SlideShare uma empresa Scribd logo
Inteligência Coletiva
sob a ótica de Pierre Lévy
Ms. Aline Corso
O que é inteligência coletiva?
“É uma inteligência distribuída por toda parte,
incessantemente valorizada, coordenada em
tempo real, que resulta em uma mobilização
efetiva das competências.”
(LÉVY, 2007).
Podemos acrescentar a esta definição ...
“… o reconhecimento das habilidades que se
distribuem nos indivíduos, a fim de coordená-las
para serem usadas em prol da coletividade. A
coordenação dos inteligentes coletivos ocorre
com a utilização das tecnologias da informação
e comunicação” (BEMBEM; SANTOS, 2013).
“... mesmo que eu deva me informar e
dialogar, mesmo que possa aprender do
outro, jamais saberei tudo o que
ele sabe”
(LÉVY, 2007).
A inteligência coletiva não tem que ser criada, ela já
existe e está por toda parte...
A inteligência coletiva existe na natureza, nos
pássaros, abelhas, peixes, formigas, etc. Há nos seres
vivos cooperação para solucionar problemas em
conjunto.
E nas pessoas?
A inteligência coletiva das pessoas é
especial porque existe a linguagem
que nos permite perguntar, dialogar,
contar histórias e a consciência, que
nos possibilita refletir sobre nós
mesmos e nossas relações.
A humanidade inventou diferentes linguagens e
tecnologias para expressar as suas formas de sentir,
pensar, compartilhar conhecimentos e aumentar a
inteligência coletiva.
Vamos refletir sobre algumas
delas?
Oralidade
Antigamente
nossas conversas
só aconteciam
“de boca”,
ou seja,
oralmente.
Escrita
Em seguida surgiram a escrita e o papel.
A escrita expandiu a nossa memória.
Imprensa
Também criamos a imprensa que
possibilitou que os saberes produzidos
pudessem ser compartilhados com um
número maior de pessoas. A partir dela
foi possível produzir (e reproduzir)
livros, jornais e revistas.
Digital
Agora manipulamos os bits e bytes* nas
plataformas digitais colaborativas.
Nossa possibilidade de compartilhar o
que pensamos, fazemos, sentimos e
produzimos é ampliada ainda mais com
as novas tecnologias.
*As capacidades de armazenamento dos suportes de memória são medidas
em bits (unidade de codificação elementar: 0 ou 1) ou em bytes (8 bits). O
byte corresponde ao espaço de memória necessário para codificar um
caracter alfabético. Um kilobyte (Kb) = 1.000 bytes. Um megabyte (Mb) =
1.000.000 bytes. Um gigabyte (Gb) = 1.000.000.000 bytes
(LÉVY, Pierre. O Que é Virtual? Rio de Janeiro: Editora 34, 1996).
A relação com as tecnologias de
comunicação podem melhorar
nossos processos cognitivos
A escrita, a imprensa e a internet contribuem para
aumentar nossa capacidade de percepção,
inteligência e memória, por exemplo.
Percepção
Quando acessamos músicas
produzidas em todo o planeta, em
jornais de todos os países ou
quando temos a possibilidade de
conversar com pessoas de
qualquer continente, temos a
oportunidade de ampliar os
sentidos que construímos para
nossa realidade. Isso amplia nossa
percepção.
A cada nova tecnologia inventada para
ampliação dos processos de
comunicação a humanidade torna-se
mais inteligente! Isso por que elas
possibilitam ampliação da capacidade
reflexiva e da consciência das pessoas e
das comunidades. As máquinas são
apenas um meio para
isso ocorrer.
Inteligência
Memória
O registro e o compartilhamento das
ideias e das experiências das pessoas e
dos coletivos vêm possibilitando um
aumento da memória da humana. O
acesso a produção de saberes
construídos ao longo da história
possibilitou a invenção de
conhecimentos cada vez mais
poderosos. A construção da ciência é
um exemplo disso.
A inteligência coletiva é produzida nas
relações de colaboração.
Os computadores distribuem nossa
inteligência pela rede. Quando
interagimos pelas plataformas digitais,
ampliamos as possibilidades de conexão.
E nas comunidades virtuais, podemos
influenciar a prática do outro.
Redes Virtuais
Relação
O saber está na humanidade, e todos as pessoas participam
oferecendo e produzindo conhecimento; todos são autores,
editores, críticos e bibliotecários. As relações são baseadas na
valorização dos sujeitos e de suas habilidades.
Relação
Nossas ações podem influenciar e ser
percebidas pelo outro por meio de
palavras-chave, conhecidas como tags
e hashtags, pelos links que
compartilhamos, pelas nossas curtidas
e até mesmo pelas compras que
fazemos.
Empoderamento
Toda ação que realizamos na rede
transforma o sistema de relações dessa
rede. Essa interdependência confere
poder aos usuários que têm a
possibilidade de influenciar a prática dos
demais.
Propósito
Quando você faz alguma coisa online,
você faz para si, mas organiza para os
demais. Por isso, verifique as fontes de
informação antes de compartilhar e
verifique se não há plágio. Você
também é responsável pelo conteúdo
que compartilha.
Ética
Em uma rede nunca estamos sós e de
alguma forma o que fazemos pode
contribuir para construção de
conhecimentos e memória comum ou
dificultá-la. Dessa forma é muito
importante considerar o que os outros
dizem ou já disseram nos ambientes em
que você participa e promover o
diálogo.
“A inteligência coletiva possui um
aspecto teórico que exige pensamento
crítico e reflexivo para compreender o
todo. Em paralelo, há o aspecto prático
que exige habilidades particulares a
serem adquiridas.”
“Postulemos explícita, aberta e
publicamente o aprendizado
recíproco como mediação das
relações entre os homens
(...)
quem é o outro? É alguém que sabe.
E que sabe as coisas que eu não sei
(...)
Poderei associar minhas
competências às suas, de tal
modo que atuemos melhor juntos
que separados ”
Pierre Lévy (2007, p. 27).
Referência Bibliográfica:
LEVY, Pierre. A Inteligência Coletiva: por uma antropologia do
ciberespaço. São Paulo, Edições Loyola, 2007.
Material cedido por:
Comunidade de Práticas/Aline Corso
Adaptado por:
Aline Corso

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cibercultura - Pierre LÉvy - Decupando e comentando o livro
Cibercultura -   Pierre LÉvy - Decupando e comentando o livroCibercultura -   Pierre LÉvy - Decupando e comentando o livro
Cibercultura - Pierre LÉvy - Decupando e comentando o livro
Carlos Nepomuceno (Nepô)
 
Cultura De Midia E Cultura Digital
Cultura De Midia E Cultura DigitalCultura De Midia E Cultura Digital
Cultura De Midia E Cultura Digital
Janine Barbosa
 
Modulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava CiberculturaModulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava Cibercultura
Amaro Braga
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
Andrea Alves
 
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativasCibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Andreia Regina Moura Mendes
 
Cibercultura e redes sociais - aula 01
Cibercultura e redes sociais - aula 01Cibercultura e redes sociais - aula 01
Cibercultura e redes sociais - aula 01
MBA em Marketing Digital e Gestão de Projetos Web
 
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
Andreia Regina Moura Mendes
 
Em direção a uma ciberdemocracia planetária
Em direção a uma ciberdemocracia planetáriaEm direção a uma ciberdemocracia planetária
Em direção a uma ciberdemocracia planetária
Jose Mendes
 
Módulo 1 cultura digital
Módulo 1   cultura digitalMódulo 1   cultura digital
Módulo 1 cultura digital
Thiago Skárnio
 
O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?
Aline Corso
 
Introdução a cibercultura
Introdução a ciberculturaIntrodução a cibercultura
Introdução a cibercultura
Aline Corso
 
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
MBA em Marketing Digital e Gestão de Projetos Web
 
Slide cibercultura
Slide ciberculturaSlide cibercultura
Slide cibercultura
carvalhovandi
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
Thiane Paula
 
Introdução a cultura digital
Introdução a cultura digitalIntrodução a cultura digital
Introdução a cultura digital
Aline Corso
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
Danilamim
 
Inteligência Coletiva
Inteligência ColetivaInteligência Coletiva
Inteligência Coletiva
Elvis Fusco
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
Alan Vasconcelos
 
Cultura digital e cibercultura
Cultura digital e ciberculturaCultura digital e cibercultura
Cultura digital e cibercultura
MartaBrito13
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
celyassis
 

Mais procurados (20)

Cibercultura - Pierre LÉvy - Decupando e comentando o livro
Cibercultura -   Pierre LÉvy - Decupando e comentando o livroCibercultura -   Pierre LÉvy - Decupando e comentando o livro
Cibercultura - Pierre LÉvy - Decupando e comentando o livro
 
Cultura De Midia E Cultura Digital
Cultura De Midia E Cultura DigitalCultura De Midia E Cultura Digital
Cultura De Midia E Cultura Digital
 
Modulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava CiberculturaModulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava Cibercultura
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativasCibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
 
Cibercultura e redes sociais - aula 01
Cibercultura e redes sociais - aula 01Cibercultura e redes sociais - aula 01
Cibercultura e redes sociais - aula 01
 
Cibercultura e educação
Cibercultura e educação Cibercultura e educação
Cibercultura e educação
 
Em direção a uma ciberdemocracia planetária
Em direção a uma ciberdemocracia planetáriaEm direção a uma ciberdemocracia planetária
Em direção a uma ciberdemocracia planetária
 
Módulo 1 cultura digital
Módulo 1   cultura digitalMódulo 1   cultura digital
Módulo 1 cultura digital
 
O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?
 
Introdução a cibercultura
Introdução a ciberculturaIntrodução a cibercultura
Introdução a cibercultura
 
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
 
Slide cibercultura
Slide ciberculturaSlide cibercultura
Slide cibercultura
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Introdução a cultura digital
Introdução a cultura digitalIntrodução a cultura digital
Introdução a cultura digital
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Inteligência Coletiva
Inteligência ColetivaInteligência Coletiva
Inteligência Coletiva
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Cultura digital e cibercultura
Cultura digital e ciberculturaCultura digital e cibercultura
Cultura digital e cibercultura
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 

Semelhante a Inteligência coletiva sob a ótica de Lévy

Apresentação inteligência coletiva
Apresentação inteligência coletivaApresentação inteligência coletiva
Apresentação inteligência coletiva
comunidadedepraticas
 
2.3.4.
2.3.4. 2.3.4.
Ambientes colaborativos
Ambientes colaborativosAmbientes colaborativos
Ambientes colaborativos
Ana Carolina Simionato
 
Ambientes Colaborativos
Ambientes ColaborativosAmbientes Colaborativos
Ambientes Colaborativos
Jaider Andrade Ferreira
 
Aula pos edu_1_meios
Aula pos edu_1_meiosAula pos edu_1_meios
Aula pos edu_1_meios
rauzis
 
Comunidades virtuais de aprendizagem
Comunidades virtuais de aprendizagem Comunidades virtuais de aprendizagem
Comunidades virtuais de aprendizagem
AndreiaZilber
 
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...
Monitor Científico FaBCI
 
As tecnologias da_inteligencia
As tecnologias da_inteligenciaAs tecnologias da_inteligencia
As tecnologias da_inteligencia
Daniela Carvalho
 
Tecnologia Educacional
Tecnologia EducacionalTecnologia Educacional
Tecnologia Educacional
Juliana Baino
 
Informática Educativa Dois
Informática Educativa DoisInformática Educativa Dois
Informática Educativa Dois
Talitha21
 
Redação digital
Redação digitalRedação digital
Redação digital
Bruna Moreira
 
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimentoPapel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Roberto C. S. Pacheco
 
Web 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
Web 2.0 e Aprendizagem ColaborativaWeb 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
Web 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
MP Cidadania
 
Aula 2 cibercultura: informação e conhecimento
Aula 2 cibercultura: informação e conhecimentoAula 2 cibercultura: informação e conhecimento
Aula 2 cibercultura: informação e conhecimento
Carlos Alves
 
Redes e Conectivismo
Redes e ConectivismoRedes e Conectivismo
Redes e Conectivismo
Thiago Petra
 
Apresentacao da tematica
Apresentacao da tematicaApresentacao da tematica
Apresentacao da tematica
Margarida Costa
 
Presentation reseaux-sociaux
Presentation reseaux-sociauxPresentation reseaux-sociaux
Presentation reseaux-sociaux
Sapato 43
 
Mobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociaisMobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociais
Alynne Cid
 
Aula 6 14_04_11_cva
Aula 6 14_04_11_cvaAula 6 14_04_11_cva
Aula 6 14_04_11_cva
Danilo
 
Pierre Lévy - entrevista com comentários
Pierre Lévy - entrevista com comentáriosPierre Lévy - entrevista com comentários
Pierre Lévy - entrevista com comentários
Carlos Nepomuceno (Nepô)
 

Semelhante a Inteligência coletiva sob a ótica de Lévy (20)

Apresentação inteligência coletiva
Apresentação inteligência coletivaApresentação inteligência coletiva
Apresentação inteligência coletiva
 
2.3.4.
2.3.4. 2.3.4.
2.3.4.
 
Ambientes colaborativos
Ambientes colaborativosAmbientes colaborativos
Ambientes colaborativos
 
Ambientes Colaborativos
Ambientes ColaborativosAmbientes Colaborativos
Ambientes Colaborativos
 
Aula pos edu_1_meios
Aula pos edu_1_meiosAula pos edu_1_meios
Aula pos edu_1_meios
 
Comunidades virtuais de aprendizagem
Comunidades virtuais de aprendizagem Comunidades virtuais de aprendizagem
Comunidades virtuais de aprendizagem
 
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...
O profissional da informação na sociedade do conhecimento mediadores e intera...
 
As tecnologias da_inteligencia
As tecnologias da_inteligenciaAs tecnologias da_inteligencia
As tecnologias da_inteligencia
 
Tecnologia Educacional
Tecnologia EducacionalTecnologia Educacional
Tecnologia Educacional
 
Informática Educativa Dois
Informática Educativa DoisInformática Educativa Dois
Informática Educativa Dois
 
Redação digital
Redação digitalRedação digital
Redação digital
 
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimentoPapel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
 
Web 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
Web 2.0 e Aprendizagem ColaborativaWeb 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
Web 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
 
Aula 2 cibercultura: informação e conhecimento
Aula 2 cibercultura: informação e conhecimentoAula 2 cibercultura: informação e conhecimento
Aula 2 cibercultura: informação e conhecimento
 
Redes e Conectivismo
Redes e ConectivismoRedes e Conectivismo
Redes e Conectivismo
 
Apresentacao da tematica
Apresentacao da tematicaApresentacao da tematica
Apresentacao da tematica
 
Presentation reseaux-sociaux
Presentation reseaux-sociauxPresentation reseaux-sociaux
Presentation reseaux-sociaux
 
Mobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociaisMobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociais
 
Aula 6 14_04_11_cva
Aula 6 14_04_11_cvaAula 6 14_04_11_cva
Aula 6 14_04_11_cva
 
Pierre Lévy - entrevista com comentários
Pierre Lévy - entrevista com comentáriosPierre Lévy - entrevista com comentários
Pierre Lévy - entrevista com comentários
 

Mais de Aline Corso

A(narqueologia) entre ruína e (re)construção: intersecções dos legados arquit...
A(narqueologia) entre ruína e (re)construção: intersecções dos legados arquit...A(narqueologia) entre ruína e (re)construção: intersecções dos legados arquit...
A(narqueologia) entre ruína e (re)construção: intersecções dos legados arquit...
Aline Corso
 
Seminário discente ufrgs 2019
Seminário discente ufrgs 2019Seminário discente ufrgs 2019
Seminário discente ufrgs 2019
Aline Corso
 
VII Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG - artigo
VII Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG - artigoVII Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG - artigo
VII Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG - artigo
Aline Corso
 
Apresentação comercial
Apresentação comercialApresentação comercial
Apresentação comercial
Aline Corso
 
Apresentação XII Abciber
Apresentação XII AbciberApresentação XII Abciber
Apresentação XII Abciber
Aline Corso
 
Planejamento de marketing
Planejamento de marketingPlanejamento de marketing
Planejamento de marketing
Aline Corso
 
Marketing digital em 2019 - as maiores tendencias
Marketing digital em 2019 - as maiores tendenciasMarketing digital em 2019 - as maiores tendencias
Marketing digital em 2019 - as maiores tendencias
Aline Corso
 
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019
Aline Corso
 
Seminário discente Epistemologia da Comunicação
Seminário discente Epistemologia da ComunicaçãoSeminário discente Epistemologia da Comunicação
Seminário discente Epistemologia da Comunicação
Aline Corso
 
Dia mundial da criatividade 2019
Dia mundial da criatividade 2019 Dia mundial da criatividade 2019
Dia mundial da criatividade 2019
Aline Corso
 
Atividade avaliativa - Comunicação Digital
Atividade avaliativa - Comunicação DigitalAtividade avaliativa - Comunicação Digital
Atividade avaliativa - Comunicação Digital
Aline Corso
 
Atividade avaliativa - Comportamento do Consumidor
Atividade avaliativa - Comportamento do ConsumidorAtividade avaliativa - Comportamento do Consumidor
Atividade avaliativa - Comportamento do Consumidor
Aline Corso
 
Atividade avaliativa - comunicação digital e multimeios
Atividade avaliativa  - comunicação digital e multimeiosAtividade avaliativa  - comunicação digital e multimeios
Atividade avaliativa - comunicação digital e multimeios
Aline Corso
 
Atividade avaliativa - design digital
Atividade avaliativa  - design digitalAtividade avaliativa  - design digital
Atividade avaliativa - design digital
Aline Corso
 
A promoção da área da saúde nas redes sociais
A promoção da área da saúde nas redes sociaisA promoção da área da saúde nas redes sociais
A promoção da área da saúde nas redes sociais
Aline Corso
 
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificial
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificialO futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificial
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificial
Aline Corso
 
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e Propaganda
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e PropagandaQuestões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e Propaganda
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e Propaganda
Aline Corso
 
Vigilância
VigilânciaVigilância
Vigilância
Aline Corso
 
Videogame é arte?
Videogame é arte?Videogame é arte?
Videogame é arte?
Aline Corso
 
O consumidor brasileiro
O consumidor brasileiroO consumidor brasileiro
O consumidor brasileiro
Aline Corso
 

Mais de Aline Corso (20)

A(narqueologia) entre ruína e (re)construção: intersecções dos legados arquit...
A(narqueologia) entre ruína e (re)construção: intersecções dos legados arquit...A(narqueologia) entre ruína e (re)construção: intersecções dos legados arquit...
A(narqueologia) entre ruína e (re)construção: intersecções dos legados arquit...
 
Seminário discente ufrgs 2019
Seminário discente ufrgs 2019Seminário discente ufrgs 2019
Seminário discente ufrgs 2019
 
VII Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG - artigo
VII Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG - artigoVII Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG - artigo
VII Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG - artigo
 
Apresentação comercial
Apresentação comercialApresentação comercial
Apresentação comercial
 
Apresentação XII Abciber
Apresentação XII AbciberApresentação XII Abciber
Apresentação XII Abciber
 
Planejamento de marketing
Planejamento de marketingPlanejamento de marketing
Planejamento de marketing
 
Marketing digital em 2019 - as maiores tendencias
Marketing digital em 2019 - as maiores tendenciasMarketing digital em 2019 - as maiores tendencias
Marketing digital em 2019 - as maiores tendencias
 
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019
 
Seminário discente Epistemologia da Comunicação
Seminário discente Epistemologia da ComunicaçãoSeminário discente Epistemologia da Comunicação
Seminário discente Epistemologia da Comunicação
 
Dia mundial da criatividade 2019
Dia mundial da criatividade 2019 Dia mundial da criatividade 2019
Dia mundial da criatividade 2019
 
Atividade avaliativa - Comunicação Digital
Atividade avaliativa - Comunicação DigitalAtividade avaliativa - Comunicação Digital
Atividade avaliativa - Comunicação Digital
 
Atividade avaliativa - Comportamento do Consumidor
Atividade avaliativa - Comportamento do ConsumidorAtividade avaliativa - Comportamento do Consumidor
Atividade avaliativa - Comportamento do Consumidor
 
Atividade avaliativa - comunicação digital e multimeios
Atividade avaliativa  - comunicação digital e multimeiosAtividade avaliativa  - comunicação digital e multimeios
Atividade avaliativa - comunicação digital e multimeios
 
Atividade avaliativa - design digital
Atividade avaliativa  - design digitalAtividade avaliativa  - design digital
Atividade avaliativa - design digital
 
A promoção da área da saúde nas redes sociais
A promoção da área da saúde nas redes sociaisA promoção da área da saúde nas redes sociais
A promoção da área da saúde nas redes sociais
 
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificial
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificialO futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificial
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificial
 
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e Propaganda
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e PropagandaQuestões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e Propaganda
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e Propaganda
 
Vigilância
VigilânciaVigilância
Vigilância
 
Videogame é arte?
Videogame é arte?Videogame é arte?
Videogame é arte?
 
O consumidor brasileiro
O consumidor brasileiroO consumidor brasileiro
O consumidor brasileiro
 

Último

1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 

Último (20)

1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 

Inteligência coletiva sob a ótica de Lévy

  • 1. Inteligência Coletiva sob a ótica de Pierre Lévy Ms. Aline Corso
  • 2. O que é inteligência coletiva? “É uma inteligência distribuída por toda parte, incessantemente valorizada, coordenada em tempo real, que resulta em uma mobilização efetiva das competências.” (LÉVY, 2007).
  • 3. Podemos acrescentar a esta definição ... “… o reconhecimento das habilidades que se distribuem nos indivíduos, a fim de coordená-las para serem usadas em prol da coletividade. A coordenação dos inteligentes coletivos ocorre com a utilização das tecnologias da informação e comunicação” (BEMBEM; SANTOS, 2013).
  • 4. “... mesmo que eu deva me informar e dialogar, mesmo que possa aprender do outro, jamais saberei tudo o que ele sabe” (LÉVY, 2007).
  • 5. A inteligência coletiva não tem que ser criada, ela já existe e está por toda parte... A inteligência coletiva existe na natureza, nos pássaros, abelhas, peixes, formigas, etc. Há nos seres vivos cooperação para solucionar problemas em conjunto.
  • 6.
  • 7. E nas pessoas? A inteligência coletiva das pessoas é especial porque existe a linguagem que nos permite perguntar, dialogar, contar histórias e a consciência, que nos possibilita refletir sobre nós mesmos e nossas relações.
  • 8. A humanidade inventou diferentes linguagens e tecnologias para expressar as suas formas de sentir, pensar, compartilhar conhecimentos e aumentar a inteligência coletiva. Vamos refletir sobre algumas delas?
  • 10. Escrita Em seguida surgiram a escrita e o papel. A escrita expandiu a nossa memória.
  • 11. Imprensa Também criamos a imprensa que possibilitou que os saberes produzidos pudessem ser compartilhados com um número maior de pessoas. A partir dela foi possível produzir (e reproduzir) livros, jornais e revistas.
  • 12. Digital Agora manipulamos os bits e bytes* nas plataformas digitais colaborativas. Nossa possibilidade de compartilhar o que pensamos, fazemos, sentimos e produzimos é ampliada ainda mais com as novas tecnologias. *As capacidades de armazenamento dos suportes de memória são medidas em bits (unidade de codificação elementar: 0 ou 1) ou em bytes (8 bits). O byte corresponde ao espaço de memória necessário para codificar um caracter alfabético. Um kilobyte (Kb) = 1.000 bytes. Um megabyte (Mb) = 1.000.000 bytes. Um gigabyte (Gb) = 1.000.000.000 bytes (LÉVY, Pierre. O Que é Virtual? Rio de Janeiro: Editora 34, 1996).
  • 13. A relação com as tecnologias de comunicação podem melhorar nossos processos cognitivos A escrita, a imprensa e a internet contribuem para aumentar nossa capacidade de percepção, inteligência e memória, por exemplo.
  • 14. Percepção Quando acessamos músicas produzidas em todo o planeta, em jornais de todos os países ou quando temos a possibilidade de conversar com pessoas de qualquer continente, temos a oportunidade de ampliar os sentidos que construímos para nossa realidade. Isso amplia nossa percepção.
  • 15. A cada nova tecnologia inventada para ampliação dos processos de comunicação a humanidade torna-se mais inteligente! Isso por que elas possibilitam ampliação da capacidade reflexiva e da consciência das pessoas e das comunidades. As máquinas são apenas um meio para isso ocorrer. Inteligência
  • 16. Memória O registro e o compartilhamento das ideias e das experiências das pessoas e dos coletivos vêm possibilitando um aumento da memória da humana. O acesso a produção de saberes construídos ao longo da história possibilitou a invenção de conhecimentos cada vez mais poderosos. A construção da ciência é um exemplo disso.
  • 17. A inteligência coletiva é produzida nas relações de colaboração.
  • 18. Os computadores distribuem nossa inteligência pela rede. Quando interagimos pelas plataformas digitais, ampliamos as possibilidades de conexão. E nas comunidades virtuais, podemos influenciar a prática do outro. Redes Virtuais
  • 19. Relação O saber está na humanidade, e todos as pessoas participam oferecendo e produzindo conhecimento; todos são autores, editores, críticos e bibliotecários. As relações são baseadas na valorização dos sujeitos e de suas habilidades.
  • 20. Relação Nossas ações podem influenciar e ser percebidas pelo outro por meio de palavras-chave, conhecidas como tags e hashtags, pelos links que compartilhamos, pelas nossas curtidas e até mesmo pelas compras que fazemos.
  • 21. Empoderamento Toda ação que realizamos na rede transforma o sistema de relações dessa rede. Essa interdependência confere poder aos usuários que têm a possibilidade de influenciar a prática dos demais.
  • 22. Propósito Quando você faz alguma coisa online, você faz para si, mas organiza para os demais. Por isso, verifique as fontes de informação antes de compartilhar e verifique se não há plágio. Você também é responsável pelo conteúdo que compartilha.
  • 23. Ética Em uma rede nunca estamos sós e de alguma forma o que fazemos pode contribuir para construção de conhecimentos e memória comum ou dificultá-la. Dessa forma é muito importante considerar o que os outros dizem ou já disseram nos ambientes em que você participa e promover o diálogo.
  • 24. “A inteligência coletiva possui um aspecto teórico que exige pensamento crítico e reflexivo para compreender o todo. Em paralelo, há o aspecto prático que exige habilidades particulares a serem adquiridas.”
  • 25. “Postulemos explícita, aberta e publicamente o aprendizado recíproco como mediação das relações entre os homens (...) quem é o outro? É alguém que sabe. E que sabe as coisas que eu não sei (...) Poderei associar minhas competências às suas, de tal modo que atuemos melhor juntos que separados ” Pierre Lévy (2007, p. 27).
  • 26.
  • 27. Referência Bibliográfica: LEVY, Pierre. A Inteligência Coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo, Edições Loyola, 2007. Material cedido por: Comunidade de Práticas/Aline Corso Adaptado por: Aline Corso