dia 6, e vai até o dia 31 deste mês de agos- to, e em Lagoa da Prata, a Se- cretaria Municipal de Saúde tem a meta de vacinar 2.500 crianças de um a cinco anos incompletos. Até o dia 18, “Dia D” da campanha, ape- nas 1.262 doses foram apli- cadas, praticamente meta- de da meta. Segundo a responsável pela Central de Imuniza- ção da Secretaria de Saúde, Margareth Borges de Lacer- daDias,acidaderecebeupa- ra a campanha aproximada- mente3.200dosesdavacina. Questionada se o município irá conseguir bater a meta, ela enfatiza: “Acreditamos que vamos conseguir, mas sem a conscientização e o apoio dos pais isso não será possível”, alerta. VACINAS PERDIDAS NA UBS DO BAIRRO MARÍLIA A Unidade Básica de Saúde do Bairro Marília, que aten- te consultas pré-agendadas, perdeu todo seu estoque de vacinas após um dano por furto no padrão de energia na madrugada de domingo dia 12. Os criminosos desli- garam a eletricidade e abri- ramajaneladosfundos,mas nada foi levado, pois o siste- ma de segurança foi aciona- do.Aenfermeiraecoordena- dora da unidade, Izabela La- mounier, informou que do- ses da tríplice viral, menin- gite, gripe e poliomielite, a última em campanha de va- cinação, foram perdidas de- vido ao resfriamento que foi desligado com a falta de energia. Isso fez com que o atendimento ficasse defasa- do na segunda-feira, preju- dicando a vacinação naque- la unidade. Entretanto, de acordo com Margareth, o fa- toocorridonãoprejudicoua campanhadeimunizaçãona cidade,poisasvacinasforam repostaseoatendimentofoi retomado. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br DIVULGAÇÃO
  • 3. 23.08.2018 Curta no Facebook fb.com/jornalcidademg COOPERATIVISMO 3
  • 4. 23.08.2018Leia mais notícias em www.jornalcidademg.com.brCOTIDIANO4 Lagoa da Prata inaugura primeiro Centro Municipal de Especialidades Médicas da região O Centro Municipal de Espe- cialidadesMédicasiniciousuas atividadesnessasegunda-feira(20), em Lagoa da Prata. A Unidade fica naruaCiriloMaciel,nomesmopré- dio onde funciona a Clínica do Dr. Moisés.Lá,osusuáriosdoSUSterão à disposição aproximadamente 20 especialidadesconsideradasdemé- diacomplexidade,alémdeexames e pequenas cirurgias. No primeiro dia de funcionamento 12 crianças foram atendidas pelo pediatra Dr. Abel,cincopessoaspelocardiologis- ta Dr. Marcos Eugênio, seis pessoas passaramporprocedimentosdemi- crocirurgias com o Dr. Diogo, e on- zeexamesdeeletrocardiogramafo- ram realizados. O secretário municipal de Saú- de,GeraldodeAlmeida,explicaque o serviço está disponível desde no- vembro de 2017, mas a demanda exigiu que todos os procedimentos fossem reunidos num mesmo lu- gar. “Conheci esse trabalho em Be- timeapresenteiaideiaparaospre- feitosqueaabraçaram.Iniciamosos atendimentos no final do ano pas- sado.Desdeentãoforamrealizadas 4.356 consultas especializadas. Es- saspessoasestavamaguardandopa- ra serem atendidas na fila do Trata- mento Fora de Domicílio (TFD). A partir de agora todas as consultas serão reunidas no mesmo prédio, com instalações confortáveis e pre- paradas para isso”, esclareceu. De acordo com Geraldo, cer- ca de 40 a 50 pessoas vão todos os dias para outras cidades em bus- ca de tratamento médico. Estima- -se que o Centro de Especialidades Médicasrealizará3milatendimen- tos mensais. “A expectativa é dimi- nuiraomáximoodeslocamentodo paciente para outras cidades, mas é impossível acabar com esse tipo atendimento. Belo Horizonte e Di- vinópoliscontinuamsendoreferên- ciaemtratamentosdealtacomple- xidade.Agrandemudançaéqueas pessoas que, às vezes, iam a essas cidadesapenasparafazerumacon- sulta,agorareceberãooauxíliomé- dico aqui”, disse. Para que o paciente tenha aces- so à consulta especializada ou exa- mes ofertados pelo centro, o pedi- do deve originar das unidades bási- casdesaúde.Aquelesqueestãosem médicos em sua UBS devem procu- rar a Policlínica. Entre as especiali- dades disponibilizadas estão endo- crinologia, nefrologia, neurologia, cardiologia,pneumologia,obstetrí- cia, oftalmologia, ortopedia, pedia- tria,gastroenterologia,urologia,pe- quenas cirurgias, ginecologia, exa- mesdeultrassom,psiquiatria,cirur- gias urológicas. Algumas destas es- pecialidadesaindaestãoemproces- sodecontrataçãodemédicos,masa maioriajáestácomosprofissionais atendendo. INAUGURAÇÃO AcerimôniadeinauguraçãodoCen- troMunicipaldeEspecialidadesMé- dicas aconteceu na manhã de sába- do (18). O prefeito Paulo César Teodoro (PDT), o vice Ismar Roberto Araújo (MDB), o secretário de Saúde Geral- dodeAlmeidaeoutrasautoridades municipais discursaram durante a solenidade. Até o próximo ano a prefeitura deve investir cerca de R$ 2 milhões para manter o Centro de Especia- lidades funcionando, e, de acordo comoprefeitoPaulinho,todorecur- ENQUETE so será revertido em melhoria para a população. “Foi feito investimen- to inicial de R$ 1 milhão, mas esse valor pode variar de acordo com a demanda. Esse investimento gera economia, comodidade e seguran- ça por evitar o deslocamento entre cidades, e esse serviço só traz bene- fícios para o povo de Lagoa da Pra- ta”, revelou. Para o vice-prefeito, Ismar Ro- berto, o serviço é um marco na his- tóriadomunicípio.“Entregarobras como essa nos enche de satisfação. AsaúdedeLagoadaPrataseráuma antes e outra depois do Centro de Especialidades. O país atravessa um momento crítico, falta dinhei- roemtodososestados,inclusiveMi- nas Gerais, mesmo diante das difi- culdades Lagoa da Prata está indo nacontramão,eagestãoconseguiu economizar de um lado para inves- tirnasaúde.Administraréisso,eco- nomizaromáximopossíveledevol- ver para o povo em forma de servi- ços”, ressaltou. A Câmara Municpal estava re- presentada pelo presidente Ed- mar Nunes (PDT), pelos vereado- res Adriano Moreira (PDT), Josiane (PMDB), Preto (SD) e Lalinho (SD). Duranteodiscurso,Nunesarrancou gargalhadadospresentes,usandoo ilusionismoeumpersonagempara alertarque“nasaúdenãoexistemá- gica”. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br FOTOS: BEATRIZ VASCONCELOS A expectativa é de que 3 mil pessoas sejam atendidas mensalmente por médicos especialistas Jordânia Nunes Fonseca, 37 anos “Eu já estava agendada desde o dia primeiro pela Policlínica e agoraestouaquiparafazeruma pequenacirurgia.Euesperoque o serviço possa atender toda a população que precisa de aten- dimentos com especialistas. O prédioestáótimo.Muitoimpor- tante que os usuários cuidem para conservá-lo bem.” Conceição Aparecida, 60 anos “Eu achei que ficou muito bom e também fui muito bem aten- dida. Já utilizo o serviço da saú- de do município e acho que es- selocalvaiajudarmuito,princi- palmenteparapessoasquepre- cisavamiratéasoutracidades.” A Unidade fica na rua Cirilo Maciel, no mesmo prédio onde funciona a Clínica do Dr. Moisés São 8 salas para consultas e pro- cedimentos médicos No primeiro dia de funcionamen- to 34 pessoas foram atendidas Pequenas cirurgias são realizadas pelo Dr. Diogo
  • 5. 23.08.2018 Curta no Facebook fb.com/jornalcidademg COTIDIANO 5 Vereadores mudam de ideia e rejeitam projeto que iria extinguir reembolso de viagens Vereadores rejeita- ram o Projeto de Lei CM 12/2018 de autoria do presidente da Câmara Mu- nicipal, Cabo Nunes, ten- do como coautores os vere- adores Preto e Adriano Mo- reira. A proposta era extin- guir repasses sobre despe- sas de viagens para os ve- readores e, se fosse apro- vado, iria alterar também o sistema de repasses que é utilizado para os servido- res da câmara há cerca de dez anos. O projeto tinha sido aprovado por 8x1 em pri- meira discussão, na reu- nião do dia 6. A única vere- adora a votar contra neste dia foi a Quelli, que disse que não abria mão de um direito dela. Na semana se- guinte, para a segunda vo- tação, a maioria dos verea- dores mudou o voto e o pla- car virou para 5 votos con- tra e 4 a favor. Foram con- tra: Elias, Cida, Quelli, Joa- nes e Josiane. Afora os auto- res, Lalinho votou a favor. Cabo Nunes disse que a pretendia ‘enxugar’ as des- pesas da Câmara, por isso propôs que os vereadores não tivessem mais o direito de receber pelas viagens a trabalho. Para ele, os parla- mentares recebem um salá- rio (R$ 4.584,69 bruto) que suporta tais despesas, e que viagens principalmente pa- ra realização de cursos de- vem ser pagas com recur- so próprio. “Todo cidadão paga com seu próprio salá- rio para ter mais qualifica- ção, para fazer cursos, en- tão porque o vereador tem que utilizar o recurso do município?”. Entretanto, poucas via- gens têm acontecido. Neste ano, de janeiro até agora, foram gastos o total de R$ 7.773,04 em repasses tanto para servidores quanto pa- ra vereadores, sendo que a grande maioria das viagens foi de servidores e não de vereadores. Nesta legisla- tura, por exemplo, ainda não houve nenhuma via- gem para Brasília. Quan- to às finalidades, as princi- pais são para cursos, con- gressos e seminários, mas também acontecem algu- mas para visitas a deputa- dos em busca de recursos. Todas as despesas são regulamentadas em lei mu- nicipal, e o sistema de re- passe atualmente utilizado na Câmara é o de adianta- mento de valores. Nele, o servidor ou vereador rece- be o teto máximo e depois acerta com notas e compro- vantes aquilo que foi gasto, devolvendo a quantia que sobrar. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br ARQUIVO CÂMARA LP
  • 6. 23.08.2018Leia mais notícias em www.jornalcidademg.com.brCOTIDIANO6 Creche Dona Zuleica é inaugurada O lugar já atende 120 crianças de até três anos. Outras 50 vagas devem ser abertas em 2019 A creche Dona Zulei- ca Machado Malta foi inaugurada oficialmente no último dia 16. O projeto ini- cialmente era de responsa- bilidade do Governo Fede- ral, que começou a obra em 2012, mas a deixou sem con- clusão.Foientãoqueaadmi- nistração municipal resol- veu tomar frente e assumiu a responsabilidade de entre- garparaacidadeoquetinha sidoabandonado.Aprefeitu- rainvestiurecursospróprios de mais de um milhão de re- ais para terminar a obra. Localizada entre os bair- ros Gomes e São Francisco, o espaço físico da instituição é amplo e moderno, dividi- do em várias salas, berçário e refeitório. A parte externa também é extensa, possui área verde, muito apropria- da para atividades recreati- vas. O funcionamento é em horário integral, de 07h:30 às 16h:30. Pais e responsá- veis interessados em matri- cular crianças na instituição para o próximo ano, devem procurar a direção da creche e colocar o nome na lista de espera. De acordo com a secretá- riadeEducação,olugarjáes- táatendendo120criançasde até três anos. “A Creche Do- na Zuleica Machado Malta estáemplenofuncionamen- to,emais50vagasdevemser ampliadas em 2019. Atende- mos crianças principalmen- tedestaregiãodosbairrosPa- radiso, São Francisco e Marí- lia, mas outros bairros tam- bém estão sendo beneficia- dos. Damos prioridade para as mães que trabalham fora, garantindo um direito cons- titucional - de que educação é para todos”, disse Paulene. Para a secretária, a con- clusão da obra pelo municí- pio foi um alívio para a co- munidadequeaguardavape- lobenefício:“Estamosmuito felizes em ter a oportunida- dedeterminaressaobraque era de responsabilidade do Governo Federal, mas o mu- nicípio assumiu, investimos mais de R$ 1 milhão para po- der atender as crianças com muita qualidade”, finalizou. O prefeito Paulo César Teodoro reforçou a impor- tância do ensino de qualida- de para a igualdade social. “A educação é um assunto apaixonante. Grandes líde- res lutaram e levantaram a bandeira da educação co- mo o caminho para igualda- de. Para citar alguns, Martin Luther King, Nelson Mande- la, Mahatma Gandhi e Mala- la Yousafzai são exemplos. Aqui no país, nossos profes- soressãosímbolosdessaluta. O caminho é esse aqui, o fu- turosãoessascrianças.Preci- samos investir em educação para que ela mude as pesso- as, e para que, então, essas pessoas mudem o país”, en- fatizou. DONA ZULEICA Onomequeacrecherecebeu homenageia uma das educa- doras mais renomadas de Lagoa da Prata. Nascida em 20 de dezembro de 1934, em Santana do Jacaré, Zuleica Machado Malta foi mãe, es- posa e educadora reconheci- da pela luta em prol do ensi- no na cidade. Hellen Macha- do Malta, filha da professo- ra, discursou durante a so- lenidade de inauguração so- bre a dedicação da educado- ra: “Minha mãe se dedicava tanto ao ensino, que em de- terminadaocasião,nospediu desculpas e ao nosso pai por tanta ausência no cotidiano. Ela é relembrada e reveren- ciada como uma educadora visionária, rigorosa e defen- sora implacável da ideia de que a educação é a única for- ma de vencer na vida. Outro traçomarcantedesuaperso- nalidadeeraosensodegrati- dão e justiça”, lembrou. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br FOTOS: ASCOM LAGOA DA PRATA Espaçosa, a creche fica entre os bairros Gomes e São Francisco Várias salas e um berçario Familiares da Dona Zuleica estiveram pre- sentes para as homenagens Área externa ampla para recreação
  • 7. 23.08.2018 Curta no Facebook fb.com/jornalcidademg COTIDIANO 7
  • 8. 23.08.2018Leia mais notícias em www.jornalcidademg.com.brCOTIDIANO8 Lava e Leva promete mais economia Programa Jovem Cooperativista irá beneficiar 14 mil estudantes em 2018 Além de proporcionar mais tempo para as famílias, a lavanderia promove economia de água, energia e, consequentemente, preservação do meio ambiente Programa do Sicoob Lagoacred visa formar jovens empreendedores em Lagoa da Prata. Japaraíba, Santo Antônio do Monte e Pedra do Indaiá também participam da iniciativa FOTOS: DIVULGAÇÃO FOTOS: ARQUIVO LAGOACRED Uma pesquisa realiza- da recentemente pela Companhia de Saneamen- to Básico do Estado de São Paulo (SABESP) mostrou que quase 20% do valor da conta de água mensal é re- ferente a lavagem de roupas em domicílio. Em uma casa com até quatro pessoas resi- dentes, a quantia utilizada mensalmente é de 5.400 li- tros de água, enquanto em lavanderiasonúmerocaipa- ramenosdametade:somen- te2.160litrosdeáguasãouti- lizados para a realização da lavagem. FernandoMartinsédire- tor da rede de franquias La- va e Leva. Ele confirma que a escolha pela utilização dos serviços prestados por uma lavanderia leva a uma eco- AescolaEstadualArnal- do de Faria Tavares deu o ponta pé inicial ao proje- to “Jovem Cooperativista” do Sicoob Lagoacred neste ano de 2018. No último dia 14, ela foi a primeira das 16 escolas de Lagoa da Prata que irão receber funcioná- rios da cooperativa para mi- nistrar aulas sobre coopera- tivismo, educação financei- ra e empreendedorismo. As cidades de Japaraíba, Santo AntôniodoMonteePedrado Indaiá, onde o Sicoob Lagoa- cred está presente, também vão receber o material didá- ticoeoscolaboradoresentre osmesesdeagostoenovem- bro, que é quando termina a ação.Aotodo39escolas,que vão da educação fundamen- talaoensinomédio,irãopar- ticipar. Oobjetivoélevarconhe- cimento para crianças, ado- lescentes e jovens, contri- buindo para que no futuro setornemprofissionaisqua- lificados e requisitados pelo mercado, dando a eles mais chances também de se tor- narem adultos empreende- dores e bem-sucedidos. An- tes de começar o trabalho, é feito um agendamento com adireçãodasescolas.Aequi- pequevaiàsunidadesdeen- sino,inclusivenazonarural, éformadaporcercade35co- laboradoresdoSicoobLagoa- cred, que atuam voluntaria- menteerecebempreparação para a tarefa. São três níveis de ensino, e a cada ano uma didáticadiferenteéapresen- tada para os estudantes. DeacordocomoCoorde- nador de projetos do Sicoob Lagoacred, Philip Rubens, o conteúdo é bem especifico e foidesenvolvidopelaprópria cooperativa, através da ini- ciativa do presidente Nilson Bessas: “Foi realizado um le- vantamento sobre os temas queseriamrelevantese,com oapoiopedagógicodeprofis- sionais da educação, foi cria- do em 2015 o material didá- tico atual. A partir daí con- tamos com o auxilio de pro- fissionais, como o jornalista AntônioOliveira,quecuidou da redação e das artes, e de pedagogos, que auxiliaram na correção dos materiais. É com esse suporte que esta- mos entrando nas salas de aula”, explica. O “Jovem Cooperativis- ta” já tem 100% de aceitação das escolas dos quatro mu- nicípios onde atua. Philip calcula que neste ano mais de 14 mil alunos serão be- neficiados. “Este ano vamos atingir 100% das instituições quetêmensinoinfantileen- sino médio, nas quatro cida- desondeoSicoobLagoacred atua. No ano passado foram 50agendamentos,alcançan- do 13. 500 alunos. Agora em 2018,vamosultrapassaros14 mil,incluindotambémoses- tudantes do período notur- no”, finalizou. nomia de três mil litros de água, e o resultado positivo alcança também os benefí- cios para o meio ambiente: “O diferencial está no mo- do de trabalho em que as la- vanderias contribuem para a preservação do meio-am- biente. Em uma lavanderia, as máquinas estão sempre cheias e o número de rou- pas lavadas ao mesmo tem- poémuitomaiordoquenas residências”. Em Lagoa da Prata, o en- genheiro Rogério Moura inaugurou uma franquia da Lava e Leva há cerca de dois anos. Ele relata que a maio- ria dos lagopratenses ainda não estava muito acostuma- da com os serviços de lavan- deria, mas que esse compor- tamento está mudando: “As pessoascomeçamaperceber os tantos benefícios de uma lavanderia.Primeiroporque tira da família aquele servi- ço de lavar roupas e vai so- brar mais tempo para ativi- dades,porexemplo,delazer. Segundo porque economiza na conta de água, de luz, e também do supermercado, pois não vai mais gastar tan- tosabão,amaciante,etc.Ter- ceiro porque as pessoas es- tão se conscientizando que é preciso economizara água do planeta”. AsunidadesdaLavaeLe- vanoiníciode2017eram250 noBrasil,eagorasão340.Pa- ra Fernando, um outro fator quetambémestácontribuin- do para o crescimento da La- va e Leva, é o fato de que as pessoas estão usando os ser- viçosdelavanderiapararou- pasdodiaadia.“Antessóera utilizado para roupas espe- ciais,comoternosevestidos defestas,oupeçasquesãodi- fíceis de lavar em casa, edre- dons e cortinas. As pessoas também estão morando em apartamentosemuitasvezes nãotemumespaçoparacui- dar das roupas” conclui. PUBLIEDITORIAL DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br
  • 9. 23.08.2018 Curta no Facebook fb.com/jornalcidademg COTIDIANO 9
  • 10. 23.08.2018Leia mais notícias em www.jornalcidademg.com.brCOTIDIANO10 A cidade teve o melhor resultado entre os 54 municípios da regional Lagoa da Prata teve 1.284 notificações da doença e uma de chikungunya no primeiro semestre. Uma mulher de 38 anos morreu mês passado com dengue hemorrágica. Atletas de Lagoa da Prata celebram conquistas no Jemg Números da dengue ainda preocupam AtletasdeLagoadaPra- ta,pormeiodaSecreta- ria Municipal de Desportos, participaramdoJEMG(Jogos Escolares de Minas Gerais), entre os dias 31 de julho e 4 de agosto, na cidade de Ube- raba.Adelegaçãofoide35jo- vense16delesconquistaram medalhas nas categorias de mountain bike, natação, ar- remesso de peso, de dardo e disco. Na região, outros três representantes de Japaraíba trouxeramresultadospositi- vos nas modalidades de lan- çamento de disco, atletismo e salto em distância. Na tarde do dia 8, os jo- vens atletas foram recebi- dos na Praça de Esportes pe- lo prefeito Paulo César Teo- doro, o vice Irismar Rober- to Araújo, o secretário de Es- portes, Vilmar Pereira, den- tre outras autoridades. Os discursos foram todos em tom de agradecimento pe- las conquistas para a cidade e, principalmente, de incen- O último Levantamen- to do índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), re- alizado entre os dias 6 e 10 de agosto pela Vigilância em Saúde em Lagoa da Pra- ta, apresentou uma queda. Antes o índice na cidade era considerado de alto risco, com 4.4 de média, e agora, na nova verificação, caiu pa- ramédiorisco,1.4.Apesarda melhora, o resultado ainda preocupa. Isso porque nesta épocadoanoaschancespara o mosquito da dengue se re- produzirficammaisdifíceis devido ao frio, tempo seco e a estiagem. De janeiro a ju- lhodesteanoforam1.284no- tificaçõesdedengue,umade chikungunya, e a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG) confirmou no início deste mês uma morte por dengue hemorrágica. O relatório deste Lira apontou que todos os focos encontrados estavam den- trodasresidências.Nos1.349 imóveisvisitadospelosagen- tes da Vigilância Epidemiol- gica, os criadouros mais co- munsparaaslarvasforamas caixas d’água de passagem, ralinhos no chão, vasos de plantas, vasilhas plásticas, bebedouro de cães e gatos, depósito fixo atrás da gela- deira, piscinas e brinquedos de criança. DeacordocomaCoorde- nadora do Setor de Vigilân- ciaemSaúde,JaneanyCristi- nadeCastroAlmeida,jáexis- teumalertaparaqueapopu- lação tome cuidado em casa e local de trabalho. “Percebemos que os luga- res predominantes de focos em nosso município são lu- gares de falta de cuidado da própria população. O traba- lho de combate ao Aedes ae- gypti deve ser uma parceria entre a população e o Setor de Vigilância em saúde”, re- força a coordenadora, lem- brando que apenas 10 minu- tos por semana são necessá- rios para que cada morador faça uma vistoria em casa para combater o pernilon- go-rajado. EPIDEMIA O LIRAa realizado em abril deste ano mostrou índice de alto risco. Devido aos resul- tados, a equipe da vigilância mobilizouumaequipedeen- frentamento ao mosquito, e o setor de limpeza urbana desenvolveumutirões,oque contribuiuparaaqueda.“Vi- vemosumperíododifícil,de epidemia de dengue, onde o Ministério da Saúde dispo- nibilizou o trabalho de UBV veicular para nosso municí- pio, ajudando a amenizar o numero de notificações. Os dados são preocupantes e tristes para nosso municí- pio”, lamenta Janeany. Ela ainda ressalta que o trabalho desenvolvido pe- la secretaria de Saúde, atra- vés do Setor de endemias, é de grande importância e de qualidade. “Pedimos a toda populaçãoparareceberbem o agente de endemias em seus imóveis, acompanhan- do-os na execução da visto- ria, e seguindo as orienta- ções por eles estabelecidas”, finalizou. VISITAS EM NOVO HORÁRIO O departamento de Vigi- lância Epidemiológica está adaptandoumnovohorário detrabalho,deformaqueos agentespossamfazervisitas no período de 11h às 13h. Pa- raagendarumavisitaemca- sa, realizardenúncias,fazer reclamações, elogios, ou so- licitar informações, ligue 3261-7591, ou faça uma visi- ta na rua Modesto Gomes, 334 (antiga farmacinha). DENGUE MATA ASecretariaEstadualdeSaú- de de Minas Gerais (SES-MG) confirmouoregistrodeuma morte por dengue em Lagoa daPrata.Segundoorelatório daSES-MG,atéodia30deju- lhoforamregistrados23.094 casos prováveis de dengue em Minas Gerais. No Esta- do, há uma predominância de casos prováveis na faixa etária de 20 a 34 anos, segui- da do grupo de 35 a 49 anos de idade. Em Lagoa da Prata, avítima,quefaleceunomês de julho, foi uma mulher de 38 anos, que também pos- suía problemas renais, po- rém, a causa da morte foi re- gistrada e confirmada como dengue. tivo para que os jovens con- tinuem se empenhando no esporte. As 16 medalhas que os atletas trouxeram deu ao município o melhor resul- tado da regional, que é com- posta por 54 cidades, co- mo explica o chefe de setor Christian Freitas: “Conquis- tamos nossa primeira me- dalha de ouro na natação, com o atleta Natan. A dele- gação de Lagoa da Prata te- ve o melhor comportamen- to. Nossos atletas treinam a nível profissional, são cerca de cinco horas de treino diá- rio”, ressaltou. OjovemLuizFelipeMar- tins, de 17 anos, participou da competição pela terceira vezefalousobreaimportân- cia de representar a cidade e a escola onde estuda. “Para mim foi muito gratificante receber medalha de primei- ro lugar, porque lá eu estava representandoLagoadaPra- taeaescolaChicoRezende”, declarou. OtreinadorAbelMendes estáàfrentedoprojeto“Cor- rendoParaoFuturo”eseem- penha para a formação dos jovens: “São dezessete anos dedicados ao treinamento e desenvolvimento de diver- sos atletas. Já alcançamos inúmerasconquistas,meda- lhas, várias vagas para mun- diais, Suíça, Suécia, Checos- lováquia, China, Venezuela, Colômbia,Chile,Catar,Ucrâ- nia, Estados Unidos, nós ro- damos o mundo com vários atletas de Lagoa da Prata”, contou. Abel destaca o potencial dessa nova geração, que as- simcomoNúbiaSoareséfru- to do trabalho que começou em 2001. “Esses atletas têm um grande potencial, hoje o nosso programa tem, pelo menos, dez atletas entre os melhores do Brasil. O traba- lho precisa continuar, para quepossamosdarseguimen- to com os atletas que temos e para descobrir outros que ainda virão”, finalizou. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br ASCOM LAGOA DA PRATA DIVULGAÇÃO
  • 11. 23.08.2018 Curta no Facebook fb.com/jornalcidademg COOPERATIVISMO 11 Odiretoradministrativo,IvoJonasGontijo,falouarespeitododesenvolvimentodaequi- pecomofamília,nabuscapeloequilíbrioentreosucessoprofissionalefamiliar. AlimentosarrecadadosduranteapalestraforamdoadosparaoS.O.S. Cercade350pessoasparticiparamdapalestra OpadreCrystianShankar ministrouapalestracomo tema“Família:ErroseAcer- tos” Chrystian Shankar faz palestra em Lagoa da Prata O Sicoob Crediprata ofereceu para os seus funcionários, juntamente com os familiares, uma noite de reflexão sobre a família DIVULGAÇÃO ”Família: Erros e acer- tos”. Esse foi o tema de uma palestra do padre Crys- tian Shankar oferecida pelo Sicoob Crediprata aos seus colaboradores, juntamen- te com seus familiares, no último dia 9, no Centro de EventosdaParóquiaSãoCar- los Borromeu. O objetivo do evento foi proporcionar pa- ra os funcionários da coope- rativa uma noite de reflexão sobre os relacionamentos fa- miliares, e promover o aper- feiçoamentodepreceitosim- portantes para o bem-estar e a qualidade de vida, conside- randoqueénafamíliaquese aprende a compreender e se situar no mundo. ChrystianShankar,além de desenvolver o trabalho eclesiástico, é Professional & Self Coaching (PSC). Suas pa- lestras são pautadas em mé- todos científicos concretos, mas sem deixar a espiritua- lidade de lado. “Esta palestra faz parte de um projeto cha- mado‘MotiveAção–Permita- -seirAlém’,éummistode an- tropologia, filosofia, Bíblia, neurociência,físicaquântica, dentreoutrasáreasdeconhe- cimentoaplicadasàvivência familiar”, conta o padre. Apalestrateveiníciocom umvídeodeumprogramade auditório. Na tela, a apresen- tação de um pai e um filho quecompuseramumamúsi- ca juntos e, durante o show, ficaevidenteasintonianore- lacionamentodeles,queopa- dre chamou de “conexão” e aexplicou: Umacriançanão nasce com uma conexão tão profunda com os seus pais. A conexão vai acontecendo durante a vida, porque ela é construída. Quando vo- cê vê filhos sentados no co- lo do pai, abraçando a mãe, tomandobênção,passeando, alegres, é porque isso foi cul- tivado”. Sobre os erros e acertos nasfamílias,Shankardizque éprecisoaprendercomoser- ros, pois eles nos fazem cres- cer,eutilizaaexpressão“nós somosperfeitamenteimper- feitos” para dizer que é pre- ciso“ver”ooutro,aceitando, respeitandoeacolhendo:“Eu amo o outro não por aquilo que ele é. O verdadeiro amor é principalmente por aqui- lo que o outro ainda não é. Quando se ama porque o ou- troéassimeassim,talveznão hajaamor,esiminteresse,ou seja, talvez haja utilitarismo oucoisificaçãohumana”,en- sina. O Presidente da coopera- tiva, Antônio Claret, discur- sou sobre os valores da coo- perativa, e enfatizou a res- ponsabilidadesocialdainsti- tuição. “Quando falamos de instituição financeira, pen- samos em uma entidade fi- nanceira comum. O grande diferencial é que nós, atra- vés da realização financeira das pessoas, buscamos o de- senvolvimento social. É pre- ciso que o financeiro ocorra de forma efetiva, que a coo- perativacresça,equerealize- mosnegócioscomosassocia- dosparadesenvolveremseus negóciostambém,masofoco é o desenvolvimento social”, salientou. Claret ressaltou ainda a importância da participação dos colaboradores e associa- dos para que os objetivos se- jam alcançados. “É preciso quenósqueparticipamosda cooperativa, seja como cola- boradorouassociado,tenha- mososentimentodeperten- cimento.Aquiloquenosper- tence,agentecuida.Nãousu- fruir,écuidar.Parececompli- cado a diferença entre usu- fruirecuidar.Nacooperativa euconsigoutilizarosserviços dela com sentido de perten- cimento, para que ela desen- volva e cresça, contribuindo paraodesenvolvimentotam- bém da comunidade”, refor- çou. O diretor administrati- vo, Ivo Jonas Gontijo, falou a respeito do desenvolvimen- to da equipe como família, na busca pelo equilíbrio en- treosucessoprofissionalefa- miliar. “Temos buscado pro- fissionais de alta qualidade e que dão o máximo de si du- rante o trabalho. Mas é pre- ciso construir pessoas que, alémdedaromelhordesino trabalho, continuem dando atenção para a família. Nes- seprocessodeconstruçãode gestãodepessoas,esseproje- to começou de dentro”, pon- tuou. Ivo destacou que o oti- mismo e a unidade da equi- pe é o diferencial para atin- gir as metas. “Estamos sem- pre abertos e sabemos que o dia de amanhã com certeza será melhor. Entretanto, ele dependedonossoaprendiza- do, da nossa busca, e acima de tudo da nossa compreen- são sobre o que somos hoje e oquepodemosviraser.Junto com a família conseguimos ter sucesso, precisamos nos apoiar uns nos outros”. Aproximadamente 350 pessoas participaram do evento, e fizeram doação de alimentos e materiais de hi- gienequeforamenviadospa- ra o Serviço de Obras Sociais (S.O.S.). PUBLIEDITORIAL FOTOS: DIVULGAÇÃO/CREDIPRATA
  • 12. 23.08.2018Leia mais notícias em www.jornalcidademg.com.brREGIÃO12 10 mil empregos ameaçados em S.A.Monte e região As indústrias de fogos estão lutando contra um projeto de lei que prevê a proibição de foguetes em Belo Horizonte O principal setor da economia de Santo Antônio do Monte, que ge- ra aproximadamente 10 mil empregos direta e indireta- mente, está ameaçado. Isso porque a aprovação de um Projeto de Lei (PL), que pre- vêaproibiçãodafabricação, comercialização, manuseio e soltura de fogos de estam- pido (foguetes) em Belo Ho- rizonte, pode afetar bastan- teodesenvolvimentoeconô- mico do município e outros seis na região: Lagoa da Pra- ta, Japaraíba, Moema, Pedra do Indaiá, Itapecerica e Ne- olândia. São cidades em que parte da população trabalha naproduçãodosfogosetam- bémpossuemalgumasfábri- cas do artefato. Oprojetogerouumamo- bilizaçãodoSindicatodasIn- dústriasdeExplosivosdeMi- nasGerais(Sindiemg)juntoà Federação das Indústrias de MinasGerais(Fiemg),quese mostraramavessosàpropos- ta. Ele já foi votado em pri- meiro turno, segue para o segundo, ainda sem data de- finida, e se aprovado deve- rá ser validado pelo prefei- to da capital, Alexandre Ka- lil. O autor do projeto é o ve- readordeBeloHorizonteOs- valdoLopes(PHS).Eledefen- de que os artefatos causam danosaanimais,àscrianças, enfermoseidosos,enãocon- sidera que, se sancionado, não irá gerar desemprego devido a alternativas de co- mercializaçãodeoutrospro- dutos. Em Santo Antônio do Monte existem hoje 55 fá- bricas de fogos registradas, 35 delas estão no municí- pio, impactando diretamen- te cerca de 190 mil pessoas. Conforme explica o coorde- nador do Sindiemg, Améri- co Líbério da Silva, o sindi- cato irá resistir até o último momento para provar que o projeto é inconsistente: “Es- tamos correndo para pro- var que o projeto é incons- titucional. Se passar, vamos buscar com o prefeito o ve- to. Se ele aprovar, vamos en- trar na Justiça; esse vai ser o nosso procedimento, assim comofizemosemSãoPaulo, até que tenhamos uma deci- sãoanívelnacional”,afirma. Américo disse que a Câ- mara de Vereadores da capi- tal solicitou o setor jurídico daprefeituraumparecerso- breoprojeto,poisacreditam que ele é válido, e ele ques- tiona: “As empresas geram renda, emprego, agora as empresas produzem e não podem vender?”. Para o sin- dicalista, o projeto faz parte de um jogo político: “Fica- mos tristes porque sabemos quesãoprojetoseleitoreiros, projetos políticos com o ob- jetivo de angariar votos das associações de proteção aos animais”, finalizou. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br PhilipRubensfoieleitoparapresidiroDistritoMúltiploLEOLB Produção de fogos está ameaçada em S. A. do Monte e região Américo Libério da Silva, coordenador do Sindiemg Lagopratense presidirá divisão do LEO Clube em 7 estados brasileiros Prefeitura de Moema realizará 1ª Feira de Empreendedorismo Escolar O jovem lagopratense Philip Rubens Soares Pereira foi eleito para presi- dir o Distrito Múltiplo LEO LB - Divisão do movimento de LEO Clubes, que abrange sete estados do Brasil - Minas Gerais,SãoPaulo,MatoGros- so, Mato Grosso do Sul, Goi- ás, Tocantins e Distrito Fede- ral.Porsetratardeumaorga- nização internacional, o mo- vimento LEO possui diversas divisõesadministrativas,que existemcomoobjetivodefa- cilitar o trabalho de adminis- traçãodeclubesedistritos. OsLEOClubessãogrupos deserviçovoluntáriojuvenil, patrocinados pelos LIONS Clubes,queexistememmais de140paísesdomundoepro- movemdiversasaçõesnasco- munidades,entrecampanhas deconscientização,arrecada- çãoemobilizaçãoemproldos maisnecessitados.Oobjetivo doDistritoMúltiploéintegrar A prefeitura de Moe- ma, através da Secreta- ria de Educação, irá realizar aPrimeiraFeiradeEmpreen- dedorismo Escolar no dia 25 de agosto, a partir das 8h, na Praça do Santuário. O proje- to, que é uma parceria com o Sicooob Crediprata e o Se- brae, tem o objetivo de tra- balharcomascriançasatitu- des empreendedoras, a cul- tura de grupo para boa con- vivência do cidadão, susten- tabilidadeecontabilidade.A iniciativairábeneficiarmais de 850 estudantes de cinco escolas do município. Segundo a Secretária de Educação, Ednamar Assun- ção, os alunos irão partici- pardetodasasetapasdopro- cesso,desdeaproduçãoatéo Marketing. “Buscamos uma metodologia focada em em- preender, liderar e aprovei- tar as oportunidades que o mercado oferece. Desenvol- vendo noções de finanças e comércio, trabalhando con- ceitos de ética e cidadania. A valorização dos produtos re- gionaisesuacultura,bemco- moomanuseio desemeadu- ras, plantios, cuidado com a colheitadosprodutoseafor- madecomercialização.Além doscuidadoscomomeioam- biente”, esclareceu. DeacordocomEdnamar, ocorpodocente,paisecomu- nidade foram envolvidos no programa. ”Procuramos ge- rar,atravésdaeducação,con- dições para que as crianças tenham a oportunidade de adquirircompetênciasessen- ciaisparafazerescolhasmais assertivassobreoquefazer,e como fazer. Nosso maior or- gulho é ver o envolvimento de todos”, finalizou. cada vez mais os clubes e dis- tritos, oferecendo oportuni- dades de desenvolvimento aos associados, sempre bus- cando o crescimento do mo- vimento, para que mais pes- soaspossamsebeneficiardas açõesdesenvolvidas. Ao Jornal Cidade, Philip conta que, devido às dimen- sões continentais, o trabalho do LEO Clubes no Brasil é di- vididoemquatrograndesáre- as, que são chamadas de Dis- tritos Múltiplos. Dentro des- sasáreasexistemosdistritos, que são uniões de clubes ge- ralmentedeummesmoesta- do. Ainda segundo ele, o Dis- trito Múltiplo acompanha e apoia as administrações dos Distritos, que por sua vez au- xilia os clubes. “Já tive opor- tunidade de presidir um LEO Clubeporduasgestõesetam- bémumDistritoentre2015e 2016. Dessa vez o desafio é aindamaior,devidoagrande abrangência dos nossos clu- besedistritos”,revelou. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br ARQUIVO PESSOAL ARQUIVO PREFEITURA MOEMA DIVULGAÇÃO ARQUIVO Notas Rápidas Os motociclistas lago- pratenses Elias, Pedri- nho, Marcinho, Marcelo Cor- gosinho, Gilson e Eugênio es- tão viajando rumo ao Deserto do Atacama, no Chile. Eles sa- íram de Lagoa da Prata no dia 15deagostoemdireçãoaosul do Brasil, por onde entraram na Argentina. Percorreram o nortedaquelepaísatéatraves- saraCordilheiradosAndes.Já emSusques,pertodafronteira comoChile,osamigosenfren- taramtemperaturasde2ºCne- gativosatéPumamarca.Aqua- se cinco mil metros de altitu- de, encarado baixas tempera- turas, neve e gelo, os motoci- clistas chegam a terras chile- nas. A viagem segue rumo ao destino. A Prefeitura de Lagoa da Prataanunciounessater- ça-feira(21),queaspessoasque fizeram inscrição para o Con- cursoPúblico2018enãoquise- rem aguardar a nova data das provaspoderãopedirarestitui- çãodataxadeinscrição.Osin- teressados devem procurar o SINE de Lagoa da Prata, até o dia19desetembro,das08hàs 17h. O SINE fica situado à Av. BeneditoValadares331,centro.
  • 13. 23.08.2018 Curta no Facebook fb.com/jornalcidademg REGIÃO 13
  • 14. 23.08.2018Leia mais notícias em www.jornalcidademg.com.brPOLICIAL14 Assassinatos caem 81% em Lagoa da Prata no primeiro semestre, de acordo com a Polícia Civil Motorista morre após carreta tombar na BR-262 em Córrego Danta PM prende suspeito de assassinato em Lagoa da Prata O combate aos crimes violentoscontinuasen- do a prioridade das forças de segurança que trabalham integrados. Os dados da Po- lícia Civil (PC) mostram que no primeiro semestre Lagoa daPratateveumareduçãode 18,18% nos furtos, se compa- rados com o mesmo período Um homem morreu apóscarretaquedirigia tombareatingiroutroveícu- lonamanhãdedomingo(19), nokm553daBR-262,emCór- rego Danta. Um vídeo mos- traomomentoexatoemque o veículo, com placas de Be- lo Horizonte, não consegue fazer a curva e tomba, espa- lhando a carga pela pista. Um jovem de 22 anos foi preso na noite de se- gunda-feira (20), suspeito de termatadoumhomemde44 anos, no bairro Gomes, em LagoadaPrata.Aprisãoocor- reu poucas horas após o cri- me.APolíciaMilitar(PM)che- gou ao suspeito por meio de denúnciasdemoradoresque notaram atitudes suspeitas. Segundoinformaçõesda Triunfo Concebra, empresa que administra a via, o aci- dente envolveu duas carre- tas, uma carregada de milho e outra carregada de pedra serrada.Ocondutordocami- nhão carregado com milho morreu no local. Outras du- as vítimas tiveram ferimen- tosleves.Acargadosdoisve- ículosficouespalhadaeapis- A morte aconteceu de- pois que o autor, que é co- nhecido no meio policial, es- faqueou a vítima. O homem foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Ur- gência e Emergência (Samu) e encaminhado ao Hospital São Carlos, mas não resistiu aosferimentoseveioaóbito. Para a Polícia, depois de ser capturado o acusado confes- ta ficou interditada nos dois sentidos. Assista ao vídeo em nosso site: www. jornalcidademg.com.br soutercometidooassassina- to e disse que o que motivou a ação foi uma rixa entre os dois. Até o fechamento desta edição a arma do crime não havia sido localizada. O sus- peitofoidetidoeencaminha- do à Delegacia Civil, na cida- de de Bom Despacho, onde foi autuado em flagrante pe- lo crime de homicídio. do ano passado. Os roubos tiveram uma queda maior: 35,92%. Menos pessoas tam- bém foram assassinadas na cidade,onúmerodehomicí- dios de janeiro a julho caiu de oito para um, uma redu- ção de 81%. As duas maiores cidades daregião-DivinópoliseNova Serrana - tiveram queda no númerodefurtoseroubono primeirosemestredesteano, segundoodelegadoregional Ivan Lopes. Entretanto, Divi- nópolisteveumaumentode 2,85% no número de homicí- dios.AquedaemNovaSerra- na, que já foi comparada co- moumadascidadesmaisvio- lentasdoCentro-Oeste,foide 27,03%. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO Doze anos após a Lei Maria da Penha, violência doméstica ainda é um grave problema social CREAS acompanha 45 casos de violência contra a mulher em Lagoa da Prata OCentrodeReferência Especializado de Assis- tência Social (Creas), em La- goa da Prata, acompanha 110 casos de violação dos di- reitos, destes, 45 são de vio- lência contra a mulher. Em sua maioria, são motivados por ciúme, para punir trai- ções ou o fim de relaciona- mentos, quando compa- nheiros mantêm uma roti- na de agressões que podem terminar em morte. Os casos de violência contra a mulher são mais complexos e vão além da agressão física, como expli- ca Lécia Paiva, que é psicó- logaetrabalhanoserviçode Proteção e Atendimento Es- pecializado a Famílias e In- divíduos (Paefi) integrado ao Creas: “A violência que aqui tratamos não é só a físi- ca, a que envolve agressões e brigas, mas sim todas as formas, desde as visíveis até as mais sutis, como vio- lência psicológica, verbal, financeira e patrimonial”, ressaltou. A equipe técnica do Pae- fi acolhe asvítimasem aten- dimentos psicossociais, psi- cológicos e visitas domici- liares. São realizados en- caminhamentos para a re- de de Serviços e Sistema de Garantia de Direitos (SGD), visando a promoção e prote- ção das vítimas. A assistên- cia é integral e se estende ao temponecessárioparaofor- talecimentodavítimaeare- tomada de sua autonomia. A Lei Maria da Penha completa 12 anos em agos- to, e para lembrar esta data, passou a existir, desde o ano passado, o “Agosto Lilás”, como campanha de cons- cientização sobre a violên- cia contra a mulher. Entre- tanto, o trabalho de cons- cientização é feito duran- te todo o ano: “Ao longo do ano realizamos campanhas preventivas e divulgações nas mídias e redes sociais. No mês de novembro ela é maisefetiva,poisodia25do mês é lembrado como o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher”, salientou Lécia. O Relógio da Violência do Instituto Maria da Penha aponta que a cada dois se- gundos uma mulher é ví- tima de violência física ou verbal no Brasil. Paiva cha- ma atenção para as conse- quências na vida daquelas que padecem nas mãos de seus agressores. “É como qualquer outro tipo de vio- lação à saúde física e psico- lógica. No entanto, a violên- cia doméstica é mais preju- dicial porque afeta direta- mente a autoestima da mu- lher, muitas vezes prejudi- cando profundamente sua vida afetiva, profissional e social. É preciso retirar a mulher do ciclo da violên- cia, e ofertar a ela a oportu- nidade de ressignificar su- as relações, fortalecer sua autoestima e garantir-lhe condições dignas de sobre- vivência sem nenhuma for- ma de violência”, finalizou a especialista. DENUNCIE As denúncias dos casos de agressão contra a mulher podem ser feitas pela víti- ma, por pessoas próximas ou até por desconhecidos. Para denunciar casos de vio- lência basta procurar uma delegacia ou ligar para o nú- mero 180. As acusações tam- bém podem ser feitas nos órgãos de segurança públi- ca, como Policias Civil, Mi- litar e Guarda Civil Muni- cipal. NA DELEGACIA De acordo com dados repas- sados pelo Delegado Regio- nal da Polícia Civil, Ivan Lo- pes, na região centro-oeste mineira, 33 mulheres fo- ram mortas em 2017, e ou- tras 11 sofreram tentativa de homicídio. Em 42% dos casos, os autores são com- panheiros ou ex-compa- nheiros das vítimas. No primeiro semestre de 2018 foram registrados 11 ho- micídios, o que equivale a 11,88% do total de assassi- natos. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br Notas Rápidas Os Jogos Escolares de La- goa da Prata (Jelp) come- çaram no dia 11 de agosto. O evento é conhecido como a maior competição esporti- va de Lagoa da Prata, chegan- do a reunir cerca de 1.500 alu- nos-atletas, de 6 a 16 anos, pa- radisputarem15modalidades esportivas. As equipes campe- ãsemcadamodalidadeirãore- presentar o município nos Jo- gos Escolares de Minas Gerais (Jemg) 2019. Os alunos estão disputandoasprovasdeciclis- mo,xadrez,dama,atletismode campo,Karatê,Jiu-jistu,atletis- modepista,skate,tênisdeme- sa,petecaenatação. A Prefeitura de S. A. do Monte,pormeiodaSecre- taria Municipal de Saúde, cas- trou 96 cães e gatos durante a “4ªCampanhadeCastrações”, entreosdias14e16deagosto.A açãoérealizadaacadadoisme- ses em parceria com o Minis- tério Público e a UNA de Bom Despacho. Segundo a secreta- ria de Saúde, a prioridade da Prefeituraéfazerocontrolepo- pulacionaldosanimaisderua, masosinteressadosemcastrar oseuanimaldevemprocuraro agentecomunitáriodasuauni- dade de saúde e fazer o cadas- tro. O pedido é encaminhado paraavigilânciaepidemiológi- ca,eomunicípioentraemcon- tatocomosselecionados.
  • 15. 23.08.2018 Curta no Facebook fb.com/jornalcidademg POLICIAL 15
  • 16. 23.08.2018Leia mais notícias em www.jornalcidademg.com.brCOOPERATIVISMO16