SlideShare uma empresa Scribd logo
PLANO DE ENSINO
I. IDENTIFICAÇÃO
UNIDADE ACADÊMICA: CAMPUS JATAÍ
CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA
DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO LAZER
CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 h/a CARGA HORÁRIA TOTAL: 64 h/a
ANO/SEMESTRE: 2012/1 TURNO/TURMA: MATUTINO/5º PERÍODO
PROFESSORA: JULIANA CARNEIRO GUIMARÃES
II. EMENTA:
Estudos do Lazer em sua interlocução com a esfera da educação: conceitos, valores e conteúdo. Enfoques e tendências na
produção de conhecimento no Campo do Lazer. O Lazer como área multidisciplinar de formação humana e intervenção
profissional. Investigação, análise de projetos ou programas de lazer, identificando os aspectos teórico-metodológicos
inerentes à sua implementação e seu desenvolvimento.
III. OBJETIVO GERAL:
Abordar de maneira introdutória a discussão sobre o lazer, possibilitando aos acadêmicos o conhecimento sobre conceitos,
valores e conteúdos do mesmo, assim como refletir sobre suas principais tendências teóricas e os campos de atuação do
profissional de Educação Física em meio às políticas de Lazer.
IV. OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Debater sobre as origens e as principais tendências e discussões sobre o Lazer no Brasil;
- Compreender o Lazer em suas diferentes dimensões: educacional, política e social;
- Possibilitar aos futuros profissionais de Educação Física o conhecimento acerca do Lazer para uma atuação emancipatória
em diferentes setores da sociedade.
V. CONTEÚDO
Origens e estudos do lazer no Brasil. Conceito, concepções e significados do Lazer. Organização social do tempo. Lazer e
trabalho. Conteúdos do Lazer. Duplo aspecto educativo do lazer. O profissional do lazer. Lazer e Educação Física. Lazer e
escola.
VI. METODOLOGIA:
As aulas serão teóricas e/ou práticas, dependendo do conteúdo a ser trabalhado. Serão promovidas discussões, debates,
palestras pesquisas e seminários, que permitam a reflexão coletiva sobre as diferentes temáticas propostas, bem como a vi-
vência de seus conteúdos práticos e aplicabilidade em diferentes contextos.
VII. PROCESSOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
O processo avaliativo da disciplina se dará de forma contínua e somatória, englobando diferentes estratégias didáticas,
como a leitura dos textos indicados e participação ativa nas discussões, avaliações dissertativas, trabalhos escritos e
apresentados, individual e/ou em grupo, de modo que, seja possível averiguar a apreensão dos conteúdos abordados. As
atividades avaliativas serão distribuídas ao longo do semestre e somarão 10 pontos.
*Os trabalhos copiados de forma parcial ou integral de qualquer fonte receberão nota zero.
VIII. CRONOGRAMA
Mês/atividade MARÇO ABRIL MAIO JUNHO
Aulas teórico-práticas x x x x
Atividades avaliativas x x x x
Avaliações x x
* Cronograma pode sofrer modificações de acordo com calendário acadêmico e necessidades da disciplina.
IX. BIBLIOGRAFIA BÁSICA E COMPLEMENTAR
Bibliografia Básica
CAMARGO, Luiz Octavio de Lima. O que é lazer. São Paulo: Brasiliense, 1989. 100 p. (Col. Primeiros passos v. 172).
HELOÍSA, Turini Bruhns. (Org.). Introdução aos estudos do Lazer. Campinas: Editora da Unicamp, 1997. DUMAZEDIER.
Sociologia empírica do lazer. São Paulo: Perspectiva e SESC, 1979.
MARCELLINO, Nélson Carvalho. Lazer: formação e atuação profissional. Campinas, SP: Papirus, 2000.
Bibliografia Complementar:
BRACHT, V. Educação Física escolar e Lazer. IN: WERNECK, C. L. G.; ISAYAMA, H. F. (org.). Lazer, Recreação e
Educação Física. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.
BRAMANTE, A. C. Lazer: concepções e significados. IN: LICERE. Vol 1, nº 1 (set 1998). Belo Horizonte: Centro de Estudos
de Lazer e Recreação da UFMG, 1998. CAMARGO, L. O. L. Sociologia do lazer. In: ANSARAH, M. G. R. (Org.). Turismo:
Como aprender, como ensinar 2. São Paulo: Senac, 2001. _____. Educação para o lazer. São Paulo: Moderna, 1998.
_____. IN: Lazer: concepções e significados. IN: LICERE. Vol 1, nº 1 (set 1998). Belo Horizonte: Centro de Estudos de
Lazer e Recreação da UFMG, 1998.
DUMAZEDIER, Joffre. Lazer e Cultura popular. São Paulo: Perspectiva, 2000. _____. Valores e conteúdos culturais do
lazer. São Paulo: SESC, 1980.
MARCELLINO, Nélson Carvalho. Políticas setoriais de lazer: o papel das prefeituras. Campinas: autores associados,
1996.
_____. Estudos do lazer: uma introdução. Campinas, SP: Autores Associados, 2000. _____. IN: Lazer: concepções e
significados. IN: LICERE. Vol 1, nº 1 (set 1998). Belo Horizonte: Centro de Estudos de Lazer e Recreação da UFMG, 1998.
_____ (org). Lazer e esporte: políticas públicas. Campinas, SP: Autores Associados, 2001. _____. Formação e
desenvolvimento de pessoal em lazer e esporte: para atuação em políticas públicas. Campinas, SP: Papirus, 2003.
_____. Lazer e educação. Campinas: Papirus, 1987. _____ (org). Lazer: formação e atuação profissional. Campinas, SP:
Papirus,2000. MARCELLINO, Nelson, Carvalho; STOPPA, Edmur Antonio. Repertório de atividades de recreação e lazer:
para hotéis, acampamentos, prefeituras, clubes e outros. Campinas: Papirus, 2005. 40
PIMENTEL, Giuliano. Lazer - fundamentos, estratégias e atuação profissional. São Paulo: Fontoura, 2003. PINTO, L. M.
S. M. Lazer: concepções e significados. IN: LICERE. Vol 1, nº 1 (set 1998). Belo Horizonte: Centro de Estudos de Lazer e
Recreação da UFMG, 1998. SANTINI, Rita de Cássia Giraldi. Dimensões do lazer e da recreação: questões espaciais so-
ciais e psicológicas. São Paulo: Angelotti, 1993.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Introdução_ao_Estudo_do_Lazer_-_5ºLicenciatura.pdf

Plano de ensino fundamentos da recreação
Plano de ensino fundamentos  da recreaçãoPlano de ensino fundamentos  da recreação
Plano de ensino fundamentos da recreação
Maria de Fátima Silva Dias
 
Poster empreenderciencia2011
Poster empreenderciencia2011Poster empreenderciencia2011
Poster empreenderciencia2011
ROSANI BORGES
 
Guia Didático de Metodologia Científica
Guia Didático de Metodologia CientíficaGuia Didático de Metodologia Científica
Guia Didático de Metodologia Científica
Instituto Dom Bosco
 
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
antoniojosdaschagas
 
DIDÁTICA-E-METODOLOGIA-DO-ENSINO-SUPERIOR-.pdf
DIDÁTICA-E-METODOLOGIA-DO-ENSINO-SUPERIOR-.pdfDIDÁTICA-E-METODOLOGIA-DO-ENSINO-SUPERIOR-.pdf
DIDÁTICA-E-METODOLOGIA-DO-ENSINO-SUPERIOR-.pdf
FernandaMorais83
 
Metodologia da pesquisa em ciências da educação
Metodologia da pesquisa em ciências da educação Metodologia da pesquisa em ciências da educação
Metodologia da pesquisa em ciências da educação
Patrícia Éderson Dias
 
Programa animação sociocultural
Programa animação socioculturalPrograma animação sociocultural
Programa animação sociocultural
Marily Pereira
 
#SeLigaNaMidia – LGG.pdf
#SeLigaNaMidia – LGG.pdf#SeLigaNaMidia – LGG.pdf
#SeLigaNaMidia – LGG.pdf
Fabiano Pessanha
 
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIPPLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
www.estagiosupervisionadofip.blogspot.com
 
Dialnet-BrasilCadernoDidaticoParaAElaboracaoDeProjetoDePes-7582314.pdf
Dialnet-BrasilCadernoDidaticoParaAElaboracaoDeProjetoDePes-7582314.pdfDialnet-BrasilCadernoDidaticoParaAElaboracaoDeProjetoDePes-7582314.pdf
Dialnet-BrasilCadernoDidaticoParaAElaboracaoDeProjetoDePes-7582314.pdf
HilmaBorges
 
2016- Relatório Técnico do I Fórum de Ciências Sociais UNEB-Salvador
2016- Relatório Técnico do I Fórum de Ciências Sociais UNEB-Salvador2016- Relatório Técnico do I Fórum de Ciências Sociais UNEB-Salvador
2016- Relatório Técnico do I Fórum de Ciências Sociais UNEB-Salvador
Cleide Magáli dos Santos
 
Planejamento anual 2015-05-21
Planejamento anual 2015-05-21Planejamento anual 2015-05-21
Planejamento anual 2015-05-21
Michael Douglas
 
PORTFÓLIO PIBID HISTÓRIA UEPB CAMPUS I 2015
PORTFÓLIO PIBID HISTÓRIA UEPB CAMPUS I 2015PORTFÓLIO PIBID HISTÓRIA UEPB CAMPUS I 2015
PORTFÓLIO PIBID HISTÓRIA UEPB CAMPUS I 2015
Pibid Aplicação
 
Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1
Pet Esef
 
Metodologia De Projetos
Metodologia De ProjetosMetodologia De Projetos
Metodologia De Projetos
andreavieirabraga
 
Plano de Ensino
Plano de EnsinoPlano de Ensino
Plano de Ensino
Psicomunitaria
 
Eixo4 roberta bohns_tavares_completo
Eixo4 roberta bohns_tavares_completoEixo4 roberta bohns_tavares_completo
Eixo4 roberta bohns_tavares_completo
Josiane Jäger
 
Aula online pesquisa em serviço social iii
Aula online pesquisa em serviço social iiiAula online pesquisa em serviço social iii
Aula online pesquisa em serviço social iii
jeancff84
 
Planejamento 2012
Planejamento 2012Planejamento 2012
Planejamento 2012
Pet Esef
 
Relatorio 2016
Relatorio 2016Relatorio 2016
Relatorio 2016
Pet Esef
 

Semelhante a Introdução_ao_Estudo_do_Lazer_-_5ºLicenciatura.pdf (20)

Plano de ensino fundamentos da recreação
Plano de ensino fundamentos  da recreaçãoPlano de ensino fundamentos  da recreação
Plano de ensino fundamentos da recreação
 
Poster empreenderciencia2011
Poster empreenderciencia2011Poster empreenderciencia2011
Poster empreenderciencia2011
 
Guia Didático de Metodologia Científica
Guia Didático de Metodologia CientíficaGuia Didático de Metodologia Científica
Guia Didático de Metodologia Científica
 
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
 
DIDÁTICA-E-METODOLOGIA-DO-ENSINO-SUPERIOR-.pdf
DIDÁTICA-E-METODOLOGIA-DO-ENSINO-SUPERIOR-.pdfDIDÁTICA-E-METODOLOGIA-DO-ENSINO-SUPERIOR-.pdf
DIDÁTICA-E-METODOLOGIA-DO-ENSINO-SUPERIOR-.pdf
 
Metodologia da pesquisa em ciências da educação
Metodologia da pesquisa em ciências da educação Metodologia da pesquisa em ciências da educação
Metodologia da pesquisa em ciências da educação
 
Programa animação sociocultural
Programa animação socioculturalPrograma animação sociocultural
Programa animação sociocultural
 
#SeLigaNaMidia – LGG.pdf
#SeLigaNaMidia – LGG.pdf#SeLigaNaMidia – LGG.pdf
#SeLigaNaMidia – LGG.pdf
 
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIPPLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
 
Dialnet-BrasilCadernoDidaticoParaAElaboracaoDeProjetoDePes-7582314.pdf
Dialnet-BrasilCadernoDidaticoParaAElaboracaoDeProjetoDePes-7582314.pdfDialnet-BrasilCadernoDidaticoParaAElaboracaoDeProjetoDePes-7582314.pdf
Dialnet-BrasilCadernoDidaticoParaAElaboracaoDeProjetoDePes-7582314.pdf
 
2016- Relatório Técnico do I Fórum de Ciências Sociais UNEB-Salvador
2016- Relatório Técnico do I Fórum de Ciências Sociais UNEB-Salvador2016- Relatório Técnico do I Fórum de Ciências Sociais UNEB-Salvador
2016- Relatório Técnico do I Fórum de Ciências Sociais UNEB-Salvador
 
Planejamento anual 2015-05-21
Planejamento anual 2015-05-21Planejamento anual 2015-05-21
Planejamento anual 2015-05-21
 
PORTFÓLIO PIBID HISTÓRIA UEPB CAMPUS I 2015
PORTFÓLIO PIBID HISTÓRIA UEPB CAMPUS I 2015PORTFÓLIO PIBID HISTÓRIA UEPB CAMPUS I 2015
PORTFÓLIO PIBID HISTÓRIA UEPB CAMPUS I 2015
 
Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1
 
Metodologia De Projetos
Metodologia De ProjetosMetodologia De Projetos
Metodologia De Projetos
 
Plano de Ensino
Plano de EnsinoPlano de Ensino
Plano de Ensino
 
Eixo4 roberta bohns_tavares_completo
Eixo4 roberta bohns_tavares_completoEixo4 roberta bohns_tavares_completo
Eixo4 roberta bohns_tavares_completo
 
Aula online pesquisa em serviço social iii
Aula online pesquisa em serviço social iiiAula online pesquisa em serviço social iii
Aula online pesquisa em serviço social iii
 
Planejamento 2012
Planejamento 2012Planejamento 2012
Planejamento 2012
 
Relatorio 2016
Relatorio 2016Relatorio 2016
Relatorio 2016
 

Mais de RosaNardaci1

lazer-ed-fisica.pdf
lazer-ed-fisica.pdflazer-ed-fisica.pdf
lazer-ed-fisica.pdf
RosaNardaci1
 
trabalho-1000005747.pdf
trabalho-1000005747.pdftrabalho-1000005747.pdf
trabalho-1000005747.pdf
RosaNardaci1
 
O_conceito_de_lazer_nas_concepcoes_da_ef_escolar-o_dito_e_o_nao_dito10.pdf
O_conceito_de_lazer_nas_concepcoes_da_ef_escolar-o_dito_e_o_nao_dito10.pdfO_conceito_de_lazer_nas_concepcoes_da_ef_escolar-o_dito_e_o_nao_dito10.pdf
O_conceito_de_lazer_nas_concepcoes_da_ef_escolar-o_dito_e_o_nao_dito10.pdf
RosaNardaci1
 
Article Text-12164-1-10-20090708.pdf
Article Text-12164-1-10-20090708.pdfArticle Text-12164-1-10-20090708.pdf
Article Text-12164-1-10-20090708.pdf
RosaNardaci1
 
document.pdf
document.pdfdocument.pdf
document.pdf
RosaNardaci1
 
7058-26755-1-PB.pdf
7058-26755-1-PB.pdf7058-26755-1-PB.pdf
7058-26755-1-PB.pdf
RosaNardaci1
 
Article Text-10744-1-10-20080607.pdf
Article Text-10744-1-10-20080607.pdfArticle Text-10744-1-10-20080607.pdf
Article Text-10744-1-10-20080607.pdf
RosaNardaci1
 
Arte gotica
Arte goticaArte gotica
Arte gotica
RosaNardaci1
 

Mais de RosaNardaci1 (8)

lazer-ed-fisica.pdf
lazer-ed-fisica.pdflazer-ed-fisica.pdf
lazer-ed-fisica.pdf
 
trabalho-1000005747.pdf
trabalho-1000005747.pdftrabalho-1000005747.pdf
trabalho-1000005747.pdf
 
O_conceito_de_lazer_nas_concepcoes_da_ef_escolar-o_dito_e_o_nao_dito10.pdf
O_conceito_de_lazer_nas_concepcoes_da_ef_escolar-o_dito_e_o_nao_dito10.pdfO_conceito_de_lazer_nas_concepcoes_da_ef_escolar-o_dito_e_o_nao_dito10.pdf
O_conceito_de_lazer_nas_concepcoes_da_ef_escolar-o_dito_e_o_nao_dito10.pdf
 
Article Text-12164-1-10-20090708.pdf
Article Text-12164-1-10-20090708.pdfArticle Text-12164-1-10-20090708.pdf
Article Text-12164-1-10-20090708.pdf
 
document.pdf
document.pdfdocument.pdf
document.pdf
 
7058-26755-1-PB.pdf
7058-26755-1-PB.pdf7058-26755-1-PB.pdf
7058-26755-1-PB.pdf
 
Article Text-10744-1-10-20080607.pdf
Article Text-10744-1-10-20080607.pdfArticle Text-10744-1-10-20080607.pdf
Article Text-10744-1-10-20080607.pdf
 
Arte gotica
Arte goticaArte gotica
Arte gotica
 

Último

farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 

Último (20)

farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 

Introdução_ao_Estudo_do_Lazer_-_5ºLicenciatura.pdf

  • 1. PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO UNIDADE ACADÊMICA: CAMPUS JATAÍ CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO LAZER CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 h/a CARGA HORÁRIA TOTAL: 64 h/a ANO/SEMESTRE: 2012/1 TURNO/TURMA: MATUTINO/5º PERÍODO PROFESSORA: JULIANA CARNEIRO GUIMARÃES II. EMENTA: Estudos do Lazer em sua interlocução com a esfera da educação: conceitos, valores e conteúdo. Enfoques e tendências na produção de conhecimento no Campo do Lazer. O Lazer como área multidisciplinar de formação humana e intervenção profissional. Investigação, análise de projetos ou programas de lazer, identificando os aspectos teórico-metodológicos inerentes à sua implementação e seu desenvolvimento. III. OBJETIVO GERAL: Abordar de maneira introdutória a discussão sobre o lazer, possibilitando aos acadêmicos o conhecimento sobre conceitos, valores e conteúdos do mesmo, assim como refletir sobre suas principais tendências teóricas e os campos de atuação do profissional de Educação Física em meio às políticas de Lazer. IV. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: - Debater sobre as origens e as principais tendências e discussões sobre o Lazer no Brasil; - Compreender o Lazer em suas diferentes dimensões: educacional, política e social; - Possibilitar aos futuros profissionais de Educação Física o conhecimento acerca do Lazer para uma atuação emancipatória em diferentes setores da sociedade. V. CONTEÚDO Origens e estudos do lazer no Brasil. Conceito, concepções e significados do Lazer. Organização social do tempo. Lazer e trabalho. Conteúdos do Lazer. Duplo aspecto educativo do lazer. O profissional do lazer. Lazer e Educação Física. Lazer e escola. VI. METODOLOGIA: As aulas serão teóricas e/ou práticas, dependendo do conteúdo a ser trabalhado. Serão promovidas discussões, debates, palestras pesquisas e seminários, que permitam a reflexão coletiva sobre as diferentes temáticas propostas, bem como a vi- vência de seus conteúdos práticos e aplicabilidade em diferentes contextos. VII. PROCESSOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO O processo avaliativo da disciplina se dará de forma contínua e somatória, englobando diferentes estratégias didáticas, como a leitura dos textos indicados e participação ativa nas discussões, avaliações dissertativas, trabalhos escritos e apresentados, individual e/ou em grupo, de modo que, seja possível averiguar a apreensão dos conteúdos abordados. As atividades avaliativas serão distribuídas ao longo do semestre e somarão 10 pontos. *Os trabalhos copiados de forma parcial ou integral de qualquer fonte receberão nota zero.
  • 2. VIII. CRONOGRAMA Mês/atividade MARÇO ABRIL MAIO JUNHO Aulas teórico-práticas x x x x Atividades avaliativas x x x x Avaliações x x * Cronograma pode sofrer modificações de acordo com calendário acadêmico e necessidades da disciplina. IX. BIBLIOGRAFIA BÁSICA E COMPLEMENTAR Bibliografia Básica CAMARGO, Luiz Octavio de Lima. O que é lazer. São Paulo: Brasiliense, 1989. 100 p. (Col. Primeiros passos v. 172). HELOÍSA, Turini Bruhns. (Org.). Introdução aos estudos do Lazer. Campinas: Editora da Unicamp, 1997. DUMAZEDIER. Sociologia empírica do lazer. São Paulo: Perspectiva e SESC, 1979. MARCELLINO, Nélson Carvalho. Lazer: formação e atuação profissional. Campinas, SP: Papirus, 2000. Bibliografia Complementar: BRACHT, V. Educação Física escolar e Lazer. IN: WERNECK, C. L. G.; ISAYAMA, H. F. (org.). Lazer, Recreação e Educação Física. Belo Horizonte: Autêntica, 2003. BRAMANTE, A. C. Lazer: concepções e significados. IN: LICERE. Vol 1, nº 1 (set 1998). Belo Horizonte: Centro de Estudos de Lazer e Recreação da UFMG, 1998. CAMARGO, L. O. L. Sociologia do lazer. In: ANSARAH, M. G. R. (Org.). Turismo: Como aprender, como ensinar 2. São Paulo: Senac, 2001. _____. Educação para o lazer. São Paulo: Moderna, 1998. _____. IN: Lazer: concepções e significados. IN: LICERE. Vol 1, nº 1 (set 1998). Belo Horizonte: Centro de Estudos de Lazer e Recreação da UFMG, 1998. DUMAZEDIER, Joffre. Lazer e Cultura popular. São Paulo: Perspectiva, 2000. _____. Valores e conteúdos culturais do lazer. São Paulo: SESC, 1980. MARCELLINO, Nélson Carvalho. Políticas setoriais de lazer: o papel das prefeituras. Campinas: autores associados, 1996. _____. Estudos do lazer: uma introdução. Campinas, SP: Autores Associados, 2000. _____. IN: Lazer: concepções e significados. IN: LICERE. Vol 1, nº 1 (set 1998). Belo Horizonte: Centro de Estudos de Lazer e Recreação da UFMG, 1998. _____ (org). Lazer e esporte: políticas públicas. Campinas, SP: Autores Associados, 2001. _____. Formação e desenvolvimento de pessoal em lazer e esporte: para atuação em políticas públicas. Campinas, SP: Papirus, 2003. _____. Lazer e educação. Campinas: Papirus, 1987. _____ (org). Lazer: formação e atuação profissional. Campinas, SP: Papirus,2000. MARCELLINO, Nelson, Carvalho; STOPPA, Edmur Antonio. Repertório de atividades de recreação e lazer: para hotéis, acampamentos, prefeituras, clubes e outros. Campinas: Papirus, 2005. 40 PIMENTEL, Giuliano. Lazer - fundamentos, estratégias e atuação profissional. São Paulo: Fontoura, 2003. PINTO, L. M. S. M. Lazer: concepções e significados. IN: LICERE. Vol 1, nº 1 (set 1998). Belo Horizonte: Centro de Estudos de Lazer e Recreação da UFMG, 1998. SANTINI, Rita de Cássia Giraldi. Dimensões do lazer e da recreação: questões espaciais so- ciais e psicológicas. São Paulo: Angelotti, 1993.