SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRAN DOURADOS - UFGD
PÓLO BATAGUASSU
CURSO DE PEDAGOGIA
 
 
 
 
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PARA O ENSINO DA 
MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Aluna: Maria de Lourdes Pereira Azuma
Professor Formador: Célio Pinho
Tutor a Distância: Messias Sampaio Muniz
Disciplina: Currículo e Ensino da Matemática
INTRODUÇÃO
O ensino da Matemática, muitas vezes, é visto como um momento de
tortura para muitos alunos. Por se tratar de uma disciplina que exige
muita atenção e concentração, nem sempre, o aluno consegue manter a
atenção naquilo que o professor explica, e dessa situação derivam
dificuldades que podem acompanhar o indivíduo por toda a sua vida.
Por essa razão, metodologias alternativas vêm sendo utilizadas no
sentido de manter a atenção do aluno durante o processo de
ensino/aprendizagem e a utilização de jogos tem sido uma delas.
Ensinar Matemática através de jogos é importante em todos os níveis
de ensino, porém, na Educação Infantil, é mais do que importante: é
indispensável, pois, para manter a atenção e concentração de uma
criança pequena em conteúdos tão abstratos é preciso muita
criatividade.
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PARA O ENSINO DA 
MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
1.1 Os Jogos Operacionais e o Ensino da Matemática
Os jogos e as brincadeiras fazem parte do universo da criança.
Apesar das diferenças culturais, raciais e sociais, é comum, em
quase todas as regiões do planeta, as crianças crescerem
brincando e jogando.
Para Kishimoto (1998) apud Bueno (2010) os jogos são
múltiplos e contemplam categorias como: faz-de-conta,
simbólicos, sensório motores, intelectuais, individuais, coletivos
e muitos outros. Porém, essa autora chama a atenção para o fato
de que o jogo, os brinquedos e as brincadeiras são termos que
terminam se misturando dada a sua similaridade e correlação.
Todavia, nessa pesquisa, será abordado apenas o jogo, que pode
ser definido como sendo uma brincadeira organizada e com
regras preestabelecidas.
Acredita-se que a inserção de jogos nas aulas de matemática poderá
contribuir de forma significativa para o desenvolvimento e aprendizado
das crianças com idade entre três e cinco anos, pois, permite a elas uma
participação prazerosa na atividade proposta.
Ademais, os jogos estimulam características como: competitividade,
vontade de superar seus próprios limites, a disciplina, o trabalho em
equipe e a socialização.
“Merece destaque Dewey, um dos mais fecundos pensadores
educacionais do século passado, que expôs como o jogo e o brincar têm
importância na vida social, sendo à base do desenvolvimento infantil e,
consequentemente, da própria educação. O autor salientava o papel do
brincar na educação democrática, podendo auxiliar a formação integral
do indivíduo” (CORTEZ, 2005, p. 67)
No entanto, Cortez (2005) adverte que não basta o professor
liberar a criança para jogar ou brincar enquanto ele descansa.
Primeiramente, é preciso planejamento e organização de forma
criteriosa antes de se introduzir jogos e brincadeiras para auxiliar
o processo de ensino/aprendizagem. Para esse autor, antes de
tudo, o professor deve estabelecer a intenção, os objetivos e os
resultados que pretende alcançar quando decide inserir atividades
lúdicas no contexto da aprendizagem.
Seguem abaixo exemplos de dois jogos simples, fáceis de aplicar
e que permitem o aprendizado de matemática para o Ensino
Infantil.
• Exemplo I
• Jogo de boliche – trata-se de um jogo que deve ser feito em quadra,
se possível, junto com o professor de Educação Física, pois, além de
conceitos matemáticos de adição, trabalha também a parte física e
motora, já que utiliza movimentos como correr e arremessar. Assim,
além de fácil aplicação, ele promove um conhecimento
transdisciplinar.
• Espaço: quadra da escola
• Duração: 20 a 30 minutos.
• Materiais: pinos em duas cores, bola de borracha em tamanho
médio, coletes ou fitas nas cores dos pinos para diferenciar as
equipes (Obs.: se a escola não dispuser do material necessário,
poderá utilizar material alternativo, como garrafas pet, por
exemplo).
• Execução:
• a) Riscar a quadra com um giz, criando duas raias e
posicionando os pinos numa distância que pode variar
entre 3 a 4 metros (dependendo da idade da criança).
• b) Dividir a sala em duas equipes.
• c) Colocar 5 pinos em cada raia, sendo eu cada um deles
deve ser numerados de 1 a 5. Cada pino derrubado deverá
ser computado na soma de pontos para a equipe.
• d) Cada aluno poderá arremessar uma única vez. No final,
a equipe que totalizar mais pontos vence a partida.
• Exemplo II
•
• Jogo de dados “Cubra e descubra” – esse jogo permite
trabalhar adição, subtração e noções de dúzia. Além disso,
trabalha características como atenção e concentração.
• Espaço: sala de aula
• Duração: 20 a 30 minutos.
• Materiais: dois dados; um tabuleiro (de madeira, papelão ou
papel cartão) com os números de 2 a 12 grafados de forma
sequencial; 11 fichas (que podem ser em papel cartão) cortadas
em tamanhos iguais para cobrir cada um dos números, uma
mesa pequena para colocar o tabuleiro.
•Execução:
•a) Colocar os alunos sentados (em suas carteiras) em círculo ao redor
da mesa com o tabuleiro (pode haver vários tabuleiros e várias equipes se a
sala for muito numerosa);
•b) Mostrar para as crianças os números do tabuleiro descobertos,
após, cobri-los novamente;
•c) Explicar cuidadosamente a brincadeira, oferecendo exemplos e
definindo se é adição ou subtração que será trabalhada;
•d) Estabelecer uma ordem para iniciar (pode ser por ordem alfabética
dos nomes, pelos alunos menores ou outro critério de escolha);
•e) Orientar o aluno a lançar os dados para cima; se for adição o
conteúdo a ser trabalhado, o professor também deve explicar para a criança
que ela precisa somar o apresentado nos dois dados (ex.: 5 +2=7);
•f) Em seguida, a criança deve se aproximar do tabuleiro e descobrir a
cartela onde ela acha (ou lembra) que estará o número que corresponde à
soma dos dados (no caso do exemplo acima, o sete). A criança que acertar
ganha um elogio, aquela que errar ganha um incentivo de tentar novamente
quando todos terminarem.
• 1.2 As Tecnologias de Informação e Comunicação – TICs e
o Ensino da Matemática
•
• O computador e a internet são dois exemplos de Tecnologias
de Informação e Comunicação – TICs que podem ser
utilizados como ferramentas no processo de
ensino/aprendizagem da Matemática.
• Se o mundo evolui, a escola também tem que evoluir, pois,
segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs, a
cultura da informática, a cada dia, leva as pessoas a considerar
que o computador se constitui num recurso didático cada dia
mais indispensável (BRASIL, 1997).
“Ele é apontado como um instrumento que traz versáteis possibilidades
ao processo de ensino e aprendizagem de Matemática, seja pela sua
destacada presença na sociedade moderna, seja pelas possibilidades de
sua aplicação nesse processo” (BRASIL, 1997, p. 35).
“Tudo indica que seu caráter lógico-matemático pode ser um grande
aliado do desenvolvimento cognitivo dos alunos, principalmente na
medida em que ele permite um trabalho que obedece a distintos ritmos
de aprendizagem” (BRASIL, 1997, p. 35).
No entanto, não basta colocar a criança diante de um computador com
um software qualquer e achar que se está ensinando matemática. Para
ser relevante, o software deve ser cuidadosamente escolhido
considerando aspectos como: conteúdos que se quer ensinar; faixa
etária alvo e resultados que se pretende alcançar, pois,
“Um software será relevante para o ensino da Matemática se o seu
desenvolvimento estiver fundamentado em uma teoria de aprendizagem
cientificamente comprovada para que ele possa permitir ao aluno
desenvolver a capacidade de construir, de forma autônoma, o
conhecimento sobre um determinado assunto” (BONA, 2009, p. 35).
Segundo Bona (2009), existem diversos softwares, em sua maioria,
gratuitos, e que auxiliam o ensino da Matemática, aplicando conteúdos
como: máximo divisor comum, mínimo múltiplo comum, cálculos de
adição, subtração, multiplicação e divisão, entre outros. Porém, o
professor precisa estar atento sobre os que realmente poderão fazer a
diferença em sua prática pedagógica.
Uma sugestão de site gratuito é o chamado “Escola Games”, onde são
disponibilizados jogos que trabalham sequência numérica, quantidade,
seriação, classificação , entre outros.
A maioria das escolas do Estado de Mato Grosso do Sul (ao menos as
escolas estaduais), possuem laboratórios de informática e, geralmente,
tem à disposição softwares direcionados a diversas disciplinas,
inclusive Matemática.
É obvio que aulas no laboratório de informática não são possíveis de se
aplicar todos os dias, mas, ao menos uma vez por semana, é importante
que o professor ofereça aos seus alunos um jogo de computador que
contribua para o ensino da Matemática, pois, isso permitirá ao aluno o
acesso a um conteúdo matemático apresentado de forma lúdica. Além
disso, esse aluno estará manipulando uma ferramenta que fascina a
maioria das crianças e jovens e isso se constitui num ponto positivo
para o ensino da Matemática.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Enfim, a Matemática não se constitui numa disciplina mediana, onde se
aprende “mais ou menos”. Ou se sabe ou não sabe matemática, ou se
ama ou se odeia e, embora não se disponha de números estatísticos,
pode-se dizer que, infelizmente um alto índice dos alunos brasileiros,
de fato, “odeiam” a Matemática e gostariam de bani-la do currículo
escolar.
Ocorre que, isto não é possível haja vista a Matemática fazer parte da
vida das pessoas. Nessa perspectiva, a única alternativa dos Educadores
é tornar a disciplina interessante ao aluno e ensina-la através de jogos,
desde a Educação Infantil pode ser um caminho para construir uma
comunidade escolar “apaixonada” pela Matemática.
• REFERÊNCIAS:
BONA, Berenice de Oliveira. Análise de softwares educativos para o
ensino de Matemática nos anos iniciais do ensino fundamental.
Experiências em Ensino de Ciências – V4(1), p.35-55, 2009.
Disponível em:
http://www.if.ufrgs.br/eenci/artigos/Artigo_ID71/v4_n1_a2009.pdf.
Acesso em 14 de junho de 2014.
BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: matemática.
Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997.
BUENO, Elizangela. Jogos e brincadeiras na educação infantil:
ensinando de forma lúdica. (Monografia). Graduação em Pedagogia.
Universidade Estadual de Londrina. 2010, Disponível em:
http://www.uel.br/ceca/pedagogia/pages/arquivos/ELIZANGELA
%20BUENO.pdf. Acesso em 14 de junho de 2014.
CORTEZ, Luiz Cláudio dos Santos. Abordagem dos elementos do lúdico
na educação infantil. Universidade Estadual de Londrina. Anais do “II
CONPEF – Congresso Norte Paranaense de Educação Física Escolar”
p. 65 -75, julho/2005. ISBN 85-7216-433-2. Disponível em:
http://www.uel.br/eventos/conpef/conpef2/CONPEF2005/ARTIGOS/CON
PEF2005_A6.pdf. Acesso em 14 de junho de 2014.
PICCOLO, Gustavo Martins. Jogo ou brincadeira: afinal, de que estamos
falando? Motriz, Rio Claro, v. 15, n. 4, p. 925-934. out./dez./2009.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
cefaprodematupa
 
Trabalhando Matemática nos Anos Iniciais
Trabalhando Matemática nos Anos IniciaisTrabalhando Matemática nos Anos Iniciais
Trabalhando Matemática nos Anos Iniciais
luciany-nascimento
 
Jogos Educativos
Jogos EducativosJogos Educativos
Jogos Educativos
Patricia Bampi
 
Aprender e ensinar Matemática no Ensino Fundamental
Aprender e  ensinar Matemática no Ensino FundamentalAprender e  ensinar Matemática no Ensino Fundamental
Aprender e ensinar Matemática no Ensino Fundamental
valdivina
 
Plano de ensino matematica
Plano de ensino  matematicaPlano de ensino  matematica
Plano de ensino matematica
simonclark
 
A matemática na rotina a educação infantil
A matemática na rotina a educação infantilA matemática na rotina a educação infantil
A matemática na rotina a educação infantil
Beatriz Dornelas
 
Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem
carmensilva723002
 
Trabalhando Ciências da Natureza nos Anos Iniciais
Trabalhando Ciências da Natureza nos Anos IniciaisTrabalhando Ciências da Natureza nos Anos Iniciais
Trabalhando Ciências da Natureza nos Anos Iniciais
luciany-nascimento
 
Rotina na Alfabetização
Rotina na AlfabetizaçãoRotina na Alfabetização
Rotina na Alfabetização
Shirley Lauria
 
Oficina de grandezas e medidas
Oficina de grandezas e medidasOficina de grandezas e medidas
Oficina de grandezas e medidas
Naysa Taboada
 
Livro fundamentos e metodologia do ensino da Matematica
Livro fundamentos e metodologia do ensino da MatematicaLivro fundamentos e metodologia do ensino da Matematica
Livro fundamentos e metodologia do ensino da Matematica
Magno Oliveira
 
Slide a importancia dos jogos da matematica
Slide a importancia dos jogos da matematicaSlide a importancia dos jogos da matematica
Slide a importancia dos jogos da matematica
Marlene Alves de Souza
 
Jogos matemáticos
Jogos matemáticosJogos matemáticos
Jogos matemáticos
amitafdairam
 
Planejamento pedagógico alinhado à BNCC
Planejamento pedagógico alinhado à BNCCPlanejamento pedagógico alinhado à BNCC
Planejamento pedagógico alinhado à BNCC
ThalesSantos36
 
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
Abraão Matos
 
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Joelson Honoratto
 
Plano de ensino religião
Plano de ensino  religiãoPlano de ensino  religião
Plano de ensino religião
simonclark
 
Jogos matemáticos slide
Jogos matemáticos slideJogos matemáticos slide
Jogos matemáticos slide
Marli Franca
 
Lúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aulaLúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aula
Celismara Seleguin
 
Jogos Educativos para sala de aula
Jogos Educativos para sala de aulaJogos Educativos para sala de aula
Jogos Educativos para sala de aula
Cursos Profissionalizantes
 

Mais procurados (20)

A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Trabalhando Matemática nos Anos Iniciais
Trabalhando Matemática nos Anos IniciaisTrabalhando Matemática nos Anos Iniciais
Trabalhando Matemática nos Anos Iniciais
 
Jogos Educativos
Jogos EducativosJogos Educativos
Jogos Educativos
 
Aprender e ensinar Matemática no Ensino Fundamental
Aprender e  ensinar Matemática no Ensino FundamentalAprender e  ensinar Matemática no Ensino Fundamental
Aprender e ensinar Matemática no Ensino Fundamental
 
Plano de ensino matematica
Plano de ensino  matematicaPlano de ensino  matematica
Plano de ensino matematica
 
A matemática na rotina a educação infantil
A matemática na rotina a educação infantilA matemática na rotina a educação infantil
A matemática na rotina a educação infantil
 
Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem
 
Trabalhando Ciências da Natureza nos Anos Iniciais
Trabalhando Ciências da Natureza nos Anos IniciaisTrabalhando Ciências da Natureza nos Anos Iniciais
Trabalhando Ciências da Natureza nos Anos Iniciais
 
Rotina na Alfabetização
Rotina na AlfabetizaçãoRotina na Alfabetização
Rotina na Alfabetização
 
Oficina de grandezas e medidas
Oficina de grandezas e medidasOficina de grandezas e medidas
Oficina de grandezas e medidas
 
Livro fundamentos e metodologia do ensino da Matematica
Livro fundamentos e metodologia do ensino da MatematicaLivro fundamentos e metodologia do ensino da Matematica
Livro fundamentos e metodologia do ensino da Matematica
 
Slide a importancia dos jogos da matematica
Slide a importancia dos jogos da matematicaSlide a importancia dos jogos da matematica
Slide a importancia dos jogos da matematica
 
Jogos matemáticos
Jogos matemáticosJogos matemáticos
Jogos matemáticos
 
Planejamento pedagógico alinhado à BNCC
Planejamento pedagógico alinhado à BNCCPlanejamento pedagógico alinhado à BNCC
Planejamento pedagógico alinhado à BNCC
 
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
 
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
 
Plano de ensino religião
Plano de ensino  religiãoPlano de ensino  religião
Plano de ensino religião
 
Jogos matemáticos slide
Jogos matemáticos slideJogos matemáticos slide
Jogos matemáticos slide
 
Lúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aulaLúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aula
 
Jogos Educativos para sala de aula
Jogos Educativos para sala de aulaJogos Educativos para sala de aula
Jogos Educativos para sala de aula
 

Destaque

Jogos matemáticos
Jogos matemáticosJogos matemáticos
Jogos matemáticos
Roberta Andrade
 
Apostila matematica com jogos e atividades
Apostila matematica com jogos e atividadesApostila matematica com jogos e atividades
Apostila matematica com jogos e atividades
Marcelo Santos
 
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemáticaOficina para o jogos e brincadeiras para matemática
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática
Elizabete Oliveira
 
Jogos matemáticos 1
Jogos matemáticos 1Jogos matemáticos 1
Jogos matemáticos 1
iran rodrigues
 
A importância do lúdico na aprendizagem de matemática
A importância do lúdico na aprendizagem de matemáticaA importância do lúdico na aprendizagem de matemática
A importância do lúdico na aprendizagem de matemática
Israel serique
 
Matemática com jogos
Matemática com jogosMatemática com jogos
Matemática com jogos
elieneudocia
 
Educacao matematica
Educacao matematicaEducacao matematica
Educacao matematica
michaelmelo
 
Matematica exercicios lista amortiza_o_i
Matematica exercicios lista amortiza_o_iMatematica exercicios lista amortiza_o_i
Matematica exercicios lista amortiza_o_i
gabaritocontabil
 
Exercicios de matematica
Exercicios de matematicaExercicios de matematica
Exercicios de matematica
Claudiana Watanabe Vargas
 
Questões do enem
Questões do enemQuestões do enem
Questões do enem
Elionaldo Bringel
 
Tabuleiro e regras do jogo de matemática
Tabuleiro e regras do jogo de matemáticaTabuleiro e regras do jogo de matemática
Tabuleiro e regras do jogo de matemática
franciscaf
 
Atividade interdisciplinar aft
Atividade interdisciplinar aftAtividade interdisciplinar aft
Atividade interdisciplinar aft
Edson Nascimento dos Santos
 
A importância dos jogos na aprendizagem matemática
A importância dos jogos na aprendizagem matemáticaA importância dos jogos na aprendizagem matemática
A importância dos jogos na aprendizagem matemática
Lakalondres
 
Educacao Fisica
Educacao FisicaEducacao Fisica
Educacao Fisica
Rosatricia Moura
 
BIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICA
BIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICABIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICA
BIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICA
Edilson Porfirio
 
Apostila jogos na matematica
Apostila   jogos na matematicaApostila   jogos na matematica
Apostila jogos na matematica
Marcia MMs
 
Interdisciplinaridade e matemática
Interdisciplinaridade e matemáticaInterdisciplinaridade e matemática
Interdisciplinaridade e matemática
Jose Bueno
 
Planejamento de matemática completo do 2º grau
Planejamento de matemática completo do 2º grauPlanejamento de matemática completo do 2º grau
Planejamento de matemática completo do 2º grau
Antonio Carneiro
 
Matemática exercícios...
Matemática exercícios...Matemática exercícios...
Matemática exercícios...
labeques
 
Atividade Interdisciplinar
Atividade InterdisciplinarAtividade Interdisciplinar
Atividade Interdisciplinar
Edson Nascimento dos Santos
 

Destaque (20)

Jogos matemáticos
Jogos matemáticosJogos matemáticos
Jogos matemáticos
 
Apostila matematica com jogos e atividades
Apostila matematica com jogos e atividadesApostila matematica com jogos e atividades
Apostila matematica com jogos e atividades
 
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemáticaOficina para o jogos e brincadeiras para matemática
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática
 
Jogos matemáticos 1
Jogos matemáticos 1Jogos matemáticos 1
Jogos matemáticos 1
 
A importância do lúdico na aprendizagem de matemática
A importância do lúdico na aprendizagem de matemáticaA importância do lúdico na aprendizagem de matemática
A importância do lúdico na aprendizagem de matemática
 
Matemática com jogos
Matemática com jogosMatemática com jogos
Matemática com jogos
 
Educacao matematica
Educacao matematicaEducacao matematica
Educacao matematica
 
Matematica exercicios lista amortiza_o_i
Matematica exercicios lista amortiza_o_iMatematica exercicios lista amortiza_o_i
Matematica exercicios lista amortiza_o_i
 
Exercicios de matematica
Exercicios de matematicaExercicios de matematica
Exercicios de matematica
 
Questões do enem
Questões do enemQuestões do enem
Questões do enem
 
Tabuleiro e regras do jogo de matemática
Tabuleiro e regras do jogo de matemáticaTabuleiro e regras do jogo de matemática
Tabuleiro e regras do jogo de matemática
 
Atividade interdisciplinar aft
Atividade interdisciplinar aftAtividade interdisciplinar aft
Atividade interdisciplinar aft
 
A importância dos jogos na aprendizagem matemática
A importância dos jogos na aprendizagem matemáticaA importância dos jogos na aprendizagem matemática
A importância dos jogos na aprendizagem matemática
 
Educacao Fisica
Educacao FisicaEducacao Fisica
Educacao Fisica
 
BIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICA
BIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICABIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICA
BIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICA
 
Apostila jogos na matematica
Apostila   jogos na matematicaApostila   jogos na matematica
Apostila jogos na matematica
 
Interdisciplinaridade e matemática
Interdisciplinaridade e matemáticaInterdisciplinaridade e matemática
Interdisciplinaridade e matemática
 
Planejamento de matemática completo do 2º grau
Planejamento de matemática completo do 2º grauPlanejamento de matemática completo do 2º grau
Planejamento de matemática completo do 2º grau
 
Matemática exercícios...
Matemática exercícios...Matemática exercícios...
Matemática exercícios...
 
Atividade Interdisciplinar
Atividade InterdisciplinarAtividade Interdisciplinar
Atividade Interdisciplinar
 

Semelhante a Jogos no ensino da matemática

A psicologia educacional_como_orientador
A psicologia educacional_como_orientadorA psicologia educacional_como_orientador
A psicologia educacional_como_orientador
Barbara de Freitas
 
Curso dw alfabetizaçao2015
Curso dw alfabetizaçao2015Curso dw alfabetizaçao2015
Curso dw alfabetizaçao2015
Kreusa Martins
 
Slides mediação do professor com as tecnologias.
Slides mediação do professor com as tecnologias.Slides mediação do professor com as tecnologias.
Slides mediação do professor com as tecnologias.
Michelleternus
 
Aplicabilidade do tangram
Aplicabilidade do tangramAplicabilidade do tangram
Aplicabilidade do tangram
Toeikan Itapecerica da Serra
 
Jogos
JogosJogos
Jogos
edsonn
 
O jogo no processo de ensinoaprendizagem (1)
O jogo no processo de ensinoaprendizagem (1)O jogo no processo de ensinoaprendizagem (1)
O jogo no processo de ensinoaprendizagem (1)
slucarz
 
Modelo de apresentação de TCC jogos virtuais no ensino da matemática
Modelo de apresentação de TCC jogos virtuais no ensino da matemáticaModelo de apresentação de TCC jogos virtuais no ensino da matemática
Modelo de apresentação de TCC jogos virtuais no ensino da matemática
AndressaVitoria13
 
I encontro de professores de matemática da rede
I encontro de professores de matemática da redeI encontro de professores de matemática da rede
I encontro de professores de matemática da rede
SEMED
 
Ativ 3-4-michelconchelima
Ativ 3-4-michelconchelimaAtiv 3-4-michelconchelima
Ativ 3-4-michelconchelima
Michel Conche
 
Plano de aula jogos matematicos lm
Plano de aula jogos matematicos lmPlano de aula jogos matematicos lm
Plano de aula jogos matematicos lm
Luiz Moura
 
Jogos e Materiais didáticos na Educação Infantil
Jogos e Materiais didáticos na Educação InfantilJogos e Materiais didáticos na Educação Infantil
Jogos e Materiais didáticos na Educação Infantil
Luh Ferreira
 
Metodologias alternativas ensino_matematica
Metodologias alternativas ensino_matematicaMetodologias alternativas ensino_matematica
Metodologias alternativas ensino_matematica
Gnannsibelle
 
I encontro de professores de matemática da rede 6º ao 9º
I encontro de professores de matemática da rede   6º ao 9ºI encontro de professores de matemática da rede   6º ao 9º
I encontro de professores de matemática da rede 6º ao 9º
SEMED
 
Atpsfundaments
AtpsfundamentsAtpsfundaments
Atpsfundaments
Joselinacardoso
 
Atpsfundamentosdematematica 131208143806-phpapp01
Atpsfundamentosdematematica 131208143806-phpapp01Atpsfundamentosdematematica 131208143806-phpapp01
Atpsfundamentosdematematica 131208143806-phpapp01
Joselinacardoso
 
Projeto da pós
Projeto da pósProjeto da pós
FORMAÇÃO.pptx
FORMAÇÃO.pptxFORMAÇÃO.pptx
FORMAÇÃO.pptx
EdileneYolanda1
 
Projeto Jogos Virtuais
Projeto Jogos VirtuaisProjeto Jogos Virtuais
Projeto Jogos Virtuais
margaretreis
 
A MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE MATEMÁTICA A PARTIR DOS JOGOS DIGITAIS DO MANGAHIGH
A MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE MATEMÁTICA A PARTIR DOS JOGOS DIGITAIS DO MANGAHIGHA MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE MATEMÁTICA A PARTIR DOS JOGOS DIGITAIS DO MANGAHIGH
A MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE MATEMÁTICA A PARTIR DOS JOGOS DIGITAIS DO MANGAHIGH
hawbertt
 
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdfMaterial-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
GalbertoGomesOliveir1
 

Semelhante a Jogos no ensino da matemática (20)

A psicologia educacional_como_orientador
A psicologia educacional_como_orientadorA psicologia educacional_como_orientador
A psicologia educacional_como_orientador
 
Curso dw alfabetizaçao2015
Curso dw alfabetizaçao2015Curso dw alfabetizaçao2015
Curso dw alfabetizaçao2015
 
Slides mediação do professor com as tecnologias.
Slides mediação do professor com as tecnologias.Slides mediação do professor com as tecnologias.
Slides mediação do professor com as tecnologias.
 
Aplicabilidade do tangram
Aplicabilidade do tangramAplicabilidade do tangram
Aplicabilidade do tangram
 
Jogos
JogosJogos
Jogos
 
O jogo no processo de ensinoaprendizagem (1)
O jogo no processo de ensinoaprendizagem (1)O jogo no processo de ensinoaprendizagem (1)
O jogo no processo de ensinoaprendizagem (1)
 
Modelo de apresentação de TCC jogos virtuais no ensino da matemática
Modelo de apresentação de TCC jogos virtuais no ensino da matemáticaModelo de apresentação de TCC jogos virtuais no ensino da matemática
Modelo de apresentação de TCC jogos virtuais no ensino da matemática
 
I encontro de professores de matemática da rede
I encontro de professores de matemática da redeI encontro de professores de matemática da rede
I encontro de professores de matemática da rede
 
Ativ 3-4-michelconchelima
Ativ 3-4-michelconchelimaAtiv 3-4-michelconchelima
Ativ 3-4-michelconchelima
 
Plano de aula jogos matematicos lm
Plano de aula jogos matematicos lmPlano de aula jogos matematicos lm
Plano de aula jogos matematicos lm
 
Jogos e Materiais didáticos na Educação Infantil
Jogos e Materiais didáticos na Educação InfantilJogos e Materiais didáticos na Educação Infantil
Jogos e Materiais didáticos na Educação Infantil
 
Metodologias alternativas ensino_matematica
Metodologias alternativas ensino_matematicaMetodologias alternativas ensino_matematica
Metodologias alternativas ensino_matematica
 
I encontro de professores de matemática da rede 6º ao 9º
I encontro de professores de matemática da rede   6º ao 9ºI encontro de professores de matemática da rede   6º ao 9º
I encontro de professores de matemática da rede 6º ao 9º
 
Atpsfundaments
AtpsfundamentsAtpsfundaments
Atpsfundaments
 
Atpsfundamentosdematematica 131208143806-phpapp01
Atpsfundamentosdematematica 131208143806-phpapp01Atpsfundamentosdematematica 131208143806-phpapp01
Atpsfundamentosdematematica 131208143806-phpapp01
 
Projeto da pós
Projeto da pósProjeto da pós
Projeto da pós
 
FORMAÇÃO.pptx
FORMAÇÃO.pptxFORMAÇÃO.pptx
FORMAÇÃO.pptx
 
Projeto Jogos Virtuais
Projeto Jogos VirtuaisProjeto Jogos Virtuais
Projeto Jogos Virtuais
 
A MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE MATEMÁTICA A PARTIR DOS JOGOS DIGITAIS DO MANGAHIGH
A MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE MATEMÁTICA A PARTIR DOS JOGOS DIGITAIS DO MANGAHIGHA MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE MATEMÁTICA A PARTIR DOS JOGOS DIGITAIS DO MANGAHIGH
A MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE MATEMÁTICA A PARTIR DOS JOGOS DIGITAIS DO MANGAHIGH
 
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdfMaterial-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
 

Último

Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 

Último (20)

Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 

Jogos no ensino da matemática

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRAN DOURADOS - UFGD PÓLO BATAGUASSU CURSO DE PEDAGOGIA         A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PARA O ENSINO DA  MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Aluna: Maria de Lourdes Pereira Azuma Professor Formador: Célio Pinho Tutor a Distância: Messias Sampaio Muniz Disciplina: Currículo e Ensino da Matemática
  • 2. INTRODUÇÃO O ensino da Matemática, muitas vezes, é visto como um momento de tortura para muitos alunos. Por se tratar de uma disciplina que exige muita atenção e concentração, nem sempre, o aluno consegue manter a atenção naquilo que o professor explica, e dessa situação derivam dificuldades que podem acompanhar o indivíduo por toda a sua vida. Por essa razão, metodologias alternativas vêm sendo utilizadas no sentido de manter a atenção do aluno durante o processo de ensino/aprendizagem e a utilização de jogos tem sido uma delas. Ensinar Matemática através de jogos é importante em todos os níveis de ensino, porém, na Educação Infantil, é mais do que importante: é indispensável, pois, para manter a atenção e concentração de uma criança pequena em conteúdos tão abstratos é preciso muita criatividade. A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PARA O ENSINO DA  MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
  • 3. 1.1 Os Jogos Operacionais e o Ensino da Matemática Os jogos e as brincadeiras fazem parte do universo da criança. Apesar das diferenças culturais, raciais e sociais, é comum, em quase todas as regiões do planeta, as crianças crescerem brincando e jogando. Para Kishimoto (1998) apud Bueno (2010) os jogos são múltiplos e contemplam categorias como: faz-de-conta, simbólicos, sensório motores, intelectuais, individuais, coletivos e muitos outros. Porém, essa autora chama a atenção para o fato de que o jogo, os brinquedos e as brincadeiras são termos que terminam se misturando dada a sua similaridade e correlação. Todavia, nessa pesquisa, será abordado apenas o jogo, que pode ser definido como sendo uma brincadeira organizada e com regras preestabelecidas.
  • 4. Acredita-se que a inserção de jogos nas aulas de matemática poderá contribuir de forma significativa para o desenvolvimento e aprendizado das crianças com idade entre três e cinco anos, pois, permite a elas uma participação prazerosa na atividade proposta. Ademais, os jogos estimulam características como: competitividade, vontade de superar seus próprios limites, a disciplina, o trabalho em equipe e a socialização. “Merece destaque Dewey, um dos mais fecundos pensadores educacionais do século passado, que expôs como o jogo e o brincar têm importância na vida social, sendo à base do desenvolvimento infantil e, consequentemente, da própria educação. O autor salientava o papel do brincar na educação democrática, podendo auxiliar a formação integral do indivíduo” (CORTEZ, 2005, p. 67)
  • 5. No entanto, Cortez (2005) adverte que não basta o professor liberar a criança para jogar ou brincar enquanto ele descansa. Primeiramente, é preciso planejamento e organização de forma criteriosa antes de se introduzir jogos e brincadeiras para auxiliar o processo de ensino/aprendizagem. Para esse autor, antes de tudo, o professor deve estabelecer a intenção, os objetivos e os resultados que pretende alcançar quando decide inserir atividades lúdicas no contexto da aprendizagem. Seguem abaixo exemplos de dois jogos simples, fáceis de aplicar e que permitem o aprendizado de matemática para o Ensino Infantil.
  • 6. • Exemplo I • Jogo de boliche – trata-se de um jogo que deve ser feito em quadra, se possível, junto com o professor de Educação Física, pois, além de conceitos matemáticos de adição, trabalha também a parte física e motora, já que utiliza movimentos como correr e arremessar. Assim, além de fácil aplicação, ele promove um conhecimento transdisciplinar. • Espaço: quadra da escola • Duração: 20 a 30 minutos. • Materiais: pinos em duas cores, bola de borracha em tamanho médio, coletes ou fitas nas cores dos pinos para diferenciar as equipes (Obs.: se a escola não dispuser do material necessário, poderá utilizar material alternativo, como garrafas pet, por exemplo).
  • 7. • Execução: • a) Riscar a quadra com um giz, criando duas raias e posicionando os pinos numa distância que pode variar entre 3 a 4 metros (dependendo da idade da criança). • b) Dividir a sala em duas equipes. • c) Colocar 5 pinos em cada raia, sendo eu cada um deles deve ser numerados de 1 a 5. Cada pino derrubado deverá ser computado na soma de pontos para a equipe. • d) Cada aluno poderá arremessar uma única vez. No final, a equipe que totalizar mais pontos vence a partida.
  • 8. • Exemplo II • • Jogo de dados “Cubra e descubra” – esse jogo permite trabalhar adição, subtração e noções de dúzia. Além disso, trabalha características como atenção e concentração. • Espaço: sala de aula • Duração: 20 a 30 minutos. • Materiais: dois dados; um tabuleiro (de madeira, papelão ou papel cartão) com os números de 2 a 12 grafados de forma sequencial; 11 fichas (que podem ser em papel cartão) cortadas em tamanhos iguais para cobrir cada um dos números, uma mesa pequena para colocar o tabuleiro.
  • 9. •Execução: •a) Colocar os alunos sentados (em suas carteiras) em círculo ao redor da mesa com o tabuleiro (pode haver vários tabuleiros e várias equipes se a sala for muito numerosa); •b) Mostrar para as crianças os números do tabuleiro descobertos, após, cobri-los novamente; •c) Explicar cuidadosamente a brincadeira, oferecendo exemplos e definindo se é adição ou subtração que será trabalhada; •d) Estabelecer uma ordem para iniciar (pode ser por ordem alfabética dos nomes, pelos alunos menores ou outro critério de escolha); •e) Orientar o aluno a lançar os dados para cima; se for adição o conteúdo a ser trabalhado, o professor também deve explicar para a criança que ela precisa somar o apresentado nos dois dados (ex.: 5 +2=7); •f) Em seguida, a criança deve se aproximar do tabuleiro e descobrir a cartela onde ela acha (ou lembra) que estará o número que corresponde à soma dos dados (no caso do exemplo acima, o sete). A criança que acertar ganha um elogio, aquela que errar ganha um incentivo de tentar novamente quando todos terminarem.
  • 10. • 1.2 As Tecnologias de Informação e Comunicação – TICs e o Ensino da Matemática • • O computador e a internet são dois exemplos de Tecnologias de Informação e Comunicação – TICs que podem ser utilizados como ferramentas no processo de ensino/aprendizagem da Matemática. • Se o mundo evolui, a escola também tem que evoluir, pois, segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs, a cultura da informática, a cada dia, leva as pessoas a considerar que o computador se constitui num recurso didático cada dia mais indispensável (BRASIL, 1997).
  • 11. “Ele é apontado como um instrumento que traz versáteis possibilidades ao processo de ensino e aprendizagem de Matemática, seja pela sua destacada presença na sociedade moderna, seja pelas possibilidades de sua aplicação nesse processo” (BRASIL, 1997, p. 35). “Tudo indica que seu caráter lógico-matemático pode ser um grande aliado do desenvolvimento cognitivo dos alunos, principalmente na medida em que ele permite um trabalho que obedece a distintos ritmos de aprendizagem” (BRASIL, 1997, p. 35). No entanto, não basta colocar a criança diante de um computador com um software qualquer e achar que se está ensinando matemática. Para ser relevante, o software deve ser cuidadosamente escolhido considerando aspectos como: conteúdos que se quer ensinar; faixa etária alvo e resultados que se pretende alcançar, pois,
  • 12. “Um software será relevante para o ensino da Matemática se o seu desenvolvimento estiver fundamentado em uma teoria de aprendizagem cientificamente comprovada para que ele possa permitir ao aluno desenvolver a capacidade de construir, de forma autônoma, o conhecimento sobre um determinado assunto” (BONA, 2009, p. 35). Segundo Bona (2009), existem diversos softwares, em sua maioria, gratuitos, e que auxiliam o ensino da Matemática, aplicando conteúdos como: máximo divisor comum, mínimo múltiplo comum, cálculos de adição, subtração, multiplicação e divisão, entre outros. Porém, o professor precisa estar atento sobre os que realmente poderão fazer a diferença em sua prática pedagógica. Uma sugestão de site gratuito é o chamado “Escola Games”, onde são disponibilizados jogos que trabalham sequência numérica, quantidade, seriação, classificação , entre outros.
  • 13. A maioria das escolas do Estado de Mato Grosso do Sul (ao menos as escolas estaduais), possuem laboratórios de informática e, geralmente, tem à disposição softwares direcionados a diversas disciplinas, inclusive Matemática. É obvio que aulas no laboratório de informática não são possíveis de se aplicar todos os dias, mas, ao menos uma vez por semana, é importante que o professor ofereça aos seus alunos um jogo de computador que contribua para o ensino da Matemática, pois, isso permitirá ao aluno o acesso a um conteúdo matemático apresentado de forma lúdica. Além disso, esse aluno estará manipulando uma ferramenta que fascina a maioria das crianças e jovens e isso se constitui num ponto positivo para o ensino da Matemática.
  • 14. CONSIDERAÇÕES FINAIS Enfim, a Matemática não se constitui numa disciplina mediana, onde se aprende “mais ou menos”. Ou se sabe ou não sabe matemática, ou se ama ou se odeia e, embora não se disponha de números estatísticos, pode-se dizer que, infelizmente um alto índice dos alunos brasileiros, de fato, “odeiam” a Matemática e gostariam de bani-la do currículo escolar. Ocorre que, isto não é possível haja vista a Matemática fazer parte da vida das pessoas. Nessa perspectiva, a única alternativa dos Educadores é tornar a disciplina interessante ao aluno e ensina-la através de jogos, desde a Educação Infantil pode ser um caminho para construir uma comunidade escolar “apaixonada” pela Matemática.
  • 15. • REFERÊNCIAS: BONA, Berenice de Oliveira. Análise de softwares educativos para o ensino de Matemática nos anos iniciais do ensino fundamental. Experiências em Ensino de Ciências – V4(1), p.35-55, 2009. Disponível em: http://www.if.ufrgs.br/eenci/artigos/Artigo_ID71/v4_n1_a2009.pdf. Acesso em 14 de junho de 2014. BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: matemática. Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997.
  • 16. BUENO, Elizangela. Jogos e brincadeiras na educação infantil: ensinando de forma lúdica. (Monografia). Graduação em Pedagogia. Universidade Estadual de Londrina. 2010, Disponível em: http://www.uel.br/ceca/pedagogia/pages/arquivos/ELIZANGELA %20BUENO.pdf. Acesso em 14 de junho de 2014. CORTEZ, Luiz Cláudio dos Santos. Abordagem dos elementos do lúdico na educação infantil. Universidade Estadual de Londrina. Anais do “II CONPEF – Congresso Norte Paranaense de Educação Física Escolar” p. 65 -75, julho/2005. ISBN 85-7216-433-2. Disponível em: http://www.uel.br/eventos/conpef/conpef2/CONPEF2005/ARTIGOS/CON PEF2005_A6.pdf. Acesso em 14 de junho de 2014. PICCOLO, Gustavo Martins. Jogo ou brincadeira: afinal, de que estamos falando? Motriz, Rio Claro, v. 15, n. 4, p. 925-934. out./dez./2009.