SlideShare uma empresa Scribd logo
Quem Somos?
   O investeducar é um portal financeiro e uma empresa especializada em educar
   e formar novos investidores.

   Nossa instituição foi criada com objetivo de ensinar e tornar nosso aluno apto a
   analisar, tomar decisões e definir suas estratégias de investimentos de acordo
   com seu perfil de investidor.
    Missão




             Contribuir para o desenvolvimento da sociedade por meio da
             educação e capacitação.
    Visão




             Ser uma empresa líder na formação de investidores capacitados.
Quem Somos?
         http://www.investeducar.com.br/
Página   p.00


    Todos os tópicos possuem conteúdo
    aprofundado na apostila

    Slides marcados com este símbolo são
    abordados no curso intermediário

    Slides marcados com este símbolo são
    abordados no curso avançado


R   Material Novo/Recomendamos Copiar
Formação de Investidores
       Intensivo
Agenda

   O que é Mercado Financeiro

   O Mercado de Ações

   Planejamento Operacional       Número de
                                   Slides: 137
   Análise Fundamentalista      Duração Prevista:
                                    10 horas
   Análise Técnica
Agenda

   O que é Mercado Financeiro

   O Mercado de Ações

   Planejamento Operacional

   Análise Fundamentalista

   Análise Técnica
O que é Mercado Financeiro


  Participantes do Mercado Financeiro

  O Mercado de Capitais

  O Mercado de Câmbio

  Finanças Nacionais

  Tipos de Investimentos
O que é Mercado Financeiro
Participantes do Mercado Financeiro                                                          p.05

                           Sistema Financeiro Nacional

  Autoridades Monetárias         Autoridades de Apoio          Instituições Financeiras


                                      Comissão de Valores              Crédito a CP
                                      Mobiliários (Xerife do
      Conselho Monetário                   mercado)                Crédito a Médio e LP
           Nacional                      Banco do Brasil
                                                                Crédito para Bens Duráveis
                                       Banco Nacional de
                                        Desenvolvimento             Crédito Imobiliário
                                       Econômico e Social
                                                                Intermediação no Merc Cap
     Banco Central do Brasil      Caixa Econômica Federal
      (Banco dos bancos)                                          Seguros e Capitalização
                                   Conselho de Recursos do
                                 Sistema Financeiro Nacional     Arrendamento Mercantil



                                         Fonte: Fortuna
O que é Mercado Financeiro
Participantes do Mercado Financeiro


                           Sistema Financeiro Nacional
                               Responsável pela fixação de diretrizes da política monetária, creditícia
                               e cambial do País. Funciona como um conselho de política econômica.
                               Atua como órgão executivo central do sistema financeiro, fazendo
                                      Comissão de Valores                  Crédito a CP
                               cumprirMobiliários (Xerife do
                                      as disposições e normas do CMN.
      Conselho Monetário                    mercado)                       Crédito a Médio e LP
                               Órgão normativo do sistema financeiro, desenvolve, disciplina e
           Nacional
                               fiscaliza o mercado de valores mobiliários.
                                       Banco Nacional de
                                        Desenvolvimento
                               Responsável pela política de investimentos de longo prazo do
                                       Econômico e Social
                               governo federal, sendo a principal instituição de fomento no Cap
                                                                        Intermediação no Merc país.
     Banco Central do Brasil
      (Banco dos bancos)
                               Bancos comerciais, bancos cooperativos, bancos múltiplos, etc.

                               Bancos de desenvolvimento, bancos de investimento, etc.

                               Bancos de investimento, corretoras, agentes autônomos, etc.
O que é Mercado Financeiro
      O Mercado de Capitais


 O mercado de capitais é:                    Podemos dividir o mercado de capitais
                                             pela natureza da espécie:

 Um sistema de
 distribuição de valores
 mobiliários...                                          Mercado de Crédito
                                                         • Curto Prazo
                                                         • Longo Prazo
    ...que proporciona
    liquidez aos títulos de
    emissão de empresas...

                                                         Mercado de Títulos
        ...e viabiliza o processo                        • Propriedade (Ações)
        de capitalização.                                • Dívidas (Debêntures)



                                    Fonte: Bovespa
O que é Mercado Financeiro
    O Mercado de Capitais



     ATIVO                  PASSIVO
                                      Empréstimo bancário:
                                      Operação de crédito de
                                      curto prazo

                                      Commercial paper:
                                      Títulos de dívida de
                                      curto prazo

                                      Debêntures: Títulos de
                       PATRIMÔNIO     dívida de longo prazo
                         LÍQUIDO
                                      Ações: Títulos de propriedade




R
O que é Mercado Financeiro
    O Mercado de Capitais



     ATIVO                  PASSIVO
                                      Empréstimo bancário:
     CAIXA                            Operação de crédito de
                                      curto prazo

                                      Commercial paper:
                                      Títulos de dívida de
                                      curto prazo

                                      Debêntures: Títulos de
                       PATRIMÔNIO     dívida de longo prazo
                         LÍQUIDO
                                      Ações: Títulos de propriedade




R
O que é Mercado Financeiro
             O Mercado de Câmbio

 Envolve negociação de moedas estrangeiras e seus interessados.
           Mercado de Câmbio                                      Operações de Câmbio

                                                         Compra: recebe moeda estrangeira
                           Caixas                        Venda: recebe moeda naciona
        Bancos
                         Econômicas                      Arbitragem: só moeda estrangeira

                            CTVMC
          SCFI                                                        Tipos de Câmbio
                            DTVMC
                                                         Comercial: comércio exterior.
     Agências de         Meios de
                                                         Paralelo: via doleiros.
      Turismo           Hospedagem                       Turismo: via bancos.
                   RMCCI

  RMCCI –Regulamento do Mercado de Câmbio e Capitais Internacionais
  SCFI - Sociedade de Crédito, Financiamento e Investimento
  CTVMC – Corretora de Títulos e Valores Mobiliários e Câmbio
  DTVMC – Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários e Câmbio                          Fonte: Cosif
O que é Mercado Financeiro
         O Mercado de Câmbio


 Exemplo de um mercado de câmbio

             Brasil                        EUA



                                     US$



                      US$                        R$
    R$                             US$
O que é Mercado Financeiro
         O Mercado de Câmbio


 Exemplo de um mercado de câmbio

             Brasil                      EUA




                  US$                          R$
    R$                             US$
O que é Mercado Financeiro
         O Mercado de Câmbio


 Exemplo de um mercado de câmbio

             Brasil                      EUA




                    US$
                  US$                          R$
    R$                             US$
O que é Mercado Financeiro
                      Finanças Nacionais


    O nível de emprego está
                                                                            O Produto Interno Bruto (PIB) de
  diretamente relacionado ao
                                                                              um país é a soma no valor de
consumo privado e ao os gastos
                                                                              mercado de todos os bens e
 públicos, pois o governo tem
                                                                             serviços finais produzidos num
como principal fonte de receita
                                                     PIB
                                                                                dado período de tempo.
          os impostos.

                                     Nível de
     A balança comercial tem                                    Inflação
                                     Emprego
                                                                            Inflação é uma alta generalizada
influencia direta sobre a cotação
                                                 Economia                   e persistente do nível de preços
 do câmbio, pois quanto maior o
                                                  e Bolsa                   da economia. A situação oposta
 saldo comercial, maior a oferta
                                                 Brasileira                        chama-se deflação.
  de Dólar em relação ao Real.
                                     Balança                    Taxas de
                                    Comercial                     Juros
 A Ptax é média ponderada dos
  negócios em dólar comercial,                     Taxa de                   As taxas de juros que devemos
 apurada pelo Banco Central ao                     Cambio                     estar atentos no Brasil são a
  fim de cada dia. É referência                                              referencial básica (COPOM), a
para o pagamento de dívidas do                                                 negociada (Selic) e a TJLP.
       governo em dólar.


                           Fontes: Mankiw/Oliveira & Pacheco/BNDES/BCB/Financenter
O que é Mercado Financeiro
                                  Finanças Nacionais


 Alguns valores e comparativos das finanças nacionais:
            Crescimento do PIB (em %)
                                  5,7%                  5,7%
                                                               5,1%
     4,3%                                        4,0%                     PIB 2008 no Brasil: R$ 2,889 trilhões.
                                         3,2%
                    2,7%
                                                                          O IPCA, a "inflação oficial" usada pelo Banco
            1,3%           1,1%                                           Central para definição das metas de inflação,
                                                                          ficou em 4,31%, em 2008 o valor era de 5,90%.
     2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008


       Maiores PIBs do mundo (2008 - US$                                  TJLP de janeiro a março de 2010: 6,00%
                    Trilhões)
Estados Unidos                                                   14,204
          Japão                      4,909
                                                                          Selic acumulada em 2009: 9,50%
          China                   3,860
     Alemanha                    3,652                                    Dólar fechou 2009 com depreciação de 25% a
         França                2,853                                      R$1,743 (fechou 2008 a R$2,333)
   Reino Unido                2,645
           Itália            2,293
          Brasil           1,612
         Rússia            1,607
       Espanha             1,604


                                                Fontes: IBGE/Receita Federal/BNDES/Banco Mundial
O que é Mercado Financeiro
                       Tipos de Investimentos



 Os tipos de investimentos se dividem basicamente quanto ao nível de risco e conseqüentemente à
 maneira de remuneração do capital:


                     Renda Fixa                                      Renda Variável
                     • Poupança                                      • Ações e
                     • Fundo CDI                                       Derivativos
                     • Tesouro Direto                                • Fundos de Ações
                     • Debêntures                                    • Câmbio
                                                                     • POP
O que é Mercado Financeiro
        Tipos de Investimentos
O que é Mercado Financeiro
                         Tipos de Investimentos


Além da administração particular direta de ativos, é possível sofisticar sua diversificação de
carteira através de investimentos em fundos e clubes de investimentos. Vejamos as vantagens:




                  Gestão terceirizada: é possível                      Diluição de custos: operar em
                  deixar a gestão da carteira com                      um clube de investimento
                  uma equipe experiente a um                           pode ser menos custoso




                                                       Clubes
  Fundos



                  custo baixo.                                         devido ao efeito de escala na
                                                                       corretagem fixa das corretoras.
                  Diversificação em escala:
                  como as carteiras de fundos                          Incentivo tributário: a
                  são diversificadas, é possível                       tributação incidente em clubes
                  fazer uma escala de                                  é apenas em resgates, não
                  diversificação com patrimônio                        mensal como para o investidor
                  em vários fundos.                                    individual.
                  Terceirização tributária: as                         Formalidade: é possível dividir
                  apurações e pagamentos de                            a gestão do patrimônio familiar
                  impostos ficam a cargo da                            ou de amigos de uma maneira
                  gestora.                                             legalmente aceita.
Agenda

   O que é Mercado Financeiro

   O Mercado de Ações

   Planejamento Operacional

   Análise Fundamentalista

   Análise Técnica
O Mercado de Ações
                           p.22


  O Que São Ações

  Funcionamento da Bolsa

  Governança Corporativa

  Proventos

  Derivativos
O Mercado de Ações
O Que São Ações

                    Porque uma empresa abre o capital?




                  Desobrigação     Desobrigação          ABERTURA
    Capital
   Intensivo
                      de           com o capital            DE
                  remuneração        investido
                                                          CAPITAL
O Mercado de Ações
O Que São Ações

          Porque os investidores compram ações em aberturas de capital?




                       Taxa de         Expectativa                COMPRA
   Atratividade        retorno             de
   do negócio         acima da         valorização                  DE
                        média           das ações                  AÇÕES
O Mercado de Ações
O Que São Ações



Uma ação é a menor fração do capital social de uma empresa formada por ações.




                       Capital Social da Empresa S/A: R$ 80,00
O Mercado de Ações
O Que São Ações




     Como o capital desta                                        Pode-se dizer ainda que
    empresa é de 8 ações,                                          quem possui ações de
   cada ação vale R$ 10,00.                                      uma empresa é dona de
                                                                    parte dela. Portanto
                                                                    investir em ações é
                                                                  investir em empresas e
                                                                  ter uma expectativa de
                                                                 retorno, além de confiar
                                                                    em suas operações.




                       Capital Social da Empresa S/A: R$ 80,00
O Mercado de Ações
O Que São Ações



     Codificação de uma ação:              Exemplos de códigos:

                                           AMBV - Ambev
                                           BBAS - Banco do Brasil
            BBAS 3                         GGBR - Gerdau
A primeira parte é   O número identifica
                                           ITUB - Banco Itaú
  composta de 4       o tipo de ação em
                                           POMO - Marcopolo
     letras que            questão.
                                           NATU - Natura
   identificam a                           PETR - Petrobras
empresa emissora.                          TAMM - Tam

                                           “Numerologia” das ações:

                                           1 e 2 - Subscrição de ON e PN
                                           3 – Ação ON
                                           4 – Ação PN
                                           5, 6, 7 e 8 – Ações PNA, PNB, PNC e PND
                                           9 e 10 – Recibos de Subscrição
                                           11 – Units, BDRs e outros.
                                           12, 13, 14 e 15 – Bônus de Ações
O Mercado de Ações
O Que São Ações



     Codificação de uma ação:              Exemplos de códigos:

                                           AMBV - Ambev


          EXEMPLO NO
             BBAS3
A primeira parte é
  composta de 4
     letras que
                     O número identifica
                      o tipo de ação em
                           questão.
                                           BBAS - Banco do Brasil
                                           GGBR - Gerdau
                                           ITAU - Banco Itaú
                                           POMO - Marcopolo
                                           NATU - Natura


        desktopTrader pro
   identificam a                           PETR - Petrobras
empresa emissora.                          TAMM - Tam

                                           “Numerologia” das ações:

                                           1 e 2 - Subscrição de ON e PN
                                           3 – Ação ON
                                           4 – Ação PN
                                           5, 6, 7 e 8 – Ações PNA, PNB, PNC e PND
                                           9 e 10 – Recibos de Subscrição
                                           11 – Units, BDRs e outros.
                                           12, 13, 14 e 15 – Bônus de Ações
O Mercado de Ações
O Que São Ações

Classificação das ações:

    Por              Por tipo de         Por nível de                          Por tipo de
                                                           Por liquidez
preferência           registro           governança                             mercado
    ON (ordinária
  nominativa): tem                                            Primeira Linha
                        Nominativas         Novo Mercado                           Lote Padrão
   preferência por                                             (Blue Chips)
        voto.


  PN (preferencial
  nominativa): tem
                           Escriturais         Nível 1        Segunda Linha      Lote Fracionário
   preferência por
     dividendo.



  Combinação ON +
                           Portador            Nível 2
        PN




                                              Demais
O Mercado de Ações
O Que São Ações

       Exemplo                100 BBDC4 - Bradesco S/A
    Por              Por tipo de       Por nível de                          Por tipo de
                                                         Por liquidez
preferência           registro         governança                             mercado
    ON (ordinária
  nominativa): tem                                          Primeira Linha
                        Nominativas       Novo Mercado                           Lote Padrão
   preferência por                                           (Blue Chips)
        voto.


  PN (preferencial
  nominativa): tem
                         Escriturais         Nível 1        Segunda Linha      Lote Fracionário
   preferência por
     dividendo.



  Combinação ON +
                         Portador            Nível 2
        PN




                                            Demais
O Mercado de Ações
O Que São Ações

       Exemplo              37 ALLL11F – América Latina Logística
    Por              Por tipo de       Por nível de                          Por tipo de
                                                         Por liquidez
preferência           registro         governança                             mercado
    ON (ordinária
  nominativa): tem                                          Primeira Linha
                        Nominativas       Novo Mercado                           Lote Padrão
   preferência por                                           (Blue Chips)
        voto.


  PN (preferencial
  nominativa): tem
                         Escriturais         Nível 1        Segunda Linha      Lote Fracionário
   preferência por
     dividendo.



  Combinação ON +
                         Portador            Nível 2
        PN




                                            Demais
O Mercado de Ações
O Que São Ações

       Exemplo                1000 TELB3 - Telebrás S/A
    Por              Por tipo de       Por nível de                          Por tipo de
                                                         Por liquidez
preferência           registro         governança                             mercado
    ON (ordinária
  nominativa): tem                                          Primeira Linha
                        Nominativas       Novo Mercado                           Lote Padrão
   preferência por                                           (Blue Chips)
        voto.


  PN (preferencial
  nominativa): tem
                         Escriturais         Nível 1        Segunda Linha      Lote Fracionário
   preferência por
     dividendo.



  Combinação ON +
                         Portador            Nível 2
        PN




                                            Demais
O Mercado de Ações
     Funcionamento da Bolsa


Assimetria da Informação




       Carro do seu vizinho                               Carro da concessionária


 Qual dos dois você compraria?


                The Market for Lemons / 1970 (Prêmio Nobel em 2001) - Akerlof
O Mercado de Ações
       Funcionamento da Bolsa

Percepções Relativas: os cegos e o elefante.




                 Prospect Theory / 1979 (Prêmio Nobel em 2002) – Kahneman e Tversky
O Mercado de Ações
       Funcionamento da Bolsa

Assimetria Informacional e as Percepções Relativas



         INVESTIDOR 3




     INVESTIDOR 2                                    INFORMAÇÃO




  INVESTIDOR 1
O Mercado de Ações
       Funcionamento da Bolsa



     Porque as pessoas compram suas ações?         Porque as pessoas vendem suas ações?

             L        CC       QTD       POFC     POFV      QTD        CV        L
             1        568      300       67,85    67,90     500        389       1
             2        371      500       67,80    67,93     1000       854       2


     Alta expectativa quanto ao retorno           Diminuição das expectativas de
     esperado ou do retorno em si                 retorno ou do retorno em si

                                                  Oportunidade de investimento
     Encerramento de investimento pior
                                                  melhor

     Disponibilidade de uso de capital            Necessidade de uso do capital


É importante lembrar também da importância da assimetria informacional e das percepções relativas.
O Mercado de Ações
   Funcionamento da Bolsa



  Após seu lançamento (mercado primário), as ações passam a ser negociadas no
  mercado secundário, que é o ambiente formado pelas bolsas de valores e pelos
  mercados de balcão (organizados ou não).




                             Comprador    Vendedor




                                                                      Custódia
                 Corretora                           Corretora

                                 Bolsa de Valores
O Mercado de Ações
   Funcionamento da Bolsa



  Após seu lançamento (mercado primário), as ações passam a ser negociadas no
  mercado secundário, que é o ambiente formado pelas bolsas de valores e pelos
  mercados de balcão (organizados ou não).




                   R$        Comprador    Vendedor




                                                                      Custódia
                 Corretora                           Corretora

                                 Bolsa de Valores
O Mercado de Ações
          Funcionamento da Bolsa

                                  Compradores e                 O vendedor ao fechar
As corretoras representam os    vendedores fecham             negócio, entrega as ações
 compradores e vendedores           negócios                     para o comprador.
       na negociação.




                                                                                    A CBLC
                                                                                  registra as
                                  Comprador   Vendedor                            operações
                                                                                   para dar
                                                                                 segurança às
                                                                                 operações em
                                                                  CBLC              Bolsa.
                           Corretora

  A bolsa de valores é o               BM&FBOVESPA
                                                         O comprador ao receber as
 ambiente de negociação
                                                          ações, paga o vendedor.
     entre as partes.
O Mercado de Ações
  Funcionamento da Bolsa
O Mercado de Ações
             Governança Corporativa

Governança corporativa de maneira geral é o conjunto de processos, costumes, políticas, leis, regulamentos e
instituições que regulam a maneira como uma empresa é dirigida, administrada ou controlada. Ainda
podemos dizer que é o sistema pelo qual as organizações são monitoradas pela diretoria executiva.


                                 •Desde a década de 70, a governança foi assunto de

       Nos                        debate significativo nos EUA e no mundo. Tal interesse foi
                                  grande pelas necessidades e desejos dos acionistas
                                  exercerem seus direitos como acionistas.
                                 •Quebra da Enron em 2001 e outros escândalos em

       EUA                        balanços faz surgir a Sarbanes-Oxley Act em 2002.




                                 •Criação do IBGC em 1995, responsável pela introdução e

      No                          disseminação do conceito de governança corporativa no
                                  Brasil.
                                 •Criados em 2000, os níveis diferenciados de governança
                                  corporativa (NM, N1 e N2) estimulam as empresas com          Maior poder
     Brasil                       ações em bolsa a adotar compromissos adicionalmente
                                  ao que exige a legislação.
                                                                                                 para o
                                                                                                acionista


                                              Foto: Warren Buffet
O Mercado de Ações
    Governança Corporativa
                                  Nível 1: melhorias na prestação de
                                  informações ao mercado e com a
                                  dispersão acionária;


                                  Nível 2: Nível 1 + Conjunto amplo de
                                  práticas de relativas aos direitos
                                  societários dos acionistas minoritários.


                                  Novo Mercado: Nível 2 + Estrutura
                                  composta somente por ações ordinárias,
                                  tag along extensível a todos os acionistas;
                                  divulgação de demonstrações financeiras
                                  de acordo com padrão a IFRS ou US GAAP.

                             O tag along é previsto na legislação brasileira (Lei das S.A.,
                             Artigo 254-A) e assegura que a alienação, direta ou
                             indireta, do controle acionário de uma companhia
                             somente poderá ocorrer sob a condição de que o acionista
                             adquirente se obrigue a fazer oferta pública de aquisição
                             das demais ações ordinárias, de modo a assegurar a seus
                             detentores o preço mínimo de 80% do valor pago pelas
                             ações integrantes do bloco de controle.
O Mercado de Ações
           Proventos

           DRE                                    BP

 Receita         Impostos sobre   Lucro Líquido          Passivos Totais
                    Receita

                                  Ativos Totais
                       Custos




                                                       Patrimônio Líquido
                 Impostos sobre
                     Lucro
                 Lucro Líquido                           Lucro Líquido
O Mercado de Ações
      Proventos



                              Lucro Líquido
                  Dividendo
                                         DIV1       DIV2




                                                  Patrimônio Líquido
                                         Ação 1     Ação 2
                   Ações
O Mercado de Ações
        Proventos

        DRE                    BP

  100               20   20         200


                         300
                    50




                                    100
                    10


                    20              20
O Mercado de Ações
      Proventos



                          20
                   10
                                5           5




                                        Patrimônio Líquido
                               Ação 1     Ação 2
                  Ações
O Mercado de Ações
      Proventos




                      Ação
                     R$ 25,00
                      Ação
         Ação        R$ 25,00
       R$ 100,00      Ação
                     R$ 25,00
                      Ação
                     R$ 25,00
O Mercado de Ações
           Proventos




  Ação      Ação        Ação      Ação
 R$ 1,00   R$ 1,00     R$ 1,00   R$ 1,00
  Ação      Ação        Ação      Ação
 R$ 1,00   R$ 1,00     R$ 1,00   R$ 1,00
  Ação      Ação        Ação      Ação      Ação
 R$ 1,00   R$ 1,00     R$ 1,00   R$ 1,00   R$ 20,00
  Ação      Ação        Ação      Ação
 R$ 1,00   R$ 1,00     R$ 1,00   R$ 1,00
  Ação      Ação        Ação      Ação
 R$ 1,00   R$ 1,00     R$ 1,00   R$ 1,00
O Mercado de Ações
           Proventos




  Ação      Ação        Ação      Ação
 R$ 1,00
  Ação
           ABRIR SITE DA
           R$ 1,00
            Ação
                       R$ 1,00
                        Ação
                                 R$ 1,00
                                  Ação
 R$ 1,00   R$ 1,00     R$ 1,00   R$ 1,00
  Ação
 R$ 1,00
           BM&FBOVESPA
            Ação
           R$ 1,00
                        Ação
                       R$ 1,00
                                  Ação
                                 R$ 1,00
                                            Ação
                                           R$ 20,00
  Ação      Ação        Ação      Ação
 R$ 1,00   R$ 1,00     R$ 1,00   R$ 1,00
  Ação      Ação        Ação      Ação
 R$ 1,00   R$ 1,00     R$ 1,00   R$ 1,00
O Mercado de Ações
                      Derivativos                                                          p.94

   Títulos cujos valores dependem dos valores de outras variáveis mais básicas.
   Exemplos: opção de ação, contrato futuro de café, seguro do carro.




                                                        Exemplo Prático:
                                                        seguro do carro.


 No mercado de capitais, esse prêmio é o preço da opção compra que é negociado em bolsa.



                                          Fonte: Hull
O Mercado de Ações
                          Derivativos
                                              Exemplos de empresas que possuem opções
     Codificação de uma opção:                negociadas em bolsa com liquidez:

                                              PETR – Petrobras
               PETRK40       O número é
                                              VALE – Vale
                                              BVMF – BMFBOVESPA
 A primeira parte é          chamado de
                                              OGXP – OGX Petróleo
   composta de 4         STRIKE. É o número
      letras que           que identifica o   Códigos e meses de vencimento:
    identificam a          valor a ser pago
 empresa emissora.         pelo ativo até a                           OPÇÃO
                         data de vencimento             Compra   Venda MÊS DE VENCIMENTO
                                                          A        M         Janeiro
                                                          B        N        Fevereiro
  A letra intermediária identifica o mês de               C        O          Março
  vencimento da opção em questão.                         D        P           Abril
                                                          E        Q           Maio
                                                          F        R          Junho
No Brasil                                                 G        S          Julho
                                                          H        T         Agosto
Negociam-se mais opções de compra do                       I       U        Setembro
tipo americana.                                           J        V         Outubro
                                                          K        W        Novembro
Liquidação ocorre em D+1
                                                          L        X        Dezembro
O Mercado de Ações
                   Derivativos



                                 VALE5 = R$ 42,00
                                 VALEK40 = R$2,00


VALE5 = R$ 41,00                 VALE5 = R$ 41,00
VALEK40 = R$1,00                 VALEK40 = R$1,00



                                 VALE5 = R$ 40,00
                                 VALEK40 = R$0,00



    D0                             D30
O Mercado de Ações
                     Derivativos

Podemos resumir o entendimento do mercado futuro levando em
consideração três fatores na formação de seu preço:

       Cenário Otimista               Cenário Pessimista
    Taxa de Juros                     Taxa de Juros       Expectativa
    Livre de Risco                    Livre de Risco       Negativa
                        Expectativa
                          Positiva




        Preço à Vista                     Preço à Vista
Agenda

   O que é Mercado Financeiro

   O Mercado de Ações

   Planejamento Operacional

   Análise Fundamentalista

   Análise Técnica
Planejamento Operacional
                           p.44
  Perfis Estratégicos

  Tipos de Operações

  Operando Home Broker

  Controle Operacional

  Risco e Retorno

  Diversificando

  Usando Stops

  Tributação

  Exercício Resolvido
Planejamento Operacional
Perfis Estratégicos




 Position Trader

  Swing Trader

     Hedger

   Daytrader

   Arbitrador

                      Retorno Esperado    Quantidade de      Duração Média da
                        por Operação     Operações por ano       Operação

           Fatores como risco e taxa de sucesso não possuem proporção direta ou
           relação com o perfil estratégico adotado.
Planejamento Operacional
      Tipos de Operações


     Tipos de ordens de acordo                      Ordens Especiais
     com as seguintes categorias:
                                              Stop Loss
   Por            Por            Por
 natureza      execução         prazo
                                              Stop Móvel

   Compra        A mercado      Para o dia
                                              Stop Gain
                               Até cancelar
   Venda         Limitada
                                  (VAC)
                                              Stop Simultâneo
                                Executa ou
                                 cancela
                                              Start ou Stop de Compra

                                    Tudo ou
                                     nada
                                              Lançamento Coberto
Planejamento Operacional
        Tipos de Operações

       Liquidação das operações


                                       Verificação de
                                        pendências




            D0     D1         D2      D3        D4      D5      D6       D7       D8

Data da compra   Liquidação        Liquidação    Prazo final para regularização     Liquidação
   ou venda      de opções          de ações     de pendências ou Recompra         da recompra
                                                          automática
Planejamento Operacional
          Operando Home Broker

  O Home Broker é o instrumento que permite a negociação de ações via Internet.




                                        Corretora




                                                                             Bovespa
                                         Corretora


                          Toda a operação é feita via internet.
Planejamento Operacional
          Operando Home Broker

  O Home Broker é o instrumento que permite a negociação de ações via Internet.


             Ordem                                                Ordens



             Ordem                      Corretora

                  Ordem



                Ordem                                                        Bovespa
                                         Corretora


                          Toda a operação é feita via internet.
Planejamento Operacional
          Operando Home Broker

  O sucesso do Home Broker no Brasil se deve a diversos fatores, tais como:




   Estabilização de preços                                                    Flexibilidade




         Baixo custo                                                           Tecnologia
Planejamento Operacional
              Operando Home Broker

  Podemos adotar estes 6 fatores como itens de paridade e comparabilidade entre corretoras:


                  •Contar com o apoio da
  Suporte          corretora na hora de
                                                   Dilema da •Seja mais crítico quanto ao
                                                              valor da corretagem, preço
                   escolher onde investir.        corretagem nem sempre é tudo.




                                                   Histórico      •História da corretora,
                  •Tanto via chat, como                            opiniões de terceiros e
Atendimento        por telefone.                      da           sobre seu posicionamento
                                                   corretora       no mercado.



                  •A melhor estratégia                            •Bovespa (ações e opções),
 Plataforma
                   pode vir abaixo se a             Mix de         BM&F, fundos de
                   plataforma não for boa          Produtos        investimento diversos e
                   o suficiente.                                   Tesouro Direto
Planejamento Operacional
     Operando Home Broker
Planejamento Operacional
     Operando Home Broker
Planejamento Operacional
                  Controle Operacional



    Aplicações                    Controle Financeiro                 Resultados

                                         Débitos e Créditos



                            Controle       Trades     Controle
     Estratégia             Acionário                Estratégico       Relatórios




                                         Preços e Quantidades

 Regras Tributárias                Controle Tributário             Pagamento de DARF

                                 Controle Operacional
Planejamento Operacional
                            Risco e Retorno

 Retorno (ou rentabilidade) e risco são duas variáveis que andam juntas no mundo dos investimentos.
 Quanto maior a possibilidade de retorno maiores os riscos envolvidos. Gerir risco não significa evitar
 risco, significa decidir quais riscos tomar.

         Tipos de risco para a empresa                        Tipos de risco para o investidor


                 • Alterações nos preços de passivos e
 Mercado           ativos da empresa.

                                                           Não-sistemático
                 • Capacidade da empresa não honrar os
  Crédito          compromissos.



                 • Capacidade de obtenção de fundos para
 Liquidez          financiamento de ativos não líquidos.


                 • Abrangem as falhas gerais de
                                                                                 Sistemático
Operacional        funcionamento das operações da
                   empresa.
Planejamento Operacional
                             Risco e Retorno                                                              p.55

Existem diversas maneiras de calcular o risco, dependendo do foco da análise. Nosso foco neste
item é de calcular um risco não sistemático em uma operação individual.

Para tal cálculo, primeiro precisamos definir quanto estamos dispostos a arriscar (perder) no mês, no
período, no trade, para então, antes de entrar na operação verificar se ela é compatível com seu risco aceito.


         Ação                                             VALE5
         Preço de compra (PC)                             R$ 26,00 / ação
         Justificativa para compra                        Próximo ao suporte
         Preço alvo (PA)                                  R$ 31,02 / ação
         Justificativa do preço alvo                      Resistência do canal de alta
         Tempo estimado para o objetivo                   1 a 2 semanas
         Stop Loss (SL)                                   R$ 24,75 / ação
         Justificativa do Stop Loss                       Abaixo do suporte e do último fundo
         Retorno potencial (ReP = PA – PC)                R$ 5,02 / ação ou 19,31%
         Risco potencial (RsP = PC – SL)                  R$ 1,25 / ação ou 4,81%
         Relação Retorno Potencial vs Risco (Rep / RsP)   R$ 4,01 de retorno para cada R$ 1,00 de risco
         Prosseguir com a operação?                       Sim
Planejamento Operacional
        Risco e Retorno
Planejamento Operacional
        Risco e Retorno
Planejamento Operacional
                         Diversificando




                                               Estratégia destinada a reduzir o
                                               risco ao estender a carteira para
                                               muitos investimentos.



    Simplificando: em uma
                                             Mas, como diversificar de fato?
   linguagem mais popular,
       diversificar é não                  R: Tenha uma carteira com vários ativos.
   colocar todos os ovos na
         mesma cesta.




                                    Fonte: Brealey
Planejamento Operacional
                Diversificando


         Diversificar               Não diversificar

    • Quando o ponto de          • Quando o ponto de
      partida é o risco            partida é o retorno
    • Quando se faz uma          • Quando a gestão é
      gestão LP de posição         CP ou LP ativa
    • Quando se preza            • Quando se preza
      pela preservação de          pelo retorno final
      capital
    • Quando há muito            • Quando há pouco
      capital                      capital
    • Quando não há              • Quando há stops
      stops
Planejamento Operacional
                               Usando Stops




  O que é Stop?

  É uma ferramenta que monitora as variações
  de mercado a fim de encerrar posições com
  base em lucros ou perdas pré-determinados.
                                                O uso de Stop é mais do
                                               que uma questão opcional
  Na nomenclatura padrão:                      ou de ferramenta de apoio.
                                                     O uso de Stop é
  Compra Start: Abre uma posição a um preço        fundamental para a
  acima do de mercado.
                                               sobrevivência de qualquer
  Stop Loss: encerra uma posição no mercado
  com perdas.
                                                  tipo de operador no
  Stop Gain: encerra uma posição no mercado       mercado financeiro.
  com lucro.
  Stop Móvel: ajusta o stop loss seguindo o
  mercado altista.
Planejamento Operacional
                         Usando Stops

    Valor do Stop Loss
    Preço do mercado

  Preço
      28

      26
                                        Posição encerrada
      24                                  pelo Stop Loss

      22

      20
                                                        Tempo
Planejamento Operacional
                         Usando Stops

    Valor do Stop Loss    Valor do Stop Gain
    Preço do mercado

  Preço                        Posição encerrada
      28                        pelo Stop Gain

      26

      24

      22

      20
                                                   Tempo
Planejamento Operacional
                          Usando Stops

    Valor do Stop Móvel
    Preço do mercado

  Preço
                                         Posição encerrada
      28                                  pelo Stop Móvel

      26

      24

      22

      20
                                                 Tempo
Planejamento Operacional
                         Usando Stops

    Valor do Stop Loss    Valor do Stop Gain
    Preço do mercado

  Preço                        Posição encerrada
      28                        pelo Stop Gain

      26

      24

      22

      20
                                                   Tempo
Planejamento Operacional
                                         Usando Stops
DATA        SMTO4 STOP 0,5%
1/2/2008      -3,28%  -0,50%
6/2/2008      -1,47%  -0,50%
7/2/2008       1,49%   1,49%
8/2/2008      -1,89%  -0,50%
11/2/2008     -1,15%  -0,50%                                    SMTO4    SMTO4 STOP@0,5%
12/2/2008      0,78%   0,78%                            Risco   2,61%         1,58%
13/2/2008      1,20%   1,20%
14/2/2008      0,99%   0,99%                            Média   -0,10%        0,74%
15/2/2008      2,00%   2,00%
18/2/2008      0,74%   0,74%                    Retorno total   -3,92%       28,77%
19/2/2008     -0,74%  -0,50%
20/2/2008     -0,74%  -0,50%
21/2/2008      3,17%   3,17%   35,00%
22/2/2008     -2,35%  -0,50%
25/2/2008      0,74%   0,74%
26/2/2008      0,18%   0,18%   30,00%
27/2/2008      0,95%   0,95%
28/2/2008     -0,40%  -0,40%   25,00%
29/2/2008      4,01%   4,01%
3/3/2008       4,11%   4,11%   20,00%
4/3/2008      -2,26%  -0,50%
5/3/2008       1,76%   1,76%
6/3/2008      -2,58%  -0,50%   15,00%
7/3/2008      -0,52%  -0,50%                                                               SMTO4
10/3/2008     -0,35%  -0,35%   10,00%
11/3/2008      3,51%   3,51%                                                               STOP 0,5%
12/3/2008     -3,05%  -0,50%
                                5,00%
13/3/2008     -4,48%  -0,50%
14/3/2008     -5,53%  -0,50%
17/3/2008     -5,85%  -0,50%    0,00%
18/3/2008      4,94%   4,94%
19/3/2008     -3,92%  -0,50%    -5,00%
20/3/2008      0,00%   0,00%
24/3/2008     -0,61%  -0,50%
25/3/2008      0,62%   0,62%
                               -10,00%
26/3/2008      1,22%   1,22%
27/3/2008     -0,77%  -0,50%   -15,00%
28/3/2008      2,80%   2,80%
31/3/2008      2,81%   2,81%
Planejamento Operacional
                                         Usando Stops
DATA        SMTO4 STOP 0,5%
1/2/2008      -3,28%  -0,50%
6/2/2008      -1,47%  -0,50%
7/2/2008       1,49%   1,49%
8/2/2008      -1,89%  -0,50%
11/2/2008     -1,15%  -0,50%                                    SMTO4    SMTO4 STOP@0,5%
12/2/2008      0,78%   0,78%                            Risco   2,61%         1,58%
13/2/2008      1,20%   1,20%
                                                        Média   -0,10%        0,74%



                   EXEMPLO NO
14/2/2008      0,99%   0,99%
15/2/2008      2,00%   2,00%
18/2/2008      0,74%   0,74%                    Retorno total   -3,92%       28,77%
19/2/2008     -0,74%  -0,50%
20/2/2008     -0,74%  -0,50%
21/2/2008      3,17%   3,17%   35,00%
22/2/2008     -2,35%  -0,50%
25/2/2008      0,74%   0,74%
                               30,00%



                 desktopTrader pro
26/2/2008      0,18%   0,18%
27/2/2008      0,95%   0,95%
28/2/2008     -0,40%  -0,40%   25,00%
29/2/2008      4,01%   4,01%
3/3/2008       4,11%   4,11%   20,00%
4/3/2008      -2,26%  -0,50%
5/3/2008       1,76%   1,76%
6/3/2008      -2,58%  -0,50%   15,00%
7/3/2008      -0,52%  -0,50%                                                               SMTO4
10/3/2008     -0,35%  -0,35%   10,00%
11/3/2008      3,51%   3,51%                                                               STOP 0,5%
12/3/2008     -3,05%  -0,50%
                                5,00%
13/3/2008     -4,48%  -0,50%
14/3/2008     -5,53%  -0,50%
17/3/2008     -5,85%  -0,50%    0,00%
18/3/2008      4,94%   4,94%
19/3/2008     -3,92%  -0,50%    -5,00%
20/3/2008      0,00%   0,00%
24/3/2008     -0,61%  -0,50%
25/3/2008      0,62%   0,62%
                               -10,00%
26/3/2008      1,22%   1,22%
27/3/2008     -0,77%  -0,50%   -15,00%
28/3/2008      2,80%   2,80%
31/3/2008      2,81%   2,81%
Planejamento Operacional
                                           Tributação


 "Neste mundo nada pode ser dado como certo, à exceção da morte e dos impostos“.
 (Benjamin Franklin)


   Para entender bem a tributação, não devemos nos ater às fórmulas para
   decorar e sim às origens e destinos do tributo. O importante é saber...




   Fato                         Imposto                          Alíquota a
  Gerador                      Rastreador                           Pagar



                                   Fonte: Lei nº 11.033
Planejamento Operacional
                                 Tributação




                         • 1% em caso de
                                                 20% sobre lucro
                         day-trade;
                                                 líquido em day-
  Venda de Ações         • 0,005% em caso
                                               trade e/ou 15% em
                         de alienações
                                               operações normais.
   Fato                  (vendas) normais.
                            Imposto             Alíquota a
  Gerador                Rastreador                Pagar
  Isenção em vendas           Lucro líquido é o lucro bruto
  normais inferiores a        menos todos os custos (inclusive
  20 mil para ações.          os impostos rastreadores).
Planejamento Operacional
                  Exercício Resolvido   p.97
Planejamento Operacional
                  Exercício Resolvido   p.97




       PAUSA PARA
       EXERCÍCIOS
Agenda

   O que é Mercado Financeiro

   O Mercado de Ações

   Planejamento Operacional

   Análise Fundamentalista

   Análise Técnica
Análise Fundamentalista
                                      p.61


  Lendo Notícias

  Lendo um Relatório

  Análise da Governança Corporativa

  Setores da Economia

  Indicadores Fundamentalistas

  Indicadores de Dividendos
Análise Fundamentalista
Lendo Notícias

  Ler notícias é um hábito recorrente na vida do trader, mas como tornar este hábito realmente eficaz?



                             Verifique as fontes
                             • Caso haja dúvida quanto a fonte, verifique se a notícia também está
                               disponível em fontes confiáveis.

                             Verifique a data
                             • Eventualmente pode haver atualizações desta notícia.


                             Verifique os dados
                             • É importante sempre questionar a validade de dados, verificar em outras
                               fontes ou nas fontes oficiais.

                             Comente com colegas
                             • Se a notícia está publicada não há porque não comentar com alguém que
                               possa lhe ajudar.
Análise Fundamentalista
Lendo Notícias




                          Fonte: AE


                          Divulgado 15/1


                          Números OK!

                          Comentários
Análise Fundamentalista
Lendo Notícias
Análise Fundamentalista
       Lendo um Relatório

 Ler relatórios é um hábito fundamental na vida do trader, mas como tornar este hábito realmente eficaz?



                            Verifique a experiência da fonte
                            • A primeira informação a ser verificada é a fonte e seu histórico de
                              confiabilidade.

                            Verifique a imparcialidade
                            • Devemos sempre verificar o julgo crítico do relatório, verificando se
                              temos uma análise precisa e imparcial.

                            Verifique os dados
                            • Questionar a validade de dados, verificar em outras fontes ou nas fontes
                              oficiais.

                            Busque notícias sobre o assunto
                            • Relatórios abordam fatos que são conhecidos, e fazem sobre isso uma
                              perspectiva.
Análise Fundamentalista
  Lendo um Relatório




                          Spinelli


                          Imparcial


                          Números OK!

                          Tem notícias
Análise Fundamentalista
     Análise da Governança Corporativa
Análise Fundamentalista
                 Setores da Economia



        Setor                           Segmento               Empresas

                                          Pecuarista          JBS – 0,67%
   Primário                        Extrativismo Vegetal       VCP – 0,60%
 Agricultura, pecuária            Extrativismo Mineral     Petrobras – 19,94%
 e extrativismo.

                                       Construção Civil      Cyrela – 1,35%
  Secundário                           Indústria Química    Braskem – 0,45%
 Produção de bens de                     Setor Elétrico      Cemig – 1,67%
 consumo, construção civil
 e geração de energia.
                                    Serviço Bancário        Bradesco – 3,84%
                                   Comércio Eletrônico     B2W Varejo – 0,75%
   Terciário
                                         Varejo            Americanas – 1,07%
 Prestação de serviços                 Telefonia            Telemar – 1,26%
 e comércio em geral.
Análise Fundamentalista
                Indicadores Fundamentalistas


         Análise Micro                                  Análise Macro

   Análises de Rentabilidade                           Múltiplos Nacionais

                                               PIB          Inflação      TJLP

                                               Selic         PTAX       TBF e TR


                                                     Indicadores Setoriais
     Índices Comparativos
                                               INCC          IPCA        Petróleo

                                               IGP-M          ITEL       Bal Com
Análise Fundamentalista
        Indicadores Fundamentalistas
Análise Fundamentalista
                                  Indicadores de Dividendos

 Dividendo é uma remuneração de capital da empresa feita para o acionista, normalmente em situação de
 lucro. Esta remuneração pode ser em dinheiro ou em novas ações.


       Pay-out
                                 Percentual do lucro anual                   Tributação
                                   que é distribuído aos
                                  acionistas em forma de
                                 dividendos ou juros sobre
                                      capital próprio.                      No Brasil, a empresa
                                                                            possui estímulo tributário
                                                                            para remunerar seus
                                                                            acionistas, uma vez que
   Dividend Yield                                                           os dividendos não são
                                     Retorno anual que o                    tributados, enquanto o
                                   investidor receberia em                  lucro líquido sim.
                                   forma de dividendos ou
                                juros sobre capital próprio se
                                   fosse comprar a ação ao
                                preço de mercado, em Bolsa.



                                               Fonte: Brealey
Análise Fundamentalista
                            Indicadores de Dividendos


  Devemos ter em mente algumas considerações sobre os dividendos e sua importância:

 Irrelevância dos              • Segundo Miller e Modigliani (1961), sob condições ideais, a política de
                                 dividendos é irrelevante para o valor da empresa e, portanto, indiferente
    dividendos                   para seus acionistas.



 Efeito psicológico            • A suposição de que dividendos afetam o valor da empresa acontecem
                                 devido a imperfeições de mercado, como a incerteza associada ao capital na
  dos dividendos                 empresa em relação à certeza da remuneração por dividendo.



 Dividendos como               • É fato que uma política de altos dividendos é custosa para a empresa. Os
                                 aumentos de dividendos podem então nos sinalizar uma confiança da
       sinais                    empresa quanto a fluxos de caixa futuros.



 Tributação sobre              • No Brasil (e em outros países), a empresa possui ainda o estímulo tributário
                                 para remunerar seus acionistas, uma vez que os dividendos não são
    dividendos                   tributados, enquanto o lucro líquido sim.



                                        Fonte: Brealey
Análise Fundamentalista
                                                      Exercício                                                                                              p.99

                                                                                                              DEMONSTRATIVO DO RESULTADO                        2008
ATIVO (em milhões de R$)                               PASSIVO (em milhões de R$)
                                                                                                              REC. BRUTA VENDAS E SERVIÇOS                 1.987,00
ATIVO CIRCULANTE                            902,90     PASSIVO CIRCULANTE                           473,30    Impostos e Contribuições                      (200,40)
                                                                                                              REC. LÍQ. DE VENDAS E SERVIÇOS               1.786,60
Disponível / Aplicações                      64,90     Instituições Financeiras                     108,40
                                                                                                              Custo dos Produtos e Serv.Vendidos           (1.473,80)
Clientes                                    398,60     Fornecedores                                 175,30    LUCRO BRUTO                                     312,80
Estoques                                    355,20     Obrigações com Pessoal                        44,30
Valores a Receber                            84,20     Impostos a Pagar                              17,00    Despesas com Vendas                           (129,80)
                                                       Provisões e Contas a Pagar                   117,60    Despesas Gerais e Administrativas              (61,60)
                                                       Juros s/ Capital Próprio / Dividendos         10,70    Despesas com Pesquisa e Desenvolv.             (54,60)
                                                                                                              Outros Resultados Operacionais                  (0,20)
                                                                                                              LUCRO OPER. ANTES DO RES. FINANC.               66,60
ATIVO NÃO CIRCULANTE                        308,90     PASSIVO NÃO CIRCULANTE                       285,20
                                                                                                              Receitas Financeiras                             48,80
REALIZÁVEL A LONGO PRAZO                    181,60     Instituições Financeiras                     157,20    Despesas Financeiras                            (59,00)
                                                       Provisão para Contigencias e Impostos        128,00    CPMF/IOF/PIS Cofins s/ Rec. Financeira           (1,80)
Tributos a Compensar/Dep. Vinculados        181,60                                                            RESULTADO OPERACIONAL                            54,60
                                                       PARTICIPAÇÃO DE MINORITÁRIOS                    0,20
                                                                                                              Resultados não Operacionais              -
ATIVO PERMANENTE                            127,30
                                                                                                              RESULTADO ANTES DO I. DE RENDA                  54,60
                                                       PATRIMÔNIO LÍQUIDO                           453,10
Outros Investimentos                          0,30                                                            I. Renda e Contrib. Social                       (5,30)
Imobilizado                                 118,20     Capital Social                               250,00    Participações                                    (8,80)
Imobilizado em Locação                 -               Adian. p/ Aum.Capital                   -              Participação Minoritária                 -
Ativo Intangível                               8,80    Reservas de Lucros                           207,00
                                                       Reservas de Capital                           (3,90)   LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO DO EXERCÍCIO           40,50


TOTAL ATIVO                                1.211,80    TOTAL PASSIVO                               1.211,80
Análise Fundamentalista
           Exercício   A


P/VPA?
Análise Fundamentalista
           Exercício   B
Análise Fundamentalista
           Exercício   C
Agenda

   O que é Mercado Financeiro

   O Mercado de Ações

   Planejamento Operacional

   Análise Fundamentalista

   Análise Técnica
Análise Técnica
                           p.69


    Conceitos Básicos

    Candlesticks

    Padrões Gráficos

    Indicadores Técnicos

    Fibonacci e Elliot

    Trading System
Análise Técnica
 Conceitos Básicos


                     Como ler um gráfico?


                                Máxima
                     Abertura
                                     Fechamento


                                Mínima
Análise Técnica
 Conceitos Básicos            Os seis princípios da teoria de Dow:


                                                                As médias devem
    As médias       •Todas as informações do mercado são           confirmar a       •As médias não podem divergir, devem
 descontam tudo.     descontadas no preço da ação                                     seguir em uma mesma direção.
                                                                   tendência.

           Exemplo: jogo do Brasil                                         Exemplo: IBOV e PETR4


                                                                As tendências são
 O mercado tem      •Principal ou primária, Secundária ou
                     intermediária e menor ou diária.
                                                                confirmadas pelo •O volume aumentam ou diminuem. que
                                                                                  os preços
                                                                                            deve aumentar à medida
 três tendências.
                                                                     volume.

           Exemplo: recursividade                                    Exemplo: dia do investment grade


  As tendências                                                   A tendência é      •Ao assumir uma tendência de alta ou
                    •Fase de acumulação, movimento e
  estão em três      distribuição.                              válida até ocorrer    baixa ela é válida até dar sinais efetivos
      fases.                                                        a inversão.       de reversão.


       Exemplo: boatos de mercado                                      Exemplo: remorso da compra
Análise Técnica
 Conceitos Básicos
                              Teoria de Dow

                                         Dia que de fato ocorreu a oferta
 Dia em que correram os boatos da        de aquisição
 aquisição da Suzano Petroquímica pela
 Petrobras.



                                                ... E os “sardinhas” mais uma
                                                vez ficaram no prejuízo
  Mas, pelo volume, talvez os
  grandes tenham entrado antes
Conceitos Básicos




                    BNCA3 – maio/2008
Conceitos Básicos




   LIXC4 – 2006-2007
Análise Técnica
    Candlesticks

       Atribui-se a Munehisa Homma a criação e utilização de candlesticks no Japão
       feudal. Homma ficou conhecido por ter feito 100 trades vitoriosos na bolsa de
       Dojima, primeira bolsa de arroz do mundo.

                              Como ler um Candlestick?

         Máxima                  Máxima                      Máxima                     Máxima
         Abertura               Fechamento                   Abertura                  Fechamento




        Fechamento               Abertura                   Fechamento                 Abertura

         Mínima                  Mínima                      Mínima                     Mínima
Análise Técnica
    Candlesticks

       Candlesticks são muito utilizados como indicadores de reversão de
       tendências e seu sucesso se deve ao fato de que tais técnicas são
       perfeitamente aplicáveis em diversos mercados e com eficácia comprovada.


    A análise por Candlesticks é divida em dois tipos:



                                  Padrões de alta

                                      Padrões de baixa
Análise Técnica
    Candlesticks



    Exemplos de padrões de alta


                   Martelo invertido de alta
                   Em uma tendência de baixa o mercado forma um Umbrella (guarda chuva)
                   invertido, que tem como característica a sombra pelo menos o dobro do
                   corpo e sem sombra ou quase nenhuma sombra no fundo.


                    Engolfo de alta
                    Um engolfo é um candle sendo envolvido pelo corpo do próximo candle. Em
                    um engolfo de alta o primeiro período é formado por um candle de baixa no
                    próximo período forma um candle de alta cuja abertura está abaixo da
                    abertura do candle anterior e o fechamento acima do preço de fechamento
                    do candle anterior. O segundo candle engolfa o candle anterior.
Análise Técnica
    Candlesticks



    Exemplos de padrões de alta



      EXEMPLO NO   Martelo invertido de alta
                   Em uma tendência de baixa o mercado forma um Umbrella (guarda chuva)
                   invertido, que tem como característica a sombra pelo menos o dobro do


    desktopTrader pro
                   corpo e sem sombra ou quase nenhuma sombra no fundo.


                    Engolfo de alta
                    Um engolfo é um candle sendo envolvido pelo corpo do próximo candle. Em
                    um engolfo de alta o primeiro período é formado por um candle de baixa no
                    próximo período forma um candle de alta cuja abertura está abaixo da
                    abertura do candle anterior e o fechamento acima do preço de fechamento
                    do candle anterior. O segundo candle engolfa o candle anterior.
Análise Técnica
    Candlesticks



    Exemplos de padrões de baixa

                   Bebe Abandonado de Baixa
                   Aparece em uma sequência de três candles, em uma tendência de alta
                   forma um candle longo de alta, seguido de um doji em gap na mesma
                   direção da tendência, após o doji forma um candle longo de baixa que abre
                   em gap contra a tendência de alta e sem que as sombras sejam
                   sobrepostas.



                   Kicking Bearish
                   Independente da tendência aparece um marubozu de alta e no próximo
                   candle forma um marubozu de baxia e que abre em gap.
Análise Técnica
    Candlesticks



    Exemplos de padrões de baixa



       EXEMPLO NO  Bebe Abandonado de Baixa
                   Aparece em uma sequência de três candles, em uma tendência de alta
                   forma um candle longo de alta, seguido de um doji em gap na mesma
                   direção da tendência, após o doji forma um candle longo de baixa que abre


     desktopTrader pro
                   em gap contra a tendência de alta e sem que as sombras sejam
                   sobrepostas.



                   Kicking Bearish
                   Independente da tendência aparece um marubozu de alta e no próximo
                   candle forma um marubozu de baxia e que abre em gap.
Análise Técnica
               Padrões Gráficos


  Adotando a perspectiva grafista de que o passado pode se repetir no futuro, os padrões gráficos nos mostram
  os resultados esperados dado um movimento identificado como sendo similar a outro no passado.
Análise Técnica
      Padrões Gráficos




                         GGBR4: 2006
Análise Técnica
               Padrões Gráficos


  Adotando a perspectiva grafista de que o passado pode se repetir no futuro, os padrões gráficos nos mostram
  os resultados esperados dado um movimento identificado como sendo similar a outro no passado.

      Exemplos:

             Ombro-cabeça-ombro                                                Triângulo
                    C

                                       OD
            OE
                                               LP




       Taxa de erro: 4% (alta) / 1% (baixa)                          Taxa de erro: 13% (alta) / 12% (baixa)
       Acerto de preço alvo: 56%                                     Acerto de preço alvo: 69%
Análise Técnica
               Padrões Gráficos


  Adotando a perspectiva grafista de que o passado pode se repetir no futuro, os padrões gráficos nos mostram
  os resultados esperados dado um movimento identificado como sendo similar a outro no passado.

      Exemplos:

     Ombro-cabeça-ombro invertido                                       Triângulo simétrico



                                                     LP

           OE
                                      OD

                           C
       Taxa de erro: 3% (alta) / 4% (baixa)                          Taxa de erro: 9% (alta) / 7% (baixa)
       Acerto de preço alvo: 66%                                     Acerto de preço alvo: 61%
Análise Técnica
          Padrões Gráficos


          Cabeça

  Ombro
                   Ombro




    VALE5: abril 2008        IBOV: dezembro de 2008
Análise Técnica
          Padrões Gráficos


          Cabeça

  Ombro

       EXEMPLO NO  Ombro




     desktopTrader pro
    VALE5: abril 2008        IBOV: dezembro de 2008
Análise Técnica
                  Indicadores Técnicos


   Um indicador técnico é uma série numérica determinada com base em dados valores de cotações
   históricas como abertura, máxima, mínima, fechamento e volume.


   Podemos dividir os indicadores técnicos em 3 grupos básicos:



                                           Indicadores                 Indicadores
             Osciladores
                                          de Têndencia                  de Volume


                  Estocástico                  Média Móvel                     OBV


                   Índice de                                              Acumulação
                     Força                         MACD                         e
                    Relativa                                              Distribuição
Análise Técnica
        Indicadores Técnicos




                               Média Móvel   OBV


        Índice de
          Força
         Relativa
Análise Técnica
               Indicadores Técnicos




               O OBV foi criado por Joe Granville, é um indicador que
    OBV        informa se o volume está “positivo” ou “negativo”, tenta
               medir a força compradora e a força vendedora no papel.




  Índice de    O IFR mede a aceleração do movimento dos preços dos
    Força      ativos e dá suas indicações à medida que o movimento
   Relativa    diminui de velocidade.




               A média móvel é a soma dos preços de fechamento
 Média Móvel   definidos no período dividido pelo número de período
               o que gera um ponto no gráfico.
Análise Técnica
               Indicadores Técnicos




               O OBV foi criado por Joe Granville, é um indicador que
    OBV
                 PAUSA PARA
               informa se o volume está “positivo” ou “negativo”, tenta
               medir a força compradora e a força vendedora no papel.




  Índice de
    Força
   Relativa
                 EXERCÍCIOS
               O IFR mede a aceleração do movimento dos preços dos
               ativos e dá suas indicações à medida que o movimento
               diminui de velocidade.




               A média móvel é a soma dos preços de fechamento
 Média Móvel   definidos no período dividido pelo número de período
               o que gera um ponto no gráfico.
Exercícios
                    Análise Técnica                                               p.101




 Identifique os dois possíveis suportes e resistências identificando os topos e
 fundos utilizados como referência
Exercícios
                    Análise Técnica                                               p.101




 Identifique os dois possíveis suportes e resistências identificando os topos e
 fundos utilizados como referência
Exercícios
                   Análise Técnica                                           p.102




 Identifique as linhas que servem como referência para os canais de alta ou de
 baixa. Como exercício extra, busque identificar também os possíveis canais
 secundários de alta e de baixa.
Exercícios
                   Análise Técnica                                           p.102




 Identifique as linhas que servem como referência para os canais de alta ou de
 baixa. Como exercício extra, busque identificar também os possíveis canais
 secundários de alta e de baixa.
Exercícios
                  Análise Técnica        p.103




 Identifique uma formação de triângulo
Exercícios
         Análise Técnica   p.104
Análise Técnica
                          Fibonacci e Elliot

            Teoria de Fibonacci                               Teoria de Elliot

   Na análise técnica, trata os movimentos de   A teoria das ondas de Elliot trata os movimentos
   mercado de acordo com a sequência de         de mercado pela Teoria Fractal. Suas relações
   Fibonacci e seus múltiplos matemáticos.      métricas são baseadas na seqüência de Fibonacci.
   Sequência Fibonacci: 1, 1, 2,3 5, 8, 13...   A teoria de Elliot diz que o mercado basicamente
                                                se movimenta em 5 grandes ondas que formam
                                                um movimento de expansão e 3 de retração.
Análise Técnica
              Trading System




          Trading System é um sistema
          que funciona como uma                       Ponto de Venda
          ferramenta para operações
          no mercado financeiro.
          Através de indicadores
          técnicos ele avisa para o
          operador à hora de comprar
          ou vender determinado ativo,
                                         Ponto de Compra
          ou até mesmo executa a
          ordem automaticamente,
          dependendo do que o
          usuário estabelecer.
Estratégia Aplicada
                      p.EX
Estratégia Aplicada
                      p.EX
Fim

             Obrigado pela sua atenção.

                      Contato:
      Márcio – m.rodrigues@investbolsa.com.br
              investbolsa.com.br/acoes
Alguns tópicos do próximo curso...

  Conceitos Gerais          Tipos de Indicadores
  Teoria de Dow             Médias Móveis
  Uso da Teoria Gráfica     Bandas de Bollinger
  Ajustes no Gráfico        IFR
  Suportes e Resistências   MACD
  Canais e Tendências       Fibonacci
  Triângulos                Escolha de Método
  Flâmulas                  Estratégia com S/R
  Retângulos                Estratégia com Candlesticks
  Ombro-Cabeça-Ombro        Estratégia com Médias Móveis
  Candlesticks              Estratégia de Cruzamentos
  Padrões de Candlesticks   Estratégias de Retornos
Bibliografia

  Sites:                                   Livros:

  http://www.bacen.gov.br/                 ANDERSEN, Carlos E. Home Broker: Como Investir em Ações via Internet. Rio de
  http://www.bovespa.com.br/               Janeiro: Ciência Moderna, 2005.
  http://www.bndes.gov.br/
  http://www.comoinvestirnohomebroker.co   BULKOWSKI, Thomas N. Encyclopedia of Candlestick Charts. New Jersey: Wiley
  m.br/                                    Trading, 2008.
  http://www.corretorahomebroker.com.br/
  http://www.cosif.com.br/                 BULKOWSKI, Thomas N. Encyclopedia of Charts Patterns. 2.ed. New Jersey: Wiley
  http://www.cvm.gov.br/                   Trading, 2008.
  http://www.desenvolvimento.gov.br/
  http://www.euronext.com/                 COMISSÃO NACIONAL DE BOLSAS. Mercado de Capitais. Rio de Janeiro: Elsevier,
  http://www.fazenda.gov.br/               2005.
  http://www.ibge.gov.br/
  http://www.investbolsa.com.br/           FORTUNA, Eduardo. Mercado Financeiro. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2003.
  http://www.investeducar.com.br/
                                           LIMA, Iran S. GALARDI, Ney. NEUBAUER, Ingrid. Mercados de Investimentos
                                           Financeiros. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2008.

                                           PASCHOARELLI, Rafael. Como ganhar dinheiro no mercado financeiro. Rio de Janeiro:
                                           Elsevier, 2008.

                                           PIAZZA, Marcelo C. Bem-vindo à Bolsa de Valores. 7.ed. São Paulo: Novo Conceito,
                                           2008.

                                           SANDRONI, Paulo. Novo Dicionário de Economia. Rio de Janeiro: Best Seller, 1994.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Módulo 1
Módulo 1Módulo 1
Módulo 1
Herminio Andrade
 
Curso Unip - Bolsa de Valores
Curso Unip - Bolsa de ValoresCurso Unip - Bolsa de Valores
Curso Unip - Bolsa de Valores
Grupo Shield
 
Livro cenarios econ
Livro cenarios econLivro cenarios econ
Livro cenarios econ
J M
 
Mercado capitais
Mercado capitaisMercado capitais
Mercado capitais
simuladocontabil
 
Sistema financeiro nacional
Sistema financeiro nacionalSistema financeiro nacional
Sistema financeiro nacional
Paula Querino
 
Aula 05 conhecimentos bancarios - cef.text.marked
Aula 05   conhecimentos bancarios - cef.text.markedAula 05   conhecimentos bancarios - cef.text.marked
Aula 05 conhecimentos bancarios - cef.text.marked
Eurodance Lic
 
Apostila de Conhecimentos Bancários
Apostila de Conhecimentos BancáriosApostila de Conhecimentos Bancários
Apostila de Conhecimentos Bancários
Wandick Rocha de Aquino
 
Demanda E Oferta De Moeda
Demanda E Oferta De MoedaDemanda E Oferta De Moeda
Demanda E Oferta De Moeda
joseguilhermevieira
 
Sistema financeiro, mercado de capitais e contratos bancários aula c ej 18.02...
Sistema financeiro, mercado de capitais e contratos bancários aula c ej 18.02...Sistema financeiro, mercado de capitais e contratos bancários aula c ej 18.02...
Sistema financeiro, mercado de capitais e contratos bancários aula c ej 18.02...
Ronaldslides
 
1741 conhecimentos bancários apostila amostra
1741 conhecimentos bancários   apostila amostra1741 conhecimentos bancários   apostila amostra
1741 conhecimentos bancários apostila amostra
Lilian Finger
 
Breves relatos sobre o Sistema Financeiro Nacional
Breves relatos sobre o Sistema Financeiro NacionalBreves relatos sobre o Sistema Financeiro Nacional
Breves relatos sobre o Sistema Financeiro Nacional
Keny Parreiras
 
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança NacionaisSistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
Luciano Pires
 
Apresentaosfn 140605185320-phpapp01
Apresentaosfn 140605185320-phpapp01Apresentaosfn 140605185320-phpapp01
Apresentaosfn 140605185320-phpapp01
joana paula cardoso sampaio
 
Economia e Mercado - Demanda de Moeda
Economia e Mercado - Demanda de MoedaEconomia e Mercado - Demanda de Moeda
Economia e Mercado - Demanda de Moeda
Bolivar Motta
 
Moeda - Economia
Moeda - EconomiaMoeda - Economia
Moeda - Economia
RafaelYamaji
 
Puc teoria econômica - ri - 02-2012 - cap 11 - slides
Puc   teoria econômica - ri - 02-2012 - cap 11 - slidesPuc   teoria econômica - ri - 02-2012 - cap 11 - slides
Puc teoria econômica - ri - 02-2012 - cap 11 - slides
Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC/GO
 
Cap 10 11_vasconcelos_resumo
Cap 10 11_vasconcelos_resumoCap 10 11_vasconcelos_resumo
Cap 10 11_vasconcelos_resumo
Luiz Fernando Santos
 
Bolsa de valores
Bolsa de valoresBolsa de valores
Bolsa de valores
Jadiel Leite
 
Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8
Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8
Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8
Wandick Rocha de Aquino
 
Basa 2012 apost cb - mód. 02-02
Basa 2012   apost cb - mód. 02-02Basa 2012   apost cb - mód. 02-02
Basa 2012 apost cb - mód. 02-02
EdigleumaThatiany Menezes
 

Mais procurados (20)

Módulo 1
Módulo 1Módulo 1
Módulo 1
 
Curso Unip - Bolsa de Valores
Curso Unip - Bolsa de ValoresCurso Unip - Bolsa de Valores
Curso Unip - Bolsa de Valores
 
Livro cenarios econ
Livro cenarios econLivro cenarios econ
Livro cenarios econ
 
Mercado capitais
Mercado capitaisMercado capitais
Mercado capitais
 
Sistema financeiro nacional
Sistema financeiro nacionalSistema financeiro nacional
Sistema financeiro nacional
 
Aula 05 conhecimentos bancarios - cef.text.marked
Aula 05   conhecimentos bancarios - cef.text.markedAula 05   conhecimentos bancarios - cef.text.marked
Aula 05 conhecimentos bancarios - cef.text.marked
 
Apostila de Conhecimentos Bancários
Apostila de Conhecimentos BancáriosApostila de Conhecimentos Bancários
Apostila de Conhecimentos Bancários
 
Demanda E Oferta De Moeda
Demanda E Oferta De MoedaDemanda E Oferta De Moeda
Demanda E Oferta De Moeda
 
Sistema financeiro, mercado de capitais e contratos bancários aula c ej 18.02...
Sistema financeiro, mercado de capitais e contratos bancários aula c ej 18.02...Sistema financeiro, mercado de capitais e contratos bancários aula c ej 18.02...
Sistema financeiro, mercado de capitais e contratos bancários aula c ej 18.02...
 
1741 conhecimentos bancários apostila amostra
1741 conhecimentos bancários   apostila amostra1741 conhecimentos bancários   apostila amostra
1741 conhecimentos bancários apostila amostra
 
Breves relatos sobre o Sistema Financeiro Nacional
Breves relatos sobre o Sistema Financeiro NacionalBreves relatos sobre o Sistema Financeiro Nacional
Breves relatos sobre o Sistema Financeiro Nacional
 
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança NacionaisSistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
Sistema Financeiro e Níveis de Investimento e Poupança Nacionais
 
Apresentaosfn 140605185320-phpapp01
Apresentaosfn 140605185320-phpapp01Apresentaosfn 140605185320-phpapp01
Apresentaosfn 140605185320-phpapp01
 
Economia e Mercado - Demanda de Moeda
Economia e Mercado - Demanda de MoedaEconomia e Mercado - Demanda de Moeda
Economia e Mercado - Demanda de Moeda
 
Moeda - Economia
Moeda - EconomiaMoeda - Economia
Moeda - Economia
 
Puc teoria econômica - ri - 02-2012 - cap 11 - slides
Puc   teoria econômica - ri - 02-2012 - cap 11 - slidesPuc   teoria econômica - ri - 02-2012 - cap 11 - slides
Puc teoria econômica - ri - 02-2012 - cap 11 - slides
 
Cap 10 11_vasconcelos_resumo
Cap 10 11_vasconcelos_resumoCap 10 11_vasconcelos_resumo
Cap 10 11_vasconcelos_resumo
 
Bolsa de valores
Bolsa de valoresBolsa de valores
Bolsa de valores
 
Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8
Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8
Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8
 
Basa 2012 apost cb - mód. 02-02
Basa 2012   apost cb - mód. 02-02Basa 2012   apost cb - mód. 02-02
Basa 2012 apost cb - mód. 02-02
 

Destaque

Como encontrar ações vencedoras
Como encontrar ações vencedorasComo encontrar ações vencedoras
Como encontrar ações vencedoras
Grupo Shield
 
Análise Fundamentalista - Valuation - Hering - 2015
Análise Fundamentalista - Valuation - Hering - 2015Análise Fundamentalista - Valuation - Hering - 2015
Análise Fundamentalista - Valuation - Hering - 2015
Guilherme Palhares
 
Curso de Análise Fundamentalista - Método INI
Curso de Análise Fundamentalista - Método INICurso de Análise Fundamentalista - Método INI
Curso de Análise Fundamentalista - Método INI
Bom Fundamento
 
Seleção de ativos para swing trade
Seleção de ativos para swing tradeSeleção de ativos para swing trade
Seleção de ativos para swing trade
mnetotrade
 
Estratégias de Investimento em épocas de crise SIN
Estratégias de Investimento em épocas de crise   SINEstratégias de Investimento em épocas de crise   SIN
Estratégias de Investimento em épocas de crise SIN
José Junior
 
Bolsa de Valores - 1o dia - Introdução
Bolsa de Valores - 1o dia - IntroduçãoBolsa de Valores - 1o dia - Introdução
Bolsa de Valores - 1o dia - Introdução
Kenneth Corrêa
 
Curso CPA 10: Apostila 01 - Sistema Financeiro Nacional
Curso CPA 10: Apostila 01 - Sistema Financeiro NacionalCurso CPA 10: Apostila 01 - Sistema Financeiro Nacional
Curso CPA 10: Apostila 01 - Sistema Financeiro Nacional
Antonio Amorim
 
Análise fundamentalista
Análise fundamentalistaAnálise fundamentalista
Análise fundamentalista
LHx - Ações & Mercado
 
Quantitativo como operar a primeira hora do índice futuro
Quantitativo como operar a primeira hora do índice futuroQuantitativo como operar a primeira hora do índice futuro
Quantitativo como operar a primeira hora do índice futuro
Newton Linchen
 
Dividendos
DividendosDividendos
Dividendos
Grupo Shield
 
Tutorial completo swing trade
Tutorial completo swing tradeTutorial completo swing trade
Tutorial completo swing trade
falcaoShield
 
Estrategias mini indice slides (1)
Estrategias mini indice slides (1)Estrategias mini indice slides (1)
Estrategias mini indice slides (1)
Paulo Klosowski
 
Dividendos_LeidasSA
Dividendos_LeidasSADividendos_LeidasSA
Dividendos_LeidasSA
Grupo Shield
 
Relacao entre dividend yield
Relacao entre dividend yieldRelacao entre dividend yield
Relacao entre dividend yield
Grupo Shield
 
Lista de setups Swing Trade
Lista de setups Swing TradeLista de setups Swing Trade
Lista de setups Swing Trade
Grupo Shield
 
Tutorial Home Broker Banco Brasil
Tutorial Home Broker Banco BrasilTutorial Home Broker Banco Brasil
Tutorial Home Broker Banco Brasil
PELOSI PELOSI
 
Estimando o crescimento dos lucros e fluxos de caixa
Estimando o crescimento dos lucros e fluxos de caixaEstimando o crescimento dos lucros e fluxos de caixa
Estimando o crescimento dos lucros e fluxos de caixa
Felipe Pontes
 
Avaliação pelo fluxo de caixa livre e avaliação de empresas fechadas
Avaliação pelo fluxo de caixa livre e avaliação de empresas fechadasAvaliação pelo fluxo de caixa livre e avaliação de empresas fechadas
Avaliação pelo fluxo de caixa livre e avaliação de empresas fechadas
Felipe Pontes
 
Marcio noronha investimento em acoes
Marcio noronha   investimento em acoesMarcio noronha   investimento em acoes
Marcio noronha investimento em acoes
Grupo Shield
 
Fundamentos da análise gráfica de ações
Fundamentos da análise gráfica de açõesFundamentos da análise gráfica de ações
Fundamentos da análise gráfica de ações
Bradley Aragão
 

Destaque (20)

Como encontrar ações vencedoras
Como encontrar ações vencedorasComo encontrar ações vencedoras
Como encontrar ações vencedoras
 
Análise Fundamentalista - Valuation - Hering - 2015
Análise Fundamentalista - Valuation - Hering - 2015Análise Fundamentalista - Valuation - Hering - 2015
Análise Fundamentalista - Valuation - Hering - 2015
 
Curso de Análise Fundamentalista - Método INI
Curso de Análise Fundamentalista - Método INICurso de Análise Fundamentalista - Método INI
Curso de Análise Fundamentalista - Método INI
 
Seleção de ativos para swing trade
Seleção de ativos para swing tradeSeleção de ativos para swing trade
Seleção de ativos para swing trade
 
Estratégias de Investimento em épocas de crise SIN
Estratégias de Investimento em épocas de crise   SINEstratégias de Investimento em épocas de crise   SIN
Estratégias de Investimento em épocas de crise SIN
 
Bolsa de Valores - 1o dia - Introdução
Bolsa de Valores - 1o dia - IntroduçãoBolsa de Valores - 1o dia - Introdução
Bolsa de Valores - 1o dia - Introdução
 
Curso CPA 10: Apostila 01 - Sistema Financeiro Nacional
Curso CPA 10: Apostila 01 - Sistema Financeiro NacionalCurso CPA 10: Apostila 01 - Sistema Financeiro Nacional
Curso CPA 10: Apostila 01 - Sistema Financeiro Nacional
 
Análise fundamentalista
Análise fundamentalistaAnálise fundamentalista
Análise fundamentalista
 
Quantitativo como operar a primeira hora do índice futuro
Quantitativo como operar a primeira hora do índice futuroQuantitativo como operar a primeira hora do índice futuro
Quantitativo como operar a primeira hora do índice futuro
 
Dividendos
DividendosDividendos
Dividendos
 
Tutorial completo swing trade
Tutorial completo swing tradeTutorial completo swing trade
Tutorial completo swing trade
 
Estrategias mini indice slides (1)
Estrategias mini indice slides (1)Estrategias mini indice slides (1)
Estrategias mini indice slides (1)
 
Dividendos_LeidasSA
Dividendos_LeidasSADividendos_LeidasSA
Dividendos_LeidasSA
 
Relacao entre dividend yield
Relacao entre dividend yieldRelacao entre dividend yield
Relacao entre dividend yield
 
Lista de setups Swing Trade
Lista de setups Swing TradeLista de setups Swing Trade
Lista de setups Swing Trade
 
Tutorial Home Broker Banco Brasil
Tutorial Home Broker Banco BrasilTutorial Home Broker Banco Brasil
Tutorial Home Broker Banco Brasil
 
Estimando o crescimento dos lucros e fluxos de caixa
Estimando o crescimento dos lucros e fluxos de caixaEstimando o crescimento dos lucros e fluxos de caixa
Estimando o crescimento dos lucros e fluxos de caixa
 
Avaliação pelo fluxo de caixa livre e avaliação de empresas fechadas
Avaliação pelo fluxo de caixa livre e avaliação de empresas fechadasAvaliação pelo fluxo de caixa livre e avaliação de empresas fechadas
Avaliação pelo fluxo de caixa livre e avaliação de empresas fechadas
 
Marcio noronha investimento em acoes
Marcio noronha   investimento em acoesMarcio noronha   investimento em acoes
Marcio noronha investimento em acoes
 
Fundamentos da análise gráfica de ações
Fundamentos da análise gráfica de açõesFundamentos da análise gráfica de ações
Fundamentos da análise gráfica de ações
 

Semelhante a investeducar : Formação de Investidores

investeducar - Planejamento Financeiro Pessoal
investeducar  - Planejamento Financeiro Pessoalinvesteducar  - Planejamento Financeiro Pessoal
investeducar - Planejamento Financeiro Pessoal
investeducar Educacao Financeira
 
Sfn
SfnSfn
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geralO Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
Vivaldo Jose Breternitz
 
CAS.pdf
CAS.pdfCAS.pdf
CAS.pdf
AbnerHorcio
 
Curso de Iniciação na Bolsa de Valores
Curso de Iniciação na Bolsa de ValoresCurso de Iniciação na Bolsa de Valores
Curso de Iniciação na Bolsa de Valores
Bom Fundamento
 
Sfn 100818160354-phpapp01
Sfn 100818160354-phpapp01Sfn 100818160354-phpapp01
Sfn 100818160354-phpapp01
Silvana Angeloni
 
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptxADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
claudio336989
 
Videoaula conh banc
Videoaula conh bancVideoaula conh banc
Videoaula conh banc
Relva Morais Aishiteru
 
mercado financeiro.pdf
mercado financeiro.pdfmercado financeiro.pdf
mercado financeiro.pdf
RecoverySmart
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Bacen o sistema financeiro nacional
Bacen  o sistema financeiro nacionalBacen  o sistema financeiro nacional
Bacen o sistema financeiro nacional
zeramento contabil
 
Resumo Conhecimentos Bancários para BRB
Resumo Conhecimentos Bancários para BRBResumo Conhecimentos Bancários para BRB
Resumo Conhecimentos Bancários para BRB
Estratégia Concursos
 
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de CapitaisAula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Prof. Paulo Marques
 
Sistema financeiro nacional
Sistema financeiro nacionalSistema financeiro nacional
Sistema financeiro nacional
Janielle Alves
 
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
A. Rui Teixeira Santos
 
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
A. Rui Teixeira Santos
 
Aula adm financeira
Aula adm financeiraAula adm financeira
Aula adm financeira
Henrique Garcia Cardoso
 
Aula adm financeira
Aula adm financeiraAula adm financeira
Aula adm financeira
Henrique Garcia Cardoso
 
Aula 1 noções de politicas
Aula 1 noções de politicasAula 1 noções de politicas
Aula 1 noções de politicas
ProfessorRogerioSant
 
apresentaosfn-140605185320-phpapp01.pdf
apresentaosfn-140605185320-phpapp01.pdfapresentaosfn-140605185320-phpapp01.pdf
apresentaosfn-140605185320-phpapp01.pdf
Fernando652462
 

Semelhante a investeducar : Formação de Investidores (20)

investeducar - Planejamento Financeiro Pessoal
investeducar  - Planejamento Financeiro Pessoalinvesteducar  - Planejamento Financeiro Pessoal
investeducar - Planejamento Financeiro Pessoal
 
Sfn
SfnSfn
Sfn
 
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geralO Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
 
CAS.pdf
CAS.pdfCAS.pdf
CAS.pdf
 
Curso de Iniciação na Bolsa de Valores
Curso de Iniciação na Bolsa de ValoresCurso de Iniciação na Bolsa de Valores
Curso de Iniciação na Bolsa de Valores
 
Sfn 100818160354-phpapp01
Sfn 100818160354-phpapp01Sfn 100818160354-phpapp01
Sfn 100818160354-phpapp01
 
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptxADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
 
Videoaula conh banc
Videoaula conh bancVideoaula conh banc
Videoaula conh banc
 
mercado financeiro.pdf
mercado financeiro.pdfmercado financeiro.pdf
mercado financeiro.pdf
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
 
Bacen o sistema financeiro nacional
Bacen  o sistema financeiro nacionalBacen  o sistema financeiro nacional
Bacen o sistema financeiro nacional
 
Resumo Conhecimentos Bancários para BRB
Resumo Conhecimentos Bancários para BRBResumo Conhecimentos Bancários para BRB
Resumo Conhecimentos Bancários para BRB
 
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de CapitaisAula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
 
Sistema financeiro nacional
Sistema financeiro nacionalSistema financeiro nacional
Sistema financeiro nacional
 
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
 
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
 
Aula adm financeira
Aula adm financeiraAula adm financeira
Aula adm financeira
 
Aula adm financeira
Aula adm financeiraAula adm financeira
Aula adm financeira
 
Aula 1 noções de politicas
Aula 1 noções de politicasAula 1 noções de politicas
Aula 1 noções de politicas
 
apresentaosfn-140605185320-phpapp01.pdf
apresentaosfn-140605185320-phpapp01.pdfapresentaosfn-140605185320-phpapp01.pdf
apresentaosfn-140605185320-phpapp01.pdf
 

Mais de investeducar Educacao Financeira

Curso de Imposto de Renda - Investeducar
Curso de Imposto de Renda - InvesteducarCurso de Imposto de Renda - Investeducar
Curso de Imposto de Renda - Investeducar
investeducar Educacao Financeira
 
Investeducar - Curso finanças pessoais - como organizar sua vida financeira
Investeducar - Curso finanças pessoais - como organizar sua vida financeiraInvesteducar - Curso finanças pessoais - como organizar sua vida financeira
Investeducar - Curso finanças pessoais - como organizar sua vida financeira
investeducar Educacao Financeira
 
Workshop de Finanças Pessoais investeducar
Workshop de Finanças Pessoais investeducarWorkshop de Finanças Pessoais investeducar
Workshop de Finanças Pessoais investeducar
investeducar Educacao Financeira
 
Investeducar - Formacao de Traders
Investeducar - Formacao de TradersInvesteducar - Formacao de Traders
Investeducar - Formacao de Traders
investeducar Educacao Financeira
 
Home Broker e o Mercado de Acoes - Investeducar
Home Broker e o Mercado de Acoes - InvesteducarHome Broker e o Mercado de Acoes - Investeducar
Home Broker e o Mercado de Acoes - Investeducar
investeducar Educacao Financeira
 
Aumente Suas Chances De Ganhar Na Bolsa De Valores - Investeducar
Aumente Suas Chances De Ganhar Na Bolsa De Valores - InvesteducarAumente Suas Chances De Ganhar Na Bolsa De Valores - Investeducar
Aumente Suas Chances De Ganhar Na Bolsa De Valores - Investeducar
investeducar Educacao Financeira
 
Palestra Dicas e Ferramentas Para Análise Gráfica - Investeducar
Palestra Dicas e Ferramentas Para Análise Gráfica - InvesteducarPalestra Dicas e Ferramentas Para Análise Gráfica - Investeducar
Palestra Dicas e Ferramentas Para Análise Gráfica - Investeducar
investeducar Educacao Financeira
 
Palestra Finanças Pessoais
Palestra Finanças PessoaisPalestra Finanças Pessoais
Palestra Finanças Pessoais
investeducar Educacao Financeira
 
Gestão Financeira no Longo Prazo | Investeducar
Gestão Financeira no Longo Prazo | InvesteducarGestão Financeira no Longo Prazo | Investeducar
Gestão Financeira no Longo Prazo | Investeducar
investeducar Educacao Financeira
 

Mais de investeducar Educacao Financeira (9)

Curso de Imposto de Renda - Investeducar
Curso de Imposto de Renda - InvesteducarCurso de Imposto de Renda - Investeducar
Curso de Imposto de Renda - Investeducar
 
Investeducar - Curso finanças pessoais - como organizar sua vida financeira
Investeducar - Curso finanças pessoais - como organizar sua vida financeiraInvesteducar - Curso finanças pessoais - como organizar sua vida financeira
Investeducar - Curso finanças pessoais - como organizar sua vida financeira
 
Workshop de Finanças Pessoais investeducar
Workshop de Finanças Pessoais investeducarWorkshop de Finanças Pessoais investeducar
Workshop de Finanças Pessoais investeducar
 
Investeducar - Formacao de Traders
Investeducar - Formacao de TradersInvesteducar - Formacao de Traders
Investeducar - Formacao de Traders
 
Home Broker e o Mercado de Acoes - Investeducar
Home Broker e o Mercado de Acoes - InvesteducarHome Broker e o Mercado de Acoes - Investeducar
Home Broker e o Mercado de Acoes - Investeducar
 
Aumente Suas Chances De Ganhar Na Bolsa De Valores - Investeducar
Aumente Suas Chances De Ganhar Na Bolsa De Valores - InvesteducarAumente Suas Chances De Ganhar Na Bolsa De Valores - Investeducar
Aumente Suas Chances De Ganhar Na Bolsa De Valores - Investeducar
 
Palestra Dicas e Ferramentas Para Análise Gráfica - Investeducar
Palestra Dicas e Ferramentas Para Análise Gráfica - InvesteducarPalestra Dicas e Ferramentas Para Análise Gráfica - Investeducar
Palestra Dicas e Ferramentas Para Análise Gráfica - Investeducar
 
Palestra Finanças Pessoais
Palestra Finanças PessoaisPalestra Finanças Pessoais
Palestra Finanças Pessoais
 
Gestão Financeira no Longo Prazo | Investeducar
Gestão Financeira no Longo Prazo | InvesteducarGestão Financeira no Longo Prazo | Investeducar
Gestão Financeira no Longo Prazo | Investeducar
 

investeducar : Formação de Investidores

  • 1.
  • 2. Quem Somos? O investeducar é um portal financeiro e uma empresa especializada em educar e formar novos investidores. Nossa instituição foi criada com objetivo de ensinar e tornar nosso aluno apto a analisar, tomar decisões e definir suas estratégias de investimentos de acordo com seu perfil de investidor. Missão Contribuir para o desenvolvimento da sociedade por meio da educação e capacitação. Visão Ser uma empresa líder na formação de investidores capacitados.
  • 3. Quem Somos? http://www.investeducar.com.br/
  • 4. Página p.00 Todos os tópicos possuem conteúdo aprofundado na apostila Slides marcados com este símbolo são abordados no curso intermediário Slides marcados com este símbolo são abordados no curso avançado R Material Novo/Recomendamos Copiar
  • 6. Agenda O que é Mercado Financeiro O Mercado de Ações Planejamento Operacional Número de Slides: 137 Análise Fundamentalista Duração Prevista: 10 horas Análise Técnica
  • 7. Agenda O que é Mercado Financeiro O Mercado de Ações Planejamento Operacional Análise Fundamentalista Análise Técnica
  • 8. O que é Mercado Financeiro Participantes do Mercado Financeiro O Mercado de Capitais O Mercado de Câmbio Finanças Nacionais Tipos de Investimentos
  • 9. O que é Mercado Financeiro Participantes do Mercado Financeiro p.05 Sistema Financeiro Nacional Autoridades Monetárias Autoridades de Apoio Instituições Financeiras Comissão de Valores Crédito a CP Mobiliários (Xerife do Conselho Monetário mercado) Crédito a Médio e LP Nacional Banco do Brasil Crédito para Bens Duráveis Banco Nacional de Desenvolvimento Crédito Imobiliário Econômico e Social Intermediação no Merc Cap Banco Central do Brasil Caixa Econômica Federal (Banco dos bancos) Seguros e Capitalização Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional Arrendamento Mercantil Fonte: Fortuna
  • 10. O que é Mercado Financeiro Participantes do Mercado Financeiro Sistema Financeiro Nacional Responsável pela fixação de diretrizes da política monetária, creditícia e cambial do País. Funciona como um conselho de política econômica. Atua como órgão executivo central do sistema financeiro, fazendo Comissão de Valores Crédito a CP cumprirMobiliários (Xerife do as disposições e normas do CMN. Conselho Monetário mercado) Crédito a Médio e LP Órgão normativo do sistema financeiro, desenvolve, disciplina e Nacional fiscaliza o mercado de valores mobiliários. Banco Nacional de Desenvolvimento Responsável pela política de investimentos de longo prazo do Econômico e Social governo federal, sendo a principal instituição de fomento no Cap Intermediação no Merc país. Banco Central do Brasil (Banco dos bancos) Bancos comerciais, bancos cooperativos, bancos múltiplos, etc. Bancos de desenvolvimento, bancos de investimento, etc. Bancos de investimento, corretoras, agentes autônomos, etc.
  • 11. O que é Mercado Financeiro O Mercado de Capitais O mercado de capitais é: Podemos dividir o mercado de capitais pela natureza da espécie: Um sistema de distribuição de valores mobiliários... Mercado de Crédito • Curto Prazo • Longo Prazo ...que proporciona liquidez aos títulos de emissão de empresas... Mercado de Títulos ...e viabiliza o processo • Propriedade (Ações) de capitalização. • Dívidas (Debêntures) Fonte: Bovespa
  • 12. O que é Mercado Financeiro O Mercado de Capitais ATIVO PASSIVO Empréstimo bancário: Operação de crédito de curto prazo Commercial paper: Títulos de dívida de curto prazo Debêntures: Títulos de PATRIMÔNIO dívida de longo prazo LÍQUIDO Ações: Títulos de propriedade R
  • 13. O que é Mercado Financeiro O Mercado de Capitais ATIVO PASSIVO Empréstimo bancário: CAIXA Operação de crédito de curto prazo Commercial paper: Títulos de dívida de curto prazo Debêntures: Títulos de PATRIMÔNIO dívida de longo prazo LÍQUIDO Ações: Títulos de propriedade R
  • 14. O que é Mercado Financeiro O Mercado de Câmbio Envolve negociação de moedas estrangeiras e seus interessados. Mercado de Câmbio Operações de Câmbio Compra: recebe moeda estrangeira Caixas Venda: recebe moeda naciona Bancos Econômicas Arbitragem: só moeda estrangeira CTVMC SCFI Tipos de Câmbio DTVMC Comercial: comércio exterior. Agências de Meios de Paralelo: via doleiros. Turismo Hospedagem Turismo: via bancos. RMCCI RMCCI –Regulamento do Mercado de Câmbio e Capitais Internacionais SCFI - Sociedade de Crédito, Financiamento e Investimento CTVMC – Corretora de Títulos e Valores Mobiliários e Câmbio DTVMC – Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários e Câmbio Fonte: Cosif
  • 15. O que é Mercado Financeiro O Mercado de Câmbio Exemplo de um mercado de câmbio Brasil EUA US$ US$ R$ R$ US$
  • 16. O que é Mercado Financeiro O Mercado de Câmbio Exemplo de um mercado de câmbio Brasil EUA US$ R$ R$ US$
  • 17. O que é Mercado Financeiro O Mercado de Câmbio Exemplo de um mercado de câmbio Brasil EUA US$ US$ R$ R$ US$
  • 18. O que é Mercado Financeiro Finanças Nacionais O nível de emprego está O Produto Interno Bruto (PIB) de diretamente relacionado ao um país é a soma no valor de consumo privado e ao os gastos mercado de todos os bens e públicos, pois o governo tem serviços finais produzidos num como principal fonte de receita PIB dado período de tempo. os impostos. Nível de A balança comercial tem Inflação Emprego Inflação é uma alta generalizada influencia direta sobre a cotação Economia e persistente do nível de preços do câmbio, pois quanto maior o e Bolsa da economia. A situação oposta saldo comercial, maior a oferta Brasileira chama-se deflação. de Dólar em relação ao Real. Balança Taxas de Comercial Juros A Ptax é média ponderada dos negócios em dólar comercial, Taxa de As taxas de juros que devemos apurada pelo Banco Central ao Cambio estar atentos no Brasil são a fim de cada dia. É referência referencial básica (COPOM), a para o pagamento de dívidas do negociada (Selic) e a TJLP. governo em dólar. Fontes: Mankiw/Oliveira & Pacheco/BNDES/BCB/Financenter
  • 19. O que é Mercado Financeiro Finanças Nacionais Alguns valores e comparativos das finanças nacionais: Crescimento do PIB (em %) 5,7% 5,7% 5,1% 4,3% 4,0% PIB 2008 no Brasil: R$ 2,889 trilhões. 3,2% 2,7% O IPCA, a "inflação oficial" usada pelo Banco 1,3% 1,1% Central para definição das metas de inflação, ficou em 4,31%, em 2008 o valor era de 5,90%. 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Maiores PIBs do mundo (2008 - US$ TJLP de janeiro a março de 2010: 6,00% Trilhões) Estados Unidos 14,204 Japão 4,909 Selic acumulada em 2009: 9,50% China 3,860 Alemanha 3,652 Dólar fechou 2009 com depreciação de 25% a França 2,853 R$1,743 (fechou 2008 a R$2,333) Reino Unido 2,645 Itália 2,293 Brasil 1,612 Rússia 1,607 Espanha 1,604 Fontes: IBGE/Receita Federal/BNDES/Banco Mundial
  • 20. O que é Mercado Financeiro Tipos de Investimentos Os tipos de investimentos se dividem basicamente quanto ao nível de risco e conseqüentemente à maneira de remuneração do capital: Renda Fixa Renda Variável • Poupança • Ações e • Fundo CDI Derivativos • Tesouro Direto • Fundos de Ações • Debêntures • Câmbio • POP
  • 21. O que é Mercado Financeiro Tipos de Investimentos
  • 22. O que é Mercado Financeiro Tipos de Investimentos Além da administração particular direta de ativos, é possível sofisticar sua diversificação de carteira através de investimentos em fundos e clubes de investimentos. Vejamos as vantagens: Gestão terceirizada: é possível Diluição de custos: operar em deixar a gestão da carteira com um clube de investimento uma equipe experiente a um pode ser menos custoso Clubes Fundos custo baixo. devido ao efeito de escala na corretagem fixa das corretoras. Diversificação em escala: como as carteiras de fundos Incentivo tributário: a são diversificadas, é possível tributação incidente em clubes fazer uma escala de é apenas em resgates, não diversificação com patrimônio mensal como para o investidor em vários fundos. individual. Terceirização tributária: as Formalidade: é possível dividir apurações e pagamentos de a gestão do patrimônio familiar impostos ficam a cargo da ou de amigos de uma maneira gestora. legalmente aceita.
  • 23. Agenda O que é Mercado Financeiro O Mercado de Ações Planejamento Operacional Análise Fundamentalista Análise Técnica
  • 24. O Mercado de Ações p.22 O Que São Ações Funcionamento da Bolsa Governança Corporativa Proventos Derivativos
  • 25. O Mercado de Ações O Que São Ações Porque uma empresa abre o capital? Desobrigação Desobrigação ABERTURA Capital Intensivo de com o capital DE remuneração investido CAPITAL
  • 26. O Mercado de Ações O Que São Ações Porque os investidores compram ações em aberturas de capital? Taxa de Expectativa COMPRA Atratividade retorno de do negócio acima da valorização DE média das ações AÇÕES
  • 27. O Mercado de Ações O Que São Ações Uma ação é a menor fração do capital social de uma empresa formada por ações. Capital Social da Empresa S/A: R$ 80,00
  • 28. O Mercado de Ações O Que São Ações Como o capital desta Pode-se dizer ainda que empresa é de 8 ações, quem possui ações de cada ação vale R$ 10,00. uma empresa é dona de parte dela. Portanto investir em ações é investir em empresas e ter uma expectativa de retorno, além de confiar em suas operações. Capital Social da Empresa S/A: R$ 80,00
  • 29. O Mercado de Ações O Que São Ações Codificação de uma ação: Exemplos de códigos: AMBV - Ambev BBAS - Banco do Brasil BBAS 3 GGBR - Gerdau A primeira parte é O número identifica ITUB - Banco Itaú composta de 4 o tipo de ação em POMO - Marcopolo letras que questão. NATU - Natura identificam a PETR - Petrobras empresa emissora. TAMM - Tam “Numerologia” das ações: 1 e 2 - Subscrição de ON e PN 3 – Ação ON 4 – Ação PN 5, 6, 7 e 8 – Ações PNA, PNB, PNC e PND 9 e 10 – Recibos de Subscrição 11 – Units, BDRs e outros. 12, 13, 14 e 15 – Bônus de Ações
  • 30. O Mercado de Ações O Que São Ações Codificação de uma ação: Exemplos de códigos: AMBV - Ambev EXEMPLO NO BBAS3 A primeira parte é composta de 4 letras que O número identifica o tipo de ação em questão. BBAS - Banco do Brasil GGBR - Gerdau ITAU - Banco Itaú POMO - Marcopolo NATU - Natura desktopTrader pro identificam a PETR - Petrobras empresa emissora. TAMM - Tam “Numerologia” das ações: 1 e 2 - Subscrição de ON e PN 3 – Ação ON 4 – Ação PN 5, 6, 7 e 8 – Ações PNA, PNB, PNC e PND 9 e 10 – Recibos de Subscrição 11 – Units, BDRs e outros. 12, 13, 14 e 15 – Bônus de Ações
  • 31. O Mercado de Ações O Que São Ações Classificação das ações: Por Por tipo de Por nível de Por tipo de Por liquidez preferência registro governança mercado ON (ordinária nominativa): tem Primeira Linha Nominativas Novo Mercado Lote Padrão preferência por (Blue Chips) voto. PN (preferencial nominativa): tem Escriturais Nível 1 Segunda Linha Lote Fracionário preferência por dividendo. Combinação ON + Portador Nível 2 PN Demais
  • 32. O Mercado de Ações O Que São Ações Exemplo 100 BBDC4 - Bradesco S/A Por Por tipo de Por nível de Por tipo de Por liquidez preferência registro governança mercado ON (ordinária nominativa): tem Primeira Linha Nominativas Novo Mercado Lote Padrão preferência por (Blue Chips) voto. PN (preferencial nominativa): tem Escriturais Nível 1 Segunda Linha Lote Fracionário preferência por dividendo. Combinação ON + Portador Nível 2 PN Demais
  • 33. O Mercado de Ações O Que São Ações Exemplo 37 ALLL11F – América Latina Logística Por Por tipo de Por nível de Por tipo de Por liquidez preferência registro governança mercado ON (ordinária nominativa): tem Primeira Linha Nominativas Novo Mercado Lote Padrão preferência por (Blue Chips) voto. PN (preferencial nominativa): tem Escriturais Nível 1 Segunda Linha Lote Fracionário preferência por dividendo. Combinação ON + Portador Nível 2 PN Demais
  • 34. O Mercado de Ações O Que São Ações Exemplo 1000 TELB3 - Telebrás S/A Por Por tipo de Por nível de Por tipo de Por liquidez preferência registro governança mercado ON (ordinária nominativa): tem Primeira Linha Nominativas Novo Mercado Lote Padrão preferência por (Blue Chips) voto. PN (preferencial nominativa): tem Escriturais Nível 1 Segunda Linha Lote Fracionário preferência por dividendo. Combinação ON + Portador Nível 2 PN Demais
  • 35. O Mercado de Ações Funcionamento da Bolsa Assimetria da Informação Carro do seu vizinho Carro da concessionária Qual dos dois você compraria? The Market for Lemons / 1970 (Prêmio Nobel em 2001) - Akerlof
  • 36. O Mercado de Ações Funcionamento da Bolsa Percepções Relativas: os cegos e o elefante. Prospect Theory / 1979 (Prêmio Nobel em 2002) – Kahneman e Tversky
  • 37. O Mercado de Ações Funcionamento da Bolsa Assimetria Informacional e as Percepções Relativas INVESTIDOR 3 INVESTIDOR 2 INFORMAÇÃO INVESTIDOR 1
  • 38. O Mercado de Ações Funcionamento da Bolsa Porque as pessoas compram suas ações? Porque as pessoas vendem suas ações? L CC QTD POFC POFV QTD CV L 1 568 300 67,85 67,90 500 389 1 2 371 500 67,80 67,93 1000 854 2 Alta expectativa quanto ao retorno Diminuição das expectativas de esperado ou do retorno em si retorno ou do retorno em si Oportunidade de investimento Encerramento de investimento pior melhor Disponibilidade de uso de capital Necessidade de uso do capital É importante lembrar também da importância da assimetria informacional e das percepções relativas.
  • 39. O Mercado de Ações Funcionamento da Bolsa Após seu lançamento (mercado primário), as ações passam a ser negociadas no mercado secundário, que é o ambiente formado pelas bolsas de valores e pelos mercados de balcão (organizados ou não). Comprador Vendedor Custódia Corretora Corretora Bolsa de Valores
  • 40. O Mercado de Ações Funcionamento da Bolsa Após seu lançamento (mercado primário), as ações passam a ser negociadas no mercado secundário, que é o ambiente formado pelas bolsas de valores e pelos mercados de balcão (organizados ou não). R$ Comprador Vendedor Custódia Corretora Corretora Bolsa de Valores
  • 41. O Mercado de Ações Funcionamento da Bolsa Compradores e O vendedor ao fechar As corretoras representam os vendedores fecham negócio, entrega as ações compradores e vendedores negócios para o comprador. na negociação. A CBLC registra as Comprador Vendedor operações para dar segurança às operações em CBLC Bolsa. Corretora A bolsa de valores é o BM&FBOVESPA O comprador ao receber as ambiente de negociação ações, paga o vendedor. entre as partes.
  • 42. O Mercado de Ações Funcionamento da Bolsa
  • 43. O Mercado de Ações Governança Corporativa Governança corporativa de maneira geral é o conjunto de processos, costumes, políticas, leis, regulamentos e instituições que regulam a maneira como uma empresa é dirigida, administrada ou controlada. Ainda podemos dizer que é o sistema pelo qual as organizações são monitoradas pela diretoria executiva. •Desde a década de 70, a governança foi assunto de Nos debate significativo nos EUA e no mundo. Tal interesse foi grande pelas necessidades e desejos dos acionistas exercerem seus direitos como acionistas. •Quebra da Enron em 2001 e outros escândalos em EUA balanços faz surgir a Sarbanes-Oxley Act em 2002. •Criação do IBGC em 1995, responsável pela introdução e No disseminação do conceito de governança corporativa no Brasil. •Criados em 2000, os níveis diferenciados de governança corporativa (NM, N1 e N2) estimulam as empresas com Maior poder Brasil ações em bolsa a adotar compromissos adicionalmente ao que exige a legislação. para o acionista Foto: Warren Buffet
  • 44. O Mercado de Ações Governança Corporativa Nível 1: melhorias na prestação de informações ao mercado e com a dispersão acionária; Nível 2: Nível 1 + Conjunto amplo de práticas de relativas aos direitos societários dos acionistas minoritários. Novo Mercado: Nível 2 + Estrutura composta somente por ações ordinárias, tag along extensível a todos os acionistas; divulgação de demonstrações financeiras de acordo com padrão a IFRS ou US GAAP. O tag along é previsto na legislação brasileira (Lei das S.A., Artigo 254-A) e assegura que a alienação, direta ou indireta, do controle acionário de uma companhia somente poderá ocorrer sob a condição de que o acionista adquirente se obrigue a fazer oferta pública de aquisição das demais ações ordinárias, de modo a assegurar a seus detentores o preço mínimo de 80% do valor pago pelas ações integrantes do bloco de controle.
  • 45. O Mercado de Ações Proventos DRE BP Receita Impostos sobre Lucro Líquido Passivos Totais Receita Ativos Totais Custos Patrimônio Líquido Impostos sobre Lucro Lucro Líquido Lucro Líquido
  • 46. O Mercado de Ações Proventos Lucro Líquido Dividendo DIV1 DIV2 Patrimônio Líquido Ação 1 Ação 2 Ações
  • 47. O Mercado de Ações Proventos DRE BP 100 20 20 200 300 50 100 10 20 20
  • 48. O Mercado de Ações Proventos 20 10 5 5 Patrimônio Líquido Ação 1 Ação 2 Ações
  • 49. O Mercado de Ações Proventos Ação R$ 25,00 Ação Ação R$ 25,00 R$ 100,00 Ação R$ 25,00 Ação R$ 25,00
  • 50. O Mercado de Ações Proventos Ação Ação Ação Ação R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 Ação Ação Ação Ação R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 Ação Ação Ação Ação Ação R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 20,00 Ação Ação Ação Ação R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 Ação Ação Ação Ação R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00
  • 51. O Mercado de Ações Proventos Ação Ação Ação Ação R$ 1,00 Ação ABRIR SITE DA R$ 1,00 Ação R$ 1,00 Ação R$ 1,00 Ação R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 Ação R$ 1,00 BM&FBOVESPA Ação R$ 1,00 Ação R$ 1,00 Ação R$ 1,00 Ação R$ 20,00 Ação Ação Ação Ação R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 Ação Ação Ação Ação R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00 R$ 1,00
  • 52. O Mercado de Ações Derivativos p.94 Títulos cujos valores dependem dos valores de outras variáveis mais básicas. Exemplos: opção de ação, contrato futuro de café, seguro do carro. Exemplo Prático: seguro do carro. No mercado de capitais, esse prêmio é o preço da opção compra que é negociado em bolsa. Fonte: Hull
  • 53. O Mercado de Ações Derivativos Exemplos de empresas que possuem opções Codificação de uma opção: negociadas em bolsa com liquidez: PETR – Petrobras PETRK40 O número é VALE – Vale BVMF – BMFBOVESPA A primeira parte é chamado de OGXP – OGX Petróleo composta de 4 STRIKE. É o número letras que que identifica o Códigos e meses de vencimento: identificam a valor a ser pago empresa emissora. pelo ativo até a OPÇÃO data de vencimento Compra Venda MÊS DE VENCIMENTO A M Janeiro B N Fevereiro A letra intermediária identifica o mês de C O Março vencimento da opção em questão. D P Abril E Q Maio F R Junho No Brasil G S Julho H T Agosto Negociam-se mais opções de compra do I U Setembro tipo americana. J V Outubro K W Novembro Liquidação ocorre em D+1 L X Dezembro
  • 54. O Mercado de Ações Derivativos VALE5 = R$ 42,00 VALEK40 = R$2,00 VALE5 = R$ 41,00 VALE5 = R$ 41,00 VALEK40 = R$1,00 VALEK40 = R$1,00 VALE5 = R$ 40,00 VALEK40 = R$0,00 D0 D30
  • 55. O Mercado de Ações Derivativos Podemos resumir o entendimento do mercado futuro levando em consideração três fatores na formação de seu preço: Cenário Otimista Cenário Pessimista Taxa de Juros Taxa de Juros Expectativa Livre de Risco Livre de Risco Negativa Expectativa Positiva Preço à Vista Preço à Vista
  • 56. Agenda O que é Mercado Financeiro O Mercado de Ações Planejamento Operacional Análise Fundamentalista Análise Técnica
  • 57. Planejamento Operacional p.44 Perfis Estratégicos Tipos de Operações Operando Home Broker Controle Operacional Risco e Retorno Diversificando Usando Stops Tributação Exercício Resolvido
  • 58. Planejamento Operacional Perfis Estratégicos Position Trader Swing Trader Hedger Daytrader Arbitrador Retorno Esperado Quantidade de Duração Média da por Operação Operações por ano Operação Fatores como risco e taxa de sucesso não possuem proporção direta ou relação com o perfil estratégico adotado.
  • 59. Planejamento Operacional Tipos de Operações Tipos de ordens de acordo Ordens Especiais com as seguintes categorias: Stop Loss Por Por Por natureza execução prazo Stop Móvel Compra A mercado Para o dia Stop Gain Até cancelar Venda Limitada (VAC) Stop Simultâneo Executa ou cancela Start ou Stop de Compra Tudo ou nada Lançamento Coberto
  • 60. Planejamento Operacional Tipos de Operações Liquidação das operações Verificação de pendências D0 D1 D2 D3 D4 D5 D6 D7 D8 Data da compra Liquidação Liquidação Prazo final para regularização Liquidação ou venda de opções de ações de pendências ou Recompra da recompra automática
  • 61. Planejamento Operacional Operando Home Broker O Home Broker é o instrumento que permite a negociação de ações via Internet. Corretora Bovespa Corretora Toda a operação é feita via internet.
  • 62. Planejamento Operacional Operando Home Broker O Home Broker é o instrumento que permite a negociação de ações via Internet. Ordem Ordens Ordem Corretora Ordem Ordem Bovespa Corretora Toda a operação é feita via internet.
  • 63. Planejamento Operacional Operando Home Broker O sucesso do Home Broker no Brasil se deve a diversos fatores, tais como: Estabilização de preços Flexibilidade Baixo custo Tecnologia
  • 64. Planejamento Operacional Operando Home Broker Podemos adotar estes 6 fatores como itens de paridade e comparabilidade entre corretoras: •Contar com o apoio da Suporte corretora na hora de Dilema da •Seja mais crítico quanto ao valor da corretagem, preço escolher onde investir. corretagem nem sempre é tudo. Histórico •História da corretora, •Tanto via chat, como opiniões de terceiros e Atendimento por telefone. da sobre seu posicionamento corretora no mercado. •A melhor estratégia •Bovespa (ações e opções), Plataforma pode vir abaixo se a Mix de BM&F, fundos de plataforma não for boa Produtos investimento diversos e o suficiente. Tesouro Direto
  • 65. Planejamento Operacional Operando Home Broker
  • 66. Planejamento Operacional Operando Home Broker
  • 67. Planejamento Operacional Controle Operacional Aplicações Controle Financeiro Resultados Débitos e Créditos Controle Trades Controle Estratégia Acionário Estratégico Relatórios Preços e Quantidades Regras Tributárias Controle Tributário Pagamento de DARF Controle Operacional
  • 68. Planejamento Operacional Risco e Retorno Retorno (ou rentabilidade) e risco são duas variáveis que andam juntas no mundo dos investimentos. Quanto maior a possibilidade de retorno maiores os riscos envolvidos. Gerir risco não significa evitar risco, significa decidir quais riscos tomar. Tipos de risco para a empresa Tipos de risco para o investidor • Alterações nos preços de passivos e Mercado ativos da empresa. Não-sistemático • Capacidade da empresa não honrar os Crédito compromissos. • Capacidade de obtenção de fundos para Liquidez financiamento de ativos não líquidos. • Abrangem as falhas gerais de Sistemático Operacional funcionamento das operações da empresa.
  • 69. Planejamento Operacional Risco e Retorno p.55 Existem diversas maneiras de calcular o risco, dependendo do foco da análise. Nosso foco neste item é de calcular um risco não sistemático em uma operação individual. Para tal cálculo, primeiro precisamos definir quanto estamos dispostos a arriscar (perder) no mês, no período, no trade, para então, antes de entrar na operação verificar se ela é compatível com seu risco aceito. Ação VALE5 Preço de compra (PC) R$ 26,00 / ação Justificativa para compra Próximo ao suporte Preço alvo (PA) R$ 31,02 / ação Justificativa do preço alvo Resistência do canal de alta Tempo estimado para o objetivo 1 a 2 semanas Stop Loss (SL) R$ 24,75 / ação Justificativa do Stop Loss Abaixo do suporte e do último fundo Retorno potencial (ReP = PA – PC) R$ 5,02 / ação ou 19,31% Risco potencial (RsP = PC – SL) R$ 1,25 / ação ou 4,81% Relação Retorno Potencial vs Risco (Rep / RsP) R$ 4,01 de retorno para cada R$ 1,00 de risco Prosseguir com a operação? Sim
  • 70. Planejamento Operacional Risco e Retorno
  • 71. Planejamento Operacional Risco e Retorno
  • 72. Planejamento Operacional Diversificando Estratégia destinada a reduzir o risco ao estender a carteira para muitos investimentos. Simplificando: em uma Mas, como diversificar de fato? linguagem mais popular, diversificar é não R: Tenha uma carteira com vários ativos. colocar todos os ovos na mesma cesta. Fonte: Brealey
  • 73. Planejamento Operacional Diversificando Diversificar Não diversificar • Quando o ponto de • Quando o ponto de partida é o risco partida é o retorno • Quando se faz uma • Quando a gestão é gestão LP de posição CP ou LP ativa • Quando se preza • Quando se preza pela preservação de pelo retorno final capital • Quando há muito • Quando há pouco capital capital • Quando não há • Quando há stops stops
  • 74. Planejamento Operacional Usando Stops O que é Stop? É uma ferramenta que monitora as variações de mercado a fim de encerrar posições com base em lucros ou perdas pré-determinados. O uso de Stop é mais do que uma questão opcional Na nomenclatura padrão: ou de ferramenta de apoio. O uso de Stop é Compra Start: Abre uma posição a um preço fundamental para a acima do de mercado. sobrevivência de qualquer Stop Loss: encerra uma posição no mercado com perdas. tipo de operador no Stop Gain: encerra uma posição no mercado mercado financeiro. com lucro. Stop Móvel: ajusta o stop loss seguindo o mercado altista.
  • 75. Planejamento Operacional Usando Stops Valor do Stop Loss Preço do mercado Preço 28 26 Posição encerrada 24 pelo Stop Loss 22 20 Tempo
  • 76. Planejamento Operacional Usando Stops Valor do Stop Loss Valor do Stop Gain Preço do mercado Preço Posição encerrada 28 pelo Stop Gain 26 24 22 20 Tempo
  • 77. Planejamento Operacional Usando Stops Valor do Stop Móvel Preço do mercado Preço Posição encerrada 28 pelo Stop Móvel 26 24 22 20 Tempo
  • 78. Planejamento Operacional Usando Stops Valor do Stop Loss Valor do Stop Gain Preço do mercado Preço Posição encerrada 28 pelo Stop Gain 26 24 22 20 Tempo
  • 79. Planejamento Operacional Usando Stops DATA SMTO4 STOP 0,5% 1/2/2008 -3,28% -0,50% 6/2/2008 -1,47% -0,50% 7/2/2008 1,49% 1,49% 8/2/2008 -1,89% -0,50% 11/2/2008 -1,15% -0,50% SMTO4 SMTO4 STOP@0,5% 12/2/2008 0,78% 0,78% Risco 2,61% 1,58% 13/2/2008 1,20% 1,20% 14/2/2008 0,99% 0,99% Média -0,10% 0,74% 15/2/2008 2,00% 2,00% 18/2/2008 0,74% 0,74% Retorno total -3,92% 28,77% 19/2/2008 -0,74% -0,50% 20/2/2008 -0,74% -0,50% 21/2/2008 3,17% 3,17% 35,00% 22/2/2008 -2,35% -0,50% 25/2/2008 0,74% 0,74% 26/2/2008 0,18% 0,18% 30,00% 27/2/2008 0,95% 0,95% 28/2/2008 -0,40% -0,40% 25,00% 29/2/2008 4,01% 4,01% 3/3/2008 4,11% 4,11% 20,00% 4/3/2008 -2,26% -0,50% 5/3/2008 1,76% 1,76% 6/3/2008 -2,58% -0,50% 15,00% 7/3/2008 -0,52% -0,50% SMTO4 10/3/2008 -0,35% -0,35% 10,00% 11/3/2008 3,51% 3,51% STOP 0,5% 12/3/2008 -3,05% -0,50% 5,00% 13/3/2008 -4,48% -0,50% 14/3/2008 -5,53% -0,50% 17/3/2008 -5,85% -0,50% 0,00% 18/3/2008 4,94% 4,94% 19/3/2008 -3,92% -0,50% -5,00% 20/3/2008 0,00% 0,00% 24/3/2008 -0,61% -0,50% 25/3/2008 0,62% 0,62% -10,00% 26/3/2008 1,22% 1,22% 27/3/2008 -0,77% -0,50% -15,00% 28/3/2008 2,80% 2,80% 31/3/2008 2,81% 2,81%
  • 80. Planejamento Operacional Usando Stops DATA SMTO4 STOP 0,5% 1/2/2008 -3,28% -0,50% 6/2/2008 -1,47% -0,50% 7/2/2008 1,49% 1,49% 8/2/2008 -1,89% -0,50% 11/2/2008 -1,15% -0,50% SMTO4 SMTO4 STOP@0,5% 12/2/2008 0,78% 0,78% Risco 2,61% 1,58% 13/2/2008 1,20% 1,20% Média -0,10% 0,74% EXEMPLO NO 14/2/2008 0,99% 0,99% 15/2/2008 2,00% 2,00% 18/2/2008 0,74% 0,74% Retorno total -3,92% 28,77% 19/2/2008 -0,74% -0,50% 20/2/2008 -0,74% -0,50% 21/2/2008 3,17% 3,17% 35,00% 22/2/2008 -2,35% -0,50% 25/2/2008 0,74% 0,74% 30,00% desktopTrader pro 26/2/2008 0,18% 0,18% 27/2/2008 0,95% 0,95% 28/2/2008 -0,40% -0,40% 25,00% 29/2/2008 4,01% 4,01% 3/3/2008 4,11% 4,11% 20,00% 4/3/2008 -2,26% -0,50% 5/3/2008 1,76% 1,76% 6/3/2008 -2,58% -0,50% 15,00% 7/3/2008 -0,52% -0,50% SMTO4 10/3/2008 -0,35% -0,35% 10,00% 11/3/2008 3,51% 3,51% STOP 0,5% 12/3/2008 -3,05% -0,50% 5,00% 13/3/2008 -4,48% -0,50% 14/3/2008 -5,53% -0,50% 17/3/2008 -5,85% -0,50% 0,00% 18/3/2008 4,94% 4,94% 19/3/2008 -3,92% -0,50% -5,00% 20/3/2008 0,00% 0,00% 24/3/2008 -0,61% -0,50% 25/3/2008 0,62% 0,62% -10,00% 26/3/2008 1,22% 1,22% 27/3/2008 -0,77% -0,50% -15,00% 28/3/2008 2,80% 2,80% 31/3/2008 2,81% 2,81%
  • 81. Planejamento Operacional Tributação "Neste mundo nada pode ser dado como certo, à exceção da morte e dos impostos“. (Benjamin Franklin) Para entender bem a tributação, não devemos nos ater às fórmulas para decorar e sim às origens e destinos do tributo. O importante é saber... Fato Imposto Alíquota a Gerador Rastreador Pagar Fonte: Lei nº 11.033
  • 82. Planejamento Operacional Tributação • 1% em caso de 20% sobre lucro day-trade; líquido em day- Venda de Ações • 0,005% em caso trade e/ou 15% em de alienações operações normais. Fato (vendas) normais. Imposto Alíquota a Gerador Rastreador Pagar Isenção em vendas Lucro líquido é o lucro bruto normais inferiores a menos todos os custos (inclusive 20 mil para ações. os impostos rastreadores).
  • 83. Planejamento Operacional Exercício Resolvido p.97
  • 84. Planejamento Operacional Exercício Resolvido p.97 PAUSA PARA EXERCÍCIOS
  • 85. Agenda O que é Mercado Financeiro O Mercado de Ações Planejamento Operacional Análise Fundamentalista Análise Técnica
  • 86. Análise Fundamentalista p.61 Lendo Notícias Lendo um Relatório Análise da Governança Corporativa Setores da Economia Indicadores Fundamentalistas Indicadores de Dividendos
  • 87. Análise Fundamentalista Lendo Notícias Ler notícias é um hábito recorrente na vida do trader, mas como tornar este hábito realmente eficaz? Verifique as fontes • Caso haja dúvida quanto a fonte, verifique se a notícia também está disponível em fontes confiáveis. Verifique a data • Eventualmente pode haver atualizações desta notícia. Verifique os dados • É importante sempre questionar a validade de dados, verificar em outras fontes ou nas fontes oficiais. Comente com colegas • Se a notícia está publicada não há porque não comentar com alguém que possa lhe ajudar.
  • 88. Análise Fundamentalista Lendo Notícias Fonte: AE Divulgado 15/1 Números OK! Comentários
  • 90. Análise Fundamentalista Lendo um Relatório Ler relatórios é um hábito fundamental na vida do trader, mas como tornar este hábito realmente eficaz? Verifique a experiência da fonte • A primeira informação a ser verificada é a fonte e seu histórico de confiabilidade. Verifique a imparcialidade • Devemos sempre verificar o julgo crítico do relatório, verificando se temos uma análise precisa e imparcial. Verifique os dados • Questionar a validade de dados, verificar em outras fontes ou nas fontes oficiais. Busque notícias sobre o assunto • Relatórios abordam fatos que são conhecidos, e fazem sobre isso uma perspectiva.
  • 91. Análise Fundamentalista Lendo um Relatório Spinelli Imparcial Números OK! Tem notícias
  • 92. Análise Fundamentalista Análise da Governança Corporativa
  • 93. Análise Fundamentalista Setores da Economia Setor Segmento Empresas Pecuarista JBS – 0,67% Primário Extrativismo Vegetal VCP – 0,60% Agricultura, pecuária Extrativismo Mineral Petrobras – 19,94% e extrativismo. Construção Civil Cyrela – 1,35% Secundário Indústria Química Braskem – 0,45% Produção de bens de Setor Elétrico Cemig – 1,67% consumo, construção civil e geração de energia. Serviço Bancário Bradesco – 3,84% Comércio Eletrônico B2W Varejo – 0,75% Terciário Varejo Americanas – 1,07% Prestação de serviços Telefonia Telemar – 1,26% e comércio em geral.
  • 94. Análise Fundamentalista Indicadores Fundamentalistas Análise Micro Análise Macro Análises de Rentabilidade Múltiplos Nacionais PIB Inflação TJLP Selic PTAX TBF e TR Indicadores Setoriais Índices Comparativos INCC IPCA Petróleo IGP-M ITEL Bal Com
  • 95. Análise Fundamentalista Indicadores Fundamentalistas
  • 96. Análise Fundamentalista Indicadores de Dividendos Dividendo é uma remuneração de capital da empresa feita para o acionista, normalmente em situação de lucro. Esta remuneração pode ser em dinheiro ou em novas ações. Pay-out Percentual do lucro anual Tributação que é distribuído aos acionistas em forma de dividendos ou juros sobre capital próprio. No Brasil, a empresa possui estímulo tributário para remunerar seus acionistas, uma vez que Dividend Yield os dividendos não são Retorno anual que o tributados, enquanto o investidor receberia em lucro líquido sim. forma de dividendos ou juros sobre capital próprio se fosse comprar a ação ao preço de mercado, em Bolsa. Fonte: Brealey
  • 97. Análise Fundamentalista Indicadores de Dividendos Devemos ter em mente algumas considerações sobre os dividendos e sua importância: Irrelevância dos • Segundo Miller e Modigliani (1961), sob condições ideais, a política de dividendos é irrelevante para o valor da empresa e, portanto, indiferente dividendos para seus acionistas. Efeito psicológico • A suposição de que dividendos afetam o valor da empresa acontecem devido a imperfeições de mercado, como a incerteza associada ao capital na dos dividendos empresa em relação à certeza da remuneração por dividendo. Dividendos como • É fato que uma política de altos dividendos é custosa para a empresa. Os aumentos de dividendos podem então nos sinalizar uma confiança da sinais empresa quanto a fluxos de caixa futuros. Tributação sobre • No Brasil (e em outros países), a empresa possui ainda o estímulo tributário para remunerar seus acionistas, uma vez que os dividendos não são dividendos tributados, enquanto o lucro líquido sim. Fonte: Brealey
  • 98. Análise Fundamentalista Exercício p.99 DEMONSTRATIVO DO RESULTADO 2008 ATIVO (em milhões de R$) PASSIVO (em milhões de R$) REC. BRUTA VENDAS E SERVIÇOS 1.987,00 ATIVO CIRCULANTE 902,90 PASSIVO CIRCULANTE 473,30 Impostos e Contribuições (200,40) REC. LÍQ. DE VENDAS E SERVIÇOS 1.786,60 Disponível / Aplicações 64,90 Instituições Financeiras 108,40 Custo dos Produtos e Serv.Vendidos (1.473,80) Clientes 398,60 Fornecedores 175,30 LUCRO BRUTO 312,80 Estoques 355,20 Obrigações com Pessoal 44,30 Valores a Receber 84,20 Impostos a Pagar 17,00 Despesas com Vendas (129,80) Provisões e Contas a Pagar 117,60 Despesas Gerais e Administrativas (61,60) Juros s/ Capital Próprio / Dividendos 10,70 Despesas com Pesquisa e Desenvolv. (54,60) Outros Resultados Operacionais (0,20) LUCRO OPER. ANTES DO RES. FINANC. 66,60 ATIVO NÃO CIRCULANTE 308,90 PASSIVO NÃO CIRCULANTE 285,20 Receitas Financeiras 48,80 REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 181,60 Instituições Financeiras 157,20 Despesas Financeiras (59,00) Provisão para Contigencias e Impostos 128,00 CPMF/IOF/PIS Cofins s/ Rec. Financeira (1,80) Tributos a Compensar/Dep. Vinculados 181,60 RESULTADO OPERACIONAL 54,60 PARTICIPAÇÃO DE MINORITÁRIOS 0,20 Resultados não Operacionais - ATIVO PERMANENTE 127,30 RESULTADO ANTES DO I. DE RENDA 54,60 PATRIMÔNIO LÍQUIDO 453,10 Outros Investimentos 0,30 I. Renda e Contrib. Social (5,30) Imobilizado 118,20 Capital Social 250,00 Participações (8,80) Imobilizado em Locação - Adian. p/ Aum.Capital - Participação Minoritária - Ativo Intangível 8,80 Reservas de Lucros 207,00 Reservas de Capital (3,90) LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO DO EXERCÍCIO 40,50 TOTAL ATIVO 1.211,80 TOTAL PASSIVO 1.211,80
  • 99. Análise Fundamentalista Exercício A P/VPA?
  • 100. Análise Fundamentalista Exercício B
  • 101. Análise Fundamentalista Exercício C
  • 102. Agenda O que é Mercado Financeiro O Mercado de Ações Planejamento Operacional Análise Fundamentalista Análise Técnica
  • 103. Análise Técnica p.69 Conceitos Básicos Candlesticks Padrões Gráficos Indicadores Técnicos Fibonacci e Elliot Trading System
  • 104. Análise Técnica Conceitos Básicos Como ler um gráfico? Máxima Abertura Fechamento Mínima
  • 105. Análise Técnica Conceitos Básicos Os seis princípios da teoria de Dow: As médias devem As médias •Todas as informações do mercado são confirmar a •As médias não podem divergir, devem descontam tudo. descontadas no preço da ação seguir em uma mesma direção. tendência. Exemplo: jogo do Brasil Exemplo: IBOV e PETR4 As tendências são O mercado tem •Principal ou primária, Secundária ou intermediária e menor ou diária. confirmadas pelo •O volume aumentam ou diminuem. que os preços deve aumentar à medida três tendências. volume. Exemplo: recursividade Exemplo: dia do investment grade As tendências A tendência é •Ao assumir uma tendência de alta ou •Fase de acumulação, movimento e estão em três distribuição. válida até ocorrer baixa ela é válida até dar sinais efetivos fases. a inversão. de reversão. Exemplo: boatos de mercado Exemplo: remorso da compra
  • 106. Análise Técnica Conceitos Básicos Teoria de Dow Dia que de fato ocorreu a oferta Dia em que correram os boatos da de aquisição aquisição da Suzano Petroquímica pela Petrobras. ... E os “sardinhas” mais uma vez ficaram no prejuízo Mas, pelo volume, talvez os grandes tenham entrado antes
  • 107. Conceitos Básicos BNCA3 – maio/2008
  • 108. Conceitos Básicos LIXC4 – 2006-2007
  • 109. Análise Técnica Candlesticks Atribui-se a Munehisa Homma a criação e utilização de candlesticks no Japão feudal. Homma ficou conhecido por ter feito 100 trades vitoriosos na bolsa de Dojima, primeira bolsa de arroz do mundo. Como ler um Candlestick? Máxima Máxima Máxima Máxima Abertura Fechamento Abertura Fechamento Fechamento Abertura Fechamento Abertura Mínima Mínima Mínima Mínima
  • 110. Análise Técnica Candlesticks Candlesticks são muito utilizados como indicadores de reversão de tendências e seu sucesso se deve ao fato de que tais técnicas são perfeitamente aplicáveis em diversos mercados e com eficácia comprovada. A análise por Candlesticks é divida em dois tipos: Padrões de alta Padrões de baixa
  • 111. Análise Técnica Candlesticks Exemplos de padrões de alta Martelo invertido de alta Em uma tendência de baixa o mercado forma um Umbrella (guarda chuva) invertido, que tem como característica a sombra pelo menos o dobro do corpo e sem sombra ou quase nenhuma sombra no fundo. Engolfo de alta Um engolfo é um candle sendo envolvido pelo corpo do próximo candle. Em um engolfo de alta o primeiro período é formado por um candle de baixa no próximo período forma um candle de alta cuja abertura está abaixo da abertura do candle anterior e o fechamento acima do preço de fechamento do candle anterior. O segundo candle engolfa o candle anterior.
  • 112. Análise Técnica Candlesticks Exemplos de padrões de alta EXEMPLO NO Martelo invertido de alta Em uma tendência de baixa o mercado forma um Umbrella (guarda chuva) invertido, que tem como característica a sombra pelo menos o dobro do desktopTrader pro corpo e sem sombra ou quase nenhuma sombra no fundo. Engolfo de alta Um engolfo é um candle sendo envolvido pelo corpo do próximo candle. Em um engolfo de alta o primeiro período é formado por um candle de baixa no próximo período forma um candle de alta cuja abertura está abaixo da abertura do candle anterior e o fechamento acima do preço de fechamento do candle anterior. O segundo candle engolfa o candle anterior.
  • 113. Análise Técnica Candlesticks Exemplos de padrões de baixa Bebe Abandonado de Baixa Aparece em uma sequência de três candles, em uma tendência de alta forma um candle longo de alta, seguido de um doji em gap na mesma direção da tendência, após o doji forma um candle longo de baixa que abre em gap contra a tendência de alta e sem que as sombras sejam sobrepostas. Kicking Bearish Independente da tendência aparece um marubozu de alta e no próximo candle forma um marubozu de baxia e que abre em gap.
  • 114. Análise Técnica Candlesticks Exemplos de padrões de baixa EXEMPLO NO Bebe Abandonado de Baixa Aparece em uma sequência de três candles, em uma tendência de alta forma um candle longo de alta, seguido de um doji em gap na mesma direção da tendência, após o doji forma um candle longo de baixa que abre desktopTrader pro em gap contra a tendência de alta e sem que as sombras sejam sobrepostas. Kicking Bearish Independente da tendência aparece um marubozu de alta e no próximo candle forma um marubozu de baxia e que abre em gap.
  • 115. Análise Técnica Padrões Gráficos Adotando a perspectiva grafista de que o passado pode se repetir no futuro, os padrões gráficos nos mostram os resultados esperados dado um movimento identificado como sendo similar a outro no passado.
  • 116. Análise Técnica Padrões Gráficos GGBR4: 2006
  • 117. Análise Técnica Padrões Gráficos Adotando a perspectiva grafista de que o passado pode se repetir no futuro, os padrões gráficos nos mostram os resultados esperados dado um movimento identificado como sendo similar a outro no passado. Exemplos: Ombro-cabeça-ombro Triângulo C OD OE LP Taxa de erro: 4% (alta) / 1% (baixa) Taxa de erro: 13% (alta) / 12% (baixa) Acerto de preço alvo: 56% Acerto de preço alvo: 69%
  • 118. Análise Técnica Padrões Gráficos Adotando a perspectiva grafista de que o passado pode se repetir no futuro, os padrões gráficos nos mostram os resultados esperados dado um movimento identificado como sendo similar a outro no passado. Exemplos: Ombro-cabeça-ombro invertido Triângulo simétrico LP OE OD C Taxa de erro: 3% (alta) / 4% (baixa) Taxa de erro: 9% (alta) / 7% (baixa) Acerto de preço alvo: 66% Acerto de preço alvo: 61%
  • 119. Análise Técnica Padrões Gráficos Cabeça Ombro Ombro VALE5: abril 2008 IBOV: dezembro de 2008
  • 120. Análise Técnica Padrões Gráficos Cabeça Ombro EXEMPLO NO Ombro desktopTrader pro VALE5: abril 2008 IBOV: dezembro de 2008
  • 121. Análise Técnica Indicadores Técnicos Um indicador técnico é uma série numérica determinada com base em dados valores de cotações históricas como abertura, máxima, mínima, fechamento e volume. Podemos dividir os indicadores técnicos em 3 grupos básicos: Indicadores Indicadores Osciladores de Têndencia de Volume Estocástico Média Móvel OBV Índice de Acumulação Força MACD e Relativa Distribuição
  • 122. Análise Técnica Indicadores Técnicos Média Móvel OBV Índice de Força Relativa
  • 123. Análise Técnica Indicadores Técnicos O OBV foi criado por Joe Granville, é um indicador que OBV informa se o volume está “positivo” ou “negativo”, tenta medir a força compradora e a força vendedora no papel. Índice de O IFR mede a aceleração do movimento dos preços dos Força ativos e dá suas indicações à medida que o movimento Relativa diminui de velocidade. A média móvel é a soma dos preços de fechamento Média Móvel definidos no período dividido pelo número de período o que gera um ponto no gráfico.
  • 124. Análise Técnica Indicadores Técnicos O OBV foi criado por Joe Granville, é um indicador que OBV PAUSA PARA informa se o volume está “positivo” ou “negativo”, tenta medir a força compradora e a força vendedora no papel. Índice de Força Relativa EXERCÍCIOS O IFR mede a aceleração do movimento dos preços dos ativos e dá suas indicações à medida que o movimento diminui de velocidade. A média móvel é a soma dos preços de fechamento Média Móvel definidos no período dividido pelo número de período o que gera um ponto no gráfico.
  • 125. Exercícios Análise Técnica p.101 Identifique os dois possíveis suportes e resistências identificando os topos e fundos utilizados como referência
  • 126. Exercícios Análise Técnica p.101 Identifique os dois possíveis suportes e resistências identificando os topos e fundos utilizados como referência
  • 127. Exercícios Análise Técnica p.102 Identifique as linhas que servem como referência para os canais de alta ou de baixa. Como exercício extra, busque identificar também os possíveis canais secundários de alta e de baixa.
  • 128. Exercícios Análise Técnica p.102 Identifique as linhas que servem como referência para os canais de alta ou de baixa. Como exercício extra, busque identificar também os possíveis canais secundários de alta e de baixa.
  • 129. Exercícios Análise Técnica p.103 Identifique uma formação de triângulo
  • 130. Exercícios Análise Técnica p.104
  • 131. Análise Técnica Fibonacci e Elliot Teoria de Fibonacci Teoria de Elliot Na análise técnica, trata os movimentos de A teoria das ondas de Elliot trata os movimentos mercado de acordo com a sequência de de mercado pela Teoria Fractal. Suas relações Fibonacci e seus múltiplos matemáticos. métricas são baseadas na seqüência de Fibonacci. Sequência Fibonacci: 1, 1, 2,3 5, 8, 13... A teoria de Elliot diz que o mercado basicamente se movimenta em 5 grandes ondas que formam um movimento de expansão e 3 de retração.
  • 132. Análise Técnica Trading System Trading System é um sistema que funciona como uma Ponto de Venda ferramenta para operações no mercado financeiro. Através de indicadores técnicos ele avisa para o operador à hora de comprar ou vender determinado ativo, Ponto de Compra ou até mesmo executa a ordem automaticamente, dependendo do que o usuário estabelecer.
  • 135. Fim Obrigado pela sua atenção. Contato: Márcio – m.rodrigues@investbolsa.com.br investbolsa.com.br/acoes
  • 136. Alguns tópicos do próximo curso... Conceitos Gerais Tipos de Indicadores Teoria de Dow Médias Móveis Uso da Teoria Gráfica Bandas de Bollinger Ajustes no Gráfico IFR Suportes e Resistências MACD Canais e Tendências Fibonacci Triângulos Escolha de Método Flâmulas Estratégia com S/R Retângulos Estratégia com Candlesticks Ombro-Cabeça-Ombro Estratégia com Médias Móveis Candlesticks Estratégia de Cruzamentos Padrões de Candlesticks Estratégias de Retornos
  • 137. Bibliografia Sites: Livros: http://www.bacen.gov.br/ ANDERSEN, Carlos E. Home Broker: Como Investir em Ações via Internet. Rio de http://www.bovespa.com.br/ Janeiro: Ciência Moderna, 2005. http://www.bndes.gov.br/ http://www.comoinvestirnohomebroker.co BULKOWSKI, Thomas N. Encyclopedia of Candlestick Charts. New Jersey: Wiley m.br/ Trading, 2008. http://www.corretorahomebroker.com.br/ http://www.cosif.com.br/ BULKOWSKI, Thomas N. Encyclopedia of Charts Patterns. 2.ed. New Jersey: Wiley http://www.cvm.gov.br/ Trading, 2008. http://www.desenvolvimento.gov.br/ http://www.euronext.com/ COMISSÃO NACIONAL DE BOLSAS. Mercado de Capitais. Rio de Janeiro: Elsevier, http://www.fazenda.gov.br/ 2005. http://www.ibge.gov.br/ http://www.investbolsa.com.br/ FORTUNA, Eduardo. Mercado Financeiro. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2003. http://www.investeducar.com.br/ LIMA, Iran S. GALARDI, Ney. NEUBAUER, Ingrid. Mercados de Investimentos Financeiros. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2008. PASCHOARELLI, Rafael. Como ganhar dinheiro no mercado financeiro. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008. PIAZZA, Marcelo C. Bem-vindo à Bolsa de Valores. 7.ed. São Paulo: Novo Conceito, 2008. SANDRONI, Paulo. Novo Dicionário de Economia. Rio de Janeiro: Best Seller, 1994.