SlideShare uma empresa Scribd logo
Interação interdisciplinar na
Unidade de Tratamento Intensivo
Prof.Dr. Daniel Xavier
Coordenador responsável pela fisioterapia na UTI/FCECON
Doutor em Terapia Intensiva pelo Instituto Brasileiro de Terapia IntensivaIBRATI/SP.
Mestre em Terapia intensiva pela IBRATI/SP.
Pós graduado em Fisioterapia em UTI pela Fundação A/C Camargo-Hospital do
Câncer de São Paulo,
Pós-graduado em Neurologia pela UMESP,
Fisioterapia Intensivista - SOBRATI/SP.
Autor do livro “ A fisioterapia onco funcional para a graduação
Fisioterapeuta da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do
Amazonas(FCECON), atuando como responsável técnico da fisioterapia da UTIUnidade de tratamento intensivo.
RDC Nº 07 – ANVISA/2010
• O objetivo é estabelecer padrões mínimos para o
funcionamento das UTIs, visando à redução de
riscos aos pacientes, visitantes, aos profissionais
e ao meio ambiente, incluindo o atendimento de
alta qualidade ao paciente crítico.
• Coordenações e isonomia profissional
A equipe interdisciplinar
• Evolução no papel desempenhado pelas classes
profissionais.
▫ Interdisciplinaridade e divisão equânime de
papéis.
▫ Maior reconhecimento/valorização profissional;
▫ Incremento significativo da responsabilidade
profissional.
Intensivista: O profissional que
salva vidas
Odontologia na UTI
• TRAMITAÇÃO DO PROJETO - PLC 34/2013 - ODONTOLOGIA NA UTI
▫
▫

Art. 1º Esta Lei torna obrigatória a prestação de assistência odontológica a pacientes em regime de
internação hospitalar, aos portadores de doenças crônicas e, ainda, aos atendidos em regime
domiciliar na modalidade home care.
§ 3º Aos pacientes internados em Unidades de Tera-pia Intensiva - UTI a assistência
odontológica será prestada obrigatoriamente por cirurgião-dentista

• Manifestações sistêmicas causadas por microbiota bucal descompensada
Endocardite infecciosa
Bacteremia, Sepse
Diabetes
Abcesso cerebral
Pneumonia
Infecção respiratória
IAM

Risco do aumento de infecções respiratórias para paciente critico
Odontologia na UTI
• IBROI – Instituto Brasileiro de Odontologia
Intensiva.
▫ Aprimoramento em Odontologia Intensiva
▫ Parceria com IAPES – Instituto Amazonense de
Aprimoramento e Ensino em Saúde
Fonoaudiologia

• fonoaudiologia na UTI:
1.Manutenção de vida - porque previne as complicações;

2. Qualidade de vida - uma vez que permite que o paciente
volte a se alimentar pela boca mantendo um suporte
nutricional adequado

• Disfagia na unidade de tratamento intensivo
 Presença 70% em UTI neurológica(Moraes et al,2006)
 A disfagia poderá acarretar
nutricionais,
de
hidratação,
(Rosado,2005)

prejuízos aos aspectos
no
estado
pulmonar
Nutrição na UTI
• O Nutricionista na UTI:
▫ Resposta Imunológica deprimida;
▫ Comprometimento do processo de cicatrização;
▫ Alterações na composição corporal: hidroeletrolítica;
▫ Alterações funcionais nos órgãos;
▫ Ocorrência de úlceras de Pressão e infecções;
▫ Aumento da Morbi-mortalidade;
▫ Prolongamento do tempo de internação;
Psicologia na UTI
• Psicólogo intensivista:
O ambiente da UTI é considerado um local “frio” e
“hostil” em que causa insegurança tanto para o
paciente quanto para a família.
considerando-se as práticas intensivistas na UTI, onde todo
atendimento é sempre norteadopelo imediato, ao se tratar da
singularidade nesse espaço da urgência o sujeito é lançado no
estado inicial de desamparo, um estado que pode se repetir em
qualquer momento da vida, revelando a precariedade e fragilidade
do ser humano.

Santos et al,2012
www.fisioterapiamanaus.com.br
xavierdaniel@hotmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

tratado de enfermagem médico-cirúrgica lewis
tratado de enfermagem médico-cirúrgica lewistratado de enfermagem médico-cirúrgica lewis
tratado de enfermagem médico-cirúrgica lewis
Juninho Spina
 
Conflitos éTicos Em Uti Colorido Com Marcadores Para CóPia
Conflitos éTicos Em Uti Colorido Com Marcadores Para CóPiaConflitos éTicos Em Uti Colorido Com Marcadores Para CóPia
Conflitos éTicos Em Uti Colorido Com Marcadores Para CóPia
galegoo
 
Fisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica UninorteFisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica Uninorte
Daniel Xavier
 
Centro de fisioterapia
Centro de fisioterapiaCentro de fisioterapia
Enferagem em clinica médica em clínica médica
Enferagem em clinica médica em clínica médica Enferagem em clinica médica em clínica médica
Enferagem em clinica médica em clínica médica
Jackson Silva
 
Humanização ações fazem a diferença
Humanização  ações fazem a diferençaHumanização  ações fazem a diferença
Humanização ações fazem a diferença
Associação Viva e Deixe Viver
 
Bases legais da Odontologia do Trabalho
Bases legais da Odontologia do TrabalhoBases legais da Odontologia do Trabalho
Bases legais da Odontologia do Trabalho
Fundecto
 
FISIOTERAPIA INTENSIVA APLICADA AO PACIENTE ONCOLÓGICO
FISIOTERAPIA INTENSIVA APLICADA AO PACIENTE ONCOLÓGICOFISIOTERAPIA INTENSIVA APLICADA AO PACIENTE ONCOLÓGICO
FISIOTERAPIA INTENSIVA APLICADA AO PACIENTE ONCOLÓGICO
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Apostila de clínica cirúrgica
Apostila de clínica cirúrgicaApostila de clínica cirúrgica
Apostila de clínica cirúrgica
André Fidelis
 
Odontologia
OdontologiaOdontologia
Odontologia
John Fjv
 
Humanização na Unidade de terapia intensiva (UTI)
Humanização na Unidade de terapia intensiva (UTI)Humanização na Unidade de terapia intensiva (UTI)
Humanização na Unidade de terapia intensiva (UTI)
Tezin Maciel
 
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologiaInstrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
resenfe2013
 
Enfermagem de Reabilitação
Enfermagem de ReabilitaçãoEnfermagem de Reabilitação
Enfermagem de Reabilitação
Belmiro Rocha
 
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia HospitalarGestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Universidade Norte do Paraná
 
Série faça você mesmo!!!!!
Série faça você mesmo!!!!!Série faça você mesmo!!!!!
Série faça você mesmo!!!!!
Daniel Xavier
 
Sindrome pos uci
Sindrome pos uci Sindrome pos uci
Assistência de Enfermagem nas feridas tumorais
Assistência de Enfermagem nas feridas tumoraisAssistência de Enfermagem nas feridas tumorais
Assistência de Enfermagem nas feridas tumorais
Vivi Medeiros
 
Regina Lattes
Regina LattesRegina Lattes
Regina Lattes
ReginaAraujoSilva
 
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI SlidesHumanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
Cleiton Ribeiro Alves
 
Vera_Redes_de_atencao
Vera_Redes_de_atencaoVera_Redes_de_atencao
Vera_Redes_de_atencao
comunidadedepraticas
 

Mais procurados (20)

tratado de enfermagem médico-cirúrgica lewis
tratado de enfermagem médico-cirúrgica lewistratado de enfermagem médico-cirúrgica lewis
tratado de enfermagem médico-cirúrgica lewis
 
Conflitos éTicos Em Uti Colorido Com Marcadores Para CóPia
Conflitos éTicos Em Uti Colorido Com Marcadores Para CóPiaConflitos éTicos Em Uti Colorido Com Marcadores Para CóPia
Conflitos éTicos Em Uti Colorido Com Marcadores Para CóPia
 
Fisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica UninorteFisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica Uninorte
 
Centro de fisioterapia
Centro de fisioterapiaCentro de fisioterapia
Centro de fisioterapia
 
Enferagem em clinica médica em clínica médica
Enferagem em clinica médica em clínica médica Enferagem em clinica médica em clínica médica
Enferagem em clinica médica em clínica médica
 
Humanização ações fazem a diferença
Humanização  ações fazem a diferençaHumanização  ações fazem a diferença
Humanização ações fazem a diferença
 
Bases legais da Odontologia do Trabalho
Bases legais da Odontologia do TrabalhoBases legais da Odontologia do Trabalho
Bases legais da Odontologia do Trabalho
 
FISIOTERAPIA INTENSIVA APLICADA AO PACIENTE ONCOLÓGICO
FISIOTERAPIA INTENSIVA APLICADA AO PACIENTE ONCOLÓGICOFISIOTERAPIA INTENSIVA APLICADA AO PACIENTE ONCOLÓGICO
FISIOTERAPIA INTENSIVA APLICADA AO PACIENTE ONCOLÓGICO
 
Apostila de clínica cirúrgica
Apostila de clínica cirúrgicaApostila de clínica cirúrgica
Apostila de clínica cirúrgica
 
Odontologia
OdontologiaOdontologia
Odontologia
 
Humanização na Unidade de terapia intensiva (UTI)
Humanização na Unidade de terapia intensiva (UTI)Humanização na Unidade de terapia intensiva (UTI)
Humanização na Unidade de terapia intensiva (UTI)
 
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologiaInstrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
 
Enfermagem de Reabilitação
Enfermagem de ReabilitaçãoEnfermagem de Reabilitação
Enfermagem de Reabilitação
 
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia HospitalarGestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
Gestão e Marketing em Fisioterapia Hospitalar
 
Série faça você mesmo!!!!!
Série faça você mesmo!!!!!Série faça você mesmo!!!!!
Série faça você mesmo!!!!!
 
Sindrome pos uci
Sindrome pos uci Sindrome pos uci
Sindrome pos uci
 
Assistência de Enfermagem nas feridas tumorais
Assistência de Enfermagem nas feridas tumoraisAssistência de Enfermagem nas feridas tumorais
Assistência de Enfermagem nas feridas tumorais
 
Regina Lattes
Regina LattesRegina Lattes
Regina Lattes
 
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI SlidesHumanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
 
Vera_Redes_de_atencao
Vera_Redes_de_atencaoVera_Redes_de_atencao
Vera_Redes_de_atencao
 

Destaque

Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Cleiton Ribeiro Alves
 
Projeto unimed x grastrop reunio 280311 (2)
Projeto unimed x grastrop   reunio 280311 (2)Projeto unimed x grastrop   reunio 280311 (2)
Projeto unimed x grastrop reunio 280311 (2)
Alexandre Vidigal
 
AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTI
AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTIAVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTI
Monitorização do paciente na UTI
Monitorização do paciente na UTIMonitorização do paciente na UTI
Monitorização do paciente na UTI
Fábio Falcão
 
Artigo hospital odontológico uma visão do futuro
Artigo hospital odontológico  uma visão do futuroArtigo hospital odontológico  uma visão do futuro
Artigo hospital odontológico uma visão do futuro
Thiago Dant
 
Perspectiva da Odontologia do Esporte no Mundo
Perspectiva da Odontologia do Esporte no MundoPerspectiva da Odontologia do Esporte no Mundo
Perspectiva da Odontologia do Esporte no Mundo
CETAO
 
PL 2994_15 torna obrigatória a prestação de assistência odontológica a pacien...
PL 2994_15 torna obrigatória a prestação de assistência odontológica a pacien...PL 2994_15 torna obrigatória a prestação de assistência odontológica a pacien...
PL 2994_15 torna obrigatória a prestação de assistência odontológica a pacien...
Claudio Figueiredo
 
Fat sistema informatização hospitalar conip 2007
Fat sistema informatização hospitalar   conip 2007Fat sistema informatização hospitalar   conip 2007
Fat sistema informatização hospitalar conip 2007
Éberli Cabistani Riella
 
Manuseio do tubo "T"
Manuseio do tubo "T"Manuseio do tubo "T"
Atuação do Psicólogo em Unidade Neonatal
Atuação do Psicólogo em Unidade NeonatalAtuação do Psicólogo em Unidade Neonatal
Atuação do Psicólogo em Unidade Neonatal
Maylu Souza
 
ACLS 2010 Prática Rafael Otsuzi
ACLS 2010 Prática Rafael OtsuziACLS 2010 Prática Rafael Otsuzi
ACLS 2010 Prática Rafael Otsuzi
Rafael Otsuzi
 
A C L S e B L S Recomendações
A C L S e  B L S  RecomendaçõesA C L S e  B L S  Recomendações
A C L S e B L S Recomendações
Lázaro Inácio Araújo Rodrigues
 
Empregabilidade e Marketing Pessoal na Fisioterapia
Empregabilidade e Marketing Pessoal na FisioterapiaEmpregabilidade e Marketing Pessoal na Fisioterapia
Empregabilidade e Marketing Pessoal na Fisioterapia
FISIO FERNANDES
 
ABCDE da Fisioterapia em Terapia Intensiva
ABCDE da Fisioterapia em Terapia Intensiva ABCDE da Fisioterapia em Terapia Intensiva
ABCDE da Fisioterapia em Terapia Intensiva
Caio Veloso da Costa, ICU-PT
 
Portadores De Necessidades Especiais
Portadores De Necessidades EspeciaisPortadores De Necessidades Especiais
Portadores De Necessidades Especiais
guest51c78ae
 
Viviane cuidado centrado no paciente e familia psicólogo
Viviane cuidado centrado no paciente e  familia   psicólogoViviane cuidado centrado no paciente e  familia   psicólogo
Viviane cuidado centrado no paciente e familia psicólogo
Anais III Simpie
 
Ventilação mecânica avançada
Ventilação mecânica avançadaVentilação mecânica avançada
Ventilação mecânica avançada
Grupo Ivan Ervilha
 
Desmame ventilatório
Desmame ventilatórioDesmame ventilatório
Urgencias y emergencias en odontología
Urgencias y emergencias en odontologíaUrgencias y emergencias en odontología
Urgencias y emergencias en odontología
Camila Silva
 

Destaque (20)

Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
 
Projeto unimed x grastrop reunio 280311 (2)
Projeto unimed x grastrop   reunio 280311 (2)Projeto unimed x grastrop   reunio 280311 (2)
Projeto unimed x grastrop reunio 280311 (2)
 
AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTI
AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTIAVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTI
AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM UTI
 
Monitorização do paciente na UTI
Monitorização do paciente na UTIMonitorização do paciente na UTI
Monitorização do paciente na UTI
 
Artigo hospital odontológico uma visão do futuro
Artigo hospital odontológico  uma visão do futuroArtigo hospital odontológico  uma visão do futuro
Artigo hospital odontológico uma visão do futuro
 
Perspectiva da Odontologia do Esporte no Mundo
Perspectiva da Odontologia do Esporte no MundoPerspectiva da Odontologia do Esporte no Mundo
Perspectiva da Odontologia do Esporte no Mundo
 
PL 2994_15 torna obrigatória a prestação de assistência odontológica a pacien...
PL 2994_15 torna obrigatória a prestação de assistência odontológica a pacien...PL 2994_15 torna obrigatória a prestação de assistência odontológica a pacien...
PL 2994_15 torna obrigatória a prestação de assistência odontológica a pacien...
 
Fat sistema informatização hospitalar conip 2007
Fat sistema informatização hospitalar   conip 2007Fat sistema informatização hospitalar   conip 2007
Fat sistema informatização hospitalar conip 2007
 
Manuseio do tubo "T"
Manuseio do tubo "T"Manuseio do tubo "T"
Manuseio do tubo "T"
 
Plano de Gestão da Fisioterapia 2013
Plano de Gestão da Fisioterapia 2013Plano de Gestão da Fisioterapia 2013
Plano de Gestão da Fisioterapia 2013
 
Atuação do Psicólogo em Unidade Neonatal
Atuação do Psicólogo em Unidade NeonatalAtuação do Psicólogo em Unidade Neonatal
Atuação do Psicólogo em Unidade Neonatal
 
ACLS 2010 Prática Rafael Otsuzi
ACLS 2010 Prática Rafael OtsuziACLS 2010 Prática Rafael Otsuzi
ACLS 2010 Prática Rafael Otsuzi
 
A C L S e B L S Recomendações
A C L S e  B L S  RecomendaçõesA C L S e  B L S  Recomendações
A C L S e B L S Recomendações
 
Empregabilidade e Marketing Pessoal na Fisioterapia
Empregabilidade e Marketing Pessoal na FisioterapiaEmpregabilidade e Marketing Pessoal na Fisioterapia
Empregabilidade e Marketing Pessoal na Fisioterapia
 
ABCDE da Fisioterapia em Terapia Intensiva
ABCDE da Fisioterapia em Terapia Intensiva ABCDE da Fisioterapia em Terapia Intensiva
ABCDE da Fisioterapia em Terapia Intensiva
 
Portadores De Necessidades Especiais
Portadores De Necessidades EspeciaisPortadores De Necessidades Especiais
Portadores De Necessidades Especiais
 
Viviane cuidado centrado no paciente e familia psicólogo
Viviane cuidado centrado no paciente e  familia   psicólogoViviane cuidado centrado no paciente e  familia   psicólogo
Viviane cuidado centrado no paciente e familia psicólogo
 
Ventilação mecânica avançada
Ventilação mecânica avançadaVentilação mecânica avançada
Ventilação mecânica avançada
 
Desmame ventilatório
Desmame ventilatórioDesmame ventilatório
Desmame ventilatório
 
Urgencias y emergencias en odontología
Urgencias y emergencias en odontologíaUrgencias y emergencias en odontología
Urgencias y emergencias en odontología
 

Semelhante a Interação interdisciplinar na unidade de tratamento intensivo

Caderno de Enfermagem em Ortopedia 2009
Caderno de Enfermagem em Ortopedia 2009Caderno de Enfermagem em Ortopedia 2009
Caderno de Enfermagem em Ortopedia 2009
Letícia Spina Tapia
 
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp0140 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01
Eliziario Leitão
 
Apresentação disciplina BASES DA PROPEDÊUTICA.pptx
Apresentação disciplina BASES DA PROPEDÊUTICA.pptxApresentação disciplina BASES DA PROPEDÊUTICA.pptx
Apresentação disciplina BASES DA PROPEDÊUTICA.pptx
FernandaHelfenstein1
 
Cirurgia bariátrica e fatores relacionados à
Cirurgia bariátrica e fatores relacionados à Cirurgia bariátrica e fatores relacionados à
Cirurgia bariátrica e fatores relacionados à
Anny Dantas
 
ENFERMAGEM 7.pdf
ENFERMAGEM 7.pdfENFERMAGEM 7.pdf
ENFERMAGEM 7.pdf
ArlenoFavacho2
 
Enfermeira Sandra.pdf
Enfermeira Sandra.pdfEnfermeira Sandra.pdf
Enfermeira Sandra.pdf
trabalhosnota10sp
 
ASPECTOS ODONTOLÓGICOS NOS IDOSOS PORTADORES DE ALZHEIMER
ASPECTOS ODONTOLÓGICOS NOS IDOSOS PORTADORES DE ALZHEIMERASPECTOS ODONTOLÓGICOS NOS IDOSOS PORTADORES DE ALZHEIMER
ASPECTOS ODONTOLÓGICOS NOS IDOSOS PORTADORES DE ALZHEIMER
Márcio Borges
 
Folder Institucional
Folder InstitucionalFolder Institucional
Folder Institucional
Rachel Gonçalves
 
Aor 30
Aor 30Aor 30
interdisciplinaridade em odontologia.pptx
interdisciplinaridade em odontologia.pptxinterdisciplinaridade em odontologia.pptx
interdisciplinaridade em odontologia.pptx
KilvioMenesesCosta
 
A importância da assistência à saúde bucal do idoso – principais necessidades...
A importância da assistência à saúde bucal do idoso – principais necessidades...A importância da assistência à saúde bucal do idoso – principais necessidades...
A importância da assistência à saúde bucal do idoso – principais necessidades...
MaurenMorrisson
 
estomoterapia
estomoterapiaestomoterapia
estomoterapia
judicleia silva
 
Cirurgia pré
Cirurgia préCirurgia pré
Cirurgia pré
Icaro Soares
 
A importância do controle mecânico do biofilme dentário para a rotina clínica...
A importância do controle mecânico do biofilme dentário para a rotina clínica...A importância do controle mecânico do biofilme dentário para a rotina clínica...
A importância do controle mecânico do biofilme dentário para a rotina clínica...
Escovas TePe, Produtos higiene bucal
 
aula-rh-2011 (1).pdf
aula-rh-2011 (1).pdfaula-rh-2011 (1).pdf
aula-rh-2011 (1).pdf
Sandra Alecrim Costa Vieira
 
ferida cirúrgica (4).pdf
ferida cirúrgica (4).pdfferida cirúrgica (4).pdf
ferida cirúrgica (4).pdf
Lucilenesantos56
 
Tra
TraTra
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teoricaAULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
HiEster2
 
Preventive strategies in dentistry
Preventive strategies in dentistryPreventive strategies in dentistry
Preventive strategies in dentistry
stranburg
 
Aleitamento: 5a turma de Especialização - Passo 1 SP
Aleitamento: 5a turma de Especialização - Passo 1 SP Aleitamento: 5a turma de Especialização - Passo 1 SP
Aleitamento: 5a turma de Especialização - Passo 1 SP
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 

Semelhante a Interação interdisciplinar na unidade de tratamento intensivo (20)

Caderno de Enfermagem em Ortopedia 2009
Caderno de Enfermagem em Ortopedia 2009Caderno de Enfermagem em Ortopedia 2009
Caderno de Enfermagem em Ortopedia 2009
 
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp0140 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01
 
Apresentação disciplina BASES DA PROPEDÊUTICA.pptx
Apresentação disciplina BASES DA PROPEDÊUTICA.pptxApresentação disciplina BASES DA PROPEDÊUTICA.pptx
Apresentação disciplina BASES DA PROPEDÊUTICA.pptx
 
Cirurgia bariátrica e fatores relacionados à
Cirurgia bariátrica e fatores relacionados à Cirurgia bariátrica e fatores relacionados à
Cirurgia bariátrica e fatores relacionados à
 
ENFERMAGEM 7.pdf
ENFERMAGEM 7.pdfENFERMAGEM 7.pdf
ENFERMAGEM 7.pdf
 
Enfermeira Sandra.pdf
Enfermeira Sandra.pdfEnfermeira Sandra.pdf
Enfermeira Sandra.pdf
 
ASPECTOS ODONTOLÓGICOS NOS IDOSOS PORTADORES DE ALZHEIMER
ASPECTOS ODONTOLÓGICOS NOS IDOSOS PORTADORES DE ALZHEIMERASPECTOS ODONTOLÓGICOS NOS IDOSOS PORTADORES DE ALZHEIMER
ASPECTOS ODONTOLÓGICOS NOS IDOSOS PORTADORES DE ALZHEIMER
 
Folder Institucional
Folder InstitucionalFolder Institucional
Folder Institucional
 
Aor 30
Aor 30Aor 30
Aor 30
 
interdisciplinaridade em odontologia.pptx
interdisciplinaridade em odontologia.pptxinterdisciplinaridade em odontologia.pptx
interdisciplinaridade em odontologia.pptx
 
A importância da assistência à saúde bucal do idoso – principais necessidades...
A importância da assistência à saúde bucal do idoso – principais necessidades...A importância da assistência à saúde bucal do idoso – principais necessidades...
A importância da assistência à saúde bucal do idoso – principais necessidades...
 
estomoterapia
estomoterapiaestomoterapia
estomoterapia
 
Cirurgia pré
Cirurgia préCirurgia pré
Cirurgia pré
 
A importância do controle mecânico do biofilme dentário para a rotina clínica...
A importância do controle mecânico do biofilme dentário para a rotina clínica...A importância do controle mecânico do biofilme dentário para a rotina clínica...
A importância do controle mecânico do biofilme dentário para a rotina clínica...
 
aula-rh-2011 (1).pdf
aula-rh-2011 (1).pdfaula-rh-2011 (1).pdf
aula-rh-2011 (1).pdf
 
ferida cirúrgica (4).pdf
ferida cirúrgica (4).pdfferida cirúrgica (4).pdf
ferida cirúrgica (4).pdf
 
Tra
TraTra
Tra
 
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teoricaAULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
AULA Enf Domiciliar Unid_01 (1), aula teorica
 
Preventive strategies in dentistry
Preventive strategies in dentistryPreventive strategies in dentistry
Preventive strategies in dentistry
 
Aleitamento: 5a turma de Especialização - Passo 1 SP
Aleitamento: 5a turma de Especialização - Passo 1 SP Aleitamento: 5a turma de Especialização - Passo 1 SP
Aleitamento: 5a turma de Especialização - Passo 1 SP
 

Mais de IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde

Mobilização precoce em pacientes críticos
Mobilização precoce em pacientes críticosMobilização precoce em pacientes críticos
Mobilização precoce em pacientes críticos
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Modos ventilatórios
 Modos ventilatórios  Modos ventilatórios
Vm no trauma encefálico e neurointensivismo
Vm no trauma encefálico e neurointensivismoVm no trauma encefálico e neurointensivismo
Vm no trauma encefálico e neurointensivismo
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Nocoes do-metodo-bobath reflexos primitivos
Nocoes do-metodo-bobath reflexos primitivosNocoes do-metodo-bobath reflexos primitivos
Nocoes do-metodo-bobath reflexos primitivos
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Interpretação de curvas na vm
 Interpretação de curvas na vm Interpretação de curvas na vm
A história da Ventilação mecânica
A história da Ventilação mecânicaA história da Ventilação mecânica
Processo de Desmame Ventilatório e Extubação
Processo de Desmame Ventilatório e ExtubaçãoProcesso de Desmame Ventilatório e Extubação
Processo de Desmame Ventilatório e Extubação
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Análie das Estratégias de Ventilação Mecânica na Lesão Pulmonar Aguda e na Sí...
Análie das Estratégias de Ventilação Mecânica na Lesão Pulmonar Aguda e na Sí...Análie das Estratégias de Ventilação Mecânica na Lesão Pulmonar Aguda e na Sí...
Análie das Estratégias de Ventilação Mecânica na Lesão Pulmonar Aguda e na Sí...
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Doença de parkinson a relevância da abordagem fisioterapêutica nas principai...
Doença de parkinson  a relevância da abordagem fisioterapêutica nas principai...Doença de parkinson  a relevância da abordagem fisioterapêutica nas principai...
Doença de parkinson a relevância da abordagem fisioterapêutica nas principai...
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Distúrbios osteomusculares em fisioterapeutas
Distúrbios osteomusculares em fisioterapeutasDistúrbios osteomusculares em fisioterapeutas
Distúrbios osteomusculares em fisioterapeutas
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Benefícios da intervenção fisioterapêutica na esclerose lateral amiotrófica
Benefícios da intervenção fisioterapêutica na esclerose lateral amiotróficaBenefícios da intervenção fisioterapêutica na esclerose lateral amiotrófica
Benefícios da intervenção fisioterapêutica na esclerose lateral amiotrófica
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
A influência do comprometimento neuromotor na aquisição de habilidades em par...
A influência do comprometimento neuromotor na aquisição de habilidades em par...A influência do comprometimento neuromotor na aquisição de habilidades em par...
A influência do comprometimento neuromotor na aquisição de habilidades em par...
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
A importância da propriocepção no esporte
A importância da propriocepção no esporteA importância da propriocepção no esporte
A importância da propriocepção no esporte
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Relevância do hemograma na conduta fisioterapêutica em terapia intensiva
Relevância do hemograma na conduta fisioterapêutica em terapia intensivaRelevância do hemograma na conduta fisioterapêutica em terapia intensiva
Relevância do hemograma na conduta fisioterapêutica em terapia intensiva
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV)
Pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV)Pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV)
Pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV)
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Manobra peep-zeep em Ventilação Mecânica
Manobra peep-zeep em Ventilação MecânicaManobra peep-zeep em Ventilação Mecânica
Manobra peep-zeep em Ventilação Mecânica
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Interação das drogas vasoativas e a fisioterapia em pacientes na Unidade de T...
Interação das drogas vasoativas e a fisioterapia em pacientes na Unidade de T...Interação das drogas vasoativas e a fisioterapia em pacientes na Unidade de T...
Interação das drogas vasoativas e a fisioterapia em pacientes na Unidade de T...
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Esclerose lateral amiotrófica (ELA)
Esclerose lateral amiotrófica (ELA)Esclerose lateral amiotrófica (ELA)
Efeitos da toxicidade de oxigênio no paciente sob ventilação mecânica
Efeitos da toxicidade de oxigênio no paciente sob ventilação mecânicaEfeitos da toxicidade de oxigênio no paciente sob ventilação mecânica
Efeitos da toxicidade de oxigênio no paciente sob ventilação mecânica
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 
Cuidados paliativos em pacientes oncológicos
Cuidados paliativos em pacientes oncológicos Cuidados paliativos em pacientes oncológicos
Cuidados paliativos em pacientes oncológicos
IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
 

Mais de IAPES - Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde (20)

Mobilização precoce em pacientes críticos
Mobilização precoce em pacientes críticosMobilização precoce em pacientes críticos
Mobilização precoce em pacientes críticos
 
Modos ventilatórios
 Modos ventilatórios  Modos ventilatórios
Modos ventilatórios
 
Vm no trauma encefálico e neurointensivismo
Vm no trauma encefálico e neurointensivismoVm no trauma encefálico e neurointensivismo
Vm no trauma encefálico e neurointensivismo
 
Nocoes do-metodo-bobath reflexos primitivos
Nocoes do-metodo-bobath reflexos primitivosNocoes do-metodo-bobath reflexos primitivos
Nocoes do-metodo-bobath reflexos primitivos
 
Interpretação de curvas na vm
 Interpretação de curvas na vm Interpretação de curvas na vm
Interpretação de curvas na vm
 
A história da Ventilação mecânica
A história da Ventilação mecânicaA história da Ventilação mecânica
A história da Ventilação mecânica
 
Processo de Desmame Ventilatório e Extubação
Processo de Desmame Ventilatório e ExtubaçãoProcesso de Desmame Ventilatório e Extubação
Processo de Desmame Ventilatório e Extubação
 
Análie das Estratégias de Ventilação Mecânica na Lesão Pulmonar Aguda e na Sí...
Análie das Estratégias de Ventilação Mecânica na Lesão Pulmonar Aguda e na Sí...Análie das Estratégias de Ventilação Mecânica na Lesão Pulmonar Aguda e na Sí...
Análie das Estratégias de Ventilação Mecânica na Lesão Pulmonar Aguda e na Sí...
 
Doença de parkinson a relevância da abordagem fisioterapêutica nas principai...
Doença de parkinson  a relevância da abordagem fisioterapêutica nas principai...Doença de parkinson  a relevância da abordagem fisioterapêutica nas principai...
Doença de parkinson a relevância da abordagem fisioterapêutica nas principai...
 
Distúrbios osteomusculares em fisioterapeutas
Distúrbios osteomusculares em fisioterapeutasDistúrbios osteomusculares em fisioterapeutas
Distúrbios osteomusculares em fisioterapeutas
 
Benefícios da intervenção fisioterapêutica na esclerose lateral amiotrófica
Benefícios da intervenção fisioterapêutica na esclerose lateral amiotróficaBenefícios da intervenção fisioterapêutica na esclerose lateral amiotrófica
Benefícios da intervenção fisioterapêutica na esclerose lateral amiotrófica
 
A influência do comprometimento neuromotor na aquisição de habilidades em par...
A influência do comprometimento neuromotor na aquisição de habilidades em par...A influência do comprometimento neuromotor na aquisição de habilidades em par...
A influência do comprometimento neuromotor na aquisição de habilidades em par...
 
A importância da propriocepção no esporte
A importância da propriocepção no esporteA importância da propriocepção no esporte
A importância da propriocepção no esporte
 
Relevância do hemograma na conduta fisioterapêutica em terapia intensiva
Relevância do hemograma na conduta fisioterapêutica em terapia intensivaRelevância do hemograma na conduta fisioterapêutica em terapia intensiva
Relevância do hemograma na conduta fisioterapêutica em terapia intensiva
 
Pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV)
Pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV)Pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV)
Pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV)
 
Manobra peep-zeep em Ventilação Mecânica
Manobra peep-zeep em Ventilação MecânicaManobra peep-zeep em Ventilação Mecânica
Manobra peep-zeep em Ventilação Mecânica
 
Interação das drogas vasoativas e a fisioterapia em pacientes na Unidade de T...
Interação das drogas vasoativas e a fisioterapia em pacientes na Unidade de T...Interação das drogas vasoativas e a fisioterapia em pacientes na Unidade de T...
Interação das drogas vasoativas e a fisioterapia em pacientes na Unidade de T...
 
Esclerose lateral amiotrófica (ELA)
Esclerose lateral amiotrófica (ELA)Esclerose lateral amiotrófica (ELA)
Esclerose lateral amiotrófica (ELA)
 
Efeitos da toxicidade de oxigênio no paciente sob ventilação mecânica
Efeitos da toxicidade de oxigênio no paciente sob ventilação mecânicaEfeitos da toxicidade de oxigênio no paciente sob ventilação mecânica
Efeitos da toxicidade de oxigênio no paciente sob ventilação mecânica
 
Cuidados paliativos em pacientes oncológicos
Cuidados paliativos em pacientes oncológicos Cuidados paliativos em pacientes oncológicos
Cuidados paliativos em pacientes oncológicos
 

Interação interdisciplinar na unidade de tratamento intensivo

  • 1. Interação interdisciplinar na Unidade de Tratamento Intensivo Prof.Dr. Daniel Xavier Coordenador responsável pela fisioterapia na UTI/FCECON
  • 2. Doutor em Terapia Intensiva pelo Instituto Brasileiro de Terapia IntensivaIBRATI/SP. Mestre em Terapia intensiva pela IBRATI/SP. Pós graduado em Fisioterapia em UTI pela Fundação A/C Camargo-Hospital do Câncer de São Paulo, Pós-graduado em Neurologia pela UMESP, Fisioterapia Intensivista - SOBRATI/SP. Autor do livro “ A fisioterapia onco funcional para a graduação Fisioterapeuta da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas(FCECON), atuando como responsável técnico da fisioterapia da UTIUnidade de tratamento intensivo.
  • 3. RDC Nº 07 – ANVISA/2010 • O objetivo é estabelecer padrões mínimos para o funcionamento das UTIs, visando à redução de riscos aos pacientes, visitantes, aos profissionais e ao meio ambiente, incluindo o atendimento de alta qualidade ao paciente crítico. • Coordenações e isonomia profissional
  • 4. A equipe interdisciplinar • Evolução no papel desempenhado pelas classes profissionais. ▫ Interdisciplinaridade e divisão equânime de papéis. ▫ Maior reconhecimento/valorização profissional; ▫ Incremento significativo da responsabilidade profissional.
  • 6. Odontologia na UTI • TRAMITAÇÃO DO PROJETO - PLC 34/2013 - ODONTOLOGIA NA UTI ▫ ▫ Art. 1º Esta Lei torna obrigatória a prestação de assistência odontológica a pacientes em regime de internação hospitalar, aos portadores de doenças crônicas e, ainda, aos atendidos em regime domiciliar na modalidade home care. § 3º Aos pacientes internados em Unidades de Tera-pia Intensiva - UTI a assistência odontológica será prestada obrigatoriamente por cirurgião-dentista • Manifestações sistêmicas causadas por microbiota bucal descompensada Endocardite infecciosa Bacteremia, Sepse Diabetes Abcesso cerebral Pneumonia Infecção respiratória IAM Risco do aumento de infecções respiratórias para paciente critico
  • 7. Odontologia na UTI • IBROI – Instituto Brasileiro de Odontologia Intensiva. ▫ Aprimoramento em Odontologia Intensiva ▫ Parceria com IAPES – Instituto Amazonense de Aprimoramento e Ensino em Saúde
  • 8. Fonoaudiologia • fonoaudiologia na UTI: 1.Manutenção de vida - porque previne as complicações; 2. Qualidade de vida - uma vez que permite que o paciente volte a se alimentar pela boca mantendo um suporte nutricional adequado • Disfagia na unidade de tratamento intensivo  Presença 70% em UTI neurológica(Moraes et al,2006)  A disfagia poderá acarretar nutricionais, de hidratação, (Rosado,2005) prejuízos aos aspectos no estado pulmonar
  • 9. Nutrição na UTI • O Nutricionista na UTI: ▫ Resposta Imunológica deprimida; ▫ Comprometimento do processo de cicatrização; ▫ Alterações na composição corporal: hidroeletrolítica; ▫ Alterações funcionais nos órgãos; ▫ Ocorrência de úlceras de Pressão e infecções; ▫ Aumento da Morbi-mortalidade; ▫ Prolongamento do tempo de internação;
  • 10. Psicologia na UTI • Psicólogo intensivista: O ambiente da UTI é considerado um local “frio” e “hostil” em que causa insegurança tanto para o paciente quanto para a família. considerando-se as práticas intensivistas na UTI, onde todo atendimento é sempre norteadopelo imediato, ao se tratar da singularidade nesse espaço da urgência o sujeito é lançado no estado inicial de desamparo, um estado que pode se repetir em qualquer momento da vida, revelando a precariedade e fragilidade do ser humano. Santos et al,2012