SlideShare uma empresa Scribd logo
Internet na escola e inclusão
Grupo:   Cíntia Fernandes Cristina Teles  Elaine  Franciene  Gizelda  Jacqueline Alves  Marcelina  Vanessa Faria
Cibercultura
O que é cibercultura? Novo ambiente de comunicação Novo espaço de organização Novo espaço de informação Nova forma de conhecimento Nova forma de educação
O computador e a internet definem em nossa nova ambiência informacional e dão o tom da nova lógica comunicacional.
Necessidade de informação on-line
Flexibilidade  e Interatividade
Exclusão cultural
TRANSIÇÃO O professor precisará se dar conta de que transitamos da mídia clássica para a mídia on-line
Mídia Clássica   Jornal Fotografia Cinema  Rádio televisão Mídia On-line   Mouse Tela tátil Joystick  Teclado Etc.
Mídia Clássica Leitor Receptor Espectador Mídia On-line Integrante Operador Participante
O professor precisará se dar conta do hipertexto próprio da tecnologia digital.
A arquitetura não linear das memórias do computador viabiliza textos tridimensionais dotados de uma estrutura dinâmica que os torna manipuláveis interativamente. “ A maneira mais usual de visualizar essa escritura múltipla na tela plana do monitor de vídeo é através de ‘janelas’ (windows) paralelas, que podem ser abertas sempre que necessário, e também através de ‘elos’ (links) que ligam determinadas palavras-chave de um texto a outros disponíveis na memória”  (Machado, 1993,p.286 e 288)
No ambiente on-line, os sites hipertextuais supõem:
a)   Intertextualidade:  conexões com outros sites ou documentos; b)   Intratextualidade:  conexões com o mesmo documento; c)   Multivocalidade:  agregar multiplicidade de pontos de vistas;  d)   Navegabilidade:  ambiente simples e de fácil acesso e transparência nas informações; e)   Mixagem:  integração de várias linguagens: sons, texto, imagens dinâmicas e estáticas, gráficos, mapas:  f)   Multimídia:  integração de vários suportes midiáticos.
O professor precisará se dar conta da interatividade como mudança fundamental do esquema clássico da comunicação.
Interatividade é a modalidade comunicacional que ganha centralidade na cibercultura. Exprime a disponibilização consciente de um mais comunicacional de modo expressamente complexo presente na mensagem e previsto pelo emissor, que abre ao receptor possibilidades de responder ao sistema de expressão e de dialogar com ele. Representa um grande salto qualitativo em relação ao modo de comunicação de massa que prevaleceu até o final do século XX. O modo de comunicação interativa ameaça a lógica unívoca da mídia de massa, oxalá como superação do constrangimento da recepção passiva.
Na perspectiva da interatividade, o professor pode deixar de ser um transmissor de saberes para converter-se em formulador de problemas, provocador de interrogações, coordenador de equipes de trabalho, sistematizador de experiências e memória viva de uma educação que, em lugar de prender-se à transmissão, valoriza e possibilita o diálogo e a colaboração.
INTERFACES: Potencializador na comunicação e aprendizagem.
Na informática e na cibercultura a  interface  ganha o sentido de dispositivo para encontro de duas ou mais faces em atitude comunicacional.
A internet comporta diversas interfaces que possibilita aos internautas:  Trocas; Intervenções Agregações; Associações; Significações como autoria e co-autoria Integra ainda várias linguagens (sons, textos, fotografia,vídeo);
Possibilitando então:  interatividade usuário  – tecnologia, tecnologia –  tecnologia e usuário  - usuário
As interfaces mais conhecidas são chat, fórum, blog, lista, site e LMS ou AVA
Chat –  espaço on-line de bate-papo síncrono (com hora marcada) com envio e recepção simultâneos de mensagens textuais e imagéticas.  Fórum –  é um espaço on-line de discussão em grupo e assíncrono ( textos e imagens ficam disponíveis nesse espaço)
Lista –  ou lista de discussão – é um espaço on-line que reúne uma comunidade virtual por e-mail.  Blog –  é um diário on-line no qual o responsável publica histórias, notícias, idéias e imagens.
Site –  ou sitio da internet é um espaço, ambiente ou lugar na W W W (World Wide Web) que oferece informações sobre determinada empresa, pessoa, instituição ou evento... O site como interface deve reunir pelo menos chat e fórum.  LMS  (Learning Management System) ou  AVA  (Ambiente Virtual de Aprendizagem) – é um ambiente de gestão e construção integradas de informação, comunicação e aprendizagem on-line.
Perspectivas para a educação em nosso tempo.
Com a  Internet na escola , a educação pode continuar a ser o que ela sempre foi: distribuição de conteúdos empacotados para assimilação e repetição. Estar on-line, ou seja, navegando na internet, não significa que o ambiente de aprendizagem estimula a fazer do hipertexto e da interatividade uma valiosa atitude de cidadão na cibercultura.
O  professor  ainda permanece responsável pela produção e pela transmissão dos conhecimentos, criando possibilidades, as mais interessantes e diversas. Deve propor a construção de conhecimentos disponibilizando um campo de possibilidades de caminhos que se abrem quando elementos são acionados pelos aprendizes. Exemplo: Professora de uma classe de alfabetização do EJA, no Espírito Santo, foi capaz de mobilizar e manter a motivação dos educandos construindo uma proposta pedagógica apropriada aos anseios do grupo.
Qual a importância da internet dentro da educação?
Qual o sentido da palavra  “INTERATIVIDADE”  quando refere-se às mudanças no esquema Clássico da comunicação?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Docência e aprendizagem na sala de aula online
Docência e aprendizagem na sala de aula onlineDocência e aprendizagem na sala de aula online
Docência e aprendizagem na sala de aula online
SEJUD
 
Recursos multimídia na sala de aula
Recursos multimídia na sala de aulaRecursos multimídia na sala de aula
Recursos multimídia na sala de aula
tecnologiasemsala
 
Resumo
ResumoResumo
O que é Hipertexto
O que é HipertextoO que é Hipertexto
O que é Hipertexto
Oilas e Claudia
 
O que é hipertexto
O que é hipertextoO que é hipertexto
O que é hipertexto
Tintinha Azevedo
 
Hipertexto e multimodalidade
Hipertexto e multimodalidadeHipertexto e multimodalidade
Hipertexto e multimodalidade
Feliciana Torres
 
Internet, hipertexto e hipermídia.Unidade.2.TIC na Educação
Internet, hipertexto e hipermídia.Unidade.2.TIC na EducaçãoInternet, hipertexto e hipermídia.Unidade.2.TIC na Educação
Internet, hipertexto e hipermídia.Unidade.2.TIC na Educação
Benilde Ramalho
 
Sugestões de Qualidade em Educação Online
Sugestões de Qualidade em Educação OnlineSugestões de Qualidade em Educação Online
Sugestões de Qualidade em Educação Online
Marco Silva
 
Trabalhando com Hipertexto
Trabalhando com HipertextoTrabalhando com Hipertexto
Trabalhando com Hipertexto
Fábio Flatschart
 
Aprendizagem Eletrônica
Aprendizagem EletrônicaAprendizagem Eletrônica
Aprendizagem Eletrônica
Daniel Marques da Silva
 
Diferenças e convergências entre a Educação a Distância (EaD) e a Educação On...
Diferenças e convergências entre a Educação a Distância (EaD) e a Educação On...Diferenças e convergências entre a Educação a Distância (EaD) e a Educação On...
Diferenças e convergências entre a Educação a Distância (EaD) e a Educação On...
Angela Rosa de Moraes
 
O que é o Hipertexto?
O que é o Hipertexto?O que é o Hipertexto?
O que é o Hipertexto?
Beatriz Lorena Ramos da Cruz Santos
 
Hipertextos
HipertextosHipertextos
Hipertextos
Aparecida Atual
 
CAPITULO 2 - Tecnologia na escola
CAPITULO 2 - Tecnologia na escolaCAPITULO 2 - Tecnologia na escola
CAPITULO 2 - Tecnologia na escola
JOAO AURELIANO
 
Cibercultura: O que muda na educação
Cibercultura: O que muda na educaçãoCibercultura: O que muda na educação
Cibercultura: O que muda na educação
Universidade Federal Fluminense
 
E.A.D. Educação à Distância
E.A.D. Educação à DistânciaE.A.D. Educação à Distância
E.A.D. Educação à Distância
Sabrina Monteiro
 
Apresentação inovacao na forma de educar
Apresentação inovacao na forma de educarApresentação inovacao na forma de educar
Apresentação inovacao na forma de educar
Mônica Braga
 
Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2
Israel serique
 
Aula 2 manha - 1 multimidia e educação
Aula 2   manha - 1 multimidia e educaçãoAula 2   manha - 1 multimidia e educação
Aula 2 manha - 1 multimidia e educação
Aglaise Alemao
 
Hipertexto
HipertextoHipertexto
Hipertexto
Lisiane Machado
 

Mais procurados (20)

Docência e aprendizagem na sala de aula online
Docência e aprendizagem na sala de aula onlineDocência e aprendizagem na sala de aula online
Docência e aprendizagem na sala de aula online
 
Recursos multimídia na sala de aula
Recursos multimídia na sala de aulaRecursos multimídia na sala de aula
Recursos multimídia na sala de aula
 
Resumo
ResumoResumo
Resumo
 
O que é Hipertexto
O que é HipertextoO que é Hipertexto
O que é Hipertexto
 
O que é hipertexto
O que é hipertextoO que é hipertexto
O que é hipertexto
 
Hipertexto e multimodalidade
Hipertexto e multimodalidadeHipertexto e multimodalidade
Hipertexto e multimodalidade
 
Internet, hipertexto e hipermídia.Unidade.2.TIC na Educação
Internet, hipertexto e hipermídia.Unidade.2.TIC na EducaçãoInternet, hipertexto e hipermídia.Unidade.2.TIC na Educação
Internet, hipertexto e hipermídia.Unidade.2.TIC na Educação
 
Sugestões de Qualidade em Educação Online
Sugestões de Qualidade em Educação OnlineSugestões de Qualidade em Educação Online
Sugestões de Qualidade em Educação Online
 
Trabalhando com Hipertexto
Trabalhando com HipertextoTrabalhando com Hipertexto
Trabalhando com Hipertexto
 
Aprendizagem Eletrônica
Aprendizagem EletrônicaAprendizagem Eletrônica
Aprendizagem Eletrônica
 
Diferenças e convergências entre a Educação a Distância (EaD) e a Educação On...
Diferenças e convergências entre a Educação a Distância (EaD) e a Educação On...Diferenças e convergências entre a Educação a Distância (EaD) e a Educação On...
Diferenças e convergências entre a Educação a Distância (EaD) e a Educação On...
 
O que é o Hipertexto?
O que é o Hipertexto?O que é o Hipertexto?
O que é o Hipertexto?
 
Hipertextos
HipertextosHipertextos
Hipertextos
 
CAPITULO 2 - Tecnologia na escola
CAPITULO 2 - Tecnologia na escolaCAPITULO 2 - Tecnologia na escola
CAPITULO 2 - Tecnologia na escola
 
Cibercultura: O que muda na educação
Cibercultura: O que muda na educaçãoCibercultura: O que muda na educação
Cibercultura: O que muda na educação
 
E.A.D. Educação à Distância
E.A.D. Educação à DistânciaE.A.D. Educação à Distância
E.A.D. Educação à Distância
 
Apresentação inovacao na forma de educar
Apresentação inovacao na forma de educarApresentação inovacao na forma de educar
Apresentação inovacao na forma de educar
 
Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2
 
Aula 2 manha - 1 multimidia e educação
Aula 2   manha - 1 multimidia e educaçãoAula 2   manha - 1 multimidia e educação
Aula 2 manha - 1 multimidia e educação
 
Hipertexto
HipertextoHipertexto
Hipertexto
 

Semelhante a Internet na Escola e Inclusão

As novas tecnologias aplicadas à educação
As novas tecnologias aplicadas à educaçãoAs novas tecnologias aplicadas à educação
As novas tecnologias aplicadas à educação
georginalopes
 
Artigo didática
Artigo   didáticaArtigo   didática
Artigo didática
Ronilson de Souza Luiz
 
4802 15354-1-pb
4802 15354-1-pb4802 15354-1-pb
4802 15354-1-pb
LUCIANO ALBUQUERQUE
 
Aula01 topico02 texto01_cibercultura_e_educacao (1)
Aula01 topico02 texto01_cibercultura_e_educacao (1)Aula01 topico02 texto01_cibercultura_e_educacao (1)
Aula01 topico02 texto01_cibercultura_e_educacao (1)
SEDUCCE
 
Jocsan palestra fpa
Jocsan palestra fpaJocsan palestra fpa
Jocsan palestra fpa
jocsan Pires silva
 
As Novas Tecnologias E Educação
As Novas Tecnologias E EducaçãoAs Novas Tecnologias E Educação
As Novas Tecnologias E Educação
José Walter Santos Filho
 
Web 2 M A
Web 2  M AWeb 2  M A
Web 2 M A
gueste7be80
 
Atividade 1a hipertexto_antonioluiz
Atividade 1a hipertexto_antonioluizAtividade 1a hipertexto_antonioluiz
Atividade 1a hipertexto_antonioluiz
jhenifer99
 
Artigo09
Artigo09Artigo09
Artigo09
Mônica Menslin
 
Minicurso SIE
Minicurso SIEMinicurso SIE
Reciclagem de professores 2010-02
Reciclagem de professores 2010-02Reciclagem de professores 2010-02
Reciclagem de professores 2010-02
janamenezes
 
MOODLE REFLEXÃO CRITICA:SUA UTILIZAÇÃO, O QUE PODERIA TER.
MOODLE REFLEXÃO CRITICA:SUA UTILIZAÇÃO, O QUE PODERIA TER.MOODLE REFLEXÃO CRITICA:SUA UTILIZAÇÃO, O QUE PODERIA TER.
MOODLE REFLEXÃO CRITICA:SUA UTILIZAÇÃO, O QUE PODERIA TER.
Jesse Miguel Doces
 
Tecnologias na educação
Tecnologias na educaçãoTecnologias na educação
Tecnologias na educação
leomarpedro
 
Tecnologias , Informações e Comunicações (TICs) na utilização da internet em EAD
Tecnologias , Informações e Comunicações (TICs) na utilização da internet em EADTecnologias , Informações e Comunicações (TICs) na utilização da internet em EAD
Tecnologias , Informações e Comunicações (TICs) na utilização da internet em EAD
Patricia Helena
 
A formação de professores com os usos potenciais das tecnologias digitais.
A formação de professores com os usos potenciais das tecnologias digitais.  A formação de professores com os usos potenciais das tecnologias digitais.
A formação de professores com os usos potenciais das tecnologias digitais.
Ana Carolina Castro
 
Santaella
SantaellaSantaella
Santaella
Letícia Baccin
 
EaD: das mídias de função massiva às mídias de função pós-massiva
EaD: das mídias de função massiva às mídias de função pós-massivaEaD: das mídias de função massiva às mídias de função pós-massiva
EaD: das mídias de função massiva às mídias de função pós-massiva
José Erigleidson da Silva
 
Produção Colaborativa: Leitura e Escrita Coletiva
Produção Colaborativa: Leitura e Escrita ColetivaProdução Colaborativa: Leitura e Escrita Coletiva
Produção Colaborativa: Leitura e Escrita Coletiva
DenysSch
 
Educ Hipertextual: Conceitos Basicos
Educ Hipertextual: Conceitos BasicosEduc Hipertextual: Conceitos Basicos
Educ Hipertextual: Conceitos Basicos
Robson Santos da Silva
 
Informática na educação
Informática na educaçãoInformática na educação
Informática na educação
rosecleinunes21
 

Semelhante a Internet na Escola e Inclusão (20)

As novas tecnologias aplicadas à educação
As novas tecnologias aplicadas à educaçãoAs novas tecnologias aplicadas à educação
As novas tecnologias aplicadas à educação
 
Artigo didática
Artigo   didáticaArtigo   didática
Artigo didática
 
4802 15354-1-pb
4802 15354-1-pb4802 15354-1-pb
4802 15354-1-pb
 
Aula01 topico02 texto01_cibercultura_e_educacao (1)
Aula01 topico02 texto01_cibercultura_e_educacao (1)Aula01 topico02 texto01_cibercultura_e_educacao (1)
Aula01 topico02 texto01_cibercultura_e_educacao (1)
 
Jocsan palestra fpa
Jocsan palestra fpaJocsan palestra fpa
Jocsan palestra fpa
 
As Novas Tecnologias E Educação
As Novas Tecnologias E EducaçãoAs Novas Tecnologias E Educação
As Novas Tecnologias E Educação
 
Web 2 M A
Web 2  M AWeb 2  M A
Web 2 M A
 
Atividade 1a hipertexto_antonioluiz
Atividade 1a hipertexto_antonioluizAtividade 1a hipertexto_antonioluiz
Atividade 1a hipertexto_antonioluiz
 
Artigo09
Artigo09Artigo09
Artigo09
 
Minicurso SIE
Minicurso SIEMinicurso SIE
Minicurso SIE
 
Reciclagem de professores 2010-02
Reciclagem de professores 2010-02Reciclagem de professores 2010-02
Reciclagem de professores 2010-02
 
MOODLE REFLEXÃO CRITICA:SUA UTILIZAÇÃO, O QUE PODERIA TER.
MOODLE REFLEXÃO CRITICA:SUA UTILIZAÇÃO, O QUE PODERIA TER.MOODLE REFLEXÃO CRITICA:SUA UTILIZAÇÃO, O QUE PODERIA TER.
MOODLE REFLEXÃO CRITICA:SUA UTILIZAÇÃO, O QUE PODERIA TER.
 
Tecnologias na educação
Tecnologias na educaçãoTecnologias na educação
Tecnologias na educação
 
Tecnologias , Informações e Comunicações (TICs) na utilização da internet em EAD
Tecnologias , Informações e Comunicações (TICs) na utilização da internet em EADTecnologias , Informações e Comunicações (TICs) na utilização da internet em EAD
Tecnologias , Informações e Comunicações (TICs) na utilização da internet em EAD
 
A formação de professores com os usos potenciais das tecnologias digitais.
A formação de professores com os usos potenciais das tecnologias digitais.  A formação de professores com os usos potenciais das tecnologias digitais.
A formação de professores com os usos potenciais das tecnologias digitais.
 
Santaella
SantaellaSantaella
Santaella
 
EaD: das mídias de função massiva às mídias de função pós-massiva
EaD: das mídias de função massiva às mídias de função pós-massivaEaD: das mídias de função massiva às mídias de função pós-massiva
EaD: das mídias de função massiva às mídias de função pós-massiva
 
Produção Colaborativa: Leitura e Escrita Coletiva
Produção Colaborativa: Leitura e Escrita ColetivaProdução Colaborativa: Leitura e Escrita Coletiva
Produção Colaborativa: Leitura e Escrita Coletiva
 
Educ Hipertextual: Conceitos Basicos
Educ Hipertextual: Conceitos BasicosEduc Hipertextual: Conceitos Basicos
Educ Hipertextual: Conceitos Basicos
 
Informática na educação
Informática na educaçãoInformática na educação
Informática na educação
 

Mais de richard_romancini

Selecting a dissertation topic: range and scope
Selecting a dissertation topic: range and scopeSelecting a dissertation topic: range and scope
Selecting a dissertation topic: range and scope
richard_romancini
 
TIPOLOGIAS DE JOGOS
TIPOLOGIAS DE JOGOSTIPOLOGIAS DE JOGOS
TIPOLOGIAS DE JOGOS
richard_romancini
 
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do NorteA EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
richard_romancini
 
JOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
JOGOS DE CARTAS: evolução e tiposJOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
JOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
richard_romancini
 
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literaturaRecursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
richard_romancini
 
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicasA pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
richard_romancini
 
Comunicação Organizacional e Relações Públicas
Comunicação Organizacional e Relações PúblicasComunicação Organizacional e Relações Públicas
Comunicação Organizacional e Relações Públicas
richard_romancini
 
Perspectivas teóricas em RP
Perspectivas teóricas em RPPerspectivas teóricas em RP
Perspectivas teóricas em RP
richard_romancini
 
O campo da comunicação no Brasil
O campo da comunicação no BrasilO campo da comunicação no Brasil
O campo da comunicação no Brasil
richard_romancini
 
Mass communication research e funcionalismo
Mass communication research e funcionalismoMass communication research e funcionalismo
Mass communication research e funcionalismo
richard_romancini
 
Marxismo e comunicação
Marxismo e comunicaçãoMarxismo e comunicação
Marxismo e comunicação
richard_romancini
 
A sociologia no brasil
A sociologia no brasilA sociologia no brasil
A sociologia no brasil
richard_romancini
 
A sociologia marxista
A sociologia marxistaA sociologia marxista
A sociologia marxista
richard_romancini
 
Sociologia: antecedentes e positivismo
Sociologia: antecedentes e positivismoSociologia: antecedentes e positivismo
Sociologia: antecedentes e positivismo
richard_romancini
 
A sociologia weberiana
A sociologia weberianaA sociologia weberiana
A sociologia weberiana
richard_romancini
 
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959) Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
richard_romancini
 
Transformações no vídeo popular
Transformações no vídeo popularTransformações no vídeo popular
Transformações no vídeo popular
richard_romancini
 
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
richard_romancini
 
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERNAs primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
richard_romancini
 
Humberto Mauro
Humberto MauroHumberto Mauro
Humberto Mauro
richard_romancini
 

Mais de richard_romancini (20)

Selecting a dissertation topic: range and scope
Selecting a dissertation topic: range and scopeSelecting a dissertation topic: range and scope
Selecting a dissertation topic: range and scope
 
TIPOLOGIAS DE JOGOS
TIPOLOGIAS DE JOGOSTIPOLOGIAS DE JOGOS
TIPOLOGIAS DE JOGOS
 
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do NorteA EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
 
JOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
JOGOS DE CARTAS: evolução e tiposJOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
JOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
 
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literaturaRecursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
 
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicasA pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
 
Comunicação Organizacional e Relações Públicas
Comunicação Organizacional e Relações PúblicasComunicação Organizacional e Relações Públicas
Comunicação Organizacional e Relações Públicas
 
Perspectivas teóricas em RP
Perspectivas teóricas em RPPerspectivas teóricas em RP
Perspectivas teóricas em RP
 
O campo da comunicação no Brasil
O campo da comunicação no BrasilO campo da comunicação no Brasil
O campo da comunicação no Brasil
 
Mass communication research e funcionalismo
Mass communication research e funcionalismoMass communication research e funcionalismo
Mass communication research e funcionalismo
 
Marxismo e comunicação
Marxismo e comunicaçãoMarxismo e comunicação
Marxismo e comunicação
 
A sociologia no brasil
A sociologia no brasilA sociologia no brasil
A sociologia no brasil
 
A sociologia marxista
A sociologia marxistaA sociologia marxista
A sociologia marxista
 
Sociologia: antecedentes e positivismo
Sociologia: antecedentes e positivismoSociologia: antecedentes e positivismo
Sociologia: antecedentes e positivismo
 
A sociologia weberiana
A sociologia weberianaA sociologia weberiana
A sociologia weberiana
 
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959) Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
 
Transformações no vídeo popular
Transformações no vídeo popularTransformações no vídeo popular
Transformações no vídeo popular
 
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
 
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERNAs primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
 
Humberto Mauro
Humberto MauroHumberto Mauro
Humberto Mauro
 

Último

O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 

Último (20)

O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 

Internet na Escola e Inclusão

  • 1. Internet na escola e inclusão
  • 2. Grupo: Cíntia Fernandes Cristina Teles Elaine Franciene Gizelda Jacqueline Alves Marcelina Vanessa Faria
  • 4. O que é cibercultura? Novo ambiente de comunicação Novo espaço de organização Novo espaço de informação Nova forma de conhecimento Nova forma de educação
  • 5. O computador e a internet definem em nossa nova ambiência informacional e dão o tom da nova lógica comunicacional.
  • 7. Flexibilidade e Interatividade
  • 9. TRANSIÇÃO O professor precisará se dar conta de que transitamos da mídia clássica para a mídia on-line
  • 10. Mídia Clássica Jornal Fotografia Cinema Rádio televisão Mídia On-line Mouse Tela tátil Joystick Teclado Etc.
  • 11. Mídia Clássica Leitor Receptor Espectador Mídia On-line Integrante Operador Participante
  • 12. O professor precisará se dar conta do hipertexto próprio da tecnologia digital.
  • 13. A arquitetura não linear das memórias do computador viabiliza textos tridimensionais dotados de uma estrutura dinâmica que os torna manipuláveis interativamente. “ A maneira mais usual de visualizar essa escritura múltipla na tela plana do monitor de vídeo é através de ‘janelas’ (windows) paralelas, que podem ser abertas sempre que necessário, e também através de ‘elos’ (links) que ligam determinadas palavras-chave de um texto a outros disponíveis na memória” (Machado, 1993,p.286 e 288)
  • 14. No ambiente on-line, os sites hipertextuais supõem:
  • 15. a) Intertextualidade: conexões com outros sites ou documentos; b) Intratextualidade: conexões com o mesmo documento; c) Multivocalidade: agregar multiplicidade de pontos de vistas; d) Navegabilidade: ambiente simples e de fácil acesso e transparência nas informações; e) Mixagem: integração de várias linguagens: sons, texto, imagens dinâmicas e estáticas, gráficos, mapas: f) Multimídia: integração de vários suportes midiáticos.
  • 16. O professor precisará se dar conta da interatividade como mudança fundamental do esquema clássico da comunicação.
  • 17. Interatividade é a modalidade comunicacional que ganha centralidade na cibercultura. Exprime a disponibilização consciente de um mais comunicacional de modo expressamente complexo presente na mensagem e previsto pelo emissor, que abre ao receptor possibilidades de responder ao sistema de expressão e de dialogar com ele. Representa um grande salto qualitativo em relação ao modo de comunicação de massa que prevaleceu até o final do século XX. O modo de comunicação interativa ameaça a lógica unívoca da mídia de massa, oxalá como superação do constrangimento da recepção passiva.
  • 18. Na perspectiva da interatividade, o professor pode deixar de ser um transmissor de saberes para converter-se em formulador de problemas, provocador de interrogações, coordenador de equipes de trabalho, sistematizador de experiências e memória viva de uma educação que, em lugar de prender-se à transmissão, valoriza e possibilita o diálogo e a colaboração.
  • 19. INTERFACES: Potencializador na comunicação e aprendizagem.
  • 20. Na informática e na cibercultura a interface ganha o sentido de dispositivo para encontro de duas ou mais faces em atitude comunicacional.
  • 21. A internet comporta diversas interfaces que possibilita aos internautas: Trocas; Intervenções Agregações; Associações; Significações como autoria e co-autoria Integra ainda várias linguagens (sons, textos, fotografia,vídeo);
  • 22. Possibilitando então: interatividade usuário – tecnologia, tecnologia – tecnologia e usuário - usuário
  • 23. As interfaces mais conhecidas são chat, fórum, blog, lista, site e LMS ou AVA
  • 24. Chat – espaço on-line de bate-papo síncrono (com hora marcada) com envio e recepção simultâneos de mensagens textuais e imagéticas. Fórum – é um espaço on-line de discussão em grupo e assíncrono ( textos e imagens ficam disponíveis nesse espaço)
  • 25. Lista – ou lista de discussão – é um espaço on-line que reúne uma comunidade virtual por e-mail. Blog – é um diário on-line no qual o responsável publica histórias, notícias, idéias e imagens.
  • 26. Site – ou sitio da internet é um espaço, ambiente ou lugar na W W W (World Wide Web) que oferece informações sobre determinada empresa, pessoa, instituição ou evento... O site como interface deve reunir pelo menos chat e fórum. LMS (Learning Management System) ou AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) – é um ambiente de gestão e construção integradas de informação, comunicação e aprendizagem on-line.
  • 27. Perspectivas para a educação em nosso tempo.
  • 28. Com a Internet na escola , a educação pode continuar a ser o que ela sempre foi: distribuição de conteúdos empacotados para assimilação e repetição. Estar on-line, ou seja, navegando na internet, não significa que o ambiente de aprendizagem estimula a fazer do hipertexto e da interatividade uma valiosa atitude de cidadão na cibercultura.
  • 29. O professor ainda permanece responsável pela produção e pela transmissão dos conhecimentos, criando possibilidades, as mais interessantes e diversas. Deve propor a construção de conhecimentos disponibilizando um campo de possibilidades de caminhos que se abrem quando elementos são acionados pelos aprendizes. Exemplo: Professora de uma classe de alfabetização do EJA, no Espírito Santo, foi capaz de mobilizar e manter a motivação dos educandos construindo uma proposta pedagógica apropriada aos anseios do grupo.
  • 30. Qual a importância da internet dentro da educação?
  • 31. Qual o sentido da palavra “INTERATIVIDADE” quando refere-se às mudanças no esquema Clássico da comunicação?