SlideShare uma empresa Scribd logo
Adriano Corrêa, Guilherme Palhares,
UFRGS 2011                   Gustavo Enimitef, João Ricardo Corso e
Teorias Organizacionais II              Tomás Pereira
   Escritor, jornalista, roteirista e professor
   Membro da Academia Brasileira de Letras
   Ganhador do Prêmio Camões de 2008
   Um pouco da sua história..
     Nasceu em 23 de janeiro de 1941 em Itaparica na
        Bahia
       Dedicou-se desde cedo aos estudos motivados por
        seu pai
       Iniciou seus trabalhos no jornalismo em 1957. Editou
        revistas e jornais culturais com Glauber Rocha.
       Participou do movimento estudantil (1958)
       Em 1958 inicia o curso de direito na Universidade
        Federal da Bahia, onde fez pós-graduação em Adm
        Pública
   Colabor nos editais:
       O Globo,
       Frankfurter Rundschau (na Alemanha),
       Jornal da Bahia,
       Die Zeit[7] (Alemanha),
       The Times Literary Supplement (Inglaterra),
       O Jornal (Portugal),
       Jornal de Letras (Portugal),
       O Estado de São Paulo, A Tarde e muitos outros,
        exteriores e nacionais
   Utilizador racional dos recursos
   Busca a eficácia
   Aplicador das ciências sociais
   Qual a formação ideal do administrador?



   O Administrador Técnico
   O Administrador Humanista
   Dilema dos métodos
   A ciência social
   (Im)Parcialidade da ciência social, quanto
    ciência
   Teoria da relatividade
   Ciência Natural x Ciência Social
   Objetividade x Subjetividade

   Ineficiência do emperismo
   Ciências Sociais e a Políticas.
   A política quanto a sua parcialidade.

   O administrador é o fator transformador
    dotado de opinião e parcialidade.
   Falta de educação
   Falta de posicionamento político
   Alienação involuntária
   Administrador é um agente político, logo
    parcial.

   Administrador técnico é similar a uma
    máquina

   O administrador técno-humanista
   Mapeamento da crise brasileira
   Consciência ingênua e crítica


   A tendência à oligarquização
   A reforma ótima existe?
   Reforma Gradual x Reforma Absoluta
   Ordem
   Planejamento
   Resistência
   Relações setoriais
   Interdependência
João Ubaldo Ribeiro

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a João Ubaldo rRbeiro

construção da cidadania.pdf
construção da cidadania.pdfconstrução da cidadania.pdf
construção da cidadania.pdf
LucianaGobi
 
O discurso do corpo: Expressões corporais e comportamentais no discurso político
O discurso do corpo: Expressões corporais e comportamentais no discurso políticoO discurso do corpo: Expressões corporais e comportamentais no discurso político
O discurso do corpo: Expressões corporais e comportamentais no discurso político
Chocado Estácio
 
Fernando henrique cardoso
Fernando henrique cardosoFernando henrique cardoso
Fernando henrique cardoso
Lucas Pereira Dos Santos
 
AS ESTRATÉGIAS DISCURSIVAS NA EDITORIA POLÍTICA NACIONAL DA REVISTA ROLLING S...
AS ESTRATÉGIAS DISCURSIVAS NA EDITORIA POLÍTICA NACIONAL DA REVISTA ROLLING S...AS ESTRATÉGIAS DISCURSIVAS NA EDITORIA POLÍTICA NACIONAL DA REVISTA ROLLING S...
AS ESTRATÉGIAS DISCURSIVAS NA EDITORIA POLÍTICA NACIONAL DA REVISTA ROLLING S...
Carlos Rocha
 
TC ESCOLA FRANCESA
TC ESCOLA FRANCESATC ESCOLA FRANCESA
TC ESCOLA FRANCESA
UNIP. Universidade Paulista
 
Eu odeio política
Eu odeio políticaEu odeio política
Eu odeio política
Luci Bonini
 
Teorias da Comunicação II
Teorias da Comunicação IITeorias da Comunicação II
Teorias da Comunicação II
Ana Sibele
 
Fhc
FhcFhc
Fhc
NESUERJ
 
HISTORIADORES E O ENSINO DE HISTÓRIA SOBRE A DITADURA MILITAR ENTRE 2013 E 20...
HISTORIADORES E O ENSINO DE HISTÓRIA SOBRE A DITADURA MILITAR ENTRE 2013 E 20...HISTORIADORES E O ENSINO DE HISTÓRIA SOBRE A DITADURA MILITAR ENTRE 2013 E 20...
HISTORIADORES E O ENSINO DE HISTÓRIA SOBRE A DITADURA MILITAR ENTRE 2013 E 20...
samuel Jesus
 
Naturalismo e Realismo
Naturalismo e RealismoNaturalismo e Realismo
Naturalismo e Realismo
_saramoitinho
 
Revista Sinais Sociais (abril 2011)
Revista Sinais Sociais (abril 2011)Revista Sinais Sociais (abril 2011)
Revista Sinais Sociais (abril 2011)
Samuel Lima
 
O que é isso ex companheiro lula
O que é isso ex companheiro lulaO que é isso ex companheiro lula
O que é isso ex companheiro lula
MarcosGoursand1
 
AULA 01 - RELEVÂNCIA CONCEITOS E CARACTERÍSTICAS.pptx
AULA 01 - RELEVÂNCIA CONCEITOS E CARACTERÍSTICAS.pptxAULA 01 - RELEVÂNCIA CONCEITOS E CARACTERÍSTICAS.pptx
AULA 01 - RELEVÂNCIA CONCEITOS E CARACTERÍSTICAS.pptx
AmorimLuciSantos
 
Proposta de Microtesauro do Domínio História da Ideias Poíticas e Pensamento ...
Proposta de Microtesauro do Domínio História da Ideias Poíticas e Pensamento ...Proposta de Microtesauro do Domínio História da Ideias Poíticas e Pensamento ...
Proposta de Microtesauro do Domínio História da Ideias Poíticas e Pensamento ...
DouglasVazdeBarrosMo
 
Planejamento 5º ano
Planejamento 5º anoPlanejamento 5º ano
01 isabela e alice-introdução a política
01 isabela e alice-introdução a política01 isabela e alice-introdução a política
01 isabela e alice-introdução a política
Sérgio Braga
 
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.ppt
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.pptGENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.ppt
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.ppt
Paulo Oliveira
 
Escola Funcionalista
Escola  FuncionalistaEscola  Funcionalista
Escola Funcionalista
Omec
 
Apresentação VII EPEA 2013
Apresentação VII EPEA 2013Apresentação VII EPEA 2013
Apresentação VII EPEA 2013
Leonardo Kaplan
 
G:\Gru Ger Form Pes Ace\ Gt Form 2010\Projetos\Aprimoramento Profissional...
G:\Gru Ger Form Pes Ace\ Gt   Form   2010\Projetos\Aprimoramento Profissional...G:\Gru Ger Form Pes Ace\ Gt   Form   2010\Projetos\Aprimoramento Profissional...
G:\Gru Ger Form Pes Ace\ Gt Form 2010\Projetos\Aprimoramento Profissional...
ElenitaPimentel
 

Semelhante a João Ubaldo rRbeiro (20)

construção da cidadania.pdf
construção da cidadania.pdfconstrução da cidadania.pdf
construção da cidadania.pdf
 
O discurso do corpo: Expressões corporais e comportamentais no discurso político
O discurso do corpo: Expressões corporais e comportamentais no discurso políticoO discurso do corpo: Expressões corporais e comportamentais no discurso político
O discurso do corpo: Expressões corporais e comportamentais no discurso político
 
Fernando henrique cardoso
Fernando henrique cardosoFernando henrique cardoso
Fernando henrique cardoso
 
AS ESTRATÉGIAS DISCURSIVAS NA EDITORIA POLÍTICA NACIONAL DA REVISTA ROLLING S...
AS ESTRATÉGIAS DISCURSIVAS NA EDITORIA POLÍTICA NACIONAL DA REVISTA ROLLING S...AS ESTRATÉGIAS DISCURSIVAS NA EDITORIA POLÍTICA NACIONAL DA REVISTA ROLLING S...
AS ESTRATÉGIAS DISCURSIVAS NA EDITORIA POLÍTICA NACIONAL DA REVISTA ROLLING S...
 
TC ESCOLA FRANCESA
TC ESCOLA FRANCESATC ESCOLA FRANCESA
TC ESCOLA FRANCESA
 
Eu odeio política
Eu odeio políticaEu odeio política
Eu odeio política
 
Teorias da Comunicação II
Teorias da Comunicação IITeorias da Comunicação II
Teorias da Comunicação II
 
Fhc
FhcFhc
Fhc
 
HISTORIADORES E O ENSINO DE HISTÓRIA SOBRE A DITADURA MILITAR ENTRE 2013 E 20...
HISTORIADORES E O ENSINO DE HISTÓRIA SOBRE A DITADURA MILITAR ENTRE 2013 E 20...HISTORIADORES E O ENSINO DE HISTÓRIA SOBRE A DITADURA MILITAR ENTRE 2013 E 20...
HISTORIADORES E O ENSINO DE HISTÓRIA SOBRE A DITADURA MILITAR ENTRE 2013 E 20...
 
Naturalismo e Realismo
Naturalismo e RealismoNaturalismo e Realismo
Naturalismo e Realismo
 
Revista Sinais Sociais (abril 2011)
Revista Sinais Sociais (abril 2011)Revista Sinais Sociais (abril 2011)
Revista Sinais Sociais (abril 2011)
 
O que é isso ex companheiro lula
O que é isso ex companheiro lulaO que é isso ex companheiro lula
O que é isso ex companheiro lula
 
AULA 01 - RELEVÂNCIA CONCEITOS E CARACTERÍSTICAS.pptx
AULA 01 - RELEVÂNCIA CONCEITOS E CARACTERÍSTICAS.pptxAULA 01 - RELEVÂNCIA CONCEITOS E CARACTERÍSTICAS.pptx
AULA 01 - RELEVÂNCIA CONCEITOS E CARACTERÍSTICAS.pptx
 
Proposta de Microtesauro do Domínio História da Ideias Poíticas e Pensamento ...
Proposta de Microtesauro do Domínio História da Ideias Poíticas e Pensamento ...Proposta de Microtesauro do Domínio História da Ideias Poíticas e Pensamento ...
Proposta de Microtesauro do Domínio História da Ideias Poíticas e Pensamento ...
 
Planejamento 5º ano
Planejamento 5º anoPlanejamento 5º ano
Planejamento 5º ano
 
01 isabela e alice-introdução a política
01 isabela e alice-introdução a política01 isabela e alice-introdução a política
01 isabela e alice-introdução a política
 
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.ppt
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.pptGENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.ppt
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.ppt
 
Escola Funcionalista
Escola  FuncionalistaEscola  Funcionalista
Escola Funcionalista
 
Apresentação VII EPEA 2013
Apresentação VII EPEA 2013Apresentação VII EPEA 2013
Apresentação VII EPEA 2013
 
G:\Gru Ger Form Pes Ace\ Gt Form 2010\Projetos\Aprimoramento Profissional...
G:\Gru Ger Form Pes Ace\ Gt   Form   2010\Projetos\Aprimoramento Profissional...G:\Gru Ger Form Pes Ace\ Gt   Form   2010\Projetos\Aprimoramento Profissional...
G:\Gru Ger Form Pes Ace\ Gt Form 2010\Projetos\Aprimoramento Profissional...
 

Último

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 

Último (20)

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 

João Ubaldo rRbeiro

  • 1. Adriano Corrêa, Guilherme Palhares, UFRGS 2011 Gustavo Enimitef, João Ricardo Corso e Teorias Organizacionais II Tomás Pereira
  • 2. Escritor, jornalista, roteirista e professor  Membro da Academia Brasileira de Letras  Ganhador do Prêmio Camões de 2008
  • 3. Um pouco da sua história..  Nasceu em 23 de janeiro de 1941 em Itaparica na Bahia  Dedicou-se desde cedo aos estudos motivados por seu pai  Iniciou seus trabalhos no jornalismo em 1957. Editou revistas e jornais culturais com Glauber Rocha.  Participou do movimento estudantil (1958)  Em 1958 inicia o curso de direito na Universidade Federal da Bahia, onde fez pós-graduação em Adm Pública
  • 4. Colabor nos editais:  O Globo,  Frankfurter Rundschau (na Alemanha),  Jornal da Bahia,  Die Zeit[7] (Alemanha),  The Times Literary Supplement (Inglaterra),  O Jornal (Portugal),  Jornal de Letras (Portugal),  O Estado de São Paulo, A Tarde e muitos outros, exteriores e nacionais
  • 5. Utilizador racional dos recursos  Busca a eficácia  Aplicador das ciências sociais
  • 6. Qual a formação ideal do administrador?  O Administrador Técnico  O Administrador Humanista
  • 7. Dilema dos métodos  A ciência social  (Im)Parcialidade da ciência social, quanto ciência
  • 8. Teoria da relatividade  Ciência Natural x Ciência Social  Objetividade x Subjetividade  Ineficiência do emperismo
  • 9. Ciências Sociais e a Políticas.  A política quanto a sua parcialidade.  O administrador é o fator transformador dotado de opinião e parcialidade.
  • 10. Falta de educação  Falta de posicionamento político  Alienação involuntária
  • 11. Administrador é um agente político, logo parcial.  Administrador técnico é similar a uma máquina  O administrador técno-humanista
  • 12. Mapeamento da crise brasileira  Consciência ingênua e crítica  A tendência à oligarquização
  • 13. A reforma ótima existe?  Reforma Gradual x Reforma Absoluta
  • 14. Ordem  Planejamento  Resistência  Relações setoriais  Interdependência